Issuu on Google+

1

JULHO DE 2013

www.bancariosacre.com.br

RIO BRANCO-AC, 04 DE JULHO DE 2013 | EDIÇÃO Nº 470 | bancariosacre@hotmail.com

Sindicato faz visita ao Vale do Juruá

PÁGINA 3

Definida a pauta de reivindicação dos funcionários do Banco da Amazônia PÁGINA 7

PARALISAÇÃO

Sindicato retarda abertura do HSBC PÁGINA 6

BRADESCO:

Aumenta stress entre funcionários das agências PÁGINA 7

A bola voltou a rolar no sábado à tarde, no ginásio bancário da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), para última rodada da fase classificatória da XXI Copa Bancária de Futsal. PÁGINA 8

ARTIGO

Protesto por um futuro melhor PÁGINA 2

esta quinta-feira (4) será o dia nacional de mobilização dos bancários contra o

NPL 4330, de autoria do deputado Sandro Mabel (PMDB-GO), que regulamenta a

terceirização no país segundo uma ótica eminentemente empresarial, que visa flexibilizar e reduzir direitos trabalhistas garantidos na CLT e na Constituição Federal. Após quase 10 anos tramitando no Congresso Nacional, esse famigerado projeto corre o risco de ser aprovado no próximo dia 9 de julho, quando voltará à pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados. PÁGINA 4 e 5


2

JULHO DE 2013

ARTIGO

Protesto por um futuro melhor

POR MANOEL FAÇANHA

B

uscando mudanças para um futuro melhor, milhões de brasileiros aproveitaram a presença da mídia mundial durante a disputa da Copa das Confederações, ocorrida no país, para protestar. Nas ruas deu para perceber que o povo anda cansado da carga tributária, da insegurança, da ausência de transporte público de qualidade e de preço justo, além de um sistema de saúde digno e escola pública de qualidade. Num país de dimensões continentais é natural pessoas de todos os tipos reivindicarem e debaterem suas ideias. Afinal, vivemos numa das maiores democracias do planeta, organizada por instituições, partidos políticos, entidades associativas etc., onde o divergir será

uma cincunstância natural no dia-a-dia dos individuos. No entanto, é inegável esconder neste momento histórico do país que o grande alvo dos manifestantes eram e continuam sendo os politicos. As vozes das ruas clamam por mudanças, pelo fim da currupção e pela ética na política. A presidenta Dilma Russef já propôs um plebicito, com foco na mudança do sistema político eleitoral do país, que pretende melhorar a qualidade da representação e atender às aspirações populares. O certo é que o povo brasileiro não aguenta mais as grandes corporações, que elegem seus candidatos para defesa de seus interesses. O Congresso Nacional não pode estar subordinado a interesses econômicos de grupos minoritários, que não representam a população brasileira. FOTO: INTERNET

NOTAS GERAIS Site está no ar Desde a semana passada está no ar o novo site do Sindicato dos Bancários do Acre. A nova ferramenta, que está praticamente finalizada, será local onde os bancários podem acompanhar os noticiários a respeito da categoria. O endereço eletrônico da ferramenta é: www.bancariosacre.com.br

Diga não à PEC 4330

Na próxima semana, o presidente do Sindicato dos Bancários do Acre, Edmar Batistela, estará em Brasília para fortalecer a luta contra a aprovação, por parte da Câmara Federal, da PEC 4330.

Eleito na Caref

Apoiado pelo Sindicato, Rafael Matos foi eleito representante dos funcionários no Conselho de Administração (Caref) do BB. Rafael obteve 21.081 votos e Ronaldo Zeni, 18.008.

Dia Nacional de Luta

A direção Nacional da CUT divulgou resolução, onde convoca trabalhadores e trabalhadoras e suas organizações para mobilização em torno da Pauta da Classe Trabalhadora. A CUT reforça o Dia Nacional de Luta marcado para 11 de julho e afirma que continua nas ruas lutando para definir os rumos do Brasil. EXPEDIENTE

Manifesto Bancário é uma publicação do

Sindicato dos Bancário do Acre Rua Rio Grande do Sul, 69 - Centro - CEP 69.903-420 Tel: (68) 3224-4188 | Fax: (68) 3223-3879 www.bancariosacre.com.br | bancariosacre@hotmail.com

CHARGE

Edmar Batistela Tonelly Presidente Júlia Maria Matias de Oliveira Vice-Presidente Janine Lira Fontinele da Silva Secretária Geral Dalva Diniz Rocha Amaral 2º Secretária Mário César Maia Diniz Tesoureiro Marcos Antônio Bezerra Nogueira 2º Tesoureiro Manoel Façanha Tavares Neto Secretário de Imprensa e Comunicação Deborah Fernanda Sena Santos Secretária de Assuntos Jurídicos

Francisco Leitão de Araújo Secretária de Patrimônio e Informática Ezequiel Souza Drumond Sec. de Assuntos da Saúde do Trabalhador Eudo Raffael Lima da Silva Secretário de Formação Sindical Raimundo Nonato Cordeiro de Sá Secretário de Cultura, Esporte e Lazer Irlan Ribeiro Sandra Sec. Repres. Junto a FETEC-CUT/CN Maria Goretti Leão do Amaral Guimarães Secretária de Assuntos da Mulher Jorge Luiz Nicheli Secretário de Assuntos Econômicos Alcilene Mota Secretária de Assuntos Municipais

SECRETÁRIAS MUNICIPAIS Raimundo Lopes da Silva/ Cruzeiro do Sul Júlio Guilherme Peres de Menezes/Tarauacá Gilgleison Barbalho Gomes/Feijó CarlosAugustoLimadoNascimento/SenaMadureira/ManoelUrbano Ronaldo Ribeiro Batista/ Xapuri Michela Costa Batriche Pessoa/Eptaciolândia/Brasiléia

JornalistaResponsável Manoel Façanha Diagramação: Danto Freitas Tiragem: 1000 exemplares

Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do Sindicato


3

JULHO DE 2013

Sindicato faz visita ao Vale do Juruá

Edmar Batistela, presidente do Sindicato dos Bancários do Acre, durante reunião na agência do Banco do Brasil, de Cruzeiro do Sul-AC

D

ando prosseguimento ao calendário de visita às unidades bancárias dos municipios acreanos, a diretoria do Sindicato colocou, na semana passada, o pé na estrada e rodou quase 1,5 mil quilômetros. O presidente Edmar Batistela e os diretores Mário César

Diniz, Jorge Nicheli e Ezequiel Drumont percorreram, entre os dias 24 e 27 de junho, as agências bancárias das cidades de Feijó, Tarauacá, Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Cruzeiro do Sul. De acordo com o presidente Edmar Batistala, o objetivo da

Na agência do BB, de Mâncio Lima, sindicalistas falam com o gerente

diretoria durante as visitas às regionais é o de ouvir os problemas dos bancários e buscar alternativas para solucioná-los. Também durant e as visitas e reuniões, os sindicalistas falaram da importância da categoria estar mobilizada para a próxima campanha salarial,

Na Caixa de Rodrigues Alves, Jorge Nicheli conversa com a bancária Joelma

visita às unidades do Alto Acre. “Nosso compromisso é com a categoria e onde estiver uma unidade bancária em nosso Estado, o Sindicato estará presente para defendê-la”, declarou Edmar Batistela, agradecemos a todos os bancários e bancárias pela receptividade e acolhimento durante as visitas às unidades.

PAGAMENTO DE AÇÕES O sindicato aproveitou o contato para também efetuar o pagamento de indenizações para alguns bancários, dinheiro esse conquistado, através de ação judicial. Jesus Sergio de Menezes, um dos beneficiados na ação fez o seguinte comentário durante uma reunião ocorrida dentro de uma unidade: “Esse pagamento demonstra claramente a transparência, comprometimento, responsabilidade e, acima de tudo, a seriedade do Sindicato dos Bancários do Acre, com a categoria. Não é pelo valor pago, mas sim, pela segurança e a manutenção do nosso emprego”. NOVAS VISITAS No planejamento traçado de visita aos municípios, o Sindicato, neste mês de julho, prepara

pois somente com muita pressão as reivindicações da categoria serão tratadas com respeito. Os principais temas da próxima data base dizem respeito à segurança do emprego, remuneração, segurança bancária e demais pontos específicos de cada banco.

FILIAÇÕES Na cidade de Tarauacá, agência do Basa, Edmar Batistela conversa com os filiados

Na cidade Feijó, o Sindicato aproveitou para fazer a filiação do bancario Clodoaldo (BB)

O sindicato aproveita o contato com os bancários dos municípios para ampliar o quadro associativo com novas filiações, além da entrega do jornal mensal O Manifesto Bancário.


4

JULHO DE 2013


JULHO DE 2013

5


6

JULHO DE 2013

Sindicato retarda abertura do HSBC O

s bancários do HSBC de diversos países da América Latina protestam dia 25 de junho pelo fim das demissões e das metas desumanas; melhores condições de trabalho; mais valorização dos trabalhadores e respeito aos clientes. No dia do ato, sindicalistas entregaram panfletos na porta unidade do HSBC da capital Rio Branco, denunciando a prática do banco de redução de funcionários. A agência abriu somente às 10h, uma hora após a reabertura das demais unidades bancárias. Mesmo tendo lucrado R$ 1,225 bilhão em 2012 e experimentado crescimento de 9,6% em relação a 2011, o banco britânico demitiu cerca de 2 mil trabalhadores no ano passado. Os números são relativos ao Brasil. O Sindicato denunciou ainda aos clientes da instituição prática inexplicável rotatividade de

Foto: manoel façanha

Sindicato dos Bancários realizou mais um dia de protesto na agência Rio Branco do HSBC

mão de obra, que não se repete em nenhum outro país. Por fim, os sindicalistas cri-

Stress aumenta no Bradesco O Bradesco continua desrespeitando os clientes e, principalmente, os bancários. Com um número cada vez menor de funcionários, demissões sem justificativas, o cresce a cada dia os excessos de horas extras, sem intervalo para refeição, assim contribuindo para o aumento do stress, depressão, assédio moral e demais doenças originadas por essa carga de desumana de trabalho. Férias Em reunião ocorrida nesta sexta-feira (14), na Cidade de Deus, em Osasco (SP), a Contraf-CUT, federações e sindicatos apresentaram ao Bradesco as premissas básicas para o parcelamento do

adiantamento de férias. A proposta é uma das reivindicações da pauta específica, entregue ao banco no dia 17 de abril, e integra a Campanha Nacional de Valorização dos Funcionários. Confira as premissas: * parcelamento opcional e não compulsório; assim, cada bancário tem o direto de livre escolha para utilizá-lo ou não; * efetivação do parcelamento do adiantamento de férias, a ser executado pelo banco, sem custos, tarifas ou juros aos funcionários que optarem; * parcelamento dividido em até 10 vezes; * parcelamento não cumulativo. Foto: arquivo seeb/ac

ticaram o reduzido quatro de funcionário da unidade, assim fazendo que os funcionários se-

jam obrigados a trabalhar no limite, não conseguindo atender à demanda dos clientes.

CUT convoca mobilização em torno da pauta da classe trabalhadora Reunida na quarta e quinta-feira, dias 26 e 27, em São Paulo, a Direção Nacional da CUT divulgou resolução, onde convoca trabalhadores e trabalhadoras e suas organizações para mobilização em torno da Pauta da Classe Trabalhadora. A CUT reforça o Dia Nacional de Luta marcado para 11 de julho e afirma que continua nas ruas lutando para definir os rumos do Brasil. Confiraa íntegra da resolução: 1) A Direção Nacional da CUT, reunida em São Paulo nos dias 26 e 27 de junho de 2013, convoca os trabalhadores e trabalhadoras e suas organizações à mobilização em torno da Pauta da Classe Trabalhadora, neste momento particular vivido pela nação brasileira. Mobilizações de milhões em todo o país, que contaram com apoio e participação de CUTistas, colocaram no centro da conjuntura a reivindicação de redução de tarifas e a qualidade do transporte público, saúde e educação pública de qualidade, expressando um descontentamento com a forma como as instituições políticas vêm funcionando, e já teve resultados concretos; as massas na rua conquistaram a redução de tarifas do transporte público, na maioria das capitais e inúmeras cidades, a questão da reforma política - bandeira da CUT - saiu da paralisia de um debate viciado no Parlamento e está posta para o amplo debate na sociedade. Ao mesmo tempo constatamos que a mídia, setores conservado-

res e de direita tentaram influir nas mobilizações por objetivos estranhos aos interesses da imensa maioria do povo brasileiro. 2) A Direção Nacional da CUT considera de fundamental importância a participação organizada da classe trabalhadora neste novo cenário para dar uma saída positiva a esta situação. Por isso, endossamos a proposta de “Dia Nacional de Luta, com mobilizações, paralisações e greves” em 11 de julho, acordada com o conjunto das Centrais Sindicais e apoiada por movimentos sociais e populares. A Pauta Unitária das Centrais para o Dia Nacional de Luta de 11 de julho inclui: - contra o PL 4330, da “terceirização”, que retira direitos dos trabalhadores brasileiros e precariza ainda mais as relações de trabalho no Brasil; esse Projeto precisa ser varrido imediatamente da pauta do Congresso Nacional; - que as reduções de tarifa do transporte não sejam acompanhadas de qualquer corte dos gastos sociais; - 10% do orçamento da União para a saúde pública; - 10% do PIB para a educação pública, “verbas públicas só para o setor público”; - fim do fator previdenciário; - Redução da Jornada de Trabalho para 40 horas sem redução de salários; - Reforma Agrária; - suspensão dos Leilões de Petróleo. Fonte: CUT


7

JULHO DE 2013

FOTO: ARQUIVO SEEB/AC

Diretoria do Sindicato durante escolha do delegado local para 5º Congresso Nacional dos Funcionários do Banco da Amazônia

Definida a pauta de reivindicação dos funcionários do Banco da Amazônia s empregados e empregadas O do Banco da Amazônia estiveram reunidos em seu 5º Con-

gresso Nacional, ocorrido dia 15 de junho, no hotel Golden Tulip, em Belém. O encontro definiu a minuta de reivindicações para a Campanha Nacional 2013, a qual referenda a minuta do ano passado com diversos adendos em relação à remuneração, emprego, saúde e condições de trabalho. Bancários e bancárias do

Pará, Amapá, Rondônia, Roraima, Acre, Brasília, Maranhão estiveram no evento e trouxeram importantes contribuições de seus Estados para os debates e construção da minuta. Dentre as reivindicações aprovadas, destaque para: a luta por equiparação da remuneração dos empregados do Banco da Amazônia com a dos demais bancários e bancárias de bancos federais, tendo o BNB como parâmetro; lutar por um novo PCS; fazer com que o

Banco da Amazônia enquadre sua política de plano de saúde de acordo com as normas da Agência Nacional de Saúde (ANS) e garanta o aumento do reembolso de seus empregados no custeio do mesmo; não à implementação da Lateralidade; garantia de oportunidade ao pessoal do Quadro de Apoio de disputar cargos comissionados; efetivar a mesa permanente de negociação após as Campanhas Nacionais, entre outras. Na avaliação do Admar Fer-

INFORMES GERAIS No encerramento participou a advogada do SEEB-PA que repassou informes acerca dos assuntos abaixo: • PLR 2011 – Informa que ganhamos a ação, mas o Banco recorreu da decisão e está para 2ª instância sobre o erro no cálculo da PLR 2011; • PONTO ELETRÔNICO - 115 minutos – Informa que a ação está ganha e que os empregados de 6 horas que foram admitidos antes da implantação do ponto eletrônico terão direito a cumprir carga horária diária de 5:45 h + 15 min do lanche – A justiça determinou que o Banco apresentasse a relação de todos os funcionários que tiveram sua jornada de trabalho alterada em razão do intervalo de 15 minutos; • TC’S – Informa que os TC’s Engenheiros, Agrônomos e Veterinários admitidos até 2003 estão contemplados na ação ganha em 1º grau e ganho também em 2º grau o mérito – O Banco foi obrigado pela Justiça a cumprir a Lei 4.950-A de 22 de abril de 1966 que estabelece o piso salarial da categoria profissional, e ainda pagar as diferenças salariais desde a admissão até a data da sentença, e de salários vincendos até a incorporação definitiva da parcela;

• Férias – No intuito de coibir a continuidade do pagamento errado da parcela de 1/3 de férias, o Sindicato ingressou com ação civil pública contra o Banco da Amazônia pleiteando, para todos os bancários, o pagamento correto da referida parcela. O sindicato também conseguiu o não desconto do IR sobre férias, licença prêmio e abono assiduidade; • 7ª e 8ª hora – Informa que será dado iní-

cio a ação civil pública para pleitear que os comissionados trabalhem 6 horas e que a cada ano trabalhado seja incorporado 10% da comissão ao salário;

• PREV AMAZÔNIA – O sindicato do Pará foi

procurado por pessoas que não aderiram aos planos SALDADO e também não aderiram ao PrevAmazônia para que o mesmo interceda junto à diretoria do Banco para verificar a possibilidade de abrir para que esses empregados possam ainda aderir.

reira, representante e delegado sindical da base acreana, o evento foi coroado de êxito. Segundo ele, o problema mais debatido e reivindicado é com relação à revisão da lateralidade recém-implantada no banco, além da questão da saúde do empregado, onde está evidente a necessidade da empresa voltar a participar na qualidade de patrocinador da CASF, devendo custear pelo menos 50% do plano de saúde dos empregados.


8

JULHO DE 2013

FUTSAL

BB Capital garante vaga nas semifinais da XXI Copa Bancária

Fotos: manoel façanha

A

bola voltou a rolar no sábado à tarde, no ginásio bancário da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), para última rodada da fase classificatória da XXI Copa Bancária de Futsal. No jogo mais importante da tarde, o Banco do Brasil empurrou 20 gols a 2 na desfalcada equipe do Banco da Amazônia-Capital. O resultado classificou o BB para as semifinais da competição, marcada para o próxi-

mo sábado, às 15h30, quando enfrentará o líder Banco da Amazônia/BB Interior. A rodada começou com a vitória da Caixa Econômica Federal sobre o Bradesco por 5 a 2. Os dois times entraram na quadra de jogo com a classificação assegurada às semifinais e voltam a duelar no próximo dia 06 de julho por uma vaga na decisão. Classificação 1º Basa/BB Interior................12 2º Caixa.............................09 3º Bradesco.........................06 4º BB/Capital.......................03 5º Basa/Centro.....................00

Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal estão nas semifinais da competição

Stress relacionado ao trabalho bancário Estresse é uma reação do organismo frente as transformações do ambiente. Ou seja, é um conjunto de reações psiconeuro-endocrinofisiológicas articuladas, que podem ter conseqüências tanto positivas, quanto negativas. O estresse positivo é aquele que acompanha situações de motivação em que a possibilidade de atingir um objetivo é visualizada, ou melhor, aquele que nos leva a produzir mais. Já o estresse negativo, ocorre quando a pessoa ultrapassa seus limites e esgota sua capacidade de adaptação. O organismo fica destituído de nutrientes e os processos mentais sofrem redução, levando ao adoecimento.

Principais sintomas: os sintomas variam de pessoa para pessoa. Os mais comuns são: - queda de produtividade; - confusão mental; - tensão muscular; - dificuldade de concentração; - dores de cabeça; - sensação de desgaste ao acordar; - dificuldades de memorização; - pressão alta; - irritabilidade excessiva; - dores de estômago ou gastrite; - tonturas; - depressão; - ansiedade; - desinteresse sexual.

Como reduzir o estresse? O estresse é uma reação do organismo frente as mudanças do ambiente. Assim, se conseguimos reduzir o que nos causa estresse ou se lidamos com isso de forma adequada, os sintomas podem desaparecer. Por isso é importante buscarmos medidas coletivas de melhoria do ambiente de trabalho nos bancos para reduzirmos o estresse. Além disso, é importante se alimentar corretamente, exercitar-se freqüentemente e equilibrar momentos de descanso e de lazer, buscando a melhoria da qualidade de vida.

O Sindicato dos Bancários do Acre iniciou durante a semana as negociação para os seus filiados ganharem desconto especial na mensalidade da Mais Academia. O desconto será igual ao já existente entre a empresa e os funcionários do Bradesco. Na próxima edição traremos mais informações sobre as negociações, mas a direção acredita que até a próxima semana o acordo seja fechado com informações postada no site da entidade www.bancariosacre.com.br


O Manifesto Bancário