Page 1

10 anos de Corações em Acção Relatório e Contas 2008

redefinimos

standards


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 3

Índice

Mensagem .............................................. 05 1. A ambição da solidariedade ................. 06 1.1. Um percurso de 10 anos .......................... 07 Em ano de aniversário ................................. 07 Parabéns à Fundação AXA Corações em Acção.. 07 1.2. Marcos da história da Fundação AXA ................. 09 2005 .................................................................... 09 2006 ........................................................................ 10 2007 ........................................................................... 12 O que pensam as Instituições .......................................... 14 O que pensam os Voluntários ............................................... 16 2. 2008 – Um novo estatuto, uma nova responsabilidade ........... 18 2.1. Os desafios de 2008 | Acções em destaque ............................ 20 2.1.1. Projectos Sociais Sustentáveis ................................................. 20 Fundação do Gil | UMAD 2 ........................................................... 20 Projecto Floresta Unida ................................................................... 21 Associação de Apoio Social de Perafita – «Quarto AXA» ......................... 22 Aldeia da Solidariedade – Lançamento da «primeira pedra» ...................... 22 2.1.2. Projectos de Inclusão Social ..................................................................... 22 Acreditar – Crianças IPO ............................................................................... 22 Legião da Boa Vontade – Rondas pelos sem-abrigo............................................. 23 Banco Alimentar Contra a Fome ............................................................................ 24 Biblioteca «Conta-me Histórias de Natal»................................................................... 26 Espaço t – Leilão De Uns para os Outros ..................................................................... 27 Aldeias SOS – Botas para as crianças ............................................................................. 27 2.2. Um ano com dois momentos altos ........................................................................................ 28 2.2.1. O Banco de Tempo dos Corações AXA.............................................................................. 28 O Banco de Tempo em números ......................................................................................... 29 2.2.2. Comemoração dos 10 anos da Fundação AXA | AXA Challenge Festival de Solidariedade ........... 32 Os números do Festival de Música e de Solidariedade................................................................. 33 Diálogo online .............................................................................................................................. 35 2.3. Dados sociais............................................................................................................................................ 37 2.3.1. Caracterização dos Voluntários ............................................................................................................. 38 2.3.2. Caracterização das Acções ...................................................................................................................... 40 2.4. Órgãos sociais .................................................................................................................................................... 43 2.5. Equipa operacional .................................................................................................................................................. 44 3. Desempenho económico .................................................................................................................................................. 46 3.1. Custos .......................................................................................................................................................................... 46 3.2. Receitas e Iniciativas Fundação ......................................................................................................................................... 49 3.3. Resultados............................................................................................................................................................................ 49 3.4. Balanço e contas ...................................................................................................................................................................... 50 3.5. Demonstração de resultados......................................................................................................................................................... 52


4


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 5

«… aquilo que as mulheres e os homens da AXA podem dar de mais precioso é dar de si mesmos…» Mensagem de Conceição Palha Presidente da Fundação AXA Corações em Acção

F

oi assim, com esta frase simples mas cheia de conteúdo, que em 1991 Claude Bébéar, então Presidente do Management Board do Grupo AXA, fundou a AXA Atout Coeur, construindo uma ponte entre as associações existentes e os Colaboradores da empresa que desejam envolver-se voluntariamente em acções de solidariedade social. Hoje, mobilizada por este espírito de dádiva permanente, a AXA Atout Coeur existe na maioria dos países onde a AXA está implantada, assumindo um papel fundamental na corporização da sua estratégia de empresa socialmente responsável, em

linha com um ambicioso programa de mecenato social. Em Portugal, a Fundação AXA Corações em Acção surgiu há precisamente 10 anos, com um único objectivo: a prossecução de fins de solidariedade social no domínio da ajuda a causas humanitárias. Fundada pela AXA Portugal em 15 de Dezembro de 1998, assumiu desde o primeiro momento a figura de Instituição sem fins lucrativos, definindo de forma clara, nos seus estatutos, as áreas de actuação prioritárias: crianças carenciadas, idosos, pessoas portadoras de deficiência, toxicodependentes, sem-abrigo e pessoas portadores de VIH.

Estavam lançados os alicerces de uma grande obra que os Voluntários AXA tão bem souberam construir com o seu empenho e entusiasmo mas, acima de tudo, com a sua generosidade. Hoje, as mulheres e os homens da AXA sabem por experiência própria que o que…

«… podem dar de mais precioso é dar de si mesmos…»


6

1. A ambição da solidariedade

C

om 10 anos de intervenção na sociedade portuguesa, a Fundação AXA Corações em Acção tem hoje um protagonismo ímpar na promoção dos valores humanitários e de justiça social. A atribuição do honroso estatuto de Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) e o reconhecimento como Pessoa

Colectiva de Utilidade Pública, pelo Ministério da Solidariedade e da Segurança Social, constituiu uma distinção e uma responsabilização. Por um lado, veio confirmar o mérito das opções e do esforço colectivo empreendido. Por outro, veio desafiar-nos a ser ainda mais ambiciosos e a levar mais longe uma postura corporativa, actuando de forma responsável com

os nossos parceiros, Clientes e com a comunidade em que estamos inseridos. Assumimos, de forma muito convicta, que isso não aconteceu por acaso. É antes fruto da entrega generosa dos Voluntários AXA, reflexo da humanização do trabalho e do reforço do sentimento de orgulho e pertença a uma empresa socialmente responsável.

dos seus recursos a uma intervenção similar junto da sociedade. Destas empresas, algumas têm visões puramente altruístas – como, diga-se, é o nosso caso – outras nem tanto: umas acreditam no dever que têm de exercitar a sua responsabilidade social, outras porque aderem facilmente a modismos. O que nos distingue verdadeiramente não é sermos uma IPSS reconhecida. O que nos distingue não é o modesto orçamento disponibilizado pela empresa a esta Fundação. O que nos diferencia é a excepcional dedicação e espírito de sacrifício dos

nossos Colaboradores, dos nossos Voluntários.

João Leandro «O que nos diferencia é a excepcional dedicação e espírito de sacrifício dos nossos Colaboradores, dos nossos Voluntários.» Co-fundador e actual Presidente do Conselho Geral da Fundação AXA Corações em Acção

Foi um dos fundadores da Fundação AXA Corações em Acção e hoje, decorridos 10 anos, é o Presidente do Conselho Geral. O que representa para a AXA Portugal a existência de uma Fundação com estas características? A existência da Fundação AXA Corações em Acção é um forte motivo de orgulho para mim e para a empresa, o mesmo é dizer, para os seus Colaboradores e Accionistas. Disponibilidade, fiabilidade e dedicação são as atitudes que procuramos praticar diariamente na nossa actividade comercial. Esse posicionamento transbordou do negócio, expressando-se, na prática, ao longo destes 10 anos, em múltiplas acções levadas a cabo por centenas de

Voluntários que, sem qualquer objectivo ou compensação material, ajudaram a construir um minuto de felicidade ou um futuro mais fácil para aqueles que a sociedade menos protege, esquece ou marginaliza. Estes Colaboradores são pessoas mais felizes, mais realizadas e, consequentemente, capazes de construir uma empresa melhor. Que é o que somos hoje! Considera diferenciador do restante mercado segurador a existência da Fundação AXA Corações em Acção, enquanto expressão viva da estratégia de empresa socialmente responsável? Existem actualmente algumas empresas que dedicam parte

Que mensagem deixaria a todos os Voluntários pelo seu papel tão interventor na sociedade portuguesa mais carenciada? Quero deixar uma palavra especial de apreço e agradecimento a todos/as aqueles/as que ao longo destes anos deram o seu contributo, e dizer-lhes que conto com eles/as para continuarmos a caminhada de construção de uma empresa melhor, o que quer dizer também, uma empresa mais solidária e socialmente mais responsável.


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 7

1.1 Um percurso de 10 anos O projecto que a Fundação AXA Corações em Acção iniciou, em 1998, surge com o objectivo de estimular o potencial e o espírito de solidariedade e cidadania dos Colaboradores da AXA em Portugal. Os objectivos são inspirados na AXA Atout Coeur que desde 1991, e em vários países do mundo, promove a participação dos Colaboradores da empresa em actividades sociais e comunitárias. Dando corpo aos valores e compromissos que constituem a nossa missão, foi possível em-

preender passos concretos e precisos no combate à exclusão social, na melhoria das condições de vida de grupos carenciados e no apoio à educação e à cultura. A retribuição e contribuição para o meio em que estamos inseridos, envolveu todos os Colaboradores AXA, desde a direcção aos familiares, aos reformados e até aos parceiros externos da empresa. Hoje, mais de 30% dos Colaboradores, de todas as entidades AXA a operar em Portugal*, são Voluntários da

Fundação. São as forças vivas que fazem mover cada projecto em que nos envolvemos. Foi graças à entrega generosa dos Voluntários que conseguimos concretizar um importante conjunto de projectos com Instituições de Solidariedade e apoio social relevantes e chegar ao nosso 10.º aniversário com renovadas expectativas para o futuro. * AXA Não Vida, AXA Vida, Seguro Directo, AXA Assistance, AXA Tech, AXA Group Solutions e IT Med.

Em ano de aniversário Em 2008 assinalou-se o 10.º aniversário da Fundação AXA Corações em Acção. A celebração culminou no Festival de Solidariedade, organizado pelos Voluntários e aberto à sociedade. Mas mais do que uma festa, o

aniversário simboliza um percurso coerente e empenhado. Hoje, a Fundação AXA tem um papel relevante e reconhecido na intervenção social no nosso país. As acções que promovemos durante o último ano, e que

aqui destacamos, são a nossa contribuição para um modo de vida mais solidário e humano. São também e, sobretudo, o presente em forma de reconhecimento que mais nos gratifica em ano de aniversário.

Parabéns à Fundação AXA Corações em Acção! “Muitos parabéns por esta data tão bonita! 10 anos de solidariedade e exemplo social! Que o eco do vosso trabalho voluntário chegue agora até vós e encha os vossos preciosos corações de uma alegria recompensadora. E que os próximos 10 anos sejam um desafio e uma oportunidade enriquecedora de chegar ainda mais longe!” Teresa Barbosa - Directora do Núcleo do Porto Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro


8

Orlanda Silva Responsável do Gabinete de Projectos Legião da Boa Vontade

«A mensagem que a Legião da Boa Vontade dedica à Fundação AXA, extensiva a todos os seus Voluntários, é antes de mais uma mensagem de parabéns e votos de grande sucesso em todas as vossas realizações. Sabemos que os caminhos a percorrer nem sempre são fáceis e corações solidários e activos como os vossos, parecem querer abraçar o mundo e torná-lo melhor, o quanto antes. Continuem a colocar os vossos Corações em Acção, com todo o ânimo e determinação que vos são característicos, agindo de coração e fazendo bater muitos mais corações de alegria!»

«Que estes 10 anos se perpetuem no tempo. Parabéns a todos pelo excelente trabalho desenvolvido.» Rui Dantas Director da Aldeia de Gulpilhares Associação das Aldeias de Crianças SOS

«Muitos parabéns e continuem a ajudar o próximo, pois no final de cada dia estarão mais “RICOS”, no final de cada dia alguns estarão mais felizes!» António Mourão Presidente Associação de Apoio Social de Perafita

«É com muita honra que nos associamos a este aniversário da Fundação AXA Corações em Acção, e fazemos votos de que o exemplo de serviço comunitário que representam se mantenha por muitos e solidários anos.» Amélia Borges e Irmãs Aileen Josephine Coates e Agnes-Mary Philomena Talty Centro da Sagrada Família – Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas

«Desejo à Fundação AXA Corações em Acção e a todos os seus Voluntários as maiores felicidades! Quero ainda agradecer, em nome do Espaço t, o notável trabalho que tem desenvolvido ao longo desta década, em prol de uma sociedade mais inclusa, coesa e justa, onde todos devem ser considerados como partes integrantes do sistema. Acredito que os próximos anos serão celebrados com novos projectos e uma maior abrangência social que, cada vez mais, permitirá tornar a nossa sociedade num mundo melhor.» Cláudia Oliveira Coordenadora do Departamento de Comunicação e Imagem Espaço t – Associação para Apoio à Integração Social e Comunitária


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 9

1.2 Marcos da história da Fundação AXA

2005 Edição e lançamento do livro «Conta-me histórias de Natal» Para a época de Natal, a Fundação AXA Corações em Acção desenvolveu um livro de contos, inteiramente escrito e ilustrado pelos seus Voluntários, que foi um sucesso de criatividade

e de participação. O proveito das vendas reverteu para o Centro da Sagrada Família (Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas), em Algés.

Celebração da Festa de Natal com os Colaboradores e os seus familiares, que participaram na recolha e donativos de brinquedos e bens essenciais Para celebrar o espírito da época e os valores da Fundação, as crianças dos nossos Colaboradores trouxeram um brinquedo e desenharam um cartão de Natal para oferecer a uma criança desfavorecida. Os adultos recolheram mantas e agasalhos para doar aos sem-abrigo. Como resultado, pudemos entregar 342 brinquedos e 966 agasalhos.

Os convidados especiais foram as crianças da Casa do Gaiato de Lisboa, da Santa Casa da Misericórdia de Santarém e da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) do Porto. Este último grupo brindou-nos com um espectáculo de dança. A Festa de Natal foi também o momento de lançamento e promoção do livro «Conta-me histórias de Natal».


10

2006

Aprovação de uma política filantrópica corporativa pelo Conselho de Administração da AXA A Fundação AXA Corações em Acção foi reposicionada e alinhada com a estratégia de desenvolvimento sustentável da empresa.

Inauguração da biblioteca «Conta-me histórias de Natal» no Centro da Sagrada Família Na sequência da venda do livro com o mesmo nome, foi possível abrir as portas da biblioteca/sala de convívio em 2006, em Algés. Com grande empenho e dedicação, os Voluntários

«É com grande saudade e enorme alegria que recordamos a primeira intervenção da Fundação AXA na biblioteca da nossa escola. A adaptação deste espaço passou pela oferta de equipamento informático, mobiliário, livros e quadros, que vieram preencher a nossa biblioteca de cor, alegria e vontade de aprender. Mas o que mais nos marcou foi o empenho e espírito de entreajuda dos “Corações em Acção”, que desde logo nos acolheram no seu seio, nunca mais se esquecendo de incluir a nossa escola no seu projecto, ao longo de todos estes anos.» Amélia Borges e Irmãs Aileen Josephine Coates e Agnes-Mary Philomena Talty Centro da Sagrada Família – Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas

montaram armários e cadeiras e equiparam a sala com livros, meios informáticos e brinquedos, oferecendo às crianças da Instituição um lugar especial para brincar e aprender.

Colaboração em actividades lúdicas e donativos de bens às crianças Ao longo do ano, centenas de Voluntários desmultiplicaram-se em inúmeras actividades lúdicas e na recolha de donativos de bens para as crianças apoiadas pela Acreditar, no Instituto Português de Oncologia do Porto. Estiveram também na primeira linha de corridas e caminhadas,

para a angariação de fundos a favor daquela Instituição e da Liga Portuguesa Contra o Cancro: - Corrida do Dia do Pai, Porto; - Caminhar para Acreditar; Gondomar; - Corrida da Mulher, Matosinhos; - Corrida Terry Fox, Lisboa.


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 11

Participação e colaboração em iniciativas de apoio a idosos em lares e centros de dia Em encontros, lanches e passeios, os nossos Voluntários contribuíram para criar pontes

de diálogo e convívio entre gerações. Das diversas iniciativas, destacamos:

- A celebração do Dia do Pai em Santarém, com o Lar Santo António e o Centro de Dia de Ulme;

- O Cruzeiro no Tejo, com o Centro Pastoral Nossa Senhora de Fátima de Lisboa; - A ida à revista Canção de Lisboa e ao Festival de Tunas na Aula Magna (este último também patrocinado pela AXA, revertendo para a Fundação do Gil e para a Fundação O Século).


12

2007 No final de 2007, ao fim de quase 10 anos de apoio aos mais carenciados, a Fundação AXA foi reconhecida como IPSS. Isto significa que é, legalmente, uma Instituição sem fins lucrativos, com o objectivo de dar expressão organizada ao dever moral de solidariedade e de justiça entre os indivíduos.

Remodelação e pintura do Laboratório de Colheita de Sangue do Hospital de D. Estefânia Munidos de lixas, tintas, pincéis, rolos e muitos sorrisos, um grupo de jovens Colaboradores (Alfas) e o Conselho Executivo da AXA, concluíram as obras de remodelação do Laboratório de Colheita de Sangue. Conseguiram assim que crianças e famílias, médicos e enfermeiros, passassem a usufruir de salas mais acolhedoras e coloridas.

O Clube da Excelência, da Rede de Distribuição Private, procede a obras e limpezas na sede da APPACDM Os Voluntários empenharam-se na remodelação de um pátio muito carenciado de obras na sede da APPACDM. Desde partir muros à limpeza e montagem de uma casa de arrumos, a equipa foi rápida e eficaz, correspondendo ao apelo da associação.

Equipas de jardinagem na Casa do Gaiato destacadas na revista Exame O trabalho de jardinagem realizado na Casa do Gaiato mereceu destaque na revista Exame, como exemplo de boa cidadania da AXA, aquando da nomeação da empresa como 13.ª «Melhor Empresa para Trabalhar» em Portugal. Os Voluntários que se entregaram de alma e coração a esta Instituição de rapazes, além do orgulho do prémio, partilharam a satisfação de um dever cumprido.

Fundação AXA Corações em Acção reconhecida como Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) pelo Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 13

Edição do livro Pontinho e Risquinho no Reino de Pantagruel e Festa de Natal

Colaboração com a Legião da Boa Vontade em rondas de apoio aos sem-abrigo e populações carenciadas O apoio dos Voluntários ao longo de 2007 saldou-se em mais de quatro dezenas de rondas, realizadas em Lisboa e no Porto. Pela primeira vez, fez-se a experiência de realizar duas bri-

gadas apenas com voluntariado da Fundação AXA Corações em Acção, das quais resultou um balanço extremamente positivo: cerca de 250 sem-abrigo receberam alimentos, agasalhos ou uma simples escuta amiga.

Participação em corridas e caminhadas solidárias De novo, os Voluntários AXA estiveram presentes em iniciativas desportivas destinadas a angariar fundos, comprovando o sucesso dos projectos que aliam a saúde e o bem-estar aos eventos de solidariedade. O espírito AXA percorreu os seguintes eventos: - 3.ª Meia Maratona Internacional/Caminhada Acreditar, Porto; - Corrida da Mulher a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Porto; - Corrida do Dia do Pai, Porto;

- 2.ª Caminhada pela Acreditar, Gondomar; - Corrida Solidária de Angariação de Fundos para Escolas em Moçambique a favor da ONG Médicos do Mundo, com o Centro Social Paroquial de Santíssimo Sacramento, Porto; - Corrida «A Mulher e a Vida», a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Lisboa; - Porto Bike Tour, a favor do Instituto da Droga e da Toxicodependência.

Foi feito um novo desafio à criatividade dos Voluntários AXA e, desta vez, editou-se um livro de receitas de Natal. A recolha de donativos com a venda do livro somou 12 mil euros que foram entregues à Obra do Frei Gil para obras de acabamentos interiores da sua casa de acolhimento para crianças negligenciadas. Na tradicional Festa de Natal, os Voluntários promoveram dois ateliês, um dedicado à venda dos livros de receitas e outro destinado à campanha «Da Mão para o Pé», que consistiu na recolha de meias, posteriormente doadas. Os nossos convidados especiais foram as crianças da Obra do Frei Gil, Cercivar, Cercimira, Patronato São José e Obra do Padre Grilo. Os jovens do Espaço t, de novo presentes na festa, representaram a peça Nuvem que não chora fica doente e as meninas do Patronato de São José cantaram temas da sua região transmontana. No final da festa, a Fundação AXA Corações em Acção embalou os excedentes do catering em doses individuais para serem distribuídas, à noite, pelos sem-abrigo do Porto.


14

Marisa Aguiar Secretária-geral da Fundação AXA Corações em Acção de 2005 a 2007

O que representou para si ser Secretária-geral da Fundação AXA e qual o balanço que faz? Este foi um desafio que abracei com grande sentido de missão e que veio a revelar-se extremamente enriquecedor, sobretudo na vertente pessoal. Foi uma experiência que me ensinou a olhar o mundo de uma forma diferente, e uma oportunidade de crescimento muito forte. Hoje sinto-me uma pessoa mais atenta e com responsabilidades que vão para além da minha esfera mais individual, porque o que vi e aprendi foi marcante e inesquecível.

Como avalia a mobilização dos Voluntários da Fundação? Foi um privilégio ter “descoberto” inúmeros talentos escondidos e ter conhecido pessoas fantásticas, com um sentido de dádiva e de generosidade interior enormes. Estas pessoas são os verdadeiros pilares da Fundação AXA, merecem o nosso maior respeito e agradecimento, pois estão fortemente implicadas com a empresa e com as causas apoiadas pela Fundação.

O que pensam as Instituições Acha que o tipo de colaboração da Fundação AXA pode ser um modelo a seguir por outras empresas? «Actualmente, e cada vez mais, é urgente que as organizações, através da responsabilidade social, ajudem aqueles que mais necessitam. Por esta razão e pelo importante papel que desempenha nesta área, a Fundação AXA Corações em Acção é definitivamente um modelo a seguir.» Rui Dantas Director da Aldeia de Gulpilhares / Associação das Aldeias de Crianças SOS

«Penso que o importante trabalho de responsabilidade social que a Fundação AXA Corações em Acção desenvolve, idealmente, deveria ser replicado em todas as empresas. Por um lado, permite aos Colaboradores das empresas conhecerem realidades a que de outra forma dificilmente teriam acesso, envolvendo-os em questões sociais; por outro, além do aspecto financeiro associado ao apoio prestado pela Fundação, existe um acompanhamento humano e presencial que faz toda a diferença!» Cláudia Oliveira Coordenadora do Departamento de Comunicação e Imagem / Espaço t – Associação para Apoio à Integração Social e Comunitária


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 15

«A Fundação AXA Corações em Acção participa de forma activa e assídua no Programa Ronda da Caridade, da LBV, de apoio aos sem-abrigo. Todas as equipas demonstram grande sentido de responsabilidade, empenhamento e facilidade de entrosamento com a nossa Instituição. Ao assumirem uma ou duas Rondas da Caridade mensalmente, o vosso grupo de Voluntários contribui para o sucesso deste Programa socioeducacional. A AXA, por intermédio da sua Fundação, consegue, ao incentivar os seus Colaboradores e, ao criar mecanismos propícios à prática do voluntariado, realizar um trabalho solidário notável junto de todas as instituições com as quais colabora. Através das actividades de solidariedade social que desempenha, aproxima-se da sociedade e demonstra que sabe colocar em prática o verdadeiro conceito de responsabilidade social. Com base no acima exposto, é com toda a certeza e sob o nosso ponto de vista, um modelo a seguir por outras empresas.» Orlanda Silva Responsável do Gabinete de Projectos / Legião da Boa Vontade

«O tipo de colaboração da Fundação AXA, com base na consciencialização social, poderia ser, sem dúvida alguma, um exemplo a seguir por outras empresas. Ficaríamos todos a ganhar! A sociedade agradecia e a Acreditar também! Agradeço esta oportunidade da Acreditar fazer um agradecimento público do tanto que tem recebido da Fundação AXA.» Teresa Barbosa Directora do Núcleo do Porto / Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro

«O vosso modelo deveria ser uma prática de todas as empresas, não por obrigação ou decreto, mas por devoção e sensibilidade.» António Mourão Presidente / Associação de Apoio Social de Perafita

«É com toda a justiça que reiteramos que a Fundação AXA foi pioneira no desenvolvimento de um programa de responsabilidade social, que hoje representa uma disciplina obrigatória na organização de muitas empresas.» Amélia Borges e Irmãs Aileen Josephine Coates e Agnes-Mary Philomena Talty Centro da Sagrada Família – Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas


16

O que pensam os

VOLUNTÁRIOS «Tem sido muito gratificante colaborar com a Fundação AXA Corações em Acção. Sinto-me orgulhosa por estar envolvida nas diversas acções de solidariedade social, sejam elas no terreno ou no feedback dado às solicitações de diversas Instituições. Tenho a certeza de que podemos dar sempre muito mais.» Margarida Branquinho

«Penso que todos podemos continuar a alimentar a nossa esperança de que, felizmente, ainda existe espírito de solidariedade e, como tal, acreditar que somos capazes de criar um mundo melhor.»

«Sinto-me bem ao despender uma hora que seja por dia, em prol daqueles que mais necessitam, nem que para isso tenha de prescindir da minha hora de almoço.» Jaime Domingos

Lucinda Rodrigues

«É gratificante ver o impacto directo das nossas acções. O brilho no olhar de uma criança, o gosto de dar o que os outros não têm, o despertar de consciências para a necessidade de resolução realista e pragmática de dificuldades que, à primeira vista, parece inconcebível ainda existirem. Se participar, tenho a certeza de que não vai ficar indiferente. Verá que o investimento do seu tempo terá o seu retorno na interiorização de valores, medidos num padrão muito maior do que a moeda – o SER HUMANO.» Célia Esteves

«Sinto-me realizado pelo tempo que consegui disponibilizar para esta actividade extra profissional, sobretudo pela dinâmica envolvente de todos aqueles que colaboraram ao longo do ano para a melhoria da nossa sociedade, sejam eles gestores, chefes de equipa ou Voluntários. Um particular agradecimento a estes últimos, o grande motor de todas as actividades.» Jorge Ribeiro


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 17

«Cada um de nós tem um papel fundamental na melhoria da nossa sociedade. A Fundação é um meio privilegiado para esse fim, na medida em que, através do seu maior activo, os Voluntários, pode ajudar um número alargado de pessoas e Instituições. Por isso, é um orgulho fazer parte do trabalho diário desta grande equipa e poder dar o meu contributo em prol desse objectivo.» Pedro Carvalho Oliveira

«A minha experiência enquanto Voluntário, permitiu-me perceber a importância dos pequenos gestos na construção de grandes vitórias sobre o egoísmo e a indiferença. É um grande incentivo para quem busca uma vida mais completa.»

Rui Amaral

«Para mim ser Voluntária não é dar, é receber. As contrapartidas são os afectos que, realmente, são um bálsamo para alma. Não entendo a vida sem esta disponibilidade para os outros. Obrigada pelo vosso trabalho e pela oportunidade de nos Helena Serôdio irmos tornando pessoas melhores e, consequentemente, mais felizes.»

«Participar nas acções promovidas pela Fundação AXA Corações em Acção é sempre uma alegria! Orientada para um universo alargado de beneficiários, a Fundação AXA, durante estes 10 anos de existência proporcionou aos seus Voluntários a possibilidade de abraçarem uma grande diversidade de causas, nas quais cada um pôde contribuir com o seu melhor! Através de um leque alargado de actividades para miúdos e graúdos, com muito dinamismo, alegria e generosidade, fomos todos actores na construção de uma grande galeria de sorrisos! Enquanto cidadãos, e dentro da nossa esfera de actuação, cada Voluntá-

«O voluntariado na AXA tem sido bastante positivo, aumentando, todos os anos, as actividades apresentadas. Fazer voluntariado é estar perto de quem necessita, é chegar a casa com um sorriso nos lábios ou com uma lágrima nos olhos, pelas situações que registámos de um dia diferente do nosso quotidiano e, assim, dar mais valor a quem nos rodeia e ao que possuímos.» Ermelinda Ferreira

rio pode acrescentar uma peça na construção de uma sociedade mais igualitária, mais justa e mais humana. Decidir ajudar é tomar uma atitude. Não é difícil! Basta querermos! Descubra o prazer da partilha. Dê o seu contributo! A maior recompensa está no sorriso que cada gesto seu pode originar!» Patrícia Garcia


18

2.

2008 Um novo estatuto, uma nova responsabilidade “Mobilizámo-nos, movidos por um modelo de gestão assente em valores e princípios éticos, conciliando os interesses económicos com os deveres para com a sociedade, o ambiente e a economia global.” Conceição Palha In Convenção AXA 2008, momento do lançamento do novo modelo de gestão da Fundação

O

s eixos que orientam o novo modelo de gestão foram definidos ao nível:

da estratégia: a evolução da estratégia de filantropia corporativa do Grupo AXA e o ambicioso programa de mecenato social tiveram implicações ao nível do posicionamento social da Fundação. Foi necessário evoluir de uma postura mais centrada na mobilização de voluntariado empresarial

para o apoio a projectos sociais sustentáveis;

deveres para com a sociedade;

da mobilização: da comunicação: a comunicação (interna e externa) foi reforçada com um duplo papel, por um lado, para mobilizar para a acção de voluntariado e sensibilizar a sociedade, por outro, enquanto fio condutor da «Ambição 2012», para evidenciar a visão da AXA, como empresa socialmente responsável, conciliando os interesses económicos com os

criámos uma nova ferramenta de gestão – o Banco de Tempo dos Corações AXA – que permite uma mobilização inovadora junto dos Voluntários, assente numa plataforma de oferta de horas. Esta reorganização, exigiu um redobrado empenho dos elementos dos Órgãos Sociais e da Equipa Operacional. A esta última cabe especial reconhe-

cimento por ter voluntariado a sua competência profissional e o seu espírito de iniciativa, assegurando o primeiro elo da cadeia deste modelo, com funções de coordenação e gestão que nos permitem diariamente prosseguir os objectivos da Fundação. Das áreas prioritárias de intervenção, a inclusão social de crianças foi o nosso foco para 2008, como nosso dever e vontade, para ajudar a construir o futuro do nosso país.

«Ser Sec Secretário-geral da Fundação representa desde logo a responsabilidade de dar continuidade e desenvolvimento ao trabalho que esta tem vindo a conseguir ao longo dos últimos 10 anos (...). Este desenvo é um tra trabalho de voluntariado contínuo, e sem fim, junto dos Voluntários e Gestores de Equipas e Projectos ao longo do ano, em conjunto com a minha actividade profissional na empresa. Projecto O modelo mode de gestão implementado em 2008 veio criar alguma ruptura com o sistema anterior. Apeenfrentado algumas dificuldades com a disponibilidade por parte de alguns Gestores sar de termos t Tempo, a maioria respondeu com segurança, o que leva a admitir o melhor êxito para os anos de Temp seguintes.» seguinte Jorge Ribeiro Secretário-geral da Fundação AXA


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 19

«Este novo modelo de gestão da Fundação trouxe uma perspectiva completamente revolucionária, não só na gestão, mas sobretudo na visão.» Elisabete Messias Gestora de Tempo Redes

«A AXA Corações em Acção implementou e desenvolveu processos mais estruturados que permitiram um maior envolvimento dos Voluntários nas diversas fases das acções ao longo do ano.» Célia Esteves Gestora de Tempo Sul

«Integrar a Equipa de Gestão Operacional é muitíssimo gratificante pois faz-me sentir “mais válido”». Jaime Domingos Logística – Equipa Operacional

«Sinto um grande orgulho em ter sido a pessoa indicada pela Direcção da AXA Assistance para nos representar na Equipa de Gestão da Fundação e para activar os Voluntários neste sentido. Parece-me ser um grande voto de confiança porque esta função é deveras importante. Os Colaboradores da AXA Assistance, em 2008, estiveram muito mais conscientes da importância social das nossas acções, participaram muito mais e até pediram mais... Tenho uma equipa jovem, na sua maioria com sede de ajudar!» Paula Guerra Gestora de Tempo AXA Assistance

«A nossa missão, enquanto Colaboradores, deve estar alinhada em todos os aspectos com a responsabilidade social que a AXA tem vindo a apresentar ao longo dos anos. (…) Há sempre alguns minutos fora do horário laboral para darmos o nosso tempo e know-how em áreas específicas, a ajudar a concretizar acções que nos valorizam mais enquanto pessoas, tornando possível melhorar a vida de outros. Considero que 2008 foi claramente um ano de transição, de maior visibilidade da Fundação a nível interno, chamando à participação outras pessoas que até agora nunca tinham estado envolvidas no projecto.» Pedro Mota Ribeiro Gestor de Tempo Sul


20

2.1 Os desafios de 2008 | Acções em destaque 2.1.1. Projectos Sociais Sustentáveis

Fundação do Gil - UMAD 2 Com o apoio da Fundação AXA, a Fundação do Gil pôde concretizar o seu sonho de disponibilizar mais uma Unidade Móvel de

Apoio Domiciliário (UMAD) para assistir crianças vítimas de doenças crónicas. Em Junho, um grande Festival de Solidariedade, inteiramente organizado pelos Voluntários da Fundação AXA, veio permitir a angariação dos fundos necessários para a compra do referido veículo. Através da UMAD, a Fundação do Gil conseguiu fazer regressar

muitas crianças às suas casas que, de outro modo, teriam de permanecer hospitalizadas. Criada em 1999, esta Fundação tem como objectivos contribuir para o bem-estar, valorização pessoal e plena integração social de crianças e jovens que se encontram internados por períodos prolongados em unidades hospitalares, prisionais e outras.

Margarida Pinto Correia Presidente Fundação do Gil «Para mim, a segunda carrinha é um passo inestimável no crescimento deste projecto: a multiplicação do apoio ao domicílio é o espelho de uma necessidade gritante. Este será também o empurrão fundamental para as próximas carrinhas, quer para Faro, quer para o Grande Porto, projectos já delineados e requisitados pelos respectivos hospitais.» O que representou, para a Fundação do Gil, a criação desta parceria com a Fundação AXA Corações em Acção? Foi fundamental para nós, porque viabilizou o arranque do projecto UMAD com uma segunda

carrinha e o apoio financeiro, para já e numa fase de arranque, para mais dois hospitais em 2009: D. Estefânia e Fernando da Fonseca. Sem esse apoio financeiro ser-nos-ia impossível avançar.

Os fundos recolhidos no Festival destinaram-se à aquisição da segunda UMAD e ao alargamento de mais quatro hospitais em Lisboa. Isto representa um maior número de crianças/famílias apoiadas pela Fundação

do Gil. Qual é o universo? Com a primeira UMAD, a funcionar apenas em quatro serviços do Hospital de Santa Maria libertámos, em dois anos, mais de cem crianças das suas camas e da prisão dourada que


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 21

é um hospital, em termos de desenvolvimento emocional, familiar e até físico. Com estas duas UMAD pretendemos responder ao repto da sociedade portuguesa de pediatria e dos próprios hospitais e multiplicar

estes resultados. Serão centenas de crianças que sairão das camas hospitalares e de famílias que serão formadas para cuidar dos seus filhos. E, fundamental, essas crianças darão lugar a outras, que terão

finalmente direito a uma cama no hospital, por esta ter vagado. Para mim, a segunda carrinha é um passo inestimável no crescimento deste projecto: a multiplicação do apoio ao domicílio é o espelho de uma necessidade

gritante. Este será também o empurrão fundamental para as próximas carrinhas, quer para Faro, quer para o Grande Porto, projectos já delineados e requisitados pelos respectivos hospitais.

Projecto Floresta Unida A Fundação AXA associou-se a um programa internacional de voluntariado do Barclays, cujo objectivo é a plantação de 400 milhões de árvores em todo o mundo, até 2030, das quais 100 milhões estão destinadas ao território português. Reflorestar um hectare com mil árvores e garantir a sua manutenção ao longo de 30 anos na Serra da Boa Viagem (Figueira da Foz) foi o contributo oferecido pela Fundação AXA Corações em Acção. O parque florestal da Boa Viagem possui uma área de 400 hectares, 245 dos quais foram destruídos por um incêndio, em 2005, e a sua reflorestação prevê a plantação de 150 mil árvores já nos próximos cinco anos.

No mês de Novembro, 81 Voluntários da Fundação AXA juntaram-se a um total de 600 pessoas que, acompanhadas por uma equipa de técnicos florestais, iniciaram a reflorestação da serra. Através do site www.florestaunida.com todos os participantes podem acompanhar o crescimento das árvores que plantaram.

«Foi muito giro, pois tratou-se de uma mega acção, tendo sido a primeira vez que a Private (Rede de Distribuição onde me insiro) participou num evento com o conceito de Desenvolvimento Sustentável, vital e determinante para cada um de nós enquanto agentes de mudança na sociedade onde nos inserimos. Foi também uma tarefa difícil, pois grandes acções implicam sempre uma organização extraordinária e uma gestão de logística complexa. Mas apesar dos condicionalismos meteorológicos desse dia, correu tudo muito bem e, principalmente, deixámos a marca AXA e o nosso contributo por um mundo melhor.» Elisabete Messias Gestora de Tempo Redes Coordenadora da Acção Floresta Unida


22

Associação de Apoio Social de Perafita «Quarto AXA» Em Setembro de 2008, a Fundação AXA fez um importante donativo à Associação de Apoio Social de Perafita. Este contributo permitiu dotar a Instituição de mais um quarto equipado com cama eléctrica e todo o mobiliário de apoio necessário.

Como avalia o apoio da Fundação AXA à vossa Associação? Todas as acções que a Fundação AXA Corações em Acção possa levar a cabo no sentido de melhorar as condições de vida dos idosos do nosso país são de louvar. Da parte da Associação de Apoio Social de Perafita os nossos agradecimentos. António Mourão Presidente da Associação de Apoio Social de Perafita

Aldeia da Solidariedade Lançamento da «primeira pedra» Voluntários da AXA, mobilizados pelo Espaço Comercial AXA de Faro para algumas acções ligadas à Aldeia da Solidariedade em Albufeira, acompanharam e

deram o seu contributo no arranque deste projecto. Iniciativa da associação NUCLEGARVE, a Aldeia da Solidariedade será composta por várias

valências, desde a infância até à terceira idade, com infantário, lar para idosos e residências assistidas.

2.1.2. Projectos de Inclusão Social

Acreditar Crianças IPO Ao longo do ano de 2008, prosseguimos a nossa colaboração com a Acreditar, associação que tem desenvolvido um meritório trabalho no apoio às crianças em tratamento no IPO. Como em anos anteriores, os Voluntários AXA contribuíram com a sua disponibilidade, boa-disposição, capacidade organizativa e dádiva generosa.

De todas as actividades, destacamos o apoio prestado pelo Voluntário Joaquim Sousa ao acolhimento das crianças que se deslocam às consultas externas do Serviço de Transplante de Medula Óssea, no IPO do Porto. Nos tempos de espera, entre consultas e tratamentos, as crianças descontraem e sorriem com histórias, brincadeiras,

construções de lego, jogos de computador e outras actividades lúdicas. Estes momentos de lazer são um contributo reconhecido no bem-estar e tranquilidade das crianças e famílias que diariamente recorrem ao IPO.


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 23

Que papel tem a Fundação AXA nas acções da Acreditar? A Fundação AXA tem tido um papel muito importante nas acções da Acreditar a vários níveis. Ofereceu material para a nossa sede, proporcionando assim um ambiente mais acolhedor, dinamizou actividades lúdicas inesquecíveis para as crianças e apoiou-nos em várias iniciativas, nomeadamente nas caminhadas e bancas, permitindo-nos desta forma apoiar as crianças com cancro e as suas famílias. Tem sido um privilégio a Fundação AXA «Acreditar» connosco! Bem-haja! Teresa Barbosa Directora do Núcleo do Porto Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro

Legião da Boa Vontade – Rondas pelos sem-abrigo Durante todo o ano, os Voluntários da Fundação desenvolveram um intenso trabalho junto dos sem-abrigo, percorrendo as noites e madrugadas de Lisboa e do Porto. Durante cerca

de seis horas por ronda, ajudaram na distribuição de comida e roupa às pessoas que procuram conforto e contacto humano junto das carrinhas da Legião da Boa Vontade.

Como reconhecimento de uma cooperação que tem vindo a decorrer de forma regular e responsável, a Legião da Boa Vontade homenageou os nossos Voluntários, convidando-os a es-

tarem presentes no seu IX Encontro Nacional de Voluntários, onde foi entregue à Fundação AXA Corações em Acção uma placa de agradecimento.

Qual o papel dos Voluntários da AXA nas rondas dos sem-abrigo? Os Voluntários da AXA, na Ronda da Caridade do Centro Social da Legião da Boa Vontade, desempenham todo o tipo de tarefas que esta actividade pressupõe, desde a montagem dos kits, que são distribuídos durante a ronda até à preparação do leite e, depois, todas as tarefas que compõe o desenrolar de uma ronda propriamente dita: o secretário(a) que regista tudo o que é distribuído, o responsável pelo vestuário, o responsável por servir a sopa, o motorista ou o chefe de equipa que distribui todas estas tarefas. Falamos em rondas que, em termos de mão-de-obra voluntária, exceptuando a confecção da refeição a ser distribuída, são totalmente preenchidas pelo corpo de Voluntários da Fundação AXA Corações em Acção. Consideramos, assim, de alta relevância o papel dos vossos Voluntários. Orlanda Silva Responsável do Gabinete de Projectos - Legião da Boa Vontade


24

Jorge Ribeiro Coordenador das rondas pelos sem-abrigo (Porto)

Banco Alimentar Contra a Fome Campanhas de Recolha de Alimentos Através do Banco de Tempo, a Fundação AXA mobilizou os seus Colaboradores para as acções que o Banco Alimentar Contra a Fome realiza regularmente no nosso país, no âmbito de uma parceria formada em Janeiro de 2008 entre a Funda-

ção AXA Corações em Acção e o Banco Alimentar. Em Maio e Novembro, 39 Voluntários, repartidos por Évora, Lisboa e Porto, contribuíram com 112 horas para as campanhas de recolha de alimentos. Estes Colaboradores da AXA junta-

Como coordenador das rondas pelos sem-abrigo, no Porto, qual o impacto da participação dos Voluntários da AXA nessas acções? Resumiria os benefícios da intervenção dos Voluntários AXA nas rondas aos sem-abrigo em três aspectos: a) Desenvolvimento humano e pessoal de cada Voluntário na percepção e reparação dos males da sociedade em geral. Esta é uma leitura de cada indivíduo per si, mas é um facto perfeitamente detectável no decurso das acções que vamos efectuando ao longo do ano; b) Impacto positivo ao nível empresarial, uma vez que as equipas são formadas pelos Colaboradores da empresa, seus familiares e amigos, no sentido da criação e valorização do espírito de equipa e solidariedade tão necessários nos dias de hoje. A divulgação da actividade da Fundação AXA Corações em Acção, a este e outros níveis, tem servido de exemplo para outras empresas de vários sectores de actividade que, inclusivamente, têm vindo «beber» à nossa experiência, daqui resultando o sentimento claro de que a exemplaridade resulta também no colectivo; c) Finalmente, a promoção de uma melhoria das condições de vida da sociedade em geral, com particular ênfase nos mais desfavorecidos e necessitados, tendo em vista não só a reparação do momento mas, principalmente, a permanente tentativa de reinserção social desta comunidade.

ram-se a 20 mil pessoas que, em todo o país, conseguiram recolher quase duas mil toneladas de alimentos. A Fundação AXA Corações em Acção complementou a sua intervenção oferecendo cinco litros de leite por voluntário, num

total de 195 litros. Os bens alimentares foram doados a mais de 550 Instituições de Solidariedade Social que trabalham no terreno e são apoiadas pelo Banco Alimentar Contra a Fome.


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 25

O que representou para o Banco Alimentar Contra a Fome a criação desta parceria com a Fundação AXA Corações em Acção? «A parceria tinha dois objectivos: colaborar nas campanhas do Banco Alimentar Contra a Fome e colaborar nas campanhas do Banco de Bens Doados. Os Voluntários da Fundação AXA foram responsáveis pela recolha de alimentos nos supermercados e por fazer a distribuição dos alimentos pelas boxes, no armazém. Uma das especificidades da Fundação AXA Corações em Acção é o conceito de Family Building, que estende a acção de voluntariado aos familiares dos Colaboradores. Este tipo de acção, de intervenção directa, é uma forma muito positiva de aproximar as empresas da sua comunidade.» Isabel Jonet Presidente do Banco Alimentar Contra a Fome

Que significado teve para si coordenar as acções das campanhas do Banco Alimentar Contra a Fome, como Gestora de Tempo? As acções de voluntariado relacionadas com a recolha e distribuição de bens essenciais sempre tiveram a minha preferência. A nossa associação à Instituição Banco Alimentar Contra a Fome permitiu aliar-nos a um movimento de dimensão nacional, com um elevado nível de organização garantindo a nossa ajuda a milhares de pessoas que se encontram a viver num limiar de carência daquilo que é mais básico à vida humana: a alimentação. Estavam assim criadas duas importantes condições para que a coordenação da campanha tivesse sido fácil mas dentro de um espírito muito solidário, na medida em que se verificou uma forte adesão dos Voluntários AXA que ofereceram, de imediato, o seu tempo e carinho a esta nobre causa. O envolvimento das pessoas tem sido total, oferecem o seu tempo com grande alegria, tendo o número de Voluntários sido superior às necessidades de cada acção. Alexandra Soares Coordenadora das duas campanhas do Banco Alimentar Contra a Fome


26

Biblioteca

«Conta-me histórias de Natal» A biblioteca «Conta-me histórias de Natal» é utilizada por cerca de duas centenas de crianças no Centro da Sagrada Família, em Algés. Nasceu do livro com o mesmo nome, criado e editado em 2005 pelos Voluntários AXA Corações em Acção. Na ocasião, a Fundação ajudou a montar e a equipar o espaço. Para manter o projecto vivo, em 2008 fomos revisitar a biblioteca e identificámos algumas necessidades no que diz respeito às instalações e à própria biblioteca. Voltámos a envolver-nos, doando livros e ajudando a montar mais estantes. Em Outubro, num lanche convívio, partilhámos o nosso trabalho com um grupo de leitores entusiastas da biblioteca.


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 27

Espaço t – Leilão De Uns para os Outros A Fundação AXA contribuiu com vários e valiosos objectos destacando-se uma colecção de relógios doados para o leilão De Uns para os Outros. Nesta iniciativa, foram vendidos objectos pessoais de algumas personalidades e obras de arte de artistas portugueses. Os fundos reverteram para as actividades terapêuticas desenvolvidas regularmente pelo Espaço t.

Que papel tem a Fundação AXA nas acções do Espaço t? A Fundação AXA Corações em Acção tem acompanhado os últimos 10 anos de actividade do Espaço t, sempre de uma forma muito presente e cooperante. Ao longo da sua existência, a Fundação tem tido um papel de apoio institucional muito relevante que tem permitido ao Espaço t desenvolver com sucesso os seus objectivos. O Espaço t sente-se muito honrado com esta parceria que nos une e penso que isto reflecte a importância da nossa relação! Cláudia Oliveira Coordenadora do Departamento de Comunicação e Imagem Espaço t – Associação para Apoio à Integração Social e Comunitária

Aldeias SOS Botas para as crianças Para combater o desperdício e prestar um apoio essencial às crianças das Aldeias SOS, a Fundação ofereceu à Instituição 225 pares de botas de criança, resultantes de salvados de um sinistro. Trata-se de uma prática que permite demonstrar bem a conciliação dos interesses económicos da AXA com os deveres para com a sociedade.

Como avalia o apoio da Fundação AXA às Aldeias de Crianças SOS? Posso afirmar que o balanço desta parceria é bastante positivo, permitindo a partilha de experiências e vivências que, de forma contínua, viabilizam o desenvolvimento da Aldeia enquanto organização em constante crescimento. Rui Dantas Director da Aldeia de Gulpilhares


28

2.2 Um ano com dois momentos altos O ano de 2008 foi particularmente ambicioso. Além das inúmeras iniciativas em que nos desdobrámos, ainda houve espírito de entrega e iniciativa para concretizar dois importantes marcos: a criação do Banco de Tempo e a organização do AXA Challenge em Portugal, corporizado num grande evento de música e solidariedade.

2.2.1. O Banco de Tempo dos Corações AXA O tempo que os nossos Voluntários dedicam aos projectos apoiados pela Fundação AXA é um recurso precioso e estratégico. Como tal, entendemos que deve ser gerido e valorizado como verdadeiro investimento que é.

Lançado a 14 de Março de 2008, o Banco de Tempo dos Corações AXA surge como um instrumento de gestão que rentabiliza a boa vontade e o espírito solidário, em permanente equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal. Através da plataforma virtual, o Colaborador inscreve-se como Voluntário AXA, faz o seu depósito em tempo e consulta a sua conta-corrente, bem como o saldo de horas e acções desenvolvidas.

«(…) ser Gestor do Banco de Tempo representa um enorme prazer e satisfação por verificar que o simples e modesto trabalho que tive de implementação, e que tenho de manutenção, é mesmo muito pequeno em relação à importância do conceito de Banco de Tempo dos Corações AXA e, sobretudo, aos resultados alcançados para os destinatários finais. A implementação do conceito do Banco de Tempo permitiu a cada um “depositar” e “consumir” o seu tempo dedicado ao voluntariado individual. A sua disponibilização permitiu planear as acções colectivas de voluntariado a que cada um aderiu. Tudo isto online.» Constantino Ferreira Gestor do Banco de Tempo

A organização do Banco de Tempo, implicou a mobilização transversal de todos os Colaboradores da AXA. Foi criada uma Equipa Operacional, responsável pela gestão, coordenação dos projectos e mobilização de Voluntários, e uma rede Intranet acessível a todas as entidades do Grupo AXA em Portugal. Consideramos que se tratou de um investimento que também tem retorno para a própria empresa, já que contribui para a construção da cultura corporativa AXA.


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 29

O BANCO DE TEMPO EM NÚMEROS 312

voluntários inscritos entre Abril e Dezembro

806 93

participações em acções de voluntariado

acções

16 094 horas depositadas de dedicação 12 317 horas à fundação

3 777

saldo de horas que transita para 2009

Os Gestores de Tempo, também Voluntários, organizam os projectos, activando os Voluntários para as diversas acções, mantendo actualizadas as suas contas e elaborando relatórios finais de cada acção.

«O Gestor do Tempo deve ser um “Embaixador” das acções de Voluntariado no sentido de mobilizar e chamar as pessoas no nosso raio de acção diária para as causas da Fundação. No entanto, mesmo que não fosse Gestor de Tempo, daria certamente a minha participação da mesma forma.» Pedro Mota Ribeiro Gestor de Tempo – Sul


30

«É para mim um grande prazer ser Gestora de Tempo na Equipa da Fundação, não só porque me integra na mobilização de pessoas por uma causa nobre, mas sobretudo pelo facto de todas as acções em que participei serem, para mim, experiências humanamente inesquecíveis e enriquecedoras.» Elisabete Messias Gestora de Tempo Redes

«Integrar a Equipa de Gestão da Fundação como Gestora de Tempo permitiu-me confirmar que afinal todos temos um pouco de tempo para nos dedicarmos a questões essenciais da vida e que da soma de “poucos tempos” obtemos um “grande tempo”. Conjugado com dedicação e vontade de ajudar, este tempo permite obter resultados muito positivos para aqueles que, por vários condicionalismos, estão privados de bens essenciais na sua vida do dia-a-dia.» Lucinda Rodrigues Gestora de Tempo Sul

«Enquanto Gestora de Tempo da Equipa Seguro Directo sinto-me útil à sociedade na qual vivemos e que queremos que seja MELHOR para todos.» Fernanda Fiúza Gestora de Tempo Seguro Directo

«O Banco de Tempo é realmente fantástico, pois permite que cada um dê de si conforme as suas capacidades, gerindo o tempo sem implicações.» Helena Serôdio


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 31

“A melhor prenda que um homem pode receber é o orgulho de sentir que fez algo de bom pelo seu semelhante” Joaquim Sousa Ex-Colaborador AXA - Voluntário

O seu caso é exemplar em termos de dedicação e horas oferecidas às causas da Fundação e sociedade em geral (mais de 2500 horas em 2008). O que o motiva para a solidariedade? Sentir a alegria e os sorrisos das crianças da Acreditar internadas no Hospital de São João ou no IPO do Porto, depois de uma manhã em que lhes tentamos proporcionar momentos de alegria e convívio. Sentir a alegria e o sorriso de uma senhora, já com uma certa idade, voltar a entrar em sua casa, depois de totalmente recuperada, após um incêndio a ter destruído no Verão de 2007. Sentir a alegria e a boa disposição dos sem-abrigo do Porto, depois de lhes servir uma sopa quente, dar alguma roupa e, principalmente, depois de umas boas palavras de conforto numa das Rondas da Caridade da Legião da Boa Vontade. Sentir a alegria e os sorrisos das crianças da Associação das Aldeias de Crianças SOS de Gulpilhares, depois de uma sessão de cinema e de um lanche, oferecidos pela Fundação AXA. Qual foi a memória mais marcante da sua experiência nas acções de voluntariado? São muitas as memórias nestes quase cinco anos de voluntariado, mas há sempre uma que marca mais. Numa tarde de convívio com crianças de várias Instituições, na praia do Leme na Foz do Douro, por volta das 17 horas, o menino Marco, da Obra do Padre Grilo em Matosinhos, caiu numa rocha e fez um golpe profundo num joelho. Chamámos a ambulância do INEM, e mais uma vez foram incansáveis os dois bombeiros,

também eles Voluntários. Foi preciso levar o Marco ao Hospital de São João, uma vez que o golpe era grande e precisava de levar pontos. Numa tarde que se previa que acabasse por volta das 18 horas, eram 23 horas quando saí do Hospital com o Marco. E o mais marcante foi que ele, durante este tempo todo, nunca chorou. Aguentou como um homem grande todas as dores e todo o tratamento. O que diria para incentivar um colega ou colaborador da AXA a ser voluntário? O que digo ao colega ou ao colaborador: vem fazer uma Ronda da Caridade comigo, para conseguires dizer estas palavras, que foram ditas por uma colega depois da sua primeira ronda: «A Ronda da Caridade fez de mim uma pessoa melhor e mais consciente. Vou continuar a errar. A diferença é que agora saberei que foram erros e arrepender-me-ei. Tentarei corrigi-los e evitá-los, por isso não vou errar tanto. Nunca a minha casa e a minha família tiveram tanto valor para mim como depois daquela noite. Pensei que ia acabar a ronda deprimida e tive receio de não ter coragem para voltar. Mas contra todas as previsões, a viagem guiada pela miséria produz um efeito contrário. Passamos a valorizar muito mais as coisas que sempre demos como garantidas e normais e cresce em nós uma vontade desenfreada de viver. E se não temos motivos para tristeza … Então, sejamos gratos e vivamos com alegria. É que pior do que sermos infelizes, é convencermo-nos de que o somos.»


32

Comemoração dos 10 anos da Fundação AXA 2.2.2. AXA Challenge – Festival de Música e de Solidariedade A Fundação AXA assinalou o seu 10.º aniversário com a realização do Festival de Música e de Solidariedade, que uniu o momento de festa à generosidade e espírito de entrega do mundo AXA. Por isso, os objectivos desta iniciativa foram muitos: - Celebrar os 10 anos da AXA Corações em Acção em Portugal; - Angariar 50 mil euros para equipar uma UMAD para a Fundação do Gil; - Celebrar o Dia Mundial da Música; - Proporcionar um dia diferente às pessoas apoiadas pelas Instituições convidadas; - Afirmar o posicionamento da Fundação AXA ao nível da responsabilidade social.

Qual o balanço que faz do Festival Música e de Solidariedade? Um balanço positivo e contagiante, com marcas de embrião, dificuldades de projecto novo, mas que me pareceram excelentes primeiros passos para que o projecto possa ser reforçado e aumentado, repetido e transformado numa imagem de marca da solidariedade em Portugal. Margarida Pinto Correia Presidente da Fundação do Gil


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008

O FESTIVAL DE MÚSICA E DE SOLIDARIEDADE EM NÚMEROS na Conta 41.197,92 € depositados da Solidariedade

7.100 3.000

pessoas presentes no Estádio AXA

800 110

pessoas transportadas no Comboio da Solidariedade

Alexandre Correia

Voluntários envolvidos

14

t-shirts vendidas

Coordenador do Festival Comunicação e Marketing instituições de Solidariedade presentes

«O Festival de Música ede Solidariedade foi mais uma das muitas ferramentas que a Fundação AXA Corações em Acção utilizou para dar maior dimensão e visibilidade da sua actuação, a nível nacional, enquanto IPSS.

Contou com uma forte mobilização de toda a empresa que visou, acima de tudo, dar notoriedade ao grande trabalho efectuado pela Fundação AXA enquanto apoio à Fundação do Gil e à causa que estava associada à acção. Foi oi uma iniciativa que enalteceu a forma de actuação da Fundação, e claro, de todos aqueles que, enquanto Colaboradores da AXA, se associaram à iniciativa. A AXA esteve 100% envolvida na dinamização e projecção da acção. Para além de os objectivos terem sido totalmente atingidos, com a angariação de fundos que serviu para equipar a Unidade Móvel de Apoio Domiciliário. Objectivo 100% atingido!»

33


34

Com uma t-shirt como único bilhete de entrada, Voluntários portugueses e internacionais, Instituições de Solidariedade, Clientes, parceiros, familiares e amigos fizeram parte de um impressionante grupo de cerca de três mil pessoas, que marcaram a sua presença no Estádio AXA, em Braga.

«O AXA Challenge foi, na minha opinião, um sucesso de mobilização que, no espaço de 20 dias conseguiu, com o empenho de muitos Voluntários, vender 7100 t-shirts para angariar a verba necessária para equipar uma Unidade Móvel de Apoio ao Domicílio para crianças vítimas de doenças crónicas, apoiadas pela Fundação do Gil.»

«Para mim, a acção mais importante foi, sem dúvida, o Festival, uma iniciativa de grande visão, na qual os Voluntários da AXA Assistance puderam por em prática, e à disposição de todos os passageiros do Comboio da Solidariedade, o seu saber mais profundo, que é a Assistência em Viagem.»

Lucinda Rodrigues Gestora de Tempo Sul Coordenadora Nacional da Venda de t-shirts Festival de Solidariedade

Paula Guerra Gestora de Tempo AXA Assistance


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 35

O espectáculo e os artistas convidados, os momentos de convívio, o sorteio de uma viagem ao Brasil e a consciência de fazer parte de uma missão, constituíram um momento único de que todos nos orgulhamos.

Diálogo online «O blog é uma iniciativa da nossa área de Comunicação e que tem como objectivo proporcionar o debate e a partilha de ideias entre os Colaboradores AXA, tendo sido o Festival um dos temas escolhidos. Penso que a receptividade foi bastante positiva, cada Colaborador teve a oportunidade de fazer um balanço sobre o evento e assim encerrar o Festival em conjunto.» Pedro Carvalho Oliveira Dinamizador do blog dedicado ao Festival de Solidariedade

O blog interno tem sido um meio de reforço da comunicação e troca de informação e opiniões entre todos os Colaboradores AXA. O post sobre o Festival AXA gerou 1171 visitantes e alguns comentários expressivos:

«Uma viagem, um dia, um Estádio... uma acção... kms percorridos e sorrisos espalhados pelos Corações em Acção. Vestimos a camisola da Solidariedade, mas mais do que isso, sentimos e fizemos sentir bem quem esteve à nossa volta. Fizemos o que prometemos, através de um grande espírito de união.

Espero que possamos continuar a espalhar cada vez mais sorrisos e a sermos socialmente responsáveis. Parabéns à Fundação.» Maria Armanda Duarte

«Parabéns pelo evento. O programa foi excelente. Fiz-me acompanhar de alguns Clientes que me manifestaram o seu agrado pela acção, o que é sempre de registar. Felicito a Fundação AXA Corações em Acção por esta iniciativa tão meritória. Deve continuar.» Nélson de Sousa

«Muito me orgulho de pertencer a uma família profissional que, para além da vertente negócio e de querer atingir a plena satisfação dos seus Clientes, prima por aliar a sua actividade ao princípio/valor ético da solidariedade. Foram várias as acções nas quais participei e em todas elas, tal como aconteceu no Festival passado, fiquei completamente extasiada por ver no rosto dos elementos das Associações presentes uma imensa felicidade como se o seu viver fosse o mais satisfatório de todo o mundo. Mais uma vez, valeu a pena ser Voluntária... mas, acima de tudo, valeu a pena ter estado em Braga!»

«Foi com muito gosto que vesti a “camisola” de Voluntário. A experiência vivida foi enriquecedora e compensou, sem qualquer margem de dúvida, o cansaço. Espero, sinceramente, que a nossa Fundação continue a crescer.»

Anabela Ramos

José Luís Teixeira

Joaquim Alberto

«Efectivamente, foi uma tarde de cor, alegria, boa disposição e essencialmente de RITMO, que é o que nos fará chegar, sem qualquer dúvida, ao caminho traçado e trilhado, ou seja, à AMBIÇÃO 2012.»


36

«Contámos com mais de cem Voluntários, o que é assinalável. O sucesso do Festival dependeu muito da equipa de Voluntários, que demonstrou na perfeição os princípios de disponibilidade e espírito de equipa. Enquanto coordenador, juntamente com Luís Filipe Ferreira, foi com enorme prazer que assisti à mobilização de toda aquela força humana e à dedicação demonstrada por cada um.» Pedro Carvalho Oliveira Coordenador do Festival de Solidariedade

«A memória mais marcante foi ver aquela “moldura humana” que esteve presente no estádio, que se deslocou de uma forma voluntária e gratuita, com o intuito de ver a realização de um esforço colectivo, no sentido de ajudar quem necessita. Foi gratificante.» Lucinda Rodrigues Gestora de Tempo Sul Coordenadora Nacional da Venda de t-shirts Festival de Solidariedade

UMAD equipada com o apoio da Fundação AXA

Entega de Cheque de 50.000 euros à Fundação do Gil


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 37

2.3 Dados sociais

«O empenho da Equipa Operacional da Fundação, associado ao dos muitos Voluntários inscritos no Banco de Tempo, foi determinante para a concretização das muitas e importantes acções sociais levadas a cabo em 2008. Para esta grande equipa de voluntariado, um agradecimento muito especial pelo seu contributo social na luta por um mundo melhor. Terminámos o ano de 2008 com a consciência de que “não mudámos o mundo”, mas contribuímos, à nossa dimensão, para o tornar um pouco melhor. Fizemo-lo convictos de que, em cada dia que passa, muito mais há a fazer e que todos somos poucos para inverter a onda da desigualdade social que cada dia teima em aumentar.» Conceição Palha Presidente da Fundação AXA Corações em Acção

«Vivam a vossa própria experiência em participar numa acção, pois no final só nos apetece continuar.» Jaime Domingos

«Da minha experiência, nas acções de voluntariado em que participei, guardo na memória uma grande camaradagem entre os Voluntários e um grande sentido de responsabilidade, para garantirem o máximo de qualidade e impacto na acção em que participavam dando o seu melhor.» Célia Esteves

«(...) conseguimos alcançar várias áreas de intervenção ao nível da sociedade civil, pelo que, no âmbito do arranque de uma nova coordenação, creio que conseguimos alcançar e ultrapassar os nossos objectivos.» Jorge Ribeiro

«Ser Voluntária é uma forma de entrega que me faz sentir útil e realizada, tanto pessoalmente como socialmente. É dar sem esperar qualquer recompensa, é partilhar o meu tempo sem sentir que se perde, é estarmos com as pessoas e não desviarmos o olhar, é ouvirmos as suas histórias e aprendermos com elas.» Margarida Branquinho

«Ser Voluntário é dar uma mão amiga e receber um grande abraço, é poder transformar um pouco a vida de alguém que necessita e ficar com a sensação de vazio, por fazermos tão pouco. É não pensar em nós, mas sim neles, que vivem no nosso mundo mas que não tiveram as mesmas oportunidades.» Ermelinda Ferreira


38

2.3.1. Caracterização dos Voluntários

2% 13 % 23 %

62 %

< 25 anos

>= 35 anos e < 55 anos

>= 25 anos e < 35 anos

>= 55 anos

FAIXA ETÁRIA

41 %

59 %

MASCULINO

GÉNERO

FEMININO


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 39

1%

4%

5%

6% 1% 12 % 69 % 1% 1%

Colaborador Pré-reformado Reformado Consultor Familiar

AGE Parceiro Externo AXA Assistance

0.00 %

10.00 %

20.00 %

TIPO DE PARTICIPANTES VISEU VILA REAL GAIA VIANA DO CASTELO SANTARÉM PORTO PORTALEGRE PENAFIEL OEIRAS MAIA LOURES LISBOA LEIRIA AXA ASSISTANCE GUARDA FUNCHAL FARO ÉVORA COIMBRA BRAGA AVEIRO ALMADA

Voluntários por local de trabalho

LOCALIDADE

30.00 %

40.00 %

50.00 %


40

2.3.2. Caracterização das Acções

5097

22 % 4%

crianças/jovens

26

17 %

13 %

4003

2%

gestão Fundação AXA Corações em Acção

193

42 %

Crianças/Jovens

Idosos

Portadores de Deficiência Gestão Fundação AXA Corações em Acção

Sem-abrigo Sociedade em Geral

portadores de deficiência

1833

sem-abrigo

1165

HORAS/TIPO DE BENEFICIÁRIO

sociedade em geral

8% 9%

idosos

6% 4%

4% 7% 8%

4% 12 % 5%

11 %

22 %

Janeiro

Julho

Fevereiro Março

Agosto Setembro

Abril Maio Junho

Outubro Novembro Dezembro

ACÇÕES, PARTICIPAÇÕES E HORAS POR MÊS


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 41

ACÇÕES POR INSTITUIÇÕES

Acreditar - Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro

82

Legião da Boa Vontade

79

Fundação AXA Corações em Acção

27

Obra do Padre Grilo

26

Banco Alimentar Contra a Fome

5

Aldeias de Crianças SOS - Norte

4

AMI - Assistência Médica Internacional

3

Casa da Criança de Tires (Fundação Champagnat)

3

Casa do Gaiato - Lisboa

3

Fundação do Gil

3

APD - Associação Portuguesa de Deficientes

2

APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental

2

Associação Vila D' Este - Centro Ocupação Juvenil

2

CIRE - Centro de Integração e Reabilitação de Tomar

2

Espaço t - Associação para o Apoio à Integração Social e Comunitária

2

Instituto Profissional do Terço

2

AAJUDE - Associação de Apoio à Juventude Deficiente

1

Ajuda de Berço

1

Aldeia da Solidariedade Albufeira - Nuclegarve

1

APCE - Associação de Paralesia Cerebral de Évora

1

ASAS - Associação Solidariedade e Acção Social de Santo Tirso

1

Associação de Apoio Social de Perafita

1

Associação Desportiva, Recreativa e Cultural «Os Tricofaites»

1

Associação Juvenil «A Bogalha»

1

Associação de Surdos

1

Associação Terra dos Sonhos

1

Berço da Caridade - Obra do Frei Gil

1

Bombeiros Lisbonenses

1

Caleidoscópio - Associação para o Apoio à Integração Social e Comunitária

1

Casa da Criança - Sociedade de Promoção Social - Obra do Frei Gil

1

Casa do Estudante - Obra do Frei Gil

1

Cediara - Centro de Dia para Idosos de Ribeira de Fráguas

1

Centro Acolhimento do Pisão

1

Centro da Sagrada Família - Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas

1


42

Centro de Bem Estar Social Nossa Senhora do Socorro

1

Centro Juvenil de Campanhã

1

Centro Social e Paroquial de Mira Sintra

1

Centro Social e Paroquial do Seixo de Mira

1

CERCIDIANA

1

CERCIMIRA

1

CERCIVAR

1

Colégio D. Maria Pia - Casa Pia

1

Entrajuda

1

Escola EB1/PE Câmara de Lobos - Funchal

1

Freguesia S. Sebastião - Freguesia du Bocage

1

Fundação Madre Andaluz

1

Fundação Portuguesa - A Comunidade Contra a SIDA

1

Fundação Portuguesa de Cardiologia

1

Hospital Garcia da Horta - Pediatria

1

Hospital de Santa Maria - Pediatria

1

Lar Santo António

1

Liga Portuguesa Contra o Cancro

1

Núcleo de Estágio de Educação Física da EB 2,3 Dr. Leonardo Coimbra

1

Obra A.B.C. (Amici Boni Consilii)

1

Obra do Padre Ricardo Gameiro

1

Projecto Floresta Unida

1

Santa Casa da Misericórdia de Santarém

1

Santa Casa da Misericórdia de Tomar

1

Tenda do Encontro - IPSS

1


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 43

2.4 Orgãos Sociais

Conselho Geral Presidente

João Leandro Beatriz Aguiar Emmanuel Lesueur

Conselho Executivo

Luís Cervantes Paulo Bracons Rui Magalhães Luciana Silva

Representantes dos Voluntários Marisa Aguiar Seguro Directo

Tomás Lopez

AXA Assistance

Marc Veisen

AXA Tech

Catarina Oliveira

AXA Group Solutions

Álvaro Branco

Representante do Clube dos Colaboradores

João de Barros

Representante da Comissão de Trabalhadores

Luís Filipe Ferreira

Presidente Cessante

Luciano Dias

Conselho de Administração Presidente

Conceição Palha

Secretário-geral

Jorge Ribeiro António Alves Carlos Branco Patrícia Lenine

Parceiros Estratégicos Fernanda Fiúza Inês Simões Pedro Oliveira Tesoureiro

José Manuel Leite

Conselho Fiscal Presidente

Joaquim Sá

Secretário-geral

Filipe Matildes

Vogal

Elias Leal


44

2.5 Equipa Operacional

Gestão Global Presidente

Conceição Palha

Secretário-geral

Jorge Ribeiro

Secretariado Hortense Mota Gestão de contactos + Espaços Fundação Margarida Branquinho Parceiros Estratégicos Ambição 2012

António Alves

Novas formas de voluntariado com Parceiros

Carlos Branco

Seguro Directo

Fernanda Fiúza

Envolvimento com as Universidades

Luís Vaz

Recursos Humanos

Patrícia Lenine

Marketing Estratégico

Pedro Oliveira

Marketing Alexandre Correia Organização eventos/Brindes/Imagem/... Rute Godinho Comunicação Correspondente do Grupo/Comunicação Global

Inês Simões

Banco de Tempo dos Corações em Acção Gestor do Banco de Tempo

Constantino Ferreira


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 45

Gestores de Tempo dos Corações AXA Alexandra Soares Célia Esteves Escritórios Centrais e Sul

Lucinda Rodrigues Pedro Mota Ribeiro André Sousa Jorge Ribeiro Manuela Fontes

Escritórios Centrais Norte Ana Isabel Barbosa Cláudia Rocha Filipe Matildes Espaços Comerciais Manuela Barros Célia Esteves Redes (Private/AGE'S...)

Elisabete Messias Paulo Almeida

Seguro Directo

Fernanda Fiúza

AXA Group Solutions/AXA Tech/...

Florbela Arranja

AXA Assistance

Paula Guerra

Controlo de Gestão Controlo Orçamental

Pedro Carvalho Oliveira

Tesouraria/Gestão de Custos

José Manuel Leite

Contabilidade

António Domingos

Logística Jaime Domingos Ligação às Instituições/Logística Interna Joaquim Sousa


46

3. Desempenho económico 3.1 Custos INSTITUIÇÕES VERSUS CUSTOS DIRECTOS Identificação

N.º Acções

Descritivo

Valor €

Fundação do Gil

3

Donativo para Equipamento UMAD 2

50.000

Projecto Floresta Unida

1

Reflorestação um hectare - Serra da Boa Viagem

5.448

Associação de Apoio Social de Perafita

1

Patrocínio para equipar um quarto da Instituição Quarto AXA

2.500

Centro Acolhimento do Pisão

1

Aquisição e entrega de roupas quentes

1.463

Centro Social e Paroquial do Seixo de Mira

1

Compaticipação num jantar de solidariedade

1.000

Associação Desportiva, Recreativa e Cultural «Os Tricofaites»

1

Lanche convívio no Dia do Pai com cinco Instituições

670

Sem-abrigo

1

Ronda especial fim de ano

600

Aldeia da Solidariedade Albufeira - Nuclegarve

1

Apoio no lançamento 1.ª pedra da Aldeia da Solidariedade

500

Escola EB1/PE Câmara de Lobos - Funchal

1

Donativo para festa com crianças desfavorecidas

500

Legião da Boa Vontade

79

Cadeiras para transporte de crianças

435

Centro da Sagrada Família - Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas

1

Livros e estantes para a bibioteca «Conta-me histórias de Natal»

414

APCE - Associação de Paralesia Cerebral de Évora

1

Criação e manutenção por um ano de uma página da Associação na Internet

400

Casa da Criança de Tires (Fundação Champagnat)

3

Cadeiras para transporte de crianças

280

APD - Associação Portuguesa de Deficientes

2

Oferta do Troféu 1.º lugar - 8.º Torneio Internacional Baskball em cadeiras de rodas

200

Banco Alimentar Contra a Fome

5

Oferta de leite - Campanhas anuais de recolha de alimentos

101

ASAS - Associação de Solidariedade e Acção Social de Santo Tirso

1

Lanche convívio - Magusto com crianças

101

CERCIDIANA

1

Donativo para seguros de evento

100

Santa Casa da Misericórdia de Tomar

1

Preparação e entrega presentes de Natal - 25 livros Disney

7

Total

64.717


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 47

INSTITUIÇÕES VERSUS ACÇÕES SEM CUSTOS DIRECTOS ASSOCIADOS Identificação

N.º Acções

Descritivo

Acreditar - Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro

82

Diversas acções de voluntariado com crianças / Festival Solidariedade

Fundação AXA Corações em Acção

27

Diversas acções de voluntariado

Obra do Padre Grilo

26

Diversas acções de voluntariado com crianças/Festival Solidariedade

Aldeias de Crianças SOS - Norte

4

Oferta de botas de criança - salvados de sinistro AXA

AMI - Assistência Médica Internacional

3

Peditórios anuais

Casa do Gaiato - Lisboa

3

Entrega de roupas/Festival de Solidariedade

APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental

2

Festival Solidariedade/Campanha de recolha de fundos

Associação Vila D' Este - Centro Ocupação Juvenil

2

Festival de Solidariedade/Entrega de roupas

CIRE - Centro de Integração e Reabilitação de Tomar

2

Almoço convívio/Entrega de t-shirts

Espaço t - Associação para o Apoio à Integração Social e Comunitária

2

Festival de Solidariedade/Doação de artigos de salvados para leilão e acções de voluntariado

Instituto Profissional do Terço

2

Festival de Solidariedade/Entrega de roupas

AAJUDE - Associação de Apoio à Juventude Deficiente

1

Festival de Solidariedade

Ajuda de Berço

1

Doação de roupa de criança manufacturada à mão

Associação Juvenil «A Bogalha»

1

Festival de Solidariedade

Associação de Surdos

1

Presentes de Natal - 30 livros Disney

Associação Terra dos Sonhos

1

Leilão de t-shirt festival - autografada

Berço da Caridade - Obra do Frei Gil

1

Festival de Solidariedade

Bombeiros Lisbonenses

1

Oferta de bacalhau para sorteio de Natal

Caleidoscópio - Associação para o Apoio à Integração Social e Comunitária

1

Doação de equipamento informático

Casa da Criança - Sociedade de Promoção Social Obra do Frei Gil

1

Festival de Solidariedade

Casa do Estudante - Obra do Frei Gil

1

Festival de Solidariedade

Cediara - Centro de Dia para Idosos de Ribeira de Fráguas

1

Doação de móveis e equipamento de escritório (Entrajuda)

Centro de Bem Estar Social Nossa Senhora Socorro

1

Doação de equipamento informático

Centro Juvenil de Campanhã

1

Doação de equipamento informático

Centro Social e Paroquial de Mira Sintra

1

Construção de uma Mediateca - Equipamento um Televisor, um vídeo gravador, um leitor de DVD e uma aparelhagem/ leitor de CD


48

Identificação

N.º Acções

Descritivo

CERCIMIRA

1

Doação de 108 t-shirts - Festival

CERCIVAR

1

Doação de 50 t-shirts

Colégio D. Maria Pia - Casa Pia

1

Doação de equipamento: Televisor, Video, DVD, Impressora.

Fundação Portuguesa «A Comunidade Contra a SIDA»

1

Presentes de Natal - 50 livros Disney

Entrajuda

1

Divulgação da Campanha Nacional "Este ano dê uma vida nova aos livros escolares e manuais de apoio. Coloque-os no LIVRÃO, ajude o ambiente e contribua para a ENTRAJUDA"

Freguesia S. Sebastião - Freguesia du Bocage

1

Apoio para a iniciação à Internet para Idosos donativo na forma de equipamentos informáticos

Fundação Madre Andaluz

1

Lanche convívio

Fundação Portuguesa de Cardiologia

1

Peditórios anuais

Hospital Garcia da Horta - Pediatria

1

Presentes de Natal - 100 livros Disney

Hospital Santa Maria - Pediatria

1

Presentes de Natal - 15 livros Disney

Lar Santo António

1

Lanche convívio

Liga Portuguesa Contra o Cancro

1

Corrida Terry Fox

Núcleo de Estágio de Educação Física da EB 2,3 Dr. Leonardo Coimbra

1

Evento desenvolvido pela Faculdade de Desporto do Porto (FADEUP) intitulado "10.º Dia D".

Obra A.B.C. (Amici Boni Consilii)

1

Presentes de Natal - 35 livros Disney

Obra do Padre Ricardo Gameiro

1

Fomentação de venda de livros de poesia de Maria Helena Glória Monteiro Bandeira

Santa Casa da Misericórdia de Santarém

1

Lanche convívio

Tenda do Encontro - IPSS

1

Tenda do Encontro - IPSS


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 49

3.2 Receitas e Iniciativas Fundação Receitas e iniciativas Fundação

2008

Festival de Solidariedade

51.443

Donativos

15.798

Conta solidariedade

35.645 1.703

Outras iniciativas Venda de livros

215

Venda de CD’s/DVD’s

900

Leilão t-shirt Festival

588 53.146

TOTAL

3.3 Resultados Resultados

2008

2007

Receitas

139.709,86

46.255,48

Despesas

150.434,17

85.447,91

Resultado exercício

-10.724,31

-39.192,43

Resultado transitado

19.770,07

58.962,50

9.045,76

19.770,07

Resultado acumulado


50

3.4 Balanço e contas

BALANÇO EXERCÍCIO DE 2008

CONTAS Código

Designação

Activo Bruto

Amort./ Provisões

ANO 2007 Activo Líquido

Activo Líquido

ACTIVO IMOBILIZADO 43+441+449

Imobilizações Incorpóreas

42+441+448

Imobilizações Corpóreas

41+441+447

Investimentos Financeiros Sub-total

1.640,24

1.357,34

282,90

476,83

1.640,24

1.357,34

282,90

476,83

4.790,77

4.790,77

2.700,00

3.972,09

3.972,09

22.778,24

3.972,09

8.762,86

25.478,24

CIRCULANTE 32 a 37 21/22/24/25/26

Existências Dividas a Terceiros Curto Prazo

15+18

Titulos Negociáveis

11 a 14

Depósitos Bancários e Caixa

Sub-total

27

Diferimentos

5.815,00

Sub-total

5.815,00

TOTAL DAS AMORTIZAÇÕES

1.357,34

TOTAL DE PROVISÕES TOTAL DO ACTIVO

5.612,33

1.357,34

9.045,76

31.770,07


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 51

CONTAS Código

Designação

EXERCÍCIO

EXERCÍCIO

de 2008

de 2007

SITUAÇÃO LÍQUIDA E PASSIVO FUNDO SOCIAL, RESERVAS E RESULTADOS TRANSITADOS 51

Fundo Social

55

Reservas de Reavaliação

56

Reservas Estatuárias

57

Reservas Especiais

59

Resultados Transitados

19.770,07

58.962,50

88

Resultados Líquidos

-10.724,31

-39.192,43

9.045,76

19.770,07

TOTAL DA SITUAÇÃO LÍQUIDA

29

21/22/23/24/25/26

Provisões para Riscos e Encargos

Dívidas a Terceiros Sub-total

27

Diferimentos

12.000,00

Sub-total

12.000,00

TOTAL DO PASSIVO

12.000,00

TOTAL DO PASSIVO E DA SITUAÇÃO LÍQUIDA

9.045,76

31.770,07


52

3.5 Demonstração de resultados

DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 CONTAS Código

EXERCÍCIO DE 2008

Designação

Totais

EXERCÍCIO DE 2007 Totais

CUSTOS E PERDAS 62

Fornecimentos e Serv.Externos

64

Custos com o Pessoal

66

Amortizações do Imob. Corpóreo

67

Provisões

63

Impostos

65

Benef. Processados e outros custos Operacionais

88

352,93

193,93

95.538,47

71.845,31

124,00

44,10

95.662,47

71.889,41

54.771,70

13.558,50

CUSTOS TOTAIS

150.434,17

85.447,91

RESULTADO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

-10.724,31

-39.192,43

139.709,86

46.255,48

Custos e perdas Financeiros CUSTOS CORRENTES

69

71.651,38

1,91

CUSTOS OPERACIONAIS 68

95.183,63

Custos e perdas Extraordinarias


10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 53

CONTAS Código

EXERCÍCIO DE 2008

Designação

Totais

EXERCÍCIO DE 2007 Totais

PROVEITOS E GANHOS 71

Vendas

72

Prestação de Serviços

35

Variação da Produção

73

Proveitos Suplementares

74

Comparticipações e Subsídios à Exploração

75

Trabalhos p/ Própria Instituição

139.705,00

45.825,00

139.705,00

45.825,00

4,86

430,48

PROVEITOS CORRENTES

139.709,86

46.255,48

PROVEITOS TOTAIS

139.709,86

46.255,48

44.166,53

-26.020,31

-119,14

386,38

RESULTADOS CORRENTES DO EXERCÍCIO

44.047,39

-25.633,93

RESULTADOS EXTRAORDINÁRIOS DO EXERCÍCIO

-54.771,70

-13.558,50

-10.724,31

-39.192,43

PROVEITOS OPERACIONAIS 78

79

Proveitos e Ganhos Financeiros

Proveitos e Ganhos Extraordinários

RESULTADOS OPERACIONAIS DO EXERCÍCIO RESULTADOS FINANCEIROS DO EXERCÍCIO

RESULTADO LÍQUIDO


Ficha Técnica Título: 10 anos de Corações em Acção - Relatório e Contas 2008 Responsável de publicação: Fundação AXA Corações em Acção Concepção e coordenação: Inspire, Comunicação para o Desenvolvimento Sustentável Paginação: Ideias Virtuais Edição: 2009

Praça Marquês de Pombal, 14, - 1250-162 Lisboa Telefone: 213 508 533 | Fax: 213 506 145 Rua Gonçalo Sampaio, 39 - 4169-001 Porto Email: axa_coracoes_lx@axa-seguros.pt www.axa.pt

redefinimos

standards

fundacao-axa-relatorio-e-contas-2008  

Relatório e Contas 2008 redefinimos standards 10 ANOS DE CORAÇÕES EM ACÇÃO RELATÓRIO E CONTAS 2008 3 4

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you