Issuu on Google+

TRIBUNA Bancária Sindicato dos Bancários de Niterói e Região

www.bancariosnit.org.br

Ano LII – Nº 353 – 17 de novembro de 2011

Papai Noel chega de helicóptero

Na festa, o Bom Velhinho vai distribuir presentes para os filhos dos bancários

Festa de Natal será dia 3 de dezembro, na Sede Campestre

P

apai Noel vai chegar de helicóptero à Sede Campestre do Sindicato no dia 3 de dezembro (sábado) para distribuir presentes aos filhos dos bancários de Niterói e Região. A comissão organizadora da festa já preparou todos os detalhes da grande confraternização. O Bom Velhinho vai posar para fotografia com todos que desejarem. A festa começa às 10 horas e será exclusiva para bancários sindicalizados e seus dependentes. O Sindicato solicita que se leve um quilo de alimento não perecível, que será entregue a comunidades carentes. As crianças poderão brincar em brinquedos infláveis como pula-pula e castelo de bolinhas, além da cama elástica, e receberão picolé, pipoca, refrigerante e cachorro-quente. Para os pais, haverá distribuição de churrasco, além de música com DJ.

Em

outros dias, confraternização de agências

Os bancários também podem fazer na Sede Campestre a confraternização de fim de ano com o pessoal de suas agências. Para fazer qualquer festa na Sede Campestre, o bancário deve reservar a data com a Secretaria do

Sindicato, pelo telefone (21) 2717-2157. Também é preciso fazer contato com o pessoal da cantina (21 9506-1098). O endereço da Sede Campestre do Sindicato é Avenida Campista, nº 10, Anaia, São Gonçalo (ve-

ja o mapa em www.bancariosnit.org.br). Quem sai de Niterói deve pegar a RJ 104 como se fosse para Maricá e fazer o retorno logo depois do Motel Fair Play para em seguida entrar na primeira rua à direita, ao lado do posto Esso.


Bancária 2 TRIBUNA SA S A ldo médio

Financiários

A convenção coletiva conquistada pelos financiários prevê reajuste de 11% no piso, com ganho real de 4,28%, e de 8% nas demais verbas (ganho real de 1,47%), acompanhando os aumentos salariais conquistados pelos bancários. A inflação até 1º de junho foi de 6,44% pelo INPC.

Salários e benefícios são retroativos a junho, inclusive a nova regulamentação para aviso prévio. Os trabalhadores recebem as diferenças na folha de novembro. O texto inclui ainda a incorporação à convenção coletiva dos financiários da cláusula de prevenção de conflitos no trabalho.

Facebook

Sintesi

O Facebook do Sindicato (www.facebook.com/ bancariosnit) ultrapassou a marca de 2 mil amigos em seis meses. Com uma nova informação pelo menos a cada hora, o perfil também tem álbuns de fotos e convites para eventos (festas, assembleias, manifestações).

Começou a campanha salarial dos funcionários do Sindicato dos Bancários de Niterói e Região. A minuta de reivindicações foi entregue dia 7 de novembro e agora aguarda-se a instalação da mesa de negociação, para o desenvolvimento do processo negocial.

Pesar

PLR

Terceirização

Fotos

A diretoria do Sindicato presta total solidariedade à família da bancária Estrela Fátima Tavares Cortes, que morreu dia 12 de novembro, aos 53 anos. Estrela era gerente do Itaú na agência no bairro de Nova Cidade, em São Gonçalo, e tinha 26 anos de dedicação ao banco. Dia 22/11 sindicalistas vão se reunir com a Comissão Especial sobre Trabalho Terceirizado na Câmara dos Deputados.

TRIBUNA Bancária

sem imposto

Bancários, químicos e metalúrgicos fizeram um abaixo-assinado conjunto que será encaminhado ao Congresso Nacional e ao governo federal para cobrar a isenção de Imposto de Renda na PLR. A proposta visa corrigir uma distorção do sistema tributário brasileiro.

Na edição anterior do Tribuna Bancária, a página 4 trouxe fotos também de Euclides Netto, que ficou fora dos créditos.

Sindicato dos Bancários de Niterói e Regiões

Sede: Rua Maestro Felício Toledo, 495, sobreloja, Centro, Niterói, CEP 24.030-105 - Tel/fax: (21) 2717-2157 Subsede: Avenida Júlia Kubitschek, 16, sala 215, Parque Riviera, Cabo Frio, CEP 28905-000 - Tel/fax: (22) 2643-4317 e-mail: sindicato@bancariosnit.org.br Redação, edição, diagramação e projeto gráfico: Marcio Maturana (MTb 17625). Impressão: Gráfica Porciúncula (3 mil exemplares)

Sindicato dos Bancários de Niterói e Região

Previ amplia valor do Empréstimo Simples A Previ do Banco do Brasil ampliou de R$ 100 mil para R$ 110 mil o teto do Empréstimo Simples (ES) para os participantes do Plano 1. A mudança faz parte da revisão anual e vale para as operações contratadas a partir de 9 de novembro. Aqueles que possuem operações ativas serão liberados da carência de seis prestações pa-

gas para que possam fazer a renovação dentro das novas condições. A revisão dos parâmetros do Empréstimo Simples é feita mediante estudos técnicos e reafirma o compromisso da Previ na busca pelas melhores condições e benefícios adequados à realidade e necessidade do conjunto de participantes da entidade.

Correção de ação sem o Imposto de Renda Trabalhadores que ganharam ações trabalhistas na Justiça não precisam pagar Imposto de Renda sobre os juros que corrigem os valores do processo. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que não seja feito desconto do IR. Os ministros concluíram que os juros não representam acréscimo no patrimônio do trabalhador.

Segundo eles, a correção repara não só o tempo que o beneficiário ficou privado do bem, mas também os danos morais. O próprio STJ já determina que IR não incide sobre dano moral. A decisão servirá de parâmetro para os demais tribunais do País, tendo em vista que o julgamento seguiu o rito dos recursos repetitivos.

Receita de tarifas dos bancos cresce 12,25% Receita de tarifas dos quatro maiores bancos no Brasil cresceu 12,25% de janeiro a setembro e atingiu R$ 44,9 bilhões. O maior volume registrado ao fim de setembro é do Itaú, de R$ 13,96 bilhões, alta de 11% ante setembro de 2010. Somente no terceiro trimestre, o banco faturou R$ 4,820

bilhões, crescimento de 3,17% ante o período de abril a junho deste ano. O Banco do Brasil também apresenta significativa elevação, de 11% na comparação anual, para R$ 13,2 bilhões, sendo que de julho a setembro as rendas somam R$ 4,720 bilhões, alta de 7,57% ante o segundo trimestre.


TRIBUNA Bancária

Sindicato dos Bancários de Niterói e Região

3

Caixa muda circular das horas Pressionada pelo movimento sindical, a Caixa Econômica Federal esclareceu que a CI 009/2011 não foi editada para retaliar os empregados que aderiram à greve de 21 dias. A medida, segundo a empresa, foi de caráter apenas informativo e não trará impactos negativos para a situação funcional dos trabalhadores, tendo por objetivo orientar os gestores a acompanharem o processo de compensação dos dias parados. Depois de alertados pelos sindicalistas de que a cláusula sobre compensação de horas paradas na greve prevê apenas a realização de até duas horas extras por dia, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, até 15 de dezembro e sem desconto, os representantes da empresa descartaram a vinculação desse processo ao sistema de metas (AvGestão e AvMatriz), conforme sinalizados pela CI 009.

Ao tomar conhecimento de que a norma vem sendo usada por gestores para punir bancários, provocando clima propício para o assédio moral, a Caixa assumiu o compromisso de editar nova CI deixando claro, desta vez, que a compensação se baseia no espírito colaborativo e visa apenas atualizar o trabalho acumulado na greve, não podendo tornar-se instrumento de punição.

Outros

Foto: reprodução Contraf-CUT

A reunião marcou a retomada das negociações permanentes

assuntos discutidos na negociação com o banco

Saúde Caixa - Reembolso passará dos atuais R$ 21,70 para até R$ 36,00, no caso da opção de “livre escolha” em consultas. GT Saúde - Em dezembro, reunião do Conselho de Usuários para finalizar o resultado financeiro. Ret/PV - Transferência para filiais começa em 21/11 sem redução em postos de trabalho e criando 524 cargos de supervisores. Avaliadores de penhor

- Encaminha a 3 empresas elaboração para definir equipamentos de desempenho sem prejuízo à saúde. PLR própria - até dezembro, instalação de grupo de trabalho com cinco membros de cada lado. CCV p/ ex-empregados adesão voluntária. Cheque especial dos aposentados - mudança de faixa na taxa de juros. Conselho de Administração - em 15/12, será

anunciada comissão paritária para definir as regras do processo eleitoral. Vale-transporte - Caixa não pretende modificar a CI que estabelece o desconto que foi não utilizado por quem aderiu à greve. Filiação à Funcef - Esforço para convencer mais de 4 mil bancários. Promoção por mérito reunião antes de 15 de dezembro para discutir os critérios para 2012.

Bancos batem recorde de lucro, mas demitem Os quatro maiores bancos do Brasil – Itaú, Banco do Brasil, Bradesco e Santander – lucraram mais de R$ 34,3 bilhões nos primeiros nove meses deste ano, conforme indicam os balanços divulgados em outubro e novembro. Os números gigantescos, no entanto, contrastam com o saldo de empregos dessas instituições no mesmo período, segundo dados do Departamento Intersindical de Estudos Sócioeconômicos (Dieese).

Bradesco e Banco do Brasil abriram juntos 10.654 novos postos de trabalho até setembro. O banco privado gerou 6.086 empregos, e o banco federal, 4.568. “Isso é positivo, pois contribui para o desenvolvimento do Brasil, embora esses números ainda sejam insuficientes diante da sobrecarga de trabalho dos funcionários e das filas intermináveis nas agências”, afirma o secretário-geral da Confederação Nacional dos

Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Marcel Barros. Já o Itaú e o Santander fecharam, juntos, 4.132 vagas até setembro. O banco brasileiro cortou 2.496 postos de trabalho, e o banco espanhol, 1.636. “Isso é inaceitável e revela descaso com o emprego, as condições de trabalho dos bancários e a qualidade de atendimento”, destaca o dirigente sindical. O recorde de toda a história do sistema financei-

ro nacional é do Itaú. Nos primeiros nove meses, o lucro líquido foi de R$ 10,9 bilhões, 15,97% maior que em 2010, sendo que R$ 3,8 bilhões foram apurados apenas no terceiro trimestre. Com o segundo melhor resultado, o Banco do Brasil apresentou o lucro líquido de R$ 9,1 bilhões em nove meses, 18,9% maior que no mesmo período do ano passado, sendo que R$ 2,9 bilhões foram no terceiro trimestre.


4

TRIBUNA Bancária

Sindicato dos Bancários de Niterói e Região

Bancários têm nova sede em Cabo Frio

Invisibilidade dos negros em debate

A subsede do Sindicato na Região dos Lagos ganhou novo endereço. Agora o atendimento aos bancários acontece na Avenida Júlia Kubitschek, nº 16, sala 215, Parque Riviera, em Cabo Frio. O edifício se chama Playcenter e fica próximo à Unimed. O telefone continua o mesmo: (22) 2643-4317. Dias e horários do plantão dos advogados do Sindicato na subsede também estão mantidos: todas as últimas quintas-feiras do mês, das 14h às 17h, para ações trabalhistas, cíveis e previdenciárias. A subsede em Cabo Frio é necessária para o atendimento aos bancários porque a base territorial do Sindicato abrange 16 mu-

O 1º Fórum Nacional sobre Invisibilidade Negra no Sistema Financeiro acontece na Bahia nos dias 28 e 29 de novembro para discutir a baixíssima participação da população negra no mercado de trabalho, principalmente no sistema financeiro, como comprovam pesquisas. Em levantamentos realizados pelo movimento sindical e pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) ficou comprovado que a presença de afrodescendentes nos bancos é mínima. Foi constatado também que os poucos negros e negras que conseguem um trabalho no setor estão concentrados em tarefas onde não há contato direto com o público.

Foto: Google Maps

A nova subsede é de fácil localização em Cabo Frio, perto da Unimed

nicípios: Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Silva Jardim, Rio Bonito, Casimiro de Abreu, Tanguá, Maricá, Saquarema, Araruama, Iguaba Grande, Arraial do Cabo, São Pedro d’Aldeia,

Tira

GOsto

Cabo Frio, Armação de Búzios e Rio das Ostras. O mapa da nova subsede do Sindicato na Região dos Lagos pode ser ampliado no site do Sindicato (www.bancariosnit.org.br).

@ Que a economia da Grécia está em ruínas, todo mundo já sabia. Agora se sabe que a democracia grega também está em ruínas. O ex-primeiro-ministro queria um referendo para saber se o país deveria ou não fazer seu segundo empréstimo com União Europeia e FMI. O referendo não saiu, o primeiro-ministro caiu e o empréstimo saiu. O povo não pode opinar, mas pode pagar. @ As bolsas estavam em baixa porque a Grécia ameaçava não pegar mais um empréstimo e voltar a

sua moeda original, o dracma. No dia seguinte à aprovação do empréstimo, o problema passou a ser a Itália, para quem a União Europeia e o FMI também queriam emprestar mais dinheiro. O empréstimo saiu, e o Berlusconi caiu. @ A Grécia adotou o euro em 2001. Dez anos depois, é palco de uma tragédia econômica. Antes os gregos viveram 27 séculos com o dracma. Não é à toa que muitos adoram a Grécia Antiga. @ “Para me tirar do minis-

Marcelo Quaresma mqtiragosto@uol.com.br tério, só se eu for abatido a bala. E tem que ser uma bala muito forte porque eu sou pesadão”. Carlos Lupi, ministro do Trabalho, diante das acusações de irregularidades nos convênios de sua pasta com organizações não governamentais (ONGs). @ “Se eu sou a bola da vez, só se for a bola sete, que é a bola que dá a vitória” (Carlos Lupi). @ “Nunca vou desafiar a presidente... Dilma, desculpe se fui agressivo. Eu te amo!” (Carlos Lupi).

@ Em seu último pronunciamento antes desta edição, Lupi (PDT) se comparou a Leonel Brizola, João Goulart e Getúlio Vargas. Não precisa ser demitido. Precisa ser internado. @ Enquanto isso, em 2010, na cidade mineira Guidoval, de 8 mil habitantes, a Pynu Participações assinou contrato com a prefeitura para fazer o plano de saneamento com recursos do Ministério do Trabalho. O problema é que a empresa foi criada nove dias depois da assinatura do contrato.


Tribuna Bancária 353