Issuu on Google+

informativo

#1

ADD

Jan-Mar de 2013

Nasce um ampliando o

projeto

atendimento

Em 2001 a ADD criou o Programa Crianças que tinha por objetivo proporcionar, às crianças com deficiência física, seu desenvolvimento por meio do esporte. Essa iniciativa, pioneira no Brasil, destinava-se, essencialmente à prática do basquete em cadeira de rodas. A experiência adquirida durante nove anos de trabalho trouxe um conhecimento mais amplo nos aspectos fundamentais sobre o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, fomentanto assim a criação de um novo projeto mais abrangente. Em 2010 nasce a ADD Escola de Esporte Adaptado, uma iniciativa que traz um novo olhar para o paradesporto infantil e juvenil. Além do trabalho específico vinculado ao esporte, os alunos também têm acesso a outras atividades pedagógicas para auxílio no processo de desenvolvimento da criança.

O sucesso obtido nos dois anos da ADD Escola de Esporte Adaptado atraiu à atenção das empresas e instituições que atuam neste segmento e trouxe mais visibilidade e credibilidade para a iniciativa.Em 2012 o projeto foi contemplado na Seleção Pública de Projetos Esportivos Educacionais para patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Esporte & Cidadania. Essa iniciativa da Petrobras visa fomentar o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro e democratizar o acesso ao esporte como ferramenta de desenvolvimento humano, inclusão social e construção de cidadania. “O patrocínio da Petrobras é fundamental para darmos continuidade ao projeto de forma sustentável até 2014, beneficiando diretamente 120 crianças e adolescentes com deficiência e outras centenas indiretamente”, diz a presidente da ADD, Eliane Miada, que também é uma das fundadoras da entidade.

desde 1996 A ADD, Associação Desportiva para Deficientes, é uma instituição sem fins lucrativos que promove o desenvolvimento da pessoa com deficiência através do esporte, educação, cursos de capacitação, vivências em atividades físicas e iniciação esportiva. Em seus 17 anos de existência a instituição já atendeu milhares de pessoas com deficiência, de forma direta e indireta.

Acompanhamento individualizado Todas as atividades esportivas, de lazer e recreação, são executadas por profissionais da área de educação física, devidamente habilitados na profissão, e apoiados pelo trabalho da equipe multidisciplinar do projeto: psicólogo, nutricionista, assistente social, fisioterapeuta e psicopedagogo com participação e envolvimento das famílias das crianças e adolescentes. As aulas são realizadas aos sábados em turmas divididas de acordo com o tipo e característica da deficiência, a faixa etária e o padrão de amadurecimento motor.


O esporte como

Perfil dos

menta Sileno Santos, coordenador de esportes da ADD. A escolha das atividades que são trabalhadas na ADD Escola de Esporte Adaptado foi baseada no princípio que cada aluno tivesse a oportunidade de praticar três esportes, um coletivo e dois individuais, de acordo com o tipo e características da deficiência, faixa etária e o padrão de amadurecimento motor. “Por experiência, nós da ADD, entendemos que não podemos restringir a prática paradesportiva a uma ou duas modalidades e por esse motivo vamos proporcionar diferentes opções para os alunos do programa”, diz Eliane Miada. Outro aspecto que foi levado em consideração nessa definição é a possibilidade que as modalidades oferecem para atender crianças com diversas características distintas por tipo de deficiência, ampliando, dessa forma, a abrangência no atendimento às crianças e adolescentes do projeto.

Tipo de deficiência: Física e intelectual Sexo: Ambos Faixa etária: 6 a 18 anos Qualificação: Estudantes da rede pública de ensino, de escolas especiais, bolsistas da rede privada e estudantes da rede privada de ensino até 20% das vagas. Local de Residência: São Paulo, Diadema, São Bernardo do Campo, Santo André, São Caetano, Santana do Parnaíba, Guarulhos, Osasco e Cotia. Critério de seleção: Alunos que tenham possibilidade de realização de atividades físicas, esportivas de forma autônoma, ou seja, que tenham condições de locomoção mínima para a realização das atividades esportivas educacionais. Processo: Os selecionados passaram por entrevista familiar, com os profissionais do projeto e tiveram que apresentar atestado de saúde para a prática de atividades esportivas educacionais. Validação: Os alunos têm que comprovar escolaridade em rede de ensino formal ou escolas especiais e trazer atestado de frequência para renovação semestral.

instrumento

A prática esportiva é uma forma de desenvolvimento físico e intelectual muito eficaz das crianças e adolescentes e isso não é diferente quando elas apresentam algum tipo de deficiência física, sensorial ou intelectual. Diversos estudos e iniciativas dentro deste universo já mostraram que, através do esporte, as crianças aumentam sua sociabilidade, compreendem mais claramente regras de comportamento, seguem mais facilmente as rotinas impostas nas atividades, aprendem a trabalhar em equipe, respeitam as individualidades de cada um, adquirem o gosto pela competição e, principalmente, passam a conhecer e superar seus próprios limites. “O esporte, quando bem orientado, é uma fonte na qual as pessoas absorvem inúmeros conhecimentos, desenvolvem seu condicionamento físico e aprendem conceitos éticos e morais de suma importância para a sua formação como indivíduo”, argu-

Participantes

Turmas Modalidade

Alunos* Idade

Paradesporto Kids I

15

6 a 09 anos

Paradesporto Kids II

15

6 a 12 anos

Paradesporto

20

6 a 12 anos

Basquete CR

15

11 a 16 anos

Bocha

15

10 a 18 anos

Atletismo I

15

7 a 12 anos

Atletismo II

15

10 a 18 anos

Atletismo Paralímpico

10

10 a 18 anos

*Deficiências Física e Intelectual EXPEDIENTE: O Informativo ADD Escola de Esporte Adaptado é uma publicação trimestral de distribuição interna desenvolvida pela ADD- Associação Desportiva para Deficientes elaborada pela Áurea Editora Ltda. Comitê Editorial - Eliane Miada, Sileno Santos, Denise Mello e Karina Mosmann. Colaboração - Profissionais do projeto ADD Escola de Esporte Adaptado. Texto – Claudete Oliveira. Edição – Dirceu Pereira Jr. - Tiragem: 500 exemplares

PATROCINIO:


Informativo EEA/ADD Nº 1 - 2013