Issuu on Google+

ANO XVI N� 902 25/05/12

Informativo do Sindicato dos Banc�rios e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Teres�polis

Sindicatos da base da Federa��o RJ/ES protestam contra demiss�es no Ita� Unibanco Menos fun��es As demiss�es de chefes de servi�o t�m acontecido porque o banco est� extinguindo a fun��o. As mudan�as come�aram com a extin��o do AG � Assistente de Ger�ncia do Unibanco, com promo��o a gerente ou a chefe de servi�o. A figura do tesoureiro j� n�o existe mais no banco. "Entre o caixa e o Gerente Operacional, a �nica fun��o intermedi�ria � a de supervisor operacional, mas este cargo s� existe em algumas ag�ncias de maior porte", informa Leonice Costa, diretora da Federa��o e funcion�ria do Ita�, oriunda do Unibanco. atendimento. Este recurso � usado para medir o tempo de fila e obriga estes profissionais a assumirem os guich�s. "A papeleta deveria ser usada para verificar se as ag�ncias conseguem cumprir as leis da fila que existem em v�rios munic�pios de nossa base. O que defendemos � que unidades que n�o cumprem a legisla��o contratem mais banc�rios para melhorar o atendimento. Mas o controle de fila � mais uma maneira de pressionar os banc�rios para que atendam cada vez mais r�pido", pondera Leonice. De jan/2011 a mar/2012, o Ita� Unibanco lucrou R$ 18 BILH�ES, demitiu aproximadamente 10.000 PESSOAS, e os novos contratados tem o sal�rio 41% MENOR, mas a explora��o � a mesma. Com esta rotatividade (desligamento de antigos funcion�rios superior a contrata��o de novos) estima-se que o Ita� Unibanco ganhar� cerca de R$ 4,8 BILH�ES at� o fim de 2012. Um esc�ndalo que mostra a falta de responsabilidade social e o descaso com o emprego decente e o desenvolvimento econ�mico do Pa�s com distribui��o de renda e inclus�o. N�meros do 1� trimestre/2012 (janeiro a mar�o) Lucro de R$ 3,426 BILH�ES. 1.964 demitidos. Embolsou R$ 5,003 BILH�ES com tarifas. N�meros de 2011 Lucro de R$ 14,620 BILH�ES. 7.728 demiss�es. Retirada de porta girat�rias de v�rias ag�ncias e apenas, 3,30% do lucro gasto com seguran�a e vigil�ncia.

A quarta-feira, 23, foi marcada por paralisa��es e manifesta��es em ag�ncias do Ita� nas bases dos sindicatos filiados � Federa��o no estado do Rio de Janeiro. As atividades foram realizadas em cumprimento ao calend�rio nacional que marcou para esta data um Dia Nacional de Luta contra as demiss�es. Somente na base da Federa��o, entre janeiro e maio, o n�mero de banc�rios demitidos chega a 548. Em Teres�polis, os dirigentes sindicais do Ita� Unibanco, distribuiram Jornal elaborado pela ContraF/Cut, nas quatro ag�ncias da base, e realizaram reuni�o com gestores e funcion�rios para tratar destes problemas espec�ficos que vem ocorrendo nestas ag�ncias. Veja, abaixo, os n�meros das demiss�es no Ita�: Angra dos Reis: 05; Baixada Fluminense: 58; Campos dos Goytacazes: 13; Esp�rito Santo: 10 (+ 5 a pedido); Itaperuna: 03; Maca�: 05; (sendo1 por justa causa); Niter�i: 53; Nova Fribrugo: 06; Petr�polis: 08 (uma irregular); Rio de Janeiro: 368; Sul Fluminense:14; Teres�polis: --; Tr�s Rios: 05 TOTAL 548

Na vers�o em PDF, clique aqui para ler o jornal especial da Contraf-CUT.

Enquanto o banco enxuga o quadro de pessoal, � mais que comum o desvio de fun��o, com GOs e supervisores operacionais abrindo guich�s de caixa. Esta situa��o n�o acontece somente nos dias de pico, mas cotidianamente, j� que em muitas unidades o movimento � grande durante a maior parte do m�s. E ainda h� a press�o imposta pelo uso da famigerada "papeleta" ou "pasta", que � entregue aos clientes com o hor�rio de entrada na ag�ncia e apresentada ao caixa no instante do

Dia Nacional de Luta contra demiss�es no Ita� repercute em todo pa�s O Dia Nacional de Luta no Ita� Unibanco, promovido pela Contraf-CUT, federa��es e sindicatos na quarta-feira (23), repercutiu em todo pa�s, abrindo espa�os em jornais, r�dios, TV, sites e blogs. Os banc�rios pararam ag�ncias do banco e fizeram manifesta��es, panfletagens e atos p�blicos contra as demiss�es, a rotatividade, o ass�dio moral, as metas abusivas, as condi��es prec�rias de sa�de, seguran�a e trabalho, e a terceiriza��o.

Leia na �ntegra no site do SindBanc�rios Teres�polis toda a repercuss�o ...

www.seebt.com.br


Banc�rio Cidad�o Campanha Salarial 2012

Encontros estaduais do BB e da Caixa iniciam campanha salarial O evento acontece no audit�rio da Federa��o e servir� para discutir as quest�es do funcionalismo fluminense que ser�o levadas ao Encontro Nacional. Tamb�m nesta ocasi�o ser�o eleitos os delegados que v�o representar o estado no evento nacional. Est� marcado para o pr�ximo dia 26, s�bado, a partir das 09h da manh�, o Encontro Estadual dos Funcion�rios do BB do RJ. J� o Encontro Estadual dos Funcion�rios da Caixa ser� realizado no dia 09 de junho, em local e hor�rio a ser confirmado, no Centro do Rio. Al�m da tirada de delegados ao Conecef, o encontro ser� tamb�m o momento de preparar os representantes fluminenses para o evento nacional, apresentando os problemas e discutindo as propostas do funcionalismo da Caixa no estado. Neste s�bado, dia 26, o ENCONTRO ESTADUAL DO BB n�o tem limite de participantes. � aberto a todos os funcion�rios do Banco do Brasil, sindicalizados ou n�o, e, al�m do debate sobre as reivindica��es, eleger� os 28 delegados do Estado do Rio que estar�o no CONGRESSO NACIONAL DO BB.

Ministros prometem proposta para PLR sem IR Proposta ser� anunciada at� dia 28/05 pelo Governo Federal A ministra de Rela��es Institucionais, Ideli Salvatti, e o ministro da Secretaria-Geral, Gilberto Carvalho, reafirmaram o compromisso do governo com a isen��o de parte do Imposto de Renda (IR) na Participa��o nos Lucros e Resultados (PLR) dos trabalhadores. governo se comprometeu a chamar as centrais para negociar at� segundafeira (28/05) "depois que a presidenta Dilma Rousseff analisar a proposta feita pelos t�cnicos do Minist�rio da Fazenda". E acrescentou: "tem de botar dinheiro no bolso das pessoas e a presidenta tem consci�ncia disso". Carvalho confirmou o que foi anunciado durante o ato do 1� de maio da CUT e com autoriza��o da presidenta: a isen��o de IR na PLR de no m�nimo R$ 6 mil. "Essa � uma conquista importante para os trabalhadores e para o pa�s. Deixar� parte significativa dos tributos no bolso dos cidad�os, valor que ser� reinvistido na economia", ressalta a presidenta do Sindicato dos Banc�rios de S�o Paulo, Juvandia Moreira, que participa das negocia��es. MP 556 Os debates ocorreram durante os tr�mites da vota��o da MP 556/2011 - e das emendas que tratam da PLR sem IR. A ideia � garantir que o for negociado entre governo e centrais seja confirmado pelo Congresso Nacional. Fonte: Contraf-CUT com Seeb S�o Paulo e CUT

O encontro com representantes das centrais sindicais ocorreu na tarde desta quarta-feira (23), em Bras�lia, e contou com a participa��o do secret�rio de finan�as da CUT, Vagner Freitas. De acordo com Gilberto Carvalho, o

Conv�nios Excelent�ssimo Restaurante e Self� Service Desconto 10 % ( dez por cento) Pra�a Baltazar da Silveira, 132 - Sobrado Tel. 2743.0834 Hor�rio: de 11:30h �s 15:30h Especialidade: Cafeteria, doceria, chocolateria, bomboniere, tortas e salgados Desconto de 10% (dez por cento) Aceitamos vales refei��o e alimenta��o Rua Edmundo Bittencourt, 101 loja 114 Centro (Teres�polis Shopping Center)

BomBom - A Casa do Chocolate de Teres�polis



Informativo nº 902 - 25 de maio de 2012