Page 1

O vazio do inteiro


"O vazio do inteiro" mostra em fotografias como a nossa sociedade vive hoje, estamos inteiros fisicamente e ao mesmo tempo estamos vazios em nosso interior. Logo, ao viver em uma rotina agitada e repleta de obrigações nos vemos cansados, pensativos e boa parte do nosso tempo triste. O ser humano tende a procurar respostas em um mundo onde a rotina exaustiva é fruto de um desejo de realização, seja ele profissional ou pessoal. Geralmente nunca paramos e nos perguntamos "quem sou eu?" E tal pensamento nos leva a falta de explicações, um vazio onde nada parece preencher. Sorrisos, conversas, até mesmo um momento com pessoas que parecem nos envolver se torna algo sem nexo, sem sentimento, uma completa solidão. A depressão é tida como o mal do século, o que antes acontecia evidentemente em adultos, hoje ocorre na infância e adolescência. A falta de empatia e reflexão do nosso Eu interior acaba por influenciar em nossos sentimentos nos tornando pessoas vulneráveis ao caos da vida moderna logo deixando o indivíduo persistir na perda de interesse em atitudes do seu dia-a-dia. " Sinto que nunca um homem poderá dar uma resposta às perguntas e aos sentimentos que tem a vida no fundo do seu ser" - Cartas a um jovem poeta.

Bárbara Maria Barbosa de Medeiros

o vazio do inteiro  
o vazio do inteiro  
Advertisement