Page 1

Representantes dos 78 municípios capixabas atenderam à convocação do governador Renato Casagrande e outras autoridades políticas, empresariais e sindicais contra a proposta de redistribuição dos royalties do petróleo, que tramita no Congresso Nacional.

ATO PÚBLICO EM VITÓRIA

Romero Mendonça/Secom

25 MIL PESSOAS EM DEFESA DOS

ROYALTIES

DO PETRÓLEO

Caravanas do interior mostram mobilização dos capixabas {Pág 04 e 05}

BARCOS

BRAÇO DO RIO

(CONCEIÇÃO DA BARRA)

NOTÍCIAS MP comprova crimes 1ª Quinzena Novembro l 2011 Edição nº 37 Ano 3

s

2

ano

R$ 0,50

COM APOIO DA REDE BARCOS

Empresa Suzano volta a autorizar lenhadores capixabas a catar fachos

{Pág 03}

BRAÇO DO RIO

Estudantes lançam livro de poemas {Pág 06}

André Oliveira/Barcos Notícias

eleitorais e Dr. Fiorot pode perder mandato

MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE À JUSTIÇA CASSAÇÃO DO PREFEITO DE PEDRO CANÁRIO POR CRIMES ELEITORAIS PRATICADOS POR ATAÍDES CANAL E WILSON FIOROT EM 2008

Fotos:André Oliveira/Barcos Notícias

O promotor de Justiça Eleitoral Felipe Pacífico de Oliveira Martins (foto) comprovou que a chapa Ataídes Canal-Antônio Wilson Fiorot utilizou de forma abusiva do poder econômico na campanha de 2008. Ele pede a cassação do atual prefeito Dr. Fiorot (no detalhe).

{Pag 08 e 09}

PROJETO DE RICARDO FERRAÇO

Mais rigor contra motorista embriagado que causar morte

{Pág 10}

edicao 37.indd 1

21/11/2011 13:30:13


barcosnoticias@gmail.com

02

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011

ARTIGOS

Os países mais Exemplo: o melhor ensinamento estressados F Pr. Luiz Antônio Santos*

Christian Barbosa*

uando a economia Q vai bem, as pessoas ficam estressadas por-

que trabalham demais e tentam aproveitar todas as oportunidades que o mercado pode oferecer. Quando a economia vai mal, as pessoas também ficam estressadas, pois trabalham com medo de perderem seus empregos e, às vezes, dobram sua carga de trabalho para fazer um pé de meia para tempos difíceis. Nas empresas, o urgente virou o padrão. Em muitas organizações, se alguém trabalha por longas horas, vive resolvendo ‘urgências’, se está sempre correndo de um lado para o outro, essa é uma pessoa ‘produtiva, eficiente’, que alguns líderes e a equipe valorizam. Agora, se alguém faz tudo certinho, sai no horário e não tem urgências, essa pessoa não fez nada além de sua obrigação. E isso só reforça a cultura do estresse em todos os lugares. Líderes urgentes desenvolvem equipes urgentes. Equipes urgentes criam pais e mães urgentes, que levam isso para casa e passam o estresse para toda a família. Não é incomum ver crianças afetadas pelo estresse. Infelizmente, o estresse se tornou um padrão em nosso mundo. Em alguns casos, o estresse extremo se transforma na chamada Síndrome de Burnout. Nesse ‘último nível de estresse’, os sintomas são mais intensos: dores de cabeça, distúrbios no sono, distúrbios de apetite, dores musculares, mudanças na libido, pressão arterial elevada e por aí vai... Em uma pesquisa realizada pela International Stress Management Asssociation, sobre os paí-

edicao 37.indd 2

ses mais estressados, o Japão é o líder absoluto, com 70% da população economicamente ativa sofrendo de ‘Burnout’. Em segundo lugar, o Brasil com 30%, seguido pela China com 24%, EUA com 20%, e Alemanha com 17%. O Brasil está estressado, está viciado na urgência. Atendemos às maiores empresas do País e, sem exceção, há sempre focos de estresse e urgências entre as pessoas. Estamos vivenciando um momento de emprego pleno, nosso nível de desemprego nunca esteve tão baixo e isso também estressa. As empresas estão tendo muitas dificuldades em achar pessoas qualificadas e, sem gente, a equipe existente acaba trabalhando demais. Outro fator é o rápido crescimento das empresas. Em todo lugar que atuamos houve crescimento e, em muitos casos, um crescimento desordenado para atender à demanda. Sendo assim, trabalham demais, por não trabalharem de forma inteligente e isso afeta toda a cadeia produtiva. Além de a economia estar indo bem, muitas oportunidades estão sendo abertas no Brasil com Copa do Mundo, Olimpíadas e diversos setores da economia crescendo demais. Fazer negócios no Brasil hoje em dia é se preparar para lidar com executivos estressados, com pressa de fazer acontecer e uma ambição positiva, que está roubando o tempo do que é realmente importante. A pergunta que fica é: será que esse estresse todo vale a pena para a pessoa? Porque para as empresas está dando certo…

ilho, tenha cuidado e preste bastante atenção onde coloca os pés, pois é muito perigoso cruzar esta ponte. O filho com um olhar que reflete mais estranheza que obediência, responde ao pai: - Pai, pergunto: Quem de nós deve ser mais cuidadoso para pisar, já que a minha intenção é pisar exatamente no lugar em que o senhor pisar? A melhor lição é a ação, sem nunca deixar de lado o diálogo. A responsabilidade pela educação dos filhos será sempre trabalho conjunto entre os pais, escola, igreja e instituições sociais. Aprender pelo exemplo. Os princípios utilizados para ensinar valores humanos às crianças são em primeiro lugar, os princípios que qualquer pessoa deve adotar como valores próprios. Mais do que discursos, o recurso que realmente funciona é o exemplo dos pais. Diz Roseli Fischmann, professora do programa de pós-graduação em Educação da Universidade de São Paulo (USP): “Ensinar é viver. Não adianta slogan, pregação. Tem que viver o ensinamento”. A criança observa o adulto antes de ouvi-lo falar, é preciso que ele, seja pai ou mãe, incorpore os valores que quer transmitir à criança para que ela os observe nele.

Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque e eu aceitei com prazer. Ele se deteve numa clareira e depois de um pequeno silêncio me perguntou: - Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa? Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi: - Estou ouvindo um barulho de carroça. - Isso mesmo, disse meu pai, é uma carroça vazia. Pergun“ tei ao meu pai: - Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos? O r a , respondeu meu pai: - É muito fácil saber que uma carroça está vazia por causa do barulho. - Quanto mais vazia a carroça maior é o barulho que faz. Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, gritando (no sentido de intimidar). Tratando o próximo com grossura inoportuna, prepotente, interrompendo a conversa de todo mundo e, querendo demonstrar que é a dona da razão e

da verdade absoluta, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai dizendo: - Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz... Pais, a vida é o primeiro grande valor a ser ensinado aos filhos. Independentemente da região, da etnia ou da religião, uma criança reconhece a outra e sabe, pela sua vivência, a condição universal de ser criança. É importante valorizar as particularidades culturais de cada criança. A escola, a igreja e as instituições sociais são responsáveis pela perpetuação de valores trazidos de casa. Içami Tiba, escritor e professor afirma: “O pai que leva seu filho na igreja não vai buscá-lo na cadeia“. O conhecimento de Deus precisa ser passado para seus filhos. Pais, a atenção, o sorriso, o tempo de que você dispõe para a criança são valores humanos da mais alta qualidade, sem isso, ela nem sequer se desenvolverá como ser humano. Certa vez um pai que se envolvia muito com o trabalho, dedicava tanto seu tempo para o trabalho que esquecia da família. Um dia ao chegar em casa, seu filho desejou ter sua atenção para conversar

A melhor lição é a ação, sem nunca deixar de lado o diálogo”

com ele. - Filho, não tenho tempo estou muito ocupado. Outro dia o filho corre para conseguir atenção. - Você não ver que estou muito cansado. Mas um dia, e o filho insiste em ter a atenção do pai. - Vai procurar o que fazer menino! Eu lá tenho tempo pra você! - Meu tempo custa dinheiro! Dias e dias se passaram e aquele menino, sempre com lágrimas no rosto, foi juntando todo o dinheirinho que seu pai lhe dava, substituindo a atenção que ele tanto queria. Certo dia ao chegar antes de ir para o trabalho, o pai foi surpreendido pelo filho com a seguinte pergunta: - Pai quando custa um dia do seu trabalho? Respondeu apressado o pai: - Que pergunta boba é essa, menino? Ganho 120 reais por dia. Então disse o menino: - Aqui estão, pai, todas as minhas economias que juntei. Quero comprar um dia do seu trabalho pra que o senhor possa me dar atenção, possa brincar comigo. (*Pastor da 2ª Igreja Batista de Conceição da Barra)

*Christian Barbosa é conferencista, especialista em Administração do Tempo.

21/11/2011 13:30:17


barcosnoticias@gmail.com

03

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011

Suzano autoriza e lenhadores capixabas voltam a catar fachos DECISÃO FOI TOMADA DEPOIS DE REPORTAGENS DO JORNAL BARCOS NOTÍCIAS, DESTACANDO PROBLEMA SOCIAL PROVOCADO PELA SUSPENSÃO DAS ATIVIDADES DOS TRABALHADORES EMPRESA ASSINA TERMO DE ACORDO COM TRÊS ASSOCIAÇÕES DE LENHADORES DE CONCEIÇÃO DA BARRA E UMA DE SÃO MATEUS Fotos:André Oliveira/Barcos Notícias

D

epois de quase um ano de interrupção, os lenhadores de Braço do Rio, Vargem Grande e Itaúnas estão novamente liberados para catar os resíduos de eucalipto das unidades de produção da Suzano Papel e Celulose. A decisão foi tomada no dia 27/10, na unidade da empresa em Itabatã (BA), em reunião entre representantes das empresas, Alzemar Veronese e Mariana Scardini, e líderes das três associações que representam os trabalhadores de Conceição da Barra e uma de São Mateus. Nas edições 33 e 35, o jornal Barcos Notícias publicou reportagens alertando que a suspensão das atividades dos lenhadores pela Suzano, no final do ano passado, estava gerando um grave problema social em Conceição da Barra, já que muitos deles não têm outra forma de sobreviência. “Foi um dia históri-

Representantes da Suzano Papel e Celulose e dos lenhadores durante a assinatura dos termos de acordo com as associações na base da empresa em Itabatã (BA).

co para todos nós, lenhadores, que sempre acreditamos na retomada da parceria com a Suzano. E o apoio da Rede Barcos de Comunicação, por meio de Toninho de Deus e do jornalista André Oliveira, foi fundamental para que esse acordo acontecesse e a gente voltasse a trabalhar”, destacou Genilson Leonídio, presidente da Associação de Lenhadores de Braço do Rio (Asbrario). Ao lado do presidente da Associação dos Lenhadores

de Vargem Grande (Assolenha) Nilton Almeida, do presidente da Associação dos Lenhadores de Itaúnas (Agrivagem) Rives Campos, e do presidente de uma associação de lenhadores de São Mateus, Genilson comemorou a assinatura do termo de acordo da Suzano Papel e Celulose com as associações. O contrato tem duração até o dia 31 de março de 2012, com possibilidade de renovação por igual ou um período maior.

NORMAS No documento assinado pelo gerente de Operações Florestais, Marcelo Geraldo Meira, a Suzano define os requisitos básicos para a coleta de resíduos nas suas áreas de produção, deixando clara a proibição de os trabalhadores destinarem os fachos para a produção de carvão e a presença de menos de 18 anos entre os lenhadores. Além da documentação exigida, as associações devem fornecer Equipamentos de Proteção Individual

(EPIs) para todos os lenhadores e motosserristas, além de crachá de identificação. Também constam do documento orientações quanto a carga e transporte de madeira. Por exemplo, todas as cargas expedidas devem ser acompanhadas de sua nota fiscal específica; os veículos devem oferecer condições de segurança para o transporte da madeira; e os motoristas e operadores de máquinas devem estar devidamente habilitados.

Cavalgada reúne mil pessoas em Pinheiros C

erca de 1.000 cavaleiros e amazonas abrilhantaram as ruas de Pinheiros durante a 3ª Cavalgada Solidária – Encontro de Cavaleiros e Tropeiros, realizada pela Fundação do Menor. A comissão organizadora também preparou uma mega programação para o público que prestigiou o evento, incluindo almoço, concurso de marcha (categorias mirim, amazonas e

edicao 37.indd 3

Os participantes da Cavalgada percorreram as principais ruas e avenidas de Pinheiros.

marcha batida e picada), dupla sertaneja gospel de Guarapari e uma super área de lazer para as

crianças, com touro mecânico, futebol de sabão, pula-pula, tobogã e algodão doce. Os

ganhadores do concurso de marcha mirim foram premiados com troféu. O concurso prendeu olhares atentos de todos, que ficaram encantados com a habilidade das crianças e beleza dos cavalos. Os vencedores do concurso de marcha batida e picada receberam, além de troféu, prêmio em dinheiro. O primeiro lugar recebeu R$ 200,00, segundo lugar R$ 150,00 e para o terceiro lugar R$ 50,00.

Os juízes Gustavo Toponcio Leite e Delson Muniz Barcelos, que foram os julgadores do concurso, vieram de Vitória. A cavalgada atraiu comitivas de São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte, Nova Venécia, Córrego da Areia, Boa Esperança, São Mateus, Pedro Canário, Floresta do Sul, Jaguaré, Vitória, Braço do Rio, Ponto Belo, Montanha e das comunidades Sobrado e Sobradinho de Pinheiros.

GENILSON LEONÍDIO (ASBRARIO) “Vamos cumprir todas as normas desse contrato para que possamos manter essa parceria com a Suzano, que é boa para os dois lados. Se a empresa quer organização, ela vai contar com o apoio da Asbrario e das demais associações, porque para a gente também não há nada melhor do que trabalhar de forma legalizada”

NILTON DE ALMEIDA (ASSOLENHA) “Estamos providenciando os uniformes, crachás, toda a documentação solicitada. Vamos trabalhar com um sorriso bonito no rosto e de forma organizada. Agradecemos muito à diretoria da Suzano e o apoio do jornal Barcos Notícias e de Toninho de Deus à nossa luta, da qual saímos vitoriosos”

RIVES CAMPOS (AGRIVAGEM) “Com o contrato assinado, nós temos a nossa segurança nas mãos. Conquistamos a tranquilidade para trabalhar de forma organizada. E a empresa pode estar certa de que teremos consciência em cumprir todas as normas e vamos trabalhar direitinho, para renovar o compromisso depois desse prazo de cinco meses”

21/11/2011 13:30:43


barcosnoticias@gmail.com

04

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011 Fotos: Romero Mendonça/Secom-ES

A hora do equilíbrio Renato Casagrande*

a União com volume de recursos bem superior à o momento em que soma de tudo que rececaminha para votar e bemos, na forma de prodecidir o critério de distrigramas sociais e obras buição dos royalties e partide infraestrutura ou de cipações especiais relativos transferências diretas. à produção de petróleo na Neste ano, por exemplataforma continental, a plo, ficamos em antepeCâmara dos Deputados ainnúltimo lugar entre os da está longe de um conEstados brasileiros na senso. destinação de recursos As divergências entre prevista no OrçamenEstados produtores, que to federal para 2012. O têm direitos assegurados crescente desequilíbrio pela própria Constituição, dessa relação foi respone Estados não produtores, sável pelo agravamento que desejam se apropriar de gargalos logísticos de parcela significativa que hoje constituem o desses recursos, criaram maior obstáculo à contium impasse que afeta os nuidade do nosso crescifundamentos do pacto femento. derativo. Devido à posição esSe participasse ativatratégica que ocupamos, mente do debate, a União no Sudeste brasileiro, o já teria colocado sobre a governo federal já demesa uma proposta que veria ter compreendido todos os Estados poderiam que a modernização aceitar. Entretanto, isso rodoviária, ferroviária, não aconteceu, e é difícil portuária e aeroviária do imaginar que o governo Espírito Santo não é apefederal venha a mudar sua nas uma reivindicação postura. regional, mas relevante Algumas consequências prioridade danosas para o desendessa indevolvimento finição me“Não é admisnacional. recem atenHoje, com ção espesível que um a participacial. Em priEstado qualção direta de meiro lugar, municípios, quer Estadoos Estados organizações produtores coloque objetida sociedaelaboraram vos regionais e de, entidades programas empresariais de desenimediatos acie empresas, volvimento ma do interesestamos ineconômico se nacional” vestindo e social de -como nunca longo prase fez- em zo, com qualificação base no die formação profissional reito líquido e certo assede jovens e adultos para gurado pela Constituição. as oportunidades que Esses programas enestão sendo criadas com contram-se agora sob a o desenvolvimento estagrave ameaça de ficar sem dual. recursos que garantam sua Trabalhamos com continuidade, impedindo um Orçamento racional a concretização de metas e realista, e estamos corque beneficiam milhões de rigindo desigualdades brasileiros e preparam o sociais e regionais que país para o momento em se acumularam em déque se encerrar o ciclo de cadas de imprevidência exploração do petróleo e e miopia da União. Por do gás. uma questão de justiça, Além disso, não é adesse cenário precisa ser missível que um Estado analisado pela Câmara -qualquer Estado- coloque dos Deputados ao deciobjetivos regionais e imedir a questão dos royaldiatos acima do interesse ties. nacional. O Espírito Santo, O que não podemos com seu pequeno território aceitar é a ideia de que e sua longa história, vem uma proposta oportunistrabalhando com a consta, insensata e demagóciência de que é parte da gica coloque em risco o Federação e tem comproequilíbrio administrativo missos inarredáveis com o e financeiro que lutamos Brasil. Por isso, utilizamos tanto para construir em os royalties em estratégias nosso Estado e nos imde desenvolvimento que se peça de continuar contriantecipam ao esgotamento buindo para que o Brasil desses recursos. se torne um país cada Nos últimos anos, o ínvez mais desenvolvido, dice médio de crescimento justo e igualitário. do PIB estadual foi superior à média nacional, e fomos o Estado que mais reduziu (*Renato Casagrande é sua taxa de pobreza. Além governador do Estado do disso, contribuímos para Espírito Santo)

N

Ao lado de diversas autoridades e lideranças empresariais e sindicais, o governador Renato Casagrande cobrou respeito ao Espírito Santo: “Queremos uma proposta negociada, mas que não comprometa a nossa capacidade de investimentos e a nossa organização, construída com muito esforço”.

25 mil pessoas em defesa dos royalties do petróleo REPRESENTANTES DOS 78 MUNICÍPIOS CAPIXABAS ATENDEM À CONVOCAÇÃO DO GOVERNADOR RENATO CASAGRANDE PARA ATO PÚBLICO E LOTAM PRAÇA DOS NAMORADOS, EM VITÓRIA

O

s capixabas superaram as expectativas do Comitê em Defesa do Espírito Santo e lotaram a Praça dos Namorados, numa grande festa da cidadania e de participação, na quinta-feira (10/11), para protestar contra a mudança proposta na divisão dos recursos gerados pela exploração do petróleo, atualmente ameaçados por projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional. Segundo estimativa da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e da organização do evento, estiveram no local entre 22 e 25 mil pessoas, dando corpo a um movimento que, desde o início dos debates sobre royalties em Brasília, ainda no governo do ex-presidente Lula, vem aglutinando cada vez mais cidadãos inconformados com o tratamento dispensado ao Espírito Santo pelos deputados e senadores dos estados não produtores, na tentativa de avançar sobre os royalties a que o Estado tem direito. Entidades de classe, empresários, senadores, deputados federais e estaduais, trabalhadores, famílias inteiras também vieram em ca-

edicao 37.indd 4

Representantes dos 78 municípios capixabas lotaram a Praça dos Namorados, para protestar contra a proposta de redistribuição dos recursos gerados pela exploração do petróleo.

ravanas do interior para a grande reunião, que contou ainda com a presença de prefeitos, de vereadores, organizações não governamentais, sindicatos, associações de moradores e estudantes. O ato público também foi marcado pela integração dos três poderes. Representantes do Executivo, Judiciário e Legislativo marcaram presença. INDIGNAÇÃO E FORÇA “Avançamos nas negociações, mas não estamos nem um pouco perto do que pode ser considerado respeitoso com o Estado do Espíri-

to Santo. Este encontro trouxe os capixabas de todos os cantos, para que nós, reunidos, mostrássemos a nossa indignação, nossa força e determinação para defender os nossos direitos. Queremos uma proposta negociada, mas que não comprometa a nossa capacidade de investimentos e a nossa organização, construída com muito esforço por todos os cidadãos do nosso Estado, nos últimos anos”, afirmou o governador Renato Casagrande. Para o vice-governador Givaldo Vieira, o ato público ‘Em Defesa do

Espírito Santo’ superou as expectativas e atingiu o objetivo. “Nossa meta era fazer com que a voz dos capixabas fosse ouvida pelos brasileiros de outros estados e chamar a atenção do cenário político nacional. Acredito que conseguimos. Passado este momento, vamos reunir o Comitê em Defesa do Espírito Santo nos próximos dias para avaliar o movimento. Caso, seja aprovada a proposta atual de divisão dos royalties, estamos preparados. Se for necessário, vamos acionar a Justiça”, disse Givaldo.

21/11/2011 13:30:46


barcosnoticias@gmail.com

05

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO|2011

ATO PÚBLICO EM VITÓRIA

Caravanas do interior mostram a mobilização dos capixabas PREFEITOS DO NORTE DO ESTADO NÃO ADMITEM PERDAS E JÁ SE PREPARAM, INCLUSIVE, PARA BRIGAR NA JUSTIÇA Fotos: Romero Mendonça/Secom-ES

O

rganizados em caravanas e viajando durante horas, capixabas de diferentes regiões do Estado compareceram à Praça dos Namorados, em Vitória, na quinta-feira (10), para o ato público Em Defesa do ES, mostrando a mobilização da população contra os prejuízos que a proposta do senador Vital do Rêgo (PB) representa para os Estados produtores de petróleo. Os prefeitos do norte capixaba também participaram da manifestação e mostraram sua preocupação com a ameaça que a proposta representa para o Espírito Santo e para seus municípios, que dependem dos recursos do petróleo para investimentos na educação, saúde, área social, agricultura e outros setores.

representariam atraso no atendimento social: “Perdemos R$ 50 milhões por ano, 35% de nossa receita. Assim, a capacidade de resgatar a dívida social que temos fica reduzida”.

Representantes dos municípios do norte capixaba marcaram presença no ato público em defesa dos royalties do petróleo, em Vitória. CRIATIVIDADE - Os atores Hudson Braga, Danny Borges e João Vitor foram ao ato público fantasiados de barril, torre de exploração e gota de óleo.

CONCEIÇÃO DA BARRA O prefeito de Conceição da Barra, Jorge Donati, afirma que as perdas

JAGUARÉ O prefeito Sávio Martins, de Jaguaré, protestou contra a proposta em tramitação no Congresso Nacional: “Querem tirar um direito sagrado nosso. A presidente Dilma precisa reconhecer que os estados produtores terão perdas. Nosso grande impacto não será ambiental, mas social. Em minha cidade, temos localidades próximas às áreas de exploração de petróleo que vão deixar de receber obras essenciais como saneamento básico e urbanização”. SÃO MATEUS O prefeito de São Mateus, Amadeu Boroto, disse que não há possibilidade de aceitar o substitutivo do senador

Vital do Rêgo: “Não podemos aceitar que isso aconteça. Se tiver uma manifestação ainda maior do que esta em Brasília, nós iremos. Se preciso, vamos ao Supremo também. Esta briga é grande e já estamos colhendo material para entrarmos na briga judicial”. PINHEIROS Já o prefeito de Pinheiros, Antônio Machado, acredita na possibilidade de sensibilizar o Governo Federal: “As perdas saltam aos olhos. Pinheiros pode perder R$ 1,5 milhão por mês. Um volume de recursos que garantem investimentos em infraestrutura, creches, saúde, pavimentação”. O presidente da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), Gilson Amaro, agradeceu a mobilização dos prefeitos e destacou que a união de todos os setores do Estado tem grande potencial para conquistar avanços.

Procuradoria Estadual emite parecer sobre royalties A

Procuradoria Geral do Estado (PGE) divulgou um parecer com argumentos jurídicos a serem utilizados em defesa dos interesses do Espírito Santo, no debate sobre a nova divisão dos royalties de petróleo. O objetivo é munir as bancadas estadual e federal capixabas, bem como a sociedade civil em geral, na luta pelos royalties e na conquista de aliados para que uma nova divisão da con-

edicao 37.indd 5

trapartida não prejudique os estados produtores. O estudo foi feito pelo procurador-chefe do Centro de Estudos e Informações Jurídicas (CEI) da Procuradoria, Cláudio Penedo Madureira, e aprovado pelo Procurador Geral do Estado, Rodrigo Marques de Abreu Júdice. O CEI avaliou projeto de lei do senador do Piauí, Wellington Dias, que pretende “dividir entre todos os estados e municípios, produtores ou

não, os royalties e a participação especial, para o óleo extraído em mar, de acordo com os critérios no FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e FPE (Fundo de Participação dos Estados)”, conforme justificativa do projeto. OFENSA À CONSTITUIÇÃO

Entre os principais argumentos apontados pela PGE está a ofensa ao parágrafo 1º do artigo 20 da Constituição Federal, que garante

aos Estados e municípios produtores participação no resultado da exploração de petróleo ou gás natural. “É assegurada, nos termos da lei, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, bem como a órgãos da administração direta da União, participação no resultado da exploração de petróleo ou gás natural, de recursos hídricos para fins de geração de energia elétrica e de outros recursos minerais no respectivo

território, plataforma continental, mar territorial ou zona econômica exclusiva, ou compensação financeira por essa exploração”, diz o dispositivo constitucional. O procurador-chefe do CEI, Cláudio Madureira, explica ainda que “a Constituição deve ser analisada em seu todo”. “Assim, a interpretação desse parágrafo 1º de seu artigo 20 não pode ser feita sem considerarmos outro dispositivo da Constituição, a alínea ‘b’ do inciso X do parágrafo

2º do seu artigo 155”, explicou. Atendendo aos interesses de Estados e municípios não produtores, o texto impõe aos Estados e municípios produtores relevante perda financeira. Isso porque, segundo a Constituição Federal, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) das operações relativas à saída de petróleo para outras unidades federadas não é retido pelo estado de origem.

21/11/2011 13:30:49


06

barcosnoticias@gmail.com

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011

Estudantes de Braço do Rio lançam livro de poemas

INICIATIVA DA PROFESSORA ELIETE DE JESUS GANHA APOIO DOS PAIS E DA EQUIPE DA ESCOLA ESTADUAL JOSÉ CARLOS CASTRO

André Oliveira/Barcos Notícias

U

ma iniciativa da professora Eliete de Jesus Silva está fazendo a diferença no ensino da Língua Portuguesa para alunos da 4ª série da Escola Estadual José Carlos Castro, em Braço do Rio. Ela aperfeiçoou o trabalho de compilação encadernada de poesias e poemas de seus alunos, lançando o livro Poemas Brilhantes, Alunos Fascinantes, impresso pela Gráfica Araçá. O lançamento oficial aconteceu durante o 1º Festival de Leitura, realizado na escola dentro do calendário da rede estadual de ensino. “Nós desenvolvemos materiais encaderna-

Incentivo à autoestima

A

Orgulhosos, alguns dos alunos-autores exibem exemplares do livro Poemas Brilhantes, Alunos Fascinantes, acompanhados de suas mães.

dos com histórias em quadrinhos, contos, parlendas, trava-línguas... Depois, eu decidi com meus alunos fa-

zer um livro. Eles elaboraram poemas e poesias, e depois mandei para imprimir na gráfica. Foi um segredo meu e dos

alunos, ninguém mais ficou sabendo. E, graças a Deus, a surpresa foi geral e todo mundo gostou”, afirmou Eliete de Jesus, destacando que foi um sonho realizado em 25 anos de magistério. O livro tem 53 páginas e tem poemas de 23 alunos e alunas da 4ª série. Inicialmente, foram impressos 300 exemplares, num investimento de R$ 1.200,00 em recursos próprios de Eliete: “Eu não tive tempo de buscar patrocínio, en-

tão arquei sozinha com a impressão e, agora, vou vender cachorro-quente o e desenvolver outras atividades para cobrir alguns gastos e investir em mais exemplares”. Eliete agradece o empenho dos estudantes, a colaboração das mães e pais, e o apoio de toda a equipe da Escola José Carlos Castro, especialmente da diretora Roseni Costa da Cunha e da pedagoga Eliene Conceição da Jesus. Os exemplares de Poemas Brilhantes, Alunos Fascinantes estão sendo vendidos a R$ 15,00. Os pedidos podem ser feitos diretamente à professora Eliete pelo telefone (27) 9913-4076.

diretora Roseni Costa da Cunha avaliou positivamente a iniciativa da professora Eliete de Jesus e dos alunos da 4ª série de imprimir o livro Poemas Brilhantes, Alunos Fascinantes. Ela destacou a contribuição para a autoestima dos estudantes. “Massageia o ego. Isso mostra para eles mesmos que eles têm capacidade. Não importa o nível socioeconômico, capacidade todo mundo tem, basta ter incentivo, coordenação, ter alguém que intermedie o fazer. Um trabalho importante da professora Eliete e quem ganha mais com isso são os alunos. Eles são o nosso objeto de trabalho”, frisou a diretora. Mãe de Thamires Vieira, uma das alunas-autoras, Cláudia Brites Vieira, aprovou a compilação dos poemas em livro: “Excelente. Vai motivar as crianças a aprender e a gostar mais da leitura. É um trabalho brilhante da professora Eliete de Jesus”. Luciano Fagundes/Barcos Notícias

A professora Eliete de Jesus e a aluna-autora Thamires Vieira com o jornalista André Oliveira, durante entrevista sobre o livro na Rádio Barcos FM.

edicao 37.indd 6

21/11/2011 13:31:07


barcosnoticias@gmail.com

1ÂŞ QUINZENA DE NOVEMBRO/2011

edicao 37.indd 7

07

21/11/2011 13:31:12


barcosnoticias@gmail.com

08 08

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011

MP comprova crimes eleitorais e Dr. Fiorot pode perder mandato MINISTÉRIO PÚBLICO PEDE À JUSTIÇA CASSAÇÃO DO PREFEITO DE PEDRO CANÁRIO POR CRIMES ELEITORAIS PRATICADOS POR ATAÍDES CANAL E WILSON FIOROT EM 2008 EX-COORDENADOR DA CAMPANHA CONFIRMA GASTOS NÃO DECLARADOS COM COMBUSTÍVEL NA PRESTAÇÃO DE CONTAS E FARTA DISTRIBUIÇÃO DE CAMISAS A ELEITORES André Oliveira/Barcos Notícias

A

população de Pedro Canário pode ter a decepção de ver o terceiro prefeito cassado em menos de um ano. Depois de Mateusão Vasconcelos (dezembro de 2010) e de Ataídes Canal (junho de 2011), o atual chefe do Executivo, Antônio Wilson Fiorot, também pode perder o mandato. O Ministério Público Eleitoral pediu à Justiça a cassação de Dr. Fiorot, depois que uma Investigação Judicial Eleitoral comprovou a ocorrência de crimes eleitorais na campanha dos candidatos Ataídes Canal (prefeito) e Wilson Fiorot (vice) nas eleições municipais de 2008. A ação judicial está na fase das alegações finais, a última etapa antes da decisão do juiz eleitoral Ricardo Furtado Chiabai. Em entrevista exclusiva ao jornal Barcos Notícias, o promotor de Justiça Eleitoral de Pedro Canário, Felipe Pacífico de Oliveira Martins, afirma que “ficou

edicao 37.indd 8

Promotor de Justiça Eleitoral Felipe Pacífico de Oliveira Martins: “Ficou comprovado nas fases de diligências para juntada de documentos e de instrução probatória que os então candidatos Ataídes Canal e Antonio Wilson Fiorot utilizaram de forma abusiva do poder econômico”.

comprovado nas fases de diligências para juntada de documentos e de instrução probatória que os então candidatos Ataídes Canal e Antonio Wilson Fiorot utilizaram de forma abusiva do poder econômico de que dispunham para financiar indevidamente a campanha eleitoral de 2008 com o objetivo de serem eleitos, burlando as normas eleitorais”. O promotor explicou que o ponto de partida

para a abertura da Ação de Investigação Judicial foi a rejeição das contas da coligação Ataídes-Fiorot devido a irregularidades identificadas na prestação na arrecadação e na aplicação dos recursos durante a campanha. Felipe Martins destacou que o Ministério Público Eleitoral conseguiu juntar provas documentais e tomar depoimentos importantes na fase de comprovação das irregularidades,

como os do coordenador da campanha Sidney Ribeiro Moreira. Administrador financeiro da chapa, Sidney admitiu que o gasto com combustível foi maior do que o declarado na prestação de contas de Ataídes e Fiorot. “Na prestação de contas oficial foram declarados gastos de R$ 12.700,00 com combustíveis. Houve gastos de R$ 34 mil em combustíveis que não foram declarados”, afirmou Sidney Moreira ao jornal Barcos Notícias, confirmado o depoimento na Ação de Investigação Eleitoral. Ele esclareceu que quem assinava as notas era o próprio Ataídes Canal, que também foi o maior doador de recursos da campanha, tirando do próprio bolso R$ 11.456,00. Trata-se de outra infração à legislação eleitoral, que determina que “são considerados recursos,

ainda que fornecidos pelo próprio candidato: cheque ou transferência bancária; título de crédito; e bens e serviços estimáveis em dinheiro (apenas aqueles integrantes do patrimônio do candidato em período anterior ao do registro da candidatura). 1.000 CAMISAS O então coordenador da campanha de Ataídes e Fiorot confirmou também a doação de camisas a eleitores com o objetivo de captar votos. “Foi declarada a confecção de 120 camisas para uso de cabos eleitorais, mas foram distribuídas outras 1.000 camisas que não foram declaradas na prestação de contas entregue à Justiça Eleitoral”, garantiu Sidney Moreira. Outro depoimento destacado pelo promotor Felipe Martins é o de Cleidiomar da Cruz Pereira, que também atuava na área financeira da campanha de Ataídes e Fiorot, sendo responsável pelas requisições de combustível para abastecimento de veículos: “Ele declarou que não sabe precisar o montan-

te do valor gasto com combustível e não declarado, mas confirmou que houve fornecimento de combustível para vereadores, não sabendo dizer se foram declarados”. PEDIDO DE CASSAÇÃO Como o prefeito Ataídes Canal, que assumiu no lugar de Mateusão, já teve o mandato cassado, nas alegações finais da ação, o Ministério Público Eleitoral pede a cassação do mandato do atual prefeito Antônio Wilson Fiorot e sua inelegibilidade pelo período de três anos, o que também se aplica a Ataídes. “A distribuição de vantagens pelos então candidatos a prefeito Ataídes Canal e vice Antônio Wilson Fiorot constitui atentado à lisura do processo eleitoral, já que usaram do seu poder econômico para atingir eleitores e ganhar as eleições, sem respeitar as regras de transparência na prestação de contas da campanha”, sustenta o promotor de Justiça Eleitoral Felipe Pacífico de Oliveira Martins. Arquivo/Barcos Notícias

O atual prefeito Antônio Wilson Fiorot pode perder o mandato devido a irregularidades na campanha eleitoral de 2008, comprovadas pelo Ministério Público em Ação de Investigação Judicial que tramita na Justiça canarense.

21/11/2011 13:31:27


barcosnoticias@gmail.com

09

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011

Ataídes confirma abuso do poder econômico na campanha ao lado de Fiorot EX-PREFEITO CONFIRMA DESPESA DE R$ 100 MIL COM COMBUSTÍVEL DURANTE A CAMPANHA, MAS APENAS R$ 12.700,00 FORAM DECLARADOS NA PRESTAÇAO DE CONTAS Arquivo Barcos Notícias

E

m entrevista ao jornal Barcos Notícias, o ex-prefeito Ataídes Canal admitiu a prática de abuso do poder econômico comprovado pelo Ministério Público na prestação de contas das eleições municipais de 2008 em Ação Judicial Investigativa que tramita na Justiça de Pedro Canário. Ele destaca que tem colaborado com a Promotoria no sentido de esclarecer o motivo de não ter declarado gastos da campanha que era candidato a prefeito ao lado do candidato a vice Antônio Wilson Fiorot As contas da chapa majoritária foram rejeitadas pela Justiça Eleitoral por diversas irregularidades, como a doação de combustíveis e camisetas a eleitores. “O coordenador da campanha era Sidney Moreira, que pode falar mais sobre esse assunto. Mas eu era o ordenador de despesas e o que eu posso dizer é que, na realidade,

DEZEMBRO DE 2010 Em dezembro de 2010, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) cassou o mandato do prefeito Mateusão Vasconcelos (PTB) e do vice Erivan Tavares (PRTB) por prática de ‘caixa dois’ ao omitir valores na prestação de contas da campanha eleitoral em 2008. O TRE determinou, então, a diplomação e posse do segundo colocado nas eleições, Ataídes Canal (PDT) e seu vice Antônio Wilson Fiorot (PSB). MAIO DE 2011 Em 27 de maio de 2011, o vice-prefeito Dr. Fiorot teve o mandato cassado pela Câmara de Pedro Canário por ferir a Lei Orgânica ao passar mais de 15 dias fora da Cidade.

O Ministério Público Eleitoral sustenta que “a distribuição de vantagens pelos então candidatos a prefeito Ataídes Canal e vice Antônio Wilson Fiorot (foto) constitui atentado à lisura do processo eleitoral” e pede à Justiça a cassação do atual prefeito Dr. Fiorot.

com combustível, nós gastamos acima de 100 mil reais no Posto Bandeirantes. Quem bancou a campanha toda fui eu”, afirmou Ataídes, revelando um número ainda superior ao apresentado por Sidney no depoimento à Justiça, dando conta que os gastos declarados com combustíveis foram de R$ 12,7 mil e houve um montante de R$ 34 mil não declarados. Ataídes Canal disse Ataídes Canal: ‘‘O que eu posso dizer é que, na realidade, com combustível, nós gastamos acima de 100 mil reais no Posto Bandeirantes’’.

edicao 37.indd 9

ENTENDA A CRISE POLÍTICA EM PEDRO CANÁRIO

que, na Ação de Investigação Judicial, tem prestado os esclarecimentos necessários às autoridades. “Já fazia isso antes, e agora não tenho mais nada a perder. Já perdi o meu mandato mesmo e tive os direitos políticos suspensos; quem tem que se preocupar agora é o meu vice Fiorot, que é o atual prefeito”, afirmou Ataídes. Ele afirmou que não tem mais vínculo políti-

co com Dr. Fiorot, desde que teve o mandato cassado e o então vice assumiu a Prefeitura de Pedro Canário: “Ele nunca me procurou, nunca mais falou comigo. E andou falando que com o povo de Ataídes Canal não participaria mais de nada. Ele está na dele, eu estou na minha. Ele assumiu como prefeito e não ligou mais para mim, nem para perguntar se eu estou vivo”.

O OUTRO LADO Procurado em seu gabinete, o prefeito Antônio Wilson Fiorot estava em reunião e assessores disseram que ele não poderia atender à reportagem do jornal Barcos Notícias para comentar os resultados da Ação Judicial Investigativa movida pelo Ministério Público. Já o presidente da Câmara de Pedro Canário, vereador Marcos Robério da Fonseca, o Binho, preferiu não se pronunciar, destacando que o caso diz

respeito ao Ministério Público, à Justiça e ao Executivo Municipal.

JUNHO DE 2011 Em junho de 2011, o prefeito Ataídes Canal teve o mandato extinto pela Justiça de Pedro Canário, em razão ter os direitos políticos suspensos por cinco anos em decisão judicial em última instância, numa ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual por irregularidades durante o mandato de 2001 a 2004. Em 2007, a Justiça de Pedro Canário condenou Ataídes no caso e foram negados recursos no Tribunal de Justiça do Espírito Santo e no Superior Tribunal de Justiça. JUNHO DE 2011 A Justiça Eleitoral de Pedro Canário acatou o recurso de Antônio Wilson Fiorot para ele retornar ao cargo de vice-prefeito, tornando sem efeito decisão de cassação do mandato pela Câmara. Com isso, Dr. Fiorot pôde assumir a Prefeitura no lugar de Ataídes Canal. OUTUBRO DE 2011 O Ministério Público pede a cassação do mandato do prefeito Dr. Fiorot nas Alegações Finais à Ação de Investigação Judicial Eleitoral. No processo, o MP apresenta provas documentais e testemunhais de prática de abuso do poder econômico cometida pela chapa Ataídes Canal (prefeito)-Antônio Wilson Fiorot (vice-prefeito) durante a campanha do pleito de 2008, tendo como ponto de partida a prestação de contas dos candidatos, rejeitada pela Justiça.

21/11/2011 13:31:34


barcosnoticias@gmail.com

10

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011

PRP e PR podem Mais rigor contra motorista embriagado que causar morte caminhar juntos PROJETO ACABA COM EXIGÊNCIA DE BAFÔMETRO PARA COMPROVAR EMBRIAGUEZ Ales/Divulgação

A

Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal aprovou no dia 9 deste mês, em caráter terminativo e por unanimidade, o projeto de lei do senador Ricardo Ferraço que acaba com a exigência do bafômetro para comprovar a embriaguez de motoristas. O projeto torna crime a condução de veículo automotor sob a influência de álcool ou substância psicoativa. A pena para o motorista embriagado que provocar um acidente que resultar em morte pode chegar a 16 anos de prisão. A proposta será analisada agora pela Câmara dos Deputados. Atualmente, o Código Brasileiro de Trân-

edicao 37.indd 10

Senador Ricardo Ferraço: autor do projeto aprovado no Senado.

sito prevê a tolerância até 0,6 decigrama (dg) de álcool por litro de sangue. O nível de álcool no organismo do condutor só pode ser detectado com o teste do bafômetro. Como pela própria legislação as pessoas não são

obrigadas a realizar o teste, a nova lei prevê outros tipos de prova para se comprovar a embriaguez, como prova testemunhal, imagens, vídeos ou a produção de quaisquer outras provas em direito admitidas.

Por exemplo, hoje se uma emissora de televisão fizer uma matéria mostrando imagens de um motorista visivelmente embriagado e esse motorista recusar-se a fazer o teste do bafômetro essas imagens não valem como prova. Com a aprovação do projeto, essas imagens passarão a valer. “É essencial que a obtenção das provas para a configuração do crime de direção sob a influência de álcool ou outras drogas volte a ser obtida não só por meio do teste do bafômetro ou de sangue, mas, em caso de recusa ao teste, também por todas as demais provas lícitas admitidas em direito”, afirma o senador Ricardo Ferraço. O projeto do senador também estabelece que qualquer motorista flagrado dirigindo alcoolizado, com as devidas provas, nos casos de morte, seja julgado por prática de homicídio doloso – com intenção de matar – e não homicídio culposo, ou seja, quando não há intenção de matar.

nas eleições em Baixo Guandu A

s articulações políticas em torno das eleições de 2012 estão a plano vapor em Baixo Guandu. As conversações giram em torno dos grupos políticos dos quatro candidatos a deputado estadual nas eleições de 2010: Dary Pagung (PRP), Tim (PR), Neto Barros (PCdoB) e Maxuel (PSDC). Lideranças políticas e comunitárias avaliam que o grupo político que esteve junto em 2008, na base aliada, fragmentou-se em 2010, quando várias siglas partidárias optaram por apoiar diversos candidatos, inclusive de outros municípios. O deputado Dary Pagung e Tim, pertencentes ao mesmo segmento político, estiveram em palanques opostos em 2010, mas próximos nas ideologias políticas. E ao que tudo indica, deverão ficar juntos para as eleições de 2012. Considerando os votos obtidos nas últimas eleições por Dary (PRP), Tim (PR), Maxuel e outros candidatos com apoio de lideranças do mesmo grupo do

Executivo municipal, a soma ultrapassa os votos obtidos pelo adversário que, hoje, é pré-candidato a prefeito de Baixo Guandu pela oposição. Entretanto, quando se trata de votos para Prefeito e Vereadores, o elo é novamente refeito, como está sendo construído nos bastidores da política local. Os partidos que se fragmentaram percebem a necessidade de estarem unidos, formando uma frente com um novo nome a candidato a prefeito, o que ainda está indefinido. De acordo com a assessoria do PRP, as articulações atuais já cogitam pré-candidaturas à Prefeitura de Baixo Guandu em 2012. A vereadora Lú Cardoso (PRP), o Padre Neil Joaquim de Almeida (PSB) e o juiz Eraldo Trevisani são alguns dos nomes já cogitados. Mas outros nomes poderão surgir até as convenções, como o do próprio deputado estadual Dary Pagung (PRP). Ales/Divulgação

A assessoria não descarta a candidatura do deputado estadual Dary Pagung (foto) nas eleições municipais em Baixo Guandu.

21/11/2011 13:31:40


barcosnoticias@gmail.com

11

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011 Fotos:André Oliveira/Barcos Notícias

Lição prática

FESTIVAL DE LEITURA

A

Escola Estadual José Carlos Castro, em Braço do Rio, realizou recentemente o 1º Festival de Leitura, com a realização de diversas apresentações. A diretora Roseni Costa da

Cunha, a pedagoga Eliene Conceição de Jesus e as professoras agradecem o empenho dos alunos e alunas, e a presença dos pais e pessoas da comunidade.

C

Os alunos prostaram desenvoltura nas apresentações do 1º Festival de Leitura da Escola José Carlos Castro. Divulgação

PROVA BRASIL

O

s alunos das aturmas de 5º ano e da 8ª série da Escola Municipal de Ensino Fundamental João Bastos Bernardo Vieira, em Conceição da Barra, realizaram no dia 8 de novembro a Prova Brasil 2011, que

acontece a cada dois anos. Pelo resultado do teste, é aferido o Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb). As aplicadoras das provas foram Margareth Costa Mulinário e Carla Hilário Xavier.

A Prova Brasil serve para aferir o ìndice de Desenvolvimento da Educação (Ideb).

Divulgação

TEATRO DE BONECOS

A

turma do Vovô Juca chegou à EMEF João Bastos Bernardo Vieira, em Conceição da Barra, para apresentar o Teatro de Bonecos aos alunos do 1º ao 5º anos. O teatrinho abordou os temas Violência e Mentira. A criançada se divertiu a valer. Divulgação

Os alunos vigilantes cuidam da coleta seletiva do lixo e orientam os colegas nas brincadeiras durante o recreio.

VIGILANTES DA LIMPEZA

erta vez, existiu um grande guerreiro. Mesmo sendo muito velho, ele ainda era capaz de derrotar qualquer desafiante. Sua reputação ficou conhecida em todo o país, e muitos estudantes reuniam-se para estudar sob sua orientação. Um dia, um infame jovem guerreiro chegou à vila. Ele estava determinado a ser o primeiro homem a derrotar o grande mestre. Junto à sua força, ele possuía uma habilidade fantástica em perceber e explorar qualquer fraqueza em seu oponente, ofendendo-o até que este perdesse a concentração. Então, ele esperava que seu oponente fizesse o primeiro movimento, e assim revelando sua fraqueza, atacava-o com uma força impiedosa e a velocidade de um raio. Ninguém jamais havia resistido, além do primeiro movimento, em um duelo contra ele. Contra todas as advertências de

seus preocupados estudantes, o velho mestre alegremente aceitou o desafio do jovem guerreiro. Quando os dois se posicionaram para a luta, o jovem guerreiro começou a lançar insultos ao velho mestre. Ele jogava terra e cuspia em sua face. Por horas, ele verbalmente ofendeu o mestre com todo o tipo de insulto e maldição conhecidos pela humanidade. Mas o velho guerreiro ficou ali parado, calmamente. Finalmente, o jovem guerreiro ficou exausto. Percebendo que tinha sido derrotado, ele fugiu vergonhosamente. Um tanto desapontados por não terem visto seu mestre lutar contra o insolente, os estudantes aproximaram-se e lhe perguntaram: - Como o senhor pôde suportar tantos insultos e indignidades? Como conseguiu derrotá-lo sem ao menos se mover? - Se alguém vem para lhe dar um presente e você não o aceita, para quem retorna este presente? – replicou o mestre.

O

ECOAR (Escola, Comunidade, Ambiente e Responsabilidade) vem provocando mudanças de atitudes na Escola João Bastos Bernardo Vieira. Exemplo disso é a reimplementação do projeto Vigilantes da Limpeza, que tem envolvido os alunos em atividades e brincadeiras para tornar o recreio mais organizado e divertido. Os vigilantes são escolhidos todos os dias pelas coordenadoras nas turmas de 1º ao 5º ano. Por sua vez, eles orientam os colegas nas brincadeiras, na organização das filas, na coleta seletiva do lixo e no uso adequado de banheiros e bebedouro. O projeto é um sucesso; as crianças estão muito empolgadas.

edicao 37.indd 11

O teatro apresentado pela turma do Vovô Juca abordou os temas Violência e Mentira.

21/11/2011 13:32:22


barcosnoticias@gmail.com

12

1ª QUINZENA DE NOVEMBRO/2011

Parque de Itaúnas ganha festa de 20 anos

Divulgação

O

Parque Estadual de Itaúnas, gerenciado pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), comemora 20 anos de criação neste mês. Para celebrar a data, foi preparada no fim de semana passado uma programação especial que contou com o lançamento de um livro e documentário com imagens inéditas da biodiversidade do Parque, descida de caiaque pelo rio, oficina de escultura de areia e show de música popular. A solenidade oficial aconteceu nesta sexta-feira (11/11), com a presença do diretor presidente do Iema, Aladim Fernando Cerqueira, e dos diretores de Recursos Hídricos e Administrativo, Robson Monteiro dos Santos e Sérgio Poubel, respectivamente, além de autoridades políticas e pessoas que contribuíram ao longo dos anos com ações para a preservação ambiental da região. Durante o evento, foi lançado o livro ‘Últimos Refúgios - Itaúnas’, do fotógrafo Leonardo Merçon, com fotos

edicao 37.indd 12

Administrado pelo Iema, o Parque Estadual de Itaúnas é um dos mais visitados em todo o Espírito Santo. que mostram a fauna e flora da região, e um documentário sobre o Parque Estadual de Itaúnas e a região de seu entorno. Ambos os trabalhos fazem parte do projeto de nome homônimo, realizado em parceria com o Iema. A cerimônia foi encerrada ao som da Fames Pop Band, da Faculdade de Música do Espírito Santo. No sábado (12/11), ambientalistas, turistas, representantes de órgãos públicos, empresários e moradores da região participaram da descida de caiaque pelo Rio Itaú-

nas até a foz. No mesmo dia e também no domingo (13), houve oficinas de escultura de areia com o artista Claudio Nogueirol e oficina de estandartes, que foram expostos em uma mostra.

Na compra acima de R$ 20,00 você ganha um cupom para concorrer a um ventilador que será sorteado no dia 20 de dezembro/2011

SERVIÇO: Parque de Itaúnas Localização: Vila de Itaúnas (Conceição da Barra) Funcionamento: Das 8 horas às 17 horas Informações: (27) 3762-5196 ou pei@iema.es.gov.br.

21/11/2011 13:32:39


EDIÇÃO 37  

1ª Quinzena de Novembro de 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you