Issuu on Google+

L í d e r

M u n d i a l

e m

A u t o m a ç ã o

P n e u m á t i c a

w w w . s m c b r . c o m . b r

Inovações


Índice SMC........................................................................................04 Engenharia de Especiais.............................................................05 Engenharia de Sistemas.............................................................06 Treinamento.....................................................................................07 SMC no Mundo....................................................................................08 Distribuidores..........................................................................09 Filiais......................................................................................................09

Atuadores Atuador Compacto Oval.............................................................10 Atuador Guiado Compacto.............................................................11 Atuador Compacto com Eletroválvula........................................12 Atuador Miniatura.........................................................................13 Atuadores de Grandes Diâmetros........................................................14 Atuador sem Haste de Acoplamento Magnético..........................15 Atuador Elétrico Linear.................................................................16 Atuador Elétrico sem Haste..........................................................17 Atuador Elétrico tipo Mesa...........................................................18 Garra Elétrica..................................................................................19 Atuadores de Baixo Atrito.............................................................20 Atuador Elétrico Linear.................................................................21 Atuador Rotativo de 3 Posições....................................................22 Mesa Linear Miniatura..............................................................................23 Atuador sem Haste..............................................................24 Mesa Linear Modelo Reversível...................................................25 Atuador tipo Grampo com Trava..............................................26 Micro Atuador de Montagem Universal......................................27 Atuador com Design Higiênico....................................................28


Válvulas Válvulas de Processo..........................................................................29 Eletroválvula de 2 Vias com Baixo Consumo de Energia..............................30 Equipamentos Pneumáticos para Alta Pressão até 50 bar.................31 Válvulas para Fluidos (à Base de Água e Químicos).........................32 Eletroválvula de 3 e 5 vias................................................................34 Bombas de Processos para Produtos Químicos.............................................35 Válvula Proporcional de Vazão................................................................36 Válvula Solenóide Compacta..................................................................37 Eletroválvula para Fluidos Químicos..............................................................38 Eletroválvula Compacta.......................................................................39

Tratamento de ar Filtros.................................................................................................40 Espaçadores para Montagem Modular...............................................42 Filtro-Regulador com Manômetro Incorporado.....................................43 Regulador Compacto para Montagem em Bloco................................44 Reguladores de Pressão de Precisão.......................................45 Filtro Ecológico para Líquidos.....................................................................46 Controlador de Temperatura para Fluidos (tipo Peltier)............................47 Controlador Termo Químico...........................................................48 Thermo-Cooler...........................................................................49 Thermo-Chiller...................................................................................50


Sensores e Detectores Sensor Magnético Universal...........................................................51 Pressostato/Vacuostato Digital........................................................52 Pressostato/Vacuostato Digital........................................................53 Pressostato/Vacuostato Digital........................................................53 Sensor Eletrostático..........................................................................54 Medidor de Eletricidade Estática Portátil.......................................55 Ionizador............................................................................................55 Ionizador............................................................................................56 Fluxostato Digital..............................................................................57

Tubos e Conexões Tubo em Fluoro Resina........................................................................58 Tubos de Poliuretano............................................................58 Conexão Instantânea em Latão.........................................................59 Engate Rápido..............................................................................................59 Conexão em Aço Inoxidável..............................................................60 Reguladora de Fluxo em Aço Inoxidável..........................................60


SMC Organização Mundial Líder mundial em automação pneumática, a SMC é uma multinacional japonesa presente em todos os países ­industrializados, com mais de 27% de ­participação no ­mercado global. São mais de 11 mil produtos ­básicos e 640 mil variações, atendendo aos mais diversos ­segmentos.

SMC Brasil No Brasil desde 1998, a SMC possui o maior parque ­fabril de pneumáticos do país, ­localizado em São ­Bernardo do Campo (SP), além do Centro de ­Logística para a América Latina, com ampla capacidade de ­estoque e rapidez de atendimento. A empresa tem cobertura nacional, seja por meio de ­filiais, de consultores técnicos ou da rede de ­distribuição, atendendo aos mais ­diversos setores do mercado.

Logística Com o novo Centro de Distribuição ­instalado no Brasil, a ­empresa reforçou sua estrutura logística para atender o ­mercado nacional e latino-americano de maneira rápida e eficaz, ­otimizando o prazo de entrega dos produtos e ­viabilizando a fabricação de itens ­especiais por meio de seu parque fabril.

4


Engenharia de Especiais A Engenharia da SMC Brasil está pronta para criar soluções e produtos especiais, que permitam expandir as fronteiras e redefinir os parâmetros de mercado com amplo suporte

Posicionador para

técnico comercial, em todo o território nacional. A equipe de

válvulas com ângulo de

engenheiros é altamente capacitada para o pleno atendi-

abertura 40º graus.

mento dos requisitos específicos dos mercados alimentício, automobilístico, óleo e gás, sucroalcooleiro, têxtil, médico, ou qualquer que seja o segmento. Os constantes investimentos na expansão dos recursos e opções tecnológicas nos permitem superar e antecipar as necessidades do mercado, assegurando, assim, a liderança absoluta do mercado mundial.

Cilindro com posicionador.

Dispositivo hidropneumático para automação de prensas.

Cilindro escalonado duplo curso.

Automação de válvula de plataforma.

Grampo Especial para solda.

5


Engenharia de Sistemas A engenharia da SMC está dedicada em fornecer aos ­n ossos clientes soluções de automação pneumática através de produtos e serviços superiores de altíssima qualidade e confiabilidade. A SMC investe ­constantemente no desenvolvimento de nosso corpo de engenheiros para que possamos contribuir, assim, com a evolução da ­automação pneumática na indústria. A SMC está em constante expansão para assegurar seu compromisso em atender de forma superior todos os nossos clientes.

Sistema para secagem a frio.

Sistema de ­C ontrole para Máquina de confecção de pneus.

Sistema para ­c ontrole de estações de bombas.

Teste de painel de Aeronaves.

Sistema para separação de massas.

6

Módulo Projeto Energy Saving.


Treinamento

O departamento de treinamento tem como principal função a capacitação de ­clientes no que diz respeito às mais avançadas tecnologias de automação ­disponíveis no mercado. Atuando em todo o país, oferecemos treinamentos em diversos ­níveis através de nossa equipe de instrutores com vasto conhecimento ­tecnológico e industrial. Em nosso programa de treinamento, oferecemos os seguintes cursos: • Tecnologia pneumática • Introdução a Sistemas de Automação • Sistemas de Automação Pneumáticos • Sistemas de Automação Eletro-pneumáticos • Tecnologia do Vácuo • Projetos Pneumáticos O Treinamento da SMC ainda pode desenvolver cursos de acordo com a ­necessidade de cada cliente. Em todos os treinamentos será fornecido certificado de nível internacional e material didático.

Equipamentos Educacionais A SMC também possui uma equipe dedicada ao mercado de capacitação ­técnico-profissional, a SMC Educacional. Esta divisão é focada no ­desenvolvimento e comercialização de equipamentos de treinamento que permitam explorar as mais modernas tecnologias presentes no ambiente industrial moderno. Todos os equipamentos são fornecidos com um completo material didático, cadernos de exercícios caderno do professor, teoria para o desenvolvimento da tecnologia empregada e CD-ROM interativo.

7


SMC no Mundo

Sendo a maior fabricante mundial em tecnologia pneumática, a SMC está presente nos centros mais ­industrializados do mundo. A empresa possui 47 subsidiárias, que atingem cerca de 70 países, com uma força de vendas que ultrapassa o número de 4 mil consultores especializados.

AMÉRICA DO NORTE/ AMÉRICA DO SUL Canadá SMC Pneumatics ( Canada) Ltd. México SMC Corporation ( Mexico), S.A. de C.V. E.U.A. SMC Corporation of America Argentina / Uruguai SMC Argentina S.A. Bolívia SMC Pneumatics Bolivia S.r.l. Chile / Colômbia SMC Pneumatics ( Chile ) S.A. Peru IMPECO Automatizacion Industrial S.A.( Distributor) Equador Assistech Cia. Ltda. ( Distributor) Venezuela SMC Neumatica Venezuela S.A. Brasil SMC Pneumáticos do Brasil Ltda. EUROPA / ÁFRICA Áustria SMC Pneumatik GmbH (Austria) Bulgária SMC Industrial Automation Bulgaria Eood República Tcheca SMC Industrial Automation CZ s.r.o. Eslováquia SMC Priemyselná Automatizácia Spol s.r.o. Hungria SMC Hungar y Ipari Automatizálási Kft. Eslovênia SMC Industrijska Avtomatika d.o.o. Polônia SMC Industrial Automation Polska Sp.z.o.o. Croácia SMC Industrijska Automatika d.o.o.

8

Holanda/Bélgica SMC Pneumatics B.V. SMC Pneumatics N.V./S.A. (Associated Company) Dinamarca SMC Pneumatik A/S Suécia SMC Pneumatics Sweden AB Letônia SMC Pneumatics Lat via SAI Estônia SMC Pneumatics Estonia OÜ Lituânia UAB “SMC Pneumatics” Finlândia SMC Pneumatics Finland Oy França SMC Pneumatique SA Alemanha SMC Pneumatik GmbH Grécia SMC Hellas E.P.E. Itália SMC Italia S.p.A. Malta AIM Enterprises Ltd Irlanda SMC Pneumatics ( Ireland) Ltd. Noruega SMC Pneumatics Nor way AS Espanha SMC Espana S.A. Portugal SMC Sucursal Portugal, S.A. Romênia SMC Romania S.r.l. Rússia SMC Pneumatik LLC. Suíça SMC Pneumatik AG Turquia Entek Pnomatik San. ve Tic. Ltd. Sti.(Distributor)

Reino Unido SMC Pneumatics ( U.K.) Ltd. Egito Saadani Trading & Ind. Services(Distributor) África do Sul/Namíbia Hyflo Southern Africa ( Pt y.) Ltd.( Distributor) ÁSIA/OCEANIA China SMC ( China) Co.,Ltd. Hong Kong SMC Pneumatics ( Hong Kong) Ltd. Índia SMC Pneumatics ( India) Pvt. Ltd. Indonésia P.T. Sinar Mutiara Cemerlang ( Distributor) Israel Baccara Automation Control ( Distributor) Coréia do Sul SMC Pneumatics Korea Co.,Ltd. Malásia SMC Pneumatics ( S.E.A.) Sdn. Bhd. Paquistão Jubilee Corporation( Distributor) Filipinas Shoketsu SMC Corporation Arábia Saudita Assaggaff Trading Est.( Distributor) Cingapura SMC Pneumatics ( S.E.A.) Pte. Ltd. Taiwan SMC Pneumatics (Taiwan) Co.,Ltd. Tailândia SMC (Thailand) Ltd. Vietnã Dy Dan Trading Co., Ltd ( Distributor) Austrália SMC Pneumatics (Australia) Pt y. Ltd. Nova Zelândia SMC Pneumatics ( New Zealand) Ltd.


| Distribuidores | SÃO PAULO • SP Almeida & Camargo Soluções Industriais Av. Fernando Stecca, 1445 • Jd. Dois Corações • Sorocaba (15) 3225-4391 Artec Automaçãço Av. Rui Barbosa, 627 Vila Rezende • Piracicaba (19) 3421-6122 Avance Automação Industrial R. Valdir Campos, 3-20 Jd. Mendonça • Bauru (14) 3281.5222 Awaltech Automação e Instrumentação Industrial Rua Dois, 253 • Jd. São Francisco Nova Odessa (19) 3476-4004 Fox Automação Industrial Av. Getulio Vargas, 1900 Jd. São Paulo • São Carlos (16) 3368-1231 Fox Automação Industrial (Filial) R. Tiradentes, 2277 Pq. Industrial • Săo José do Rio Preto (17) 3214-0596 GUISA Vale Automação Ltda – ME Av. Nove de Julho, 315 - Jacareí Sala 23 (12) 3953-5670 Hidroair Av. Domingos Fanganiello, 410 Ponte Grande • Guarulhos (11) 2421-3384 Hidroair ABC R. José Lobo, 58 Vila Euclides Săo Bernardo do Campo (11) 4123-0660 Irmãos Salfatis R. Florencio de Abreu, 200 Centro • Săo Paulo (11) 3227-8544 NCC Av. Senador Feijó, 527 sala 22 Vila Matias • Santos (13) 3232-8909 Nova Leval R. Casarejos, 131 Vila Mogilar • Mogi das Cruzes (11) 4791-1044 RIO DE JANEIRO • RJ Hystec Av. Francisco Chrisostomos Torres, 1475 • Săo Luis • Volta Redonda (24) 3338-0558

Digico R. Bario, 501 Edgar Pereira Montes Claros (38) 3221-8787 Multivalvulas Acessórios Industriais Ltda. Av. Raulino Cotta Pacheco, 1589 Vila Fatima Uberlândia (34) 3236-1100 BAHIA • BA SET Automação R. B, Qd. 2, Lotes 03/04 - Loteamento Varandas Tropicais 0 Pitangueiras • Lauro de Freitas (71) 3503-7077 RIO GRANDE DO SUL • RS Artcom R. Venancio Aires, 460 Niterói • Canoas (51) 3031-7677 Hipermatic Automação Industrial Ltda Av. Rubem Bento Alves, 2976 A Bairro Universitário • Caxias do Sul (54) 3028-6464 Amftek Av. Fernando Osório, 957 Três Vendas - Pelotas (53) 3223-1622

PERNAMBUCO • PE Steam-Air Estrada do Arraial, 2948 Sl.115 e 116 • Casa Amarela Recife (81) 3268-7871 ESPÍRITO SANTO • ES Hidrauservice Rua Paraná, 17 Jd. Limoeiro Serra (27) 3204-8032 O&M Rua José de Alencar, 122 Laranjeiras Serra (27) 3218-5444 GOIÁS • GO MPa Automação Ltda Av. Engenheiro Eurico Viana, 151 Setor Pedro Ludovico Goiânia (62) 3541-0015 PARÁ • PA Unitech Automação Industrial Trav. Carneiro da Rocha, 167 Cruzeiro - Icoaraci (91) 32271-1080

AMAZONAS • AM Sunxtronic R. José Paranagua 470-C Centro • Manaus (92) 3233-5497

| Filiais |

PARANÁ • PR Laratec R. Albano Reis, 1058 • Bom Retiro Curitiba • (41) 3016-2327 Manuservice Automaçăo Ltda. Rua Teixeira Soares, 736 Jd. Cruzeiro • Săo José dos Pinhais (41) 3282 - 7000 SM Automação Av. Paranavai, 430 Bairro Zona 06 • Maringá (44) 3026-4595

SMC Campinas

Av. Andrade Neves, 1474 Jd. Chapadão • Campinas • SP CEP 13070-000 Tel (19) 3242-5494 • Fax (19) 3242-7221

SMC Porto Alegre

Av. Sertório, 5615 Jd. Lindóia • Porto Alegre • RS CEP 91060-590 Tel (51) 3364-9000 • Fax (51) 3368-7174

SANTA CATARINA • SC Jartec - Matriz R. Joăo Planincheck, 1040 Nova Brasilia • Jaraguá do Sul (47) 2107-0010 Jartec - Chapecó Av. Getúlio Dorneles Vargas, 2855N Chapecó • Passos dos Fortes (49) 3329-0014

Pneumática Rio R. Angélica Mota, 408 • Sala 303 Olaria • Rio de Janeiro (21) 2573-2284

Jartec - Criciúma Av. Manuel Delfino de Freitas, 25 Nossa Senhora da Salete Criciúma (48) 3442-0302

MINAS GERAIS • MG

CEARÁ • CE

Acser Av. General David Sarnoff, 1426 Inconfidentes Contagem (31) 3343-7400

Tecno-Steam Av. dos Expedicionários, 8798 Parque Dois Irmãos Fortaleza (85) 3493-5796

SMC Rio de Janeiro

Av. das Américas, 3500 Sala 134 • Ed. Toronto 3000 • Le Monde Office Barra da Tijuca • Rio de Janeiro • RJ CEP 22640-102 Tel / Fax (21) 3795-4859

SMC Minas Gerais

Av. Alameda da Serra, 322 - Sala 406 • Ed. Alfa Vale do Sereno • Nova Lima • MG CEP 34000-000 Tel (31) 3286-4666 • Fax (31) 3286-5780

SMC Curitiba

Rua Santa Catarina, 65 - Sala 912b Água Verde • Curitiba • PR CEP 80620-100 Tel (41) 3019-0600 • Fax (41) 3077-0600

9


Série

| CQU

Capítulo 1 - ATUADORES

Atuador ­Compacto Oval

Aplicações

B(MU) B(CQU)

Pode-se inserir ­sensores ­magnéticos em 4 posições ­diferentes.

A(CQU)

Redução 40%

C(CQU)

A(CQ2)

C(MU)

Permite uma montagem com economia de espaço

• • •

Diâmetros: 20, 25, 32, 40. Leve e compacto. Largura: Redução até 40%.

(Em comparação com a série CQ2 da SMC)

• • •

Comprimento total: Redução até 15%. Volume: Redução até 18%. Massa: Redução até 36%

(Em comparação com a série MU da SMC com curso 30)

10

Diâmetro

E (mm)

20

22

25

24

32

28

40

32

Redução


Série

ATUADORES - Capítulo 1

| CQM

Atuador Guiado Compacto •

Elevada resistência a carga lateral, momento fletor e ­momento torçor.

• •

A carga pode ser montada diretamente. Dimensões de montagem compatíveis com a série CQ2 e CQS. Novos diâmetros foram adicionados a série: 63mm, 80mm, 100mm.

(De 3 a 4 vezes maior em comparação a série CQ2)

Aplicações

Movimentação

Função haste guiada permite a montagem de um suporte em L

Elevador

11


Série

| CVQ

Atuador ­Compacto com Eletroválvula

Capítulo 1 - ATUADORES

Aplicações Movimentação

Travamento

• • • •

12

Economia de espaço - válvula integrada no atuador. Redução de trabalho - menor tempo de trabalho. Economia de energia - consumo de ar reduzido entre a ­válvula e o atuador em aproximadamente 50%. Possível montar com conexão de engate rápido e com reguladores de escape com silenciadores.


Séries

ATUADORES - Capítulo 1

| CJP2 / CJP

Atuador ­Miniatura Dupla ação / CJP2 • •

Permite montagem de 2 sensores em todos os ­diâmetros. Diâmetros de 4 a 16mm.

Simples ação CJP • •

Opcional com conexão ­instantânea. (­Montagem em painel) Pode ser aplicada com tubos de 2mm, conexões e ­ reguladoras de fluxo miniaturas.

Aplicações Fixador

Ejetor

Pinça

Batente

13


Séries

| CS1 / CS2

Atuadores ­de ­Grandes Diâmetros - 125mm a 300mm

Capítulo 1 - ATUADORES

Aplicações

Transporte de cargas pesadas

Elevação

CS2

CS1

CS1 •

Para aplicações que exigem mais força, com ­cargas mais pesadas existe a linha CS1 (fabricação ­nacional), com ­variações de diâmetros de 125mm até 300mm. Cabeçotes e camisa em aço (opcional para ­diâmetros de 125 a 160mm com tubo em alumínio). Travamento de Peças

CS2 • • • •

Camisa em alumínio para êmbolo e cabeçotes. Redução em média de 50% no peso em ­comparação com a série CS1. Reduz consumo de energia. Reduz o tempo de montagem.

Exemplo: CS1BN125-100

15.6kg 55% redução

CS2B125-100

14

7.0kg


Série

ATUADORES - Capítulo 1

| CY3

Atuador sem ­Haste de Acoplamento Magnético • • •

As dimensões de montagem são idênticas às da série antiga CY1. A pressão mínima de trabalho foi reduzida em ­aproximadamente 30% . Os diâmetros variam de 6mm até 63mm, e com opção de montagem de detectores magnéticos.

Maior durabilidade: O aumento das buchas em até 70%, se ­comparado ao modelo anterior, resultou na melhoria do ­desempenho do atuador e aumento significativo na vida útil.

Aplicações Transporte

Corte

15


Série |

LEY

Atuador ­Elétrico Linear

Capítulo 1 - ATUADORES

Tipos de Montagem Montagem Direta (Três direções)

Montagem com Suporte (Três tipos) Pés

Flange Junta Articulada

Aplicações Posicionamento e controle

Abertura e fechamento/ Transferência

• • • •

16

Curso máximo de 500mm. 64 pontos para controle de velocidade e posição. Precisão e controle dos movimentos. Velocidade máxima de 500mm/s.

Travamento

Movimentação


ATUADORES - Capítulo 1

Série

| LEF

Atuador Elétrico sem Haste • • • • •

Fácil configuração. Fácil montagem - reduz o tempo de instalação. Velocidade de até 200mm/s com alta precisão e ­controle. Dimensões até 50% menores se comparado à série LJ1. Carga máxima de 45 kg.

Aplicações Transferência

Carregamento de cargas

Transferência vertical

Posicionamento

17


Série

| LES

Atuador ­Elétrico tipo Mesa

Capítulo 1 - ATUADORES

Tipos de Montagem Parafuso

Parafuso

Aplicações

Posicionamento de Paletes

• •

18

Compacto – redução de até 60% no espaço de ­trabalho c­ omparado com os convencionais. Redução no tempo dos ciclos – máxima ­aceleração e ­d esaceleração de 5000 mm/s² e velocidade máxima de 400 mm/s. Até 180N de força no avanço.

Pick and Place


ATUADORES - Capítulo 1

Série

| LEH

Garra Elétrica • • • •

A força de aperto da garra se mantém na ausência do sinal elétrico. Menor consumo de energia devido ao mecanismo de auto bloqueio. Corpo compacto e grandes variações de curso. 64 pontos para definir a posição, velocidade e força.

Aplicações

O-Ring

Alimentos

Tubo de teste

Espaço reduzido

19


Séries

| MQQ / MQP

Capítulo 1 - ATUADORES

Atuadores de Baixo Atrito

Atuador Compacto - MQQ • •

Atuador de Simples Ação - MQP • • • •

Pressão mínima de trabalho – 0,01 bar. Aplicado em sistemas de controle. Permite controle de força mínima de 0,01N. Controle preciso de movimento.

• • •

Pressão mínina de trabalho – 0,05 bar. A resistência de deslizamento reduzida e a grande ­estabilidade permitem um controle de força de apenas 0,05N. Funcionamento com velocidades reduzidas e ­uniformes – 0,3mm/s a 300mm/s. Modelo Opcional com resistência a carga lateral. Modelo para alta velocidade (3000mm/s) e alta ­frequência (50 ciclos por minuto).

Aplicações Para controle de pressão com ­variações reduzidas

Aplicações

Aplicáveis nos modelos MQQT e MQML

Para controlar movimentos lineares com precisão

Depurador de gás Disco

DISCOS DE POLIMENTO

Para corte de vidros e lentes que exigem uma força constante Aplicáveis nos modelos MQQL e MQML Carga ­constante

Rolo da bobina

Enrolamento

Para inspeção e montagem de peças eletrônicas

Para enrolamento de bobina

20

Vidro

CORTE DE SUPERFÍCIES ONDULADAS


Série

ATUADORES - Capítulo 1

| LZ

Atuador Elétrico Linear •

Para aplicações similares às de um atuador pneumático.

Série LZB

Série LZC

Driver de controle direcional para Cilindro Elétrico O driver de controle direcional funciona como uma válvula, e permite controlar o curso apenas com sinais On/Off. O controle de corrente impede que o motor/driver ­queime. Pode-se controlar com apenas 3 tipos diferentes de sinais de entrada.

Controle direcional (A-PHASE) Saída On / Off (ON) Seleção de impulso (SET) Pode ser acionado manualmente Série LC3F2

21


Série

| MSZ

Atuador ­Rotativo de 3 Posições

Capítulo 1 - ATUADORES

Aplicações Distribui trabalho para os lados esquerdo e direito

Válvula de 3 posições

Posições de Parada O ângulo é ajustado como ilustrado abaixo: (CCW - à esquerda | C- centro | CW - à direita)

• • • •

22

Margem de rotação de 0 a 95º . Controlado por uma válvula de 3 posições. A carga pode ser montada diretamente sobre o ­atuador. Disponível modelo de alta precisão.

E: 90º - D: 90º

E: 45º - D: 45º

E: 90º - D: 30º

E: 60º - D: 90º


Série

ATUADORES - Capítulo 1

| MXJ

Mesa Linear ­Miniatura • • •

Para o menor modelo – altura 10mm, largura 20mm, ­comprimento de 43mm. Disponível para série limpa com as mesmas ­características dos modelos standard. Diâmetros: 4mm, 6mm e 8mm.

Aplicações

Os sensores magnéticos e os tubos podem ser ­montados tanto do lado esquerdo quanto do lado direito

Os tubos e sensores podem ser alinhados no mesmo sentido

Modelo Simétrico

Modelo Standard

Calha para sensores Placa para tubo

23


Série

| MY3

Capítulo 1 - ATUADORES

Atuador sem ­Haste

Para a série MY3 houve uma redução de altura em 36%, de peso em 53% e de comprimento em no ­máximo 140mm, ­comparado com a série MY1.

MY3A (com batente de borracha)

MY3B (com amortecimento pneumático)

MY1B / MY1M (com amortecimento pneumático)

Maior variedade de tamanhos básicos para aumentar as ­opções de aplicações de nossos clientes.

A a série MY3M foi melhorada, aumentando a ­resistência e momento as cargas, que podem ser ­montadas ­diretamente sobre a guia.

Possível ajustar o curso dependendo da ­necessidade da ­aplicação. Opção de amortecimento hidráulico. O tubo pode ser inserido na parte lateral ou atrás do ­cabeçote.

• •

Comprimento geral (Z + Curso)

MY1B

MY1M

24

MY3A/3B

MY3M


Série

ATUADORES - Capítulo 1

| MXQR

Mesa Linear ­Modelo Reversível •

As posições do tubo e do ajuste podem ser alteradas para se adaptarem as condições da instalação.

Três Tipos de Montagem

Aplicações

Montagem Lateral (orifício roscado do corpo) Transferência de peças de duas fileiras para um palete

Montagem Lateral (orifício passante)

Ordenar peças de ­diferentes ­formatos fornecida ­continuamente por uma esteira

Montagem Vertical (orifício roscado do corpo)

25


Série

| CLK2

Atuador tipo ­Grampo com Trava

Capítulo 1 - ATUADORES

O corpo foi reduzido, mantendo-o intercambiável com a série antiga CLK1.

Válvula de Amortecimento

Ligação Macho

Convencional CLK1

Novo CLK2

Aplicações Bloqueio no Recuo

Bloqueio

Bloqueio

Bloqueio no Avanço

• • • • • •

26

Pode-se acionar a trava em qualquer posição do curso. É possível acionar a trava tanto no recuo q ­ uanto no avanço. Podem ser montados dois sensores a ­prova de campo magnético. Com amortecimento pneumático. Diâmetros de 32 a 63mm. Grande variedade de aplicações em diferentes tipos de ­equipamentos.

Bloqueio

Bloq

ueio


ATUADORES - Capítulo 1

Série

| CUJ

Micro Atuador de Montagem Universal • •

Foram adicionados à série os diâmetros de 12/16/20mm. O comprimento total foi reduzido em até 64%, e o ­volume em 70%, comparado com a série compacta CU. CU CUJ

Aplicações

Baixar o centro de gravidade quando utilizar uma guia externa Montagem em 4 diferentes posições

É possível montar em pequenas distâncias

Montagem do tubo e dos sensores no mesmo lado

É possível montar 2 sensores magnéticos ­mesmo para o curso de 4mm

27


Séries

| HYB / C / G / Q

Capítulo 1 - ATUADORES

Atuador com ­Design Higiênico

Modelos Quatro modelos diferentes – o novo modelo ­cilíndrico, compacto, standard ISO e com guia linear.

HYB

HYQ

• • • • •

28

A prova de água e de fácil limpeza. Disponível com lubrificação adequada para ­produtos da linha ­alimentícia (certificação NSF-H1). Material de vedação: NBR ou FKM. Dimensões em conformidade com a norma ISO/ VDMA. (Séries HYQ, HYC) Produto utilizado em indústrias alimentícias e ­embalagens (não aplicado em uma zona alimentar, para maiores informações contatar a SMC). Vida útil cinco vezes maior que os atuadores ­convencionais.

HYC

HYG


Série

VÁLVULAS - Capítulo 2

Válvulas de Processo •

Toda a série VX foi renovada com uma nova ­construção e melhorias na funcionalidade.

| VX

Série VX21/22/23 2 vias, acionamento direto Para ar, água, vapor e óleo

Série VX31/32/33 3 vias, acionamento direto Para ar, vácuo, água, vapor e óleo

Série VXD21/22/23 2 vias, pilotada Para ar, água e óleo

RETIFICADOR DE ONDAS INCORPORADO

Série VXZ22/23 • • • • •

Consumo de energia reduzido em aproximadamente 20%. Resistência à Corrosão. Bobina anti-chama em conformidade com UL94V-0 e ­proteção IP65. Aumento da vida útil em até 100%. Retificador de onda para redução de ruídos.

2 vias, acionamento indireto Para ar, vácuo, água, vapor e óleo

29


Séries

| VXE / VXK

Capítulo 2 -

VÁLVULAS

Eletroválvula de 2 vias com Baixo ­Consumo de Energia - VXE • •

• •

Para ar, água e óleo. Consumo de energia 30% menor que as válvulas ­convencionais da série VX (redução no aquecimento da bobina). Proteção IP65, compatível com a norma RoHS. As dimensões da válvula são compatíveis com as séries VX2, VXD e VXZ, e a bobina destas podem ser alteradas para a série VXE (economia de energia).

CIRCUITO DE ECONOMIA DE ENERGIA INTEGRADO

Eletroválvula de 2 vias com filtro de ­entrada em Y integrado - VXK Para ar, água, óleo e vapor. Economia de espaço e redução no tempo de montagem.

FILTRO O-RING TAMPA

FILTRO DE ENTRADA (malha de 100)

30


Série

VÁLVULAS - Capítulo 2

| VCH

Equipamentos Pneumáticos para Alta Pressão até 50 bar VCH41 (normalmente fechado) VCHC40 Válvula antirretorno

Aplicações VCHC42 (Normalmente aberto)

As aplicações incluem sopro de ar, transporte de fluido, ou sopro (equipamento de moldagem por sopro etc).

VCHR40 Reguladores de acionamento direto (Tipo alivio)

VCH410 Eletroválvula de 3 vias com pilotagem

ENTRADA Pressão média

VCHN3/4 Silenciador

Pressão média

ESC

Execução especial/Manifold

Descarga

Carga

Máx. 6.0 MPa

ENTRADA

SAÍDA

ESC ENTRADA

SAÍDA

Pressão média Pressão média

ENTRADA

Máx. 6.0 MPa Pressão média

31


Séries

| VCC / VCK / VVM

Capítulo 2 -

VÁLVULAS

Válvulas para Fluidos (à Base de Água e Químicos) BLOCO DE RESINA MODULAR (VVM) • • • • • •

Fácil adição e redução de estações. Utilização de resina de PPS (Sulfureto de Polifenileno). Altamente resistente. Contém fluoresina. (Menor aderência de fluidos). Anti-estático (Resistência de superfície 102 a 105 Ω). As conexões de aço inoxidável SUS316L são de série.

SISTE MA D E LIN HA D E PINTU R A (E xemplo d e aplicação)

Modelo para tinta à base de água/químicos, água pura, solvente de limpeza

Circulação de tinta (para válvulas de 3 vias)

Pintura

Pistola de tinta válvula de 2 vias incorporada RETORNO SAÍDA

Regulador

Seleciona cor da tinta, válvulas de 2/3 vias Válvula de obturador (2 vias) incorporada no bloco

Válvula de limpeza (2 vias) Bloco VCC

32

ENTRADA Alimentação de linha (Possibilidade de alimentação direta) (Máx. 40 cores) Separa completamente a válvula de tinta e a válvula de limpeza, de forma a que a tinta não entre no lado de limpeza. ENTRADA Fluido de limpeza • Diluente • Água pura • Solvente de água • Ar


VÁLVULAS - Capítulo 2

• • • • •

Séries

| VCC / VCK / VVM

2 válvulas por estação (intervalo de 30mm). Montagem mista de válvulas 2/3 vias: 6 válvulas de 2 vias; 6 válvulas de 3 vias; 19 conexões. Proteção anti-explosão - ATEX. Vida útil: 2 a 5 milhões de ciclos.

Execuções Especiais

33


Série

| VQZ

Capítulo 2 -

VÁLVULAS

Eletroválvula de 3 e 5 vias • • • •

Vedação metálica/borracha. Compacto com grande vazão. Baixo consumo de energia. Grau de proteção IP65.

Grande velocidade de resposta e vida útil longa Série

Tempo de resposta

VQZ1000

17ms

VQZ2000

18ms

VQZ3000

21ms

Vida útil

Precisão

200 milhões de ciclos

±2ms

Tanto as válvulas de 3 como as de 5 vias podem ser montadas no mesmo bloco.

Está disponível a montagem em trilho DIN.

34


Séries

VÁLVULAS - Capítulo 2

| PAF3000/5000

Bombas de Processo para Produtos Químicos • • • •

Excelente resistência à corrosão obtida através da nova construção PFA para peças em contato com líquido. Não são utilizadas peças metálicas. Vazão máxima de 45 l/min (funcionamento automático). Montada em sala esterilizada e com dupla embalagem.

Informações

Leve e compacta

Peso: 1,3 kg (PAF3000/funcionamento pneumático, sem suporte)

Rosca Fêmea

Extensões do Tubo

Com Porca

35


Série

| PVQ

Capítulo 2 -

VÁLVULAS

Válvula ­Proporcional de Vazão •

A vazão pode ser controlada de forma suave através da variação de corrente.

Controlador

Aplicações SEPARADOR DE AR Sopro de ar ou água. Transporte de carga. Válvula proporcional CONTROLADOR DE ROTAÇÃO DE FERRAMENTA • • •

Vida útil: 25 milhões de ciclos. A válvula retorna a posição fechada quando a fonte de alimentação é desligada. Pode ser utilizada para aplicações com vácuo.

MEDIDOR DE PRESSÃO ARTERIAL

CONTROLE DE VAZÃO DE ALIMENTAÇÃO DE CÂMARA DE VÁCUO

Entrada Entrada

P

36

Bomba de vácuo


Séries

VÁLVULAS - Capítulo 2

| SJ2/SJ3

Válvula Solenóide Compacta

CONSUMO DE ENERGIA 0.15 W (SJ3000 com circuito de economia de energia) 0.23 W (SJ2000 com circuito de economia de energia) Vida útil: 50 milhões de ciclos LIGAÇÃO EM REDE COM MÓDULOS EX180 • CC-Link (32 saídas), DeviceNet (32,16 saídas). • Fácil montagem/desmontagem de todos os ­componentes do manifold. • Permite montagem de válvulas de tamanhos diferentes no mesmo manifold.

(Baseado nas condições dos testes de vida útil da SMC)

Conectores múltiplos na base facilitam a montagem no manifold e permitem adicionar ou remover estações facilmente. Um conector de 34 pinos permite ligar até 16 estações com válvulas duplo solenóide e 32 estações simples solenóide.

Unidade SI Fonte de Alimentação da Válvula Unidade de Fonte de Alimentação (para CC-Link)

Modelo Reto

Modelo com derivação tipo T Conector de Comunicação Em aplicações com DeviceNet, a fonte de ­alimentação de transmissão encontra-se ao lado do conector de comunicação da derivação em T ou ligação reta.

37


Séries

| LVM10 / 100

Eletroválvula para Fluidos Químicos

Capítulo 2 -

VÁLVULAS

Corpo projetado para uma vazão suave com um volume interno mínimo.

Opções de Montagem

2-M5

Suporte (opcional)

Junta Tórica

Largura da válvula: 13mm

Suporte (opcional)

• • • • • • •

38

Válvula de ação direta tipo diafragma, para os mais ­avançados processos de controle. Vida útil: 10 milhões de ciclos. Volume da câmara: 20 μl ou menos. Baixo consumo de energia: 1 W / 1,5 W – variando a série. Leve: 30g/34g – variando a série. Aplicações: instrumentos analíticos para sangue, ­urina, sistemas imunitários e de inspeções variadas. Vazão máxima: 39,4 l/min.

Acionamento Manual (opcional)

Suporte (opcional)

Tubo


Série

VÁLVULAS - Capítulo 2

| S0700

Eletroválvula Compacta • Design compacto com grande capacidade de vazão aproximadamente 100 l/min.

Podem ser selecionados dois tipos de espaçamento do bloco. Espaçamento de 8.5 mm com conexão instantânea (Ø2, Ø3.2, Ø1/8, Ø5/32)

Espaçamento de 7.5 mm com conexão com bocal (Ø2, Ø3.2, Ø4)

Aplicações Protocolos de comunicação aplicáveis. DeviceNet, Profibus-DP, CC-Link, EtherNet/IP, AS-i, ControlNet, CANopen. Multiconector sub-D

Transmissão Serial

Régua de Borne

Conector Circular com Cabo

Conector Circular

Cabo Reto

Cabo Reto Compatível com Sistema PC

Ligação Individual de Bobinas

39


Séries

| AMG / H / E / F - AFF

Capítulo 3 - TRATAMENTO

Filtros AMG: Separador de condensado • • •

Elimina até 99% de c­ ondensado. Dreno automático incorporado. Montagem modular.

Modelo

AMG

Capacidade de Fluxo Máximo (l/min) sob pressão 0,7 MPa

Rosca da ligação

150C

300

1/8, 1/4

250C

750

1/4, 3/8

350C

1500

3/8, 1/2

450C

2200

1/2, 3/4

550C

3700

3/4, 1

650

6000

1, 1

850

12000

1

1/2

,2

1/2

Série AMG 650 a 850 Série AMG 150C a 550C

AMH: Filtros submicrônicos coalescentes • • • •

2 estágios com 99,9% de filtragem: elemento de 0,3µm + 0,01µm. Dreno automático incorporado. Com indicador de saturação do elemento. Montagem modular.

Modelo

AMH

Capacidade de Fluxo Máximo (l/min) sob pressão 0,7 MPa

Rosca da ligação

150C

200

1/8, 1/4

250C

500

1/4, 3/8

350C

1000

3/8, 1/2

450C

2000

1/2, 3/4

550C

3700

3/4, 1

650

6000

1, 1

850

12000

1

1/2

,2

1/2

Série AMH 150C a 550C

40

Série AMH 650/850

DE AR


Séries

TRATAMENTO DE AR - Capítulo 3

| AMG / H / E / F - AFF

AME: Filtros de micro-névoa de óleo • • • •

Elemento com filtragem de 0,01µm e eficiência de 99,9%. Com indicador de saturação do elemento. Indicados para filtrar ar comprimido de alta qualidade. Aplicado em linhas de pinturas, salas esterilizadas, e para aplicações onde não possa haver óleo.

Modelo

AME

Série AME 150C a 550C

Capacidade de Fluxo Máximo (l/min) sob pressão 0,7 MPa

Rosca da ligação

150C

200

1/8, 1/4

250C

500

1/4, 3/8

350C

1000

3/8, 1/2

450C

2000

1/2, 3/4

550C

3700

3/4, 1

650

6000

1, 1

850

12000

1

1/2

,2

1/2

Série AME 650/850

AMF: Filtros para eliminação de odores • • •

Filtragem de 0,1µm. Elemento com 13 camadas de carvão ativado. Ideal para salas esterilizadas, salas limpas e ­indústrias de alimentos.

Modelo

AMF

Capacidade de Fluxo Máximo (l/min) sob pressão 0,7 MPa

Rosca da ligação

150C

200

1/8, 1/4

250C

500

1/4, 3/8

350C

1000

3/8, 1/2

450C

2000

1/2, 3/4

550C

3700

3/4, 1

650

6000

1, 1

850

12000

1

1/2

,2

1/2

Série AMF 150C a 550C

Série AMF 650 a 850

41


| AMG / H / E / F - AFF

Séries

Capítulo 3 - TRATAMENTO

DE AR

AFF: Filtros de linha • • •

Filtragem de 3µm. Dreno automático incorporado. Geralmente instalado na linha principal da rede de ar comprimido.

Modelo

AFF

Capacidade de Fluxo Máximo (l/min) sob pressão 0,7 MPa

Rosca da ligação

2C

300

1/8, 1/4

4C

750

1/4, 3/8

8C

1500

3/8, 1/2

11C

2200

1/2, 3/4

22C

3700

3/4, 1

37B

6000

1, 1

75B

12000

1

1/2

,2

1/2

Série AFF2C a 22C

Espaçadores para Montagem Modular

42

Espaçador

Filtros compatíveis

Série AC

Y200

AFF2C, AM_150C

AC20

Y300

AFF4C, AM_250C

AC30

Y400

AFF8C, AM_350C

AC40

Y500

AFF11C, AM_450C

AC50

Y600

AFF22C, AM_550C

AC60

Série Y400

Espaçador

Série AFF37B/75B

Série Y200


Séries

TRATAMENTO DE AR - Capítulo 3

Filtro-­Regulador com Manômetro ­Incorporado

| ARG / AWG

Economia de espaço e redução de trabalho na instalação.

É possível selecionar o ângulo de montagem do ­manômetro de acordo com o sentido do tubo.

Série ACG

Série ARG

(com modelo ARG ou AWG)

Fácil visibilidade do ­manômetro em vários locais de instalação.

Equipamento

Ao montar o ­e quipamento perto do nível do solo

Série AWG

Ao efetuar a ­m ontagem em painel

Painel Solo

43


Série

| ARM5

Capítulo 3 - TRATAMENTO

Regulador ­Compacto para Montagem em ­Bloco

Tipos de montagens BLOCO Modelo de alimentação centralizada

Com manômetro individual acoplado à válvula

(Montagem direta) Modelo de alimentação individual

Largura de uma válvula - 14mm

(Montagem sobre trilho DIN) INDIVIDUAL

As conexões instantâneas podem ser modificadas

(Montagem direta)

Horizontal

(Montagem sobre trilho DIN)

44

Reto

DE AR


Série

TRATAMENTO DE AR - Capítulo 3

| ARP

Reguladores de Pressão de ­Precisão • •

Consumo de energia: redução de 80% no consumo de ar. Opção com pressostato digital incorporado.

Aplicações Aplicado em indústrias de bebidas, sala estelerizadas e onde requer precisão no ajuste da pressão; A

Aplicação de Pressão constante no fluido.

B

Ajuste da pressão EM linha de sopro.

C

liberação da pressão residual com a função de FLUXO inverso. Libera a pressão residual.

45


Séries

| FN1/FN4

Capítulo 3 - TRATAMENTO

DE AR

Filtro Ecológico para Líquidos • •

• • •

Redução no tempo e custo de manutenção. Vazão máxima: FN1 (1 elemento filtrante) – 40 l/min ou 80 l/min FN4 (4 elementos filtrantes) – 250 l/min Mínimo de 100.000 ciclos de regeneração. Grau de filtragem - 5μm ou 20μm (opcional). Material do elemento filtrante – aço inxodável 304.

Filtro regenerativo o esquema abaixo permite limpeza automática do elemento, quando se encontra obstruído.

Seu projeto permite retrolavagem do elemento, ­reduzindo as despesas com resíduos industriais e com a troca de elemento. Princípio de funcionamento Posição recuada

Na posição recuada do atuador o cartucho é comprimido resultando na filtragem do fluido

Fluido Sentido do fluido durante a filtragem

Sentido do fluido durante a descarga

Filtro com manutenção reduzida

Reservatório (Integrado no FN4)

Coletor de impurezas

DRENO Reservatório para o coletor de impurezas

46

Posição avançada

Quando o atuador avança, o cartucho é descomprimido. A pres são forç a o fluido dentro do ­reservatório a entrar no filtro e realizar a retrolavagem do ­cartucho.


Série

TRATAMENTO DE AR - Capítulo 3

Controlador de Temperatura para Fluidos (tipo ­Peltier)

• • • • •

| HEC

Alta precisão no controle da temperatura de fluidos de ­processo.Através do dispositivo de Peltier a mudança entre o ­aquecimento e a refrigeração e automática. Redução do ruído (55 dB) e da vibração (sem peças móveis). Em conformidade com a norma de segurança para equipamento médico IEC 60601-1 (refrigeração por ar/série HEC-A). Fonte de alimentação: Aplicável de 100 V a 240 V. Adequado para fluido fluorado: GALDEN® HT135, Fluorinert™ FC-3283 (refrigeração por água/série HEC-W). Alta estabilidade na temperatura: ± 0,01 a 0,03 ºC.

FAIXA de temperatura 10ºc a 60ºc

Arrefecido por ar Série HEC-A Refrigeração refrigeração

Arrefecido por água Série HEC-W

Série HEC-A: capacidade de ­refrigeração de 230W; Série HEC-W: capacidade de ­refrigeração de 600W, 1200W;

Refrigeração refrigeração

aquecimento

47


Série

| HED

Capítulo 3 - TRATAMENTO

Controlador Termo Químico • • • • • •

Sistema de controle de temperatura tipo Peltier para ­produtos químicos. Pressão máxima: 35 bar. Compacto e leve. Faixa de temperatura: 10ºc a 60ºc. Capacidade de refrigeração (com água): 300W, 500W, 750W. Permite o controle direto de temperatura do químico, sem a necessidade de um trocador de calor tipo tubo.

Controle Indireto de Temperatura

Controle Direto de Temperatura

Trocador

Trocador

48

DE AR


Séries

TRATAMENTO DE AR - Capítulo 3

Thermo-Cooler • • • •

| HRS

Aplicações Controle de temperatura de bobina em movimento

Controlador de temperatura do fluido em circulação. Potência de refrigeração: 1300W, 1900W, 2400W. Faixa de temperatura: 5ºc a 40ºC. Refrigeração por ar ou por água.

Bobina

Controle de temperatura de tubo de raios X e peça de detecção de luz de raios X

Tubo de raios X

Peças de detecção de luz

Refrigeração de peças irradiadas a laser

Com função de aquecimento Seu método de aquecimento reaproveita o calor trocado com fluido na entrada.

Refrigeração

Refrigeração

funções práticas Função temporizador; Função de detecção de baixo nível do reservatório; Função de reinício automático após falha de energia; Função anti-congelamento. Função de comunicação Equipado com comunicação serial (RS232C, RS485) e I/O de contato (2 entradas e 3 saídas) como standard. Fácil manutenção Manutenção do filtro sem ferramentas. função de auto-diagnóstico e visor de ­verificação 31 tipos de códigos de alarmes.

49


Série

| HRW

Thermo-Chiller • • •

• •

• •

Modelo sem refrigeração e com economia de energia (sem utilização de compressor). Ideal para processos de temperatura normal e elevadas. Tipos de fluidos de circulação: Fluidos fluorados/­ Solução aquosa de ­etilenoglicol / Água ­limpa, água d ­ estilada. Faixa de ­temperatura: 20ºC a 90ºC. Capacidade de refrigeração: 2kW/8kW/15kW/30kW. Economia de ­energia: sem ­refrigerante. Refrigeração por água.

Capítulo 3 - TRATAMENTO

Aplicações

conservação

Kit de controle de água destILADA (Consulte as opções em contato com a SMC) A resistência elétrica do fluido de circulação (solução aquosa de etilenoglicol e água destilada) pode ser ­controlada.

O controle da ­temperatura da água que permite a criação do tofu, misturando o leite de soja e nigari (bittern).

eletrônico

comunicação • Sinal de entrada/saída do contato. • Comunicação serial RS-485. • Comunicação analógica. • Comunicação DeviceNet™

50

DE AR


Série

SENSORES E DETECTORES - Capítulo 4

| D-M9

Sensor ­Magnético Universal

Conector opcional (evita emenda de cabos)

Características do Conector Simplifique seu Estoque

• •

Utiliza um conector de norma ­internacional (IEC947-5-2). Construção IP67.

Pode ser montado em todos os tipos de atuadores ­(compacto/com tirantes/guiados/ISO etc), ­reduzindo o custo com e ­ stoques de diferentes tipos de ­sensores.

51


Séries

| ISE / ZSE10

Capítulo 4 - SENSORES

Pressostato/ ­Vacuostato Digital

E DETECTORES

Redução de Tamanho

Pode copiar dados para 10 pressostatos automaticamente Redução de trabalho de configuração Prevenção de erros de configuração

1 sensor

Sensor de pressão principal (origem da cópia)

2 sensores

10 sensores

Sensor de pressão escravo

Tipos de Montagem Sobre trilho DIN

Direta

Em painel

• • • • •

52

Espaço de montagem vertical reduzido em ­aproximadamente 50%. As parametrizações de um único pressostato pode ser copiado para até 10 escravos. Modelo de 2 saídas como standard. Coletor aberto NPN ou PNP 2 saídas. 1 saída coletor aberto NPN ou PNP + saída analógica (1 a 5 V).

Opção para ligação elétrica nos dois sentidos


SENSORES E DETECTORES - Capítulo 4

Séries

| ISE / ZSE30A

Pressostato/ ­Vacuostato Digital • • • • • •

Display com duas cores para monitoramento visual do status da pressão atual. Grande precisão. Padrão com 2 saídas adicionadas: - 2 saídas coletor aberto (NPN ou PNP) - 1 saída coletor aberto (NPN ou PNP) + saída ­ analógica (1 a 5 V ou 4 a 20 mA). As parametrizações do sensor principal podem ser copiadas para 10 sensores escravos. Tempo de set-up reduzido. Redução de erro de configuração.

Série

Pressostato/ ­Vacuostato Digital • • • • • •

Compatível com IP65. Sensor de Aço Inoxidável. Sem óleo (estrutura diafragma simples). Peças de contato com fluido: Aço inoxidável 630. Conexões: Aço inoxidável 304. Fluidos aplicáveis: água, fluido hidráulico (JIS-K2213), óleo de silicone (JIS-K2213), lubrificante (JIS-K6301), fluorocarbono, árgon, amoníaco, ­dióxido de carbono, ar úmido, nitrogênio.

| ISE / ZSE80

Aplicações Confirmação de entrada de pressão: Exemplo: Linhas de limpeza

Confirmação da sucção: Exemplo: Peças com umidade

53


Séries

| IZD / IZE

Capítulo 4 - SENSORES

Sensor Eletrostático

E DETECTORES

A importância do controle de eletricidade estática baseia-se na confirmação do “estado atual”.

Distância de instalação

Cabeça do sensor

Orifício de detecção

Margem de Detecção

Distância de Instalação: 10 a 50 mm para IZD10-110 (±0.4 kV) 25 a 75mm para IZD10-510 (±20 kV)

Funções Correção da distância de detecção Apresentação dos valores de máximos/minimos Bloqueio Ajuste zero Indicações de anomalias Anti-vibração da saída do sensor Seleção da ligação do sensor Possibilidade de montagem mesmo quando os ­displays ­estão lado a lado. Permite reduzir as ­horas de trabalho de mão de obra para corte de um painel

30mm (Dimensões)

Led Bicolor: •

54

Medição de potencial: ±20 kV (detectado a uma ­distância de 50mm) / ±0.4 kV (detectado a uma distância de 25mm). Detecta o potencial eletrostático e produz tensão ­analógica.

Possibilidade de apresentação para 4 opções Padrão

Ligado

1

Vermelho

Desligado Verde

2

Verde

Vermelho

3

Vermelho

Vermelho

4

Verde

Verde


SENSORES E DETECTORES - Capítulo 4

Série

| IZH

Série

| IZN

Medidor de ­Eletricidade Estática Portátil • • • • • •

Compacto e leve 85g (excluindo pilhas). Função de apresentação de valor máximo/mínimo. Função ajuste zero. Função de desligar automática. Indicador de bateria FRACA. Retro-iluminação para leitura em ambientes sem ­iluminação .

Margem da quantidade de carga nominal: ±20.0 kV

Ionizador • • •

Equilíbrio de íons +/- 10 Volts (bocal de eliminador de e ­ stática com economia de energia). Desenho compacto: Dimensão de espessura 16mm em ­conformidade com RoHS. Detector de contaminação da agulha de eletrodos: emite um sinal de manutenção quando detecta ­manchas ou d ­ esgaste na agulha de eletrodos. Com substrato de fonte de alimentação­i­ncorporado: sem necessidade de cabo de alimentação de alta tensão e de fonte de alimentação de alta tensão externa.

Aplicações

Eliminação de eletricidade estática de um chip

Remoção de pó de uma proteção de lâmpada

55


Série

| IZS31

Ionizador

Capítulo 4 - SENSORES

E DETECTORES

Material da Agulha dos Eletrodos

Tungstênio: Equilíbrio de íons ±30V Monocristal de Silício: Equilíbrio de íons ±30V, adequado para eliminar a eletricidade estática em placas de silício. Aço Inoxidável: Equilíbrio de íons ±100V, modelo econômico, adequado para ambientes sensíveis à poluição por metais pesados, tal como a indústria de alimentos

Aplicações Monitoramento da corrente de retorno +/-

Corrente de retorno +

Corrente de retorno -

O design do bocal melhora o tempo de d ­ escarga com um baixo ­consumo de ar

Evita a quebra devido à ­descarga entre discos e dedos

• • •

56

Eliminação rápida de eletricidade estática através de um sensor de feedback: 0.3 segundos. Sensor de equilíbrio automático (modelo de alta ­precisão). Ajusta o equilíbrio de íons junto à peça de trabalho de forma a reduzir qualquer tipo de interferência.

Elimina eletricidade estática de garrafas PET

Elimina eletricidade estática de um filme


Série

SENSORES E DETECTORES - Capítulo 4

| PFM

Fluxostato Digital Tipos de Montagem

Compacto, leve e com opção de redução de espaço

Reduz o trabalho de instalação dos tubos e as necessidades de espaço. O desenho especial fornece um ajuste suave para c­ orresponder às rotações da agulha.

É possível selecionar as ligações: instantâneas, com rosca fêmea, conexões retas e inferiores. A velocidade de intermitência varia de acordo com a taxa de ­vazão. A cor passa de verde para vermelho quando se ­excede a taxa de vazão. Pode ser utilizado apenas como controle. Velocidade de Intermitência

Intermitente

Taxa de Vazão

Rápido

Elevada

Lento

Reduzida

57


Séries

| TD / TID

Capítulo 5 - TUBOS

Tubo em Fluoro Resina • • •

Flexibilidade: Melhorada em aprox. 20%. Em conformidade com leis de higiene alimentar. Fluidos aplicáveis: ar, água, gás inerte.

MATERIAL DESNATURALIZADO PTFE TEMPERATURA DE TRABALHO ATÉ 260 ºC Varia de acordo com a pressão de funcionamento.

DISPONÍVEL EM 10 TAMANHOS • Dim. métrica: Ø4 a Ø12. • Dimensão em polegadas: 1/8’’ a 1/2’’ (Ø3.18 a Ø12.7).

Aplicações Alimentícia - Semicondutores - Automobilístico Médico - Industria de processo.

Série

| TUZ

Tubos de ­Poliuretano para Movimentos ­Contínuos Desgaste reduzido a cerca de 30% em comparação aos tubos de poliuretano. Desgaste máximo (mm) Descrição

Depois de 10 milhões de ciclos

tubo resistente ao desgaste série TUZ

0.16

Tubos de poliuretano

0.46

NOTA : Comparação baseada nas condições de teste especificas da SMC.

58

E CONEXÕES


Série

TUBOS E CONEXÕES - Capítulo 5

| KQB2

Conexão Instantânea em Latão AÇO INOXIDÁVEL SUS 304

LATÃO • • • •

Temperatura do fluido: -5 a 150 ºC. Fluidos aplicáveis: ar, água. Sem graxa. Material aplicado: FEP, PFA, Nylon, Poliuretano, Poliolefina.

Tipos de conexões:

Série | KK130

Engate Rápido economia de energia devido à redução da queda de pressão (menor consumo de ar) • Fator Cv: aumentado em 39% (modelo de rosca R1/4, em comparação com o modelo convencional). • Força de inserção: reduzido em 22% (20N) (Em comparação com o modelo convencional a 0,5 MPa.).

Leve: peso reduzido em 14% (Em comparação com o modelo convencional).

59


Série

| KQG2

Conexão em Aço Inoxidável Material: • Partes metálicas: Aço inoxidável 316. • Peças vedantes: FKM especial. • pode ser usado com vapor. • temperatura do fluido: -5 a 150ºC sem lubrificação.

Série

| ASG

Reguladora de Fluxo em Aço Inoxidável • • • • • •

60

Material do corpo: AÇO iNOXIDÁVEL sus 316 Peças vedantes: FKM especial. Anel de encaixe: aço inoxidável 304. Fluido: ar. Temperatura do fluido: -5 a 60ºC. Range de pressão: 1 a 10 bar.

Capítulo 5 - TUBOS

E CONEXÕES


www.unitpress.com.br

Qualquer que seja o segmento de sua atividade industrial...

...a SMC tem uma solução econômica, de alta performance e respeito ao meio ­ambiente.

Inovações

Av. Piraporinha, 777 • Planalto São Bernardo do Campo • SP CEP 09891-001 • Fone 11 4082-0600 www.smcbr.com.br

Líder Mundial em Automação Pneumática


Catalogo Inovações SMC