Page 1

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a

isis valverde depois do sucesso da musa sereia, a atriz Mineira de Aiuruoca estreia em seu primeiro filme: Faroeste Caboclo

turismo Suba as ladeiras do Morro do Vidigal fashion Entrevista exclusiva com o estilista Ricardo Almeida sabores Produção artesanal das boulangeries paulistanas


Seja uma empresa reconhecida no mundo todo. EXPORTAR É INOVAR.

Caxias do Sul

Criatividade, sustentabilidade, tecnologia e inovação são produtos de exportação do Brasil. O país se torna mais competitivo a cada dia e gera oportunidades para as empresas brasileiras conquistarem mercados no mundo inteiro. Com o apoio da Apex-Brasil e do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a Marcopolo aumentou sua participação internacional abrindo fábricas de ônibus em diversos países, como África do Sul, Argentina, Índia e Austrália. Exportar também pode ser o melhor negócio para sua empresa. Aproveite o bom momento do Brasil no exterior e leve a sua micro, pequena, média ou grande empresa para outros países. Acesse www.apexbrasil.com.br.


Taj Mahal


Mais opções

Maior espaço

avianca.com.br

Mais conforto

Mais diversão*

Siga a Avianca Brasil

SAC: 0800 286 6543

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas:

4004 4040

0300 789 8160

(capitais)

(demais localidades)


*Equipamento individual disponĂ­vel nas aeronaves A319 e A320.


presidente - President

The Joy of Flying Happiness is the celebration of victory. To be happy is the proof that we took the right path, that our life is going as we expected, that our plans are either being fulfilled or in their way to. Besides, happiness is a distinctive component of the Brazilian spirit. Even in troublesome times, we don’t lose our positive attitude and hope. Carnival is right around the corner. It is our greatest popular celebration and it mobilizes the whole nation during the celebration days. It is the praising moment of happiness. We, from Avianca, have several reasons to be happy. According to official data released by the National Civil Aviation Agency (ANAC), Avianca was the company that experienced the biggest growth in Brazil in 2012, a rate of 97.1% in comparison with the previous year. To answer this growing demand, our fleet received 8 new Airbus in 2012. Today, it has 34 aircrafts total. At least five more brand new ones will arrive until the end of this year. The sustained investments for the renovation of our fleet are crucial to ensure our vigorous growth, as they enable our passengers’ well-being, more space between the seats, a distinguished in-flight service, entertainment and safety. Our expansion creates more jobs. We started 2012 with 2,635 employees and by the end of the year this number had gone up to 3,243. This translates to thousands of families enjoying better living standards and fulfilling their dreams. But our happiness doesn’t come only from numbers. Our biggest cause for satisfaction is to offer the best services to the client of the domestic airline market, which is our permanent goal. It is what distinguishes Avianca and makes the company unique. And that is attested by ANAC, which granted the agency’s A Approval Seal for the bigger space between the seats found in all our aircrafts. Each one of our passengers is treated in a special way. Therefore, happiness is our prevalent feeling. Happiness for serving well, for accomplishing success, for being appreciated by clients and authorities, for creating more and more jobs and for growing the labor market. We are certain of doing the good for the community, which makes us happy and for sure leads to true happiness. Have a nice trip, enjoy your reading and happy Carnival! José Efromovich CEO Avianca Brazil


Alegria de Voar A alegria é a consagração da vitória. Estar alegre é a comprovação de que adotamos o rumo certo, que nossa vida caminha como esperamos, que nossos planos estão sendo realizados ou podem vir a ser concretizados. Além disso, a alegria é um componente característico do espírito brasileiro. Mesmo em períodos de dificuldades, não perdemos nossa atitude positiva e a esperança. O Carnaval está próximo. Essa é nossa maior festa popular e mobiliza toda a nação durante os dias de folia. É o momento de exaltação da alegria. Nós, da Avianca, temos inúmeros motivos para estarmos alegres. Conforme dados oficiais da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), fomos a companhia aérea que mais cresceu no Brasil em 2012, um índice de 97,1% em relação ao ano anterior. Para atendermos essa demanda crescente, nossa frota incorporou 8 novos Airbus em 2012. Hoje, conta com 34 aeronaves no total. Pelo menos, mais cinco aviões irão chegar até o final deste ano. Os constantes investimentos na renovação da nossa frota são essenciais para a garantia do nosso vigoroso crescimento, pois possibilitam mais conforto, espaço, atendimento de bordo diferenciado, entretenimento e segurança para os nossos passageiros. Nossa expansão tem gerado mais empregos. Começamos o ano de 2012 com 2.635 funcionários e terminamos com 3.243. São milhares de famílias usufruindo de um melhor padrão de vida e realizando seus sonhos. Nossa alegria não vem só dos números. Nosso maior motivo de satisfação é oferecer o melhor atendimento ao cliente do mercado aéreo nacional, o que é nosso constante objetivo. É um diferencial que torna a Avianca única. Assim atesta a ANAC, que concedeu selo A para o maior espaço entre as poltronas de todas as nossas aeronaves. Cada um de nossos passageiros é tratado de maneira única e especial. Por isso, a alegria é o nosso sentimento dominante. A alegria por servir bem, obter sucesso, ser reconhecida pelos clientes e autoridades, gerar cada vez mais empregos e expandir o mercado de trabalho. Temos a certeza de estarmos fazendo o bem, o que muito nos alegra e leva à verdadeira felicidade. Ótima viagem, boa leitura e bom Carnaval! José Efromovich Presidente da Avianca Brasil


#31 Persistência realiza sonhos Isis Valverde era o sonho de capa para esta edição da revista. Depois do sucesso como musa do axé na microssérie da TV Globo “O Canto da Sereia” e de ganhar o Brasil como a piriguete Suellen na novela Avenida Brasil, a atriz é uma das mais requisitadas do momento. Mesmo sabendo que seria difícil conseguir um horário na agenda de Isis, decidimos não desistir tão facilmente. Depois de muitas conversas, reunimos uma equipe de peso em um estúdio fotográfico do Rio de Janeiro. E o resultado ficou incrível. A Avianca ainda oficializou seu apoio ao filme Faroeste Caboclo, primeiro longa-metragem de Isis, que estreará em todo o Brasil no final de maio. Lição de tudo isso? Persistência realiza sonhos. Essa filosofia nos seguirá nas próximas edições ao longo do ano – somada a uma dose de ousadia. Na capital carioca, subimos o Morro do Vidigal, novo “point” da cena noturna do Rio. Depois de um ano da pacificação pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, a favela agora tem clima de cidade do interior. Com grafites pelos muros e uma vista incrível das praias do Leblon, de Ipanema e da Lagoa Rodrigo de Freitas, a região ainda oferece experiências diurnas inesquecíveis, como a feijoada de fama internacional da Tia Léa. Fora do Brasil, fomos a Miami entender por que a cidade é o destino internacional preferido dos brasileiros. Claro que as compras motivam a maioria dos viajantes, mas alguns subúrbios menos explorados, como Coral Gables e Coconut Grove, também encantam pelos seus boulevards arborizados, construções históricas e estilo descolado pós-era hippie dos anos de 1960. Confira ainda entrevistas exclusivas com personalidades de peso. O estilista Ricardo Almeida conta por que abandonou o São Paulo Fashion Week; o bem-sucedido empresário do entretenimento André Almada nos inspira com sua trajetória profissional; e o carnavalesco da Unidos da Tijuca Paulo Borges revela como é trabalhar entre fantasias e adereços de escola de samba. Outros assuntos como economia, cultura, gastronomia e sustentabilidade também renderam boas reportagens. Vire a página e boa leitura! @FredyCampos redacao@aviancaemrevista.com.br

Marco Antônio Ferraz, Cláudio Carpi, Isis Valverde, Ton Reis, Livian Valias e Paulo Zelenka


sumário 20

32

28 entrevista

ricardo almeida

O adeus de Ricardo Almeida ao São Paulo Fashion Week

highlight

camaro

especial

miami

A restauração do muscle car Chevrolet Camaro SS 350 1967

Os subúrbios descolados da capital das compras

44

82 66

front

isis valverde

Os próximos passos da carreira de Isis Valverde

52

economia O que fazer com a queda dos juros

60

rio de janeiro

morro do vidigal A experiência de subir o Morro do Vidigal

andré almada O sucesso do empresário do entretenimento

76

sabores

A paixão do chef Marcos Carnero pela panificação

medicina Pele saudável depois de curtir o verão

80

teto Construção de casas em comunidades carentes


We

avianCa

sophia Faria são Paulo para Porto Alegre

eduarda e Catarina Cuiabá para são Paulo

Cesar e isabele nascimento Chapecó para salvador

eduardo souza menezes ilhéus para salvador

Alan Guedes e esposa Campo Grande para Cuiabá

elisa barreto Aracaju para brasília

livian valias e ludgero Gabriel brasília para rio de Janeiro

Aloísio souza e Jaqueline santos salvador para são Paulo


cartas

leiTor eu na AVIANCA Envie fotos com a história da sua viagem pela Avianca para publicarmos na próxima edição: redacao@aviancaemrevista.com.br

No período das férias, o Ministério da defesa realiza atividades do Projeto rondon – ação que envolve universitários do país inteiro em municípios do interior do Brasil. Além do trabalho das equipes para incentivo do desenvolvimento local sustentável, as atividades do rondon também envolvem cobertura jornalística realizada por estudantes. fui como fotógrafa e tirei estas fotos de alguns “rondonistas” com destino a Petrolina, no início da Operação Canudos. foi uma viagem tranquila e agradável. Agradecemos aos funcionários pela paciência e atenção com todos. nayara viana, estudante de Jornalismo

Olá! Sou cliente e fã da Avianca! Sempre escolho a companhia para minhas viagens a trabalho. Este ano, tirei férias em janeiro e resolvi mostrar São Paulo, a cidade onde trabalho, para meus filhos. fizemos vários passeios legais: Simba Safari, Cidade da Criança, Museu Catavento e do Ipiranga, e finalizamos no Hopi Hari. Eles não estavam segurando a ansiedade de “andar de avião”. A experiência foi maravilhosa e, como sempre, fomos muito bem recebidos pela equipe. maria Paula Pereira Comaru de Araújo

Em 12 de janeiro de 2013, embarquei no rio de janeiro com destino a Petrolina, onde fui participar da cerimônia de abertura do Projeto rondon, como representante da fundação Cultural Exército Brasileiro. Ao desembarcar, às 14h, minha mala ainda não havia chegado. A Avianca agiu rapidamente e, às 20h, recebi minha mala no quartel. Continuarei voando Avianca, pois mesmo na hora da crise fui bem tratado, respeitado e o problema foi resolvido. Coronel miguel

depois de um fim de ano maravilhoso, minha esposa e eu retornando para Passo fundo... Cássia e Júlio Coelho Passo Fundo

aVianca EM REVISTA

FEV.13

· 13


Slide

fernando de noronha pe

Foto: Aylton Lelis Joaquim


trilhas únicas

jericoacoaraCe Após quase duas décadas da descoberta de Jericoacoara pelo mundo, a praia se transformou. A vila pacata de pescadores e com poucos moradores cresceu. Os visitantes de várias nacionalidades que se apaixonaram por seus encantos e belezas naturais não conseguiram ir embora, interagindo com o dia a dia e acrescentando novos olhares e rotinas a um dos destinos mais procurados e badalados do Ceará. Jeri, como é carinhosamente chamada, está diferente: mais sofisticada, organizada e estruturada. Uma mistura de urbano, com serviços de padrão internacional que uma cidade moderna oferece, e uma praia paradisíaca, mas sem perder sua principal característica, que é o conceito pé na areia. Localizada no litoral oeste do Ceará, a 300 km da capital Fortaleza, no meio de grandes dunas, a cidade conta com poucas ruelas cobertas de areia, sem a presença de nenhuma pavimentação, e com a tranquilidade de um mar calmo e vento refrescante. Jeri respira um ar cosmopolita, com a convivência de moradores e turistas conversando em diferentes línguas e culturas. O destino oferece uma grande variedade de opções para satisfazer desde quem procura sossego e tranquilidade até

os amantes dos esportes radicais e da vida noturna. São muitas as sugestões a seguir, desde massagens, esportes e um roteiro gastronômico completo, até bares tranquilos e música ao vivo. A hospedagem é outro destaque do local. Diferentes opções com hotéis e pousadas estruturadas para receber todo tipo de público. Desde hotéis maiores – com serviços completos e estrutura de piscina, SPA e restaurante, entre outros –, como o My Blue Hotel (mybluehotel.com.br), a pousadas boutique, lugares menores e charmosos que recebem poucas pessoas num conceito mais acolhedor e personalizado, como a Casa de Areia (casadeareia.com). Os passeios às lagoas próximas são únicos e rendem momentos inesquecíveis. As opções são: Lagoa Azul, do Paraíso e da Tatajuba, todas elas com paisagens deslumbrantes. Os turistas também podem fazer passeio de caiaque, andar de quadriciclo, alugar cavalo e praticar sandboard. Os apaixonados por windsurfe, kitesurf e stand-up paddle – nova modalidade em que a pessoa fica de pé sobre uma prancha e navega com o auxílio de um remo – já têm espaço garantido e várias escolas e lojas alugam os equipamentos. A agenda noturna de Jeri é bem movimentada,

com samba, rock e o tradicional forró – turistas e moradores locais festejam juntos. Antes de voltar para descansar no quarto, é preciso experimentar uma tradição antiga local que segue até hoje: a Padaria Santo Antônio. O espaço funciona das 2h da madrugada até as 7h da manhã, atendendo os baladeiros com pães recheados com queijo, banana ou coco. Quem procura um local mais intimista e gosta de uma música lounge, o AMI Beach Lounge, inaugurado recentemente, conta com uma vista privilegiada na beira da praia, com música e cardápio elaborados em um espaço charmoso e aconchegante. Para quem gosta de shows e de agitação, a dica é aproveitar um dos festivais que acontecem na praia. Um dos principais e mais reconhecidos é o Jeri Sport Music Festival, que em setembro chegou à 5ª edição e sempre apresenta grandes nomes da música brasileira. Jericoacoara é considerado um dos destinos turísticos imperdíveis e roteiro obrigatório para quem gosta de viajar. Guilherme Fernandes, assessor na empresa dois.com.


praia do rosasc Este paraíso está localizado a 100 km de Florianópolis e é uma das baías mais belas do mundo por sua mistura de lugares charmosos e beleza agreste. E o melhor de tudo: aqui você não precisará usar meia fina e salto alto! De junho a novembro, a Praia do Rosa é um lugar meio faroeste, onde você só encontrará gente mais sossegada, que está fugindo do agito, surfistas de todos os lugares do mundo e o principal: a presença das baleias-francas. E uma boa notícia: em 2012 foi visto um número recorde de baleias (ao todo 108), segundo monitoramento do Projeto Baleia Franca. Elas fogem do inverno da Antártida e buscam o litoral catarinense para dar à luz e alimentar seus filhotes. É muito fácil avistá-las, pois ficam bem próximas da costa, mas se você deseja vê-las de pertinho existe um passeio, que dura cerca de três horas e tem o ponto de partida definido a cada manhã, pois depende de onde há maior concentração de baleias. As atrações do Rosa na temporada das baleiasfrancas não se limitam apenas àquelas que envolvem o mar. Fora o turismo de whale watching, em terra os visitantes desfrutam de passeios a cavalo, trilhas ecológicas e hospedagens aconchegantes e charmosas, que em nada devem para a hotelaria típica de destinos de serra. A oferta variada de pousadas contempla todos os gostos e bolsos, mas o destaque é o Solar Mirador, do casal Suzana e Roberto. Por lá, os visitantes passarão momentos de muita paz, com luxos sem excessos, serviço impecável e ainda com a oportunidade de desfrutar todas as noites de uma das vistas mais fascinantes do lugar. A gastronomia do Rosa também não decepciona os gastroturistas. São várias as opções, cada uma com suas características próprias e sabores refinados, mas todas com o mesmo objetivo: transformar cada um de nós em mais um apaixonado por este lugar mágico. Não deixem de visitar dois lugares imperdíveis: o Lua Marinha, da chef Tais Maradas, que possui uma culinária exótica e uma construção rica em detalhes – destaque para seu camarão ao coco com arroz cremoso de limão; e o italianíssimo Sapore di Pasta, comandado pela chef Rô Reis – além de

pratos que mais parecem obras de arte, o lugar é super-romântico. Não deixem de provar o spaghetti al nero di seppia, massa artesanal com lascas de salmão puxadas na redução de laranja. Enfim, quer um paraíso para fugir com seu amor e saborear o sutil equilíbrio entre natureza e vida contemporânea? Então não deixe de ir à Praia do Rosa, um pequeno pedaço do paraíso no mundo. ♦ Carla Palmieri, jornalista e crítica de moda, gastronomia, cinema e outros assuntos que vivencia em seu blog myfashionlife.com.br

Foto Roberto Salgado

avianca em revista

fev.13

· 17


radar

nalivraria Por tatiane greco FOTOS divulgação

playlist

Lara Gerin

1 Woohoo (feat. Ost & Kjex) - H.O.S.H. 2 It’s True - It’s True 3 Where I Stand (Karmon Remix) [feat. Lostcause] -Fabo

Frommer’s – Miami e as Keys Dia a Dia Autor: Lesley Abravanel

Museus, praias, baladas e compras. Na dúvida sobre o que fazer, o guia “Frommer’s – Miami e as Keys Dia a Dia” ajuda os viajantes a desvendar um dos destinos internacionais mais procurados pelos brasileiros. Dezenas de roteiros e 43 mapas indicam os melhores passeios, lugares interessantes, programas para crianças e roteiros temáticos de Miami e Flórida Keys, arquipélago no extremo sul do estado.

4 Feel It - Karmon 5 Outstanding - Toomy Disco 6 2 Know U - Doctor Dru 7 Something Special - Miguel Campbell 8 Crossroads - Russ Yallop 9 City Life (Maya Jane Coles Remix) - DJ T. 10 Sad Sad City -Ghostland Observatory

Minha doce Paris AUTORA: Amy Thomas

Apaixonada por doces e por tudo o que vinha da França, Amy Thomas relata o período em que morou em Paris, onde redigia anúncios publicitários e explorava as melhores padarias e confeitarias. No livro, a autora relembra os passeios pelas charmosas ruas da Cidade Luz e dá pequenas dicas ao final de cada capítulo – no que ela chama de pontos doces no mapa –, além de uma lista de confeitarias de Paris e Nova York, sua cidade natal.

Viver com fé AUTORES: Cissa Guimarães e Patrícia Guimarães

Histórias de superação, tristezas, alegrias, amor e despedidas apresentadas no programa homônimo são as bases para esta obra de Cissa e Patrícia Guimarães. O livro é uma coletânea de relatos de fé inabalável de homens e mulheres que passaram pelo programa. Personalidades como Gilberto Gil, Maria Bethânia, Miguel Falabella e Milton Nascimento mostram a fé como segredo para uma vida mais harmônica.

bit.ly/pedrita

Ricardo Andraus

1 Sister Sledge - All American Girls 2 Phyllis St James - Candlelight Afternoon 3 Pet Shop Boys - Domino Dancing 4 M People - Don’t Look Any Further 5 Novecento - Day And Night 6 Lighthouse Family - Loving Every Minute 7 Ultra Naté - Free 8 Modjo - Lady (Hear Me Tonight) 9 Booka Shade - Numbers 10 Marina & The Diamonds - Radioactive

VAIEVEM AUTORES: Claudia Tavares, Monica Mansur e convidados

Uma ferrovia, diversos olhares. Essa foi a proposta editorial das artistas visuais cariocas Claudia Tavares e Monica Mansur, que convidaram fotógrafos mineiros para traduzirem em imagens as ferrovias de Minas Gerais, seus caminhos e sua gente. A obra fecha a trilogia visual iniciada com a edição do Rio de Janeiro e seguida pela de São Paulo.

ricardoandraus.com


highlight - camaro

chohfimusclecar@hotmail.com

na onda do Camaro amarelo por camila balthazar e cassio mattos fotos gustavo p. recco

“Às vezes, chego em casa, estaciono e fico olhando o carro na vaga. Só olhando”, diz Marcelo Chohfi, paulistano de 31 anos apaixonado por restauração de carros antigos, principalmente Camaros da primeira geração, produzidos entre 1967 e 1969. O caso de amor começou em 2002, durante um jantar em família. O irmão comentou que um amigo desmontava automóveis antigos e começava a reforma do zero. O pai desafiou os filhos, afirmando que, se os dois encontrassem um Chevrolet Camaro 67 conversível, a compra estava liberada e a reforma garantida. “Eu não fazia ideia de

20 · fev.13

avianca em revista

que carro era aquele. Fui pro quarto, entrei na internet e quando vi o modelo me apaixonei. É o carro mais bonito do mundo”, conta Marcelo. A partir desse dia, o assunto na mesa de jantar não mudou mais. Marcelo pesquisou 24h por dia até finalmente encontrar um Chevrolet Camaro SS 350 1967, com motor e câmbio manual originais de fábrica à venda. “Descobri que essa era uma configuração rara. Fui ver o carro e fiquei louco para comprar”, lembra. O pai não ficou tão empolgado assim. Tudo o que ele viu foi uma lata abandonada, podre e acabada. A briga durou vários dias até Marcelo

conseguir levar o carro para casa. Esse trajeto foi tudo o que o modelo de estreia do Camaro – com o volante de três raios, a grade pontuda, os faróis redondos, as lanternas quadradas e a linha de cintura em forma de onda – percorreu antes de ser inteiro desmontado. Passados quatro dias, o carro estava só na carroceria. “Eu não sabia direito o que estava fazendo, mas ia tirando fotos e filmando. Assim conseguiria montar tudo de novo”, diz. O Camaro 67 ficou pronto dois anos depois. Na sequência, já apareceu um Camaro 1969, depois um Dodge Challenger 1970 RT440,

avianca.com.br


uma Thunderbird 1957 e um Chevelle Malibu 1967. Mas engana-se quem pensa que a paixão de Marcelo está em andar com estes carros pelas ruas. “O que me move é reformar. Por isso que um veículo antigo nunca está pronto. Quando parece chegar ao fim, invento alguma coisa diferente para mexer”, explica, acrescentando que também não ficaria muito feliz se levasse o carro para o shopping, por exemplo, e alguém desse aquela típica batidinha na porta lateral. Hoje Marcelo tem sua própria oficina de restauração. A profissionalização da sua paixão começou em 2004, quando seu futuro primeiro cliente passou em frente da garagem onde seu Camaro 67 estava estacionado e gostou do que viu. Nesse dia, recebeu a primeira proposta de restaurar um carro antigo de outra pessoa. De lá para cá, foram seis anos sem tirar férias. Viciado nos muscle cars, os famosos carros americanos superpotentes, a primeira viagem a lazer foi em 2008, quando foi pela primeira vez a Las Vegas participar da Sema Show, a maior feira aftermarket da indústria automotiva mundial. Ou seja, umas “pseudoférias”. Desde então, o evento virou seu ritual de férias. No Brasil, o evento do ano é o Encontro Paulista de Autos Antigos, em Águas de Lindoia, que premia os melhores veículos expostos em diferentes categorias. “Já levei três carros e ganhei o prêmio de originalidade com todos”, gaba-se. Mas seu novo vício agora são os hot rods, os carros customizados. “O original é muito legal, mas, na minha opinião, vale a pena fazer quando é um modelo raro. Cansei um pouco de ir atrás

das peças originais. Eu era louco. De verdade. Não descansava enquanto não encontrava o parafuso original”, relata. O atual projeto em andamento é a customização do Chevelle Malibu 1967. Só a carroceria será mantida. Todas as peças serão modernas, potentes e confiáveis para rodar na estrada – e quem sabe arrancar com uma Porsche 2013 no semáforo e ainda levar a melhor. ♦ Marcelo recebendo prêmio em Lindóia

Marcelo e Chip Foose, designer de carros e apresentador do programa de TV Overhaullin’

avianca em revista

fev.13

· 21


tecnologia

Revolução na ponta dos dedos Entre os dias 8 e 11 de janeiro, aconteceu a Consumer Electronics Show (CES), principal feira de tecnologia de consumo do planeta, em Las Vegas. O evento comprovou que a grande tendência é a convergência, ou seja, aparelhos multifuncionais, como os tablets e smartphones, estão cada vez mais próximos um do outro. Correndo por fora, estão os ultrabooks com telas sensíveis ao toque. Vamos conferir as novidades do setor para este ano. Steve Jobs, criador da Apple, morreu em 2011, porém, quatro anos antes, ao lançar o iPhone, com sua tela sensível ao toque, fez com que a indústria tecnológica tivesse que se adaptar aos novos tempos e, principalmente, ao modo como usamos nossos aparelhos eletrônicos. Em 2010, foi a vez do iPad, o tablet que fica entre um smartphone e um laptop. Resultado: os teclados estão virando coisa do passado, os celulares cresceram no tamanho e os notebooks tiveram que se reinventar.

Foto: Shutterstock.com

Por ricardo oliveros


Smartphones crescem no tamanho O que promete estar no topo da lista dos desejos dos consumidores em 2013 são os phablets, ou seja, smartphones parrudos, com telas maiores, parecidos com os tablets. Um estudo da operadora T-Mobile, feito com 1.031 usuários americanos acima de 18 anos, indicou que 77% dos usuários que já possuem smartphones querem aparelhos com telas de 4,5 polegadas ou mais. A tendência de telas maiores se deve ao fato de que a maioria dos usuários tem usado seus celulares mais para navegar na rede do que para falar. Isso sem contar o sucesso de aplicativos que permitem a troca de mensagens online, como o WhatsApp, por exemplo. Tablets vão superar os notebooks As vendas dos tablets devem alcançar mais de 240 milhões de unidades no mundo, contra 207 milhões de notebooks, de acordo com as projeções do estudo da NPD DisplaySearch. Ao contrário do que acontece com os celulares, a tendência é os consumidores optarem por tamanhos menores de tela, entre sete e oito polegadas, assumindo 45% do mercado, ou 108 milhões de unidades. No Brasil, de janeiro a outubro de 2012, a participação no mercado dos tablets populares, com preços abaixo de R$ 1.000, subiu de 25,3% para 57,7%, segundo levantamento da empresa de pesquisa Nielsen. Esta é uma tendência que deve permanecer em alta em 2013. Ultrabooks híbridos são as grandes apostas Para quem precisa usar o computador para trabalhar e não quer abrir mão da leveza e de telas sensíveis ao toque, os ultrabooks com sistema Windows 8 prometem ser a resposta. Pelo menos por enquanto. Entre as principais características do aparelho estão a espessura mais fina, o peso abaixo de 2 kg e a inicialização rápida em até sete segundos. Na feira de Las Vegas, a Intel, maior fabricante de chips, declarou que a próxima geração de ultrabooks deverá ter obrigatoriamente tela sensível ao toque. As previsões da revista Time para 2013 indicam uma maior procura pelos laptops conversíveis e híbridos, que podem funcionar tanto como notebook quanto tablets. Lançamentos como o Yoga, da Lenovo, Elitebook, da HP e XPS Duo, da Dell, são os primeiros exemplos desta aposta. Todos com Windows 8, sistema operacional que roda tanto em notebooks quanto em tablets e celulares. A revista ainda vai mais longe e prevê que a Apple deve seguir esta tendência e lançar sua versão híbrida, algo como um MacBook AirPad ou iPad Air. ♦

avianca em revista

fev.13

· 23


performance

andando na linha Por eric pomi sousa FoTo tati brandão

Cansado de atividade física indoor? Você já deve ter visto o slackline em algum lugar. Inventado por escaladores americanos no final dos anos 70, consiste basicamente em tentar caminhar em uma fita esticada e prendida em dois pontos fixos. No Brasil, o esporte passou a ser praticado principalmente nas praias, mas o legal é que em parques, universidades e até no jardim de casa pode-se queimar algumas calorias. Dentre as modalidades, destacamos o trickline, no qual a altura da fita fica no máximo a 1,20 m do chão, e o waterline, feitos sobre um rio ou piscina (divertido, não?). No começo, recomenda-se utilizar alturas menores, evitando impactos maiores ao se desequilibrar.

ProF. FeLiPe garkaLnS

Para iniciar, suba na fita com algum apoio e flexione os joelhos, contraindo a musculatura da perna. Para conseguir equilíbrio, é essencial que o abdômen fique contraído. Os braços também trabalham para isso. Leve o tempo necessário para entender o movimento. A prática deve ser feita com material adequado. benefícios: - Queima calorias. - Fortalece membros inferiores e abdômen. - Trabalha a coordenação, concentração e equilíbrio. Lembre-se de fazer exames médicos e consultar um profissional de educação física antes de iniciar qualquer atividade física.

Eric Pomi Sousa é graduado pela USP, faz parte do Asics Personal Team e é voluntário da ONG TETO

24 · FEV.13

aVianca EM REVISTA

avianca.com.Br


mundo digital

messenger 22/07/1999

15/03/2013

O MSN Messenger matou o ICQ (alguém aí se do mundo dos negócios: evolua ou morra ou tenha lembra?), que surgiu em 1996, e agora será capital suficiente para comprar o concorrente. substituído pelo Skype. O fato mais uma vez No entanto, há um fato curioso neste grande comprova o que o mundo dos negócios há muito movimento de migração que será realizado pela tempo já sabe: evolua ou morra. O serviço de Microsoft: o Messenger continuará vivo na China, mensagens instantâneas da Microsoft, lançado já que lá o Skype é operado por um provedor local. em julho de 1999, chegou a atrair 330 milhões de Peculiaridades daquela república. usuários ativos por mês. Todos os cuidados foram O Skype, por sua vez, foi tomados para minimizar lançado em 2003 e tem os impactos da transição. hoje mais de 663 milhões Hoje, os dois sistemas de usuários em todo o já estão operando Se você é parte mundo. Sendo um serviço de forma unificada e dos 100 milhões de voz sobre IP (Protocolo será dada a opção de de Internet) e um app, integrar as contas e os de usuários de cresceu rapidamente, contatos. Ao realizar Messenger que especialmente pelo fato de esse procedimento, que todo o mundo digital a ferramenta antiga ainda estão ativos, caminha para o mobile. será automaticamente Não por acaso, o Skype diga adeus, ele está desinstalada. É claro que mirou seus esforços na aqueles que ainda não chegando ao fim. criação de vários apps têm o Skype instalado para todos os sistemas terão que “baixar” o operacionais, deixando aplicativo, afinal, este o Messenger totalmente é o objetivo final na para trás. estratégia da gigante Se você é parte dos 100 milhões de usuários de Microsoft. Eu particularmente considero a Messenger que ainda estão ativos, já deve ter troca favorável para o usuário. Minha conta do recebido o comunicado oficial da Microsoft sobre Messanger está abandonada há muito tempo o encerramento no dia 15 de março de 2013. Os e uso apenas o Skype, principalmente para usuários serão migrados para o Skype, comprado conferências de trabalho e longas conversas com pela Microsoft em maio de 2012 por US$ 8,5 os amigos que moram em outros países. É uma bilhões. Vamos então reformular a famosa máxima opção supereconômica para ficar em contato. ♦ ♦

Silvia Camargo é CMO da Predicta, empresa de inteligência digital que aproxima marcas de seus consumidores no ambiente digital.

26 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


fashion

28 路 fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


Ricardo Almeida

O homem por trás do terno

por Rozze angel Foto Divulgação

Estilo, Ricardo Almeida, 57 anos, tem desde que nasceu. Filho dos fundadores da tradicional Casa Almeida, que vendia artigos de cama e mesa nos anos de 1970, atualmente ele é um dos mais renomados estilistas brasileiros. Veste de celebridades a personagens de novela. Recentemente ampliou o alcance de sua marca lançando uma linha casual e uma versão feminina de seus elegantes trajes sociais. Começou ainda jovem, desbravando as pistas de corrida de motocicleta. Trocou a velocidade dos campeonatos pela das passarelas por volta dos anos 80, mas nunca diminuiu o ritmo. Hoje, é “o nome” quando se pensa em moda masculina sob medida. Dedicado ao trabalho, ele só reserva um tempo livre para a namorada e os cinco filhos, dois dos quais já seguem os passos do pai.

O que difere uma peça Ricardo Almeida? Sempre procuramos ter uma roupa mais seca, mais moderna, as calças mais justas, com paletós ajustados e não tão longos. Cuidamos muito do molde para cada cliente, então a roupa abraça a pessoa. Como foi transformar Lula, na época da candidatura à presidência? O Duda Mendonça me contratou para mudar o visual dele. Demos mais requinte para a sua imagem porque a roupa mais junto ao corpo deixa a pessoa mais elegante, mais interessante. E foi fácil lidar com ele? Nunca tive problema com ele, que sempre muito tranquilo. Eu, na realidade, nunca tive problemas com nenhum cliente. Seria porque é mais fácil lidar com homem do que com mulher? Não. Acho que é porque eu sou “o Ricardo”, então eles não falam nada. Acho mulher até mais fácil porque elas gostam de inovar. Já com o homem você tem que ficar empurrando um pouquinho mais. Você também veste muitos noivos. Eles, como as noivas, já chegam com algo definido ou deixam tudo por sua conta? A gente faz muita roupa de casamento, até pelo fato dos noivos quererem uma roupa sob medida. Não vão comprar uma roupa pronta para casar, né? E eles chegam aqui para ouvir, querem saber o que eu acho. Qual foi o traje de casamento mais ousado que já fez? Já fiz um xadrez claro, mas o cara era oriental, magrinho. A mãe dele até ficou preocupada, mas depois que viu a roupa disse que o filho estava lindo. Eu sabia que ele “seguraria” aquela roupa. O importante é captar até quanto você pode “ir” para cada pessoa.

Você sempre fez os desfiles mais esperados do São Paulo Fashion Week. Por que deixou a semana de moda? Quando começou, eram vinte marcas muito conhecidas e consagradas. Mas o Paulo (Borges, idealizador do SPFW) quis incluir muitas marcas, chegando a quarenta e poucas. Começou a não ter, a meu modo de ver, aquela exclusividade, e a minha marca está muito mais ligada a essa “exclusividade”. Fizemos vários desfiles depois que saímos do SPFW e todos fizeram muito sucesso. Não pensa em voltar? É importante que o SPFW exista, até pelo marco de calendário de moda, mas não como retorno para mim. Eu tenho força sozinho para levar jornalistas e clientes. O desfile que fiz no MASP tinha 1.500 convidados. Não preciso de um SPFW para encher uma sala, então, achei melhor fazer fora. Ainda bem que fiz isso porque deu um super-resultado e assim não fico preso, não tenho que dar explicações. Fora que eu faço o que quiser, não preciso obedecer regras. Você acha o homem brasileiro elegante? O homem brasileiro tem aprendido bastante, até por causa da globalização. É lógico que o europeu tem muito mais cultura de moda. Mas o brasileiro está no caminho. O país tem crescido em todas as áreas, não só na moda. Espero que daqui a pouco tempo a gente comece a ditar moda (risos). O que te incomoda num look masculino? A proporção da roupa. Isso é o que mais me irrita porque a combinação é meio relativa, mas a proporção às vezes me choca. Eu até penso: como é que a pessoa usa uma roupa desse jeito, mais larga, maior? Mas tem o seguinte: quando eu saio na rua eu não olho nada. Às vezes, chega um amigo e pede desculpa por não estar bem vestido. Lógico que não estou olhando e nem vou olhar. Fora do trabalho, não estou nem aí.


Wish - joias

Are you

red?

Como cantou ardentemente Marylin Monroe: “os diamantes são os melhores amigos de uma mulher”. Se vierem acompanhados por um toque de vermelho, então, ficam irresistíveis. Combine com safiras, granadas e rubis porque um pouco de glamour não faz mal a ninguém.

Por rozze angel FoToS diVulgação

brincos em ouro amarelo, brilhantes e rubis de débora ioschpe (deboraioschpe.com.br) r$ 28.000,00

brinco dionísio com rubelita e espinélio de antonio bernardo (antoniobernardo.com.br) r$ 7.900,00

bracelete com safira e diamantes de Jack Vartanian (jackvartanian.com.br) r$ 10.800,00

brinco coral com pérola e brilhantes de emar batalha (emarbatalha.com.br) r$ 8.900,00

pulseira com rubis de mariana Vital brazil (marianavitalbrazil.com) r$ 52.000,00

brinco com rubis e ouro branco da talento Jóias (talentojoias.com.br) r$ 11.040,00

anel aquarela em ouro rosé, diamantes e granada (dryzun.com.br) r$ 3.445,00 aliança com granada da noor Jóias (noorjoias.com.br) r$ 1.580,04

pendente flower em platina, rubelita e diamantes da tiffanY & co. (sob encomenda)

(tiffany.com) preço sob consulta


blueboxcomunicacao.com.br

NO MÊS DO CARNAVAL,

imagem ilustrativa

Anúncio

O PRAZER É TODO SEU!

Teriyaki Thickburger Aeroporto Internacional de Guarulhos / SP Terminal 1 | ASA A | Embarque Internacional

fb.com/carlsjrbrasil


around

miami por camila balthazar fotos marcos trinca

Os voos que ligam o Brasil a Miami estão sempre lotados. Atraídos pelo clima tropical o ano inteiro, boa gastronomia, cultura efervescente e, claro, compras e mais compras, os brasileiros compõem a maior parcela de turistas que visitam o litoral sul da Flórida – além de serem os que mais abrem os bolsos durante a viagem


Segundo o relatório do departamento de promoção turística da Flórida, os brasileiros foram os turistas estrangeiros que mais consumiram por lá em 2011. Os dados de 2012 devem ser divulgados em abril, mas dificilmente haverá mudanças no ranking. Afinal, enquanto brasileiros deixaram US$ 2,2 bilhões de dólares no estado, os britânicos, que ocuparam a segunda posição, gastaram quase 50% menos, somando US$ 1,2 bilhão de dólares. E um detalhe, que faz toda a diferença: o número de viajantes do Brasil e do Reino Unido que estiveram na Flórida foi quase igual durante este período. Miami é um dos principais destinos dos brasileiros nos Estados Unidos e a grande motivação está no verbo to shop. Mas quem vai às compras deve incluir no roteiro algumas outras paradas que vão muito além dos famosos outlets Sawgrass Mills e Dolphin Mall. Praias de areia branca e mar azul, parques com muito verde e aluguéis de barcos e jet skis, galerias de arte, construções históricas, restaurantes de chefs conceituados, baladas com gente bonita e celebridades, e ruas e avenidas arborizadas com cafés e livrarias compõem o cenário de Miami – e Miami Beach. Apesar de passar batido para a maioria dos turistas, Miami e Miami Beach são duas cidades diferentes. As seis pistas da ponte MacArthur Causeway, com 5,6 km de extensão, ligam as duas cidades tão rapidamente que quase ninguém percebe ter saído da Miami com pouco mais de 400 mil habitantes para a Miami Beach de 89 mil. Claro que essa informação não muda o dia a dia do turista, porém, cada cidade reserva um perfil de programas a serem descobertos. Mas logo no primeiro dia da viagem já alugue um carro, pois os bairros são afastados, o transporte público não é como o de Nova York e o ar-condicionado será muito bem-vindo.


Acima, o shopping a céu aberto Coco Walk; abaixo, no sentido horário, motocicleta na Española Way; estudantes no Design District; e skatista em South Beach


cool miami Boulevards arborizados, fontes e casas com arquitetura em estilo mediterrâneo. Essas são as principais características deixadas por George Merrick, idealizador de Coral Gables, planejada e construída na década de 20. Seu objetivo era reunir áreas residenciais e comerciais em um mesmo local. A região tem atrativos para mais de um dia, que vão desde museus e construções históricas até um dos melhores e mais luxuosos shopping centers de Miami, o Village of Merrick Park, com lojas como Tiffany, Jimmy Choo e Gucci. Se o objetivo não é gastar esse montante, vá ao Dadeland Mall. Mesmo não sendo tão conhecido pelos turistas brasileiros, é ali que fica a maior Macy’s da Flórida. Já a rua Miracle Mile faz parte do plano de George Merrick e oferece restaurantes, galerias, lojas de decoração e muitas opções de vestidos prêt-à-porter para noivas e madrinhas. Ainda na região, não deixe de visitar a Venetian Pool, piscina esculpida em pedra coral em 1924, e os jardins do Vizcaya, casarão construído em 1916. Mas um dos maiores tesouros escondidos em Coral Gables é o Matheson Hammock Park. Conhecido principalmente pelos moradores da região, é um parque enorme no litoral sul com piscina natural, trilhas, marina, lanchonete, banheiros e o romântico restaurante Red Fish. Além de curtir a piscina natural, que está sempre tranquila e parece uma praia particular, é possível fazer cursos de barco à vela, lancha e kite surf. Para entrar no

parque, o valor é praticamente simbólico – são cobrados US$ 5 por carro. A poucos quilômetros dali, também na costa sul de Miami, Coconut Grove é um bairro mais boêmio, antigamente habitado por artistas e hippies dos psicodélicos anos de 1960. Atualmente a região é familiar, mas reúne vários restaurantes, bares, butiques vintage, além do famoso Coco Walk – shopping a céu aberto com cinema, galerias de arte e lojas como Victoria’s Secret e GAP, e o delicioso The Cheesecake Factory. Há muitas árvores pelas ruas e pequenos e charmosos parques distribuídos pelo bairro. O Peacock Park é um dos mais frequentados pelos moradores e tem a vista da baía e da marina com seus inúmeros barcos ancorados. Ainda do lado de cá da ponte, antes de passar para Miami Beach, estão os “novos” bairros Winwood e Design District, recém-revitalizados e que agora reúnem galerias de arte e grafites nos muros – até mesmo os paulistas Os Gêmeos deixaram sua marca. Os dois bairros são vizinhos e considerados a meca das artes contemporâneas. Os prédios são baixos e antigos, lembrança dos tempos em que a região era desvalorizada e que a imagem de uma loja Christian Louboutin entre suas ruas era apenas um sonho. O designer francês de calçados já aterrissou no Design District e outras marcas estão a caminho. Piscina natural em Matheson Hammock Park


around

Miami Fun Beach A rua queridinha de South Beach (SoBe) é a Ocean Drive e seus edifícios históricos de arquitetura art déco dos anos de 1920 – hoje ocupados principalmente por hotéis. Muito neon, cafés e bares no calçadão que beira a praia. A parte mais agitada fica entre a 5th e a 15th Street. De lá, siga para a Española Way e suas três quadras bloqueadas para a circulação de carros. Paralelepípedos, prédios mediterrâneos, cores e adornos fazem a rua compor seu próprio cenário, como se não fizesse parte da região ao redor. Outra rua famosa e imperdível de SoBe é a Lincoln Road. Também exclusiva para pedestres, diversas lojas, cafés, restaurantes e livrarias ficam lado a lado ao longo de 1,6 km de extensão. A “regra” é caminhar sem pressa, pois as lojas ficam abertas até tarde. Para sobremesa, não perca o The Ice Box Café – lugar preferido de Oprah Winfrey para bolos e tortas. Mas South Beach não deve seguir roteiros pré-estabelecidos. Alugar uma bike ou caminhar pelas ruas até se perder é a melhor forma de entender a dinâmica SoBe – bairro com jeitinho de “eternas férias”. À noite, as luzes da Ocean Drive acendem-se e Miami Beach pulsa com a vida noturna. As baladas mais disputadas ficam nessa região, como LIV e Arkadia, no Hotel Fontainebleau; Wall, no Hotel W; e Louis, no Hotel Gansevoort. Uma boa pedida é chegar cedo, por volta de 23h30. A pista ainda estará vazia, mas a mesma teoria vale para a fila na porta – diminuindo os riscos de ser barrado pelos porteiros (igual acontece em filme hollywoodiano). Vista-se para arrasar e aproveite a noite em uma das cidades que mais ferve no mundo. ♦

No alto da página, Lincoln Road e posto salva-vidas em South Beach; abaixo, arquitetura art deco do Colony Hotel, na Ocean Drive; e carro e bicicleta retrôs também na Ocean Drive


eating Seasons 52 Pratos saborosos e requintados em uma atmosfera acolhedora. A seleção de vinhos é extensa. Mas o melhor vem agora: todas as opções do menu têm menos de 475 calorias. Coma sem culpa. Não esqueça de fazer reserva. 321 Coral Way – Coral Gables seasons52.com Joe’s Stone Crab Apesar de ser um dos restaurantes mais famosos e queridinhos dos turistas, a comida é realmente boa e o caranguejo não decepciona. Se for sua primeira vez, peça o tradicional Stone Crab. Fique atento: o restaurante fica aberto apenas entre os meses de maio e outubro. 11 Washington Ave. – Miami Beach joesstonecrab.com

going out

Barton G. O restaurante combina alta gastronomia com diversão – quase um clima de fantasia. A apresentação dos pratos dá um show e pode vir um macaco pendurado no drink, uma girafa decorando o prato ou até mesmo um garfo gigante no steak. Crianças e adultos adoram. 1427 West Ave. (14th Ct.) – Miami Beach bartongtherestaurant.com News Cafe Para ver e ser visto na Ocean Drive. O lugar é tradicional e foge um pouco das ostentações turísticas e exageradas dos bares vizinhos. Boa opção para um café da manhã para começar o dia ou terminar a balada. Como a gorjeta já vem na conta, os garçons tendem a ser arrogantes. 800 Ocean Dr. (8th St.) – Miami Beach newscafe.com

LIV Clube de três mil m2 localizado dentro do tradicional Hotel Fontainebleau. É a balada do momento em Miami, reunindo pessoas bonitas e até mesmo celebridades que estão pela cidade. 4441 Collins Ave. – Miami Beach livnightclub.com

Cardápido do restaurante Barton G

Mynt Lounge Pequeno e intimista, o clube é um dos endereços mais exclusivos de South Beach. Paris Hilton, Cameron Diaz e Sean Penn estão entre os famosos que já passaram por lá. 1921 Collins Ave. – Miami Beach myntlounge.com Arkadia Também localizado no Fontainebleau, a casa convida os DJ’s mais importantes da cena atual. Diferentemente da LIV, o foco é mais R&B e black music. 4441 Collins Avenue – Miami Beach arkadiamiami.com

VOOS PARA miami (escala em bogotá) São Paulo (GRU) Rio de Janeiro (GIG) avianca.com

Saída Chegada 9h45 17h57 9h40 17h57


around

segredos de miami Cinco residentes de Miami escolheram seus programas preferidos na cidade. São aqueles segredos que só quem mora lá conhece. Anote na agenda e inclua no roteiro da sua próxima viagem a Miami. 1

Brickell Soccer Roof Top

21

“Um dos festivais mais esperados aqui em Miami é o Art Basel, que acontece em dezembro e traz milhares de pessoas para a cidade. A entrada para o centro de convenções custa uns US$ 30, mas você pode aproveitar grande parte das exposições gratuitas e galerias por toda cidade. À noite, não faltam opções de baladas, que vão de piano a jazz e música eletrônica. A dica é pegar a programação e escolher entre as infinitas alternativas que rolam 24 horas por dia durante o festival.” Kyle Riddlebaugh

“Um dos segredos mais bem guardados do centro de Miami é o Brickell Soccer Roof Top. A vista é impagável, do topo de um edifício, e a brisa que vem do oceano durante a partida de futebol completa a experiência. Posso ligar antes para reservar um dos dois campos indoor ou juntar-me às ligas semanais que acontecem no gramado. Tem sido uma ótima forma de aliviar o estresse”. Mario Franca Rivergate Plaza 444 Brickell Ave. 2º andar soccerooftop.com

31

Miami Beach Convention Center artbasel.com

Everglades Alligator Farm

41

“O Everglades Alligator Farm é um passeio superdivertido e um programa que faço questão de marcar quando recebo visitantes de fora. A fazenda fica a uns 45min do centro de Miami e abriga mais de dois mil jacarés. Minha atração preferida é o Air Boat Ride, um barco que desliza sobre os rios de grama do Everglades. Ali, pertinho da fazenda, fica o Everglades National Park, onde com sorte (ou azar!) é possível ver jacarés livres no habitat deles”. Mayara Sa 40351 SW 192 Ave. – Homestead, FL everglades.com 51

Art Basel Miami

Yarbird Southern Table & Bar “Localizado a uma quadra da Lincoln Road, o Yarbird Southern Table & Bar oferece a melhor comida caseira do sul de Miami. O frango frito com waffles de cheddar e melancia em conserva é o destaque do menu, enquanto o tomate verde frito BLT (bacon, alface e tomate) com minissanduíche de frango é uma boa pedida para o aperitivo. O bar ainda oferece uma grande variedade de drinks”. Nicolas Castillo 1600 Lenox Ave. runchickenrun.com

Perricone’s Marketplace & Cafe “O Perricone’s é um dos meus restaurantes favoritos em Miami. O restaurante se destaca no skyline de Brickell – bairro empresarial e centro financeiro da cidade – por ser uma casa rústica no meio de um cenário tropical. O ambiente é muito romântico, especialmente à noite, sob as árvores iluminadas e ao som de música ao vivo. Os pratos de massa são requintados e sempre é difícil escolher diante da variedade de sobremesas! No final da noite, gosto de parar no mercado gourmet, que fica na mesma área do restaurante, e pegar algumas iguarias para desfrutar em casa”. Jessica Franca 15 SE 10th St perricones.com 1

2

3

4

5


Ministério da Educação Ministério do Turismo


agenda

cenTenário Jorge amado

2ª BienAl graffiti fine art

Cerca de 30 peças fazem parte da exposição que homenageia o centenário de Jorge Amado. Por meio de manuscritos, livros e fotografias, o público conhecerá um pouco mais da vida deste autor mundialmente conhecido. “Gabriela, Cravo e Canela”, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e “Tieta do Agreste” são algumas das obras deste mestre.

Com o objetivo de traçar um panorama dos estilos, técnicas e conceitos do graffiti, a exposição reúne obras inéditas, coletivas e individuais de 50 artistas. Em sua segunda edição, a mostra conta com painéis, instalações, telas, fotografias, pinturas, esculturas e intervenções que apresentam a diversidade e a qualidade da arte do graffiti.

Até 28/02 seg. a sex., das 9h às 20h. sáb., das 9h às 17h. dom. e feriados, das 12h às 17h biblioteca nacional - 2º andar Avenida rio branco, 219 – Centro – rio de Janeiro

de 22/01 a 17/02 terça a domingo, das 10h às 19h mube - museu brasileiro da escultura Av. europa, 218. são Paulo mube.art.br Imagem: Divulgação

Imagem: Acervo da Fundação Biblioteca Nacional

diCas AsoT 600 “The expediTion” World Tour O DJ e produtor holandês Armin van Buuren – eleito cinco vezes pela DJ Magazine como o número 1 do mundo – é a mente criativa por trás da assinatura “A State Of Trance (ASOT)” – programa de rádio que há mais de 10 anos é transmitido mundialmente e já alcançou 25 milhões de ouvintes. O programa virou evento, e chegará ao Brasil pela primeira vez no dia 1º de março, em São Paulo. 01/03, 22h dJs: Armin van buuren, Jorn van deynhoven, markus schulz , Orjan nilsen, ruben de ronde e tomas heredia local: espaço das Américas – são Paulo ingressos: ticket360.com.br

elTon John - 40Th AnniVersAry of The rocKeT mAn O cantor Elton John desembarca no Brasil no final de fevereiro para os shows de sua turnê 40th Anniversary of the Rocket Man. O artista comemora 40 anos de carreira e fará apresentações em São Paulo, Porto Alegre, Brasília e Belo Horizonte.

o “ouTro” nA pinTurA de iberÊ Camargo Composta por 69 obras, a exposição propõe um olhar capaz de perceber além das camadas espessas de tinta e da tonalidade sombria da produção de Iberê, reconhecendo em suas pinturas o homem-pintor, com suas angústias e contradições. As pinturas do artista, caracterizadas como abstratas, são um testemunho das oscilações vividas por ele. Até 10/03 Fundação iberê Camargo – 2º andar Av. Padre Cacique, 2000 – Porto Alegre/rs iberecamargo.org.br

Imagem: Divulgação

são Paulo 27/02 local: Jockey Club ingressos: livepass.com.br Porto Alegre 05/03 local: Zequinha ingressos: livepass.com.br brasília 08/03 local: Centro internacional de Convenções – end. sCes tr.02 Conj. 63 ingressos: ingressorapido.com.br belo horizonte 09/03 local: estádio do mineirão – Av. Antônio Abrahão Caram, 1001 ingressos: livepass.com.br


Cult

teatro

por vitor cardoso Foto Divulgação

rio de janeiro

ROCK IN RIO – O MUSICAL Inspirado no maior festival de música do mundo, cujo orçamento é de R$ 12 milhões, Rock in Rio – O Musical conta uma história fictícia e lúdica motivada pelas emoções e transformações que a música é capaz de provocar. João Fonseca (Tim Maia – Vale Tudo, O Musical) acerta mais uma vez na direção. Os cenários e a disposição das cenas na grande sala da Cidades das Artes deixa o espetáculo dinâmico e atraente. Cidade das Artes – Grande Sala – Avenida das Américas, 5300, ao lado do terminal Alvorada, Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ – Sex. 21h30, sab. e dom. 17h, 21h30 e 20h30. Estreou em 4 de janeiro aventuraentretenimento.com.br/

São paulo

são paulo

rio de janeiro

BATALHA DE ARROZ NUM RINGUE PARA DOIS

CAMILLE E RODIN

JACINTA

Drama / De: Franz Keppler; Direção: Elias Andreato; Com Leopoldo Pacheco e Melissa Vettore Grande Auditório do MASP – Avenida Paulista, 1578 – São Paulo/SP – Sex. e sab. 21h, dom. 19h30. Estreou 11 de janeiro. Até 31 de março morenteforte.com

Comédia Musical / De: Newton Moreno; Direção: Aderbal Freire-Filho; Com Andrea Beltrão, elenco e músicos Teatro Poeira – Rua São João Batista, 104, Botafogo – Rio de Janeiro/RJ – Qui. a sab. 21h, dom. 20h. Até 31 de março teatropoeira.com.br

Comédia / De: Mauro Rasi; Direção: Jacqueline Laurence; Com Nívea Stelmann e Maurício Machado Teatro Das Artes – Shopping Eldorado – Avenida Rebouças, 3970, 3º Piso – São Paulo/SP – Sex. e sab. 21h30, dom. 19h. Estreou 10 de janeiro até 31 de março morenteforte.com

42 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


rio de janeiro

Tim Maia Vale Tudo, O Musical Musical / De: Nelson Motta; Direção: João Fonseca; Com: Tiago Abravanel ou Danilo Moura e Grande Elenco. Theatro Net Rio – Rua Siqueira Campos, 143, 2º Piso, Copacabana – Rio de Janeiro/RJ – Qui a Sab. 20h30, Dom. 20h. Até março/2013. theatronetrio.com.br Foto Caio Gallucci

rio de janeiro

SHREK – O MUSICAL Teatro João Caetano – Praça Tiradentes, s/n - Centro – Rio de Janeiro/RJ – Sex. 20h, sab. e dom. 16h e 20h. shrekomusical.com.br

Foto Divulgação

rio de janeiro

Alô, Dolly! Musical / Direção: Miguel Falabella; Com Marília Pera, Miguel Falabella e Grande Elenco. Teatro Oi Casa Grande – Afrânio de Melo Franco, 290 - Leblon – Rio de Janeiro/RJ – Qui. 17h e 21h, Sex. 21h, Sab. 18h e 21h30, Dom. 19h. Até 17/02 oicasagrande.com.br

Foto Caio Gallucci Foto Daniel Klajmic

são paulo

Cabaret Musical / Direção: José Possi Neto; Com: Claudia Raia, Jarbas Homem de Mello e Grande Elenco. Teatro Procópio Ferreira – Rua Augusta, 2823, Jardins – São Paulo/SP – Sex. 21h30, Sab. 17h e 21h, Dom. 18h. Até 24/02 teatroprocopioferreira.com.br

avianca em revista

fev.13

· 43


FRONT front

44 路 fev.13

avianca em revista

Vestido: Samuel Cirnansck Sand谩lia: Cris Barros Anel: Lisht avianca.com.br


A escola da vida de Isis valverde por camila Balthazar Fotos Claudio Carpi Direção Criativa Marco Antonio Ferraz

Mineira da pequena cidade de Aiuruoca, Isis Valverde começou a carreira de atriz de TV como a misteriosa Ana do Véu, na novela Sinhá Moça, em 2006. Passou por Paraíso Tropical, Beleza Pura, Caminho das Índias, Ti Ti Ti, As Brasileiras e conquistou definitivamente o Brasil como a piriguete Suellen, em Avenida Brasil, e como a musa do axé Sereia, na microssérie O Canto da Sereia, que foi ao ar em janeiro deste ano. A fama não a fez perder as características de menina do interior. Desde pequena, Isis ouve da mãe e da avó (já falecida) a famosa frase de autor desconhecido: “Conheça o mundo, mas nunca esqueça o quintal da sua casa”.

avianca em revista

fev.13

· 45


FRONT

O ano era 1992. A cidade, Aiuruoca, pequeno município com pouco mais de seis mil habitantes do sul de Minas Gerais. No final de uma peça do Grupo de Teatro Juru, cujo roteiro criticava a política do governo Collor, Isis Valverde entra em cena. Com cinco anos de idade, a filha de Rosalba, atriz que comandava o grupo, veste uma fantasia de Pantera Cor de Rosa. No fundo, a famosa trilha sonora presente em todos os episódios. O holofote acende em cima de Isis, que abre uma banana e a joga na plateia. A luz apaga e a peça chega ao fim. “A galera ia à loucura. Eu era a criança, ingênua, que representava o povo”, conta Isis, hoje com 26 anos e uma das atrizes mais requisitadas do momento. A segunda vez que Isis subiu ao palco foi aos sete anos, dublando a música “Abre a Porta Mariquinha”, da extinta dupla Sandy e Junior. “A música acabou e o menino saiu de cena. Mas eu queria continuar no palco. Minha mãe ficava me pedindo para descer”, lembra. Desde criança, a mineira sabia que duas profissões a encantavam: atriz e veterinária. “Se nada desse certo, eu me tornaria veterinária selvagem e moraria na África. Pelo menos seria feliz”, diz. O que seria impossível dar certo era o sonho do pai de que Isis fosse médica. Sem conseguir encarar sangue e agulha sem desmaiar, a filha de Seu Rubens seguiu a paixão da mãe e foi em busca da carreira de atriz. Aos 15 anos, saiu da casa dos pais e foi morar em Belo Horizonte para concluir o ensino médio. Descoberta por um “olheiro” de uma agência de modelos, começou a gravar comerciais de televisão. Três anos depois, mudou-se para o Rio de Janeiro para estudar teatro e tentar conquistar um papel na televisão. Sua primeira personagem foi a misteriosa Ana do Véu, na novela Sinhá Moça, em 2006. Depois vieram a garota de programa Telma Linhares (Paraíso Tropical, 2007), a manicure Rakelli (Beleza Pura, 2008), Camila (Caminho das Índias, 2009) Marcela (Ti Ti Ti, 2010), Catarina (série As Brasileiras, 2012) a piriguete Suellen (Avenida Brasil, 2012) e a musa do axé Sereia (Canto da Sereia, 2013). “Como atriz, vivo diferentes pontos de vista. Já morri várias vezes, levei tiro, tive a sensação de pegar um bebê no colo logo depois de dar à luz. Você aprende mais sobre a alma humana a cada dia e visita emoções que jamais viveria na sua vida. Atuar é a escola da vida”, afirma Isis, revelando ainda que tem analisado a possibilidade de cursar Psicologia. Quando não está em cena, Isis passa horas na frente da TV assistindo a filmes de todos os tipos. “Gosto dos clássicos em preto e branco aos mais modernos. Aprendo muito vendo a interpretação dos outros atores. Uma atriz que acho mágica é a Meryl Streep. Ela tem uma facilidade de mutação física e vocal que me fascina”, explica. Seus olhos enchem-se de lágrimas ao se lembrar de uma cena

do filme “A Dama de Ferro”, em que Meryl Streep interpreta a exprimeira-ministra britânica Margaret Thatcher já aposentada, apresentando sinais de demência e conversando com o marido que já morreu. “Se quiser, não precisa nem assistir todo o filme porque não é tão bom assim. Mas Meryl Streep dá um show. No momento em que ela está na porta, com uma camisola rosinha, e finalmente deixa o marido ir embora, eu choro igual criança”, emociona-se Isis, como se naquele momento estivesse vendo esse trecho do filme na tela do cinema. No próximo dia 30 de maio, será sua vez de estrear nacionalmente no filme “Faroeste Caboclo”, seu primeiro longa-metragem. Baseado na música da banda Legião Urbana, os 159 versos que contam a história de João de Santo Cristo, Jeremias e Maria Lúcia – interpretada por Isis – ganham vida em um enredo mais aprofundado. Assim como na música, todos morrem no final. “A história é mais detalhada. Maria Lúcia tem família, uma ética, assim como os outros personagens. Dá um frio na barriga fazer um filme a partir de uma música ou livro porque as pessoas já têm uma visão da história e dos personagens”, analisa. Os próximos passos de Isis são encarar uma peça de teatro e gravar um filme em inglês. No início do ano passado, alguns sites noticiaram que a atriz já estava em contato com uma produtora hollywoodiana. Sem revelar detalhes, Isis apenas afirma que “surpresas virão”. “Não se pode ter tudo ao mesmo tempo. Tem que ir colocando os objetivos e sonhos em caixas. À medida que o momento certo chega, eu vou abrindo essas caixas. Além de tudo, ainda existe o fator sorte”, conta. Em uma dessas caixas, Isis guarda a vontade de dirigir um filme. “Isso será quando estiver bem mais velha e sem aquela impulsividade de tomar o lugar do ator”, e Isis dá risada com a mesma simplicidade dos tempos em que vivia na pequena Aiuruoca. “A fama é perigosa, mas não deixei que o balão voasse e o ego fosse acima das nuvens”, finaliza. ♦ Isis nas filmagens do Faroeste Caboclo


Vestido avianca e Sand谩lia: Samuel Cirnansck fev.13 路 47 em revista


FRONT

signor

Claudio Carpi

Nascido e criado em Roma, o fotógrafo da capa desta edição, Claudio Carpi, começou sua ligação com o Brasil na infância, ouvindo as músicas de Vinicius de Moraes que o pai escutava. Roteirista e diretor de longas-metragens, seu pai, Fabio Carpi, trabalhou na Vera Cruz Cinema nos anos de 1950 – e de lá voltou para Roma com histórias, memórias e lembrancinhas. “Vim pela primeira vez ao Brasil há mais de 20 anos para conhecer de onde vinham aquelas músicas”, conta Carpi. Apaixonou-se pelo país, aprendeu a falar português fluentemente, teve um filho com uma brasileira e há um ano tem residência fixa no Rio de Janeiro, ao lado do Jardim Botânico, com vista para o verde. Formado em artes gráficas e fotografia na ESAG (Ecole Supérieure de Design, D’Art Graphique et D’Architecture Intérieure) de Paris, Carpi trabalhou um ano como diretor de arte para a designer de alta costura Nina Ricci, porém, logo entendeu que sua vocação era estar na rua em contato com novas pessoas, construindo histórias. Seguindo os passos do pai, assumiu a profissão de fotógrafo. Trabalhou dois anos com a reconhecida fotógrafa de moda francesa Dominique Issermann. De lá para cá, já clicou nomes como Keanu Reeves para o cartaz do filme “Matrix”, Natalie Portman para “V de Vingança” e Halle Berry em “MulherGato”. Em seu portfolio, estampa campanhas de beleza para L’Oréal e Clarins, além de muitas fotos de celebridades para as revistas Vanity Fair, Marie Claire italiana, Glamour, GQ e Time Magazine. No auge de sua carreira, o ítalo-quase-brasileiro ainda tem muitos planos para o futuro. E Carpi tem pressa. Enquanto a fotografia tem o poder de congelar e imortalizar momentos, sua vida agitada lhe causa a impressão de que o relógio avança cada vez mais rápido. “Ainda quero viajar para muitos lugares do mundo e fotografar para reportagens com abordagens específicas, como as lutas livres mexicanas. Tenho uma lista de temas que me interessam”, revela.

Agradecimentos especiais

livian valias marcio damasceno model agent

marcio damasceno Styling

Paulo Zelenka Beleza

Ton Reis by Davines e MAC Assist Beleza: Nat Rosa Assistente de foto

ClaudioCarpi.com

Fabian Alvarez Andre Fontes isis veste (capa)

andré lima

48 · fev.13

avianca em revista


Carnaval é para curtir com os amigos. Principalmente com o Programa Amigo. Aproveite os benefícios do Programa Amigo. Quanto mais você viaja, mais pontos acumula para trocar por passagens. A partir de 5.000 pontos já é possível resgatar um bilhete Amigos & Money. Confira!

Prêmio Amigos & Money Prêmio ideal para você combinar pontos e tarifas promocionais em um único bilhete. • Período Normal: 5.000 ou 6.000 pontos + tarifa promocional • Alta Estação: 10.000 ou 12.000 pontos + tarifa promocional • Datas Especiais: 25.000 ou 30.000 pontos + tarifa promocional

programaamigo.com.br SAC: 0800 286 6543 Siga a Avianca Brasil

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas:

4004 4040 (capitais) 0300 789 8160 (demais localidades)

Importante! Não elegível ao acúmulo de pontos. 1. Considera-se Normal o período do ano excetuando-se a Alta Estação e os Feriados Nacionais (exemplo: Natal, Ano-Novo, Carnaval e Páscoa). 2. Consideram-se Alta Estação os meses de janeiro, junho, julho, agosto e dezembro. 3. Consideram-se Datas Especiais todos os feriados nacionais. Tabelas sujeitas a alteração sem prévio aviso. Em caso de dúvidas, contate a Central de Atendimento. A pontuação necessária para adquirir bilhetes-prêmio para viagens nacionais varia de acordo com a origem, o destino e a temporada (Normal, Alta Estação, Datas Especiais). Alterações de data, horário e/ou itinerário não são permitidas. Em caso de alteração deve-se solicitar o reembolso do Prêmio dentro da validade do bilhete. Somente os pontos válidos retornarão para a Conta Amigo do Associado, para emitir outro na nova premiação. Em todos os casos, poderão ser cobradas taxas administrativas.


Cadastre-se no Programa Amigo e ganhe 500 pontos! Promoção prorrogada até 31/03/2013.

Aproveite!


economia

Sua velhice e a queda nos juros por fabio kanczuk

A queda da taxa Selic tem sido comemorada pelo governo e pelos empresários como um grande avanço econômico. Você entende que pode até ser bom para as empresas, que conseguem capital mais barato, além de estimular os investimentos produtivos. Também pode ser bom para o emprego e talvez até tenha algum efeito sobre os salários. Mas, para você, que já está ficando velho, ela parece terrível. Sabendo que não podia contar com o INSS, você passou a vida poupando, preparando-se para a aposentadoria. Sempre achou que a riqueza que acumulava iria lhe permitir uma vida confortável. Porém, agora, com a queda dos juros, desconfia que vai ficar bem apertado. A remuneração financeira sobre a sua poupança ficou ridiculamente pequena. Quatro respostas: 1. Quanto eu ganho para cada R$ 1 milhão investido conservadoramente? Há cinco anos, quando a Selic era 14% e a inflação 4,5%, você tirava cerca de 6 mil reais por mês, já descontando os impostos. Agora, com a Selic em 7,5% e a inflação rodando a 5,5%, a remuneração mensal para a mesma quantia poupada é de somente R$ 500,00. 2. A queda dos juros é temporária ou permanente? Há dois motivos para os juros reais terem caído no Brasil. O primeiro é que eles caíram em todo o mundo. A crise de 2009 marcou o início de uma nova realidade econômica e, com ela, um período de juros reais bem mais baixos. De um lado, temos os imensos programas de estímulo monetário empregados pelos bancos centrais, de outro, o endividamento dos governos por todo o mundo que terá de ser resolvido. Essa combinação levará a juros baixos por um bom tempo. Para se ter uma ideia, os juros praticados nos Estados Unidos em termos reais, isto é, descontando a inflação, estão negativos, em cerca de -2% ao ano.

52 · fev.13

avianca em revista

A segunda razão para os juros brasileiros terem caído é que eles estavam estranhamente elevados quando comparados aos juros internacionais. Sei que isso não é resposta que se preze, mas é a melhor que tenho. Muitos economistas se debruçaram sobre o mistério do motivo dos juros no Brasil serem tão elevados, mas mesmo os mais sofisticados modelos ofereceram respostas um tanto quanto frustrantes. A melhor história é que essa jabuticaba está relacionada ao nosso passado de inflação elevada e calotes repetidos, os quais têm uma memória persistente. Com o tempo, esse efeito deveria desaparecer, e parece que isso aconteceu. 3. O que fazer? Se o problema da queda dos juros fosse temporário, eu diria que você pode ficar tranquilo e continuar gastando. Mas não posso. Eu também gostaria de propor algo meio mágico, como sugerir investimentos com mais risco e, assim, com maior retorno. Mas isso seria desonesto. O que se nota no mercado financeiro é que, com todo mundo fugindo dos investimentos seguros, os investimentos com risco estão mais desvantajosos do que o normal. Para conseguir um pouco mais de retorno está sendo necessário correr muito mais risco do que o usual. Dito de outra forma, quando se controla pelo risco, os melhores investimentos atuais são aqueles bem conservadores. 4. Mas que droga, como é que eu saio dessa? Minha sincera resposta é o que você não quer ouvir. Você terá que trabalhar mais e consumir menos do que inicialmente pensou. Sinto muito. Não por você, mas por mim, afinal, estou no mesmo barco. ♦ Fabio Kanczuk é engenheiro pelo ITA, PhD em Economia pela UCLA com pós-doutorado em Harvard, além de professor titular do departamento de Economia da USP.

avianca.com.br


GARANTIA

10 ANOS M a d e

Design Italiano

Cadeado TSA

Organização

i n

I t a l y

Giro 360º

AS MALAS ITALIANAS MAIS SEGURAS DO MUNDO AGORA NO BRASIL! Aproveite Ofertas Incríveis em até 12x

www.submarino.com.br

www.roncatobrasil.com.br Since 1950


red

think red

think

O clichê diz que uma imagem vale mais que mil palavras. Na Avianca uma imagem vermelha sugere uma dica gastronômica ou turística. Pense vermelho em suas andanças pelas cidades ou durante uma viagem e envie seu click para nós. A foto poderá ser publicada na próxima edição. * Envie sua foto para redacao@aviancaemrevista.com.br

brasília

Foto: Lucas Gabriel Câmera: iPhone 3GS

holanda

Foto: Helenson e Luciana Faria

São Paulo

Foto: Ivan Jose Delatim

Foto: Vera Lúcia

54 · fev.13

avianca em revista

Foto: Matheus Campos


roma

Foto: Simone Ramalho

Chapec처

Foto: Bruno Camargo

S찾o Paulo

Foto: Ana Taemi

Buenos Aires

Foto: Gustavo Carvalho C창mera: Nikon D700

Recife

Foto: Camila Moreira


entrevista

o enredo de PAULO BARROs por vitor cardoso foto Mauro Samagaio

Por quase duas décadas, a rotina de Paulo Barros é viver em meio às fantasias, adereços e cores de uma escola de samba. Carnavalesco da Unidos da Tijuca, escola do Grupo Especial do Rio de Janeiro, Barros trabalha entre uma equipe de 300 pessoas que atuam diretamente na sede. Sua função é coordenar todo o trabalho, desenvolver a ideia escolhida e surpreender na avenida. Aliás, criatividade é um dos seus pontos altos, elemento que lhe rendeu o bicampeonato, conquistado no ano passado. Famoso por apresentar comissões de frente inovadoras e desfiles inspiradores, o artista plástico e ex-comissário de bordo lança, este mês, pela editora Casa da Palavra, o livro “Paulo Barros – Sem Segredo” e revela na entrevista quais são os ingredientes fundamentais de seu ofício. No último ano, você conquistou mais um prêmio. É possível se superar a cada desfile? Procuro não me preocupar com isso. Sei que existe uma grande expectativa a respeito do meu trabalho, mas o que faço é focar no novo enredo e entregá-lo da melhor maneira com muita alegria. Acredito que a arte é inesgotável, então, sempre dá para surpreender. Este ano novamente aposto no ineditismo, na surpresa, em uma comissão de frente atraente do jeito que o público quer ver. Já lhe chamaram de ousado, polêmico, criativo e irreverente. Em sua opinião qual é a sua principal característica? Trabalhador! (Risos) Apaixonado pelo que faz! Fico feliz com os predicados que me dão, mas não deixo que isso me faça perder o foco.

De onde vem a inspiração para um novo trabalho? Tudo vem na cabeça na hora de criar um novo desfile. Seja uma imagem que vi na rua, um momento que vivi, um filme, uma obra de arte. O grande desafio é encontrar uma identidade naquele tema dentro do consciente coletivo. Preciso buscar elementos que sejam de identificação imediata do público. Em 2011, por exemplo, recriei na avenida a emblemática cena do Indiana Jones fugindo da bola gigante. Dizem que adoro usar Michael Jackson como referência. É verdade, pois ele é um ícone e suas performances perambulam pelas mentes das pessoas. Qual é a jornada de trabalho de um carnavalesco? Trabalho 11 meses por ano. Chego ao barracão por volta das 9h e saio depois das 19h. No mês que antecede o Carnaval, entro sem hora para sair. Qual seria o primeiro passo para se tornar um profissional do Carnaval? Paixão pelo que faz e muita força de vontade! Não existe um curso profissionalizante na área e isso se dá por ser uma arte muito específica. O jeito é mergulhar no Barracão e aprender na prática. Tem muitos profissionais oriundos das Belas Artes que migram para o Carnaval. É um longo mas maravilhoso caminho. Como é a convivência entre as escolas? O Carnaval é o único segmento em que vivemos em harmonia. Visito o barracão de outras escolas frequentemente e viceversa. Diferentemente de outras frentes,

como o futebol, vivemos na política da boa vizinhança. A marginalização do Carnaval dos anos 60 e 70 acabou! Por que algumas vezes ocorre de duas ou mais escolas escolherem temas idênticos ou parecidos? Isso é natural e está sujeito a acontecer. Mas acredito que seja coincidência de temas que estão “em alta” naquele momento. A investigação do Carnaval acabou há muito tempo. Hoje pode-se dizer que o Carnaval foi profissionalizado e que este tipo de postura não existe mais. Você afirmaria que o Carnaval está melhor atualmente? Com certeza! Bem melhor. Hoje a organização e o nível de exigência do Carnaval se assemelham aos de uma grande empresa. Falo disso em minhas palestras ao redor do país. Procuro demonstrar que elementos como o comprometimento, empenho para gerar resultados, espírito de equipe, estratégia e motivação estão presentes em nosso dia a dia. O Carnaval de hoje tem contrato de trabalho, direitos e deveres em relação aos patrocinadores e à televisão envolvida. É uma das maiores festas populares do mundo e com tratamento absolutamente profissional. Com uma vida tão agitada, dá tempo de viajar? Dá sim. Adoro viajar. Além das minhas férias de um mês, reservo alguns dias do ano para explorar as novidades por aí. Fui comissário por 17 anos. A mania de viajar está no sangue e sempre me acrescenta algo diferente. ♦


EMBARQUE NESTE PACTO PELA VIDA. O TRÂNSITO PRECISA DE PESSOAS CONSCIENTES. U M PAC TO P E L A V I DA Para conseguirmos um trânsito seguro e pacífico, não podemos nos limitar ao cumprimento das regras de trânsito. É preciso mais. Precisamos ter consciência das nossas atitudes como atores do trânsito, e, fundamentalmente, da responsabilidade que temos com a nossa vida e com a vida de outras pessoas. Afinal, somos todos afetados pela violência no trânsito. Faça parte deste pacto. Acesse paradapelavida.com.br e saiba como.

facebook/paradapelavida • @paradapelavida Cissa Guimarães – Atriz e apresentadora de televisão. Não cobrou cachê. Apoio:


dicas de viagens

Como viajar na gravidez No momento de realizar o check-in no guichê da Avianca, as mulheres sempre são questionadas se estão em gestação. A pergunta não é feita à toa. As grávidas podem viajar de avião sem problemas, mas devem prestar atenção a alguns procedimentos necessários para embarcar. Independentemente do período de gestação, a passageira deve preencher um termo de responsabilidade no momento do check-in. O atestado médico confirmando que a grávida está apta para o transporte aéreo é indispensável entre a 25ª e a 31ª semana de gestação, quando não houver certeza do progresso da gravidez ou época do parto, nos casos de complicações esperadas durante o parto e também se tiver ocorrido nascimento múltiplo antecipado. O atestado faz parte do planejamento da viagem e deve ser emitido pelo menos sete dias antes da viagem, informando os dados dos voos de ida e volta. Grávidas com menos de 25 semanas não precisam de atestado. A partir da 32ª semana, as gestantes somente poderão embarcar se estiverem acompanhadas do médico responsável. Assim como os demais passageiros, a Avianca também solicita às grávidas que se apresentem no balcão de check-in uma hora antes do horário de partida da aeronave. Atenção: - O tempo de gestação considerado é aquele da data de embarque e não da data de reserva ou compra da passagem; - A viagem não é recomendada nos sete dias que antecedem a data prevista para o parto e nem nos sete dias posteriores ao nascimento do bebê; - Bebês recém-nascidos só podem viajar após completar uma semana de vida. Bebês prematuros são considerados caso médico. Planeje sua viagem, converse com seu médico e bom voo! Para mais informações, consulte-nos por meio da Central de Vendas nos telefones 4004-4040 (principais capitais) e 0300-789-8160 (demais localidades).

58 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


ARTE DE FAZER CHURRASCO Av e n i d a R E b o u รง a s , 1 0 0 1 - J a r d i m P a u l i s t a - S รฃ o P A u l o - S P - T E l . ( 1 1 ) 3 0 8 3 - 4 2 6 5 - w w w. v e n t o h a r a g a n o . c o m . b r


Biografia

BIO andré

almada

O sucesso do empresário do entretenimento por camila balthazar

Após sete anos construindo uma carreira no setor hoteleiro, o empresário saiu desse circuito para dedicar-se à produção de festas. Passados mais de dez anos, o resultado é a associação do nome André Almada ao empreendedorismo de sucesso.

60 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


avianca em revista

fev.13

路 61


biografia

Durante a infância, o criador e sócioproprietário da The Week, The Society e Metrópole, André Almada, tinha o sonho de vencer na vida – quem sabe até ser médico. Pelo menos esse era um dos incentivos sustentados pela mãe, costureira bem relacionada em Birigui, cidade do interior paulista localizada a 530 km da capital. Mas, desde pequeno, Almada sabia que não seria biriguiense para sempre. Aos 17 anos, mudou-se para São Paulo a fim de estudar Administração Hoteleira. Morou em uma república com outros quatro conterrâneos, sendo um deles Reynaldo Gianecchini. Diferentemente do amigo, seu sonho não era ser ator, mas sim um alto executivo internacional de hotelaria que viajasse o mundo. Após a graduação, recebeu uma proposta para trabalhar no Hotel Recanto das Toninhas, em Ubatuba, praia do litoral norte paulista. Ficou lá um ano e meio. Voltou para São Paulo com uma vaga na rede de hotéis Hilton. Passados três anos e meio, já em 1997, foi promovido para atuar no Hilton de Caracas, na Venezuela. Além do aprendizado que toda experiência internacional proporciona, depois de oito meses residindo no país de Hugo Chávez, Almada voltou para o Brasil com a fluência no espanhol – prérequisito para conquistar a carreira que buscava. Paralelamente a isso, dedicava-se às aulas de inglês em um curso particular de São Paulo. De volta a São Paulo e sem conseguir a recolocação no departamento de marketing do Hilton, área que mais gostava, foi trabalhar com o amigo Cesar Semensato na área de assessoria de imprensa e relações públicas. “Na época, o Cesar era um superpromoter de clubes da cena eletrônica. E eu, mesmo com a minha

62 · fev.13

avianca em revista

vida de executivo, saía todo fim de semana – sexta e sábado”, lembra Almada, frequentador assíduo dos melhores clubes paulistanos da década de 90, como Columbia, Hell’s Club, Nation, Base, Sra.Kravitz, Nepal, entre outros. Foi aí que – “sem querer” – o atual empresário bem-sucedido da noite começou a mudar o destino de sua trajetória profissional. “Nesse período trabalhando com o Cesar, conheci o Paulo Borges (produtor de moda e idealizador do São Paulo Fashion Week). Comentei sobre o meu interesse em atuar com moda e ele disse que precisaria de alguém para coordenar a imprensa internacional do Morumbi Fashion Brasil, como era chamado o SPFW”, conta. Cultivar bons relacionamentos é uma prática que ajuda em todas as profissões. Mas quando o assunto é promover festas, o networking é a palavra-chave. “Ciceroneando a imprensa internacional do Morumbi Fashion, comecei a conhecer muita gente bacana da moda, jornalistas e formadores de opinião”, afirma Almada. Até o dia em que resolveu comemorar seu aniversário numa casa noturna paulistana. Com capacidade para 500 pessoas, no final da noite 900 convidados haviam passado por lá, inclusive o estilista Tufi Duek. O proprietário do clube gostou do resultado e a festa virou semanal. Todo sábado era dia de Jet Lounge, primeiro projeto de festa criado por Almada, que convidava fashionistas e celebridades para brincar de DJ. A festa aconteceu durante três anos e meio. A repercussão foi tão grande que os 20 anos de carreira do maquiador Carlos Carrasco e o aniversário da top model Gisele Bündchen foram comemorados em uma edição especial de Jet Lounge,

avianca.com.br


na noite de abertura do SPFW. Foi nesse momento que Almada decidiu abandonar a carreira de relações públicas e focar exclusivamente na produção de festas. “Também percebi que havia uma necessidade de renovação da cena noturna. As pessoas queriam algo novo, festas que não fossem apenas em clubes. Foi assim que criei a Toy, em 2004”, explica. Realizada mensalmente, a festa foi mais um sucesso que entrou para o currículo do empresário. Depois de seis edições e com base na percepção de que havia espaço para abrir um megaclube, Almada e o sócio, Klaus Ebone, inauguraram o ousado projeto da casa noturna The Week, estruturada em um espaço de seis mil m 2, no bairro paulistano da Lapa. “Na época, foi algo inovador. Em meio a um cenário underground das baladas, a The Week tinha área externa, ao ar livre, com capacidade para três mil pessoas. Foi um desafio, mas eu não tinha nada a perder. Usei o dinheiro que tinha guardado e torci para dar certo”, relata. Hoje, Almada recebe milhares de pessoas por semana na The Week São Paulo. Além da casa paulistana, o empresário abriu a The Week Rio, em 2007. Para as festas de Carnaval e Ano Novo, a capital catarinense também é palco das festas de Almada, com o naming The Week Florianópolis. “Para abrir um negócio é necessário conhecer exatamente o público com o qual se trabalha. Do contrário, você fica refém da opinião das outras pessoas.

Além disso, sei que um grande diferencial do meu trabalho é que sou muito presente, sou um eterno promoter, o que me exige muito”, comenta. Com a rotina de escritório durante o dia e a participação nas festas à noite, na maioria dos dias da semana, quando sobra tempo, Almada gosta mesmo é de ficar sozinho em casa, quieto, sem ver ninguém – e assim ele faz um contraponto à agitação da

Paulo. Ainda este ano, Almada dará vida a outra história, que promete revitalizar o centro da cidade. Em sociedade com Beto Lago, idealizador do Mercado Mundo Mix, e seu atual sócio, Klaus Ebone, Almada inaugurará o Mercado Central. A ideia do negócio é ser um concentrado de novos talentos, onde artistas plásticos, estilistas e designers serão convidados para ocupar os corredores de vários andares da Galeria Metrópole com exposições de seus trabalhos, que também “Na minha opinião, estarão à venda. E como o empreendedor gosta de pessoas que tem várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, Almada ainda visibilidade devem busca um espaço físico para investir em festas diurnas. usar a imagem Aos 40 anos e sempre para estimular a visionário, ele já pensa nos planos para a aposentadoria. sociedade ao seu “Na minha opinião, pessoas redor por meio do que têm visibilidade devem usar a imagem para estimular engajamento em a sociedade ao seu redor por meio do engajamento em uma causa social, uma causa social, fazendo bem para os outros”, fazendo o bem para oreflete. Seu objetivo é criar uma fundação voltada para os outros” a educação das crianças, estimulando a economia criativa. Também não será sua rotina. estranho se um dia Almada Em 2013, o empresário está aparecer no horário político focado em seu novo projeto, o como candidato a algum cargo. Metrópole, casa multievento que Os convites já apareceram, atende a demanda de atrações mas, por enquanto, a vontade internacionais e shows com perfil ainda não foi despertada. “Não cult e alternativo. O local ocupa o posso falar que nunca aceitarei, espaço do antigo Cine Metrópole, mas se isso acontecer quero dentro de uma galeria na Avenida me aposentar da noite para me São Luís, no centro de São dedicar à vida política”, conclui. ♦

avianca em revista

fev.13

· 63


sustentabilidade

Viagem verde por Bruno Dias

Diversão e conservação. O casamento entre essas duas palavras resume uma tendência que vem ganhando espaço quando se fala em viagem. É o avanço do turismo sustentável. O estímulo a práticas de menor impacto ambiental parte tanto de viajantes com uma maior consciência quanto de gestores do ramo hoteleiro. Não importa se as malas das férias estão sendo preparadas para uma temporada em um recanto cercado de verde ou se o destino da vez é uma metrópole. A ideia principal é fazer uso racional dos recursos naturais ao longo da viagem, causando o menor dano possível e até mesmo colaborando diretamente para a manutenção do meio ambiente. Donos de hospedagens já percebem a necessidade de uma atuação mais incisiva nesse nicho, seja para atrair mais clientes ou pela preocupação com o seu entorno. Nesse sentido, os selos ambientais dão uma referência aos turistas. “Hoje, existem muitos viajantes que buscam pousadas que possuem certificação ambiental, preocupação com a conservação e com a comunidade local. Esse conceito vai atrair cada vez mais pessoas. Isso é fundamental para quem quer continuar no ramo do ecoturismo”, diz Helder Brandão, gestor ambiental do Refúgio Ecológico Caiman.

64 · fev.13

avianca em revista

Situado no pantanal do Mato Grosso do Sul, o refúgio fica numa fazenda a 236 km de Campo Grande. No fim de 2011, o estabelecimento recebeu certificação da Zeitz Foundation, uma organização alemã. A entidade se baseia no conceito da valorização aos 4 C’s: conservação, comunidade, cultura e comércio. Dentre as atividades de preservação implementadas pelo refúgio estão a destinação adequada para o lixo e a utilização de energia solar para esquentar a água dos quartos. O estabelecimento também estimula a conservação ambiental apoiando e abrigando em sua área projetos de pesquisa e de manejo de espécies como a arara-azul e o papagaio-verdadeiro. O contato direto com o ecossistema pantaneiro não significa ausência de conforto. Ao mesmo tempo em que o hóspede pode observar pássaros, onças e jacarés, também pode dormir em quartos com ar-condicionado e TV a cabo. A Pousada Lagoa do Cassange, na Bahia, é outro destino onde existe uma preocupação em aliar turismo e práticas sustentáveis. A hospedagem fica na Península de Maraú, Área de Proteção Ambiental (APA) a cerca de 200 km de Salvador. No estabelecimento, painéis solares fotovoltaicos fornecem energia elétrica para aquecer a água dos chuveiros e dar apoio ao restaurante. O lixo

avianca.com.br


Refúgio Ecológico Caiman – Mato Grosso do Sul

reciclável é repassado para uma ONG, que o reaproveita. Já a água da chuva é armazenada para irrigar o jardim. A pousada também mantém projetos sociais na comunidade local. Há pouco mais de um ano, o estabelecimento recebeu a certificação prata da europeia Travel Life. Hospedagens com ações voltadas para a preservação do meio ambiente não estão restritas aos destinos de ecoturismo. No Rio de Janeiro, o Windsor Atlantica Hotel recebeu o selo ouro da Travel Life. O edifício conta com um sistema de recuperação da água das pias e dos chuveiros para utilização nas descargas, faz captação de água da chuva e encaminha o lixo para cooperativas de reciclagem. Para reforçar essa consciência, em 2012 o governo brasileiro lançou a campanha Passaporte Verde. Trata-se de uma iniciativa para estimular o turismo com baixo impacto ambiental. O conceito do projeto, presente em outros países, foi desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). O intuito é fazer com que o turista não só respeite o meio ambiente local como também consiga tornar seu passeio positivo para o desenvolvimento econômico da região visitada. ♦

Confira dicas para uma viagem mais responsável 1. Dê preferência a estabelecimentos e empresas que adotam práticas de preservação ambiental. 2. Viaje com o menor peso possível. Evite levar embalagens desnecessárias, que podem acabar virando lixo. 3. Valorize produtos e serviços locais para estimular o desenvolvimento econômico da região visitada. 4. Tente optar por meios de transporte menos poluentes. 5. Não compre produtos feitos com materiais provenientes de espécies em risco de extinção ou de recursos naturais ameaçados. 6. Não leve para casa itens arqueológicos ou do ecossistema local.

avianca em revista

fev.13

· 65


rio de janeiro

vidigal

por Liane Banca Fotos Grazi Ventura

O Vidigal fica bem ali, ao pé do Morro Dois Irmãos, naquele canto lindo da Avenida Niemeyer onde todo carioca adora passar de carro para ter a vista do mar. Um lugar conhecido como favela que é a perfeita conexão entre o morro e os bairros de luxo que o cercam. Lá estão eles: Leblon, Morro do Vidigal e São Conrado. Hoje, após um ano da pacificação pela Polícia Militar do Estado do Rio Janeiro, a favela parece mais uma pequena cidade do interior, onde todos se conhecem e são muito simpáticos com os visitantes. Não é à toa que o lugar vive cheio de turistas, brasileiros e estrangeiros. Para sentir o clima desse lugar, nada melhor do que um bom passeio descompromissado por suas ladeiras, becos e vielas.


rio de janeiro

Vidigalbergue

Tia Léa

Uma ótima forma de começar o passeio é chegar cedo para tomar o café da manhã no hostel Vidigalbergue, que fica bem no início do morro. Pagando o valor de R$ 10, o turista toma um caprichado desjejum de frente para o mar e já tem onde deixar sua bagagem para começar o dia. Ao planejar sua ida ao Vidigal, não deixe de entrar em contato com a Tia Léa e fazer uma reserva para comer sua feijoada de fama internacional. Tudo começou quando ela trabalhava no consulado francês e convidou o cônsul para conhecer a comunidade, oferecendo a ele um churrasco na sua laje. Daí por diante, foram muitas visitas de famosos e turistas e diversas aparições em programas de TV, inclusive internacionais. Se você não der a sorte de conseguir reserva com a Tia Léa, uma boa opção para o almoço é o BarLacobaco. Além dos turistas, muitos moradores, policiais e artistas que vivem no Vidigal transitam por ali. Andando pela rua principal que sobe todo o morro, é impossível não se contagiar com a diversidade de cores dos muros grafitados e não se perguntar de onde vem tanto talento e imaginação. Para entender isso, a melhor coisa é fazer uma visita ao Wilson, que, além de shaper, é pintor e artista plástico. Um condomínio de cabanas de madeira construídas por ele mesmo é o cenário em que Wilson vive e onde passa o dia trabalhando com suas artes. Para dormir, ele foi ainda mais criativo e construiu um robô com sucatas de madeira e de eletrônicos, fazendo de seu interior a própria cama. É indescritível – só vendo para acreditar. Wilson não cobra entrada, apenas pede que liguem avisando que vão chegar. Anote aí: (21) 9802-9629. Além da incrível paisagem, o que também chama a atenção no Vidigal é a quantidade de brechós. Muitos são praticamente antiquários, pois possuem um grande número de belíssimos objetos, além de roupas feitas por costureiras e designers locais que trabalham com pinturas em tecido. Um brechó muito bacana onde você irá encontrar de tudo um pouco é o Brexó Quebra-Galho.

Brechó Quebra-Galho


Quem gosta de turismo ecológico vai se maravilhar com as belezas desta favela. Um ponto encantador é o Parque Ecológico, onde é possível chegar ainda de carro. Basta subir toda a rua principal e virar à esquerda ao final. A escada feita com pneus de carro leva a um cantinho reflorestado que reúne hortas orgânicas, onde tudo que é colhido vai para a alimentação das crianças que frequentam as creches do Vidigal. O grande destaque dos passeios ecológicos é a trilha que leva ao topo dos 533 metros de altura do morro Dois Irmãos, onde se tem uma vista panorâmica de 360 graus, sendo possível avistar a Zona Sul da cidade, as Ilhas Cagarras, a Floresta da Tijuca, Rocinha e a cidade de Niterói. No próprio Vidigal encontra-se uma agência de turismo especializada – trilhadoisirmãos.com.br. Parque Ecológico


rio de janeiro

Com vários atrativos, o Vidigal é um lugar bem movimentado durante o dia, mas é pela madrugada que rolam os maiores eventos, como as festas temáticas. Para começar a noite, o ideal é parar no Larguinho de Jesus. É ali que você vai conseguir perceber a diversidade de estilos que o local atrai. As patricinhas e playboys da Zona Sul misturam-se aos pagodeiros, funkeiros, sambistas e moradores. Dividindo o terreno com as cabanas do Wilson está a Oficina do Jô, que durante o dia realmente é uma oficina mecânica. Já à noite ela se transforma em um lugar mais lúdico, onde acontecem as festas mais badaladas. São elas: África, Lamparina e Luv. As festas costumam acontecer nas noites de sábado. Mas, se por acaso você visitar o lugar em outros dias,

tem o 769 – casa com um quintal enorme. Ainda no estilo das festas mais cotadas está a Festa Sopa. Os frequentadores garantem que o lugar é repleto de gente linda e famosa. A ideia foi de Marcello H, Babaioff, Daniela Cantagali e Nina Franco, quatro amigos que resolveram fazer uma festa para reunir seus amigos, e com isso a lista não parou de crescer. Mas o lugar de quem vai ao Vidigal à procura de funk, samba e pagode – os ritmos mais popularizados pelas favelas – é o MOVE!D, antigo casarão que foi adaptado para festas. Funcionando de sexta a domingo com o Pagofunk, o espaço também traz diferentes artistas para se apresentarem, como Maria Rita, Sandra de Sá e Beth Carvalho.

Acima Oficina do Jô e ao lado MOVE!D avianca.com.br


berço cultural É impossível falar de cultura no morro do Vidigal sem citar o grupo Nós do Morro. Fundado e dirigido até hoje pelo ator Guti Fraga, a atividade do grupo é proporcionar aos menos favorecidos o acesso à arte, em suas várias formas. Ao longo de 26 anos, tornou-se um celeiro de novos talentos e uma das principais companhias de teatro do Rio de Janeiro. O Nós do Morro fica num casarão antigo bem no meio do Vidigal, no Larguinho de Jesus, e ainda ali são apresentadas peças de alunos e atores já formados. Nessa temporada está em cartaz a peça Bandeira de Retalhos. Após andar um dia inteiro pelo morro, assistir a peça irá fazer com que você compreenda o verdadeiro espírito local. Para um pouco mais de incentivo à cultura, a cada 15 dias, sempre às quartas-feiras, acontece o projeto Campinho Show na Lona Cultural da Vila Olímpica. Também dirigido por Guti Fraga, o show de talentos do Vidigal abre espaço para todos aqueles que querem apresentar sua arte. Lá acontecem apresentações de música, dança, poesia e outras artes, feitas por todas as idades. Conhecer o Vidigal é uma experiência incrível, enriquecedora e que desmitifica o estereótipo de que favela é um lugar feio e perigoso. Se for ao Rio de Janeiro, não deixe de conhecer essa comunidade, que com certeza lhe acolherá de braços abertos e com muitos sorrisos espalhados por suas ladeiras. ♦

avianca em revista

fev.13

· 71


rio de janeiro

onde ficar

onde comer

onde curtir

Pousada Alto Vidigal

Tia Léa

Nos do Morro

altovidigal.com R. Armando de Almeida Lima, 2 Arvrão

Vidigal House

vidigalhouse.com.br R. Maj. Toja Martinez Filho, 127

Rua Moema Noronha, casa 1–B leabuffet@hotmail.com Cel.: (21) 8089-9961

BarLacobaco

Av. Presidente João Goulart, s/n Tel.: (21) 2422-6649

nosdomorro.com.br R. Dr. Olinto de Magalhães, 54

Move!D

vidiga.com/move-d Presidente João Goulart, 168

Vidigalbergue

vidigalbergue.com.br Av. Niemeyer, 314 – casa 2

Agradecimentos Mariana Albanese – jornalista de São Paulo que escolheu viver no Vidigal e hoje é superenvolvida com as questões sociais do morro. Ela mantém o site vidiga.com, que contém notícias atualizadas sobre o local, e se prontificou a ser nossa guia. Carla de Gonzales, da PAGU Comunicações 72 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


compras CarioCas Por ViViane pessoa FoToS diVulgação

Já é mais do que sabido que o Rio de Janeiro oferece um amplo menu de atividades a céu aberto, opções de esportes e uma vida noturna agitada, com programas para todos os gostos. Mas, graças à visão de empresários que perceberam o potencial de consumo do carioca e dos milhões de turistas que não saem da cidade, o Rio agora também é considerado um superdestino de compras.

boa vizinhanÇa: shopping leblon e rio design leblon

Decoração no interior do Shopping Leblon

Lado a lado no delicioso bairro do Leblon, os dois shoppings complementam-se muito bem. O primeiro é maior e sempre traz inovações com marcas bacanas que constantemente abrem suas portas por lá, enquanto o segundo é acolhedor, com corredores mais tranquilos, muita gente local e várias lojas que o vizinho não tem. Ambas as praças de alimentação são ótimas: uma com vista deslumbrante para a Lagoa Rodrigo de Freitas e a outra mais intimista, com opções bem cariocas.

eterna ipanema Fachada da loja Fórum de Ipanema

Os entornos da rua Garcia D’Ávila e da praça Nossa Senhora da Paz estão sempre em evidência, seja em editoriais de moda ou roteiros de compras. O histórico Fórum de Ipanema, bem de frente para a praça, traz uma mistura dinâmica de lojas clássicas e marcasnovidade. Já a rua Garcia, um dos metros quadrados com maior valorização comercial do mundo em 2012, é uma rua para passear a pé e reúne várias marcas nacionais, locais (o joalheiro Antonio Bernardo, por exemplo) e internacionais, como Nespresso, Cartier, Louis Vuitton e Mont Blanc.

pro lado de lá: sÃo Conrado Sou suspeita para falar do Fashion Mall, em São Conrado, pois o frequento desde pequena. O open mall é delicioso para passear. Além da seleção de lojas, sempre up to date, e restaurantes deliciosos (como os cariocas Alessandro e Frederico e Gula Gula, o oriental Sawasdee e o CT Brasserie do franco-carioca Claude Troisgros), há cinemas, teatro, livraria, uma versão local charmosíssima da Daslu, vários cafezinhos, sorveterias e gente bonita.

tem que ir: village mall O recém-inaugurado mall superou as expectativas de muita gente. Os corredores são largos e todas as lojas têm projetos cuidadosos, com um toque de Rio. O cinema é maravilhoso e as lojas têm tudo o que qualquer consumista sempre sonhou: um mix bacana de marcas nacionais e internacionais que trazem o Rio para o mapa do consumo internacional, como Tiffany, Prada, Miu Miu, Louis Vuitton, Gucci, Tory Burch e Sephora.

Corredor do shopping Fashion Mall

Fachada do recém inaugurado VilalgeMall


Shopping

Carnavalize-se

por Daniel Amaral fotos divulgação

Já que fevereiro é o mês do Carnaval, que tal abusar de estampas e cores? Aproveite a festa e inspire-se com plumas, paetês e metalizados.

Bolsas Victor Hugo (A partir de R$ 668,00) victorhugo.com.br

Colar Francesca Romana Diana R$ 1.700,00 francescaromanadiana.com

Case para iPhone ScarfMe (preço sob consulta) 11 96059-6234

Shorts Daslu R$ 360,00 daslu.com.br

Sapato Giuseppe Zanotti para Farfetch R$ 3.360,00 farfetch.com.br

Vestido Rapsodia R$ 1.500,00 rapsodia.com/br

74 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


Camisa Conto Figueira R$ 198,00 contofigueira.com.br

TĂŞnis New Balance R$ 229,00 newbalance.com.br

Bermuda Calvin Klein Swimwear R$ 239,00 Shopping Market Place (11) 5181-0981

Cardigan Burberry (preço sob consulta) burberry.com.br

Camisa Noir, Le Lis R$ 368,00 (11) 3061-0047


Medicina

Fim de verão sem dermatites por camila ciberi

Sol, mar e praia são os principais responsáveis pelas doenças de pele características desta época do ano. Aprenda a deixar sua pele linda mesmo depois de ter curtido o verão.

Dra. Adriana Leite

Você aproveitou muito bem as férias, passou o tempo que podia se bronzeando, curtindo o sol, o mar e a piscina. Mas, se sua pele não foi muito bem cuidada, ainda dá tempo de correr atrás do prejuízo e deixar corpo e rosto lindos para a próxima estação. Já que moramos em um país tropical, com sol a maior parte do ano, cuidar da pele deve ser parte da nossa rotina, o que contribui para evitar um possível câncer de pele no futuro. Exposição excessiva ao sol sem proteção adequada pode acarretar descamação e manchas na pele. “Essas manchas podem ser apenas indícios de um protetor mal aplicado ou até mesmo de uma micose”, explica a Dra. Adriana Leite, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). As micoses devem ser tratadas o quanto antes para que não se tornem um problema permanente. “As dermatites possuem cura e são fáceis de serem tratadas quando as instruções do médico são seguidas à risca”, enfatiza a Dra. Adriana. Ela também ressalta a importância de não usar receitas caseiras e nem se automedicar, pois as doenças podem ser parecidas, mas possuem causas diferentes. Para aqueles que possuem sardas, o verão é uma época traiçoeira, pois elas ficam mais acentuadas devido ao estímulo da melanina pelo sol. A única solução é o uso preventivo de protetor solar. Já as melanoses ou manchas senis, como são vulgarmente chamadas, são consequências de queimaduras solares e não têm característica genética, como as sardas. “Essas manchas eram comuns em pacientes mais velhos, porém, hoje em dia, vejo muitos jovens com elas, o que significa que o cuidado com a pele está sendo deixado de lado”, conta a Dra. Adriana. Com o passar dos anos e com a exposição a alguns riscos, lesões ásperas podem surgir na pele. Nelas, casquinhas se formam e, mesmo quando retiradas, voltam a aparecer. “São chamadas de queratoses actínicas – que significa dano proveniente da luz – e quando não tratadas podem evoluir para o câncer de pele”, previne a dermatologista, que recomenda: a cada pinta nova que surgir (ou aumento de alguma) ou, principalmente, pequenas feridas avermelhadas, faça o acompanhamento com um médico. A pele é o nosso maior órgão e também precisa dos cuidados essenciais. ♦

Entenda um pouco mais sobre suas manchas, mas lembre-se sempre de procurar um dermatologista para o diagnóstico correto. Pitiriase versicolor – micose superficial, manchas possuem formato regular, com pintinhas brancas e castanhas, principalmente nas costas, ombros e peito. Dermatofitose – Manchas avermelhadas nas bordas e claras no centro. Geralmente, são associadas com coceira e aparecem nos lugares mais úmidos do corpo, como virilha e entre os dedos dos pés. Bicho geográfico – Manchas tortuosas que coçam muito. Surgem pelo contato com a areia e são mais comuns nas mãos e nos pés. Queratose actínica – Lesões ásperas com formação de casquinhas, que mesmo depois de removidas voltam com o tempo. Muito perigosas, pois evoluem para o câncer de pele. Melanoses (manchas senis) – Parecidas com as sardas, são consequências da exposição ao sol, quando a pele já está esgotada de lutar contra a radiação. Escurecem com o passar do tempo.


Acompanhe nossas novidades nas redes sociais.

Siga Avianca Brasil.

flickr.com/photos/avianca

facebook.com/AviancaBrasil youtube.com/user/AviancaBr

avianca.com.br

Siga a Avianca Brasil

SAC: 0800 286 6543

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas:

4004 4040

0300 789 8160

(capitais)

(demais localidades)


instagram.com/aviancabrasil

twitter.com/AviancaBrasil

linkedin.com/company/avianca-brasil


responsabilidade social

Moradia para quem precisa de TETO por Flávia Ragazzo foto divulgação

Organização muda a vida de famílias em comunidades carentes por toda a América Latina e o Caribe

Na década de 50, um padre jesuíta teve a iniciativa de construir capelas pré-fabricadas no Chile. Em 1997, jovens da Pontificia Universidad Católica daquele país perceberam que o modelo era aplicável a moradias e começaram a erguer casas em comunidades carentes. Em 2001, com desastres naturais em El Salvador e Peru, a ação do grupo chegou a outros países. E em 2010, o TECHO – ou TETO, em português – já estava presente em toda a América Latina. Baseado em valores como solidariedade, diversidade e otimismo, e buscando superar a pobreza pela ação conjunta de moradores de comunidades carentes e voluntários, o TETO desembarcou no Brasil em 2006. “Nesses seis anos chegamos ao número de 1.300 casas de emergência construídas e mais de 16 mil voluntários”, conta Daniella Dolme, diretora de Comunicação no país. Por enquanto presente somente no estado de São Paulo, a organização chega em 2013 ao Rio de Janeiro. “Mas a ideia é expandir para todo o Brasil e estar de forma responsável nos estados em que há pobreza”, afirma. Daniella explica que o trabalho do TETO começa com uma equipe dedicada a descobrir comunidades que

80 · fev.13

avianca em revista

precisam de ajuda. Vale tudo nessa hora, da indicação de moradores que telefonam pedindo apoio à ferramenta Google Maps. O segundo passo é visitar as comunidades, em que são aplicadas enquetes socioeconômicas, além de análise da estrutura de moradia. Após obter financiamento – de organizações não governamentais, públicas ou privadas – as famílias que receberão as casas são escolhidas e a obra é executada. O processo todo dura em média seis meses, porém as casas são erguidas em apenas dois dias. Um time de voluntários (dois líderes experientes comandam uma equipe de oito a dez pessoas) é responsável pela execução da obra. São principalmente universitários, que chegam ao TETO em sua maioria por meio de campanhas nas faculdades e por redes sociais como Twitter e Facebook. Nenhum conhecimento prévio é necessário, pois as casas são pré-fabricadas. O analista de vendas Leonardo Matheus Rapozo faz parte dessa equipe desde abril de 2011. “Sempre me interessei pelo trabalho voluntário e realizei algumas atividades antes do TETO, mas desde que encontrei a instituição, pela internet, tem sido uma experiência

avianca.com.br


incrível”, afirma. Há três meses atuando todos os finais de semana em uma comunidade no distrito paulistano Artur Alvim, ele conta que suas atividades como chefe de escola incluem a análise das necessidades da comunidade, a viabilização da construção das casas, a interação com as famílias e a capacitação da equipe. “Nossa relação com a comunidade é muito próxima. Após o término do trabalho, ainda mantenho contato com algumas das famílias que conheci”, diz Leonardo. Segundo ele, o TETO se destaca por não fazer um trabalho assistencialista. “Não damos nada à comunidade, nós construímos juntos”, aponta. “É muito importante que a comunidade se envolva”, concorda Daniella. Cada família deve contribuir com uma taxa de 150 reais, se comprometer a derrubar o barraco em que mora – pois o objetivo é melhorar a qualidade de vida, e não aumentar a favela – e cozinhar para os voluntários. As casas de emergência temporárias são o primeiro passo do TETO em uma comunidade e atendem a uma necessidade urgente das famílias por melhores condições de moradia, higiene e saúde. O segundo

passo é trabalhar em conjunto com as famílias para conseguir melhorias como saneamento, pavimentação e luz. No Brasil, essa segunda fase do trabalho começa em 2013, mas já está presente em países como Uruguai e Argentina. O Chile é o único país em que está sendo implantado o terceiro passo, a construção de moradias definitivas. Para conseguir atender a mais comunidades pelo Brasil, o TETO busca empresas e pessoas físicas financiadoras e investe na mobilização de voluntários. “Qualquer um pode ajudar, seja como voluntário ou doador mensal”, finaliza Daniella. Descubra como apoiar essa causa em techo.org/paises/brasil. ♦ TETO em números 1.300 casas construídas no Brasil de 2006 a 2012; 16.000 voluntários mobilizados no país; 58 comunidades trabalhadas no estado de São Paulo.

avianca em revista

fev.13

· 81


sabores

Boulangeries Paulistanas por Carla Palmieri Fotos Roberto Salgado

A cada ano, novas boulangeries ganham endereços na cidade de São Paulo. Em sua maioria, combinam restaurante, mercadinho e doceria, mas ainda assim todas, sem exceção, se dedicam primariamente aos pães, à moda francesa. Conheça quatro endereços que prezam por espaços charmosos, produção artesanal com ingredientes de alta qualidade e uma variedade de receitas finas em suas apetitosas vitrines.

Le Pain Quotidien A famosa rede belga inaugurou sua primeira filial no Brasil em 2012, oferecendo doces atraentes expostos na vitrine do balcão, uma aconchegante mesa comunitária – que dá à sua decoração um ar rústico, lembrando uma fazenda –, o café com leite servido em taças sem alça, como manda o estilo francês, e, principalmente, os pães artesanais orgânicos. Visitando uma de suas três filiais (Vila Madalena, Shopping Cidade Jardim e Itaim Bibi), não deixe de experimentar a flauta de avelã, os muffins e o levíssimo parfait de granola caseira e iogurte com frutas. Rua Wisard, 138/154 – Vila Madalena Rua Pais de Araújo, 178 – Itaim Bibi Av. Magalhães de Castro, 12.000 – Shopping Cidade Jardim

82 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


PÃO Este charmoso espaço está instalado na cidade desde 2007 e é um dos pioneiros no ramo de padarias artesanais orgânicas. São utilizados ingredientes de primeira linha e selecionados de maneira bastante criteriosa. Com três filiais em São Paulo (Vila Madalena, Shopping Iguatemi e Bela Cintra), vale provar os itens diferentes e saborosos, como o cake de azeitona preta, o tartine de amêndoas com damasco e o brownie cremoso. O menu da padaria também inclui opções para pequenas refeições, como sanduíches e quiches com salada. Rua Bela Cintra, 1618 – Jardim Paulista Rua Mourato Coelho, 995 - Vila Madalena

Quartier du Pain Desde agosto de 2012, esta boulangerie se destaca pelos pães inspirados em receitas de todo o mundo, entre eles um à base de arroz (em alusão ao Japão), outro com chá verde (em referência ao Vietnã), além de criações alusivas à França, Alemanha, Bélgica e outros. No cardápio, há ainda uma linha de produtos funcionais como o pão da noite, com 95% de água em sua composição e ideal para dietas com restrição de calorias. Além da ampla variedade de pães, a boulangerie tem um mix de opções para todos os horários do dia, desde o concorrido café da manhã aos domingos e o almoço executivo até o chá da tarde e o happy hour. Alameda Lorena, 2019 – Jardim Paulista

Blés D’Or Localizado em Moema, o Blés D’Or abriu em 2007 com a proposta de ser um misto de empório, boulangerie, pâtisserie e café onde os clientes podem degustar pratos inspirados na gastronomia francesa. Destaque para o pain au chocolat e o clássico croque monsieur. Para aqueles que preferem comprar no balcão e levar algumas delícias para casa, os clientes encontram opções de queijos, pães e tortas. Mas, se tiver um tempinho, não deixe de apreciar seu ambiente gracioso e tranquilo, dividido em um pequeno salão com mesas aconchegantes e uma varanda rodeada por plantas. Rua Tuim, 653 – Moema

avianca em revista

fev.13

· 83


sabores

Marcos Carnero, o poeta dos pães por Carla Palmieri foto Roberto Salgado

Ainda nos anos 80, o chef boulanger Marcos Carnero, mineiro da cidade de Ubá, apaixonou-se por pães, criando o prazer pela gastronomia. “A panificação seduz pela sua beleza, formas e sabores que podem ser encontrados em pequenas obras de arte”, explica. Atualmente Carnero tem um projeto de padaria itinerante, a Na Bicicleta Boulangerie, com a qual costuma aparecer em eventos pela cidade a bordo de uma bicicleta com um baú de madeira na parte frontal recheado de receitas autorais, além de atuar como chef e consultor em diversas boulangeries de São Paulo. “Participo de projetos sempre com a intenção de humanizar e resgatar a magia entre as pessoas e o alimento. A ideia é não vender somente o pão, e sim vender poesia”. Seu trabalho sempre esteve focado na fabricação de pães orgânicos e rústicos. Após anos de inúmeras experimentações, chegou ao processo que ele denomina de Rustic Joy, uma “fermentação selvagem” que começou a utilizar há cerca de quatro anos. O preparado é feito à base de maçã verde, açúcar mascavo e água e

é fermentado por dez dias em temperatura ambiente. “O segredo da fermentação natural é respeitar cada estágio de sua criação”. Ao longo de sua carreira, Carnero sempre incentivou novos chefs a seguirem na área de panificação, que vem crescendo bastante nos últimos três anos, mas ainda é carente de profissionais especializados. “O brasileiro não tem a cultura de comer pão como os europeus, por exemplo. As padarias daqui possuem ainda uma ‘vibe’ menos gourmet, tornando assim o trabalho do padeiro menos atrativo, embora este cenário esteja mudando”. Além de seu amor pelos pães artesanais, o chef boulanger se diz um eterno apaixonado pela gastronomia italiana e acha que a culinária de nosso país vem crescendo de maneira surpreendente aos olhos do mundo, com o uso de ingredientes locais. “A biodiversidade no Brasil não tem [paralelo] em nenhum outro lugar do mundo“, conta. Entre seus planos para 2013 estão inclusos abrir uma minipadaria dentro de um pet shop, onde cachorros e donos serão bem-vindos, e voltar com o projeto da bicicleta em eventos gastronômicos.

Pão de centeio com kümmel Ingredientes (Para 3 pessoas) 600 g de farinha de trigo especial 400 g de farinha de centeio fina 10 g de fermento biológico seco 700 g de água pura fria 20 g de sal marinho 3 g de kümmel Modo de preparo Junte as farinhas com o fermento e misture bem. Na batedeira, coloque metade dessa mistura e acrescente toda a água. Deixe bater em velocidade baixa até ficar homogêneo. Após 40 minutos, acrescente o sal marinho e o kümmel e misture bem. Aos poucos, vá acrescentando o restante das farinhas até ficar bem homogênea. Deixe descansar por 30 minutos sobre uma bancada enfarinhada. Divida a massa em duas partes iguais. Modele e coloque-as para crescer cobertas por um pano. Asse em forno pré-aquecido com vapor a 180° por 1h. Retire do forno e deixe esfriar sobre uma grade.


avianca em revista

fev.13

路 85


drinks

AdoráVeis BorBulhAs

Por paulo greca

A CHEGADA DO VERãO PEDE BEBIDAS LEVES E REFRESCANTES. PARA ESTA EDIçãO, SELECIONAMOS ALGUMAS DELAS PARA VOCê DESFRUTAR EM BOA COMPANHIA OU ATÉ MESMO SOZINHO. SALUTE!

rossa cotta 37

bellini

Cerveja de malte torrado de alta fermentação, decorrente do projeto Mastri Birrai Umbri, produzida em Umbri, na Itália. A Rossa Cotta 37 apresenta coloração acobreada, naturalmente opaca, revela aromas de caramelo e, na boca, notas de frutas cítricas e casca de laranja. Engarrafada sem filtragem e sem pasteurização. La Pastina (11) 3383-9307 lapastina.com

Recém-chegado de Veneza, na Itália, o tradicional drink Bellini apresenta uma novidade: já vem pronto e engarrafado diretamente pela Vinícola Canella. Elaborado a partir da mistura de Prosecco e pêssegos de produção própria, esse drink é perfeito para o verão. Muito aromático e refrescante. Expand (11) 3847-4700 adegaexpand.com.br

maillY grand cru l’intemporelle 2005

Champanhe elaborado a partir de uvas cultivadas em 70 hectares de vinhedos da Mailly Grand Cru, na região de Reims, na França, em um corte de 60% de Pinot Noir e 40% de Chardonnay. Revela aromas de flores e frutas exóticas e uma sutil mistura de croissant e brioche. Na boca, frutas maduras e mel. Ana Import (11) 3951-4333 anaimport.com.br

dica do especialista: Para manter o gás e otimizar os aromas e sabores das bebidas, deixe para abrir as garrafas apenas resfriá-las aVianca completamente. A temperatura ideal para degustação varia entre 2ºC e 6ºC. FEV.13 EM REVISTA 86 ·após

avianca.com.Br


mapa gastronômico

para curtir o verão À Beira-Mar POR paulo greca

Aproveite a chegada do verão e amplie seus horizontes para conhecer locais que dão ainda mais charme à gastronomia. Seja no ar, no mar ou em terra firme, uma coisa é certa: você vai se deliciar. Aproveite!

Se você gosta de uma peixada de primeira, vá ao restaurante Dona Eva, localizado na praia da Enseada, no Guarujá (SP), dentro do Delphin Hotel. Desfrute da gastronomia caiçara com a Pescada Branca Recheada com Farofa de Camarão, assada no forno a lenha. A receita exclusiva é da própria Dona Eva – fundadora do hotel no ano de 1964. Dona Eva: (13) 3347-2001 restaurantedonaeva.com.br

Sanduíche de Virar a Cabeça

Uma excelente opção para o fim de semana é ir ao Aeroclube de Tatuí (SP) para embarcar numa aventura inesquecível: voar de planador com um piloto experiente e desfrutar da sensação de liberdade. Depois de aterrissar, passe no Boteco-Teco e peça à chef Eva Parente para preparar o Aerofilé: um imenso sanduíche de filé acebolado, ovo, rúcula e tomatinhos-cereja dentro de um pão crocante envolto em queijo gratinado. Boteco-Teco / Aeroclube de Tatuí – (15) 3251-4368 aeroclubedetatui.com.br

Tradicionalíssimo

Direto da Fazenda Os amantes de sorvetes já podem se deliciar com as novidades da Eisland para esse verão. Entre elas, o sabor de iogurte com amarena, produzido de forma totalmente artesanal com leite de gado Jersey criado no Sítio Aconchego em Santo Antônio do Pinhal (SP). Também vale conferir alguns outros sabores deliciosos, como mirtilo, mascarpone, pistache e gianduia.

Datada de 1954, a tradicional gastronomia italiana do Tatini se mantém fiel às origens, tendo seu fundador no comando da casa. O italiano da Toscana Mario Tatini e seu filho, Fabrizio, compartilham com seus clientes alguns segredos de família. Entre eles, o Camarão a Mary Stuart – com mostarda inglesa, maçã, creme de leite e flambado no whiskey. Tatini: (11) 3885-7601 restaurantetatini.com.br

Eisland: (12) 3666-1273 eisland.com.br

88 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


EZ ACLIMAÇÃO HOTEL COM CONFORTO • REQUINTE • LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA A MENOS DE 5 MINUTOS DA AVENIDA PAULISTA

FOTO ILUSTRATIVA

INCLUSO NA DIÁRIA O MELHOR FITNESS HOTELEIRO DE SP. • MENSAGEIROS • RESTAURANTE 24 HORAS • FRIGOBAR • AR-CONDICIONADO • TRANSFERS PARA O SHOPPING PAULISTA E ESTAÇÃO PARAÍSO • PISCINAS / SAUNAS

R$ 170,00 Diária a partir de

*

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

com serviços + taxa para até 2 pessoas Tarifa em apto. luxo 1 dormitório sujeito a disponibilidade. (Consulte a central de reservas)

Eventos e convenções a partir de

R$ 67,00

6 salas com capacidade de até 250 pessoas em auditório. Estrutura completa em restaurantes, equipamentos e business center. por pessoa - incluso diária da sala, 2 coffee breaks e almoço (mínimo 50 pessoas).

Av. Armando Ferrentini, 668 www.ezhoteis.com.br reservas@ezhoteis.com.br

RESERVAS (11) 3346-7799

*Tarifas promocionais sujeitas a alteração sem prévio aviso. Não incluso café da manhã, estacionamento e taxa administrativa.


longevidade

PÉS CONFORTÁVEIS E COM MAIS SAÚDE por Camila Ciberi

Os pés nos aguentam a vida inteira e nada melhor do que ajudá-los nesta longa jornada Foi-se o tempo em que as mulheres tinham que ficar em cima do salto para manter a classe. Hoje, as prioridades são outras e os sapatos também se adequaram à nova realidade do mundo, principalmente quando se trata de conforto para os pés na terceira idade. “Com o passar dos anos, as articulações dos pés vão se desgastando e o coxim gorduroso que protege a planta também”, explica o Dr. Wilson Tadao Tachibana, ortopedista e traumatologista. Esse desgaste, chamado de osteoartrose, não é a única consequência da idade avançada. A pele também fica mais frágil, causando lesões e formação de calosidades. Todas as alterações degenerativas podem contribuir para que os dedos se curvem, além de formar o hálux valgo, o famoso joanete. “Sendo assim, o pé do idoso precisa de um calçado adequado, tanto para o conforto como para segurança e estabilidade, já que há mudanças também na bacia, na coluna e no sistema nervoso central”, conta o ortopedista. Segundo ele, o idoso acaba cambaleando muito ao andar e, por isso, os calçados devem contribuir para evitar as quedas, não sendo soltos nas pontas ou nos calcanhares. Chinelos não são indicados. Os sapatos devem ter uma estrutura mais rígida no solado, porém confortável na parte de trás para evitar que machuque. Seu interior precisa ser macio e livre de costuras para impedir as lesões na pele. “Vale ressaltar que os diabéticos devem ter cuidado redobrado com os pés, já que a doença os deixa insensíveis devido à degeneração nervosa”, alerta o Dr. Tachibana. Deixe o sangue fluir Tão importante quanto um calçado que dê conforto e segurança, é um que contribua para a boa circulação nos pés. Porém, nem sempre o sapato adequado é o suficiente para combater o inchaço na terceira idade. “Muitos idosos ficam com os pés inchados, principalmente nos dias mais

90 · fev.13

avianca em revista

quentes, por conta da dilatação das artérias ou mesmo pela incapacidade do organismo de drenar o sangue na região, o que pode acontecer quando há muitas varizes ou sobrepeso, ou também por alguma insuficiência no funcionamento dos rins”, diz o Dr. Karim Khalil Féres, cardiologista e cardiogeriatra. O médico também explica que há casos em que o inchaço não passa de retenção de líquidos, podendo ser evitado com algumas mudanças no dia a dia, como a hidratação de maneira balanceada ao longo do dia. “Além disso, é importante evitar o excesso de sal na comida, sendo recomendado até 5 g/dia, o que equivale a 2 g de sódio. Manter-se no peso ideal também deve ser uma meta, pois o sobrepeso facilita o aparecimento de doenças que podem causar inchaço”, explica o Dr. Féres. Outra questão que merece atenção é a musculatura da perna, nosso “segundo coração”, que ajuda o líquido acumulado nos pés a voltar para o corpo. Por esse motivo, tonificar essa região ajuda na circulação. ♦

Confira algumas dicas para evitar o inchaço durante viagens: 1. Viajar com calçados arejados e fáceis de remover. 2. Uso de meias elásticas de média compressão até os joelhos ajuda no fluxo sanguíneo. 3. Caminhar pelos corredores durante as viagens muito longas favorece a circulação, mas lembre-se sempre de respeitar os avisos de segurança. 4. Em alguns casos, o uso de anticoagulante profilático é indicado, porém, sempre prescrito por um médico, pois seu uso incorreto pode levar a sérios sangramentos.

avianca.com.br


“Muito pouco se Muda por aqui,

a Não ser as pessoas que aqui passaraM.”

FoLLoW us ViLLaMaNaKas

VeNha desFrutar de uM dos Locais Mais cobiçados do LitoraL Norte de são pauLo eM uM dos retiros Mais charMosos e iNtiMistas da praia de caMburi

a iNtiMidade de uMa pousada coM o charMe de uM resort WWW.ViLLaMaNaKas.coM c a M b u r i - s ã o pa u L o +55 (11)7876.2725 / (12)3865.4248


social

Punta del este

fatboy slim FOTOS Marcos Trinca

Um dos grandes ícones da música eletrônica mundial, o DJ Fatboy Slim tocou pela primeira vez no Uruguai no dia 2 de janeiro, em Punta del Este. A estrutura foi montada em um lugar paradisíaco, entre a Laguna Escondida e a praia José Ignacio, e recebeu quatro mil pessoas.

DJ Fatboy slim

Clara Saaboc, Flavia Botelho, Sasha Aliz, Luiza Serejo

Monica Guimarães, Renata Broering, Ana Julia Alves

Fabio Nunes, Ana Julia da Silva, Rafael Soares, Nina Dariva, Roberto Dariva, Carol Nunes

Gaston Goose, Daniela Vrillaud, Adriana Vrillaud, Jessica Cope

Bella Hanono e Camila Shammah

Enrique Etchebarne com as amigas Isabel, Sofía, Veronica e Martina

Fernanda Alcântara e amigas

Gretel Jauber e Fer Riccio

Paulo, Gabriel, Isabella


Hedkandi FOTOS Marcos Trinca

A festa mais badalada e bem produzida de Punta del Este, no Uruguai, aconteceu na véspera do réveillon, 30 de dezembro. Os DJs Sam Cannon, Pic Schmitz e Chris Klein agitaram a pista do entardecer até a madrugada.

Patricia Krebs e amigos

DJ Pic Schmitz

DJ Sam Cannon

Alissa Albuquerque, Carolina Diaz, Laura Florence, Rafaela Zanata

DJ Chris Klein, Alvaro Garnero, Angino Ponte

Pepo Garayalde, Sandro Horta, Mano Garayalde

Diego Christiassen, Alessandra Azevedo

Daniel Fregonizi, Beto Khouri

Francyele Daroit, Tony Villarejo


social

angra dos reis

réveillon Isla Privilège fotos Thiago Bernardes/Frame

Na Isla Privilege, a chegada de 2013 foi comemorada com muita gente bonita, beleza natural, fogos e música. Quem comandou as picapes foi o DJ português Pete Tha Zouk, depois seguido pelos brasileiros Paulo Boghosian, João Lee e China.

Alberto Blanco e Luiza Valdetaro

Emerson Sheik

Narciza Tamborideguy e Guilherme Fiuza

Ellen Jabour

Lou de Oliveira

Leticia Weber e Aecio Neves

florianópolis

Réveillon Cafe de La Musique Fotos Cassiano de Souza

O Cafe de la Musique Floripa comemorou a chegada de 2013 com uma noite regada a champagne e convidados especiais, ao som dos DJs internacionais Jack-E e Mitch LJ.

Alessandra Ambrósio e amigos

Bernardo Biagi, Ricardinho Goldfarb e Eduardo Lopes

Bruno Gissoni

Carol Mazzi

Yanna Lavigne

Jessica Rodrigues fev.13

Lóris Kraemerh

Roger Rodrigues

Daniel Rochaavianca.com.br

96 ·

avianca em revista


rio de janeiro

Lapa absurda Por João Felípe Toledo Fotos Pedro Gigante / Rodrigo Esper

A marca de óculos Absurda realizou sua primeira festa em solo carioca. O local não podia ser melhor: o lindo Barzinho, na Lapa. A noite celebrou o aniversário de três anos da grife e o encerramento da websérie #ladoA.

carol kiss

Regis Honda, Juliana Barbosa, Dani Bolina, Mateus Verdelho e Marcelo Carlesso

Livia Lemos

Nado Leal

Nicole Nandes

Thabata Carvalho, Katia Volkland e Helen Cris

Claudia Scarparo, Bia Scarparo e Ivan Cavilha

Felipe Titto e Andre Luiz Miranda

Mateus Verdelho e Ivan Cavilha

Sergio Baia, Tatah Toscano e Camilla Viana

Flávia Andrade e Marcella Rica

Thiago Grava, narcisa tamborindeguy , Guilherme Fioza

Julianne Trevisol, Thiago Grava e Luis Renato

Narcisa Tamborindeguy


social

florianópolis

Festa Fernanda Motta Fotos Cassiano de Souza

A top Fernanda Motta comemorou sua nomeação como embaixatriz da marca de champagne Perrier-Jouët no Brasil com uma festa especial, no dia 29 de dezembro, no Cafe de la Musique Floripa.

Anderson Dornelles

Arthur Ribeiro e Luan Santana

Bruno Gissoni

Neymar

Pamella Guimarães

fernanda motta

Gabriel Sala

Monique Alfradique

Raphael Viana


bahia

Reveillon Taípe Fotos Charles Nasseh

A tradicional Festa do Taípe, em Trancoso, reuniu um grupo de bem-nascidos para celebrar o novo ano. Em sua 13a edição, o evento ganhou reforço das agências Haute e Multicase, proporcionando música eclética e maior estrutura para os convidados.

Ana Beatriz Barros

Gabriel Nehemy e Marina Foz

Fábio Justus

Juliana Martins e Tato Malzoni

Emiliano Beyruthe

Júnior C

Piny Montoro

avianca em revista

fev.13

· 99


social

mAceió

lopana phoenix fest FoToS aéreaS natan batista FoToS SoCiaL gabriel passos

A 4ª edição da festa mais inusitada de Alagoas aconteceu no dia 12 de janeiro e reuniu mais de 500 embarcações, que seguiram as atrações do palco flutuante. Não faltou boa música e gente bonita.

Julle e zé pereira, Jorge e sheila, João toledo e kaka

toninho, banda cannibal

eduardo salles e christine

banda cannibal

samantha freitas, arYane steinkopf e fláVia lucas


inside

Carnaval do Rio de Janeiro com Avianca e União da Ilha por liane banca fotos marcello almo

Quem visitou a quadra da escola nos dias 19 e 26 de janeiro pôde se divertir ao som da bateria e do samba, que este ano está homenageando o poeta Vinicius de Moraes com o enredo “Vinicius no Plural. Paixão, Poesia e Carnaval”! O mascote AVI esteve por lá, caindo no samba com os convidados da Avianca e os visitantes da quadra. E, para animar ainda mais o carnaval, quem foi e comemorou seu aniversário durante o ensaio participou do sorteio de uma passagem com acompanhante para qualquer destino nacional operado pela Avianca.

Marcelo Figueiredo (Gerente Regional Sudeste Avianca), Luis Eduardo Ferreira e Marisa Ferreira

Eduardo Castro e Renata Figueiredo (Tour House)

Recepção dos convidados para o camarote

Janaina Martire e Alexandre Costa (executivos de contas da Avianca)

Cristmerie Brito (Flytour) e Liane CArvalho (Flytour)

A atriz Lucy Ramos

Marcelo Borges e Juliana Montesanti

Fábio da Luz e Tânia Araújo

O humorista Wellington Muniz e a rainha de bateria Bruna Bruno

Mônica Hattenhaver e Octávio José Ferreira (Agência BB Tour)

Adriana Albuquerque, Alexandre Costa, Marcelo Figueiredo, Denise Barbosa, Janaína Martire e Mariama Prieto

Augusto Mori (diretor Alatur) e Vanessa De MArco

Douglas Azevedo e amiga


EU SOU AVIANCA

O Prazer de voar por Daniel Amaral fotos acervo pessoal

Parte integrante do time que iniciou a homologação dos voos da Avianca, o comandante Claudio de Oliveira Heit, que completou 56 anos de carreira em 2012, fez seu voo de despedida no último dia 31 de dezembro. Natural de Porto Alegre, ele começou a voar muito jovem, tendo participado ativamente da Escola de Aviação da Varig, extinta companhia aérea, onde trabalhou por 42 anos e voou mais de 24 mil horas. Até 31 de dezembro passado, Heit conquistou a incrível marca de quase 40 mil horas de voo, o que é raro na aviação comercial. No ano de 2005, Heit entrou para a Ocean Air, hoje Avianca, para instruir novos pilotos na linhagem do modelo MK 28. “Viemos eu e mais sete para trabalhar durante um ano, mas estamos na empresa até hoje”, revela um homem de voz cordial e saudosista que não tinha grandes pretensões e que queria ter vivido em sua cidade natal. Mas o destino o trouxe a São Paulo, onde o tráfego aéreo já era intenso. Quando indagado sobre os prazeres da profissão, ele, que cresceu cercado de pilotos da FAB e adora turismo e natureza, diz que cada voo é um novo passeio, e cada pôr do sol, um espetáculo. “Sempre gostei muito dos meus passageiros e sempre quis que eles gostassem de voar. Procurei, ao longo desses anos, tornar a viagem mais prazerosa. O comandante é um anfitrião e eu sempre gostei de convidar meus passageiros para conhecer minha cabine e, desde então, recebi elogios memoráveis”, conta. Depois de se despedir dos comandos ele vai cuidar dos treinamentos em simuladores MK-28 em Dallas, para Avianca.

Comandante Heit e sua esposa

Comandante Heit recebe abraço do comandante Norberto Raniero (Dir. de Operações)

Bons novos voos, comandante Heit.

Comandante SOAVE, Comandante HEIT, Comandante Norberto Raniero

104 · fev.13

avianca em revista

avianca.com.br


i

n

f

o

inSTiTUCionaL c

o

r

p

o

r

a

t

e

Siga a Avianca no Brasil: aVianca EM REVISTA

FEV.13

路 105


a

V

i

õ

e

s

a

i

r

c

r

a

f

t

FroTa f

l

e

e

t

a i r b u s

A320

a i r b u s

A319

comprimento / Lenght (M): 33,84 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 11,80 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 cfm 56-5b7 (27.000 lb) Peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 75.500 Velocidade de cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 6.850 altitude de cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 fT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 132

comprimento / Lenght (M): 37,57 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 11,75 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 cfm 56-5b4 (27.000 lb) Peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 77.000lb Velocidade de cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 6.110 altitude de cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 fT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 162

a i r b u s

A318

m k 2 8 comprimento / Lenght (M): 35,53 envergadura / Wingspan (M): 28,08 altura / Height (M): 8,49 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 rr Tay650 (15.100 lb) Peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 44.450 Velocidade de cruzeiro / Crusing Speed: 821 km/h alcance / Range (km): 3.167 altitude de cruzeiro / Crusing Altitude: 35.000 fT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação comercial / Commercial Crew: 3 Passageiros / Passengers: 100

comprimento / Lenght (M): 31,45 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 12,88 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 PW6124a(24.000 lb) Peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 68.000 Velocidade de cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 5.800 altitude de cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 fT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 120


r o t a s

n a c i o n a i s

n a t i o n a l

r o u t e s


r

o

t

a

s

i

n

t

e

r

n

a

c

i

o

n

a

CANADÁ

Vancouver Seattle

Montreal Toronto

Denver

ESTADOS UNIDOS

Boston Newark Nova York - JFK

Chicago

San Francisco

Cleveland

Washington

Dallas / FT. Worth

Raleigh-Durham

Los Ángeles Phoenix Tijuana Houston

San Antonio

Fort Lauderdale

MÉXICO Monterrey Cidade de México

Oceano Pacífico

San Andrés

Santa Marta Barranquilla Cartagena

Montería

Panamá

Corozal

Buenaventura

Cali

Medellín

Guapi Baltra San Cristobal Galápagos

Pasto

QUITO Manta

Barrancabermeja

CUBA

REPÚBLICA DOMINICANA

Quito

Arauca Puerto Carreño

EQUADOR Guayaquil

BOGOTÁ Ibagué

Neiva Popayán

Tumaco

Havana

Cancún Punta Cana Flores GUATEMALA San Pedro de Sula Santo Domingo La Ceiba Ciudad de Guatemala EL SALVADOR Tegucigalpa Aruba San Salvador ManaguaCOSTA RICA Curazao Santa Marta PANAMÁ San José Caracas Riohacha Barranquila de Costa Rica Valencia Cartagena Ciudad de Panamá Valledupar Medellín VENEZUELA Bogotá Cali COLÔMBIA Bucaramanga

Manizales Pereira Armenia

Mérida

Mar Caribe

Miami

Cúcuta

Apartadó

Quibdó

Tampa Orlando

New Orleans

Villavicencio

Puerto Inírida

PERU

Colombia San José del Guaviare

Lima

Florencia

Colombia

Ecuador

La Paz

Ecuador Piura Chiclayo

Guayaquil Cuenca

BOLÍVIA

Tarapoto

Brasil

Trujillo Perú

CHILE

LIMA Cusco

Puerto Maldonado

BrasilJuliaca

Bolivia LA PAZ Santa Cruz de la Sierra Arequipa Paraguay

ARGENTINA Santiago Buenos Aires

i

s


i

n

t

e

r

n

a

t

i

o

n

a

l

r

o

u

t

e

s

Frankfurt

ALEMANHA Paris

FRANÇA ESPANHA

Barcelona

Madrid

Oceano Atlântico

Santiago de Compostela

La Coruña

Oviedo

Bilbao

San Sebastián Pamplona

Vigo Valladolid

Zaragoza Barcelona

MADRID

ESPANHA Valencia

Alicante Córdoba Sevilla Jerez Cádiz Tenerife

BRASIL

São Paulo (GRU)

Rio de Janeiro (GIG)

Las Palmas

Málaga

Palma de Mallorca


central

de

reserVas

reserVations

desk

sac aVianca

0800 286 6543

trechos nacionais no brasil

domestic legs in brazil

as passagens avianca podem ser compradas pelos telefones: to purchase avianca flight tickets via phone, dial:

capitais state capitals

4004.4040

demais localidades other cities

0300 789 8160

ou pelo site or access our website

www.avianca.com.br

trechos internacionais

international legs

para comprar passagens avianca, basta entrar em contato com a central de reservas pelos telefones: to purchase avianca flight tickets, call our reservations desk, dial:

0800 891 8668 deficientes auditiVos hearing impaired

0800 891 1684

ou pelo site or access our website

www.avianca.com.br


L o j a s Av i a n c a n o B r a s i l Av i a n c a S a l e s D e s k s i n B r a z i l

ARACAJU

Aeroporto Santa Maria Av. Senador Júlio C. Leite, s/nºCEP: 49037-580 - Aracaju - SE Tel.: (79) 3243-1041

BRASÍLIA

Aeroporto Int. Juscelino Kubitschek Lago Azul, s/nºCEP: 71608-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9358 Câmara dos Deputados Esplanada dos Ministérios Câmara dos Deputados - Anexo IV - Térreo - Centro CEP: 70160-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3216-9946

BELO HORIZONTE - CONFINS

Aeroporto Internacional Tancredo Neves LMG 800 - km 7,9 - s/nºCEP: 33500-900 - Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 3689-2685

CAMPO GRANDE

Aeroporto Internacional de Campo Grande Av. Duque de Caxias, s/nº- - Vila Serradinho CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3368-6171

CHAPECÓ

Aeroporto Serafim Enoss Bertaso Acesso Florestal Ribeiro, 4.535 Quedas do Palmital CEP: 89805-720 - Chapecó - SC Tel.: (49) 3323-0444

CUIABÁ

FORTALEZA

PORTO VELHO

ilhéus

RECIFE

Aeroporto Internacional Pinto Martins Av. Senador Carlos Jereissatti, 3.000 Serrinha - CEP: 60741-900 - Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1525 Aeroporto de Ilhéus R. Brigadeiro Eduardo Gomes, s/nºPonta Ilhéus - CEP: 45654-070 (Nova Base 1º- Setembro) - Ilhéus - BA (73) 3231-7957

João pessoa

Aeroporto Int. Pres. Castro Pinto, s/nºBayeux - CEP: 58308-901 - João Pessoa PB Tel.: (83) 3232-721

JUAZEIRO DO NORTE

Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes Av. Virgílio Távora, 4.000 - Aeroporto CEP: 63020-470 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3572-1050

MACEIÓ

Aeroporto Internacional de Maceió Zumbi dos Palmares Rodovia BR 104 Km 91. CEP: 57110-100 - Tabuleiro Maceió - AL Tel.: (82) 3036 5409

natal

Aeroporto Internacional Augusto Severo R. Rio Xingú, s/nº- - Emaús CEP: 59148-902 - Natal - RN Tels.: (84) 3087-1395 / 1302

Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Governador João Ponce de Arruda, s/nºJardim Aeroporto CEP: 78110-900 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3614-2550

PASSO FUNDO

CURITIBA

PETROLINA

Aeroporto Lauro Kourtz BR 285 - km 287 - Zona Rural CEP: 99050-970 - Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3045-3008

Aeroporto Internacional Afonso Pena Saguão Principal Av. Rocha Pombo, s/nº- - Águas Belas CEP: 83010-900 - São José dos Pinhais - PR Tel.: (41) 3381-1354

Aeroporto Senador Nilo Coelho BR 235 - km 11 - Zona Rural CEP: 56313-900 - Caixa Postal 403 Petrolina - PE Tel.: (87) 3863-0808

FLORIANÓPOLIS

PORTO ALEGRE

Aeroporto Internacional Hercilio Luz Av. Diomício Freitas, 3.393 - Carianos CEP: 88047-900 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4233

Aeroporto Internacional Salgado Filho Saguão Principal Av. Severo Dullius, 90.010 - Anchieta CEP: 90200-310 - Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358-2393

Aeroporto Gov. Jorge Teixeira de Oliveira Av. Gov. Jorge Teixeira, s/nº- - Belmont CEP: 76803-250 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3219-7472

Aeroporto Internacional de Guararapes Gilberto Freyre - Praça Salgado Filho, s/nºImbiribeira - CEP: 51210-902 - Recife - PE Tel.: (81) 3322-4841

RIO DE JANEIRO - GALEÃO

Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim Av. 20 de Janeiro, s/nºTerminal I - Setor B - 2º- Andar CEP: 21941-570 - Ilha do Governador Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3398-4648

RIO DE JANEIRO - SANTOS DUMONT Aeroporto Santos Dumont Praça Senador Salgado Filho, s/nºCEP: 20021-340 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7329

SALVADOR

Aeroporto Internacional Deputado Luiz Eduardo Magalhães Praça Gago Coutinho, s/nºSão Cristovão - CEP: 41510-045 Salvador - BA - Tel.: (71) 3204-1586

SÃO PAULO

Av. Washington Luis, 7.059 CEP: 04627-006 - Campo Belo - São Paulo - SP Tels.: (11) 2176-1111 / 1110

SÃO PAULO - CONGONHAS

Aeroporto Internacional de Congonhas Praça Comandante Lineu Gomes, s/nºSaguão Principal (Embarque) CEP: 04626-911 - São Paulo - SP Tel.: (11) 5090-9728

SÃO PAULO - GUARULHOS

Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro Rodovia Hélio Smidt, s/nº- - Ed. Interligação Balcão Avianca - Terminal I - ASA A CEP: 07143-970 - Guarulhos - SP Tels.: (11) 2445-3576 / 3759


www.aviancacargo.com.br

O serviço de cargas nacional da Avianca se consolida como alternativa de transporte para sua carga ou encomenda, proporcionando uma ampliação na sua rede de atendimento a seus clientes. Avianca’s domestic freight service has become a reliable transportation alternative for your freight or small parcels, ensuring the expansion of its client checking desk network. • Utilização de voos comerciais da Avianca.• Utilização de voos regionais exclusivos. • Rastreamento da encomenda online. • Opção de seguro para transporte. • Sistema simplificado de tarifas. • Flexibilidade no atendimento. • Atendimento nas principais capitais, com coleta e entrega. • Use of Avianca commercial flights. • Use of exclusive regional flights. • On-line tracking of all orders. • Transportation insurance options. • Simplified airfare system. • Flexible services. • Pick-up and delivery services in the main capital cities. Aracaju - AJU Rua Heraclito Rolemberg, nº 325 - Orlando Dantas CEP: 49042-250 - Aracaju - SE Tel: (79) 3259 3505 Email: ops.aju@aviancacargo.com.br Brasília – BSB Aeroporto Internacional de Brasília Terminal de Logística de Carga Nacional, salas 06 e 08 - Térreo CEP: 71608-900 – Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9674 / 3364-9673 E-mail: ops.bsb@aviancacargo.com.br Campo Grande – CGR Aeroporto de Campo Grande Hangar Infraero Cargo - Entrada lateral, fundos Jardim Aeroporto CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3363-0444 E-mail: ops.cgr@aviancacargo.com.br Chapecó - XAP Acesso Florenal Ribeiro, nº 4535 – Aeroporto CEP: 89800-000 – Chapecó - SC Tel.: (49) 3328-3747 E-mail: ops.xap@aviancacargo.com.br Confins - CNF Aeroporto Internacional Tancredo Neves Terminal de Cargas Rodovia MG 10 – Km 39 CEP: 33400-000 - Confins - MG Tel.: (31) 3689-2683 E-mail: ops.cnf@aviancacargo.com.br Cuiabá - CGB Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Gov. João Ponce Arruda, s/nº - Jardim Aeroporto CEP: 78110-100 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3029-7001 E-mail: ops.cgb@aviancacargo.com.br Curitiba – CWB Aeroporto Internacional Afonso Pena Teca Infraero – Carga Doméstica Av. Rocha Pombo, s/nº CEP: 83010-900 – Curitiba - PR Tel.: (41) 3381-1350 / 3381-1364 E-mail: ops.cwb@aviancacargo.com.br

Florianópolis - FLN Av. Deputado Diomício de Freitas, nº3393 CEP: 88047-400 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4201 E-mail: ops.fln@aviancacargo.com.br

Porto Velho - PVH Rua Rafael Vaz e Silva, 2645 - Liberdade CEP: 78902-700 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3223-8421 E-mail: ops.pvh@aviancacargo.com.br

Fortaleza – FOR Av. Senador Carlos Jereissatti, nº 3000 - Serrinha CEP: 60740-900 – Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1717 E-mail: ops.for@aviancacargo.com.br

Recife – REC Aeroporto Internacional de Guararapes Teca da Infraero, Espaço OceanAir - Imbiribeira CEP: 51210-010 – Recife - PE Tel.: (81) 3322-4724 E-mail: ops.rec@aviancacargo.com.br

João Pessoa - JPA Aeroporto Internacional de João Pessoa Terminal de Cargas Nacional - Rio do Meio CEP: 58308-000 - Bayeux - PB Tel.: (83) 3232 7674 Tel.: (83) 3232 1637 E-mail: ops.jpa@aviancacargo.com.br Juazeiro - JDO Rua: Santa Luzia, nº 236 - Centro CEP: 63010-230 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3512-2648 E-mail: ops.jdo@aviancacargo.com.br Natal - NAT Rua Silva Jardim, nº 02 sala 04, Ed. Mirmão, Ribeira CEP: 59012-180 - Natal - RN Tel.: (84) 3201 1439 E-mail: ops.nat@aviancacargo.com.br Passo Fundo - PFB Aeroporto Regional de Passo Fundo BR 285 - KM 287 – Zona Rural de Passo Fundo CEP: 99700-000 – Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3327-0207 E-mail: ops.pfb@aviancacargo.com.br Petrolina - PNZ Rua Ana Nery, 40 - Vila Mocó CEP: 56304-500 - Petrolina - PE Tel.: (87) 3031-6585 E-mail: ops.pnz@aviancacargo.com.br Porto Alegre - POA Av. Severo Dullius, s/nº, Portão 06 Infraero – São João CEP: 90200-310 – Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358 2399 E-mail: ops.poa@aviancacargo.com.br

Rio de Janeiro - Santos Dumont - SDU Aeroporto Santos Dumont Av. Almirante Sílvio de Noronha, nº 399, Cabeceira Sul CEP: 20231-030 – Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7577 E-mail: ops.sdu@aviancacargo.com.br RIO DE JANEIRO - GALEÃO - GIG Estrada do Galeão, s/nº Terminal de Cargas - Aeroporto Velho do Galeão CEP: 21941-510 - Rio de Janeiro - RJ Tel: (21) 3398 7264 Email: ops.gig@aviancacargo.com.br Salvador – SSA Praça Gago Coutinho, nº 15 A – Área Industrial Aeroporto CEP: 41500-570 – Salvador - BA Tel.: (71) 3204-1129 / 3204-1041 E-mail: ops.ssa@aviancacargo.com.br São Paulo - Congonhas - CGH Av. Pedro Bueno, 1382 - Jardim Aeroporto CEP: 04342-001 – São Paulo - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br São Paulo - Guarulhos - GRU Aeroporto Internacional de Guarulhos Rodovia Helio Smidt, s/n – Terminal de Cargas Nacional CEP: 07141-970 – Guarulhos - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br


S e g u r a n ç a O p e r a c i o n a l O p e r at i o n a l S a f e t y

Segurança operacional: o que o passageiro tem a ver com isso?

Operational Safety: How does it concern the passenger?

Viajar de avião tem se tornado cada vez mais um hábito para milhares de passageiros. Para muitos deles, a rotina do aeroporto e do voo já é bastante familiar: comprar a passagem, fazer o check-in, despachar a bagagem, embarcar e, finalmente, chegar ao seu destino. Essa rotina faz parte da vida de tantos passageiros que a aeronave parece não guardar mais nenhum segredo, e eles passam a se sentir por dentro de tudo o que acontece, desde o momento do embarque até o final da viagem... Mas, será mesmo?

To travel by air have been turning into a habit for thousands of passengers. To many of them, the routine of the airport and the flight is already very familiar: buy the ticket, go through the checkin, check the luggage, board and, finally, arrive at their destination. This routine is a part of life of so many passengers that the airplane seems to have lost all its secrets, and they start to feel familiar with all that is happening, from the moment to board until the end of the trip… But, do they really?

Você, como passageiro, é capaz de lembrar-se de todas as importantes instruções de segurança passadas pelos comissários de bordo durante o preparo para a decolagem? Pesquisas apontam que os passageiros não prestam tanta atenção a estas instruções como deveriam. Estes estudos também explicam o porquê dessa falta de atenção, e a “familiaridade” com a rotina do voo é apenas um dos motivos.

You, as a passenger, are capable of remembering all the important safety instructions passed on by the flight attendants during the takeoff preparation? Studies indicate that the passengers don’t pay much attention to these instructions as they should. These studies also explain why this lack of attention occurs, and the familiarity with the routine of the flight is only one of the reasons.

Além de se sentirem superconfiantes em relação ao que acreditam saber sobre a segurança do voo, os passageiros são “enganados” pela repetição das instruções: acham que, por terem ouvido as mesmas frases diversas vezes, são capazes de lembrar-se delas em caso de necessidade. Entretanto, pesquisas indicam que a habilidade de recordar informações de segurança e de desempenhar ações de segurança quando requerido pode ser menor do que o esperado pelos passageiros. Além disso, um aspecto cultural parece pesar na recorrente falta de atenção às instruções. Os passageiros tendem a achar que só prestam atenção às normas de segurança as pessoas que têm medo de avião, ou ainda, aquelas pouco experientes em viagens aéreas. Assim, a tendência da maioria é a de se concentrar em alguma outra atividade, ignorando o discurso do comissário de bordo que repete os já conhecidos procedimentos de emergência.

Besides felling overconfident in relation to what they believe they know about flight safety, the passengers are “fooled” by the repetition of the instructions: they think that because they have heard the same sentences several times they are able to remember them in case they need. However, studies indicate that the ability to remember safety instructions and to take safety actions when needed is not as great as the passengers think it is. Besides, a cultural aspect seems to be a factor in the recurring lack of attention to the instructions. The passengers tend to think that those who pay attention to the safety instructions are the ones who are afraid to fly, or yet, those who don’t have experience in air travelling. Thus, the tendency of the majority is to focus in some other activity, ignoring the speech of the flight attendant who repeats the already known emergency procedures.

Utilizar o celular após o fechamento das portas, deixar o iPad ligado durante o procedimento de pouso, levantar-se da poltrona antes do completo estacionamento da aeronave... Você já viu isso ocorrer no voo ou foi o protagonista de algum desses comportamentos? Você realmente sabe como usar uma máscara de oxigênio ou em que circunstância deve manter o assento da poltrona na posição vertical? Essas e outras informações são passadas regularmente pelos comissários, mas muitas vezes esquecidas pelos passageiros...

To use the cell phone after the doors are closed, to leave the iPad on during the takeoff procedure, to leave the seats before the plane comes to a complete stop… Have you ever seen this happen during the flight or were you the one acting like these? Do you really know how to use an oxygen mask or in which circumstance you should keep the seat in a vertical position? These and some other information are passed on by the flight attendants but a lot of times the passengers do not remember them…

Isso não significa que os passageiros não reconheçam a importância dos procedimentos para garantir a segurança do voo. Porém, muitas vezes, esse reconhecimento não reflete os comportamentos que de fato se observam durante o voo. Essa dissonância entre o que se sabe e o que se faz, além dos fatores elencados acima, pode ser explicada por algumas outras questões. Algumas pessoas podem achar que nunca terão que empregar esse tipo de conhecimento, outras podem se sentir muito desconfortáveis em ter que pensar sobre segurança no voo, outras, ainda, podem achar que essas informações não são de plena utilidade ou são muito difíceis de seguir.

That doesn’t mean that the passengers don’t recognize the importance of the procedures to ensure the flight’s safety. Nevertheless, a lot of times, this recognition don’t reflect the behaviors that indeed happen during the flight. This dissonance between what one knows and what one does, besides the reasons mentioned above, can be explained by some other issues. Some people can be led to believe that they will never need to employ this kind of knowledge, others can feel uncomfortable when thinking about the safety of the flight, and others could think that this information are not helpful or are difficult to follow.

Se você se enquadra em alguma dessas categorias, lembre-se: o passageiro também é responsável pela manutenção da segurança do voo, podendo contribuir atentando aos procedimentos de segurança apresentados, a fim de auxiliar a si mesmo e aos demais em casos de emergência.

If you fit in some of these categories, remember: the passenger is also responsible for the maintenance of the safety of the flight, and can contribute by paying attention to the safety instructions presented in order to help him/herself and others during emergency situations.

Coordenação de Fatores Humanos Diretoria de Segurança Operacional

Human Factors Coordination Committee Board of Directors of Operational Security


expediente

Colaboradores Camila Ciberi Jornalista, assessora de imprensa, fotógrafa e bailarina nas horas vagas. Também tenta salvar o planeta.

Presidente: José Efromovich Presidente Executivo: Santiago Diago Vice-presidente de Marketing e Comercial: Tarcisio Gargioni Conselho Editorial: Flavia Zulzke – Gerente de Marketing Fernanda Coelho – Analista de Marketing Felipe Coutinho – Assistente de Marketing Marketing Avianca: Gabriel Lago - Supervisor

Rozze Angel Jornalista de moda e pesquisadora de tendências, cool hunter na be_HYPE behype.com.br

Ricardo Oliveros Jornalista, arquiteto, urbanista especializado em meio ambiente.

Graziela Ventura Formada em Fotografia e Imagem Digital pela Concordia University de Montreal, especializada em tratamento digital e pós-graduada em Pós-Produção Fotográfica.

Fundada em 1998 avianca.com.br AviancaBrasil aviancabrasil

AviancaBr avianca

central de reserva 4004-4040 outras cidades 0300-7898160 SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor SAC 0800-286-6543 Atendimento ao deficiente auditivo: 0800-286-5445

Diretor Executivo Carlos Koga - c.koga@midiaonboard.com.br Editor Fredy Campos - redacao@aviancaemrevista.com.br Jornalista Responsável Camila Balthazar - camila.balthazar@aviancaemrevista.com.br Marketing Priscila Soares - priscila@midiaonboard.com.br Flavia Cunha - flavia@midiaonboard.com.br Publicidade Marcelo Simões - marcelo@aviancaemrevista.com.br Rio de Janeiro: Zeiry Dias - zeirydias@xaoquadrado.com.br Departamento Financeiro Jane Elaine - jane@midiaonboard.com.br Produção Salvador Nazarre e Otávio Yamasaki Projeto Gráfico Ari Maia Design / Diagramação Leonardo Bussolo - Agência Sampling Edição de Imagem Graziela Ventura Revisão Just Layout PARA ANUNCIAR comercial@aviancaemrevista.com.br (55 11) 5505-0078 Colaboraram nesta edição Guilherme Fernandes, Cassio Matos, Gustavo Recco, Ricardo Oliveros, Silvia Camargo, Eric Pomi, Tati Brandão, Rozze Angel, Marcos Trinca, Tatiane Greco, Vitor Cardoso, Fabio Kanczuk, Bruno Dias, Liane Banca, Grazi Ventura, Daniel Amaral, Camila Ciberi, Flávia Ragazzo, Carla Palmieri, Roberto Salgado, Paulo Greca, Marcello Almo, Viviane Pessoa. Agradecimentos Claudio Carpi, Marcio Damasceno, Isis Valverde, Marco Antonio Ferraz, Paulo Zelenka, Ricardo Andraus, Lara Gerin, Felipe Garkalns, Ricardo Almeida, Livian Valias, Paulo Barros, André Almada, Adriana Leite, Ong TETO, Marcos Carnero, Lopana, Natan Batista, Gabriel Passos, Comandante Claudio Heit. A Avianca em Revista é uma publicação da Editora Drops, sob a licença da empresa aérea Avianca, distribuida exclusivamente a bordo das aeronaves nos voos nacionais. As pessoas que não constam do expediente da revista não tem autorização para falar em nome da revista. É necessário uma carta de autorização, atualizada e datada em papel timbrado assinada pelos editores. Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade dos autores e fica expressamente proibido a reprodução total ou parcial sem autorização prévia.

Editora Drops (55 11)5505-0078 aviancaemrevista.com.br Impressão IBEP Gráfica

Tiragem: 30.000 exemplares. Todos os direitos reservados. Auditado pela


#31 - Isis Valverde  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you