Page 1

Ano I - nº2

LEI 10639: VOCÊ SABE O QUE É? Marco legal pretende ensinar a cultura afrobrasileira nas escolas

A partir desta lei, culturas afrobrasileiras como a capoeira, a

Festa do Rosário – popularmente conhecida como congado – jongo, culinária e moda serão explicados aos alunos de escolas públicas e particulares, além da religiosidade de matriz africana. O conhecimento da cultura e história do povo africano e dos afro-brasileiros apresentará um universo diferente da cultura

européia e permitirá o entendimento, por parte dos alunos, sobre o fazer afrobrasileiro. Em Minas Gerais existem grandes e fortes manifestações desta herança africana espalhada por todo o estado, onde o povo Bantu (trazido para a grande maioria do território) trouxe sua cultura e tradições. ESTER ANTONIETA Instituto Bambarê

Rafael Lopes Oliveira / Bambarê

Sancionada em 9 de janeiro de 2003, esta lei “torna obrigatória o estudo da história e cultura afro-brasileira no ensino fundamental e médio e estabelece novas diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnicoraciais”.

Nossa Língua Pedrina Lourdes Santos

A GENTE NÃO PERDE O PRAZER DE SAMBAR

Atualmente existem várias organizações (agremiações e grupos) de samba por todo o país além de grandes nomes como Cartola, Dona Ivone Lara, Jovelina Pérola Negra, João Nogueira dentre outros. Em qualquer ritmo, o samba

envolve os participantes e garante alegria e descontração nos espaços em que acontece.

Wikipédia.org

O Samba é um dos gêneros musicais mais tocados no Brasil. Derivado de um tipo de dança de raízes africanas (Angola), veio para ca e caiu no agrado popular.

Como sinônimo de resistência e forma de divulgação de valores, o samba transmite sua mensagem ao público apresentando fatos históricos ou atuais.

Moleque – menino Minhoca – cobra pequena Malungo – pessoas de pais diferentes, que nasceram em datas próximas Curima – trabalhar Nzâmbi – Deus

Jovelina Pérola Negra (1944-1998) Um dos maiores nomes do samba.

UFMG

UMA CULTURA DE TODOS

A cultura brasileira foi esculpida como um mosaico de manifestações de povos do mundo inteiro. Muito marcada pela cultura africana, ibérica e UMA PRODUÇÃO

GAZETA DE CONTAGEM

Bambarê INSTITUTO

Você sabia que existem no diaa-dia usamos palavras que nos parecem portuguesas, mas que são de línguas africanas e indígenas? Nesta edição, página B apresenta algumas palavras da língua bantu que são usadas no cotidiano e em manifestações de raiz africana.

sul-americana, temos nas misturas estéticas, rítmicas e religiosas um pouco de todos os continentes.

africanos e espalhou a cultura daqueles que deveriam ser dominados e criou várias outras culturas a partir desta matriz.

Nesta edição falamos um pouco do samba: quem não conhece o carnaval? A maior festa popular do planeta, ou quem resiste ao um pagode? Tudo isto é a influência marcante da herança negra no Brasil.

Por isso, o Brasil é assim, misturado, negro e diverso. Viva o País de todos. Viva o samba de todos. Afinal, como diria Caetano, o samba é pai do prazer, o samba é filho da dor: o grande poder transformador.

A diáspora africana, que foi possivelmente o maior ato migratório da história da humanidade, desconsiderou o poder de resistência dos

Transforme sua mente.

FREDERICO CARVALHO Instituto Bambarê

Agenda Cultural A partir das próximas edições da páginaB publicaremos agendas culturais. Para divulgar evento mande-nos um em-mail: cultura@bambare.com.br EXPEDIENTE páginaB é uma produção do Gazeta de Contagem e do Instituto Bambarê. Diretor Executivo Geraldo Evangelista Projeto Gráfico Macarv Comunicação www.macarv.com.br Conselho Executivo Bambarê Ester Antonieta Santos Frederico Mendes de Carvalho Rafael Lopes Oliveira Washigton Luís Oliveira

ESTAMOS NA INTERNET

facebook.com/institutobambare CURTA

NOSSA PÁGINA E NOS AJUDE A PROMOVER A CULTURA AFROBRASILEIRA

páginab - Edição nº 2  

2ª edição do semanário de cultura popular Do bambarê editado no Gazeta de Contagem.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you