Page 1

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a Turismo

um dia acolhedor em porto alegre ESPECIAL

Wingwalking: Voando de cabeรงa para baixo

Limpa Brasil

Chega de lixo fora do lixo

Sabrina

SA

conta como transformou seu nome em um case de sucesso


A Avianca oferece 21 destinos e uma experiência incrível a cada viagem. Quando você voa de Avianca se surpreende com tanto conforto. Afinal, encontra o maior espaço entre as poltronas, o melhor entretenimento e serviço de bordo premiado. Aproveite. Embarque nesses diferenciais e faça uma superviagem.

Mais opções

Maior espaço

www.avianca.com.br SAC: 0800 286 6543

Mais conforto

Siga-nos

Mais vantagens

Consulte seu agente de viagens ou nossa central de vendas 4004 4040 (capitais) 0300 789 8160 (demais localidades)


presidente - President

Responsabilidade Social Uma missão empresarial De que vale o crescimento de uma empresa, se ele for um fim em si mesmo? Nós, da Avianca, com atitudes voltadas à responsabilidade social, orientamos todas nossas ações no sentido do bem comum. Por isso, a responsabilidade social está embutida em nosso modelo de negócios. Nesse sentido, nossa expansão significa também a preservação da longevidade da empresa e, por conseqüência, a contratação de mais colaboradores e, assim, garantir o sustento de milhares de famílias. Quanto maior o crescimento, maior o montante de impostos arrecadados, que devem retornar à sociedade em forma de investimentos sociais. Assim, uma empresa pode retribuir aos cidadãos os frutos das suas conquistas. Um negócio voltado somente para si não merece nossa admiração. Além de cumprir com suas obrigações empresariais, a Avianca também investe em projetos de apoio à cultura e ao esporte , como atividades complementares ao seu negócio principal. Responsabilidade social também significa preservar o meio ambiente. Acreditamos fortemente que a melhor maneira desse objetivo ser atingido é criar uma mentalidade de redução e reaproveitamento dos resíduos sólidos, através de um eficaz programa educacional junto à sociedade. Por isso, a Avianca apoia o movimento “Limpa Brasil Let’s Do It!”, que já atua em 140 países, com o objetivo de incentivar a mudança de atitude do cidadão brasileiro em relação ao hábito de jogar lixo fora do lixo. É preciso despertar a consciência da responsabilidade individual do cidadão no esforço de manter sua cidade limpa. Oferecer serviços de transporte aéreo com mais conforto e melhor atendimento rendeu à nossa empresa um crescimento vigoroso no último ano com taxas de ocupação acima da média do mercado. Sentimo-nos lisonjeados pela preferência de milhões de passageiros transportados neste ano, compartilhando e endossando nosso modelo de serviços. Só temos a agradecer, pois esse crescimento propiciará um aumento de nossa parcela de contribuição para a sociedade brasileira e, consequentemente, mais benefícios a um número maior de pessoas.

José Efromovich Presidente da Avianca Brasil


Social Responsibility A corporate mission What is the point of a company’s growth if it is and end in itself? We from Avianca, with a clear position taken towards social responsability, direct all our actions to the common good. Therefore, social responsibility is embedded in our business model. In this sense, our expansion also means a preservation of the longevity of the company and, accordingly, the hiring of more employees, guaranteeing means of living for thousands of families. The bigger the growth, the bigger the tax collected, which must then return to society as social investments. That way, a company can give back to the citizens the results of its achievements. A business directed only to itself does not deserve our admiration. Besides fulfilling its corporate obligations, Avianca also invests in projects that offer support to the areas of culture and sports, as complimentary activities to its main business. Social responsibility also means the preservation of the environment. We strongly believe that the best way to achieve this goal is to create a mentality directed to the reduction and reuse of litter through an effective educational program within society. Therefore, Avianca supports the social movement “Limpa Brasil Let’s Do It!”, which is already up and running in 140 countries and which carries the goal of encouraging a change in attitude of the Brazilian citizens in relation to the habit of putting the trash out of its correct place. It is necessary to raise the awareness about the citizen individual responsibility in the effort to keep one’s town clean. The offer of airline transportation with more comfort and better services yielded to our company a vigorous growth in the last year, with seat-occupancy rates above the market’s average. We feel flattered by the preference given to us by millions of passengers carried this year, sharing and endorsing our model of services. We can only say thank you as this growth will provide an increase of our share of contribution to Brazilian society and, as a result, in more benefits to an even greater number of people.


editorial

#26 Bem vindo a bordo Nossa equipe acompanhou o backstage da produção das fotos da Sabrina Sato para a capa desta edição. Os cliques do conceituado fotógrafo André Schiliró foram sendo revelados aos poucos na fan page da Avianca no facebook e vários seguidores reconheceram os pezinhos de Sabrina. Nas próximas páginas revelamos todas as fotos e contamos mais sobre a Sabrina Sato - empresária de sucesso quando o assunto é administrar seus negócios e sua própria imagem -, sempre ao lado sua irmã Karina Sato, responsável por cuidardas empresas. Esta edição também apresenta um roteiro nada clichê para fazer durante um dia em Porto Alegre. Aproveite os charmosos locais e suas histórias quando tiver um day off na capital gaúcha. Estendemos a viagem para a vizinha Caxias do Sul e suas vinícolas - programa que é a cara do inverno. Aproveitando o foco na região Sul, produzimos um mapa com as principais baladas de Florianópolis e cidades próximas. A cena eletrônica da Ilha de Santa Catarina tem sido alvo de holofotes até mesmo fora do Brasil e a Avianca foi conferir quais são as melhores casas do momento. Nas próximas páginas você conhecerá o Wingwalking, em que atletas voam em cima do avião; Pentatlo, esporte olímpico pouco conhecido que reúne natação, esgrima, hipismo, tiro e corrida; natação paralímpica, cuja equipe é patrocinada por nós; e um pouco de yoga e seus benefícios para o corpo e a alma. Cultura, arte, gastronomia, moda, economia e sustentabilidade também são pauta da revista, que traz um recorte plural para tudo o que acontece à sua volta. Aproveite o voo e boa leitura. Tarcisio Gargioni Vice-presidente de Marketing e Comercial

Siga-nos

“Com uma história de mais de 90 anos, a Avianca não se consolidou apenas como uma renomada empresa no setor aeroportuário nacional e internacional, mas também ganhou destaque pelo seu comprometimento, eficiência e qualidade nos serviços prestados. É com enorme prazer que vejo uma empresa investir esforços extremos para garantir melhor qualificação e atendimento aos passageiros. Seu posicionamento no mercado atual de aviação não poderia ser mais gratificante, já que é apresentada como uma das melhores empresas aéreas do país. A ampliação de seu número de voos, que atualmente chegam a 22 diferentes cidades, em 24 aeroportos brasileiros, além de uma frota completamente renovada, fazem com que todo o investimento seja recompensador ao analisarmos a satisfação dos passageiros. Parabéns à Avianca, primeira companhia aérea a receber, no Brasil, a classificação “A” da Anac!” Edmar Bull Presidente da Abracorp


avianca em revista

jun,jul.12

路7


navegue

sumário 12

front

Um dia acolhedor em porto alegre

42

Por Camila Balthazar

sabrina Sato rahal

Por Camila Balthazar

30

gastronomia

Por Carla Palmieri

Willian Chen Yen e o Chef Diego Lozano

72

ponto de vista

Por Renata Maranhão

Quem sabe um dia eu escreva um livro 39 TECNOLOGIA

40 ECONOMIA

78 SUSTENTABILIDADE

86 LONGEVIDAde

Mundo Digital: Brasil Conectado

O Namoro e as Finanças

Formando Cidadãos Sustentáveis

Uma Confraria só Delas


cartas

E

m mais uma das viagens a trabalho que costumo fazer pelo Brasil e América do Sul, parti em um voo de outra companhia aérea para Cuiabá – MT. Retornaria a São Paulo no dia seguinte. No entanto, quando tentei efetuar o check-in para meu regresso a SP, descobri que o voo seria pela Avianca. Desconfiado, não pude fazer nada. Check-in feito, voo no horário e então comecei a ser surpreendido. Toda a equipe da Avianca foi muito atenciosa e carismática e, pela primeira vez, percebi um verdadeiro sorriso e praticidade dos atendentes. Ao me sentar, consegui esticar as pernas em uma poltrona confortável e espaçosa. Observei todos os detalhes da aeronave, andei pelo corredor, fui ao toalete, li e reli a edição anterior da revista de bordo. Infelizmente, aquela aeronave não dispunha de DVDs nas poltronas, mas isso não ofuscou minha agradável viagem. Quero parabenizar a todos vocês por não serem mais uma companhia aérea, e sim, a melhor companhia aérea no Brasil. Digo isso com toda propriedade e bagagem de 65 voos anuais que realizo profissionalmente. A partir de agora farei o possível para viajar sempre pela Avianca, com preferência total por essa incrível companhia. Alessandro Silva

eu na avianca Envie fotos com a história da sua viagem pela Avianca para publicarmos na próxima edição: redacao@aviancaemrevista.com.br

leitor Esta foto foi tirada durante um dos voos que faço semanalmente de Porto Alegre para São Paulo. Adoro voar no Airbus A320, é muito confortável. Ana Alves

Viagem de férias com o amigo, mais que irmão, Francisco Alberi Trajano à seus familiares no Ceará. Além das maravilhosas praias da capital Fortaleza, conhecemos o Centro Cultural Dragão do Mar e no Mercado Central, o Museu da Cachaça de propriedade da Ypióca. Em Maranguape fomos à Bica do Ipu, à Gruta de Ubajara e à “Holambra” cearense de São Benedito, onde colombianos cultivam as mais lindas flores da roseira. O voo de volta nos impressionou muito pelo excelente atendimento, que fez com que doravante procurássemos utilizar mais os serviços da Avianca. Um abraço a todos. Arthur de Lucca

avianca em revista

jun,jul.12

·9


slide


Serra do Rio do Rastro

Rodovia SC-438 corta o Sul de Santa Catarina no município de Lauro Müller Mais de 1421 metros de altitude no mirante Fotógrafo: André Vanzin / AGE PhotoStudio agephotostudio.com


ponto de vista

Quem sabe um dia eu escreva um livro por Renata Maranhão

S

empre me pego contando histórias... Como um velho pescador que volta e meia se vê rodeado de uma molecada para ouvir seus contos. E sempre que começo, meu próprio marido me chama de Forrest Gump, o maior contador de histórias do cinema, aquele que participou de grandes momentos políticos, da história, dançava com Elvis e tudo o mais. O fato é que comecei a viajar sozinha muito cedo, lá pros confins do mundo, aos 17 anos. E logo na minha primeira noite fora do Brasil, mais precisamente em Tóquio, no Japão, peguei um terremoto, que na época veio a ser o mais forte dos últimos dez anos. É óbvio que eu não tinha a menor noção do que estava acontecendo, quando acordei às 4h da manhã com o chão tremendo abafado, o prédio rebolando, o barulho de sirenes e avisos sonoros em japonês. Quando o terremoto atinge determinada magnitude, autofalantes começam a dar direções de como proceder... mas tudo dito em japonês, lógico! Eu, na minha ingenuidade adolescente, imaginei que passava naquele momento o trem mais rápido do mundo pela janela da minha casa e que o chão tremia por causa disso. Só me dei conta do que acontecia de fato quando minhas colegas de apartamento apareceram gritando. Me achando muito esperta, preferi não contar aos meus pais, para não preocupá-los, afinal era a primeira vez que saía debaixo das asas deles. Não havia internet na época, mas o terremoto mereceu as manchetes dos principais jornais brasileiros e quando liguei no dia seguinte, eles estavam desesperados. E o medo do Big One me fez passar o restante daqueles três meses dormindo com uma garrafa de dois litros de água e um apito ao lado de minha cama. Acabei vivenciando inúmeros miniterremotos, ao ponto de chegar a achar normal. São tantas histórias, que é difícil escolher quais eu destacaria, mas os fenômenos naturais acabam sendo mais dramáticos e divertidos ao mesmo tempo. Na China, por exemplo, fui apresentada ao Tufão, irmão gêmeo do Furacão. A única diferença entre eles é a localização geográfica, pois o irmão mais famoso fica principalmente nos Estados Unidos. A população é alertada da chegada do tufão e orientada a não sair de casa no dia seguinte. Uma espécie de feriado. O prenúncio da sua chegada são chuvas e ventos fortes. Mesmo assim, na noite anterior, eu e uns amigos fomos jantar fora. Ruas desertas, maioria das lojas fechadas, muita chuva fina.

12 · jun,jul.12

avianca em revista

Ventava tanto, que o guarda-chuva não tinha serventia alguma, pois virava do avesso. O negócio é que quando se tem 17 anos, você é onipotente e inconsequente. E os anjos da guarda vêm de turminha pra dar conta dos riscos a que se expõe. Jantar fora num clima desses? Conseguimos retornar rapidamente ao hotel e no dia seguinte eu andava pelas ruas, consternada com as cenas que via. Carros virados, árvores arrancadas com as raízes para o alto, placas no chão e as pessoas começando a recolher a sujeira. A verdade é que a China rendeu muitas histórias. As refeições no trabalho com surpresas no molho de tomate “olhando” pra mim. Parzinhos de olhos, acho que de peixe, acebolados e molho vermelho. Blargh! É, eu tinha que ir ao restaurante momentos antes do furacão chegar mesmo. Um outro momento “Forrest Gump” que tenho se passa em Hong Kong. Tive que ir pra lá algumas vezes para renovar o visto de Taiwan. Hong Kong foi cedida aos britânicos em 1841, e no dia primeiro de julho de 1997 voltava a pertencer à China. E adivinha em que data eu tinha que renovar o visto? Minha mãe gritava desesperada ao telefone para sair dali, pois não se sabia o que podia acontecer quando o país voltasse ao domínio da China. Eu via helicópteros do exército sobrevoando a cidade, homens fardados pelas estações de trem e ferrys, mas não imaginava nada grave para meu destino. O pânico da minha mãe se encarregou de me convencer a sair dali na véspera, lamentando perder o momento histórico. Mesmo após os 35 anos, continuei deixando meus pais desesperados. Depois de muitos anos sossegada, resolvi, do nada, mergulhar com tubarão tigre na África do Sul, sem gaiola. Coitada da minha mãe. Nem contei que enquanto esperava a atração principal, uns 30 tubarões-de-galhapreta rodeavam o território curiosos e com o nervosismo de um pinscher, nem que um amigo foi sacudido como uma boneca de pano por um deles, por ter deixado as mangueiras do equipamento soltas. Mas eu tinha que mandar notícias para os meus pais depois de cada mergulho, todos os dias, para falar que estava bem. Minha mãe chorava todas as vezes. Quando eu ficar velhinha, vou ser daquelas que ficam rodeadas de crianças contando seus “causos”. Quem sabe um dia eu escreva um livro. Renata Maranhão é jornalista e apresentadora da RedeTv!

avianca.com.br


avianca em revista

jun,jul.12

路 13


trilhas únicas

rio de janeiroRJ

De chinelo nos pés, meu programa preferido para um dia em Ipanema é começar com um pit stop na padaria Ipanema. Sugestão: pão de queijo e mate natural ultragelado, feito na hora, uma pedida supercarioca. Descendo a própria rua da padaria você chega à praia na área da “Joana” (rua Joana Angélica), cercada de gente bonita, sejam três quadras pra direita ou esquerda. Na praia, hora de comprar o clássico Biscoito Globo assim que o vendedor passar. Para o almoço, uma sugestão ousada é o restaurante Fontes, localizado em uma galeria na famosa Av. Visconde de Pirajá. A comida é caseira, irresistível. Foi lá que conheci as saladas com molho de soja (parece de abacate!). Ainda nesta galeria, fica a dica: mais pro fim do corredor está o Estação Ipanema, um cinema das antigas, aconchegante, com uma excelente seleção de filmes. Bem na porta do Estação, aliás, tem a lojinha do cinema, com um pouco de tudo relacionado a filmes: camisetas, porta copos, plaquinhas divertidas pra pendurar nas portas e outros. É uma opção deliciosa, bem pé no chão, “local”, relax e saudável.

Ipanema

Domingo de sol. Passe o dia em uma das praias mais bonitas do Brasil.

14 · jun,jul.12

Desvendar os cantinhos pouco explorados e ter acesso a restaurantes típicos da cultura local podem traduzir mais do destino escolhido do que qualquer cartão postal.

avianca em revista

Viviane Pessoa - Carioca, executiva de Marketing, jornalista, pós graduada em Comunicação Corporativa e mestre em Relações Públicas Internacionais. avianca.com.br


santa catarinaSC

Costão do Santinho Belezas Naturais O Costão do Santinho é um resort paradisíaco em Florianópolis, que atrai pessoas do Brasil e de outros países. Com atendimento nota 10, o local reúne moradores da Ilha e turistas durante todo o ano. Vou pelo menos uma vez por mês ao Costão para visitar os amigos que têm apartamento lá e já aproveito a área das piscinas que sempre tem várias atividades para integrar os hóspedes. A praia também é perfeita para surfar. Considero o resort Costão do Santinho um local com ótima estrutura de lazer, esporte, conforto, descanso e entretenimento. Vale a pena conhecer esse pedacinho de terra cheio de belezas naturais em Santa Catarina.

costao.com.br

São PauloSP

Endereço: Vila Parolari - Rua Casa Forte, 340 vilaparolari.com.br

Edmilson C. Pereira Junior - fundador do Instituto Lagoa Social

Um programa que é cara de São Paulo e eu adoro é almoçar nos Museus da cidade. O Museu da Imagem e do Som (MIS), o Museu de Arte Moderna (MAM) e o Museu de Arte (MASP) abrem todos os dias e seus restaurantes são deliciosos. Além de terem um ambiente super cool, de quebra ainda se aproveita as amostras e exposições que estão sendo exibidas. O acervo do MASP é incrível e vale uma caminhada pela Paulista e seus cafés depois. Ainda nos finais de semana pra quem gosta de decoração a Vila Parolari é um lugar especial onde você pode encontrar lindos objetos da África e tomar um café muito gostoso com vista para a Cantareira. E como São Paulo pede uma boa noitada gosto de tomar um drink no restaurante SPOT e dar uma esticada nos clubs ou nos bares do baixo Augusta ou assistir um cineminha na sala VIP do shopping Cidade Jardin para uma noite mais tranquila.

salvadorba

Vista privilegiada para o mar Sempre que posso vou passar alguns dias em Salvador. Tenho muitos amigos na cidade que sempre me levam para conhecer lugares especiais. Meu preferido é o restaurante Amado, que além de ter um cardápio delicioso, é muito bonito e tem uma vista privilegiada para o mar. Sempre peço o peixe do dia em crosta de alecrim com legumes. Endereço: Av. Lafayete Coutinho, 660 amadobahia.com.br Caio Fischer - Apresentador de TV

Dorival Neto - Relações Públicas e diretor da Agência DNRP

itaipavaRJ Para relaxar Itaipava é o lugar ideal para quem deseja descansar e curtir um clima super agradável e convidativo para comer uma boa comida e fazer compras. Entre as atrações turísticas do local está a Feirinha de Itaipava, o Castelo do Barão de Itaipava e o Parque Municipal de Petrópolis. Depois de curtir esses passeios, o melhor é relaxar. A Pousada Tankamana possui chalés com total privacidade e está localizada no Vale do Cuiabá, em meio ao verde da Mata Atlântica. Lá tem piscina natural, sauna e trilhas. E, para saborear um tempero especial, a dica é o restaurante Parrô do Valentim, que oferece um menu com diversas delícias da cozinha portuguesa. Endereço: Estrada Julio Capua, 0 – Vale do Cuiabá pousadatankamana.com.br Carlos Eduardo Pinho - diretor de Comunicação e Marcas da Michelin América do Sul

avianca em revista

jun,jul.12

· 15


playlist

radar

nalivraria

DJ Felipe Venâncio 1 Totally Enormous Extinct Dinosaur - Garden (Jesse Rose) 2 Shaun Escoffrey - So Sweety (Mandys Sure Shot Vocal) 3 Parachute Youth - Can’t Get Better Than This 4 Cajmere & Russoul - Love Is You 5Nicolette - Something Happened 6 Dirty Channels - Give It To Me 7 Imagination - Burnin’ Up (German Mix) 8 Jimi Polo - Better Days (Sasha Dmc Mix) 9 Switch - I Still Love You 10 David Bowie - This Is Not America

Por tatiane greco FOTOS divulgação

A moderna cozinha Vegetariana A chef Maria Elia mostra que eliminar a carne da alimentação não significa abrir mão do sabor. Uma berinjela, por exemplo, pode ser defumada e temperada em um maravilhoso curry; amassada e misturada com batata; cortada em fatias, empanada em dukkah e mozarela; temperada com missô; ou fazer parte de uma salada mediterrânea. O livro ensina combinações saborosas com a grande variedade de legumes, verduras e frutas existentes.

Para Seguir Minha Jornada – Chico Buarque Autora: Regina Zappa

A jornalista e escritora Regina Zappa é referência quando o assunto é Chico Buarque. Neste livro, ela reconstitui os grandes momentos da vida e obra de Chico e da história cultural do país por meio de fotos, reproduções de reportagens, entrevistas e críticas. O leitor relembrará histórias e curiosidades do compositor – desde os tempos dos grandes festivais de música da TV brasileira até o lançamento do seu último álbum, “Chico”.

Cabelo de Estrela

FOTO rodrigo marques

AUTORA: MARIA ELIA

felipevenancio.com.br

Luiz Fernando Ardessore 1 Dystopia - Nine Lives 2 Phonique - For the Time Being Featuring Erlend Oye 3 Crazy Penis - Blakkat Feat Aswan 4 Cut Copy - Lights & Music 5 Holy Ghost - It’s Not Over 6 Gui Boratto - Arquipelago 7 Wilson Simoninha - É Isso Que Dá 8 808 State - Pacific State 9 Toco - Qui C’Est Celui-Là 10 Moby - Next is the e (I Feel It)

AUTOR: MARCO ANTÔNIO DE BIAGGI

Cabelo de Estrela é um guia de estilo e beleza, com dicas valiosas sobre como acerta na cor, no corte e na forma dos fios. Marco Antônio de Biaggi, um dos melhores hairstylists do Brasil, cuida do look de suas famosas clientes e conseguiu entender o que toda mulher deseja: cabelos lindos, chiques e sexys.

16 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


*Desconto aplicado às diárias confirmadas pelo site com check-in até 31 de julho de 2012.

Quente ou frio? Na InterCity hotéis inteligentes o acarajé é sempre do seu jeito.

Novo hotel InterCity Premium Salvador No complexo Salvador Prime • intercityhoteis.com.br Reserve on-line e ganhe 15% de desconto com o código INTERCITYNABAHIA*. São Paulo • Jundiaí • Cuiabá • Natal • Florianópolis • Fortaleza • Porto Alegre • Gravataí • Caxias do Sul • Gramado • João Pessoa • Montevideo • Salvador


design red

design com conforto

Poltrona Rose

Firma Casa firmacasa.com.br


Aliar conforto à estética é o segredo da decoração contemporânea de ambientes. Poltronas com conceito podem ser uma obra de arte – sem perder o aconchego. Para esta edição, o designer de interiores Oscar Mikail escolheu a poltrona Rose Chair da designer Masanori Umeda para quem tem estilo. Com um perfil mais comportado, Oscar aposta no conforto da poltrona Tight; e para uma decoração clássica sugere a forma arredondada da poltrona Abracci da Flexform. Escolha a sua preferida.

Poltrona TIGHT

Montenapoleone montenapoleone.com.br

Abbracci

Casual moveis casualmoveis.com.br

Oscar mikail

oscarmikail.com.br


esporte

20 路 jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


PROJETO APOIADO PELA AVIANCA

Até onde as águas me

levarem Por mariana bortoletti FOTOS graziela ventura

Quem já tentou praticar natação sabe que é um esporte que exige bastante do corpo. Por isso, alguns praticantes tentam, mas não conseguem sequer atravessar a piscina. Esse não é o caso dos atletas paralímpicos brasileiros. Nesse momento, deixa-se de lado o esporte como forma de reabilitação e passa-se a vê-lo com possibilidades de alto rendimento. Atualmente, o Brasil é uma potência da natação Paralímpica, tendo vários atletas recordistas mundiais. Ciente da importância de se fomentar a prática desportiva, a Avianca é patrocinadora, desde 2009, de Helen Ticiane Duarte Lima, a Tici, que com menos de um ano de treinamento conquistou uma medalha de bronze na Etapa Regional Sudeste, seletiva para o Campeonato Brasileiro de 2008, ano em que começou a nadar no alto rendimento. “Na minha primeira competição, nem sabia que havia ganhado medalha. Saí da piscina e estava indo embora quando me chamaram para dizer que eu estava em terceiro lugar”, diz a atleta. Bailarina nas horas vagas e nadadora por convicção, Ticiane, de 27 anos, integra o Time INDES/AVIANCA de Atletismo e Natação Paralímpica, uma equipe com mais sete atletas, seis do mesmo esporte: Lucas Gouveia, Rafael Sousa, Cláudia Ramos, Simone Ramos, Stephanie Silva, Pedro Flesh e André Oliveira, medalhista nos Jogos

Paralímpicos de Pequim e com índice para os Jogos Paralímpicos desse ano, em Londres. Todos têm algum tipo de deficiência, mas podem atravessar a piscina olímpica, que tem 50m, mais rápido que muita gente. Neste ano, Ticiane fez 57s20 nos 50m livres na categoria S5* da Etapa Regional de São Paulo do Circuito Caixa. Bateu seu recorde pessoal e conquistou o primeiro lugar. O objetivo do projeto dessa equipe é proporcionar um programa de treinamento e vivências a fim de conscientizá-los de suas capacidades e ampliar seus horizontes, além de abrir novas oportunidades em suas vidas. Funcionou para Ticiane. Ela conta que começou a nadar para superar o trauma de água. Atualmente, treina duas horas por dia, cinco vezes por semana. É uma campeã no esporte paralímpico, o que lhe motivou a voltar aos estudos e no meio do ano retornará a faculdade com bolsa atleta. “Já perdi a conta de quantas medalhas tenho”, diz a atleta. Quem treina o time, que existe há quatro anos e conta com o apoio da Avianca, é Eliana Mutchnik, educadora física e fisiologista. Segundo ela, o principal motivo dessa equipe paralímpica ter sido formada é fazer com que os atletas possam focar seus esforços nas competições e nos treinos, sem terem outras preocupações. Ela ainda enfatiza a importância desse esporte para eles. “Antes da natação eles viviam com

avianca em revista

jun,jul.12

· 21


esporte

foco na deficiência, agora têm a oportunidade de mostrar seu potencial e a capacidade de vencer. Esse é o dia a dia deles”, diz a treinadora. Ticiane demonstra que toda a dedicação de Eliana está sendo reconhecida. “Só tenho a agradecer, pois ela é mais que uma treinadora e nunca se esquece da gente”. O time inteiro tem ótimos resultados. Em 2012, no primeiro trimestre, os atletas André Oliveira, Ticiane Lima, Rafael Alexandre Costa, Lucas Gouveia e Stephanie Arruda já se qualificaram para as Etapas Nacionais. Na Etapa Regional, realizada em São Paulo, a equipe conquistou sete medalhas de ouro; oito medalhas de prata e em mais seis provas eles estiveram entre os oito finalistas em suas provas e classes funcionais. Em 2011, ganharam 61 medalhas – quase o dobro do que haviam conquistado em 2010. A natação está presente no programa oficial dos Jogos Paralímpicos desde a primeira edição, em Roma, no ano de 1960. Aqui no país, começou a destacar-se em

Stoke Mandeville em 1984, onde o esporte conquistou cinco medalhas de ouro. Na natação competem atletas com deficiência física visual e intelectual. As provas são divididas por classes funcionais e gêneros, masculino e feminino, seguindo as regras do IPC Swimming, órgão responsável pela natação no Comitê Paralímpico Internacional. As adaptações nas regras são feitas principalmente nas largadas, viradas e chegadas. Quem quiser ver Ticiane, Stephanie, André, Rafael e Lucas em ação, eles participarão da 1ª Etapa Nacional do Circuito Loterias Caixa, que acontecerá de 15 a 17 de junho, em São Paulo. *Para compreender a divisão de classes funcionais, é preciso notar que a letra “S” (inicial de swim) indica competição de nado crawl, costas ou borboleta. A sigla “SB” representa nado peito, e o “SM”, o medley, que junta os quatro estilos de natação. O número é referente ao potencial motor remanescente de cada atleta para que a competição seja justa.

Da esquerda para direita: André Oliveira, Pedro Flesh, Stephanie Arruda, Eliana Mutchnik - Técnica, Aline Petelin - Auxiliar Técnica Rafael Sousa, Lucas Gouveia, Ticiane Duarte

22 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


emice.com.br avianca em revista

jun,jul.12

路 23


saúde

yoga

Muitoalémdo corpo

por Juliana Menezes

Professora Kathy Lobos em Aruba

24 · jun,jul.12

avianca em revista


Acompanhar uma aula de Yoga pode parecer monótono para quem vê de fora. Não é o que afirmam os praticantes dessa filosofia milenar originária da Índia. As posturas trabalham o equilíbrio, força e flexibilidade e exigem concentração e persistência do aluno para atingir a perfeição dos ásanas, como são chamadas as posturas de Yoga. A evolução do aluno o torna capaz de realizar feitos corporais dignos de acrobatas e contorcionistas. Para o corpo, a atividade aumenta a flexibilidade, realinha a postura e melhora o sistema imunológico. O trabalho de força e equilíbrio também tem consequências diretas no bom funcionamento do organismo. Em relação a outras atividades físicas, o que diferencia o Yoga é justamente a preocupação em trabalhar a respiração e controlar as flutuações mentais para, enfim, promover o equilíbrio e a harmonia entre as três partes do ser humano. A palavra masculina derivada do sânscrito, Yoga, significa união e demonstra o objetivo da prática em buscar a harmonia e o equilíbrio entre corpo, mente e espírito. Os adeptos do Yoga são unânimes aos listar os benefícios da prática. É o caso da publicitária Rose Campos, que percebeu as vantagens logo no primeiro contato. “Comecei a praticar por uma questão física. Eu tinha 39 anos e resolvi voltar a dançar balé clássico. Percebi que o tempo havia travado algumas articulações e diminuído muito o alongamento. Quando entrei em uma aula de Yoga pela primeira vez, nunca mais voltei para o estúdio de dança. Estava descobrindo um mundo novo além do físico, e que me dava o físico como prêmio”, comemora Rose, ao perceber a atuação

De todas as nuances

da prática na mente e no espírito, além do corpo. Para a professora de Yoga, Kathy Lobos, os benefícios da prática para a saúde são ainda mais significativos nos dias de hoje em que a correria do dia a dia toma conta da mente das pessoas. “Os exercícios de respiração ajudam a controlar a ansiedade e outros estados emocionais. Mesmo pessoas com quadros depressivos mostraram boa recuperação depois da prática de Yoga”, defende. Outro ponto apontado por Kathy como vantajoso é o autoconhecimento promovido pela meditação. “Naturalmente aumenta a qualidade do sono, as pessoas começam a fazer melhores escolhas na vida, se alimentam e se relacionam melhor”, complementa a professora, explicando que a consciência em determinar os próprios desejos e escolher o caminho certo fica mais apurada. Os benefícios da respiração e da meditação são defendidos por pesquisas científicas, como a publicada na revista “Psychiatry Research: Neuroimaging”, feita pela Harvard Medical School, nos EUA, em conjunto com um instituto de neuroimagem da Alemanha e a Universidade de Massachussets. Os pesquisadores constataram que a meditação altera fisicamente o cérebro, diminuindo estados de estresse e melhorando o autocontrole. Britta Hotzel, principal autora do estudo e pesquisadora do Massachusetts General Hospital e da Giessen University, da Alemanha, comemora os benefícios da meditação: “É fascinante observar a plasticidade do cérebro e perceber que, por meio da meditação, podemos ter um papel ativo na mudança cerebral, aumentando nosso bem-estar e qualidade de vida”

O Yoga conquistou o ocidente e foi adaptado a diversos estilos de vida. Kathy inovou no Brasil ao ministrar práticas de Vinyasa Yoga Flow com música ao vivo. Vista de fora, os movimentos coreográficos da variação de Yoga surgida na Califórnia, Estados Unidos, parecem uma dança. Nos diversos estilos de Yoga existem linhas que trabalham mais a permanência nas posturas corporais ou são mais dinâmicas, seguem preceitos mais rígidos ou são completamente maleáveis ao estilo de vida ocidental. “É importante que o interessado em praticar Yoga pesquise as várias linhas e estilos. As opções são muitas. Vale a pena fazer aulas experimentais ou até mesmo pesquisar em livros antes de decidir”, orienta Kathy. Para quem se assusta e acha que a maioria das posturas só poderá ser realizada por acrobatas, Kathy dá um recado: “Nunca desista! Às vezes parece mais difícilavianca do que realmente é”. · 25 jun,jul.12 em revista


fashion

a semana do dragão por rozze angel / FOTOs roberta braga

Moda Praia A moda praia proposta pela Mar Del Castro valoriza os detalhes manuais e leva um novo glamour para as areias.

Some a excelência no artesanato ao talento criativo e pronto. Com muito sotaque, a moda apresentada nas passarelas do Dragão Fashion Brasil, que acontece anualmente em Fortaleza, traz sempre um toque inconfundível de regionalismo. Na sua 13ª edição, o evento apresentou, além de designers nordestinos, um reality show que transformou peças tradicionais da artesania local em roupas, sob supervisão do estilista Jum Nakao. Tudo isso para que ninguém fique malamanhado*.

O Reality Project de Jum Nakao transformou as texturas do Nordeste em trajes únicos, confeccionados durante os cinco dias do evento.

Kza do Dragão, marca própria do evento, transita elegantemente entre o artesanal e o clássico. * Malamanhado é a forma cearense de dizer “mal vestido”.

Mark Greiner propõe uma moda festa contemporânea e explora o sincretismo como estilo.


Vejo flores

em você

O que te inspira? Cada hora eu puxo de um lugar as referências que tenho. Depende muito daquilo que estou vivendo ou do ar que quero dar para as coisas. Às vezes é meio nostálgico. Depois é super contemporâneo. Uma hora tem pinceladas diferentes, outra hora são cores. E estou me propondo agora a fazer coisas que nunca fiz. Usar técnicas que nunca usei. Vou deixando acontecer. Como você vê a sua criação hoje, dez anos depois do lançamento da sua marca? A marca representa hoje para mim a designer de superfície que me transformei. A roupa é a transformação daquilo que sou hoje. Foi exatamente fazendo esse trabalho para moda feminina que descobri que posso levar esse colorido e estampado para qualquer outra coisa. É sair do tridimensional da roupa em si. Seja uma parede, um sofá ou um calçado.

Com um colorido muito particular, Adriana Barra cria de roupas à mobiliário. Misturando o lúdico ao sensual ela revela: “não sou tão romântica quanto pensam”.

Sua loja já é uma instalação artística? Tenho um pequeno salão na minha loja, que a gente chama de Nail SPA. Uma paixão minha. Por sinal, a loja é decorada como se não fosse uma loja, tem toda uma experiência lá. O cheiro, o olhar. Isso começou há dez anos. É um lugar onde as roupas são apenas coadjuvantes, apesar de ser o principal. Tem coisas que são minhas, pessoais.

avianca em revista

jun,jul.12

· 27


fashion

Are you

red? POR Rozze Angel / FOTOS divulgação

Boxer Alfaiataria New Captain™

Um estudo feito pela Universidade de Rochester concluiu que as mulheres acham homens que vestem roupas na cor vermelha mais atraentes. Os pesquisadores sugeriram que trajar vermelho provoca uma mudança no comportamento. Para aqueles interessados no jogo da conquista, fica a dica: até mesmo uma única peça de roupa já pode deixá-lo mais atraente aos olhos delas.

Boné Marc Ecko

Óculos Atacama da HB

(shop.newcaptain.com.br) R$ 68,50

(hb.com.br) R$ 249,90

(marcecko.com.br) R$ 99,00

Camisa com capuz Star Point

(starpoint.com.br) R$ 334,00

Calça de Veludo Patogê (patoge.com.br) R$299,80

Mochila Crampon 72 Tech da Trilhas e Rumos (trilhaserumos.com.br) R$ 358,00

Motocicleta Dyna Switchback da Harley-Davidson

Sneaker Onitsuka

(asics.com.br/ot) Preço sob consulta.

28 · jun,jul.12

(harley-davidson.com.br) R$ 43.700,00

avianca em revista

avianca.com.br


avianca em revista

jun,jul.12

路 29


turismo

Um dia acolhedor em

Porto Alegre por camila Balthazar / fotos sandro alencar

O voo do aeroporto de Guarulhos para Porto Alegre saiu um pouco antes das 22h de uma terça-feira. Quase chegando lá, uma hora e meia depois, o comandante da Avianca Leandro Soares foi o primeiro guia turístico da capital gaúcha – ainda no céu. Apresentou aos passageiros as cidades de Gramado e Canela, o Polo Petroquímico de Triunfo iluminado, o rio Guaíba, o Gasômetro – tudo visto pelo lado direito da aeronave. Já fica a primeira dica para quem vai voar para lá: escolha um assento deste lado. As luzes da aeronave apagaram-se para aterrissagem e a cidade lá embaixo apareceu. A maratona no dia seguinte tinha um objetivo: explorar achados da cidade para quem tem um dia para fazer turismo. Às 8h30 da quarta-feira já estávamos – jornalista, editor e fotógrafo – a caminho do primeiro destino: Rua Marquês de Pombal, com seu charme de túnel verde de árvores, no bairro Moinhos de Vento. Lá nos esperava Lelei Teixeira, portoalegrense que dividiu conosco dicas e seus cantinhos preferidos durante toda a manhã.

ago,set.12 30 ··jun,jul.12 030

aviancaavianca em revista Revista

voeavianca.com.br avianca.com.br


avianca em revista

jun,jul.12

路 31


turismo

Um charme de Moinho O passeio começa a pé pelo bairro mais charmoso e nobre de Porto Alegre. Ao passar pela Praça Maurício Cardoso, a mais famosa da área, cruzamos a rua Dinarte Ribeiro com seus cafés e restaurantes combinando com o tom descolado-bucólico que segue pelas duas calçadas de casarões estancieiros bem conservados dos anos de 1920. A esquina da Dinarte Ribeiro encontra a Padre Chagas, ou “calçada da fama”. É lá que estão os pubs e bares mais modernos que reúnem principalmente jovens mais classe A. Contrastando com o clima tranquilo e quase pacato das 9h, à noite os bares e calçadas lotam e os carros que trafegam a rua de 450 m de extensão alcançam velocidade máxima de 15 km/h. Na outra esquina da Padre Chagas está a Félix da Cunha – também curtinha e com charme, pois um lado inteiro da rua é ocupado por antigas casas geminadas construídas nos anos de 1930 para locar aos trabalhadores alemães. Todas são tombadas. O local onde um dia foram as garagens hoje é aberto para pequenas lojas. Cada vitrine tem as suas surpresas, mas nossos olhos foram fisgados pela Histórias na Garagem, loja de artesanato diferente. A proprietária Tina Moura estava lá e conta que sua ideia é reunir “artesanato com design, ou seja, o desenho é do designer, mas é executado pelo artesão”. Tina e o marido são arquitetos e a filha Vitória estilista. Moram no piso superior da casa e fizeram parte do movimento de tombamento da rua. “Queremos preservar a memória de Porto Alegre. Moramos aqui há 18 anos

Arteplantas

Histórias na Garagem

32 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


Mercado Público

e essas casas foram construídas em 1930 pelo meu sogro. Tudo ia ser demolido”, lembra Tina. O clima do início do século XX de um lado da rua casou em harmonia com o Hotel Sheraton e o Shopping Moinhos de Vento, que ficam do outro lado da rua. Para completar o cenário, um ponto de táxi a la Porto Alegre: todos os carros vermelhos. Nenhuma loja é franquia. Cada lugar tem sua história, nomes criativos – que tal um restaurante chamado Orquestra das Panelas? – e artigos exclusivos a venda. Depois da Félix da Cunha voltamos pela Padre Chagas e uma das

Catedral Metropolitana

grandes descobertas da manhã: uma floricultura com apenas seis metros de fachada. As proprietárias Maria José e Maria Alice cuidam das plantas com um carinho que se vê ao longo dos quase cem metros de comprimento da loja. O que parecia uma pequena floricultura se transforma em um grande corredor com um pequeno bosque nos fundos. “Lá é a UTI. Se alguém comprou uma flor ou planta que está morrendo ela traz aqui e deixamos em estado de observação”, explica Maria Alice com seus gestos delicados e sabedoria de 20 anos de loja.

Paulinho Cobal

Fruteria-chic Seguimos a pé por algumas quadras para encontrar a “fruteria” Paulinho Cobal. A casa, que hoje ocupa o terreno de um antigo estacionamento e começou com um puxadinho alugado nas duas vagas da frente, vende frutas, verduras e legumes selecionados, serve cafés e bolos caseiros deliciosos (não perca o brownie e o bolo de abacaxi com damasco), e se prepara para abrir uma padaria à moda antiga. “Queremos vender pão com levedura natural com formato de pão de quilo, meio quilo”, explica a sócia Jacqueline Paginski Nunes. Jacqueline é ceramista há 18 anos e até as xícaras foram feitas por suas mãos. As quatro mesas que compõem a área do café têm um pequeno oratório com um santo de cerâmica e uma luminária, também do mesmo material, que traz os dizeres da oração de cada um: Santo Antônio, Nossa Senhora Aparecida, São Francisco de Assis, e o Divino. Móveis de madeira rústica e decoração que lembra fazenda se encaixam com o colorido dos alimentos que atrai mesmo quem não é lá tão chegado em frutas, verduras e afins.


turismo

Ocupa Centro “O gaúcho não vai ao centro” é a frase que ouvimos algumas vezes durante o dia. Os motivos são a sujeira, a falta de cuidado e os possíveis assaltos. Existe um movimento de trazer vida noturna para o rio Guaíba, mas por enquanto ainda são projetos de papel. Mas, turista, por favor, vá ao centro. O Guaíba contorna toda a área e exibe diferentes paisagens: em um trecho uma ciclofaixa e um extenso gramado ao lado da Usina do Gasômetro, com seu espaço cultural, e de outro lado – mais perto do Mercado Público – o Porto do Cais com seus containers coloridos e beleza imbatível. O lugar lembra Puerto Madero, em Buenos Aires, e seria perfeito para bares e restaurantes ao longo da orla. Para um almoço tradicional, buscamos o Mercado Público, construído em 1869 e que atualmente abriga restaurantes nas laterais do piso térreo e superior, além de empórios, armazéns, bancas de frios, peixes, embutidos, hortifruti, ervas e vinhos. O Bar Naval e o Gambrinus são os restaurantes mais antigos, um dia frequentados

por Lupicínio Rodrigues, Vinícius de Moraes, Getúlio Vargas, Brizola e outros boêmios e intelectuais. Sentamos no Gambrinus, cujo nome significa Deus da cerveja e da alegria, e logo chegou uma Polar – a cerveja gaúcha que só vende no Rio Grande do Sul – para comemorar. O restaurante é de família portuguesa e quem nos recepcionou foi João Melo, o filho. Para finalizar o almoço vá ao Café do Mercado, onde é possível comprar cafés cujos grãos são moídos na hora.


Rumo à Catedral Metropolitana, que fica a 850 m do Mercado – morro acima. Do outro lado da praça, bem na frente da igreja, está o Theatro São Pedro, que completa 154 anos em junho deste ano. Eva Sopher é a elegante senhora de 88 anos responsável por deixar o teatro de pé. “Para conhecer a história do teatro precisamos de três horas no mínimo”, brinca. “Estou aqui há 37 anos e o lugar estava caindo aos pedaços”, conta. Dona Eva, como é carinhosamente chamada, trabalha com cultura desde que se lembra e foi convidada, em 1975, pelo governador da época, para coordenar a restauração do teatro. Foram nove anos de reconstrução. De acordo com Dona Eva, quem mantém o teatro vivo é a Associação Amigos do Theatro São Pedro, fundada há 28 anos, e o estacionamento.

Foram os associados os responsáveis pela conquista de dez terrenos ao redor do espaço, o que totaliza 20 mil m2 e hoje representa o projeto Multipalco. Foram construídos o teatro italiano, o cineteatro oficina, as salas para orquestra da câmara e corpo de baile, espaços multiusos, cafeteria e lojas – distribuídos em oito pavimentos. Tudo será inaugurado ainda este ano e o que já está em operação é a concha acústica, o restaurante, a sala da administração e a praça. Dona Eva já passou por dez governos e questiona: “Quem nesse país sobrevive a dez governos? Qualquer dia me tornarei o fantasma da ópera”, diz rindo. A programação pode ser vista em teatrosaopedro.com.br/tsp

Chuva de pétalas

Rua Marques do Pombal

Pe r

eir a

Já no fim da tarde, voltamos ao bairro Moinhos de Vento para conhecer o Dometila Café. A recepção é feita pelo proprietário Claiton Franzen com uma chuva de pétalas de rosa. “Na minha opinião as pessoas são recebidas nos lugares, mas não acolhidas. As pétalas traduzem esse acolhimento”, esclarece Claiton, enfatizando que seu grande desejo é tocar os cinco sentidos de quem frequenta a casa. Com atendimento caloroso e decoração mais retrô, o proprietário é natural de Concórdia, em Santa Catarina, e eterno forasteiro na capital gaúcha. Seu cardápio tem sanduíches, bebidas e drinks. Mas se quiser uma pizza, é só perguntar pelo Cardápio do Vizinho. Cinco restaurantes da região juntaram seus menus para uma ideia original. Você pode pedir algo do restaurante vizinho, que to no Dometila ou vice-versa. Assim todos os desejos podem ser e será entregue N n. O café funciona até a 1h e serve brunch aos domingos. e atendidos. G

a

Nu o Álv ar

Ân ão

Ru

de

a

Sa nt o

Sa nt o

Ru

a

Iná

ge

lo

cio

En

g.

ar B a Ru

Hilá

Luc i

s aga

rio h eC r d Pa Ribe a iro u R

an a

de Abr eu

e

B

a

e Ri beiro

Onde encontrar

Paulinho Cobal - Rua Quintino Bocaiúva, 180 Histórias na Garagem Rua Félix da Cunha, 1167 Arteplantas - Rua Padre Chagas, 178 Museu Porto Alegre José Felizardo Rua João Alfredo, 582 Av Mercado Público . G Glênio Peres Largo Jornalista oe - Praça Marechal Deodoro Theatro São Pedro th Mauricio Cardoso, 49 Dometila Café - Praça

ino Quint

Ru

Dina rt

Intercity Premium - Av. Borges de Medeiros, 2105 - Praia de Belas - (51) 3022-9100 Blue Tree Towers - Av. Cel. Lucas Oliveira, 995 Petrópolis - 0300-150-5000

Rua

G

Rua

nha da Cu Félix

Rua

Ru

af ern an do

Praça Dr. Maurício Cardoso

Onde ficar ques do Herval a Mar Ru Rua Dr. Tomóteo

Rua

ne

s

Ru


rota dos vinhos em caxias do sul por liane banca / fotos sandro alencar

Localizada a 125 quilômetros de Porto Alegre, a cidade abriga atrativos para todos os gostos. Aos que procuram esportes de aventura, a rota da Criúva é o atrativo ideal; para quem está à procura da boa gastronomia, irá se deliciar pela Rota Caminhos da Colônia; já quem espera um passeio “light”, porém não menos encantador, a rota Ana Rech oferece arte e conforto, onde o turista terá a chance de visitar presépios, elaborados nos mais diversos materiais, como o intitulado Mundo de Rolhas. Nossa escolha foi conhecer algumas vinícolas familiares, aonde o amor pelo cultivo da uva vem passando através de gerações; e uma nova vinícola, que pretende atender a carência dos espumantes nacionais. A primeira visita foi na vinícola Don Giusepp, que fica na rota Vale Trentino, onde fomos recebidos pelo Sr. Edson Cembrani. Em torno de uma mesa repleta de vinhos, salames, queijos e pães - tudo fabricado por eles, o técnico em enologia nos contou a história de sua família e seus vinhos e ressaltou que além de todos os minuciosos cuidados necessários na fabricação, o que mantém a qualidade de seus vinhos são o amor e a união da família pela atividade. Premiada em diversas categorias, está aberta à visitas, que podem ser agendadas pelo site dongiusepp.com.br ou pelo telefone (54)3207-7163.

36 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


Seguindo a rota, fomos conhecer a cooperativa Forqueta, onde fica também o Museu do vinho e da uva. Lá é possível entender todos os métodos da fabricação primitiva dos vinhos. Os objetos doados pelos descentes dos italianos que se instalaram na região “contam” todo o processo desta incrível arte, desde o plantio das uvas até a confecção dos rótulos e o envaze. Como se não bastasse, além de apresentar todo o universo lúdico do vinho, quem oferece os produtos por detrás de um balcão de madeira datado desde a inauguração do local é a Dona Gema Dal Cero, uma senhora muito simpática, cheia de prosa, que nos recebe com piadas e um copo de vinho na mão. A Forqueta abre todos os dias, das 9h às 17h, mas vale ligar antes de visitar, pois com sorte, em seus dias pela cidade, um deles terá apresentação do grupo folclórico. Informações: forqueta.com.br

A 800 metros de altura, na Estrada São Francisco, conhecemos a Quinta Don Bonifácio, com vinhedos onde todas as sementes, variando as qualidades de uvas, foram trazidas da Europa. Recente no mercado, não guarda tradição familiar, mas promete trazer qualidade aliando experiência de bons enólogos à estrutura moderna. Além dos vinhos finos, a vinícola tem foco no espumante, sendo seis qualidades, no qual seguem o método de fabricação tradicional francês e neste ano já chegaram a ganhar o prêmio Top Ten na categoria Melhor Espumante Nacional na Expovinis 2012. Em breve estará aberta a visitação para palestras e cursos de degustação. quintadonbonifacio.com.br

Pelo roteiro da Estrada dos Imigrantes, fomos até a Vinícola Grutinha. Sua trajetória se mistura com a imigração dos italianos, que começaram o plantio dos vinhedos na região. Após anos de experiência em família, Clelio Sirtoli criou a vinícola da Grutinha e passou seu trabalho para a geração seguinte, que tem hoje seu filho a frente da empresa, o Sr.Valdomiro Sirtoli. A vinícola funciona em família. Em visita por lá pudemos conhecer avós e netos que trabalham junto. O lugar funciona como um vilarejo italiano, onde cada um tem sua atividade e o sucesso é coletivo. Toda a história da família trouxe para a vinícola a marca Tradição, pela qual é comercializada atualmente. Para agendar visitação ligue (54) 3026.8340 ou entre em contato pelo site vinhostradicao.com.br

Todo ano acontece em Forqueta a Festa do Vinho Novo, onde os produtores, junto à comunidade a aos turistas, comemoram a primeira safra anual. A festa que começou com o filó (uma espécie de banquete com muita conversa em torno da mesa, músicas e jogos) tornou-se um evento grandioso, atraindo visitantes de diversos estados e até de outros países, sendo a época mais aguardada pela cidade. Neste ano a festa acontecerá nas sextas, sábados e domingos, dos dias 30 de junho a 17 de julho. Confira a programação no site estadovinhonovo.com.br avianca em revista

jun,jul.12

· 37


olimpíadas

Pentatlo: por camila balthazar

Espada, natação, cavalo, tiro e corrida Nascida em Afogados da Ingazeira, no sertão Pernambucano, Yane Marques tem 28 anos e representará o Brasil nas Olimpíadas de 2012, em Londres. Medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos 2007 e prata no Pan de Guadalajara quatro anos depois, Yane é a grande promessa brasileira para as próximas Olimpíadas, que começam no dia 27 de julho. E um detalhe importante: seu esporte é o Pentatlo Moderno. Completando cem anos de Olimpíadas, o Pentatlo ainda é novidade para muita gente, mas estreou nos Jogos Olímpicos de Estocolmo em 1912 – só para homens. As mulheres entraram nas competições olímpicas em Sidney, no ano 2000. Pelo nome Pentatlo já dá para imaginar que são cinco modalidades, mas não tem quase nada a ver com as triviais corrida, nado e remo. O Pentatlo Moderno começa com esgrima, passa para a natação, segue com hipismo e termina com tiro ao alvo e corrida em um evento combinado – tudo no mesmo dia. Primeiro o duelo de espadas. Todos enfrentam todos. Cada combate dura um minuto ou o tempo necessário para que o adversário seja atingido. Depois a natação. Os pentatlas nadam 200 metros livres e só o tempo importa. Quanto mais rápido, mais pontos. Vale explicar que tudo conta pontos e o

38 · jun,jul.12

avianca em revista

resultado final é a somatória de cada modalidade. Em geral, o vencedor tem mais de cinco mil pontos. A terceira prova começa com o sorteio do cavalo que será o parceiro no trajeto que varia de 350 a 450 metros e apresenta 12 obstáculos. Durante o aquecimento, o cavaleiro tem 20 minutos para familiarizar-se com o cavalo que até então era desconhecido. E a última etapa é evento combinado de tiro ao alvo e corrida. São três mil metros e quatro paradas para atingir cinco vezes o mesmo alvo, que fica a dez metros de distância. As pistolas têm um calibre de 4,5 mm, pesam no máximo 1,5 kg e possuem gatilho com 500 g de peso. As competições do Pentatlo estão no calendário dos últimos dois dias das Olimpíadas. A prova masculina tem data marcada para 11 de agosto e a feminina, dia 12 – encerrando os Jogos Olímpicos e apresentando, para muitas pessoas, um esporte novo. Justamente por ser tão desconhecido, a presença do esporte tem sido questionada pelo Comitê Olímpico Internacional. O Pentatlo tem vaga garantida para as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, mas em 2013 haverá uma reunião decidindo se a modalidade continua nos próximos Jogos. Ou seja, é bom aproveitar para conhecer o tal Pentatlo agora.


tecnologia

MUNDO DIGITAl Brasil conectado por Silvia Camargo

O Brasil se tornou um gigante no que diz respeito a tecnologia. Segundo o Ibope NetRatings, somos 79,9 milhões de internautas, o que faz de nós o 5º país mais conectado do mundo. Isto se estende à internet móvel, universo com quase 30 milhões de usuários, e ao e-commerce, que em 2011 gerou R$ 18,7 bilhões de receita em compras on-line. Mas não é apenas nas estatísticas que o Brasil tem se destacado. O talento brasileiro também marca presença. De Eduardo Saverin, fundador do Facebook com Zuckerberg (se não conhece a história, não deixe de assistir ao filme – A Rede Social) a Mike Krieger, o sócio brasileiro do Instagram comprado no mês passado por R$ 1 bilhão de dólares pelo próprio Facebook. Isto apenas para citar os exemplos mais emblemáticos. Foram justamente histórias como estas e um mercado com números tão relevantes que atraíram para o país, em maio, uma comitiva de empresários e investidores denominados Geeks on a Plane. Geek seria a versão tech do tradicional Nerd. Estes empresários pagaram caro para pela oportunidade de contatar empresas brasileiras em estágio que vão de Start-Ups (que ainda estão no berçário do mundo empresarial) à empresas já consolidadas. Certamente muitos negócios surgirão deste encontro que está em sua segunda edição. Isto foi apenas para dar um gostinho e despertar a sua curiosidade e interesse. Você já ouviu falar em Klout, a nova onda em mídias sociais? E em Pinterest? Ainda está tentando criar a sua página no Facebook com a ajuda do seu filho? Esta é a sua coluna. Silvia é CMO da Predicta, Empresa de Inteligencia Digital, que aproxima marcas de seus consumidores no ambiente digital

avianca em revista

jun,jul.12

· 39


economia

O namoro e as finanças por Cristiane Moraes

Muitos casais ainda têm dificuldade de falar sobre o planejamento financeiro. Alguns acham que pode quebrar o romantismo do namoro e outros acabam varrendo as dificuldades para debaixo do tapete do casamento. Acontece que o dinheiro vai permear todos os projetos em conjunto e também pessoais, sejam de carreira ou de vida. Mesmo que pareça chato ou delicado, dar o primeiro passo sempre será o mais difícil. Depois dessa iniciativa, o casal terá mais vontade de destrinchar o assunto, entender o perfil de cada um e aprender como lidar quando o tema é grana.

Quando e como começar a falar de dinheiro no relacionamento? Especialistas defendem que não existe momento ideal, mas afirmam que depois do primeiro passo será mais fácil fazer planos e trilhar um caminho juntos.

Uma simples pergunta pode ser a melhor estratégia para começar. Você está feliz? Quem dá essa dica é o consultor financeiro Gustavo Cerbasi, autor do livro “Casais Inteligentes Enriquecem Juntos” e que acaba de lançar um novo título “Os Segredos dos Casais Inteligentes”. Para o escritor, a resposta traz uma reflexão sobre as escolhas e planos para o futuro, que são fundamentais para o relacionamento. A partir das respostas, vocês vão conseguir racionalizar o estilo de vida e perceber se tomaram o rumo certo da vida a dois ou se simplesmente seguiram a corrente do rio, deixando para trás os sonhos, vontades e planos que tinham quando se conheceram. Que tal começar com pequenos passos nas finanças do relacionamento? Façam algumas experiências em conjunto para entender como cada um lida com o hábito de poupar. A sugestão do consultor é começar planejando uma viagem ou celebração a dois. Assim, terão como perceber a cumplicidade e disciplina de cada um, para ajustarem os planos e objetivos no casamento. Sabe a história da crise dos sete anos? Pois é, ela existe sim, principalmente para casais que não se organizaram nas finanças e esqueceram o romantismo e os sonhos que os uniram – seja uma viagem em um final de semana à serra ou aquelas férias alternativas para Machu Picchu que falavam tanto na faculdade. Deixar de lado coisas simples que vocês adoravam no namoro, como um show de rock ou cinema em uma sexta-feira, pode sim acabar em uma crise. Afinal, a vida moderna e estressante precisa ter válvulas de escape e também compensações para valer a pena, principalmente na vida a dois. Talvez a próxima viagem possa ser uma boa oportunidade de vocês tirarem alguns dias do passeio para falar sobre o estilo e o padrão de vida que estão levando, colocarem os planos no papel e corrigir os rumos. Quem sabe descobrem que preferem morar em um apartamento mais simples, perto do trabalho, e curtir mais o tempo livre, juntos, ou viajar mais. Lembre-se que as finanças são a cozinha da relação, porque exige organização e limpeza constante. Mesmo que vocês prefiram o convívio social, o conforto do sofá ou momentos íntimos no quarto, vão precisar tomar café, almoçar e jantar nessa mesma cozinha, que precisa estar preparada para acolhê-lhos. Com o dinheiro é a mesma coisa. Sem preparo, objetivo e cumplicidade na relação, será difícil ter sucesso com as finanças. Por outro lado, se os dois estiverem alinhados, será muito mais fácil preparar o jantar, acender as velas e curtir aquela música de quando vocês se conheceram. Cristiane Moraes – Jornalista e professora de Comunicação da Business School São Paulo

avianca.com.br


avianca em revista

jun,jul.12

路 41


front

Sabrina Sato rahal por camila Balthazar / fotos André Schiliró

Quando pequena, Sabrina brincava de ser apresentadora de televisão – depois de fazer muito coral e aceitar que sua voz não a deixaria ser cantora. Mas também fingia estar na ponta de uma grande mesa de reunião, como se fosse empresária. Com descendência japonesa por parte de mãe, e libanesa e suíça por parte de pai, Sabrina Sato Rahal, 31 anos, ganhou as telas em 2003 na terceira edição do Big Brother Brasil e não desligou mais. Conquistou seu espaço na mídia e soube utilizá-lo também comercialmente. Ela e seus irmãos Karin, formado em administração, e Karina, advogada, cuidam de um salão de beleza, um escritório de agenciamento artístico e o licenciamento de vários produtos da marca Sabrina Sato.

ago,set.12 42 ··jun,jul.12 042

avianca em revista Revista avianca

voeavianca.com.br avianca.com.br


Sabrina Sato veste Maria Valentina

avianca em revista

jun,jul.12

路 43


Mais de 20 pessoas circulam pelo estúdio do fotógrafo de moda André Schiliró, em São Paulo, para conseguir os melhores clicks que estampam a capa desta edição da revista. Maquiador, assessor, personal stylist, jornalista de site de celebridades – todos ao redor de Sabrina Sato. Com seu jeito extrovertido e “erre” puxado do interior de São Paulo, mais precisamente de Penápolis – 480km a noroeste da capital, a empresária-artista-quase-cantora brinca, chama todo mundo pra tirar foto com ela e confessa que ama o brigadeiro que a Avianca serve em seus voos (e sempre pede mais um pra comissária). Entre caras, bocas e poses, as fotos são divididas em três atos. Uma troca de roupa entre cada sessão e Sabrina termina feliz com o resultado, que pode ser visto em tempo real na tela do computador. Mas o lado celebridade representa apenas uma parte da vida de Sabrina, que mora com o irmão e a irmã em um apartamento em Perdizes, bairro de São Paulo. Os três trabalham juntos nos negócios e cada um tem sua função. “Nada foi imposto. Cada um ocupou sua função naturalmente. O Karin, que é o caçula, foi cuidando da parte da contabilidade, a Karina – dois anos mais velha – mexe com os contratos e eu fico com a criação, pois sou a mais emotiva da família. Cada um deu certo pra uma coisa”, explica. O talento para os negócios foi lapidado em casa. A mãe Kika e o


Sabrina Sato veste I贸dice

avianca em revista

jun,jul.12

路 45


pai Omar são psicólogos, mas comerciantes desde antes de Sabrina nascer. A mãe tem duas lojas de roupas em Penápolis e o pai trabalha com material de construção. Hoje os filhos são responsáveis pela Sato Rahal Empreendimentos Artísticos, o salão de beleza Depil K Hair Design e o licenciamento da marca Sabrina Sato para produtos das marcas Yes Comestics, Água de Cheiro, jeans Sawary, esmaltes Nati e outros que ainda serão anunciados este ano. “O mais importante é que uso tudo. Recebemos muitas propostas, mas só aprovamos aquilo que sei que vou usar. Tem que usar pra vender. Sei disso porque na loja da minha mãe as clientes querem comprar a roupa que ela está usando, não a que ela vende”, conta Sabrina, que não abre mão de trabalhar sempre com preços acessíveis.

“O cheiro do perfume Sabrina Sato, da Água de Cheiro, foi desenvolvido até ficar exatamente com a fragrância que eu gostaria de usar. Já na meia de seda da Yes Comestics eu misturava vários produtos, colocava brilho, pozinho, hidratante até entregar à equipe deles para elaborar o produto”. Muito do seu negócio está na sua imagem, que é acompanhada de perto pelo personal stylist Yan Acioli há sete anos. “Nos conhecemos em um Dia das Mães. Ela foi minha primeira cliente. Hoje alcançamos uma sincronia incrível e temos uma velocidade de pensamento muito igual”, diz Yan, revelando que Sabrina confia em seu trabalho e nunca recusou uma roupa sugerida por ele – mesmo quando não gosta do modelito. Ainda sobre a sua imagem, qualquer mudança mais radical pode ser uma

tragédia. Tem quem pergunte porque ela não tira a pinta da testa. E Sabrina responde com rapidez: “É minha marca, não posso mexer. Tenho medo de mexer e não dar certo”. A maturidade a ajuda na hora de afirmar sua personalidade. “Tem uma fase da nossa vida que queremos ser igual ao outro, mas depois chega outra fase que percebemos que o mais bacana é ser do jeito que você é”, reflete. Mas quem é a verdadeira Sabrina Sato? “Ih, já fiz muita terapia pra saber isso. A verdade é que a mulher cada dia está de um jeito. Uma hora podemos ser românticas, outra hora dinâmicas e objetivas. As mulheres têm esse poder. Somos todas essas em uma só. Tem hora que nem eu me aguento!”, e Sabrina dá risada de si mesma – guardando a sete chaves os entendimentos das tantas horas com sua terapeuta.


Agradecimentos especiais: ANDRÉ SCHILIRó PAULA TUMA LEONARDO PEPINO ANDERSON DE OLIVEIRA Dorival Neto

Yan Acioli e Caio Fisher

Bel Santana, Rodrigo Costa, Ronny Macedo, Sabrina, André Schiliró

avianca em revista

jun,jul.12

· 47


especial

wing walking por Paulo Greca

ALÉM DAS ASAS E DA IMAGINAÇÃO

50 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


avianca em revista

jun,jul.12

路 51


especial

Imagine voar de pé em cima de um avião durante a execução de incríveis manobras acrobáticas. Uma façanha impossível? A resposta é não. Isso é o WINGWALKING! A história da origem do wingwalking data do período da Primeira Guerra Mundial, quando um piloto chamado Ormer Locklear subiu na asa de seu avião bimotor durante os treinos na Força Aérea Americana para resolver problemas mecânicos e de reabastecimento em pleno voo. Com o fim da guerra no ano de 1918, muitos dos aviões ficaram obsoletos e alguns pilotos tiveram a ideia de comprá-los a preços extremamente acessíveis, sair pelo país para fazer demonstrações públicas de suas façanhas e, assim, ganhar a vida com espetáculos aéreos. Nascia ali a modalidade esportiva amplamente conhecia ao redor do mundo, porém ainda pouco difundida no Brasil. Foi no Aeroclube de Planadores de Tatuí (SP) que tive meu primeiro contato com a trapezista aérea Marta Lucia Bognar e seu companheiro de performance, o Tenente Coronel Ricardo Beltran Crespo – experiente piloto da Esquadrilha da Fumaça. De aparência serena e fala tranquila, ela remonta sua trajetória como wingwalker ao longo dos anos. Sua carreira começou em 1992, a convite do piloto acrobata João Carlos Stoco, o qual a ensinou os primeiros passos na área da aviação. De lá pra cá, viajou aos EUA, onde se aperfeiçoou com grandes nomes do esporte, tais como Allen Silver e Margareth Stivers, do Silver Wings Flight Team. Adquiriu ainda mais conhecimentos sobre aerodinâmica do voo, meteorologia, navegação, mecânica aeronáutica, regulamentos, paraquedismo, entre outros. Com mais de 400 voos entre treinamentos e shows aéreos ao redor do planeta dependurada nas asas de

52 · jun,jul.12

avianca em revista

um avião, Marta Bognar se transformou, sem sombra de dúvidas, na maior representante do circo aéreo nacional. Sua equipe enxuta e harmônica é composta por ela, Beltran Crespo (piloto), Luiz Nave (piloto), Valquiria Bognar (divulgação e safety), alguns amigos apoiadores e seu fiel escudeiro: o instrutor de voo e mecânico de aviões Ulisses Berggreen, responsável pela equalização, manutenção e perfeito funcionamento da máquina voadora. Tudo é milimetricamente calculado e exaustivamente ensaiado em solo antes do treino aéreo, uma vez que esse tipo de esporte não permite erros. A bordo do robusto Biplano Militar Treinador Boeing Stearmann 1947, com motor radial de 9 cilindros e 450 hp de potência – gentilmente cedido pela família do lendário piloto Isio Bacaleinick –, a dupla executa manobras de tirar o fôlego dos espectadores, numa performance em que o avião é considerado como o trapézio e a wingwalker, a trapezista. Questionada sobre o medo, ela explica que ele existe e é o melhor regulador para que a dupla jamais exceda os limites de segurança. Para muitos, essa atividade é considerada impossível, mas para Marta “impossível é uma questão de opinião” e “a adrenalina é o medo ao seu favor”, afirma. Além de wingwalker, ela ainda ministra palestras sobre segurança em voo, é artista plástica, museóloga, trabalha em seu ateliê de pintura, faz restauração de igrejas e obras de arte e se diverte ao afirmar: “Quando não estou voando no céu, ao menos estou pintando um céu”. Para saber mais: wingwalking.com.br ateliermartabognar.com.br avianca.com.br


avianca em revista

jun,jul.12

路 53


Cult

teatro por vitor cardoso

O clima de paixão está no ar! As dicas deste mês revelam que um grande amor pode sobreviver ao tempo ou às loucuras da pessoa amada e que nunca devemos desistir de um sonho. O amor é lindo até mesmo em preto e branco.

são paulo

são paulo

ENLACE – A LOJA DO OURIVES

FAME – O MUSICAL

Antes de se tornar o Papa João Paulo II, em sua juventude, Karol Wojtyla foi ator e escreveu uma peça quando ainda era bispo da Cracóvia. O texto é agora adaptado, pela primeira vez fora da Polônia, por Elísio Lopes Jr. e dá origem ao romance musicado com direção cênica de Roberto Lage e musical de Thiago Gimenes. Em 1939, Teodora (Isabela Montanaro e Françoise Forton, nas duas fases da personagem) e Adok (Rafael Almeida) vivem uma relação ameaçada pela guerra. Já nos anos de 1960, a sonhadora Ewa (Nathália Mancinelli e Leka Bigliomini) pretende ser atriz e conhecer o mundo, enquanto o pacato Nikolai (Diego Velloso e Osvaldo Mil) quer apenas uma vida tranquila. Para completar, em 1989, Malina (Laila Garin) e Cristov (Fabiano Augusto) estão prestes a se casar, mas precisam aprender a respeitar a individualidade de cada um. Todas estas histórias são acompanhadas por um ourives (Luiz Guilherme) dono de uma loja que, de alguma forma, fará parte da vida dos três casais.

Um dos musicais mais populares do mundo, já apresentado em cerca de 30 países e assistido por 15 milhões de pessoas, Fame - o Musical ganha sua primeira versão brasileira baseada no bem sucedido longa-metragem norte-americano homônimo de 1980, dirigido por Alan Parker. Jovens aspirantes a artistas são aceitos na renomada New York High School of Performing Arts, onde vivem os conflitos típicos da adolescência enfrentando desafios e frustrações em busca da fama. Porque ver: Corina Sabbas (Aida, Hairspray) arrepia com seu vozeirão no papel de Carmen Diaz. Giulia Nadruz é uma preciosidade na pele da tímida Serena Katz e possui ótima química com o galã Klebber Toledo que interpreta Nick Piazza. As torres do cenário são grandiosas e muito bem coreografadas durante as cenas. A grande surpresa é Vânia Canto. O número musical da atriz que dá vida a gordinha Mabel Washington é simplesmente espetacular e perfeito para os questionamentos atuais sobre bullying no ambiente escolar

Enlace A Loja do Ourives - Teatro TUCA - Rua Monte Alegre, 1024, Perdizes - São Paulo/SP. Sex e Sab (21h30), Dom (20h). Estreou em 19 de maio até 26 de agosto. Ingressos de R$60 a R$120. teatrotuca.com.br

54 · jun,jul.12

avianca em revista

Fame O Musical - Direção: Billy Johnstone, Direção Musical: Paulo Nogueira. Com Klebber Toledo, Corina Sabbas, Marimoon e grande elenco. Teatro Shopping Frei Caneca - Rua Frei Caneca, 569, 6º andar - Cerqueira Cesar, São Paulo/SP. Qui (21h), Sex (21h30), Sab (17h e 21h) Dom (18h). Estreou em 12 de maio e fica em cartaz até 29 de julho. Ingressos de R$ 100 a R$ 140. fameomusical.com.br

avianca.com.br


filme Medianeras

e

Medialunas são paulo

O BOM CANÁRIO Após grande sucesso de público e crítica no Rio de janeiro, o texto do dramaturgo americano Zach Helm chega a São Paulo para curta temporada no Teatro Eva Herz. O Bom Canário conta a história de Jack, um romancista promissor que tenta diariamente salvar a vida de sua esposa Annie, cuja carreira é prejudicada pelo vício em anfetaminas. Porque ver: O elenco, encabeçado por Flávia Zillo (Annie) e Joelson Medeiros (Jack), apresenta uma química crível e envolvente. As reflexões sobre os padrões da sociedade e as discussões propostas pelo autor são absolutamente pertinentes e atuais. O Bom Canário - Direção: Rafaela Amado e Leonardo Netto. Teatro Eva Herz Avenida Paulista, 2.073 - Livraria Cultura - Conjunto Nacional, São Paulo/SP. Sab (21h). Estreou em 2 de junho até 29 de julho. Ingressos R$60. teatroevaherz.com.br

por Felipe Folgosi – Ator e cinéfilo inveterado

Com produções excelentes e ótimos atores, a qualidade do cinema argentino não é nenhuma novidade. Mas é especificamente no roteiro que “nuestros hermanos” se destacam (segundo alguns, ponto em que nós brazucas poderíamos pegar algumas dicas). “Medianeras – Buenos Aires na era do amor virtual”, do diretor Gustavo Taretto, é um bom exemplo disso. Construído basicamente em torno de três personagens, Martin (Javier Drolas), Mariana (Pilar López de Ayala) e a cidade de Buenos Aires, o filme vai além da simples comédia romântica e propõe uma reflexão sobre como o “espaço” – físico ou virtual – pode intervir, unir ou afastar. Enfim, tomar parte em nossas vidas e influenciar nosso destino. Os luditas de plantão sempre torcem o nariz quando uma nova tecnologia aparece. Foi assim com o rádio, o telefone, a televisão e mais recentemente a internet com suas redes sociais. Mas será que esse “desencontro”, a tal perda dos laços sociais é culpa do mundo virtual ou da urbanização desenfreada de qualquer megalópole como Buenos Aires ou São Paulo, com cada vez menos espaços públicos e mais medo da violência desenfreada? Será que a internet não é simplesmente uma ferramenta que quando bem usada pode sim promover encontros e aproximar as pessoas, um antídoto contra a vida isolada e caótica dos centros urbanos? Talvez nem tanto, afinal de contas nada como a presença física do outro para consumar o encontro, seja amoroso ou entre amigos. Ou será que só som e imagem bastam? Falar com um amigo ou parente através do Skype é melhor que nada? Será? Ou como dizia Baudrillard, seremos todos apenas simulacros e simulação? Epistemologias à parte, “Medianeras” é feliz em levantar estas questões sem ser “aborrecido”, usando a fórmula clássica dos pretendentes que sempre se esbarram, mas não se veem de forma original. Bem-humorado “pero” com um toque de melancolia, o filme retrata com propriedade os filhos da geração Y. Martin e Mariana são cultos, descolados, sabem de cor todas as referências do universo pop, mas têm fobias, sofrem de síndrome do pânico e, principalmente, padecem de solidão. Alienação, acaso, desamores e amores. “Medianeras – Buenos Aires na era do amor virtual” é mais um recente filme portenho que merece ser visto.


agenda por tatiane greco / fotos divulgação

Porto alegre

são paulo

Thomie Ohtake – Pinturas Cegas

Oswaldo Goeldi

A Fundação Iberê Camargo recebe a exposição Pinturas Cegas da japonesa Thomie Ohtake. As 30 obras do acervo foram feitas de olhos vendados, representando a experiência da imersão da artista em luz e sombra, presença e falta. Através da cegueira, materializou nas obras questões de profundidade e transparência. Pinturas Cegas Fundação Iberê Camargo de 15 de junho a 12 de agosto.

O Museu de Arte Moderna de São Paulo apresenta, na Grande Sala, a exposição “Oswaldo Goeldi: sombria luz”, que faz uma retrospectiva da obra do artista por meio de duzentos trabalhos produzidos desde 1920 até a data de seu falecimento. Na Sala Paulo Figueiredo, “O ateliê de Goeldi” traz ao público uma remontagem do espaço de criação que o artista possuía em seu apartamento no Leblon. MAM - Museu de Arte Moderna de São Paulo A partir de 14 de junho.

A cantora segue com os shows da Turnê 30 Anos Acústico, que comemora sua trajetória no meio musical. Músicas como Sonho de Amor, Destino, Espelho D’água, Ficar com Você e Festa do Amor são confirmadas no repertório. No show, a cantora também faz homenagem ao Trem da Alegria, grupo em que Patricia iniciou sua carreira. Dias 18 e 19 de junho no Rio de Janeiro. Dia 20 de junho em São Paulo.

Dicas

brasília

Paixões Privadas a arte europeia nas coleções particulares do Rio de Janeiro

O Museu Nacional dos Correios, em Brasília, recebe um acer vo até então nunca exposto de telas, desenhos, aquarelas e esculturas de artistas como Renoir, Chagall, Jean Cocteau, Soulages, entre outros. São 70 obras de importantes colecionadores, que têm como objetivo mostrar ao público uma herança pouco conhecida, com o intuito de despertar a paixão pela arte. “Paixões Privadas - a arte europeia nas coleções particulares do Rio de Janeiro” . De 9 de maio a 5 de agosto de 2012. Museu Nacional dos Correios - Setor Comercial Sul, Ed. Apolo Asa Sul - Brasília. De Terça a Domingo [das 10h às 19h].

56 · jun,jul.12

Show Patricia Marx

avianca em revista

1.Ocupação Nelson Rodrigues A exposição retrata a história e a vida do artista De 14 de junho a 29 de julho Avenida Paulista, 149 - São Paulo/SP itaucultural.org.br

2.CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto Atividades culturais, exibição de clássicos do cinema e debates. De 20 a 25 de junho Praça Tiradentes, Cine Villa Rica, Centro de Artes e Convenções da UFOP e Rua Direita cineop.com.br

3. Festival Vale do Café Apresentações de espetáculos e concertos no Vale do Paraíba. De 17 a 29 de julho Praças, Igrejas e fazendas históricas são os cenários do festival. Rio de Janeiro no Vale do Paraíba festivalvaledocafe.com

avianca.com.br


ARTE DE FAZER CHURRASCO

· 57

jun,jul.12 avianca em revista Av e n i d a R E b o u ç a s , 1 0 0 1 - J a r d i m P a u l i s t a - S ã o P A u l o - S P - T E l . ( 1 1 ) 3 0 8 3 - 4 2 6 5 - w w w. v e n t o h a r a g a n o . c o m . b r


think red

think

red

O clichê diz que uma imagem vale mais que mil palavras. Na Avianca uma imagem vermelha sugere uma dica gastronômica ou turística. Pense vermelho em suas andanças pelas cidades ou durante uma viagem e envie seu click para nós. A foto poderá ser publicada na próxima edição.

* Envie sua foto para redacao@aviancaemrevista.com.br

Parque Ibirapuera SP

Foto: Milton Matos Câmera: Canon EOS T1i flickr.com/photos/miltonm/

Padaria Quinta do Joaquim SP

Foto: Cecília Neves Câmera: iPhone 4S

Rua. Joaquim Antunes, 48


Placa de trânsito próxima ao Museu do Louvre, Paris

Foto: Marcos Trinca Câmera: Canon EOS T1i

Café Palacio Campos do Jordão

Foto: Ryu Paz Câmera: iPhone 4 cafepalacio.tur.br

avianca em revista

jun,jul.12

· 59


viagem

Manutenção 24 horas por dia Sete dias por semana, 24 horas por dia – assim funciona o rigoroso processo de manutenção das aeronaves. O objetivo é garantir as condições de navegação a partir de um planejamento elaborado com o departamento de engenharia, em coordenação com os fabricantes dos aviões. Sempre sob a fiscalização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), esse planejamento projeta trabalhos até com um ano de antecedência. Estas ações são um exemplo do rigor exigido. Cerca de 95% das ações da manutenção são de caráter preventivo e apenas 5% corretivas (quando ocorre algum tipo de pane). Assim como os pilotos, os mecânicos recebem treinamento específico para cada tipo de aeronave. Mesmo com o diploma de um curso de mecânica de aviação (cuja duração é de dois anos), o mecânico entra na Avianca como estagiário e durante um ano recebe uma licença inicial, sob supervisão constante. Somente após quatro anos de experiência se habilita a assinar atestados de manutenção. E a capacitação plena só se dá no sexto ano de trabalho. Mas os cursos de reciclagem são constantes: um fabricante como a Airbus, por exemplo, emite pelo menos dois documentos de atualizações obrigatórias dos aviões por mês. Por isso, o departamento de engenharia, composto por engenheiros elétricos, mecânicos e aeronáuticos, trabalha em estreita sintonia com os mecânicos. Circulando pelos hangares da Avianca há uma equipe pouco conhecida do público, mas fundamental: os compradores de peças de reposição. É um setor que movimenta quase US$ 2 milhões mensais em gastos. Nossa equipe está a disposição 24 horas e tem como missão achar a peça necessária em qualquer

parte do mundo. A base principal de manutenção da Avianca fica em São Paulo, no hangar em Congonhas. Mas há bases regionais com diferentes tipos de capacitações técnicas. A maior parte do trabalho dos mecânicos ocorre de madrugada. Às 8h30 da manhã, uma reunião operacional da diretoria avalia todos os eventos ocorridos com a frota nas 24 horas anteriores e relatados pelos diversos setores da empresa. Também é feito o planejamento para os trabalhos noturnos dos mecânicos. O cronograma de manutenção obedece a padrões rigorosos. Uma revisão do avião é feita a cada 750 horas de voo ou número de ciclos (operações de pouso e decolagem). Mas a cada 36 horas são verificadas condições estruturais, situação dos pneus ou possibilidades de vazamentos, entre outros itens. Uma revisão mais completa, com oito horas de duração, ocorre a cada dois meses e meio, quando se testam todos os equipamentos e se procede a uma limpeza detalhada. Ao completar 7.500 horas de voo ou 24 meses de atividade (o que vencer primeiro), a aeronave passa por uma revisão profunda, que pode levar até quatro dias. E mais duas revisões estruturais ocorrem quando o avião completa seis e 12 anos de vida. Como no caso dos pilotos, a Anac também exerce auditorias contínuas, incluindo inspeções aleatórias e não anunciadas previamente. São as normas rigorosas que exigem planejamento intenso e dedicação integral. Em manutenção não tem Natal, Réveillon ou Carnaval. O retorno deste empenho é a garantia que os passageiros e tripulantes voem seguros, o que compensa todos os eventuais sacrifícios. Francisco Eustáquio – Diretor de Manutenção da Avianca

60 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


avianca em revista

jun,jul.12

路 61


caruaru

Santos forrozeiros por camila balthazar / fotos AGUINALDO LIMA

Voos para Recife (REC)

Origem

Saída Chegada

São Paulo (GRU) Salvador (SSA) Brasília (BSB)

16h15 20h32 11h46

19h18 21h50 14h36

Junho – Festa Junina – Santo Antônio – São Pedro – São João. Cinco palavras que reúnem um milhão de pessoas durante todo o mês de junho em Caruaru, cidade do Agreste Pernambuco a 130 km de Recife. Este ano, a festa começa no dia 2 de junho e só acaba no dia 30, com mais de 300 artistas, o que gera um impacto econômico de mais de R$ 180 milhões nos setores de comércio e serviços. Quem visitar a cidade durante o mês encontrará em todas as esquinas quadrilhas, literatura de cordel, poesia matuta, cantadores, arraiais, shows, exposições, fogueiras, bandeirinhas e muitas comidas típicas. Em paralelo com o grande São João tem a Festa das Comidas Gigantes. A história começou como brincadeira nos anos de 1970 com a confecção de

pamonha e cuscuz gigantescos. Hoje os cozinheiros exagerados contam com uma associação que envolve dezenas de pessoas em torno da culinária junina. O maior chocolate quente do mundo e a maior pamonha do são alguns exemplos dos gigantismos gastronômicos encontrados em Caruaru durante os festejos juninos. Mas Caruaru não é a única cidade que se transforma durante esse período. Arcoverde, a 260 km de Recife também conta com uma programação entre os dias 16 e 28 de junho, além, claro, da própria capital pernambucana. E o Estado da Paraíba é o grande “rival” e não fica atrás de Pernambuco quando o assunto são os santos juninos. A cidade de Campina Grande promove uma festa nas mesmas dimensões de Caruaru, Patos é equivalente a Arcoverde e João Pessoa tem o mesmo padrão de Recife.

Para mais opções acesse avianca.com.br

62 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


Floripa

Em defesa dos

notívagos por Ariela Diniz

A cidade que une a geração saúde e os baladeiros de plantão

Greenvalley

64 · jun,jul.12

Florianópolis recentemente foi eleita a capital mais saudável do Brasil. Segundo estudos do Ministério da Saúde, a cidade catarinense possui a maior média nacional de pessoas que praticam exercícios físicos e têm uma alimentação equilibrada. Acordar cedo, dormir oito horas por dia e não beber nada alcoólico estão entre os principais mandamentos da vida saudável. Mas Florianópolis também é a cidade das festas mais concorridas do país. É aqui que entram os notívagos, que preferem eleger a dança como seu exercício, e a noite como o melhor período do dia. Alguns dizem que Floripa é a Ibiza brasileira. Ambas as cidades são litorâneas e recebem milhares de jovens visitantes na época de calor. O clima de descontração impera nos dois lugares. O dia começa na beira da praia, de preferência próximo a um bar com música alta, continua no sunset no mesmo ou em outro bar, com uma trilha sonora mais agitada, e termina nas baladas cheias de gente bonita e bronzeada dançando até o amanhecer. E a frase clichê que compara Floripa e Ibiza é a mais pura descrição do clima desses dois destinos. avianca em revista

No período do Réveillon, os cerca de 400 mil habitantes de Florianópolis ganham a companhia de mais ou menos 500 mil pessoas para comemorar a virada do ano lado a lado. Uma horda de apaixonados por baladas e música invade a ilha da magia. Dos locais mais disputados para estourar o champanhe estão os bares localizados na praia de Jurerê Internacional, bairro da região norte que poderia muito bem ser um típico subúrbio americano, com suas casas sem muros, ruas arborizadas e jardins impecáveis. Alguns moradores inclusive fazem questão de trazer suas casas pré-moldadas em containers vindos da terra do Tio Sam. A poucos metros de distância um do outro, o Café de La Musique, Taikô e P12 disputam quem traz mais celebridades na época que começa logo depois do Natal e se estende até o dia 10 de janeiro. Quem passeia pela orla da praia nem precisa de endereço exato para encontrar esses bares. Percebe-se no aglomerado de pessoas reunidas em um único lugar o ponto exato da badalação. E se a caminhada durar até o finalzinho da praia, o P12 surpreende com suas piscinas e pool parties para lá de agitadas. Ainda em Jurerê, o Stage Music Park se uniu à Pacha e à Posh para tornar-se o maior complexo noturno do Sul do Brasil. Olhando de fora não dá para entender muito bem como existem três baladas diferentes em um único espaço, porém elas se dividem muito bem. No Stage são realizados shows de grande porte como Amy Winehouse, Beyoncé, Ben Harper e mais recentemente Titãs. Na Pacha, franquia de uma das noites mais conhecidas da Espanha, os melhores DJs de música eletrônica do mundo assumem as picapes. E a Posh recebe o título de festa mais exclusiva da cidade, abrindo suas portas somente no verão e com avianca.com.br


Cafe de la musique

Celula

ingressos que chegam aos três ou quatro dígitos. Saindo do norte e pegando a rodovia SC 401 em direção ao centro da ilha, a Avenida Beira-Mar Norte é o caminho natural. Lá está o El Divino Lounge, casa noturna tradicional de Florianópolis e uma das mais queridas pelos moradores da ilha, que encontram ali, além de diversão o ano inteiro, o amigo da faculdade, o vizinho ou aquele conhecido do trabalho. Sexta e sábado as festas são de música eletrônica. Geralmente na quarta-feira entra em cena o sertanejo universitário e no domingo o pagode, que começa mais cedo para todo mundo acordar na segunda-feira. Próximo dali, na Avenida Bocaiúva, paralela à Beira-Mar, está o The Double Seven – filial da casa novaiorquina que ganhou arquitetura arrojada e conquistou o público da cidade com sua carta de drinks e saborosas opções de jantar. “Quem vem ao Double pode jantar e beber bem, e ficar na casa para curtir uma balada incrível num ambiente

extremamente confortável e sofisticado, com boa música e gente bonita ”, diz Antonio Gonzaga, um dos sócios da casa. A dica é chegar cedo para jantar e evitar as filas que se formam na porta depois das 23h. Continuando o circuito da música eletrônica, a Confraria das Artes, na Lagoa da Conceição, é parada obrigatória para quem gosta da combinação de gente bonita e local agradável. Depois da última reforma, a casa noturna ganhou ares mais modernos e uma agenda repleta de atrações internacionais, que se revezam tocando também no outros lugares citados antes. Localizada na chamada “Baixa Lagoa”, a Confraria está bem perto de bares menores, como o Mustafá ou o Nomuro, que podem servir muito bem para um drink de cinderela, ideal para quem quer voltar para casa antes de virar abóbora. E se as festas da ilha da magia não bastam e o amor pela música eletrônica é maior, o ideal é percorrer cerca de 80 km até Balneário Warung

Double

Camboriú e Itajaí, locais que abrigam duas casas noturnas que recebem os melhores DJs do mundo. Inclusive elas próprias figuram entre as melhores casas de música eletrônica do mundo. O Warung, escolhido o terceiro melhor clube do planeta em reportagem da revista britânica “Mixmag”, e a Green Valley, eleita em 2012 como o segundo melhor do mundo pela revista britânica DJ Mag, são um deleite para os apreciadores de artistas como Fatboy Slim, Parallel Sound e Layo & Bushwacka. “Temos público bonito, paisagens lindas e música boa. Esses fatores se complementam e transformam a vida noturna de Florianópolis em uma das mais desejadas. Floripa é simplesmente glamorosa e mágica. É o tipo de lugar que você elege como destino e volta sempre”, garante a RP do Warung e Confraria das Artes, Kisy Momoli. É ela quem seleciona e escolhe quem entra para as listas VIPs, conhecidas em Florianópolis por serem uma vantagem para as mulheres bonitas, que dificilmente pagam ingresso para entrar nas festas mais exclusivas. No quesito shows de médio porte, música autoral, apresentações de dança contemporânea e teatro, quem leva é a Célula Showcase, localizada no típico bairro João Paulo, a caminho das praias do norte da ilha. Reinaugurada depois de uma grande reforma em maio, a Célula já teve o ex-MTV Gastão Moreira como sócio e hoje aumenta a sua preocupação cultural com atrações que englobam o cenário artístico da ilha, nacional e internacional com programações durante a semana inteira. Considerando o percurso de um maratonista, percorrer pelo menos metade dessas baladas pode ser considerada uma exercício e tanto. E os notívagos também podem se considerar compatíveis com a geração saúde ao correrem a maratona da música e da festa na capital mais saudável do país.

avianca em revista

jun,jul.12

· 65


Amazônia

Amazônia de Edu Simões Duas câmeras Hasselblad quadradas, 474 filmes preto e branco, cinco expedições à Amazônia em 2011 e um olhar: o de Edu Simões, 55 anos, fotógrafo desde 1976. Entre as cem fotos selecionadas por Edu, percorre-se o Amazonas, Acre, Pará, Amapá, Roraima e Rondônia em uma narrativa imagética que revela uma relação afetiva do autor diante da natureza e das pessoas que cruzam seu caminho – percorridos de rabeta, monomotor e muitos passos. Uma pequena dose desses fragmentos amazônicos espalham-se pelas próximas páginas.


Porto, Manaus Moderna, Manaus, AM


Apuí, Paranã do São Raimundo

Rio Juruá, AM

68 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


Manoel dos Santos, RDS Mamirauá, comunidade Cuiabá, Fonte Boa, AM

AMAZONIA,

Publisher: Roberto Linsker Fotografia: Edu Simões Textos: Marcelo Macca, Roberto Linsker Edição de Imagens: Roberto Linsker, Edu Simões Direção de Arte e Editoração: Noris Lima, Tom Oliveira Editora: Terra Virgem Editora


Saúde

O que as crianças centenárias comem por Dr. claudio len

A orientação alimentar dada aos pais de crianças a partir dos seis meses de idade vem sofrendo profundas mudanças nos últimos anos. Isto se deve ao fato de sabermos, com bases científicas, que uma dieta saudável é fundamental para que se atinja os cem anos de idade com (muita) qualidade de vida. Mais do que fazer um cardápio infantil “gostoso”, é necessário que os pais criem bons hábitos alimentares, o que certamente irá nortear as preferências dos seus filhos. O exemplo em casa é o fator que mais influencia o aprendizado nos primeiros anos de vida. Daí vem a lição de casa: não basta mudar apenas a dieta das crianças, é preciso mudar a rotina de todos, desde a compra dos ingredientes do dia a dia. Uma criança que cresce comendo muitas guloseimas, certamente terá dificuldade em perder este hábito. O mesmo vale para uma criança acostumada desde cedo a ingerir alimentos com muito sal. Alimentos ricos em açúcar e sal devem ser consumidos com moderação, uma vez que quantidades exageradas estão associadas a doenças crônicas desenvolvidas na vida adulta, como a obesidade, o diabetes melito e a hipertensão arterial. Muitos pais acham que seus filhos não irão gostar de alimentos com pouco sal ou pouco açúcar, o que não é uma verdade. Tudo é uma questão de hábito, exemplo e incentivo. E é importante saber que as crianças estão mais abertas para o aprendizado até os três anos de idade do que dos quatro aos cem anos. Alguns pais não querem ser considerados “chatos”, e acabam cedendo em situações do dia a dia, com lanches menos saudáveis, bolachas recheadas, salgadinhos e refrigerantes. Algumas exceções, como, por exemplo, comer brigadeiros em festinhas infantis, são permitidas esporadicamente. Esta mudança de paradigma, apesar de aparentemente simples, não é fácil. Mudanças de hábitos costumam levar anos e esbarram em barreiras culturais, bem como no estresse da vida um tanto corrida dos pais, que se desdobram como podem e acumulam funções domésticas e profissionais em um dia que tem apenas 24 horas. Um primeiro passo é a discussão deste assunto tão importante com o pediatra da família, logo nas primeiras consultas de puericultura. Além disto, os pais devem acompanhar de perto o cardápio escolar: o importante não é saber o quanto os seus filhos comem, mas sim o que eles estão comendo. Para finalizar, é importante ressaltar o papel das refeições como momentos de convívio da família. Este hábito positivo, que já foi tão comum, tem se tornado cada vez mais raro. As crianças, além de aprenderem vendo os seus pais sentados à mesa, sentem-se mais acolhidas e amadas. Afinal, como dizia a educadora americana Dorothy Law Note, as crianças aprendem o que vivem. Dr. Claudio A. Len, médico pediatra da Clínica Len de Pediatria, São Paulo

70 · jun,jul.12

avianca em revista

avianca.com.br


SABORES

Willian Chen Yen por carla palmieri

O cozinheiro viajante

O chef carioca Willian Chen Yen, filho de chineses, cresceu entre as panelas do restaurante da família, e ao longo dos anos percorreu toda a escala hierárquica da cozinha de um restaurante chinês. Mesmo se formando em Engenharia Mecânica resolveu seguir sua verdadeira vocação. “Minha família está no ramo de restaurantes desde meus sete anos, e a regra era que todos, sem exceção, tinham que ajudar. Com isso, sempre estive acostumado ao mundo da cozinha. Quando chegou a hora de fazer uma decisão vocacional, falou mais alto o estereótipo e as afinidades disciplinares: Exatas. Mas nunca cheguei realmente a exercer a Engenharia. Assim que me formei tirei meu CREA, o coloquei na gaveta e fui assumir o restaurante da família”, declara. E pelo visto foi a decisão mais acertada, porque desde 1995, ele já administrou vários restaurantes de cozinha chinesa e foi sócio do conceituado restaurante Babel, primeiro contemporâneo de Brasília estrelado no Guia 4 Rodas. Em 2011 passou um ano sabático na Europa, onde foi buscar aprimoramento técnico na cozinha ocidental. Willian retornou a Brasília (onde mora atualmente) com muitos planos para 2012. “Estou montando o projeto de um restaurante novo, onde eu possa aplicar todos os conhecimentos que adquiri em meu período sabático, de renovação e aprimoramento profissional. Enquanto isso, vou retomar as atividades com um projeto chamado ‘Jantares Itinerantes’, com pequenos jantares-degustação e workshops culinários em locações variáveis. Estou começando isso em Brasília, mas há conversas para fazermos incursões em outras cidades”. A gastronomia deveria ser enquadrada no quesito “cultura” para o chef brasileiro, que conta que Brasília é atualmente uma cidade interessante para os “gastroturistas” de todo o país. “A cultura aqui é uma miscigenação completa do país. Consegue-se encontrar ingredientes e cozinhas de todos os cantos do Brasil, e dos principais destinos turísticos do mundo. Diria que Brasília é uma versão petite da praça gastronômica paulistana”. Embora aprecie a excelente cozinha molecular da Espanha, 72 · jun,jul.12

avianca em revista

a tecno-emocional cozinha inglesa e o exotismo da comida peruana, Chen é categórico ao afirmar que a melhor culinária do mundo continua sendo a francesa. “É o berço de toda a técnica clássica, desenvolvida por gerações. Usam e não têm vergonha de abusar de manteiga. Não adianta o prato, a receita, ser surpreendente na apresentação se ele não esquentar a alma. Troco os fogos de artifício pelo sundae de chocolate”. Sobre nossa culinária, Chen acredita que o Brasil está em uma ascendência forte, assim como a economia e o próprio país em si. “Existe um forte movimento de busca às raízes, a produtos nativos, a novas possibilidades com o que já se conhecia. Estamos conseguindo fugir da tríade feijoadachurrasco-caipirinha e mostrar mais diversidade”. E finaliza de forma otimista: “Mesmo que insipidamente e ainda sem viabilidade comercial, os olhos começam a mirar o Cerrado, que é um tesouro tão rico quanto a Amazônia. Só um desses biomas já seria suficiente para fazer o Brasil explodir internacionalmente. Imagine com ambos!”

avianca.com.br


Cesta de harumaki com sauté de cogumelos e gema de ovo mollet trufado Rendimento: 6 porções Ingredientes Manteiga 3 folhas de harumaki 100 g de manteiga 200 g de cogumelo shiitake 200 g de cogumelo shimeji 1 xícara de nirá picado 100 ml de shoyu pimenta-do-reino 6 gemas de ovo flor-de-sal 1 colher de chá de manteiga trufada

Modo de Preparo Corte cada folha de harumaki em 4 quadrados iguais. Sobreponha-as de duas em duas e leve ao forno moldadas sobre xícaras de chá. Asse até ficarem crocantes. Numa frigideira, derreta a manteiga e junte o nirá. Agregue os cogumelos picados grosseiramente. Tempere com o shoyu e pimenta a gosto. Leve uma panela ao fogo com água ou caldo de legumes em fervura. Abaixe o fogo e despeje as gemas de ovo. Cozinhe apenas até dar uma leve firmada e clareada exterior. Monte cada porção com uma cestinha de harumaki, um pouco de cogumelos salteados, coroe com uma gema de ovo delicadamente depositada, um pouco de manteiga trufada derretida por cima, e uma pitada de flor-de-sal.

avianca em revista

jun,jul.12

· 73


sabores

Chef Diego Lozano

U m

D o c e

d e

H o m e m

por carla palmieri

Com apenas 26 anos, o paulista Diego Lozano atualmente está entre os maiores nomes da confeitaria nacional. Desde o início de sua carreira adquiriu uma vasta experiência como pâtissier e chocolatier por cozinhas nacionais e internacionais. No Brasil, comandou a pâtisserie do premiadíssimo D.O.M., restaurante do chef Alex Atala. “Desde que comecei a me envolver com cozinha sempre soube que seguiria na área de confeitaria. Nunca tive dúvidas e nunca me arrependi”, declara Diego. Sobre a situação da confeitaria no Brasil hoje, ele diz que ainda é uma área pouco explorada, se comparada à cozinha quente. “As pessoas não querem seguir como confeiteiros, por se tratar de uma área extremamente meticulosa e detalhista. Ainda não temos uma confeitaria brasileira de ponta, mas acredito que dentro de alguns anos esse quadro será revertido”. A cada ano Diego continua sua busca para revolucionar esta “confeitaria brasileira”. “Há uma vertente da confeitaria completamente desconhecida para grande 74 · jun,jul.12

avianca em revista

parte da população, um mundo onde a fusão de sabores e arte é uma constante”. Hoje o chef ministra cursos, nos quais ensina suas técnicas variadas e autorais, participa de feiras nacionais e internacionais, e presta consultoria para empresas do segmento em todo o Brasil. Recentemente participou da 1ª edição do Gourmet Music Art, em Búzios, no Rio de Janeiro, e achou incrível a combinação entre música, gastronomia e arte. “Com certeza é a combinação perfeita. Toda forma de expressão por meio da arte é maravilhosa. Portanto, impossível não gostar de um evento que reúna três importantes sensações auditivas, visuais e gustativas”, afirma. E sobre o segredo para se tornar um bom pâtissier, o chef é categórico em seu ponto de vista: “PAIXÃO. Eu tenho paixão pela gastronomia, paixão por doces, paixão por chocolate, paixão por arte. Paixão por ser chef pâtissier. E é com essa paixão que crio, inovo, ouso e invento receitas com as mais variadas formas, cores e sabores”. avianca.com.br


avianca em revista

jun,jul.12

路 75


mapa gastronômico

LES JOLIS DE LA NUIT

POR paulo greca

salvador:

Tradition et authenticité Fundado no ano de 1964 pelo chef Bernard Goethals, o tradicionalíssimo Chez Bernard se destaca por sua encantadora vista para a Baía de Todos os Santos, oferece ao visitante uma excelente variedade de pratos da culinária francesa e incrementa o cardápio com alguns tópicos contemporâneos. Vale conferir o Robalo com Sauté de Batata e Espinafre ao Molho de Castanha. Além disso, o restaurante faz parte da Associação da Boa Lembrança e presenteia os clientes que pedirem o tradicional Cassoulet com um prato de porcelana pintado à mão por artistas brasileiros. Chez Bernard: (71) 3328-1566 / chezbernard.com.br

Curitiba:

Confort et dèlices Inaugurado em setembro de 2011 sob o comando do chef e proprietário Rodrigo Realon, o Lys Bistro agrada tanto pela decoração, quanto pela atmosfera aconchegante de seus dois ambientes: salão interno e espaço deck, nos quais você desfruta de deliciosos itens da gastronomia francesa, regados por 150 rótulos disponíveis na adega. Experimente o Arroz Negro com Polvo Cozido em Baixa Temperatura: uma entre as 40 excelentes opções disponíveis no cardápio para você se deliciar. Lys Bistro: (41) 3086-0587 lysbistro.com

76 · jun,jul.12

avianca em revista

olinda:

Gastronomie et art Localizado em um dos lugares mais elegantes do sitio histórico de Olinda, o Maison do Bomfim, fundado em 1996 pelo chef Jean Francois (Jeff) Colas - chamado naquela época de “França no Quintal” -, é considerado um pedacinho da França na Ladeira do Bomfim. Peça o Mexilhão a La Mediterranée de entrada e usufrua da criatividade do chef, que dá um toque nordestino ao charme da cozinha francesa, já que o ambiente ainda funciona como galeria de arte e expõe obras de talentos locais. Maison do Bomfim: (81) 3439-2721 maisondobomfim.com.br

avianca.com.br


HARMONISATION DANS GRAND STYLE

Garimpamos alguns vinhos de diversas regiões da França para você combinar com os pratos da página anterior e se deliciar com os amigos ou num momento a dois. Aproveite!

Sancerre Les Tuilièries 2008

Branco oriundo da região de Pouilly-SurLoire – Borgonha. Varietal de Sauvignon Blanc vinificado e envelhecido por 12 meses Sur Lie (sobre as borras), expressa complexidades mineral e aromática. Coloração amarela com reflexos esverdeados, muito fresco com notas de abacaxi, florais e final prolongado. Onde encontrar: Ana Import (SP)

Côte Rotie Bassenon 2007

Tinto produzido no Vale do Rhône (Côtedu-Rhône Nord) - Corte de 90% de Syrah e 10% de Viognier, envelhecido por 18 meses em Carvalho e com produção limitada a dez mil garrafas apenas. Aromático e encorpado, apresenta aromas de frutas negras e baunilha, com suaves detalhes de café e chocolate. Onde encontrar: Ana Import (SP)

Clos de La Combe 2009

Branco da Borgonha elaborado com 100% de uvas Chardonnay. Apresenta visual amarelo palha, com aromas de avelãs e baunilha provenientes da maturação de 20% em carvalho novo e 80% em barricas com idade de um a três anos. Na boca, paladar cítrico, boa estrutura e final longo. Onde encontrar: Vinos Y Vinos (11) 3156-8455 vinosyvinos.com.br Gevrey Chambertin Vieilles

Vignes 2008

Tinto originário de vinhedos de 50 anos em Morey-Saint-Denis – Borgonha. Esse varietal de Pinot Noir afinado em carvalho francês, agrada e encanta com seu vermelho granada límpido e aromas que remetem a cerejas frescas, amoras e cassis. Boca aveludada proveniente de taninos harmônicos, com boa expressividade, final prolongado e persistente. Onde encontrar: Ana Import (SP) (11) 3951-4333 – anaimport.com.br

Dica do especialista: Ao abrir uma garrafa de vinho, o ideal é bebê-la por completo, uma vez que o líquido em contato com o ar desencadeia um processo de oxidação e, com o passar do tempo, é inevitável que a bebida adquira um gosto avinagrado. No caso de haver sobra de vinho, uma boa dica para retardar esse processo é transferir o volume restante para uma garrafa menor, enchê-la até a boca e fechar bem, de maneira que não sobre espaço entre o líquido e a tampa (ou rolha). Desta forma, você conseguirá conservar a bebida por um pouco mais de tempo e retardar o processo de oxidação. Vale lembrar que isso deve ser feito apenas para consumo do vinho prazo máximo de ·dois jun,jul.12 aviancano em revista 77 dias subsequentes à abertura da garrafa.


sustentabilidade

Formando cidadãos

sus POR juliana Menezes

lixo

Mais de 55 milhões de toneladas de resíduos sólidos foram coletadas no País

78 · jun,jul.12

avianca em revista

t

e

n

t

á

Em 2011, mais de 55 milhões de toneladas de resíduos sólidos (lixo) foram coletadas no País. Desse total, cerca de 41% tiveram uma destinação final inadequada, ou seja, não foram enviados para reciclagem ou para aterros sanitários. A geração de lixo cresce em taxas maiores do que o crescimento da população. Em uma escala global, acredita-se que em pouco tempo serão necessários dois planetas para armazenar o lixo produzido pela humanidade. Diante desse cenário, a empresa Atitude Brasil foi buscar inspiração na Estônia, país do Norte Europeu, para solucionar o problema do lixo. Com uma população de pouco mais de 1,3 milhões de habitantes e uma extensão territorial comparável ao estado do Rio de Janeiro, o país báltico se mobilizou em 2008 para

v

e

i

s

recolher mais de 10 milhões de toneladas de lixo de florestas, lagos e rios. A campanha “Let’s do it!” foi idealizada pelo ambientalista e empreendedor estoniano Rainer Nõlvak e já atingiu mais de 20 países. O projeto foi inteiramente adaptado à realidade brasileira e ganhou um cunho educacional. Ainda é comum, entre os brasileiros, o hábito de jogar o lixo no chão e de não fazer a coleta seletiva. Com a colaboração da Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), a Atitude Brasil iniciou um programa de mobilização e conscientização nas 14 principais cidades brasileiras. O programa “tropicalizado” recebeu o nome de Limpa Brasil Let’s do it! avianca.com.br


PROJETO APOIADO PELA AVIANCA

“Nosso objetivo é formar pessoas conscientes sobre a questão do lixo e enfatizar que o cidadão comum também pode dar sua contribuição para termos um planeta sustentável”, explica Vani Canal, gerente geral da empresa Limpa Brasil. Nas cidades onde o projeto é realizado, os professores recebem um treinamento e as crianças são sensibilizadas sobre o tema. “A criança é a promessa de um futuro melhor. Não só elas absorvem o conteúdo rapidamente, como também repassam os ensinamentos aos pais”, comemora Vani. Além do programa educacional em escolas, a ação culmina em uma mobilização. A população das cidades escolhidas se reúne no domingo para realizar a catação do lixo e entregá-lo nos postos de coleta. No primeiro ano do projeto, em 2011, a ação foi realizada nas cidades do Rio de Janeiro, Goiânia, Brasília e Campinas. Mais de 40 mil pessoas se mobilizaram para o recolhimento de 400 toneladas de lixo. Este ano o projeto vai acontecer em mais dez cidades. No primeiro semestre, a ação aconteceu nas regiões de Santo André e Mauá, além de São Bernardo do Campo e Diadema. O projeto também passou por São Paulo, em maio, e no mês de junho acontece em Belo Horizonte e

Para mais informações: Quem quiser participar, pode se tornar um agente capacitado e disseminar as ideias do Limpa Brasil ou ser um voluntário no dia da mobilização, recolhendo os resíduos e trocando-os por ingressos para o show. Para isso, acesse o site limpabrasil.com e obtenha mais informações.

João Pessoa. Essas cidades também irão realizar uma ação inovadora: o primeiro show limpo do Brasil – ainda sem data confirmada. Com o mote “do meu lixo cuido eu”, os artistas convidados incentivarão o público a se responsabilizar pelos próprios resíduos gerados durante o concerto. Devido ao caráter educacional da versão brasileira, o projeto terá duração de dez anos. Para 2013, o objetivo é percorrer as cidades subsedes da Copa do Mundo de 2014 e iniciar um trabalho junto à população dessas regiões. “Queremos uma Copa do Mundo limpa”, projeta Vani. Para expandir o projeto, a Avianca é patrocinadora oficial do Limpa Brasil Let’s do It!, ao lado de empresas de diversos setores da economia brasileira. A iniciativa também conta com o apoio de astros como Chico Buarque, Milton Nascimento, Seu Jorge, Marília Pêra e Marisa Orth. Para colaborar com o Limpa Brasil, a Avianca estabelecerá um trabalho de conscientização junto aos passageiros. Até no ar, o Limpa Brasil Let’s do it! mostra que o cidadão comum também é responsável pela sustentabilidade do planeta


Let’s party

FOTOS Ricardo Keuchgerian

Festa lançamento avianca em revista

A Avianca lançou sua nova revista de bordo em um coquetel realizado no Museu de Arte Moderna, em São Paulo. O evento contou com a presença da diretoria da companhia e diversos convidados como o ator Tiago Abravanel que estava na capa da edição passada e apresentação da Oschestra Sinfônica Petrobras.

Tiago Abravanel e tarcisio gargioni

Carlos Koga, Priscila soares, rita e tarcisio gargioni

Daniel Urzedo e Claudia Kassab Gabriela Alves

Adriano Sammarone e dorival neto

Paola Robba Orchestra Sinfonia Petrobras Rodrigo Napoli, José Eframovich e Rogério Esteves

Jaciel e Carlão

Sandra Kim, Fredy Campos, Path DeJesus e Thais Carmona

80 · jun,jul.12

avianca em revista

Nidia Duek Ana Paula Farias, Denise Flesch, Denise Barbosa dos Santos, Flávia Zulzke, Tarcísio Gargioni, Fernanda Coelho e Gabriel Lago

Felipe Folgosi e José Eframovich

andre grum e gabriel sala

avianca.com.br


100 anos DE HISTÓRIA A Casa Electrolux comemorou o centenário do primeiro aspirador de pó da marca com exposição sobre a história do produto e seis aspiradores costumizados. Os convidados foram recebidos com mimos da banqueteira Tatá Cury.

Angela Robbins

Adriana Recchi e Ana Flavia Furtado

João Junqueira e Amanda Figueiredo Caio Fischer

Fabricio Gonçalves e Juliana Almeida

super

show

Nidia e Carina Duek

Ike Levy e Luciana Mello

Sabrina Parlatore

Mais de 13 mil pessoas estiveram presentes no festival de shows em comemoração aos 100 anos da Lacta na Arena Anhembi. O evento durou cerca de quatro horas e recebeu os vips mais animados de São Paulo.

Tata Cury e Jacqueline Dalabona FOTOS divulgação

Dorival Neto, André Almada e Fredy Campos Carol Celico

thiaguinho, ivete sangalo e luan santana

Fernanda Vasconcelos Thiago Abravanel Ricardo Tozzi

Andreia Guimarães

Nivea Stelman e Rafael Zulu

aviancaDeborah em revista e jun,jul.12 · 81 Patricia Maldonado e Guilherme Arruda Felipe Ventura


Let’s party

the 400

fotos Julian Marques

Uma super produção de dançarinas marcou a passagem de grandes nomes da cena eletrônica. O DJ Francês, Sebastien Drums, do single ‘My Feelings For You’, o nova iorquino Steven Lee, de “Shake it”, e os brasileiros Magui, Beto Abrahão, City Sounds, Joleta e Gui Ferraz se revezaram nas picapes da festa The 400 White Celebration.

Diogo Sisuna, Gui Ferraz e Joleta

Rodrigo Tomaz e Emanuel Rocha

Fernando Ferraz e Fernanda Almeida

Fernanda BAlestra

Steven Lee Tiago Satriani

Kelly Barcellos Lila Rey

Max

Marcela Spessoto e Alexandre Marchini

82 · jun,jul.12

avianca em revista


avianca em revista

jun,jul.12

路 83


No Programa Amigo da Avianca, família unida tem mais vantagens. Este é um grande diferencial do Programa Amigo, da Avianca. Você pode inscrever até 4 parentes de primeiro grau (cônjuge ou filhos) para acumular pontos em conjunto que poderão ser trocados por passagens aéreas para todos os participantes desse tipo de conta. Programa Amigo é aquele que pensa em você e na sua família. Acesse www.programaamigo.com.br e saiba mais.

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas

84 · jun,jul.12

avianca em revista

4004 4040 (capitais) www.programaamigo.com.br 0300 789 8160 (demais localidades)

Siga a Avianca Brasil avianca.com.br


Aproveitem.

Família que acumula pontos junta pode viajar de graça mais rápido.

avianca em revista

jun,jul.12

· 85


longevidade

Uma confraria só delas por camila balthazar

Rita Gargioni é avó da Isabela, que tem três anos e mora no Canadá – mas logo volta pro Brasil –, e de Gabriel, de um ano e meio com endereço de Salvador. “Eles são lindos e maravilhosos. Se você fosse avó eu já contaria várias histórias deles”, conta Rita em uma empolgação interrompida pela lembrança de que não sou avó. “Às vezes, quando começo a contar coisas sobre meus netos, quem não tem netos acha a conversa meio chata”, explica a avó que mora em São Paulo e é formada em Direito, Gastronomia, ex-proprietária de uma fábrica de chocolates, escritora e fundadora da Confraria das Vovós, sendo esta última a função a qual dedica grande parte das horas do seu dia. O objetivo da Confraria é simples – e grandioso: trocar experiências e culturas entre avós. “Podemos falar abertamente sobre o amor incondicional pelos netos, as façanhas que fazemos com os pequenos, como cuidamos deles e de nós mesmas”, pontua Rita, revelando que a Confraria também permite confissões muitas vezes omitidas das filhas ou noras, como, por exemplo, quando levam os netos a lugares onde a mãe não autorizou ou preparam uma comidinha fora do cardápio. “Conversa entre avó flui. Nós comentamos as histórias, damos risadas juntas”, fala Rita. Hoje são 70 avós que têm até carteirinha. Mas a Confraria é aberta a todas as vovós que queiram participar dos encontros, bate-papos, cafés ou conversas pelo site www.socorrovovo.com.br. A ideia surgiu com o lançamento do livro de Rita, “Socorro, vovó. Mamãe não sabe fazer papinha”, que deu origem ao site. A princípio o público-alvo eram as mães que não entendem nada de cozinha, mas o site acabou atraindo as vovós que buscavam um canal para compartilhar histórias, debater assuntos polêmicos (como o ciúme entre avó materna e paterna...), marcar encontros e fazer amizades. Nem todas as

86 · jun,jul.12

avianca em revista

avós conseguem acompanhar as viagens, mas há encontros locais, além das conversas pelo site. “Hoje em dia nossos filhos têm filhos mais tarde. Então somos avós mais tarde. Por isso estamos mais à vontade, sem filhos em casa, temos tempo para ajudar as mães e ficar mais entrosadas com os netos”, diz Rita, contando que a avó pode dar-se ao luxo de não precisar se preocupar com o relógio. “É outra fase da vida”, conta. Mas esse gerenciamento do tempo também é pauta de discussões no site. Rita enfatiza que as avós devem ter vida própria – e não viver exclusivamente para os netos. “Claro que tem que ajudar no desenvolvimento da criança, mas é necessário um cuidado para ter limites e não haver muita intromissão. A avó precisa ter sua vida, profissão, afazeres, momentos com o companheiro, ir ao cabeleireiro, à ginástica”, fala Rita, ressaltando que as avós mais felizes são as que têm vida própria. Afinal, a avó de Isabela e Gabriel sabe que o momento de ser superpaparicada vai passar e logo os netos vão crescer e buscar outros interesses. Enquanto isso, as vovós aprendem juntas, viajam, navegam na internet, aumentam o círculo de amizades e mantêm a cabeça aberta para o novo. Programe-se O primeiro encontro da Confraria aconteceu na Páscoa deste ano, entre 21 e 25 de março, durante a Chocofest, em Gramado. Lá mesmo surgiu a ideia de realizar outro evento, mas dessa vez em Florianópolis. A data já está marcada para os dias 15 e 16 de junho. Depois da capital catarinense, o grupo deve programar uma viagem para Foz do Iguaçu e até mesmo Sant’Ana do Livramento já está na rota para este ano. carteirinha de associada

avianca.com.br


L A R U T L U C O S R U C N CO

T S E U Q A T O J te uma Conte pra gen a & Caos história de Foli nha que você já te tor da passado. O au itada vai s u in is a m ia r histó ingressos e d r a p 1 r a v le Credicard o n w o h s o a r pa encontro e /7 6 m e P S Hall marim. a c o n a d n a b com a asil /sonymusicbr st ue aQ /Jot /AviancaBrasil

t.com.br/

www.jotaques

ail para r, mande um e-m m ou Para participa .co sic mu ny so il@ as sonymusic.br t no Facebook a do Jota Ques a história acesse a págin uest), envie su taQ Jo m/ .co ê já oc “V (facebook : es ter o 300 carac Folia & Caos? em no máxim uma história de alg r po ou o ss pa até dia 28 de nte!”. Você tem escolha do Conte para ge se! A fra a su ar la nd junho para ma Jota Quest e pe ok divulgada pelo as do Facebo gin ganhador será pá s na no 29/06/12 será realizado Avianca no dia ow sh O . ca or e Avian 22h. O ganhad do Jota Quest às , SP ll Ha rd edica uipe dia 06/07 no Cr show com a eq os ingressos do evento na deverá retirar horas antes do 2 , /07 06 entar dia Sony Music no ), devendo apres edicard Hall (SP tro documento de bilheteria do Cr ou ou de mo de de identida assinar um ter a sua carteira m foto. Além de mento identificação co Acesse o regula o. mi prê do ga ta Quest: quitação e entre na página do Jo o urs nc co do a completo na ab /JotaQuest. facebook.com


eu sou avianca

Supercomissária e mãe

por daniel amaral

A ex-professora de inglês Adriana Mariani entrou na aviação para dar aulas, mas acabou tornando-se comissária de bordo meio por acaso. Isso já faz 16 anos, sendo que sete deles são dedicados à Avianca. Aos 38 anos, a comissária teve em um dos momentos mais emocionantes durante a homologação do primeiro voo internacional da companhia – e ela era a responsável pela equipe. Profissionalmente realizada, sua vida pessoal completou-se com a adoção de um menino de oito meses, o Felipe. A entonação da sua voz mostra que ela chegou onde queria. “O sonho de adotar uma criança começou quando eu tinha 17 anos e a oportunidade bateu à porta, mas eu ainda era menor de idade e não pude seguir com a ideia naquele momento”, conta Adriana. Foi em 2007 que ela cadastrou-se nos serviços de adoção de São Paulo e Rio de Janeiro. “Eram e-mail quase diários com os perfis de crianças para adoção”, lembra. Depois de três anos, cinco meses e doze dias, Adriana recebeu uma mensagem que dizia “Bebê de oito meses da Baixada Fluminense”. Intuitivamente ela soube que aquela era sua vez. “Felipe é um bebê cheio de vida, alegre e muito risonho. Estamos vivendo juntos desde abril e ele já mudou muito a minha vida e para sempre”, emociona-se Adriana.

88 · jun,jul.12

avianca em revista

Paris

avianca.com.br


i

n

f

o

institucional c

o

r

p

o

r

a

t

e

avianca em revista

jun,jul.12

路 89


a

v

i

õ

e

s

a

i

r

c

r

a

f

t

frota f

l

e

e

t

AIR B US

A320

AIR B US

A319

Comprimento / Lenght (M): 33,84 Envergadura / Wingspan (M): 34,00 Altura / Height (M): 11,80 Motores / Empuxo / Engines / Thrust: 2 CFM 56-5B7 (27.000 LB) Peso Max Decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 75.500 Velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h Alcance / Range (km): 6.850 Altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 FT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 132

Comprimento / Lenght (M): 37,57 Envergadura / Wingspan (M): 34,00 Altura / Height (M): 11,75 Motores / Empuxo / Engines / Thrust: 2 CFM 56-5B4 (27.000 LB) Peso Max Decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 77.000LB Velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h Alcance / Range (km): 6.110 Altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 FT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 162

AIR B US

A318

m k 2 8 Comprimento / Lenght (M): 35,53 Envergadura / Wingspan (M): 28,08 Altura / Height (M): 8,49 Motores / Empuxo / Engines / Thrust: 2 RR TAY650 (15.100 LB) Peso Max Decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 44.450 Velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 821 km/h Alcance / Range (km): 3.167 Altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 35.000 FT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação Comercial / Commercial Crew: 3 Passageiros / Passengers: 100

Comprimento / Lenght (M): 31,45 Envergadura / Wingspan (M): 34,00 Altura / Height (M): 12,88 Motores / Empuxo / Engines / Thrust: 2 PW6124A(24.000 LB) Peso Max Decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 68.000 Velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h Alcance / Range (km): 5.800 Altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 FT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 120


r o t a s

n a c i o n a i s

n a t i o n a l

r o u t e s


r

o

t

a

s

i

n

t

e

r

n

a

c

i

o

n

a

i

CANADÁ

ESTADOS UNIDOS Nova York - JFK Washington

Orlando

MÉXICO

Fort Lauderdale

Mar Caribe

Miami

REPÚBLICA DOMINICANA

Havana Cidade de México

Punta Cana Santo Domingo Aruba

Curazao COSTA COS S RICA Santa Marta PANAMÁ Caracas

San José de Costa Rica

Oceano Pacífico

Ciudad de Panamá

Valencia

Cartagena

VENEZUELA

Pereira

Bogotá

COLÔMBIA C CO COLÔM EQUADOR Guayaquil

PERU Lima

BOLÍVIA

CHILE

ARGENTINA Santiago Buenos Aires

s


i

n

t

e

r

n

a

t

i

o

n

a

l

r

o

u

t

e

s

FRANÇA ESPANHA Madrid

Oceano Atlântico

BRASIL

São Paulo

(GRU)

Rio de Janeiro (GIG)

Barcelona


Central

de

Reservas

Reservations

Desk

sac Avianca

0800 286 6543

TRECHOS NACIONAIS NO BRASIL

Domestic legs in Brazil

As passagens Avianca podem ser compradas pelos telefones: To purchase Avianca flight tickets via phone, dial:

CAPITAIS State capitals

4004.4040

DEMAIS LOCALIDADES Other cities

0300 789 8160

ou pelo SITE or access our website

www.avianca.com.br

TRECHOS INTERNACIONAIS

International legs

Para comprar passagens Avianca, basta entrar em contato com a Central de reservas pelos telefones: To purchase Avianca flight tickets, call our reservations desk, dial:

0800 891 8668 DEFICIENTES AUDITIVOS Hearing impaired

0800 891 1684

ou pelo SITE or access our website

www.avianca.com.br


L o j a s Av i a n c a n o B r a s i l Av i a n c a S a l e s D e s k s i n B r a z i l

ARACAJU

Aeroporto Santa Maria Av. Senador Júlio C. Leite, s/nºCEP: 49037-580 - Aracaju - SE Tel.: (79) 3243-1041

BRASÍLIA

Aeroporto Int. Juscelino Kubitschek Lago Azul, s/nºCEP: 71608-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9358 Câmara dos Deputados Esplanada dos Ministérios Câmara dos Deputados - Anexo IV - Térreo - Centro CEP: 70160-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3216-9946

BELO HORIZONTE - CONFINS

Aeroporto Internacional Tancredo Neves LMG 800 - km 7,9 - s/nºCEP: 33500-900 - Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 3689-2685

CAMPO GRANDE

Aeroporto Internacional de Campo Grande Av. Duque de Caxias, s/nº- - Vila Serradinho CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3368-6171

CHAPECÓ

FORTALEZA

RECIFE

ilhéus

RIO DE JANEIRO - GALEÃO

Aeroporto Internacional Pinto Martins Av. Senador Carlos Jereissatti, 3.000 Serrinha - CEP: 60741-900 - Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1525 Aeroporto de Ilhéus R. Brigadeiro Eduardo Gomes, s/nºPonta Ilhéus - CEP: 45654-070 (Nova Base 1º- Setembro) - Ilhéus - BA (73) 3231-7957

João pessoa

Aeroporto Int. Pres. Castro Pinto, s/nºBayeux - CEP: 58308-901 - João Pessoa PB Tel.: (83) 3232-721

JUAZEIRO DO NORTE

Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes Av. Virgílio Távora, 4.000 - Aeroporto CEP: 63020-470 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3572-1050

natal

Aeroporto Internacional Augusto Severo R. Rio Xingú, s/nº- - Emaús CEP: 59148-902 - Natal - RN Tels.: (84) 3087-1395 / 1302

Aeroporto Serafim Enoss Bertaso Acesso Florestal Ribeiro, 4.535 Quedas do Palmital CEP: 89805-720 - Chapecó - SC Tel.: (49) 3323-0444

PASSO FUNDO

CUIABÁ

PETROLINA

Aeroporto Lauro Kourtz BR 285 - km 287 - Zona Rural CEP: 99050-970 - Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3045-3008

Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Governador João Ponce de Arruda, s/nºJardim Aeroporto CEP: 78110-900 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3614-2550

Aeroporto Senador Nilo Coelho BR 235 - km 11 - Zona Rural CEP: 56313-900 - Caixa Postal 403 Petrolina - PE Tel.: (87) 3863-0808

CURITIBA

PORTO ALEGRE

Aeroporto Internacional Afonso Pena Saguão Principal Av. Rocha Pombo, s/nº- - Águas Belas CEP: 83010-900 - São José dos Pinhais - PR Tel.: (41) 3381-1354

Aeroporto Internacional Salgado Filho Saguão Principal Av. Severo Dullius, 90.010 - Anchieta CEP: 90200-310 - Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358-2393

FLORIANÓPOLIS

PORTO VELHO

Aeroporto Internacional Hercilio Luz Av. Diomício Freitas, 3.393 - Carianos CEP: 88047-900 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4233

Aeroporto Gov. Jorge Teixeira de Oliveira Av. Gov. Jorge Teixeira, s/nº- - Belmont CEP: 76803-250 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3219-7472

Aeroporto Internacional de Guararapes Gilberto Freyre - Praça Salgado Filho, s/nºImbiribeira - CEP: 51210-902 - Recife - PE Tel.: (81) 3322-4841 Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim Av. 20 de Janeiro, s/nºTerminal I - Setor B - 2º- Andar CEP: 21941-570 - Ilha do Governador Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3398-4648

RIO DE JANEIRO - SANTOS DUMONT Aeroporto Santos Dumont Praça Senador Salgado Filho, s/nºCEP: 20021-340 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7329

SALVADOR

Aeroporto Internacional Deputado Luiz Eduardo Magalhães Praça Gago Coutinho, s/nºSão Cristovão - CEP: 41510-045 Salvador - BA - Tel.: (71) 3204-1586

SÃO PAULO

Av. Washington Luis, 7.059 CEP: 04627-006 - Campo Belo - São Paulo - SP Tels.: (11) 2176-1111 / 1110

SÃO PAULO - CONGONHAS

Aeroporto Internacional de Congonhas Praça Comandante Lineu Gomes, s/nºSaguão Principal (Embarque) CEP: 04626-911 - São Paulo - SP Tel.: (11) 5090-9728

SÃO PAULO - GUARULHOS

Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro Rodovia Hélio Smidt, s/nº- - Ed. Interligação Balcão Avianca - Terminal I - ASA A CEP: 07143-970 - Guarulhos - SP Tels.: (11) 2445-3576 / 3759


www.aviancacargo.com.br

O serviço de cargas nacional da Avianca se consolida como alternativa de transporte para sua carga ou encomenda, proporcionando uma ampliação na sua rede de atendimento a seus clientes.

Avianca’s domestic freight service has become a reliable transportation alternative for your freight or small parcels, ensuring the expansion of its client checking desk network. • Utilização de voos comerciais da Avianca.• Utilização de voos regionais exclusivos. • Rastreamento da encomenda on-line. • Opção de seguro para transporte. • Sistema simplificado de tarifas. • Flexibilidade no atendimento. • Atendimento nas principais capitais, com coleta e entrega. • Use of Avianca commercial flights. • Use of exclusive regional flights. • On-line tracking of all orders. • Transportation insurance options. • Simplified airfare system. • Flexible services. • Pick-up and delivery services in the main capital cities. ARACAJU - aju Rua Bahia, 1.516 Siqueira Campos CEP: 49075-000 - Aracaju - SE Tel.: (79) 3259-3505

FLORIANÓPOLIS - FLN Rua Júlio da Silva Rodrigues, 190 Carianos CEP: 88047-616 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3028-9707

porto alegre - POA Av. Severo Dullius, s/nºPortão 6 Infraero - Aeroporto - São João CEP: 90200-310 - Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358-2399

BRASÍLIA - BSB Aeroporto Internacional de Brasília Terminal de Logística de Carga Nacional Salas 6 e 8 - Térreo Cep: 71608-900 - Brasília - DF Tels.: (61) 3364-9674 / 9673

FORTALEZA - FOR Av. Senador Carlos Jereissatti, 3.000 Serrinha CEP: 60740-900 - Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1717

RECIFE - REC Aeroporto Internacional de Guararapes Teca da Infraero, Espaço Avianca Imbiribeira CEP: 51210-010 - Recife - PE Tel.: (81) 3322-4724

CAMPO GRANDE - CGR Aeroporto Internacional de Campo Grande Hangar Infraero Cargo - Fundos - Lateral CEP: 79101-901 Tel.: (67) 3363-0444 CHAPECÓ - XAP Acesso Florenal Ribeiro, 4.535 - Aeroporto CEP: 89800-000 - Chapecó - SC Tel.: (49) 3328-3747 confins - CNF Aeroporto Internacional Tancredo Neves Rod. MG 10, km 39 - Terminal de Cargas CEP: 33400-000 - Confins - MG Tel.: (31) 3689-2683 CUIABÁ - CGB Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Gov. João Ponce Arruda, s/nºJd. Aeroporto CEP: 78110-100 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3029-7001 CURITIBA - CWB Aeroporto Internacional Afonso Pena Teca Infraero - Carga Doméstica Av. Rocha Pombo, s/nºCEP: 83010-900 - São José dos Pinhais - PR Tels.: (41) 3381-1350 / 3381-1364

João pessoa - jpA Aeroporto Internacional de João Pessoa Terminal de Cargas Nacional - Rio do Meio CEP: 58308-000 - Bayeux - PB Tel.: (83) 3232-7674 JUAZEIRO DO NORTE - JDO Rua São Francisco, 821 - Centro CEP: 63010-462 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3512-2468 / 3085-2105 passo fundo - PFB Aeroporto Regional de Passo Fundo BR 285 - Km 287 - Zona Rural de Passo Fundo CEP: 99700-000 - Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3327-0207 Natal – NAT Rua Silva Jardim, nº 02 sala 04, Ed. Mirmão,Ribeira CEP: 59012-180 - Natal - RN Tel.: (84) 3201 1439 petrolina - PNZ Rua Ana Neri, 40 - Vila Mocó CEP: 56304-500 - Petrolina - PE Tel.: (87) 3031-6585 porto velho - PVH Rua Rafael Vaz e Silva, 2.645 - Liberdade CEP: 78902-700 - Porto (69) 32238421

rio de janeiro - s. dumont - SDU Aeroporto Santos Dumont Av. Almirante Sílvio de Noronha, 399 Cabeceira Sul CEP: 20231-030 - Rio de Janeiro - RJ Tels.: (21) 3814-7577 / 2215-5054 SALVADOR - SSA Praça Gago Coutinho, 15 A - Aeroporto Área Industrial CEP: 41500-570 - Salvador - BA Tels.: (71) 3204-1129 / 3204-1041 são paulo - congonhas - CGH Av. Pedro Bueno, 1.057 - Jardim Aeroporto CEP: 04342-010 - São Paulo - SP Tel.: (11) 3202-5656 GUARULHOS - GRU Aeroporto Internacional de Guarulhos Rodovia Hélio Smidt, s/nº- - Terminal de Cargas Nacional CEP: 07141-970 - Guarulhos - SP Tels.: (11) 2445-6062 / 2445-6063


S e g u r a n ç a O p e r a c i o n a l O p e r at i o n a l S a f e t y

Bateria de Lithium – Conhecendo os perigos para prevenir incidentes Se você está planejando uma viagem levando seu laptop, telefone celular, câmera digital, tablete ou outro dispositivo eletrônico alimentado por uma bateria ou pilha, transporte-os com você. Estes itens são seguros para voar, desde que alguns cuidados sejam tomados! Baterias representam pouco risco quando estão protegidas de curto-circuito acondicionadas no equipamento eletrônico. Entretanto, muita atenção deve ser dada para prevenir ativação acidental do equipamento. Baterias de reserva devem ser levadas na sua bagagem de mão, mas devem estar protegidas quanto à possibilidade de um curto-circuito. Dê preferência para levar dispositivos ativados por baterias junto consigo na cabine de passageiros. Comissários de voo podem monitorar melhor as condições de segurança para prevenir um incidente, além de poderem acessar extintores de incêndio para debelar qualquer princípio de fogo. Se por alguma razão você tiver que carregar um dispositivo alimentado por uma bateria na sua bagagem despachada, você deve garantir que o mesmo esteja acondicionado na sua caixa original, com todas as proteções colocadas pelo fabricante e desligado, para prevenir a ativação inadvertida do mesmo e prevenir curtos circuitos. Muitos viajantes gostam de ter baterias disponíveis de reserva. É seguro viajar com elas, desde que sigam as dicas a seguir: • Acondicione baterias de reserva na bagagem de mão. Na cabine de passageiros, monitorar o início de um incêndio provocado por uma bateria é muito mais fácil; • Mantenha as baterias de reserva nos seus recipientes originais para prevenir a ativação inadvertida ou um curto-circuito; • Para baterias soltas, coloque fitas isolantes nos bordos de contato para isolar os terminais. Isto irá prevenir um curto-circuito; • Se a caixa original não está mais disponível, efetivamente, isole os terminais da bateria com fita isolante segregando-as do contato com outras baterias e metais. Isto irá prevenir um curto-circuito. • Coloque cada bateria no seu próprio estojo protetor ou caixa plástica. Não permita que uma bateria solta entre em contato com objetos de metal, como moedas, chaves ou joias. • Somente carregue baterias as quais você tem a certeza de que são recarregáveis! Baterias não recarregável não são projetadas para receberem cargas, e podem se tornar um perigo se forem colocadas em um carregador. Nunca tente recarregar uma bateria a menos que você saiba que a mesma é recarregável. • Se você já carregou uma bateria não recarregável, não traga esta bateria para dentro de uma aeronave... • Utilize somente carregadores projetados para seu tipo de bateria. Se você não está seguro quanto à compatibilidade do carregador e da sua bateria, não o utilize e tente fazer contato com o fabricante. • Tome todos os cuidados para prevenir esforços sobre a bateria evitando submetê-la a pressões externas, pois isto pode provocar um curto circuito interno, resultando em superaquecimento e fogo. Portanto, na sua próxima viagem, observe atentamente as instruções acima. Em caso de dúvidas você pode enviar um e-mail para safety@ avianca.com.br que teremos o prazer de orientá-lo, sempre visando a sua segurança. Boa viagem. Fonte: US Department of Transportation – USA (Safetravel.dot.gov) Diretoria de Segurança Operacional

Lithium batteries – knowing the dangers to avoid incidents If you are planning to take your laptop, mobile phone, digital camera, tablet or another eletronic device powered by a battery to your trip, carry them along with you. These items are safe to fly with, on the condition that some precaution measurements are observed! Batteries pose little threat when they are protected from short-circuit by being slotted in to the eletronic device. However, a lot of attention must be given to prevent accidental activation of the battery. Backup batteries must be taken on your carry-on luggage but should be protected from the possibility of a short circuit. Choose to take devices powered by batteries with you, in the passengers cabin. Flight attendants are better trained to monitor the safety requirements as to prevent an incident and also can access the fire extinguisher to put out any initial fire. If, for any reason, you need to carry any device powered by battery in your checked luggage, you have to make sure it is packed in its original box, with all the protections required by the manufacturer and turned off, to prevent inadvertent activation and short circuit. A lot of travelers like to have backup batteries. It is safe to carry them with you in your trip, on the conditions that these tips are observed: • Pack backup batteries in your carry-on luggage. It is a lot easier to monitor an initial fire caused by a battery in the passengers cabin; • Keep the backup batteries in its original boxes to prevent the inadvertent activation or short circuit; • For loose batteries, put insulating tapes in the contacts to isolate the terminals. This will prevent a short circuit; • If the original box is not available anymore, insulate the battery’s terminals with insulating tape, separating them from contact with other bateries or metals. This will prevent a short circuit; • Put every battery in its original box or plastic container. Don’t let a loose battery to be in contact with metal objects, such as coins, keys or jewelry; • Only carry batteries which you are sure are rechargeable batteries! Non-rechargeable batteries are not designed to receive charges and can be dangerous if put into a charger. Never try to charge a battery unless you are sure that it is rechargeable; • If you already have charged a non-rechargeable battery, do not bring it into an airplane... • Use only chargers designed especifically for your kind of battery. If you are not sure as to the compatibility of the charger and you battery, do not use it and try to contact the manufacturer; • Take all precautions as to avoid exposure of the battery, avoiding submitting it to external pressure since it can provoke an internal short circuit, resulting in overheating and fire. Therefore, in your next trip, pay close attention to the instructions above. In case of any doubts, you can send an e-mail to safety@avianca. com.br and we will gladly instruct you, with your safety in mind. Have a nice trip. Source: US Department of Transportation – USA (Safetravel.dot.gov) Board of Directors of Operational Security


expediente

Colaboradores Cristiane Moraes Jornalista e professora de Comunicação da Business School São Paulo.

Felipe Folgosi Ator e cinéfilo inveterado.

e m

Juliana Menezes Mestre em Comunicação pela Université Stendhal, atua na área de comunicação corporativa.

Mariana Bortoletti Jornalista paulistana e blogueira no Siga o Mapa.

Paulo Greca Jornalista especializado em gastronomia, vinhos, turismo e piloto esportivo de planador no Aeroclube de Tatuí (SP).

Fundada em 1998 avianca.com.br AviancaBrasil aviancabrasil

Presidente: José Efromovich Presidente Executivo: Santiago Diago Vice-presidente de Marketing e Comercial: Tarcisio Gargioni Conselho Editorial: Flavia Zulzke – Gerente de Marketing Denise Flesch – Analista de Marketing Marketing Avianca: Gabriel Lago - Supervisor, Fernanda Coelho – Assistente de Marketing

AviancaBr avianca

central de reserva 4004-4040 outras cidades 0300-7898160 SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor SAC 0800-286-6543 Atendimento ao deficiente auditivo: 0800-286-5445

r e v i s t a

Diretor Executivo Carlos Koga - c.koga@midiaonboard.com.br Editor Fredy Campos - redacao@aviancaemrevista.com.br Jornalista Responsável Camila Balthazar Marketing Priscila Soares - priscila@midiaonboard.com.br Flavia Cunha - flavia@midiaonboard.com.br Produção Salvador Nazarre e Otávio Yamasaki Projeto Gráfico Ari Maia Design / Diagramação Livia Neufeld Camarotto - Agência Sampling Edição de Imagem Graziela Ventura Revisão Just Layout PARA ANUNCIAR comercial@aviancaemrevista.com.br (55 11) 5505-0078 Colaboraram nesta edição André Vanzin, Caio Fischer, Dorival Neto, Carlos Pinho, Edmilson Pereira Junior, Tatiane Greco, Mariana Bortoletti, Rozze Angel, Sandro Alencar, Liane Banca, Silvia Camargo, Viviane Pessoa, Cristiane Moraes, Paulo Greca, Vitor Cardoso, Felipe Folgosi, Ariela Diniz, Carla Palmieri, Juliana Menezes e Daniel Amaral. Agradecimentos Dj Felipe Venâncio, Luiz Fernando Ardessore, Oscar Mikail, Kathy Lobos, Adriana Barra, Eva Sopher, Claiton Franzen, Lelei Teixeira, Karina Sato, Sabrina Sato, Yan Acioli, André Schiliró, Paula Tuma, Ronny Macedo, Rodrigo Costa, Marta Lucia Bognar, Francisco Eustáquio, Aguinaldo Lima, Edu Simões, Juliana Gola, Dr. Claudio Len, Rita Gargioni, Dorival Neto e Adriana Mariani. A Avianca em revista é uma publicação da Editora Drops, sob a licença da empresa aérea Avianca, distribuida exclusivamente a bordo das aeronaves nos voos nacionais. As pessoas que não constam do expediente da revista não tem autorização para falar em nome da revista. É necessário uma carta de autorização, atualizada e datada em papel timbrado assinada pelos editores. Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade dos autores e fica expressamente proibido a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Editora Drops Rua Pensilvânia, 1120 – Brooklin São Paulo SP CEP 04564-003 (55 11)5505-0078 www.aviancaemrevista.com.br Impressão IBEP Gráfica

Tiragem: 40.000 exemplares. Todos os direitos reservados. Auditado pela


E

UM FILME DE UM FILME DE

APRESENTA E E

EM ASSOCIAÇÃO COM UMA PRODUÇÃO MÚSICA FIGURINO EMBASEADO ASSOCIANOSÇÃOPERSONAGENS COM DE “BATMAN” UMAE PUBLICADO PRODUÇÃO CRIADOS POR POR MÚSICA FIGURINO BASEADO NOS PERSONAGENS DE “BATMAN” CRIADOS POR

E PUBLICADO POR

COPRODUÇAO˜

UM FILME DE

UM FILME DE ESCRITO CO- POR PRODUÇAO˜ ESCRITO POR

COM EDIÇÃO EDIÇÃO

COM

DESENHISTA DE˜ PRODUÇAO

ROTEIRO

DESENHISTA DE˜ PRODUÇAO

APRESENTA

E

DIRETOR DE FOTOGRAFIA PRODUÇÃO DIRETOR DE FOTOGRAFIA

E ROTEIRO A LENDA TERMINA UM FILME DE TERMINA A LENDA PRODUÇÃO

PRODUTORES EXECUTIVOS PRODUTORES

DIREÇÃO

EXECUTIVOS BATMANRESSURGEOFILME.COM.BR WARNERBROS.COM.BR

DIREÇÃO

BATMANRESSURGEOFILME.COM.BR WARNERBROS.COM.BR

27 DE JULHO NOS CINEMAS


#26 - Sabrina Sato  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you