Issuu on Google+

Babélia

n

Unisinos n Junho 2010 n

Texto e fotos

tárlis schneider Fotojornalsimo

A base do Iceberg

4

É

poca de Copa do Mundo e o Brasil volta-se para a sua seleção. Todos, até os mais incrédulos, torcem, espiam, se emocionam quando os 11 jogadores entram em campo. Copa do Mundo é ponta de iceberg. Todo o resto submerso forma a base para o futebol. Aqueles que estão na mais importante competição futebolística foram um dia peladeiros em campos quase sem grama. No gramado, quadra, areião; no estádio vazio ou rua movimentada; a bola não interessa qual seja, desde que seja:

o futebol é inventado a cada dia. Graças aos que jogam por amor ao esporte, em qualquer condição de jogo, temos história e times representativos, conhecidos em todo o mundo. O orgulho pelo esporte começa cedo. O apito final de um jogo na África do Sul serve como apito inicial para um jogo de várzea aqui no Brasil. Peladeiros, jogadores que sonham ser profissionais, crianças e tantos outros inspiram-se no que acontece na maior festa do futebol, e saem às ruas para sonhar (e ser!) um dentre os 11 da Seleção Brasileira.


babélia - pagina16