Page 1

ESTA REVISTA NÃO PODE SER VENDIDA. DISTRIBUIÇÃO DIRIGIDA

Nº 1 | ANO I | SETEMBRO DE 2013

Ideias para cultivar um bom relacionamento com os escritórios de advocacia

SALÁRIOS

Saiba quanto ganha o advogado corporativo

Entrevistas com os líderes dos departamentos jurídicos da FOXCONN e da

LEME ENGENHARIA

DEPARTAMENTO

JURÍDICO

DO FUTURO O advogado corporativo como peça chave na competitividade empresarial Advogado Corporativo | 1


2 | Advogado Corporativo


Capa

Variação de salários do advogado corporativo

Departamento

Jurídico de Saias

Sumário

Jurídico do Futuro

16

Médias de remuneração por cargo e tamanho de empresa

18

Por Josie Jardim

Raio-X da Netshoes

O advogados corporativos como peça chave na competitividade empresarial

Em ritmo de crescimento a empresa estrutura departamento jurídico

26

Controladoria Jurídica Por Samantha Albini

28

Escritório ou Empresa? O que é melhor?

22 5

A indústria dos eletrônicos Entrevista com Gilmar Moreira, líder do departamento jurídico da Foxconn no Brasil

8

8 Dicas Como o departamento jurídico pode gerar um relacionamento eficiente com os escritórios de advocacia, minimizando desgastes e erros

Produtividade Pessoal para Advogados Por Christian Barbosa

Os bons são os primeiros a partir Os jovens e os excelentes são os mais cobiçados pelo mercado.

De office-boy a executivo

11 12 15

O grande crescimento profissional do antigo office-boy

20

30

Entrevista Leme Engenharia Alessandro Macedo

Alcançando o Sucesso: Planejamento x Execução

33

por Maick Felisberto Dias

Como construir uma marca jurídica na advocacia corporativa Lara Selem / Rodrigo Bertozzi

34

Grandes frases de grandes juristas

37

O expatriado

39

EMDOC investe em corpo de advogados especializado em legislação trabalhista

Boas ideias para almoço de negócios em São Paulo Sugestões de restaurantes na zona oeste de São Paulo

42 Advogado Corporativo | 3


Ao Leitor Os departamentos jurídicos são parte da estratégia corporativa. Nesta primeira edição da revista Advogado Corporativo, nossas reportagens mostram como as equipes internas de advogados agem para prevenir demandas e garantir a viabilidade na implementação dos projetos. Nesta empreitada, as empresas buscam reter seus melhores profissionais e integrar o departamento com as demais áreas de empresa. Nas entrevistas, advogados em posição de liderança contam como avançaram na carreira, transformando o departamento jurídico em um dos fatores de competitividade empresarial prevendo problemas e gerando economias milionárias. No intuito de revelar como esses departamentos jurídicos podem reduzir desgastes ao lidar com os escritórios de advocacia, esta edição também inclui dicas de como identificar as bancas mais confiáveis sobre troca de documentação e honorários. Ninguém melhor do que os advogados corporativos para transmitirem uma visão crítica de suas atuações, escolhas de carreira e desafios profissionais. É isto que o leitor vai conferir nas páginas a seguir.

Boa leitura.

Expediente

Direção Geral Rodrigo Bertozzi, Lara Selem

Direção Executiva Tatiana Mattos

Editora Chefe Juliana Ferreira

4 | Advogado Corporativo

Repórteres Isabela Moraes, Pedro Serrano

Revisão João Paulo Pinheiro Paiva

Diagramação Guilherme Gamito

Entre em contato Para falar com a redação, mande email para redação@estrategianaadvocacia.com.br

Para Anunciar Para anunciar na Advogado Corporativo, mande email para anuncia@estrategianaadvocacia.com.br


A indústria dos eletrônicos Entrevista com Gilmar Moreira, líder do departamento jurídico da Foxconn no Brasil

Advogado Corporativo | 5


A

Foxconn é a maior empresa mundial fabricante de eletrônicos. De origem taiwanesa, passam por suas mãos a montagem de produtos para a Apple, Sony, Dell e HP. Chegou ao Brasil em 2005 e hoje conta

com mais de 5.400 colaboradores no país. À frente do departamento jurídico está Gilmar Moreira, 49, que falou a Advogado Corporativo sobre a sua carreira e atuação na empresa.

“Águas calmas não fazem um bom marinheiro” Como foi a sua trajetória de carreira?

que estudava, sempre encontrava uma

Logo cedo, aos 14 anos, comecei a tra-

maneira de extrair o que poderia ser útil

balhar na área de recursos humanos de

para as empresas. Cheguei a estagiar em

uma empresa. Atendia a fiscalização de

escritório de advocacia, mas no último ano

rotinas do Ministério do Trabalho e foi aí

da faculdade já trabalhava no contencio-

que despertei para o estudo do Direito.

so do Diário Comércio e Indústria, que na

Tinha interesse especial pela legislação

época estava quebrado. Pode-se imaginar

voltada para empresas, pois já me enxer-

como é o contencioso de uma empresa

gava dentro do universo empresarial. Me

que está passando por uma situação como

formei pela Universidade Mogi das Cruzes

essa. Aprendi muito. Aliás, águas calmas

e durante o curso, não importava a área

não fazem um bom marinheiro.

6 | Advogado Corporativo


Em quais empresas já trabalhou?

para encabeçar o processo e eu aceitei o

queno, médio e grande risco. Criar processos

Depois do DCI passei pela Techint, que na

convite. A ideia era ter um consultor jurídi-

é importante, pois o trabalho não fica atrela-

década de 90 pegou grandes contratos de

co interno, para conduzir o negócio junto

do e independe da presença dos advogados

construção com o Governo Federal. Ocupava

com a direção da empresa e ajudá-los a

que trabalham no caso. Se alguém deixar a

o cargo de advogado pleno e fui deslocado

pensar estrategicamente.

equipe, outras pessoas poderão dar continui-

para diferentes regiões. Para se ter uma ideia,

Qual o principal desafio cultural que enfrentou em lidar com uma empresa asiática?

dade a demanda sem maiores problemas.

mudei para Mossoró, no Rio Grande do Norte e depois para Manaus. Foi uma experiência

Também com o tempo fui agregando advogados ao time, e hoje somes nove pessoas

bem rica, afinal eu era a única pessoa do jurí-

Desenvolver confiança. O chinês é dife-

na equipe. Meu objetivo era trazer pessoas

dico naquelas localidades. Voltei a São Paulo

rente do brasileiro. Precisam de mais tempo

especializadas, como na área tributária. A in-

e por quatro anos fui coordenador na empre-

para confiarem em alguém. Com o tempo fui

dústria de eletrônicos têm muitos incentivos

sa de transporte Pássaro Marrom do Grupo

mostrando meu trabalho e ganhando reco-

fiscais e eu precisava de alguém que ajudas-

Serveng, tomando conta das ações indeniza-

nhecimento, até que um ano depois, perceba

se a entender essas oportunidades. Além dis-

tórias. Após esse período fiquei mais quatro

que demorou certo tempo, fui convidado

so, como lidamos com tecnologia de outras

anos na Pepsico e quatro anos na VCP, empre-

para conhecer o departamento jurídico de-

empresas, um advogado especializado em

sa de papel e celulose do Grupo Votorantim.

les, na China. Embora a comunicação inter-

patentes e contratos tornou-se necessário.

Costumo brincar ao dizer que tudo na minha

na seja realizada em inglês, uma vez que o

vida eram ciclos de quatro anos. Na Pepsico,

corpo de diretores é formado por chineses

mapeava os riscos jurídicos e coordenava o

ou taiwaneses, mostrei meu interesse em

Você considera que o departamento jurídico é fator determinante para o sucesso das empresas?

preventivo trabalhista. Trabalhei também per-

aprender mandarim, mas não dei continuida-

Sim. No passado, e eu posso falar por ter

to dos sindicatos, elaborando acordos coleti-

de. É uma língua dificílima para nós. Entre-

vivido essa época, o departamento jurídico

vos. Com o tempo senti que estava imerso em

tanto, só a disposição e o interesse pela cul-

era como um gabinete. Os advogados fica-

uma rotina, e precisava de novos horizontes.

tura foi visto como positivo pelos executivos.

vam esperando as demandas chegarem a

Quais foram os seus passos de implementação do departamento jurídico na Foxconn?

sua mesa. Hoje é importante que o gestor

Por isso aceitei o convite para trabalhar na VCP. Cheguei na empresa em um momento de reestruturação, pois estavam em processo

jurídico esteja absolutamente alinhado com a estratégia da empresa, para que consiga

de aquisição da Aracruz, o que foi muito inte-

Minha principal preocupação foi criar

dar suporte societário e tributário desde o

ressante. Entretanto, com a junção das duas

procedimentos padrões, como por exemplo

empresas, a minha expectativa de progressão

início dos projetos. Isso é determinante para

determinar as etapas necessárias para a

o sucesso no negócio. Nunca me esqueço de

elaboração de bons contratos e para o arqui-

uma entrevista de emprego bem no começo

vamento de documentos. É muito importante

da minha carreira, na qual a diretora que me

criar uma rotina que seja de conhecimento de

contratou estava me colocando no cargo por

toda a gestão da empresa, para que os pro-

desejar que o jurídico tivesse uma política de

fissionais envolvidos consigam acompanhar o

portas abertas, onde as pessoas não tives-

processo. Outra medida foi criar um método

sem medo de procurar o departamento. Para

Como foi sua transição para a Foxconn?

que mensure as contingências, a fim de deter-

ela, o melhor seria que mais áreas procuras-

Fui convidado por um headhunter. A

minar quais as ações representam maior risco

sem o departamento jurídico, afinal seria uma

Foxconn desejava criar um departamento

para a empresa e, portanto, merecem aten-

mostra de que as pessoas estão preocupadas

jurídico e estavam a procura de alguém

ção instantânea. Criamos um critério de pe-

com a legislação e com o compliance.

na carreira foi congelada. O jurídico da VCP e da Aracruz trabalhavam de formas muito diferentes. Eles possuíam o dobro de colaboradores que nós, e cada pessoa era designada a executar tarefas muito específicas, o que não me era interessante.

Advogado Corporativo | 7


Como o departamento jurídico pode gerar um relacionamento eficiente com os escritórios de advocacia, minimizando desgastes e erros

8 DICAS

No relacionamento entre departamentos jurídico e bancas de

apontar e disponibilizar testemunhas que efetivamente conheçam

advocacia existe um balanço delicado a ser equilibrado. Um de-

os fatos discutidos nas ações. No caso de empresas que não te-

pende do outro, indubitavelmente. Nenhum departamento jurídi-

nham departamento jurídico, outras áreas como a de compras ou

co pode prover toda necessidade jurídica de uma organização

de relações humanas devem estar preparadas para passar a docu-

empresarial complexa e dinâmica, assim como os escritórios de

mentação de forma rápida, diz Marco Antônio Corrêa Ferreira, sócio

advocacia precisam dos negócios de seus clientes corporativos

da Corrêa Ferreira Advogados. “O ideal é que o escritório não tenha

para sobreviver e prosperar.

que esperar por quinze dias por documentação, o que às vezes

Algumas empresas tendem a internalizar funções estratégicas e

acontece na prática e é prejudicial para a própria empresa”, diz.

passam somente o contencioso de massa para terceiros. Já outras,

A empresa também pode optar por assumir o trabalho jurídico com

com jurídico interno pequeno ou não especializado, recorrem a um

equipes internas, tomando conta sozinha de todas as etapas das

escritório externo para orientação de temas cruciais como marca e

ações judiciais que considere estratégicas, em razão do envolvido, da

patentes, estabelecimento de boas práticas fiscais, e criação de um

tese e do valor, até sua conclusão. Mas, se a opção for pela terceiri-

Fundo de Investimento em Participações (FIP) para facilitar a venda

zação, deve haver uma equipe interna que supervisione os escritórios

de participações acionárias, ou ainda, entrada de pedidos de Regi-

e que passe os posicionamentos que devem ser adotados. Isso é es-

me Especial para resolver acúmulo de crédito de ICMS.

sencial para que o interesse da empresa prevaleça no final, mesmo

Não importa o caso, as empresas e os escritórios tem que entrar

que em alguns casos, esse interesse signifique a perda do processo.

em sintonia, o que nem sempre acontece. Questões como prazos,

Uma forma prática de supervisionar os escritórios contratados é

honorários e divergência no entendimento técnico das demandas

promover encontros periódicos e pré-agendados, para receber atua-

são alguns dos impasses. A boa organização do departamento jurí-

lizações dos casos sob a tutela do escritório e orientar as atividades

dico é o esteio que fará com que a relação seja proveitosa.

de uma única vez, evitando numerosa troca de e-mails. É importante

Primeiramente, o departamento jurídico será mais eficiente se

que haja um advogado interno constante nesta interface, para que a

for proativo na preparação da documentação necessária nas de-

mesma história não tenha que ser recapitulada a fim de inteirar um

mandas. Quanto mais prematura a empresa for nesse sentido, mais

participante ausente em decisões passadas, aumentando inutilmente

rápido o escritório pode iniciar a defesa. O ideal é que juntamente

o tempo de reunião. O encontro também ajuda a manter os sócios

com a demanda, o escritório receba o histórico de fatos e os papéis

dos escritórios atualizados sobre as estratégias da empresa quanto à

necessários. Na área trabalhista, por exemplo, a pró-atividade inclui

condução dos processos e acertar arestas de comunicação.

8 | Advogado Corporativo


Na relação entre o departamento Jurídico & bancas de advocacia, os advogados envolvidos não estão lidando somente com demandas jurídicas, mas também com suas carreiras. Se são capazes de impactar positivamente a competividade da empresa, os profissionais tornam-se marcas sinônimo de eficiência

Os encontros também funcionam para

qualidade do atendimento, multiplicidade de

recomendado que a empresa padronize os

que o escritório e o departamento jurídico

pedidos por documentação, entre outros.

honorários que poderão ser ajustados com

possam identificar passivos potenciais. Um

No final, a empresa conseguirá gerar um

base num valor padrão para causas asse-

exemplo é o caso de uma empresa cujos co-

ranking dos melhores escritórios em cada

melhadas, estimulados, eventualmente, por

laboradores tenham que fazer uso de equi-

área de atuação e saberá distribuir as de-

eventuais ganhos que sejam trazidos para

pamentos de proteção individual, exigência

mandas de forma consciente.

a empresa. Como tendem a ser mais volu-

que a companhia cumpre corretamente, po-

O sistema de pontuação também deve

mosas, o padrão, neste caso, ajuda a em-

rém não faz registro do fornecimento. “Neste

gerar uma nota de corte, abaixo da qual os

presa a realizar projeção de custos. Tam-

caso, reuniões funcionam como uma campa-

escritórios correm risco de serem descre-

bém desaconselha-se que os escritórios

nha educativa por parte do escritório, expli-

denciados. Neste caso, cabe ao advogado

recebam pagamentos mensais, para evitar

cando o procedimento correto para evitar

interno realizar uma reunião com o escritó-

que uma ação se arraste por muito tempo

um processo trabalhista,” explica Ferreira.

rio para, em conjunto, analisar o que gerou

aumentando o montante final a ser pago.

Para empresas que lidam com dezenas

a performance abaixo do esperado. Um es-

O departamento jurídico deve levar em

ou centenas de escritórios externos, como o

critório nunca deve ser descredenciado no

consideração que uma ação pode levar

caso do Banco Bradesco, é essencial a cria-

primeiro mês, mesmo que esteja abaixo da

anos para a sua solução. Mesmo que a

ção de um programa de indicadores, com

nota mínima. Deve sim receber um núme-

tese da empresa prevaleça, as despesas

métricas de performance a fim de definir os

ro menor de demandas. Caso o problema

processuais e com gerenciamento podem

escritórios que tem competência estrutural e

prossiga por um trimestre, período de tem-

implicar num custo maior do que a liquida-

técnica para continuar a receber novas de-

po em que já é possível concluir que a má

ção imediata, por acordo ou antecipação da

mandas ou até mesmo aqueles que devem

performance não é por problemas pontuais,

solução. A máxima do passado de que era

ser descredenciados. A métrica deve levar

mas por falta de competência, o escritório

bom ser réu em ação judicial cível ou traba-

em conta a qualidade e a quantidade dos

deve ser descredenciado.

lhista, pois a demora na solução do conflito

serviços prestados, atribuindo pontuação ao

Em relação aos honorários, grandes

trazia benefícios econômicos ao devedor,

número de demandas encerradas favoravel-

ações, teses, ou demandas que podem

não mais prevalece. Os juros aplicados

mente à empresa, economia financeira gera-

gerar um precedente, sempre receberão

à dívida judicial são mais elevados que a

da no ganho ou perda da causa, rapidez e

um tratamento caso a caso. Entretanto, é

maioria das aplicações financeiras. Hoje o

Advogado Corporativo | 9


devedor tem pressa em resolver a pendência judicial, mesmo que,

1 2 3 4 5 6 7 8

sobre o cliente, além de deixá-lo mais preparado para a defesa.

em muitas vezes, tenha que desistir de teses cuja decisão poderia

No relacionamento entre banca e departamento, é importante

lhe ser favorável. “A interposição de recursos protelatórios não traz

ter em mente que os advogados de ambas as partes desejam o

nenhum benefício à empresa”, diz Clayton Camacho, diretor do de-

melhor para a empresa, diz o consultor Rodrigo Bertozzi. Todos

partamento jurídico do Bradesco.

os envolvidos não estão lidando somente com demandas jurídicas,

Por último, é importante que o escritório receba treinamentos so-

mas também com suas carreiras. Quanto mais forem capazes de

bre a operação da empresa, que muitas vezes possui complexidade

impactar positivamente a competividade da empresa, diminuindo

técnica e difícil entendimento. Esta deveria ser a primeira etapa quan-

custos e prevenindo demandas, mais valorizado pelo mercado

do se lida com um novo escritório. Uma apresentação didática sobre

será o profissional e maior será sua marca pessoal. E nada melhor

temas operacionais difíceis aumenta o conhecimento do escritório

do que ser uma marca reconhecida como sinônimo de eficiência.

As dicas Padronize os honorários dos escritórios. Isso ajudará o departamento jurídico a ter planejamento e controle dos custos.

Razões para que o escritório de advocacia adote, como política in-

Realize treinamentos sobre a operação da empresa. Quanto mais o escritório estiver a par do cliente e seu dia-a-dia, melhor saberá defendê-lo. Manter foco financeiro nos processos. Se uma vitória futura sair mais cara que uma perda da ação no presente, orientar o escritório a compor ou apressar a liquidação.

terna, a excelência no atendimento ao cliente em busca da fidelização • acirrada e crescente concorrência • 65% das receitas vêm de clientes já existentes e não de novos clientes

A equipe de supervisão de escritórios deve ser 100% interna. Isso é essencial para que os interesses da empresa sejam mantidos durante todo o processo.

• nem sempre há uma segunda chance de causar boa impressão. Recuperar o cliente custará pelo menos

Agende reuniões periódicas com os escritórios credenciados para receber atualizações sobre as demandas, passar orientações e identificar passivos potenciais.

dez vezes mais do que mantê-lo • r elações eficazes com clientes,

Escritórios tem a tendência de pedir mais prazo para oferecer respostas, enquanto a empresa tende a ter pressa. Saiba chegar a um consenso.

Estabeleça uma metodologia de avaliação capaz de apontar os escritórios mais confiáveis e aqueles que devem ser descredenciados.

aliadas à qualidade técnica e preço justo, fortalecem a opinião pública favorável • um fantástico atendimento ao cliente é uma forma de diferenciar-se da mesmice dos produtos,

Seja proativo em separar a documentação necessária para o processo e em identificar testemunhas. Mantenha uma equipe responsável em responder prontamente caso documentos adicionais sejam necessários. 10 | Advogado Corporativo

serviços e preços


Coluna

Produtividade Pessoal para Advogados Por Christian Barbosa

V

ivemos uma época rápida. O mundo anda acelerado,

atividades, e não obriga que estejam na sua cabeça. Utilize-a

os negócios apressados e a vida na correria. Tor-

para lembrá-lo de tarefas e reuniões.

nar todas as operações mais produtivas é essencial

Além da organização é preciso lidar com os vilões da produtivi-

para manter um equilíbrio diário e foco naquilo que é mais

dade, como o e-mail e reuniões não planejadas. O brasileiro gasta

importante. O advogado do século XXI precisa ser muito efi-

em média três horas por dia lendo, respondendo e classificando

caz para conseguir dar conta do seu volume de trabalho e

suas mensagens. Sem uma estratégia eficiente essa tarefa pode

das informações diárias.

consumir muito do seu dia. Além disso, pesquisas indicam que

Nesse cenário, como podemos definir produtividade pesso-

apenas um terço das reuniões são realmente eficientes. Dentro

al? De acordo com o dicionário, produtividade é a capacidade

do escritório você precisa criar uma cultura de reuniões produti-

de produzir algo. Porém encarar o termo apenas por esse

vas, com objetivos bem definidos e ideias organizadas.

contexto é muito superficial. Podemos definir que uma pessoa

A produtividade é algo que começa dentro de você. Uma

produtiva é aquela que consegue ter bons resultados na sua

pessoa mais produtiva ajuda a criar uma equipe mais bem-

vida profissional e também na pessoal. O equilíbrio é parte

sucedida. Com isso é possível transformar o departamento

essencial desse processo. Mas será que temos tempo para to-

jurídico em um ambiente mais eficiente. No seu escritório, con-

dos esses desafios? E é nesse viés o estudo da Produtividade

verse sobre a adoção de estratégias de produtividade e inicie

Pessoal se faz necessário.

o processo de ajudar todos a terem mais tempo, resultados e

Imagine o ambiente de um departamento jurídico sem um sistema de gerenciamento pessoal e de equipe. As atividades se

equilíbrio em todas as áreas. Seu tempo é sua vida, utilize-o com sabedoria!

perdem, a delegação de atividades pode não funcionar adequadamente, as reuniões ficam mal planejadas e o estresse toma

Christian Barbosa é especialista em administração de tempo

conta do ambiente. Imagine o impacto que a má produtividade

e produtividade. CEO da Triad PS - empresa multinacional espe-

da equipe pode fazer ao departamento jurídico.

cializada em programas e consultoria na área de produtividade,

Um primeiro passo para reverter essa problemática e aumen-

colaboração e administração do tempo. Ministra treinamentos e

tar a produtividade pessoal, é escolher uma ferramenta de plane-

palestras para as maiores empresas do país e da revista Fortu-

jamento, única, de fácil utilização e que permita mobilidade, pois

ne 100. Autor dos livros A Tríade do Tempo; Você, Dona do Seu

estamos sempre nos deslocando. Essa ferramenta deve conter

Tempo; e Estou em Reunião; e co-autor de Mais Tempo, Mais

contatos, tarefas, compromissos e anotações (informações).

Dinheiro. Sua mais nova obra: Equilíbrio e resultado - Por que

O bom uso dessa ferramenta permite o registro de todas as

as pessoas não fazem o que deveriam fazer?

Advogado Corporativo | 11


OS BONS SÃO OS PRIMEIROS A PARTIR Para ter um departamento jurídico formado por profissionais competentes, a empresa tem que investir em retenção. Os Jovens e os excelentes são os mais cobiçados pelo mercado. 12 | Advogado Corporativo


A força do departamento jurídico e os resultados entregues representa a medida exata do somatório dos talentos internos. Entretanto, há uma dificuldade crônica em manter um profissional de excelência. Afinal, o que verdadeiramente motiva um advogado? Progressão na carreira? Boa remuneração? Trabalhos desafiadores? Boas condições de trabalho? Participação nas decisões? Reconhecimento de suas realizações? Segurança? Prêmios? Compreender quais os principais fatores motivadores de tais profissionais é a chave para diminuir o turnover, e construir uma equipe efetiva e de alta performance. Profissionais competentes não se sentem confortáveis trabalhando em um ambiente cujas perspectivas de ascensão soem como promessas ou sequer existam. Uma boa providência é desenvolver um plano de carreira que permita o crescimento pro-

fissional, baseado em critérios objetivos, transparentes e mensuráveis. Isso ajudará a fazer frente a propostas tentadoras vinda de outras empresas, que permitem saltos salariais instantâneos. A carreira de um advogado inicia quando ainda é estagiário, passando por associado júnior, pleno, sênior e chegando a diretor jurídico. Por isso, o processo ideal de retenção de talentos começa na formação de profissionais de base. Seria a forma menos custosa de desenvolver um time jurídico interno competente e de baixa rotatividade. “Estagiários e advogados juniores são menos onerosos para a empresa e tem condições de aprender o business muito mais cedo. Infelizmente, não é fácil retê-los”, diz Fábio Salomon, sócio da Salomon, Azzi, empresa de recrutamento especializada em profissionais da área jurídica. Quanto mais jovem, o profissional se torna mais ansioso, principalmente no que se refere a dar saltos

Advogado Corporativo | 13


salariais e agregar novas experiências ao currículo. Se a companhia não deixar claro quais as progressões de carreira que pode oferecer, baseada em avaliações de desempenho, não tardará em perder um talento. É uma fase que se tem alergia a paciência, logo, contar com a calma desse profissional não é a maneira mais correta de mantê-lo no time, diz Carlos Alberto Bitinas, headhunter. Alguns critérios utilizados na avaliação de desempenho estão relacionados à análise de competências funcionais, como volume de trabalho, cumprimento de prazos e conhecimento técnico; observação do relacionamento com os colegas, subordinados, superiores e capacidade de gerar network; fatores emocionais, que incluem equilíbrio, pró-atividade e bom senso; de autodesenvolvimento; horas trabalhadas, e de valores, como ética, honestidade e lealdade. Também é importante avaliar a conquista de títulos acadêmicos pelo do profissional, pois é indício de uma vontade de aprimoramento do conhecimento. De acordo com a pontuação obtida em cada período, a sugestão é que a avaliação seja feita uma vez por ano para que o advogado possa subir um degrau na carreira. Estima-se que em sete anos de formado um advogado já possa ter construído uma carreira sólida e bem sucedida. Somado a essa pressa em crescer rapidamente na carreira, por parte dos jovens advogados, o Brasil atualmente recebe uma onda de empresas estrangeiras, buscando no continente sul-americano uma alternativa à estagnação econômica em mercados como a Europa. Tais empresas procuram mais por advogados juniores, tornando ainda mais difícil a retenção na base da pirâmide. Por isso, a figura de um mentor é importante nessa fase. Um profissional mais velho e experiente em que o jovem se espelha e que o ajuda a maximizar o seu potencial. A própria história lhe credita um papel importante. Se a criação de um corpo júnior estimulado, que perceba o quanto pode fortalecer suas competências e ao mesmo tempo ter uma remuneração condizente com suas aspirações é a dificuldade inicial da retenção de talentos, desenvolver profissionais seniores com capacidade de liderança é o entrave seguinte. Nesta etapa da carreira, o profissional necessita ter a capacidade de dar andamento aos projetos, arregimentar os recursos disponíveis e saber lidar com pessoas. “Via de regra, admite-se pelas competências técnicas e demite-se por incompetência relacional”, afirma Bitinas. Por isso, na medida em que o profissional progride na carreira, o ideal é aumentar a remuneração variável, incidente sobre a boa conclusão de projetos, gerenciamento de crises e sua capacidade de gerar uma equipe cooperativa. No entanto, possuir os líderes e gerentes mais certos e adequados faz pouca diferença se esses não tiverem a informação e o treinamento adequados para gerenciar o departamento jurídico.

Um instrumento estratégico e prioritário na retenção dos talentos é o treinamento e o desenvolvimento (T&D) do profissional, especialmente se a empresa passa por um processo de mudança organizacional ou expansão. O treinamento deve ser encarado como um processo e não como um evento isolado. Para ser bemsucedido deve seguir corretamente a receita clássica de planejamento, organização, controle, execução e avaliação. Recolocação profissional Profissionais sentem que é hora de procurar outro emprego quando percebem que a troca monetária pelo que realizam é injusta, ou quando há um mercado propenso a lhes remunerar mais do que recebem atualmente. Isso porque a autovalorização é um dos principais fatores que determinam a aspiração salarial. É a precificação para perguntas como: Quanto vale a minha força de trabalho? Quanto custa a minha competência? Uma autocrítica profissional, em que se balanceia a própria carreira, a complexidade das tarefas executadas e os resultados que consegue produzir. Outro fator que influencia na recolocação profissional é o momento em que o talento se sente ‘amarrado’ a um dia a dia burocrático. Burocracia para pensadores equivale à fogueira da inquisição e por isso deve ser reduzida ao mínimo que garanta fluência operacional. Pessoas instigantes, curiosas e talentosas se sentem amarradas pelo retrabalho. Investir na retenção de talentos é também criar um ambiente comprometido, que aceite diferentes personalidades e onde prevaleça a coerência e franqueza. Um ambiente onde as pessoas gostem de trabalhar, e onde a inteligência e a criatividade sejam desenvolvidas.

Ideias para criar um dia a dia em o profissional se sinta valorizado • Deixe a pessoa tirar um dia, uma tarde ou uma sexta-feira de folga por mês para resolver questões da sua vida pessoal. • Pague a inscrição dos advogados para participar de seminários, eventos e palestras. Peça que façam uma apresentação depois para a equipe. • Ao invés de sempre enviar o diretor jurídico a eventos, mande outras pessoas da equipe no lugar. É uma excelente forma de mostrar na prática que aquele profissional é valorizado e tido como competente pela equipe. • Negocie pacotes com escolas de inglês ou informática e repasse os benefícios aos funcionários. Descontos em lojas ou restaurantes também são bem-vindas. • Marque reuniões de equipe fora do escritório, só para variar. • Celebre vitórias, nem que sejam consideradas pequenas. • Festeje os aniversariantes do mês.

• Promova almoços entre os membros da equipe. Isso ajuda a aproximar as pessoas. 14 | Advogado Corporativo


Fernando Gonçalves, Superintendente Executivo Jurídico do HSBC

DE OFFICE-BOY

O grande crescimento profissional do antigo office-boy, para advogado executivo de um dos maiores bancos privados do Brasil.

a executivo Fernando Gonçalves, 35, é o responsável pela gestão jurídica de litígios nas operações do banco HSBC na América Latina e também pelas transações de M&A em andamento em países como México, Argentina e Colômbia. Comanda uma equipe de 164 pessoas, sendo 88 no Brasil. Uma história de conquistas, para o garoto que perdeu o pai aos dois anos, teve que começar a trabalhar cedo e aos 15 era office-boy para o banco. É dito, que o sucesso é uma mescla de competência com um pouco de sorte. No final da década de 90, quando o HSBC adquiriu o Banco Bamerindus, na época sob intervenção do Banco Central, Gonçalves teve a oportunidade de alçar de garoto-de-recados para realizar funções administrativas. Já cursava direito na Fundação Getúlio Vargas (FGV), quando migrou para o departamento jurídico do banco. “Era para fazer um pouco de tudo, e não necessariamente relacionado com direito, como contabilidade e relatórios”, diz.

Foi durante o último ano da faculdade que teve que tomar a decisão mais difícil de sua carreira. Havia sido aprovado para os cargos de advogado, na Petrobrás e de assistente jurídico no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, mas contrariante a todos os conselhos que recebeu, optou pela carreira corporativa. Apesar das qualificações terem lhe dado embasamento teórico, os cursos não escoraram sozinhos seu crescimento profissional. Gonçalves fez MBA em direito empresarial, também pela FGV, e conquistou o título de mestre em direito econômico pela Universidade Federal do Paraná. Mas garante que o que está diretamente relacionado com a progressão na carreira é a consistência na entrega de resultados. É o fator mais importante para que a relação empresa-executivo seja de longo prazo. Em segundo lugar vem a capacidade de ser um articulador, capaz de gerenciar conflitos e conduzir assuntos difíceis.

Precedente ao cargo atual, Gonçalves atuou como o executivo de RH por dois anos. Foi responsável pelo planejamento estratégico e financeiro, gestão de informações e gerenciamento de riscos da área. Esta etapa, fora de sua formação jurídica, ajudou que consolidasse uma visão executiva da empresa. Para ele, ser multidisciplinar é uma vantagem. As empresas que atingem um patamar de alta performance, são aquelas que incentivam uma agenda que integre diferentes áreas, de modo que as oportunidades de crescimento estejam na boa realização de projetos, realça. Gonçalves já recebeu diversos convites para ingressar em escritórios de advocacia, alguns deles realmente tentadores. A mudança seria um passo natural, e também, uma forma de contribuir com sua experiência em gestão jurídica corporativa. Mas, é algo que pertence ao futuro. Hoje, é um profissional realizado e vê sua carreira como uma de suas grandes conquistas.

Advogado Corporativo | 15


alários $ Variação de

do advogado corporativo

O infográfico abaixo mostra as bases médias de remuneração por cargo e tamanho de empresa. Fatores como o papel es-

tratégico do departamento jurídico, políticas de retenção e de progressão na carreira interferem claramente sobre a remuneração. Por esses motivos, no início da vida profissional, um advogado junior pode ganhar até o dobro daqueles seus pares que trabalham em outras empresas. Conforme se avança na hierarquia, como no caso de gerente jurídico, a diferença é ainda maior.

Legenda / PORTE DA EMPRESA PEQUENO

MÉDIO

Faturamento < R$ 100 milhões

Faturamento de R$ 100 milhões a R$ 500 milhões

GRANDE

Faturamento > R$ 500 milhões

ADVOGADO JÚNIOR Mínimo

Médio

Máximo

Bônus Anual

Pequeno

3.000,00

3.500,00

4.600,00

Até 1 salário

Médio

3.500,00

4.200,00

5.100,00

Até 2 salários

Grande

3.900,00

4.800,00

5.900,00

Até 3 salários

ADVOGADO PLENO

16 | Advogado Corporativo

Mínimo

Médio

Máximo

Bônus Anual

Pequeno

3.800,00

4.200,00

5.200,00

Até 1 salário

Médio

4.200,00

5.200,00

6.800,00

Até 2 salários

Grande

5.500,00

6.500,00

8.300,00

Até 4 salários


HEAD JURÍDICO STARTUP

Mínimo

14.000,00

Médio

18.000,00

Máximo

25.000,00

Bônus Anual

Até 3 salários

VP JURÍDICO

Mínimo

37.000,00

Médio

45.000,00

Máximo

55.000,00

Bônus Anual

Até 10 salários

DIRETOR JURÍDICO Mínimo

Médio

Máximo

Bônus Anual

Médio

20.000,00

25.000,00

30.000,00

Até 2 salários

Grande

30.000,00

37.000,00

50.000,00

Até 4 salários

GERENTE JURÍDICO Mínimo

Médio

Máximo

Bônus Anual

Pequeno

8.000,00

10.000,00

12.000,00

Até 2 salários

Médio

11.000,00

13.500,00

16.000,00

Até 4 salários

Grande

15.000,00

18.000,00

25.000,00

Até 6 salários

Mínimo

Médio

Máximo

Bônus Anual

Pequeno

6.200,00

8.500,00

10.000,00

Até 2 salários

Médio

8.000,00

9.500,00

11.500,00

Até 3 salários

Grande

9.500,00

10.500,00

14.000,00

Até 5 salários Advogado Corporativo | 17

FONTE: SALOMON, AZZI

ADVOGADO SÊNIOR / COORDENADOR JURÍDICO


Coluna

Jurídico de Saias Por Josie Jardim Em abril de 2009 estava voltando de uma viagem de trabalho nos Estados Unidos. Diversos tópicos haviam sido discutidos em relação aos avanços das mulheres no mundo Jurídico, e então percebi que no Brasil essa discussão praticamente não existia. Desde então pouco se fala sobre as mulheres atuantes nos diversos ramos do direito, suas dificuldades, seus desafios. Achei que era tempo de tratar deste tema aqui no Brasil e resolvi enviar um email a 14 amigas, todas gerentes ou diretoras jurídicas de empresas, convidando-as para a formação de um grupo de discussão informal. Todas elas aceitaram o meu convite com enorme animação e repassaram a mensagem a outras colegas que também se interessaram em participar. E como dizem os americanos: “the rest is history”. Aos poucos fomos organizando o grupo e estabelecendo a forma pela qual gostaríamos de atuar. As condições para participação são simples: a) há de ser mulher, mas não precisa usar saia; b) deve ser advogada de empresa, assim evitamos conflito de interesses com os escritórios de advocacia e c) todas assinamos um compromisso de sigilo, pois o intuito do grupo é discutir a mulher e sua carreira, sem nunca revelar quaisquer informações proprietárias sobre as empresas para as quais trabalhamos. Apesar de advogadas, nosso grupo funciona sem qualquer estatuto ou formalidade. As conversas acontecem em um ambiente virtual, um blog de acesso restrito. Um breve passeio por esse blog permite ver que as Saias colaboram mutuamente. Os posts vão de artigos interessantes a perguntas sobre determinada lei recém promulgada ou um pedido de informações sobre escritórios de advocacia em determinada cidade ou atuante em determinada área. Além das questões jurídicas, há centenas de conversas sobre o nosso dia-a-dia maluco, pedidos de recomendação de babás e costureiras, dicas de livros, vagas no mercado, currículos, dentre tantas outras coisas que só as Saias têm o direito e o prazer de desfrutar. Às vezes passo algum tempo sem entrar no blog e quando o faço fico simplesmente deslumbrada com o nível de interação entre essas mulheres, que talvez nem se conheçam pessoalmente, mas que não titubeiam em colaborar umas com as outras. Fazemos reuniões presenciais em São Paulo, onde discutimos temas de interesse ou simplesmente conversamos. Os grupos regionais – sim, eles existem em Porto Alegre, Curitiba,

18 | Advogado Corporativo

Rio de Janeiro e Campinas - fazem suas próprias reuniões, sem qualquer ingerência do pessoal de São Paulo. Afinal, ninguém melhor do que as próprias participantes para determinar o que interessa para o dia-a-dia de cada uma. E quatro anos depois daquele primeiro email enviado às 14 amigas, tento entender o sucesso deste nosso singelo grupo que atualmente conta com 1.000 Saias e mais de 40 em lista de espera. Minha única certeza é a de que, ao contrário do que muitos pensam, no Brasil as mulheres passam por dificuldades extras no âmbito profissional. Somos maioria nos bancos das universidades e na leva de estagiários que entram nos escritórios todos os anos, mas nem de longe, chegamos perto de uma paridade no número de sócios. Nos departamentos jurídicos a história é a mesma. Em números absolutos, os departamentos jurídicos de empresas brasileiras, provavelmente, possuem mais mulheres do que homens em seus quadros, mas os diretores desses departamentos jurídicos são, em sua maioria, homens. Seja nos Estados Unidos, México, Itália ou no Brasil, o famoso telhado de vidro existe e persiste. Precisamos entender a razão desse fenômeno e, passo a passo, simplesmente quebrá-lo. Se depender dessas 1000 Saias, o telhado de vidro ficará estilhaçado. E tudo com muito humor, pois em nosso grupo prometemos umas às outras jamais perder de vista nosso objetivo número um , que é o da diversão. Muito trabalho e muito riso. Josie Jardim é diretora jurídica da Amazon no Brasil e fundadora do grupo Jurídico de Saias, atualmente com mil advogadas corporativas. Especializada em Direito Contratual pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, e em Direito do Terceiro Setor, pela Fundação Getúlio Vargas. Já ocupou a diretoria jurídica da Motorola e General Electric.


Advogado Corporativo | 19


RAIO-X DA

Em ritmo de crescimento a empresa estrutura departamento jurídico

NETSHOES A Netshoes cresceu a passos galopantes e consta entre os dez

grande capacidade de aprendizado e que já tenham conhecimento

maiores varejistas de e-commerce do país. Com um faturamento

na área de e-commerce, direito digital e empresarial. “A demanda de

de 1,1 bilhão em 2012, cerca de 60% superior ao ano anterior,

trabalho é muito intensa e complexa. Além de ter familiaridade com o

não foi poupada dos males de expandir de forma gritante e rápida,

e-commerce, procuramos profissionais que se identifiquem com os

amargando um prejuízo de 79 milhões de reais. A empresa tra-

serviços e produtos oferecidos pela empresa, pois sua satisfação pes-

balha para reverter os números e há quem acredite que consiga.

soal e produtividade serão maiores”, afirma Franco.

Nos últimos anos recebeu aporte de quatro fundos de investimentos que tem fé em suas operações (ver infográfico ao lado).

Com o intuito de diminuir o estresse no ambiente de trabalho e incentivar a descontração, empresas permitem o uso de vesti-

Junto com o tamanho, as questões jurídicas tornaram-se cada

mentas informais uma vez por semana, normalmente às sextas

vez mais relevantes e a empresa viu a necessidade de um depar-

feiras e é conhecido como casual day. Na Netshoes, o estilo é

tamento jurídico interno forte, capaz de dar suporte as novas ope-

válido por toda a semana e ajuda passar a imagem de um profis-

rações e de acompanhar a velocidade exigida pelo e-commerce. A

sional mais acessível. “Nem eu venho trabalhar de terno. Coloco

montagem da área começou ano passado, com a contratação de

somente quando necessário, mas é muito difícil”, brinca ele.

Flávio Franco como diretor jurídico, profissional com passagens pelas empresas FedEx e Walmart.

Até hoje, a Netshoes reinou praticamente sem concorrentes no ecommerce de artigos esportivos. Mas começa a dividir o cenário com

Com o departamento interno ainda incompleto, Franco procura por

empresas como Centauro e Dafiti, o que torna ainda mais necessário

profissionais hands-on, que em bom português significa nada mais

um departamento jurídico veloz, integrado e cooperativo com as ou-

do que pessoas sem medo de por a mão na massa, pró-ativos, com

tras áreas da empresa, características das quais Franco não abre mão.

de , filho imeira n a i u pr mr io Ku augura a aria c r a M in o aM nios, a Ru São Paul ar mê tshoes n e d e tro loja N , no cen ia n ô t An

0 0 20

Faturamento 240 mil

20 | Advogado Corporativo

o ment al a ç n La vir tu a j o l da

2 0 20

Faturamento 970 mil

ojas das l a o t n um ame Fech Tor na-se nline . s a 0% o físic sa 10 e r p em

7 0 20

Faturamento 29,8 milhões


NÚMEROS DA NETSHOES Mais de

2.000 colaboradores

38 MIL

270

itens de artigos esportivos e de lazer

marcas esportivas

No total administra mais de

20

lojas online

17 MI

de visitantes únicos ao mês

Marca de varejo

Nº 1

em fãs no Facebook na América Latina

lugar no Top of Mind de esportes no Brasil (Datafolha 2012)

Responsável pela administração das lojas online oficias de clubes de futebol como Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos, além das lojas online da NBA na América Latina do UFC no Brasil

Ranking das empresas de e-commerce mais visitadas do Brasil

4º Dafiti.com.br

6º OLX

8º Shopping UOL

5º bomnegocio.com

7º Netshoes

9º Casas Bahia

iorelac as e d l hor tra a cen ento 24 d o im ntaçã tend icano Impla to com a amer s o t n uire men name vesti ment adq n i e em do d nage O fun lobal Ma . Focado s já G e Tiger a Netsho , o fundo a d i o 30% gia e míd sas com e o l r o p m edIn tecn em e lix e Link u i t s f inve ok, Net bo Face

9 0 20

Faturamento 155,9 milhões

66,9 de 3 o t n e o uram e o dobr e fat u Ating , mais q es milhõ anterior no a do

0 1 20

Faturamento de 366,9 milhões

10º Groupon Brazil Fonte: Serasa Experian

presa a em n m o tra to. Sã es en tidor rescimen a em s e v uc s in ad Novo gariar se tures, foc tem n e n a e al, qu ek V para Kasz niq Capit dor do o s ndo co da ele gia, I ios o fun rg, e o fu lo o s n e c e õ ó a, tec eraç ckerb apur eus s as op o e tre s , Mark Zu de Cing ozinho d n e o t o éxic vern book tou s amen Face no do go que inje Lanç entina e M bile, que r , a a s l o r g g u r sobe k Holdin na A afor ma m s por cel se ra lat Tema hões da p lita comp i mil b i s 5 13 pos

1 1 20

Faturamento 716,8 milhões

2 1 20

Faturamento 1,1 bilhão

Advogado Corporativo | 21


DEPARTAMENTO

JURテ好ICO

DO FUTURO

22 | Advogado Corporativo


Empresas estão inseridas num oceano regulatório, que abraça todas as ações que as tornam competitivas e estruturadas na busca pela expansão. Nomear áreas suscetíveis seria um infinito de vírgulas, como inovação, meio ambiente, fusões e aquisições, demissões, mercado de capitais, planejamento tributário, renegociação de dívidas. O resultado é que o antigo operador do direito precisa cada vez mais se tornar um executivo corporativo, capaz de transformar o departamento jurídico em um dos fatores do sucesso da empresa. Mas nem sempre foi assim. Nos anos 80, os departamentos jurídicos eram inchados, podendo ter até 100 profissionais internos, detentores de procedimentos burocráticos. Não assumiam riscos da atividade-fim da empresa e imputavam um custo altíssimo à empresa. Na década de 90 houve uma onda de terceirização dos serviços jurídicos, o que não parecia razoável. A empresa perdia o comando nas questões estratégicas, delegando-as para advogados que não eram especialistas no negócio, e sim nas áreas do direito em que atuavam. O modelo atual tenta chegar a um equilíbrio, mantendo internamente um jurídico enxuto, porém formado de advogados que entendem do negócio e tratam das questões de alto valor agregado para a empresa. Atualmente, o jurídico é um setor da empresa que atrai grandes expectativas, seja da diretoria executiva, do conselho de administração ou do quadro de empregados que o circunda. Dele é esperada a solução dos problemas, tanto judiciais como extrajudiciais, sem que impeça a produção e os negócios da empresa. Sua função é remover obstáculos e não criá-los, através de uma postura preventiva e proativa. Segundo profissionais ouvidos pela Advogado Corporativo, a digitalização de documentos, investimento em tecnologia de informação, alinhamento com os demais departamentos e forte atuação no preventivo, são os principais caminhos para o sucesso do departamento jurídico interno das empresas.

Os avanços tecnológicos e competitividade atribuíram novas funções ao advogado corporativo e exigem um departamento jurídico alinhado com a estratégia empresarial

Integração de áreas e um advogado plural Um dos papéis estratégicos do depar-

centros de distribuição e mais de 730 lojas

tamento jurídico é garantir a viabilidade

em 16 estados brasileiros. Com o objetivo

na implementação dos projetos. Para isso,

de otimizar o fluxo de informações, a rede

empresas competitivas precisam angariar

iniciou um grande processo de digitaliza-

advogados com excelente formação e que

ção dos documentos para gerir melhor os

consigam estar atentos aos demais de-

arquivos físicos e criar facilidade de com-

partamentos da companhia, assim como

partilhamentos. Nada mais compreensível.

implementar sistemas que facilitem a co-

Nos últimos dois anos, a empresa teve

municação e troca de documentação.

que integrar 271 lojas a sua operação,

É o caso do Magazine Luiza, uma das

praticamente um terço do total atual, após

maiores redes varejistas do país com oito

a aquisição das Lojas Maia e as lojas do

Advogado Corporativo | 23


O investimento em automação possibilita que o advogado economize tempo com pesquisas e consultas desnecessárias Baú da Felicidade. O que se tornaria ainda mais difícil com um departamento jurídico moroso. “Neste cenário, o profissional que

Automação e digitalização de documentos

jurídico do banco trabalha com 75% do seu sistema já automatizado, sendo que

Devido à complexidade e volume dos

apenas os restantes 25% operam com

se destaca é o empreendedor. As empre-

processos, uma empresa deve investir na

o sistema original e desconectado. “Sem

sas não necessitam de um advogado que

automação e digitalização de documentos

uma automação de qualidade, um de-

encontre os empecilhos para um novo

para evitar um caos no departamento jurí-

partamento jurídico que recebe grandes

projeto. Ela precisa do profissional que

dico. Advogados utilizam boa parte do seu

demandas, simplesmente não funciona”,

dê recursos para que este projeto saia

tempo criando documentos, por isso um

Gonçalves afirma.

do papel”, afirma Luiz Alexandre Liporoni

sistema de recuperação eficaz permitirá

O investimento em automação possibili-

Martins, advogado da empresa.

a reutilização destes originais e gerará

ta que o advogado economize tempo com

O advogado interno passa a ser mais

economia de tempo em futuros trabalhos.

pesquisas e consultas desnecessárias, e

um integrante do time de executivos da

“Alguns desenvolvedores de softwares já

que consiga rastrear prontamente ações

companhia e um facilitador de negócios,

estão preocupados em atender esse nicho

em andamento. Para que o processo seja

aconselhando a diretoria sobre a melhor

de mercado, oferecendo soluções bem

ainda mais positivo, a interface deve ser

maneira de viabilizar projetos. “A função

trabalhadas em comparação com outras

de fácil operação para que não haja idas e

do departamento jurídico é estratégica,

disponíveis no mercado há sete ou oito

vindas por um software labiríntico.

envolvendo análise de riscos e encontran-

anos atrás”, afima Fernando Gonçalves,

do formas de viabilizar o negócio”, diz

Prevenção de contencioso

responsável pela gestão jurídica de Litígios

Outra tendência que está em constante

Martins. Um jurídico integrado e proativo

do banco HSBC na América Latina. O sis-

evolução nos departamentos jurídicos é o

evita o sentimento de que é um mal ne-

tema do HSBC, além de fazer a gestão do

investimento no trabalho preventivo para

cessário, um poço sem fundo no qual os

departamento, tem interfaces com outros

minimizar o contencioso. Um exemplo pode

problemas são atirados e devolvidos, re-

sistemas do banco, como o trabalhista e

ser ilustrado pelo modelo de organização

cebendo um ‘não’ como resposta.

recursos humanos. Hoje, o departamento

do setor realizado na empresa Cleanic Am-

24 | Advogado Corporativo


Análise de desempenho Como saber que as expectativas estão sendo plenamente atendidas? A resposta

biental, especializada em limpeza empresarial e com mais de 3 mil funcionários. A Cleanic iniciou um processo de reestruturação onde foi definido que decisões importantes, sejam elas de qualquer área, deveriam necessariamente passar pelo departamento jurídico. Além disso, há pouco mais de um ano, a companhia concentrou todas as demandas judiciais no departamento jurídico interno. É difícil acreditar que em uma empresa com mais de 3 mil funcionários, absolutamente nada é terceirizado. A advogada da Cleanic Ambiental, Aline Moraes, que participou desse novo processo de estrutura-

diferentes localidades. É o caso da marca

é: Avaliação. Somente avaliando periodica-

de moda feminina Planet Girls, que possui

mente seus resultados é que o jurídico in-

45 lojas próprias distribuídas em estados

terno conhecerá sua performance e pode-

como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná,

rá definir sua estratégia e corrigir desvios,

Minas Gerais e Bahia.

tanto da equipe como dos indivíduos, em

Para a empresa, é impossível internalizar

busca do aprimoramento constante.

as demandas jurídicas de forma maciça, pois

Como exemplos de indicadores, há a

a ampla distribuição geográfica das lojas im-

diferença entre valores pedidos e desem-

pede que este tipo de organização seja efi-

bolso efetivo, quando a atuação ocorre

ciente. “Buscamos parcerias com escritórios que devem interagir com o modus operandi de nossa empresa. Por exemplo, desde cedo deixamos bem claro que não admitimos quarteirização das demandas”, diz Vanessa Restum, coordenadora do departamento jurídico da Planet Girls. A quarteirização afasta demais a demanda da supervisão da empresa, e passa a bola para parceiros com pouca familiaridade da operação da companhia.

ção, afirma que essa decisão fez com que o

Na Planet Girls, os escritórios terceiriza-

número de processos diminuísse considera-

dos atuam especificamente na solução de

velmente. “Trabalhar apenas com o jurídico

casos onde a lide já se instaurou, ou seja,

interno aproximou os advogados dos outros

exclusivamente com o contencioso. Isso

departamentos e resultou prontamente na

permite que jurídico interno se torne ainda

redução de contencioso”, segundo ela. O

mais estratégico, interagindo com as ou-

resultado positivo veio de forma natural,

tras áreas da empresa e agindo de forma

pois diminui o número de erros que poderia

preventiva para diminuir as demandas.

no polo passivo; diferença entre pretensão e resultado obtido, quando a atuação se dá no polo ativo; custos incorridos, já que o objetivo é sempre a redução de custos; e ainda número de causas ganhas. Este último é um indicador perigoso, pois o sucesso nem sempre depende da atuação jurídica. Terceirizando ou não, é possível notar a quebra de um padrão, em que o departamento jurídico era passivo frente às pautas delegadas. Ao ser integrado a outras áreas, torna-se uma das engrenagens da tomada de decisão empresarial.

gerar um processo trabalhista, por exemplo. Isto porque todas as decisões eram tomadas após consulta com os advogados, afirma. Ainda assim é possível encontrar empresas com presença geográfica pulverizada, onde a terceirização do serviço jurídico é a única forma de atender o contencioso em

É difícil acreditar que em uma empresa com mais de 3 mil funcionários, absolutamente nada é terceirizado Advogado Corporativo | 25


Artigo

Controladoria Jurídica Por Samantha Albini

O

constante desafio da gestão de um departamen-

são decisivos para garantir a efetividade e a força do departa-

to jurídico é comportar duas relações distintas:

mento jurídico na empresa.

uma com a direção e demais departamentos da

empresa e a outra, com os escritórios terceirizados.

O maior entrave é sempre o volume e diversidade de atividades. É exigido que os advogados do departamento jurídi-

A maioria dos departamentos jurídicos enfrentam as mesmas

co atuem consultiva e contenciosamente, façam a gestão das

dificuldades internas, tais como a estrutura reduzida de pes-

carteiras, administrem os escritórios terceirizados, realizem

soas, a pressão pela redução do provisionamento, a cobrança

funções administrativas, enfim, trabalhem com uma série de

constante por resultados e a exigência de respostas rápidas às

atividades. Isso dificulta a eficiência no trabalho e, consequen-

questões consultivas. Muitos também são os entraves e pro-

temente, a obtenção do melhor resultado.

blemas com os escritórios terceirizados, principalmente pela

Pois bem, uma das ferramentas mais eficazes para dirimir o

dificuldade de padronização do nível de atendimento e de exe-

volume dessas situações é a Controladoria Jurídica. Ela consiste

cução dos procedimentos de trabalho. A Controladoria Jurídica

na criação de um subsetor no departamento jurídico, destinado

pode garantir resultados melhores e uma relação mais eficaz.

principalmente a três funções: a) realização das atividades usu-

Note-se que a maioria dos departamentos jurídicos usualmen-

almente chamadas de administrativas ou de suporte; b) análise

te terceiriza boa parte de suas atividades, notadamente as con-

de resultado por meio dos indicadores de desempenho; c) cria-

tenciosas, mas mesmo assim assume a gestão interna desses

ção e cumprimento dos procedimentos de trabalho, internos e

processos. Claro que há, também, os que realizam todo o tra-

externos, dos terceirizados.

balho jurídico, sem terceirizar as atividades, ou quase nenhuma.

Assim, ela se apresenta como uma forte ferramenta de otimi-

Mas como otimizar o trabalho? Como obter mais produtivida-

zação da produção jurídica, para retirar da área técnica as fun-

de? Como demonstrar objetivamente os resultados à direção?

ções satélites, de gestão e suporte, mantendo os advogados e

Como criar e manter os procedimentos de trabalho? Como gerir

demais colaboradores do jurídico apenas na operacionalização

melhor os terceirizados? Como obter dos terceirizados um re-

das atividades técnicas do core business. Isso porque precisa-

sultado melhor? São muitos os desafios que se apresentam e

mos atender mais e melhor (com mais foco e profundidade) e

26 | Advogado Corporativo


otimizar a mão de obra técnica, mais despendiosa para a empresa. Com a Controladoria Jurídica é possível duplicar a produtividade do departamento jurídico, dependendo da atuação (consultiva/contenciosa), dos tipos de ações (de massa ou padronizados ou especiais), dos tipos de processos (físicos ou eletrônicos) e do nível de terceirização. Isso sem perder em qualidade. Os advogados passam a concentrar-se mais, aprofunda-se no trabalho técnico e evita-se também o inchaço do departamento interno, evitando contratações desnecessárias, e às vezes sequer previstas ou autorizadas para alocação no departamento. Mais que isso, a Controladoria Jurídica atua também na criação de políticas e regras de trabalho. Instruções de trabalho, manuais, procedimentos e fluxos, que longe de burocratizarem a atividade, garantem a consecução do moderno trinômio de Gestão Estratégica da Qualidade Jurídica: segurança, qualidade e agilidade. Pode-se até mesmo lançar mão de ferramentas como por exemplo 5S, 5W2H, PDCA, Kaizen e ISO. Portanto, o subsetor passa a ser fundamental para organizar as informações, mapear as carteiras, criar e implantar indicadores de desempenho, e monitorar os resultados. Observa-se que no caso dos departamentos jurídicos que possuem alto grau de terceirização, é muito maior a necessidade de implantação da Controladoria Jurídica, já que ela vai centralizar e unificar todos os procedimentos de suporte e análise de

a Controladoria Jurídica é uma ferramenta crucial na gestão dos

resultados internos e externos, funcionando ainda como uma espécie de ponte entre o departamento e os terceirizados. Com efeito, por mais que a função de suporte esteja mais delegada, sempre há a necessidade da análise de resultados, que somente pode ser compilada internamente. Desta feita, a Controladoria Jurídica é uma ferramenta crucial na gestão dos terceirizados e na manutenção do nível de qualidade interna e externa. Também é fundamental na superação do desafio, de demonstrar à empresa ou à direção o resultado

terceirizados e na

do trabalho realizado e o quanto a empresa deixou de perder, ou obteve de ganho,

manutenção do

adequado de resposta aos questionamentos, medir e monitorar isso. E, ainda, para

nível de qualidade

estratégia, incluindo os provisionamentos.

interna e externa.

com a atuação preventiva, consultiva ou contenciosa. Também para manter um tempo demonstrar à direção o risco nas carteiras e a eventual necessidade de mudança de Implantá-la não é tarefa simples, mas também está longe de ser complexa. Requer planejamento e método, bem como acompanhamento e medição de resultados. Samantha Albini é advogada e consultora com mais de 15 anos de experiência na implantação de Controladorias Jurídicas. Professora da Escola Superior de Advocacia da OAB/PR nos cursos de Gestão de Serviços Jurídicos e Gestão na Advocacia, é articulista nas revistas Visão Jurídica e Advogados - Mercado e Negócios. Autora do livro “Con-

troladoria Jurídica para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos”, em prelo. Para entrar em contato envie email para samantha@estrategianaadvocacia.com.br.

Advogado Corporativo | 27


Escritório ou Em qual lado do balcão se deve estar? Uma mescla de oportunidades e perfil pessoal parece responder a questão. Confira a história da ex-diretora jurídica da Nextel que se tornou sócia do Siqueira Castro. E também do gerente geral jurídico da CSN, que migrou para o corporativo após 18 anos em grandes escritórios.

Da empresa para o escritório Maria Cibele Crepaldi Afonsso dos Santos, 51, há quatro

trabalho: duas para escritórios de advocacia e uma para continuar

anos é sócia do Siqueira Castro Advogados, onde atua nas

atuando no jurídico interno de uma grande corporação. “Avaliadora

áreas de direito societário, governança corporativa e rees-

de riscos” declarada, Santos pesou os prós e contras das propos-

truturação de empresas, entre outras. Anteriormente passou

tas e decidiu aceitar o convite do Siqueira Castro Advogados.

por empresas como Bayer, Grupo Jereissati, Nextel e Medial

Para ela a grande riqueza da área corporativa são as pos-

Saúde, nas duas últimas como diretora jurídica. No dia em que

sibilidades de relacionamento. O advogado corporativo deve

se viu com três novas propostas de trabalho, incluindo escri-

conhecer a fundo os negócios, e para tal, não há outra ma-

tórios e uma corporação, optou pelo Siqueira Castro Advoga-

neira a não ser compreender o engenheiro, o administrador, o

dos, onde encontrou maior flexibilidade para sua vida pessoal.

psicólogo, o economista. “Isso faz com que o advogado pense

Formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP em 1984, Santos começou sua vida profissional trabalhando no escritório de advocacia Machado Meyer, mas logo migrou para uma brilhante carreira no mundo corporativo. Sua primeira parada foi a multinacional alemã Bayer, onde atuou na área de societário e contratos. Em seguida passou para

“O que mais gosto na profissão que escolhi é avaliar os riscos e decidir correr esse riscos”

um pouco mais fora da caixa e enxergue o mundo de uma forma diferente”, acredita. Por outro lado, trabalhar em um escritório de advocacia permite que o profissional faça uma análise muito mais profunda dos casos que tem em mãos, pois tem mais tempo para isso. Como o cliente não está no mesmo ambiente a todo momento, o cotidiano do escritório proporciona mais liberdade e pos-

o Grupo Jereissati, e foi responsável pelo jurídico da holding. No

sibilita que o advogado possa controlar seu tempo de forma mais

final dos anos 90, Santos foi convidada para assumir o cargo

assertiva, permitindo organizar melhor sua vida pessoal.

de diretora jurídica da Nextel, função que já lhe permitia assi-

Tanto o escritório como o jurídico corporativo proporcio-

nar pela companhia. “Nunca trabalhei tanto na minha vida”, diz

nam experiências que, apesar de únicas, são absolutamen-

Miranda. “O que mais gosto na profissão que escolhi é avaliar

te complementares. “Acredito que um advogado deve ter a

os riscos e decidir correr esse riscos. E na Nextel me permitiam

experiência de trabalhar nas duas esferas e principalmente,

exercer isso”, afirma.

saber aprender com as especificidades de cada uma”, diz

Em seguida, assumiu o cargo de diretora jurídica da Medial Saúde. No final de três anos tinha em sua mesa três propostas de

28 | Advogado Corporativo

Santos. Um advogado se faz mais completo quando conhece a fundo esses dois mundos.


ou Empresa? O que é melhor?

Do escritório para a empresa Rodrigo Cardozo Miranda, 41, exerce há dois anos o cargo

está no jurídico interno, o profissional tem um cotidiano mais

de gerente geral jurídico e tributário na Companhia Siderúrgica

regrado, pois os clientes são os mesmos e os procedimentos

Nacional (CSN). Nas atribuições do cotidiano, Miranda é respon-

estabelecidos são mais rígidos. Outra diferença é que o cliente

sável pela consultoria tributária e por todo o contencioso admi-

está logo ao lado e pode bater na porta em qualquer momento.

nistrativo e judicial da empresa nas esferas federal, estadual

Sendo assim, as reuniões não são sempre agendadas, como é

e municipal. As responsabilidades de sua função atual como

feito num escritório de advocacia, e por isso o advogado deve

advogado corporativo são recentes frente aos 18 anos que

estar sempre preparado para responder as questões que lhe

atuou em escritórios de advocacia. No currículo de Miranda es-

dizem respeito. “Desde os profissionais do RH até o próprio

tão grandes escritórios, como o Veirano Advogados, o antigo Thacher Proffitt & Wood em Nova Iorque, e o De Vivo, Whitaker, Castro e Gonçalves Advogados. Em 2011, quando recebeu o convite para trabalhar no Grupo CSN, a longa experiência profissional construída em escritórios de advocacia não serviu de empecilho para que Miranda topasse o desafio de se arriscar na área corporativa. “Sempre tive a vontade de trabalhar em empresas, principalmente

“Na CSN o cliente está na mesa ao lado, então sempre tenho que estar preparado para responder as questões que me dizem respeito”

presidente da corporação podem chegar a qualquer minuto para tirar uma dúvida ou esclarecer algo”, diz Miranda. Quando trabalhava em escritório, Miranda tinha uma sala própria, o que não é mais o caso. Esse detalhe, apesar de parecer simples, é uma excelente ilustração da mudança de dinâmica que teve que enfrentar. No mundo corporativo o advogado precisa estar alinhado com o trabalho de todos os outros departamentos da empresa, por isso o

na parte consultiva e no contencioso. Quando surgiu a oportu-

sistema organizacional das grandes companhias privilegia a

nidade de trabalhar como gerente geral jurídico e tributário de

integração física dos profissionais. “Não ter uma sala exclusi-

uma grande corporação, achei que era a hora de arriscar”, diz.

va foi muito estranho no começo, já que durante muito tempo

Suas primeiros anos atuando na empresa desmistificam a

trabalhava dessa forma. Depois entendi que o jurídico interno

ideia de que a rotina em uma grande companhia é menos in-

exige este tipo de organização, pois o advogado corporativo

tensa do que num grande escritório. Em sua opinião, a diferen-

exerce funções que contribuem diretamente para a adminis-

ça principal concentra-se na dinâmica de trabalho. Quando se

tração da empresa”, diz Miranda.

Advogado Corporativo | 29


Entrevista

Alessandro Macedo, o jovem advogado que aprendeu a pensar fora da caixa e hoje comanda o jurídico da Leme Engenharia

A Leme Engenharia é uma das maiores empresa consultivas brasileiras para a indústria de energia e infraestrutura. Com cerca de 1.000 colaboradores e faturamento anual de 230 milhões de reais, tem na carteira de clientes empresas como a Eletrobrás, CPFL Energia, Andrade Gutierrez, Camargo Correa e Tractebel Energia. Na liderança do departamento jurídico está o jovem Alessandro Macedo, de 35 anos. Formado em direito pela Universidade Federal de Minas Gerais e com MBA em Direito Econômico e Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas, acredita que a entrega de resultados é a chave para o sucesso.

30 | Advogado Corporativo


Você é novo para uma posição de líder em uma empresa que atua numa indústria complexa. O que acredita que fez de certo? O mundo executivo valoriza profissionais que trazem resultados positivos, não só no direito, mas como em todas as áreas. No caso do direito corporativo, o certo é dar apoio à mesa diretora, avaliando riscos e apresentando soluções que evitem custos. Hoje brincamos que o departamento jurídico da Leme é o mais rentável da empresa. Algumas soluções que propomos como na parte tributária, pode gerar uma economia mi-

lume ínfimo. Nosso corebusiness é técnico intensivo e por isso a maioria dos nossos colaboradores possui nível superior, o que contribui para evitar problemas nessa área. Para dar um exemplo da atuação da empresa, realizamos estudos de viabilidade econômica para novos empreendimentos, determinação de potencial energético e do investimento necessário, desenhos básicos das plantas e o plano executivo, supervisão das obras, além de assessoria de meio ambiente e apoio para obtenção de licenças ambientais.

os departamentos jurídicos internos e a

Você poderia dar um exemplo de uma atuação estratégica por parte do departamento jurídico na qual estejam trabalhando atualmente?

terceirizar os serviços, pois viam a área

Estamos com um projeto de linha de

somente como uma geradora de custos.

transmissão de 2.300 quilômetros que

Hoje não é assim. Executivos já veem o

vai ligar os estados de Rondônia e São

advogado interno como uma das fontes

Paulo. Para termos uma ideia, se fosse

de lucratividade da empresa. Por mais

na Europa, ligaria Portugal a Rússia.

que o escritório externo se esforce, não

Nosso papel como departamento jurídi-

consegue entender o negócio e o dia a

co é identificar quantos municípios essa

dia da empresa tão bem quanto os que

linha de transmissão vai atravessar, pois

estão dentro. Pode se dizer que há um

o recolhimento do Imposto Sobre Ser-

meio termo mais balanceado.

viços (ISS) é uma das competências do

Vocês ainda trabalham com escritórios externos?

município. Um dos entendimentos atuais

Sim, mas principalmente para os ca-

missão atravessando o município seria o

sos em que precisamos de uma segunda

parâmetro para mensurar o recolhimen-

opinião sobre questões complexas, que

to. Entretanto, cada município luta pela

requerem extrema expertise jurídica. Algu-

totalidade do recolhimento dos impostos

mas empresas terceirizam o contencioso

gerando uma briga de foice. Trabalhamos

de massa, como o trabalhista, o que não

então de forma preventiva, para evitar a

é o nosso caso. Tratamos as demandas

bitributação e questionando se a conta-

trabalhistas internamente, pois é um vo-

gem de torres por município é realmente

lionária. O interessante é que na década de 80 as empresas começaram a fechar

Hoje brincamos que o departamento jurídico da Leme é o mais rentável da empresa. Algumas soluções que propomos, como na parte tributária, pode gerar uma economia milionária.

é de que o número de torres de trans-

Advogado Corporativo | 31


Minha história me ajudou a ter uma visão multidisciplinar e corporativa o parâmetro mais justo e adequado, para

cumprimento das exigências pode aco-

que no momento em que a construtora

meter na desativação da barragem, o

inicie as obras, não encontre empecilhos

que seria inconcebível para as empresas

jurídicos que atrase a conclusão da linha.

que investem em energia.

Também oferecemos apoio legal para o projeto de Belo Monte, sobretudo na parte de licenciamento ambiental e elaboração de relatórios para o Ibama.

Há alguma questão que tem se tornado mais urgente no setor de energia? O departamento jurídico da Leme atende tanto a própria empresa, que chamamos de cliente interno, e também damos apoio legal para os outros clientes. Uma das demandas mais recentes, por parte de nossos clientes, é o apoio frente a nova Lei das Barragens, que já existe desde 2010, mas somente ano

A Leme tem escritórios permanentes no Peru, Chile e Panamá, e conta com dois escritórios para dar suporte a projetos no Equador e Paraguai. Qual o principal desafio que você enfrenta com as diferenças jurídicas locais? Quando comecei na Leme, há três anos e meio, a empresa estava iniciando suas operações no mercado externo. Minha função era construir um departamento interno para dar apoio ao crescimento da companhia, assim como auxiliar no estabelecimento da subsidiária no Chile, criando uma sistemática de governança. Além

Outras empresas devem monitorar a sua atuação. É comum receber propostas de trabalho? Assédios sempre acontecem, mas isso é normal. O mercado é atento àquelas questões que conversamos anteriormente, a apresentação de resultados. Valorizam o profissional que não fica atado ao dia a dia operacional da empresa e que conseguem pensar fora da caixa. Nesse sentido minha trajetória me ajudou bastante. Quando trabalhava no escritório de Paulo Lasmar, que por sinal é uma pessoa a quem sou muito grato por tudo que me ensinou, tive a chance de cuidar de um dos clientes, a empresa de informática RM Sistemas, que não

disso, um dos nossos principais desafios é

tinha um departamento jurídico interno.

se inteirar sobre a legislação tributária dos

Com o tempo fui propondo assessorias

países em que atuamos. O quadro execu-

para empresa, como políticas de contra-

tivo da empresa se preocupa em realizar

tação e de recursos humanos, para evi-

ponsável. Por exemplo, se logo na se-

uma operação de excelência, com resulta-

tar demandas futuras. Quando a RM Sis-

quencia da barragem há uma cidade,

dos lucrativos. Entretanto, na hora de re-

temas foi adquirida pelo Grupo Tovts em

considera-se que aquela hidroelétrica

messa de dividendos para o Brasil, todo o

2006, eu estava envolvido no processo.

oferece mais riscos sociais e, portanto,

bom trabalho pode ser corroído por paga-

Depois fui contratado pela empresa de

tem que tomar cuidados mais severos.

mento de impostos e gerar um resultado

laticínios Itambé, que crescia bastante

Nosso departamento ajuda a enquadrar

frustrante. O trabalho do departamento é

no mercado asiático e africano, onde

o cliente na categoria de risco correta

preventivo, analisando, por exemplo, os

era responsável pela área de marcas e

e indica quais são as adequações que

impactos tributários na forma de contra-

patentes e de contratos internacionais.

deve fazer para estar em sintonia com a

tação de mão-de-obra, que podem ser

Minha história me ajudou a ter uma visão

lei. É um trabalho sensível, pois o não

colaboradores locais ou expatriados.

multidisciplinar e corporativa.

passado começou a ter uma regulamentação especifica. A lei trata do plano de segurança de barragens hidroelétricas e prevê o empreendedor como res-

32 | Advogado Corporativo


Coluna

Alcançando o Sucesso: Planejamento x Execução por Maick Felisberto Dias

A

tualmente um dos principais desafios dos gestores nas empresas é o de executar o planejamento estabelecido no início de um novo ciclo, orçamento ou projeto. É muito comum, depois de horas, dias ou semanas de planejamento, que incluem longas reuniões, atraentes apresentações em PowerPoint e a tão esperada aprovação para início dos trabalhos, que as tarefas planejadas não ocorram no prazo estabelecido, da forma prevista ou dentro do orçamento financeiro que havia sido proposto. Esta realidade também está presente nos departamentos jurídicos de empresas e não poupa os advogados corporativos que atuam neste segmento. Por este motivo relacionei algumas sugestões e cuidados que podem ser tomados para evitar estas desagradáveis surpresas: 1. Certifique periodicamente se não houve nenhuma mudança nas premissas adotadas que possam influenciar no resultado do projeto. Muitas vezes este tipo de situação é identificada quando o prazo para finalização das atividades está se aproximando do seu final, e mais difícil corrigir o andamento dos trabalhos a tempo. Assim o recomendável é fazer esta verificação no mínimo a cada 15 dias, evitando o retrabalho, a majoração dos custos e o atraso na execução das atividades; 2. Crie indicadores-chave de desempenho que possam colaborar no acompanhamento da execução das principais tarefas. Com o crescente volume de informações geradas na administração do jurídico e a necessidade de monitoramento da evolução dos resultados, é imprescindível a implementação de indicadores de desempenho por meio de relatórios instantâneos dos sistemas de informação. Estes indicadores deverão ser parametrizados para mensurar os resultados financeiros e quantitativos, de forma que possibilitará prever resultados e corrigir, a tempo, eventuais desvios de percurso, garantindo sucesso no atingimento de seus objetivos. 3. Estabeleça um canal de comunicação eficaz com as equipes interna e externa. Com a terceirização dos serviços, em especial de contencioso para escritórios de advocacia localizados nas mais

variadas cidades do país, e a necessidade de engajamento das equipes internas, uma clara estratégia de comunicação deve ser executada desde o início de um novo ciclo. Isto pode ser realizado em reuniões presenciais, em grupo, (na sede da empresa ou na sede dos escritórios contratados) e também com a própria equipe, sempre respeitando a periodicidade necessária para atendimento da complexidade do que foi estabelecido como objetivo. 4. Se a execução do seu planejamento depender de fornecedores ou escritórios de advocacia externos, recomenda-se que uma parcela dos honorários estejam vinculadas ao resultado. Uma importante ferramenta de gestão que um executivo de departamento jurídico detém em suas mãos é o contrato de honorários - a oportunidade de construir uma metodologia de trabalho e remuneração vinculada aos objetivos da empresa e ao trabalho que será realizado. Aproveite esta oportunidade. Com a adoção destas sugestões e o desenvolvimento de um verdadeiro trabalho em equipe (incluindo os escritórios contratados), suas chances de atingir o orçamento ou executar um projeto dentro do prazo e com os recursos financeiros estimados, crescem significativamente. Desejo a todos ótimas realizações e que seus projetos ainda para 2013 se concretizem com excelência!

Maick Felisberto Dias é presidente da Comissão de Advogados Corporativos da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB - Seção do Paraná, e gerente jurídico sênior do Contencioso do grupo HSBC.

Advogado Corporativo | 33


COMO CONSTRUIR

UMA MARCA JURÍDICA

NA ADVOCACIA

CORPORATIVA Lara Selem
 é advogada e consultora especialista em Planejamento

Rodrigo Bertozzi
 é administrador e consultor, especialista em

Estratégico de Departamentos Jurídicos e Bancas de Advocacia. Sócia-

Estratégia de Mercado e Negócios Jurídicos e sócio da Selem, Ber-

fundadora da Selem, Bertozzi & Consultores Associados. Também é

tozzi & Consultores Associados. Autor de 16 livros entre eles: “A

autora dos livros “Advocacia: Gestão, Marketing & Outras Lendas”,

Reinvenção da Advocacia”, “Marketing Jurídico Essencial”, “A Nova

“Gestão de Escritório”, “A Reinvenção da Advocacia”, “Gestão Judiciá-

Era das Marcas Jurídicas”.

ria Estratégica”, “Estratégia na Advocacia”. Co-coordenadora do livro “Gestão Estratégica do Departamento Jurídico Moderno”.

34 | Advogado Corporativo


A

construção de uma marca jurídica deve ser o centro da atenção de um advogado corporativo. É nossa obrigação adquirir o reconhecimento não apenas interno, mas também diante do conjunto que nos cerca – desde fornecedores até o mercado segmentado, afinal sabemos das turbulências e instabilidades no meio jurídico. Onde estaremos daqui a 5 anos? Complexo?

Não para aqueles que planejam estratégias alicerçadas no marketing jurídico. O problema é que poucos o fazem. Nossa proposta é uma reinvenção da sua marca pessoal através de três frentes: jurídica, setorial e de produção intelectual tangibilizada. Enfim, tornar-se uma referência em uma determinada expertise.

Enquando os advogados de bancas convencionais trabalham o marketing jurídico, parece que existe uma bolha da invisibilidade sufocando os advogados corporativos. Um preço se paga caro demais no futuro.

Quando estamos em meio a processos

Conhecimento Tangibilizado

de maneira correta e ética. Separe 30

inovadores da empresa, empolgados e nos

Conhecimento é poder; mas somente

minutos por dia para sua carreira, duas

doando ao máximo, percebemos a carreira

se transformado em reputação e em uma

a três vezes por semana e chegará a

somente internamente. Mas tudo muda e

marca jurídica sólida. A verdadeira luta é

120 horas em um ano para estudar e

você sabe disto! Existem estudos mostran-

estar sempre entre os três melhores de

produzir questões que impactem na car-

do que em menos de seis meses depois da

uma determinada categoria segmentada.

reira pessoal.

sair de uma empresa quase ninguém mais

Se estou no ramo de indústria farmacêuti-

Exsitem teorias para demonstrar que o

realmente fará algo por você. Maldade?

ca, minha marca jurídica deve ter forte ali-

alcance máximo que possuímos enquanto

Não. Simplesmente você não fazer mais

cerce entre os formadores de opinião. Ser

seres comunicantes passivos é de 150

parte do sistema no qual estão inseridos.

reconhecido e respeitado, para tornar-se

pessoas. Este é o número daqueles que

Sem a construção da sua marca, sua

uma referência. É preciso tangibilizar o co-

realmente retém informações preciosas

herança intelectual e profissional deixa

nhecimento de maneira a ser encontrado

a nosso respeito. Porém, ao adotarmos

de existir, pois aquilo que realizou como

e lembrado. Isso pode ser feito através da

uma política ativa de marketing jurídico,

profissional foi absorvido completamente

publicação de artigos, ministrar palestras,

nossos contatos aumentam significati-

pela organização em que atua, caminhan-

alimentar um blog setorial ou contratar

vamente. É a mudança de quem você

do diretamente ao esquecimento. E isso

uma assessoria de imprensa, por exemplo.

conhece, para quem conhece você. E

atinge qualquer posição hieraquica – do

O sucesso é determinado pela fre-

isto vai significar segurança profissional,

estagiário ao superintendnte jurídico.

quência na qual você consegue se expor

além de direcionar essa expertise.

Advogado Corporativo | 35


Uma reflexão assustadora Ainda existem aqueles que se recusam a dar palestras, produzir artigos, pensar em livros, dar entrevistas e construir uma base pensada de contatos. São os mesmo que acreditam que as redes sociais são uma perda de tempo. Isso ocorre pois a fotografia do instante está maravilhosa. Porém, a empresa é um organismo vivo, que se movimenta com velocidade perante mercados competitivos e nos devoram quando menos esperamos. Ela nos consome. Nada disto mudará. O que realmente terá de ser geneticamente alterado é a nossa postura perante a estes sinais. Temos que nos doar para a organização que paga nossos salários? É obvio que sim. Mas simultaneamente cuidar da carreira. É o fortalecimento da imagem do advogado que permitirá uma amplitude maior de possibilidades para atrair novos clientes, conseguir o respeito dos colegas e conseqüentemente a tão desejada reputação. A construção de uma marca pessoal duradoura deve ser entendida como um projeto de longa duração. Muitos ainda vivem apenas o presente, esquecendo que os sonhos são inexplicavelmente substituídos pela tragédia do dia-a-dia. Reprograme seus sonhos através de perguntas como; quais as minhas metas? O que necessito para cumpri-las? Quais os resultados esperados? Qual o meu posicionamento no mercado? O futuro é uma grande folha em branco onde devemos desenhar aquilo que deve acontecer. Se deixarmos esse desenho ao acaso, perderemos o poder de definir aquilo que desejamos. Perde-se a chance de construir o futuro que enxergamos em nossos sonhos. Perde-se a oportunidade de deixar um legado. Perde-se tempo e, logo, perde-se vida. Não podemos esquecer que 2014 está batendo em nossas portas. Somente diante desse esforço coordenado é que seremos lembrados para eventos, entrevistas, projetos, promoções e o que mais envolve a segurança profissional de médio e longo prazo. Ao investir no marketing jurídico e nas estratégias de carreira o futuro se altera para sempre.

36 | Advogado Corporativo

O futuro é uma grande folha em branco onde devemos desenhar aquilo que deve acontecer.


Grandes frases de grandes juristas O advogado deve sugerir, por forma tão discreta, os argumentos que lhe dão razão. Deixando ao juiz a convicção de que foi ele próprio quem os descobriu.

Piero Calamandrei

É preciso que os homens bons respeitem as leis más, para que os homens maus respeitem as leis boas.

Sócrates Quem se contenta em ler a lei é um louco, um criminoso que o código se esqueceu de enquadrar.

Pontes de Miranda

Interpretar a lei é revelar o pensamento, que anima as suas palavras.

Clóvis Bevilaqua

O Direito não é nada além do mínimo ético.

Georg Jellinek

O Direito é, sob certo prisma, um manto protetor de organização e de direção dos comportamentos sociais.

Miguel Reale Advogado Corporativo | 37


Somos todos escravos da lei, para que possamos ser livres. Cícero

Mais uma polegada, e o crime seria uma espécie de contrato por adesão: o delinquente aceita a ‘obrigação de sofrer a pena’ para ter o ‘direito’ à ação criminosa.

Ao advogado compete assegurar a força jurídica àquele que não dispões de qualquer outra. Dalmo de Abreu Dallari

Se o amor da riqueza é, no advogado, maior que o amor da honra, troque de profissão. Procure outra em que, para chegar à riqueza, não seja estranhável que abandone a honra.

Plínio Barreto

Nelson Hungria

A jurisprudência é o próprio direito em sua vivência progressiva.

Sidnei Agostinho Beneti

38 | Advogado Corporativo

Como classificar o remédio que, para 'recuperar' o pai, condena a mulher e os filhos ao abandono?

Roberto Lyra


Oxpatriado e

te na n a u t a a s e r Emp dos, a i r t a p x e e ão d regularizaç corpo m e e t s e v n i a EMDOC em o d a z i l a i c e p os es de advogad alhista b a r t o ã ç a l legis Advogado Corporativo | 39


“A empresa é pioneira na publicação de obras que contemplam as implicações em transferências de brasileiros para o exterior e a acomodação dos estrangeiros nas principais cidades brasileiras” Se fosse fácil trabalhar no exterior, o

to do Brasil dedicam no máximo um ano

trabalhar. A burocracia acarreta numa

câmbio de profissionais seria algo tão

ao estudo do direito internacional, além

longa duração dos processos, o que afe-

corriqueiro que países desenvolvidos ou

de muitas que fazem desta matéria uma

ta nas tomadas de decisão das empresas

com altas taxas de crescimento sofreriam

cadeira optativa. A baixa intensidade na

e faz com que a expatriação seja alta-

grandes ondas imigratórias. Governos

abordagem do tema faz com que muitos

mente custosa. “Um processo de pedido

facilitam a entrada de mão-de-obra espe-

estudantes de direito saiam da faculdade

de visto pode demorar entre 30 e 40 dias

cializada nas áreas em que suas universi-

com um conhecimento periférico sobre le-

em determinados países, quando para

dades não suprem a demanda do merca-

gislação internacional. “Fazemos grandes

um profissional que deseja trabalhar em

do, e dificultam a entrada de vagas que

esforços para encontrar ou desenvolver

solo brasileiro, esse tempo pode chegar

podem ser preenchidas por trabalhadores

advogados com as competência que pre-

a quatro meses”, afirma.

locais. No caso do Brasil, há falta de en-

cisamos”, disse Dias.

Também no intuito de oferecer agilida-

genheiros para a indústria de óleo e gás,

Quinze dos 200 profissionais que tra-

de e facilitar a comunicação com países

por exemplo. A burocracia que circunda

balham na EMDOC são advogados e, se

nos quais a empresa tem alta demanda,

um expatriado busca certificar-se de que

não tinham previamente, desenvolveram

a EMDOC conta com o auxílio de consul-

o profissional que entra com pedido de

o conhecimento necessário dentro da em-

tores fluentes em idiomas como chinês e

visto de trabalho tem um papel econômico

presa. Quando contratado, o profissional

japonês. Eles constituem o que a empresa

claro a desempenhar no país.

passa por um treinamento para se inte-

chama de chinese desk, japanese desk e

Por isso advogados que trabalham com

grar ao método de trabalho e aprofundar-

european desk.

expatriados devem conhecer a fundo o có-

se nos temas que circundam o expatriado.

A longa experiência em mobilidade glo-

digo trabalhista. “Além do conhecimento

“Oferecemos vários cursos, como por

bal trouxe ao departamento jurídico da

específico, os advogados devem ter uma

exemplo, sobre as burocracias para a ex-

EMDOC o rótulo de referência em expa-

agilidade fora do comum. Muitas vezes, o

pedição de vistos de determinados países.

triação e imigração. A empresa é pioneira

cliente deseja que determinado profissio-

Muitas vezes estendemos este treinamen-

na publicação de obras que contemplam

nal inicie sua atuação em uma unidade da

to aos profissionais que atuam em dife-

as implicações em transferências de bra-

companhia no exterior em um curtíssimo

rentes áreas da EMDOC, pois a sintonia

sileiros para o exterior e a acomodação

espaço de tempo”, afirma Guilherme Dias,

entre os funcionários garante agilidade

dos estrangeiros nas principais cidades

sócio e responsável pelo departamento

aos clientes”, afirma Dias.

brasileiras, assuntos sobre os quais há

jurídico da EMDOC, empresa especializada

De acordo com o Global Skills Index

pouco material publicado. Entre os livros

2012, estudo realizados pela Hays, con-

publicados destacam-se O estrangeiro

É raro encontrar advogados com ampla

sultoria internacional de recrutamento,

no Brasil; Fatores de sucesso em uma

noção de direito internacional. O proble-

em parceria com a Oxford Economics, o

transferência para o exterior; ABC para

ma, neste caso, é a base da formação

Brasil é o país que oferece maior dificul-

Estrangeiros nos Brasil; Brasil e China –

jurídica. As principais faculdades de direi-

dade para os estrangeiros que desejam

Imigração e Vistos.

em mobilidade internacional.

40 | Advogado Corporativo


Cuidados com a vida emocional Muitos executivos vão trabalhar em outros países e levam consigo suas famílias. É o caso de Stephen Molin, 32, advogado especializado em anti-trust para o escritório de advocacia De Brauw Blackstone Westbroek, baseado em Amsterdam. Em passagem pelo Brasil por seis meses, trouxe junto sua namorada, que pró-ativamente encontrou um vaga para trabalhar com pesquisa de marketing. “O importante pra nós é que ficássemos juntos”, diz ele. Para levar em consideração a vida pessoal dos executivos, a EMDOC criou uma equipe denominada relocation, que auxilia questões como procura de imóveis, compra ou aluguel de mobília, indicações e orientações para matrículas escolares dos filhos, treinamento intercultural e até serviços de manutenção residencial, para problemas como encanamento ou jardinagem.

Confira as áreas que sofrem com falta de mão-de-obra em diversos países Estados Unidos - O país sofre uma dicotomia trabalhista. De um lado, enfrentam alto desemprego dentre aqueles com baixa qualificação, enquanto em áreas como TI, biotecnologia, geologia e indústria de óleo e gás não há profissionais qualificados o suficiente. Estimase que haja 600.000 postos de trabalho não preenchidos. Como resultado, empresas aumentam os salários na tentativa de atrair o profissional. Mesmo com a crise econômica de 2009, postos qua-

Alemanha - Com média de 1.38 crianças por casal, o país sofre com um problema comum ao continente Europeu: o envelhecimento da população. Áreas como engenharia, tecnologia da informação (TI), construção e prestação de serviços para cuidados com idosos já sofrem com a falta de jovens locais para preencher vagas. Estima-se que haja 76.000 vagas para engenheiros e 38.000 vagas de TI não ocupadas.

lificados tiveram aumento salarial de 20% nos últimos cinco anos.

Espanha - Com desemprego de

Fonte: The Hays Global Skills Index 2012

50% dentre a população de 16

França - Universidades francesas

a 24 anos, o país está perdendo

não estão produzindo engenheiros su-

mão-de-obra qualificada para a

ficientes para atender o mercado, prin-

América Latina, Ásia, Estados Uni-

cipalmente nas áreas de engenharia

dos e Canadá.

civil, engenharia eletrônica, engenharia mecânica e engenharia aeronáutica.

Advogado Corporativo | 41


Boas ideias para almoço

de negócios em São Paulo Sugestões de restaurantes na zona oeste de São Paulo, perto dos principais centros de negócio da cidade. Além da boa gastronomia, os restaurantes foram escolhidos por proporcionarem um ambiente acolhedor e não barulhento, onde a conversar pode rolar sem interrupções.

Rodeio

Empório Ravióli

Rufino’s

Shintori

Com a reputação de

Mesmo com inúmeros

Especializado em pes-

Restaurante japonês pró-

uma das melhores chur-

prédios corporativos, a

cados e frutos do mar, o

ximo a Avenida Paulista

rascarias de São Paulo, a

Vila Olímpia oferece pou-

restaurante apresenta um

chama atenção pela de-

filial da Rodeio no Shop-

cas opções de restauran-

mostruário com peixes,

coração oriental e pela

ping Iguatemi é de fácil

tes agradáveis para almo-

moluscos e crustáceos,

boa gastronomia. É pos-

acesso para aqueles que

ços de negócios. Na Rua

todos in natura. Com o

sível reservar salas priva-

trabalham nas proximida-

Fidêncio Ramos encontra-

ambiente calmo e ilumi-

tivas, que comportam de

des da Avenida Brigadeiro

se uma bela opção para

nado é local ideal para

quatro a dez pessoas e

Faria Lima. As mesas es-

reuniões de executivos

um almoço ou jantar de

são perfeitas para quem

paçadas uma das outras

daquela região. Experi-

negócios.

Recomenda-

deseja mais privacidade

evitam ouvidos bisbilhotei-

mente o prato chefe da

se o delicioso Camarão à

para as reuniões. Entre-

ros. Não deixe de provar o

casa chamado Raviolone

Húngara, preparado em

tanto, recomenda-se que

Arroz Rodeio, invenção da

D’oro, feito de dois gran-

cumbuca de barro, com

os espaços sejam reser-

casa que aproxima-se do

des raviólis recheados

leite fresco e páprica.

vados com antecedência,

conceito de confort food.

com gema de ovo, que se

devido a alta procura.

esparramam pelo prato. Localização:

Localização:

Localização:

Localização:

Av. Faria Lima, 2232, São Paulo-SP

R. Fidêncio Ramos, 18, São Paulo-SP

Rua Dr. Mário Ferraz, 377, São Paulo-SP

Alameda Campinas, 600, São Paulo-SP

Telefone para contato: 11-2348 1111

Telefone para contato: 11-3846 2908

Telefone para contato: 11-3074 8800

Telefone para contato: 11-3283 2455

42 | Advogado Corporativo

(


ESPECIALIZADA EM GESTÃO LEGAL PARA DEPARTAMENTOS JURÍDICOS LIDERANÇA E INOVAÇÃO NA GESTÃO DOS DEPARTAMENTOS JURÍDICOS PROJETOS AVANÇADOS DE CONTROLADORIA GESTÃO DE RELACIONAMENTO COM TERCEIRIZADOS INDICADORES DE DESEMPENHO

Nossa missão é potencializar a riqueza intelectual e desenvolver a gestão humana, financeira e estrutural para estimular a sustentabilidade nas organizações jurídicas.

PRECIFICAÇÃO DE CONTRATOS DE HONORÁRIOS DE TERCEIRIZADOS INOVAÇÃO E APOIO A GESTÃO LEGAL CAPACITAÇÃO DE EQUIPES DE ALTA PERFORMANCE GESTÃO DE CARREIRA PARA ADVOGADOS CORPORATIVOS IMPLANTAÇÃO DE GED

NÚMERO DE CONSULTORES

242 CLIENTES ESTRATÉGIA

INDICADORES

PESSOAS

18

MIL ALUNOS

(41) 3018-6951

twitter/sbconsultoria

facebook/sbconsultoria

Advogado Corporativo | 43

2013

2012

22 LIVROS PUBLICADOS

2010

FINANÇAS

2009

INOVAÇÃO

2008

PRODUÇÃO

2005

+300 ARTIGOS

2004

SELEM, BERTOZZI

TREINAMENTOS, PALESTRAS E LABORATÓRIOS IN COMPANY

ESTRATEGIANAADVOCACIA.COM.BR


o d n e v l o v n e s e d S 25 ANO TÃO JURÍDICA software para GES IA UTILIZA TECNOLOG ÃO, DE ÚLTIMA GERAÇ O PROPORCIONAND CONFIABILIDADE, ÍNIO QUALIDADE E DOM DOS PRODUTOS

"As ferramentas do CPJ foram fundamentais para que a UNIMED colocasse em prática uma estratégia de gestão de nossos processos judiciais". Dr. Mauro Cesar Abati Gerente Jurídico da UNIMED

5 MOTIVOS PARA MIGRAR PARA O CPJ

1 2 3

RELATÓRIOS AUTOMÁTICOS E PERSONALIZADOS

Auditoria e monitoria de tarefas periódicas

FERRAMENTA PARA INDICADORES DE PRODUTIVIDADE (BI) Alinhamento do Jurídico às estratégias do negócio GERADOR DE DOCUMENTOS

Performance e padronização de peças e contratos.

44 | Advogado Corporativo

www.preambulo.com.br

4

FINANCEIRO INTEGRADO

5

IMPORTAÇÃO DE PUBLICAÇÕES + CAPTURA DE ANDAMENTOS

Provisionamento, Contingenciamento, Controle de despesas e Depósitos Judiciais.

Segurança e economia de tempo

RECURSOS ADICIONAIS

- Integração e gerenciamento de equipes

e terceiros

- Cobrança extrajudicial - Timesheet - Controladoria de prazos (CPJ-MAP) - Digitalizador e importador de peças - Projetos personalizados de gestão

Revista Advogado Corporativo