2ª Via - Edição nº 286 - Agosto/2016

Page 1

Agosto de 2016 nº 286

CAMPANHA NACIONAL 2016

Bancários querem 14,78% de reajuste e ampliação de direitos Páginas 04, 05 e 06

#FORATEMER

ELEIÇÃO

JURÍDICO

JUREMIR MACHADO

Unidade nas ruas e nas lutas

Bancários de NH e Região elegem direção

Saiba se seu nome está na lista de credores

“O Brasil é um país de golpes”

Página 02

Página 03

Páginas 07, 08, 09, 10 e 11

Página 08


EDITORIAL

Nossa força está nas ruas, nas lutas e na unidade Pouco mais de dois meses de um governo ilegítimo, o vice usurpador acelera uma agenda profundamente conservadora. Desde que assumiu, Temer vem consolidando uma pauta que aniquila direitos historicamente conquistado pela classe trabalhadora, avança rapidamente no processo privatização em todas áreas, com foco central empresas energia e em nossos bens naturais; quer jogar a CLT no lixo, com os acordos coletivos e a terceirização da atividade fim; quer entregar o Brasil para os “gringos” através da legalização venda de terras para empresas multinacionais estrangeiras; limita gastos para saúde e educação; corta de programa sociais; porém, mantém o pagamento dos juros da dívida e dá aumento exorbitante para o Judiciário, 42 %, que causará rombo de dezenas de bilhões de reais nos próximos anos. Enfim, é um governo antipopular, antidemocrático e antinacional, onde 89% dos brasileiros acreditam que está no caminho errado. A Frente Brasil Popular tem papel central nesse momento conturbado que vivemos, primeiro por ser a

porta da voz da resistência ao golpe; segundo por manter a unidade das forças populares nesse momento de fragmentação e terceiro por fortalecer e construir um projeto de nação forjado no seio dos movimentos populares, da classe trabalhadora. Vigilância e mobilização constante são centrais para reverter a correlação de forças desfavorável. Existe alguns dias para convencer os senadores que faltam, e temos claro que não existe diálogo, se não estiver condicionado pela volta da Presidenta Dilma. Uma volta de Dilma com uma carta de compromissos para o povo brasileiro. A Frente Brasil Popular tem a tarefa de manter a unidade construída até esse momento, materializada no “ Não ao Golpe, Fora Temer” e “Nenhum Direito a Menos”. Esse é o mote central para afinarmos o diálogo, nos comunicarmos e convidarmos para a luta a grande maioria da classe trabalhadora que está apática com essa conjuntura, e que nesse momento começa a sentir a materialização da perda de direitos. Temos duas agendas centrais para o próximo período. Dia 05 de agosto,

Charge

teremos uma grande mobilização na abertura do da Olimpíada no Rio de Janeiro, para denunciarmos para o mundo, que o Brasil vive um golpe. E dia 09 de agosto haverá grandes mobilizações nas capitais, sendo que em Pernambuco a concentração iniciará ás 15:00 horas na Praça da Democracia (Derby) – Recife. A força popular gerada nas lutas do último período faz-nos crer que é momento de começarmos a construir um projeto popular de nação, onde a classe trabalhadora seja a protagonista do mesmo, com um programa do e para o povo brasileiro, sem alianças construídas em cúpulas de gabinetes. Para construir um projeto da classe, temos que refundar o sistema política brasileiro, que foi apropriado pela burguesia e pelo o sistema empresarial de financiamento privado. Não existe a possibilidade de construir um projeto popular de nação da classe trabalhadora que não passe por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do sistema político brasileiro. *Editorial publicado pelo jornal Brasil de Fato

Campanha permanente Sindicato dos

Bancários e Financiários

Novo Hamburgo e Região

Rua João Antônio da Silveira, 885, Centro, Novo Hamburgo | (51) 3594-5418 | bancariosnh@terra.com.br Coletivo de Comunicação: Joey de Farias e Everson Gross Jornalista Responsável: Felipe de Oliveira - MTb/RS 14029

02

Agosto de 2016 nº 286


ORGANIZAÇÃO SINDICAL

Bancários de NH e Região vão às urnas eleger nova direção Pleito que ocorre entre os dias 16, 17 e 18 de agosto terá chapa única: Classista, Democrática e de Luta Bancários e bancárias de Novo Hamburgo e Região vão às urnas nos dias 16, 17 e 18 de agosto de 2016 para eleger a nova direção da entidade. O pleito terá chapa única, inscrita conforme as regras estabelecidas em assembleia geral realizada no dia 13 de julho de 2016. “Classista, Democrática e de Luta” é o título do grupo que reúne trabalhadores de vários bancos públicos e privados. Conforme o atual coordenador da Secretaria de Organização Política e Sindical, Everson Gross, a intenção da diretoria atual é garantir a lisura do processo. “Somos uma das categorias mais mobilizadas de trabalhadores no Brasil, com um histórico de lutas e conquistas. Preservar essa tradição e avançar na democracia sindical é o nosso propósito”, defende. Os eleitos cumprirão mandato entre os anos de 2016 e 2020. Atualmente, a direção colegiada é composta pelas secretarias de: Formação, Cultura e Lazer; Organização e Política Sindical; Finanças, Patrimônio e Administração; Saúde e Relações do Trabalho; Gênero e Diversidade; Apoio e Bancos Públicos; Imprensa, Divulgação e Mobilização. E, além dos representantes de Novo Hamburgo e Região na Fetrafi/RS, serão escolhidos ainda os membros do Conselho Fiscal da entidade. Agosto de 2016 nº 286

03


CAMPANHA NACIONAL 2016

Em conferência, bancários pedem 14,78% de reajuste e reafirmam defesa de direitos Encontro da categoria ocorreu em São Paulo, no final de julho, e contou com a participação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Reajuste de 14,78%, valorização do piso salarial, no valor do mínimo do Dieese (R$3.940,24 em junho), PLR de três salários mais R$ 8.317,90, defesa do emprego, combate às metas abusivas e ao assédio moral, fim da terceirização, defesa das empresas públicas e contra a perda de direitos. Eis as principais reivindicações da Campanha Nacional 2016. A pauta é fruto dos debates empreendidos durante a 18ª Conferência Nacional dos Bancários, entre os dias 29 e 31 de julho, em São Paulo. Foram 633 delegados, sendo 233 mulheres e 400 homens, além de 34 observadores e 51 convidados. Entre eles, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que falou no encerramento do Seminário “Sistema Financeiro e Sociedade”, ainda no primeiro dia de encontro. “Vamos fazer uma grande campanha rumo à inflação mais o ganho real e defender nossos direitos, a democracia e lutar contra a terceirização”, antecipa o presidente da Contraf-CUT e membro do Comando Nacional, Roberto von der Osten. O índice de 14,78% corresponde à projeção da inflação para o período, mais 5% de aumento. A pauta de reivindicações será entregue aos bancos no dia 09 de agosto. #ForaTemer - As centrais sindicais CUT, CTB, UGT, e Intersindical assinaram, conjuntamente, um manifesto contra o governo interino de Michel Temer e seu programa de retirada de direitos dos trabalhadores. O documento foi aprovado por unanimidade pelos delegados e delegadas da Conferência Nacional.

04

Agosto de 2016 nº 286

Novo Hamburgo e Região representados O Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região foi representado na conferência pelos diretores Andrades Diehl Filho e Marcos Bugs. “Foi um momento de debates intensos, acirrados pela crise econômica e o discurso dos bancos, que sempre atribuem culpa ao trabalhador”, relata Bugs (foto). “Não vamos afrouxar: campanha salarial se faz na rua e só com a categoria unida poderemos derrotar a intransigência dos banqueiros.”

Andrades Diehl Filho


CAMPANHA NACIONAL 2016

Principais reivindicações aprovadas na Conferência Reajuste salarial: 14,78% (incluindo reposição da inflação mais 5% de aumento real).

l

l

PLR: 3 salários mais R$8.317,90.

Piso: R$3.940,24 (equivalente ao salário mínimo do Dieese em valores de junho último).

l

Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá no valor de R$880,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).

l

Melhores condições de trabalho com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários.

l

Emprego: fim das demissões, mais contratações, fim da rotatividade e combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PLC 30/15 no Senado Federal, além da ratificação da Convenção 158 da OIT, que coíbe dispensas imotivadas.

l

Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS): para todos os bancários.

l

Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós.

l

Prevenção contra assaltos e sequestros: permanência de dois vigilantes por andar nas agências e pontos de serviços bancários, conforme legislação. Instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento e biombos nos caixas. Abertura e fechamento remoto das agências, fim da guarda das chaves por funcionários.

l

Marcos Bugs

A entidade realiza assembleia geral em sua sede (Rua João Antônio da Silveira, 885, Centro-NH) ainda nos primeiros dias de agosto para deliberar sobre a Campanha Nacional 2016. Fique atento à página eletrônica, no endereço www. bancariosnh.com.br, para saber as informações sobre data e horário de chamadas.

Igualdade de oportunidades: fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transsexuais e pessoas com deficiência (PCDs).

l

Agosto de 2016 nº 286

05


CAMPANHA NACIONAL 2016

Pautas específicas dos bancos públicos importância do seu papel como fomentador de desenvolvimento

de Benefícios e que o banco arque com 100% do déficit causado nas situações em que foi utilizado o voto de Minerva e o fim desse voto.

Previ, Previdência Pública e Previdência Complementar Instalação de uma mesa de negociação com o banco sobre o Economus (Instituto de Seguridade Social da Nossa Caixa) l

Remuneração e condições de trabalho Unidade da categoria na política de aumento real de salários, com o índice da Conferência Nacional dos Bancários l

Plano de carreira e remuneração melhor, com aumento nas promoções por mérito e com inclusão de escriturários l

Luta contra o PLP 268 (Fundos de Pensão); l

Contra a Reforma da Previdência em elaboração pelo governo Temer l

Por uma Previdência Pública, Solidária e Universal, que garanta aposentadoria integral a todos os trabalhadores. l

Cassi/ Saúde Pública e Suplementar Realização de um fórum nacional sobre saúde, tendo como sugestão de data um dia antes do congresso dos funcionários l

Saúde do trabalhador

Fortalecimento do modelo assistencial de Estratégia de Saúde da Família (ESF), com a ampliação de cobertura de déficit da Cassi pelo Banco do Brasil

l

l

Melhorar a eficiência do EPS; mais autonomia na estrutura do SESMT

l

Aumentar o número de ausências permitidas de todos os funcionários e das pessoas com deficiência (PCD)

l

l

l

Organização do Movimento Importância da campanha nacional unificada na garantia e ampliação de direitos da categoria bancária

Pausa de dez minutos a cada 50 trabalhados deve ser estendida a todos que fazem atendimento ao público, trabalham com entrada de dados ou têm movimentos repetitivos. Sipat organizada conjuntamente pelo Sindicato e a Cipa, com toda a infraestrutura sendo garantida pela Caixa.

Abertura obrigatória de CAT no prazo de 24 horas para todos os trabalhadores lotados na unidade, nas ocorrências de assalto.

Condições de trabalho l Investimento maior da Caixa na Gilog e demais áreas que dão suporte às unidades. Que todos os estados passem a ter setores com essa atribuição. l Fim do caixa minuto; manutenção da função de caixa; pagamento integral das funções; garantia da substituição para todos os cargos l Imediata reposição, via concurso público, de todos os que saíram por meio do PAA. l Que toda a hora extra feita seja paga, com o fim do banco de horas, do descomissionamento arbitrário e da GDP.

Defesa do banco público l Campanha permanente pela manutenção da Caixa 100% pública, como instrumento de fomento à economia, implementação de políticas públicas, e agente de regulação e moderação do Sistema Financeiro Nacional.

Manutenção da campanha Mais empregados para a Caixa, Mais Caixa para o Brasil. l

l

Intensificação das mobilizações contra os projetos de lei 4918 (Estatuto das Estatais) e 268 (Fundos de Pensão) l

Sistema Financeiro Nacional Resgate social do banco público, com ênfase na defesa da democracia e das empresas públicas, além da l

06

Agosto de 2016 nº 286

Saúde Caixa Que o Conselho de Usuários tenha alterado seu caráter de consultivo para deliberativo; que haja o fortalecimento dos comitês de acompanhamento de rede credenciada, incluindo custeio pela Caixa de despesas com viagens dos integrantes. l

Funcef l

Manutenção do Fundo para Revisão

O 24º Encontro Nacional dos Banrisulenses ocorre entre os dias 20 e 21 de agosto, sábado e domingo, na sede da Fetrafi-RS, em Porto Alegre. Além de debater a atualização da pauta a ser negociada com o Banrisul na mesa específica, trabalhadores e trabalhadoras do banco irão discutir as estratégias de mobilização para a campanha deste ano.


JURÍDICO

EDITAL DE COMUNICAÇÃO Credores de Processo Trabalhista A Diretoria do Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região COMUNICA aos/às bancários/as abaixo relacionados que seus créditos decorrentes dos processos trabalhistas nº 01894.301/88-9, nº 0118100-06.2004.5.04.0302, nº 000002149.2010.5.04.0305, nº 0068400-64.2004.5.04.0301, nº 88.00.06938-0, nº 2821/89, nº 2641/86, nº 668/89, nº 932/80, nº 1504/89, nº 1486/89, nº 2644/86, nº 1489/89, nº 1528/89 e nº 01170-2004.303.04.00-5, nº 0106500-72.2004.5.04.0371, continuam à disposição, esperando o seu comparecimento na entidade munido de documento de identidade e comprovante do então vínculo contratual com o Banco e/ou Financeira, Cooperativa de Crédito, na Rua João Antônio da Silveira, 885, Centro em Novo Hamburgo. Os/as credores aos que se destina a presente comunicação estão abaixo tabulados: número processo, reclamante, reclamado, natureza e listagem por ordem alfabética. O pagamento será efetuado mediante agendamento, mais informações poderão ser obtidas pelo telefone 51 3594.5418 das 09h às 17h ou bancariosnh@terra.com.br.

Novo Hamburgo, 07 de julho de 2016. Everson Luís Gross. Coord. Secretaria de Organização e Política Sindical Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região

PROCESSO Nº 01894.301/88-9

Base cálculo remanescente 30/11/2007

Correa 27 - Carla Patta da P. e Barros

Reclamante: SEEB NH Reclamado: BANCO DO BRASIL S.A.

Sequência - NOME 32 - Carlos Luiz Oliveira 11 - Alessandro Nisus 38 - Carmen Eloiza Becker

Natureza: Referência de preço URP 88 - ABRIL/88 E MAIO/88 E REMANESCENTES EM 30/11/2007 Base cálculo montante 01/12/2006

15 - Ana Beatriz Lautert de Medeiros

40 - Carmen Lucia Macedo da Silva

18 - Antônio de Padua Nascimento

42 - Celso Klein

22 - Antônio Vanderlei Ebling

48 - Claudio Valmir Kao

Agosto de 2016 nº 286

07


JURÍDICO

Spindler

154 - Luiz Augusto Souto do Amaral

228 - Rosa Cristina Berte

51 - Clóvis Machado Vargas 52 - Dalva Helena Lemke Berlitz 53 - Darlei Laureano Raymundo 62 - Eduardo A. da Cunha

207 - Olmar Tavares Pedroso

160 - Luiz Romeu Victoria de As Britto 169 - Marco Antonio Maldaner Carneiro 172 - Maria Christina Martins Romero

229 - Rosa Maria Adams Klein 234 - Rosemarie Krug 235 - Rubens Fernando Serman 244 - Sérgio Luiz Arioli

82 - Gilberto Veppo

174 - Maria de Lourdes de Castro

245 - Sérgio Luiz Eltz

86 - Guilherme André Frantz 115 - Jorge Batista do Nascimento

175 - Maria de Lourdes Mello Koering

257 - Vagner G. Aurélio 260 - Vera L. Percher

177 - Maria Elisa Kogler 117 - Jorge Luis Trindade Ribeiro 120 - José Aldair Rodrigues Gonçalves

262 - Veraldo Fraga da Silva 184 - Marinelza Mainardi 185 - Mario José Martha 188 - Marli Eunice Telli

123 - José Frederico Neto 192 - Mauro Loi Riboldi

PROCESSO Nº 011810006.2004.5.04.0302

124 - José H.R. Migliavaca 197 - Mirna Fischer 125 - José Luiz Alievi

Reclamante: SEEB NH Reclamado: BANCO RURAL S.A.

198 - Naira Antpack 140 - Lenir Tauchert 200 - Nerci José de Oliveira 144 - Livia Helena Brack 203 - Nilo José Panazzolo 146 - Loenia Elita Braun Augustin

08

Agosto de 2016 nº 286

204 - Nilton dos Santos

Natureza: Diferença parcela PLR decorrente integração da gratificação semestral e 13º salário em seu cálculo, parcelas vencidas, anos 1999 a 2004.


JURÍDICO

Sequência - NOME 09 - Mateus Elias Silvestre de Vargas

PROCESSO Nº 006840064.2004.5.04.0301 Reclamante: SEEB NH Reclamado: BRADESCO S.A.

PROCESSO Nº 000002149.2010.5.04.0305 Reclamante: SEEB NH Reclamado: FINANCEIRA BV Natureza: Direitos previstos na Convenção Coletiva de trabalho Financeiras, ano 2010

Natureza: Diferenças nas verbas de PLR decorrente integração das gratificações semestrais percebidas, diferença de 13º salário originárias da integração da gratificação semestral, parcelas vencidas, período julho/1999 a dezembro/2013.

integração das gratificações semestrais percebidas, diferença de 13º salário originárias da integração da gratificação semestral, parcelas vencidas, período julho/1999 a dezembro/2013. Sequência - NOME 5 - Nelmo Aloisio Adams* *em conta poupança

PROCESSO Nº 88.00.06938-0 Sequência - NOME

Sequência - NOME

5 - Ana Paula L. Monteiro

1 - Alessandro Betin dos Santos

14 - Carla Viviane Driyer

Reclamante: SEEB NH Reclamado: CAIXA E. FEDERAL Natureza: Referência de Preço (URP) abril e maio de 1988.

27 - Douglas Ricardo Zwirtes Sequência - NOME

2 - Claudia Silvana Santos Leal 64 - Paulo Vinicius Froehlich 3 - Daniel Basilio Junior 4 - Gilvan Machado 5 - João Batista dos Santos 6 - Leticia Cristiane Georg 7 - Monique Rochelli Lanzoni 8 - Tatiana Andres da Motta

78 - Valter Schiefelbein PROCESSO Nº 010650072.2004.5.04.0371

PROCESSO Nº 2821/89

Reclamante: SEEB NH Reclamado: BRADESCO S.A.

Reclamante: SEEB NH Reclamado: MERIDIONAL DO BRASIL

Natureza: Diferenças nas verbas de PLR decorrente

Natureza: Referência de Preço (URP)

Agosto de 2016 nº 286

09


JURÍDICO

Sequência - NOME

diferenças salariais e de FGTS

01 - Beatriz Regina Chappowal

Sequência - NOME

02 - Carlos R. Stquevios

01 - Angela Pulz

03 - Claudete Nunes Soares

02 - Armando André Mallmann

PROCESSO Nº 668/89 Reclamante: SEEB NH Reclamado: BANCO FRANCÊS E BRASILEIRO

04 - Everson Luis Lorenzi

03 - Claudia Souza de Almeida

Natureza: Plano Bresser, Referência de Preço (URP).

05 - Gladis Maria Wust

04 - Ilse de Lourdes Basei

Sequência - NOME

06 - Helio João Wozniak

05 - Joel Adair Monteiro

01 - Flavia Luiza P. Carvalho

07 - Jorge Eli Oliveira

06 - Josemari de Oliveira Whilhelms

02 - Aldo José Stenico 03 - Gilson Faleiro Neves

08 - Manuel Eduardo Perez 07 - Ricardo José de Moura

04 - Julio Cesar Martins

09 - Marcos Aurélio de Marchi Koller 10 - Marcos Kley 11 - Paulo P. C. Bitencourt

PROCESSO Nº 2641/86

PROCESSO Nº 932/80

Reclamante: SEEB NH Reclamado: BRADESCO S/A

Reclamante: SEEB NH Reclamado: BANCO MERCANTIL DE SÃO PAULO

12 - Ricardo Pergira Machado 13 - Teresinha A. Pereira

Natureza: Plano cruzado, diferenças salariais e de FGTS Sequência - NOME

Natureza: Correção semestral dos anuênios Sequência - NOME

10

PROCESSO Nº 2641/86

01 - Carlos Alberto da Silva Rosa*

01 - Astor Mielke

Reclamante: SEEB NH Reclamado: BRADESCO S/A

02 - Luis Ernani Almeida Alves*

02 - José Candico Santos Netto

Natureza: Plano cruzado,

*em conta poupança

03 - Miguel Pedro C. Santos

Agosto de 2016 nº 286


JURÍDICO

04 - Nei Luis Sarmento

Dutra

PROCESSO Nº 1528/89

02 - Carlos Aurélio Neurer PROCESSO Nº 1504/89 Reclamante: SEEB NH Reclamado: BANCO DO ESTADO DO PARANÁ BANESTADO Natureza: Correção Plano Verão

03 - Cesar Kalil Gai

PROCESSO Nº 2644/86

Sequência - NOME

Reclamante: SEEB NH Reclamado: UNIBANCO

01 - Geni Helena Zanluchi

Natureza: Plano Cruzado

02 - Gilmar Miguel Navarro

Sequência - NOME

03 - Henrique Glaeser

11 - Lisete Eckerdt

PROCESSO Nº 1486/89

Reclamante: SEEB NH Reclamado: ECONÔMICO Natureza: Referência de Preço (URP), ano 1989

Sequência - NOME 11 - Helvio Davila Oliveira

PROCESSO Nº 01170-2004.303.04.00-5

Reclamante: SEEB NH Reclamado: UNIBANCO PROCESSO Nº 1489/89

Natureza: Referência de Preço (URP), ano 1989

Natureza: Diferenças de parcelas de PLR decorrente da integração da gratificação semestral em seu cálculo, anos 1999, 2000, 2001, 2002 e 2003.

Sequência - NOME

Sequência - NOME

Sequência - NOME

11 - Hugo A. Guimarães*

11 - Caroline P. da S. Ruschel*

01 - Antonio Augusto Aguiar

*Depósito judicial

*em conta poupança

Reclamante: SEEB NH Reclamado: BANCO INDUSTRIAL E COMERCIAL BICBANCO Natureza: Correção Plano Verão

Reclamante: SEEB NH Reclamado: BANRISUL

Agosto de 2016 nº 286

11


ESPECIAL

“O Brasil é um país de golpes”, diz Juremir Machado da Silva em Novo Hamburgo

-

Jornalista e escritor foi a atração principal de seminário aberto realizado pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região. Cerca de 150 pessoas foram ao Sindicato dos Bancários e Financiários de Novo Hamburgo e Região no final de maio discutir a crise política e econômica que se abate sobre o país. Ouviram o jornalista e escritor Juremir Machado da Silva (foto) dizer que “o Brasil é um país de golpes”. Com o apoio dos sindicatos hamburguenses dos Comerciários, Metalúrgicos e Sapateiros, o seminário aberto teve como título “Mídia e sociedade em contexto de crise. Desafios e Perspectivas para os trabalhadores”. Além do painelista principal, participaram da mesa o presidente da Central Única dos Trabalhadores no Rio Grande do Sul (CUT/RS), Claudir Nespolo, o coordenador da Secretaria de Organização Política e Sindical dos Bancários de NH e Região, Everson Gross, e a diretora da Federação dos Trabalhadores em Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul (Fetrafi/RS), Denise Corrêa. Prestigiaram o evento sindicalistas de outras categorias, vereadores da região e o deputado estadual Tarcísio Zimmermann (PT).

12

Agosto de 2016 nº 286

“Esse é um golpe diferente, que tem a mídia como parte dos negócios aos quais interessa a queda da presidente Dilma”, denuncia Nespolo. O presidente da CUT/ RS refere-se ao processo de impeachment que tramita no Congresso Nacional e que já afastou a presidente Dilma Rousseff (PT), ascendendo ao poder o vice, Michel Temer (PMDB). Já a diretora da Fetrafi-RS se diz chocada. “Essa é uma conjuntura que eu jamais pensei enfrentar, mesmo na nossa democracia frágil”, revela Denise Corrêa. Ambos os sindicalistas entendem que o golpe institucional em curso no país tem como propósito principal retirar direitos trabalhistas e sociais conquistados à custa de muita luta e reiteram a necessidade de mobilização dos trabalhadores e dos setores progressistas da sociedade de modo a impedir retrocessos. SESSÃO DE AUTÓGRAFOS – No final da atividade, Juremir Machado da Silva autografou sua obra mais recente, “1964, golpe civil-

midiático-militar” (Sulina, 2014), adquirida pelos presentes a preço diferenciado. Durante sua fala, o jornalista fez um resgate histórico dos golpes institucionais que o Brasil sofreu, desde a proclamação da República ao golpe atual.

Temas Durante cerca de duas horas, Juremir Machado da Silva abordou o golpe nos seus mais variados aspectos. Entre eles, falou sobre o fato de os acusadores no Congresso Nacional (PMDB e a oposição de direita aos governos do PT) serem acusadores, juízes e beneficiários ao mesmo tempo; de uma natureza “hipermoderna” do golpe, com apoio da mídia e de outras instituições, mas sem uso da força; da falta de crime de responsabilidade; de um poder demasiado do Congresso, já que o país é presidencialista; da necessidade de o PT precisa se reinventar; e de outros golpes na América Latina. Para saber em detalhes sobre cada um dos temas, acesse a matéria completa em www.bancariosnh. com.br.


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.