Page 1

ANO XIX • Nº 415 • 01 A 15 DE DEZEMBRO DE 2011 • SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE CRÉDITO NO ESTADO DE PERNAMBUCO

UMA HISTÓRIA FEITA POR

GENTE QUE LUTA

Nos dias 25 e 26 de novembro, o Sindicato reuniu algumas de tantas milhares de pessoas que construíram 80 anos de uma história de luta e de conquistas. Gilberto Azevedo, presidente no final dos anos 50 e início da década de 60, estava lá. Estavam, também, vários dos que ajudaram a recuperar o Sindicato das mãos dos herdeiros da ditadura militar. Outros, que já não estão entre nós, foram

e serão sempre lembrados: Darcy Leite, Serginho Gois, Marcelo Medeiros, Marcelo Ferreira, Janildo Chaves. Com alegria, o Sindicato fechou a agenda de comemorações pela passagem de suas oito décadas. Uma história que se constrói a cada dia, feita por gente que, a cada momento, tece mais uma página de um livro que nunca chega ao final. Páginas 4 e 5

LEIA TAMBÉM

Funcionários do BB tiram dúvidas sobre ação do anuênio Página 6

Os campeões da Copa 80 anos do Sindicato Página 8

WWW.BANCARIOSPE.ORG.BR


2 Artigo

Tema livre

Adeus ao militante

Milhares de bancários, famosos ou anônimos, ção. Acordou achando esquisita essa atitude. lutaram e ajudaram a construir o Sindicato de Serginho nasceu em 1951. Foi bancário desde Pernambuco, que acaba de completar 80 anos. Ao 1970, quando ingressou no Paraiban (Banco do Eslongo dessas oito décadas, muitos trabalhadores tado da Paraíba). Nos idos de 1975, entra no Banco passaram pelo Sindicato, deixando sua marca e do Brasil, na cidade de São Paulo do Potengi (RN). lições para as novas gerações. De lá rumou para Brasília, numa manobra para Um desses bancários lutadores foi Sérgio Luiz chegar a Recife, onde trabalhou na Agência Centro Santos de Gois, o Serginho, ex-diretor do Sindi- até se aposentar. cato e um dos responsáveis por tirar a entidade Militante – companheiro, das mãos dos chamados “heramigo, sem inimigos, querido deiros da ditadura”, em 1988, e até pelos adversários – SergiBem humorado devolvê-la para a categoria. nho dedicava-se à execução até nos momentos Serginho, bancário do BB das tarefas. Era franzino, mas difíceis, Serginho e um incansável lutador das foi corajoso na primeira tentacausas humanitárias, faleceu dedicou sua vida à tiva de retomada do Sindicato às vésperas da Campanha Na- família, ao trabalho dos Bancários, em 1979. Foi cional deste ano, próximo de se e às causas dos mesário na urna de Arcoverde. tornar sexagenário. trabalhadores A oposição venceu na área perNeste momento em que Sincorrida por ela. Por mérito, Serdicato comemora seus 80 anos, não podemos es- ginho integrou a chapa do Movimento de Oposiquecer do companheiro Serginho, reservadíssimo ção Bancária (MOB), vitoriosa no pleito de 1988. em sua particularidade, mas disponível e aberto Como diretor continuou seu trabalho junto à base em relação às lutas sociais. Bem humorado até nos e nas atividades da direção. momentos mais difíceis, dedicou sua vida à famíEle lutou em fases distintas da categoria bancária. lia, ao trabalho e às causas dos trabalhadores. Mes- Agora, nos deixou, sem “aviso prévio” e sequer um mo nos últimos momentos, no leito do hospital, “adeus”. Só nos resta transmitir nossas condolênainda participava dessas ações, em sonho. Como cias à família, mesmo que tardias por “culpa” dele. num pesadelo, sonhou que estava votando em pleito sindical. Errando, solicitou nova cédula de votaChico Santos

Humor

LIBÓRIO MELO

Segurança

bancária

A Polícia Federal agendou para o próximo dia 15, às 9 horas, a 92ª reunião da Comissão Consultiva para Assuntos da Segurança Privada (CCASP), em Brasília. Estarão em julgamento processos movidos contra bancos, empresas de vigilância e transporte de valores e centros de formação de vigilantes, em razão do descumprimento da lei federal nº 7.102/83 e das normas de segurança. A Contraf representa os bancários na reunião.

Tarifas

indevidas

As queixas de clientes das instituições financeiras pela cobrança de serviço não contratado tiveram crescimento de 239,7%. Entre janeiro e outubro deste ano ocorreram 1.512 queixas contra 445 em igual período de 2010.

Rotatividade

A rotatividade no mercado de trabalho brasileiro cresceu 8,7 pontos percentuais entre 2001 e 2010, de acordo com pesquisa do Dieese. No ano passado, o índice de substituição de trabalhadores nas empresas brasileiras chegou a 53,8%, com 22,7 milhões de demissões. As empresas desligam empregados para contratar substitutos com salários menores. Em 2010, a remuneração média dos demitidos era R$ 896, enquanto a dos substitutos ficou em R$ 829.

Informativo do Sindicato dos Bancários de Pernambuco Circulação quinzenal

Redação: Av. Manoel Borba, 564, Boa Vista, Recife Telefone: 3316.4233 / 3316.4221.

Correio Eletrônico: imprensa@bancariospe.org.br Sítio na rede: www.bancariospe.org.br

Jornalista responsável: Fábio Jammal Makhoul Conselho Editorial: Anabele Silva, Geraldo Times, Tereza Souza e

Jaqueline Mello. Redação: Fabiana Coelho e Fábio Jammal Makhoul. Diagramação: Bruno Lombardi e Libório Melo. Impressão: NGE Tiragem: 10.000 exemplares

DIRETORIA EXECUTIVA Presidenta Jaqueline Mello

Secretário-Geral Fabiano Félix Comunicação Anabele Silva

Saúde do Trabalhador João Rufino

Finanças Suzineide Rodrigues

Secretaria da Mulher Sandra Albuquerque

Administração Epaminondas França

Formação Tereza Souza

Assuntos Jurídicos Alan Patricio Bancos Privados Geraldo Times Bancos Públicos Daniella Almeida

01 a 15 de dezembro de 2011

Cultura, Esportes e Lazer Adeílton Filho

Ramo Financeiro Elvis Alexandre Intersindical Cleber Rocha Aposentados Luiz Freitas


3 IGUALDADE RACIAL

Sindicato participa de Fórum sobre invisibilidade negra

O

Sindicato participou, nos dias 28 e 29, do 1º Fórum Nacional sobre a Invisibilidade Negra no Mercado Financeiro. A iniciativa, inédita, é da Contraf/ CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro e o encontro foi realizado em Salvador, escolhida recentemente como capital negra das Américas. “É um tema em que precisamos avançar. O movimento sindical, incluindo os bancários, conseguiram incluir em seus acordos coletivos 503 cláusulas referentes às questões de gênero. Mas, no que diz respeito a igualdade racial, há apenas 35 cláusulas em todas as categorias”, afirma a secretária de Finanças do Sindicato, Suzineide Rodrigues. Além dela, o Sindicato foi repre-

sentado pela secretária da Mulher, Sandra Albuquerque; pela diretora Eleonora Costa e pelo diretor Edmar Matias. A ideia é que as propostas discutidas durante o encontro sirvam como base na definição da pauta de reivindicações dos bancários. Além de Pernambuco, estavam presentes dirigentes sindicais de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Sul, Acre, Bahia, Paraná, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Pará, Alagoas, Minas Gerais, Espírito Santo e Distrito Federal. A Febraban – Federação Brasileira dos Bancos, mesmo convidada, não compareceu. Em um dos painéis, a representante da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Se-

ppir), Ângela Nascimento, garantiu que está revendo compromissos de diversos setores assumidos com o governo à luz do Estatuto da Igualdade Racial, inclusive o protocolo com a Febraban. Cobrada pelos dirigentes sindicais, ela se comprometeu em incluir os representantes dos bancários nas

discussões das ações a serem tomadas pelos bancos, que deverão recomeçar no início de 2012. E destacou que, entre as medidas propostas pelo governo, está a divulgação de indicadores com pesquisas a cada dois anos, garantindo um conjunto de dados que permita o acompanhamento das políticas adotadas.

BNDES

Funcionários fecham acordo com aumento real Depois de muita pressão do Sindicato, a direção do BNDES retomou as negociações e apresentou uma nova proposta, que atende as principais reivindicações dos trabalhadores. A exemplo dos demais ban-

cários, os salários e todas as verbas terão reajuste de 9%, o que representa 1,5% de aumento real. Em assembleia realizada no dia 24, os funcionários do BNDES de Pernambuco aprovaram a proposta. Para

a presidenta do Sindicato, Jaqueline Mello, o acordo do BNDES tem avanços importantes para os funcionários. “Foram muitas idas e vindas nas negociações, que chegaram a ser interrompidas pelo banco. Mas, de-

pois de muita pressão do Sindicato e dos funcionários, conseguimos retomar as discussões e arrancamos uma proposta que atende as principais reivindicações dos trabalhadores”, explica Jaqueline.

Aposentados

Clima de descontração marca o café da manhã A expectativa é que em dezembro, no último café do ano, o clima de confraternização atraia ainda mais aposentados para a atividade, fechando a ano com chave de ouro. “Vamos nos esforçar para fazer uma atividade diferente em dezembro. Não só pelo clima festivo mas também para tentar dar uma nova dinâmica ao café da manha”, conclui o secretário de Aposentados do Sindicato, Luiz Freitas.

Freitas: Café de dezembro será especial

Lumen Fotos

Mais um café da manhã reuniu os bancários aposentados no Sindicato no último dia 18 de novembro. O evento foi instituído pela atual direção em fevereiro do ano passado e ocorre toda terceira sexta-feira do mês. Em dezembro, o café está agendado para o dia 16. O objetivo é trazer os bancários aposentados de volta para o Sindicato, não só para debater os problemas que eles enfrentam, mas também para se confraternizar.

01 a 15 de dezembro de 2011


4

Encontro de gera O

Sindicato fechou com chave de ouro a agenda de comemorações pelas suas oito décadas de história. O lançamento do vídeo e da revista, e a festa do dia seguinte, uniram as várias gerações do movimento sindical bancário de Pernambuco. Estavam lá a filha de Irineu Nascimento, único sócio-fundador ainda vivo – que viveu a era Vargas e presenciou as primeiras reuniões, no Gabinete Português de Leitura. Estavam lá Gilberto Azevedo, que presidiu a entidade nos anos 59 a 61 e que guarda a lembrança de um período intenso de luta e organização dos trabalhadores, que só foi sufocado pelo golpe militar. Estavam lá Pedro Valdevino, Luiz Alves, Roberto Leandro, Jorge Pérez, Miguel Correia, Chico Santos e outros que ajudaram a tirar o Sindicato das mãos dos interventores. Estavam lá a atual diretoria, bancários, militantes, parceiros e tantos que ainda fazem parte desta história.

Sexta-feira, 25 de novembro. No auditório do Sindicato, se encontraram vários colegas de luta para relembrar 80 anos de história. Na mesa que saudou os convidados, a presidenta do Sindicato, Jaqueline Mello; o presidente da Contraf-CUT, Carlos Cordeiro; o secretário Nacional de Relações de Trabalho da CUT, Manoel Messias; o presidente da CUT de Pernambuco, Sérgio Goiana; o vice-presidente da Fetrafi Nordeste, Marcos Henriques e Silva; o secretário de Administração do Sindicato, Epaminondas Neto; e o representante da Prefeitura do Recife, Fernando Nascimento. No auditório, bancários, militantes, representantes de outros sindicatos, de organizações do movimento social, e também dos bancos, a exemplo do superintendente da Caixa, Paulo Néri e do gerente de Pessoas do BB, Miguel Arruda. O deputado federal, Fernando Ferro; a deputada estadual, Teresa Leitão; e o vereador Jurandir Liberal também prestigiaram o evento. Juntos, eles lembraram histórias

de mobilização e conquistas, relatadas em vídeo e revista. Uma história escrita em conjunto, mas na qual se destacam algumas pessoas, que receberam homenagem especial.É o caso de Irineu Nascimento, Gilberto Azevedo, Roberto Leandro, Jorge Perez, Miguel Correia e Jaqueline Mello (fotos). E também de Zita Guimarães, primeira mulher a assumir a direção do Sindicato, em 1959. Ela não pôde estar presente no encontro, mas mandou seu recado, via correio eletrônico. Agradeceu a “distinção” e acrescentou: “Hoje, o Sindicato é muito bem dirigido por uma mulher. Sinal de que nós temos muito valor! Que vocês continuem a lutar e alcancem muitas vitórias. São os meus votos”. Foram, ainda, homenageados Darcy Leite, presidente do Sindicato durante o golpe militar, em 1964; Marcos Pereira, primeiro presidente do Sindicato após a derrota dos “herdeiros da ditadura” em 1988; e Marlos Guedes, presidente entre 1997 e 2000 e de 2004 a 2009.

01 a 15 de dezembro de 2011

Fotos: Ivaldo Bezerra

Muitas histórias, muitas homenagens

Irineu Nascimento, único sóciofundador ainda vivo, foi representado por sua filha

Jorge Perez, que comandou a entidade entre 1994 e 1997;

Gilberto Azevedo foi presidente do Sindicato entre 1959 e 1961

Miguel Correia, presidente do Sindicato entre 2000 e 2004;

Roberto Leandro, presidente do Sindicato entre 1991 e 1994;

Jaqueline Mello, atual presidenta, primeira mulher no comando da entidade.


5

ações Ivaldo Bezerra

Fotos: Beto Oliveira

A alegria de fazer parte desta história

Trajetória é lembrada na Câmara Municipal do Recife Os 80 anos do Sindicato dos Bancários de Pernambuco foram lembrados, também, na Câmara Municipal do Recife. A iniciativa de homenagear a entidade coube ao vereador Jurandir Liberal e, no dia 29 de novembro, o plenário da Câmra ficou lotado de sindicalistas e representantes do movimento social. Os trabalhos foram presididos pelo vereador Eduardo Marques e contaram com a presença do secretário estadual de governo, Maurício Rands; e do representante do prefeito do Recife, Fernando Nascimento; além da presidenta do Sindicato, Jaqueline Mello. Durante a cerimônia, as pessoas lembraram aspectos importantes da história do Sindicato: sua relevância na organização dos trabalhadores e a interação com os demais setores da sociedade como marca registrada da atuação da entidade

No sábado, 26 de novembro, foi dia de comemorar, com muita festa, a alegria de fazer parte desta história. A Orquestra Fascinação passeou pelos vários ritmos que marcaram estes oitenta anos e botou todo mundo pra dançar. E, claro, não podia faltar o bolo. E as

velinhas. Cada um que soprou pediu para que esta história, de lutas e conquistas, continue por muitos e muitos anos... Também foram anunciados os vencedores da Copa 80 anos (página 8) e sorteados os que receberão os prêmios do recadastramento. Confira no quadro.

Os sorteados do recadastramento 9º e 8º prêmios (um Ipod): Edvânia Maria da Silva Albuquerque – Bradesco Caxangá Helena Pereira da Silva – Bradesco Conde da Boa Vista 7º, 6º e 5º prêmios (um tablet): José Elias Cavalcanti Júnior – Santander Olinda Maurício José Brito Arcoverde Júnior – Caixa CDU Suzana Mascarenhas Leite Oliveira – Bradesco Agamenon Magalhães 4º prêmio (um notebook): Nelson Lins de Almeida Júnior – Banco do Brasil Chesf 3º prêmio (TV LCD 32 polegadas): Jaqueline Pessoa Barros – Banco do Brasil Derby 2º prêmio (um Iphone): Marcos José Maia Borges – Caixa SR Recife

Ivaldo Bezerra

1º prêmio (Moto Honda 125 CC): Felix José de Barros Silva – Caixa Barreiros Aposentado (TV LCD 32 polegadas) Gildo Gomes Soares - Bandepe

01 a 15 de dezembro de 2011


6 BANCO DO BRASIL

Funcionários tiram dúvidas sobre a ação do anuênio

E

m reunião realizada no dia 17, na sede do Sindicato, os trabalhadores do Banco do Brasil puderam esclarecer suas dúvidas sobre a ação do anuênio. Cerca de 80 funcionários do BB conversaram por duas horas com os advogados João Batista e Ricardo Estevam para esgotar todos os questionamentos referentes à ação. Os dois advogados, que prestam assessoria jurídica ao Sindicato, fizeram um resgate histórico de todo o processo, explicando passo a passo todas as etapas da ação.

Segundo a assessoria jurídica, a estimativa é de que em sete ou oito meses o processo chegue à fase de execução. O que não invalida que outras pessoas que não estão na ação possam ser incorporadas ao processo. Para a secretária da Mulher do Sindicato, Sandra Albuquerque, que também é funcionária do BB, além dos esclarecimentos jurídicos prestados pela assessoria, o encontro teve outro aspecto positivo: “serviu para neutralizar a onda de boatos que circula no Banco do Brasil”, diz.

Seec PE

A estimativa é de que em sete ou oito meses o processo chegue à fase de execução

Encontro reuniu 80 bancários, que debateram a ação por duas horas

Itaú e Santander

Empregados já se beneficiam das melhorias no plano Saúde Caixa

Jornada de lutas cobra respeito dos bancos Lumen Fotos

Lumen Fotos

CAIXA

Geraldo Times

Anabele Silva: avanços são fruto da greve

A mobilização dos empregados da Caixa Econômica Federal arrancou diversas conquistas na Campanha Nacional dos Bancários 2011 e nas mesas de negociações permanentes, entre eles as melhorias no plano Saúde Caixa. O empregado da Caixa, por exemplo, já pode pedir um reembolso “livre escolha” no valor de até R$ 36,00 (o valor anterior era de R$ 21,70), em procedimentos de consultas médicas/fisioterápicas eletivas. Também já está valendo o autoa-

tendimento no pedido de reembolso por “livre escolha”. Outros procedimentos que já podem ser feitos pelo Saúde Caixa são a cirurgia refrativa (miopia, astigmatismo e hipermetropia), o teste do reflexo vermelho (teste do “olhinho vermelho” para aplicação em recém-nascidos), a cobertura integral para aquisição e implantação de Dispositivo Intrauterino (DIU) e diversos procedimentos por videolaparoscopia. Para conhecer outros procedimentos,

01 a 15 de dezembro de 2011

o empregado deverá consultar as Gerências de Filial de Pessoal (Gipes). Para a secretária de Comunicação do Sindicato, Anabele Silva, esses avanços no plano de saúde são frutos da greve de 21 dias. “É uma mostra de que a mobilização e a luta trazem resultados. O Sindicato vai continuar a pressão, pois já em dezembro temos uma negociação com o banco sobre o Saúde Caixa e queremos mais melhorias no atendimento”, diz.

Os bancários do Itaú Unibanco e Santander realizaram entre os dias 21 e 25 de novembro uma nova jornada internacional de lutas, promovendo manifestações nos países da América Latina onde essas instituições estão presentes. O objetivo dos atos, que ocorreram também em Pernambuco, é cobrar respeito e emprego decente. Segundo o secretário de Bancos Privados do Sindicato, Geraldo Times, os trabalhadores reivindicam a assinatura de um acordo marco global com os dois bancos para garantir direitos básicos em todos os países.


7 Insegurança

Assalto assusta bancários da agência Bradesco Caxangá Ação dos bandidos foi encorajada pela falta de equipamentos de segurança

E

m mais uma ação encorajada pela falta de equipamentos de segurança nos estabelecimentos bancários, oito homens fortemente armados invadiram a agência Bradesco da Avenida Caxangá, no bairro do Cordeiro, na tarde do dia 16. Na investida, os ladrões levaram o dinheiro dos caixas e da tesouraria além de perten-

ces de funcionários e clientes. Pouco tempo depois, o diretor do Sindicato, Fábio Régis, foi até o local para tentar tranquilizar os funcionários e garantir que o banco prestasse a assistência necessária aos trabalhadores. Na manhã seguinte, novamente o Sindicato marcou presença na agência. Desta vez, Fábio Régis contou com a compa-

nhia do secretário de Saúde da entidade, João Rufino. Os dirigentes acompanharam a visita da psicóloga, conversaram com os bancários e mantiveram a unidade fechada até serem garantidas as mínimas condições de segurança para o funcionamento da agência. ABREU E LIMA - Pouco mais de dez dias depois, mais uma

agência do Bradesco foi assaltada. Desta vez, a de Abreu e Lima. Os bandidos quebraram a porta de segurança, renderam os vigilantes e ameaçaram os funcionários. O secretário de Cultura do Sindicato, Adeilton Filho, foi ao local para garantir que a agência fosse fechada e fosse prestada assistência aos trabalhadores.

Itaú

Depois de muita pressão do Sindicato banco desiste de abrir aos sábados Lumen Fotos

O anúncio foi enviado por carta no último dia 20, aos clientes do Itaú: nos sábados, 26 de novembro e 17 de dezembro, o banco faria um feirão de negociação com os usuários inadimplentes. A reação do movimento sindical foi imediata. E, já no dia seguinte, o Itaú decidiu voltar atrás e recuou da decisão, que violaria a Convenção Coletiva e jornada de trabalho da categoria. Em vez de abrir aos sábados, o Itaú, agora, trabalhará com horários estendidos de 21 a 26 de novembro e de 12 a

17 de dezembro, quando o atendimento ocorre das 16 às 19 horas. Vale ressaltar que apenas a área comercial das agências funcionará. As agências vão ficar fechadas e o cliente terá de apresentar a carta de renegociação para poder entrar. “As horas extraordinárias serão pagas e o valor recuperado por cada gerente contará para o pontuação do AGIR”, acrescenta o secretário de Saúde do Sindicato, João Rufino, que integra a Comissão de Organização dos Empregados do Itaú.

Bradesco

Aprovado acordo sobre ponto eletrônico Em assembleia realizada no último dia 16, na sede do Sindicato, os empregados do Bradesco aprovaram a proposta de acordo para regulamentação do ponto eletrônico. Desde 2009, o Ministério do Trabalho instituiu a obrigatoriedade de padronização do sistema de ponto. Este ano, uma nova portaria incluiu a possibilidade de um sistema eletrônico alternativo de controle da jornada, desde que autorizado

em acordo coletivo. Em virtude desta portaria, foram realizadas várias reuniões entre a Comissão de Organização dos Empregados (COE Bradesco) e as áreas de Recursos Humanos e Relações Sindicais do Banco. Depois, foi feita a verificação do funcionamento do ponto eletrônico nas agências e departamentos. Entra outras vantagens, a portaria proíbe restrições à marcação, marca-

ção automática do ponto, exigência de autorização prévia para marcação de sobrejornada e alteração ou eliminação de dados. “A intenção é impedir as fraudes que ocorrem com as possibilidades de manipulação do registro de ponto eletrônico pelas empresas e a total perda de controle da jornada efetiva realizada por um trabalhador ao fim de um determinado período”, explica

o secretário de Bancos Privados do Sindicato, Geraldo Times. Ainda segundo Geraldo, o acordo permite atuar com mais firmeza no controle da jornada uma vez que garante aos sindicatos a possibilidade de fiscalizar o cumprimento das exigências. O acordo terá validade de um ano e a data prevista para a entrada em vigor dos novos procedimentos é o dia 1º de janeiro de 2012.

01 a 15 de dezembro de 2011


8 FUTEBOL

A festa dos campeões

I

taú, Bradesco, Apcef e BB-Bradesco fizeram bonito nas disputas finais da Copa 80 anos. Em disputas equilibradas e emocionantes, o Itaú sagrou-se campeão e a Apcef garantiu a terceira colocação. O Bradesco, campeão no ano passado, desta vez leva a medalha de prata. Quem abriu a rodada das decisões, no dia 26 de novembro, foi a Apcef e o BB-Bradesco. Com uma vitória de 1X0, o time da Caixa Econômica garantiu o troféu de bronze. Na disputa do ouro, um jogo equilibrado e emocionante, que permaneceu empatado durante todo o primeiro tempo. Depois do intervalo, o Bradesco, que tinha ganhado o primeiro jogo, acabou levando dois gols. Conseguiu diminuir o placar para 2 X 1, mas não conseguiu evitar que a taça terminasse nas mãos do Itaú. A equipe comemorou com muita alegria. E,

Beto Oliveira

Itaú leva o título, em disputa emocionante contra o Bradesco, segundo lugar. Já a Apcef garante a terceira colocação. Itaú: equipe compareceu em peso à festa de premiação

mais tarde, compareceu em peso à premiação no Clube Líbano para mais uma rodada de festejos. O Bradesco não levou o ouro,

mero Ramos da Silva. Já o Itaú, além do título de campeão, leva o prêmio de artilheiro, com Daniel de Oliveira Lins, 16 gols.

Jogadores da Apcef comemoram o terceiro lugar

Ivaldo Bezerra

Bradesco leva segundo lugar, e mais os título de fair-play e goleiro menos vazado

mas leva a taça fair-play: time com menor número de cartões. Leva, também, o título de goleiro menos vazado, que vai para Ro-

Seja Também Protagonista da História

O Sindicato e os bancários têm escrito uma bela história nos últimos 80 anos. Juntos, garantimos muitas conquistas e enfrentamos as surpresas negativas dos banqueiros. Afinal, como diria Forrest Gump, a vida é como uma caixa de bombons, você nunca sabe o que virá.

01 a 15 de dezembro de 2011

Sindicato dos Bancários de Pernambuco

Jornal dos Bancários - ed. 415  
Jornal dos Bancários - ed. 415  

de 01 a 15 de dezembro de 2011

Advertisement