Page 1

Jornal Zona leste 06/08/2013 12h39

Menino de 13 anos matou os pais policiais e foi á escola

A

Polícia Militar diz acreditar que o garoto Marcelo Pesseghini, de 13 anos, suspeito de matar os pais policiais, a avó e a tia na Zona Norte de São Paulo e se matar nesta segunda-feira (5) foi à escola pela manhã após já ter assassinado os parentes. O comandante da Polícia Militar, coronel Benedito Roberto Meira, afirmou em entrevista ao SPTV que câmeras de segurança mostram uma pessoa, que seria Marcelo, estacionando o veículo da mãe à 1h15min da madrugada de segunda. A pessoa sai após as 6h30min, com uma mochila nas costas e entra na escola.

O vídeo, no entanto, não permite confirmar com exatidão que a pessoa é o garoto. Para a Polícia Militar, as mortes dos parentes de Marcelo aconteceram entre a noite de domingo (4) e a madrugada de segunda. Um dos indícios é o fato de o pai de um colega de escola ter dado carona a Marcelo ao final da aula de segunda. A testemunha prestou depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e contou que Marcelo pediu para que ele não buzinasse diante da casa porque seu pai estaria dormindo.

13/08/2013 11h55

Sheik critica seriedade no futebol: 'Falta magia, falta mais alegria' Emerson Sheik é conhecido por não ter papas na língua. A ousadia e a irreverência que o atacante mostra dentro de campo com a camisa 11 do Corinthians também fazem parte da sua vida fora dos gramados. Não raro, o atacante se envolve em polêmicas por conta das suas declarações. Em uma dessas oportunidades, chegou a contratar seguranças para se proteger. Mas para Sheik, a culpa é da falta de espírito esportivo dos dias de hoje (assista ao vídeo).


Jornal Zona leste 13/08/2013 08h33 13/

Pesquisadores fisgam tubarão enorme com outro menor na boca

P

esquisadores da Universidade de Delaware (EUA) estavam tentando recapturar tubarões que tinham sido marcados para pesquisa científica na costa do estado, quando fisgaram um tubarão enorme com outro menor dentro de sua boca.

Segundo os pesquisadores, o tubarão menor havia engolido a isca que eles usaram para capturar espécimes maiores, mas ele acabou virando isca de um predador maior. A universidade originalmente marcou os tubarões para obter informações sobre os níveis populacionais na costa de Delaware.


Jornal Zona leste 13/08/2013 10h17

PM prende suspeito de assassinar família de GCM em Mairinque

A

Polícia Militar de Mairinque (SP) prendeu nesta segunda-feira (12) um dos suspeitos de envolvimento no assassinato do subcomandante da Guarda Civil Municipal, Laércio de Souza Lanes, e da mulher dele. Segundo a polícia, um rapaz de 20 anos foi preso e dois menores estão

envolvidos no caso. Um deles está internado no Hospital Regional de Sorocaba e o outro, de 15 anos, continua foragido. Outros três suspeitos de envolvimento no crime estão sendo procurados.

De acordo com a PM, os policiais chegaram ao suspeito depois que o irmão dele, um rapaz de 17 anos, foi baleado em Mairinque e deu entrada no Pronto Socorro da cidade por volta das 16h desta segunda-feira. Segundo a polícia, o adolescente confessou a participação dele e do irmão no crime e disse que foi baleado acidentalmente no braço pelo próprio irmão, quando eles estavam manuseando uma das armas que roubaram do guarda. A Guarda Municipal de Sorocaba informou que o menor segue internado no Hospital Regional de Sorocaba e por estar no mesmo local em que o filho do GCM, a segurança foi reforçada para os dois. As armas roubadas do GCM ainda não foram encontradas, mas a Polícia Militar informou que foram cumpridos mandados de busca e apreensão nesta segunda-feira à noite e foram encontrados na casa de um dos suspeitos um cartucho calibre 36, o mesmo tipo da arma usada para assassinar a família, uma motocicleta sem identificação com chassi raspado e o coldre do subcomandante, que é o suporte utilizado para guardar a arma, reconhecido por um colega do guarda na GCM. De acordo com Marcelo Carriel, delegado seccional de Sorocaba responsável pelo caso, o crime não foi por vingança. Os criminosos estavam em busca do dinheiro da venda da casa e estavam dispostos a matar a família para evitar o reconhecimento das vítimas porque conheciam o Laércio. A polícia continua buscando os outros integrantes da quadrilha. Os mandados de prisão já foram expedidos e os suspeitos são considerados foragidos da Justiça.


Jornal Zona leste 'Não estava preparado', diz jovem que encontrou corpo de vítima de jogador

A

morte da corretora Iara Maria Matana, de 56 anos, assassinada pelo jogador de futebol Gianluca Girolano, no dia 6 de agosto, em Guarujá, no litoral de São Paulo, está longe de ser esquecida por quem

a conhecia. Ainda mais para Dalton Alonso Neman, de 25 anos, colega de trabalho e amigo da vítima. Ele foi o responsável por encontrar o corpo e por dar a notícia à família. O corretor chegou no local do crime 15 minutos depois da saída do suspeito. O jovem esteve na missa realizada em homenagem a Iara na noite desta segunda-feira (12), na Igreja Matriz da cidade. A morte da corretora Iara Maria Matana, de 56 anos, assassinada pelo jogador de futebol Gianluca Girolano, no dia 6 de agosto, em Guaruja, no litoral de São Paulo, está longe de ser esquecida por quem a conhecia. Ainda mais para Dalton Alonso Neman, de 25 anos, colega de trabalho e amigo da vítima. Ele foi o responsável por encontrar o corpo e por dar a notícia à família. O corretor chegou no local do crime 15 minutos depois da saída do suspeito. O jovem esteve na missa realizada em homenagem a Iara na noite desta segunda-feira (12), na Igreja Matriz da cidade.

14/08/2013 17h41

Dani Alves faz contra, e Brasil cai para Suíça após título das Confederações gol foi da seleção brasileira. A vitória, não. Em seu primeiro desafio depois da incontestável conquista da Copa das Confederações, a seleção brasileira perdeu da Suíça por 1 a 0, na Basileia, nesta quartafeira. Graças a um gol contra de Daniel Alves e à falta de poder de reação do Brasil contra a bem armada defesa suíça (confira o lance no vídeo ao lado). Líder do seu grupo nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, a Suíça tem apenas um gol sofrido na competição. A tarefa era realmente difícil para o Brasil. Mas a falta de pontaria, em especial de Hulk e Neymar no primeiro tempo, prejudicou os planos da equipe de Luiz Felipe Scolari. Esse tropeço é apenas o segundo da Seleção na nova era Felipão. Sob seu comando, o Brasil tinha perdido apenas na estreia, por 2 a 1, para a Inglaterra. É o fim, então, de uma invencibilidade de 11 partidas, contando as seis vitórias consecutivas nas Confederações. É a primeira vez também que não faz gol.


Jornal Zona leste 14/08/2013 12h10

'Fingia de fácil, aí só lamento', diz menor que seduzia vítimas

A

adolescente de 17 anos que foi ouvida

confessou a autoria em três saidinhas de banco,

pela Polícia Civil nesta terça-feira (13),

três roubos a residência e quatro roubos a

em Sorocaba (SP), confessou a participação em

estabelecimentos comerciais.

dezenas de crimes e disse que usava a

O dinheiro que conseguia "gastava em funk,

aparência como aliada para praticar os delitos.

balada e maconha". "Fumo todo dia. Tinha que

Vestindo roupas curtas e com uma mochila nas

roubar para pagar a maconha, porque não podia

costas - na qual escondia a arma -, ela andava

pedir dinheiro para o meu pai e para minha mãe.

pela rua e conseguia enganar os homens, suas

De uma menina ninguém 'desacredita', então

principais vítimas. "Uns me chamavam e eu dava

roubar foi ficando cada vez mais fácil", diz.

atenção, dava risadinha, me fingia de fácil. Aí só

Segundo a jovem, nos roubos a residências e

lamento o resto", disse a jovem, em entrevista à

comércios, ela contava com a ajuda de outros

TV Tem.

três adolescentes. Na casa deles, a polícia

A jovem confessou autoria em dez roubos de

apreendeu oito quilos de maconha, pedras de

veículos. Depois de abordar o motorista, ela

crack e cocaína. Os jovens continuam foragidos.

entrava no veículo e convencia a vítima a ir até

Quando a tática da sedução não funcionava, a

um lugar ermo, onde anunciava o assalto

jovem usava de violência para atacar as vítimas.

empunhando uma faca. "Era fácil a abordagem.

"Nas lojas eu chegava acelerando, empurrando e

Com mulher é fácil porque os caras são 'tudo

pegando o dinheiro. Quando viam que eu estava

tarado' hoje em dia", revelou.

armada eles entregavam o dinheiro. Mas uma

Apesar de usar roupas curtas e "seduzir" as

vez um cara ficou olhando para mim e rindo, aí

vítimas, ela conta que nunca fez programa. "Eles

dei duas 'bicudonas' nele. Devia estar bêbado",

queriam ir para o motel, mas eu nunca fui,

lembrou. Em outro crime, ela chegou a esfaquear um motorista. "Na hora em que ele parou o carro viu que eu estava com uma faca, aí enfiei a faca no pescoço dele. Tive que agir primeiro, senão ele poderia reagir e me matar."

sempre arrastava eles pro mato. Nunca fiz nada com eles porque eu me dava ao respeito", conta. Além de roubar carros, a adolescente, que completa 18 anos no sábado (17), também


Jornal Zona leste 15/08/2013 15h09

Sonnen mostra respeito por Shogun e provoca Vitor e Minotouro em coletiva Em uma coletiva fria, acompanhada por não mais que 200 fãs e cerca de 50 jornalistas em Boston, Chael Sonnen mais uma vez roubou a cena, sendo aplaudido diversas vezes pelo pequeno público que foi ao Wang Theater para o evento oficial do UFC Fight Night Combate: Shogun x Sonnen. Ao lado de Dana White e de mais nove lutadores (Shogun, Alistair Overeem, Travis Browne, Joe Lauzon, Michael Johnson, Conor McGregor, Max Holloway, Urijah Faber e Iuri Marajó), provavelmente um número recorde em coletivas oficiais do UFC, o falastrão mostrou respeito ao rival de sábado, mas arrancou risos de todos ao provocar os brasileiros Rogério Minotouro e Vitor Belfort, alegando que sempre que eles se comprometem a lutar um evento, ele se prepara para substituí-los. Shogun é sensacional, um

ex-campeão e uma lenda do esporte. Eu nunca o subestimaria, e talvez não escolhesse uma luta com ele. Sei que posso vencer Shogun, e ele pode me vencer também. Mas sou do tempo em que a sua palavra valia alguma coisa. Ninguém sabe se sofrerá uma lesão daqui a três semanas. Minotouro disse que se lesionou a três semanas da luta contra Shogun, e eu não entendo isso. Já aceitei lutas com menos tempo que isso. Se você assina um contrato, seu idiota, tem que cumpri-lo. A regra de ouro do show business é: "O show deve continuar". O que eu sei é que, se Minotouro ou Vitor Belfort assinam um contrato, vou para a academia treinar, porque sei que uma oportunidade aparecerá.

Morre aos 43 anos Lisa Robin Kelly, atriz de 'That 70s show' A atriz Lisa Robin Kelly, famosa pela participação no seriado "That 70s show", morreu aos 43 anos na quarta-feira (14), na Califórnia, informou nesta quinta (15) o TMZ. O site disse que ela morreu enquanto dormia em um centro de reabilitação. A informação foi confirmada pelo agente da atriz, Craig Wyckoff, ao site da NBC. O motivo da morte não foi divulgado. No seriado produzido nos EUA entre 1998 e 2006, Lisa interpretou

a

personagem

Laurie

Forman,

irmã

do

personagem Eric Forman (Thopher Grace). A personagem Laurie tinha um caso com Kelso, interpretado por Ashton Kutcher, que era disputado com Jackie (Mila Kunis).


Jornal Zona leste 15/08/2013 15h51

Mulher consegue guarda de papagaio na Justiça, mas ave morre no Ibama Após a Justiça Federal em Pernambuco conceder a guarda de um papagaio da espécie Amazona aestiva para a vendedora ambulante Gedália Valentim Ferreira, que criava o animal há oito anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) informou à mulher, na manhã desta quinta-feira (15), que o bicho morreu no cativeiro da sede regional do órgão, na Zona Norte do Recife. Em março deste ano, a vendedora havia entrado com um pedido na Justiça para reaver a guarda do papagaio. Ele foi apreendido no mesmo mês por agentes

da

Companhia

Independente

de

Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma) após denúncias anônimas de maus-tratos. Desde então, o bicho estava na sede regional do Ibama, no bairro de Casa Forte, para receber tratamento em cativeiro. Depois da apreensão do animal, a vendedora ambulante procurou auxílio da Defensoria Pública, que acionou o Poder Judiciário. Na última sexta (9), o magistrado da 2ª Vara Federal, Francisco Alves dos Santos Júnior, concedeu a guarda do papagaio à Gedalia Valentim Ferreira. Ao procurar o Ibama na manhã de hoje para pegar a ave, ela foi informada da morte do animal, que ocorreu há mais de um mês. De acordo com a veterinária do Ibama Cristina Farias, a necrópsia realizada no corpo do bicho apontou para uma infecção bacteriana agravada por quadro de desnutrição crônica. O animal morreu no dia 10 de julho. "Só realizei a necrópsia no dia 24 [de julho], depois que retornei das férias. Ainda haverá um laudo laboratorial realizado na Universidade de São Paulo", afirmou. A vendedora ficou decepcionada com a notícia da morte. "Ele era perfeito. Disseram que eu maltratava ele, mas é mentira. Ele tinha um defeito que era de nascença na pata, não prendia ele", disse. Depois da apreensão, a mulher foi ao Ibama diversas vezes com o objetivo de visitar o papagaio, que ela batizou de "Meu Lourinho". No entanto, depois de algumas visitas, Gedália foi impedida de ver o pássaro. "Eu implorava para ver, mas eles não deixavam. Só consegui vê-lo duas vezes", lembrou.


Jornal Zona leste Vídeo mostra mulher agredindo a própria cadela em Maricá, no RJ A Polícia Civil em Maricá, no interior do Rio de Janeiro, divulgou na manhã desta quinta-feira (15), um vídeo que mostra uma mulher agredindo a própria cadela. Um viznho gravou o vídeo das agressões e foi até a delegacia registrar ocorrência contra a dona do animal. Nas imagens a cadela é agredida com um pedaço de ferro por diversas vezes. Em um momento a mulher dá um tapa no fucinho do animal. O que mais impressionou os vizinhos e os policiais que atenderam a ocorrência foram os gritos da cadela. Segundo moradores da mesma rua onde a mulher vive, quase todos os dias a situação se repetia. Com as imagens e a ocorrência registrada, o delegado titular da Delegacia de Maricá, Henrique Pessoa, enviou uma equipe até a casa da mulher para que o animal fosse recolhido e levado para alguma ONG ou Canil Municipal. Como na cidade não existe nenhum tipo de instituição que possa acolher animais abondonados ou com maus tratos, segundo policiais e moradores, uma das policiais que atendeu a ocorrência decidiu levar a cadela para própria casa, até que apareça um doador. Uma protetora de animais foi chamada na delegacia para dar orientações de como ajudar o animal a se recuperar. Assim que saiu da delegacia, "Cacau" tomou banho e foi medicada. ''Ela ficava de baixo de sol e de chuva. Ficava amarrada em um ferro, com um pedaço de corrente muito pequeno. Quando chegamos na casa onde ela estava, ela latia muito, como se pedisse ajuda. A cachorrinha estava com muita fome e sede. Eu e o policial Atiê, ficamos bastante sensibilizados. Como não tinha nenhum lugar para encaminha-la, resolvi trazer para minha casa'', disse a policial civil Denise Siqueira.


Jornal Zona leste 15/08/2013 17h41

Barbosa acusa Lewandowski de fazer 'chicana', e ministro cobra retratação

A

sessão

desta

quinta-feira

(15)

do

Supremo Tribunal Federal (STF) de julgamento dos recursos dos condenados

no processo do mensalão foi encerrada no final da tarde imediatamente após uma discussão entre

o

presidente

Joaquim

Barbosa

e

São importantes as razões que o eminente ministro Lewandowski suscita e expõe. Tem sido tradição nesta corte, quando um ministro está em dúvida e prefere não pedir vista, ao invés disso, porque, talvez, nós pudéssemos encerrar a sessão. [...] Na quarta-feira, podemos partir deste ponto apenas.”

o

vice Ricardo Lewandowski (veja no vídeo ao lado, a partir de 2min45seg). Em meio a um debate sobre o recurso do exdeputado Bispo Rodrigues, em relação ao qual os dois

divergiram,

Joaquim

Barbosa

acusou

Lewandowski de fazer "chicana" (no jargão jurídico,

uma

manobra

para

dificultar

o

andamento de um processo).

Histórico de divergências Durante o julgamento do processo do mensalão do ano passado, Barbosa e Lewandowski, na condição de relator e revisor da ação respectivamente, travaram diversos embates. Na primeira sessão do julgamento, em 2 de agosto do ano passado. Na ocasião, Barbosa

Lewandowski tinha sugerido interromper a discussão sobre o assunto para reiniciá-la na semana que vem, mas Barbosa foi contra. Presidente, nós estamos com pressa de quê? Nós queremos fazer justiça", afirmou Lewandowski. "Nós queremos fazer nosso trabalho. Fazer nosso trabalho e não chicana", respondeu Barbosa. Em seguida, Lewandowski indagou ao presidente se estava sendo acusado de fazer chicana e pediu retratação. Vossa excelência está dizendo que eu estou fazendo chicana? Peço que vossa excelência se retrate imediatamente". Barbosa disse: "Eu não vou me retratar, ministro". Durante a discussão, o ministro Celso de Mello fez uma intervenção e sugeriu que a sessão fosse interrompida para ser retomada na próxima semana a partir do ponto onde parou.

afirmou que Lewandowski tinha agido com "deslealdade" como revisor. Lewandowski respondeu se dizendo "estupefato". Depois, Barbosa voltou a discutir com o colega e pedir que votasse de maneira "sóbria". Em uma das últimas discussões, Lewandowski deixou o plenário após reclamar da "surpresa" que, segundo ele, o relator criou ao estabelecer uma nova ordem para definição da pena dos réus. A previsão era de que, após a conclusão das penas dos réus do núcleo publicitário, fossem definidas as penas dos condenados do núcleo financeiro, formado pelos ex-dirigentes do Banco Rural. Mas o relator decidiu ler as penas dos réus do núcleo político, que inclui o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.


Jornal Zona leste 15/08/2013 19h50

Alpinista desaparecido é encontrado após seis dias na Indonésia Resgatistas da Indonésia encontraram nesta quinta-feira (16) o alpinista russo Yevgeny Luchina, desaparecido há seis dias ao escalar o Monte Merapi. Ele foi encontrado na aldeia Kinahrejo, depois de tentar escalar o vulcão mais volátil do país.


Jornal Zona leste 16/08/2013 07h16 - Atualizado em 16/08/2013 11h41

Pelo terceiro dia seguido, Zona Sul do Rio é palco de atos de vandalismo Pelo terceiro dia seguido teve quebra-quebra nas ruas de Laranjeiras e do Catete, na Zona Sul do Rio. Vândalos depredaram agências bancárias, pontos de ônibus e arremessaram um banheiro químico no meio da rua, como mostrou o Bom Dia Rio. No início da noite de quinta-feira (15) cerca de 70 pessoas, que protestavam em frente à Câmara de Vereadores do Rio, no Centro, seguiram para o Museu de Arte do Rio (MAR), na Praça Mauá. O grupo havia recebido a notícia de que o governador Sérgio Cabral participaria de um jantar, o que não aconteceu. PMs cercaram o prédio. Houve confusão. Quatro pessoas foram detidas — uma delas acusada de ter cuspido em um PM. Ao tentar registrar uma das detenções, um repórter fotográfico da agência Brazil Photopress disse que foi agredido por um cassetete de um policial militar. Usando um megafone, o diretor do museu, Paulo Herkenhoff, pedia calma aos manifestantes, que resolveram, então, voltar para a Câmara, pela Avenida Rio Branco. No caminho, derrubaram cones de trânsito, espalharam lixo pela avenida e destruíram pontos de ônibus. Usando um megafone, o diretor do museu, Paulo Herkenhoff, pedia calma aos manifestantes, que resolveram, então, voltar para a Câmara, pela Avenida Rio Branco. No caminho, derrubaram cones de trânsito, espalharam lixo pela avenida e destruíram pontos de ônibus.

Messi participa de evento com crianças deficientes em Bangcoc A pré-temporada dos clubes europeus é, além de época de treinamento, o tempo disponível para o contato com o público em diversas partes do mundo. Em viagem à Tailândia, o elenco do Barcelona também tem sua agenda, e o compromisso de Lionel Messi nesta terça-feira foi comparecer a um evento beneficente da Fundação Barcelona, ao lado do goleiro Pinto. A dupla se encontrou com 20 crianças com deficiência mental, que fazem parte do time tailandês de futebol do Special Olympics, entidade que organiza campeonatos, e interagiu dentro de campo. Enquanto Messi ensinava os pequenos a cobrar pênaltis, Pinto ficava sob as traves para defendê-los.


Jornal Zona leste Os resultados definirão se ficarei ou se mudarei de equipe', afirma Massa

O

brasileiro Felipe Massa reconhece que precisa virar o jogo e começar a conquistar resultados melhores se quiser assegurar a sua vaga na Ferrari em 2014. Apesar de ter sido mais rápido que Fernando Alonso durante os treinos classificatórios na Austrália e Malásia, o desempenho do

paulista piorou com a série de acidentes que assombrou a primeira parte da sua temporada. A queda de rendimento renovou a insegurança em relação à vaga do piloto na escuderia italiana para o próximo ano. Ainda mais depois de o presidente do time, Luca di Montezemolo, afirmar à imprensa que existe uma grande expectativa de que Massa consiga conquistar mais pontos na segunda parte do campeonato. Felipe está confiante de que só ele pode decidir o seu futuro, mas admite que é preciso melhorar sua performance. - Os resultados definirão se ficarei aqui ou se mudarei de equipe. A possibilidade de ficar está lá, mas os resultados são fundamentais para isso. Em termos de ritmo, estou feliz com o modo que estou pilotando. Só preciso conseguir terminar as provas da maneira normal e ser mais consistente. Se eu fizer isso, conseguirei os resultados que preciso. Na temporada de 2012, Massa também enfrentou uma grande especulação sobre o seu futuro na Ferrari após um início fraco, mas contornou a situação depois das férias da F-1. À época, o piloto conquistou o primeiro pódio, na Coreia, após dois anos de jejum.

Supremo condena senador Ivo Cassol por fraude O senador foi condenado a quatro anos e oito meses de prisão por fraudar licitações. Decisão sobre perda do mandato caberá ao Congresso.

.


Jornal Zona leste

Ex-corregedora do TSE nega responsabilidade sobre acordo com Serasa Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. BRASÍLIA - A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ex-corregedora do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Nancy Andrighi, negou responsabilidade sobre a celebração do acordo que previa o repasse de informações dos eleitores brasileiros à empresa Serasa, responsável por um banco de dados sobre a situação de crédito dos consumidores. Em nota, ela disse que não determinou que o convênio fosse feito. Apenas avaliou sua legalidade, e jogou a responsabilidade para a presidência do TSE. "A conveniência quanto à celebração de acordos de cooperação técnica é competência exclusiva da Presidência do TSE, por meio de procedimentos administrativos por ela fixados, enfeixando-se, nessa competência, inclusive, a possibilidade de consulta ao Pleno do TSE", afirmou a ministra em nota. Na quinta-feira, a atual corregedora da Justiça Eleitoral, ministra Laurita Vaz, alegou risco de quebra de sigilo e determinou a suspensão cautelar do convênio até que o assunto possa ser debatido. O acordo previa que, em contrapartida ao repasse de dados, servidores do TSE teriam direito a uma certificação digital — espécie de assinatura eletrônica usada em documentos oficiais — da Serasa, com validade de dois anos, facilitando, assim, a tramitação de processos pela internet. Na nota divulgada depois que o caso veio a público, Nancy esclareceu que seu parecer "considerou legal o compartilhamento, apenas e tão somente, do nome e do número de inscrição dos eleitores. Já o número do CPF e óbitos seriam objeto de procedimento inverso, vale dizer: mediante prévia consulta, o TSE se limitaria a confirmar a veracidade dos dados, sem no entanto, corrigir eventuais inconsistências". Também afirmou que "as tratativas necessárias à implementação desse acordo foram todas realizadas sem minha participação ou mesmo consulta quanto ao seu alcance. E, quanto a esse, releva evidenciar que extrapolou os limites da opinião legal fixada em minha manifestação, porquanto o acordo firmado permite a validação de nome da mãe do eleitor e data de nascimento, matérias não tratadas em minha avaliação técnica, bem como não sujeitando ao procedimento inverso de validação, as informações sobre óbitos". Foi o diretor-geral do TSE, Anderson Vidal Corrêa, quem assinou o acordo de cooperação técnica com a Serasa, uma vez que ele é o ordenador de despesas do tribunal. Na quarta-feira, ele disse que este tipo de acordo não precisa ser submetido à presidência do tribunal ou à Corte, porque está previsto na Resolução 21.538/ 2003 do TSE. Mas no despacho em que suspendeu o convênio, Laurita Vaz citou o Provimento nº6/2006, que regulamenta a resolução do TSE. O texto diz que o pedido de acesso ao cadastro eleitoral "deverá ser remetido à Presidência do Tribunal Superior Eleitoral para apreciação". Nesta sexta-feira, o ministro do TSE e do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, defendeu Nancy. — A diretoria-geral (do TSE) primeiro deveria ter submetido (o parecer de Nancy) à presidência. E se o fizesse, eu tenho certeza de que a presidência encaminharia ao plenário, inclusive designando relator. (A diretoria-geral) interpretou a resolução como se a corregedoria tivesse a última palavra e pudesse substituir o colegiado. Por isso, houve o equívoco. Mas não podemos crucificar a ministra Nancy Andrighi não, porque é uma juíza que prestou relevantes serviços prestados à pátria e à nação em 39 anos de sindicatura muito séria — disse Marco Aurélio.


Jornal Zona leste Ataque de drones israelenses mata cinco no Egito Disparo de míssil na Península do Sinal teria atingido militantes islâmicos suspeitos. Fechamento de aeroporto em Eilat na véspera pode estar ligado a ameaça de lançamento de foguete.

Jornal zona leste  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you