Page 1

[LAVOURAS DESTRUÍDAS] Moradores dos municípios atingidos pelas enchentes calculam os prejuízos - Pág. 25 e 26 Fonte: INMET

CARIRI-AGRESTE

LITORAL Sol, nuvens e chuvas 29o Máx. 21o Mín.

SERTÃO

Sol e poucas nuvens 29o Máx. 20o Mín.

Morte de João Pessoa

Fotos: Arquivo

clima&tempo

Fonte: Marinha do Brasil

O assassinato de João Pessoa, fato ocorrido há 81 anos, ainda guarda uma série de controvérsias. As versões sobre o real motivo são desencontradas. Página 21

Sol e poucas nuvens 32 o Máx. 18 o Mín.

MARÉS

A UNIÃO

R$ 1,00 Assinatura anual R$ 160,00

118 ANOS - TERCEIRO JORNAL MAIS ANTIGO EM CIRCULAÇÃO NO BRASIL

www.paraiba.pb.gov.br

H ORA

baixa ALTA baixa ALTA

ALTURA

04h39 10h49 17h00 23h34

0.9m 1.8m 0.9m 1.8m

Twitter > @uniaogovpb

João Pessoa, Paraíba DOMINGO, 24 de julho de 2011

ANO CXVIII - Número 150

População envelhece, mas faltam 429 médicos geriatras na Paraíba A população da Paraíba está envelhecendo, mas faltam médicos especializados para cuidar dessa população. Segundo o IBGE, em 10 anos o número de idosos aumentou 30% e hoje chega a 451.385. De acordo com os dados, 11% da população paraibana é idosa, o que leva o Estado a ser, propor-

Foto: Evandro Pereira

cionalmente, o terceiro do país em número de pessoas com mais de 65 anos. Cadastrados pelo DataSus, existem apenas 22 geriatras na Paraíba. Isso corresponde a apenas a um geriatra para cada 20.517 idosos, quando o ideal seria um médico para cada mil, déficit de 429 profissionais. PÁGINA 9

>>> PODEM PERDER MANDATO

Gastos com senadores chegam a R$ 841 mil O Senado gastou, em apenas um semestre, R$ 841,8 mil com quatro senadores que podem ser substituídos diante da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de não aplicar a Lei da Ficha Limpa nas Eleições de 2010.

O valor é referente a salários e à chamada verba indenizatória. Os senadores são Marinor Brito, Gilvam Borges, Vicentinho Alves e Wilson Santiago. Só com este último, o valor gasto passa dos R$ 218 mil. PÁGINA 3

LITERATURA Irmã Ciça tem 81 anos e expressa seus sentimentos e emoções através da poesia PÁGINA 17

Ilustração: Tonio

> HISTÓRIA

> SAÚDE

Fotos: Divulgação

AtuaL

Mortos ilustres estão sepultados em Campina

Estresse pode causar graves enfermidades

Os cemitérios de Campina Grande guardam restos mortais de figuras ilustres. Uma das mais famosas personalidades enterradas na cidade é Manuel Batista de Moraes, o ex-cangaceiro Antonio Silvino, morto na cidade, em 1944, depois de cumprir mais de vinte anos de detenção na Penitenciária do Recife. PÁGINA 11

O trabalho e o corre-corre do dia a dia podem desencadear um grave problema: o estresse. Segundo especialistas, esse mal não é considerado doença, mas é capaz de gerar distúrbios e graves alterações psicológicas. Veja as dicas de como lidar com o problema para evitar que ele se transforme em algo mais grave. PÁGINA 6

Que tal preparar um prato diferente neste domingo? O Atual traz para você duas receitas fáceis de fazer e deliciosas

!

Lasanha parisiense e gelatina de café de sobremesa

RECEITAS

Fotos: Divulgação

> MODA

Foto: Divulgação

> ESPORTE

Da Paraíba para o Rio de Janeiro pelo futebol

Crochê e tricô conquistam ruas e passarelas As peças de tricô e crochê estão super na moda e se tornaram cada vez mais presentes nas ruas e passarelas. Elas são feitas à mão e podem ter detalhes que as tornam exclusivas. Mas na hora de escolher essas roupas feitas de linha, cuidado para não resgatar peças com cara de ultrapassadas. PÁGINA 5

Plugado Moeda

PÁGINA 7

Aos 13 anos de idade, Gabriel Ribeiro já é uma das estrelas do futebol paraibano. Ele pretende, agora, brilhar no Rio de Janeiro, no Clube de Futebol Zico, que o aprovou mesmo estando abaixo da idade mínima. O talento do menino foi comprovado em campo e nos testes médicos. PÁGINA 13

Pai diz que Gabriel “respira futebol 24 horas por dia”

A

beleza negra está cada vez mais em evidência. Para valorizar esse tipo de pele e os traços da raça é preciso usar a maquiagem correta. A indústria cosmética vem investindo muito nesse público, então não tem desculpa de que não encontrou a maquiagem correta. Confira os truques da maquiadora Jociely Priscila para valorizar as peles negras. PÁGINA 8

DÓLAR > R$ 1,553 (compra) R$ 1,555 (venda) DÓLAR TURISMO > R$ 1,480 (compra) R$ 1,620 (venda) EURO > R$ 2,227 (compra) R$ 2,229 (venda)

Foto: Divulgação

Maquiagem para valorizar pele negra

jornalauniao.blogspot. com

paraiba.pb gov.br

> AGRICULTURA - Agricultor familiar de Lagoa de Dentro terá centro de beneficiamento de frutas > EXPANSÃO - Hemonúcleos poderão fazer coleta para a retirada de hemoderivados

AUTOSSUSTENTÁVEL >>> DISQUE 115 - A Cagepa disponibiliza ao usuário um Teleatendimento. Você pode solicitar serviços e consertos. Ligue grátis, inclusive de telefone público, em todo o Estado.


Opinião ○

>>>

EDITORIAL

○ ○ ○ ○ ○

Estamos criando um quadro para a inflação sob controle. Não queremos inflação sob controle com crescimento zero”.

opiniao.auniao@gmail.com

> REDAÇÃO: 83. 3218-6511/3218-6509 ○

Timeline no

Twitter @uniaogovpb

○ ○ ○

Repúblicas de bananas melo-geografia.blogspot.com

24 JULHO 2011 A atriz e apresentadora Cissa Guimarães precisou reviver, na semana passada, o horror da perda do filho caçula, Rafael. O acidente completou 1 ano no último dia 20, mas Cissa fez questão de manter o otimismo.Vejaadeclaraçãodelaealguns posts curiosos dos twitteiros famosos. @cissa_guimaraes - Cissa Guimarães Nosso anjo Rafael fez 1 ano sempre nos iluminando e nos unindo, sempre enchendo de amor nossos corações. @LitaRee_real - Rita Lee Dentro da minha cabeça é o pior lugar para se viver. Esqueço o q aprendo. Lembro vagamente quem fui. Sou um "já era" atrás d quem agora é. @CARPINEJAR - Fabrício Carpinejar Quando encontro o motivo de minha felicidade, ela termina. @claudiotognolli - claudio tognolli Ok, ministro Lobão só almoça o prato que acende e apaga: o strog on-off @claudiotognolli - claudio tognolli Exclusivo: Ovos estão chocados com escândalo no Dnit; já as unhas: estão se lixando @marcoluque - Marco Luque Experimenta colocar a seta de fora! RT @MauMeirelles: É impressionante como "colocar o braço pra fora" funciona mais que "dar a seta". @marcosmion - Marcos Mion A Record deveria considerar um investimento pra criar uma realidade paralela dentro desta Fazenda! Niguém sai e a cada mês entram + 10!

Dos anos 60 aos 90 do século passado os países que compõem a região da América Latina eram, por vezes, conhecidos por sua instabilidade política e econômica. A geopolítica estadunidense fez presente no continente como um todo, mais ainda na porção central, principalmente em função da experiência socialista em Cuba, e tentativas frustradas na Nicarágua, Honduras e El Salvador. Inclui-se também o Panamá, onde os Estados Unidos (EUA) guarnece o canal que liga os dois maiores Oceanos da Terra. As economias caribenhas receberam pesados investimentos produtivos no setor agrícola, com a chamada "Revolução Verde", onde empresas controlavam grande parte da produção, principalmente de frutas, com destaque para as bananas, daí a denominação de "República de Bananas". De maneira jocosa os analistas norteamericanos sempre se referiam a tais países com desdenha denominação. Muitos imigrantes, a maioria ilegal, nos EUA é oriunda da América Central, que para fugir da fome, perseguição política, narcotráfico, e outros inúmeros problemas, tentam melhorar de vida na "Terra do Tio San". No entanto, a crise econômica, a ascensão dos Emergentes, principalmente China, Coreia do Sul, Brasil, tem retirado fatias cada vez maiores dos investimentos e mercados consumidores tradicionalmente controlados pelos EUA. A crise de 2008 tem se alastrado para os mercados desenvolvidos criando inúmeras incertezas, principalmente sobre a capacidade de endividamento que os países podem assumir diante de seus credores. O cenário geopolítico tem sido outro em dias atuais,

○ ○

Os números do aporte financeiro trazem esperança aos números preocupantes de registros fatais envolvendo mulheres na Paraíba. Levantamento do Centro da Mulher 8 de Março, do início deste ano até a última sexta-feira 36 mulheres foram assassinadas no Estado. Somente este mês foram quatro homicídios, além de três delas que sofreram tentativa de homicídio e seis vítimas de agressão. Os casos recentes e vergonhosos da adolescente Rebecca, violentada e morta quando seguia de casa rumo à escola, e da uma menina de 11 anos sequestrada por 12 horas e largada dopada após ser violentada diversas vezes - só para citar dois casos - revelam a necessidade de aplicação de medidas cada vez mais firmes, incisivas, na prevenção e punição desses criminosos. Um juizado especial e as secretarias voltadas às mulheres são modos de concretizar políticas públicas. Porém, somente elas não bastam. O Estado precisa do envolvimento da população nesse direcionamento. Para que o juizado, a secretaria, a delegacia cumpram seus papéis com eficiência e produzam resultados positivos no enfrentamento à violência é necessário que a população enfrente seus medos de denunciar, do constrangimento, do arrependimento. Assim, juntos, poder público e população estarão construindo um mundo mais respeitoso e digno para nossas mulheres.

Demétrio C. de Melo

. > E-mail: auniaoredacao@gmail.com > twitter: @uniaogovpb

Enfrentamento participativo O enfrentamento à violência contra as mulheres no Brasil tem sido um dos principais desafios de gestores públicos, autoridades policiais, pesquisadores da questão e sociedade em geral. Apesar disso, os números não arrefecem como o esperado. Mas esperar é a última opção. Urge seguir adiante no combate a quem subjuga esposas e filhas em casa, funcionárias no trabalho, adolescentes nas escolas, mulheres nas ruas. Uma das formas de levantar a bandeira antiviolência contra elas é a adoção de políticas públicas eficazes nesse sentido. Por isso, o anúncio do repasse financeiro na ordem de R$ 700 mil pelo Governo Federal ao Estado da Paraíba, destinado ao fortalecimento da rede de enfrentamento à violência contra a mulher paraibana, é tomado como uma vitória que vai além da gestão pública e toca diretamente no público atendido por essa gestão. Entre outras ações, a verba liberada para o Estado servirá para a criação do Juizado da Violência Doméstica e Familiar e na instalação da primeira casa abrigo a mulheres vítimas de violência na Paraíba. A instalação do Juizado, aliás, é uma determinação da Lei Maria da Penha. E a ideia é ampliar, ainda, o número de municípios que dispõem de secretarias específicas voltadas para mulheres. Foi o que apontou a ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes.

(PRESIDENTE DILMA ROUSSEFF, ao comentar sobre a inflação durante entrevista à imprensa em Brasília, nessa sexta-feira)

2 João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

}

A UNIÃO

com o Congresso Estadunidense tendo que elevar o teto de endividamento do Estado, para além de 14,5 trilhões de dólares, ou cerca de onze vezes a economia brasileira. No rating internacional a capacidade do Governo Brasileiro de pagar suas dívidas é maior que para com o "Tio San". Da mesma forma que se referiamà América Latina como república de bananas, e muitas vezes incluíam o Brasil, os EUA não estão mais com tanto fôlego na politica internacional, mecanismos outrora criados por eles para "dinamizar nossas economias" nunca foram seguidas por seus criadores, que agora estão reescrevendo a cartilha do FMI. Algumas pessoas já dizem até que o fim do mundo está próximo, tendo em vista países subdesenvolvidos estarem em situação privilegiada em relação aos desenvolvidos, diga-se o caso da Grécia, que já acertou seu socorro com o FMI-Banco Europeu, além de Portugal, Espanha e Irlanda que necessitarão de um pacto de "austeridade". Sem deixar de mencionar a Itália que mantém nível de endividamento superior ao próprio Produto Interno. Para esses pessimistas tenho pensado que poderemos ser, finalmente, se não uma grande potência, uma economia mais honesta, justa socialmente, que consiga sair do atraso político, educacional, tecnológico e claro financeiro. Gigantes como Coca-Cola e Nike, dentre outras, irão abrir papéis na BM&F, a Bolsa de São Paulo, que está entre as cinco maiores do mundo. Caso não consigamos aproveitar esse ciclo de expansão econômica, com desoneração de tributos sobre produtos de consumo, sem uma verdadeira reforma política e sem investimento em infraestrura de transportes poderemos voltar a ser mais uma "República de Bananas", ou seremos a potência de banana, carne, leite, ovos, soja...

Domingos Sávio

ARTIGOS & CRÔNICAS Tião, o noventão ○

Carlos Pereira cpcsilva@bol.com.br

Ele é, como muitos outros, um pessoense nascido no interior. Veio ao mundo em Tacima, na caatinga do Estado, pelas mãos competentes de uma parteira de nome desconhecido. Aprendeu as primeiras letras lá mesmo com o seu tio Benedito, quando conseguia, já de noite, olhar a cartilha antes de ser vencido pelo sono, após um dia inteiro de trabalho na roça. Aportou na Capital quando já era adolescente, acompanhando a mãe e o padrasto num périplo que incluiu Guarabira e Rio Tinto, no começo da década de 30, logo depois que a morte de João Pessoa incendiou o país. Aqui, foi morar em Jaguaribe, na rua da Concórdia, numa casa modesta - como tantas outras do bairro - com a vantagem de ser de tijolos e coberta de telhas. Própria, foi comprada com muito esforço e poucos recursos advindos de economias feitas no interior e da venda de uma casinha lá mesmo em Tacima, onde viveu sua infância de menino pobre. Alimentado pelo peito da mãe, depois foi engordado pelo mingau feito com leite de vaca, única ruminante estacionada no estábulo improvisado no quintal

de casa. Teve sarampo, catapora e, quando chovia bem naqueles agrestes, saía pela rua afora tomando chuva. Conseguiu terminar o curso primário e, no fim do ginasial teve de trabalhar para ajudar nas despesas da casa que, a esta altura, já contava com mais cinco bocas para sustentar, além das quatro que ainda iriam nascer. Convocado, apresentou-se e foi servir no 15º Regimento de Infantaria, em Cruz das Armas e - como estávamos em tempo de guerra - foi incluído entre aqueles que integravam a Força Expedicionária Brasileira, cujos contingentes iriam embarcar para a Itália. Fez os treinamentos todos, ainda deslocou-se para Aldeia, não sem antes de desfilar garbosamente, em plena Vasco da Gama, lotada de gente dos dois lados, muitos (inclusive minha mãe) chorando ao som da banda que tocava os acordes do hino da FEB. Terminada a guerra, que ele não chegou a ver de perto, deu baixa e foi cuidar de sua vida, tentando aproveitar, no trabalho, o curso de Contabilidade que, com muitas dificuldades, conseguiria concluir. E já como um autêntico (e eficiente) guarda-livros, entre balanços e balancetes, foi se aprumando e construindo uma família não muito numerosa. Foi quando deixou Jaguaribe e foi morar

numa casa na Lagoa, onde durante anos e anos, abriu a janela para o Parque, recebendo os primeiros raios de sol da manhã que se refletiam na placidez daquele espelho d'água, cartão postal da cidade. Aos poucos foi envelhecendo, os filhos crescendo, casando e lhe dando os primeiros netos, montando casa nos bairros novos da cidade, um deles no Jardim Miramar e o outro em Tambauzinho, num local onde ele, o nosso homem de Jaguaribe, tinha ido uma vez pelas mãos do padrasto, ver um avião descer e decolar naquela área que o pessoal chamava de "campo de aviação". Sexta-feira fez aniversário e fui abraçá-lo. Hoje, depois de viúvo morando com a filha Ellen, nos seus noventa anos, aposentado e já um tanto cansado, sobretudo pelas perdas que teve nos últimos dez anos - seu filho Fernando e, mais recentemente sua mulher Ivonete - ainda tem disposição para continuar a sua vida: só anda a pé (nunca dirigiu um carro), toma a sua cervejinha no fim de semana, e para a idade que tem, ainda lhe resta saúde apesar de meio combalida pelas agruras da vida e fica atordoado com as surpresas desagradáveis que lhe prega o seu querido Botafogo. Que Deus continue lhe abençoando Tião noventão, meu ícone, meu primo-irmão camarada.

Preconceito: um câncer sem remédio Chico Cardoso

chicocardoso.caldeirao@gmail.com

O nonagenário vigário de Nossa Senhora dos Remédios, da cidade de Sousa (PB), Cônego João Cartaxo Rolim, afirmou certa vez que "os últimos serão sempre os últimos", tema que merece uma aprofundada reflexão, porque contraria os ensinamentos bíblicos, mas faz nascer uma temática em momentos diversos. Por que os líderes populistas, principalmente os que se dedicam, de corpo e alma em ajudar os mais necessitados, os desprezados, os perseguidos são massacrados pelos donatários do poder político? Ouço, muitas vezes, de vozes que ultrapassam os limites do otimismo, que a discriminação diminuiu muito

nos tempos atuais. E essas vozes falam da discriminação aos pobres, aos homossexuais, aos negros, aos analfabetos, aos homens simples da roça. No entender do comentarista, a discriminação está crescendo cada vez mais, especialmente porque deixa de ser a chamada vergonha de ser amigo de uma dessas categorias tão humilhadas, para se transformar em ódio, porque as referidas classes sociais começam a receber apoio do poder central. A divisão de forças de ricos e pobres nunca deixou de existir. Pode ser aplicada de maneira diferenciada, mas continua sendo uma discriminação violenta, traduzida com o desprezo misturado ao ódio. Rico não tem piedade de pobre, no entanto os pobres continuam "babando" as classes detentoras do poder. Imaginem bem, que poder não é somente o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. O poder está,

principalmente, nas mãos dos grandes latifundiários e empresários que usam os meios mais covardes e corruptos para o tráfico da influência. Uma das maiores batalhas de ricos contra pobres aconteceu há 2011 anos, quando os homens fortes do Sinédrio, na Judeia, condenaram Jesus à morte, porque o Galileu de olhos azuis tomou para si a tarefa de minorar a situação difícil da gente pobre daqueles tempos. O Sinédrio era o Poder Legislativo dos judeus, constituído da mais alta burguesia da pátria judaica. Lá não tinha pobre, do mesmo jeito que o nosso Poder Legislativo, em Brasília, não tem gente da última classe. O Padre Cícero Romão Batista, um dos maiores líderes da Igreja Católica brasileira, abraçou a causa dos abandonados pelos poderes gananciosos, e terminou perseguido por sua própria Igreja, condenado a não exercer o ministério da sua fé.

A UNIÃO

SUPERINTENDENTE Severino Ramalho Leite

DIRETORA DE OPERAÇÕES Albiege Fernandes

SUPERINTENDÊNCIA DE IMPRENSA E EDITORA Fundado em 2 de fevereiro de 1893 no governo de Álvaro Machado

DIRETORA TÉCNICA Beth Torres

EDITORA-GERAL Beth Torres

DIRETOR ADMINISTRATIVO José Arthur Viana Teixeira

EDITORA ADJUNTA Renata Ferreira

BR-101 Km 3 - CEP 58.082-010 Distrito Industrial - João Pessoa/PB PABX: (083) 3218-6500 / ASSINATURA-CIRCULAÇÃO: 3218-6518 Comercial: 3218-6544 / 3218-6526 - REDAÇÃO: 3218-6511 / 3218-6509 www.paraiba.pb.gov.br

Editores setoriais: Damásio Dias, Emmanuel Noronha, Giselle Ponciano, Henrique França, Ivo Marques, José Napoleão Ângelo, Juneldo Moraes, Neide Donato e William Costa. Projeto gráfico: Ricardo Araújo


○ ○ ○ ○ ○ ○

O governador Ricardo Coutinho vai integrar a comitiva da presidente Dilma Rousseff em visita ao município de Arapiraca (AL) amanhã para o lançamento regional do programa Brasil Sem Miséria e a pactuação do programa com os nove governadores do Nordeste. A secretária Aparecida Ramos acompanhará o governador.

politica.auniao@gmail.com > REDAÇÃO: 83-3218-6511

> EDITOR: Damásio Dias > E-MAIL: damasiodias@gmail.com > TWITTER:@damasiodias

3 João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

RICARDO VAI A ALAGOAS

FOTO: Divulgação

Política A UNIÃO

>>> LEI DA FICHA LIMPA > Quatro parlamentares estão no cargo a espera de decisão terminativa do STF sobre posse de ‘anistiados’

Senadores “pendurados” receberam R$ 841 mil nos primeiros seis meses Rodrigo de Luna

FOTOS:AgênciaSenado

erickson_rodrigo@yahoo.com.br

O Senado gastou, em apenas um semestre, R$ 841,8 mil com quatro senadores que podem ser substituídos diante da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de não aplicar a Lei da Ficha Limpa nas Eleições de 2010. O valor é referente a salários e a chamada verba indenizatória, valor mensal pago para aplicação em moradia, viagens e combustível, por exemplo.

O

s senadores são Marinor Brito (PSOL-PA), Gilvam Borges (PMDB-AC), Vicentinho Alves (PR-TO) e Wilson Santiago (PMDB-PB). Só com este último, o valor gasto passa dos R$ 218 mil. Considerando que o salário de um senador passa dos R$ 26,7 mil, em cinco meses, os quatro parlamentares já receberam R$ 534,4 mil. O restante do montante, ou seja, R$ 307,4 mil foi de verba indenizatória. O levantamento, que consta no Portal da Transparência do Senado, inclui despesas com aluguel de imóveis para escritório político em Brasília, contratação de con-

sultorias, divulgação de atividade parlamentar, locomoção, entre outros gastos. Os quatro senadores, de diferentes estados, não conquistaram votos suficientes para garantir vaga na Casa, mas como os vencedores nas urnas foram considerados inelegíveis por causa da Lei da Ficha Limpa, aprovada em maio de 2010, acabaram assumindo o cargo. Na espera pela definição do Supremo, estão Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Jader Barbalho (PMDB-PA), João Capiberibe (PSB-AP) e Marcelo Miranda (PMDBTO), que tiveram as candidaturas indeferidas.

[PREJUÍZOS]

Especialista condena a demora na aplicação O cientista político Iedo Fontes é um claro defensor da aplicação de qualquer que seja a decisão do Supremo Tribunal Federal. “Desde que o ministro Luiz Fux votou contra a aplicação da Ficha Limpa para as eleições passadas, os candidatos que estavam barrados de assumir deveriam ter sido empossados. Essa demora traz um prejuízo para todos”, defende. Ainda segundo o cientista político, a partir do momento que essa definição deixa de ser cumprida, a legitimidade do poder Judi-

ciário passa a ser questionável, fica enfraquecida. Para Iedo, no entanto, em termo de representatividade para o Estado, os prejuízos são menores. “O Brasil é um país republicano. As vantagens que qualquer um dos senadores, Cássio ou Wilson, poderiam trazer para Paraíba são as mesmas, exceto pelo fato de Wilson ser do PMDB, que é um partido da base aliada da presidência”, diz e completa: “No entanto, o retardo, a demora de uma decisão é o que mais prejudica”.

TRÊS CASOS NO NORTE PARÁ - O ex-senador Jader Barbalho conquistou 1,79 milhão de votos, ficando em segundo lugar. Mas foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa porque renunciou ao mandato de senador em 2001 para evitar uma possível cassação. No lugar dele, assumiu Marinor Brito, que obteve 727 mil votos. Ela, porém, foi a quarta colocada. O terceiro, Paulo Rocha (PT), também teve a candidatura negada pela Justiça Eleitoral que, em 2005, renunciou ao mandato de deputado federal após ser acusado de participar do escândalo do mensalão. Enquanto não se chega a um resultado, Marinor tem aproveitado o mandato. Só de verba indenizatória, a senadora já gastou quase R$ 96 mil de fevereiro a julho. No mês passado, R$ 34 mil, a maior parte, R$ 15 mil, com passagens aéreas para seu estado de origem, além de outros gastos com viagens. AMAPÁ - Tentando a reeleição, João Capiberibe foi o segundo mais votado para o Senado, com 130 mil votos. A Justiça indeferiu sua candidatura porque, em 2004, ele teve o mandato de senador cassado sob a acusação de compra de votos. Em seu lugar, assumiu Gilvam Borges, que ficou em terceiro lugar, com 121 mil votos. No Congresso, ele ficou apenas dois meses, porque pediu uma licença médica de 121 dias em março. A vaga está sendo ocupada pelo suplente e irmão de Gilvam, Geovani Borges, que, de abril a julho, já gastou R$ 48,7 mil de verba indenizatória. Em junho, o maior valor foi de R$ 22,4 mil com locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e lubrificantes. TOCANTINS - O ex-governador Marcelo Miranda ficou em segundo lugar nas eleições passadas, com quase 341 mil votos. Em 2009, ele teve o mandato de governador cassado sob a acusação de abuso de poder político durante as eleições de 2006. Vicente Alves de Oliveira, que recebeu 332 mil votos e ficou na terceira colocação, tomou posse. No semestre, ele recebeu R$ 80 mil de verba indenizatória, além de R$ 133,6 mil de salário.

Marinor Brito, Gilvam Borges, Vicentinho Alves e Wilson Santiago são mantidos nos cargos apesar do STF ter suspendido efeitos da Lei da Ficha Limpa

Santiago teve R$ 1 milhão de emendas Na Paraíba, Wilson Santiago ficou em terceiro lugar nas eleições 2010. Ele assumiu a vaga desde o dia 1 de fevereiro, mas pode deixar o cargo, dependendo da confirmação da decisão do STF pela posse de Cássio Cunha Lima (PSDB), primeiro colocado no pleito. Nesse período, ele teria utilizado mais de R$ 1 milhão - entre salários, vantagens e emendas liberadas. Só de salário, Santiago recebeu mais de R$ 133,6 mil. O senador também gastou R$ 82,8 mil em verba indenizatória de fevereiro a junho. Nos 20 pri-

meiros dias de julho, já foram repassados mais R$ 1.567. Os números também mostram que, na questão publicidade, o senador não tem poupado esforços nem investimentos. Em cinco meses, os gastos com divulgação da atividade parlamentar ultrapassam os R$ 36,8 mil. Esse valor daria para pagar o salário mínimo de 68 brasileiros, que custa hoje R$ 545. Só em março, foram quase R$ 13 mil nesse tipo de investimento. Outra cifra alta aparece nos gastos com locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e lubrificantes: R$ 16 mil no período, com recorde

de R$ 3.920 em fevereiro. As despesas com aluguel de imóveis para escritório político, que no primeiro mês de mandato, foram de apenas R$ 210, cresceu dez vezes nos meses seguintes e fechou o semestre em quase R$ 10 mil. Ainda dentro dessa verba indenizatória, constam os gastos com contratação de consultorias, assessorias, pesquisas, trabalhos técnicos e outros serviços de apoio ao exercício do mandato parlamentar, investimento que soma R$ 20,3 mil, sendo R$ 20 mil gastos apenas no mês de junho. Por fim, as despesas com aquisição de material de con-

sumo para uso no escritório político, inclusive aquisição ou locação de software, postais, aquisição de publicações, locação de móveis e de equipamentos foram de R$ 516.

EMENDAS - Os gastos direcionados a ações do senador Wilson Santiago não se resumem aos investimentos em seu mandato, mas também a repasses permitidos pelas emendas ao orçamento da União garantidas por ele. Somente em junho, o senador conseguiu R$ 950 mil para as festas de São João de 10 cidades paraibanas.

Prejuízo financeiro e político de Cássio Para o advogado Luciano Pires, que atua na defesa de Cássio Cunha Lima, a permanência de Wilson Santiago (PMDB) no Senado representa um prejuízo irreparável para a soberania nacional. “Um mandato clandestino não poderia ter durado tanto tempo, nós lamentamos um dano que é sem reparo para todo o país”, diz. De acordo com Luciano Pires, a “burocracia judicial tem prejudicado essa soberania, diante do já reconhecido direito de Cássio ter assumido o mandato”. Para evitar que o “prejuízo” se estenda, os advogados já entraram com diversos recursos, junto ao Supremo Tribunal Federal, na tentativa de acelerar a decisão. “Nós queremos do STF uma efetiva satisfação, diante do não cumprimento de algo que já foi decidido pela própria Corte”, argumenta. RECURSOS - No último recurso foi pedido para que

[>>>] DESDE O DIA 3 DE MAIO o recurso do exgovernador foi deferido pelo relator no STF

[>>>]

a Suprema Corte, mesmo no recesso, julgasse o caso. “Nosso procedimento foi pedir a apreciação de um pedido de medida cautelar que já havia sido impetrado assim que o Recurso Extraordinário chegou ao STF, mas que, por conta do provimento dado pelo ministro relator Joaquim Barbosa, não havia sido julgado”, esclareceu o advogado Luciano Pires. O presidente do STF, Cezar Peluso, no entanto, negou a Ação Cautelar 2923, que pedia a posse imediata do candidato ao senado federal. Diante dessa decisão, Cássio só poderá assumir a vaga a partir do dia 3 de agosto, depois do fim do recesso forense, quando o Recurso Extra-

ordinário (RE 634250) deverá ser analisado pelo Pleno. Os advogados do ex-governador optaram pela Ação Cautelar depois que o ministro Joaquim Barbosa decidiu levar a discussão sobre a posse de volta ao Plenário. Diante do início do período de recesso, e como ainda não havia qualquer decisão, a defesa de Cássio ajuizou essa ação, sob o argumento de que ele teve seu recurso provido pelo STF, e por isso, a Corte deveria determinar ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba sua imediata diplomação. Cássio teve seu registro indeferido pela Justiça Eleitoral, uma vez que o TSE confirmou sua cassação em 2009 por abuso de poder econômico e pela prática de conduta vedada a agente público. Com base na chamada Lei da Ficha Limpa, ele teria ficado inelegível por oito anos, a partir de 2006. Contra a decisão, o candidato recorreu ao STF. Depois da decisão de que a Lei da Ficha Limpa não se aplicava às Eleições 2010, em 3 de maio, o relator do recurso de

Cássio, ministro Joaquim Barbosa, deu provimento ao RE e deferiu o registro do candidato. Contudo, os adversários do candidato recorreram contra a decisão do ministro Joaquim Barbosa, pedindo que os autos fossem devolvidos ao TSE, para que aquela corte decidisse se, afastada a Lei Complementar 135/10, incidem no caso as demais hipóteses de inelegibilidade constantes da LC 64/90 – mais especificamente o disposto na alínea “h” do inciso I do artigo 1º da norma. São esses agravos que devem ser levados ao Plenário do STF ao final do recesso. Luciano Pires informou que, mesmo diante da demora, as expectativas são positivas. “O sentimento é o de mais profundo desapontamento com a demora, mas estamos confiantes de que a decisão, cedo ou tarde, virá a favor da posse do senador que foi eleito de forma legitima por mais de um milhão de paraibanos”, finalizou.


4 ○

A UNIÃO

Publicidade ○

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○


! AtuaL

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

Moda & Comportamento

A UNIÃO

5 ○

EDITOR: Neide Donato

I

E-MAIL: neidedonato@gmail.com

I

TWITTER: @Neidedonato I atual.aunião@gmail.com I REDAÇÃO: 83.3218-6511

BLOG!

Criadora do Ser Sustentável com Estilo, Editora e Consultora de Moda Chiara fala diariamente de todas suas experiências na "Nova Era da Moda", onde a preservação da natureza ganha espaço.http://sersustentavelcomestilo.com.br/

Em linha com a

Trabalho artesanal com formas modernas

moda > Neide Donato

neidedonato@gmail.com

Crochê e tricô voltam aos armários das antenadas

D

as mãos das vovós para as passarelas de todo o mundo, o tricô e o crochê já começam a ocupar os armários das mais antenadas e ainda meio tímidamente a aparecer nas ruas das cidades. As peças feitas a mão e que tem tudo a ver com o sustentável, com a valorização dos trabalhos manuais, além de lindas têm a possibilidade de serem exclusivas, o que dá uma pegada ainda mais fashion. Se envolver com as linhas e

FOTOS: Catálogo Helen Rödel

Pontos fechados e decotes estão em alta

agulhas está sim na moda, não apenas consumir as peças, mas também fazê-las. "O tricô e, logo em seguida, o crochê voltaram de vez para as passarelas da moda desde o ano passado. Várias coleções ao redor do mundo estão usando peças trançadas nas suas coleções" comenta a consultora de moda, Agda Aquino que desde criança também se aventura no traçado das linhas e exibe peças feitas por ela em seus looks. E se alguém ainda tem alguma resistência ao uso por achar que isso é roupa de velha, Agda Aquino avisa: "Foi-se o tempo em que essas peças eram consideradas coisas da vovó, existem peças sofisticadíssimas e por preços bem altos, para todos os gostos e bolsos. Desde os modelos padrão até os mais diferentes, com aberturas e modelagens diferentes".

Peças também valorizam as formas femininas

Apesar da técnica tradional, modelagens são ousadas

n ...

Desatando os nós

Roupas de tricô são ideais para os dias mais frios

Para entrar na linha (desculpem o trocadilho) é preciso prestar atenção nas modelagens das peças. Nada de resgatar aquela blusa com 'cara de ultrapassada' e sair desfilando por ai sem avaliar o visual. Se a peça tem um ar vintage o legal é montar um look com peças mais atuais. "A principal dica para não ficar com cara de esteticamente atrasada é combinar com outras peças atuais e modernas. Não tem erro", garante a consultora. Para o nosso clima, esse inverno meio verão, é necessário que sejam peças mais leves, com pontos mais abertos e linhas menos espessas, principalmente as de tricô que esquentam bastante. Tramas mais fechadas funcionam bem em saias e vestidos, já as blusas ficam legais com desenhos mais abertos. "No mais cabe de tudo, saia, blusas, boleros, colares, pulseiras, acessórios em geral, bolsas, vestidos e até mesmo biquinis podem ser feitos assim". Está em moda não é só ter essas peças, como também aprender a fazê-las. O manual está cada vez mais em evidência, se for você que faça então, ele ganha um valor inestimável, que o diga a 'fada das agulhas' Helen Rödel (http://helenrodel.com.br/), cujas peças figuram em editoriais de moda de vários países. "Quem quiser aprender, também não tem grandes mistérios. Além de ser um lazer, relaxante, calmante e lindo, é muito fácil de fazer. Claro que existem os pontos mais complexos, mas você não precisa começar por ele. Eu, por exemplo, tenho o case do meu notebook de crochê com o ponto mais simples que existe, e ficou lindo (se você quiser ver dá uma olhadinha no blog que eu mantenho com minha irmã e minha mãe sobre o assunto, tá meio desatualizado, mas tem coisa que só - www.mae-tila.blogspot.com). Estão se espalhando pelo país os clubes de crochê e tricô, para as pessoas que querem aprender e trocar ideias. Minha irmã que mora na Holanda faz parte de um. Por aqui também é fácil de achar lugares que ensinem" diz Agda. Mas se você faz parte daquelas pessoas que gostam de aprender sozinhas, autodidatas, também existe uma gama enorme de livros e revistas nas bancas e livrarias que dão o passo a passo, além de receitas e dicas para a compra dos primeiros materiais. Na internet também é fácil encontrar formas de fazer, dicas, video-aulas e sites especializados em receitas para peças feitas a mão. No mais é botar a mão na massa e fazer, a imaginação é o limite.

Estilistas optam também pelo jogo de cores

# BELEZA AprendaPele seda de– maquiagem cuidados para evitar oa Aprenda algunsde truques para valorizar ressecamento no inverno beleza das mulheres de pele escura - Página 6

Blusas se tornam mais sexies com desenhos abertos

Peças mais leves também aceitam bem o crochê

# GASTRONOMIA Pesquisa feita em 17 países com 16 mil pessoas mostra que, no Brasil, a lasanha é a massa preferida - Página 7

# CARREIRA Especialista ensina como administrar o stress no trabalho e garantir mais qualidade de vida - Página 8


6

! AtuaL ○

A UNIÃO

Mercado de Trabalho ○

}

Se seus sonhos estiverem nas nuvens, não se preocupe, pois eles estão no lugar certo; agora construa os alicerces." Desconhecido

Sua Carreira

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

Que estresse!!! > José Alves

zavieira2@gmail.com

Apesar de não ser considerado uma doença, o estresse pode desencadear enfermidades e graves alterações psicológicas

O

sonho de muitos trabalhadores é conquistar uma posição social invejável perante os amigos, mas nesse caminho de muito correr-corre, muitos acabam tropeçando no estresse que é uma reação "normal" de todos os organismos. Segundo o doutor Tarcísio Campos, especialista em Medicina do Trabalho, o estresse não é considerado uma doença, mas é capaz de desencadear doenças e graves alterações psicológicas. "Na Paraíba não existem estatísticas sobre o estresse, mas é grande o número de trabalhadores que lotam os consultórios médicos procurando fugir desse mal. E para fugir dele nós precisamos entre outras coisas, aprender a relaxar, ter vida social e melhorar a vida sexual", observou o médico. "Uma coisa é certa, devemos estar sempre atentos aos nossos limites e nunca devemos tentar nos adaptar ao ritmo do trabalho que nos é apresentado e sim procurar adaptar o trabalho ao nosso ritmo", alertou. "O pior é que quando o estresse se torna muito frequente ou duradouro passa a ser preocupante. Cada trabalhador em suas diversas ocupações estão submetidos a níveis de estresses próprios de cada profissão. A sua progressão vai depender da capacidade de cada um em lidar com o próprio estresse que pode ser tanto físico como mental", disse ele enfatizando que a própria ociosidade também pode levar a níveis de estresse capazes de provocar doenças. Entre as inúmeras causas do estresse que podem ser físicas ou emocionais podemos citar: a tentativa de alcançar a perfeição, o medo e a frustração. Sem dúvida, a primeira está relacionada ao padrão de vida que cada pessoa quer ter. A busca por um padrão social cada vez mais elevado submete cada vez mais a pessoa a níveis de estresse maiores a começar pela competitividade dentro desse mundo consumista associado ao excesso de trabalho.

Medo da violência O medo é um estado emocional que provoca em todos os seres vivos um nível de estresse que dependendo do limiar de cada um, seu poder é devastador e cada dia as nossas cidades estão se tornando violentas e difíceis de se viver. "Vivemos constantemente com medo do futuro' seja em relação a nós mesmos ou para nossos familiares. O ambiente do trabalho é sem dúvida um fator desencadeante e dependendo do tipo de profissão de cada um, o nível de estresse pode se tornar insuportável provocado por horas ininterruptas de trabalho, alto nível de responsabilidade, periculosidade e insalubridade frequentes, além do assédio moral. A consequência de não alcançar seus objetivos ou não saber lidar com frustrações provocam estresses tanto pela cobrança pessoal como pelo medo de ser visto como incapaz. Então a frustração é uma causa que também pode ser um componente do próprio estresse. O estresse físico ou mental muitas vezes pode passar despercebido. A depender do nível ele pode ser considerado até bom para aquelas pessoas que estão experimentado tal situação. Uma situação muito frequente é a de nos sentirmos "super heróis" quando fazemos muitas coisas ao mesmo tempo, dormimos pouco, não temos muito apetite e nossa vontade de terminar nossos afazeres só termina quando concluímos tudo. Essa pode ser identificada como a fase inicial, mais que caminha em conjunto com reações normais do organismo a situações de estresse: taquicardia, insônia, dores, liberação de hormônios e substâncias que aumentam a capacidade do organismo em produzir mais energia. "O corpo fica em estado de alerta". As principais queixas são falta de concentração, taquicardia, hipertensão, sudorese, tremores, insônia, dores musculares, cefaleias, tonturas e desânimo entre outras.

Profissão estressante

Uma parcela dos jornalistas começa a adoecer após 20 anos de profissão e segundo o médico Tarcísio Campos, isso acontece porque o jornalismo é uma profissão muito estressante e a depender do tipo de jornalismo pode ser uma das mais estressantes, talvez poderíamos citar o jornalismo policial e investigativo, assim como os que fazem coberturas de catástrofes ou guerras como situações de alto estresses. "A vida nas grandes redações não deve ser fácil. A alta competitividade e a busca pelo perfeccionismo também produzem estresse. E os anos nesse ritmo podem desencadear doenças fatais como Hipertenção, diabetes e acidentes vasculares cerebrais, entre outras". De acordo com a Organização Mundial de Saúde a maioria das mortes no mundo são causadas por doenças cardiovasculares entre elas o enfarte, e um estudo publicado pela Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ revela que 50% dos jornalistas , morrem de enfarte, antes mesmo de completarem 50 anos.

Assédio moral

O assédio moral no trabalho é praticamente uma constante nas empresas e hoje no mundo competitivo ele se torna quase uma forma consciente ou inconsciente dos "chefes" exigirem de seus subordinados mais produção. Isso quando não é feito com objetivos de prejudicar e perseguir o próprio trabalhador! Como hoje emprego é muito difícil (O bom emprego) o trabalhador prefere se submeter a certas condições de trabalho do que denunciar esse crime que ainda necessita ser mais bem estudado pela própria Justiça do Trabalho. As pessoas que vivem no corre-corre dos dois expedientes, vivem uma situação delicada. Por conta do trabalho exagerado elas acabam tendo uma alimentação descontrolada e o organismo tem que ter um tempo para repor as energias. Nesse ponto, a medicina tradicional chinesa já alertava para o equilíbrio necessário entre o yin e o yang. Apesar de muitos profissionais estarem sofrendo acidentes vasculares cerebrais, Tarcísio Campos afirma que não se pode culpar o estresse como responsável por acidentes vasculares cerebrais. No entanto pessoas estressadas e com vida sedentária, alimentação errada e portadoras de doenças que estão associadas a níveis elevados de pressão e diabetes, sem dúvida estão mais propensas a acidentes vasculares do que outras que não são estressadas.

FIQUE POR DENTRO

Dicas para uma vida saudável Vida saudável começa em casa. Veja como o dia-adia pode ajudar você a manter a forma. Quem quer ter vida saudável deve comer mais saladas, legumes, grãos e cereais integrais, leite e iogurte desnatados ou semidesnatados, queijo branco, frango (sem pele) e peixe, azeite, vinagre, limão. Alho, cebola, salsa, cebolinha e coentro, além de frutas frescas e secas, e também alimentos preparados no vapor ou cozidos. A pessoa deve evitar alimentos gordurosos, alimentos salgados e enlatados, leite integral, queijo amarelo, carne vermelha, salame, salsicha, presunto, mortadela, linguiça, maionese, creme de leite, molho de soja, sal, salgadinho, biscoitos, batatinha frita, alimentos fritos e churrascos. Além dos cuidados na alimentação a pessoa deve praticar exercícios físicos de 30 a 45 minutos 5 vezes por semana intercalados, trocar o elevador pela escada, estacionar o veículo um pouco mais longe e caminhar, levar o cachorro para passear, lavar o carro, cuidar do jardim, varrer a casa, levantar para mudar o canal de TV ao invés de usar o controle remoto, sair para dançar de vez em quando, ir ao cinema, teatro, shows, casa dos amigos ou até dar volta no parque de diversões. Não esqueça de evitar o fumo, bebidas alcoólicas e exposição prolongada ao sol. O doutor Tarcísio Campos é formado pela UFPB em Medicina, em 1991 com especialização em Anestesiologia em Salvador/BA e Medicina do Trabalho e já atuou na área da saúde ocupacional em várias empresas. Atualmente é presidente do Sindicato dos Médicos de João Pessoa.


Livros & Afins

Gastronomia

A UNIÃO

Preferência Nacional

Gratuito

A Época foi a publicação brasileira que mais destinou espaço para notícias sobre sustentabilidade em 2010, segundo uma pesquisa da revista Imprensa em parceria com a Mídia B, uma empresa especializada em consultoria de imagem. O levantamento considerou reportagens que abordam quatro subtemas: meio ambiente, transparência, comunidade e recursos humanos. ○

Colesterol total, HDL, LDL e Tdars, são exames fornecidos de forma gratuita a pessoas hipertensas que tenham entre 40 e 55 anos, e que desejem participar de pesquisa que está sendo realizada pelo Laboratório de Estudos do Treinamento Físico Aplicado ao Desempenho e à Saúde (LETFADS), do Departamento de Educação Física do Centro de Ciências da Saúde (CCS), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 FOTOS:Divulgação

! AtuaL

Teste rápido

O Sistema Único de Saúde passa a oferecer, a partir de agosto, testes rápidos para a detecção das hepatites B e C. Os exames, cujos resultados ficarão prontos em 30 minutos, terão investimentos de R$ 10,6 milhões do Ministério da Saúde para a aquisição de 3,6 milhões de testes. Os testes serão oferecidos inicialmente nos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA) das capitais do país.

Sustentável

7

Aprenda duas novas receitas

Preferida dos brasileiros, a lasanha tem a cara dos almoços de domingo

# Faça você mesmo

A

massa, a "pasta italiana", foi eleita o prato predileto de brasileiros e de outros 16 países. Uma pesquisa revelou que em todo o Brasil a massa mais apreciada é a lasanha, mas o espaguete, o caneloni, o talharini também são amados e oferecidos em versões bem simples ou muito sofisticadas. A pesquisa feita em 17 países com 16 mil pessoas mostra que, no Brasil, a lasanha é a massa preferida. Diante dessa constatação nada melhor do que comemorar saboreando uma bela massa. A receita de lasanha parisiense que você confere abaixo foi cedida pela Risotto Mix.

]

Pesquisa em 17 países com 16 mil pessoas mostra que, no Brasil, a lasanha é a massa mais consumida

]

> Receita 1 > Lasanha parisiense Ingredientes: 500 ml de molho ao sugo 75 fatias de presunto 75 fatias de mussarela 6kg de massa pronta para lasanha Modo de preparo: 1. Umedeça o fundo da forma com molho ao sugo, coloque uma camada de massa de modo que não fique uma sobre a outra. 2. Adicione uma camada de queijo e presunto c/ 100 ml de molho ao sugo, repitam o processo por quatro vezes. Sobre a última camada de massa acrescente o molho ao sugo.

Sobremesa Gelatina de frutas todo mundo já provou, mas e de café? Que tal inovar e surpreender com essa receita inesperada que a 3 corações criou?

Obs: Este produto pode ser adquirido

> Receita 2

Porção de 350g. Tempo de preparo: Aproximadamente 10 minutos Rendimento da receita: 7kg

Gelatina de café

Número de porções: Aproximadamente 20 porções de 350g.

Método de gestão de 1.600 Somente agora, temos em mãos o 6º livro “O Verdadeiro Poder” do professor Vicente Falconi, onde ele confessa que escreveu o texto na mais pura intenção de deixar para seus semelhantes, um relato dos fatores mais importantes e decisivos para construir uma grande organização; onde resume o que observou e aprendeu nos últimos 15/20 anos. Quer compartilhar com todos, os ensinamentos que conheceu e, não existem em livros. Enfatiza a importância de entender o significado do Método e do Sistema de Gestão, fazendo esforços para que todos se libertem de nomes comerciais atribuídos aos métodos e se concentrem no Método em si; afirmando que não existem vários métodos para atingir metas, só um, o Método Cartesiano, proposto por volta do ano 1.600. Não conhecemos ainda o prof. Falconi, o que pretendemos fazer dentro de pouco tempo. Presumimos que ele seja nosso primo segundo; filho da nossa prima Maria Helena Falconi, que nasceu no Rio de Janeiro, onde foi campeã

> Receita 2

nacional de natação. Era filha de Vicente Falconi (que deve ser avô do professor) e sabemos que era irmão da família constituída por Rafaella Peluzzo e Giovani Batista Falconi oriundos de Salerno, que reunia Rosinha (nascida na Itália) alem de Roque, Niná, Amélia, Elvira (nossa genitora) e Américo, todos nascidos na Paraíba. Acontece que o professor tem um curriculum invejável: foi aluno e é professor Emérito da UFMG. Tem Mestrado e PHD em Engenharia pela Colorado School of Mines. Sua experiência profissional envolve consultoria e gestão, além de diversos Títulos e várias Medalhas. É o único latino-americano eleito pela American Society for Quality como “Uma das vinte e uma vozes do século XXI”. Enfatiza ter sempre ouvido a frase “Informação é Poder”, mas não acredita muito nela. As Empresas e os Governos estão cheios de informações em seus computadores e não sabem o que fazer com elas; afirmando estar convencido de que o verdadeiro poder está no conhecimen-

Tempo de preparo: 4 horas Rendimento: 6 porções Ingredientes: ½ litro de café· 1 pacote de gelatina em pó. Leite condensado (para pincelar).

to que é extraído das informações pela prática da análise. Somente a análise permite conhecer a verdade dos fatos, o que melhora substancialmente a tomada de decisões, garantindo a obtenção de excelentes resultados; concluindo que Capacidade Analítica e Conhecimentos, aliados a uma liderança que faça acontecer, são O Verdadeiro Poder. Em seu livro o Prof. Falconi afirma ter percebido que muitas dificuldades no processo de melhoria de gestão eram causadas por falta de estudo, fazendo-o julgar que não gostamos muito de ler; enquanto Antônio Maciel Neto, seu prefaciador, (presidente da Susano Papel e Celulose) aconselha empresários, governantes, executivos e jovens empreendedores a ler o livro, desde que, estejam interessados realmente em colocar as suas Organizações no mesmo nível daquelas que apresentam os melhores resultados do mundo, em suas áreas de atuação; afirmando que a obra vai ser a referência fundamental em termos de gestão para aqueles que acreditam ser possível “construir” pessoas, empresas e a própria nação por meio do conhecimento e informa também que a prática da análise para fim gerencial, foi trazida ao Brasil pelos japoneses, ainda na década de 80; antes da Revolução da Informação, quando usávamos as “sete ferramentas da qualidade”, que pareciam ser suficientes naquela época, ocasionando a não percepção dos líderes empresariais, para todas as possibilidades desse novo Mundo da Internet, dos diversos tipos de informação que efetivamente surgiram entre 1995/2005; que não param de aparecer, muito embora sejam desconhecidas de uma vasta maioria de pessoas, (onde nos incluímos) que não têm domínio sobre esses recursos, não percebendo o seu alcance e,

Grãos de café (para enfeitar) modo de preparo: Prepare o café e deixe esfriar. Dissolva a gelatina como manda o fabricante, misture ao café e coloque para gelar num recipiente quadrado. Quando estiver endurecida, corte em quadradinhos, pincele leite condensado com uma colherzinha ou pincel de silicone. Coloque grãos de café para enfeitar. Dica: 1 - O açúcar é opcional.

o que poderá ocorrer da sua integração. Mesmo sabendo que tudo possa mudar à nossa volta pelos desenvolvimentos rápidos e crescentes; afirma que o Método permanecerá o mesmo de 1.600, não existindo substitutos à vista. Todos esses ensinamentos nos levam a concluir que alguma coisa não está batendo com a fala das autoridades econômico-financeiras no âmbito federal que, propugnam o corte de gastos como base para equilibrar o orçamento, coisa que os economistas e consultores ortodoxos concluem resultar em redução do crescimento e elevação do desemprego; constituindo uma “bela receita” para aprofundar os diversos problemas que nosso novo governo enfrenta. A imprensa internacional já revela inquietação de investidores estrangeiros, indicando que o sentimento em relação ao Brasil, está mudando. The Economist coloca o Brasil entre os sete países com maior risco de superaquecimento, enquanto o Financial Times alerta sobre o perigo de uma “bolha de crédito”, chegando a falar em “crise de subprime” dentro das nossas fronteiras, onde o endividamento das famílias está ovado com juros entre 40/50% ao ano, seguramente a taxa mais alta do mundo. Já externamos não ter condições de analisar o problema em seu âmago. Meramente relatamos as notícias circulantes, falando de decisões dúbias que motivam insegurança de gestão e protelações de investimentos. O país precisa de respostas. O índice Bovespa está praticamente no mesmo patamar de 2007, há exatos quatro anos e, ali não vemos registrada nenhuma das nossas grandes vinícolas; entretanto a chilena Concha y Toro além de Santiago tem suas ações cotadas também na bolsa de New York; enquanto não sabemos das razões hamletianas do ser e do não ser...

Dicas, sugestões ou comentários para esta coluna: clubedovinhopb.blogspot.com


! AtuaL

Lançamento

Maldy, novo perfume da Kenzo, chega às lojas brasileiras em setembro. Com notas de flor de laranjeira, flor de heliotrópo, incenso, baunilha e almíscar. O frasco do perfume é inspirado no movimento das asas das borboletas e foi idealizado pelo designer Ron Arad.

Consumo & Afins

Sephora

8

Beleza

A UNIÃO

Cheiro de homem

Em março de 2012, serão abertas duas lojas da Sephora no Brasil: uma no Morumbi Shopping, em São Paulo, e outra no Barra Shopping, no Rio de Janeiro. Em 2012, também será lançada a Sephora Collection, que além de maquiagem, terá produtos para a pele e ferramentas de beleza. ○

Para surpreender o público masculino, O Boticário lança a fragrância Connexion Urban, uma releitura de Connexion - um dos clássicos da marca, desenvolvida para os homens modernos, dinâmicos e que gostam de sentir a energia e o movimento das grandes cidades.

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

FOTOS:Divulgação

Pérola negra > Neide Donato neidedonato@gmail.com

A maquiadora Jociely Priscila ensina truques de maquiagem para valorizar as mulheres de pele escura

As negras e morenas não precisam de muitos produtos para cuidar da beleza

A

beleza negra está cada vez mais em evidência. Além de desfilarem nas passarelas, marcarem presença na política (que o diga a estilosa Michele Obama, esposa do homem mais poderoso do mundo), encantarem os brasileiros com seus papéis em novelas a exemplo da bela cozinheira 'Maria Cesária' (Lucy Ramos) da novela global 'Cordel Encantado', as negras famosas ou anônimas já descobriram que a pele escura e os traços da raça podem e devem ser valorizados com o uso da maquiagem certa. E o melhor de tudo, é que a indústria cosmética também aposta na vaidade das mulatas e a cada dia desenvolve novos produtos para agradar mais essa importante e exigente clientela. Ao contrário das mulheres de pele mais clara, as negras e morenas não precisam de muitos produtos para cuidar da beleza, já que a cor escura é um artifício natural que faz com que as felizardas não sofram tanto com os efeitos nocivos do sol. Mesmo assim, os cuidados com a pele não podem ser dispensados. "É verdade que a pele negra é mais resistente do que a branca, mas mesmo assim deve receber cuidados específicos, como por exemplo, "limpar a pele antes de aplicar a maquiagem é fundamental para que a pele fique aveludada e uniforme o que é importante para que não fique manchada quando a base for aplicada", explica Jociely Priscila Schmidt, maquiadora da marca de cosméticos nacional Koloss (http://www.kolosscosmeticos.com.br).

Vitrine

Beleza

n ...

Realçando os traços

O corretivo deve ser passado nas áreas abaixo dos olhos para atenuar olheiras

Modela Bumbum

MODA E COMPORTAMENTO ○

Neide Donato

O Espaço Ikessaki, inaugurado quartafeira, 20, em João Pessoa reúne moda, beleza, design e cultura em um só lugar, trazendo para a Capital paraibana um novo conceito de salão de beleza, que já é comum em grandes cidades, como Nova York, Paris e São Paulo. Segundo o idealizador do projeto, o hair stylist John Ikessaki, a proposta do espaço é oferecer um serviço diferenciado e inovador aos clientes.

João Pessoa Fashion Week Isso mesmo que você leu. Em novembro a Capital terá três dias dedicados à moda. O evento, previsto para acontecer nos dias 24, 25 e 26 será realizado na Estação Cabo Branco Ciência Cultura e Artes.

As calças e shorts da Sawary Jeans devido à sua excelência de modelagem, têm um corte que deixa o corpo bem curvilíneo. Mas agora, a empresa se superou e, com exclusividade, está lançando a linha Modela Bumbum! Essa linha vem com modelador removível, produto patenteado pela Sawary Jeans, que ressalta as curvas naturais, aumentando a circunferência do bumbum em até três centímetros! Toda a linha, composta por mais de 10 artigos vem com esse modelador oferecendo à consumidora a opção de aumentar ou não o bumbum.

Existem vários segredos para maquiagem em peles morena e negra, desde o início na preparação da pele ao toque final para uma maquiagem deslumbrante. Primeiro é necessário limpar e tonificar, depois vem a preparação com a base que deve ter o mesmo tom da pele, ou ser um pouco mais claro. O corretivo deve ser passado nas áreas abaixo dos olhos para atenuar olheiras e em manchas uniformizando a pele. O pó compacto deve ter um tom amarelado que se adapta bem à pele morena e negra. De acordo com a maquiadora, a base deve ser aplicada com uma esponja e aos poucos, "nada de fazer vários pontos na pele para depois espalhar", explica. "O corretivo deve ser usado em pouca quantidade e o principal e fundamental: a aplicação do pó compacto na pele morena a negra deve ser feita com o pincel, somente alguns cantinhos ou para um leve retoque em

algum ponto especifico deve ser usado a esponja". É importante dar a conhecer os truques e revelar também alguns erros que não se devem cometer como, por exemplo, nas sombras. Para pele morena a negra não se deve usar iluminadores de pálpebras branco e bege, e os tons claros devem ser evitados. "É errado também acreditar que a pele morena a negra têm cores especificas para ser usadas, porque isso não é verdade", avalia Jociely. "A verdade é que a pessoa deve ousar, experimentar e decidir o que combina com sua personalidade e com quais tons se sente bem". Para as sobrancelhas o conselho é usar a cor café que "vai deixar um aspecto super natural", continua a maquiadora. Jociely garante que usando blush em tons bronze "não tem erro". As mulheres de pele negra não devem usar tons claros ou cor de rosa. O blush deve ser aplicado com o pincel começando no sentido da orelha em direção ao nariz para não acumular produto na maçã do rosto e esse método é próprio para o formato de rosto característico deste tipo de pele. "Para finalizar a make up você pode dar uma leve afinada no nariz iluminado levemente a parte frontal do nariz, que pode ser feito com um pó de tom mais claro que a pele, e escurecer as laterais", conclui Jociely.

Dia dos Pais Um convite à aproximação entre pais e filhos. Esse é o conceito que a Natura traz para sua campanha de Dia dos Pais. Com o tema "Descubra o menino que existe em seu pai", a marca propõe que os filhos descubram as alegrias que seus pais tiveram quando crianças, por meio de histórias contadas por eles. Por isso, a marca criou um hotsite especial para que os filhos homenageiem seus pais. No link www.natura.net/ diadospais, é possível enviar e compartilhar as aventuras contadas pelos pais de quando eles eram meninos. Os melhores relatos serão transformados em um e-book.

Dicas, sugestões ou comentários para esta coluna: atual.auniao@gmail.com


○ ○ ○

3218-4410

3214-3042

100

0800 285 9020 Defesa Civil

A UNIÃO

Denuncie a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Procon Municipal

SAMU

Casa da Cidadania Tambiá

cotidiano.aunião@gmail.com

Polícia

Cotidiano

Bombeiros

192

190

193

REDAÇÃO: (83) 3218-6511

○ ○ ○ ○ ○

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

EDITOR: Henrique França I E-MAIL: franca.henrique@gmail.com I TWITTER: @riquefranca

[FOTO&LEGENDA]

Um homem contempla o movimento no Ponto de Cem Réis enquanto descansa junto à escultura do poeta Livardo Alves, no centro de João Pessoa. Flagrante que merece o registro pelo bucolismo e a estética fotográfica.

9

FOTO: Evandro Pereira

> TELEFONES ÚTEIS

>>> CADASTRADOS PELO SUS > População idosa aumenta 30% e já representa 11% dos habitantes do Estado

PB tem apenas 22 geriatras para dar assistência a 451.385 idosos FOTO: Evandro Pereira

> Lidiane Gonçalves lidianevgn@gmail.com

A população da Paraíba está envelhecendo. De acordo com o IBGE, em 10 anos, a população idosa aumentou em 30%. E, hoje, soma 451.385, que equivale a 11% dos habitantes do Estado, percentual que insere a Paraíba em 3º lugar em números proporcionais em idosos no país.

M

as não adianta apenas envelhecer, tem que envelhecer com saúde, com qualidade de vida e, para isso, são necessárias atividades físicas e mentais, além de um bom tratamento médico. No Estado, cadastrados pelo DataSus, banco de dados do Sistema Único de Saúde (SUS), são apenas 22 geriatras, trabalhando em estabelecimentos privados, municipais, estaduais ou federais. É um médico geriatra para cada 20.517 idosos, quando o ideal seria um médico para cada mil, um déficit de 429 profissionais nessa área. Segundo dados do DataSus, são 22 médicos geriatras atuando na Paraíba, em apenas seis das 223 cidades do Estado, sendo que dois desses médicos atuam em mais de uma cidade. A maior parte desses médicos atende na rede particular. São 21 locais de atendimento na rede particular, entre clinicas, consultórios e hos-

Segundo a geriatra, membro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) seção Paraíba, Maria de Fátima Cartaxo Costa Araújo, existem algumas explicações para o envelhecimento da população paraibana. "Primeiro porque temos um aumento geral de idosos no país, além disso, o conhecimento da medicina está aumentando, cresceu a tecnologia médica, temos vacinas para doenças e um tratamento para doenças crônicas e uma melhor forma de prevenir doenças", comentou. Ela disse ainda que maior acesso à educação, que faz com que a pessoa tenha mais noção de higiene de qualidade de alimentação, também contribuiu para este crescimento da população idosa no Estado. "Temos ainda o maior acesso a esgoto e tratamento de água. Há também um fenômeno interessante, que é a volta de pessoas que foram na juventude para o Sul e Sudeste do país e agora voltam para curtir a aposentadoria na Paraíba", disse.

pitais e 13 locais de atendimento público. Sendo que maior parte deles atende em mais de um local e cinco dos geriatras atendem em estabelecimentos de saúde públicos e privados. O número de ginecologistas cadastrados no DataSus é 2.509% maior que o de geriatras e a quantidade de cirurgiões plásticos é 154% maior na Paraíba. No entanto, essa não é uma falha apenas da Paraíba. Este é um problema que acontece em todo o país, que tem um déficit de pelo menos 5 mil médicos geriatras, 429 deles no nosso Estado. "Nós não nos preparamos para o envelhecimento, o país precisa de pelo menos 5 mil geriatras. Todos os anos são formados novos geriatras, mas em uma proporção muito menor do que o aumento da população idosa", explicou a presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), Silvia Pereira.

Dinheiro é prioridade De acordo com Sílvia Pereira, a escassez de geriatras não é uma prerrogativa da Paraíba ou do Brasil. Faltam não só médicos geriatras, mas profissionais de outras áreas da saúde especializados em cuidar da pessoa idosa. "Temos algumas hipóteses para isso acontecer. A primeira é que não existe a graduação na área e poucos cursos de especialização. Tem também o fato de as faculdades não apresentarem ao estudante o envelhecimento e assim fica difícil se interessar por uma coisa que não se conhece. Além disso, a nova geração é muito imediatista, a maioria quer uma especialidade que dê um retorno financeiro imediato", comentou. Sílvia disse ainda que o geriatra tem uma dedicação maior ao paciente. "A consulta demora o dobro da consulta em outra especialidade, além disso não consultamos o órgão, consultamos o paciente, temos o contato com seus familiares", comentou, acrescentando que quando necessário, o paciente é encaminhado a um especialista, mas que o geriatra "organiza". "Nós gerenciamos os medicamentos a serem usados, por exemplo. O médico especialista cuida do órgão, passa o me-

[>>>] NOVA geração de médicos dá preferência a especialidade que dê retorno financeiro de imediato, diz presidente da SBGG

[>>>] dicamento, mas algumas vezes esse medicamento pode interferir em outro tratamento, por isso é importante o acompanhamento do geriatra", disse. O geriatra trabalha para que o idoso possa aumentar os anos de vida, mas também a qualidade de vida, para que ele tenha a capacidade de decidir e realizar coisas. "O objetivo não é rejuvenescer, é dar qualidade de vida. Em média o idoso convive com seis doenças. São na maior parte das vezes doenças que não matam, mas fragilizam, por isso temos que dar qualidade de vida.

Pág. 10 Secretaria Municipal de Saúde, em João Pessoa, oferece programa a pessoa idosa

Causas do envelhecimento

Atividade física é essencial para a pessoa idosa elevar a qualidade de vida e atingir uma boa longevidade

n

...

Época de procurar um geriatra De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a pessoa passa a ser idosa quando completa 60 anos.Mas, para Sílvia Pereira este não deve ser o motivo para o geriatra ser procurado. "A pessoa pode ter 70 anos e não ter comprometimentos de saúde causados pelo envelhecimento, como pode ter 50 anos e já ter sofrido AVC, ter diabetes, hipertensão. Ter a saúde comprometida", disse Sílvia Pereira.

O ideal é procurar os serviços de assistência médica de um geriatra quando ocorrerem o comprometimento da saúde em função do envelhecimento. Para tanto, é preciso uma avaliação adequada e uma escuta qualificada

Ela afirmou ainda que como existe a escassez de geriatras, o ideal é procurar esse tipo de profissional quando

+ Cotidiano

acontecerem os comprometimentos por causa do envelhecimento. Caso não exista, podem procurar os médicos especialistas. Segundo Irene Delgado, da seção de saúde do Idoso da Secretaria Municipal de Saúde, uma avaliação adequada, uma escuta qualificada realizada por um profissional de saúde habilitado pode identificar previamente problemas de saúde condicionantes do declínio funcional e cognitivo na pessoa idosa.

ATIVIDADE FÍSICA - É fundamental para a saúde física e mental que o idoso pratique atividades, tanto as físicas quanto a ocupação mental. "A atividade física é importante para fortalecer a parte muscular, óssea e até a capacidade pulmonar e do coração. O ideal é que esse exercício seja feito em grupo, para que o idoso possa ter amigos e não fique restrito apenas ao contato dos familiares. Isso pode evitar a depressão, pois todo isolamento é ruim", aconselhou Sílvia Pereira. Ela disse ainda que mesmo com muita idade, a pessoa tem que traçar objetivos, para que sempre tenha o fôlego de fazer alguma coisa, pois sem objetivos a tendência é se "entregar". De acordo com Irene Delgado, os benefícios da prática da atividade física para a saúde não só da pessoa idosa, têm sido amplamente documentado. "São vários os benefícios bio-psico-sociais. É preciso lembrar que saúde não é apenas uma questão de assistência médica e de acesso a medicamento, é promoção de estilo de vida saudável", disse. Irene disse ainda que existe uma espécie de ranking das principais queixas sociais da pessoa idosa. "As principais queixas são: isolamento familiar, maus-tratos, negligência, preconceitos, desrespeito ao estatuto do idoso", comentou. Sobre como envelhecer bem, ela disse que este é um compromisso antes de tudo com a manutenção da saúde, prevenção das doenças evitáveis ou das complicações das doenças inevitáveis. "Enfim, o envelhecimento saudável é uma aplicação científica do velho ditado: prevenir é o melhor remédio", disse.

Pág. 11 Cemitérios de Campina Grande guardam

memórias de ilustres personalidades do Estado


10 ○

A UNIÃO

Geral

Cotidiano ○

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

>>> POLÍTICA MUNICIPAL > Especialidades vão de psicologia a nutrição, cardiologia e gerontologia

Idoso tem amplo serviço de saúde > Lidiane Gonçalves

FOTO: Marcos Russo

lidianevgn@gmail.com

A Secretaria de Saúde de João Pessoa, segundo informa Irene Delgado, desde 2005, implementa a Política Municipal de Atenção à Pessoa Idosa. Em 2007, ofereceu um serviço de referência de saúde à população idosa: o Centro de Atenção Integral à Saúde do Idoso (CAISI).

Q

ue detém uma estrutura física respeitando as normas de funcionamento de serviços e atendimento à saúde da pessoa idosa"O CAISI é um centro de especialidades de média complexidade e de referência às Unidades Saúde da Família, conta com equipe multiprofissional nas áreas de Geriatria, Gerontologia, Cardiologia, Angiologia, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Dermatologia, Ginecologia, entre outras especialidades médicas, incluindo atendimento e acompanhamento por psicólogos, nutricionistas e assistente sociais," explicou.

Rosemar e Maria, exemplo de mulheres idosas que se aposentaram, mas nunca deixaram as atividades de lado e hoje gozam de elevada qualidade de vida

Abaixo, benefícios e atividades para pessoa idosa, na Capital. Mais informações ligar para 32147955 1.CADERNETA DE SAÚDE DA PESSOA IDOSA Instrumento de cidadania com informações relevantes sobre a saúde da pessoa idosa, possibilitando um melhor acompanhamento por parte dos profissionais de saúde, distribuídas em todas as USF.

6.PROGRAMA JOÃO PESSOA VIDA SAUDÁVEL Atividades físicas orientadas por educadores físicos realizadas 12 praças da Capital para a promoção de hábito e estilo de vida saudáveis e ativos.

2.PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PERMANENTE À DISTÂNCIA Dirigido aos profissionais de atenção básica contemplando os conteúdos específicos das repercussões do processo de envelhecimento populacional para a saúde individual e para a gestão dos serviços de saúde.

7.GRUPOS DE CONVIVÊNCIA DA PESSOA IDOSA Desenvolve trabalhos que possibilitam a ampliação de vínculo entre pessoa idosa e equipe de saúde além de um conjunto de ações de saúde que abrangem a promoção,a proteção e a manutenção da saúde . 8.EDUCAÇÃO PERMANENTE Oficina , seminários , encontros e Mostra de Talentos, com o objetivo de estimular a um envelhecimento saudável, formar multiplicadores nos cuidados preventivos e enfrentamento do preconceito e discriminações.

3.ACOLHIMENTO O processo de acolhimento à pessoa idosa nas unidades de saúde. Ação integrada com a Política Nacional de Humanização. 4.ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Assegura a dispensação e o acesso a medicamentos garantidos pela população idosa (farmácia popular e dose fracionada) e a oferta das práticas integrativas (massoterapia, terapia comunitária, homeoterapia, fototerapia entre outras) minimizando o uso de medicamentos.

9.REDE DE PROTEÇÃO À PESSOA IDOSA VÍTIMA DE VIOLÊNCIA Fluxograma intersetorial da rede de proteção à pessoa idosa vítima de violência monitoramento de denúncias de negligência e maus-tratos contra a pessoa idosa. Ações realizadas com conselhos municipal do idoso, delegacia do idoso,ministério público e instituições de longa permanência.

5.ATENÇÃO DIFERENCIADA NO CENTRO DE ATENÇÃO A SAÚDE DO IDOSO Atendimento de referência e avaliação geriátrica realizada por equipe multidisciplinar a toda pessoa idosa no município.

10.CLUBE DA PESSOA IDOSA Oferece a pessoa idosa entretenimentos sociais, educativos(oficinas) e lazer.

#MartinhoMoreiraFranco ○

Eu sei que vocês vão dizer que já viram esse filme, mas por que é que a coluna não pode exibir vez por outra uma reprise, se a coisa mais difícil do mundo é passar um inédito na Sessão da Tarde, no Cinema Especial, na Sessão Brasil, no Corujão, no Domingo Maior, na Sessão de Gala, no Festival de Sucessos, no Intercine, na Tela Quente, na Temperatura Máxima e no Supercine? Tô certo ou tô errado? Aliás, vocês já imaginaram quantas vezes foi exibido na tevê (aberta ou fechada) o filme O Escorpião Rei? E A Lagoa Azul? E Free Willy? E Esqueceram de Mim (I, II e III)?

Melhor reprise

E Riquinho? E Bethoven? E Jurassic Park? E Indiana Jones (todos da série)? E ET, O Extraterrestre? E Dr. Dolitte? E Titanic? E Velocidade Máxima (I e II)? E Missão Impossível (I, II e III)? E Homens de Preto (I e II)? E Uma Linda Mulher? E Um Lugar Chamado Notting Hill? E Ghost - Do Outro Lado da Vida? E O Grande Dragão Branco? E Curtindo a Vida Adoidado? Ufa! É conta pra lá da imaginação! Então, custa nada a gente curtir adoidado a reprise do sujeito que se imagina protagonizando uma festa de entrega do Oscar na qual ele próprio, pessoas da sua vida e

MARTINHOMOREIRAFRANCOéjornalista ○

martinhomoreira.franco@bol.com.br

da sua família recebem estatuetas? Vou rodar a fita outra vez, com o protagonista falando na primeira pessoa. Vale a pena ler de novo, confiram: - Melhor Filme: "O Kodak Gold, 24 poses, meu favorito." - Melhor Diretor: "Aquele que na 6ª série me pegou matando aula e não me deu suspensão." - Melhor Atriz: "A minha irmã, ao contar para o meu pai que estava grávida aos 16 anos." - Melhor Ator: "O meu pai, ao receber a notícia e dizer que estava contente por ser avô." - Melhor Atriz Coadjuvan-

te: "A minha mãe, na mesma ocasião, tentando conter as lágrimas e manter uma aparência de contentamento." - Melhor Ator Coadjuvante: "Eu, na mesma ocasião, tentando conter o riso e parecer estar preocupado." - Melhor Roteiro Original: "O da Tia Augusta, quando levou a gente para a Disney." - Melhor Roteiro Adaptado: "Na volta da mesma viagem, quando demos uma parada no Paraguai para comprar muambas." - Melhor Filme Estrangeiro: "O Fuji, fabricado no Japão, 36 poses, favorito da minha namorada "

- Melhor Fotografia: "A da minha prima na praia, de topless." - Melhor Figurino: "O da minha irmã, se cobrindo com uma cueca, quando eu a surpreendi no quarto com o namorado." - Melhor Montagem: "A que eu fiz com um poster em

SAIDEIRA

Corpo e mente mais saudáveis Maria da Conceição Gomes da Silva, 62 anos e Rosemar Eliasário de Souza, 66 anos, são exemplos de mulheres com uma qualidade de vida muito boa. Amigas desde a década de 70, hoje as duas estão aposentadas, mas não abrem mãe de fazer planos para o futuro e de se relacionar com outras pessoas, deixando assim corpo e mente mais saudáveis. Maria da Conceição é assistente social, formada em 1979. Mas, mesmo antes disso, ela já trabalhava e começou aos 14 anos. Merecidamente se aposentou em 2007. Mas não foi para ficar em casa assistindo televisão. Ela passou um ano nos Estados Unidos, trabalhando como lavadeira de um hotel. Seu objetivo era passear, mas com a oportunidade de trabalhar, ela estabeleceu meta de tempo de permanência no país e de dinheiro, que conseguiria juntar. Conseguindo alcançar suas metas, ela retornou ao Brasil. Hoje Conceição realiza um trabalho voluntário junto a uma comunidade carente. O trabalho é desenvolvido em parceria com a universidade e atende idosos. "Ajudamos na recreação, palestras, informações. Tudo para outros idosos", comentou, complementando que é casada há 41 anos e não deixa de freq uentar o Clube do Choro, ou festas de forró. Ela disse ainda que a família é muito importante, mas importante também é ter um grupo de amigos. "Temos que fazer amigos da nossa idade, pessoas que pensam parecido. A família é importante, mas não devemos nos fechar na família", disse. Rosemar, que também começou a trabalhar na adolescência, sempre esteve envolvida na área da educação. Para conseguir um objetivo viajou à Espanha. "Tinha o objetivo de juntar dinheiro para liquidar o apartamento que minha filha tinha comprado financiado. Passei um ano e meio na Espanha e quando consegui meu objetivo voltei", disse. Ela afirmou ainda que se sente bem por resolver os problemas da casa, ir ao banco, frequentar a missa, fazer as suas caminhadas e ir a praia. "Se não fizermos atividades depois de aposentados, entramos em depressão. O movimento é necessário, se não, atrofia a cabeça, o corpo", comentou.

tamanho natural da Mulher Melancia, depois que minha mãe o picou em 75 pedaços." -Melhores Efeitos Sonoros: "O meu pai tentando disfarçar um pum barulhento." - Melhores Efeitos Especiais: "O da minha mãe tentando salvar um bolo que ficou 15 minutos a mais no forno."

Coisas de cinema (que só acontecem em filme), segundo o site Piadinhas: - Toda investigação policial começa pela casa noturna. - O detetive só consegue resolver um caso se tiver sido suspenso do serviço. - O sistema de ventilação de qualquer edifício é o local ideal para alguém se esconder. Ninguém se lembra de procurar lá e pode-se alcançar facilmente qualquer parte do prédio. - O homem não sente dor quando é espancado, mas queixa-se quando uma mulher lhe tenta limpar as feridas. - Quando se paga o táxi, nunca se olha para a carteira para tirar o dinheiro: tira-se uma nota ao acaso, e é exatamente o valor da corrida. - É sempre possível estacionar o carro em frente ao edifício que se visita.


João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

Geral ○

A UNIÃO

Cotidiano ○

11 ○

>>> MEMÓRIA > Cemitérios viram atrativos cultural, político e sentimental FOTOS: Divulgação/Secom PB

O mausoléu do tribuno Raimundo Asfora, personalidade ligada à política de Campina Grande, se destaca no cemitério Monte Santo

“Cidade dos Mortos” acolhe de cangaceiro a personalidades > Xico Nóbrega Da sucursal Campina Grande

Os cemitérios de Campina Grande, a exemplo de outros do mundo que guardam restos mortais de ilustres personalidades, são ricos atrativos turístico-culturais, sentimentais, arquitetônicos e esculturais.

O

cemitério de N. Sra. do Carmo de Campina Grande, o Monte Santo, do mesmo modo guarda sepulturas de pessoas famosas na cidade, na Paraíba, no Nordeste, e até no Brasil. São figuras do cangaço, da política, do jornalismo, do rádio, da sociologia, e da devoção popular enterradas no Monte Santo, e em mais dois cemitérios campinenses, o do Araxá e o cemitério Campo da Paz. A mais famosa personalidade em cemitério de Cam-

pina Grande é Manuel Batista de Moraes, o ex-cangaceiro Antonio Silvino, morto na cidade, em 1944, depois de cumprir mais de vinte anos de detenção na Penitenciária do Recife. O cangaceiro Antonio Silvino, o Rifle de Ouro, dominara desde os estados de Pernambuco ao Ceará de 1900 a 1914, praticando tropelias e violências, quando foi preso em Pernambuco. Luiz Gonzaga enaltece em Xote dos Cabeludos a bravura do sertanejo, fazen-

do referência aos famosos cangaceiros: "No sertão de cabra macho/Que brigou com Lampião, brigou com Antonio Silvino, que enfrenta um batalhão". O corpo de Antonio Silvino foi enterrado em cova rasa no cemitério do Monte Santo, em cujo local há um marco. O mausoléu de Cristiano Lauritzen, o dinamarquês que trouxe a linha férrea para Campina Grande, fica logo na entrada do cemitério Monte Santo. Junto ao mausoléu de Lauritzen há dois túmulos de duas pessoas que se destacaram na radiofonia e na fotografia de Campina, e na região: o radialista José Bezerra, e Euclides Villar, editor de almanaque, charadista e personagem fotográfico do Romance da Pedra do Reino, de Ariano Suassuna. O túmulo do jornalista e advogado Irineu Jóffily, fundador da Gazeta do Sertão, primeiro jornal de Campina Grande, localiza-se no meio

do cemitério do Monte Santo. Irineu Jóffily, autor de livros importantes da historiografia paraibana, a exemplo de Notas sobre a Paraíba, publicou suas derradeiras crônicas no Jornal A União em 1902, quando morreu. Numa quadra do Monte Santo fica a sepultura de José Lopes de Andrade, sociólogo autodidata, autor de um livro pioneiro tratando do problema da migração e da seca, prefaciado pelo sociólogo Gilberto Freire, e colaborador na fundação de instituições públicas, inclusive educacional. Na vizinhança de José Lopes de Andrade, há mausoléus de outros paraibanos conhecidos: o historiador Epaminondas Câmara, autor de Datas Campinenses, e outras obras, e a sepultura de Cristino Pimentel, o cronista dos livros Abrindo o Livro do Passado e Pedaços da História de Campina.

Túmulos guardam restos de Jackson e Veneziano Também é enterrado no cemitério do Monte Santo de Campina Grande, o compositor Rosil Cavalcanti, uma figura exponencial da música e da radiofonia regional e nacional. Rosil Cavalcanti é autor de várias músicas de sucesso na voz de Jackson do Pandeiro, a exemplo de Sebastiana, na voz de Marinês, Meu Cariri e Aquarela Nordestina, e, na de Luiz Gonzaga, Tropeiros da Borborema, entre outras obras. Os outros túmulos bem visitados no cemitério do Monte Santo são os de personalidades ligadas à política campinese: Veneziano Vital do Rego, Vital do Rego, o casal Severino e Anita Cabral, um dos prefeitos mais populares da história de Campina. O túmulo de Félix Araújo, o jovem tribuno e líder político assassinado, é também um dos locais mais visitados do cemitério do Monte Santo, e o mausoléu da família Cunha Lima. A sepultura de Raimundo Asfora é fácil de ser identificada com ajuda de alguma zeladora de cova. Já a sepultura da menina Aluska, a mais visitada no Dia de Finados, é o local onde

Situada no Monte Santo está a sepultura de Antonio Silvino, um dos cangaceiros mais temidos, morto em 1944 multidão de fiéis pagam promessas e depositam ex-votos (lembrança da graça alcançada), velas, brinquedos, por graças alcançadas. Aluska morreu de leucemia, na década de 1970, cuja campanha em prol de sua

cura mobilizou os meios de comunicação e o povo campinense. Uma figura importante da música brasileira de origem nordestina, o compositor e cantor Zito Borborema, que gravou diversos discos e par-

ticipou da obra de Luiz Gonzaga, está sepultado no cemitério do Araxá. A cantora Marinês, outra pessoa famosa da música regional e nacional, está sepultada em Campina Grande, no cemitério Parque da Paz.


A UNIÃO

Publicidade 12

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

4

João Pessoa > Paraíba > SÁBADO, 23 de julho de 2011


Esportes A UNIÃO

Twitter

esportes.auniao@gmail.com

@julianobelletti

REDAÇÃO: 83.3218-6511

13 ○

Juliano Belletti (Ex-jogador)

Jogando bola com meus 2 filhos. 1 contra 2. Meu filho mais velho tinha a opção de escolha. E escolheu o mais novo pra jogar com ele. #depre

> EDITOR: Ivo Marques > E-MAIL: ivo_esportes@yahoo.com.br > TWITTER: @ivo_marques

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

>>> DESTAQUE > Atleta da Escolinha Zico 10 do Unipê já integra o CFZ no Rio de Janeiro FOTOS: Divulgação

Gabriel foi bastante elogiado pela comissão técnica do CFZ e já está integrado ao clube carioca no Recreio dos Bandeirantes

Garoto de futuro > Geraldo Varela varellajp@yahoo.com.br

Muitos garotos sonham em se tornar no futuro um famoso e reconhecido jogador de futebol. Inspirados em ídolos internacionais e nacionais, logo cedo eles se destacam nos campinhos de peladas das periferias.

E

chamam a atenção de clubes e escolinhas interessados na preparação e formação de novos craques. O futebol é um dos esportes que integram o mundo esportivo, que faz pessoas mudarem de vida, como Robinho, Hulk, Neymar e tantos outros que mudaram da água para o vinho pelo seu talento e Gabriel sonha em seguir esse caminho. Esse é o sonho do garoto Gabriel Ribeiro, de apenas 13 anos, destaque da Escola Zico 10 Unipê-JP, e aprovado nos testes de seleção do Clube de Futebol Zico no mês passado, no Rio de Janeiro. Ele já estar devidamente integrado ao time carioca. Gabriel foi considerado diferenciado pela comissão técnica do CFZ que trabalha com atletas a partir dos 14 anos, daí abrir uma exceção para a inserção do garoto entre os demais. De acordo com o pai, Sérgio Roberto Martins Ribeiro, o Gabriel é um garoto de ouro e vai vencer no futebol, porque a sua obstinação, além do dote, é grande. "Ele respira futebol 24 horas. Quando não está jogando ou estudando, se dedica a brincar no vídeogame e os jogos, para variar, são de futebol. Sou suspeito para falar, mas meu filho tem

talento e um grande futuro. Ele é um meia de qualidade. Tenho certeza que vai vencer na bola", disse. Gabriel Ribeiro não é paraibano, mas adotou João Pessoa há cinco anos quando veio morar na Capital com os pais Sérgio Roberto e Simone Aires, todos cariocas. O garoto já fez história no Benfica, um dos mais tradicionais clubes de futebol de salão da Paraíba, onde foi bicampeão nos anos de 2008 e 2009, além de ter sido destaque na AABB. Muitos craques consagrados de futebol começaram a sua carreira no esporte da bola pesada como Zico, Romário e os hoje consagrados Paulo Henrique Ganso e Neymar. No ano passado foi lançado em João Pessoa o Projeto Golaço Social - Zico 10 - e diversas escolinhas foram formadas na Capital. Gabriel se matriculou na Escola Zico 10 do Unipê para fazer parte do Curso de Extensão de Educação Física. E não demorou a se destacar. O coordenador da escolinha no Unipê, o professor Romildo Lourenço explicou que Gabriel, desde o início dos trabalhos, em setembro do ano passado, sempre se mostrou um aluno aplicado. "Sempre o primeiro a chegar

aos treinos e de boa disciplina", conta ele. Para Romildo, ele é mesmo um garoto de ouro e tem muito futuro. "É diferenciado. Você conhece quando o atleta é diferente dos demais, não só no comportamento, mas principalmente pelo dom de saber jogar e isso a gente percebeu logo no Gabriel", explicou. As qualidades de Gabriel não foram só testadas no campo. Em testes específicos como o genético de DNA, através da saliva - é realizado em todos os atletas -, o laboratório do Unipê verificou a potência muscular, a coordenação motora, o arranque e a resistência orgânica, constatando que o menino é de alto rendimento. Ele se submeteu, ainda, a testes pela impressão digital e os resultados foram excepcionais, confirmando ser um atleta de qualidade diferenciada, inclusive com uma capacidade física acima da média. Esses mesmos testes foram realizados pelo CFZ no Rio de Janeiro e foi comprovada a sua autenticidade, onde Gabriel se constituiu entre os melhores no teste físico. "Estou esperançoso de que ele continue evoluindo e conquiste o seu futuro através da bola. Nós que fazemos a Escolinha Zico 10 do Unipê estamos felizes pelo fato dele ter sido aprovado numa peneira de mais de 100 atletas lá no CFZ", concluiu. Gabriel não viu Zico jogar, mas já curtiu vários vídeos do craque da Gávea mostrados pelo pai e já esteve pertinho do Galinho em várias oportunidades. Como torcedor do Flamengo, ele sonha, um dia jogar no clube.

n ...

Gabriel faz elogios a Ronaldinho Gabriel estudava no 8º ano do colégio Interativo, no Cristo, e agora vai continuar os estudos no Rio de Janeiro e defender as cores do azul e branco do Recreio dos Bandeirantes, com o aval de Bruno Coimbra e do eterno ídolo do Flamengo, Zico. Ele foi aprovado nos testes realizados entre os dias 27 de junho e 1º de julho. Ao chegar ao CFZ, Gabriel chamou a atenção da comissão-técnica do clube, principalmente ao coordenador das categorias de base, Alan Spinoza (filho do experiente treinador Valdir Spinoza), que ficou impressionado com o futebol do garoto, logo no primeiro dia de testes e depois de uma semana inteira de observações decidiu integrá-lo ao elenco do time. Bruno Coimbra, filho do eterno ídolo do Flamengo, Zico, também decidiu investir no fu-

tebol de Gabriel. No Rio de Janeiro, Gabriel recebeu o incentivo e o carinho de muitas pessoas, inclusive do craque Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo, que recebeu o pequeno atleta em sua residência e depois levou o garoto para o treino do Flamengo, no Ninho do Urubu e para o jogo contra o Atlético Mineiro, no Engenhão. "O Gabriel ficou encantado com o Ronaldinho Gaúcho. Disse que ele é gente boa e muito humilde também", relatou o pai Sérgio. A Escola Zico 10 é um projeto desenvolvido e sustentado pelo fundador do CFZ e ex-jogador do Flamengo e da Seleção Brasileira Arthur Antunes Coimbra (Zico). A franquia já está presente em 16 Estados do Brasil. Em João Pessoa, são 10 escolinhas, envolvendo mil crianças de 9 a 17 anos.

O meia Gabriel concedendo entrevista a uma rede de TV. Ele agora é a mais nova sensação do CFZ


14 ○

A UNIÃO

Esportes ○

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

>>> CORRENDO EM CASA > Sebastian Vettel tenta sua primeira vitória em Nurburgring e a sétima da temporada FOTOS:Divulgação

Fórmula 1

GP da Alemanha

Apesar de ser o atual campeão mundial e liderar com folga a temporada 2011, o piloto Sebastian Vettel da escuderia Red Bull, ainda não venceu um grande prêmio em seu País, o que ele espera acontecer neste domingo

A temporada de 2011 da Fórmula 1 chega a Alemanha com o Grande Prêmio de Nurburgring. A largada será às 9h (horário de Brasília) deste domingo.

O

líder da temporada Sebastian Vettel, que nunca venceu dentro de casa, tem mais uma chance de quebrar essa escrita e subir no lugar mais alto do pódio em seu país. O piloto alemão é líder isolado do campeonato com 204 pontos, em segundo vem o companheiro de Red Bull, o australiano Mark Weber com 124 pontos e em terceiro o es-

panhol da Ferrari Fernando Alonso que soma 112. Das nove corridas realizadas na temporada até agora, Vettel ficou apenas três fora do lugar mais alto do pódio, nas demais, figurou entre os três primeiros. Favorito ao bi-campeonato na Fórmula 1 e à corrida desse final de semana, o piloto busca a sua primeira vitória correndo em solo alemão,

mas sabe que conseguir o feito almejado não será nada fácil. A Ferrari andou bem nos treinos do final de semana com Fernando Alonso, que ficou sempre à frente do atual campeão mundial, nos treinos livres. Para o brasileiro Felipe Massa, que chegou em quinto lugar no último Grande Prêmio de Silverstone e ocupa a sexta colocação na classificação do campeonato, a expectativa é de uma boa corrida para a Escuderia. "Acho que temos que esperar uma boa corrida. Tomara que tenhamos um carro com condições de brigar com a Red Bull daqui para frente", frisou Massa.

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO DE FÓRMULA 1 POSIÇÃO

PILOTO

PAÍS

EQUIPE

PONTOS

VITÓRIAS

1

Sebastian Vettel

ALE

RBR

204

6

2

Mark Webber

AUS

RBR

124

0

3

Fernando Alonso

ESP

Ferrari

112

1

4

Lewis Hamilton

ING

McLaren

109

1

5

Jenson Button

ING

McLaren

109

1

6

Felipe Massa

BRA

Ferrari

52

0

7

Nico Rosberg

ALE

Mercedes

40

0

8

Nick Heidfeld

ALE

Lotus

34

0

9

Vitaly Petrov

RUS

Lotus

31

0

M. Schumacher

ALE

Mercedes

28

0

10

BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. Rua Sete de Setembro, nº 86, Centro, Campina Grande-PB EDITAL DE NOTIFICAÇÃO Nº 20110090000000001 O Banco do Nordeste do Brasil S.A., por meio do presente Edital, NOTIFICA DA EXISTÊNCIA DE DÉBITO pertinente a financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) concedido pela União, por intermédio do Notificante, com recursos públicos federais, sendo, portanto, crédito(s) de conta e risco da União, em nome do(s) devedor(es) que se encontra(m) ao final relacionado(s), por se encontrar(em) em local incerto e não sabido. Fica(m) eles, portanto, ciente(s) de que, no prazo máximo de 90 (noventa) dias, a partir da data da publicação deste Edital, deverá(ão) efetuar o pagamento do(s) título(s) de sua(s) responsabilidade(s), no endereço acima especificado, e que o nãopagamento poderá ensejar o vencimento integral da dívida e a adoção das seguintes medidas, na forma autorizada pela Portaria nº 202 de 21 de julho de 2004, publicada no Diário Oficial da União de 23 de julho de 2004, do Ministério da Fazenda: a) inscrição no Cadastro Informativo de Créditos Não-quitados do Setor Público Federal (CADIN), nos termos da Lei n.º 10.522/2002; b) encaminhamento do(s) crédito(s) à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), estando passível(is) de inscrição na Dívida Ativa da União. E para que chegue ao conhecimento dos interessados, foi expedido o presente edital. CPF NOME DO CLIENTE Nº DO TÍTULO 084971034-08 ABRAAO ANDRADE RIBEIRO 08497103408-A 068124084-92 ADEILMA DA COSTA SANTOS 06812408492-A 033891527-33 AGUINALDO SALES GOMES 03389152733-A 032742164-96 ALESSANDRO DA SILVA PEREIRA 03274216496-A 981945774-20 ALEX DA SILVA MACHADO 98194577420-A 068999694-24 ANA PAULA ANDRADE DE LIMA 06899969424-A 651121054-53 ANTONIO ALVES DE SOUTO 65112105453-A 188360384-68 ANTONIO AMERICO DOS SANTOS 18836038468-A 038226444-47 ANTONIO MATILDES DE SALES 03822644447-A 412860494-15 ANTONIO PEREIRA LUCENA 41286049415-A 507160504-04 ANTONIO RENOVATO BARBOSA DE OLIVEIRA 50716050404-A 088648054-00 CLAUDIO DA SILVA PINTO 08864805400-A 527009924-15 CREUZA RODRIGUES PEREIRA 52700992415-A 399661194-34 DIOMAR JOSE DE OLIVEIRA 39966119434-A 020578784-30 DORGIVAL BASILIO DA SILVA 2057878430-A 078584704-93 EDIANA GERALDA DA SILVA 7858470493-A 090362254-85 ELIANDRO TAVARES DA SILVA 09036225485-A 075580864-93 ELIZANGELA MARINHO 07558086493-A 075580874-65 ERALDO GREGORIO DA SILVA 07558087465-A 323763241-49 EVERALDO FRANCISCO MATIAS 032376324149-A 339322124-87 EVERALDO GONCALVES DA SILVA 33932212487-A 053702764-55 FABRIZIA LINS OLIVEIRA 05370276455-A 051760804-94 FRANCISCA MARTINS DE MEDEIROS 5176080494-A 927885804-87 FRANCISCO BERNARDO ROSENDO 92788580487-A

927885804-87 076327514-08 086519484-09 054427524-10 790077244-87 416057134-49 044255384-63 059571814-04 063653164-37 791031037-49 082332864-35 213525468-17 996866944-04 725813014-49 527028554-15 045882194-21 043554624-47 036656034-47 554321824-91 111895567-66 074620084-67 029387114-09 072008334-60 038075564-51 064797994-29 910553184-53 043377914-42 594278844-87 078154304-57 043771074-29 035574124-58 789223804-20 491843264-68 038645854-57 057360984-58 057234324-86 030518764-37 458798264-49 545142074-20 020656204-71 055259714-70 000737834-39 054906164-90

DE OLHO NO MUNDIAL

Usain Bolt vence os 100 metros em Mônaco na Liga de Diamante O jamaicano Usain Bolt mais uma vez confirmou seu favoritismo e venceu os 100m na etapa de Mônaco de Liga de Diamante. Com o tempo de 9s88, ele ficou apenas dois centésimos a frente de seu compatriota Nesta Carter, mas estabeleceu seu melhor tempo nesta prova em 2011, superando em três centésimos o tempo anterior de 9s91. Michael Rodgers, dos Estados Unidos, completou o pódio, terminando a prova com o tempo de 9s96. Bolt ficou 10 centésimos atrás da melhor marca do ano na prova, que também é de um jamaicano: Asafa Powell. Consequentemente, não chegou perto de melhorar o recorde mundial, que também lhe pertence e foi estabelecido em agosto de 2009: 9s58. Esta foi a última prova de 100m que o jamaicano competiu antes do Mundial de Daegu, na Coréia do Sul, que começa no final de agosto. O atleta confessou ter começado mal a corrida, e afirmou que terá que "trabalhar duro" e se concentrar para ter uma boa participação no Mundial. "Há algumas pequenas coisas a serem trabalhadas, mas tenho tempo, e seguirei fazendo o melhor que posso", finalizou. Grande estrela do atletismo mundial, Bolt começou o ano de 2011 de forma lenta, depois de um 2010 marcado por uma séria lesão nas costas. A etapa anterior da Liga de Diamante, em Paris, foi a volta do jamaicano às pistas, depois de cerca de 9 meses parado. Ao final da disputa, Carter declarou: "pensei que o alcançaria, mas falhei nos últimos vinte metros". "Posso tirar confiança desta boa corrida, e agora espero a próxima", complementou. O dia de competições da Liga de Diaman-

FRANCISCO BERNARDO ROSENDO FRANCISCO JOSE DE FARIAS GABRIELA LIMA COSTA BARBOSA GENTIL AGUIAR DE LUCENA HOMERO DE ARAUJO PEREIRA INACIO CEZARIO DANTAS INACIO DE OLIVEIRA SILVA JANDOVAL ALVES PEREIRA JAQUELINA ROLIM DE SOUSA JOSE ADEILTON DOS SANTOS JOSE ADRIANO DELFINO DA SILVA JOSE ANTONIO DA SILVA JOSE CASSIANO DO NASCIMENTO JOSE CLAUDIO RIBEIRO DA SILVA JOSE COSME DA SILVA JOSE DE ALENCAR FELIPE JOSE GIVANILDO PEREIRA DA SILVA JOSE LUIZ DE MACEDO JOSE MARCIO DA NOBREGA JOSE MARIA COSTA JOSE PEREIRA DOS SANTOS NETO JOSE RITACIO DE LIMA SANTOS JOSE ROBERTO MARTINS CAVALCANTE JOSÉ RONALDO VALÊNCIO GOMES JOSE VITORIO DE SOUZA SANTOS JOSE WELLINGTON BARROSO PONTES JOSEFA ERILENI SILVA MEDEIROS JOSENILDO DE LIMA JOSILDA MARIA DOS SANTOS JOSILENE SOUZA DA SILVA FRANCA LEIDE CLEIDE DE VASCONCELOS CABRAL LEONILDA COELHO TENORIO DOS SANTOS LUCIA DE FATIMA RAMOS SANTOS LUCIETE FELIX DA SILVA FARIAS LUCILENE BEZERRA DE LIMA LUCIVALDO COSTA NASCIMENTO LUCIVAN CORDEIRO DA COSTA LUIZ HENRIQUE DE SOUZA MANOEL AVELINO DA COSTA MANOEL MESSIAS DE SOUZA MARCOS ANTONIO ANIBAL DE SOUZA MARCOS FRANCISCO DOS SANTOS MARIA DA GUIA MATEUS

92788580487-A 07632751408-A 08651948409-A 5442752410-A 79007724487-A 041605713449-A 04425538463-A 05957181404-A 06365316437-A 79103103749-A 08233286435-A 21352546817-A 99686694404-A 072581301449-A 52702855415-A 04588219421-A 04355462447-A 03665603447-A 55432182491-A 11189556766-A 07462008467-A 02938711409-A 07200833460-A 03807556451-A 06479799429-A 91055318453-A 04337791442-A 59427884487-A 07815430457-A 04377107429-A 03557412458-A 78922380420-A 49184326468-A 03864585457-A 05736098458-A 05723432486-A 03051876437-A 45879826449-A 54514207420-A 02065620471-A 05525971470-A 00073783439-A 05490616490-A

035932344-83 080016284-69 061770074-57 040604994-71 759316484-53 023129614-23 029134434-86 891256734-91 064378724-03 011915284-30 047451764-06 029274924-41 056870454-14 047607854-77 318040394-20 048012224-55 026635074-74 073664574-85 060790474-70 048573274-22 079559674-02 081494604-62 072815584-22 917652004-82 411024104-97 421521944-20 047017514-13 058088604-23 028571774-02 079225164-44 024426594-17 086588504-47 425281607-63 047388564-64 161679534-49 094005078-10 086294154-79

Bolt mostrou que está recuperado das contusões te teve outra vitória importante. Nos 5 mil metros masculinos, o britânico Mohammed Farah estabeleceu a melhor marca do ano, ao terminar a prova com o tempo de 12m53s11 . O tempo foi mais de um minuto mais rápido do que a anterior marca, que pertencia a Merga Imane, da Etiópia e tinha sido estabelecida em março, em Roma. Imane foi o quarto na prova desta sexta. Farah deixou para trás o norte-americano Bernard Lagat e o queniano Isaiah Koech.

MARIA DA PAZ DOS SANTOS MARIA DALVA DOS SANTOS MARIA DAS DORES DA SILVA JERONIMO MARIA DE FATIMA BARBOSA MARIA DE LOURDES DOS SANTOS MIZAEL MARIA DO SOCORRO DE GOUVEIA ALVES MARIA HILDA DA SILVA MARIA IVALDETE SERAFIM DA SILVA MARIA JANAINA BARBOSA MARIA JOSE DA SILVA MARIA JOSE DAMIAO BEZERRA MARIA JOSE DE ALCANTARA MARIA LUCIA PATRICIO MARIA SELMA GONCALVES CORDEIRO MARIA SUELY VELEZ NOBREGA MARIJANE DE SOUSA SANTOS MACEDO MARIZETE LOPES DA SILVA NADIA SAYONARA DA SILVA NELSON ALVES PEREIRA OSVALDO FERNANDES DE ARAUJO PATRICIA RUFINO DOS SANTOS PAULO ANDRE DA SILVA RAFAEL RAMOS DA SILVA RAIMUNDO CANDIDO DE PAULA RAIMUNDO HENRIQUE PALMEIRA REGINALDO FERREIRA DOS SANTOS ROSALIA BARBOSA DOS SANTOS ROSELITA FERREIRA DA SILVA ROSILENE DANTAS CAVALCANTI ROSIMERE FRANCISCA DE SOUZA SANDRA FERREIRA TAVARES SANDRO ROGERIO DA SILVA PALMEIRA SEBASTIAO RODRIGUES PEREIRA SEVERINO ANDERSON DA SILVA SEVERINO JOSE DO NASCIMENTO TADEU CORDEIRO DE LIMA THIAGO BARBOSA DA SILVA Pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. Agência de Campina Grande (PB) CNPJ: 07.237.373/009-87 Rua Sete de Setembro, nº 86 - Centro Alexandre Ramari Vilas Boas Barbosa da Silva Gerente Geral

03593234483-A 08001628469-A 06177007457-A 4060499471-A 75931648453-A 02312961423-A 02913443486-A 89125673491-A 06437872403-A 01191528430-A 04745176406-A 02927492441-A 5687045414-A 4760785477-A 31804039420-A 04801222455-A 02663507474-A 07366457485-A 06079047470-A 04857327422-A 7955967402-A 08149460462-A 7281558422-A 91765200482-A 41102410497-A 42152194420-A 04701751413-A 05808860423-A 02857177402-A 07922516444-A 02442659417-A 08658850447-A 42528160763-A 04738856464-A 016167953449-A 9400507810-A 08629415479-A


A UNIÃO

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

Esportes ○

15 ○

>>> DESFALQUES > Meia Felipe está fora do jogo por suspensão e Juninho Pernambucano pode ser poupado

Diego deve ser novidade no Vasco Jogador treinou com desenvoltura durante a semana e só depende do técnico Ricardo Gomes para começar a partida contra o Atlético Mineiro hoje no Ipatingão

FOTO: Fábio Borges/Fotocom.net

A

pós dois jogos no banco de reservas, Diego Souza está próximo de voltar ao time. No coletivo da última sexta-feira, o camisa 10 entrou no lugar de Bernardo. A escalação ainda não foi definida por Ricardo Gomes, mas os companheiros garantem que o apoiador está muito motivado para a partida contra o Atlético-MG, hoje, às 16h (de Brasília), no Ipatingão. Segundo Dedé, desde que foi para o banco, Diego intensificou os treinamentos para voltar. Prova do que o zagueiro está falando foi dada na última terça-feira, quando o apoiador ficou em campo aperfeiçoando a forma física enquanto os companheiros desciam para o vestiário. Além disso, Dedé revelou outra fonte de motivação do camisa 10: o fato de jogar contra seu ex-clube. - Além da motivação ainda maior por voltar ao time titular, o Diego Souza vai enfrentar o ex-clube, e isso sempre é um incentivo. Ele vai querer mudar a imagem que ficou dos jogos em que ele não foi tão bem. Qualidade todos sabem que ele tem de sobra. Foi para o banco, está voltando agora e vai querer fazer de tudo para sairmos com a vitória, que será muito importante em termos de classificação - afirmou. Contra o Atlético, o Vasco não terá Felipe, suspenso por causa do terceiro cartão amarelo. Existe também a possibilidade de Juninho Pernambucano não ser escalado em função da sequência de jogos que o clube terá pela frente. Na opinião de Dedé, são duas baixas importantes em termos de experiência. Mas nada que preocupe o zagueiro - O próprio Diego Souza é experiente e vai nos ajudar. Mas é evidente que eles irão fazer falta. O Julinho, por exemplo, treinou conosco e deu para ver a qualidade. O Eduardo Costa está voltando e também traz equilíbrio. Qualquer um que entrar vai nos ajudar - finalizou. Quase duas semanas após ser apresentado oficialmente, Renato Silva finalmente já está apto a entrar em campo com a camisa do Vasco. O nome do zagueiro apareceu no Boletim Informativo Diário - BID, regularizando a situação do jogador junto à CBF. Com a novidade, ele deve estar entre os relacionados para a partida contra o AtléticoMG. Seu contrato vai até o dia 30 de junho de 2012. Aos 27 anos, Renato Silva veio após uma temporada no Shandong Luneng, da China. Este foi o motivo principal para a demora na regularização. Agora, apenas o atacante Kim aguarda sua regularização. O Vasco já deu entrada no protocolo e aguarda o envio do restante da documentação para registrar o contrato. Com 17 pontos conquistados, o Vasco ocupa a quinta colocação na tabela do Campeonato Brasileiro. Já o Atlético-MG está em 15º com 11 pontos.

O atacante Éder Luís está confirmado para o jogo de hoje contra o Atlético Mineiro, no Ipatingão. Ele, a exemplo de Diego Sousa, vai reencontrar o ex-clube. O Vasco é o quinto no Brasileiro

COPA AMÉRICA

Uruguai e Paraguai decidem o título em Buenos Aires Uruguai e Paraguai se enfrentam hoje no Estádio Monumental, em Buenos Aires, às 16h (de Brasília), pela decisão da 43ª edição da Copa América, em que o Paraguai busca o terceiro título. Já o Uruguai pode passar a Argentina no número de conquistas e chegar a sua 15ª conquista. Os integrantes da seleção uruguaia apresentam um discurso de respeito ao Paraguai, considerado um "rival difícil", mas estão confiantes de que podem vencer. Apesar de estar a um jogo de ser campeão da Copa América, tornando-se o maior vencedor do torneio isoladamente, o Uruguai pode mostrar um fute-

bol melhor na decisão diante do Paraguai, na opinião do zagueiro Diego Lugano. "O Paraguai é uma seleção historicamente muito dura, com grandes atacantes. Na final, temos que demonstrar que queremos o título", acrescentou o zagueiro em entrevista à emissora argentina Fox Sports. "Temos potencial para ganhar jogando melhor do que jogamos até agora", comentou o capitão da seleção celeste e exjogador do São Paulo, que depois elogiou o adversário da final que será disputada no estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires.

Quem pensa da mesma forma é Coates, outro zagueiro da celeste. "O Paraguai vai a ser um rival difícil, pela história e tradição",

afirmou o jogador de 20 anos, uma das revelações da celeste na Copa América, que defende o Nacional e já é cotado por outros times ingleses. Um dos grandes nomes do futebol paraguaio nos últimos anos, o atacante Roque Santa Cruz confirmou que uma lesão na coxa direita o impedirá de participar da final da Copa América. O jogador do Manchester City havia acreditado que estava recuperado da contusão e entrou em campo no segundo tempo da semifinal diante da Venezuela, na última quartafeira, mas teve que ser substi-

tuído sete minutos depois. No entanto, ele disse que, mesmo fora de campo, poderá ajudar seus companheiros na busca pelo terceiro título do país. "Ficarei fora da final. Será uma verdadeira tortura ver de fora o jogo mais importante, mas tentarei ajudar meus companheiros em tudo o que puder, passando minha experiência, tentando colaborar para que todos tenham pensamento positivo e estejam focados na vitória", declarou Santa Cruz, 29 anos. O Paraguai chegou à decisão da Copa América depois de cinco empates. A equipe comandada pelo técnico argentino Gerardo Martino se classificou como o segundo melhor terceiro colocado do grupo B, e depois passou por Brasil e Venezuela (que integravam a mesma chave) na disputa de pênaltis, depois de empatar sem gols com as duas seleções no tempo normal e na prorrogação. O atacante Roque Santa Cruz, um dos destaques do selecionado paraguaio, está fora da decisão devido a uma contusão na coxa direita


16 ○

A UNIÃO

Esportes

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

>>> INVENCIBILIDADE > Cruzeiro de Joel quer surpreender o Corinthians líder invicto do Brasileirão

Timão embalado recebe o Cruzeiro O atual líder do Brasileirão, o Corinthians, recebe hoje às 16h o Cruzeiro no estádio Pacaembu na capital paulista.

FOTOS:Divulgação

O

Timão, que vem de uma vitória diante do Botafogo por 2 a 0 jogando fora de casa, volta a jogar em São Paulo para defender a invencibilidade dentro da competição. Em dez jogos, a equipe comandada por Tite não perdeu nenhum. O Corinthians venceu nove partidas e empatou apenas uma conseguindo um incrível aproveitamento de 93,3% dos pontos disputados. Para o confronto diante o Cruzeiro, Tite tem alguns problemas. O polivalente Jorge Henrique é dúvida. O jogador vem sentindo dores na coxa desde a última partida, contra o Botafogo e caso não jogue, o meia Alex é quem deve começar jogando. Já o artilheiro Liédson, o lateral esquerdo Fábio Santos e o goleiro Júlio César são desfalques certos. Júlio sofreu uma luxação exposta no dedo mínimo no último jogo e ficará fora da equipe por um mês. Para seu lugar o arqueiro reserva Renan é o mais cotado. O jovem goleiro, que foi contratado junto ao Avaí no começo do ano, fará sua estreia com a camisa alvinegra. "Sinto um frio na barriga, mas estou preparado. No momento que entrar em campo meu foco é só a vitória, ainda mais com uma torcida que empurra a todo momento. A partir do momento que você está no futebol já tem responsabilidade", afirmou Renan, que já foi convocado pra Seleção Brasileira em 2010, pelo treinador Mano Menezes. Para o lugar de Liédson, Emerson está confirmado e para substituir Fábio Santos, o recém contratado Ramon foi o escolhido. Pelo lado cruzeirense, o comandante Joel Santana não terá dificuldade para escalar a equipe. O zagueiro Gil, que teve de cumprir suspensão na vitória do time diante o Bahia no último domingo em Sete Lagoas, está de volta à equipe e deve fazer a dupla de zaga com o zagueiro Naldo. O Cruzeiro soma quinze pontos e ocupa a 8ª posição na tabela da série A e precisa vencer o líder para poder encostar no G-4 .

Para esta partida contra o Cruzeiro, o Corinthians não poderá contar com o goleiro Júlio César e vai promover a estreia de Willian, recém contratado junto ao Avaí de Santa Catarina

[FLUMINENSE]

FUTEBOL FEMININO

Botafogo e Auto fazem 1º jogo das Finais As meninas do Auto Esporte e Botafogo iniciam neste domingo às 15h15, no estádio Evandro Lélis, em Mangabeira, o primeiro jogo da grande final do Campeonato Paraibano de Futebol Feminino/2011. A segunda partida acontecerá no dia 31 deste mês, no Pinheirão, na Maravilha do Contorno, no Cristo Redentor. O Botauto estava programado para acontecer no último domingo, mas em virtude das fortes chuvas caídas em João Pessoa o jogo foi suspenso. Equipes de melhores campanhas na disputa, os representantes da Capital estão na briga por uma vaga na Copa do Brasil. A diferença entre os finalistas na fase de classificação foi de apenas um ponto, com quatro vitórias do Botafogo, diante do Clube Recreativo Kashima (3 a 0), Sapé (5 a 0), América (7 a 0), Auto Esporte (6 a 0), e um empate contra o Treze ( 1 a1).

A equipe do Botafogo é a favorita para conquistar o título, porque fez a melhor campanha da 1ª fase O Auto derrotou o Sapé (2 a 1), Treze (4 a 2), América (4 a 1), Kashima (3 a 1) e perdeu para o prório Botafogo (6 a 0). Para o treinador automobilista, Jorge Cláudio, cada jogo é jogo, prometendo um time mais organizado e preparado para conseguir a vitória e uma vantagem para o

Coisas de futebol ○

edonio@uol.com.br

Edonio Alves

O futebol no campo acadêmico Houve tempo em que o futebol era praticado nas ruas. Forma barata e agradável de lazer, acessível às classes sociais menos privilegiadas, é dessa época a fase, digamos, em que a nossa arte mais democrática incorporou o ethos e o tônus do corpo e da alma nacionais, na sua forma mais genuína. É desta fase, por exemplo, a origem dos grandes mestres da bola, a exemplo de Pelé e Garrincha, para ficarmos apenas em figuras até hoje insuperáveis em matéria de futebol. Não é necessário mostrar, portanto, as razões por que Pelé só foi Pelé e Garrincha só foi Garrincha graças ao concurso das ruas. O futebol brasileiro foi caminhando na construção da sua gloriosa história atravessando, como se sabe, veredas várias. Expulso das ruas, o futebol ganhou os recintos fechados: os estádios, ginásios e quadras. Desse momento em diante, o

futebol ganha ares de esporte sério e entra na sua fase de profissionalização com tudo que essa nova condição a ele agregou de bom e de ruim. Fundado num forte componente de criatividade, inerente a alma nacional, mesmo assim o futebol ainda resiste a sua expulsão das ruas e é daí que não raro saem os grandes jogadores do mundo profissional exigente e competitivo. Lembre-se hoje, por exemplo, de um Paulo Henrique Ganso e de um Neymar, do Santos, por exemplo. Nessa convivência dúbia entre o mundo aberto das ruas e o mundo fechado do circuito profissional, o futebol precisou respirar e - como bom habitante de um dos maiores e belos litorais do planeta -, não resistiu e ocupou as nossas praias. Uma espécie de MST graciosamente solar e bon vivant. Também aí, nesse território, frisemos, em que a nossa mais longínqua herança grega

outro compromisso. "Temos que aproveitar o mando de campo e começar vencendo o primeiro desafio", disse. O favoritismo não passa pelo Botafogo que encara o jogo como um clássico. De acordo com a técnica Gleide Costa, uma final mexe com o psicológico das atle-

tas, na busca de conseguir o objetivo. Ele espera que o time mantenha o rendimento dos últimos jogos e consiga outro resultado positivo. "O grupo está tranquilo e consciente da responsabilidade, afinal, em clássico não podemos vacilar", explicou Gleide.

"miscigena" - à moda brasileira - as coisas de Dionísio com as coisas de Apolo, o nosso futebol também se deu bem: ficou deliciosamente bronzeado e mostrou seu valor. Falta agora, apenas, ocupar um espaço que histórica e inexplicavelmente (por puro preconceito ou coisas que o valha) lhe negaram ao longo desses anos todos: a universidade. Não o futebol enquanto apenas disciplina dos cursos de Educação Física há muito incorporado à academia brasileira, mas este esporte entendido como objeto de estudo e de pesquisa de todas as ciências sociais e humanas. O futebol, enfim, como elemento fundamental para se entender o Brasil. Essa realidade, contudo, parece estar mudando para a alegria de todos nós que fazemos a universidade brasileira e que também amamos o futebol. As evidências são animadoras: ao menos já saímos de uma situação vexatória em que constatávamos durante a Copa da França, em 98, por exemplo, que a universidade francesa tinha mais estudos e pesquisas sobre o futebol brasileiro do que a nossa própria academia. A vergonha aí seria dupla: perdíamos a copa do mundo e a corrida pelo conhecimento de nós mesmos. Mas sejamos alvissareiros! Hoje já temos núcleos de estudos sobre futebol em várias universidades brasileiras. Cite-se,

Rafael Sobis pode estrear contra o Verdão O Fluminense recebe hoje o Palmeiras às 16h, no estádio Raulino de Oliveira, pela décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O tricolor das laranjeiras procura a reabilitação no Brasileirão, após ter sido derrotado na última rodada pelo Coritiba por 3 a 1. Para conseguir uma vitória e subir na tabela de classificação, o treinador da equipe Abel Braga deve promover a estreia do atacante recém contratado Rafael Sobis, que já está regularizado e pode atuar pelo clube carioca. O Fluminense está em décimo segundo colocado e precisa dos três pontos para não começar a enxergar a zona de rebaixamento como realidade. No alviverde paulista quem deve voltar à equipe titular é o meia chileno Valdívia. O jogador estava disputando a Copa América pela seleção do Chile, mas já está de volta ao clube.

por exemplo, os núcleos de sociologia do futebol da UERJ, UFRJ e Unicamp, onde muito já se produziu e vem produzindo em matéria de dissertações de mestrado e teses de doutorado na área. Aqui mesmo, na UFPB, já há um clima favorável à inserção do futebol como objeto de estudo em várias áreas do conhecimento graças, é bom frisar, ao ingresso de uma ala jovem de professores recém ingressos que, entre uma leitura e outra, não deixam de ver os jogos dos seus times do coração nem tampouco abandonam o saudável hábito das ruas de jogar a sua sagrada "peladinha" de fim de semana. Sob pena de não o compreendermos bem, o cotidiano brasileiro não pode ficar fora dos bancos universitários do país. Deixemos, portanto, o futebol entrar na universidade pela porta da frente. Eu mesmo, no meu âmbito de atuação no Curso de Comunicação da Universidade Federal da Paraíba - habilitação em Jornalismo -, criei a primeira disciplina de jornalismo esportivo da Paraíba, início da criação de um futuro núcleo de estudos do futebol em nível superior. A ideia é pensarmos o futebol para além das quatro linhas do seu campo e incorporar ao tema um olhar mais exigente que possa dar a ele um universo de compreensão mais abrangente e mais produtivo. Isto é: mostrar que o futebol é um jogo que não se joga com os pés, mas, sobretudo, com a cabeça.


CINEMA Selton Mello (foto) interpreta Jean Charles no filme de Henrique Goldman Página 19

17 ○

A UNIÃO ○

EDITOR: William Costa

I

E-MAIL: wpcosta.2007@gmail.com

Palco ○

I cultura.aunião@gmail.com I REDAÇÃO: 83 3218-6511

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

Cultura & Diversão

DICA!

AcesseoportalCartazdeCinema,dedicadoàproduçãoaudiovisualnoNordeste,que traz informações sobre estreias e festivais. O endereço é www.cartazdecinema.com.br

Irmã Ciça,

vida e obra de uma mulher simples

Autora tem 81 anos e mora no município de Bayeux, onde é admirada pela sabedoria expressa nos poemas

História de Irmã Cícera é o único livro publicado por Cícera Martiniano de Oliveira - nome verdadeiro da poetisa

Foto: Evandro Pereira

> Carlos Cavalcanti cavcavalcante@gmail.com

O

brigado meus irmãos/Por ouvir estas loucuras/ Enquanto vocês bebem mel/Eu bebo fel de amargura/Enquanto minha boca amarga/ A de vocês tem doçura. A casa da poetisa Cícera Martiniano de Oliveira, 81 anos - Irmã Ciça, para a comunidade -, fica entre a "cidade dos mortos", o mangue urbano e a "cidade dos vivos", na cidade de Bayeux. Uma mulher simples, simpática, de fala mansa e de corpo franzino. Ela tem poesia encravada nas veias desde a adolescência. É a expressão pura de emoções e sentimentos. Seus versos são extraídos da cabeça, dos olhos; enfim, brota de sua alma e é fixada no papel. "Quando eu me lembro de coisas é quando faço poesia", diz. Somos escravos da fome/escravos do desemprego/escravos do sofrimento/escravos porque tem medo/escravos de não falar/escravo guarda segredos. Na infância, não soube o que era ler, nem escrever. "Mas sei ler um pouquinho, viu?". Sua maior riqueza se acha dentro de uma velha caixa de papelão. É a sua "biblioteca". Lá dentro se acumulam poesias e mais poesias, que, vez por outra, são dadas a um amigo ou uma amiga. "Eu dou de graça o que de graça eu recebi até hoje. Só não gostei do padre Hélio, que me levou muitos cadernos. Casou e hoje está na vida mundana", se queixa.

Dona Cícera Martiniano de Oliveira, ou Irmã Ciça, guarda toda a sua produção poética em uma caixa de papelão. A autora teve o primeiro livro publicado em 2008

Já estou com meio século/estou no fim da estrada/e a danada da sorte/para mim não/trouxe nada/eu vivo a procurá-la/mas não acho a sua morada.

# MÚSICA A Orquestra de Violões da Paraíba realiza concerto hoje na Estação Cabo Branco, no bairro do Altiplano - Página 18

Cícera é a poetisa do povo. Do povo de Bayeux, da Paraíba e do Brasil. Seus poemas demonstram que a poetisa não tem língua "pregada". Dela não escapam às injustiças, nem os politiqueiros. Ela reclama e clama a Deus. É uma mulher doce, meiga e afável. Produz poesia como quem conversa com o povo na rua. São histórias populares reais e ricas em variedades. Agricultora com seu próprio ritmo, linha, estrofe e rima. É coisa pessoal e intransferível. Uma camponesa que toca de forma profunda a sensibilidade e a emoção de quem observa os seus poemas.

]

conversa com ela e lhe serve cafezinhos. É o que ela gosta. Além de poetisa, é compositora. "A vida é um divertimento. Não me queixo dela. Quando eu era mais nova, ninguém vinha atrás de mim. É, né?, o amor nunca foi bondoso comigo".

De vida sofrida, Cícera foi casada e teve três filhos, dois dos quais já falecidos. Sua vida se resume à comunidade, à igreja e à companhia aconchegante dos três irmãos. É católica e conta esse sofrimento em seus versos. O povo da rua sempre a ajuda, ○

culpa é dos governantes/que por aqui têm passado/o valor que tem seu povo/é de um cachorro amarrado.

Ela ganhou prêmio de concurso instituído pelo Banco Real, mas não foi recebê-lo em Brasília.

Sou uma pessoa no mundo/ que sempre vivo a lutar/fazendo bem a meu próximo/se ele de mim precisar/mas pra me julgar só Cristo/outro não vou aceitar.

Sua obra em verso exibe a poesia mais simples. Singela, humilde, completa. A poetisa nasceu lá pros matos de Ingá do Bacamarte, numa caatinga perto da Serra da Borborema, onde, próximo, tem um monólito com gravuras e inscrições que até hoje desafiam os pesquisadores do mundo todo. Filha de agricultores, nunca teve oportunidade de estudar. Mas, mesmo

Nesta edição

]

assim lê e escreve seus poemas melhor que certos doutores da vida. "Quando era pequena, meu negócio era a lapinha. Nunca fui a uma aula e não gosto de crescer, não. Terei o maior prazer de morrer sem vela, porque não quero aborrecer ninguém", conta.

Me desculpem meus irmãos/se eu falei algo errado/a ○

# TEATRO A comédia O Dia Em Que a Morte Bateu das Botas será apresentada terça-feira, no Teatro Santa Roza - Página 18

Quem sabe onde mora a sorte/e também dona alegria/diga a elas onde moro/mostra a minha moradia/diga que estou esperando/para ser feliz um dia.

no meu café", brinca a poetisa, que chegou a João Pessoa com os pais aos oito anos de idade, mas preferiu Bayeux para morar e, até hoje, vive por lá.

Um livro com poemas da autora já foi publicado nos idos de 2008, intitulado História de Irmã Cícera. À época, foram cerca de trezentos exemplares. Alguns amigos até andaram comprando alguns, para não deixála no esquecimento. Muitos deles foram distribuídos, de graça, a muitos de seus conhecidos e da comunidade. Foi pedido da mesma. Ela ganhou prêmio de concurso instituído pelo Banco Real, no ano passado, mas não foi receber o prêmio em Brasília. "Saio, mas volto pra casa. Aqui, no meu televisor, assisto novelas e notícias ruins. Sou eu que faço a minha comida. Mulher que mexe o siri não mexe

Sou uma ave sem ninho/sem companhia, sem nada/minha vida é tão sozinha/eu sou igual uma fada/às vezes fico a dizer/Oh, que vida aperreada.

"Em Gameleira de Ingá, os meus pais pegavam no cabo da enxada. Eu também. Plantei feijão, brinquei. Hoje sou atriz e poeta. A poesia está dentro de mim. É coisa simples que o povo entende e acha graça", diz Irmã Ciça. Eu vou encerrar por aqui/ juro não é brincadeira/não confio em político/que vive a falar besteira/puta, político e poeira/dorme os três na mesma esteira. ○

# LIVROS A jornalista Lucita Briza lança a biografia da heroína brasileira Ada Rogato, que pilotava aviões - Página 20


18 ○

A UNIÃO

Palco

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

wpcosta.2007@gmail.com

Ononbonbonb ob

Mea-culpa Devo confessar que não sou este santinho todo que muita gente pensa; neste filezinho de mamãe, há também nervo e gordura. As minhas amigas mais diletas - aquelas com as quais costumo conversar sobre vida e literatura -, certamente irão se chocar com o que vou relatar a seguir, mas sinceridade é virtude que admiro muito nos outros, e o que os próximos têm de bom, se em mim não é congênito, ao menos gosto de imitar. Antes de fazer mea-culpa, peço perdão pelo destempero a Carmen, Lolita, Beatriz, Julieta, Natasha, Margarida, Eurídice e Marília, sabendo, desde já, que os lapsos de memória custar-me-ão várias tiras do couro das costas, em paga das outras que olvidei. As amizades femininas são possessivas. Ai daquele que descuidar de uma, em favor de outra. É confusão na certa. Há situações em que a intriga dura meses; é o que acontece comigo, em casos assim. Bem, vamos aos fatos que paciência de leitor, hoje em dia, é curta. Ontem pela manhã, quase dei umas tapas em Lourdes. Pior: senti vontade de jogá-la do segundo andar do prédio onde moro, aqui nos Bancários, e, não fosse ela uma mulher protegida da sorte, não sei aonde a coisa iria parar - antes de iniciarmos a discussão, eu acabara de ler exatamente o capítulo de A Doutrina de Buda, em que o Sakyamuni faz o grande voto de renunciar aos maus desejos. Faltou pouco, mas muito pouco mesmo para ser expulso do prédio e enquadrado na Maria da Penha, com direito às chacotas abusivas de alguns programas de televisão. E tudo isso por causa de um vestido, um reles vestido. De início usei de muita educação, na tentativa de convencer Lourdes a usar essa ancestral peça do vestuário feminino, no dia em que ela atenderia o seu primeiro cliente, digo, paciente, no consultório, na sua estréia como psicóloga. Pra quê!? Ela não quis saber de conversa mansa e bateu o pé. Na verdade, não só o pé, como as mãos também, pois não restou nada sobre a mesinha de imbuia da sala de jantar, inclusive a antiga e pesada chaleira, presente da vovó, onde repousavam aquelas florezinhas esmaecidas que vendem nos shoppings, compradas por ela mesma, ontem de manhã. Amigo, o cãozinho adquirido, por pura piedade, no pet da esquina, sumiu, para não testemunhar a cena. - Só saio se for de jeans e blusinha de alças, e fim de papo, entendeu? Já se foi o tempo em que vocês mandavam na gente, e tínhamos que vestir o que vocês queriam que nós vestíssemos e falar o que vocês queriam que nós falássemos. Não tínhamos direito a nada, entendeu? Não serei conivente, nem passiva, como aconteceu com algumas colegas, que até hoje lamentam pelo retrato e choram pelo destino que homens como você traçaram para elas. Afora alguns palavrões, que omiti por respeito ao leitor, foram exatamente essas as palavras que Lourdes me atirou na cara, cujas feições - só ontem eu vim descobrir - eram as de um machista. Ao bem da verdade, de um canalha, pois esse adjetivo também constou da bronca que levei de Lourdes. Como eu poderia imaginar que pedir a uma mulher para usar um vestido - que, diga-se de passagem, era muito bonitinho -, iria causar tanta confusão? Lourdes é uma mulher bonita, simpática e inteligente. Tem 1,73 de altura, pele branca, cabelos e olhos castanhos claros, vai às gargalhadas com freqüência, mas um sorriso enigmático é o seu maior charme. Ela é linda de todos os jeitos - seja de jeans, de saia, de vestido, não importa -, e eu já disse isso a ela várias vezes. Então, por que cargas d'água ela cismou de não usar o vestido, na segunda-feira? Só podia ser para me contrariar; não tem outra explicação. Mas se era guerra o que ela queria, guerra ela iria ter: - Você vai usar o vestido, sim, nem que a vaca tussa! -, gritei; ato contínuo atirei a peça - ainda com a etiqueta da loja do Shopping Sul - sobre a mesinha de imbuia. Com o rosto vermelho de raiva, Lourdes trincou os dentes e rebolou no chão vestido, chaleira, maço de cigarros, cinzeiro, chaves, taças, garrafa de vinho, enfim, tudo o que estava sobre o tampo. E não ficou nisso. Depois de responder que a vaca podia não só tossir, "como engasgar, vomitar e a puta que o pariu", pegou o vestido e o jogou na privada, com uma frase lapidar: "Não uso esta merda!" Foi aí que o bicho pegou e me deu vontade de dar-lhe uns tabefes e coisa e tal. Lembrando, porém, do Buda, respirei, baixei a voz, olhei para Lourdes e, resignado, falei: - Está bem, pode sair do livro; eu a substituirei por uma personagem que goste de usar vestido. Plaft! Lourdes fechou o livro com tanta força, que desestruturou completamente uma narrativa que me consumira meses de trabalho, empastelando frases, períodos e parágrafos. Em seguida tirou blusa, sutiã, jeans, calcinha, sandálias, deu uma gargalhada sarcástica, bateu a porta e foi embora, nua.

Horóscopo

l Nova > 01/JUL 21:22

l Cheia > 15/JUL 20:12

Crescente > 09/JUL 02:10

l Ming. > 23/JUL 11:48

Áries (21/03 a 20/04)

Libra (21/09 a 20/10)

● Nesta semana o Sol se despede do trânsito anual pelo signo de Câncer, sendo um bom momento para refletir sobre o que tem ocorrido em família, no lar e em relação à conscientização de suas bases e alicerces emocionais, ariano.

● Teste para a harmonia e equilíbrio pessoais e que se revelem também nos relacionamentos. Fortalecimento da identidade que pressuponha que respeite a sua singularidade. Mudanças nas relações são necessárias.

Touro (21/04 a 20/05)

Escorpião (21/10 a 20/11)

● Talvez você esteja preso a uma rotina escravizante, pelo medo de mudar, taurino. Hora de refletir sobre as parcerias e relações de trabalho, o quanto são saudáveis ou não.

● O que se repete revela que não está resolvido. Observe as lições, escorpiano. Conscientize-se das questões espirituais que envolvem os seus relacionamentos.

Gêmeos (21/05 a 20/06) ● Ensinamentos relativos à maturidade emocional e à percepção de seus sentimentos. Amor-próprio como chave de libertação de antigos padrões de comportamento, geminiano.

Câncer (21/06 a 20/07)

Um caso de morte engraçado

Foto: Divulgação

Comédia da Cia. Oxênte será apresentada na terçafeira, em João Pessoa, como atração do projeto do Sesc > Guilherme Cabral guipb_jornalista@hotmail.com

U

ma "comédia sarcástica" da Cia. Oxênte de Teatro, intitulada O Dia Em Que a Morte Bateu das Botas, será apresentada na próxima terça-feira (26), às 20h, no Teatro Santa Roza, localizado na Praça Pedro Américo, no Centro Histórico de João Pessoa, como atração local da segunda etapa do Palco Giratório 2011, na Paraíba. O projeto é uma realização do Serviço Social do Comércio (Sesc). O texto da peça é assinado por Saulo Queiroz e a direção é de Edilson Alves. Baseado no texto Convite para a Morte, escrito por Saulo Queiroz, O Dia Em Que a Morte Bateu das Botas narra o curioso encontro de um suicida com a morte, no dia marcado por ele para seu pretenso falecimento. Apesar do conteúdo denso, provocante e reflexivo, a peça - que se desenrola num clima poético e sofisticado - reserva ao espectador momentos bem-humorados. O Dia Em Que a Morte Bateu das Botas, segundo o diretor, é uma comédia sarcástica, que mantém um clima de batalha entre a morte e o suicida, criando uma expectativa pelo final sem criar momentos de monotonia, com direito ao alcance lírico e risos. Metáforas e duelos lúdicos entre a morte e o suicida, que geram momentos surrealistas, porém divertidos. É um espetáculo para qualquer plateia ou gosto, entre os amantes do drama e da comédia. Além da apresentação do espetáculo, a Cia. Oxênte ainda participará - dentro das atividades programadas para o Palco Giratório - de um pro-

O Dia Em Que a Morte Bateu das Botas narra o curioso encontro de um suicida com a morte cesso de intercâmbio com o grupo mineiro (Belo Horizonte) Armatrux, que encenará, na próxima quarta-feira (27), a comédia intitulada No Pirex, às 20h, também no Teatro Santa Roza. O público interessado em assistir poderá ter acesso mediante a doação de 2 kg de alimentos não perecíveis, que serão repassado ao Banco de Alimentos do Sesc/Senac. TRAJETÓRIA - A Cia. Oxênte de Atividades Culturais foi criada no dia 17 de agosto de 1983, em Alagoa Grande (na região do Brejo da Paraíba), cidade onde também nasceu o Rei do Ritmo, o músico Jackson do Pandeiro. No ano seguinte, o Grupo de Teatro de Alagoa Grande (Grutag) e o Grupo de Teatro Integral (GTI) convergiram suas forças e fundaram o "Movimento Paó", causando uma verdadeira

efervescência cultural que atingiu as artes cênicas e a música. Atualmente, a Companhia Oxênte de Atividades Culturais - uma sociedade civil, personalidade jurídica com direito privado, sem fins lucrativos - tem sede na cidade de João Pessoa, sendo um órgão de classe composto por artistas a ele associados, que buscam promover e estimular o desenvolvimento da cultura paraibana, especialmente das artes cênicas, através de espetáculos teatrais e projetos nessa área. Ao longo dos anos, a Cia representou a Paraíba em vários festivais de teatro, nos âmbitos estadual, nacional e internacional, sempre amealhando comentários positivos por parte da crítica e do público em geral. De acordo com avaliação dos próprios inte-

grantes, alguns espetáculos montados pelo grupo que foram destaque são os seguintes: Redemunho - Uma Saga Brasileira, Jogo das Máscaras e Da Terra Onde o Sapo Não Canta, além dos infantis A Batalha da Vírgula Contra o Ponto Final e Quem Quiser que Conte Outra. No Dia Em Que a Morte Bateu das Botas é a nova peça a se somar a esse gênero de espetáculo.

# SERVIÇO >Projeto:PalcoGiratório > Espetáculo: No Dia Em Que a Morte Bateu das Botas > Grupo: Cia. Oxênte de Teatro > Data: 26 de julho, às 20h > Local: Teatro Santa Roza > Endereço: Praça Pedro Américo, em João Pessoa > Entrada: Gratuita

# Roteiro de Cinema

A LUA E SEU ASTRAL

EM CARTAZ

# Seu Astral ○

>>> ARTES CÊNICAS > Palco Giratório

# William Costa

“Sol no signo de Leão e Lua em Touro no início da Fase minguante da Lua. Procure fazer os ajustes necessários nesse período para o que já estiver em andamento.”

Sagitário (21/11 a 20/12) ● As razões alheias devem ser respeitadas. Importantes aprendizados com amigos. Novas atitudes relativas aos sentimentos e à expressão de sua identidade e emoções.

Capricórnio (21/12 a 20/01)

● Questões familiares, em que você tem de agir com maturidade e conciliação. Os cancerianos são desafiados a construir sólidas bases internas, emocionais, sendo auto-suficientes.

● Desafio de atender a demandas pessoais e profissionais, buscando equilíbrio. Interiormente, um anseio de novos passos e desafios de independização, capricorniano. Na carreira é importante se responsabilizar por relacionamentos.

Leão (21/07 a 20/08)

Aquário (21/01 a 19/02)

● A arte da comunicação pressupõe ouvir atentamente os pontos de vista distintos. Um dia oportuno para exercer a tolerância e aprender com as diferenças, nativo de Leão. Você tem suas verdades, crenças e conceitos.

● Importantes questionamentos sobre ética, verdade e justiça, nativo de Aquário. Expressar o que pensa é fundamental, mas deve também respeitar pontos de vista distintos. É nas atitudes que você demonstra em que acredita.

Virgem (21/08 a 20/09)

Peixes (20/02 a 20/03)

● Novos valores vem sendo construídos pelos virginianos e requerem maturidade. Importante perceber o que é de fato valioso e viver de acordo com esses valores. Amadurecimento necessário para lidar com situações desafiadoras.

● Uma reestruturação financeira é necessária e isso mudará os valores pessoais. As dificuldades podem estimular soluções originais e alternativas, nativo de Peixes. Um dia para refletir como está o equilíbrio ou desequilíbrio entre os seus valores e os alheios.

ASSALTO AO BANCO CENTRAL (Brasil, 2011). Gênero: Ação. Duração: 104 min. Classificação: 12 anos. Direção: Marcos Paulo, com Milhem Cortaz, Eriberto Leão, Hermila Guedes, Giulia Gam, Lima Duarte. Grupo consegue roubar R$ 164,7 milhões do Banco Central, em Fortaleza (CE). Sem dar um único tiro, sem disparar um alarme, os bandidos entraram e saíram por um túnel de 84 metros cavado sob o cofre, carregando três toneladas de dinheiro. Foi o segundo maior assalto a banco do mundo. CinEspaço 4: 14h40, 17h, 19h20 e 21h50. Manaíra 4: 14h40, 16h50, 19h10 e 221h25. Tambiá 3: 14h45, 16h45, 18h45 e 20h45. MEIA NOITE EM PARIS (Midnight in Paris, EUA/Espanha, 2011). Gênero: Comédia. Duração: 100 min. Classificação: 12 anos. Legendado. Direção: Woody Allen, com Kurt Fuller, Owen Wilson, Marion Cotillard, Michael Sheen, Tom Hiddleston. Gil vai a Paris com a noiva, Inez, e os pais dela, John e Helen. Estar em Paris faz com que Gil volte a se questionar sobre os rumos de sua vida, desencadeando o velho sonho de se tornar um escritor reconhecido. CinEspaço 1: 14h, 16h, 18h, 20h e 22h. Manaíra 1: 14h20, 16h40, 18h50 e 21h10. HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE PARTE 2 (Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2, EUA, 2011). Gênero: Aventura. Duração: 132 min. Classificação: 10 anos. Dublado e legendado. Direção: David Yates, com Daniel Radcliffe, Emma Watson, Rupert Grint, Helena Bonham Carter. Harry, Rony e Hermione seguem tentando destruir as Horcruxes - objetos que contém pedaços da alma, que Voldemort criou, utilizando magia negra. Marcado por lutas para dar um rumo ao mundo dos bruxos. CinEspaço 3: 13h40, 16h10, 18h50 (Dublado) e 21h30 (Legendado). Manaíra2: 15h, 17h45 e 20h30. Manaíra 5: 13h15, 16h, 18h45 e 21h30. Manaíra 6/3D: 12h45, 15h30,

18h15 (Dublado) e 21h (Legendado). Manaíra 7: 16h, 18h45 e 20h30. Tambiá 5: 13h30, 15h55, 18h20 e 20h45. Tambiá 6/3D: 13h45, 16h10, 18h35 e 21h. CILADA.COM (Brasil, 2011). Gênero: Comédia. Duração: 107 min. Classificação: 14 anos. Direção: José Alvarenga Jr., com Bruno Mazzeo, Fernanda Paes Leme e Augusto Madeira. O filme mostra como a internet pode trazer fama e constrangimento. Exposto pela namorada através de um vídeo na internet, Bruno tenta refazer sua reputação, mas tudo o que consegue é se meter em uma série de ciladas. CinEspaço 2: 17h40, 19h30 e 21h40. Manaíra 3: 14h30, 16h45, 19h e 21h15. Tambiá 4: 19h e 20h50. OS PINGUINS DO PAPAI (Mr. Popper's Penguins, EUA, 2011). Gênero: Comédia. Duração: 94 min. Dublado. Classificação: Livre. Direção: Mark Waters, com Jim Carrey, Carla Gugino e Ophelia Lovibond. Tom Popper vive uma lucrativa e tranquila vida como homem de negócios. Sua trajetória muda quando ele recebe, como herança, seis pinguins, transformando seu apartamento em um verdadeiro lar gelado. CinEspaço 2: 14h e 15h50. Tambiá 1: 17h20, 19h10 e 21h. TRANSFORMERS 4 - O LADO OCULTO DA LUA (Transformers: Dark of the Moon, EUA, 2011). Gênero: Ação. Duração: 154 min. Dublado e Legendado. Classificação: 10 anos. Direção: Michael Bay, com Shia LaBeouf, Josh Duhamel, Rosie Huntington-Whiteley, John Malkovich. Liderados por Optimus Prime, os Autobots enfrentam osDecepticons em uma perigosa corrida espacial entre os EUA e a Rússia, e mais uma vez o humano Sam Witwicky sairá em auxílio de seus amigos robôs. Manaíra 8: 21h05. Tambiá 2: 14h40, 17h30 e 20h20. CARROS 2 (Cars 2, EUA, 2011). Gênero: Animação. Duração. 106 min. Dublado. Classificação: Livre. Direção: John Lasseter/Brad

Lewis. O mundo todo se Meia Noite em Paris [Comédia] transforma numa pista de corrida quando o superastro Relâmpago McQueen volta à ação, com seu melhor amigo Mate, para reunir os melhores e mais velozes do planeta neste novo capítulo eletrizante da saga de Carros. Mate e McQueen precisarão de seus passaportes ao se verem em um mundo de intrigas, emoção e cômicas fugas aceleradas ao redor do planeta. Manaíra 8: 14h, 16h20 e 18h40. Tambiá 4: # Preços 13h20, 15h15 e 17h10. QUALQUER GATO VIRA-LATA (Brasil, 2011). Comédia. Duração: 98 min. Classifcação: 12 anos. Direção: Tomas Portella, com Cléo Pires, Dudu Azevedo, Rita Guedes, Malvino Salvador. Tati gosta de Marcelo e tenta demonstrar seu amor, mas só consegue afastá-lo. Ao assistir uma palestra do professor Conrado, que desenvolve um guia de sedução a partir de Darwin, ela decide aplicar a teoria polêmica no seu relacionamento. Tudo vai bem até que o professor também se apaixona por ela. Manaíra 7: 13h45. KUNG FU PANDA 2 (Kung fu panda: The kaboom of doom, EUA, 2011). Gênero: Animação. Duração: 90 min. Dublado. Classificação: Livre. Direção: Jennifer Yuh. Po agora é Dragão Guerreiro, protegendo o Vale da Paz juntamente com os Cinco Furiosos, seus amigos e colegas mestres do Kung Fu. Porém, surge um vilão que planeja usar uma arma secreta e impossível de ser detida para conquistar a China e destruir o Kung Fu. Po terá de rever seu passado e descobrir os segredos de suas misteriosas origens e, assim, conseguir revelar a força que necessita para vencer. vencer. . Tambiá 1: 14h e 15h40.

Divulgação

BOX Cinema Manaíra - Segunda-feira: R$ 11 e R$ 5,50. Quarta-feira: R$ 11 e R$ 5,50. Terça e quinta-feira: R$ 13 e R$ 6,50. Sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 18 e R$ 9. Salas 3D - Segunda a quinta-feira: R$ 22 e R$ 14. Sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 24 e R$ 12. Informações: 3268-5454/21066311. MULTIPLEX Tambiá - Segunda e quartafeiras: R$ 8 e R$ 4. Terça e quinta-feira: R$ 10 e R$ 5. Sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 12 e R$ 6. Sala 3D - Segunda e quarta-feira: R$ 15 e R$ 7,50. Terça e quinta-feira: R$ 13 e R$ 6,50. Sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 18 e R$ 9. Informações: 3214-4020. CINESPAÇO Mag Shopping - Sexta-feira a domingo e feriados: R$ 17 e R$ 8,50. Segunda, terça e quarta (exceto feriados): R$ 12 e R$ 6. 5ª Cinematográfica (exceto feriados): R$ 7 (preço único). Sala 3D Sexta a domingo e feriados: R$ 24 e R$ 12. Segunda, terça e quarta (exceto feriados): R$ 20 e R$ 10. 5ª Cinematográfica (exceto feriados): R$ 10 (preço único). Informações: 3048-1140.

SE LIGUE! Mudanças de última hora na programação são de responsibilidade exclusiva dos exibidores.

SERVIÇO

l Funesc [3211-6280] l Mag Shopping [3246-9200] l Shopping Tambiá [3214-4000] l Shopping Iguatemi [3337-6000] l Shopping Sul [3235-5585] l Shopping

Manaíra (Box) [3246-3188] Sesc - Campina Grande [3337-1942] l Sesc - João Pessoa [3208-3158] l Teatro Lima Penante [3221-5835 ] l Teatro Ednaldo do Egypto [3247-1449] l Teatro Severino Cabral [33416538] l Bar dos Artistas [3241-4148] Galeria Archidy Picado [3211-6224] l Casa do Cantador [3337-4646] l


19

A UNIÃO João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

>>> MÚSICA > Estação Cabo Branco

Orquestra de Violões faz concerto hoje Foto: Felipe Gesteira

Apresentação faz parte da programação do terceiro aniversário da ECB

A Orquestra de Violões foi criada em maio de 1992 pelo maestro Gladson Carvalho nova fase da orquestra que, desde então, está em plena e constante atividade, realizando concertos, participando de importantes eventos musicais, entre outras atividades. Dessa forma, a OVPB continuou a fomentar a prática orquestral na área violonística e a estimular o desenvolvimento musical dos indivíduos, a partir de um repertório eclético que favoreça uma prática interpretativa ampla e diversificada. Uma das novidades em destaque é que a Orquestra realizou, no ano de 2008, uma série de programas em parceria com a

Rádio Tabajara FM, apresentado todas as últimas sextas feiras dos meses de janeiro, fevereiro e março pela maestrina Carla Santos e seu Assistente Cyran Costa. Nesse programa, intitulado ‘Canto das Cordas’, a Orquestra de Violões da Paraíba interpretou obras de compositores diversos, com temáticas e repertórios diferenciados. No concerto de hoje, a OVPB executará canções nacionais e internacionais de compositores como Edu Lobo, Michael Praetorius, Tom K, Rogério Borges, Villa Lobos, Piazzolla, Beatles, Pinxinguinha, Luiz Gonzaga, Ernesto de

A história do eletricista mineiro Jean Charles de Menezes, interpretado pelo ator Selton Mello, é o tema do filme de Goldman. Residente em Londres, Jean ajuda na chegada de sua prima Vivian à Inglaterra, onde já vive com Alex e Patrícia. Muito comunicativo, Jean conhece muita gente e se envolve em várias situações. Em 22 de julho de 2005, ele é morto por agentes do serviço secreto britânico no metrô local, confundido com um terrorista. O

#Cena Aberta

Palco

cultura.auniao@gmail.com

Cartaz de Cinema abre inscrições

Estão abertas as inscrições para a 1ª Mostra Cartaz de Cinema do Novíssimo Audiovisual Nordestino, do portal Cartaz de Cinema. O evento - sem cunho competitivo, mas itinerante foca vídeos e filmes de curta e micrometragens produzidos por jovens realizadores do Nordeste, seja em atividades acadêmicas, associações comunitárias, ONGs, pontos de cultura, oficinas, cursos ou de forma independente. Os interessados podem enviar seus trabalhos até o dia 29 deste mês - caso prefiram postar pelo correio - e até 5 de agosto, pela internet. Os nomes dos selecionados serão divulgados até o dia 8 de agosto, no www.cartazdecinema.com.br. O edital e a ficha de inscrição estão disponíveis no site www.cartazdecinema.com.br.

Estão abertas as inscri ções para a segunda turma da Oficina de Palhaço 'Generosidade no Riso', que será ministrada por Diocélio Barbosa, a partir do próximo dia 25. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no CRC - Mangabeira. Informações pelos telefones (83) 3238-6793 e 87308183. A promoção é da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope). A oficina proporcionará ao participante um mergulho no universo lúdico dos palhaços, através do jogo da relação generosidade x riso, descobrindo, na humanidade e na seriedade do palhaço, a essência da "personagem" e, através de técnicas, as possibilidades do risível.

# SERVIÇO > Concerto: Orquestra de Violões da Paraíba > Data: Hoje, às 19h > Local: Auditório da Estação Cabo Branco > Entrada: Gratuita > Informações: 3214-8303 e 3214-8270

fato abala a vida dos primos, que precisam reconstruir a vida, ao mesmo tempo em que buscam por justiça. O projeto Estacine é desenvolvido através de uma parceria entre a Estação Cabo Branco e a locadora de filmes Ribalta. O projeto consiste na exibição de filmes com abordagens temáticas educativas e culturais, com destaque para produção brasileira. As exibições acontecerão sempre nos finais de semana até dezembro

de 2011, com programação anunciada na mídia de jornal, rádio, televisão e internet.

11h00 - Cantos e Contos 12h00 - Record Kids 12h30 - Tudo É Possível 16h30 - Programa do Gugu 20h30 - Domingo Espetacular 22h00 - A Fazenda 23h15 - Repórter Record 00h00 - Heroes 01h15 - Programação IURD

10h00 - Beach Soccer: Brasil X Uruguai 11h00 - Domingo Legal 15h00 - Eliana 19h00 - Roda a Roda Jequiti 19h40 - Sorteio da Tele Sena 19h45 - Programa Sílvio Santos 00h00 - De Frente Com Gabi 01h00 - Serie: Could Case/Arquivo Morto 02h00 - Série: Divisão Criminal/The Closer 03h00 - Série: A Sete Palmos/Arquivo Morto 04h00 - Encerramento

# SERVIÇO > Projeto:Estacine > Filme: Jean Charles > Data: Hoje, às 18h30 > Local: Estação Cabo Branco > Entrada: Gratuita > Informações: 3214-8303/32148270

# REDE TV

Eliana apresenta programa à tarde no SBT A Band exibe Nos Bastidores do Jogo Brito Jr. apresenta o reality ‘A Fazenda’

# BAND 05h45 - Espaço Vida Vitoriosa 07h00 - Mac Steel (Desenho) 07h30 - Ponto de Luz (Igreja Universal) 08h40 - Viver Bem 09h00 - Lugar Certo 09h30 - Don & Juan

# RECORD 07h15 08h00 10h00 10h30

- Desenhos Bíblicos - Record Kids - Correio Cidades - PB Tem (Fiep)

# SBT 05h59 - Abertura 06h00 - Cory na Casa Branca 06h30 - Aventura Selvagem (Reprise) 07h30 - Pesca Alternativa 08h30 - Vrum 09h00 - Centavos da Sorte 09h30 - Criadores e Cia

07h00 - Deus Te Quer Sorrindo 08h00 - É Notícia 09h00 - Centavos da Sorte 09h30 - Viver Bem 09h50 - TV Kids 11h00 - Manhã da Gente 11h50 - Clip Especial 12h00 - Se Liga no Pida 13h00 - Bola da Vez 14h00 - RedeTV Esporte Especial 17h00 - Olhar Digital 17h30 - Clip Especial 18h15 - Ritmo Brasil 18h45 - Belas na Rede 20h00 - Último Passageiro 21h00 - Pânico na TV 23h30 - Dr Hollywood 00h30 - É Notícia 01h30 - Bola na Rede 02h00 - Rede Verdade (Reprise) 02h40 - Cidade em Ação (Reprise) 04h00 - Rede

SE LIGUE! Mudanças de última hora na programação publicada nesta AGENDA são de responsibilidade exclusiva dos exibidores e organizadores dos eventos.

SERVIÇO

l Funesc [3211-6280] l Mag Shopping [3246-9200] l Shopping Tambiá [3214-4000] l Shopping Iguatemi [3337-6000] l Shopping Sul [3235-5585] l Shopping

Manaíra (Box) [3246-3188]

l Sesc - Campina Grande [3337-1942] l Sesc - João Pessoa [3208-3158] l Teatro Lima Penante [3221-5835 ] l Teatro Ednaldo do Egypto [3247-1449] l Teatro Severino Cabral [3341-6538] l Bar dos Artistas

[3241-4148] Galeria Archidy Picado [3211-6224] l Casa do Cantador [3337-4646]

Foto: Divulgação

CONTRA O TEMPO

#

Está não é a vida dele e ele não está no corpo dele. Quando o capitão Stevens (Jake Gyllenhall) acorda e se vê na pele de um homem que ele não conhece, descobre que está fazendo parte de um experimento criado pelo governo americano chamado de "Código Fonte". Eis o resumo de Contra o Tempo (Source Code), filme dirigido por Duncan Jones, com previsão de estreia no dia 29 deste mês, em João Pessoa.

Rumos Jornalismo prorroga prazo

#

Foramprorrogadasatéo dia 29 deste mês as inscrições para o projeto Rumos Jornalismo Cultural 2011-2012, uma iniciativa do programa Itaú Cultural que concede premiação a alunos e professores de graduação e pós-graduação de universidades brasileiras. Os contemplados recebem bolsa de apoio financeiro e participação em eventos, além de divulgação dos trabalhos selecionados. Para mais informações no endereço eletrônico http://itaucultural.org.br/.

Caminhos do Frio começa amanhã

#

A6ªediçãodoCaminhosdoFrio – Rota Cultural começa amanhã, com diversos espetáculos , em Bananeiras. A programação oferece shows da Orquestra Sinfônica da Paraíba, Camerata Arte Mulher, Diana Miranda, Paraíba Dixieland, Orquestra Paraíba Pop Jazz, Paraíba Jazz, Erick Von Shosten e Cida Lobo, entre outros. A secretária de Turismo de Bananeiras, Ana Gondim, defende que a programação consolide cada vez mais a ideia inicial do Caminhos do Frio, nos moldes de um festival de artes integradas, resgatando a cultura local e valorizando a cultura paraibana.

Fotos: Divulgação

>>> DESTAQUES A CABO

05h35 - Santa Missa com Padre Marcelo 06h35 - Sagrado 06h50 - Paraíba Comunidade 07h20 - Pequenas Empresas 07h55 - Globo Rural 08h50 - Fórmula 1: GP da Alemanha 10h50 - Auto Esporte 11h05 - Esporte Espetacular 12h25 - Aventuras do Didi 13h00 - Os Caras de Pau 13h50 - Temperatura Máxima: Carros 15h45 - Futebol 2011: Atlético MG x Vasco 18h00 - Domingão do Faustão 20h45 - Fantástico 23h05 - Domingo Maior: X-Men-O Confronto Final 00h55 - Sessão de Gala: Sob Suspeita 03h00 - Corujão

#

# Roteiro de TV 10h00 - Auto Motor Vrum 10h30 - Brasil Caminhoneiro 11h00 - Infomercial 12h00 - Auto+ 12h30 - Itaipava GT Brasil: Etapa de Curitiba 13h30 - Band Clássicos 14h00 - Band Esporte Clube 15h30 - Futebol 2011: Campeonato Brasileiro 18h00 - Terceiro Tempo 20h00 - The Phone: A Missão (Reprise) 21h00 - Domingo no Cinema: Correndo Perigo 22h45 - Acerto de Contas: A Desertora 23h30 - Canal Livre 01h00 - Show Business (Reprise) 01h45 - Cine Band: Nos Bastidores do Jogo 03h45 - Espaço Vida Vitoriosa

Ononbonbonb ob

GUIA

# GLOBO

Oficina do riso com Diocélio Barbosa

Nazaré, Ary Barroso, Genival Macedo e outros, além de canções de seu último CD, gravado com recursos do Fundo Municipal de Cultura (FMC).

Jean Charles está em cartaz no Estacine O filme Jean Charles, dirigido por Henrique Goldman, com Selton Mello, Daniel de Oliveira, Vanessa Giácomo e Sidney Magal, está em cartaz, hoje, às 18h30, na Sala de Audiovisual da Estação Cabo Branco - Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano, dentro do projeto Estacine, cuja programação está integrada às comemorações do terceiro aniversário da ECB. A entrada é aberta ao público, mas há senhas para apenas 38 pessoas, total de poltronas da sala.

#

U

m dos destaques da programação de aniversário de três anos de fundação da Estação Cabo Branco - Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano, em João Pessoa, é a Orquestra de Violões da Paraíba (OVPB), que fará novo concerto hoje, às 19h, no auditório da ECB, com entrada gratuita. A Orquestra de Violões da Paraíba foi criada em maio de 1992 pelo maestro Gladson Carvalho. Entre 1992 e 1997, a OVPB realizou concertos em várias regiões do Nordeste, inclusive pelo interior da Paraíba, além de gravar dois CDs inéditos, relançando um deles editado pelas Paulinas, ainda hoje vendido por todo Brasil e Europa, divulgando assim o nome e o potencial artístico e cultural do Estado da Paraíba. No ano de 1997, o grupo foi desativado. Entretanto, sob a coordenação e regência de Carla Santos e Cyran Costa, a OVPB reestreou em novembro de 2007, após dez anos ausente dos palcos paraibanos. O encantamento de sua reestreia, que superlotou uma das maiores salas de concerto da cidade, marcou a

John Travolta, Hugh Jackman e Halle Berry numa cena de A Senha

> > > A SENHA - O carismático espião Gabriel Shear deseja finan-

ciar ações antiterroristas. Ele precisa pôr as mãos em fundos ilegais que ficaram perdidos por 15 anos e se transformaram em 9,5 bilhões de dólares. Para isso ele precisa de Stanley Jobson, um hackers que está proibido de operar computadores e vive sozinho e sem dinheiro. A oferta de Shear para Jobson é de 100 milhões de dólares e possibilidade de conseguir a guarda da filha. SE LIGUE: Hoje, às 21h, no Warner

> > > REFÉM - Após uma tragédia pessoal, Jeff Talley pede demissão do

cargo de negociador de reféns e decide trabalhar como delegado numa pequena cidade. Mas ele é obrigado a voltar à ativa quando sua família é capturada por criminosos. SE LIGUE: Hoje, às 19h50, no MGM

> > > A ARCA DA ALIANÇA - Neste episódio, o arqueólogo e professor Shimon Gibson segue pistas que o levam na direção da Arca da Aliança, uma caixa sagrada revestida de ouro onde estão os dez mandamentos e, para alguns, o espírito de Deus. SE LIGUE: Hoje, às 23h, no National Geographic > > > UMA TURMA DO BARULHO - Calvin herda uma barbearia, onde pessoas se encontram para contar piadas e falar da vida alheia. Embora não queira dirigir o local, Calvin percebe como a barbearia era importante para seu pai e decide manter a tradição deixada por ele. SE LIGUE: Amanhã, às 23h45, no Telecine Fun


20 ○

A UNIÃO

Palco ○

Lado b ○

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

>>> LIVROS > Lançamento

Sonho de nuvens A incrível história de Ada Rogato, que cruzava os céus pilotando aviões Foto: Divulgação CR Editorial

Memória da heroína é resgatada em livro pela jornalista Lucita Briza > Roberto Godoy Agência Estado

A

menina Lucita ouvia sua mãe, Ada, relatar façanhas de uma outra Ada, a Rogato, brasileira que pilotava aviões, cruzava as montanhas dos Andes e pousava no gelo do Alasca - sempre sozinha, geralmente sem rádio, o recurso de comunicação mais avançado da época, a primeira metade do século 20. Feita jornalista, Lucita Briza decidiu que valia a pena resgatar a memória da heroína, nascida em 1910 e que só colecionou façanhas - até a morte, aos 76 anos, em 1986. O resultado é o livro Ada - Mulher, Pioneira, Aviadora. A pesquisa minuciosa da autora exigiu quase dez anos de trabalho. Na entrevista a seguir, Lucita Briza comenta o livro. Como foi a sua descoberta de Ada Rogato? Ada, que em vida se tornou um ícone da aviação, após sua mor-

Lucita quis retratar uma mulher corajosa, à frente de seu tempo te havia submergido no esquecimento. E eu queria retratar uma mulher corajosa, à frente de seu tempo. Saí então à procura de dados sobre ela, e eram muito poucos. Achei que era preciso resgatar essa história.

Rogato compreendia suas ações como plataformas da inserção da mulher? Ao ser indagada em 1941 - mais de 20 anos, portanto, antes do auge da campanha feminista - sobre quais atividades podiam ser chamadas de

femininas, ela foi taxativa: disse que eram as de "todos os setores da ação humana", sem que isso implique a perda da feminilidade. Quais foram as principais façanhas de Ada Rogato? Ela superou qualquer recorde masculino ao se tornar o primeiro piloto civil a pousar e decolar com avião de pequena potência (um Cessna de 90 Hp) no aeroporto então mais alto do mundo - o de El Alto, em La Paz (1952); e em 1956 foi o primeiro aviador a sobrevoar toda a selva amazônica num monomotor (o mesmo Cessna), sem rádio e sozinha. Antes disso, já havia sido pioneira entre as brasileiras a atravessar os Andes, em 1950, num reide de 11 200 km pelo Paraguai, Argentina, Chile e Uruguai, num avião ainda menos potente: um Paulistinha de apenas 65 Hp. Em 1951, consagrou-se como a única aviadora do mundo, até então, a percorrer sozinha a extensa quilometragem de 51.064 km por todos os países e possessões da três Américas (exceto a Bolívia, para onde foi no ano seguinte), cruzando a linha do Círculo Polar Ártico em Fort Yukon, no Alasca, e voltando via Caribe. Também com seu Cessna atingiu em 1960 o outro extremo das Américas, tornandose a primeira mulher a chegar a Ushuaia, na Terra do Fogo, pilotando um avião.

Como ela era vista pela aviação militar brasileira? No início da carreira de Ada (1935), a aviação ainda engatinhava no País; o número de aviadores era pequeno e havia grande entrosamento entre os civis e os militares. O que só aumentou durante a Segunda Guerra Mundial, quando ela foi um dos pilotos civis que cumpriram voluntariamente missões de patrulhamento no litoral paulista. As partidas e chegadas de seus reides eram sempre presenciadas por altas autoridades civis e também militares. Foi a primeira mulher a receber o título de Piloto Honoris Causa da FAB. Você define Ada como um "pássaro solitário". Por quê? 'Pássaro' por voar e 'solitário' porque ela, ao contrário de outras grandes estrelas da aviação, desde seus primeiros circuitos sempre voou absolutamente só - sem ajudantes. Funcionária pública de função rotineira era muito dedicada ao trabalho. Realmente, no serviço público estadual ela começou como simples datilógrafa no Instituto Biológico (IB) de São Paulo em 1940 e nunca atingiu altas chefias. Ao encerrar carreira no funcionalismo, em 1980, era chefe de

seção - um cargo, digamos, de nível médio, embora fosse reconhecida como metódica, disciplinada e perfeccionista. Os momentos mais emocionantes de sua vida ela passou na cabine de seu avião. Como era a vida pessoal de Ada? Cedo, além de costura e bordado, aprendeu a pintar e a tocar piano. No piano que ainda existe, ela costumava dedilhar valsas vienenses, músicas de Chiquinha Gonzaga e até o Quem Sabe, de Carlos Gomes. Nos fins de semana era a estrela de acrobacias aéreas e saltos de paraquedas das festas aviatórias. Aproveitava para ganhar um extra fazendo táxi aéreo. À medida que sua fama ia crescendo, multiplicavam-se os convites para todo tipo de eventos. Gostava de frequentar confeitarias e de jantar após o cinema (adorava filmes românticos) em cantinas italianas com música ao vivo.

# SERVIÇO > Título: Ada - Mulher, Pioneira, Aviadora > Autora: Lucita Briza > Editora: C&R Editorial > Páginas: 307 > Preço: R$ 68

# Hildeberto Barbosa Filho Ernani Sátyro e poesia (II) "Todos nós temos os nossos heterônimos, claros ou ocultos"; "(...) Vistas do alto, como as cidades são simples"; "(...) Todos nós, afinal, somos ciganos"; "(...) Não adianta fazer truque com a poesia", e "(...) Cada terra no mundo tem seu grito". Eis alguns versos, colhidos ao acaso, na primeira parte de O Canto do Retardatário, único livro de poemas de Ernani Sátyro. Pautados em registro aforismático, a bem dizer, uma das linhas de força de sua dicção lírica, sugerem ângulos temáticos que me parecem centrais em toda coletânea. O sentimento telúrico e a evocação da infância como que fecham o circuito das motivações de 'Canto da Inquietação e das Cismas'. A segunda parte, 'Canto do Amor e da Mulher', sela a lírica amorosa e confessional. Os dois primeiros poemas ('Companheira' e 'Soneto'), dedicados a Antonieta, esposa do poeta, não temem o alto risco do lugar comum, ao qual não escapam os poetas inexperientes diante do tema do amor, segundo Rainer Maria Rilke, um dos mais difíceis e ardilosos da tradição literária. Ernani, valendo-se, no entanto, de um procedimento todo seu, isto é, o poema de enredo, exercita a gradação poética associada aos paradoxos semânticos, para ressaltar a fidelidade da companheira. "Aos ventos entreguei as minhas ânsias; / Os ventos passaram, as ânsias ficaram./ Aos mares entreguei as esperanças, / Que pelo menos nas cores são iguais: / As esperanças os mares as tragaram", dessa maneira se enuncia o eu lírico nos primeiros versos do poema, para, afinal, assim, concluí-lo: "Falei a meus amigos: / Tornaram-se inimigos. / Falei ao mundo: / O mundo se fechou. / Ficou só a companheira, que me disse: / - Vamos, nós, ainda temos força!". Em 'Soneto', por sua vez, numa alusão aos célebres versos de Machado de Assis a Carolina, o poeta emula com o

genial romancista, principalmente no segundo quarteto e no terceto final, com chave de ouro, alcançando solução estética surpreendente, senão vejamos: "É bem difícil, sabes, imitar / O ouro que jorrava aquela mina, / Mas, mesmo assim, bendigo a minha sina: / Se não sei fazer versos, sei amar. (...) Numa parte, porém, temos mais sorte: / O Mestre o seu amor louvou na morte, / O meu amor eu louvo ainda em vida". Nessa parte da obra, merecem destaque, sobretudo, pela exploração engenhosa do ritmo e da musicalidade, os poemas 'Teus Cabelos' e 'Louvação de Maria', assim como o pequeno "causo" poético, 'Maria Menina', bem ao modo de certos textos bandeirianos. Já em 'Canto da Solidão e da Morte', terceira parte do livro, prevalece o lirismo elegíaco, com toda sua tonalidade noturna e fúnebre. 'Rosa' me parece o poema antológico dessa seção, principalmente pelas redundâncias vocabulares e pelas imagens em contraste que o poeta elabora na tessitura do texto: "Rosa morreu! / Rosa na morte ficou mais bonita do que na vida. / Rosa no caixão ficou mais bonita do que no baile", e por aí vai, num crescendo metafórico e antitético que culmina nestes versos simples, porém, densos poeticamente: "Conheci Rosa / Botão-de-rosa desabrochando em mulher. / Rosa menos bela, / Mas Rosavida. / E não Rosa embelezada pela morte". No poema 'Solidão', há versos desconcertantes (típicos de Ernani Sátyro!) e ao mesmo tempo empáticos no seu expansivo sentimento humanitário. Observem-se: "(...) Se morrer minha mulher, / Arranjo outra, / Embora outra não me saiba tanto. / Se morrerem meus filhos, / Procurarei outros filhos, / Ainda que sejam filhos dos outros". É ainda nesta parte que me deparo com a escrita lapidar e fulminante deste verso: "Ninguém sabe morrer". Finalmente, a quarta parte,

'Canto dos Poemas de Circunstância', com dois longos textos: 'A Pedra', ainda à Manuel Bandeira, espécie de poema extraído de notícias de jornal, porém cotejado com o 'No Meio do Caminho', de Carlos Drummond de Andrade, e 'Cadeiras na Calçada'; 'Fragmentos do Passado e Imagens do Presente'. São poemas de versos prosaicos, com ritmo e tom de crônica, que brotam mais decerto do prosador, ou mesmo do couser, do que propriamente do poeta. Este, no entanto, se revela, no antológico poema 'A Manuel Bandeira', espécie de louvação pelos seus oitenta anos, e escrito, sem que o eu lírico abdique sabiamente da linguagem popular, com espontaneidade, graça, singeleza e bom humor. Citemos alguns versos: "Manuel, completas oitenta, / Mereces oitenta mil. / Bandeira maior que a tua / Só Bandeira do Brasil. (...) Daqui a oitenta mil, / Quando no céu tu chegares, / São Pedro vai te dizer / O que já disse a Irene: / Tu nem precisas bater, / Era só o que faltava, / Manuel, eu já te esperava! / Mas eu grito pra São Pedro: / "Santo, deixa de ambição, / Atrasa teu calendário / Porque Manuel não vai não". O Canto do Retardatário, assim como os romances O Quadro Negro e Mariana, as crônicas de Sempre aos Domingos e certos ensaios de exegese crítica respondem pelo perfil do escritor Ernani Sátyro, dando-lhe a justa medida do valor literário. Ocorre com ele o que ocorre com outros escritores que também foram políticos: no mais das vezes, os preconceitos ideológicos tendem a obscurecer a visão dos que se voltam para as suas respectivas criações estéticas. Penso, aqui, em figuras como José Américo de Almeida, Ivan Bichara Sobreira, José Sarney, Mário Palmério e Carlos Lacerda, autores, entre outros, que mereceriam uma recepção literária menos preconceituosa, mais desarmada e mais empática. > hildebertobarbosa@bol.com.brI


Geral

A UNIÃO

○ ○

> REDAÇÃO: 83.3218-6511

21 João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

auniaoredacao@gmail.com ○

○ ○ ○ ○

Morte de João Pessoa ainda guarda controvérsias

FOTO: Divulgação

> Hilton Gouvêa hiltongouvea@bol.com.br

Após 81 anos do assassinato do estadista, as versões do real motivo são desencontradas

O

advogado João Duarte Dantas e seu cunhado o engenheiro Augusto Caldas, acusados de matar o estadista João Pessoa, não se suicidaram, foram assassinados. Em 6 de outubro de 1930, dois meses e doze dias após o assassinato do então governador paraibano, seus corpos foram encontrados com as jugulares cortadas, dentro da cela que ocupavam, na casa de Detenção do Recife. Estudos recentes e mais aprimorados levam a acreditar na hipótese de assassinato, patrocinado por agentes Aliancistas, que conseguiram entrar na prisão. Esses e outros fatos do caso João Pessoa, surgiram muitos anos depois da morte do estadista paraibano cuja morte completa 81 anos na próxima terça-feira (26). São pormenores que dão outro entendimento a história. Principalmente no que se refere a Anaíde Beiriz que, segundo a imprensa, não passava de uma reles prostituta. Ao envenenar-se no Convento Bom Pastor, em Recife, deixou carta exigindo que seu exame pericial fosse revelado a todos. Para grande surpresa geral, a professorinha da Penha era virgem. Isto veio comprovar que ela nunca manteve relações sexuais com Dantas nem com ninguém. E se houve sexo entre eles, que pecado haveria de ter, se ambos eram solteiros e independentes? Anaíde conheceu Dantas quando tinha 23 anos. Para a sua época, era uma mulher "evoluída", pois defendia o direito do voto feminino - que não existia - bebia publicamente nos bares, participava de saraus e fumava publicamente, coisas que a sociedade da época não abonava no comportamento das mulheres. Alguns historiadores dizem que a desavença entre João Pessoa e João Dantas começou por causa de um irmão do segundo, Joaquim Dantas, que apesar de apolítico e cidadão pacato, foi preso e enviado para Piancó, onde passou 30 dias, confinado no Comando das Operações Contra Princesa. João Dantas telegrafou a João Pessoa, responsabilizando-o por qualquer dano físico ou moral que pudesse acontecer ao irmão. Oswaldo Trigueiro, em seu livro "A Paraíba na Primeira República", diz que "enquanto acontecia a polêmica, a polícia arrombou a casa de João Dantas - um sobrado da Duque de Caxias - a pretexto de procurar armas (que não foram encontradas)". Esta ação policial foi ruidosamente noticiada pela imprensa. E João Dantas prometeu vingança. Sentindo-se perseguido, foi morar uns tempos no Recife.

]

> EDITOR: Neide Donato > E-MAIL: neidedonato@gmail.com > TWITTER:@Neidedonato

Alguns historiadores dizem que a desavença entre João Pessoa e João Dantas começou por causa de um irmão do segundo

Na próxima terça-feira (26) faz 81 anos que João Pessoa foi assassinado, em Recife

n ...

Crime teria motivos pessoais

A invasão da Casa de Dantas ainda repercutia, quando João Pessoa anuncia uma viagem a Recife, realizada no dia 26 de julho de 1930. A imprensa se encarregou de publicá-la. Apesar de anunciar que voltaria breve, deixou em seu lugar o vicegovernador Álvaro de Carvalho e dispensou a companhia de seu irmão, Oswaldo. Em outras versões cita-se que Pessoa teria ido ao Recife encontrar-se com a cantora lírica Cristina Maristany, de quem era fã e que teria comprado um anel para ela, na Joalheria Krause. Uma das versões do caso dá conta de que Dantas estava a bordo de um bonde, que vinha de Olinda para Recife, quando leu no jornal sobre a chegada do governador. Dantas desceu do bonde, voltou à casa do cunhado Augusto e se armou de um revólver. Já em Recife, percorreu várias ruas até ver o automóvel do Governo da Parahyba estacionado na esquina da Rua Nova com a Abreu e Lima. Imediatamente raciocinou que o governador paraibano estava na Confeitaria Glória, na época o "point" recifense de políticos, artistas e intelectuais. João Pessoa tomava chá despreocupadamente, na companhia dos amigos Agamenon Magalhães e Caio Abreu. João Dantas reconheceu Pessoa e caminhou em sua direção, anunciando: "Eu sou João Dantas". Em seguida disparou três tiros, acertando dois em João Pessoa. O primeiro tiro falhou. Os dois seguintes acertaram o alvo. Levado para uma farmácia perto da Confeitaria Glória, o governador morreu. Trigueiro diz "que os fatos já narrados não justificam o crime,

mas o explicam como fruto de uma questão pessoal". Depois de necropsiado e embalsamado, o cadáver de João Pessoa desfilou em carro aberto por dois dias, nas ruas do Recife. Depois veio para a Parahyba, onde permaneceu igual tempo. Iria ser enviado para o Rio de Janeiro, em avião, no dia 31 de julho, cinco dias após a sua morte. Mas foi colocado a bordo de um navio, por simpatizantes liberais, talvez com o propósito de coincidir com a chegada do presidente eleito Júlio Prestes, que estava de viagem pela Europa. Impressionado com as grandes multidões que acompanhavam o cadáver de João Pessoa, o jornalista Barbosa Sobrinho observou: (...) "João Pessoa vivo foi uma voz contra a Revolução. Morto, foi o verdadeiro articulador do movimento revolucionário". Adimalzir Matos Maia, professor aposentado da Universidade Federal do Rio de Janeiro, admite que "a morte de João Pessoa deu início a um movimento armado no Brasil contra a posse do presidente eleito Washington Luís e favorável à subida de Getúlio Vargas ao poder". Segundo Sobrinho, "naquele momento morria a República Velha e nascia a República Nova". O historiador Welington Aguiar garante que a viagem de João Pessoa tinha por meta liberar um carregamento de armas, que chegaria ao porto do Recife e, que corria o risco de ser apreendido pelas autoridades federais. Por isso ele foi visitar o amigo Francisco Tavares da Cunha Melo, juiz federal, que estava internado no Hospital Centenário. Nesse ínterim, o navio Muniz Freire, da Marinha Brasileira, percorria o Lito-

ral a fim de identificar a embarcação e as armas, camufladas em embalagens de conservas. João Pessoa queria saber de Tavares uma opinião que permitisse a liberação das armas via justiça, caso fossem apreendidas. Essas armas seriam para combater o levante de Princesa, declarada "território independente", não submetido aos comandos do governo provincial da Paraíba. É Aguiar quem também fornece detalhes sobre o assassinato de João Pessoa: "Dantas pegou o seu revólver, um Colt calibre 22 e se dirigiu para o local onde poderia encontrar João Pessoa. José Otávio de Arruda Mello diz que "a história do bonde e de voltar à casa do cunhado, não existiu, porque o assassino de João Pessoa andava armado". Outra versão histórica dá conta de que o envolvimento de Augusto Caldas, o cunhado de Dantas no crime, foi porque ele teria visto João Pessoa e ligado para Olinda, a fim de avisar a Dantas. O crime mais famoso cometido contra um paraibano ilustre, apesar de ter ocorrido há 81 anos, ainda desperta controvérsias. A morte de João Dantas e de seu cunhado, dentro de uma cela na Casa de Detenção do Recife, já é admitida como homicídio. Outros historiadores afirmam que Augusto cortou a garganta de Dantas e depois a própria. Depoimentos de vizinhos de celas e do fotógrafo francês Louis Pierreck, mudaram tudo. Fala-se que Pierreck foi obrigado a tirar novas fotos, com os corpos em diferentes posições, para simular briga corporal entre Dantas e o cunhado. Dias depois, o francês suicidou-se, talvez amargurado por ser forçado a mentir. Em seu cofre foi encontrado um envelope com as verdadeiras fotos da cena do crime.


Resgate

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

22

A UNIÃO

Geral ○

>>> DISCURSO > O parlamentar comenta o atentado do dia 1º de maio

O

Sr. Ernani Sátyro (PDS PB). (Como líder. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Srs. Deputados, não há como fugir do assunto que, nesta hora, prende a atenção de todas as camadas da sociedade brasileira e, por consequência, também do Congresso Nacional, e que tem sido neste plenário, objeto dos mais diferentes comentários, ora justos, equilibrados, ora apaixonados e injustos. De minha parte. Sr. Presidente, estou solidário com aquelas vozes que se levantam para manifestar a sua confiança na ação do Sr. Presidente da República, na certeza de que cumprirá, como sempre, a palavra empenhada, do mesmo modo que se vem esforçando para fazer o que prometeu, isto é, fazer do Brasil uma democracia, consequentemente, tomando todas as atitudes e praticando todos os atos coerentes com este compromisso. Ao mesmo tempo, Sr. Presidente, participo da indignação nacional, da repulsa de todos os homens de consciência e, por que não dizer, também de espírito democrático e até humanitário, contra todo e qualquer atentado terrorista, parta ele de onde partir, venha de onde vier, como aquele do Riocentro, no Rio de Janeiro, no dia 1 º de maio corrente. Só não posso concordar, Sr. Presidente, é com atitudes precipitadas, irrefletidas e injustas daqueles que pretendem forçar o Presidente Figueiredo, antes de estar de posse dos elementos necessários para um julgamento, a demitir a ou b, ou a fazer punições que até certo ponto não são de suas atribuições, porque todos nós sabemos que é ao Poder Judiciário que cabe, em última análise, penalizar aqueles que infringem a lei. As providências a cargo do Sr. Presidente da República são, sim, aquelas de natureza administrativa. As providências do Sr. Presidente da República constituem a prática de atos seja de demissão, seja de remoção, seja de prisões do ponto de vista disciplinar, de acordo com a legislação em vigor no país. O SR. JG DE ARAÚJO JORGE - V. Exª. me permite um aparte? O SR. ERNANI SÁTYRO - Darei a V. Exª. o aparte, mas antes quero concluir esta parte das minhas considerações. Não é possível, em situação dessa natureza, proceder sem a necessária dose de prudência, mesmo porque é curial, é elementar em Direito que ninguém pode ser julgado sem provas, que ninguém pode ser punido sem elementos comprobatórios de culpa. E isso, que é um preceito não apenas do Direito de todos os povos cultos, na área do Direito Constitucional, do Direito Penal, isso há de ser levado em conta pelo Sr. Presidente da República e pelas autoridades às quais incumbe qualquer decisão sobre a matéria. Louvo, nos elementos mais responsáveis da Oposição, a atitude com que manifestaram ao Sr. Presidente o seu apoio e a sua confiança na condução das providências que lhe cabem em relação ao triste episódio do Riocentro. Do mesmo modo - e mesmo sem citálo nominalmente - não posso deixar de manifestar a minha inconformidade com aqueles que, neste plenário, ao invés de procurarem defender os legítimos direitos humanos, ao invés de contribuírem para a paz e harmonia da sociedade brasileira, para a punição dos culpados, intentam criar um am-

Sátyro critica ato terrorrista no Rio

FOTO: Divulgação

Um militar morreu com a explosão de uma bomba e isso enfraqueceu ainda mais o governo militar

biente de fermentação, um ambiente de trepidação dentro do Congresso Nacional, o que em nada favorece a apuração da verdade, objetivo de todos.

O carro que estava lá desapareceu, ninguém sabe quem era o seu proprietário, por que estava, se havia outras bombas ou não. A imprensa noticiou, a TV também, e o inquérito está tomando características de inquérito O SR. AUDÁLIO DANTAS - V. Exª. me policial militar sigiloso e, em nome jusconcede um aparte? tamente da segurança, está deixando a opinião pública intranquila e está O SR. ERNANI SÁTYRO - Oportuna- deixando inseguro o país. Evidentemente. Antes, pretendo concluir esta mente, desejar-se-ia que o inquérito parte de minhas considerações. De an- fosse às claras, fosse aberto. O fato é temão, peço àqueles a quem conceder da maior gravidade. Bombas exploapartes que sejam breves, como é do dem e atingem dois elementos ligados Regimento e da tradição antiga destar ao DOI-CODI, militares vinculados ao Casa. O aparte é uma intervenção bre- I Exército, e bombas levadas num carve, é apenas um esclarecimento ligeiro, ro para uma reunião pacífica, que não não pode ser nunca um discurso para- estava sendo devidamente policiada, lelo, que tome o direito que o orador porque a fiscalização cabia à Polícia tem ao seu tempo Militar e não à Polícia na tribuna. do Exército. Aquilo Sr. Presiali não era um codente, dentro mício político, era desses pressuuma reunião de postos e dentro arte, era um show Aquilo ali não era um desse ponto de artístico. A presenvista, o que me ça desses militares comício político, era cabe dizer é que do DOI-CODI e do uma reunião de arte, não tenho dúviI Exército e a bomda de que a parba explodindo era um show artístico te desapaixonacomo explodiu nas da da Nação mãos deles, lembrasileira, a parbra-nos o linguajar te isenta do nospopular: a bomba so povo - e não apeexplodiu na sua mão. nas aqueles que apoiamos o Presidente João Baptista Figueiredo, que contiO SR. ERNANI SÁTYRO - Agradeço a nuamos com confiança plena na sua V. Exª. o aparte e a ele respondo nos ação - não poderia solicitar nem dese- seguintes termos. Em primeiro lugar, jaria nunca solicitar a S. Exª. e muito quando falei em Poder Judiciário, fimenos exigir de S. Exª. atos precipita- cou bem claro das minhas palavras dos em relação ao episódio que todos que a esse Poder me referi no que diz lamentamos. respeito às consequências finais do Concedo agora o aparte ao nobre que for apurado neste inquérito. AbDeputado JG de Araújo Jorge. solutamente, não procurarei pregar a omissão das autoridades executivas naO SR. JG DE ARAÚJO JORGE - Está V. quela parte que a elas é atinente, como Exª. pedindo prudência, cautela e está seja, os inquéritos policiais, como seja, atribuindo competência à Justiça para os laudos periciais, como seja, os atos decidir sobre essa matéria. Há de reco- de demissão porventura necessária ou nhecer V. Exª., no momento em que usa de remoção deste ou daquele funcionáda palavra, que o rumo que o inquérito rio. Este é um ponto que quero deixar está tomando é justamente de inquérito bem claro. Seria uma ingenuidade de sigiloso, inquérito policial militar. Todos minha parte pretender que nesta altuos dados e elementos que de pronto surgi- ra, já estivéssemos aguardando as proram e que a imprensa noticiou estão vidências do Poder Judiciário, embora sendo escamoteados da opinião pública. de certa maneira as autoridades policiais

]

]

pertençam também ao corpo judiciário, como auxiliares. Quem faz um inquérito administrativo de qualquer natureza, um inquérito policial, o está fazendo a serviço da Justiça, tanto que os inquéritos servem de base às denúncias, de acordo com a processualística brasileira. Em segundo lugar, concordo com aqueles que sustentam que o povo tem o direito inalienável de ser esclarecido, de conhecer os resultados das investigações, da perícia, dos depoimentos, de tudo que possa resultar de um inquérito, qualquer que seja a sua natureza - policial militar, ou policial comum. Mas, quanto ao resultado, no entanto, as diligências sigilosas também são previstas na legislação. Não é possível, numa fase em que se tem de investigar tanta coisa, que logo se abram os autos do inquérito para que todos os dias a imprensa noticie o que está acontecendo. Não é essa uma exigência legal e muito menos constitucional. Por conseguinte, o sigilo do inquérito policial militar encontra respaldo na lei. É claro que esse sigilo tem um limite e há de chegar o momento em que o povo, a opinião pública, a imprensa, o Congresso, todos nós haveremos de saber qual o resultado das investigações. Tem o aparte o nobre Deputado Audálio Dantas. O SR. AUDÁLIO DANTAS - Nobre Deputado Ernani Sátyro, folgo em concordar com V. Exª. quando enfoca este assunto do ponto de vista da Justiça, da defesa dos direitos da pessoa humana, no sentido de que ninguém deve ser previamente julgado sem o necessário processo. Concordo com V. Exª. nesse particular e digo que gostaria que, efetivamente, assim fosse em nosso país. V. Exª. como jurista, sabe muito bem que durante vários anos não se teve o mínimo de respeito por esses princípios que V. Exª. defende neste momento com convicção. V. Exª. diz que os atos de terrorismo que se praticam no país, nos últimos tempos, e principalmente o último, da semana passada, colocados de maneira exacerbada, não contribuem. Acho, nobre Deputado, que o que contribui é usarmos a tribuna desta Casa, pois nos resta, ainda, a possibilidade de protesto, e que esse protesto seja ouvido, porque ele não é apenas nosso, mas também daqueles a


23 ○

Geral

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

>>> DISCURSO > Sátyro diz que apesar dos erros, a revolução era necessária

“Não me envergonho de ter sido revolucionário” O

Sr. Ernani Sátyro - Muito obriga do. V. Exª. concorda com o meu ponto de vista quando fala nesse respeito à intervenção do Poder Judiciário, no momento exato, quanto à apreciação de qualquer crime que se verifique no País. Por conseguinte, de certo modo, eu disse o óbvio e com o óbvio V. Exª. concorda. Mas V. Exª. não perdeu a oportunidade de se referir a fatos passados, de se referir, embora brevemente, a instantes em que esses princípios não tenham sido porventura respeitados e obedecidos. Mas V. Exª. aí não traz nenhuma novidade. V. Exª. não traz absolutamente novidade alguma porque os homens responsáveis pela Revolução - e eu, como modesto adepto desta Revolução - nós nunca negamos aqui que essas situações anormais que implicam a quebra de uma estrutura legal, constitucional, existissem e em todas elas se praticassem erros, abusos, mas que também, embora com certo constrangimento para muitos de nós, se praticaram atos necessários à própria salvação nacional. Esta Revolução, tão malsinada por V. Exª., evitou que o Brasil caísse no caos, dominada pelo comunismo ou pela anarquia, porque a quebra de hierarquia, o desrespeito de todos os princípios de disciplina estava na rua. Por conseguinte, quaisquer que tenham sido os possíveis pecados desta Revolução, eu costumo dizer que não me envergonho de ter sido revolucionário. Ela não é uma Revolução envergonhada; ela cumpriu um papel histórico e ninguém arranca os nossos faustos. Daí por que não serão estes ou aqueles maiores ou menores deslizes, estes ou aqueles maiores ou menores erros que hão de contribuir para que se lavre historicamente uma sentença contra a Revolução, porque esta sentença, quando passarem todas as paixões, de um lado e de outro, será favorável à Revolução de 31 de março de 1964. Concedo o aparte ao nobre Deputado Antônio Mariz. O SR. ANTÔNIO MARIZ - Nobre Deputado Ernani Sátyro, quando as oposições manifestam solidariedade ao Presidente da República, estão na convicção de que S. Exª. agirá, no Governo, administrativamente e politicamente, porque ambas as atribuições são inerentes ao exercício e à função da Presidência da República. Evidentemente, os inquéritos policiais e a posterior ação do Governo ao levar documentos à Justiça constituem atos administrativos. Mas é preciso ver o aspecto político da ação do Governo que se impõe. Há uma conotação política evidente nos atos de terrorismo, nos atentados terroristas que se verificaram no Rio de Janeiro. E é preciso avaliar a responsabilidade das autoridades que têm sob o seu comando ou sob sua jurisdição os autores desses atos. A opinião nacional está convencida de que soldados do I Exército foram os autores materiais. Se são ou não, o inquérito o dirá. Mas essa é a convicção nacional. Ora, na medida em que o Governo silencia, se omite e não assume politicamente as suas responsabilidades, ele permite que se tisne a própria dignidade da Presidência e das Forças Armadas. Para este aspecto é que enfatizamos a necessidade da ação pronta, urgente e eficaz do Presidente da República. O SR. ERNANI SÁTYRO - Obrigado a V. Exª. Longe de mim, Sr. Presidente, a pretensão de tirar dos nobres representantes da Oposição o direito de falar, com maior ou menor veemência, a respeito desses acontecimentos. Se há uma coisa elementar numa casa legislativa e, por conseguinte, neste plenário, é o direito de cada um, dentro dos limites legais e regimentais, dentro do bom comportamento parlamentar, de usar livremente a sua palavra. Mas nós também temos o direito de reclamar contra as diatribes, contra as acusações injustas, contra as denúncias. E nós somos coerentes. Quem não está sendo coerente é a Oposição, porque, enquanto se vê em todos os jornais que em todas as reuniões essas Oposições dão ao Sr. Presidente da República o necessário apoio para a punição dos culpados - não direi até a punição dos culpados, mas a averiguação da verdade do que aconteceu - outras vozes, contraditoriamente, aqui vêm para exigir que o Presidente da República demita logo o Comandante do I Exército, que o Presidente diga que o Sargento e o Capitão são culpados, quando, em última análise, isso não é atribuição do Presidente da República. O SR. ISRAEL DIAS NOVAES - Permite V. Exª. um aparte? O SR. ERNANI SÁTYRO - V. Exª. já teve apartes suficientes. Agora vou conceder um aparte

ao nobre Deputado Djalma Bessa, meu eminente Líder, que, neste momento, ocupa o microfone. O SR. ISRAEL DIAS NOVAES - Sem prejuízo do meu aparte?

FOTO: Divulgação

Resgate

A UNIÃO

O SR. ERNANI SÁTYRO - Sim, sem nenhum prejuízo. No momento oportuno concederei o aparte a V. Exª. Ouço o meu prezado amigo e velho colega Djalma Bessa. O SR. DJALMA BESSA - Meu prezado colega Ernani Sátyro, V. Exª. examina com muito equilíbrio e bom senso o episódio do Riocentro e se refere, com justa razão, à área administrativa, à área policial e ao Judiciário. Neste caso, se o Presidente da República agir precipitadamente poderá confundirse, pois um ato político seu poderá implicar numa pena ou condenação. O justo e razoável é que S. Exª. proceda com energia, mas também com moderação, para evitar que a pressa prejudique e condene um inocente. Congratulo-me com V. Exª., porque está colocando o fato nos devidos termos e analisando com justeza a ação do Presidente Figueiredo, que, na verdade, tem reiteradamente demonstrado, pública e notoriamente, o seu propósito de fazer deste País uma democracia e por, todos os meios à sua altura, colocar um fim no terrorismo. O SR. ERNANI SÁTYRO - Muito obrigado, Deputado Djalma Bessa, que muito me honrou com o seu aparte, do mesmo modo que me honraram os Deputados Antônio Mariz e Audálio Dantas, embora para me contraditarem. O Deputado Antônio Mariz referiu que este é um acontecimento político e que a ação do Sr. Presidente da República há de ser uma ação política. Concordamos. De um modo geral, tudo é política. Política, no seu sentido mais vasto, é a condução e a administração de qualquer procedimento humano: existe uma política agrícola, uma política econômica, uma política partidária, e o Supremo Chefe da Nação, por conseguinte, é o chefe da política nacional, no seu sentido mais alto, independente da sua própria vinculação partidária. Este é um episódio político, sim, embora lamentavelmente seja de natureza criminosa, e, portanto, dos domínios do Direito Penal, não tenhamos dúvida nenhuma. Mas tanto o Sr. Presidente da República está consciente do sentido verdadeiro e altamente político, ao lado das outras conotações, do caso, que ainda ontem, recebendo líderes empresariais brasileiros, pronunciou um discurso da mais alta inspiração política - política no sentido mais elevado da consciência do estado de espírito de um Chefe de Estado e as suas palavras, proferidas em confirmação a tudo quanto tem dito anteriormente, não podem deixar dúvidas quanto aos propósitos de S. Exª. Reafirmo apenas o que já disse no início, ou seja, que confio em que o Presidente Figueiredo cumprirá o seu dever no que depender de S. Exª, mas de acordo com o que for apurado preliminarmente, de acordo com os laudos, com as perícias, com as investigações, porque, do contrário, estaria agindo precipitadamente. Tenho o prazer de receber o aparte do nobre Deputado Israel Dias Novaes, pedindo a S. Exª que seja o mais breve possível para que eu tenha, pelo menos, o prazer de responder ao seu aparte. O SR. ISRAEL DIAS NOVAES - Não vou privar a Casa de ouvi-lo por três minutos, Deputado, pois usarei apenas um minuto, e acho que já é demasiado, em desfavor da cultura parlamentar de V. Exª. O SR. ERNANI SÁTYRO - Não apoiado! Sabe V. Exª que não está dizendo a verdade. O SR. ISRAEL DIAS NOVAES - Quero apenas dizer-lhe que não necessito reiterar o meu apreço pessoal à amizade que nos liga. Deputado Ernani Sátyro, no começo do seu discurso, V. Exª nos atordoou com repetição do pedido de que neste episódio tivéssemos, sobretudo, uma paciência exemplar e tolerância quanto às medidas apuradoras que se processam. Acho que até aí V. Exª faz muito bem. Todavia, a Oposição antecipouse a seu conselho, solidarizando-se com o Presidente da República. O primeiro orador a acorrer à tribuna, manifestando confiança no Presidente João Figueiredo, foi o Senador Saturnino Braga, da Oposição. Entretan-

O atentado foi em frente ao local onde aconteceria um show em homenagem ao Dia do Trabalho to, enquanto S. Exª se esforçava em manifestar sua integral confiança no Presidente, o Sr. Comandante do I Exército dava declarações precipitadas e levianas, em que prejulgava a natureza do episódio criminoso. Ainda mais, S. Exª prestava honras militares àquele que - tudo indica - era o autor frustrado de um terrível atentado à segurança popular brasileira. Estamos coerentes com V. Exª, quem não está é aquele elemento militar do Rio de Janeiro. Quando V. Exª não aceita que o Presidente se antecipe, digamos, não com uma punição, mas com uma medida preliminar - afastamos a ideia do Poder Judiciário, que V. Exª sabe que é lerdo, pois ontem o Sr. Maluf foi julgado sete anos depois de cometido o delito - devemo-nos recordar que o assunto está no meio militar e pode ser objeto de medidas militares. Em ocasião semelhante, em acontecimento muito parecido, o Presidente Geisel, que V. Exª tanto admira, tomou uma medida urgente: afastou o Comandante do II Exército, sediado no meu Estado, o General Ednardo de Melo. As situações se parecem. Não estamos pedindo ao Presidente que seja injusto ou precipitado como parece ter sido o Comandante do I Exército, mas que S. Exª, na medida do possível, urja nas suas providências, porque o tempo trabalha para os terroristas. O SR. ERNANI SÁTYRO - V. Exª se refere ao Senador Saturnino Braga, que, realmente, fez um pronunciamento equilibrado. Mas isto vem apenas ressaltar a falta de equilíbrio de outros discursos que aqui se produziram, a falta de serenidade, a precipitação, a injustiça, o que não contribui, absolutamente - sabe V. Exª, homem culto e inteligente que é - para a melhor solução, que é o descobrimento da verdade. Fique, portanto, ressaltado que o sentido da minha presença nesta tribuna é este: o de me solidarizar com todos aqueles que no Congresso Nacional protestaram contra o inominável atentado, qualquer que tenha sido seu autor; com aqueles que se solidarizam com o Presidente da República e manifestaram a sua confiança na ação de S. Exª. Termino, Sr. Presidente, lendo, para que conste dos Anais, o discurso proferido ontem pelo Sr. Presidente da República, que, mais uma vez, vem mostrar a sua fidelidade aos compromissos assumidos perante a Nação: "Doutor Albano Franco, senhores membros da Confederação Nacional da Indústria, senhores presidentes das Federações. "Eu agradeço as palavras que acabo de ouvir do Dr. Albano Franco, palavras de incentivo, palavras de apoio, palavras encorajadoras, mas devo confessar, antes de mais nada, que a alteração no decreto a que alu-

diu o Dr. Albano Franco foi devido a que eu mesmo, relendo o que havia assinado, cheguei à conclusão de que razões havia para inquietação entre os Senhores, porque a redação de fato dava margem a outras interpretações que não eram a minha intenção. Daí porque me apressei a falar com o ministro-chefe da Casa Civil, dizendo que, de fato, o que tinha ouvido de alguns empresários, inclusive da voz do próprio Dr. Albano Franco, me levava à conclusão de que a redação não estava boa, e que era preciso colocar a nossa ideia com a interpretação inicial que nós queríamos ter dado. "Devo confessar aos Senhores que o erro não foi do Governo, o erro foi meu, porque levei o decreto para casa e o li várias vezes e dessas leituras não me ficou essa interpretação. Só depois de alertado pelos empresários é que eu cheguei à conclusão de que estava errado. Daí porque os Senhores não têm nada o que me agradecer; eu apenas reconheci que a redação não estava boa e resolvi, então, completar, já que ia alterá-lo, completar dando a ideia que foi a disposição inicial que tive com meus homens de Governo. "Quanto ao outro aspecto que o Dr. Albano Franco se referiu, de fato, ainda me é mais acalentador saber que eu tenho o apoio dos Senhores. Não é a primeira vez nem será a última que repito, e já o fiz várias vezes, que eu não aceito a violência. Apesar do meu temperamento imperativo, reconheço, eu normalmente não sou um homem violento e não sou um homem que gosta de discutir pela violência. A violência, para mim, é a guerra. E eu não aceito, apesar de soldado, eu não aceito a guerra em tempo de paz. Nós temos procurado desde o início a paz, a participação dos espíritos na sociedade brasileira. "Alguns elementos teimam em não aceitar a pacificação. Teimam em copiar exemplos extra-fronteiras. Teimam em apresentar apenas como argumento a barbárie, o crime, a hediondez. E teimam, porque teimam, porque outros argumentos não têm para apresentar, impingir à Nação a ideia de que são capazes de deter o Governo, naquela determinação de normalizar politicamente o País e de pacificar os espíritos. "Repito, o que já disse uma vez: se dificuldades sentem na minha presença na chefia do Governo, que tratem de acertar a pontaria das suas bombas, porque enquanto eu permanecer vivo hei de persistir na busca daquele objetivo que me fez romper o meu procedimento de mais de trinta e tantos anos de serviço ao Exército e tomar parte na Revolução de 64. Mais do que nunca estou convencido de que razões as tinha, como cidadão e como soldado, para tomar a atitude que tomei a 31 de março de 64." Era o que tinha a dizer.


Resgate

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011

24

A UNIÃO

>>>JORNAL DE HONTEM

Geral ○

# Fernando Moura

fernandomoura.pb@gmail.com

A pedra, o altar e a santificação do

“Homem-Deus” E

studantes e servidores públicos adoram o dia 26 de julho. Feriado estadual, quase ninguém se lembra, porém, que a data marca a passagem da morte do "presidente" (governador) João Pessoa, que normalmente recebe alguma homenagem promovida pelo Governo do Estado, ao pé do monumento na praça homônima ou no mausoléu erguido ao lado do Palácio da Redenção. Programação protocolar, já teve ocasião em que o jornalista Abelardo Jurema (descendente e ardoroso defensor do mito) cobrou publicamente algum posicionamento formal às vésperas do evento, não deixando que os órgãos oficiais esqueçam de manter acesa a chama do pessoismo - que este ano registra a passagem do 80o ano do ritual comemorativo. Se hoje há displicência nas homenagens, resultante da letargia coletiva em reverenciar seus personagens históricos, em 1931, na passagem do primeiro aniversário de morte do "martyr", não apenas a Paraíba, mas todo o país, ungiu o personagem mitificado ao patamar da santificação. Mais que "heróe", vira símbolo cívico (e peça de propaganda getulista) da república liberal. A data marcaria "(...) o desfecho de um episodio épico e o inicio de uma glorificação merecida", como deixaria registrado Getúlio Vargas, em telegrama de exaltação publicado pela A União na edição especial de 32 páginas, em 26/7/31. Na conclusão da mensagem, o tom messiânico que dominaria o noticiário da ocasião: "Do primeiro anniversario do seu sacrifício é dever render-lhe o culto devido aos grandes homens e exautar-lhe a memoria, fazendo da sua nobre atitude um autêntico símbolo cívico, digno da veneração do Brasil renascente". Como reforço na intenção, decreta a data feriado nacional. Na Paraíba, uma comissão de altas personalidades programa mais de uma semana do que definiram como "A Grande Commemoração". Nove dias, de 19 a 27 de julho, de intensas atividades, incluindo a inauguração da Praça do Trabalho ("Praça da Pedra"), cujo obelisco de pedra maciça, de 22 toneladas, teve que ser removida da estação da Great Wester, pela Rua da República, por 1.000 trabalhadores voluntários. O ápice seria nesse período, mas desde a morte de João Pessoa, todo dia 26, de cada mês, eram celebradas missas, ministradas conferências, realizados atos públicos e uma série de movimentações, oficiais ou não, relembrando a tragédia e "abastecendo" a massa de elementos motivacionais para a consolidação da Revolução de Outubro, em plena marcha estruturante. Para garantir a assistência, o interventor Anthenor Navarro, através do decreto 138 (17/07/31), estabelece no primeiro artigo: "O expediente das repartições públicas da capital do estado passará a ser, no período de 19 a 27 do corrente mês, de 8 às 12h, nos dias uteis, não fuccionando os estabelecimentos de ensino público primário e elementar". A "commissão central", por sua vez, faz circular nos jornais e bairros um boletim contendo normas, recomendações e a programação alusiva ao período. Quatro desses itens dão ao leitor uma noção da organização e pompa do evento:

FOTOS:Arquivo

"2) Para maior realce das homenagens, as repartições públicas do estado e municípios encerrarão os seus expedientes às 15h de todos os dias uteis comprehendidos naquelle período, e o commercio da capital egualmente fechará às mesmas horas"; "3) Será exposto à veneração pública em frente do edifício da Escola Normal o retrato do grande presidente João Pessôa, em local previamente preparado, representando o Altar da Patria, o qual será velado dia e noite por commissões das diversas classes"; "4) Serão alvoradas nas fachadas dos edifício publicos as bandeiras Nacional e do Estado, devendo os habitantes desta capital egualmente içarem a bandeira do Estado nas fachadas de suas casas"; e "5) Todos os edifícios publicos deverão illuminar as suas fachadas". Tudo começaria ou terminaria diante do "Altar da Pátria", um monumento da altura do edifício da Escola Normal (atual Tribunal de Justiça), cujo retrato fora aposto por 5.000 colegiais e professores, em desfile e vigília permanente do local, "iluminado feericamente", no primeiro dia das homenagens, em 19 de julho. Na sequência, a responsabilidade pelas cerimônias ficaria a cargo dos "operários e trabalhadores" (dia 20), "classes armadas" (21), "mulher parahybana" (22), "commercio e industria" (23), "funccionalismo publico" (24) , "clero e associações de caridade" (25), "povo, todas as classes sociaes" (26) e "homenagens funebres" (27). Durante todo o período (e antes, em junho, e depois, até o final de agosto), A União ressoaria, em artigos, editoriais, matérias e telegramas, a linha apoteótica adotada pelas autoridades e classe média da capital paraibana. O clima era de patriotismo e religiosidade, como pode ser constatado em texto de primeira página, em 19 de julho: "É antes uma glorificação ao titan victorioso. Uma consagração ao luctador que não foi vencido e cuja morte, sendo a condemnação implacavel dos proprios inimigos, creou para a victima uma aureola que só resplandece na fronte illuminada dos heróes". O jornal reproduziria matérias de outros veículos e notícias de correspondentes por todo o país e interior do Estado, dando conta de celebrações proporcionais, sempre recheadas com inaugurações de bustos, estátuas, ruas, escolas, desfiles, missas, atos cívicos e outras manifestações correlatas. No dia 26, sob a comoção da data fatídica, A União conta com a colaboração de diversos jornalistas e autoridades, a exemplo do próprio Getúlio, dos ministros José Américo de Almeida, Lindolfo Co-

llor, Assis Brasil, Protogenes Guimarães, Mello Franco e Francisco Campos; os interventores Anthenor Navarro e Adolpho Bergamini; os senhores Baptista Luzardo, João Neves da Fontoura, Maurício de Lacerda, Joaquim Pimenta e a "escriptora" Palmyra Wanderley. As palavras impressas pelo matutino ajudariam a compor a "auréola" fincada no mito por aqueles dias. Em editorial, surgem os primeiros indícios de glorificação, ressaltando o "milagre" do venerado: "(...) A bacchanal republicana devia ter, como teve, esse final de tragedia em que a morte do grande homem prenunciou uma época de renascimento. E o renascimento se vae operando, pelo milagre de João Pessôa. Sobre os destroços da tempestade, encerrada com os ultimos lances da Revolução victoriosa, a hora branca da paz soou para todos os corações. E no topo da nova estructura, erguida sobre o sangue de João Pessôa, com a segurança das suas ideas, a solidez do seu caracter e os tropheus da sua bravura, ficou o nome da Parahyba luzindo, nas côres da saudade por uma vida que esteve sempre acima dos seus contemporaneos, e no vermelho do ´Nego´, que foi a expressão sobranceira daquella vida sem mancha". João das Neves, no reforço mítico, eleva ainda mais o " martyr parahybano": "João Pessôa foi o Tiradentes do regimen republicano. O heróe de Villa Rica banhou com seu sangue os primeiros clarões da independencia. O martyr parahybano antecipou com a sua glória a aurora da nova republica". A escritora Palmyra Wanderley, em texto lírico, também contribui com a roupagem religiosa disseminada na ocasião: "(...) O sacrifício de tua carne de arvore sadia, em cujo cerne circulava a seiva da purificação nacional, em cujas veias latejava o ideal da transfiguração, foi o vinho tinto dessa videira maravilhosa do civismo que é o Norte, foi o pão bento desse trigal de sol que é o Nordeste, foi a communhão da missa vermelha dos evangelizadores da patria, a agua sacramental do baptismo de sangue e de glória da bandeira do Brasil!" Mas caberia ao professor Joaquim Pimenta, da Universidade de Direito do Recife, em artigo na última página da edição especial, a expressão que transcenderia a condição humana de João Pessoa, içando-o ao nível dos semideuses: "As homenagens da Parahyba ao seu grande presidente não se resume nesse culto ephemero a heróes que passam à história para se enterrarem, depois, esquecidos, na funebre poeira dos archivos. Ha na expontaneidade de que se revestem

um fundo de religiosidade, de nobre mysticismo em que palpita a alma soffredora de um povo, o mesmo cadinho de onde sahem os deuses, na sua magnitude e na sua força. João Pessôa deixa de ser um simples heróe para elevar-se à suprema reincarnação de todas as aspirações, de todos os ideais da hora presente. Sente-se que elle não morreu; que continua, immortal, a dirigir os destinos da sua terra. Homem Deus cuja imagem ha de sempre pairar, bemfazeja, sobre os destinos da Parahyba". Exageros fundamentalistas à parte, é instigante a percepção da construção coletiva de um mito e, mais que isso, a "canonização" cívica de um ente, cuja aura, os eternos desafetos de João Pessoa até hoje não conseguiram fissurar. O homem, com seus erros e pecados, seria totalmente encoberto pelo manto da "santidade", que perdurou por décadas, retumbando no presente de forma mais amena, embora ainda cheio de dogmas e emoções pulsantes. Ciclos históricos posteriores cuidariam de diminuir o impacto daquele período de tempo. No entanto, é visível e compreensível a dimensão dada ao mito, cuja influência "patriótica" é a maior já ofertada pela Paraíba em qualquer outro momento da história nacional. Gostem uns e outros não, João Pessoa é o maior "herói paraibano", reconhecido pelo Brasil, e, como tal, merece bem mais que um feriado nebuloso na terra em que repousa. Debates e conferências, críticas ou apologéticas, caberiam nessas comemorações. Se não o homem ou o ídolo, mas o contexto histórico deve ser eternamente revisto e relembrado. Até para que se possam quebrar pedestais, erguer outros ou manter os mesmos. Com a solidez do conhecimento. * * * Para Rosa Aguiar e Oswaldo Jurema.


Geral

A UNIÃO

○ ○

> REDAÇÃO: 83.3218-6511

25 João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

auniaoredacao@gmail.com

Cotidiano ○

> EDITOR: Neide Donato > E-MAIL: neidedonato@gmail.com > TWITTER:@Neidedonato ○

>>> CLIMA > Centenas de famílias de sete cidades da região do Litoral estão desabrigadas e rios transbordam

Chuvas destroem lavouras, derrubam casas e agravam situação de estradas

FOTOS: Evandro Pereira

> Marcos Lima marcos885@hotmail.com

Centenas de pessoas que foram afetadas pelas fortes chuvas que caíram recentemente na Paraíba, especialmente na Região Metropolitana de João Pessoa, continuam contabilizando os prejuízos, considerados por elas incalculáveis financeiramente.

C

asas destruídas, lavouras arrasadas, móveis e eletrodomésticos arrastados pela correnteza e documentos danificados se inserem nas dezenas de perdas sofridas pelas centenas de famílias de cidades como Cruz do Espírito Santo, Sapé, Sobrado, Mamanguape, Conde, Rio Tinto e Marcação. "O jeito agora é rezar e pedir a Deus que não mande chuva com excesso, como ocorreu recentemente", suplica o operário Vital Santana da Silva, residente no distrito de "Veloso", em Rio Tinto, um dos locais mais castigados pelas chuvas, que levaram o Rio Mamanguape a subir mais do que o seu nível. Vital teve a casa totalmente destruída e por pouco não perdeu a vida juntamente com a mulher e seus quatro filhos. Somente nesta sexta-feira, Vital Santana conseguiu tirar seu automóvel que ainda se encontrava na garagem, há quase uma semana. O carro estava totalmente cheio de água. Desespero não é exclusivo

apenas do operário Vital Santana da Silva. Em Cruz do Espírito Santo, particularmente no Assentamento "Canudos", o agricultor José Cândido da Silva perdeu quase 10 hectares de lavoura, prejuízo este que, na sua rápida estatística, ultrapassa os R$ 8 mil. A cana-de-açúcar, o milho, o feijão, o inhame e a macaxeira foral totalmente destruídos devido o alagamento do Rio Gurinhém. A lama, em alguns locais do roçado, cobriu a plantação. Andar pelo local está praticamente intransitável. "Nunca vi tanta água na minha vida. O que levei meses para plantar, vi ser destruídos em poucos momentos. Minha plantação seria colhida no mês de dezembro, mas, tudo foi de água abaixo. Agora é levantar a cabeça e recomeçar", afirmou o agricultor. Apesar de morar em um local privilegiado no que diz respeito à altura, sua residência ainda foi atingida pela água. "As paredes ficaram com água até meio metro", acrescentou.

O agricultor José Cândido diz que prejuízo ultrapassa R$ 8 mil. Os ventos fortes e a chuva destruíram de forma parcial sua lavoura de cana-de-açúcar

Motoqueiro faz manobra para se livrar das centenas de buraco na rodovia

A chuva danificou uma das bases da ponte que teve de receber reparos

Espírito Santo fica sem ponte No assentamento "Canudos", praticamente todos os agricultores tiveram suas plantações destruídas pelas chuvas. Técnicos da Emater disseram que 50 hectares de lavouras foram desperdiçados. O chefe de gabinete da Prefeitura de Cruz do Espírito Santo, Valdemiro Batista da Silva, informou que os problemas não se resumiram apenas à zona rural. "Estamos ilhados. A ponte da Batalha está impossibilitada de tráfego e o percurso para João Pessoa está sendo feito pela cidade de Sapé. Estamos com 45 famílias abrigadas em locais improvisados, das centenas que foram removidas de suas casas.

Com a estiagem nesses últimos dias, estamos tentando contornar a situação", disse. Enquanto não se inicia os trabalhos de recuperação da Ponte da Batalha, na estrada que liga Santa Rita a Cruz do Espírito Santo, a Prefeitura pretende construir uma passarela de madeira para a passagem de transeuntes. Valdemiro Batista informou que contatos estão sendo feitos com o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), para viabilizar esta construção. "Na última enchente, construímos uma passarela e atingimos o objetivo. Esperamos que, desta vez, também tenhamos o resultado positivo", finalizou.

Estradas são os equipamentos públicos mais atingidos pelas chuvas; a água provoca a formação de mais obstáculos, tornando a viagem perigosa

#Relações de Consumo ○

Novas regras nos planos de saúde Klébia Ludgério ○

procon@procon.pb.gov.br.

Penalidades maiores são esperança de obediência ao CDC Com a decisão de reajustar o valor das multas aplicadas por infrações ao Código de Defesa do Consumidor (CDC), o governo federal traz uma nova esperança: o de maior preocupação por parte dos fornecedores em respeitar o que determina a legislação de defesa do consumidor. Se em todo o país a impressão passada era de que muitas empresas já não se importavam com os valores das multas e davam preferência a pagar as penalidade no lugar de respeitar o CDC, com os valores aumentados e custando mais caro a infração, esperase que os fornecedores pensem duas vezes antes de cometer qualquer ato contra o Código. Há muito não ajustados, os valores das multas estavam defasados e já absolviam anos de inflação. Os valores que iam de R$ 212,82 a R$ 3,191 milhões, de acordo com a gravidade da infração cometida,

passará a ser de R$ 400,00 a R$ 6 milhões. A atualização era necessária tendo em vista que a base utilizada para o cálculo da infração ainda era a Unidade Fiscal de Referência (Ufir), que foi extinta há quase 11 anos e acabou deixando os valores congelados por todo este período. A partir de agora, para não incorrer no risco de permanecer com os valores desatualizados, o Ministério da Justiça decidiu que usará o IPCA-e, índice de inflação oficial divulgado a cada três meses pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com os novos valores e as regras de atualização, nossa esperança é que "sentindo no bolso" as empresas comecem também a dar mais atenção e respeito aos consumidores, diminuindo, desta forma, a frequência de ações que infringem a legislação que rege as relações consumeristas.

Na próxima quarta-feira (27), entram em vigor novas regras de portabilidade de carência para usuários de planos de saúde. Com a nova resolução, emitida pela Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS), o direito de mudar de convênio médico sem precisar cumprir novos períodos de carência será ampliado, passando a atingir 12 milhões de pessoas. Entre as modificações, está a possibilidade de solicitação de mudança de plano no mês de aniversário do contrato e nos três meses posteriores. Antes a migração sem carência só era permitida no mês de aniversário de assinatura do contrato ou no mês seguinte. Para que os consumidores saibam dos prazos em que é permitida a portabilidade, as operadoras serão obrigadas a informar no boleto de cobrança as datas de início e término do período de migração. Além disto, o prazo de permanência mínima no plano foi reduzido de dois para um ano a partir da segunda portabilidade realizada e a abrangência geográfica do plano deixará de ser um fator de compatibilidade no momento da migração. Ou seja, o segurando de determinado plano de saúde não precisa mais se preocupar de o plano atual é municipal, estadual ou nacional para poder ter direito à isenção de carência. As mudanças, que segundo a ANS irão beneficiar cerca de 12 milhões de consumidores de todo o país, entretanto, deixam de fora vários outros usuários da saúde complementar e novas alterações ainda precisam ser pensadas. Continuam excluídos das novas regras, os 8,5 milhões de contratos firmados antes de 1999. O ideal seria que a possibilidade de mudar de plano sem precisar cumprir novo período de carência fosse facultada a todos os usuários. Ademais, a ampliação do prazo para exercer a portabilidade para até três meses após o aniversário do contrato é importante, entretanto a melhor maneira de garantir ao consumidor a liberdade seria possibilitando a migração a qualquer momento.


26 ○

A UNIÃO

Cotidiano ○

Geral ○

João Pessoa > Paraíba > DOMINGO, 24 de julho de 2011 ○

>>> DESTRUIÇÃO > No Conde e em Gurinhém, águas de rios transbordam e invadem lavouras de agricultores

800 famílias ficam desabrigadas em Rio Tinto e pedreira vira lago

FOTOS: Evandro Pereira

> Marcos Lima marcos885@hotmail.com

Na cidade de Sobrado, município próximo à Sapé, uma pedreira explorada a vários anos, se transformou em um grande lago com aproxidamente 15 metros de profundidade, devido ao transbordamento das águas do Rio Gurinhém ter transbordado.

P

revendo outros temporais, funcionários de uma empresa terceirizada foram flagrados pela reportagem de A UNIÃO construindo uma "muralha" no sentido de evitar que uma nova chuva jorre novamente água para a pedreira. "A pedreira é de propriedade particular e explorada diariamente. Com o transbordamento do Rio Gurinhém, o serviço de extração da pedra foi sus-pensa e, somente agora retomamos os trabalhos de exploração e também de construção desta muralha", disse um operário, que pediu para não ter o nome revelado. Na cidade de Conde, agricultores do Assentamento Dona Antônia, depois de Jacumã, lamentavam ontem os prejuízos em suas lavouras. "Meu roçado fica nas proximidades de um rio e este, por sua vez, também alagou toda minha plantação. A perda foi irreparável", observou o agricultor José Antônio de Assis. Em Marcação, cidade localizada próximo à cidade de Rio Tinto, o vereador Lalá continua atendendo aos pre-

judicados com as fortes chuvas. Na manhã de ontem, ele se solidarizava com algumas famílias ribeirinhas, cujo rio trouxe problemas para o município. "O momento é de solidariedade", assegurou o vereador. RIO TINTO - O coordenador da Defesa Civil em Rio Tinto, Fábio Marques assegurou ontem que as coisas estão voltando à normalidade depois da "catástrofe" que viveu o município, principalmente o distrito de "Veloso", setor mais afetado pelas fortes chuvas que caíram recentemente. Cerca de 800 pessoas, algo em torno de 125 famílias, foram removidas. Algumas delas já retornaram às residências. Três casas foram destruídas parcialmente, e uma totalmente. No distrito de "Veloso", 60 casas foram afetadas, atingindo aproximadamente 90% dos moradores. "Nada temos a fazer. Vamos apenas aguardar as bênçãos de Deus. Não temos para onde ir. Esperamos apenas que as chuvas sejam reduzidas", afirmou Maria do Céu de Oliveira, uma das moradoras.

Fábio Marques diz que “catástrofe” atingiu a cidade de Rio Tinto

Valdemiro da Silva providencia passarela para tirar cidade do isolamento

Operários constróem muralha em uma pedreira; trabalho de extração foi suspenso devido ao transbordamento das águas do Rio Gurinhém

Motoristas se queixam dos buracos nas BRs

Buracos nas estradas têm causado prejuízos para os motoristas e prolongam a viagem dos passageiros

Em Cruz do Espírito Santo, pessoas observam a força das águas do Rio Paraíba que subiu de nível nos últimos dias

"Se não bastasse a impossibilidade do tráfego sobre a Ponte da Batalha, em Cruz do Espírito Santo, temos que conviver também com a péssima situação da estrada que liga Santa Rita ao município, seguindo para Sapé". O desabafo foi do motorista João Pedro da Silva, que reclamou bastante dos inúmeros buracos existentes na rodovia. "Isto pode causar acidente e também danificar os automóveis", afirmou ele. Buracos não faltam no local. De Sapé a Cruz do Espírito Santo, até o trecho que antecede a Ponte da Batalha (danificada pelas fortes chuvas que caíram recentemente no Estado), o que se encontra é motorista fazendo "ziguezague" no sentido de se livrar dos buracos. Na Ponte da Batalha, por exemplo, para evitar qualquer tipo de acidente, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) fará a colocação de placas de interdição O chefe de gabinete da Prefeitura de Cruz do Espírito Santo, Valdemiro Batista da Silva não comentou sobre as reclamações dos motoristas. Resumiu-se apenas a falar sobre a possibilidade da construção de uma passarela de madeira sobre a Ponte da Batalha para solucionar momentaneamente o tráfego de pedestres no local. O prefeito e a primeira dama do município estão nos Estados Unidos, gozando, de acordo com Valdemiro, de férias. MAMANGUAPE - Estrada complicada também está a que dá acesso ao município de Capim, próximo à Mamanguape, com saída da cidade de Sapé. "Aqui, se não cuidarem logo, vai terminar em acidente grave", afirmou o motorista Francisco Malaquias dos Santos. Ele disse que diariamente passa pelo local, no entanto, sempre dirige com muita atenção, pois os buracos são uma "dor de cabeça" para ele no volante.

Profile for Jornal A União

JORNAL A UNIÃO  

42/07/2011

JORNAL A UNIÃO  

42/07/2011

Profile for auniao
Advertisement