Issuu on Google+

Tempo da Graรงa de Deus Online

- Julho/2011 -


Tempo da Graça de Deus Online

JEOVÁ ROFECHÁ «O reparador de brechas e restaurador de caminhos...» Isaías 58.12

Sem sombra de dúvidas, como igreja nesta cidade, vivemos um momento novo. Uma igreja que através de seus pastores tem procurado caminhar juntos, respeitando a liturgia de cada grupo e orando uns pelos outros temos conseguido caminhar em unidade; através da Marcha para Jesus, da Ceia da unidade, da corrida da Tocha, Vigílias e Orações. Naturalmente que ainda são eventos esporádicos, mas creio que é um embrião através do qual o Espírito Santo, já está trabalhando para a restauração de uma nova Igreja na cidade, não denominacional, mas como na visão do profeta Ezequiel 37, cada osso ajuntando ao seu osso, deixou de ser um monte de ossos, e mediante a palavra profética se tornaram um Grande Exército. Êxodo 37:10. E agora nos meses de junho e julho este processo de unidade estará se fortalecendo de uma forma organizada pela AMEP, como a troca de púlpito através da ministração da Palavra, estabelecendo ainda mais o vinculo da unidade. Normalmente o pastor tem ido com um bom número de irmãos, que tem sido uma benção, pois a comunhão não fica só entre pastores. Creio que neste mês, em especial, aproveitando este momento rico que Deus esta nos proporcionando, devemos profetizar a palavra de Jeremias 33:6-9 “Todavia trarei restauração e cura para ela; curarei o meu

povo e lhe darei muita prosperidade e segurança. Mudarei a sorte de Judá e de Israel e os reconstruirei como antigamente. Eu os purificarei de todo o pecado que cometeram contra mim e perdoarei todos os seus pecados de rebelião contra mim. Então Jerusalém será para mim uma fonte de alegria, de louvor e de glória, diante de todas as nações da terra que ouvirem acerca de todos os benefícios que faço por ela. Elas temerão e tremerão diante da paz e da prosperidade que eu lhe concedo.” Nas orações de sua igreja, nos cultos públicos, andando pelas ruas do bairro, no seu local de trabalho, nas escolas, na faculdade, em sua casa, vamos ministrar esta palavra e crer na transformação da nossa cidade e onde você for ou estiver declare: Paranaguá é do Senhor Jesus!

Apóstolo Jair do Espírito Santo


Tempo da Graça de Deus Online

MARCHA PARA JESUS Dia 29 de julho, mais uma vez a “AMEP” (Associação dos Ministros Evangélicos de Paranaguá), estará promovendo a Marcha para Jesus. A concentração será no Aeroparque, a partir das 14 horas com a mocidade de nossas igrejas. E as 18 horas, estaremos iniciando a Marcha, para a praça 29 de Julho. Como igreja do Senhor Jesus o melhor presente que podemos dar a nossa cidade, quando completa 363 anos, é a ministração profética de Jeremias 33:6-9, que fala de perdão, da cura, prosperidade e paz. Vamos proclamar isto, não só no dia da Marca, mas em nossas celebrações, e reuniões de oração. Vamos declarar esta benção sobre nossa cidade.

ENCONTRO DE CASAIS O apóstolo Aluizio de Moraes Filho e sua esposa Lousiana, estará ministrando no encontro de casais nos dias 5 e agosto à noite e dia 06 pela manhã. Estará também ministrando para a igreja dia 06 as 19hrs e no domingo pela manhã na ceia ás 8 horas e a noite, ás 19 horas. As inscrições para o encontro de casais já estão encerradas

Cada casa uma Igreja. Cada Membro um Ministro.


Tempo da Graça de Deus Online

DE VOLTA AO ALTAR - I Reis 18:30-39 “... E reparou o altar do Senhor, que estava quebrado...” I Reis 18:30-39 A experiência de Elias no Monte Carmelo, ainda hoje é uma motivação para nossas vidas, muitas vezes fria e indiferente para com Deus. O altar de comunhão e adoração, muitas vezes está quebrado e o pior não há nenhum desejo de restaurá-lo, pois dá trabalho erguer pedra por pedra, encaixá-las no lugar, uma a uma. Colocar a vida em ordem leva tempo, envolve disciplina e dedicação. Depois vem a segunda etapa: Abrir uma vala em torno do altar, arrumar a lenha, partir o sacrifício em pedaços, ou seja: abrir mão de alguns desejos, sentimento e vontades, depois de acostumados com eles é mais difícil. Não dá pra dizer: Deus perdoa todos os meus pecados! É preciso mencioná-los e deixá-los um a um. E mais: encher a valeta de água, não uma nem duas, mas três vezes. A oferta de nossas vidas, como tempo, conforto, lazer etc., é dispendioso muitas vezes. É importante lembrarmos aqui que a mais de 3 anos não chovia, onde eles arrumaram tanta água? O povo foi desafiado a ofertar o que tinham de melhor. A sua última reserva de água. Se quisermos o sobrenatural de Deus em nossas vidas, família e igreja, é assim que Deus faz, Ele exige tudo que temos.. “Ai virá fogo do céu e consumirá o sacrifício, lamberá a água, consumirá as pedras e o pó da terra. Eles viram isto ajoelharam e gritaram: só o Senhor é Deus...” 18:38-39. Como igreja local, estamos precisando disto. Vamos de volta para o altar amados. Apóstolo Jair do Espírito Santo.


Tempo da Graça de Deus Online

DEUS É FIEL Venho de um lar católico, fui criada pelos meus avós, Com 3 dias de nascida tive paralisia infantil, mas isto não me impediu de ser feliz. Estudei e me formei professora, hoje estou aposentada. Me casei na igreja com 24 anos, tive 5 filhos, um deles se envolveu nas drogas, foram os anos mais difíceis para minha família, mas graças a Deus ele aceitou ser internado em uma casa de recuperação evangélica, e ele foi o primeiro da família a aceitar a Jesus, e desde então começou a interceder por nós. Depois de uns anos os meus filhos aceitaram a Jesus e eu continuava ainda bem católica, mas meus filhos oravam sempre por mim e aos poucos fui sendo liberta. Comecei a visitar a Batista Betel e comecei a freqüentar a Célula da Ir. Marli, elas me receberam com muito amor e isso me fez gostar ainda mais da célula e da Igreja, mas comecei a ter dificuldades de ir para as reuniões então resolvi passar para célula da minha filha onde também me sinto muito amada e amo cada uma delas. Hoje me sinto liberta e fortalecida, porque o Espírito Santo abriu os meus olhos para a verdade. Jesus o único caminho. Estou muito feliz, tenho 2 filhos pastores, 2 filhas líderes aqui da Igreja, e um que em breve também estará firme nos caminhos do Senhor. Meu esposo já é falecido, mas aceitou a Jesus antes de partir. Agradeço a Deus por seu amor pela minha vida, pois Ele sempre cuidou de mim. Toda honra, toda glória e todo louvor a JESUS. AMÉM.

Lindauria Santos Costa

Visite sempre o site e indique para seus amigos www.batistabetel.com


Tempo da Graça de Deus Online

SÓ PARA MULHERES Em 1ª Samuel 1: 1 -20, vemos a história de Ana. Ela era uma mulher amada por seu esposo Elcana, porém não conseguia desfrutar de todo carinho que ele dava a ela, pois havia uma amargura enorme na sua alma por não poder ter filhos, pois era estéril. E para piorar a situação, existia Penina sua rival que tinha filhos e se deliciava com o sofrimento de Ana e sempre a provoca e a humilhava. No verso 7, lemos: “Isso acontecia ano após ano. Sempre que iam ao santuário do Senhor, Penina irritava tanto Ana que ela ficava só chorando e não comia nada”. (NTLH). Ela vivia um constante sofrimento e não conseguia estar na presença do Senhor. Ela saia de sua casa, viajava até Silo com o propósito de adorar a Deus, porém não conseguia, pois o seu coração estava totalmente preso naquela circunstância. Todas nós passamos por várias circunstâncias desagradáveis e terríveis e nos envolvemos tanto nelas que nos alimentamos somente disso. Deixando assim de viver a vida abundante que o Senhor tem para nós. Problemas e adversidades sempre nos aparecerão, porém não podemos viver em função deles. Os casos de depressão entre as mulheres da igreja do Senhor Jesus tem crescido assustadoramente. Temos deixado o Altar de adoração e temos nos curvado diante das Peninas que nos aparecem na caminhada. Essa “rival” significa tudo àquilo que se levanta para roubar a nossa visão da promessa que o Senhor tem nos dado. A nossa visão se volta para o natural e logo perdemos a fome das reuniões de célula e das celebrações, até temos o trabalho se estar nessas ocasiões porém apenas de corpo presente, com o coração longe. O verso 10 nos mostra Ana tomando uma atitude: “Aí Ana se levantou... orou a Deus, o Senhor...” Ela se levanta e toma o seu lugar novamente, que é aos pés do Senhor. Nesse momento ela recobra sua visão e encontra o conforto da presença de Deus. Clama a Ele e expõe toda a sua amargura e tristeza. Mas nesse

momento tão precioso para Ana, o que aconteceu? O profeta Eli e a tem por embriagada: “Disse: Até quando você vai ficar embriagada? Veja se para de beber!” (verso 14). Ana levou muito tempo nessa situação e quando toma uma atitude é tida por bêbada... Porém a Palavra fala que Ana permaneceu na presença do Senhor durante muito tempo (verso 12). Esse foi o tempo necessário para a sua cura. E quando Eli chega diante dela a questionando, isso não a abate. Em meio às tempestades da nossa vida, quando achamos que não há como piorar, sempre piora. E reclamamos com Deus e dizemos que quanto mais oramos mais difícil as coisas parecem ficar. Precisamos ter o cuidado e ver qual é o tempo que temos dedicado a oração, pois às vezes confundimos orar com lamentar, na maioria das vezes gastamos o nosso tempo só lamentando. Quando Ana se levantou, ela não se sentia mais a mesma. Na sua alma não havia mais nenhum vestígio daquele sofrimento. Ela havia recuperado sua visão e estava convicta que Deus a tinha ouvido: “...Então comeu alguma coisa e já não estava triste.” (verso 18b). Seu semblante já não era mais o mesmo. A Bíblia não nos revela, mas com certeza as provocações de Penina continuaram, porém aquela situação não a incomodava mais, isso não a entristecia como antes, ela estava feliz, crendo que teria um filho, o seu “Samuel”. Quando nos colocamos na presença do Senhor e apresentamos a Ele todas as aflições da nossa alma, somos cheias da sua paz e não vemos os problemas com a visão de outrora. Os problemas continuam ali bem diante dos nossos olhos, porém a convicção de que Deus mudará essa situação se torna tão real, que cremos no que ainda não vemos, e isso é fé. É tempo de parar e retornarmos ao lugar onde Deus pode nos sarar, o Altar que é a presença do Senhor, é o nosso lugar, das mulheres vencedoras.

Claudinéia Malaquias Sampietro


Tempo da Graça Julho/2011