Page 1

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a

tatá

Werneck O riTmO frenÉTicO da cOmedianTe Que decidiu ser aTriz aOs TrÊs anOs e aTÉ hOJe nãO parOu: TeaTrO, TV e aTÉ uma Banda de mÚsica cOm piTadas de humOr

naciOnal mais dE 250 km dE bikE PElo caminho dos diamantEs, Em minas gErais inTernaciOnal nadando com tubarÕEs-balEia Em isla muJErEs especial quatro sPa’s Para dEsligar da agitada vida Paulistana


Mais conforto. Maior espaço. Mais diversão. E um grande motivo para comemorar. A Avianca tem muito orgulho em ser a vencedora do XIV Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente na categoria Companhias Aéreas. Afinal, essa conquista é reflexo do empenho de comandantes, comissários de bordo, atendentes e todos os nossos colaboradores. E é também resultado da satisfação do grande protagonista do nosso dia a dia de trabalho: você, nosso cliente.

Avianca. Aqui todo mundo voa bem.


Avianca. Vencedora do XIV Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente.


presidente

winter, a time of reflections The arrival of the winter inspires us back to introspection, to remember the old narratives about the coldest season of the year. One example is the fable of the grasshopper and the ant that teaches us the wisdom of saving and accumulating resources in order to get through eventual difficult times. Living continuously unconcerned about the future can be attractive momentarily, but it can also end up being costly just as the grasshopper so harshly learned. The corporate world is not so different. Companies must operate like prudent ants: investing continually in their business, increasing their reserves in savings and consolidating their infrastructure in order to sustain a positive growth, facing the variations and the seasonality of the market. This is the way Avianca operates, making firm and safe steps that made us the airline company that most grew in 2012 and will continue to grow in years to come. The arrival of winter also encourages people to practice good acts towards our neighbor (like the Coat Campaign) and projects that contribute to the well-being of society. For Avianca, this campaign is reinforcement to their social and cultural actions that began in 2011, which include sponsorships of art exhibitions, theatre shows and support for athletes, among other things. Winter even brings us to the occasion of great June celebrations throughout the country and Valentine´s Day to celebrate love, companionship, loyalty and affection. During this year, we still have the Confederations Cup. The great preview of the 2014 World Cup will be held in six cities – Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasilia, Recife and Salvador – all of which are served by the Avianca air travel network. In any circumstance or moment there is always the opportunity to exercise brotherly reconciliation and acquaintanceship and as such we intend to make our contribution with comfort, punctuality and the best assistance. Working hard, earnestly and responsibly like the little ant is the foundation of growth and development. However, if we add a good dose of joy in everything that we do, our lives become richer and more pleasant. This becomes more possible when we apply social responsibility and cooperation between people. This is what I recommend and it is what Avianca does. Enjoy your reading and have a great trip! José Efromovich CEO Avianca Brazil


inverno, momento de reflexões A chegada do inverno nos inspira à introspecção, a lembrar de antigas narrativas sobre a estação mais fria do ano. Um exemplo é a fábula da cigarra e da formiga, que nos ensina a sabedoria de guardar e acumular recursos para atravessar eventuais tempos difíceis. Viver continuamente de forma despreocupada com o futuro pode ser agradável momentaneamente, mas também pode ter seu custo – como duramente aprendeu a alegre cigarra. No mundo corporativo não é muito diferente. As empresas devem operar como prudentes formigas, investindo sempre em seu negócio, reforçando suas reservas de poupança e consolidando sua infraestrutura para sustentar um crescimento positivo, enfrentar as variações e as sazonalidades do mercado. Assim age a Avianca, dando passos firmes, seguros e que nos tornaram a companhia aérea que mais cresceu no Brasil em 2012 e que continuará crescendo nos próximos anos. A chegada do inverno também incentiva as pessoas a praticarem boas ações ao próximo (como a Campanha do Agasalho) e projetos que contribuam para o bem-estar da sociedade. Para a Avianca, é um reforço em suas ações sociais e culturais iniciadas em 2011, que incluem patrocínios de exposições de arte, espetáculos teatrais e apoio a atletas, entre outras. O inverno remete-nos ainda, ao período dos grandes festejos juninos em todo o país, o Dia dos Namorados para celebrar o amor, o companheirismo, a lealdade e o carinho. Neste ano, ainda temos a Copa das Confederações, a grande prévia da Copa do Mundo de 2014 que será realizada em seis cidades – Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília, Recife e Salvador – todas servidas pela malha aérea da Avianca. Em qualquer circunstância ou momento, sempre há a oportunidade de exercitarmos o congraçamento e o convívio fraternal e, assim, pretendemos dar nossa contribuição com conforto, pontualidade e o melhor atendimento. Trabalhar com seriedade, afinco e responsabilidade, como a formiguinha, é a base do crescimento e desenvolvimento, mas se incluirmos uma boa dose de alegria em tudo o que fazemos, nossa vida se torna mais rica, mais agradável e isto se potencializa quando aplicamos a responsabilidade social e a cooperação entre as pessoas. É o que recomendo e é isto que a Avianca faz. Boa leitura e boa viagem!

José Efromovich Presidente da Avianca Brasil


#35 A

pequena Tatá Werneck chega ao hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, set escolhido para a produção desta foto de capa. De óculos escuros e sob o sol forte do meio dia, ela cumprimenta a todos: “Boa noite”. A comediante já chega cheia de graça e transborda seu talento a cada click do fotógrafo Rodrigo Picorelli. Tatá é uma estrela. Com um currículo extenso de teatro, programas de TV e agora uma novela das 9 da TV Globo, ela faz caras e bocas e não para um minuto. É empolgada e frenética. Durante o bate-papo, conta que também é vocalista de uma banda “que só toca música de humor” e já teve 22 gatos em casa – todos recolhidos da rua. A animação também dá o ritmo da reportagem de turismo por terras brasileiras. Para fugir das tradicionais andanças, este mês colocamos o pé no pedal. Foram mais de 250 km pelo Caminho dos Diamantes, trecho da Estrada Real que liga Diamantina a Ouro Preto, em Minas Gerais. Durante o sobe e desce pela Serra do Espinhaço, a viagem é uma visita ao passado colonial brasileiro de igrejas barrocas e casarios coloniais – sempre emoldurado por rios, cachoeiras e muita floresta. E o roteiro não é exclusivo para ciclistas. Quem preferir, pode fazer a cavalo ou a bordo de um veículo 4x4. Pra não perder o embalo da adrenalina, a viagem pra fora do país também reserva momentos intensos. Os meses de julho, agosto e setembro são a época ideal para visitar Isla Mujeres, localizada no caribe mexicano. Além de ser verão no Hemisfério Norte, é o período em que os tubarões-baleia aparecem na região. Os pescadores alugam seus barcos para levar os turistas para nadar lado a lado com os animais. Esta edição ainda traz histórias de personalidades de diferentes áreas, como o chef Xavier Torrents, do badalado restaurante Brasserie des Arts, e a respeitada estilista Patrícia Viera, que conta a sua trajetória londrina até estabelecer-se como referência na moda brasileira, utilizando 100% couro. A atriz Leilah Moreno também divide seus sonhos e conta como é interpretar Michael Jackson no musical Thriller, em cartaz em São Paulo. Nossos colunistas analisam temas atuais e pertinentes da economia, tecnologia, além de curiosidades do dia a dia que merecem ser compartilhadas. Espero que as próximas páginas tragam informação e entretenimento. E que você desembarque deste voo com alguma novidade para passar adiante. Boa leitura! @FredyCampos redacao@aviancaemrevista.com.br

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a

TATÁ

WERNECK O RITMO FRENÉTICO DA COMEDIANTE QUE DECIDIU SER ATRIZ AOS TRÊS ANOS E ATÉ HOJE NÃO PAROU: TEATRO, TV E ATÉ UMA BANDA DE MÚSICA COM PITADAS DE HUMOR

NACIONAL MAIS DE 250 KM DE BIKE PELO CAMINHO DOS DIAMANTES, EM MINAS GERAIS INTERNACIONAL NADANDO COM TUBARÕES-BALEIA EM ISLA MUJERES ESPECIAL QUATRO SPA’S PARA DESLIGAR DA AGITADA VIDA PAULISTANA

Tatá Werneck Foto: Rodrigo Picorelli Stylist: Rafaella Cardoso Make & Hair: Carolina Bicudo (Bliss Me) avianca.com.br


Elisabeta Sousa, Brasília/DF Teve seu parto coberto pelo plano de saúde.

TEMPO DE SAÚDE. AO GARANTIR QUE OS PLANOS DE SAÚDE CUMPRAM SEUS DEVERES, ESTAMOS CUIDANDO DE VOCÊ.

Quem paga por um plano de saúde espera um serviço de qualidade. Por isso, o Governo Federal vem implementando medidas para: • melhorar o atendimento; • diminuir o período de carência; • verificar as redes de atendimento; • monitorar as negativas de cobertura, de reembolsos e de autorizações de procedimentos; • diminuir o tempo de espera dos usuários: 3 dias para exames, 7 dias para consultas e 21 dias para cirurgias. Você pode nos ajudar a fiscalizar. Ao denunciar uma norma não cumprida, você ajuda o Governo Federal a garantir os seus direitos.

PARA MAIS INFORMAÇÕES E DENÚNCIAS, DISQUE ANS 0800 701 9656.

MELHORAR SUA VIDA, NOSSO COMPROMISSO


SUMÁRIO JUNHO DE 2013 • EDIÇÃO 35

28 40

MÚSICA

Os vários ritmos do rapper Rael

ECONOMIA

Uma análise sobre a ilusão da redução do desemprego

48

FASHION

68

SABORES

80

CARRO

100% couro. Essa é a filosofia da estilista Patrícia Viera

62

A história de Xavier Torrents, o chef do badalado Brasserie des Arts

FRONT

TATÁ WERNECK A comediante conta sobre seu passado e aponta o que espera da carreira no futuro

Uma história de amor por carros antigos da marca Ford

34

52

75

82

VINCENT CASSEL

PARA PEDALAR

ISLA MUJERES

RELAX PAULISTA

O ator francês recém estreou um filme e se prepara para o próximo projeto: 100% brasileiro

Cinco dias de bike para percorrer o Caminho dos Diamantes, que liga Diamantina a Ouro Preto

Entre julho e setembro, tubarões-baleia viram atração na ilha no Caribe mexicano

HOLLYWOOD

TURISMO NACIONAL

TURISMO INTERNACIONAL

ESPECIAL

Os melhores spa’s para esquecer do tempo em São Paulo


PONTO DE VISTA

BPA, VOCÊ PRECISA SE PREOCUPAR?

S

e você é daquelas pessoas que preferem não saber para não se preocupar, é melhor parar a leitura por aqui. O fato é que eu gosto muito de ler e, numas dessas pesquisas por coisa qualquer, me deparei com uma informação sobre a qual não poderia ficar indiferente. Você já ouviu falar do Bisfenol-A (sigla em inglês: BPA A)? Tratase de uma substância encontrada em objetos feitos de policarbonato. Segundo alguns estudos, não é letal quando ingerida, mas poderia desencadear uma série de problemas de saúde. O assunto é tema de debates acalorados fora do Brasil, mas aqui ainda pouco se sabe, apesar de já existir algum movimento a respeito. O policarbonato é um plástico muito versátil, duradouro e de alta resistência ao calor e ao impacto, sendo muito difícil de quebrar. Hoje, somos muito familiarizados a estes produtos encontrados em utensílios domésticos, squeezes (aquelas garrafinhas que são utilizadas por esportistas), galões de água, brinquedos, embalagens de alimentos e até naquele plástico utilizado como revestimento das latas de alimentos em conserva. Historicamente, o plástico foi revolucionário na indústria, substituindo com vantagens uma série de matériasprimas utilizadas pelo homem até então, como o vidro e a madeira. Além disso, a substituição de matérias-primas de origem animal, como couro e lã, possibilitou o acesso da população de baixa renda aos bens de consumo. Em meados dos anos 40, esse tipo de material entrou com tudo na casa das pessoas, independentemente da condição social – se transformando em um fenômeno industrial e social. A substituição progressiva pelo plástico mudou o conceito de forma, ergonomia e utilidade dos objetos que o homem estava acostumado a usar em seu dia a dia e foi considerado essencial para o progresso da humanidade. O que se questiona hoje em dia é que existe um ingrediente do policarbonato, o Bisfenol-A, que, segundo estudos, alteraria as funções do sistema endócrino, uma vez que teria os efeitos de um estrogênio sintético no corpo. Curiosamente, as moléculas deste hormônio se desprendem da estrutura do objeto de policarbonato, misturando-se aos alimentos que seriam posteriormente ingeridos. E, quando em contato com o calor, o processo aconteceria 55 vezes mais rápido, o que torna assustadora a ideia de esquentar qualquer refeição no micro-ondas em vasilhas feitas deste produto. Para você ter uma ideia de como esta substância está presente no que ingerimos, uma pesquisa feita pelo U.S. Centers for Disease Control mostrou que 93% das pessoas testadas apresentaram Bisfenol-A na urina. É tido como um daqueles inimigos silenciosos presentes na vida de todos e sem data para sair, mas que você poderia diminuir a presença com algumas escolhas simples, como ingerir alimentos orgânicos e 16 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

POR RENATA MARANHÃO

utilizar vasilhas de vidro. O fato de ser mais prejudicial em bebês do que em adultos e afetar mais mulheres do que homens é indiferente, pois na verdade afetaria a todos. Pesquisas científicas sobre o tema listam diversas doenças que seriam desencadeadas pelo Bisfenol-A. Para mencionar algumas principais, estão câncer, diabetes e obesidade, além de alterações no sistema neurológico. O Bisfenol-A causaria também predisposição à agressividade, esquizofrenia, depressão e, ainda, à feminilização do cromossomo. Os estudos foram feitos em ratos e macacos por grandes universidades de medicina, como Yale, nos Estados Unidos (http://e360.yale.edu), mas não atingem consenso com os órgãos reguladores. Autoridades sanitárias como o ECB (Escritório Europeu de Substâncias Químicas), a EFSA (Autoridade Europeia de Segurança Alimentar), o FDA (Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos) e o Ministério Japonês de Saúde, Trabalho e Bem-Estar Social afirmam que qualquer medida restritiva aos produtos que contêm BPA em contato com alimentos foram puramente baseadas no “princípio da precaução” e que não há evidências cientificamente comprovadas que estes produtos possam ser nocivos à saúde humana. Foram vetados o uso de policarbonato em mamadeiras e copos infantis em países como o Canadá, China, Malásia, Costa Rica e naqueles que fazem parte da União Europeia. Nos Estados Unidos, 11 estados já proibiram o uso nestes artigos. No Japão, a indústria de bebidas também abandonou o composto e, na Austrália, o governo instituiu um acordo voluntário com importantes lojas de varejo para a retirada progressiva de mamadeiras com Bisfenol-A. No Brasil, a Anvisa proibiu mamadeiras com Bisfenol-A a partir de janeiro de 2012. O assunto é controverso e gera inúmeros debates e dúvidas. Nos Estados Unidos, a administração de Obama autorizou novas pesquisas sobre o BPA, sob um pacote de estímulo de US$ 30 milhões. Os primeiros resultados apareceram no final de 2010, mas ainda são considerados inconclusivos. O biólogo Michael Baker, da Universidade da Califórnia, chegou a publicar um estudo que afirmava alterações hormonais pelo Bisfenol-A, mas que não seriam significantes (http://goo.gl/KnUG4). Existem, sim, muitos estudos que dizem não haver resultados conclusivos sobre a toxidade dos produtos, que não são todos os plásticos que contém Bisfenol-A, que depende da quantidade de Bisfenol-A ingerido para fazer mal e que há muita desinformação. Inconclusivo a seu ver? O problema mais grave seria você não saber que isso existe. O que você vai fazer com a informação “são outros quinhentos”, como diria a minha avó. Mas e aí? Preferiria não saber? Renata Maranhão é jornalista e apresentadora da RedeTv! AVIANCA.COM.BR


TRILHAS ÚNICAS

JALAPÃO TO

O

Jalapão é um dos destinos de natureza menos conhecidos e, portanto, um dos mais intocados do Brasil. Situado no coração do nosso mapa, no estado do Tocantins, possui uma das menores densidades populacionais do país. A dificuldade de acesso é a grande responsável pela preservação deste santuário, onde aflora água cristalina e abundante, inúmeros rios e cachoeiras, em meio a uma paisagem árida e bela. Indico a expedição com a empresa KORUBO, que tem um acampamento para poucas pessoas e com todo conforto de um hotel, só que no meio das lindas chapas do Jalapão à beira de um riacho. A comida é deliciosa e farta. Expedições são feitas de manhã e à tarde com um “ônibus/jipe” 4x4. À noite, contempla-se o brilho das estrelas ao redor de uma fogueira amiga. As atividades são variadas: caminhadas, canoagem, praias selvagens, safári fotográfico, pôr-do-sol no alto das dunas e, além da lembrança do que você vai vivenciar, ainda tem o artesanato feito com o lindo capim dourado que é original desta região. Os dois passeios mais incríveis e imperdíveis são as Dunas Douradas, formadas por areia de quartzo de coloração dourada e cercadas por imensos chapadões, onde o pôrdo-sol e as estrelas são inesquecíveis; e o Poço do Fervedouro, uma nascente de água cercada por bananeiras e com fundo de areia branca que, devido à pressão da água que nasce, é impossível afundar! Você tem a sensação de realmente flutuar na água. Definitivamente uma das viagens imperdíveis do nosso Brasil!

Graziela Ventura é formada pela Concordia University de Montreal, especializada em tratamento digital e pósgraduada em Pós-Produção Fotográfica

18 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA


TRILHAS ÚNICAS

MOSSORÓ RN

P

ara quem gosta de festejos juninos, comidas típicas, forró, atividades culturais e gente bonita, existe um endereço certo: Mossoró – oeste do Rio Grande do Norte, distante 277 km da capital Natal. Considerado o maior arraiá do Brasil, o Mossoró Cidade Junina é realizado há 17 anos na cidade conhecida pelo pioneirismo e reduto cultural no estado. Lá aconteceu o primeiro voto feminino do país, a libertação dos escravos cinco anos antes da Lei Áurea, sem falar da resistência histórica ao bando de Lampião e da rica trajetória cultural, reconhecida por espaços e eventos que valorizam a cultura. Durante os festejos, Mossoró se reveste de alegria, ganha decoração especial, transformando-se num imenso arraiá onde as referências culturais são cultuadas e transformadas em atividades gratuitas, com segurança e comodidade para mais de 1,5 milhão de pessoas, incluindo turistas de várias regiões do Brasil e do exterior. A gastronomia e o artesanato

20 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

regional também são atrações no Mossoró Cidade Junina. Este ano, o evento acontece entre os dias 8 e 29 de junho. Serão mais de 100 atrações musicais, de caráter nacional, regional e local em diversos pontos do Corredor Cultural – uma avenida com praças e prédios temáticos dedicados à disseminação artístico-cultural. Atividades culturais das mais diversas serão realizadas durante os dias do arraiá. Festivais de quadrilhas juninas, concurso de repentistas, encontros de sanfoneiros, trios de forró pé de serra, pau de arara eletrônico e shows de humor. Tem até competição da Fórmula Jegue no “Jegódromo”. A programação completa está disponível no mossorocidadejunina.com.br.

Simone Farret é diretora de Relações Públicas na Communicare

AVIANCA.COM.BR


FIQUE AQUI

• Spa

• Fitness

• Free Wi-Fi

• Quadras

Fica a 2 km da praia, percorridos por uma van do hotel Diárias a partir de R$ 590,00 / casal mussulobymantra.com.br

O PRIMEIRO RESORT ALL INCLUSIVE DA PARAÍBA POR CAMILA BALTHAZAR FOTO DIVULGAÇÃO

L

ocalizado a 20 km de João Pessoa e a 2 km da Praia de Tabatinga, o Mussulo é o primeiro e único resort all inclusive da Paraíba. Funcionando desde 2009, o empreendimento é administrado pelo Mantra-Group – o mesmo de Punta del Este, no Uruguai. São 96 mil m2 de área, 101 bangalôs e toda a estrutura que se espera de um resort: piscinas, academia, spa, sala de jogos, kid’s club, quadra de tênis e quadra poliesportiva. Ideal para ir com as crianças e esquecer da vida. Os bangalôs são novos e bem equipados, divididos em quarto, sala e cozinha americana. Para famílias, há a opção de bangalô com dois quartos. Ou seja, dá pra transformar o Mussulo em casa durante uma semana e “morar” com conforto. O sistema all inclusive conta com café da manhã, almoço, chá da tarde e jantar, sendo que o cardápio sempre varia. A base da culinária é uma mistura da gastronomia nordestina com brasileira e internacional. Para beber, água, refrigerante, suco, cerveja, chopp e destilados, como vodka, rum, licor, espumante, vinho, uísque e cachaça. Mesmo fora do menu, até uma sakerinha deliciosa pode ser preparada. Como o resort fica no município do Conde, a 20 km de João Pessoa rumo ao litoral sul, vale a pena alugar um carro se a ideia 22 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

for explorar a capital e a costa paraibana. Aqueles que não têm a intenção de sair do complexo podem contar com a agência Luck Receptivo, que fica no lobby do Mussulo e agenda passeios para o centro histórico de João Pessoa, praias do litoral norte e sul, piscinas naturais e cidades mais distantes, como Cabaceiras. Inclusive, agora entre os dias 17 e 30 de junho, o resort está oferecendo um pacote para conhecer a Festa de São João de Campina Grande, a 130 km do hotel. O pacote sai a partir de R$ 4.543,00 para casal, com direito a hospedar duas crianças de até 12 anos no mesmo bangalô, sem custo extra. Conhecido como o Maior São João do Mundo, entre as atrações confirmadas estão Geraldo Azevedo, Gilberto Gil, Elba Ramalho, Fagner, Aviões do Forró e Fala Mansa. O único porém do resort, e ainda assim pode não ser um porém para todas as pessoas, é o fato de a praia estar a 2 km. É fácil esquecer que o mar existe e ficar nas piscinas o dia todo, mas o beach club em Tabatinga também tem o serviço all inclusive, além de sombra e água de coco fresca. Uma van fica à disposição do hóspede o dia todo, entre 8h e 17h, e o percurso leva cerca de cinco minutos. AVIANCA.COM.BR


Em 40 anos de estrada, chegamos a centenas de cidades, conquistamos milhões de clientes, vivemos milhares de histórias. E todo dia começamos uma nova, para chegar ainda mais longe, oferecendo mais tranquilidade e liberdade a você. Hoje, somos reconhecidos como quem mais entende de aluguel de carros no Brasil. E você é a razão para continuarmos avançando.

Aos 40 anos, a gente já viu muita coisa. Descubra aqui.

www.localiza.com

Muito mais pela frente.

solution

40 ANOS PASSAM DEPRESSA PARA QUEM ESTÁ SEMPRE OLHANDO ADIANTE.


PONTE RIO

O RIO NA TELONA POR VIVIANE PESSOA

UMA PEQUENA AMOSTRA DE FILMES QUE TIVERAM O RIO DE JANEIRO COMO CENÁRIO, LOCAÇÃO, PERSONAGEM E ATÉ TÍTULO, CONFIRMAM A CIDADE COMO UMA DAS PREFERIDAS TAMBÉM DE CINEASTAS E DIRETORES

VELOZES E FURIOSOS 5

AMANHECER

RIO

Apesar de muita gente ter percebido, e alguns até criticado devido ao apelo estereotipado do Rio como reduto de traficantes e criminosos, a verdade é que a escolha da cidade para receber o set de filmagens revelou-se muito feliz. Além do forte apelo de marketing (ímã de patrocinadores), a cidade agregou uma bossa especial ao filme, que se utiliza disso para migrar da temática de carros de corrida para longas de ação e combate ao crime – o que abre consideravelmente os horizontes em termos de roteiro. De bônus, o filme ainda ganhou o posto de maior bilheteria da franquia “Fast and Furious”. Nada mal para quem começou elegendo o Rio como locação secundária.

O quarto filme da saga Crepúsculo, independente de amor ou aversão que se possa ter pela trama, finalmente retrata uma cidade a altura. O longa aterrissa suavemente na noturna Lapa, onde o casal Edward e Bella, enfeitiçados pela noite morna, música envolvente e alegria contagiante, fundem-se aos figurantes, quase invictos de pieguices. Da boêmia para a natureza estonteante de Paraty, a casa de sua esperada lua de mel finalmente retrata um lado carioca pouco divulgado mundo afora: a belíssima mansão, perfeitamente integrada a paradisíaca ilha, é moderna, elegante e sofisticada, sem perder a discrição – típico luxo fluminense, e agora destino-desejo de turistas de todos os cantos e nacionalidades.

A historia de Blu, uma rara ave brasileira que foi parar nos EUA e precisa retornar às suas origens para dar continuidade à espécie quase extinta, não deixa dúvidas: o cenário é o Rio de Janeiro. O emocionante longa conta com vozes de Anne Hathaway, Jesse Eisenberg e Rodrigo Santoro, e nos presenteia com cenas da cidade de tirar o fôlego. Imagens aéreas, pegando carona com asavesdofilme,depraiasamontanhas, fauna e flora da Mata Atlântica, além de uma trilha sonora inconfundível. Um orgulho para a cidade ser cenário da animação, além de título do filme, sendo apresentada a crianças de todo o mundo como um paraíso. E para não dizerem que nada disse a respeito: o diretor Carlos Saldanha é made in Rio – mais um orgulho e tanto para a cidade!


RADAR

NA LIVRARIA

POR TATIANE GRECO

EM BUSCA DA CURA AUTOR: MARCUS FAHR PESSOA

A cura no amplo sentido da palavra. A publicação relata a luta de Laura Pires, que aos 24 anos, foi diagnosticada com esclerose múltipla e inicia uma viagem com seu companheiro para a Índia, na tentativa de encontrar uma cura. Contradizendo a medicina ocidental, o tratamento indiano se mostrou muito eficaz, fazendo com que o casal passasse por um processo de purificação da alma e renovação do corpo. Além de amenizar os sintomas físicos, a viagem faz Laura renascer cheia de vida, fé e autoconfiança.

26 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

CONVERSANDO COM MRS DALLOWAY AUTORA: CELIA BLUE JOHNSON

Ler bons livros aguça nossa curiosidade a tentar desvendar como o autor chegou àquela história. Procurando descobrir quais foram às inspirações de grandes clássicos da literatura, a autora assumiu o desafio de refazer os passos de seus 50 escritores preferidos rumo à criação de seus best-sellers, entre eles, Leon Tolstói, George Orwell, Júlio Verne e Virginia Woolf.

DO TORNOZELO PARA BAIXO

LIÇÕES DE FRANCÊS

AUTORA: RACHELLE BERGSTEIN

Paris, a cidade charmosa onde as paixões acontecem. Josie, Riley e Jeremy são três americanos que se mudam para a “cidade luz” por motivos diferentes e matriculamse em um curso de francês. A trama fala sobre a interação com seus respectivos professores, onde mais do que aspectos gramaticais da língua francesa, os alunos descobrem segredos, sucumbem à paixão e aprendem sobre o passado, sobre si mesmos e os novos caminhos que podem trilhar.

Mocassins, tênis, botas e salto agulha. O que existe de tão mágico em um par de sapatos que encanta mulheres de todas as idades? Rachelle Bergstein analisa desde o início do século XX até os dias atuais, entendendo como a forma, a cor e o tecido do sapato influenciam a sociedade e como esta influência é vista nas áreas do cinema, música, teatro, política e economia

AUTORA: ELLEN SUSSMAN

AVIANCA.COM.BR


NA AGENDA SKOL SENSATION 2013

Com o tema Innerspace, a quinta edição do Skol Sensation promete transportar o público numa jornada fascinante para o despertar dos sentidos e conectar milhares de pessoas na mesma energia. Dia 15 de junho Pavilhão de Exposições do Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209 – São Paulo/SP skolsensation.com.br

WINTER PLAY 2013

O evento, já consagrado como uma das melhores festas eletrônicas do país, vai agitar Jurerê Internacional. Dias 7, 8 e 9 de junho Jurerê Internacional Djs: Opening Party (Michel Saad/Pete Tha Zouk/Life is a Loop) Sunset (BHM/Pic Schmitz) Main Party (Edo Krause/Felix da Housecat) After Party by Posh (Edo Krause/Pedro Freitas/Paulinho) blueticket.com.br

BEST OF BLUES FESTIVAL

O festival tem sua primeira edição em São Paulo e vem com a proposta de apresentar ao púplico a história, importância e representatividade desse estilo musical. Dias 10, 11, 12 e 13 de junho Line-up: Taj Mahal, Byddy Guy, Dr. John, Shemekia Copeland, John Mayall, Nuno Mindelis e Chris Cornell. WTC Golden Hall - Avenida das Nações Unidas, 12.551 - Brooklin - São Paulo dancarmarketing.com.br/bestofblues

FESTIVAL GASTRONÔMICO DE BÚZIOS

O Festival, que este ano chega à 12ª edição, permite ao público se deliciar com as degustações servidas pelos restaurantes participantes, a preços populares em mesas montadas em pontos da cidade. De 5 a 13 de julho das 20h às 24h Locais: Orla Bardot, Rua das Pedras, Rua Manoel Turíbio de Farias, Porto da Barra e Espaço Domme, em Manguinhos Preços: R$ 10 (entrada e sobremesa); R$ 15 (pratos principais) festbuzios.com.br TEATRO

AS NOIVAS DE NELSON

Em homenagem ao centenário de Nelson Rodrigues, a peça “As Noivas de Nelson” estréia em São Paulo. Até 27 de junho Teatro Folha – Av. Higienópolis, 618 Shopping Pátio Higienópolis – Terraço conteudoteatral.com.br/teatrofolha EXPOSIÇÃO

RETROMÍDIA, DE ARTHUR DE CAMARGO

Com curadoria do jornalista Ricardo Gaioso, a exposição traz pinturas acrílicas que recriam a estética fashion dos anos 1920 a partir de editoriais e campanhas em revistas da época, interligadas pelo conceito dos vinis. 24 de junho a 13 de julho Hotel Galeria - Rua Ministro Rocha Azevedo, 830 Casa 3 – Jardins hotelgaleria.com.br AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 27


MÚSICA

PLAYLIST POR TATIANE GRECO

FELIPE GUERRA 1 Filipe Guerra Feat. Lorena Simpson - Follow You 2 Sebjak - Liceu 3 Daddy’s Groove, Cryogenix - Tilt 4 Abel Ramos - Balance 5 Demi Lovato - Heart Attack (Filipe Guerra Remix) 6 Rokelle feat. Dave Audé - Bullet (Gregor Salto Remix) 7 Tannuri & Aron - Feeling Alright 8 Dario Nunez - DrumLand 9 DJ O.B. - Once Again 10 Basto - StormChaser bit.ly/YZwtJu

DEBORAH FALCI 1 Hypnotize U (Nero Remix) - N.E.R.D. & Daft Punk 2 Guide Me (Gigamesh Remix) - James Curd 3 My number - Foals 4 Houdini - Foster the People 5 Low Shoulder - Toro & Moi 6 LanaDelRey-VideoGames(WilliamRibeiroeC.Alves) 7 Paddling Out (Penguin Prison Remix) - Miike Snow 8 Poor Leno (Silikon Soul Remix) 9 Bang, Bang, Bang - Mark Ronson Feat. Q-Tip & The

Business INTL 10 Mr. Wendal [Perfecto Mix] - Paul Oakenfold & Arrested Development

PARA OUVIR SAMBANDO

POR PEDRO HENRIQUE ARAÚJO

Dois discos de samba, ou quase isso. O primeiro, gravado há quase 40 anos, conta um pouco da história do ritmo no estado de São Paulo com personagens, lendas, histórias e causos contados com maestria por Plinio Marcos. O segundo é samba branco – não confunda com samba de branco, capitaneado pelo historiador e músico Cacá Machado, de certa forma também um contador de histórias. Aprecie, deguste e, quando descer desta aeronave, pegar sua bagagem e chegar ao hotel (ou em casa), procure saber um pouco mais, e ouvir, é claro, estas duas preciosidades.

PLINIO MARCOS EM SAMBA E PROSA (1974) Plinio Marcos é reconhecido por seu trabalho como teatrólogo e escritor, famoso também por seu olhar direcionado a uma São Paulo mais marginalizada e menos glamorosa como as apresentadas em “Navalha na Carne” e “Querô, uma reportagem maldita”. Em 1974, porém, se aventurou a contar um pouco da história do samba paulista, feito por homens simples, da periferia da capital paulista. Ao lado dos bambas Geraldo Filme, Zeca da Casa Verde e Toniquinho Batuqueiro, fez uma das obras-primas do samba não só da Pauliceia. “Eu conto histórias das quebradas do mundareu...”, e assim Plinio Marcos anuncia seu trabalho. Para ouvi-lo, garimpe os sebos do país ou busque o CD, lançado ano passado.

CACÁ MACHADO - ESLAVOSAMBA (2013) O cantor e violonista Cacá Machado não é nenhum novato. Já tocou com muitos nomes da música como Zeca Baleiro e Chico César, mas só este ano, em suas 40 primaveras, está debutando sua carreira solo com o bem feito “Eslavosamba”, uma reunião de novos e experientes músicos e cantores, como Elza Soares, Zé Miguel Wisnik, Ná Ozetti, Juçara Marçal, Arrigo Barnabé, Márcia Castro, Kiko Dinucci, Rodrigo Campos e grande elenco. Produzido por Guilherme Kastrup e com direção artística de Rômulo Fróes, é uma das melhores novidades de 2013. É também uma grande demonstração de que o samba, mesmo que repleto de outras alusões, pode ter como referência a Europa Oriental.

deborahfalci@me.com

28 ·

JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


PRAZER, RAEL POR PEDRO HENRIQUE ARAÚJO

CONHECIDO COMO UMA DAS PRINCIPAIS VOZES DO RAP, MC EXPANDE OS HORIZONTES DE SUA MÚSICA EM NOVO DISCO

R

ael, até outrora com o “sobrenome” da Rima, é uma das principais vozes da atual cena do rap paulistano. Há mais de uma década com o Pentágono - que continua na ativa sem o cantor -, e emprestando seu talento para muitos MCs, entre eles Emicida, Kamau e Sombra, ele é responsável por levantar muitas músicas dos colegas. “Decidi fazer diferente. Eu tinha lançado o MP3 (Música Popular do 3º Mundo, seu primeiro disco) e ao mesmo tempo estava correndo com o Pentágono e fazendo show com uma “pá” de gente. Assim você acaba não fazendo nada direito. Dessa vez decidi fazer diferente e focar no meu trabalho”, conta. Aos 30 anos, o cantor lançou “Ainda bem que eu segui as batidas do meu coração”, seu segundo trabalho solo e um disco para ouvir repetidas vezes sem cansar. Se engana quem acha que vai dar o play e ouvir rap. Tem rap, sim, mas tem também afrobeat, afoxé, reggae, ragga, samba... Com participação de Emicida, Mariana Aydar, Péricles (do Exaltasamba) e M.sário (companheiro desde o grupo de rap), é o segundo disco de artista brasileiro produzido pela dupla americana Beatinick e K-Salaam. “Gravar com os dois foi muito bom, eles vieram com outras referências

e um olhar de fora. Arranho um pouquinho o inglês, mas música não tem barreira. Às vezes você canta, gesticula e acaba dando certo no final”, diz. Rael não é o primeiro rapper a se misturar com outros ritmos, felizmente também não será o último, apesar da timidez de muitos artistas de sua geração neste sentido. “Nunca tive essa coisa de ‘sou do rap’. O mundo tem várias vertentes que influenciam a gente e que podemos usufruir. É desperdício não usá-las”, comenta o cantor que pode se encaixar em muitas paredes para além do hip hop. Um bom disco que veio do rap e avançou algumas casas. Ponto para o cantor, ponto para a música brasileira. Quando desembarcar, lembre deste nome, você ainda vai ouvi-lo por aí.

RAEL

Ainda bem que eu segui as batidas do meu coração

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 29


ENTREVISTA

MICHAELJACKSON PORLEILAHMORENO

POR VITOR CARDOSO FOTO DIVULGAÇÃO

“C

horar menos, sorrir mais!”. Essa é a filosofia de Leilah Moreno, que começou a carreira ainda criança, dublando Michael Jackson em festinhas em São José dos Campos. Em 2005, com 19 anos e já com CD gravado e tendo aberto shows para grandes artistas, entrou para o trio de vocalistas da banda “Altas Horas” do programa de Serginho Groisman, na TV Globo. No ano seguinte, estrelou o seriado “Antônia”, que virou filme. Selecionada para o elenco do musical Hairspray, em 2009, a cantora e atriz foi diagnosticada com leucemia. O fato a obrigou a abandonar o projeto, mas não a carreira. Depois do tratamento, Leilah estrela a novela global Aquele Beijo. Atualmente, a artista viaja com o seu novo show Neon Especial Tour e integra o elenco de Thriller Live, em cartaz no Credicard Hall na capital paulista.

Você já participou de um programa de calouros, integrou uma banda na televisão e outra no cinema, cantou nos palcos dos teatros e de casas noturnas. Dentre todas estas experiências, qual mais te realiza? O palco! Talvez porque eu precise da resposta imediata. Sou apaixonada por qualquer tipo de arte em que eu tenha que me expressar. Os outros trabalhos posso fazer e assistir em casa sentada no sofá. Já no show, gosto quando tomo atitudes ou mudo a sequência por conta da empolgação do público. Não existe nada mais empolgante do que começar a cantar e imediatamente ouvir os gritos e a plateia cantando junto! Qual foi a lição que você levou para sua vida após ter se curado da leucemia em um momento de tantas oportunidades profissionais? Continuar fazendo o que eu amo, continuar sorrindo muito, continuar a viver intensamente e deixar de me preocupar com o que os outros pensam. Pensar mais em mim. A cura nos aproxima de nós mesmos. Toda reclusão tornase uma reflexão e eu tirei o bom disso. Qual é o seu maior sonho? E o seu maior orgulho? Posso dizer que realizei todos os meus sonhos! Na verdade, eles se renovam a cada conquista. Antes eu queria gravar um CD, fazer um show num palco grande, ser artista de TV e cinema, cantar com Ivete Sangalo, conhecer meus ídolos... e realizei tudo isso! Eu diria que os sonhos ganham asas... Eles querem voar cada

vez mais alto! Hoje eu gostaria de fazer tudo isso de novo, porém em proporções maiores e com o reconhecimento que acredito merecer.

acabou, me chamaram para uma audição com os diretores de Londres. Foi rapidinho. Entrei, cantei duas músicas e passei (risos)!

Quem é o seu maior ídolo? Por quê? MICHAEL JACKSON! Foi por causa dele que descobri minha vocação e meu talento aos cinco anos de idade. Sem dúvida ele foi responsável pelo meu despertar artístico. Ele é e sempre será minha maior e melhor referência.

Como é o musical? Qual é a sua participação durante o show? É um musical diferente, pois quase não tem fala. Cantamos o tempo todo e, ao invés de mágicas e explosões, mostramos um espetáculo de muita dança, cores e luzes. No Thriller, não tenho um personagem específico. Sou Leilah Moreno cantando Michael Jackson! Este formato de show foi assistido e autorizado pelo próprio MJ e é maravilhoso.

É verdade que você queria ser “Michael Jackson” quando crescesse? Por quê? Qual é a influência do rei do pop em seu trabalho? Sim, comecei minha carreira dublando o Michael em festinhas quando fazia parte de uma trupe em São José dos Campos. Ouvia dia e noite todos os discos dele. Cantava qualquer música de trás pra frente e possuo uma coleção invejável de CD, DVD, K-7, vinil, revistas, tudo da época que tive um fã-clube infantil dele. Fui completamente influenciada pelos passos, ritmos e a magia Michael Jackson. Como foi a seleção para o musical Thriller? Na verdade, cheguei atrasada no elenco porque na época das audições eu estava gravando Aquele Beijo, novela do Miguel Falabella. A produção ainda não tinha conseguido achar uma cantora brasileira com o perfil do musical. Por isso, resolveram chamar a cantora de Londres que já se apresenta há sete anos no Thriller Live. Porém, como sempre precisam de alternantes, assim que souberam que a novela

Thriller Live já passou pelo Rio de Janeiro, Brasília e agora chega a São Paulo. Você gosta de viver viajando? Qual é a sua relação com viagens? Sim, gosto muito. Aliás, adoro. Mas como canto de quinta a domingo e cada dia em um lugar do país, quando tenho folga gosto mesmo de voltar voando para casa. Qual é o seu destino preferido no mundo? Paris e Verona. Era um sonho de infância. Li muito Shakespeare e tinha a meta de conhecer esses lugares. Fui duas vezes e não me canso nunca. Você se considera uma pessoa de sorte? Acho que sorte é aquilo que você recebe ou conquista de graça, sem muitos esforços ou tentativas. Eu me considero uma pessoa persistente e incansável.


TEATRO

CULT

POR VITOR CARDOSO

RIO DE JANEIRO

SÃO PAULO

VINGANÇA Belas vozes em arranjos criativos transformam as músicas do cancioneiro popular criado pelo gaúcho Lupicínio Rodrigues (1914-1974). Vingança, resgata e valoriza a obra de um compositor brasileiro e este é o seu maior triunfo. Entre os sucessos, Felicidade e Nervos de Aço ganham versões interessantes em grande interpretações do afinado elenco. Musical De: Anna Toledo; Direção Musical: Guilherme Terra; Com Ana Carolina Machado, Andrea Marquee, Anna Toledo, Jonathas Joba, Luciano Andrey e Sérgio Rufino. Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Álvares Penteado, 112, Centro – São Paulo/SP – Ter. a qui 20h. bb.com.br/cultura

SÃO PAULO

THRILLER LIVE

SIMPLESMENTE EU, CLARICE LISPECTOR

Monólogo Adaptação Texto, Direção e Intepretação: Beth Goulart Teatro Fashion Mall – Estrada da Gávea, 899 – 2º andar – São Conrado – Rio de Janeiro/ RJ – Sex. e sáb. 21h30 e dom 20h. teatros.art.br/teatro-fashion-mall-rj

Show Musical De: Paul Walden e Adrian Grant; Com Leilah Moreno e grande elenco. Credicard Hall – Avenida das Nações Unidas, 17955 - Santo Amaro – São Paulo/SP –Sex. 21h, sáb. 17h30 e 21h30; qui. e dom. – Consultar site. thrillerlivebrasil.uol.com.br

RAZÕES PARA SER BONITA Comédia De: Neil LaBute; Direção: João Fonseca; Com Ingrid Guimarães, Marcelo Faria, Alina Fanju e Gustavo Machado. Teatro Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca, 569 – 7º andar, Cerqueira Cesar – São Paulo/SP – Sex. e sáb. 21h30, dom. 18h. teatrofreicaneca.com.br

AMIGAS, PERO NO MUCHO Comédia De: Célia Regina Forte; Direção: José Possi Neto; Com lias Andreato, Nilton Bicudo, Alex Gruli, Léo Stefanini e Jonatan Harold ao piano. Teatro Das Artes – Shopping Eldorado – Avenida Rebouças, 3970 – 3º andar – São Paulo/SP – Sex. 21h30, sáb. 21h e dom. 19h. morenteforte.com

32 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

SEIS AULAS DE DANÇA EM SEIS SEMANAS Comédia Direção: Ernesto Piccolo; Com Suely Franco e Tuca Andrada Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea – Rua Marquês de São Vicente, 52 – 2º andar – Gávea – Rio de Janeiro/RJ – Qui a sáb. 21h e dom. 20h. teatrodosquarto.tv

AVIANCA.COM.BR


HOLLYWOOD

Sou totalmente francĂŞs e serei atĂŠ o fim, mas morar no Brasil foi uma escolha de vida.


VINCENT

CASSEL POR CAMILA BALTHAZAR FOTO DIVULGAÇÃO

MORANDO NO RIO DE JANEIRO DESDE O FINAL DE 2012, O ATOR FRANCÊS ACEITA O CONVITE PARA FILMAR COM O DIRETOR BRASILEIRO CACÁ DIEGUES

E

m português fluente, Vincent Cassel promoveu o lançamento do filme Em Transe, no Rio de Janeiro, no início de maio. Na ocasião, o ator francês aproveitou para contar sobre os bastidores do longa e, claro, alguns detalhes da vida carioca. Residente brasileiro desde o final do ano passado, Vincent brinca que já tem até CPF e afirma que escolheu a cidade pela energia viva e alegre. “Sempre gostei do Brasil. Sou totalmente francês e serei até a morte, mas morar aqui foi uma escolha de vida. Eu queria mudar para outro lugar há tempos e não tinha opções. Aqui tem uma coisa viva. Além disso, tem aeroportos internacionais, escolas boas, e o jeitinho carioca que faz o dia a dia ser legal”, explica o ator que “fugiu” da França devido ao clima negativo. Casado com a atriz italiana Monica Belluci e pai de duas filhas – Deva, de 9 anos, e Léonie, de 3 – Cassel coleciona grandes filmes no currículo. O ator estrelou “Cisne Negro”, em 2010, e “Treze Homens e um Novo Segredo”, em 2007. A próxima grande atuação será em a “Bela e a Fera”, de Christophe Gans, umas das maiores produções francesas previstas para 2013. No Brasil, Vincent já protagonizou “À Deriva”, do cineasta Heitor Dhalia, em 2009, e tem planos para novos projetos. “Vou fazer o próximo filme do Cacá Diegues. Não sei exatamente quando vamos iniciar, mas já falei sim para ele. Tenho mais dois projetos: um filme estrangeiro totalmente falado em português, e outro que estou produzindo faz um tempo e quero fazer aqui”, detalha. Famoso por interpretar vilões no cinema, em seu último filme, “Em Transe”, Vincent vive Franck, um criminoso mais “normal”, que tem seu lado ruim, mas ao mesmo tempo assume uma versão romântica. “Já fiz muito gângster na vida. Mas Franck é um homem de negócios. Ele não machuca ninguém. Faz um trabalho profissional: entra, rouba e sai. Se um dia eu fosse ladrão, é como eu faria”, diverte-se. Os primeiros minutos do roteiro já dão um panorama do que está por vir. O leiloeiro de arte Simon (James McAvoy) participa do roubo de um quadro avaliado em milhões de dólares. Ao cometer o crime, ele é agredido na cabeça e perde a memória de onde escondeu a pintura. É aí que entra o gângster Franck, que recorre à hipnose para tentar recuperar a lembrança de Simon. A linda e inteligente Elizabeth (Rosario Dawson) é a especialista em hipnose e envolve-se em uma espécie de triângulo amoroso que, ao contrário do que se pode suspeitar, não traz nenhuma cena previsível. Até o fim, a trama garante a tensão e suspense do espectador.


ARTE

A ARGILA FILOSÓFICA DE FLORIAN RAISS POR DANIEL AMARAL FOTO ACERVO PESSOAL FOTO DA OBRA VICTOR TRONCONI

A

primeira impressão que um leigo tem sobre a obra de Florian Raiss é a de que se trata de uma escultura humana um tanto quanto deformada. Já os críticos de arte, tais como o esteta Emanoel Araujo, entendem que Florian tem uma visão que ultrapassa a barreira da antropofagia que permeia a ilusão de que artista bom é artista morto. Carioca de nascimento e paulistano de alma e coração, Raiss, descendente de alemães, teve uma criação permeada por artes. Filho de uma bailarina e um pai que terminou a vida como carpinteiro, o artista se diz um homem de sorte, mas confessa que, como um bom libriano com ascendente em peixes, seguiu seu instinto, que, de tão aguçado, o levou a estudar pintura no curso de Belas Artes em Roma e Florença. No Brasil, ficou conhecido pela figura 36 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

Quadrúpede, a tal da escultura que os críticos absorvem como se cada centímetro de argila moldada à mão remetesse às fraquezas e vitórias de um ser humano. Na complexidade da vida, cada uma delas, mesmo 20 anos depois de terem sido criadas, ganha uma história diferente a cada olhar. Na última SP-Arte, no espaço da Galeria Lume, hoje a representante do artista em São Paulo, muitos dos visitantes dedicaram alguns bons minutos olhando e admirando a obra de Florian. De fato, é mesmo impossível não se deixar impactar pela figura de um homem, humano em todas as suas falhas, em posição fértil e olhar reflexivo. Desde o último dia 22 de maio até o dia 21 de junho, Florian, junto de outra brasileira, a também carioca Ana Michaelis, expõe suas obras em Portugal, mais especificamente na Galeria Art Lounge, em Lisboa.

Sobre suas fontes, ele é taxativo e diz que tudo o inspira. “Política, sociologia, cultura, amigos e arte. Nasci com esse dom e não me vejo fazendo outra coisa. Faço o que amo e tudo o que faço tem um pouco de mim, das minhas conquistas, das minhas viagens. E acredito que meu espírito livre me leva a crer que sou muito bom nisso”, afirma. Entre um café e outro, Florian entrega que sua rotina é normal. Ele acorda, prepara o próprio desjejum, lê os jornais do dia, faz compras e ainda se dedica às aulas de canto lírico. “Quem já me ouviu diz que canto bem”, revela o artista, com sua habitual certeza de que se Brahms e Beethoven estivessem vivos, deveriam tomar cuidado para não perder a majestade. Afinal, o artista que ele é sabe muito bem que o céu não é limite para quem sabe aonde quer chegar.

AVIANCA.COM.BR


MUNDO DIGITAL

POR SILVIA CAMARGO

SUA CARTEIRA VAI FICAR DIGITAL

A

natureza disruptiva do mundo digital está agindo também no universo das transações financeiras e comerciais. Até pouco tempo, havia basicamente três formas de se comprar algo: dinheiro, cheque ou cartão, sendo que, nesta última categoria, apenas três empresas competiam confortavelmente entre si. O termo digital wallet já denomina uma nova categoria de serviço ou produto financeiro que permite a compra pela internet até mesmo em estabelecimentos tradicionais de países em que há tecnologia disponível. O formato não compartilha suas informações financeiras com os vendedores, que ficam armazenadas de forma segura com o provedor do serviço. E, novamente, três grandes players atuam no cenário global. O pioneiro Paypal, que é líder mundial em pagamentos online, com mais de 123 milhões de contas ativas em 190 mercados, opera em 25 diferentes moedas e, ano passado, movimentou aproximadamente US$ 145 bilhões em compras. O novato Square, que pertence ao Twitter e, como não poderia deixar de ser, o onipresente Google com seu Google Wallet – estes dois últimos ainda não disponíveis no Brasil. Soluções nacionais também competem, são elas o PagSeguro do portal UOL, o Mercado Pago

38 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

do site Mercado Livre e o mais rexcente B-Cash do Buscapé. O assunto está tão quente que o instituto de pesquisas Forrester acaba de realizar um estudo que aponta três macrotendências relativas a este movimento de digitalização das carteiras que serão lideradas pela tríade PayPal, Google Wallet e Square. A primeira refere-se aos estabelecimentos que passam a ter opções que vão além dos modelos tradicionais com custos mais baixos e mais fáceis de operar, alterando assim seu grau de expectativa em relação aos demais meios. A segunda trata dos avanços e novas funcionalidades que rapidamente serão incorporados ao serviço pelos principais competidores, melhorando a experiência de compra tanto para consumidores quanto para estabelecimentos, acelerando em muito a sua adoção. A terceira tendência identificada pelo estudo certamente será alvo de regulamentações do sistema financeiro, mas aponta o serviço como uma alternativa emergente às necessidades de uma base muito ampla de consumidores que estão desatendidos pelo sistema financeiro tradicional e também aos jovens consumidores. Estes disruptores estão criando produtos e serviços melhores, de custo mais baixo e com alto

valor percebido que possibilitam uma rápida e fácil conversão de dinheiro em pagamentos digitais ou produtos pré-pagos com funcionalidades e benefícios antes somente encontrados nos serviços bancários tradicionais. Novas oportunidades estão sendo criadas para toda a cadeia, inclusive para os meios tradicionais, que se integram aos novos meios digitais. Alguns dados de outro instituto, o Juniper Research, confirmam mais esta irreversibilidade do mundo digital: transações de natureza mobile devem crescer quase quatro vezes ao longo dos próximos cinco anos, excedendo US$ 1,3 trilhões nos EUA, de acordo com um relatório de agosto de 2012. Embora possa haver ainda alguns anos antes de uma migração total, já em 2013 veremos o impacto no mercado de meios de pagamento. Prepare o seu negócio. Mesmo que a tecnologia demore um pouquinho mais pra chegar por aqui, sem dúvida a adoção será rápida. Desde já abra a sua “conta” (eu já tenho a minha PayPal) e aproveite as vantagens. Boas compras, bons negócios e boa viagem!

Silvia Camargo é profissional de marketing apaixonada pelas transformações de um mundo cada vez mais digital

AVIANCA.COM.BR


ECONOMIA

ESPERE PARA MUDAR DE EMPREGO

POR FABIO KANCZUK

O MERCADO DE TRABALHO VIROU, E ESTÁ BEM MAIS DIFÍCIL SE RECOLOCAR. NÃO É O MOMENTO DE MUDAR DE EMPREGO, ARRISCAR UMA NOVA PROFISSÃO, E MENOS AINDA DE SER DEMITIDO. DÊ DURO AGORA, E ESPERE 2014 PARA REPENSAR SUA ESTRATÉGIA PROFISSIONAL.

“Lies, damn lies and statistics” Foi supostamente Mark Twain que disse que há três tipos de falsidades: “mentiras, malditas mentiras, e estatísticas”. Desde sempre, e em qualquer lugar do mundo, números são torturados para que digam o que se deseja. Mas a situação é ainda pior no caso de dados de emprego brasileiros, em que até os mais sérios analistas encontram desafios lógicos intransponíveis. É bem provável que você tenha visto na TV que o índice de desemprego do IBGE está num mínimo histórico. Baseado nesse indicador, é natural chegar à conclusão de que nunca foi tão fácil conseguir um emprego, e que você tem todo o poder de barganha contra o seu chefe. Mas não se iluda. Outros indicadores, tais como o CAGED, série construída pelo Ministério do Trabalho, conta uma história muito diferente. A quantidade de contratações está caindo vertiginosamente, e até os salários reais pararam de subir. Mais importante: nos últimos episódios de desaceleração, tais como a crise de 2009, somente o CAGED deu o sinal correto do que estava realmente acontecendo com o mercado de trabalho.

de demitir maciçamente, para ajustar seus custos a uma realidade bem mais difícil. Contudo, a crise foi muito curta, e a demanda por produtos logo voltou. As empresas tentaram rapidamente recompor seus quadros, mas isso não foi tarefa fácil, já que envolveu também treinar os novos trabalhadores. No final, vários empresários acabaram deixando boa parte das oportunidades na mesa. Ano passado vivemos o oposto. Apesar da desaceleração econômica, e da natural queda de lucratividade, as empresas postergaram ao máximo suas decisões de reduzir o número de trabalhadores. Mas isso recentemente começou a acontecer, e com vigor redobrado. Atualmente o número de demissões líquidas é praticamente igual à vista durante a crise. A metade cheia do copo Quando a situação não está boa para os empregados, ela fica joia para quem está do outro lado do balcão: os empregadores. É um bom momento para trocar aquele trabalhador meio enrolador, que você já tinha decidido se livrar há muito tempo, e substituir por alguém mais eficiente. Lembra aquela minirreforma que havia adiado por não conseguir encontrar um pedreiro que presta? Finalmente está na hora. Na pior das hipóteses, eu lhe consigo um professor de economia, com doutorado e tudo, desesperado por uma graninha extra.

Por que agora? Estranho que o mercado de trabalho esteja desacelerando agora, justo quando a economia está melhorando. Por que as demissões não aumentaram durante o ano passado, quando a produção e as vendas estavam horríveis? De fato, esse longo atraso entre atividade econômica e emprego não é comum. Aparentemente, o que houve foi uma reação a um erro recente, que Fabio Kanczuk é engenheiro pelo ITA, PhD em Economia pela UCLA ficou marcado na mente dos empresários. Durante a com pós-doutorado em Harvard, além de professor titular do crise de 2009, a decisão natural das empresas foi a departamento de Economia da USP

40 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


red

think

Fotografe o vermelho do seu dia a dia, publique nas redes sociais com #thinkredavianca e fique atento à próxima edição Ou envie sua foto para redacao@aviancaemrevista.com.br

Canudos – BA

Foto: Francisco Carlos

Ilha do Marajó – PA

Foto: Edson Ricardo Cunha

São Paulo

Instalacão de Carlos Cruz Diez na Pinacoteca Foto: Carlos Menezes avianca.com.br


rio dE JanEiro

João Frederico Paredes

florianóPolis – sc

Mariana Maykot Serafim Câmera: Nikon D7000

iPaumirim - cE

Artur Custodio Câmera: Canon Rebel T3i


WISH

ARE YOU

RED?

Como escolher o presente ideal para o Dia dos Namorados? Primeiro, descubra que tipo de namorado (ou namorada) você tem. Em geral, eles são esportistas, atletas, aventureiros e gostam de acessórios que os ajudem no dia a dia. Já as mulheres são mais... complexas. Elas podem ser descoladas, elegantes, fashion, ou tudo isso misturado. Na dúvida, escolha um presente para curtir a dois.

POR ROZZE ANGEL FOTOS DIVULGAÇÃO

Namorada Ciumenta

Namorado Aventureiro

ALMOFADA, APAIXONADOS (apaixonados.com) R$ 49,00

CANIVETE I LOVE YOU VICTORINOX (victorinox.com) R$ 79,00

Namorado Hipster

Namorada Descolada

TÊNIS SUPERGA (supergabrasil.com.br) R$ 179,90

MELISSA LOVE CITY (melissa.com.br) R$ 64,90

Namorada Chic

BOLSA BLAZE, BURBERRY (burberry.com) R$ 8.395,00

Para o casal

VELA SPICY DE MASSAGEM CORPORAL (eudora.com.br) R$ 56,90

Namorado Esportista RELÓGIO X-GAMES (orientnet.com.br/xgames) R$ 98,00

Namorado Básico CAMISETA UNÍTI RIO (unitirio.com.br) R$ 79,00

Namorada Fashion

ÓCULOS AMPLIDIAMOND, EVOKE (evoke.com.br) R$ 999,90


SHOPPING

LOVE IS IN THE AIR POR DANIEL AMARAL FOTOS DIVULGAÇÃO

APROVEITE O CLIMA ROMÂNTICO DO DIA DOS NAMORADOS E APAIXONE-SE POR ESSES GIFTS, SELECIONADOS PARA AGRADAR HOMENS E MULHERES. BLUSA VITORINO CAMPOS PARA MODA AGORA R$ 1443,20 modaagora.com.br

ANEL NÓ ELEONORA HSIUNG R$ 583,80 eleonorahsiung.com.br

BOLSA ROBERTO CAVALLI R$ 8.790,00 +55 11 3088-2218

BRINCOS EMAR BATALHA R$ 538,00 emarbatalha.com.br

CASE MOËT & CHANDON ROSÉ R$ 650,00 moet.com

SAPATO VALENTINO R$ 2520,00 +55 11 3274-6090

46 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

LENÇO RICHARDS R$ 280,00 richards.com.br

AVIANCA.COM.BR


CAMISA JOHN JOHN R$ 298,00 johnjohndenim.com

CAFETEIRA NESPRESSO MAESTRIA R$ 1295,00 nespresso.com

CARTEIRA BURBERRY (Preço sob consulta) burberry.com

MOLETOM LACOSTE R$ 389,00 lacoste.com ÓCULOS EVOKE PARA KANUI R$ 649,90 kanui.com.br

SHOTS BATALHA NAVAL SERGIO K HOME R$ 168,30 sergiok.com.br

CALÇA JEANS RICARDO ALMEIDA R$ 329,00 ricardoalmeida.com.br

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 47


FASHION

A ALQUIMIA DE PATRÍCIA VIERA POR ROZZE ANGEL

48 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


Q

uem pensa que roupa de couro é tudo igual, precisa ver de perto as peças de Patrícia Viera. Experimental e ousada, a estilista não se deixa limitar pela matéria-prima. Ao contrário, a cada coleção propõe visuais tão fora do comum que surpreendem pelo seu aspecto. Já criou moletom, rendas perfuradas, amaciou, endureceu, trançou, fez macramê, grafitou, estampou, tudo sempre em 100% couro. Seu segredo está na combinação de estilo e tecnologia, com uma dose certa de experimentação química. Patrícia adquiriu a técnica com o passar dos anos e com os parceiros certos. Já o estilo, esse veio de berço.

Como você se envolveu com moda? Entrei na moda por acaso. Fui morar em Londres com as minhas irmãs, Andréa (Dellal)e Maria Cristina (Viera), em 1974. Elas eram manequins internacionais, faziam Saint Laurent, Dior, Alaïa. Eu tinha 18 anos e queria fazer história. Só que eu era muito levada, não estudava. Então Maria Cristina começou a me levar sempre em backstage de desfile para ver se eu gostava. E gostou? Comecei a ver que por meio da moda também se conta história. Comecei a me fascinar. Eu tinha minha mãe como referência. Ela sempre foi muito ligada à moda, estava sempre muito arrumada, muito chique e isso me marcou. Qual foi seu primeiro trabalho? Foi com uma estilista, amiga da minha irmã, chamada Sally Mee. Minha irmã disse pra ela: não precisa nem pagar, mas põe minha irmã pra trabalhar (risos). Ela fazia alta costura e, no final, fiquei quatro anos com ela. Depois disso voltou ao Brasil? Morei em Londres até 1979 e, nesse tempo, conheci um outro amigo da minha irmã, o Mauro Taubman. Ele estava lançando uma marca chamada Company. Voltei ao Brasil de férias e ele me chamou para fazer um trabalho e acabei ficando. O que fazia na Company? Tudo (risos). Nessa época, só tinha uma loja e foram abrindo outras. Era a época dos shoppings. A Company explodiu. Foi para o Rio Sul, Barra Shopping, começamos a abrir lojas em outros Estados, Brasília, Porto Alegre. O Mauro me ensinou tudo. E fiquei 17 anos na Company. Como se interessou por couro? Em 1985, fui para a fábrica de sapato acompanhar uma coleção. Eu queria fazer sapatos coloridos. Vermelho, amarelo, verde. E perguntei: “como faz

para ter couro colorido?” Me disseram: “tem que ir para o curtume”. E fui para um em Franca (interior de São Paulo) e me apaixonei por couro. Daí surgiu Patrícia Viera? Sim, em 1998 eu lancei a Patrícia Viera. Eu queria pegar esse visual do tecido plano e levar para o couro. E disso surgiram suas experimentações, certo? Sim. Nessa minha última coleção, tem couro com cara de linho, com cara de moletom. Eu trabalho com um químico maravilhoso há 14 anos, o Alison Antunes, e ele nunca me diz não. Isso quebrou uma barreira. Porque nossa modelagem é simples. O nosso diferencial está em como a gente olha o couro. Patrícia Viera é só couro? 100% couro. Uso ovelha e cabra, só papelaria fina. Como você lida com as questões sociais hoje, em relação ao uso de couro? Só uso couro abatido por causa da carne. Já tive muito problema comigo mesma porque sou apaixonada por bicho. Teve até uma época que falei para o meu sócio, que é meu marido, que eu não podia mais trabalhar com isso. Mas entendi o processo e é por isso que só uso couro resíduo do abate para carne. Sou muito respeitada pelo pessoal de proteção animal porque eles sabem que o trabalho que eu faço é muito sério. Além disso, faço tudo com bio leather, que é couro sem processos químicos e que não agride o meio ambiente. E couro é para a vida toda, não é? Eu mesma tenho uma peça em couro do Alaïa que só não uso mais porque não cabe em mim (risos). Mas, se você respeitar todos os cuidados com o couro, você tem uma peça para sempre.

Mesmo sendo couro, você cria para o verão? Trabalho muito bem couro no verão e até mais que no inverno, porque o verão é uma estação mais longa. O couro se adapta à temperatura do corpo. Essa imagem do couro pesado é coisa do passado. Como você pesquisa e cria suas coleções? Trabalho com o Felipe Veloso, o stylist, que é meu grande parceiro. Ele tem o dom de editar o meu olhar. Eu escolho o lugar, a inspiração e ele me decifra. Estamos juntos desde 2011, é a nossa sétima coleção juntos. A próxima coleção vai surgir de onde? Estou meio fascinada pelo Novo México, mas ainda não me decidi. E hoje, como é a estrutura Patrícia Viera? Na minha fábrica eu também faço Private Label para outras marcas, mas meu carro chefe é a Patrícia Viera e agora a Pat Pat’s. Tenho uma loja no Rio de Janeiro, que é mais um atelier, e faço showroom quatro vezes no ano, em São Paulo. Tenho 70 funcionários diretos, fora os indiretos e hoje conto com o trabalho dos meus filhos, Augusto e Andréa. Pat Pat’s é uma nova proposta? Pat Pat’s não é somente couro, tem tecido plano também e é uma marca mais acessível. Estamos na nossa quarta coleção. Nessa sua última coleção, qual foi a peça que te encantou? O moletom de couro, principalmente porque as pessoas não entenderam. Elas disseram: não é couro. E eu disse: é sim! Patrícia Viera veste sempre Patrícia Viera? Sim. Patrícia é Patrícia. Com sapato da minha sobrinha, a inglesa Charlotte Olímpia.

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 49


SONHAR ALTO

A ARTE DE CRIAR UM PERFUME EXCLUSIVO DESEMBARCA NO BRASIL POR RICARDO OLIVEROS FOTO OLIVIER / SHUTTERSTOCK

O

Brasil ostenta o título de maior consumidor de perfumes do mundo. Com quase três mil anos de história, a grande tendência atual é criar seu próprio perfume. Se antes você teria que ir para cidades como Londres, Paris ou Nova York para obter esse luxo, agora tem uma opção brasileira com preços mais acessíveis, inclusive para homens. O mercado de fragrâncias no Brasil movimentou R$ 5,4 bilhões em 2012, o que representa um crescimento de 14,2% nos últimos cinco anos e coloca o país no primeiro lugar no mundo neste tipo de consumo, de acordo com os dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec). De olho nesta fatia de mercado, a perfumista francesa

50 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

Fanny Moreau decidiu abrir, em São Paulo, a boutiqueatelier Mon Absolu, que entre seus principais serviços está a criação de um perfume exclusivo. Para este processo há uma entrevista de três horas com o cliente. “Primeiro ouvimos a história do cliente e sobretudo a história perfumada, ou seja, que perfumes e odores marcaram a vida da pessoa, e quais os perfumes que usa. Depois procuramos saber qual o objetivo da fragrância: criar um perfume para se refrescar, para seduzir, de dia, de noite, inverno ou verão? Na parte final, verificamos os gostos de fragrâncias do cliente apresentando vários frascos cor âmbar, sem nome. Pedimos para o cliente escolher o preferido e comentar os outros para conferir a coerência dos gostos”, explica Moreau.

AVIANCA.COM.BR


Da fumaça ao perfume Há três mil anos, sacerdotes invocavam os deuses pela queima de ervas. A origem da palavra perfume vem daí, já que em latim per fumum significa “pela (por meio da) fumaça”. Quando o homem descobriu o fogo, percebeu que ao queimar determinados arbustos e resinas, estas exalavam um intenso cheiro. E passou a utilizar essa fumaça perfumada em rituais relacionados à sua vida espiritual. As primeiras referências históricas importantes sobre o assunto provêm do Oriente, especialmente do Egito, onde oferendas perfumadas seguiam para os túmulos dos grandes faraós. Na Tumba de Tutancâmon (que morreu em 1324 a.C.), por exemplo, foram encontrados óleos aromáticos de cedro, mirra e zimbro.

memórias e afetos. Para a criação de um perfume, vários elementos naturais e sintéticos, como frutas, madeiras, resinas, flores e compostos químicos são escolhidos e combinados por perfumistas, os quais podem levar anos para chegar à combinação perfeita. Na Mon Absolu existem 127 essências importadas da cidade de Grasse, a capital mundial de perfume, situada no Sul da França, e que são utilizadas para a criação de um perfume exclusivo. “Em média, utilizamos a combinação de 20 essências, mas isso depende do objetivo da fragrância. Se a pessoa quer um perfume rico e opulento, podemos usar por volta de 40, enquanto que um perfume minimalista precisaria apenas de 10”, detalha a perfumista Fanny Moreau, acrescentando

Para a criação de um perfume, vários elementos naturais e sintéticos, como frutas, madeiras, resinas, flores e compostos químicos são escolhidos e combinados por perfumistas Estrutura e corpo de um perfume O olfato é um dos principais sentidos dos animais, pois auxilia diretamente na complexidade de reações de sobrevivência. Ajuda a identificar coisas ruins ou boas. Uma maçã vermelha, por exemplo, pode parecer boa, mas o seu cheiro poderá sinalizar que está estragada. Tanto para o homem primitivo quanto para muitos animais, um faro apurado fazia a diferença – fosse para detectar a proximidade de um predador, ou para avaliar se um alimento era venenoso. No curso da civilização, entretanto, o homem focou quase todas as suas atenções na comunicação por estímulos visuais e auditivos, e a dependência do nariz para a sobrevivência foi reduzida. Ainda assim, como testemunho da importância que um dia teve, nosso sistema olfativo mantém a capacidade de sentir aproximadamente 10 mil cheiros diferentes, ao passo que o paladar, por exemplo, pode avaliar somente quatro gostos diferentes: doce, salgado, azedo, amargo. As fragrâncias, por sua vez, podem despertar

que existem três etapas diferentes de odores que o perfume exala, antes que se fixe o seu cheiro definitivo: 1. Notas de cabeça ou saída: é a primeira impressão do perfume, o que sentimos ao abrir o frasco. Como são voláteis, evaporam nos primeiros cinco ou dez minutos. 2. Notas de corpo ou coração: surgem alguns minutos após a aplicação. É a identidade dos perfumes. Duram duas horas em média. 3. Notas de fundo: são as mais fortes e consistentes. Elas são as que marcam presença e que ficam até o final do tempo de fixação do perfume (o que varia de pele para pele). “O objetivo é dar frescor à fragrância através das notas de cabeça. As notas de coração representam o tema e a alma do perfume. Já as notas de fundo servem para criar a arquitetura da fragrância e sua fixação”, revela a perfumista. A experiência no ateliê custa R$ 690,00, e o cliente adquire uma versão “Eau de Parfum” em um frasco de 50 ml, além de um certificado e a receita da sua fragrância. “Mas é preciso ter paciência porque o processo de maturação do perfume leva um mês”, finaliza Fanny Moreau.

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 51


AROUND

52 路 JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


E K I B S E T S N DO MA DIA NSECA

POR LUCKY FO

IR TOGUMI

S WLADIM LTHAZAR FOTO E CAMILA BA

MAIS DE 250 KM DE BIKE E OUTROS 100 KM A BORDO DA VAN POR ESTRADAS DE TERRA, TRILHAS E POUCO – MUITO POUCO ASFALTO. ESSE FOI O SALDO DA VIAGEM PARA PERCORRER O CAMINHO DOS DIAMANTES, TRECHO DA ESTRADA REAL QUE LIGA DIAMANTINA A OURO PRETO, EM MINAS GERAIS. HISTÓRIA E MEMÓRIAS DO BRASIL COLONIAL PREENCHEM A PAISAGEM E A ARQUITETURA DA REGIÃO QUE ACOMPANHA O SOBE E DESCE DA SERRA DO ESPINHAÇO.

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 53


AROUND

D

epois de um café da manhã reforçado em Diamantina, a 300 km da capital mineira, chega a hora de preparar o equipamento para pedalar durante cinco dias pelo Caminho dos Diamantes – um dos quatro circuitos da Estrada Real. Sapatilhas calçadas, garrafinhas abastecidas com água, bikes reguladas e revisadas. Tudo pronto para iniciar uma viagem no tempo, visitando o passado colonial brasileiro. Há mais de 300 anos, era a Coroa Portuguesa quem percorria essas estradas para transportar os tesouros mineiros. De toda a extensão, a maior parte concentra-se em Minas Gerais, mas 22 cidades do Rio de Janeiro e oito de São Paulo também são cortadas pela rota por onde um dia cruzou a realeza, escravos, bandeirantes e tropeiros. O Caminho dos Diamantes liga Diamantina a Ouro Preto via planícies e montanhas que atingem mais de 2000 metros de altitude ao longo da Serra do Espinhaço. Durante o sobe e desce, a paisagem se alterna entre rios, cachoeiras, igrejas barrocas, casarios

54 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

Morro da Água Quente, em Catas Altas

coloniais e uma simplicidade autêntica de tradições quase intocadas. O grupo foi acompanhado de perto por um veículo de apoio. Esse serviço é importante, pois há pouca infraestrutura para fornecer ajuda durante o caminho. Para aqueles que não têm preparo físico para encarar a bicicleta, a viagem pode ser feita a cavalo, a pé ou em um carro 4x4. São diferentes ângulos e formas de vivência para contemplar a mesma beleza. O primeiro dia dá o tom de como seria o roteiro de mais de 350 km – divididos entre 75% de estrada de terra e o restante de asfalto. A geografia de subidas e descidas exige doses extras de energia – motivação que vem dos encontros com transeuntes pelo percurso e da beleza da paisagem. A primeira parada é em São Gonçalo das Pedras, povoado simples de muito verde e cachoeiras. Os registros de um passado não tão distante estão gravados na arquitetura. O muro de pedras construído por escravos no século XVIII e a ponte sobre o cânion cortado pelo rio Jequitinhonha são de tirar o fôlego. E o anoitecer chega com atenção redobrada no pedal por conta da rodovia asfaltada que traz o fluxo de carros e caminhões. A adrenalina acelera o ritmo da bike no segundo dia. Os primeiros 31 km são de muita subida, mas com um motivo que faz valer a pena cada

AVIANCA.COM.BR


pedalada. O destino é o topo da serra de Itapanhoacanga, local que oferece uma visão 360o de toda a região. Um dos pontos mais altos e bonitos da Estrada Real. Depois de chegar no cume, é soltar o freio e descer. Os apaixonados por downhill chegam a quase 80 km/h pelas curvas e descidas da estrada de terra. A última parada é Itambé do Mato Dentro – vila de pouco mais de dois mil habitantes que atrai pelas cachoeiras e rios de corredeiras entre pedras, montanhas e florestas, compondo o cenário perfeito para o turismo de aventura. Mas o pedal também gera momentos de levar o coração na boca. No dia seguinte, uma trilha estreita surpreende com a geografia perfeita para dar saltos e manobras e, claro, vira o parque de diversões da galera. A pedalada mantém um ritmo constante até chegar ao Distrito de Cocais, famoso pelo Sítio Arqueológico da Pedra Pintada. A arte rupestre de

Em sentido horário, um integrante do grupo fotografa uma represa em Catas Altas; Igreja Matriz de Diamantina; Visita noturna do lobo-guará ao Santuário do Caraça; e ponte sobre o rio Jequitinhonha


Santuário do Caraça

56 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


mais de seis mil anos retrata elementos ritualísticos e caçadores perseguindo suas presas. O vilarejo conserva traços da época do esplendor do ouro. Os últimos quilômetros do dia foram percorridos com a van, alternativa utilizada principalmente nos trechos mais extensos de asfalto devido ao tráfego e à falta de acostamento. À noite, mais uma surpresa: a hospedagem no Santuário do Caraça, edifício localizado dentro de um parque natural e tombado pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Na década de 1980, os padres do Caraça perceberam a presença de lobos-guará na região. Desde então, deixam uma bandeja de carne nos portões, que timidamente é abocanhada pelo animal durante sua visita noturna. Outros hábitos fazem parte do Santuário – o jantar é servido pontualmente entre 18h e 19h30, e ninguém deve ficar fora dos quartos após as 23h.

Os últimos dois dias antes de chegar a Ouro Preto ainda reservam 109 km de pedalada e uma parada em Mariana, primeira vila de Minas Gerais. Por um período de 11 anos, foi capital do Estado, após ser considerada a cidade que mais arrecadara ouro. Mariana perdeu o título para sua vizinha Ouro Preto, em 1720. A cidade tão famosa pelas ladeiras que beiram as construções de ares coloniais é o ponto de despedida da viagem. Depois de cinco dias pedalando, a sensação é de missão cumprida. Agradecimentos: Instituto Estrada Real (IER), Vivendo a Estrada Real (VER) – parceria do Sesi-MG com o IER, e Tripp Aventura.

Sítio Arqueológico da Pedra Pintada

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 57


AROUND

QUEM LEVA Trilhas de Minas – Belo Horizonte trilhasdeminas.com.br (31) 3221-7922

Receptivo Quintal Radical – Diamantina marconi.leao@yahoo.com.br (38) 8806-0650

Master Receptivo – Belo Horizonte masterreceptivo.com.br (31) 3505-3670

Primotur Receptivo – Belo Horizonte primotur.com.br (31) 3213-9839

ONDE FICAR Pousada Pouso da Chica O fotógrafo Bernardo Magalhães e a paisagista Fabiana Moraes são os anfitriões desta pousada localizada no centro histórico. A fachada branca de janelas azuis e o interior da construção foram preservados e mantém as características arquitetônicas coloniais. Os quartos são amplos e aconchegantes. Rua Macau de Cima, 115 – Diamantina pousodachica.com.br Pousada serrana No centro histórico de Serro, pequena cidade cuja economia está focada principalmente na mineração, a pousada em estilo colonial é simples e confortável. Travessa Magalhães, 55 – Serro Lava Pés Quartos bem equipados, com decoração clean, que mistura toques rústicos e modernos. Cercada por áreas verdes, a pousada possui piscina com bar, churrasqueira e escalda-pés – um verdadeiro luxo depois de pedalar durante todo o dia. Rua Lava-pés, 209 – Itambé do Mato Dentro pousadalavapes.com.br

58 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

Santuário do Caraça Fundado em 1774 como casa de hospedagem para peregrinos e visitantes, o Santuário do Caraça foi reativado nos anos de 1970. Um dos principais atrativos dos hóspedes é a vinda do lobo guará, que aparece todas as noites. Desde 1982, após perceber que algum animal estava revirando as lixeiras, os padres começaram a deixar uma bandeja com comida – rotina que se mantém até os dias de hoje. santuariodocaraca.com.br Hotel Florenza Um dos bons hotéis situados no Caminho dos Diamantes. Instalações novas, quartos confortáveis e um café da manhã bem servido, com bastante variedade. O empreendimento possui piscina, quadra de squash e academia. Rua Antonio Pereira Rocha, 256 – Santa Bárbara hotelflorenza.com

AVIANCA.COM.BR


ONDE COMER Livraria Café Espaço B Espaço charmoso e aconchegante que reúne livros, boa música e um pequeno bistrô. Instalado em um antigo casarão do século XIX, a arquitetura do teto, mesas e cadeiras compõem a atmosfera relax para descansar entre cafés e uma boa leitura. Beco da Tecla, 31 – Diamantina

Espaço Dom João Resende Costa Com uma maravilhosa vista para a serra da Piedade, o restaurante ocupa uma construção tombada e impressiona tanto de dia quanto no entardecer. Comidas típicas mineiras e pratos servidos na época do Brasil colonial garantem o posto de uma das melhores paradas gastronômicas em Minas. Alto da Serra da Piedade, s/nº – Caeté

Bar do Ademil Referência na região, o Bar do Ademil faz parte da paisagem da praça do pequeno povoado de São Gonçalo do Rio das Pedras. Situado ao lado da igreja matriz, a casa serve comida típica mineira no fogão a lenha e vende doces, geleias, vinhos e licores caseiros para os visitantes levarem como lembrança. Largo Félix – São Gonçalo do Rio das Pedras

La Violla Brasserie A decoração rústica e elegante harmoniza com a simplicidade de Catas Altas. O ambiente oferece um novo conceito de cervejaria para a região, com uma carta com mais de 100 rótulos de cerveja de diversas partes do mundo. O cardápio de petiscos utiliza ingredientes típicos da cidade, como mel e vinho, e surpreende o turista que passa por lá. Praça Monsenhor Mendes, Centro – Catas Altas

Passageiro da Avianca aluga carro na Hertz por R$ 78,00*. E tem direito a um condutor adicional grátis!

Hertz. Acelerando com o Brasil.

Reserve já: hertz.com.br ou avianca.com.br 2246-4300 (Grande São Paulo) 0800 701 7300 (demais localidades)

Oferta válida para o grupo A. Tarifa inclui proteção ao veículo e a terceiros. Será cobrada taxa de serviço de 10,9% sobre o valor total da locação. Consulte-nos sobre tarifas para outras categorias. A Hertz não garante a escolha de modelo, cor, placa e disponibilidade de acessórios para locações eventuais. As tarifas são válidas para reservas diárias e semanais em todo o Brasil. Promoção não cumulativa com outras ofertas. Sujeito a disponibilidade. Cartão de embarque da Avianca utilizado nos últimos 30 dias deve ser apresentado na retirada do veículo. Imagem de veículo meramente ilustrativa. Respeite a sinalização de trânsito.

*


avianca.com.br SAC: 0800 286 6543

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas:

Siga a Avianca Brasil

4004 4040 (capitais)

0300 789 8160

(demais localidades) Mais diversĂŁo*

Mais vantagens Maior espaço

Mais conforto


Avianca tem tudo para quem quer voar bem. Mais conforto Mais vantagens Refeições saborosas Entretenimento*

*Equipamento disponível nas aeronaves A319 e A320.

Avianca. Aqui todo mundo voa bem.


FRONT

A GRAÇA DE

TATÁ WERNECK POR CAMILA CIBERI FOTOS RODRIGO PICORELLI

A PEQUENA ESTATURA, O JEITO DE MENINA E A BONDADE NO CORAÇÃO FAZEM TATÁ PASSAR QUASE DESPERCEBIDA PELOS SEUS POUCO MENOS DE 30 ANOS. NO MOMENTO EM QUE A CONHECEMOS, A ATRIZ PARECIA UM TANTO FRÁGIL DIANTE DA IMPONENTE ARQUITETURA DO COPACABANA PALACE, PORÉM SUA HISTÓRIA E SUA PERSONALIDADE ACABARAM SE REVELANDO TÃO FORTES QUANTO QUALQUER PAREDE ERGUIDA ALI.

62 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


Tat谩 veste: Vestido Bo.B么. Sand谩lia: Mixed. AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

路 63


FRONT

O riso é minha maior conexão com o divino, com a minha essência. Nada me faz mais feliz do que fazer uma pessoa rir.

T

atá Werneck é muito mais do que uma humorista. Seu extenso currículo com 17 peças de teatro, três filmes, mais de seis programas na TV e, recentemente, uma novela, denunciam a vasta experiência na carreira artística, que já tinha sido definida por ela mesma aos três anos de idade. “Eu não me lembro de nenhuma fase da minha vida que eu não quisesse ser atriz”, recorda. Desinibida, ela faz peças de teatro desde os nove anos e enquanto as demais crianças iam às festinhas da classe nos finais de semana, ela passava lápis nos olhos para encenar seus personagens.

64 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

Fazer os outros rirem representa em sua vida uma realização interior. “O riso é minha maior conexão com o divino, com a minha essência. Nada me faz mais feliz do que fazer uma pessoa rir. É algo espiritual, energético”, afirma a atriz. Tatá lembra-se do depoimento de uma fã que lhe contou de uma depressão pela qual estava passando e, ao assistir aos personagens de Tatá, conseguiu rir novamente e sentir-se feliz. “Foi gratificante”. Ela também acredita que o improviso é uma característica que pode ser desenvolvida por qualquer pessoa criativa o suficiente para colocar certos trejeitos em prática, mas Tatá tem um talento nato e que não perde uma oportunidade sequer para uma brincadeira. “Eu amo o improviso porque não existe o ‘dar errado’. O errado, também dá certo”. Segundo ela, o improviso é o que há de mais honesto no humor, pois o artista tem que entrar em cena livre de artifícios e estar disponível para o que der e vier. “É impossível trabalhar com o humor sem colocar você mesmo como objeto do ridículo em primeiro lugar”, explica Tatá, quando questionada sobre a audácia necessária para fazer humor. “As pessoas se levam muito a sério e, por isso, podem não entender a brincadeira, eu não me levo a sério”. A atriz não é isenta de vaidade, como muitos

podem pensar. Ela é vaidosa, mas à sua maneira. Gosta de se vestir bem, de estar maquiada, mas principalmente, faz questão de manter sua essência. “A minha vaidade é não perder a minha dignidade, é não me passar por uma pessoa que eu não sou”. Sua formação em publicidade foi um subterfúgio para ter um diploma e exercer outra profissão – caso nada desse certo com o meio artístico, mas sua família a incentivou a perseguir o sonho. “Tive crises como em qualquer outra profissão, porém sempre persisti porque sabia que não seria feliz fazendo outra coisa”. Já na faculdade de teatro, surgiu a ideia de fazer um grupo chamado “Os Inclusos e os Sisos”, denominado como teatro de mobilização pela diversidade, que hoje faz parte da ONG Escola de Gente, em que todos os elementos da peça deveriam ser voltados para que pessoas com deficiência pudessem compartilhar o mesmo momento de qualquer um. Intérpretes de libras, materiais em braile e audiovisuais, legendas, acesso de locomoção e espaço adequado a deficientes físicos eram imprescindíveis para alavancar o projeto. “Teatros que não possuíam essa estrutura acabaram se adequando depois que receberam a peça”, conta a atriz orgulhosa. Hoje, o projeto já está na sétima formação, com atores com e sem deficiência, e já foi

AVIANCA.COM.BR


Tatá veste: Vestido: Lolitta. Colar: Virzi + De Luca. Sandália: A.Brand AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 65


FRONT

Tatá veste: Vestido: Oh boy! Sandália: A.Brand.

66 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


prestigiado por mais de 60 mil pessoas em todo o Brasil. Tatá não tem mais tempo de interpretar ao lado deles, mas participa ativamente dos processos e crescimento do grupo. “Como minha mãe disse na época em que não pude mais atuar: eu deveria ficar feliz, pois foi o momento em que a criação ficou maior do que todos os criadores reunidos, dando sentido de existir”, lembra com um brilho intenso no olhar. Sua preocupação com o próximo não para por aí. Tatá é também apaixonada por animais, especialmente gatos, e tem planos para abrir um centro de acolhimento aos abandonados. Já teve 22 gatos em sua casa, todos recolhidos da rua, tratados e recebidos com o máximo de amor e carinho. “Minha casa era assim: eu abria a gaveta, pulava um gato”, brinca. Hoje, são apenas dois. Em 2010, Tatá Werneck foi eleita a melhor humorista pelos internautas do site UOL. Ela recebeu a notícia durante um retiro espiritual com os pais. “Vi como um sinal de que estava no caminho certo, de que deveria continuar”. Segundo ela, os prêmios são perigosos e você não pode se acomodar. “Na TV é um dia após o outro, uma cena após a outra. Tem que se superar a cada instante”, declara. O tempo em que esteve na MTV funcionou como uma escola para a humorista, que era desafiada o tempo inteiro a sair de sua zona de conforto e criar um personagem inusitado. Ela foi chamada pelo amigo Paulinho Serra para um teste e acabou conseguindo o papel ao seu lado no programa Quinta Categoria. “Fui muito bem recebida, pois a emissora tem a capacidade de trabalhar o que cada um tem de melhor”, relembra. Depois de três anos e diversos personagens marcantes, Tatá sentiu que era hora de encarar novos desafios. “Todas as atrizes têm o sonho de fazer uma novela um dia, mas nunca achei que eu fosse começar essa nova fase com um salto tão grande na minha carreira”, revela a atriz, que desde 20 de maio vive Valdirene, uma periguete à procura de um marido rico em Amor à Vida, novela das 9 da TV Globo, de Walcyr Carrasco. Sua personagem é filha de Márcia, uma ex-chacrete, interpretada por Elizabeth Savalla, e crê nos ensinamentos da mãe que a melhor forma de se dar bem na vida é engravidar

de um homem rico. Em busca desse objetivo, Valdirene faz o que pode para armar encontros com famosos, como Neymar e Gusttavo Lima. “Estar na novela das 9 da Globo tem todo um encantamento e posso dizer que não foi fácil para me acostumar com ídolos passando por mim no corredor e me cumprimentando como uma colega de elenco”, desabafa Tatá. Hoje, ela só pensa em contribuir com seu melhor para que a história seja contada da maneira mais interessante possível. Além disso, a atriz está gravando um novo programa no Multishow sobre todos os tipos de loucura, que irá ao ar em outubro desse ano, e também será a repórter especial do Caldeirão do Huck, na Copa das Confederações. Entre as gravações no Projac, no Multishow, os trabalhos publicitários, eventos e o namorado, Tatá se desdobra para arrumar um tempinho livre para sua banda. Ela é vocal da banda Renatinho, juntamente com outros comediantes e tenta conciliar sua agenda atribulada com as dos demais integrantes para terminarem o primeiro CD. “Se eu tenho meia hora livre, eu quero fazer aula de violão, aula de sapateado, aula de alguma coisa. Quero estar produzindo porque ainda quero crescer muito como atriz”. Apesar de ser novata no mundo global, Tatá finca seus pés no chão e é determinada sobre o futuro: “Meu desafio é conciliar a vida glamurosa da TV, que curto também, com a minha essência, minha intuição, pois é essa conexão que me sustenta e me trouxe até aqui”.

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS RENATA E. BATTAGLIA GABRIELA GURGEL BRUNA MARIATH HOTEL COPACABANA PALACE BY ORIENT EXPRESS REALIZAÇÃO TATIANE GRECO STYLIST RAFAELLA CARDOSO MAKE & HAIR CAROLINA BICUDO (BLISS ME) ASSISTENTE MAKE BARBARA BOSQUE ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA RODRIGO SIMÕES AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 67


SABORES

CONHEÇA O CHEF MULTICULTURAL

XAVIER TORRENTS POR CARLA PALMIERI

X

avier Torrents é um paulistano apaixonado por sua profissão. A decisão de se tornar cozinheiro surgiu logo cedo. “Comecei na gastronomia por causa dos meus pais. Minha mãe é nutricionista e meu pai sempre trabalhou em empresas com este foco. Por isso, ao longo dos anos, visitei inúmeras cozinhas e fui gostando daquela atmosfera colorida e cheia de sabores”, conta. Após anos chefiando cozinhas no exterior (Favela Chic em Paris, entre 2000 e 2002, e na filial em Londres, entre 2008 e 2010), e dois anos trabalhando ao lado de um dos melhores chefs do mundo Alex Atala, no D.O.M, Xavier está, desde setembro de 2012, comandando as panelas da filial de uma casa de Saint-Tropez, na Riviera Francesa, o Brasserie des Arts. Com um menu focado na gastronomia mediterrânea, são oferecidas boas opções com propostas simples, e que apostam mais na qualidade dos ingredientes do que na complexidade da preparação. “Sou um entusiasmado pela comida mediterrânea, com ingredientes bem frescos e sem inventar muita moda, para valorizar bem o frescor do alimento. Na maioria das vezes, na cozinha menos é mais”, revela o chef. Suas receitas são criadas com base em três pilares essenciais: técnica de cozimento, qualidade de ingredientes e o seu toque pessoal. “Meu método criativo é

68 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

simples. Combino técnicas que adquiri pelos restaurantes que passei e misturo com ingredientes e sabores que conheci pelos países que visitei. A criação anda de mãos dadas com a execução. É no exercício da minha cozinha que sou mais criativo”. Xavier acredita que a gastronomia brasileira está em total ascensão, mas que ainda levará um tempo para o país entrar na rota dos gourmets internacionais. “Já temos ótimos representantes no Brasil, como o chef Alex Atala. Vivemos um período de efervescência gastronômica, mas ainda precisamos de um bom time de chefs”, afirma, complementando que é necessário semear nossos campos e incentivar nossos produtores. Como um bom paulistano, Xavier não dispensa um pastel de feira com caldo de cana e, nas horas livres, gosta de viajar e andar de moto com os amigos. Essas são atividades essenciais para seu equilíbrio. Atualmente se prepara para assumir outro grande papel: ser pai. “Para qualquer homem, tornar-se pai é um grande desafio. Meu plano para 2013 é ser um ótimo pai para minha filha Yasmin que chegou agora em maio”, finaliza com um sorriso ansioso!

AVIANCA.COM.BR


TARTAR DE ATUM Ingredientes

Modo de preparo

200 g de atum 100 g de palmito pupunha 5 folhas de manjericão thai Azeite de oliva Limão siciliano Sal e pimenta do reino a gosto Molho tare (decoração) Ciboullet ou cebolinha francesa Cogumelo shitake Cogumelo shimeji Essência de baunilha

Cortar o atum em cubos de três centímetros e reservar na geladeira. Branquear o palmito, dar choque térmico e depois corta-lo em cubos de três centímetros e tempera-lo com o limão, sal, pimenta-do-reino e ciboullete e reservar. Cortar o subitamente em pequenos cubos e regar com gotas de essência de baunilha, levar ao forno preaquecido a 160 graus por 20 minutos. Temperar o atum com Juliana de manjericão thai, sal, pimenta-do-reino e azeite de oliva. Desidratar o shimeji descabelado no forno preaquecido por 15 minutos a 160 graus. Montagem: no fundo do prato colocar um pouco dos cogumelos por baixo no prato; dentro do aro colocar o palmito pupunha e por cima o atum. Para decorar, mais alguns pedaços de cogumelos. Finalizar com o molho tare por cima de tudo bem delicadamente girando sobre a comida e envolta do prato. AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 69


MAPA GASTRONOMICO

TÚNEL DO TEMPO POR PAULO GRECA

APROVEITE AS DICAS DESTA EDIÇÃO E CONHEÇA ALGUNS RESTAURANTES FOCADOS EM TRADIÇÕES SECULARES, QUE MANTÉM VIVA A HISTÓRIA LOCAL POR INTERMÉDIO DE SUA FILOSOFIA, GASTRONOMIA E DECORAÇÃO

RITZ MADRID HOTEL Localizado em um dos pontos mais nobres de Madrid, num palácio barroco conhecido como “Triângulo Dourado”, o Ritz Hotel foi construído em 1910 de acordo com os mandos do Rei Alfonso XIII. A sofisticada gastronomia de seu restaurante reflete a evolução dos estilos culinários ao longo do século, demonstrada em alguns de seus pratos, como o Consommé Sévigné, datado de 1912, e o Lombo de Pescada em Crosta Crocante de Pão – servido ao então presidente francês François Mitterrand, em 1982 – e Crepes Suzette, disponíveis no cardápio do hotel desde 1944. ritzmadrid.com

70 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


PORTO DO CONTRATO Com decoração voltada para a história da ilha de Santa Catarina, o restaurante resgata a memória do Porto do Contrato e valoriza os vestígios deixados pelos imigrantes açorianos e africanos nos idos de 1760. A casa oferece deliciosos pratos com base em frutos do mar regados por uma enxuta carta de vinhos e uma exuberante vista para o Ribeirão da Ilha em Florianópolis. Experimente a Ostra ao Molho de Coco com Legumes ao Vapor e Batatas Gratinadas. Uma delícia! portodocontrato.com.br

TASCA DA ESQUINA Com espaços descontraídos e gastronomia descomplicada, as tascas são tradicionais instituições seculares em Portugal. Em São Paulo, esse conceito é reforçado pelo restaurante Tasca da Esquina, idealizado pelo chef português Vitor Sobral em parceria com Edrey Momo. O cardápio é enxuto, na medida certa para ser degustado entre amigos ou reuniões de família. O destaque fica por conta do menu degustação chamado de “Fique nas Mãos do Chef”, em opções servidas de quatro a sete tempos com diversas surpresas. tascadaesquina.com

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 71


DRINKS

DELICIOSOS & AROMÁTICOS

VERDES, ROSÉS E BRANCOS POR PAULO GRECA

SE VOCÊ É DO TIPO QUE ACHA QUE VINHO DE VERDADE PRECISA SER TINTO, VAI SE SURPREENDER COM A SELEÇÃO DE ROSÉS, BRANCOS E VERDES QUE FIZEMOS PARA ESTA EDIÇÃO. APROVEITE PARA SABOREAR CINCO AMOSTRAS SIMPLESMENTE DELICIOSAS, DE PRODUÇÃO LIMITADA, CAPAZES DE AGRADAR AOS PALADARES MAIS EXIGENTES.

QUINTA DA HERDADE 2011

Produzido pela vinícola de mesmo nome, situada na região de Amarante, em Portugal, este vinho verde é um mix das castas Avesso, Trajadura, Loureiro e Alvarinho. Leve, fresco, de baixo teor alcoólico, perfeito para dias quentes ou como acompanhamento de comidas leves. Apresenta aromas de frutas maduras, tem boa persistência e paladar marcante. portuscale.com.br

KRANZ VIOGNIER 2011

Mais um vinho brasileiro de produção limitada e artesanal a arrancar suspiros e promover agradáveis surpresas em degustações às cegas. Esse varietal de Viognier, de leve coloração amarelo esverdeada, tem nariz expressivo com aromas de nêspera e ameixa, sutis toques florais e final longo. mondovinoweb.com.br

RIZZI LANGHE CHARDONNAY DOCG 2011

1

Cultivado em vinhedos Grand Cru Rizzi, direto do Piemonte, Itália, para o Brasil, esse aromático varietal de Chardonnay agrada no primeiro gole. Coloração amarelo palha com reflexos dourados e esverdeados, expressa harmonia, potência e mineralidade. Bom equilíbrio entre acidez e açúcar. puntovino.com.br

2

DON ARTURO ROSÉ ESPUMANTE 2011

Delicioso espumante brasileiro produzido na Serra Gaúcha e elaborado a partir de um corte de uvas Chardonnay, Riesling e Pinot Noir. De coloração salmão, revela aromas de pêssego, goiaba e lichia, com leve toque floral. Perlage elegante com bolhas finas, acidez equilibrada e final longo. expand.com.br

TERRAS DE MONFORTE ROSÉ 2007

3

72 · JUN.13

4

AVIANCA EM REVISTA

5

Rosé arrojado resultante do blend de uvas Aragonez e Alfrocheiro, produzido pela Herdade do Perdigão na região do Alentejo, Portugal. Coloração rosa forte, bastante frutado, muito refrescante, com boca macia, acidez equilibrada e final persistente. anaimport.com.br

AVIANCA.COM.BR


AROUND

A ILHA DAS MULHERES POR RENATA MARANHÃO

FOTO DANIEL BOTELHO

DE JULHO A SETEMBRO, A DESOVA DOS PEIXES CIOBA E BONITO ATRAI TODOS OS TUBARÕES-BALEIA PARA ISLA MUJERES, NO CARIBE MEXICANO. A ILHA É DEDICADA AO TURISMO E OS PESCADORES ALUGAM SEUS BARCOS PARA LEVAR OS TURISTAS PARA NADAR PERTO DOS TÃO TEMIDOS TUBARÕES – MAS NINGUÉM CORRE PERIGO PORQUE ELES SE ALIMENTAM APENAS DE PLÂNCTONS, CAMARÕES E PEQUENOS PEIXES.


AROUND

P

assei quase 15 dias no Caribe mexicano – entre Cozumel e Isla Mujeres. O mergulho em águas tão quentes (média de 26 graus) foi inédito e me senti mais livre ainda sem ter que usar aquela grossa roupa de neoprene de mergulho. A visibilidade da água beirava os 50 metros e a floresta de corais impressionava até o mergulhador mais experiente. Afinal, Cozumel tem a segunda maior barreira de corais do mundo, perdendo apenas para a Austrália. Para desbravar a maior ilha do México, uma lambreta ou um fusca conversível são suficientes até para conhecer o lado mais deserto e exótico dela. A cereja do bolo foi Isla Mujeres, uma das quatro ilhas de território Maia que pertence ao estado de Quintana Roo. Pegando um ferry boat em Cancun, em menos de meia hora você já chega onde o tempo passa devagar e as férias dos sonhos se tornam realidade. A ilha mantém o charme rústico de uma cidade que ainda não foi invadida pelo grande comércio. Com apenas 7 km de comprimento, é possível alugar bicicletas ou carro de golfe

por algumas horas – tempo suficiente para desbravar a área repetidas vezes. O lugar é perfeito para passar o dia, mas se estiver em boa companhia, delicie-se com o mais encantador pôr-do-sol do México, com as lojas de artesanato ou os bares e restaurantes a perder de vista. Em um deles, uma placa dizia estarmos a 89 milhas de Cuba. Está aí outra curiosidade de Isla Mujeres: é o ponto do México mais próximo da ilha socialista. Historicamente, Isla Mujeres é um local de pescadores, que mantém seu charme e atmosfera tranquila. A origem do nome é uma longa história que vou tentar resumir. A ilha serviu como santuário para uma deusa. Quando foi descoberta por uma expedição espanhola em 1517, foram encontradas várias estátuas femininas pela local, que representavam a deusa maia Ixchel, símbolo de fertilidade, razão, medicina, felicidade e da lua, e de suas filhas e enteadas. Eram tantas mulheres representadas em rochas, mármores e ouro, que nominar aquele pedaço de terra de Isla Mujeres pareceu até natural.

Em 1517 foram encontradas várias estátuas femininas representadas em rochas, mármores e ouro. O nome Isla Mujeres pareceu até natural.


A ilha permaneceu deserta por 300 anos, sendo visitada apenas por pescadores e piratas. Eles usavam a região para deixar suas mulheres “em segurança”, enquanto passavam meses em alto mar. Hoje, a ilha é dedicada ao turismo e os pescadores alugam seus barcos para os turistas nadarem com os tubarõesbaleia. Essa experiência acontece de julho a setembro, quando a desova dos peixes Cioba e Bonito atrai todos os tubarões-baleia da região, possibilitando a interação com esses animais, nadando ao lado deles. É emocionante. Crianças, jovens e até idosos podem interagir sem o menor perigo. O período é conhecido como Festival do Tubarãobaleia e tem como objetivo promover a proteção e a preservação do frágil ecossistema marinho da região. Os visitantes podem participar no esforço de proteger e estudar as espécies enviando as fotos tiradas durante a sua visita para o projeto internacional que a organização ECOCEAN estuda. Nadando com os tubarões-baleia Estávamos no primeiro barco todos os dias. Acordávamos às 5h30 da manhã, navegávamos cerca de uma hora para encontrá-los (afinal, eles estão soltos na natureza) e éramos os primeiros a cair na água para nadar com eles. Eu estava passando férias, simples assim, mas minha paixão pelos tubarões, o engajamento na causa de defesa da espécie e uma câmera HD na mão me levaram a querer mostrar para outras pessoas o quanto a espécie está fragilizada e correndo o risco de extinção e, quem sabe, sensibilizar algumas pessoas. Várias histórias também rodeiam os tubarões-baleia de lá. Durante conversas com nativos e entendidos, fiquei sabendo que com a diminuição da população do tubarão-tigre na região (que comeria os filhotes dos tubarões-baleia), os grandalhões puderam se reproduzir à vontade, daí a grande concentração em Isla Mujeres. Um desequilíbrio ecológico “do bem”. Por outro lado, conversei com o capitão do barco, ex-pescador e nativo

da ilha. Ele contou que os tubarões-baleia sempre estiveram ali. Quando era pequeno, o pai já o levava para nadar com eles e, hoje, aos 45 anos de idade, ele leva os filhos. A atividade se transformou em negócio há oito anos. Foi quando ele deixou de ser o pescador Ruben e se transformou em capitão Ruben. Um dia fui a Cancun, a 20 minutos de Isla Mujeres, alugar um helicóptero para fazer imagens aéreas. Com as coordenadas, localizamos centenas de tubarões-baleia de cima e cheguei a me emocionar de ver tantos reunidos. Eles são animais solitários, você vê no máximo dois ou três nadando juntos. Saber que eu estava presenciando um fenômeno raro me fez sentir especial e agradeci a Deus por isso. Estava em contagem regressiva, as férias estavam acabando. Me acabei de nadar com os tubarões-baleia. Quando tentava seguir um, outro atravessava na minha frente e eu tinha que escolher com qual eu queria nadar. Na saideira, fiquei sozinha na água um tempão. Um tubarão-baleia me fez companhia e até desacelerou seu nado (que já é lento) para que eu pudesse acompanhá-lo. Nadei o quanto pude ao lado dele, em clima de despedida. Era o último desta minha temporada. Um rendez-vous perfeito entre a as areias brancas do Caribe e a água de azul sem igual. AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 77


ARTIGO

COOPERAÇÃO VS. COMPETIÇÃO POR COSTANTINO SAVATORE MORELLO JUNIOR

COOPERAÇÃO OU COMPETIÇÃO? EIS A QUESTÃO!

A

s expressões cooperação e competição parecem antagônicas, mas podem não ser, pois há espaço para que sejamos competitivos e ao mesmo tempo cooperativos. Esse seria o ambiente ideal para o desenvolvimento saudável da sociedade. Desde os tempos antigos, cooperação e competição dividem espaço nas relações entre os seres humanos, pois somos levados a ser competitivos (egoístas) e igualmente cooperativos (altruístas). A cooperação deveria prevalecer sobre a competição, principalmente porque cooperar tem um legado muito mais benéfico do que competir – quando não usamos a competição como algo saudável, com limites, sem a obsessão de vencer a qualquer custo, a qualquer preço. Essa competição sem limites contribui para as mazelas da sociedade moderna, para o aumento da violência e do desrespeito à vida, à honra, à dignidade, e, obviamente para o crescimento desenfreado da corrupção. Como temos que vencer, sermos os melhores, os primeiros, essa competição já nos é imposta desde a infância, por quem mais nos ama, nossos pais. Em contrapartida, a cooperação, o cooperativismo, a união para o bem comum, se efetivamente aplicados, podem levar à maior facilidade de obtenção da chamada “paz social”, da harmonização das relações humanas, pois, aquilo que se faz em conjunto, se faz melhor e se preserva mais. Segundo Schut (1989), a competição é prejudicial quando há a tentativa de trapacear, quando há um gasto excessivo de energia para ganhar ou, ainda, quando representa diminuição do adversário. É possível o convívio conjunto de competição e cooperação, como por exemplo, numa equipe de vôlei, onde ocorre a competição para ser um dos titulares, para ser o melhor levantador, mas no momento do jogo, prevalece a cooperação, o senso de ajuda, pois

78 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

somente haverá ataque se houver uma boa defesa. A equipe ganha e não apenas um dos jogadores. O cooperativismo é um dos modelos de cooperação mais bem sucedido e essencial para o amplo desenvolvimento econômico social, tanto que a ONU (Organização das Nações Unidas) denominou 2012 como o Ano Internacional do Cooperativismo. O sistema cooperativista (cooperação) é um elemento realizador de justiça social, de respeito ao princípio da dignidade da pessoa humana. Se bem incentivado, pode promover melhorias em comunidades carentes, pois é um gerador de renda, que se aplicado em proveito de cooperados de determinadas regiões, pode desonerar o Estado e melhorar a condição de vida local. A cooperação através do cooperativismo no Brasil atinge números significantes. Existem cerca de 6.587 cooperativas, mais de 10 milhões de associados e 304 mil empregados. Em 2012, de acordo com o Banco Central, as cooperativas de crédito movimentaram mais de R$ 103,15 bilhões. Essas cooperativas possuem mais de cinco mil pontos de atendimento, o que representa a terceira maior rede de atendimento do país. O agronegócio representa 18% do PIB brasileiro, e segundo o IBGE, 48% de tudo o que é produzido no país passa direta ou indiretamente por uma sociedade cooperativa. Os dados impressionam, mas os benefícios vão além deles, pois a cooperação, seja no ambiente doméstico, no esporte, nas corporações e até mesmo no modelo de cooperativas é um caminho de sucesso que merece ser incentivado. Sozinho pode se chegar mais rápido, mas juntos com certeza chegamos mais longe. Costantino Savatore Morello Junior, advogado titular da Savatore Morello Advogados, presidente da Comissão de Cooperativismo da OAB/SP

AVIANCA.COM.BR


Farol de Itapu達

www.turismo.gov.br

E t N e G A E t a V a EsT . o d N a EsPeR

Viaje pelo Brasil e divirta-se cada vez mais.


AROUND CARRO

NEGÓCIO DE FAMÍLIA POR CASSIO MATTOS

CONTATO@CARRODECENA.COM.BR

“A

história não começou comigo, mas sim com meu pai. Quando ele casou com a minha mãe, já sonhava em comprar um carro antigo. Meu avô nunca teve carro e nem mesmo sabia dirigir”, conta Mario Medice. Quando seus pais se casaram, o pai José Roberto era responsável pela manutenção predial das instalações da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo, local onde trabalhou por 30 anos. Apesar de não trabalhar na linha de montagem, sempre acompanhou de perto a produção e o lançamento de vários modelos nacionais. Em meados da década de 1970, José Roberto comprou seu primeiro carro: um Chevrolet 1947. “Meu pai escondeu esse carro na casa dos meus avós por quase um ano para que minha mãe não

80 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


clube pelo Brasil – lembrando que eram viagens longas e os carros eram obrigatoriamente os Ford modelo A, produzidos entre 1928 e 1931. José Roberto construiu muitas amizades durante a sua gestão no clube do Fordinho. ”O carro antigo é muito democrático. Nos encontros e passeios você conhece desde um cara que é cirurgião renomado até um mecânico. E todos conversam no mesmo nível. O carro antigo trás essa proximidade”.

ficasse sabendo. Eles ficaram por um bom tempo sem visitar meus avós, pois meu pai tinha medo que minha mãe descobrisse”, relata Mario. O Chevrolet 1947 foi o primeiro carro de uma grande coleção. Após alguns anos e já com alguns antigos na garagem, o pai de Mario comprou o primeiro carro para uso diário, um Corcel, que ficou guardado por um ano em casa. “Meu pai não tinha dinheiro para colocar gasolina, então o jeito era deixar guardado e passear aos finais de semana”, lembra. Quando a mãe de Mario aceitou o gosto do marido, ele começou a comprar tudo que lhe interessava. “Na época, os carros antigos eram muito baratos. Ninguém queria. Mas mesmo assim ele já sabia comprar. Não aceitava qualquer coisa que aparecia”, afirma Marcio. Desde então, José Roberto acumulou muitos veículos. Mario nasceu junto com a paixão do seu pai e acompanhou o crescimento da coleção durante toda a sua vida. “Não vou dizer que ele me manipulou, mas com 12 anos me levou para conhecer a fábrica da Ford e acabei trabalhando lá dos 13 aos 21 anos”, conta Mario, que trabalhava no prédio de montagem final e tinha uma ligação direta com o nascimento dos carros que saiam da fábrica. Aos 14 anos, seu pai comprou um Ford Business 1940 Coupe e colocou no seu nome. Era uma maneira de iniciar o filho nos carros antigos. Este foi o primeiro carro que Mario dirigiu. Com o passar dos anos, o envolvimento familiar com os automóveis antigos somente aumentou e Mario entendeu que precisaria ganhar muito dinheiro para reformar e manter os carros da família. Aos 20 anos, ele saiu da Ford para tornar-se empresário. Montou uma empresa para poder investir os lucros em sua coleção. Mario trabalhou na sua fábrica por sete anos e relata que durante este período não conseguia curtir os carros da família como queria. Na época, seu pai era presidente do clube do Fordinho e organizava viagens com os sócios do

Nos encontros e passeios você conhece desde um cara que é cirurgião renomado até um mecânico Filmagem de carros antigos Já conhecido no meio, José Roberto foi contatado por uma emissora de televisão e questionado se não poderia disponibilizar alguns veículos para a produção de um programa. A procura começou a aumentar, inclusive por outras emissoras, produtoras de comerciais e agências de publicidade. “Foi preciso uma reunião com a família para avaliarmos o quão interessante poderia ser esse novo negócio. Me afastei da fábrica, inicialmente por seis meses, e nunca mais voltei”, diz Mario. Seu dia a dia passou a ser ligar, andar e levar os carros para participar de várias filmagens. Além da coleção particular, Mario tem hoje à disposição das emissoras e do mercado publicitário um mailing de “amigos proprietários de carros antigos” que ultrapassa a marca de três mil veículos cadastrados. Depois de consolidado o negócio, Mario parte agora para a implantação de um novo projeto. Ele começou neste ano a disponibilizar seus automóveis para qualquer pessoa que tenha o interesse e desejo de compartilhar o prazer que um veículo antigo proporciona. Neste primeiro momento, os veículos seguem com motoristas treinados para atender qualquer ocasião. A etapa seguinte será a instalação de city tours por São Paulo, com direito a reservas em restaurantes, teatros ou simplesmente pontos turísticos da cidade. Em curto espaço de tempo, ele pretende começar com essas atividades em várias capitais do Brasil. O projeto não termina aí. Existem ainda planos para treinamento de motoristas na condução de antigos e posterior locação dos carros para que seus clientes possam dirigir as raridades de sua coleção. ”Quero dividir o meu sonho com o maior número possível de pessoas”, conclui Mario.

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 81


ESPECIAL

SPA’S URBANOS

POR CARLA PALMIERI FOTOS DIVULGAÇÃO

E

se em algum momento do nosso dia pudéssemos fechar a porta para o “mundo moderno” e entrar em um lugar confortável e aromático? Neste ambiente, você é recebido com massagens nos pés e chás, com música suave e deliciosos roupões felpudos. Ao longo do dia, você usufrui vivências em busca de equilíbrio, beleza e bem-estar. Selecionamos alguns espaços em São Paulo, onde é possível vivenciar estes bons momentos.

AMANARY O spa urbano do Grand Hyatt São Paulo foi criado com uma proposta de oferecer aos paulistanos e visitantes uma opção diferenciada para relaxamento e bem-estar do corpo e da mente. Instalado em uma área de 700 m2, possui entrada independente, sete salas privativas de tratamento, piscina aquecida e sauna seca. O spa é resultado do casamento entre natureza e tecnologia, e conta com a tradição da Hyatt, cadeia que administra os mais sofisticados spa’s em seus hotéis instalados nos endereços mais exclusivos do mundo. Neste refugio, é possível fazer massagens, tratamentos rejuvenescedores, rituais da medicina indiana como o Shirodhara (R$210,00), que consiste na aplicação de um fio contínuo de óleo morno, para relaxar a mente. Outra experiência revigorante é um dos novos tratamentos corporal a base de café (R$230,00/90 minutos), o “Coffee Sensation”. A experiência aproveita as ricas propriedades do grão para dar uma energizada geral; possui efeito oxidante, além do efeito redutor, estimulando a queima de gordura e redução de medidas. Av. das Nações Unidas, 13301- São Paulo (11) 2838-1234

82 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


NANDI SPA & HAIR Em clima de oásis, o Nandi Spa & Hair tem uma missão clara e genuína de cuidar melhor de cada indivíduo, para que ele possa cuidar mais de si mesmo e dos seres com os quais se relaciona. O lugar evoca relaxamento e proporciona um menu com tratamentos faciais, corporais, estéticos, drenagens, banhos especiais e serviços de beleza em ambiente sofisticado. A oferta de tratamentos inclui ainda técnicas da medicina chinesa e ayurvédica e equipamentos de ponta. Um dos destaques do espaço, a Massagem Terapêutica (R$ 167,00/60 minutos) é indicada para quem está com desconfortos gerados por contraturas musculares ou tensões. Outra boa escolha é a Reflexologia nos pés (R$146,00/45 minutos), em que a pessoa é estimulada pelos pés, melhorando o funcionamento pleno do organismo. Além disso, durante a massagem, a sensação é de relaxamento profundo. Rua Clodomiro Amazonas, 556 Itaim Bibi – São Paulo (11) 2619-3556

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 83


ESPECIAL

KENNZUR Após dois anos de intensa pesquisa de mercado e muita inspiração, foi criado o Centro de Bem-Estar Kennzur, pensado para equilibrar corpo, mente e alma. Com uma proposta que vai muito além dos tratamentos holísticos conhecidos, o espaço proporciona terapias únicas e personalizadas. Localizado junto ao Parque do Ibirapuera, o espaço oferece o conceito de transformar continuamente o estado físico, emocional e mental de cada cliente com sua tríade sensorial: aroacologia, cromoterapia e musicoterapia, alternativas ideais para quem busca cuidar dos problemas inerentes a vida cosmopolita, como estresse e ansiedade. O menu de tratamentos é extenso e cuidadosamente selecionado. Nele estão cuidados com corpo e face, hidroterápicos – como os banhos de imersão, terapias relaxantes, acupuntura, reflexologia, shiatsu, drenagem linfática, entre outros. A vivência Unção/abhyanga (R$330,00/60 minutos) merece atenção por oferecer uma das mais completas técnicas naturais indianas que restabelece o equilíbrio físico e psíquico, que, juntamente com o Banho Tranquilidade (R$123,00), torna-se uma experiência profundamente relaxante. Av. República do Líbano, 577Ibirapuera - São Paulo (11) 2348-1200

84 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


ELEMENTS O Elements Spa by Banyan Tree, localizado no hotel Tivoli São Paulo-Mofarrej, possui uma nova abordagem quando o assunto são terapias asiáticas. Sua filosofia holística é “Muito conectado, pouca tecnologia”, enfatizando o toque e o uso de ervas e especiarias. O resultado? Tratamentos únicos de saúde e beleza, num ambiente de privacidade e luxo. O lugar oferece mais de 20 tipos de tratamentos distintos, que podem ser realizados em uma das dez salas equipadas com sauna. O Rejuvenescimento Clássico (R$434,00/120 minutos) é um dos destaques do menu: conta com banho para os pés, uma esfoliação corporal que é especialmente criada com ingredientes regionais selecionados e preparada na hora e, na sequência, o cliente escolhe uma entre dezenas de massagens corporais para um rejuvenescimento completo. Alameda Santos, 1437, 4º andar- Jardins - São Paulo (11) 3146.6420

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 85


MEDICINA

DORNASCOSTAS,QUEMJÁTEVE? POR CAMILA CIBERI

SEGUNDO DADOS DA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE, 80% DA POPULAÇÃO PASSARÁ POR UM EPISÓDIO DE DORES NAS COSTAS ALGUM DIA NA VIDA

A

s dores nas costas incomodam, e muito, boa parte da população. Estima-se que agora, neste momento, aproximadamente 50% das pessoas no mundo estão com a incômoda dor. Nos Estados Unidos, este é o motivo de maior afastamento do trabalho, além de ser a doença que mais paga benefícios similares aos da Previdência Social aqui no Brasil. Isso traz um custo social muito grande, pois interfere na população economicamente ativa, impedindo os trabalhadores de serem produtivos e ajudarem a economia girar. Se o impacto já é significativo na escala macroeconômica, imagine individualmente. Os motivos que acarretam as dores nas costas são vários. “É necessário investigar de onde vem o problema para tratá-lo com precisão”, explica Dr. Daniel Camargo Pimentel, fisiatra intervencionista e diretor do Spine Center do HCor de São Paulo. O médico complementa que há muitas estruturas que compõem a coluna e cada uma delas pode desenvolver um problema. Os discos intervertebrais, por exemplo, servem como amortecedores e absorvem o impacto causado entre uma vértebra e outra. A má postura, o sedentarismo e o excesso de peso podem causar uma degeneração do disco, ocasionando dores. Aliás, esses fatores são os mais comuns causadores dos incômodos nas costas. Manter a boa postura quando estamos sentados, trabalhando ou dirigindo é fundamental. “O sedentarismo e o sobrepeso interferem diretamente na carga de peso que é absorvida pela coluna”, diz Pimentel. O ideal é se preocupar com o peso sempre e procurar fortalecer tanto os músculos dorsais, quanto os abdominais, importantes no papel de sustentação das vértebras. Com esses músculos bem trabalhados, eles poupam as articulações e nervos das costas. Outro problema muito comum é a hérnia de disco, que acontece quando há fissuras no ânulo fibroso, a capa que envolve o disco, e o material gelatinoso que se encontra dentro dele extravasa. “Muitas vezes, o disco empurra o nervo da coluna e ocorre a famosa dor ciática, aquele repuxamento na parte de trás da perna”, esclarece Pimentel. Com o passar da idade, há o desgaste comum dos ossos, músculos e articulações. Associado a uma sobrecarga, pode acontecer um aumento da pressão nas articulações das vértebras causando inflamação, que com efeito prolongado e um diagnóstico tardio pode se tornar uma artrose de coluna. “Também na terceira idade há a ocorrência de fraturas ósseas com mais frequência, principalmente nas mulheres, que depois da menopausa, passam a absorver menos cálcio, desenvolvendo a osteoporose”, conta o fisiatra. Demais dores nas costas podem ocorrer devido à disseminação de tumores, que originalmente surgiram na próstata e nos ovários, na maioria dos casos. Os músculos da coluna também são responsáveis

86 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

por dores se forem submetidos a algum tipo de estresse, como movimentos repetitivos ou uma pancada. Quando isso acontece, o músculo enrijece para não lesionar ainda mais o local, causando a dor. “Mas todos esses problemas são plausíveis de prevenção e tratamento, na maioria das vezes não cirúrgicos”, explica Pimentel. A prevenção é sempre o melhor remédio, por isso é muito importante manter o corpo em movimento, praticando exercícios aeróbicos, como natação, caminhadas e ciclismo, evitando a obesidade e o sedentarismo. O fortalecimento e o alongamento dos músculos são fundamentais para manter a coluna livre do sobrepeso. A boa postura e atenção à coluna, seja no trabalho, ao volante ou mesmo em casa faz diferença com o passar dos anos. Além disso, não fumar é o ideal para a boa saúde da coluna e do corpo como um todo. “O tabagismo prejudica a irrigação dos microvasos que se espalham pela região, por isso, se essa circulação é danificada, o tempo de recuperação é bem maior”, completa o fisiatra. Renata Stempniewski Passos, especialista em fisioterapia musculoesquelética pela Santa Casa, dá algumas dicas para mantermos a postura quando sentados, e evitar alguns incômodos na coluna. - Sentar-se sempre sobre os ísquios, ossinhos no bumbum que sentimos ao sentar com a coluna alinhada. Quando escorregamos na cadeira há uma sobrecarga na lombar e na cervical, gerando dores. - Manter os pés apoiados no chão formando um ângulo de 90° com os joelhos e também na junção das coxas com o tronco. Caso não consiga alcançar o chão, um apoio deve ser usado para fazer essa sustentação. - Usar o encosto da cadeira para apoiar a lombar. Se achar necessário pode-se usar um travesseiro ou almofada pequenos para dar mais conforto na região inferior das costas. - Levantar de duas em duas horas, seja quando está trabalhando, dirigindo ou simplesmente sentado. Fazer um alongamento da coluna ajuda bastante. - Fazer uso do apoio de cabeça quando houver, ele ajuda a relaxar a cervical e evitar a tensão na parte superior das costas. - No trabalho, manter o computador na altura dos olhos e a uma distância que permite que você enxergue sem se curvar. Muitas vezes, os óculos estão com o grau defasado, prejudicando a visão e a coluna. - No carro, é importante manter a cabeça alinhada, posicionando os olhos na linha do horizonte e mantendo o queixo paralelo ao chão. Não tencionar os ombros e manter o corpo sempre voltado para frente. Quando pegamos muito trânsito, o ideal é relaxar fazendo um exercício simples de respiração: inspire durante cinco segundos pelo nariz, solte durante outros cinco, repetindo por dez vezes. Isso alivia a tensão de todo o corpo, inclusive da coluna.

AVIANCA.COM.BR


LONGEVIDADE

DONO DO PRÓPRIO NEGÓCIO AOS 90 ANOS POR CRISTIANA SCHÜLER

SEU “ZÉ” É EXEMPLO A SER SEGUIDO. FIRME, FORTE E INDEPENDENTE, ELE MOSTRA QUE A VIDA COMEÇA DEPOIS DOS 70 E QUE NUNCA É TARDE PARA INICIAR UMA NOVA HISTÓRIA

L

ucidez de moço. Experiência e sabedoria de quem há 90 anos coleciona histórias dignas de serem contadas e relembradas. José João de Oliveira, conhecido como Seu “Zé”, é daquelas pessoas que não ficam alheias ao tempo. Marceneiro de profissão e empreendedor por vocação, ele mostrou, há quase 20 anos, que ainda tinha muito chão pela frente. Depois de passar a maior parte de sua vida trabalhando como funcionário, decidiu, aos 70 anos, que era hora de caminhar por si só e ser dono de seu próprio negócio. A partir de então, deixou para trás a atividade de marceneiro e foi em busca de qualificação e maquinário para dar os primeiros passos como chaveiro. Situado na zona sul da capital paulista, onde mora há mais de quarenta anos, montou ali sua oficina. Desde então, a rotina tem sido assim. De domingo a domingo, exatamente às 7h40, Seu Zé inicia o ofício de fazedor de chaves e segue firme até o final do dia. Pausa, somente para o almoço. Ao ser questionado sobre tanto fôlego, a resposta vem rápida: “É meu dever servir as pessoas que não podem

88 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

vir durante a semana. Não gosto de ficar parado. Prefiro trabalhar”, destaca ele com firmeza. Famoso entre os moradores do bairro como o melhor chaveiro da região, ele conta que certa vez um cliente, após receber as novas

chaves torneadas por suas mãos, saiu gritando: não existe chaveiro melhor que este aqui. Ele é o melhor. O melhor! Ao recordar o fato, Seu Zé tem o rosto iluminado com um sorriso de quem diz: missão cumprida. A idade avançada não é empecilho no dia a dia do chaveiro.

Altivo e perspicaz nos seus afazeres, certa vez percebeu que seria ludibriado com uma nota falsa de R$ 50,00. Ao achar estranhas as características do dinheiro, logo saiu na frente e disse que não tinha troco para aquela quantia. Sempre bastante solicitado, um dos clientes, que aguarda suas cópias de chaves do outro lado do balcão lança um elogio. “Há mais de 10 anos eu faço minhas chaves aqui. Nesse tempo todo, nunca precisei voltar para pedir reparos. O serviço do Seu Zé é sempre de qualidade”, declara o comerciante Antônio Gonçalves, de 41 anos. Nos momentos de descanso, uma pausa junto à família. Casado com dona Alice há 70 anos, e pai de sete filhos, Seu Zé gosta de contar histórias de sua vida. Dono de uma memória impecável, ele viaja no tempo e resgata as lembranças de um passado remoto – sem deixar passar em branco detalhes como dia, mês e ano de cada acontecimento.

SAIBA MAIS Interessados podem buscar orientações no site sebrae.com.br ou no atendimento telefônico pelo número 0800 570 0800.

AVIANCA.COM.BR


PERFORMANCE

POR ERIC POMI SOUSA

NATAÇÃO S

egundo o professor Bruno Giordano, da academia Bodytech, a natação já era muito valorizada na Grécia antiga – tanto que o filósofo Platão dizia que quem não sabia nadar não era educado. Em Roma, quem não nadava também não era visto com bons olhos. Afinal, tal esporte era incluído no treinamento dos soldados do império. “Claro que a natação cresceu, evoluiu, se modificou e foi influenciada pelo desenvolvimento tecnológico, mas podemos citar alguns itens importantes que ela nos trás e nos acompanha nos dias de hoje”, ressalta Giordano. O esporte continua ensinando os importantes valores da vida, como comprometimento, postura, competitividade, valorização da vitória, enfrentamento da derrota, superação e trabalho em equipe. Não podemos deixar de lembrar do fenômeno mundial Michael Phelps, ganhador de 22 medalhas olímpicas, sendo 18 de ouro. No Brasil, a natação é reconhecida mundialmente pelos seus velocistas, como César Cielo e, recentemente, está muito bem representada pelo ex-nadador Gustavo Borges no Hall da Fama Internacional da Natação, prêmio equivalente a ter o nome na calçada da fama de Hollywood. E, como curiosidade, a natação foi o esporte com maior audiência da TV americana nas últimas Olimpíadas de Londres.

FOTO TATI BRANDÃO

DICAS: - Como o peso corporal é reduzido em 90% dentro da água, pode ser utilizada como estratégia eficiente para pessoas com sobrepeso ou obesos, evitando excesso de impacto. Lembrando que o impacto controlado causa adaptações benéficas para o corpo, como a melhoria da massa óssea. Seu abuso é que deve ser evitado. - Preste bastante atenção: como o corpo perde calor para a água, o apetite imediato após a natação é natural e maior comparado a outras atividades terrestres. Cuidado com a quantidade e qualidade da alimentação pós-treino e lembre-se que demora cerca de 20 minutos para o cérebro entender que o corpo já está saciado. - Combinar com a prática de exercícios de força (musculação), em dias alternados, pode ajudar na prevenção de lesões e aumento de desempenho. - A atividade é essencial para a segurança de todas as idades, já que muitos locais de lazer possuem piscinas, lagos, rios ou praias. O importante é não abusar. - Pode ser praticado com intenção de atividade física ou esporte de rendimento, pois existem campeonatos para todas as idades.

BENEFÍCIOS: - Aumento da capacidade circulatória. - Aumento da capacidade cardiorespiratória. - Melhora a flexibilidade. - Aumenta a resistência. - Melhora o raciocínio. - Pode ajudar a recuperar movimentos perdidos por lesão e/ou desuso. - Melhorara o equilíbrio. - Melhora a coordenação motora. - Ajuda a controlar os níveis de açúcar e colesterol no sangue. - Aumenta a massa muscular (a água oferece mais de 10 por cento de resistência que o ar). - Trabalha todos os grupamentos musculares. - Em ritmo moderado queima cerca de 500 calorias. - A água promove um efeito relaxante. - Pode ser praticado desde crianças até idosos.

Faça exames médicos e consulte um profissional de educação física antes de iniciar qualquer atividade física. Eric Pomi Sousa é graduado pela USP, faz parte do Asics Personal Team e é voluntário da ONG TETO


ARTE DE FAZER CHURRASCO Av e n i d a R E b o u รง a s , 1 0 0 1 - J a r d i m P a u l i s t a - S รฃ o P A u l o - S P - T E l . ( 1 1 ) 3 0 8 3 - 4 2 6 5 - w w w. v e n t o h a r a g a n o . c o m . b r


SOCIAL

SÃO PAULO FOTOS WALDEMIR FILETTI, FRANCIO DE HOLANDA, CAUE MORENO E JOÃO SAL

AVANT GABRIEL CHANDON A Alameda Gabriel Monteiro da Silva recebeu a terceira edição da grande festa ao ar livre Avant Gabriel Chandon, que reuniu personalidades que foram conferir as diversas atrações de entretenimento, cultura e música.

BRUNETTE FRACCAROLI LEONARDO MIGGIORIN

OTAVIO MESQUITA E MELISSA WILMAN

GIOVANNA EWBANK

ADRIANE GALISTEU E ALEXANDRE IODIC

SEBASTIAN FONSECA

JOAO DORIA

OPENING NÁDIA GUIMARÃES

PAULO BONFA E MARILIA RUIZ

ROSANE FANTINELLI E AMAURY JR

FOTOS GUILHERME GONGRA

ELOY TUFFI, NADIA GUIMARÃES E CELINA FERREIRA

A empresária Nádia Guimarães realizou um coquetel para amigos e convidados para celebrar a abertura da nova loja Maison La Poltrona, em Campinas-SP. ELOY TUFFI, FABIO ARRUDA, NÁDIA GUIMARÃES, DANI ALBUQUERQUE, AMILCAR DALLEVO E AMAURY JR

CAROLINE SAAB

92 · MAI.13

CLAUDIA MARÇAL E EDUARDO ANDRADE

AVIANCA EM REVISTA

DANI ALBUQUERQUE E NADIA GUIMARÃES

DJALMA KAIS, AMAURY JR E GILBERTO STEIN

AVIANCA.COM.BR


SÃO PAULO

ERICK MORILLO NA PROVOCATEUR FOTOS CASSIANO DE SOUZA

Erick Morillo, um dos maiores DJ’s do mundo, comandou a cabine na Provocateur Club, em São Paulo. Muita gente bonita e descolada apareceu para conferir o set do top DJ, que teve como participação especial a cantora internacional Shawnee Taylor.

CAROL GUIMARÃES

DJ ERICK MORILLO

CRIS PROENÇA

NELSON BERTO

DENISE SEVERO

SENDY CRISTANI

SUELLEN BARRETO

CARPE VITA FOTOS JOSÉ PELEGRINI E CESAR NOVAIS

Nas pick ups, o francês Rudy Stocker, residente do famoso Festival de Cannes, comandou a pista do La Luna Club com seu aclamado som. Antonio Eudi e os residentes da Carpe Vita, Thiago Zancaner e Johnny Smolka, encerraram o line up. MARINA LISBOA E STEPHANIE BOCCOMINO

CELSO GAMA E THIAGO MANSUR

DIEGO HYPÓLITO

TANARA RUPPENTHAL E PAULA GOMES

RUDY STOCKER

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

· 93


SOCIAL

SÃO PAULO

FESTA MAIS FOTOS TINKO CZETWERTYNSKI

A segunda edição da festa MAIS comemorou o aniversário de Paola de Orleans e Bragança. O projeto, idealizado por ela ao lado de Dori Neto e Sérgio Amorim, acontece mensalmente no Hotel Tivoli São Paulo Mofarrej e atrai muita gente bonita e descolada.

PAOLA DE ORLEANS

GLORIA COELHO

ALE FARAH E SERGIO AMORIM

ANDRE LIMA

CLAUDIA KASSAB

BAP DEMAY E CARLA LAMARCA

MARIA EUGENIA

REINAUGURAÇÃO RICARDO ALMEIDA FOTOS PAULO GIANDAGLIA

Ricardo Almeida reinaugurou sua loja no Shopping Iguatemi e lançou o Fashion Film Inverno 2013, dirigido pela Cavallaria filmes. RICARDO AIMEIDA E DAIANE MEURER

AIICIA KUCZMAN E MARCOS MELL0

94 · JUN.13

BEATRIZ AIMEIDA

AVIANCA EM REVISTA

EDUARDO FREGONESI E LUIZA HERMETO

AIEXANDRE BAIEB

GISEIIE FRAGA

AVIANCA.COM.BR


RIO DE JANEIRO

RIO E.MUSIC FESTIVAL

FOTOS RAPHAEL MESQUITA

O Parque Olímpico Cidade do Rock recebeu mais uma edição do Rio e.Music Festival. O evento reuniu celebridades e muita gente bonita que foram curtir as 48 atrações da música eletrônica, entre elas, os DJ’s e produtores Erick Morillo e Avicii.

DANY BANANINHA

RODRIGO SIMAS

ROMARIO

SIDNEY SAMPAIO

JESSIKA ALVES E THIAGO BLANCO

ENZO

ERICK MORILLO

AVICII

VICTOR SPARAPANE E GUILHERME LEICAM

MILENA TOSCANO E LUMA COSTA

AMANDA RICHTER

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 95


SOCIAL

SÃO PAULO

JACK-E NA DISCO

FOTOS WALDEMIR FILETTI

Um dos mais requisitados DJ’s do mundo, o francês Jack-E se apresentou com seus grandes sets para uma galera animada na Disco. Ricardinho Mansur dividiu a pick-up na noite de uma das casas mais luxuosas de São Paulo.

FRED E LETHÍCIA BRONSTEIN

DJ JACK

SOLANGE WILVERT

96 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

ADRIANA CAYE

ANDREIA VEIGA E JULIANA PASSOS

BARBARA BELUCO

DANIEL NASSER

LALA RUDGE E LUIGI CARDOSO

MILENA MARCONDES, KIKI SALVIATO

MARCOS MION, ROGER RODRIGUES, MARCOS MARIA

TARSO MARQUES

AVIANCA.COM.BR


EU SOU AVIANCA

PROFISSÃO: MECÂNICA POR DANIEL AMARAL FOTO ACERVO PESSOAL

A

costumados a receber o comando de voos com sonoridade masculina, alguns comandantes se surpreenderam, há cerca de seis anos, quando Roseli Ramos Borges deu início a uma nova jornada de trabalho em um campo antes restrito ao universo dos homens. Formada pela EACON (Escola de Aviação Congonhas), Roseli estava desempregada quando resolveu se aventurar no curso de Mecânica de Manutenção de Aeronaves. Desde sua formação, foi buscar na Avianca a oportunidade de se tornar a primeira mulher a comandar voos no Brasil. “Tenho muito orgulho de ser parte dessa companhia, que me deu a chance de seguir em frente com esse desafio e me ajudou a superar barreiras”, afirma. Sobre o preconceito masculino, ela diz que nunca se sentiu incomodada, mesmo quando alguns comandantes brincavam sobre o fato de estar recebendo ordens de uma mulher. O começo não foi um mar de rosas e Roseli se emociona ao lembrar que sua primeira vez foi uma catástrofe, já que ela não ouvia nada, só o barulho ensurdecedor das turbinas. Hoje, aos 44 anos, ela se sente realizada, além de contar com orgulho que serve de inspiração para Noemi, outra mecânica com quem troca seu turno de trabalho. Mãe de três filhos e casada há 26 anos com Wilson Pio, a mecânica é tão fissurada por sua profissão que, nas horas vagas, divide sua paixão pela música de Zélia Duncan com estudos de manuais. “Aviões são complexos e, quando algo diferente acontece, eu me atento aos manuais para aprender”, diz com a naturalidade de quem libera um comando e tem vontade de voar junto à aeronave.

100 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


INSIDE

SUSTENTABILIDADE NA AVIAÇÃO POR CAMILA BALTHAZAR

VICE-PRESIDENTE DA AVIANCA ANALISA O PASSADO, O PRESENTE E O FUTURO DA AVIAÇÃO E MOSTRA COMO BUSCAR SUSTENTABILIDADE PARA O SETOR

N

o dia 8 de maio, o vice-presidente de Marketing e Serviços da Avianca, Tarcísio Gargioni, esteve no Rio de Janeiro para uma palestra no Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O executivo falou sobre a sustentabilidade nos transportes turísticos, apresentando dados e eventos divididos entre as diferentes épocas do setor: as mudanças ocorridas antes e depois de 2000, o ano de 2013 e as perspectivas para 2020. “De acordo com as boas práticas de governança, entendemos que sustentabilidade é longevidade corporativa com responsabilidade social”, explica Gargioni. Diante dessa premissa, a apresentação foi pautada no entendimento do motivo pelo qual grandes empresas da aviação fracassaram e desapareceram e, por outro lado, por que há outras empresas que sobrevivem ao longo do tempo. A análise desse contexto permite que se encontre a fórmula para alcançar a sustentabilidade. “Até 2000, o mercado da aviação era considerado complexo e restrito, com crescimento de 1,8% em relação ao PIB. Voar era sinônimo de status e glamour”, afirma o vice-presidente. A Varig liderava, seguida pela Vasp, Transbrasil e Tam que também disputavam o mercado. Cada uma com sua característica, filosofia e peculiaridades. “Em 2001, a chegada da Gol mudou esse cenário. O modelo low cost e a venda pela internet sem bilhete quebraram paradigmas e popularizaram o serviço. Em 2007, a empresa comprou a Varig e, dois anos depois, já atingia 43% de

102 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

market share. A Tam assumiu a liderança e as operações internacionais”, analisa. Gargioni ainda acrescenta que a Transbrasil encerrara suas operações em 2001, seguida pela Vasp em 2005. Em 2003, o início da OceanAir, que se transformou em Avianca em 2010 e, em 2008, a Azul iniciou suas operações. De 2002 a 2012, o mercado da aviação comercial brasileira se expandiu de forma extraordinária. Foi uma verdadeira “Década de Ouro”. O crescimento triplicou, impulsionado pela expansão

da economia, pelo aumento da renda, estabilidade econômica e, principalmente, pela inclusão da nova classe média no setor aéreo. Hoje temos 100 milhões de passageiros/ano e somos o terceiro maior mercado do mundo. Contrariando esta tendência de crescimento, o ano de 2012 colocou o pé no freio. Tanto a aviação quanto o setor hoteleiro apresentaram uma forte desaceleração, cenário que permaneceu

no primeiro trimestre de 2013. Tam e Gol reduziram a oferta de voos domésticos. Em contrapartida, a Avianca expandiu 84% em 2012 e alcançou o market share de 7,2% em março de 2013. “As perspectivas para 2020 são positivas. A projeção é que o transporte de passageiros cresça entre 53% a 115% e o de carga 58%, dependendo do crescimento econômico. O mercado interno está consolidado, as empresas aéreas estruturadas, os aeroportos receberão investimentos significativos nos próximos anos para atender os eventos: Copa das Confederações em 2013, Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas em 2016”, diz. De acordo com Gargioni, as dificuldades para alcançar esse crescimento são a má distribuição geográfica do transporte aéreo, a sobrecarga dos principais aeroportos e o alto custo do combustível. Para finalizar, o executivo afirma que a sustentabilidade no setor ao longo do tempo depende de alguns fatores: 1 - Manter a atividade econômica crescente, para garantir a renda e investir nas pessoas, ‘treinar, treinar e treinar; motivar, motivar, motivar’. Não há turismo sem renda e não há renda sem educação. 2 - As empresas precisam manter a racionalidade de custos e ganhos de produtividade, o que não é nenhuma novidade, porém, no nosso setor o que faz a diferença são as ‘pessoas’. 3 - Reduzir algumas “vaidades” e aumentar a racionalidade. 4 - Foco no atendimento e nos detalhes em toda a cadeia. Só assim, teremos a fidelização e o retorno do cliente. 5 - Mesmo com algumas dificuldades, sempre devemos manter o OTIMISMO! AVIANCA.COM.BR


EZ ACLIMAÇÃO HOTEL COM CONFORTO • REQUINTE • LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA A MENOS DE 5 MINUTOS DA AVENIDA PAULISTA

FOTO ILUSTRATIVA

INCLUSO NA DIÁRIA O MELHOR FITNESS HOTELEIRO DE SP. • MENSAGEIROS • RESTAURANTE 24 HORAS • FRIGOBAR • AR-CONDICIONADO • TRANSFERS PARA O SHOPPING PAULISTA E ESTAÇÃO PARAÍSO • PISCINAS / SAUNAS

R$ 170,00 Diária a partir de

*

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

com serviços + taxa para até 2 pessoas Tarifa em apto. luxo 1 dormitório sujeito a disponibilidade. (Consulte a central de reservas)

Eventos e convenções a partir de

R$ 67,00

6 salas com capacidade de até 250 pessoas em auditório. Estrutura completa em restaurantes, equipamentos e business center. por pessoa - incluso diária da sala, 2 coffee breaks e almoço (mínimo 50 pessoas).

Av. Armando Ferrentini, 668 www.ezhoteis.com.br reservas@ezhoteis.com.br

RESERVAS (11) 3346-7799

*Tarifas promocionais sujeitas a alteração sem prévio aviso. Não incluso café da manhã, estacionamento e taxa administrativa.


INSIDE

COLABORADORES DO CALL CENTER VIVENCIAM PONTE AÉREA POR CAMILA BALTHAZAR FOTO JOSÉ MOREIRA FILHO

O

Fly a Mile leva agentes de Reservas do Call Center para viver um dia a bordo de uma aeronave e conhecer os bastidores operacionais da empresa nos aeroportos. O programa opera na baixa temporada, sempre às quintas-feiras (exceto vésperas de feriado). Nessas datas, o voo 6008 decola às 12h55 de Congonhas, São Paulo, com destino ao aeroporto de Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Porém, com um detalhe importante: alguns colaboradores do Call Center Avianca também estão a bordo entre os passageiros. O objetivo é sair da teoria e levar os agentes de Reservas para conhecer de perto a estrutura, o atendimento do aeroporto e a própria experiência de voo, para que eles possam vivenciar os serviços que oferecemos. Ruddy Catacora, 24 anos, trabalha na Avianca desde o final de 2007 e participou da equipe que viajou no dia 18 de abril deste ano. “A experiência é muito legal, pois conhecemos o pessoal de cada setor do aeroporto e o dia a dia deles. Além disso, a gente comprova na prática que as poltronas são confortáveis e o serviço de bordo é excelente, diferenciais oferecidos por telefone ao cliente na hora de vender as passagens”, conta o colaborador, que voou de avião pela primeira vez nessa oportunidade. E Ruddy estreou em grande estilo, viajando em um moderno Airbus A319 e aproveitando cada minuto do entretenimento a bordo. O Fly a Mile também é uma forma de integrar os agentes de Reservas do Call Center, que muitas vezes não se conhecem pessoalmente devido aos diferentes horários de trabalho. As turmas são acompanhadas por um integrante da equipe de treinamento, e nos aeroportos – seja Congonhas ou Santos Dumont –

sempre há um representante para mostrar todo o processo vivenciado pelos clientes e colaboradores nas bases e dentro da aeronave. Os colaboradores acompanham as chamados do voo e procedimentos da sala de embarque, conhecem a loja e as atribuições específicas do check-in, visitam o LL (setor de bagagens) e passam pelas dependências da empresa no aeroporto, assistindo a todo o despacho operacional. O programa contribui para a motivação e, consequentemente, para a qualidade dos serviços. Até o momento, mais de 80% dos colaboradores do setor já participaram do projeto. Depois de todas as atividades, o voo 6011 decola às 15h55 do Santos Dumont com a turma do Fly a Mile a bordo para retornar à rotina paulista.

José Moreira Filho, fotógrafo e agente de SAC, e Ruddy Catacora

104 · JUN.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


I

N

F

O

INSTITUCIONAL C

O

R

P

O

R

A

T

E

Siga a Avianca no Brasil:

AVIANCA EM REVISTA

JUN.13

路 105


a

v

i

Õ

E

s

a

i

r

c

r

a

f

t

frota f

l

E

E

t

a i r b u s

A320

a i r b u s

A319

comprimento / Lenght (M): 33,84 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 11,80 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 cfm 56-5b7 (27.000 lb) peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 75.500 velocidade de cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 6.850 altitude de cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 fT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação comercial / Commercial Crew: 4 passageiros / Passengers: 132

comprimento / Lenght (M): 37,57 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 11,75 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 cfm 56-5b4 (27.000 lb) peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 77.000lb velocidade de cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 6.110 altitude de cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 fT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação comercial / Commercial Crew: 4 passageiros / Passengers: 162

a i r b u s

A318

m k 2 8 comprimento / Lenght (M): 35,53 envergadura / Wingspan (M): 28,08 altura / Height (M): 8,49 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 rr Tay650 (15.100 lb) peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 44.450 velocidade de cruzeiro / Crusing Speed: 821 km/h alcance / Range (km): 3.167 altitude de cruzeiro / Crusing Altitude: 35.000 fT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação comercial / Commercial Crew: 3 passageiros / Passengers: 100

comprimento / Lenght (M): 31,45 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 12,88 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 pw6124a(24.000 lb) peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 68.000 velocidade de cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 5.800 altitude de cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 fT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação comercial / Commercial Crew: 4 passageiros / Passengers: 120


r o t a s

n a c i o n a i s

n a t i o n a l

r o u t E s


R

O

T

A

S

I

N

T

E

R

CANADÁ

Vancouver S ttl Seattle

N

A

C

I

O

N

A

I

S

Columbus Cincinnati Montreal Toronto

ESTADOS UNIDOS San Francisco

Detroid Chicago

Kansas

Denver

Was g Washington

Indianapolis

Dallas / FT. Worth

Los Angeles

Raleigh-Durham Charlotte

Phoenix Tijuana

Tampa

New Orleans

Houston

San Antonio

Fort Lauderdale

MÉXICO

Villahermosa

San Andrés

Santa Marta Barranquilla Cartagena

Montería

Panamá

Buenaventura

Cali

Guapi Tumaco Baltra San Cristobal Galápagos

QUITO Manta

Aruba

PANAMÁ

Santa Marta

Medellín

Barrancabermeja

Puerto Carreño

Ibagué

Neiva Popayán

EQUADOR Guayaquil

Yopal

BOGOTÁ Villavicencio

Puerto Inírida

PERU

Colombia San José del Guaviare

Lima

B

Florencia

Colombia

Ecuador

Piura Chiclayo Cuenca

VENEZUELA

Quito

Arauca

La Paz

Ecuador

Guayaquil

Caracas Valencia

Cali Cúcuta

Medellín

Pasto

Tegucigalpa

Valledupar

Bucaramanga

Manizales Pereira Armenia

Punta Cana

Roatán Santo Domingo

Corozal

Apartadó

Quibdó

Managua

Liberia

Riohacha

CUBA

Cancún

San Pedro de Sula

GUATEMALA San Salvador

REPÚBLICA DOMINICANA

Havana

Vera Cruz Mérida León Puerto Vallarta A Acapulco Ciudad d de Guatemala G atem

Mar Caribe

Miami

Monterrey

Oceano Pacífico

Newark New York - JFK Philadelphia

Cleveland

Iquiqe Tarapoto

BOLÍVIA

Brasil

Trujillo

Antofagasta

Perú LIMA Cusco

Puerto Maldonado BrasilJuliaca Bolivia LA PAZ Santa Cruz de la Sierra Arequipa

Calama

CHILE

PARAGUAY

Copiapó

Asunción

ARGENTINA Santiago Buenos Aires

Paraguay

Concepción Temuco Puerto Montt

URUGUA

Montevid


I

N

T

E

R

N

A

T

I

O

N

A

L

R

O

U

T

E

S

Frankfurt

ALEMANHA MANHA Paris

ESPANHA

Barcelona

Madrid

Oceano Atlântico

Santiago de Compostela

La Coruña

Oviedo

Bilbao

San Sebastián Pamplona

Vigo Valladolid

Zaragoza Barcelona

MADRID

ESPANHA Valencia

Alicante Córdoba Sevilla Jerez Cádiz Tenerife

BRASIL

Brasília

(BSB)

Rio de Janeiro São Paulo

AY

deo

(GRU)

Porto Alegre

(GIG)

Las Palmas

Málaga

Palma de Mallorca


CENTRAL

DE

RESERVAS

RESERVATIONS

DESK

SAC AVIANCA

0800 286 6543

TRECHOS NACIONAIS NO BRASIL

DOMESTIC LEGS IN BRAZIL

As passagens Avianca podem ser compradas pelos telefones: To purchase Avianca flight tickets via phone, dial:

CAPITAIS State capitals

4004.4040

DEMAIS LOCALIDADES Other cities

0300 789 8160

ou pelo SITE or access our website

www.avianca.com.br

TRECHOS INTERNACIONAIS

INTERNATIONAL LEGS

Para comprar passagens Avianca, basta entrar em contato com a Central de reservas pelos telefones: To purchase Avianca flight tickets, call our reservations desk, dial:

0800 891 8668 DEFICIENTES AUDITIVOS Hearing impaired

0800 891 1684

ou pelo SITE or access our website

www.avianca.com.br


L o j a s A v i a n c a n o B r a s i l A v i a n c a S a l e s De s k s i n B r a z i l

ARACAJU

Aeroporto Santa Maria Av. Senador Júlio C. Leite, s/nºCEP: 49037-580 - Aracaju - SE Tel.: (79) 3243-1041

BRASÍLIA

Aeroporto Int. Juscelino Kubitschek Lago Sul, s/nºCEP: 71608-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9358 Câmara dos Deputados Esplanada dos Ministérios Câmara dos Deputados - Anexo IV - Térreo - Centro CEP: 70160-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3216-9946

BELO HORIZONTE - CONFINS

Aeroporto Internacional Tancredo Neves LMG 800 - km 7,9 - s/nºCEP: 33500-900 - Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 3689-2685

CAMPO GRANDE

Aeroporto Internacional de Campo Grande Av. Duque de Caxias, s/nº- - Vila Serradinho CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3368-6171

CHAPECÓ

Aeroporto Serafim Enoss Bertaso Acesso Florestal Ribeiro, 4.535 Quedas do Palmital CEP: 89805-720 - Chapecó - SC Tel.: (49) 3323-0444

CUIABÁ

FORTALEZA

PORTO VELHO

ilhéus

RECIFE

Aeroporto Internacional Pinto Martins Av. Senador Carlos Jereissatti, 3.000 Serrinha - CEP: 60741-900 - Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1525 Aeroporto de Ilhéus R. Brigadeiro Eduardo Gomes, s/nºPonta Ilhéus - CEP: 45654-070 (Nova Base 1º- Setembro) - Ilhéus - BA (73) 3231-7957

João pessoa

Aeroporto Int. Pres. Castro Pinto, s/nºBayeux - CEP: 58308-901 - João Pessoa PB Tel.: (83) 3232-721

JUAZEIRO DO NORTE

Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes Av. Virgílio Távora, 4.000 - Aeroporto CEP: 63020-470 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3572-1050

MACEIÓ

Aeroporto Internacional de Maceió Zumbi dos Palmares Rodovia BR 104 Km 91. CEP: 57110-100 - Tabuleiro Maceió - AL Tel.: (82) 3036 5409

natal

Aeroporto Internacional Augusto Severo R. Rio Xingú, s/nº- - Emaús CEP: 59148-902 - Natal - RN Tels.: (84) 3087-1395 / 1302

Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Governador João Ponce de Arruda, s/nºJardim Aeroporto CEP: 78110-900 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3614-2550

PASSO FUNDO

CURITIBA

PETROLINA

Aeroporto Lauro Kourtz BR 285 - km 287 - Zona Rural CEP: 99050-970 - Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3045-3008

Aeroporto Internacional Afonso Pena Saguão Principal Av. Rocha Pombo, s/nº- - Águas Belas CEP: 83010-900 - São José dos Pinhais - PR Tel.: (41) 3381-1354

Aeroporto Senador Nilo Coelho BR 235 - km 11 - Zona Rural CEP: 56313-900 - Caixa Postal 403 Petrolina - PE Tel.: (87) 3863-0808

FLORIANÓPOLIS

PORTO ALEGRE

Aeroporto Internacional Hercilio Luz Av. Diomício Freitas, 3.393 - Carianos CEP: 88047-900 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4233

Aeroporto Internacional Salgado Filho Saguão Principal Av. Severo Dullius, 90.010 - Anchieta CEP: 90200-310 - Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358-2393

Aeroporto Gov. Jorge Teixeira de Oliveira Av. Gov. Jorge Teixeira, s/nº- - Belmont CEP: 76803-250 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3219-7472

Aeroporto Internacional de Guararapes Gilberto Freyre - Praça Salgado Filho, s/nºImbiribeira - CEP: 51210-902 - Recife - PE Tel.: (81) 3322-4841

RIO DE JANEIRO - GALEÃO

Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim Av. 20 de Janeiro, s/nºTerminal I - Setor B - 2º- Andar CEP: 21941-570 - Ilha do Governador Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3398-4648

RIO DE JANEIRO - SANTOS DUMONT Aeroporto Santos Dumont Praça Senador Salgado Filho, s/nºCEP: 20021-340 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7329

SALVADOR

Aeroporto Internacional Deputado Luiz Eduardo Magalhães Praça Gago Coutinho, s/nºSão Cristovão - CEP: 41510-045 Salvador - BA - Tel.: (71) 3204-1586

SÃO PAULO

Av. Washington Luis, 7.059 CEP: 04627-006 - Campo Belo - São Paulo - SP Tels.: (11) 2176-1111 / 1110

SÃO PAULO - CONGONHAS

Aeroporto Internacional de Congonhas Praça Comandante Lineu Gomes, s/nºSaguão Principal (Embarque) CEP: 04626-911 - São Paulo - SP Tel.: (11) 5090-9728

SÃO PAULO - GUARULHOS

Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro Rodovia Hélio Smidt, s/nº- - Ed. Interligação Balcão Avianca - Terminal I - ASA A CEP: 07143-970 - Guarulhos - SP Tels.: (11) 2445-3576 / 3759


www.aviancacargo.com.br

O serviço de cargas nacional da Avianca se consolida como alternativa de transporte para sua carga ou encomenda, proporcionando uma ampliação na sua rede de atendimento a seus clientes. Avianca’s domestic freight service has become a reliable transportation alternative for your freight or small parcels, ensuring the expansion of its client checking desk network. • Utilização de voos comerciais da Avianca.• Utilização de voos regionais exclusivos. • Rastreamento da encomenda online. • Opção de seguro para transporte. • Sistema simplificado de tarifas. • Flexibilidade no atendimento. • Atendimento nas principais capitais, com coleta e entrega. • Use of Avianca commercial flights. • Use of exclusive regional flights. • On-line tracking of all orders. • Transportation insurance options. • Simplified airfare system. • Flexible services. • Pick-up and delivery services in the main capital cities. ARACAJU - AJU Rua José de Araújo Neto, nº 325 Orlando Dantas CEP: 49042-250 - Aracaju - SE Tel: (79) 3251-6192 Email: ops.aju@aviancacargo.com.br BRASÍLIA – BSB Aeroporto Internacional de Brasília Terminal de Logística de Carga Nacional, salas 06 e 08 - Térreo CEP: 71608-900 – Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9674 / 3364-9673 E-mail: ops.bsb@aviancacargo.com.br CAMPO GRANDE – CGR Aeroporto de Campo Grande Hangar Infraero Cargo - Entrada lateral, fundos Jardim Aeroporto CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3363-0444 E-mail: ops.cgr@aviancacargo.com.br CHAPECÓ - XAP Acesso Florenal Ribeiro, s/nº – Aeroporto CEP: 89800-000 – Chapecó - SC Tel.: (49) 3328-3747 E-mail: ops.xap@aviancacargo.com.br CONFINS - CNF Aeroporto Internacional Tancredo Neves Terminal de Cargas Rodovia MG 10 – Km 39 CEP: 33400-000 - Confins - MG Tel.: (31) 3689-2683 E-mail: ops.cnf@aviancacargo.com.br CUIABÁ - CGB Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Gov. João Ponce Arruda, s/nº - Jardim Aeroporto CEP: 78110-100 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3029-7001 E-mail: ops.cgb@aviancacargo.com.br CURITIBA – CWB Aeroporto Internacional Afonso Pena Teca Infraero – Carga Doméstica Av. Rocha Pombo, s/nº CEP: 83010-900 – Curitiba - PR Tel.: (41) 3381-1350 / 3381-1364 E-mail: ops.cwb@aviancacargo.com.br FLORIANÓPOLIS - FLN Av. Deputado Diomício de Freitas, nº3393 CEP: 88047-400 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4201 E-mail: ops.fln@aviancacargo.com.br

FORTALEZA – FOR Av. Senador Carlos Jereissatti, nº 3000 - Serrinha CEP: 60740-900 – Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1717 E-mail: ops.for@aviancacargo.com.br JOÃO PESSOA - JPA Aeroporto Internacional de João Pessoa Terminal de Cargas Nacional Av. Marechal Rondon, s/nº CEP: 58308-000 - Bayeux - PB Tel.: (83) 3232 7674 / 3232 1637 E-mail: ops.jpa@aviancacargo.com.br JUAZEIRO DO NORTE - JDO Rua: São Francisco, nº 821 - Centro CEP: 63010-215 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3512-2648 E-mail: ops.jdo@aviancacargo.com.br NATAL - NAT Avenida Piloto Pereira Tim, nº 617, Galpão 09 CEP: 59140-248 - Parnamirim – RN Tel.: (84) 3645-6896 E-mail: ops.nat@aviancacargo.com.br MACEIÓ - MCZ Rodovia BR 104 km 92, nº 04 - galpão 04 - Aeroporto CEP: 57100-000 - Rio Largo - AL Tel.: (82) 3342-3554 E-mail: ops.mcz@aviancacargo.com.br PASSO FUNDO - PFB Aeroporto Regional de Passo Fundo BR 285 - KM 287 – Zona Rural de Passo Fundo CEP: 99050-970 – Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3327-0207 E-mail: ops.pfb@aviancacargo.com.br PETROLINA - PNZ Rua Ana Nery, 40 - Vila Mocó CEP: 56304-500 - Petrolina - PE Tel.: (87) 3031-6585 E-mail: ops.pnz@aviancacargo.com.br PORTO ALEGRE - POA Av. Severo Dullius, s/nº, Portão 06 Infraero – São João CEP: 90200-310 – Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358 2399 E-mail: ops.poa@aviancacargo.com.br PORTO VELHO - PVH Rua Rafael Vaz e Silva, 2645 - Liberdade CEP: 76803-890 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3223-8421 E-mail: ops.pvh@aviancacargo.com.br

RECIFE – REC Aeroporto Internacional de Guararapes Praça Ministro Salgado Filho, s/nº, Teca 2 Infraero CEP: 51210-010 – Recife - PE Tel.: (81) 3322-4724 E-mail: ops.rec@aviancacargo.com.br RIO DE JANEIRO - SANTOS DUMONT - SDU Aeroporto Santos Dumont Av. Almirante Sílvio de Noronha, nº 399, Cabeceira Sul CEP: 20231-030 – Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7577 E-mail: ops.sdu@aviancacargo.com.br RIO DE JANEIRO - GALEÃO - GIG Estrada do Galeão, s/nº - Terminal de Cargas Aeroporto Velho do Galeão CEP: 21941-510 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3398-7031 E-mail: ops.gig@aviancacargo.com.br SALVADOR – SSA Área Industrial, nº 15A, Teca Infraero Doméstico - Aeroporto CEP: 41500-570 – Salvador - BA Tels.: (71) 3204-1129 E-mail: ops.ssa@aviancacargo.com.br SÃO PAULO - CONGONHAS - CGH Av. Pedro Bueno, 1382 - Jardim Aeroporto CEP: 04342-001 – São Paulo - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br SÃO PAULO - GUARULHOS - GRU Aeroporto Internacional de Guarulhos Rodovia Helio Smidt, s/n – Terminal de Cargas Nacional CEP: 07141-970 – Guarulhos - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br


S E G U R A N Ç A O P E R A C I O N A L O P E R AT I O N A L S A F E T Y AS BATERIAS DE LÍTIO E A SEGURANÇA DO VOO

LITHIUM BATTERIES AND FLIGHT SAFETY

Atualmente, as baterias têm papel tão fundamental na vida das pessoas que, provavelmente, você está carregando uma consigo nesse exato momento. As chamadas baterias de lítio são aquelas que possuem células de lítio em sua composição, as quais, através de reações químicas, produzem energia. Existem dois tipos de baterias de lítio: as de íon lítio e as de lítio metálico. A principal diferença entre elas é que as de íon lítio são recarregáveis, e as de lítio metálico não são. O elemento lítio é altamente reativo e possui a capacidade de armazenar grande quantidade de energia em suas ligações químicas. As baterias de lítio são sensíveis a altas temperaturas, podendo inflamar e queimar, e assim, colocar em risco a segurança do voo. Visando à segurança dos passageiros e das suas operações, a Avianca Brasil possui algumas particularidades quanto ao embarque de baterias de lítio. Devido aos riscos associados ao seu carregamento, as baterias de lítio não podem ser transportadas em bagagem despachada. As baterias de íon lítio ou de lítio metálico só podem ser transportadas pelos passageiros em bagagem de mão, dentro ou fora do aparelho, respeitando os seguintes limites:

Today, batteries have such a fundamental role in people’s lives that probably at this exact moment you are carrying one on you. The batteries referred to as lithium batteries, are those that possess lithium cells in their composition that produce energy through chemical reactions. There are two types of lithium batteries: those made of lithium ion, and those made of metallic lithium. The main difference between them is that the lithium ion batteries are rechargeable and the metallic lithium ones are not. The element lithium is highly reactive and has the capability of storing large quantities of energy in their chemical bonds. Lithium batteries are susceptible to high temperatures, capable of inflaming and burning, and putting the safety of the flight at risk. So, in order to ensure the safety of the passengers and the company’s operations, Avianca has some particularities in regards to boarding with lithium batteries. Due to the risks associated with their charging, lithium batteries will not be allowed to be transported in checked baggage. Lithium ion and metallic lithium batteries will only be allowed to be transported by passengers in carry-on baggage, inside or outside of the device, and respecting the following limits:

• Bateria de íon lítio: até 8g de lítio por bateria. Exemplos: telefones celulares, a maioria dos laptops, iPads, etc. • Bateria de íon lítio de longa duração: de 8g a 25g de lítio por bateria (limite de duas baterias por passageiro). Exemplos: baterias de laptop de longa duração. • Bateria de lítio metálico: até 2g de lítio por bateria. Exemplos: máquinas fotográficas, lanternas, etc. Quando transportadas fora do aparelho, as baterias devem estar protegidas para evitar possíveis curtos-circuitos. Podemos evitar curtos-circuitos tomando algumas precauções, como proteger as baterias em embalagens não condutoras de energia – o saco plástico é uma ótima opção – e evitar deixar uma bateria em contato com a outra ou com materiais condutores de energia, tais como objetos metálicos. Em condições normais de uso, as baterias de lítio duram em média cinco anos, tempo suficiente para que sua resistência interna fique alta a ponto de inutilizar suas células. Evite submeter sua bateria a temperaturas elevadas, não deixando o celular no painel do carro, por exemplo, pois nessas condições suas células irão oxidar, diminuindo drasticamente a capacidade da bateria e reduzindo sua vida útil para cerca de quatro anos. Além disso, evite comprar baterias reservas de fontes desconhecidas ou pela Internet, pois possivelmente elas não foram submetidas a testes de segurança. Seguindo essas orientações, você poderá continuar carregando consigo as baterias dos seus eletrônicos e, ao mesmo tempo, contribuir para um voo seguro. Diretoria de Segurança Operacional

• Lithium ion batteries: up to 8g of lithium per battery. Example: cellular telephones, the majority of laptops, iPads etc. • Extended life lithium ion batteries: from 8g to 25g of lithium per battery (two batteries per passenger limit) Examples: extended life laptop batteries • Metallic lithium battery: up to 2g of lithium per battery. Examples: cameras, flashlights, etc. When being transported out of the device, batteries must be protected in order to avoid possible short circuits. We can avoid any short circuits by taking some precautions like protecting the batteries in non energy conducting packaging – plastic bags is a great options – and avoid leaving the batteries in contact with one another or with energy conducting material such as metal objects. In normal conditions of use, lithium batteries last five years on average, which is enough time for their internal resistance to get high to the point of making the cells useless. Avoid submitting your battery to high temperatures, for example by leaving your cellular phone on the dashboard of your car. Under these conditions the cells of the batteries will oxidize, which will drastically diminish the capacity of the battery and will reduce the life of the battery to around four years. Furthermore, avoid buying back-up batteries from unknown sources or by the Internet because it’s very possible that the batteries have not been submitted to safety tests. By following these orientations you will be able to continue carrying the batteries of your electronic devices with you, while at the same time contributing to a safe flight. Board of Directors of Operational Safety


EXPEDIENTE

COLABORADORES Vitor Cardoso O jornalista, ator e produtor acumula experiência em teatro, eventos, televisão e cinema. Ancora o talk-show “Cultura Urbana“ na Just TV.

Presidente: José Efromovich Presidente Executivo: Santiago Diago Vice-presidente de Marketing e Comercial: Tarcisio Gargioni Conselho Editorial: Flavia Zulzke – Gerente de Marketing Fernanda Coelho – Analista de Marketing Felipe Coutinho – Assistente de Marketing Marketing Avianca: Gabriel Lago - Supervisor

Camila Ciberi Jornalista, assessora de imprensa, fotógrafa e bailarina nas horas vagas. Também tenta salvar o planeta.

Rozze Angel Jornalista de moda e pesquisadora de tendências, cool hunter, na be_HYPE (behype.com.br)

Cris Moraes Jornalista e professora de Comunicação da Business School São Paulo

Fundada em 1998 avianca.com.br AviancaBrasil AviancaBrasil AviancaBrasil Avianca

blog.avianca.com.br AviancaBr

central de reserva 4004-4040 outras cidades 0300-7898160 SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor SAC 0800-286-6543 Atendimento ao deficiente auditivo: 0800-286-5445

SELO

Diretor Executivo Carlos Koga - c.koga@midiaonboard.com.br Editor Fredy Campos - redacao@aviancaemrevista.com.br Jornalista Responsável Camila Balthazar - camila.balthazar@aviancaemrevista.com.br Marketing Priscila Soares - priscila@midiaonboard.com.br Flavia Cunha - flavia@midiaonboard.com.br Publicidade Marcelo Simões - marcelo@aviancaemrevista.com.br Rio de Janeiro: Zeiry Dias - zeirydias@xaoquadrado.com.br Departamento Financeiro Jane Elaine - jane@midiaonboard.com.br Produção Salvador Nazarre e Otávio Yamasaki Projeto Gráfico Ari Maia Rodrigo Figueiredo Design / Diagramação Leonardo Bussolo - Agência Sampling Edição de Imagem Graziela Ventura Revisão Just Layout PARA ANUNCIAR comercial@aviancaemrevista.com.br +55 11 5505-0078 Colaboraram nesta edição Marcos Trinca, Tatiane Greco, Pedro Henrique Araújo, Vitor Cardoso, Silvia Camargo, Fabio Kanczuk, Rozze Angel, Daniel Amaral, Ricardo Oliveros, Carla Palmieri, Paulo Greca, Camila Ciberi, Cristiana Schüler, Tati Brandão, Eric Pomi Souza, Rodrigo Picorelli, Renata Maranhão, Graziela Ventura, Viviane Pessoa, Lucky Fonseca, Rafaella Cardoso, Carolina Bicudo, Rodrigo Simões, Constantino Salvatore, Cassio Matos e Simone Farret. Agradecimentos Debora Falci, Felipe Guerra, Leilah Moreno, Vincent Cassel, Fox Filmes, Florian Raiss, Patrícia Viera, Wladimir Togumi, Tatá Werneck, Renata Bataglia, Xavier Torrents, José João de Oliveira, Bruno Giordano e Hotel Copacabana Palace by Orient Express.

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a

MAX

FERCONDINI APAIXONADO PELA AVIAÇÃO NA VIDA REAL, O ATOR ESTREIA NA TV COMO PILOTO DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA INTERNACIONAL O PERU DA ALTA GASTRONOMIA LIMENHA ÀS TRADIÇÕES ANDINAS DO VALE SAGRADO DOS INCAS BAHIA LÍCIA FÁBIO, PROMOTER MAIS DESCOLADA DE SALVADOR, REVELA SEUS AMORES PELA CAPITAL ENTREVISTA O CINEASTA MARCELO GALVÃO CONTA OS BASTIDORES DO FILME COLEGAS

A Avianca em Revista é uma publicação da Editora Drops, sob a licença da empresa aérea Avianca, distribuida exclusivamente a bordo das aeronaves nos voos nacionais. As pessoas que não constam do expediente da revista não tem autorização para falar em nome da revista. É necessário uma carta de autorização, atualizada e datada em papel timbrado assinada pelos editores. Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade dos autores e fica expressamente proibido a reprodução total ou parcial sem autorização prévia.

Editora Drops (55 11)5505-0078 aviancaemrevista.com.br Impressão IBEP Gráfica

Tiragem: 30.000 exemplares. Todos os direitos reservados. Auditado pela


MAZARS: A ALTERNATIVA CAPAZ DE DIRECIONAR SEU NEGÓCIO AO SUCESSO. São Paulo + 55 11 3524-4500

A MAZARS é uma organização internacional, integrada e independente, especializada em Auditoria, Financial Advisory Services, Consultoria Empresarial, Consultoria Tributária e Terceirização de Processos e Serviços Contábeis.

Rio de Janeiro +55 21 2262-3900

Nosso modelo de integração é dedicado para garantir agilidade e consistência na qualidade de nossos serviços. Somos uma empresa global que compartilha os mesmos valores.

Campinas +55 19 3368-7811

www.mazars.com.br

Uma cultura corporativa moldada pela diversidade, pensamento independente e forte compromisso com nossos clientes.

relacionamento@mazars.com.br


#35 - Tatá Werneck  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you