Issuu on Google+

A TRIBUNA www.atribunamt.com.br

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011 RIVIAN DIAS

O

lá pessoal! Na contabilidade divina, pouco importa se o seu jeito de semear o bem alcança uma criatura ou milhões de criaturas. Você deve fazer a sua parte verdadeiramente, de um jeito que é só seu. É só isto que realmente importa! Momentos terríveis, tristes e desesperadores estão vivendo nossos irmãos da região serrana do Rio de Janeiro e eles precisam da nossa ajuda. Que tal praticar o bem, doando a sua parte para as campanhas de arrecadação de gêneros de primeira necessidade que estão acontecendo em nossa cidade? Bem a propósito, vamos à nossa reflexão semanal.

RIVIAN DIAS

O Colunismo Social Inteligente.

Sobre o discurso e a prática do bem Fazer o bem é uma atitude, uma prática. Sempre gostei do assunto e da realização de ações práticas em torno do que se conhece como o “bem”... Ao mesmo tempo em que fico alegre com a quantidade de pessoas interessadas em ajudar, me causa espanto a quantidade de caras de pau que falam abertamente em ajudar, geralmente diante de outras pessoas, mas depois somem, tomam doril, não cumprem suas promessas. Existe uma prática do bem, geralmente realizada cotidianamente por pessoas idealistas, religiosas, de bom coração e, existe também, o discurso do bem, feito em alto e bom som por aqueles que só buscam ficar bem numa conversa casual, como também até se enganar. É aquele lance da mentira. Tem gente que repete tanto para si mesma que é do bem, que é boa, que acredita no que diz mesmo que não mova uma palha para colocar em prática a conversa fiada. Tenho encontrado desta espécie por aí. Geralmente dão muitas ideias, dizem que deveria fazer isso e aquilo para conseguir fundos para a construção da Casa do Bem, são ideias até legais, mas elas só sabem dar a ideia. Quando pergunto se podem levá-la à frente, desconversam, pedem um cafezinho, mudam de assunto e saem de mansinho. Minha gente, ideias todos nós temos, aos montes, fazer isso e aquilo não é problema, a questão é o tempo para as ações, a força de vontade, a disposição real de fazer algo que não lhe dá retorno financeiro, só muito trabalho mesmo. Quem trabalha em prol do bem sabe que o retorno é só espiritual, que é legal amar o próximo, fazer algo pelos outros. Mas quem se propõe a fazer o bem de verdade, sem picaretagem, gasta muito dinheiro próprio, aumenta a conta do celular, do convencional, gasta combustível, tempo, precisa ter paciência de Jó e um monte de outras ciências mais para levar adiante o sonho de construir um mundo melhor, mais justo e humano. Então, o meu toque é esse. Saia do discurso do bem e entre na prática do bem. Arregace as mangas, participe, chegue junto, de conversa fiada está todo mundo de saco cheio. Se você realmente é do bem, gosta de ajudar os outros, se apresente como voluntário em qualquer uma das organizações existentes e entre em campo com o coração cheio de amor. Mas se você gosta mesmo é de conversa fiada, dê uma esmola de um real e depois procure seus amigos para dizer que é alma boa, conquiste a simpatia deles para sua nobre causa de dar uma esmola e, depois, vá dizer também a todos os seus familiares do seu grandioso gesto. A turma do bem de verdade não lhe recrimina, mas sabe que a construção do bem passa por ações mais efetivas e, que também, é uma prática cotidiana e não pontual. Passemos a praticar o bem diariamente e deixemos a conversa fiada para a turma que só faz bem a seu próprio ego. Pense nisso!

Enlace

Marcha nupcial

Os jovens Gilson e Delma confirmaram o Na cidade de Primavera do Leste, o casamento de Livia e “sim” no sábado (15), envolvidos pelas Ademilson que aconteceu dia 8, reuniu familiares e amigos atenções dos familiares e amigos. em clima de muita alegria e descontração.

GALERIAVIP

Medeville Se você quer colocar o corpo em forma, sem perder a elegância, é só fazer uma visita nas lojas Medeville Centro e Shopping, onde existem coleções com modelos variados para homens e mulheres praticarem ginástica, caminhada e curtirem piscina, praia com aquele visual.

ROBERTO BARCELOS

RIVIAN DIAS

Marcha nupcial

Idade nova

Sempre radiante e cheia de alegria, dona Julieta Guimarães Ferreira completou 94 anos neste dia 19 de janeiro. Ela comemorou a data com amigas, numa reunião preparada pela filha Cidinha. Parabéns!!!

Quem trocou de idade na terça (18), foi a festejada Marli Souto que, ao lado do seu querido Danielzão (Motel Skala), dos familiares e amigos, comemorou em clima de muita alegria ao som de Adriano Valente e as canjas da Célia Morel, do Elmo Bertinetti no acordeom e Ricardo Maia soltando a voz. O cardápio agradou em cheio e a festa foi até a madrugada.

Aniversário Quem hoje, 7 rotinho Eliane e

está comemorando anos de vida, é o gaGuilherme, filho da do Edir.

SolidáRIO A formanda Thais Monteiro de Barros, com sua filha Ana Luiza e esposo Raul Astuti Delgado, ladeados pelos amigos Elizabeth Marmo e Leonardo Resende.

ROBERTO BARCELOS

Talentos da terra A dupla Kaio e Miguel é a sensação do sertanejo universitário. Os garotos, para este ano, estão com planos de CD e DVD com uma nova “cara”. Eles foram fotografados pelo expert Roberto Barcelos. Contato para shows 99910661. Eu recomendo.

A coordenadora do CAPSi, Maria Luiza, comemorou seu aniversário (16), com sua equipe, a qual a surpreendeu com um delicioso lanche e bolo do Arama e Sabor. Felicidades à ela.

Casaram no sábado (8), os jovens Alana Fagundes Messias e Wagner Reis Cândido, em cerimônia realizada na Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus. Os noivos recepcionaram amigos e familiares no Centro de Eventos Ipê, que foi decorado por Cláudia Matos e quem assinou o Buffet foi Dom Ângelo. A produção da noiva foi de Eloina Cabeleireira e a animação por conta do Dj Sapinho; Roberto Barcelos na cobertura de foto e vídeo.

Da esquerda para direita, professor Dr. Bolivar Pimenta Júnior, coordenador do curso Dr. Rafael Pinelli Henriques, Dra. Evelise Kloter Ciconelo, coordenadora da UNINGÁ, unidade de Rondonópolis, e professor Valdinei, representante da ABO/MT.

No domingo (23), a partir das 18h, vai acontecer um Show Musical no Casario com várias atrações musicais: Chocolate Sensual, Moleque Atrevido, Adriano Valente, Paulo Mafra e Thúlio Viola, Eder e Cícero Viola, Ouro Branco e Gabriel, Paulo e Fagner, Hugo e Santiago, Fiorino Sumer Hulk, com a finalidade de arrecadar gêneros alimentícios, material de higiene, água mineral e outros para atender as necessidade dos desabrigados na região serrana do Rio de Janeiro. A organização dessa campanha está a cargo de um grupo formado pela TV Cidade Record, Jornal A TRIBUNA, FM 104.9, AgoraMT, Cruz Vermelha e conta com o apoio da Serenata Sonorização, Polícia Militar, Polícia Civil, Prefeitura, Tropical Supermercados, América Motos, 18º GAC, Corpo de Bombeiros, Lions Clube, Rotary Clube, Conselho do Idoso, ATC e Cidade de Pedra.

Agenda do Caiçara Para sócios e convidados dos sócios, o Caiçara Tênis Clube oferece serviço de qualidade no Restaurante e Lanchonete do Clube. Informe-se pelo fone 3426-7607, na secretaria do clube ou pelo site www.caiçaratenisclube.com.br SÁBADO – feijoada completa (quilo)- acompanha bife aceboladado, caipirinha e sobremesa (mousse de maracujá) a partir das 11h. No palco, a animação fica por conta da dupla Aszor e Luciano, com ritmos variados para todos os gostos. DOMINGO – almoço - pernil assado, filé de frango empanado, raviolli 04 queijos, feijão caseiro, arroz c/ abobrinha e arroz branco, saladas variadas, sobremesa (pavê de pêssego) e ainda serviço a lá carte a partir das 11h. Quem vai animar o almoço é Adriano Valente, com um repertório da melhor qualidade e o sertanejo bom demais.

B

Brinde dos formandos da 1ª Turma de Ortodontia formada pela UNINGÁ, unidade de Rondonópolis.

em minha gente, segundo Fátima Irene Pinto, praticar o bem é mais fácil do que se imagina. Se tiver sabedoria para falar, fale! Há pessoas precisando de quem lhes rasque novos horizontes. Se tiver o dom de ouvir, ouça! Há pessoas precisando falar para reorganizar os pensamentos e sentimentos. Se tiver o dom de enxergar os talentos alheios, enalteça-os! Há pessoas que desabrocham por conta de alguém que lhes reconheça um dom. Se tiver discernimento o bastante para fazer uma observação construtiva, faça-a! Há pessoas persistindo no mesmo erro, por falta de alguém que as alerte com carinho e firmeza. Se você não tem vocação para engajar-se em movimentos filantrópicos de grande alcance, tenha em mente que o maior bem a ser semeado começa dentro do seu lar. Oferte a sua canção, a sua poesia, a sua hospitalidade, aquele prato que ninguém sabe fazer igual. Oferte a sua diplomacia, a sua liderança ou a sua capacidade de atuar em segundo plano para o bem comum. Principalmente oferte doações de todos os gêneros nos momentos que se fizerem necessários.. Tudo isso se resume em praticar o bem. Beijos da Amélia Stefanini

CMYK


AmeliaSocial.com - 20-01-11