Issuu on Google+

V do Litoral VOZ

www.avozdolitoralsul.com.br

• perfil

A garra e Sul determinação de Jorge Itanhaém • Peruíbe • Itariri • Pedro de Toledo Um Jornal com Agilidade e Atitude • Distribuição Gratuita

Jor nal A VOZ do Litoral Sul

Ano I

Númer o 04 • Per uíbe, julho de 2013.

Falcone Página i02

• descaso

A Saúde de Peruíbe está na U.T.I. A falta de planejamento em diversos setores e conhecimento técnico comprometem o serviço de saúde pública da Cidade. • saúde indígena

Sete tribos indígenas da região tomaram o prédio do Polo Base de Peruíbe

O espaço para espera do atendimento não é suficiente para a quantidade de pessoas que buscam o serviço, muitos aguardam por até duas horas pelo atendimento. Página 04

• Prefeita Ana Preto

Não devolve verba do Esporte, não compra uniformes escolares, mas Vereadores liberam mais dinheiro Página 05

• Itanhaém Uma ação de protesto foi realizada por índios da região onde Cacíques e suas famílias ocuparam o Polo Base onde permanecem até sexta-feira Página 03

Página 04

O levantamento de dados atesta o potencial de crescimento de Itanhaém no setor

Página 06

imóveis O paisagismo valorizando seu imóvel

CADERNO DE

Mesmo com contrato milionário médico trabalha e não é pago

Construção civil segue aquecida na Cidade Página i01

Classificados: sua casa está aqui!

Página 04

Novas tecnologias proporcionam redução de até

25% na conta de luz Página i03


2

www.avozdolitoralsul.com.br

A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

Suspensa a votação da “PEC dos mensaleiros”

opinião

“O principal obstáculo continua sendo a Mesa Diretora. Acho que o Renan não tem mostrado interesse em colocar a matéria em votação. A prioridade que requeiro, nunca senti por parte do Renan vontade de colocar no bojo das coisas positivas. Se ele quer mesmo uma agenda positiva, essa emenda é importante”. Senador Jarbas Vasconcellos (PMDB-PE).

• editorial

Ao ler a notícia de suspenção da votação da PEC dos mensaleiros, vejo que a cada dia diminui a quantidade de políticos e representantes do povo de abordarem coisas realmente importantes para a população, pois se assim o fizerem, estarão indo contra os interesses particulares de alguns colegas ou até mesmo dos Governantes que misteriosamente não são os mesmos da população. Políticos que tenham coragem para deixar de lado o corporativismo e coleguismo a ponto de vermos se cumprir as leis e prender um político corrupto condenado. Por outro lado, nós população não temos o hábito de acompanhar o que se passa no Senado, na Assembleia Legislativa, não sabemos como anda as votações das PEC´s não nos incomodamos se a votação da PEC dos mensaleiros foi adiada ou simplesmente ignorada, ou até mesmo em nossa Câmara Municipal, nós temos que mudar nossos hábitos políticos, pois é muito cômodo dizer que não gostamos de política, mas são justamente estes representantes do povo os responsáveis pelo rumo que anda um País, responsáveis pelo alavancar ou pela ruína de uma Cidade. Temos que aprender a cobrar de nossos vereadores um real compromisso com a população, a qual o elegeu e o colocou no poder. Temos que cobrar deles que ao dar um voto de confiança para a Administração, a mesma cumpra com a sua palavra e realize suas promessas, ou melhor, que a Administração no mínimo cumpra as leis.

•expediente Jornal A VOZ do Litoral Sul

É uma publicação da viaMaker Comunicações CNPJ: 17.475.064/0001-41 Diretor Geral e Jornalista responsável: Sidney Cley Mtb: 45.169 Diretora Comercial: Cláudia B. Camargo Contato: 13 9643-3338 / 13 9705-5059 redacao@avozdolitoralsul.com.br www.avozdolitoralsul.com.br

Periodicidade: Mensal / Tiragem: 5.000 exemplares • Distribuição Gratuita nas cidades de Itanhaém, Peruíbe, Itariri e Pedro de Toledo. As opiniões expressas e assinadas são de inteira responsabilidade dos seus autores.

QUANDO OS BRANCOS CHEGARAM NA NOSSA TERRA, ELES TINHAM BÍBLIAS E NÓS A TERRA. POUCOS ANOS DEPOIS, NÓS TINHAMOS BÍBLIAS E ELES A TERRA.

MAS, AVÔ, COMO TUDO ACONTECEU?

• artigo

• artigo

Incompetência e descaso na saúde pública de Peruíbe

Por Cláudia Dib*

Governador altera os limites da Estação Ecológica da Jureia-Itatins

Por Kleber A.B. de Abreu*

A situação da saúde no Município de Peruíbe vai de mal a pior, que o Governo Federal não consiga resolver os problemas da área da saúde e falta de médicos, é fato, que nossa Prefeita e sua equipe é incopetente, também é fato, mas não precisa copiar a fórmula do CAOS da SAÚDE PÚBLICA nacional, o que é preciso é criar formas e maneiras, brigar por mais recursos, ao invés de tirar de outras pastas, para solucionar ou pelo menos sanar a situação lamentável que se encontra a saúde em nossa Cidade. O recente protesto dos índios onde tomaram um prédio público em Peruíbe para reenvidicar melhorias e chamar a atenção ao descaso à saúde indígena. E o protesto dos médicos na avenida Paulista onde estes são contra a atuação de médicos estrangeiros no país sem a revalidação do diploma, é uma mostra do quão está sem planejamento a administração da saúde no País. Planejamento este que também não vemos em nosso Município, em que a Administração empurra com a barriga os ofícios da Câmara de Vereadores, e até mesmo ignora os ofícios do CMS (Conselho Municipal de Saúde) pedindo relatórios relacionados compra de medicamentos, materiais e equipamentos deteriorados, e contratações irregulares de entidades tercerizadas para administrar do Municício. A população espera apenas que você, prefeita, cumpra com o que prometeu em campanha.

O povo brasileiro decidiu mudar, e isso é claro, e essa mudança deverá fazer parte do cotidiano deste povo que tem na sua história inúmeros movimentos. A questão do aumento da tarifa do transporte público, que foi o estopim de todo o levante nacional, foi muito bem trabalhada durante anos pelo Movimento Passe Livre, que se organizou e através de passeatas e reivindicações constantes e pacíficas conseguiram a união da população e de simpatizantes, resultado final: êxito nessa batalha, mas não na guerra. A meta desse Movimento é tarifa Zero e não apenas redução dos valores, isto é planejamento. Todavia, é preciso que a nação Brasileira se organize e visualize que podemos almejar novas conquistas através do levante pacífico e popular. Deste modo, não podemos esquecer que além do Transporte estar Sucateado temos em igual condição; a Educação, a Saúde e a Segurança Pública. Assim, a meta inicial é conquistar a reforma dos sistemas de Educação, Saúde e Segurança Pública, iniciando através da infraestrutura concomitante com a real valorização dos profissionais destas áreas. Não é apenas atualização de valores e sim um salário digno para que os profissionais não precisem trabalhar em vários locais diferentes para terem condições de vida . O Brasil e os Brasileiros, não precisam de profissionais de nenhuma parte do mundo, nós somos *Cláudia Dib é Empresária capazes de cuidar de nós mesmos em todas as esferas, só necessitamos de meios. Por fim, o poder é dado pelo povo, e por ele pode ser retirado, principalmente quando àqueles que se dizem legítimos representantes da sociedade não cumprem com suas obrigações e sim apenas representam a eles próprios. A luta continua.

tome uma atitude anuncie

!

AQUI

*Kleber A. B de Abreu é advogado OAB/SP 216.062


A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

www.avozdolitoralsul.com.br

cotidiano parceria

3

Prefeitura de Peruíbe e Sabesp assinam convênio de incentivo a uso racional de água

A Prefeitura assinou uma parceria com a Sabesp, adotando uma política de incentivo ao racionamento de água. O PURA, Programa de Uso Racional de Água, será implantado inicialmente em 8 escolas da

rede municipal. O objetivo é conscientização sobre a preocupação com o meio ambiente, evitando o desperdício da água, para a melhor conservação dos recursos naturais e a redução de despesas.

• saúde indígena

Sete tribos indígenas da região

tomaram o prédio do Polo Base de Peruíbe Uma ação de protesto realizada por sete tribos indígenas da Região de Peruíbe onde os Caciques e suas famílias tomaram o prédio do Polo Base por volta das 8h15, no local havia seis funcionários trabalhando entidade, os mesmos foram mantidos no recinto até as 20h30 no objetivo de trazer até o local Sr. Paulo Camargo, o que não ocorreu. Os Caciques algavam de se o Diretor não se importava com a sua equipe, tão pouco se importaria com os índios. O delegado da Polícia Federal, Dr. Paulo Cesar, comandou as negociações com o auxilio do Sr. Amauri funcionário da Funai. Os Índios Tupi-Guarani e Guaranis reclamam de descaso no atendimento médico e que os atendimentos muito rápidos não atingem as 40 horas conforme de direito, reclamam de maus tratos por profissionais desqualificados, e com a modificação da pasta FUNASA do antigo Projeto Rondom, para a atual SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena) as perdas foram grandes como o valetransporte, vale-alimentação e hospedagem , e que os carros usados para atendimentos nas aldeias estão sucateados e na falta do transporte para os médicos não há atendimento na aldeia. Outra questão é que com a mudança da pasta, a SESAI tem mais verba para a saúde indígena, porém na prática os índios estão abandonados e sem os recursos de direito. Segundo o cacique responsável das negociações, Awa Tenondegua, várias tentativas foram feitas até com o Sr. Antônio Alves, Diretor as SESAI e chefe de Paulo Camargo, segundo o Vice-Cacique Donizete, de nome indígena, Awa a Aridju do Litoral Norte, vários ofícios foram protocolados no

Fotos: Sidney Cley

• saiu na mídia

Após negociação os funcionários foram libertados por volta das 20h30

Ministério Público, mas não conseguiram nada até agora. Os funcionários foram libertados por volta das 20h30, após confirmação de uma reunião para o dia 19, sextafeira, na sede da FUNAI de Itanhaém, entre os líderes indígenas, promotores públicos, representantes da FUNAI e o Sr. Paulo Camargo. Os Caciques e líderes indígenas permanecem no Polo até a data da reunião. • SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena) - É a área do Ministério da Saúde criada para coordenar e executar o processo de gestão do Subsistema de Atenção à Saúde Indí-

gena (SasiSUS) no âmbito do Sistema Único de Saúde – em todo o Território Nacional. A SESAI tem como missão principal o exercício da gestão da saúde indígena, no sentido de proteger, promover e recuperar a saúde dos povos indígenas, bem como orientar o desenvolvimento das ações de atenção integral à saúde indígena e de educação em saúde segundo as peculiaridades, o perfil epidemiológico e a condição sanitária de cada Distrito Sanitário Especial Indígena – DSEI, em consonância com as políticas e programas do Sistema Único de Saúde – SUS.


4

www.avozdolitoralsul.com.br

A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

País em protesto cotidiano

Protesto de profissionais da saúde fecha a av. Paulista em São Paulo

Os profissionais da saúde que protestam desde a tarde desta do diploma, contra os vetos do ato médico e contra a medida terça-feira na região central de São Paulo. Eles protestam contra provisória que exige a atuação dos médicos recém formados a atuação de médicos estrangeiros no país sem a revalidação por dois anos no SUS (Sistema Único de Saúde). Fonte: G1.com

• saúde

Fotos: Sidney Cley

A Saúde de Peruíbe está na U.T.I. Em apenas um mês a maternidade teve seu atendimento interrompido por duas vezes

O munícipes de Peruíbe estão enfrentando um verdadeiro terror na área de saúde, em diversos pontos de atendimentos desde a Maternidade, UPA e Regulação de Vagas, o descontentamento e falta de estrutura é geral. A falta de planejamento e conhecimento técnico comprometem o serviço de saúde pública. A maternidade de Peruíbe teve seu funcionamento interrompido por duas vezes no período de um mês, no dia 27 de junho, uma paciente em trabalho de parto que procurou a maternidade de Peruíbe teve uma triste surpresa, a mater-

As gestantes que procuram a maternidade de Peruíbe são encaminhadas para as maternidades da Região

nidade não estava atendendo e a mesma foi direcionada para o UPA, lá chegando, a paciente foi encaminhada para a maternidade de Itanhaém, onde a mesma também não conseguiu ser atendida, e novamente encaminhada para a maternidade Irmã Dulce em Praia Grande. Drama como este está se tornando rotina na Cidade. Ao procurar a Adminis-

tração e perguntarmos sobre o fechamento da maternidade, o Sr. Paulo Siqueira nos responde que a maternidade jamais é fechada, o que acontece é que o quadro de médicos da Maternidade não é terceirizado e existe uma defasagem de médicos ginecologista obstetra e na falta de um médico a paciente é transferida para o Hospital Regional de Itanhaém.

Na Regulação de vagas a situação também é ruim

O espaço para espera do atendimento não é suficiente para a quantidade de pessoas que buscam o serviço, muitos aguardam horas ao tempo

Sra. Mariluce Gonçalves reclama de atendimento precário

Como se não bastasse à falta de estrutura para atendimento médico no município, o impor tante setor de Regulação de vagas quase foi alterado por forças políticas, cuja uma indicação foi feita para a substituição de uma funcionária de carreira PósGraduada em Regulação e nada mais e nada menos que onze anos de experiência. Ao contrário do que se pensa, a Regulação não é uma central de agendamento de carro,

para atendimento e um funcionário está de férias e outro fato é o crescimento populacional de Peruíbe, enquanto há dois anos a traz eram feitos cerca de 50 atendimentos por dia, hoje são de 150 a 170 atendimentos por dia. A conclusão disso tudo é apenas uma, que a saúde pública deve ser levada mais a sério e sem influência política na contratação de profissionais realmente capacitados para cada setor.

mas, o setor é muito complexo e exige conhecimento técnico para tal. Vale lembrar que há alguns anos atrás, eram realizados no Município diversas cirurgias como Catarata, Hérnia e Fimose entre outros e hoje não se realiza nem exames como biópsia. Outro importante detalhe para o número tão auto de pessoas aguardando o atendimento, é devido ao pequeno quadro de funcionários no setor que conta com apenas três pessoas

UPA - O alerta foi dado!

O que se vem percebendo quanto a Saúde Pública de Peruíbe é que podemos entrar em colapso a qualquer momento, pois o UPA (Unidade de Pronto Atendimento) não consegue suprir as necessidades básicas dos munícipes, e quando o caso do paciente é mais grave, o médico tem que ligar para a Central de Regulação de Vagas

e rezar para que seu paciente seja transferido. Em alguns casos a cidade tem o especialista mas, por falta de estrutura, medicamentos ou verba mesmo para novos equipamentos, o médico não realiza os procedimentos adequados, logo os munícipes ficam a mercê de serem atendidos em outro município.

Mesmo com contrato milionário médico trabalha e não é pago Na última sessão da Câmara deste semestre, 10 de julho, o vereador e médico Dr. Rubens fala novamente sobre o descaso da Administração com a saúde do Município, em seu discurso ele destaca que conhece a dificuldade de conseguir que um médico queira vir trabalhar em Peruíbe. “E quando se tem médico, não pagam, por isso esta dificuldade de se conseguir médicos para a Cidade” comenta o vereador. O jornal A VOZ foi conversar

com o Cirurgião Plástico e Emergencista Dr. Luis Augusto que recebeu pelo plantão de doze horas do último dia sete de julho, domingo, um cheque assinado pela Diretora Administrativa da Plural, Sra. Noemi, no valor de R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais), mas para surpresa do médico plantonista, o cheque voltou com a linha 21 (divergência de assinatura). Ao contrário do que se diz oficialmente tal fato é real e negativo para a Cidade.


A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

www.avozdolitoralsul.com.br

painel

político

nacional

Senador do PR suspende votação da “PEC dos mensaleiros”

Suplente da ministra Marta Suplicy (Cultura), o senador Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP) paralisou nesta quarta-feira (17) a votação, na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, da proposta que determina a perda automática do

5

Fonte: G1.com

mandato de parlamentares condenados por improbidade administrativa ou crimes contra a administração. Rodrigues é do partido do deputado Valdemar da Costa Neto (PR-SP), condenado no mensalão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

• Prefeita Ana Preto

Gestão Anterior - O Sr. Paulo Siqueira como Porta-voz da Prefeita em uma coletiva, lança o seguinte comentário: “Nós primamos como estratégia falar pouco sobre a gestão do Governo anterior, a prefeita Ana Preto foi eleita e junto com a sua equipe para resolver problemas e não para dizer o que ficou de problemas”. Gestão Anterior II - Não é o que vemos a cada sessão na Câmara, pois sempre que um vereador questiona o atual Governo, os vereadores da situação, pedem uma “Parte” para lembrar ao nobre que o problema é oriundo da gestão anterior. E nada mudou! - Em cem dias de Governo, não se vê uma ruptura com as empresas, as prestadoras são as mesmas. Muito se criticou e nada mudou!. A parte - Para as criticas um vereador pede a Parte: “As viúvas e viúvos do Sr. Gilson Bargieri tem que entender que agora é outra gestão e eles devem esperar quatro anos”. Iluminação? - A Dra. Laila pede iluminação e reparos na rede de iluminação pública, em uma indicação solicitou para a rua 58 do Caraguava, mas votou a favor da retirada de verba da iluminação e da construção do Fórum. Mais iluminação - O Vereador e Líder da Prefeita, Marcos Mohai, também pede reparos e iluminação para o Guaraú, mas também votou a favor da retirada de verbas de diversas pastas, inclusive os 1,300 mil (um milhão e trezentos mil) da iluminação. É choque neles! – O Vereador Ivo Eletricista no uso da Tribuna no pequeno expediente, em apoio à manifestação contra os pombos nas escolas, o nobre vereador disse que matou 20 pombos e tem uma técnica para isso. Já no grande expediente, ele disse que os prendeu em sacos plásticos. Afinal vereador eles morreram asfixiados ou foi “choque neles”?

Não devolve verba do Esporte, não compra uniformes escolares, mas Vereadores liberam mais dinheiro

Mesmo com o alerta do Tribu- (sete milhões, cento e trinta e nal de Contas, vereadores permi- quatro mil e novecentos reais). tem a retirada de R$ 7.134.900,00 Numa promessa de ser favorável a população os vereadores votam a favor do remanejamento. Não tendo conhecimento técnico, sem tempo suficiente para analizar um Projeto tão complexo e ignorando o alerta do Tribunal de Contas, o projeto foi aprovado. E no andar da carroagem, logo o Governo irá fazer mais remanejamentos, pois o dinheiro não será suficiente

Osvaldo do Posto - PR

para as despesas do ano. Como bem comentou o presidente da casa, “Nota-se que não tem planejamento!” Os vereadores são co-autores dos projetos aprovados e assim sendo, estes devem cobrar da Prefeita que se cumpra os acordos feitos com a Casa de Leis, como a verba do Esporte que não retornou e a verba para compra dos uniformes escolares que não aconteceu. Estes são os vereadores que aprovaram a retirada de sete milhões:

Rafael - PMDB

Nivaldo Bahia - PSB

Cabra Bom - PTB

Ivo - PTB

Mohai - PSDC

França - PTB

Loro - PSDC

Dra. Laila - PC do B

Ricardo Correa - PT

• direito de resposta

“Tomando conhecimento de matéria publicada no jornal A Voz do Litoral Sul, edição de nº 03, venho esclarecer o seguinte: As acusações feitas pelo Sr. Plínio Melo, publicadas no referido jornal, serão motivo de ação judicial, pois como ex-prefeita não aceito, em hipótese alguma, suposições do Sr. Plínio ou de qualquer outro cidadão, sem as devidas provas legais e/ ou processos transitados em julgado. As declarações são descabidas e afrontam direito

constitucional. É lamentável tal postura. Em respeito a minha família e a população de Peruíbe, não aceitarei meias verdades e interesses políticos de quem quer que seja.” Milena Bargieri

• Consultoria e Assessoria Financeira Empresarial e Comercial • Financiamento interno e internacional • Alianças Estratégicas

• Fusões e Aquisições • Administração de bens e recursos • Contabilidade • Abertura e Encerramento de Empresas

haroldo@faria.me Cel.: (13) 8109-6056 / (11) 98391-3325

Av. Pe. Anchieta n. 864 - Centro - Peruíbe - Cep.: 11750-000 - Fone/Fax (13) 3454-1579 / E-mail: newpartner@newpartner.me - site: www.newpartner.me


6

www.avozdolitoralsul.com.br

A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

Itanahaém Tributo

Aposentados e pensionistas podem requerer desconto de 50% do IPTU 2014

Aposentados, pensionistas e beneficiários de renda cadastro com os pedidos começou no último dia 1º de julho mensal vitalícia podem solicitar o desconto de 50% no e serão realizados até o dia 30 de setembro, de acordo com Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2014. O a Lei nº 3.317/2007.

• avanço

Construção civil segue aquecida na Cidade O levantamento de dados atesta o potencial de crescimento de Itanhaém no setor

Dep. de Comunicação Social/PMI

Diversas construções por toda a cidade, imóveis na planta, novos e usados estão à disposição dos moradores Dep. de Comunicação Social/PMI

O setor da construção civil continua chamando a atenção em Itanhaém. Prova disso são os números de alvarás obtidos pelo setor de obras particulares, que registraram evolução significativa nos últimos dois anos, assim como o lançamento de taxas de aprovação, que quase dobrou o valor arrecadado entre os anos de 2011 e 2012. E se mantém em alta nesse primeiro quadrimestre. Abril registrou o maior volume arrecadado de taxa de aprovação de projetos desse primeiro quadrimestre de 2013. Foram registrados R$ 109,2 mil, um volume que superou até o de janeiro, que tradicionalmente é o maior nesse período. Outro dado que chama a atenção é o volume de obras novas. Dos 1.262 alvarás emitidos, 1.142 são de construções novas, comprovando que o potencial da Cidade para

o setor está se consolidando de forma gradativa. Nos últimos dois anos esse quadro já vinha sendo constatado. O volume arrecadado de taxas de aprovação de projetos saltou de R$ 627.540,21 em 2011 para R$ 1.086.206,75 no ano de 2012. O total de alvarás emitidos evoluiu dos 2.936 registrados em 2011 para os 3.620 constatados em 2012. Projetos imobiliários novos em andamento no Centro e na Praia do Sonho, aliados com programas habitacionais contribuem para fortalecer o setor da construção civil. Outras ações, como a redução de alíquotas do ISS de várias atividades, estimularam ainda mais a instalação de novas empresas na Cidade. Só no Guapurá são 1.328 apartamentos construídos através do programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. Outro ponto positivo foi o anúncio de melhoria para

os bairros. Os investimentos realizados em pontos como Jardim Magalhães, Jardim Umuarama, Cibratel, Gaivota e outros, valorizaram os imóveis já construídos e estimularam novas construções. A chefe da Divisão de Aprovação de Projetos da Prefeitura de Itanhaém, Eloisa Claudia Mota, disse que foi observado um interesse na região localizada entre os bairros Belas Ar tes e Gaivota. “O Jardim Umuarama também despertou o interesse, por estar situado bem próximo da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega”. Segundo ela, os preços mais baixos e a presença de áreas livres para construção são pontos positivos. “Há uma significativa área de preservação, mas também há espaços que podem vir a ser ocupados de forma ordenada e planejada”. Com o mercado aquecido, cresce também o volume de

vagas de emprego na Cidade. Como consequência, a Cidade foi a única a apresentar saldo positivo de empregos (mais admissões do que demissões) na Região Metropolitana da Baixada Santista no primeiro trimestre deste ano. • OTIMISMO – O presidente da Associação dos Corretores de Imóveis de Itanhaém, Jorge Penha, reforça o clima de otimismo para o setor. Ele destaca que os preços dos imóveis em Itanhaém são mais atraentes que os praticados nas Cidades vizinhas. “Em Itanhaém há terrenos custando o equivalente a R$ 400,00 o metro quadrado, enquanto que em outras cidades esse preço sobe para R$ 1 mil o metro quadrado”. Outro ponto destacado é a possibilidade de expansão oferecida por Itanhaém. “Esse interesse pela construção nova está atrelado aos investimentos do Poder Público. As áreas em que existe infraestrutura, há

uma consequente valorização dos que já estão no local. E quem está com o terreno vago, está procurando construir, pois assim seu imóvel valerá mais”. Estimativas divulgadas pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) indicam que o déficit habitacional brasileiro teve queda de 12% em cinco anos. Este déficit, que representava 10% do total de habitações do país no início da série, em 2007, passou para 8,8% em 2011, segundo dados consolidados a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE). Em números absolutos, o índice reduziu de 5,6 milhões de residências para 5,4 milhões. O cálculo do déficit habitacional está na Nota Técnica Estimativas do déficit habitacional brasileiro (2007-2011) por municípios (2010), de autoria dos pesquisadores Bernardo Alves Furtado, Vicente Correia Lima Neto e Cleandro Krause.


A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

www.avozdolitoralsul.com.br

social

Uma voltinha pelos bares e restaurantes da Cidade...

C D láudia

7

ib

Peruíbe já conta com escritório político de mais um partido, o PLC (Partido Liberal Cristão) que traz como Presidente Regional o ex-vereador Emer, do lado esquerdo da nossa colunista Cláudia Dib, o Presidente Nacional do partido o Pastor Osésa Oliveira Um abraço muito especial ao casal Nelson Gonçalves e Olga Gonçalves que completaram 50 Anos de casados no dia 22/06. Parabéns!

A Pastora Déborah e o Pastor Emerson da Igreja Bola de Neve com o casal A VOZ no Falcone

Caco e sua Banda no Pão de Maçã prestigiado por amigas e sua namorada Milena

Bola de Neve, Prestigiando o evento da Igreja ri Filho Selma e seu esposo Mauro Vittu

Confraternização do Grupo Socorrista Emmanuel no Falcone Fogão à Lenha

Casa cheia na confraternização beneficente do Grupo Socorrista Emmanuel no Falcone Fogão à Lenha, onde mais de 140 pessoas participaram do evento, muito papo e discontração com amigos e membros do Grupo

Nelson e esposa, um abraço ao pessoal do Mercado de Peixes

A presidente do Grupo, Dalva Eneas e Jorge Falcone Magalhães e o Vice Eneas Craice Filho

Nossa colunista ladeada pela Sra. Ana Luíza e Sr. Ronaldo

Turma jovem e discontraída abrilhantando o evento

Tamer Júnior com amigos

André de Paula e família

Amigas fazem uma pausa para a foto


www.avozdolitoralsul.com.br CADERNO DE

imóveis

Decoração / Jardinagem Perfil: personalidades da Região Compra / Vende / Aluga

A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

Procon-SP

Disponibiliza cartilha de compra de imóveis usados ou na planta

O Procon-SP tem disponível em seu site carti- fundação, podendo ser impresso e distribuídos nos lhas sobre os cuidados ao comprar imóveis usados postos do Procon nos próximos meses. ou na planta. O material ficará apenas no site da Fonte: CasaPro

O paisagismo valorizando

seu imóvel

Com o crescimento econômico e a melhoria na qualidade de vida, o paisagismo torna-se um item essencial e chega cada vez mais personalizado aos empreendimentos. A fim de garantir mais conforto aos moradores, as construtoras apostam em projetos de paisagismo belíssimos, que variam conforme o espaço do terreno. Quanto maior o tamanho, maior também a possibilidade de se agregar valores utilizando-se do paisagismo como ferramenta para melhoria da qualidade de vida. Na verdade o paisagismo torna-se uma vestimenta que complementa o projeto arquitetônico. Ao buscar um diferencial para agregar valores e aumentar as vendas, as construtoras apostam no item verde para chamar a atenção de possíveis compradores, tanto é que se pode notar que as construções da cidade, já possuem um projeto paisagístico, na maioria das vezes executado antes mesmo de o empreendimento estar pronto. Isso faz com que o ambiente torne-se mais agradável aos olhos dos clientes. Questões ambientais, associadas a conforto e bem-estar são exigências de quem procura um imóvel para investir o dinheiro. Ao se pensar em um projeto de jardim, o paisagista deve levar em consideração questões como terreno e plantas nativas já existentes no local, pois essas plantas podem ser integradas ao paisagismo tornando o ambiente mais natural. Com isso um

profissional de paisagismo não só atende as necessidades das pessoas como valoriza o imóvel no mercado. Preocupando-se sempre com o meio ambiente o projeto paisagístico deve se adequar a projeção do terreno e ao conceito do imóvel, suprindo assim as expectativas dos mo-

• utilidade pública

radores. Deve ser planejado no início do empreendimento junto com o projeto arquitetônico, para facilitar a execução. As plantas e materiais utilizados no projeto paisagístico variam conforme a região brasileira, já que cada produto se adapta de maneira distinta a cada ambiente.

i1


i2

www.avozdolitoralsul.com.br

A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013 CADERNO DE

imóveis

Fotos: Sidney Cley

perfil: Jorge

por: Sidney Cley

Falcone

Jorge Falcone Aguiar Leal, nascido em São Paulo capital, cresceu em Itapecerica da Serra onde desde criança sempre quis ter seu próprio comércio, trabalha desde os seus treze anos de idade e logo montou seu primeiro negócio, a sorveteria Falcone. O empresário revela que o segredo do sucesso é sua esposa Raquel, que é seu braço direito. O próximo passo dos jovens empreendedores é um condomínio com serviços de turismo náutico. Como começou a Falcone? Eu morava em um sítio e andava todos os dias cinco quilômetros vendendo sorvete na rua e mais dois quilômetros e meio para ir à escola. Com o dinheiro poupado comprei a primeira batedeira, o freezer, depois o segundo freezer, a máquina de fazer sorvete. Quando comecei a namorar a Raquel logo notei que ela tinha garra e objetivos, assim vendemos o carro dela e equipamos a sorveteria e foi desta forma que começou o crescimento da sorveteria e esta maravilhosa parceria já tem vente e dois anos. Vim para Peruíbe há treze anos, em visita a um amigo, o dono da padaria Oasis. Logo depois o mesmo amigo me convidou para abrir uma sorveteria aqui em Peruíbe, onde fomos um dos primeiros a oferecer ao público sorvete

por quilo, mais tarde tive uma pastelaria e servia também lanches, onde hoje é o Hirachai. Depois a lanchonete foi montada na Av. Padre Anchieta 1.100, onde comecei a servir refeições, e era um tempo difícil, até a coisa pegar, lembro que nos feriados vendíamos de 170 a 200 almoços e durante a semana quatro ou cinco, então comprei um Buffet e foi aí que a coisa começou a engrenar, e o sorvete foi parando, pois não tinha mais tempo porque fazia as pizzas, churrasco e ainda tinha que fazer o sorvete. Alguns empresários preferem se solidificar a expandir os negócios. Como você atingiu este crescimento, quais foram os critérios que você usou? Quando estávamos lá no centro, percebemos que a cidade está crescendo muito, o potencial da cidade está

crescendo e que seria aberto bor, a pizza que quer comer e a logo mais, refeições e assim um Extra lá em cima, e que pizza está sempre quentinha, a as pizzarias e a coisa foi crespróximo tinha um imóvel vazio, aceitação está sendo maravilho- cendo e se desenvolvendo, conversei com a Raquel e de- sa. Para se ter um ideia, um dos muito graças a Raquel, minha cidimos encarar este desafio. piores meses do ano que é o de esposa e meu braço direito, Como surgiu e quais as junho, já temos quatro eventos sem ela nada aconteceria, e a vantagens da pizza no siste- fechados para este período. O mesma coisa da parte dela, ela ma do rodízio self service? O segredo é apenas um, trabalhar! sempre diz que um completa o problema de Peruíbe é outro. A Raquel além “Eu acredito na cidade, a cidade tem que não temos mão de de cuidar da Falcone obra qualificada, proum potencial, ela tem problemas como do centro, faz o adfissionais que tenham qualquer outra, mas é uma cidade que ministrativo e RH, eu conhecimento do ramo está crescendo, está evoluindo, então eu cuido o operacional e uma casa como esta, e elaboração dos acredito e invisto na cidade”. trabalhando da forma pratos do cardápio. tradicional eu precisaA Falcone é um ria de no mínimo dez garçons. Trabalhar de forma simples que ambiente familiar e não só na E aqui em Peruíbe temos um agrade a todos e sem discrimi- casa mas, principalmente aos problema de turismo sazonal nar qualquer cliente, agregando colaboradores. Como é trae na baixa temporada o que qualidade e preço, preço justo, balhar em família? É verdade, eu ia fazer com dez garçons? não preço baixo! Eu penso que na empresa trabalham além da Então criei o rodízio de pizza todo cliente conquistado é ponto minha esposa, a minha mãe e self service e isso não existe para a casa, o meu objetivo é seu marido e minha irmã, a Lulu em nenhum lugar, é só aqui na que o cliente saia satisfeito e (Luciana). Muitos reclamam Falcone. Para o cliente também com o desejo de retornar. de trabalho em família, mas é muito bom, ele escolhe o saComo você faz, ou quais sabendo separar as coisas da as informações você buscou empresa e coisas pessoais, é para administrar suas empre- a melhor coisa do mundo, pois sas? Na verdade quando você são pessoas que estão vibrando põe a mão na “massa”, apren- positivamente pra você, elas sade se mesmo é na escola da bem que se a empresa crescer, vida, eu até tentei cursar uma elas vão crescer juntos. Torna a faculdade, frequentei só seis família mais unida, tem aquela meses porque não tinha uma admiração tanto profissional vida fácil, e não pude pagar, como familiar. eu não venho de uma família Quantos anos de mercado muito humilde, mas nossa e qual o seu diferencial? São família não tinha dinheiro para vinte anos de Falcone, treze em investir em estudos, tínhamos Peruíbe. Na minha vida toda as que trabalhar e tínhamos que conquistas foram degrau por aprender e aprimorar nosso degrau, eu não tenho uma coisa trabalho, começamos com a específica, eu sabia que desde sorveteria, depois lanchonete, quando comecei que a coisa ia

• ping-pong Nascido em: São Paulo/SP Algum apelido? Falcone. Maior qualidade? Ser perseverante. Maior defeito? Rancoroso ou mimado, rsrsrs. Qual a sua ideia de felicidade? A paz espiritual. Pratica alguma atividade física? Correr e praticar Judô. Um local de refúgio? Meu sítio, eu gosto

de ficar no meio do mato. Algum animal de estimação? Dois cachorrinhos. Uma lembrança de infância: A união da família. O que te irrita? A mentira. O que considera sua maior conquista? A vida! Depois que passei por uma cirurgia no coração aos dezenove anos fui desenganado pelos médicos.

Algum sonho de consumo não realizado? Uma viagem pela Europa. O que toca no seu carro? Música dos anos 70 e 80. Um local ou uma viagem? Disney. Prato preferido? Pizza e churrasco. Um filme ou livro: Campo dos Sonhos, com Kelvin Costner. Uma frase: Eu amo a vida!


CADERNO DE

www.avozdolitoralsul.com.br

imóveis Itanhaém

• perfil - continuação

i3

Construção civil segue aquecida na Cidade

O setor da construção civil continua chamando a atenção em nos últimos dois anos, assim como o lançamento de taxas de Itanhaém. Prova disso são os números de alvarás obtidos pelo aprovação, que quase dobrou o valor arrecadado entre os anos de setor de obras particulares, que registraram evolução significativa 2011 e 2012. E se mantém em alta nesse primeiro quadrimestre.

...graças a Raquel, minha esposa e meu braço direito, sem ela nada aconteceria”...

engrenar. Eu comecei praticamente sem capital e todo ano eu investia em uma coisa nova, em uma máquina de café, um aparelho novo e a cada ano ficava mais fácil, pois a cada investimento tinha um retorno. Então eu aprendi a sempre investir no próprio comércio para que ele não fique obsoleto e nunca queimar o capital de giro. Outra coisa é qualificar o profissional, você tem um negócio, você tem um nome, quando uma pessoa entra aqui para trabalhar, ela não se chama mais João nem José, ela é um Falcone este profissional tem que atender ao padrão da casa, porque amanhã se esse profissional não estiver mais na casa ele será cobrado, ele trabalhava no Falcone. Como faz para superar as altas custas dos impostos e a atual dificuldade de todo empresário brasileiro? O segredo é meter a mão na “massa”. Peruíbe é sazonal, temos a temporada que é muito forte, trabalhamos muito na temporada e temos a época fraca, então tem que saber fazer tudo, desde limpar banheiro, fazer compras, ir para cozinha, fazer a massa, tudo eu sei fazer. Primeiro tem que entender do assunto para poder cobrar do seu colaborador que ele faça com excelência. E segundo tem que trabalhar de uma forma simples, sem ostentar, para que se tenha um custo baixo para poder passar pela faze difícil e

A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

O que temos é uma verdadeira união, uma parceria que um completa o outro”.

aguardar a próxima temporada, tem que saber dividir o seu ganho para o ano todo. Outro fator impor tante é que eu acredito na cidade, a cidade tem um potencial ela tem problemas como qualquer outra, mas é uma cidade que está crescendo, está evoluindo, então eu acredito e invisto na cidade. A partir daí vem o sucesso, tem que acreditar no que se está fazendo. Não sou um turista, sou um morador que estou aqui por opção, e tenho amor por esta cidade, saio vou passear, mas não me vejo morando em outra cidade. Falcone você tem outras atividades? Quais os planos para o futuro? Temos alguns empreendimentos no setor imobiliário, também compramos imóveis inacabados, terminamos e colocamos para locação ou venda. O nosso próximo empreendimento é um condomínio com anexo uma marina para oferecer o turismo náutico, um local agradável com a facilidade de fazer passeios de caiaques ou passeios de barcos e lanchas, além de uma marina para guardar jet-ski, pequenas e médias embarcações. • Serviço: A Falcone Fogão à Lenha fica na Av. Padre Anchieta, 4.974 - Três Marias e a Falcone Grill e Pizaria na Av. Padre Anchieta, 1.100 - Centro - Peruíbe.

• sua empresa

Novas tecnologias proporcionam redução de até 25% na conta de luz O desenvolvimento tecnológico das últimas décadas proporcionou aumento de competitividade em diversos setores da cadeia produtiva. A cobrança por bons resultados e crescimento neste mercado competitivo exige das empresas investimentos constantes no aprimoramento produtivo e na capacitação de mão-de-obra. A grande questão para os empresários e encontrar fontes de receitas para os investimentos que o mercado cobra e que ao mesmo tempo não onerem o valor final de seus produtos e serviços. Uma das opções é encontrar maneiras de diminuir as despesas com os gastos das contas fixas mensais. Contas de consumo, como água, energia e telefonia podem representar uma fatia significativa nas despesas mensais de uma empresa. A tecnologia hoje, é a grande parceira na economia de recursos nas empresas. Conhecemos as formas de economizar nossas contas de telefone usando e-mail, VOIP, Internet, vídeo conferencia entre outras. Nas despesas com o consumo de água é cada vez mais comum o reuso, captação das chuvas e o uso de materiais de limpeza a seco. A energia elétrica é reduzida otimizando o consumo com a troca de aparelhos com menor consumo e as construções inteligentes que aproveitam à luz e a energia solar. Mas existem alguns vilões que passam despercebidos e geram aumento de sua conta de energia. O mau dimensionamento da rede é um dos principais fatores de aumento do consumo de energia, mas, as harmônicas e a energia reativa também são grandes consumidores não só da energia, mas aca-

Foto: Divulgação

bam gerando multas em sua fatura mensal de luz. Correntes harmônicas surgem nas instalações elétricas devido à presença de cargas não lineares (interferência) geradas por equipamentos elétricos como motores, compressores, reatores entre outros. As multas de energia reativa podem ser retiradas das contas de consumo através da instalação de um banco de capacitor. Já as harmônicas devem ser tratadas com filtros de corrente. Empresas como Subway, McDonald´s, Habib´s, Carrefour são alguns exemplos de redes que utilizam a tecnologia do filtro de corrente para retirar as harmônicas geradas por seus equipamentos. A empresa Prot-Energy atua a mais de 18 anos no segmento de otimização da energia elétrica e atende todos os segmentos industriais e comerciais com projetos que proporcionam reduções que alcançam até 25% de economia na conta de energia para o cliente final. Segundo o representante regional da Prot-Energy, Maurício Araújo, a empresa iniciou suas atividades na região por entender que a Baixada Santista e o Litoral Sul estão em franco desenvolvimento e uma quantidade significativa de clientes que já são atendidos na capital e interior do estado estão abrindo filiais na região.

Para Maurício Araújo, a Prot-Energy é um parceiro efetivo das empresas, pois oferece uma solução real de economia para seus clientes. “Além disso, o investimento na solução apresentada para os clientes se auto-paga em no máximo sete meses com a própria economia da conta de energia elétrica”, afirma Maurício. O representante lembra que quanto maior for o consumo de energia, e a quantidade de equipamentos na rede, maiores são os resultados alcançados pelo cliente. “Imagine uma empresa que gaste de 7 a 8 mil reais de luz por mês e obter uma redução de 15% no valor, no final de um ano a empresa economizou algo em torno de R$ 14.400,00”. “Temos indústrias que gastam entre 80 e 150 mil reais de energia. A Prot-Energy garante em contrato uma redução mínima de 10% no valor da conta, são valores que mensalmente são pagos para as concessionárias de energia que poderiam ser reinvestidos no próprio negócio”, ressalta Maurício Araújo. Quem tiver interesse em conhecer um pouco mais dos serviços prestados pela Prot-Energy pode acessar o site da empresa www.prot-energy.com.br ou solicitar informações pelo telefone (13) 3029-1919 e o e-mail mauricio@litoral.com.br.


i4

A VOZ • Agilidade e Atitude - Julho de 2013

CADERNO DE

imóveis

classificados

GRANDE OPORTUNIDADE!

E VENDE-S A S LINDA CA

www.avozdolitoralsul.com.br

FRENTE PARA O MAR

Belíssima casa com detalhes em madeira de lei, cinco suítes térreas, sala dois ambientes, suíte Master no piso superior, sala de vídeo, área de churrasqueira e forno à lenha, lavanderia, garagem coberta para 2 carros, piscina e jardim. Exclusividade, contato com Cláudia 13 9705-5059.

VENDO RESTAURANTE

Ótima casa em frente ao mar com 250m2 de área construída em área total de 350m2, sala dois ambientes, lavabo, cozinha e despença, 4 dorm. sendo 2 suítes, todos os quartos com sacada, 2 varandas cobertas, jdm de inverno, área coberta com churrasqueira, garagem coberta para dois carros, espaço para oito carros, edícula com quarto, sala, cozinha e banheiro. Contato com Cláudia 13 9705-5059.

VENDO BELA CASA DE ESQUINA

Vendo casa de esquina com comércio alugado entradas independentes, casa com 02 suítes, ampla sala com lavabo, sala de jantar, garagem coberta para 02 carros, churrasqueira e canil. Contato com Cláudia 13 9705-5059. SOBRADOS NOVOS EM FASE DE ACABAMENTO Vendo Apartamentos em belo sobrado, apartamentos c/ 2 dorm., (uma suite), 01 vaga na garagem, churrasqueira, piscina com cascata, lavandeiria individual em amplo terraço. Contato: 13 9705-5059.

Vendo restaurante em ótima localização, montado e funcionando. Mais informações com Cláudia 13 9705-5059.

OPORTUNIDADE

Vendo TERRENO de 1.000m2, rua na frente e fundos, fácil acesso pela marginal da Rod. Pd. Manoel da Nóbrega. Contato: 13 9705-5059.

Ótima oportunidade de COMPRA ou LOCAÇÃO definitiva!

Linda casa no CENTRO, 4 dorm. sendo 2 suítes, sala em L com lavabo, sala de jantar, cozinha ampla e lavanderia. Jardim, garagem para 02 carros, edicola nos fundos com quarto, cozinha e banheiro. Contato com Cláudia 13 9705-5059.


Avoz 04 12paginas