Page 1

Nº 382 - Ano XVIII - 1º a 15/out/2010

GREVE É FORTE A

greve nacional dos bancários começou com muita força em Pernambuco e entra na segunda semana com espaço para crescer ainda mais. Participe você também do movimento e ajude a pressionar os bancos para garantir mais conquistas.


CAMPANHA NACIONAL

GREVE COMEÇA FORT Mais de 60% dos bancários do Estado cruzam os braços nos primeiros dias do movimento. Greve entra na segunda semana com força total e deve crescer ainda mais

A

greve nacional dos bancários começou com muita força em Pernambuco no último dia 29. Logo nos primeiros dias de movimento, cerca de 60% das unidades bancárias de todo o Estado fecharam as portas. Nos bancos públicos, a paralisação foi de 95%. “Estamos entrando na segunda semana de greve com toda força. Os bancos têm pressionado muito os grevistas, principalmente o BB e o Bradesco. Mas os bancários têm resistido bravamente e nossa greve está crescendo a cada dia. Vamos mostrar a nossa força e quebrar a intransigência dos bancos para que nossas reivindicações sejam atendidas”, diz a presidenta do Sindicato, Jaqueline Mello. União e força - Solidariedade é a palavra que

tem definido a atuação de vários bancários do setor público, que fecham sua agência e vão para unidades de bancos privados para ajudar a consolidar a greve. É o caso de Amanda Damázio, delegada sindical do Banco do Brasil de Igarassu. Com apenas um ano de banco e em sua primeira greve, ela saiu de sua agência e foi ajudar a fechar os bancos privados da região. Os trabalhadores dos bancos privados também manifestaram adesão ao movimento, apesar da pressão. No Bradesco do Imperador, um funcionário, que não quis se identificar, comentou: “Para nós, é muito difícil participar abertamente da greve. A presença do Sindicato nas agências é muito importante. Serve como álibi para que não venhamos a sofrer represálias”.

Bancários ganham apoio dos clientes no Recife “Se é pra contratar trabalhador e melhorar o atendimento, tem de ter greve mesmo”. A fala é de Seu Antônio, aposentado e cliente do Bradesco. Ele estava desde cedo na agência da Rua do Imperador no primeiro dia de greve. Mas, apesar de ser frustrado em sua intenção de ser atendido, mostrou solidariedade ao movimento. O apoio vem se repetindo em várias outras agências. Dona Izaura Mendes é cliente do Itaú e se deparou com a greve na agência da 1º de Março. Mesmo assim, comentou: “Vocês também estão lutando contra as filas? Então eu apoio! Isso aqui é um inferno!”. Nº 384 - Ano XVIII - 1° a 15/Out/2010


TE EM PERNAMBUCO JOGO BAIXO DOS BANCOS

BB obriga funcionários a trabalhar na greve O Banco do Brasil promoveu um dos mais fortes ataques à greve dos bancários em Pernambuco. Numa atitude autoritária, o BB instalou pontos de trabalho em salas comerciais improvisadas e, com muito assédio moral, obrigou seus funcionários a trabalharem nesses locais em plena greve da categoria. O Sindicato visitou os locais e, no dia 29 de setembro, ingressou com uma representação contra o BB no Ministério Público do Trabalho. No processo, o Sindicato requer providências contra a atitude do BB e solicita que a prática do banco seja configurada como assédio moral aos grevistas. A entidade também pede que o Mi-

nistério Público obrigue o BB a assinar um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para que essa arbitrariedade não seja mais cometida. Dois dias depois, um perito do Ministério Público fez a fiscalização. Para o secretário-geral do Sindicato, Fabiano Félix, a atitude do BB é inaceitável. “Além da ilegalidade e do assédio moral, o Banco do Brasil ainda está prejudicando a saúde dos seus funcionários. As estruturas são completamente precárias. O BB colocou 150 bancários para trabalhar numa sala que comporta no máximo 50 pessoas. Não há espaço para se movimentar e os equipamentos foram instalados de qualquer jeito”, explica.

Bradesco vai à Justiça para atrapalhar greve Logo no primeiro dia de greve, os bancários já puderam sentir toda a truculência do Bradesco. Numa atitude antissindical e antidemocrática, o banco acionou a Justiça e conseguiu uma liminar que aplica multa diária de R$ 10 mil para o Sindicato por cada agência da empresa que estiver parada no Recife. Para a diretora do Sindicato, Suzineide Ro-

drigues, o Bradesco está tentando desmobilizar os bancários para atrapalhar a greve. “Só que a estratégia do banco não deu certo. Intensificamos a mobilização no Bradesco e paramos mais agências. O banco não vai intimidar o Sindicato e os bancários com o interdito proibitório, um instrumento jurídico usado de forma deturpada”, afirma.

Nº 384 - Ano XVIII - 1° a 15/Out/2010


CAMPANHA NACIONAL

Jornal dos Bancários

4

PARTICIPE DA GREVE Para que a Campanha Nacional dos Bancários seja vitoriosa, a greve precisa ser muito forte. Para isso, sua participação é fundamental. Ajude a construir um grande movimento, parando a sua agência e protestando

A

sua participação é fundamental para o sucesso da greve e para que os bancos atendam as reivindicações dos bancários para a Campanha Nacional 2010. A força do movimento depende da ação de cada um na organização do local de trabalho. Entre em contato com o Sindicato (3316.4233) para avaliar a melhor maneira de colaborar e mobilizar o maior número possível de bancários. Lembre que é com sua participação que a greve cresce a cada dia. Para saber das notícias da Campanha Nacional em tempo real acesse www. bancariospe.org.br.

Orientações para a greve * Estimule a disposição dos colegas, conversando sobre a campanha nacional e a importância de fortalecer a luta. * Vá às reuniões convocadas pelo Sindicato. Elas são importantes para debater e fortalecer a estratégia de mobilização para pressionar os bancos. * Nas paralisações e manifestações, reúna os colegas, avise o Sindicato de que seu local de trabalho está paralisado e faça o debate com funcionários de agências e concentrações para que participem da mobilização. * Desligue ou “perca” seu celular para que o gesDIRETORIA EXECUTIVA Presidenta: Jaqueline Mello Secretário-Geral: Fabiano Félix Comunicação: Anabele Silva Finanças: Suzineide Rodrigues Administração: Epaminondas França Assuntos Jurídicos: Alan Patricio Bancos Privados: Geraldo Times Bancos Públicos: Daniella Almeida Ramo Financeiro: Elvis Alexandre Cultura, Esportes e Lazer: Adeílton Correia Saúde do Trabalhador: João Rufino Sec. da Mulher: Sandra Albuquerque Formação: Tereza Souza Aposentados: Luiz Freitas Intersindical: Cleber Rocha

tor não te encontre. * Com orientação do Sindicato, você e outros bancários podem ajudar a viabilizar protestos em outros locais além do seu. * Caso seja convocado a participar de contingência, denuncie ao Sindicato. Todos os bancários têm de fazer a sua parte para que a campanha nacional da categoria seja vitoriosa. * Cuidado com e-mails, jornais e comunicados que não sejam do Sindicato. A informação segura está no Jornal dos Bancários e no www.bancariospe.org.br.

Informativo do Sindicato dos Bancários de Pernambuco Circulação quinzenal Redação: Av. Manoel Borba, 564 Boa Vista, Recife/PE - CEP 50070-000 Fone: 3316.4233 / 3316.4221. Correio Eletrônico: imprensa@bancariospe.org.br Sítio na rede: www.bancariospe.org.br Jornalista responsável: Fábio Jammal Makhoul Conselho Editorial: Anabele Silva, Dileã Raposo, Geraldo Times e Jaqueline Mello. Redação: Fabiana Coelho e Wellington Correia. Diagramação: Libório Melo e Jairo Barbosa. Impressão: AGN Tiragem: 9.000 exemplares

Nº 384 - Ano XVIII - 1º a 15/Out/2010

Jornal dos Bancários - ed. 384  

de 1 a 15 de outubro de 2010