Issuu on Google+

1<


>2

Romero Magalhães Lêdo Prefeito de Itacuruba Gustavo Cabral Soares Vice-Prefeito de Itacuruba Geraldo Magalhães Barbosa de Albuquerque Secretário Geral Silvandete Gomes da Silva Oliveira Secretária de Administração Geraldo José Maranhão de Barros Lima Secretário de Educação Cristiana Almeida da Silva Rodrigues Secretária de Cultura, Esporte e Turismo Rone de Almeida Secretário de Agricultura Inalda Maria de Sá Carvalho Teles Secretária de Ação Social Gutembergue Carvalho França Secretário de Obras Sandra Cantarelli de Carvalho Maranhão Secretária de Saúde Ary Cantarelli de Oliveira Secretário de Finanças

Sumário MaisEducação

MaisDesenvolvimento

7

MaisCidadania

12

MaisEntrevista

14

MaisSaúde MaisHistória

16 19

Glauce Cantarelli de Carvalho Secretaria de Meio Ambiente Joaquim João dos Santos Secretário de Aqüicultura e Pesca Silvanete Gomes da Silva Ferreira Secretária Especial de Gabinete Florisvaldo Pereira da Silva Secretário Especial de Desenvolvimento Econômico Nelson Carlos Alves dos Santos Secretário Especial de Transporte João Oliveira Gomes Secretário Especial de Segurança Cidadã Francisco Lopes Secretário Especial de Planejamento, Orçamento e Gestão Estratégica Ricardo de Sá Torres Presidente do Itacuruba Prev. Vereadores Nilton João dos Santos Presidente da Camara Aluizio Freire de Almeida João Augusto Novães de Barros Fernando Luiz Almeida dos Santos Marcio Cesár da Luz Novaes Augusto Alvaro da Silva

4

Centro de Observação Astronômica Numa área conhecida como Morro da Serrinha, localizada em um terreno de 5 hectares e situado a oito quilômetros do centro de Itacuruba, está em funcionamento um Observatório Astronômico, investimento de R$ 1 milhão que vem transformando a vida da população do município. Com seus baixos índices pluviométricos, pouca poluição luminosa noturna e a excelente transparência do ar, Itacuruba atraiu o empreendimento, que será um diferencial para turismo científico e pedagógico no Nordeste. A cidade busca atrair alunos e professores de vários estados, dinamizando sua economia. O Observatório faz parte do projeto Impactom, um esforço para integrar o Observatório Nacional e o Brasil aos programas internacionais de busca e seguimento de asteróides e cometas em risco de colisão com a Terra. Esses programas, atendendo a determinação da União Astronômica Internacional, objetivam detectar e monitorar pelo menos 90% desses objetos.

Expediente Itacuruba Informa

Balanço das Ações 2009-2012

Glauce Gouveia DRT/PE 2024 Produção de Textos e Edição

Impressão Gráfica TDA

Francisco Lopes Coordenador Geral

Francisco Lopes Revisão Final

Tiragem 3.000 unidades

Cristina Cardoso Assistente de Coordenação

Via Design Criação Estratégica Projeto gráfico e Diagramação


3<

Editorial Os últimos sete anos e seis meses de minha vida foram especiais. No início, verifiquei que todo o esforço do nosso primeiro governo em Itacuruba (1997-2000) havia sido desmontado. Como diziam os jornais da época, “Itacuruba era exemplo do caos municipal”. Presenciei uma realidade distante dos sonhos de qualquer cidadão, difícil, dolorosa, triste, mas extremamente desafiadora. Durante todos esses anos, lutei e aprendi com esses desafios. Hoje, sei que nada é impossível e posso dizer que assumir, em janeiro de 2005, a Prefeitura de Itacuruba, município encravado no Sertão de Itaparica e localizado a cerca de 470 km do centro das decisões e da capital pernambucana, foi um presente. O município, que tem em seu passado histórias de destruições, me levou, então, a um compromisso: eu precisava reconstruir aquela cidade, reescrever a sua história, permitir a realização de sonhos e viabilizar uma vida digna e feliz para as pouco mais de 3 mil pessoas que ali viviam. A luta, que começou já nos primeiros meses de 2005, não foi solitária. Contou com a compreensão, o apoio e, principalmente, com a participação de um povo que desejava e precisava ter de volta a esperança. Um povo que, como todo sertanejo, sabe sofrer com dignidade e lutar por mais dignidade. Um povo que arregaça as mangas e trabalha quando a ele são dados meios para isso. E foi presenciando essa vontade de mudar que comecei, com um tijolo de cada vez, a colaborar na tarefa de reerguer Itacuruba, elevando, juntamente com os itacurubenses, o olhar para o alto. Foi a partir do engajamento do povo de Itacuruba que se pôde construir um novo pacto para o desenvolvimento da cidade, priorizando ações sociais e viabilizando o atendimento básico em saúde, educação, cultura e lazer aliado à promoção de novas atividades econômicas no município. Sem mais conseguir fazer brotar da terra, com a agricultura, o seu sustento, homens e mulheres da cidade passaram a buscar meios de sobreviver nas águas do rio São Francisco, com a pesca, ou no céu estrelado, com o Centro de Observação Astronômica. Referência em astronomia, o Centro está localizado exatamente em Itacuruba e já conta com o primeiro telescópio em funcionamento. Novas vocações vêm sendo redesenhadas no município. O trabalho tem devolvido a vida aos pequenos e médios produtores locais. Os investimentos feitos têm gerado empregos nas grandes empresas que se sentiram atraídas e aportaram na cidade. E o cuidado e a atenção de toda a equipe da prefeitura, com a ampliação da oferta dos serviços públicos, fez a população crescer 19% de 2005 para cá, chegando a cerca de 4, 5 mil pessoas hoje. Em todo o estado de Pernambuco, esse crescimento foi inferior a 1%. O trabalho conjunto também tem permitido ao município destaque no país e no mundo e reconhecimento de organismos internacionais, como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Apesar de importantes mudanças terem ocorrido e continuarem ocorrendo em Itacuruba, ainda temos que avançar muito. O trabalho não pode parar. A gestão compartilhada com a população e orientada para resultados, marca de nossa administração, precisa continuar. No ano passado, lançamos nosso primeiro informativo (2009-2010), e, agora, apresentamos nosso segundo jornal, consolidando as ações e os resultados alcançados nesses quase 3 anos e meio de gestão. Aproveito e faço aqui um pedido, deixando a todos que passaram a ter fé nesta cidade o meu recado: nunca deixem de sonhar, porque o que não se pode tirar da terra, tira-se da água, tira-se do céu! Romero Magalhães | Prefeito de Itacuruba


>4

MaisEducação

Investindo para garantir mais alunos na escola Números comprovam evolução do ensino Os números não mentem. E eles mostram a evolução que garantiu a Itacuruba o título de cidade com a nona melhor educação de todo o estado de Pernambuco, segundo dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Com uma equipe competente e esforçada, Itacuruba alcançou 61% no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação, e atingiu a marca de 81% de aproveitamento nas turmas de 5º ano, de acordo com monitoramento feito pela Secretaria Estadual de Educação. Embora ainda haja um longo caminho a ser percorrido, muitos são os motivos para se comemorar.

Melhorando o rendimento escolar

Ações

Para reforçar o aprendizado nas disciplinas de matemática e português, foram realizadas em Itacuruba gincanas, projetos de leitura, aulas de reforço, concursos e jogos lógicos. Tudo com o monitoramento do rendimento de cada aluno. Os resultados foram vistos na evolução dos Índices de Rendimento e Prova Brasil. De 2008 a 2010, o índice de aprovação ao final do ano letivo subiu de 65,3% para 78,2%.

Instalação de banda larga em 8 escolas

Serviço gratuito pelo Programa Banda Larga

Instalação de laboratórios de informática

75.650,71

Aquisição de equipamentos, mobiliários e 1,7 mil livros para a Biblioteca Pública

30.504,98

Aquisição de 5 data-shows

Aquisição de dois ônibus escolares Aquisição de 100 bicicletas e 100 capacetes Fonte: Secretaria Municipal de Educação

Investimento (em R$) 7.345,00

473.680,00 29.846,00


5<

Taxa de analfabetismo

Merenda garantida

População de 15 anos ou mais

2000

25,94%

Fonte: IBGE - Censo Demográfico de 2000/2010

Escolas reaparelhadas Professores participaram de plantões pedagógicos por meio do Instituto de Qualidade do Ensino

Professores qualificados Os 164 professores das escolas municipais de Itacuruba receberam qualificação com formação continuada em língua portuguesa, matemática e participaram de plantões pedagógicos por meio do Instituto de Qualidade no Ensino (IQE), via Programas Qualiescola I e II. Eles também foram formados pelo Programa de Gestão Escolar (Gestar II), pelo Plano Nacional de Formação de Professores da Educa-

21,56%

2010

Por meio dos programas Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Nacional de Alimentação Quilombola (Pnaq), foi garantida a merenda escolar para todos os 1.388 alunos da rede municipal de ensino em Itacuruba. Cada escola tem seu próprio refeitório. Alunos provenientes da zona rural são recebidos com café da manhã antes de entrarem em sala de aula. Todo o cardápio tem o acompanhamento de uma nutricionista educacional, que também dá palestras aos alunos sobre a importância nutricional de cada alimento.

ção Básica (Parfor), pelo Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional (Proinfo Integrado) e pelo Programa de Formação em Células de Educação Continuada para as Áreas de Humanas (geografia, história e ciências). Diretores, coordenadores, o gestor público municipal e todos os profissionais da educação básica também foram inseridos em cursos de formação específicos.

Estudantes da rede municipal de ensino de Itacuruba contabilizam mais uma conquista: cem bicicletas doadas pela Prefeitura Municipal. Os alunos beneficiados são o que têm dificuldade de acesso às escolas. A prefeitura também adquiriu três ônibus escolares, projetores de multimídia, equipamentos para climatização, novo mobiliário, fogão industrial e diversos eletrodomésticos, que serão destinados a nove escolas municipais. Todo o investimento tem como objetivo dar mais conforto aos estudantes, favorecer o aprendizado e estimular o desejo do aluno de frequentar o ambiente escolar.


>6

Atividades extraclasse O Departamento de Arte Educação de Itacuruba, responsável por ações extraclasse, leva aos alunos itacurubenses atividades que podem desvendar e incentivar novos talentos no município. A música chega aos estudantes por meio das bandas mirim e juvenil; as atividades esportivas são desenvol-

vidas nas escolinhas e durante treinamentos de equipes para os jogos escolares. Artes plásticas e dança são levadas aos alunos através de oficinas ministradas por profissionais de cada área. E os deveres cívicos são estimulados durante os desfiles estudantis da pátria.

Resultados alcançados

Ações para o futuro

A adesão aos programas de formação de profissionais da educação em Itacuruba resultou em 54 formações continuadas de professores, 853 plantões pedagógicos e 178 docentes com ensino superior. Em todo o município, que já superou o analfabetismo, 60% da população possuem formação acima do ensino médio. Também foram implementados no currículo escolar projetos educativos sobre sexualidade, etnia (branco, negro e índio), direitos humanos, combate aos preconceitos e educação ambiental, formando cidadãos para o bem comum.

Como a educação é a base de qualquer desenvolvimento, ações para o futuro já foram traçadas para Itacuruba no Plano de Ações Articuladas do Ministério da Educação até 2014. Entre elas está a construção de duas novas escolas na zona rural de Itacuruba. Ambas, dotadas de quadra coberta, estão localizadas em Ingazeira e Coité. Também está programada para os próximos dois anos a construção de uma escola na zona urbana que funcionará em regime integral, apresentando 18 salas de aula. Essa escola contará com auditório, laboratório de ciências física e biológica, laboratório de informática, sala audiovisual, refeitório, cozinha e ginásio de esportes.


7<

MaisDesenvolvimento

Obras transformam a nova Itacuruba Uma administração compartilhada e voltada para resultados não poderia colher outros frutos. Itacuruba é hoje uma cidade que abriga pequenos, médios e grandes empreendimentos, com novas conquistas na área produtiva. É um canteiro de obras que mostra um crescimento que não para. É um lugar onde os cuidados com o morador, o trabalho e a dignidade conquistada com ele voltaram a reinar. Um novo Plano Diretor está em fase final de elaboração. Nele, além de estarem direcionadas as ações de esgotamento sanitário e resíduos sólidos da cidade, são destinadas 19 áreas aos projetos empresariais de todos os portes. São projetos nas áreas de psicultura e avicultura, descobertas como potenciais para a reconstrução da identidade econômica do município. Entre os maiores empreendimentos em psicultura que se instalaram em Itacuruba destaca-se uma unidade produtiva da multinacional espanhola Pescanova, segunda maior do mundo, que fica na região do Coité, além de unidades da Netuno, Braspeixe e Tilápias do Agreste. Quando todas estiverem em operação, estima-se um índice de empregabilidade no município de 100%. Para ligar o centro da cidade ao Coité, foi iniciada a construção de uma estrada – conhecida como estrada do Peixe –, que fará a conexão entre os moradores de Itacuruba e a zona de produção de pescados, onde se encontram as unidades produtivas em atuação no município. Os investimentos destinados à estrada do Peixe são da ordem de R$ 13,5 milhões, e a obra deverá ser inaugurada em 2013.

Dezoito quilômetros de estrada estão sendo construídos para ligar o centro de Itacuruba à região produtora de peixe: o Coité. Ela vem sendo chamada de estrada do Peixe. O comércio de Itacuruba também cresceu muito nos últimos 7 anos. A Aníbal Alv es Cantarelli, que era apenas uma rua residencial, hoje é tipicamente comercial, com supermercados, lojas de roupas, sapatos, pizzaria, armarinhos, salão de beleza, farmácias, restaurantes e igrejas. O Hiper Tend de Tudo possui um mix com mais de 2 mil itens. O posto do Bradesco é outra novidade em Itacuruba, que confirma o crescimento do comércio local.


>8

Renovando a cidade Escola Cícero Freire

A escola Cícero Freire foi ampliada. Localizada no centro de Itacuruba, a unidade educacional contará com mais duas salas de aula com 64 metros quadrados cada uma, nova ala de banheiros, inclusive para portadores de necessidades especiais. Com o investimento feito, de R$ 155 mil, vai atender 163 alunos.

Casa de apoio ao Observatório

Com R$ 125 mil, a Prefeitura de Itacuruba construiu uma casa de apoio para o Observatório Nacional, onde serão instalados o telescópio robótico e equipamentos de monitoramento à distância. Serão beneficiados, além da população local, estudantes de todo o país.

Casa da Juventude

Muitos jovens itacurubenses são atendidos por final de semana na Casa da Juventude. O espaço possui área para shows e apresentação de peças teatrais, com camarim e laboratório de informática. No local são ministrados cursos nas áreas de dança, teatro e diversas manifestações culturais. Trata-se de uma das primeiras casas da juventude do estado, onde também são promovidos debates.

Centro de Atividades Econômicas

Trabalhando pela reestruturação da economia local, a Prefeitura investiu R$ 250 mil e inaugurou o Centro de Atividades Econômicas, onde serão realizadas feiras, congressos e demais eventos para estimular os pequenos e médios produtores da região. No local havia antes um pátio aberto sem utilização.

Academia das Cidades

Um terreno que estava ocioso deu lugar à primeira Academia das Cidades de Itacuruba, que vai beneficiar toda a população, promovendo saúde através de atividades físicas. O local contará com o acompanhamento de profissionais habilitados. Ainda em execução, o investimento será de R$ 660 mil e em breve o espaço estará pronto.

Creche Abigail Rocha Cantarelli

Mais uma creche foi construída no município, sendo a primeira com estrutura do Proinfância . Outras duas estão em construção. A Creche Abigail Rocha Cantarelli abrigará 225 alunos por dia, divididos em 12 turmas. Foram investidos na obra R$ 700 mil. No local havia antes um terreno baldio.


9<

Aves do Vale investirá R$ 65 milhões

Novos empreendimentos Pescanova inicia produção no município Itacuruba ganhou uma unidade da segunda maior empresa de pescado do mundo: a espanhola Pescanova, que está produzindo no município 1,2 mil toneladas de peixe inteiro por ano e gerando 35 empregos diretos. O investimento feito, de R$ 7 milhões, deverá subir para R$ 17 milhões, a produção local deve atingir 12 mil unidades de peixe por ano e o número de empregos gerados chegará a 250. Todos voltados para profissionais do próprio município. A estrutura atual permite que sejam produzidas 2,8 mil toneladas anuais de tilápias. “Atingiremos essa produção quando a Celpe viabilizar energia para que possamos colocar em funcionamento nossa nursery – uma estação de engorda de alevinos que permite a transformação desses em juvenis de tilápia de 100 gramas”, informa Davila. Segundo o diretor da multinacional, a Prefeitura Municipal de Itacuruba criou um ambiente favorável aos negócios da empresa, dando toda a assistência necessária durante o processo de implantação.

Concessão de isenção das taxas municipais e de apoio logístico pela Prefeitura de Itacuruba, alto percentual de terras inabitadas e uma localização privilegiada foram apenas algumas vantagens que fizeram com que Itacuruba fosse o escolhido para a implantação de uma unidade da empresa Aves do Vale Produção de Ovos Ltda. As obras já foram iniciadas. A empresa ocupará uma área de 500 hectares e deverá investir R$ 65 milhões para produzir 520 mil pintos de corte por semana. Os ovos também serão disponibilizados para vendas a terceiros.

“A cidade ainda é represada por dois grandes rios – o Pajeú e São Francisco -, e possui iluminação natural anual, água de boa qualidade e pouca umidade do ar”,

“Poderíamos ter ido a outros municípios próximos, mas Itacuruba, na pessoa do prefeito Romero Magalhães, foi quem mais nos ajudou. Ele fez com que a empresa conseguisse uma concessão de água para realizar a produção e um terreno às margens do espelho de água onde fica essa concessão”,

afirma o empresário Nélson Galvão Filho. A primeira etapa do projeto está gerando 360 empregos diretos. Quando estiver completamente executado, vai gerar mais 370 empregos diretos, todos preenchidos por mão de obra local. A produção será voltada para o Nordeste, principalmente para Bahia, Ceará e Pernambuco, por serem os três maiores produtores de frango de corte. A empresa já tem planos de expansão, que deverá ser concluída em seis anos.

afirma o diretor geral da Pescanova Brasil, Róman Davila.

Tilápias do Agreste O empresário Roberto Fontes também está investindo em Itacuruba, com a empresa Tilápias do Agreste, que passa por expansão. Os galpões já estão sendo erguidos.

A agricultura familiar foi apoiada todo tempo. Os assentamentos rurais ganharam infraestrutura (abastecimento de água e energia). Teve o seguro safra e a distribuição de sementes


>10

Mapeando o crescimento O mapa de Itacuruba é o retrato do crescimento físico, econômico e social do município. Nele estão as principais obras que vêm transformando a geografia e a vida da população local. Confira as principais ações da gestão do prefeito Romero Magalhães. 1

Ruas A Prefeitura de Itacuruba investiu em calçamento R$ 200.000,00, pavimentando oito ruas no município e beneficiando toda a população da cidade. Ainda existem 13 ruas cujas obras estão em execução e mais 4 com projetos em análise no Ministério das Cidades, numa demonstração da importância que a gestão atual tem dado à questão. Todas as ruas terão sinalização, equipes de podação e iluminação apropriadas.

2

3

4

Casas Paralelamente à finalização do Plano Diretor do Município, Itacuruba construiu e entregou a moradores 184 novas casas, construídas dentro da malha urbana com saneamento básico e abastecimento d’água, cujos investimentos foram de R$ 1,4 milhão. Fora da malha urbana, mais 41 unidades habitacionais foram entregues a moradores do Coité, Ingazeira e Poços dos Cavalos, num total de R$ 720 mil em investimentos. Outras 30 casas populares estão em construção e outras 21 estão em análise pelo Ministério das Cidades.

3

Turismo Com a dinamização do turismo pedagógico em Itacuruba a partir da instalação do Centro de Observação Astronômica, está sendo construído, na entrada da cidade, em terreno até então ocioso, o Centro de Informações Turísticas. O local funcionará como ponto de apoio a todos que visitarem Itacuruba.

4

Praças e áreas verdes Muita dedicação foi dada à construção e preservação de praças e áreas verdes em Itacuruba, localizados dentro e fora da malha urbana. O objetivo é manter uma paisagem pitoresca e contribuir com a preservação do meio ambiente no município. São mais de sete praças e espaços verdes que também servem como áreas de lazer.


11<

2

Em Execução

Obra em Execução

Expansão Atual/Futura

Concluída

Obra Concluída

Cidade Original

Em Análise

Obra em Análise

1

6

Novas Sedes Nos últimos quatro anos, Itacuruba passou a contar com uma nova sede para a Secretaria Municipal de Saúde, localizada no centro da cidade, e está finalizando um novo espaço para as atividades do Proinfância. Foram investidos cerca de R$ 3 milhões nessas obras.

6

Escolas

7 7

Todas as escolas da cidade estão passando por manutenção anual com pintura, revisão nas instalações elétricas e hidráulicas e troca de louças, torneiras, portas e revisão das cobertas. Foram investidos nessas obras R$ 255 mil. A escola Cícero Freire foi ampliada e outros cinco projetos de escolas com seis salas de aula estão em análise.

5

Barragens e adutoras A barragem subterrânea de Ingazeira, que custou R$ 60 mil, foi entregue à população. Ela favorecerá o município, garantindo a produção de pequenos produtores rurais da comunidade com o acúmulo de águas subterrâneas no leito do rio no período de estiagem. Também foi inaugurada uma adutora na comunidade do Coité, com investimentos de R$ 90 mil, cujo objetivo foi o de regularizar e garantir o fornecimento d’água na comunidade e abastecer novas unidades habitacionais construídas no local.


>12

MaisCidadania

Ações sociais resgatam cidadania dos Itacurubenses O tradicional grupo de dança São Gonçalo insere a população que compõe a terceira idade de Itacuruba no calendário artístico cultural local.

Incentivo ao esporte

Cuidando dos idosos

Foco na família

A população que compõe a chamada boa idade tem muito a comemorar em Itacuruba. De 2009 até agora, participaram de encontros semanais do Programa Idoso Feliz, de aulas de artesanato, canto e dança, e de palestras sobre os Direitos dos Idosos, Saúde e o Sistema Único de Assistência Social. Também foram envolvidos nas oficinas do Projeto Rondon e nas atividades da Horta Comunitária, que convocou os participantes a arregaçarem as mangas e colocarem a mão na massa. A participação dos idosos no calendário artístico-cultural ficou por conta do bloco carnavalesco, da quadrilha junina, do tradicional grupo de dança São Gonçalo e do Coral de Canto do Programa Idoso Feliz, criado em 2010.

As ações de fortalecimento social estreitaram os laços de Itacuruba com seu povo. Por meio do programa Bolsa Família, a gestão realizou o cadastramento de 1.220 famílias e atendimento em mais de 660 lares. As famílias também foram beneficiadas com o projeto federal Rodon e o Programa de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF). O governo municipal proporcionou, ainda, bem estar e proteção dentro dos Centros de Referências em Assistência Social (CRAS). Os espaços foram ampliados e oferecem melhor estrutura para orientar e combater qualquer violação ao direito das famílias.

Praticar esportes é investir em saúde, e a Prefeitura de Itacuruba sabe disso. Sendo assim, adquiriu materiais esportivos e iniciou a manutenção do Estádio Gaudenção, que tem a melhor infraestrutura da região. A cidade tem incentivado atletas e times locais, realizado escolinhas de futebol infantil, mirim e juvenil, apoiando jogos escolares, amistosos, torneios e campeonatos municipais e regionais.


13<

Previdência Social

Adolescentes acompanhados de perto Aulas semanais de inclusão digital, cidadania, desenvolvimento pessoal, protagonismo juvenil dentro do Projovem vêm dinamizando a vida dos adolescentes de Itacuruba nos últimos quatro anos. Eles participaram de rodas de conversa sobre Meio Ambiente e Direitos do Cidadão, de encontros que trataram dos serviços oferecidos à população vulnerável e do re-

cadastramento do Programa de Bolsa Família. Os jovens também foram acompanhados com visitas domiciliares quando integrantes do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC na escola), que tem como objetivo desenvolver ações intersetoriais, visando a garantir o acesso e a permanência na escola de crianças e adolescentes de 0 a 18 anos.

Vivenciando tradições A Prefeitura de Itacuruba vem divulgando as riquezas culturais locais. Com o Projeto Educarte, realiza oficinas de dança e teatro para crianças e adolescentes. Também tem apoiado grupos musicais e artistas locais, adquirindo instrumentos, promovendo shows em eventos da prefeitura e viabilizando gravações de cds. Esse apoio contempla todas as etnias (comunidades Quilombolas: Gilu, Poço dos Cavalos e Ingazeira, e Aldeia dos índios Pankará); as associações; os assentamentos; as cooperativas locais e os eventos religiosos, como a romaria de Nossa Senhora Aparecida na Serra da Santa do Jatinã. Os artesãos de Itacuruba também foram favorecidos, sendo 41 deles cadastrados

A Prefeitura Municipal de Itacuruba instituiu, pela Lei nº 010/2009, de 14 de dezembro de 2009, Regime Próprio de Previdência Social (RPPS). O objetivo foi dar maior segurança social aos servidores municipais efetivos com menor custo para o Tesouro Municipal (20% menos) e adequar a administração às exigências do Tribunal de Constas do Estado (TCE). Os servidores e seus dependentes passaram a ter seguridade, aposentadoria, cobertura nos eventos de invalidez, doenças, reclusão, morte e proteção à maternidade e família, Em 2009, o número de beneficiários era de 161. Em 2012 passou para 259. Um crescimento de 61%, decorrente de concurso público realizado em 2011.

Direitos humanos garantidos

e reconhecidos pelo Programa de Artesanato Brasileiro. Esses artesãos e seus artesanatos estão no manual do projeto Mãos de Itaparica, com registro fotográfico e audiovisual sobre o que é produzido na região.

Unicef apoia o município Itacuruba realizou o I Fórum Comunitário em 2010, com a participação de toda a comunidade, gestores municipais e povos tradicionais, enfocando os Objetivos do Milênio. Em 2011, realizou o Circuito Cultural e Esportivo - Selo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), estimulando as crianças e adolescentes do município a adotarem a prática de esportes. Ainda em 2011, foram realizadas as Conferências Municipais, entre elas a IV Conferência da Criança e do Adolescente, IV Conferência de Assistência Social, I Conferência do Idoso, a I Conferência de Segurança Alimentar e Nutricional e a I Conferência para Mulheres de Itacuruba.

As vítimas de violações de direitos, assim como seus familiares, tiveram atenção redobrada nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) de Itacuruba. Foram realizados pela Prefeitura Municipal visitas domiciliares, estudos de casos, orientações e acompanhamentos. Além disso, a Secretaria de Desenvolvimento Social promoveu curso de Inclusão Produtiva para 200 pessoas e capacitações em parceria com Governo do Estado e Ministério de Desenvolvimento Social, numa forma de dar trabalho e dignidade ao cidadão itacurubense. Também foram realizados registros de documentações gratuitas, como segundas vias de documentos, CPF, RG, certidões de nascimento, dentre outros.


>14

MaisEntrevista

“Itacuruba tem qualidade Responsável pela reconstrução efetiva de uma nova Itacuruba, o prefeito Romero Magalhães conta, nesta entrevista, como encontrou a cidade, há sete anos e meio, que desafios teve que superar, que barreiras ainda precisarão ser transpostas e o que Itacuruba em 2005 mudou na vida dos Terra arrasada. População sem esperanças itacurubenses desde que e sem perspectivas. Houve má gestão, que abandonou o povo e o deixou numa situaa atual administração ção de muita dificuldade. Quando assumimos, os funcionários estavam há mais de municipal decidiu dez meses sem receber salários. Todos os serviços essenciais simplesmente não exiscuidar do social e tiam, como limpeza urbana, educação, saúdo desenvolvimento de... A evasão escolar era de 60%, havia desnutrição, e apenas 3,2 mil habitantes econômico local. ainda residiam na cidade. Esses diziam que não deixavam a cidade porque não tinha para onde ir. Via-se em Itacuruba uma enorme evasão municipal.

Itacuruba hoje É um município reconstruído, redescoberto. Tivemos que repensar Itacuruba. O município vivia uma realidade e hoje vive outra. Mas quando assumimos, aquela realidade era com o que tínhamos que contar. Então resolvemos construir a cidade com o envolvimento social, desde o primeiro momento, em 2004, na elaboração de um plano de governo participativo. Em documento escrito, disponibilizamos os compromissos que assumimos e que foram extraídos da própria sociedade. Iniciamos a gestão com esse compromisso e fomos implantando todas as politicas públicas, envolvendo educação, saúde, desenvolvimento social e infraestrutura. Começamos, assim, a reconstrução de uma nova Itacuruba.


15<

de vida” Resultados alcançados Colocamos em andamento o projeto do turismo estudantil pedagógico através do Centro de Observação Astronômica, um centro de referência em astronomia que está localizado em Itacuruba e que já conta com o primeiro telescópio em funcionamento. O Impacton é um projeto grande, porque é o único na América Latina que permite o monitoramento de asteróides em rota de colisão com a terra, um trabalho que é feito em conjunto com a Nasa. Além desse, há dois outros observatórios sendo construídos e que constituirão um complexo de astronomia que será a base para o nosso projeto do desenvolvimento do turismo pedagógico, para estudantes de todo o Nordeste. Mas sabíamos que nosso desafio não era só administrativo. Precisávamos descobrir vocações para o município. Iniciamos projetos de psicultura empresarial, incentivando os pequenos e os médios produtores, atraindo grandes empreendimentos e estimulando as produções dos pescadores locais. Hoje, ser itacurubense é motivo de orgulho. O município tem qualidade de vida. É um município que não tem crianças fora da escola, crianças desnutridas, adolescentes sem oportunidade de profissionalização. No município, os idosos são tratados com carinho, há desenvolvimento e geração de trabalho e renda.

Itacuruba hoje é um município reconstruído, redescoberto. Tivemos que repensar Itacuruba. O município vivia uma realidade e hoje vive outra. Mas quando assumimos, aquela realidade era com o que tínhamos que contar. Então resolvemos construir a cidade com o envolvimento social, desde o primeiro momento, em 2004, na elaboração de um plano de governo participativo.”

Desafios superados No primeiro momento, devolver o brilho nos olhos das pessoas, a esperança e a capacidade de conduzir os seus destinos. Desenvolvemos um amplo programa habitacional. Erradicamos as casas precárias de taipa do município e construímos novas moradias. Dotamos Itacuruba de saneamento básico, reformamos o hospital, escolas, calçamos ruas, construímos novos prédios e aparelhos públicos. Temos a educação como base fundamental disso tudo, porque é ela que vem transformando nosso município. A partir de 2006, dotamos o município do sistema de internet wireless, gratuita para toda a população, que passou a ter facilidade em buscar informações. Os jovens passaram a ter nova ferramenta de pesquisa. Fizemos uma inclusão digital massificada, porque essa internet foi disponibilizada para toda a cidade

de forma gratuita. Mas não nos esquecemos dos pequenos produtores, dos assentados, das associações. Já contamos com vários assentamentos dotados de casas com água e energia.

Desafios futuros Desenvolvemos uma ampla reforma administrativa no município, passando por um redesenho organizacional, e podemos dizer que realmente fundamos políticas públicas em Itacuruba. O desafio maior a partir de agora é fazer com que essas mudanças, esses desafios e essas políticas públicas não parem. Que realmente se consolidem com a participação de todos. Indicadores internos e externos de cobertura nos programas sociais para crianças, idosos, adolescentes, nas áreas de saúde, educação, segurança e infraestrutura urbana, passando pela reestruturação da malha viária urbana, nos colocam em posição de destaque. Para a sistematização da expansão da cidade tivemos que ter um grande empenho de toda a equipe, que passou por um processo de formação e capacitação. Trata-se de uma equipe de trabalho que é praticamente toda local. A preparação de nosso secretariado foi toda voltada para o movimento do Novo Brasil, que eleva a gestão pública a uma condição mais profissional, orientada para resultados. Acho que o maior desafio para frente é a continuidade dessa filosofia de trabalho, que inclusive nosso governador Eduardo Campos tem dado exemplo. Desde 2005 iniciamos essa gestão voltada para resultados e isso precisa continuar.


>16

MaisSaúde

Priorizando a saúde pública Cuidando da vida A saúde do itacurubense é, para a prefeitura municipal, um bem precioso. Por esse motivo, foram adquiridos novos e modernos equipamentos que permitem diagnósticos mais precisos e tratamentos mais eficazes, construídas novas sedes, reforçada a vigilância sanitária, realizados cursos e palestras educativas e implantados programas que têm como objetivo levar ao cidadão local uma vida saudável e feliz. Tudo isso sem esquecer dos cuidados especiais com o idoso, a criança, o adolescente, a mulher e a família.

Todas as ações e programas de saúde, promovidas pela Prefeitura, têm o objetivo de levar ao cidadão uma vida mais saudável e mais feliz

Crianças, mulheres e idosos bem cuidados, famílias felizes O fortalecimento da puericultura – ciência que cuida do desenvolvimento das crianças – pode ser comprovado em Itacuruba com o registro do aumento de 94% no peso da população infantil do município. Esse monitoramento, aliado a cuidados com a família, transformam a vida local. Campanhas de vacinação e atendimento especializado para a terceira idade têm deixado os idosos mais protegidos. Para

as mulheres, têm sido feitos rotineiramente exames preventivos contra câncer do colo do útero e pré-natal. Entre as ações que envolvem planejamento familiar estão a garantia e a distribuição de insumos de métodos anticonceptivos, como o DIU; palestras educativas e distribuição da lista de métodos anticonceptivos do Ministério da Saúde.


17<

Aquisições e construções pelo bem comum Nos últimos quatro anos, algumas aquisições voltadas aos cuidados com a saúde do itacurubense foram feitas pela prefeitura. Entre elas estão a ambulância e os equipamentos que foram instalados na sala de parto e na urgência da Unidade Mista Dr. Manoel Novaes, os equipamentos instalados no Conselho Municipal de Saúde e uma Unidade Básica do Samu (unidade móvel). Itacuruba também ganhou novo prédio para sediar a Secretaria Municipal de Saúde, estruturou o espaço físico do Canto Mãe Coruja e implantou a sede da nova Unidade Básica de Saúde da Família.

Vigilância sanitária contra endemias Para evitar o crescimento de doenças endêmicas e/ou negligenciadas, a exemplo de Mal de Chagas, Leishmaniose e Raiva, a Prefeitura de Itacuruba ampliou parcerias com Ministério da Saúde e com o Governo do Estado para intensificar as atividades educativas na prevenção e no tratamento das doenças, respeitando as diversidades étnicas. Um dos objetivos da Vigilância Sanitária do município é aumentar os investimentos na área da saúde priorizando a Agrovila do Coité e Ingazeira. Entre as ações desenvolvidas nos últimos quatro anos estão a coleta de água para análise, realização de palestras sobre cuidados com a água para consumo e distribuição de hipoclorito.


>18

Adesão a programas favorece a cidade A inclusão de Itacuruba em programas estaduais e federais de saúde tem fortalecido a população. Entre os mais importantes destacam-se Pacto Pela Saúde, Programa de Melhoria da Qualidade da Atenção Básica, Rede Cegonha, Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica, Adesão a Sala de Estabilização e Pronto Atendimento, Plano Anual de Vigilância em Saúde, Plano Brasil sem miséria, Brasil sorridente, Olhar Brasil, Plano de Aceleração

Profissionais treinados e valorizados rendem mais Itacuruba proporcionou aos profissionais de Saúde do município cursos de humanização do atendimento, que vêm estreitando as relações com os pacientes. Dentro de uma política de valorização desse profissional, foi feita a entrega de fardamentos e ampliada a oferta de empregos na Unidade Mista do Programa Saúde da Família (PSF) e do Departamento de Vigilância em Saúde, através de concurso municipal ocorrido em março deste ano. A humanização do atendimento passou a ser conduta Indispensável a ser adotada por todos os profissionais de saúde

do Crescimento – PAC 2, Politica Estadual de Fortalecimento da Atenção Básica, programas Minha Certidão, Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica, Melhoria do Acesso e da Qualidade da Saúde, Rede Cegonha, Programa de graduação em enfermagem com especialização em Oncologia, Programa Saúde do Adolescente e Sistema de Vigilância Nutricional.

Prevenção como melhor remédio A informação é a melhor arma na luta pela saúde de um povo. E, como a prevenção é o melhor remédio, a Prefeitura de Itacuruba vem promovendo encontros, palestras e cursos voltados à orientação de todos. Foram realizadas a 3ª Conferência Municipal de Saúde; a Oficina de Saúde Mental para Profissionais da Saúde, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde; a Semana Municipal de Saúde; Semana Municipal do Bebê, em parceria com o Canto Mãe Coruja e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social; a Semana Municipal de Combate à Obesidade nas escolas pelo Programa Saúde na Escola; Semana de Combate à Dengue, com palestras e dois mutirões de limpeza, em parceria com a Secretaria de Obras; além de campanhas de vacinação.


19<

MaisHistória

Desde os capuchinhos A história de Itacuruba começa nos primórdios do século XVIII, quando os capuchinhos franceses, chefiados pelo Frei Francisco Dumfront, abraçaram missões às margens do São Francisco. O local, chamado de Ilha do Sorubabel, encontrava-se , em 1702, debaixo da proteção de Nossa Senhora do Ó. Foi então construída a igrejinha de Nossa Senhora do Ó, dotada de uma linda imagem da santa em madeira. Em 1709, os capuchinhos franceses foram substituídos pelos barbadinhos italianos. Mesmo sem Frei Francisco Domfront, a missão de Sorubabel teve vida florescente no século XVIII, irradiando pelas redondezas, sobretudo atavés do Pajeú, os ensinamentos da religião cristã. Em 1792, entretanto, o Rio São Francisco desceu com a maior cheia de todos os tempos e a Ilha do Sorubabel foi totalmente inundada, sua capela destruída e a imagem da Nossa Senhora do Ó arrastada pelas águas. Essa imagem foi encontrada por pescadores nas proximidades de Petrolândia, na Fazenda Várzea Redonda. Identificada, foi recolhida na igreja da Freguesia de Tacaratu, onde permaneceu por 97 anos. A imagem só regressou às margens do rio quando construíram nova capela, inaugurada em 1889. O local escolhido, em 1930 passou a se chamar Itacuruba, inicialmente povoado do município de Floresta e oito anos depois povoado de Belém do São Francisco. Só em 1963 Itacuruba virou município autônomo, constituído pela área do distrito-sede e pelas ilhas localizadas no trecho do São Francisco que corta aquela região. Em 1988, Itacuruba foi totalmente inundada pelas águas do Velho Chico para a construção, pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), da barragem de Itaparica. Com o evento, os sonhos de agricultores que tiravam da terra o seu sustento, naufragaram. A cidade foi reconstruída e parte dos moradores transferidos para a nova Itacuruba, situada a quatro km do rio e a doze km da rodovia mais próxima. Várias famílias foram levadas a outros assentamentos, como o Brígida, que fica no município de Orocó. Essa separação reduziu a população de cerca de16 mil habitantes para pouco mais de 3 mil. No começo, a Chesf pagava, a título de indenização, uma mensalidade aos moradores. Aos poucos, boa parte deles passou a depender de emprego público municipal e de programas sociais. Esse fato, a falta de perspectiva e a ausência de terras agricultáveis formaram a trilogia da depressão que atingiu a população de Itacuruba. O incremento das ações sociais, a ampliação da oferta dos serviços públicos e a criação de novas alternativas de renda têm modificado, nos últimos anos, a triste realidade dos itacurubenses. Eles, que por muitos anos buscaram sem sucesso uma nova identidade cultural e econômica, dão hoje sinais de esperança.

Um dos compromissos do nosso governo, assumidos durante a campanha de 2006, foi desenvolver Pernambuco por inteiro, do litoral ao Sertão: fazer Suape crescer,como fizemos, investindo em quatro anos o dobro que havia sido investido em trinta anos, mas investir também em ações que gerem riqueza no interior. Itacuruba é um exemplo de um município que vem recebendo investimentos públicos e privados que mudam para melhor a vida das pessoas. São obras públicas, como pavimentação de ruas e abastecimento d’água, e privadas, como a atração de grandes empresas, como Aves do Vale,Tilápias do Agreste e a multinacional espanhola Pescanova, que se instalaram no município. Também tivemos casas construídas através do programa Minha Casa, Minha Vida e cuidados com a saúde desenvolvidos pelo programa Mãe Coruja.Tudo isso sem falar do apoio que demos, quando estávamos no Ministério de Ciência e Tecnologia, para a implantação do Observatório Astronômico. O importante nisso tudo é que a parceria dos governos Federal, Estadual e Municipal vai fazendo de Itacuruba um lugar cada vez melhor para se trabalhar e viver.” Governardor Eduardo Campos Quero parabenizar o prefeito de Itacuruba, Romero Magalhães, pela administração que tem desenvolvido no município. Itacuruba é uma cidade que vem se desenvolvendo nessa última gestão, tanto na economia, quanto na infraestrutura, gerando, cada vez mais, novos empregos aos cidadãos Itacurubenses. Desejo que esta gestão continue no mesmo ritmo de crescimento, acompanhando dessa forma o desenvolvimento que Pernambuco está vivenciando.” Deputado Sílvio Costa Filho


>20


JornalItacuruba_2012