Page 1

ANO XVII Nº 927 01/08/13

Informativo do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Teresópolis

Comando entrega reivindicações à Fenaban e inicia negociações dia 08/08

O Comando Nacional dos Bancários, coordenado pela Contraf-CUT, entregou na terça-feira, 30/7, à Fenaban, em São Paulo, a pauta de reivindicações da Campanha 2013, aprovada pela 15ª Conferência Nacional dos Bancários realizada de 19 a 21 de julho. A primeira rodada de negociações já está marcada para o dia 8 de agosto, sobre o bloco condições de trabalho,

que envolve saúde do trabalhador, metas abusivas, assédio moral e segurança bancária. Na sequência da reunião com a Fenaban, o Comando Nacional também entregou as pautas de reivindicações específicas às direções do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. A primeira rodada de negociações com o BB foi marcada para 14 de agosto, às 13h, em Brasília, também sobre o tema saúde e condições de trabalho. Com a Caixa, o calendário de negociações será definido nos próximos dias.

Itaú, Bradesco e Santander lucram R$ 15,9 bi, mas cortam 5.988 empregos Os três maiores bancos privados do país (Itaú, Bradesco e Santander) publicaram nos últimos dias os balanços do primeiro semestre de 2013, somando lucros astronômicos de R$ 15,905 bilhões, apesar do pequeno crescimento da economia brasileira. No entanto, eles continuaram demitindo milhares de bancários, praticando rotatividade para reduzir custos e eliminando juntos 5.988 postos de trabalho, o que é inaceitável. A novidade é que o Santander é o novo campeão, pois cortou 2.290 empregos, ultrapassando o Itaú que eliminou 2.264 no semestre. O Bradesco extinguiu 1.434 vagas. Já nos últimos 12 meses os três bancos fecharam 10.254 empregos. Milhões para executivos Mas enquanto os três bancos reduzem empregos, os altos executivos ganham salários e bônus milionários. Segundo levantamento do Dieese com base em dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), cada diretor do Itaú recebeu em média R$ 9,05 milhões em 2012, o que representa 234,27 vezes o que ganha o caixa do banco.

A Campanha Nacional dos Bancários deste ano tem como eixos centrais reajuste de 11,93% (inflação projetada do período mais aumento real de 5%), elevação do piso salarial ao valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$ 2.860,21), defesa do emprego, fim da terceirização e combate às metas abusivas e ao assédio moral. O calendário geral das negociações será acertado na reunião do dia 8. Leia na íntegra no site do SindBancários

Novo convênio

Santander, corte de 2.290 empregos O Santander apurou um lucro gerencial de R$ 2,929 bilhões no 1º semestre de 2013. Enquanto isso, o banco espanhol fechou 2.290 empregos. Itaú, corte de 2.264 empregos O lucro líquido do Itaú atingiu R$ 7,055 bilhões, o segundo maior lucro semestral da história dos bancos brasileiros, só ficando atrás de outro recorde do próprio banco no ano de 2011 (R$ 7,133 bilhões). Bradesco, corte de 1.434 empregos O Bradesco obteve lucro líquido de R$ 5,921 bilhões, o maior da história do banco. Mesmo assim, o banco fechou 1.434 empregos no 1º semestre de 2013. Leia na íntegra no site do SindBancários

Produto / Serviço : Farmácia Especialidade: Manipulação e Homeopatia Desconto - 15% (quinze por cento) Endreço: Praça Baltazar da Silveira, n.34 Telefone: 2742.0294 Horários: Das 9h às 18:30h


Bancário Cidadão

Conheça os deputados do RJ que votarão o PL 4330 da Terceirização Modelo de contratação que deveria servir para suprir necessidades específicas e complementares das empresas, jamais o negócio principal, a terceirização é utilizada por muitos patrões como forma de aumentar o lucro e arrancar direitos da classe trabalhadora. Em 2004, sob a justificativa de regulamentar a contratação de terceirizados, o deputado federal Sandro Mabel (PMDB-GO) apresentou o Projeto de Lei número 4.330, que precariza ainda mais as relações trabalhistas. O texto já recebeu aval do relator e também deputado Arthur Maia (PMDB-BA), e agora aguarda para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC). O PL permite a contratação de terceirizados em todas as atividades, inclusive na

fim, a principal da empresa, que poderá funcionar sem nenhum contratado direto e fragilizará a organização e a representação sindical. Além de permitir a substituição de todos os trabalhadores por terceirizados como forma de diminuir custos. O texto também praticamente extingue a responsabilidade solidária, aquela em que a tomadora de serviços não precisará quitar obrigações trabalhistas caso não sejam cumpridas pela terceirizada.

Sem pressão, o projeto pode ser aprovado e trazer graves prejuízos à classe trabalhadora. Para que isso não aconteça, convocamos todos os trabalhadores a enviarem e-mails pressionando os deputados a votarem contra o PL 4300.

Abaixo, os e-mails dos deputados federais do Rio que compõem a CCJ : Alessandro Molon (PT) dep.alessandromolon@camara.leg.br Eduardo Cunha (PMDB) dep.eduardocunha@camara.leg.br Leonardo Picciani (PMDB) dep.leonardopicciani@camara.leg.br Sergio Zveiter (PSD) dep.sergiozveiter@camara.leg.br Anthony Garotinho (PR) dep.anthonygarotinho@camara.leg.br Hugo Leal (PSC) dep.hugoleal@camara.leg.br Chico Alencar (PSOL) dep.chicoalencar@camara.leg.br

Informativo numero 927 01 de agosto de 2013  

Informativo numero 927 01 de agosto de 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you