Page 1

« AXA Barómetro Reforma » A Reforma, uma nova vida depois do trabalho? Resultados para Portugal, com comparação internacional

« AXA Barómetro Reforma » - Janeiro 2005


Índice „ 1 : Introdução Objectivos Metodologia

p.3 p.4

„ 2 : Análise 2.1. Como é que as pessoas encaram a reforma? Que tipo de actividades praticam? 2.2. Como se preparam para a reforma? 2.3. São felizes? 2.4. Outros tópicos

„ 3 : Conclusões

p.6 p.27 p.40 p.43 p.54

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 2


Introdução: «AXA Barómetro Reforma » - Objectivos ƒ Explorar e compreender as atitudes face à reforma. ƒ Comparar as percepções relativas à reforma com a realidade: pessoas no activo e reformadas. ƒ Analisar os resultados para Portugal de um ponto de vista internacional.

Î

Um estudo de referência sobre a reforma

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 3


Metodologia ƒ Cobertura geográfica: amostra de 9.200 pessoas entrevistadas em 15 países Países Baixos Bélgica Canadá

R.U. França Espanha

ƒArial 14 E.U.A.

Portugal

Alemanha Japão

Itália Hong Kong Singapura

ƒArial 14 Austrália

Nova Zelândia

Base : n=300 pop. activa, n=300 reformados Excepto para EUA: n=400 pop. activa, n=400 reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 4


Metodologia ƒ Estrutura da amostra para Portugal: 307 pessoas no activo com mais de 25 anos / 302 pré-reformados e reformados com menos de 75 anos. Amostra representativa das duas populações com base em género, idade, região, dimensão da cidade e ocupação do chefe de família (especificamente para população no activo). [Método de quotas] ƒ Entrevistas telefónicas efectuadas por Metris GfK ƒ Questionário: 20 minutos ƒ Trabalho de campo: 14 de Outubro – 29 Outubro 2004

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 5


Amostra (1/4) Género e Idade

Activos

Reformados

(quotas)

(quotas)

Masculino

48

46

Feminino

52

54

(quotas)

(quotas)

25-34 anos

31

-

35-44 anos

30

-

45-54 anos

25

9

55-64 anos

14

27

65-75 anos

-

64

Género (em %)

Idade (em %)

Base : n=307 activos, n=302 reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 6


Amostra (2/4) Ocupação do(a) chefe de família Activos Ocupação do(a) chefe de família (em %) Direcção geral, director(a) ou gestor(a) de topo com responsabilidade sobre 5 ou menos empregados. Pessoas por conta própria (médicos, advogados, economistas, etc) Gestão intermédia, outra gestão com responsabilidade sobre 6 ou mais empregados Proprietário(a) de negócio / dono(a) de uma empresa ou loja, artesão, outros trabalhadores por conta própria com responsabilidade sobre 5 ou menos empregados.

(quotas)

Reformados (quotas)

3

1

2

2

2

2

8

4

Profissão técnica

14

9

Gestão intermédia, outra gestão com responsabilidade sobre 5 ou menos empregados

5

3

Empregado, essencialmente trabalho de secretária

10

13

Pensionista, inválido(a)

2

18

33

29

1

1

Desempregado(a) ou temporariamente sem emprego

1

-

Outro (não qualificado) trabalho manual, empregado(a) doméstico(a)

18

17

Dona de casa

1

1

Empregado(a) não manual, nem de escritório, mas que se desloca ou em comissão de serviço Trabalhador(a) especializado(a) ou semelhante trabalhando por conta própria

Base : n=307 activos, n=302 reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 7


Amostra (3/4) Regiões e Dimensão da comunidade Activos Regiões (em %)

(quotas)

Reformados (quotas)

Norte

36

32

Lisboa

27

25

Centro

22

25

Sul

11

14

Ilhas

4

4

(quotas)

(quotas)

Menos de 2 000 habitantes

44

43

Entre 2 000 e 9 999 habitantes

16

18

Entre 10 000 e 99 999 habitantes

23

23

Mais de 100 000 habitantes

17

16

Dimensão da comunidade (em %)

Base : n=307 activos, n=302 reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 8


Amostra (4/4) Situação familiar Activos Estado civil (em %) Casado(a) 72 Divorciado(a) 7 Solteiro(a) 19 Viúvo(a) 2 Filhos (em %) Tem filhos 76 Não tem filhos 24 Netos (em %) Tem netos 15 Não tem netos 85 Inquilino(a) ou proprietário(a) da morada de família (em %) Inquilino(a) 16 Proprietário(a) da morada de família 64 Vive na casa da família, de amigos, 20 filhos Casas de férias (em %) Tem casa de férias 11 Não tem casa de férias 89

Base : n=307 activos, n=302 reformados

Reformados 79 5 3 13 92 8 72 28 22 75 3 14 86

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 9


Como é que as pessoas encaram a reforma? Que actividades praticam? Pessoas no activo versus reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 10


1. Qual é a idade ideal para a reforma? A idade ideal de reforma para os portugueses, activos e reformados, situa-se a um nível médio das preferências dos diversos países. Idade ideal de reforma Singapura Austrália Canadá França EUA Hong Kong N.Zelândia R.U. Bélgica Portugal Espanha Itália PaísesBaixos Alemanha Japão

54 60 55 58 55 58 55 58 55 59 55 61 56 60 56 60 57 60 57 60 57 62 58 58 59 60 59 61 61 65

Idade real/prevista de reforma

Idade Média

Austrália Singapura Hong Kong Japão Canadá Bélgica França Portugal RU Itália EUA PaísesBaixos N.Zelândia Espanha Alemanha Activos Reformados

53 56 57 56 58 55 60 60 61 57 61 59 61 59 62 57 62 59 63 57 63 58 63 60 63 60 63 61 64 59 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 11


2. O que pensam as pessoas sobre o aumento da idade limite para a reforma? O limite máximo desejado para a reforma é o mais baixo de todos os países.

% de pessoas que não concordam com o aumento da idade de reforma 69 63

PaísesBaixos Itália

57

Bélgica

48

Espanha

51

França Portugal

EUA

22

19 17 14 9

Questão não se aplica a Austrália e N.Zelândia Para EUA, Canadá, Hong Kong, Singapura: “adiamento de alguns anos”

Canadá

67 67

RU

67 66

PaísesBaixos

66 65

Japão

66 65

Alemanha Espanha Singapura

Activos

65 64 64 65 63 65

Bélgica

63 64 63 63

França

63 63

Hong Kong

43 40 36

Canadá

Japão

64

57 55 45 40

RU

Singapura

66

61 49 60 49 58 55

Alemanha

Hong Kong

69

Até que limite a idade de reforma pode ser aumentada (média)

EUA

62 62 61 62

Portugal

60 59

Itália

Reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 12


3. Que pensamentos espontâneos ocorrem ao pensar na «Reforma»? A taxa de activos e reformados portugueses com uma imagem positiva da reforma é a mais baixa de todos os países e muito longe dos europeus. Por conseguinte, os portugueses partilham nitidamente com os italianos e os reformados canadenses a mesma percepção negativa da reforma. Total de imagens positivas Bélgica

55

N.Zelândia Canadá França Alemanha Singapura Hong Kong Itália

39 36

RU PaísesBaixos Espanha

35

Japão

34 27

44

Itália

39

Portugal Japão Austrália

17

25

Bélgica

Espanha

23

Hong Kong

23

53

N.Zelândia

52 62 52 57 52

RU

Singapura Alemanha PaísesBaixos França EUA Canadá Activos Reformados

15

14

Em %

55

48

27 27 27

54 65 60 60 53 57

51 56 45 46

EUA

Portugal

74

71 71 69 67 68 69 66

Austrália

Total de imagens negativas

Em %

32

25 38 33

23

20 17 18 17 18 17 13 22 13 13 11

70

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 13


4. Que actividades para a reforma? (1/3) Procurando sobretudo a tranquilidade, os portugueses são os que menos investem em projectos individuais. As viagens, embora seja a actividade mais imaginada pelos activos, enviam Portugal para o fundo da tabela, onde os reformados são quem menos viaja a par com os Italianos e os Holandeses. Um hobby, interesse especial

Viajar França Bélgica

14

Canadá Espanha

58

10

20

EUA Austrália

24

N.Zelândia PaísesBaixos Singapura Alemanha RU Itália Hong Kong Japão Portugal

5

N.Zelândia

52

Itália

46 37 44 44

21 9

54

49

11

39 36 26 36 20 34 16 31

30 15 27 16 24 9

Austrália

PaísesBaixos Japão RU Alemanha Bélgica EUA Singapura Canadá França Espanha Portugal Hong Kong

47 46 42 50 39 29 33 41 29 29 28 33 24 29 22 32 20 19 20 10 19 21 17 27 13 21 12 10 8 10

Desporto

Em % N.Zelândia RU Canadá Alemanha Austrália EUA Bélgica PaísesBaixos Singapura França Hong Kong Espanha Portugal Itália Japão

Activos Reformados

36 26 26 22 24 35 24 32 24 29 20 18 14 20 12 29 11 19 11 17 10 17 8 6 7 10 7 9 6 14

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 14


4. Que actividades para a reforma? (2/3) Com os activos neo-zelandeses, os activos portugueses ficam à frente de todos os outros países no que diz respeito às actividades culturais. Contudo, os actuais reformados dedicam-lhes menor atenção do que a maioria dos outros europeus. Jardinagem e bricolage são actividades menos praticadas pelos reformados portugueses do que por outros europeus. Jardinagem, Bricolage N.Zelândia RU França Canadá Bélgica Austrália Portugal PaísesBaixos Alemanha EUA Itália Japão Espanha Singapura Hong Kong

28

56

20 31 16 37 16 24 15 46 14 31 14 18 11 21 10 33 10 15 7 15 6 21 4 8 4 5 0 0

Activos Reformados

Interesses Culturais, ler mais voltar à Universidade N.Zelândia Portugal Itália RU Espanha Austrália Alemanha Canadá França Bélgica EUA PaísesBaixos Singapura Hong Kong Japão

21 29 19 15 18 12 17 21 17 19 17 18 15 19 13 21 12 17 11 24 9 11 9 11 8 11 7 8 1 6

Em %

Voluntariado / participar em Assoc. Hong Kong Singapura Itália N.Zelândia Austrália PaísesBaixos Japão Canadá Alemanha França Portugal EUA Bélgica RU Espanha

31 19 28 19 23 13 22 40 20 32 18 35 17 30 15 25 15 11 14 19 13 10 11 22 9 19 7 22 3 4

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 15


4. Que actividades para a reforma? (3/3)

Visitar a família / Vida social

Caminhada / turismo pedestre N.Zelândia RU PaísesBaixos Bélgica Alemanha França Espanha Austrália Singapura Portugal Itália EUA Canadá Hong Kong Japão

20

N.Zelândia

33

20 26 13 15 11 25 10 28 10 24 9 24 8 17 7 26 7 15 6 12 6 10 5 25 5 14 2 6

itália Bélgica Portugal Austrália RU Singapura Alemanha Canadá França EUA PaísesBaixos Espanha Japão

Activos Reformados

Hong Kong

24 37 23 36 22 25 20 19 19 28 18 27 17 30 15 21 14 28 14 13 13 19 10 20 9 20 7 10 4 6

Em %

Excursões / viagens /visitas RU N.Zelândia Bélgica Itália França Alemanha Austrália Portugal

PaísesBaixos Espanha Canadá EUA Singapura Japão Hong Kong

12 12 11 12 10 13 10 5 9 5 7 11 7 10 7 7 6 8 6 7 4 4 3 7 3 3 2 3 0 0

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 16


5. Qual a duração das férias? De todos os ocidentais, os portugueses, activos ou reformados, são os que vão menos de férias. Além disso, a duração das estadas é das mais curtas, sobretudo a dos reformados. Em % de «SIM»

Foi de férias?

PaísesBaixos

58

RU França Itália

42

Alemanha Espanha

43

77

71 61 71 57 69 68 55 66

64 57 64 53 60 66 54 57 50 53 49 39 42 46 38 43

N.Zelândia Bélgica Austrália EUA Canadá Portugal Singapura Hong Kong Japão

Número de dias

21 26

Austrália

25 dias

36 dias

N.Zelândia

22 dias

33 dias

Canadá

21 dias

36 dias

PaísesBaixos

21 dias

31 dias

França

19 dias

31 dias

Espanha

19 dias

27 dias

Alemanha

19 dias

25 dias

RU

19 dias

24 dias

Bélgica

17 dias

22 dias

Portugal

17 dias

18 dias

EUA

16 dias

35 dias

Itália

13 dias

30 dias

Hong Kong

13 dias

26 dias

Singapura

12 dias

23 dias

9 dias

11 dias

Japão Activos Reformados

Quanto tempo?

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 17


6. Qual deve ser o papel dos reformados? (1/2) Os portugueses são os que mais valorizam o papel de transmissão de conhecimentos e experiências. Envolver-se na vida comunitária Hong Kong Itália Austrália N.Zelândia EUA Singapura França Portugal RU Candá Alemanha Japão Bélgica Espanha PaísesBaixos

98 90 94 84 92 85 89 86 88 80 88 79 88 77 87 77 84 78 83 83 80 66 78 72 78 63 76 54 61 56

Em % de “SIM”

Transm. conhecimentos/experi. de vida 97 96 97 92 96 94 96 93 95 93 94 94 94 91 93 92 93 89 92 89 92 84 91 81 91 81 77 74

Portugal Hong Kong Itália França Canadá Austrália Alemanha RU Bélgica Espanha N.Zelândia EUA Singapura Japão Activos Reformados

PaísesBaixos

51 52 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 18


6. Qual deve ser o papel dos reformados? (2/2) Os portugueses são os que mais realçam o papel de suporte financeiro das jovens gerações e os que mais se empenham no cuidado dos netos. Cuidar dos netos Portugal EUA N.Zelândia Austrália RU Bélgica Itália Alemanha Hong Kong Singapura Canadá França Espanha Japão PaísesBaixos

94 93 94 89 93 92 92 89 92 87 92 84 89 91 89 80 88 84 84 86 84 81 77 85 76 89 64 51 54 53

Em % de “SIM”

Ajudar financeiramente os filhos/netos 79 89 75 80 74 84 73 70 68 64 67 78 67 75 66 67 62 70 61 77 60 66 56 66 55 58

Portugal França Alemanha EUA Bélgica Itália Hong Kong N.Zelândia RU Espanha Austrália Canadá Singapura

40 49

Japão Activos Reformados

PaísesBaixos

23 21 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 19


7. Que tipo de apoio dos filhos aos pais reformados? Como em Hong Kong, os reformados portugueses são os que mais podem contar com o apoio moral, afectivo, material e financeiro dos filhos. Ajuda material além de financeira

Presença, visitas regulares

Em % de “SIM” Hong Kong Portugal Itália Espanha Austrália França Alemanha EUA Canadá Singapura Bélgica N.Zelândia RU Japão PaísesBaixos

99 99 98 98 96 98 96 96 96 90 95 95 95 93 94 93 94 89 93 91 92 94 92 93 92 91 91 90 80 73

92 Hong Kong 91 88 Portugal 92 84 Singapura 86 84 Espanha 84 84 Itália 80 74 Japão 73 70 Canadá 59 68 França 64 67 Alemanha 64 66 EUA 63 65 RU 58 64 N.Zelândia 63 62 Bélgica 46 57 Austrália 42

Hong Kong Portugal Itália Singapura Espanha França EUA RU N.Zelândia Bélgica Austrália Canadá Alemanha Japão PaísesBaixos

Activos Reformados

Ajuda financeira

19 10

PaísesBaixos

95 94 85 84 80 80 77 83 67 65 48 31 43 32 42 38 41 32 41 30 41 25 36 21 35 34 35 23 21 12

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 20


8. Em caso de doença, as pessoas reformadas podem contar com a família? A solidariedade familiar perante a doença é particularmente forte e esperada em Portugal, tal como nos outros países da Europa do Sul e na Alemanha. % dos que acham que podem contar com a família em caso de doença Espanha Itália Alemanha Portugal Canadá Austrália RU EUA N.Zelândia França Bélgica Japão Hong Kong PaísesBaixos Singapura Activos Reformados

Em % de «SIM»

85 84 85 82 84 81 84 80 78 77 77 77 76 79 76 75 72 78 71

58 69 68 68 66 63 55 61 61 47 60

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 21


9. Com que idade se considera uma pessoa como “velha”? Uma percepção muito homogénea em relação à idade do «limiar da velhice».

Activos

Reformados

Itália

75 anos

75 anos

Países Baixos

75 anos

78 anos

Espanha

74 anos

74 anos

França

74 anos

74 anos

Alemanha

74 anos

75 anos

Austrália

74 anos

75 anos

Bélgica

74 anos

75 anos

Portugal

74 anos

75 anos

R.U.

74 anos

74 anos

EUA

73 anos

75 anos

Canadá

73 anos

75 anos

Nova Zelândia

73 anos

75 anos

Japão

72 anos

74 anos

Hong Kong

71 anos

72 anos

Singapura

71 anos

73 anos

Activos Reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 22


10. Que momentos significam ficar velho? Em Portugal, como fora, a velhice é pouco ou nada associada à reforma. Em contrapartida, é um dos países onde a velhice está mais fortemente associada à doença, sobretudo para os reformados. Perda de mobilidade / menor mobilidade / autonomia

Doença 56 60

Alemanha Bélgica Portugal N.Zelândia Hong Kong RU Itália França Singapura Austrália Espanha EUA Canadá PaísesBaixos Japão

32 36 31 46 30 27 28 27 28 27 27 39 26 41 26 28 26 25 24 28 21 30 21 24 14 22 7 12

N.Zelândia Austrália Bélgica Alemanha EUA Portugal Espanha Canadá França RU Hong Kong Singapura Japão Itália PaísesBaixos

Em %

Perda de independência

39 Itália 49 38 N.Zelândia 56 36 França 29 34 Alemanha 31 30 Portugal 34 30 Bélgica 32 29 RU 37 29 EUA 29 29 Espanha 26 24 Canadá 48 21 PaísesBaixos 19 21 Singapura 15 16 Hong Kong 27 12 Austrália 21 10 Japão 22 Activos Reformados

18 França 22 13 Itália 9 10 Candá 9 10 EUA 5 9 N.Zelândia 9 8 Bélgica 11 8 Singapura 9 7 Portugal 4 5 Austrália 5 5 Hong Kong 4 5 Alemanha 4 5 RU 1 0 Espanha 0 0 PaísesBaixos 0 0 Japão 0

Reforma 13 6 7 6 7 2 6 2 6 2 5 4 5 1 4 3 4 2 3 3 3 2 2 2 1 6 1 1 0 2

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 23


11. Qual seria o local de residência ideal durante a reforma? Como em todo o lado, o desejo dos portugueses é ficar em casa depois da reforma. Alguns activos sonham em viver a reforma noutra região. Em %

Ficar em casa Japão Itália Bélgica EUA Espanha Alemanha

PaísesBaixos N.Zelândia Portugal Canadá Austrália França RU Singapura Hong Kong

Ir para outra região, outro país ou para o campo

81 França 86 80 RU 86 72 Austrália 92 70 Singapura 78 69 Canadá 80 68 EUA 85 68 PaísesBaixos 80 67 Bélgica 85 67 N.Zelândia 74 64 Portugal 85 64 Alemanha 82 57 Espanha 86 57 Hong Kong 78 56 Japão 82 51 Itália 53 Activos Reformados

Fr a n c e

UK

13 8

Si ng a po r e

8

C a na da

8

USA

T he Ne t he r l a n ds

B e l gi u m

Ne w Ze a l a nd

P o r t u ga l

Ge r ma ny

Sp a i n

Hon g Ko ng

J a pa n

It á l i a

37Hong Kong

9

Au s t r a l i a

Ir para casa dos filhos

35 Singapura 30

Itália

28

Portugal

27

Alemanha

24 Espanha 13 24 Japão 9 24 Canadá 3 23 N.Zelândia 8 21 EUA 8 21 RU 7 19 França 4 18 Austrália 7 14 Bélgica 9 11 PaísesBaixos 5

Ir para um complexo residencial p/ reformados

21 Hong Kong 24 10 Austrália 8 9 Canadá 8 5 Espanha 5 5 N.Zelândia 2 3 RU 6 2 França 3 2 EUA 1 2 Singapura 1 1 Portugal 2 1 Alemanha 2 1 Itália 1 1 Bélgica 1 0 PaísesBaixos 0 0 Japão 0

7 10 6 9 6 3 6 2 5 5 5 4 5 2 3 6 3 1 2 7 2 2 0 2 0 2 0 0 0 0

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 24


12. Onde vivem maioritariamente os reformados? Em Portugal, como em todo o mundo, à excepção notável de Hong-Kong, os reformados vivem nas suas próprias casas. Em casa, moradia/apartamento

Em casa dos filhos

Em %

24

Alemanha

99

Hong Kong

Itália

98

Espanha

4

Bélgica

98

Singapura

3

PaísesBaixos

98

N.Zelândia

2

Japão

96

Portugal

2

Canadá

96

RU

1

França

96

Austrália

1

N.Zelândia

95

Canadá

1

RU

95

EUA

1

Espanha

94

Alemanha

0

Portugal

94

França

0

Austrália

94

Bélgica

0

Singapura

94

PaísesBaixos

0

EUA

92

Japão

0

Itália

0

Hong Kong

67

Reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 25


13. A reforma é ou será superior, igual ou inferior ao último salário? De todos os países, e à semelhança dos espanhóis, os portugueses, activos ou reformados, são os menos pessimistas quanto à evolução dos seus rendimentos de reforma. Em % “reforma inferior”

França Alemanha Bélgica Japão RU Hong Kong Itália N.Zelândia PaísesBaixos Canadá Austrália EUA Singapura Portugal Activos Reformados

Espanha

88 79 87 75 81 78 79 80 78 76 72 84 71 69 69 83 69 62 67 68 66 79 62 74 59 75 57 58 55 69

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 26


14. Qual o nível de vida depois da reforma? Sem serem tão optimistas quanto os espanhóis, os portugueses no activo mostram-se confiantes quanto à evolução do nível de vida na reforma, ao contrário da realidade vivida pelos reformados. Melhora Espanha Singapura Hong Kong N.Zelândia Itália Portugal Austrália EUA Bélgica Canadá França RU PaísesBaixos Japão Alemanha

36 29 25 21 23 20 22 18 20 17 20 14 18 22 18 20 13 14 12 23 11 12 10 18 9 13 6 7 4 6

Em %

Diminui

Mantém-se

Países Baixos Bélgica Canadá Japão Nova Zelândia Austrália EUA R.U. Portugal França Itália Alemanha Espanha Singapura Hong Kong Activos Reformados

59 57 58 50 55 55 54 69 50 53 50 52 49 52 46 54 45 49 44 45 44 44 43 55 42 42 38 50 38 37

Alemanha França R.U. Hong Kong Japão Singapura Itália Portugal EUA Austrália Canadá Bélgica Países Baixos Nova Zelândia Espanha

54 39 45 44 44 28 39 43 39 24 37 29 36 39 35 37 33 29 32 25 31 22 29 36 29 30 28 29 22 29

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 27


15. Que nível de conforto retira da reforma? Comparados com os outros países, os reformados portugueses são os menos satisfeitos com o actual montante da sua reforma. Em % “Totalmente suficiente + suficiente”

68 72 65 66 65

PaísesBaixos Canadá Bélgica

51 62 56 61 70 61 62 60 64 56 59 54 47 51 41 47 37 46 37 45 53 40 32

N.Zelândia Austrália EUA Alemanha RU Singapura Hong Kong Espanha Itália França Portugal Japão Activos Reformados

10

35 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 28


16. As pessoas no activo conhecem o valor da sua futura reforma? Pouco previdentes, os activos portugueses, a par com os espanhóis e os franceses, são os menos informados de todos. Em % de “SIM” 34

Alemanha

Activos

PaísesBaixos

27

EUA

26

Canadá

24

Hong Kong

22

Austrália

21

Bélgica

19

N.Zelândia

19

Singapura

18

Itália

18

Japão

18

RU

17

França

14

Portugal

12

Espanha

11 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 29


16. Qual o valor da reforma? À excepção dos reformados de Hong Kong, os reformados portugueses são os que apresentam os rendimentos mais baixos. MONTANTE TOTAL MENSAL LÍQUIDO DE TODOS AS PENSÕES DE REFORMA

MONTANTE NECESSÁRIO PARA AS DESPESAS DOMÉSTICAS

(CAN$ 3 020) =1 955 €

(CAN$ 2 465) =1 595 €

1 734 €

1 509 €

(US$ 2 198) = 1 700 €

(US$ 1 993) = 1 541 €

1 644 €

827 €

(AU$ 2 762) = 1 627 €

(AU$ 1 394) = 821 €

(£ 1 128) = 1 622 €

(£ 735) = 1 057 €

França

1 529 €

1 586 €

Japão

(190 025 ¥) = 1 391€

(246 518 ¥) = 1 806€

Bélgica

1 253 €

1 181 €

(NZ$ 1 719) = 923€

(NZ$ 1 488) = 799€

877 €

1 368 €

(S$ 1 692) = 792€

(S$ 1 592) = 745€

Espanha

751 €

870 €

Portugal

649 €

751 €

(HK$ 5 493) = 546 €

(HK$ 8 635) = 859€

Canadá Países Baixos EUA Alemanha Austrália R.U.

Nova Zelândia Itália Singapura

Hong Kong

(*) Aviso: esta tabela não considera a diferença do nível de vida entre países « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 30


Como é que as pessoas se preparam para a reforma? Pessoas no activo versus reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 31


1. Com que idade as pessoas se preparam para a reforma? Em Portugal, como em Espanha e Itália, bem como no Japão, pensa-se tardiamente na preparação da reforma, muito mais tarde do que nos outros países ocidentais. Idade média

RU N.Zelândia EUA Canadá Hong Kong Alemanha PaísesBaixos Austrália França Singapura Bélgica Portugal Espanha Itália Japão

% que já se preparou para a reforma

Idade para se preparar

31 35 32 39 34 36 34 38 34 49 34 51 35 34 36 40 37 39 37 41 37 43 46 50 46 53 51 54 52 55

EUA

73

Canadá

70

RU

67

N.Zelândia

66

Alemanha

65

Bélgica

64

PaísesBaixos

62

Austrália

59

Hong Kong

58 48

Singapura França

42

Portugal

40 35

Espanha

24

Itália Activos Reformados

Japão

12 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 32


2. As pessoas devem preparar-se para assegurar a sua independência em caso de doença? Em Portugal, como fora, os activos reconhecem que é preciso prepararem-se para uma eventual perda de autonomia por motivos de doença. Os actuais reformados, à semelhança dos homólogos espanhóis, eram os menos sensibilizados. Em % de “SIM”

EUA Hong Kong

86

47

Austrália

64

N.Zelândia

62

Singapura

61

Alemanha

85 84 82 83

53

Canadá

66

RU

Portugal

Activos Reformados

76

45

Bélgica

PaísesBaixos

76

57

Itália

34

81 81

48

França

85 85

Japão

Espanha

92

72

72 71 70 62

20 44

59 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 33


3. As pessoas preparam a reforma do ponto de vista não financeiro? Metade dos portugueses prepara o seu local de residência na reforma, o que os coloca na média europeia, mas preocupam-se muito menos com as futuras actividades, o que os empurra para ainda mais longe. Local de residência 66

EUA

62

Japão

Itália

58

Austrália

55 60 53

Singapura N.Zelândia Portugal RU Espanha Canadá Hong Kong Bélgica França PaísesBaixos

80

Japão

79

EUA

62 58 58

Alemanha

20

Alemanha N.Zelândia

86

Singapura

74

Austrália Canadá

77

53 51 52 65 52 52 50 68 50 46 45 43 39 37

Actividades

Em % de “SIM”

Hong Kong

RU

34 37 31

Itália

31

PaísesBaixos

Bélgica Portugal Espanha

65 Activos Reformados

20

56 60 51 63 51 50 48 64 48 52 47 59 39 57 36

França

50

47

30 39 30 28 27 21 25 42 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 34


4. As pessoas estão bem informadas acerca das condições da sua reforma? Os portugueses pensam com pouca antecipação na data da reforma e no valor da pensão, à semelhança dos franceses e italianos. Data em que vai/iria reformar-se

58 68 55 72 50 68 50 55 48 70 46 65 45 67 40 54 37 49 36 77 30 69 30 51 21 77 14 14

PaísesBaixos EUA Alemanha N.Zelândia UK Espanha Canadá Austrália Singapura Bélgica Itália Portugal França Hong Kong Japão

5

62

Valor da pensão

Em % de “SIM”

59 65 49 72 49 70 44 78 42 55 39 60 36 64 30 59 26 73 24 40 19 55 17 63 15 16 14 73

PaísesBaixos Alemanha EUA RU N.Zelândia Austrália Canadá Espanha Bélgica Singapura Portugal Itália Hong Kong França Activos Reformados

Japão

3

50

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 35


5. Que fontes de informação são consultadas sobre a reforma? (1/2) Uma larga maioria dos portugueses informa-se junto de fontes estatais, muito mais do que nos outros países. Bancos

33

Singapura

5

33

N.Zelândia

8

Alemanha

6

23

Espanha

4

22

Hong Kong

2

22

PaísesBaixos

2

18

Bélgica

0

16

EUA

14

Canadá

Canadá

15

Bélgica

6

Espanha

8

Hong Kong

3

N.Zelândia

8

Alemanha

7

RU

5

Portugal

5

França EUA Singapura Austrália PaísesBaixos Japão Itália

Companhias de seguro/corretores

Em % de “SIM”

2

28

12 9 11 5 9 12 9 6 3 2 2 1

França RU Portugal Austrália Itália Japão

Activos Reformados

21

Austrália

20

RU

19

EUA

13

N.Zelândia

13

PaísesBaixos

13

Singapura

12

Espanha

7 9 7 6 7 3 6 5 6 2 5 4 3 0 2 1

Estado / Instituições Públicas

Consultores financeiros

Itália Portugal Hong Kong Japão Bélgica Canadá França Alemanha

17

2

50 34 40

35 22 32 10 20

14 2 6 8 6 2 2 1 2 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0

Portugal Itália França Espanha Bélgica Japão RU Canadá Singapura EUA N.Zelândia Austrália Hong Kong PaísesBaixos Alemanha

36 34 28 26 18 25 26 23 26 16 10 11 12 10 7 9 6 8 10 7 3 5 10 3 4 2 4 0 0

52

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 36


5. Que fontes de informação são consultadas sobre a reforma? (2/2) Além disso, em Portugal, os fundos de pensões são outra fonte de informação relativamente consultada, comparando com outros países. Os empregadores e os media não desempenham qualquer papel neste domínio. Fundos de Pensões /org. financeiras especializadas em pensões França Alemanha Canadá PaísesBaixos Bélgica Portugal Itália RU EUA N.Zelândia Espanha Japão Singapura Hong Kong Austrália

41 35 31 39 29 19 25 12 20 24 14 9 12 6 10 9 7 5 6 4 3 5 1 1 1 0 0 0 0 0 Activos Reformados

Em % de “SIM”

Media

42 34

Japão Hong Kong Singapura N.Zelândia RU EUA Bélgica Alemanha Canadá Itália França Austrália Portugal PaísesBaixos Espanha

3

11

10 3 7 6 6 3 4 6 3 3 3 3 2 6 2 3 2 2 2 1 1 1 1 1 0 1

Empregadores Bélgica

PaísesBaixos França RU EUA Canadá Itália Alemanha N.Zelândia Japão Hong Kong Austrália Portugal Espanha Singapura

22 17 21 27 21 16 15 20 14 18 10 17 10 11 5 9 5 9 5 7 5 2 4 4 3 6 1 5 1 0

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 37


6. Que as medidas foram tomadas para assegurar rendimento (futuro) após a reforma? (1/2) Apólices de seguros e seguros de vida são pouco utilizados pelos portugueses, à semelhança dos italianos, espanhóis e franceses. No entanto, os activos tendem a recorrer a estes com maior frequência do que os actuais reformados. Apólice de Seguros / fundo de pensões do empregador

88 86

Singapura Hong Kong RU EUA Canadá PaísesBaixos Alemanha Bélgica N.Zelândia Japão Espanha Portugal Itália França Austrália

22

Seguro de vida

Singapura

64

55

Alemanha

63 60 55

41 53 53 50 52 41 31 40 35 36 45 28 23 25 16 16 11 10 4 6 6 0 0

Em % de “SIM”

EUA Hong Kong

28

Canadá RU Bélgica Japão N.Zelândia Austrália França Portugal PaísesBaixos Espanha

Activos Reformados

Itália

20 17

81

73 57 66 59 65

64 53 64 52 62 46 59 50 56 48 47 35 42 55 35 33

33 13 24 16 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 38


6. Que medidas foram tomadas para assegurar rendimento (futuro) após a reforma? (2/2) A poupança clássica é a solução privilegiada dos portugueses. Apesar de ficarem aquém da maioria dos países, os portugueses são os que mais praticam esta solução, na Europa do Sul. Os planos de reforma específicos também são menos praticados do que no resto do mundo. Em % de “SIM”

Poupança Singapura Bélgica EUA Hong Kong N.Zelândia Canadá França Austrália RU Alemanha Portugal Japão Espanha Itália PaísesBaixos

80 80 77 83 76 80 71

58 69 81 64 75 63 66 62 68 61 73 52 48 51 51 49 47 38 36 38 36 33 24

Plano específ. de poupança para a reforma

59 47 55 64 49 43 42 42 37 39 35

Bélgica EUA RU N.Zelândia Canadá Espanha Hong Kong

10 19

Austrália Singapura Alemanha França Japão Portugal PaísesBaixos

Activos Reformados

Itália

10

34

33 32 30 28 26

25 27 24 16 21 21 15

6 11 5

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 39


7. Quanto poupam as pessoas mensalmente para a sua reforma? Na zona Euro, o montante médio poupado pelos activos portugueses é um dos mais baixos, a par com o dos activos italianos.

Activos

(Poupam)

Reformados

(Poupavam)

EUA

(US$ 687) = 531 €

(US$ 535) = 414 €

Austrália

(AU$ 688) = 405 €

(AU$ 357) = 210 €

Hong Kong

(HK$ 3 960) = 394 €

(HK$ 3 950) = 392 €

Singapura

(S$ 699) = 327€

(S$ 805) = 377€

(CAN$ 499) =323 €

(CAN$ 396) =256 €

Nova Zelândia

(NZ$ 576) = 309€

(NZ$ 192) = 103€

Japão

(40 113 ¥) = 293€

(54 618 ¥) = 399€

(£ 198) = 285 €

(£ 154) = 221 €

Alemanha

241 €

197 €

Bélgica

226 €

59 €

Espanha

208 €

303 €

França

203 €

135 €

Países Baixos

199 €

108 €

Portugal

195 €

205 €

Itália

160 €

205 €

Canadá

RU

(*) Nota : esta tabela não considera as diferenças de nível de vida entre os países

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 40


8. Quem deve assegurar o financiamento das pensões de reforma? (1/2) Tal como na Alemanha, na Bélgica e no Canadá, em Portugal os fundos de pensões devem ser uma das principais fontes de financiamento. Fundo de pensões, org. especializadas Alemanha

Al e ma n ha

Belgica

Bé lgic a

Canadá

C a na dá

Portugal

P or t u ga l

EUA

E UA

Hong Kong

Hon g Ko ng

Itália

It á l i a

N.Zelândia

N. Ze l â n di a

Singapura

Si ng a pu r a

França

Fr a n ç a

Japão

J a pã o

Espanha

E s p a n ha

RU

RU

Países Baixos

B a i x os

Austrália

Aus t r á l i a

P a ís e s

(*) Fundo social de pensões na Alemanha

Em % de “SIM”

83 (*) 98 83 77 82 89 82 70 75 79 70 74 70 65 68 68 67 67 62 59 60 46 56 55 54 51 46 52 45 42 Activos Reformados

O empregador/ o fundo de pensões da empresa

76 80 74 77 72 71 69 71 69 65 65 71 64 61 61 63

Hong Kong Canadá EUA RU Alemanha Bélgica França Singapura Espanha Países Baixos Austrália Japão N.Zelândia Portugal Itália

42 48 41 33 40 46 36 33 35 39 34 40 33 36 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 41


8. Quem deve ser responsável por providenciar a pensão de reforma? (2/2) O papel do Estado mantém a importância na política de financiamento das reformas para os portugueses, tal como na grande maioria dos países. A responsabilidade individual é sobretudo apontada pelos activos, mas muito menos do que nos países anglo-saxónicos. O trabalhador Hong Kong Canadá EUA Singapura Austrália RU N.Zelândia Alemanha Bélgica Japão França Itália Países Baixos Portugal Espanha

56

Em % de “SIM”

89 88 87 86 87 85 86 87 83 84 83 82 81 82 76 (*)

75 81 64 55 63 61 58 46 57 42 53 43 37 38

(*) Poupanças particulares para a reforma na Alemanha

O Estado / as Instituições públicas Espanha Bélgica Japão RU Canadá Portugal N.Zelândia Hong Kong França Singapura Austrália Itália EUA

Países Baixos

Activos Reformados

Alemanha

91 90 90 89 90 88 83 88 82 88 80 89 77 86 76 77 75 72 74 71 71 74 63 74 60 56 44 40 Tópico não solicitado aos alemães

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 42


9. Expectativas de alteração do sistema de reforma nos próximos 10 anos? Relativamente aos outros europeus, exceptuando os alemães, os portugueses não acham que vai haver num futuro próximo uma reformulação do sistema de reforma, sentimento acentuado nos reformados. Em % de “SIM”

Itália Países Baixos

Japão Bélgica

51

Espanha

45

RU Austrália N.Zelândia Singapura Portugal

32

Canadá

31

EUA Alemanha Activos Reformados

77

49

França

Hong Kong

79

62 71 65 68 69 68 64

63 57 61 52 53 48 52 49 44 44

38

45

38 37 38 34 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 43


As pessoas são felizes? Pessoas no activo versus reformados

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 44


1. As pessoas em Portugal são felizes? Os activos portugueses acham-se relativamente felizes, numa proporção correspondente à verificada nos outros países. Pelo contrário, a parte dos reformados que se acham felizes é nitidamente menos significativa do que a que se verifica em todos os outros países. % de pessoas que são muito felizes e bastante felizes

Países Baixos Bélgica Canadá N.Zelândia França Espanha Itália Austrália EUA Japão Alemanha RU Singapura Portugal Hong Kong

Activos Reformados

62

96 90 94 93 92 94 92 93 92 91 92 83 92 79 90 96 90 92 90 90 89 85 87 92 87 90 82 80 76 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 45


2. Onde é que as pessoas vivem melhor? Portugal é o único país (e de longe) onde a maioria dos activos e dos reformados acha que se vive melhor fora do que em Portugal. 75% 60%

88%

88%

66%

66% Canadá

86%

65%

56%

86%

64%

Países Baixos Bélgica

RU França Espanha

ƒ Arial 14

Portugal

EUA

58% Alemanha

50%

65% Japão

74%

Itália

90% 10%

85%

54%

17%

93%

66%

Hong Kong

39% Singapura

60%

61%

ƒ Arial 14

70% 83% Austrália

Activos Reformados

92%

Nova

65% Zelândia % dos que pensam que o nível de vida é melhor no seu próprio país

75%

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 46


Outros t贸picos Pessoas no activo versus reformados

芦 AXA Bar贸metro Reforma 禄 - Abril 2005 - 47


1. De onde virá o progresso? (1/3) Os portugueses têm tanta confiança como o resto do mundo nos progressos da medicina. Valorizam, um pouco mais do que os outros europeus, o contributo das novas tecnologias e da globalização. Investigação médica

92 95 90 94 90 94 90 92 89 89 88 83 87 87 86 92 86 86 85 82 84 89 83 89 83 83

Austrália França RU Itália Bélgica Singapura Portugal Canadá Japão Alemanha EUA N.Zelândia Espanha

57 56

Hong Kong Países Baixos

Tecnologias como a Internet

Em % de “SIM”

Globalização

Japão Singapura Portugal Itália EUA Bélgica Austrália N.Zelândia Alemanha Espanha RU Canadá Hong Kong França

29 29

Países Baixos

Activos Reformados

54

94 86 89 82 87 78 85 84 84 79 83 82 83 79 83 74 82 75 82 72 82 71 76 79 76 67 75 67 71

87 76 74 68 71 60 61 53 60 54 59 62 58 58 56 54 56 50 54 47 51 47 49 47 46 42 42 48

Singapura Japão Hong Kong Portugal N.Zelândia Canadá Austrália Alemanha RU EUA Bélgica Espanha Itália França Países Baixos

16 10

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 48


1. De onde virá o progresso? (2/3) Tal como os franceses e os belgas, os portugueses consideram que as associações caritativas participarão no progresso social. Aumento de tempo de lazer

63 56 60 54 60 53 56 62 55 53 53 52 53 46 51 50 51 49 49 54 49 51 48 37 46 71 31 29

RU França N.Zelândia Singapura Canadá Portugal Espanha Austrália Bélgica EUA Hong Kong Itália Japão Alemanha Países Baixos

Em % de “SIM”

11 10

Iniciativas filantrópicas

68 69 67 68 67 65 63 62 63 57 62 55 56 62 52 47 48 58 48 50 45 58 44 49 42 47 30 37

França Bélgica Portugal RU Singapura Austrália Canadá EUA Japão N.Zelândia Hong Kong Itália Espanha Alemanha Países Baixos

Activos Reformados

6 4 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 49


1. De onde virá o progresso? (3/3) A Igreja continua a ser uma referência importante, tal como em Itália, mais do que nos outros países da Europa, sobretudo para os reformados. Estado, Instituições Públicas Singapura Austrália França N.Zelândia Espanha EUA Hong Kong Itália Portugal RU Canadá Bélgica Japão Alemanha Países Baixos

Religiões

Em % de “SIM”

77 76 61 64 59 62 58 58 57 53 56 50 52 52 48 48 46 54 46 45 45 55 39 40 33 49 26 34 16 14

51 54 49 52

EUA Singapura Itália Portugal Hong Kong Canadá N.Zelândia RU Austrália Bélgica Espanha Alemanha França Japão Países Baixos

Activos Reformados

28

42

26 38 26 34 23 31 21 27 20 29 19 23 14 25 13 28 13 22 11 18 11 16 6 7 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 50


2. Testamento e sucessão: abordados e preparados com os familiares? A sucessão é um assunto de que não se fala e que se recusa a preparar. Os portugueses têm um comportamento similar ao dos italianos e dos habitantes dos países asiáticos, sendo esta atitude contrária à que se verifica nos países anglo-saxónicos. % de pessoas que falam do testamento

Canadá Austrália N.Zelândia Países Baixos EUA RU Alemanha Japão França Bélgica Espanha Hong Kong Singapura Portugal Itália

59 69 56 65 52 64 52 46 49 68 45 52 39 49 35 32 28 42 28 38 25 45 23 16 22 24 17 12 11 18

% de pessoas que fizeram testamento

Em % de “SIM”

69

N.Zelândia

61

Austrália

40

EUA

RU

19

Alemanha

18

Singapura

16

França

Portugal Activos Reformados

Japão

53 35 37

13 23

Bélgica

Hong Kong

71

48

18

Espanha

88 75

39 48 37

Países Baixos

Itália

94

49

Canadá

96

3

10

3 6 3 6 1 3 « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 51


3. A quem se deixam os bens? Os portugueses tendem a beneficiar o conjunto dos respectivos familiares, entre os quais os netos, sobretudo os actuais reformados muito mais do que nos outros países. Em % de “SIM” França Portugal Espanha Alemanha Canadá Bélgica EUA Singapura Itália Austrália N.Zelândia Japão Países Baixos RU Hong Kong

Companheiro(a)

Filhos

91 Alemanha 87 88 França 88 85 Singapura 88 83 Hong Kong 82 80 Canadá 80 79 Espanha 84 79 Portugal 81 77 EUA 85 77 Austrália 82 76 N.Zelândia 83 76 Países Baixos 83 76 Bélgica 73 68 RU 71 63 Japão 74 60 Itália 78

Netos

67 63

40

81

França

81

Portugal

79 Alemanha 75 79 EUA 69 79 Espanha 64 77 Canadá 70 73 N.Zelândia 67 72 Singapura 57 69 Austrália 63 67 Bélgica 54 58 RU

54 32 43 24 24

11 21 13

Activos Reformados

Países baixos Itália Hong Kong Japão

60 Singapura 50 56 EUA 61 52 Hong Kong 49 47 Canadá 39 42 Alemanha 35 38 França 33 30 Portugal 30 26 N.Zelândia 45 21 Austrália 27 17 Espanha 15 10 RU 26 7 Países Baixos 17 7 Bélgica 13 2 Itália 22 1 Japão 3

Caridade

40 40 31 19 25 32 23 17 19 16 19 13 17 17 16 15 16 13 13 11 8 9 6 4 6 3 2 3 1 1

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 52


4. Que equipamento tem em casa …? (1/2) Há uma nítida diferença na taxa de equipamento entre os activos e os reformados. Os portugueses e os espanhóis são os que estão menos equipados com computador. Em % de “SIM”

Telemóvel

Japão

98

Países Baixos

97

Austrália

96

Bélgica

94

EUA

93

Hong Kong

93

Alemanha

91

Singapura

89

Canadá

58

88

Japão

56

88

N.Zelândia

87

Itália

86

França

86

RU

67

Itália

72

Hong Kong

77

Países Baixos

75

Singapura

72

Bélgica

67

RU

66

Alemanha

64

Austrália Portugal

70 61

N.Zelândia

70

França

68

Espanha

52

EUA Canadá

Leitor de DVD

Computador

51

81 66 70

Espanha

Activos Reformados

Portugal

94

54

88

57 38 69 52 39 63

26 43 23 26

Hong Kong

84

Austrália

83

RU

83

Países Baixos

83

Canadá

82

Singapura

83

51

80

46

78

52

76

41

75

53

Espanha

79

França

79

Japão

33

78

Alemanha

35

76

Itália

72

86

62

79

50 32

EUA

30

73 62 71 70

37

24

Bélgica

35

67

N.Zelândia

35

65

Portugal

26

70 67 66 64 57 57

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 53


4. Que equipamento tem em casa …? (2/2) Há um atraso nítido dos portugueses no acesso à Internet, por comparação com os outros países, que é ainda mais significativo nos reformados. É também o nível mais baixo em equipamento com câmara digital. Acesso Internet EUA Japão

42

Países Baixos

40

Austrália

42

Hong Kong

40

Portugal

18 13

RU Portugal N.Zelândia

68

Canadá

68

Bélgica

63

36 19

Espanha

69

25

França

Países Baixos

71

48

20

Singapura

53

Alemanha

50

Austrália

50

França

Activos Reformados

45 54 34 49 33

Hong Kong

71

25

RU

Espanha

74

Itália

73

N.Zelândia

Itália

74

27

Canadá

EUA

77

41

Bélgica

Japão

77

46

Singapura

Alemanha

79

61

Câmara digital

Câmara de vídeo

Em % de “SIM”

30 26 22 19 22

48 46

44 39 39

38

36 25 36 24 35 29 35 24 35 19 34 24

67

40

Hong Kong

37

Japão

23

Países Baixos EUA Singapura Austrália Itália RU Bélgica Espanha Alemanha N.Zelândia Canadá França Portugal

9

64 63 55

54 39 51 36 51 26 51 21 47 27 46 21 46 20 44 17 42 20 40 26 39 18 28

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 54


5. Que utilização fazem da Internet? (1/2) Como em qualquer parte do mundo, as utilizações da Internet são clássicas em Portugal, mas constam entre as mais reduzidas quanto às compras online. Pesquisar informação

Em % de “SIM”

98 96 98 94 97 98 96 93 95

Bélgica Japão RU França Espanha

Fazer compras online

Mandar e-mails

Austrália N.Zelândia Países Baixos Singapura EUA

Base demasiado baixa

EUA Canadá Países Baixos Austrália Alemanha Singapura Portugal N.Zelândia Hong Kong Itália

95 95 95 94 95 91 94 97 94 95 94 94 93 86 92 93 92 82 83

Base demasiado baixa Base: pessoas que têm acesso Internet e que a utilizaram durante as 2 semanas de inquérito

Canadá Bélgica RU Alemanha França Hong Kong Portugal Espanha

64

95 89 94 93 92 91 92 88 91 94 90 93 89 87 88 89 86 80 83 81 81 79 78 77

Base demasiado baixa

Japão Itália

Activos Reformados

74 74 72 Base demasiado baixa

RU

45 63 51 56 54 53

Alemanha EUA

36 45 24 42 34 36 28 34 19 33 25 30 21 30

França Países Baixos Austrália N.Zelândia Japão Canadá Singapura Espanha

Base demasiado baixa

Bélgica Portugal

4

24 26 21 15 13

Hong Kong Itália

79

6 Base demasiado baixa

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 55


5. Que utilização fazem da Internet ? (2/2)

Gestão de contas, finanças Países Baixos

52

Bélgica Austrália Canadá Alemanha EUA N.Zelândia França RU Singapura Portugal Espanha Hong Kong Japão Itália

27

Em % de “SIM”

Chatrooms, foruns

74

67 53 65 57 63 53 60 51 59 49 57 42 56 50 52 40 50 47 43 47

Base demasiado baixa

37 28 16 19 12 Base demasiado baixa

68

Espanha

Base demasiado baixa

Japão RU Singapura Países Baixos Portugal Hong Kong Alemanha Austrália Canadá N.Zelândia Bélgica França EUA Itália

0

15 21 14 8 13 7 13 3 11 11 11 5 9 5 7 5 7 2 6 10 6 4 5 4 4 3

Países Baixos N.Zelândia Canadá Portugal Alemanha Singapura EUA Espanha Hong Kong Bélgica Japão

Activos Reformados

62 60 55

Austrália RU

Base demasiado baixa

Base: pessoas que têm acesso Internet e que a utilizaram durante as 2 semanas de inquérito

Download e update de software

França Itália

42 53 33 51 45 50 53 50 43 48 53 48 25 47 44 43

Base demasiado baixa

35 28 34 38 26 32 26 26 15 Base demasiado baixa

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 56


6. O Euro é hoje uma moeda bem enraizada nos espíritos! Os portugueses encontram-se entre os melhores alunos! Activos

Reformados

% das pessoas que respondem em Euros Alemanha

100%

100%

Portugal

95%

92%

Itália

89%

73%

Espanha

86%

84%

Bélgica

83%

75%

França

83%

79%

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 57


Conclusões: Portugal no mundo (1/3) Uma forte dimensão negativa da reforma em Portugal e uma solidariedade familiar muito viva ƒ

Para os activos e reformados portugueses, a idade ideal da reforma situa-se muito claramente aquém da idade legal. Revelando-se contra o aumento da idade limite para a reforma, os portugueses propõem como limite máximo os 60 anos, o mais baixo de todos os países em estudo.

ƒ

A visão da reforma em Portugal distingue-se dos outros países pela sua forte dimensão negativa: apenas um terço dos activos lhe reconhece aspectos positivos como a disponibilidade de tempo, finalmente, para si próprio. Os portugueses, próximos dos italianos nesta visão negativa, associam-na significativamente à imagem da velhice.

ƒ

A família continua a ser essencialmente o cerne das ocupações e projectos. Os activos, embora menos do que nos outros países, pensam aproveitar para viajar durante a futura reforma.

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 58


Conclusões: Portugal no mundo(2/3) ƒ

Em todos os países da Europa do Sul, mas mais ainda em Portugal, a solidariedade familiar e intergeracional continua bem viva: transmissão de experiência, relações com os netos, ajuda material, os actuais reformados estão muito envolvidos. Para os activos, são valores que pretendem manter.

ƒ

No plano material, os actuais reformados revelam-se pessimistas: apenas um terço (a taxa mais fraca dos países ocidentais) considera a actual reforma como suficiente. Uma minoria de activos prevê uma melhoria do nível de vida na reforma. Um terço estima uma redução, e os outros, uma estagnação, à semelhança dos outros países da Europa do Sul, cujos níveis económico e social progridem.

Construir a futura reforma passa pela poupança e os fundos de pensão ƒ

Os portugueses estão entre os que menos recorrem às diversas modalidades de financiamento. A poupança é a solução privilegiada para activos e reformados. Produtos como seguros de vida, fundos de pensão e planos específicos de reforma são práticas menos correntes do que no resto do mundo (e mais do que em Itália). Os activos são mais abertos a este tipo de soluções, muito em particular aos seguros de vida, ainda assim encontramse afastados dos comportamentos de poupança de outros países. « AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 59


Conclusões: Portugal no mundo(3/3) ƒ

A responsabilidade de constituição das reformas passa essencialmente pelo Estado. Contudo, os fundos de pensões devem ser uma das principais fontes de financiamento segundo os activos portugueses (opinião bem partilhada pelos reformados), apresentando um dos níveis mais altos dos países da zona Euro, como é o caso da Alemanha e da Bélgica.

ƒ

Finalmente, ao contrário dos vizinhos europeus, os portugueses não esperam para breve uma reformulação do sistema de reforma.

Portugueses relativamente felizes ƒ

Os nossos reformados são os menos felizes do conjunto de países em estudo.

ƒ

Os portugueses em força, reformados e activos, estão convictos de que se vive melhor lá fora. Foi o único país a responder tão radicalmente.

« AXA Barómetro Reforma » - Abril 2005 - 60


FIM

« AXA Barómetro Reforma » - Janeiro 2005

AXA Barómetro Reforma - com comparação internacional  

«AXA Barómetro Reforma » A Reforma, uma nova vida depois do trabalho? A Reforma, uma nova vida depois do trabalho? «AXA BarómetroReforma»-Ja...