Page 1

Desde 2006 - Número 199 - Sábado, 6 de Julho de 2019 - Barroso/MG - Distribuição Gratuita

Casa cheia População se movimenta, se organiza e pressiona a Fábrica de Cimento com relação ao coprocessamento.

Pág.3

Vem aí mais um Encontro de Jipeiros

AS MÁQUINAS ESTÃO CHEGANDO!


Julho

barrosoemdia.com.br

2019

Editorial

2

João Interrogação na área porque perguntar não ofende! Ou ofende? Boa pergunta! E quem sou eu? Ah, isso eu não sei!

Este editorial é dedicado aos padres Fábio e João, e também aos padres Claudir e Pedro que estarão, a partir de agora, à frente de nossas igrejas. É muito importante parabenizar o trabalho que Fábio e João fizeram por nossa cidade, cada um à sua forma e com sua dedicação, mas acima de tudo é preciso acolher Claudir e Pedro de braços abertos uma vez que são eles que darão continuidade à história do nosso município. Neste momento, independentemente de religião, mais importante que idas e vindas de seres humanos é o nosso fervor, devoção e fé pelo o que entendemos ser o nosso representante, seja nas igrejas ou em qualquer repartição onde a crença possa prevalecer. Acima dos homens, comuns e mortais, está a nossa fé que é o que de fato move o mundo tão distante do amor, da paz e da tolerância. Vale repetir: da tolerância, verbo que vem cada vez mais deixando de ser conjugado com o uso indiscriminado e inconsequente das redes antisociais. Aliás, a intolerância, principalmente religiosa, já causou estragos demais. Assim, barrosenses, entendamos que não podemos deixar de reconhecer as ações e realizações do homem, mas que jamais poderemos viver sem a fé, seja ela em quem ou no que for. É ela que nos move, que nos cobre, que nos invade e faz com que acreditemos que dias melhores virão, que poderemos alcançar e superar obstáculos, indepedente de cor, credo ou religião. Sejamos gratos à fé, seja ela qual for! Paz aqui e no mundo, nunca é demais.

Sessão Flash

Muito obrigado, Padre Fábio e Padre João! Agora vamos dar as boas vindas ao Padre Claudir que tá chegando... E chega de choradeira! Povo esquisito esse... choradeira danada! Tá doido uai... Por falar em chorar, esse governo nosso de cada dia nos faz chorar... Tem mais buraco em Barroso que num queijo suíço... Por falar em Suíça, essa Fábrica de Neblina bem que poderia contratar, hein?! Nada! Aumenta a produção, mas não aumentam as contratações! Ao contrário, só tem demissões. Esquisito também é que só mandam embora gente que é de Barroso. Esse povo de fora deve ser bom demais de serviço, uai! Gostei de ver o povo, minha pova querida, na reunião da Câmara! Parabéns! O povo não tem noção do tamanho da força que tem! E eles morrem de medo! Eu sei! A Japa deu as caras moleque! Apareceu a Japa! Será que ela vem? Porque o Pintinho tá crescendo, hein! Tá crescendo o Pinto! Ai, adoro! Deixa crescer... E as festas no centro? Ô inferno danado... Os comércios levam muito prejuízo! O trânsito fica um inferno também e ainda junta com esse povo que coloca uma corda no meio da rua pedindo as coisas! Ninguém aguenta isso mais! Todo sábado de manhã tem um pedágio... Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça: dando milho aos ratos... E como que essa fonte tá feia, vazia, suja, que descaso...

Questão de Opinião Paulo Terra

PROFESSOR ALESSANDRO

Homenagem ao Padre FáDesenho de TiGans Raul. Uma homenagem da família Brandão ao Padre Fábio. Desenho feito à mão, no lápis, estilo raiz, arte pura! Parabéns à família e ao Padre que tanto fez por nós, barrosenses. Aliás, foram muitas as homeangens a este grande homem. Boa sorte ao Padre Fábio e que seja bem-vindo o Padre Claudir! Envie também sua foto para a Sessão Flash!

Política e Cidadania Luizinho Moreira

luizinhomoreirablog.com

Moradores sofrem com as queimadas urbanas Já virou rotina as reclamações dos barrosenses, principalmente do Bairro Nova Barroso, que sofrem com as queimadas. Além de causar prejuízos ao meio ambiente, têm como principal efeito os malefícios à saúde das pessoas: idosos, recém-nascidos e muitos que padecem com problemas respiratórios provocados pela fumaça aliada à baixa umidade do ar. Poucos têm consciência de que esse tipo de atitude é crime, segundo a Lei Federal 9.605/98. As pessoas que, de forma criminosa e intencional, provocam as queimadas podem ser multadas e até mesmo detidas. Portanto, é importante ficar atento e denunciar, já que a atitude é considerada crime ambiental. O ar e os alimentos envenenados O mau cheiro inalado pelos barrosenses, o perigo eminente da queima de resíduos tóxicos e as queimadas urbanas deixam a população cada vez mais alarmada para o grave risco com a saúde de todos. Para complicar ainda mais, as notícias dão conta de que o governo federal liberou, somente até maio deste ano, 169 tipos de agrotóxicos, o maior número já registrado. Isso é gravíssimo! Percebo que estamos ganhando de presente um pacote tóxico, contendo alimentos e ar envenenados. Enquanto somos intoxicados pelos alimentos, respiramos um ar podre e maléfico. Estamos sendo envenenados, por ganância e ignorância. E o que é pior: tentam nos convencer que as toxinas são controláveis, sem perigo algum. Pois sim! Como confiar? Pipas. Uma diversão perigosa As férias escolares trazem de volta uma das diversões mais perigosas: soltar papagaio. O perigo se agrava com a utilização do cerol, uma mistura de cola e vidro moído que pode causar graves acidentes e até mesmo a morte de uma pessoa. Todo ano o Corpo de Bombeiros emite o alertas sobre os cuidados que os pais, crianças e adolescentes devem tomar para não correr riscos ou provocar graves acidentes. O mais adequado é brincar em locais abertos, como praças e parques próprios para a prática dessa atividade. A linha com cerol representa um risco de vida para os motociclistas e ciclistas, por esse motivo o cerol é proibido pela Lei 7189/86. Os responsáveis pelos menores, que se envolverem em acidentes relacionados ao uso do cerol, serão responsabilizados. Portanto, o conselho do Corpo de Bombeiros é para que não façam uso da mistura de vidro moído com cola na linha. Todo cuidado é pouco, antes que o pior aconteça. EXPEDIENTE www.barrosoemdia.com.br Rua Maria José Melo, 13 - Centro - Barroso/MG Telefone: (32) 9.9199-1575 - WhatsApp

Co-fundador: Antônio Marcos Pinto (in memoriam) Editor Chefe/Jornalista responsável: Bruno Ferreira - 11.558/MG CNPJ: 12.772.555/0001-30 (E.I.) - Tiragem: 1.500 exemplares Repórter - Douglas Gonçalves / Colaboradores: Paulo Terra / Luiz Moreira E-mails: barrosoemdia@yahoo.com.br facebook.com/barrosoemdia twitter/@barrosoemdia Instagram: @jornalbarrosoemdia

Quero parabenizar o Barroso EM DIA, jornal de que tenho a honra de ser um dos colaboradores e me dá mensalmente a oportunidade de expressar minha opinião sobre assuntos diversos. Este meu aplauso é motivado pela homenagem ao professor Alessandro, em artigo publicado na página 6 da edição 198 do mês de junho. Como professor que fui por muitos anos em Barroso e mesmo no exterior, fico feliz por saber que o professor Alessandro tem opinião igual à minha, ou seja, ser professor é muito mais do que se limitar a “ensinar os alunos a ler, escrever e fazer cálculos” ou a decorar datas e fatos históricos ou conhecer características geográficas, econômicas e políticas nacionais ou mundiais. Ser professor, mais do que uma profissão, é uma missão das mais nobres. Citando o artigo em referência, “a missão do professor deve ser voltada mais para a ‘’formação humana’, para que além de um bom profissional, o estudante torne-se um cidadão crítico e participativo na construção e preservação da História do seu país”. Hoje, lamentavelmente, no Brasil somos assustados com notícias de agressões físicas, verbais e nas redes sociais, de alunos contra professores e professoras, e de atos de vandalismo de alunos e alunas que destroem carteiras, cadeiras, aparelhos eletrônicos que lhes proporcionam conforto e subsídios de aprendizagem. Muitas vezes tais atos de indisciplina e falta de educação custam caro para o governo às vezes omisso e para a comunidade. Tais atos, quase sempre, se devem à omissão da família como primeira responsável pela educação de seus filhos, mas prefere culpar o professor em vez de culpar a si mesma por sua ausência, em vez de passar a mão na cabeça de seus pupilos candidatos a futuros bandidos, hóspedes de penitenciárias superlotadas... Lembro-me da sabedoria do meu falecido pai quando me dizia que a correção que um pai deixa de dar ao filho indisciplinado, ele a terá mais tarde com o cassetete de um policial ou com as grades de uma cadeia. E o pior de tudo é que, em muitos casos o Estatuto da criança e do adolescente abre espaço legal para que nossa juventude, antes de agredir professores, agridam os próprios pais aos quais a lei tira o direito paterno de corrigir, para depois irem ser confinados nos abrigos de adolescentes infratores para receberem aulas de como se tornarem futuros marginais de organizações criminosas. Se algum antropólogo fizer uma pesquisa séria da história dos apenados de nossas penitenciárias, é muito provável que descobrirão que eles começaram a ser bandidos na infância ou na adolescência. Daí o provérbio que afirma “pau que nasce torto morre torto”.


Julho

barrosoemdia.com.br

2019

3

População barrosense: presente! População marcou presença na audiência pública que debateu sobre o coprocessamento

N

a noite da sexta-feira, dia 29 de junho, a Câmara Municipal de Barroso promoveu uma audiência pública para tratar do assunto do coprocessamento que é realizado na cidade. A sessão, que teve mais de cinco horas de duração, recebeu um grande público e lotou as dependências do Legislativo. Na oportunidade, houve manifestações de professores, técnicos e representantes de entidades, convidados pela Câmara e também pela LafargeHolcim, empresa cimenteira que realiza o coprocessamento no Município. Além disso, os vereadores também puderam fazer suas observações e o público teve espaço para fazer perguntas, que foram respondidas pelos participantes. A Presidente da Comissão Especial que foi criada para tratar da organização da audiência, Vereadora Vera Aparecida Rodrigues Pereira (Verinha), do PT, agradeceu a participação e colaboração de todos, destacando o bom andamento dos trabalhos e afirmando que, a partir da audiência, um relatório será elaborado e enviado a

Barrosenses reclamam de buracos na estrada que dá acesso à Torre de TV

População marcou presença na Câmara Municipal de Barroso

diversos órgãos do Estado, para que os próximos passos possam ser dados. “Este é o primeiro passo de várias ações que tomaremos. Também sabemos que todo embate, todo conflito, gera desconforto, mas são opiniões diferentes e muito sérias. O importante é que são visões profissionais, de pessoas altamente gabaritadas e que vieram aqui colocar suas posições e seus estudos,

muitas vezes estudo de vida. Não são experiências de uma semana, um mês, são mais de 40 anos de conhecimento. Foi bom que a empresa pôde sentir também a angústia da cidade, que seu povo sente”, diz Verinha que conduziu a reunião.

ra, via Facebook e YouTube, e sua reprise está disponível para o público nos mesmos canais.

O grupo Amigos da Torre de TV, desde o início deste ano, vem realizando uma ação voluntária para revitalização completa do espaço onde ficam algumas das torres de celulares, internet e televisões de Barroso. A instalação de bancos, a pintura da casinha da torre e até mesmo a afixação de uma cruz foram alguns dos passos já realizados pelo grupo. Contudo, as péssimas condições em da estrada de acesso ao local têm impedindo que o espaço seja mais acessível e, consequentemente, mais visitado. Fotos enviadas à

reportagem do Barroso EM DIA mostram a estrada completamente esburacada - o que tem inviabilizado a passagem de veículos, fazendo com que alguns usuários encarem o trecho à pé. A reportagem do Barroso EM DIA entrou em contato com a Assessoria da Prefeitura Municipal para apurar mais informações sobre possíveis melhorias na estrada, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria. Para acompanhar comentários e ter acesso a outras fotos do local, acesse o site www.barrosoemdia.com.br.

REPRISE A audiência pública foi transmitida ao vivo pela TV CâmaEstrada de acesso à Torre de TV

Barroso recebe a visita do futuro Presidente do TRE-MG Na manhã desta quinta-feira (13), a Prefeitura de Barroso e a Câmara Municipal receberam a visita do Desembargador e futuro Presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), Dr. Rogério Medeiros Garcia de Lima. Compareceram ao encontro, o Prefeito Reinaldo Fonseca, a Vice-prefeita Deleia Napoleão, o Presidente da Câmara Municipal, Eduardo Pinto, e demais vereadores da Casa de leis. Durante a visita, o Desembargador conferiu as instalações do Executivo e Legislativo e respondeu perguntas dos convidados e imprensa. A

questão levantada ao Desembargador foi sobre a 344ª Zona Eleitoral de Barroso, que após a aprovação da resolução para rezoneamento em Minas Gerais, por parte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) em 2017, foi extinta e passou a ser apenas Posto de Atendimento na cidade. Desde então, Barroso pertence a 228ª Zona Eleitoral, em Prados. ZONA ELEITORAL Segundo o Dr. Rogério Medeiros essa situação foi criada não só em Barroso, mas em todo o Brasil e como Minas é o maior estado com

número de municípios com zonas eleitorais, houve uma maior perda de sedes nos municípios mineiros. “Como agora estamos em uma travessia de um ano não eleitoral para um ano eleitoral, o processo eleitoral se iniciará somente em meados de 2020, então podemos pensar em alguns reajustes e daí o motivo da nossa visita. Nós vamos atentar com carinho para tudo, passamos primeiro por Prados e fizemos um levantamento das atuais instalações, muito acanhadas por sinal, mas já há um prédio maior onde funcionará o cartório de Prados. Agora nos

deslocamos também até Barroso onde também estamos fazendo um levantamento de toda a infraestrutura que realmente nos impressiona muito bem pela acessibilidade e localização geográfica. Temos até uma a agência do Banco do Brasil para eventuais pagamentos que todas as guias são pagas através do Banco do Brasil. Todos esses detalhes nos impressionam bastante, mas evidentemente não darei um veredito final, pois não assumi ainda a presidência, mas a situação vai ser examinada com muito carinho e eu posso garantir a todos que a solução a ser tomada será

aquela que atender melhor os interesses da maioria da população da Zona Eleitoral de Barroso e das demais cidades envolvidas. Ninguém sairá prejudicado”, disse o Desembargador. EDUARDO PINTO De acordo com o Presidente da Câmara Municipal, Eduardo Pinto, que no dia 15 de maio esteve no Tribunal Regional Eleitoral para tratar de assuntos relacionados à 344ª Zona Eleitoral, na ocasião foi protocolado um pedido de reavaliação para tentar reverter a situação do Cartório Eleitoral.

“No mesmo dia [15 de maio] ele nos confirmou a vinda dele a Barroso para ver as instalações e acredito que ele volte para Belo Horizonte bastante impressionado. Para nós fica um sentimento positivo de que possa ser corrigida essa questão e que Barroso que detém 41% dos eleitores dessa Zona Eleitoral passe a ser mais uma vez a sede,” declarou Eduardo. Acesse o site da Câmara Municipal de Barroso e veja fotos do evento www. camarabarroso.mg.gov.br.


Julho

barrosoemdia.com.br

2019

4

Dez anos de pura emoção! Vem aí a décima edição do Encontro de Jipeiros

N

os dias 12, 13 e 14 de julho, Barroso receberá mais uma edição do tradicional Barroso Off Road, o Encontro de Jeepeiros. O evento que neste ano chega à sua 10ª edição, mais uma vez acontecerá no Parque de Exposições Júlio Oscar Pinto, no bairro Santa Maria, e contará com uma série de atrações em sua programação. No dia 12, sextafeira, a partir das 20h, acontecerá a recepção dos jipeiros e confraternização entre os participantes e comunidade. Já no dia 13, sábado, será o dia da trilha dos jipes que terá início às 9h, 10h e 11h da manhã. Por fim no dia 14, domingo, o evento se encerrará com mais uma confraternização, além do eletrizante desafio 4 x 4. MÚSICA A música também estará presente nos três dias de evento com ritmos e estilos diversificados de bandas locais e do Brasil. As apresentações incluem os shows das bandas Rockwave, Bragadá, Patricius, DJ HJ, Banda Dyava, Monise e Manu, Renato Ferreira e a cantora Luka, do famoso hit “Tô nem aí”. Segundo Ronei Nogueira, presidente do Jeep Clube Barroso Off Road, a expectativa para esta edição é de mais de 400 jipes na cidade. “Estamos trabalhando desde janeiro para fazer o décimo encontro que é uma data marcante para a gente. As expectativas são as melhores possíveis e tem muita gente confirmada no nosso evento. Já temos 20 Jeep Clubes confirmados do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e toda Minas Gerais. As ins-

Tratamento Ortodôntico mais rápido, é possível?

Mais de 400 jipes são esperados

crições estão a todo vapor. Já estamos com todos os shows programados e as barracas estarão bastante diversificadas para atender a toda a população com bebidas, sanduíches, doces e muito mais. Então pode chegar e trazer a família para o parque, pois a festa está garantida. Estamos com a trilha muito bem montada para receber esta galera toda, tanto na trilha pesada quanto na trilha leve,” disse Ronei. As inscrições devem ser feitas no site www. barrosooffroad.com.br. Acesse o QR Code abaixo e leia a programação no seu celular.

Está chegando

Encontro de Motociclistas aconteceu no Centro

Evento voltou a ser realizado na praça

Nos dias 21, 22 e 23 de junho, aconteceu o 13° Barroso MotoFest, o Encontro de Motociclistas de Barroso. O evento voltou a acontecer na Praça Salvador da Silva e contou com área de camping, troféus para os motoclubes, stands e praça de alimentação. Além disso, o público foi presenteado com shows das bandas Steel Rock e Soulseek. Foram três dias de festa no centro da cidade e, apesar de uma participação ainda tímida por conta dos motociclistas que no passado invadiam a cidade, o evento está retomando a tradição aos poucos. “Acho que os anos em que não houve o encontro ou aque-

les em que ele aconteceu fora daqui contribuíram negativamente para que muitos motociclistas se afastassem de Barroso, mas aos poucos acho que a tradição está sendo retomada. Vamos torcer para voltarmos aos bons tempos”, diz Werley Diniz que prestigiou o evento na Praça Salvador da Silva. O Barroso MotoFest de 2019 foi uma realização do Kowards MC e Pilantras MC e teve o apoio da Prefeitura de Barroso e da Polícia Militar. Os comerciantes também ajudaram a organizar o evento que reuniu dezenas de motos no centro da cidade.

Baseia-se em um tratamento com uma tecnologia mais moderna com bráquetes que não utilizam ligaduras de borracha (elásticos coloridos) e apresentam um sistema de abertura e fechamento para manter o fio preso ao aparelho, conhecido como Aparelhos Autoligáveis. A força de movimentação, ou seja, o atrito nesse sistema é muito baixo, o que favorece uma movimentação do dente mais rápida com risco muito menor de encurtamento das raízes ao longo do tratamento. O desconforto após as ativações é quase nenhum, pois a força aplicada é muito pequena em virtude do baixo atrito do fio com o aparelho. Os fios utilizados, liberam forças extremamente leves, sendo altamente flexíveis no início dos tratamentos, trabalhando na variação interna da temperatura da boca (fios termoativos). A ausência de elásticos, o baixo atrito, forças mais suaves, menor desconforto pós ativação, maior facilidade de higienização (como menor risco de cárie, gengivite), movimentações dentárias mais eficientes e seguras, remodelação óssea (o dente se movimentando junto com o osso), proporcionam tratamentos mais rápidos com perspectivas que estão revolucionando o tratamento ortodôntico. Excelentes resultados comprovados são alcançados com redução significativa do tempo de tratamento e do número de consultas ao ortodontista, proporcionando ao paciente um tratamento mais confortável se comparado ao sistema ortodôntico convencional, que utiliza os elásticos para prender os fios. Tão importante quanto restabelecer função é devolver ao paciente um sorriso que encante a todos.


Julho

barrosoemdia.com.br

2019

Chegou!

5

Projeto recupera 51 hectares de mata atlântica com mudas de Barroso

Paróquia de Sant’Ana tem agora um novo sacerdote à serviço da comunidade

N

a última quinta-feira, 4 de julho, fiéis barrosenses deram as boas vindas ao Padre Claudir Possa Trindade, que assumiu a Paróquia de Sant’Ana do Barroso. A partir de agora, Claudir dará continuidade às atividades da igreja, até então comandadas pelo Pe. Fábio José Damasceno que, após 31 anos de sacerdócio no município, foi transferido para a Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, na cidade de Nazareno. Natural de Prados, Claudir entrou para o seminário em São João del Rei com 15 anos de idade e depois foi cursar Filosofia em Juiz de Fora, assim também como o Pe. Fábio. Neste período, ambos se conheceram no curso de Teologia e desde então cultivam uma longa amizade com mais de 30 anos. Após o término do curso, Claudir foi ordenado padre no dia 13 de dezembro de 1986. Assim sendo, sua vida como Pároco começou na cidade de Santa Cruz de Minas, na época distrito de Tiradentes, onde permaneceu por 10 anos e 5 meses, trabalhando junto ao povo que, segundo ele, era uma comunidade simples e muito participativa. Depois da emancipação de Santa Cruz de Minas, Claudir deixou a cidade e ao longo dos últimos 20 anos passou por diversas paróquias do Campo das Vertentes. Em Lavras, ele

Floresta Nacional de Ipanema

Padre Claudir é o novo pároco da Paróquia de Sant’Ana

presidiou a Paróquia de São Sebastião por 5 anos e de lá foi para Resende Costa, onde trabalhou por 3 anos. Posteriormente, assumiu a reitoria do Seminário São Tiago, em São João del Rei e, nesse tempo, foi um dos responsáveis pela formação de diversos seminaristas hoje ordenados Párocos, como os barrosenses Pe. Victor e Pe. Vinícius. Antes de ser transferido para Barroso, Padre Claudir comandou, nos últimos 10 anos, a Paróquia de São Judas Tadeu, na Caieira, em São João del Rei. RECOMEÇO Agora Padre Claudir começa um novo ciclo em sua mis-

são ao ser nomeado pelo Bispo Diocesano, Dom José Eudes Campos do Nascimento, Pároco da Paróquia de Sant’Ana do Barroso De acordo com o novo padre, assumir os trabalhos na Matriz de Sant’Ana será um grande desafio, por conta das exigências e necessidades da paróquia, mas que irá conduzir o trabalho de coração aberto. “O Padre Fábio fez um trabalho grandioso. É um amigo, estudamos juntos e quero a fala dele para me ajudar a caminhar com a comunidade de Barroso e agradeço a Deus por mais esta oportunidade de recomeçar. Recomeçar às vezes traz alguns traumas e medos, mas recomeçar confiando que

não estamos sós e com a presença de Deus em nossa vida é o que nos basta. [...] A todos eu abraço na fé, a todos eu abraço confiante em continuar o caminho feito por tantos párocos que passaram pela Paróquia de Sant’Ana. Que Deus seja a nossa força,” disse o Padre Claudir durante entrevista exclusiva ao Barroso EM DIA no programa EM PAUTA, que pode ser conferido na íntegra através do código QR abaixo.

As mudas produzidas no viveiro da LafargeHolcim em Barroso (MG) fizeram parte do projeto de recuperação das minas Felicíssimo e Ipanema que forneciam calcário para a antiga fábrica da cimenteira em Sorocaba. Localizadas em Iperó, município a 125 quilômetros de São Paulo, as minas tiveram uma área recuperada de 51 hectares (equivalente a aproximadamente 51 campos de futebol) convertida em mata atlântica. A LafargeHolcim tem compromisso global de recuperar todas as áreas de extração ao fim de sua vida útil. Em abril deste ano, no Fórum Programas de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD) no Licenciamento de Mineração, a LafargeHolcim recebeu certificado de reconhecimento do Ibama pelas ações desenvolvidas nas minas de Ipanema e Felicíssimo. O projeto destacou-se pela qualidade das medidas de recuperação dos impactos ambientais decorrentes das atividades de extração mineral.

As ações do projeto duraram 10 anos. Foi realizado o plantio de 91 mil mudas, das quais 31 mil foram produzidas em Barroso. O trabalho restabeleceu o equilíbrio ambiental, físico e químico da área em sua condição natural, hoje completamente reintegrada à Floresta Nacional de Ipanema. A LafargeHolcim ainda faz o monitoramento da área recuperada. A Floresta de Ipanema é um exemplo de reintegração de áreas de exploração mineral à sua condição original: desde 2008, após o fechamento das minas de Ipanema e Felicíssimo, a LafargeHolcim eliminou os impactos residuais do empreendimento no meio ambiente, tendo reflorestado a área, monitorado o retorno da fauna e realizado monitoramento da reabilitação da flora, das espécies invasoras e da qualidade das águas. Também foi construído um mirante, que permite a observação da fauna e da flora. Todo o processo seguiu um plano de fechamento aprovado pelo Ibama.

Anúncio Publicitário

Doutor Frederico tem compromisso com o Hospital

de Barroso

Reafirmo a todos os barrosenses, que estou trabalhando muito para melhorar o atendimento da saúde pública do nosso povo, e muito em breve irei anunciar a liberação de importantes recursos para o nosso querido Hospital de Barroso, através de Emenda Parlamentar de minha autoria. Também é importante destacar, que participei no dia 13 de junho, no Palácio do Planalto, em Brasília, do lançamento do novo BNDES Saúde, programa de financiamento para Santas Casas e Hospitais Filantrópicos que prestam atendimento pelo SUS. A linha de crédito de R$ 1 bilhão tem por objetivo fomentar melhorias na gestão, eficiência operacional, além da ampliação e modernização das instituições filantrópicas de saúde no Brasil. Já nesse último dia 2 de julho, foram liberados mais R$ 3,5 bilhões para o financiamento das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, através da Caixa Econômica Federal, com recursos do FGTS.

COMPROMISSO COM A SAÚDE!


Julho

2019

barrosoemdia.com.br

6

PLANETA BOLA DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA ÀS 18H COM Matheus ávila e Robertinho

No esporte, principalmente no futebol, o que muitas vezes move os jogadores e dá toda a emoção e diferença no resultado final de uma partida decisiva é o apoio incondicional do torcedor. É através dele, com seus gritos de viva ou de protesto, que um jogo, antes perdido, pode virar o placar e trazer a tão cobiçada vitória. Em Barroso, dentre uma multidão de torcedores, havia a figura de um barrosense que sempre se destacou por sua alegria e amor pelo futebol. Esse camarada era Antônio Aílton Vieira, mais conhecido como Camburão, que acompanhou de perto diversas partidas promovidas na cidade. No bate bola entre amigos no meio da rua ou em competições como o Futsal de Verão, um dos principais campeonatos do município e da região das vertentes, lá estava ele. Nascido em 20 de fevereiro de 1968, em Barroso, Antônio cresceu no bairro Joaquim Gabriel de Souza, aos cuidados de sua falecida mãe, dona Maria das Mercês de Jesus. De origem humilde, o apelido Camburão veio por meio de seus poucos brinquedos de infância, um carrinho de polícia, que ele carregava para todos os lados e com o qual dava asas à sua imaginação. O amor pelo futebol veio já do berço e ao invés de chutar a bola, Camburão encontrava como torcedor sua maneira de interagir e extravasar toda a emoção que carregava dentro de si.

Figura carimbada no Futsal de Inverno na década de 1980 e no Futsal de Verão, em meados dos anos de 1990, Camburão estava lá presente e acompanhou de perto as partidas de times clássicos do município como Colorado e Palestra. No futebol de campo, ele comparecia religiosamente nos jogos do Havaí.

CARA DE BARROSO

Antônio Aílton Vieira

Sem os seus gritos de viva a cada gol ou sem as suas lamentações a cada falta, talvez o resultado não tivesse o mesmo impacto entre os jogadores e os demais espectadores. Assim como vários atletas, que penduram suas chuteiras e deixam os gramados, Antônio também encerrou seu ciclo no esporte como torcedor voraz, no ano de 2004. Mas, mesmo longe da torcida, seu legado não foi esquecido e é sempre reconhecido por muitos atletas da época, por jogadores atuais e também pelos torcedores que a cada jogo lotam as arquibancadas do ginásio do Ceclans para celebrar o esporte, a diversão, a amizade e a vitória. Hoje, aos 51 anos de idade, e casado há a 15 anos, Camburão reside no bairro Alonso e trabalha como jardineiro. Volta e meia ele se pega relembrando os dias de glória do esporte barrosense e sente-se realizado em saber que ele ajudou a construir esta história.

Não é a toa que na 23ª edição do Torneio de Futsal de Verão, em 2018, ele foi condecorado com o título de Honra ao Mérito como o melhor torcedor desde a estreia da competição no Ceclans, em 1995. Uma honraria única que representa não apenas o ato de torcer, mas de incentivar e apoiar o próximo a correr atrás de seus objetivos, de seus sonhos e realizações.

Antônio Aílton Vieira é o TORCEDOR NÚMERO UM E A CARA DE BARROSO!

Profile for Bruno

Edição 199 - Julho de 2019  

Edição 199 - Julho de 2019  

Advertisement