Page 1

ATEC – Associação de Formação para a Indústria


Um horizonte de novas possibilidades A inovação marca a nossa atividade, levando um novo mundo aos clientes, formandos, formadores e colaboradores. Um mundo em que as melhores oportunidades surgem no horizonte todos os dias. Em 2011, mantivemo-nos no percurso do sucesso, despertando um futuro auspicioso.


1: A ATEC em 2011

1.1 Mensagem da Administração 08

1.2 Conselho de Administração da Associação 10

1.3 Eventos e Iniciativas 10

2: Cultura Empresarial

2.1 A nossa Equipa 18

2.2 Envolvimento Social 20

3: A Nossa Atividade

3.1 Formação Profissional Qualificante 24

3.2 Campeonato Nacional das Profissões e Worldskills 25

3.3 Entrega de Diplomas 26

3.4 Best Apprentice Award 2011 27

3.5 Programas de Mobilidade 28

3.6 Formação Técnica 28

3.7 Desenvolvimento Pessoal e Organizacional 29

3.8 Gestão de Sistemas e Processos 30

3.9 E-learning e B-learning 31

3.10 Projetos de Inovação, Investigação & Desenvolvimento 31


4: Indicadores de Gestão

4.1 Volume de Formação para os Promotores

34

4.2 Volume de Formação Profissional Qualificante

35

4.3 Volume de Formação Profissional de Especialização ao abrigo do POPH

36

4.4 Formação Modular Certificada

37

4.5 Evolução do Número de Formandos em Formação Profissional

Qualificante e de Especialização

38

4.6 Volume de Formação para Empresas

39

4.7 Volume de Formação de 2007 a 2011

40

4.8 Índice de Satisfação dos Clientes

41

4.9 Gestão Ambiental

42

5: Inovação em 2012

5.1 Desafio da Inovação

46


RELATÓ RIO DE ATIVIDADES 2 011


1 A ATEC em 2011


Relatório DE ATIVIDADES 2011 08

1 | A ATEC em 2011 1.1 Mensagem da Administração O ano de 2011 foi um ano de maturação dos projetos em curso. Prosseguiu-se com uma estratégia ambiciosa e clara de crescimento sustentado. Na Formação Profissional, e mais concretamente no Campeonato Nacional das Profissões, os representantes da ATEC foram premiados com medalhas de Ouro nas especialidades de Soldadura e Mecatrónica Automóvel tendo, posteriormente, estes dois medalhados defendido as cores nacionais, representando Portugal no Worldskills que teve lugar em Londres. Ao incentivar e promover a participação dos jovens formandos nestes eventos - autênticas competições nas várias especialidades -, procu-

rou-se despertar o sentido crítico, que decorre da sã competição em que, a par das avaliações efetuadas, cada um tem oportunidade de conhecer melhor as competências adquiridas, projetando o quanto ainda devem investir em termos de melhoria do desempenho profissional. No último quadrimestre, e decorrente do convite que nos foi formulado aquando de uma visita de Sua Excelência o Ministro da Economia e do Emprego, foram encetados contactos com várias Entidades e Serviços tendo em vista a promoção de ações de formação fora das instalações da ATEC, mais concretamente nas Regiões Norte e Centro do País.


1 | VALORES E PRINCÍPIOS 09

Ao nível do Desenvolvimento Pessoal e Organizacional, num ano marcado por múltiplas alterações económicas e sociais, tiveram grande destaque as abordagens encetadas ao nível da resolução criativa de problemas, da inovação, do empreendedorismo e, especialmente, da Programação Neurolinguística. Optámos por abordagens transversais e multidisciplinares, na área da consultoria de Gestão de Sistemas e Processos, permitindo intervir em vários setores de atividade, desde a indústria aos serviços. Atentos à evolução do mercado, procuramos oferecer soluções flexíveis e dinâmicas, com equipamentos técnicos móveis, conseguindo abranger mais clientes. Apostamos na dinamização de novas ferramentas técnicas, particularmente nas áreas do ITED (Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios) e da Domótica e, nesta última, de acordo com a norma KNX (Konnex). Introduzimos novos cursos na área da movimentação mecânica de cargas, especialmen-

te relacionados com o manuseamento seguro de empilhadores, contribuindo para o aumento das qualificações dos colaboradores, dotando-os, também com noções de segurança no trabalho. Atenta à nova legislação que regulamenta a emissão de gases fluorados instalados em veículos a motor, a ATEC certificou-se junto da Agência Portuguesa do Ambiente para poder intervir na atestação obrigatória de Técnicos de Intervenção em Sistemas de Ar Condicionado, preparando-se assim para responder às muitas solicitações dos mercados de pós-venda e reparação automóvel. Continuando a apostar no desenvolvimento de novos projetos tecnologicamente inovadores, no seio da indústria, a ATEC criou uma nova área de trabalho designada por “Projetos de Inovação, Investigação e Desenvolvimento”.

Sandra Neves Hans Müller

Administradores da ATEC


Relatório DE ATIVIDADES 2011 010

1.2 Conselho de Administração da Associação No ano de 2011, teve lugar uma mudança do representante do promotor Siemens, S.A. no Conselho de Administração da ATEC. O CFO da Siemens, S.A., Sr. Miguel Guerreiro, foi nomeado para o cargo de Vice-Presidente da ATEC, substituindo o anterior representante, Sr. Carlos Melo Ribeiro.

1.3 Eventos e Iniciativas participantes uma melhor contextualização sobre a aplicabilidade desta metodologia nos diversos setores de atividade. O MTM é uma técnica de determinação de tempos, a partir do estudo dos movimentos necessários para a execução de uma tarefa, com o objetivo de eliminar desperdícios e assim evitar custos desnecessários, acrescentando valor ao produto. 1.3.2 Visita de dirigentes da Fundação Eduardo dos Santos de Angola

Exercicio prático de MTM

1.3.1 Workshop de Boas Práticas de MTM- Methods Time Measurement A integração da metodologia MTM, através da implementação de ferramentas de melhoria contínua num sistema integrado, foi a causa imediata para a realização de um workshop sobre Boas Práticas na sua aplicação. A realização de simulações através de exercícios práticos permitiu aos

Demonstração de uma maquete na Oficina Automóvel

Em 2011, ATEC procurou explorar novas oportunidades de negócio, sendo que a internacionalização focada no negócio core da ATEC, a Formação Profissional, foi uma das estratégias identificadas. A visita de uma delegação da Fundação Eduardo dos Santos (FESA) à ATEC despoletou a análise de potenciais áreas de colaboração com entidades angolanas ligadas à formação profissional de


1 | VALORES E PRINCÍPIOS 011

Visita às oficinas

jovens e de ativos das empresas que constituem o tecido empresarial angolano. A visita dos representantes da FESA motivou posteriormente o convite para a visita às instalações da ATEC dirigido a Sua Excelência o Embaixador de Angola em Portugal, evento que se materializou em Setembro de 2011. 1.3.3 Visita de Sua Excelência O Ministro da Economia e do Emprego Na sequência de um convite, Sua Excelência o Ministro da Economia e do Emprego, Dr. Álvaro Santos Pereira, visitou a Academia acompanhado pelo Secretário de Estado do Empreendedorismo, da Competitividade e da Inovação, Dr. Carlos Oliveira, pelo Secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional, Dr. Al-

meida Henriques, e pelo Adjunto da Secretaria de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional, Dr. Jaime Alves, entre outras individualidades que integravam a comitiva. Após a visita às instalações, o Ministro felicitou a ATEC pelo contributo no desenvolvimento dos jovens e adultos que frequentam os cursos promovidos pela Academia, que se têm pautado por uma elevada empregabilidade. 1.3.4 Fábrica Digital: O Futuro já agora A ATEC, a Volkswagen Autoeuropa e o INESC Porto, promoveram conjuntamente um fórum de discussão sob a temática “Fábrica Digital: O Futuro já agora”. A iniciativa teve como principal objetivo apresentar Projetos Europeus, em especial

Apresentação do projeto da ATEC


Relatório DE ATIVIDADES 2011 012

Apresentação da KNX Internacional

o VFF (Virtual Factory Framework) que consiste na pesquisa e desenvolvimento de ferramentas, modelos de referência e metodologias que serão a base da nova geração da Fábrica Virtual e sua interação com a Fábrica Real. O fórum contou com depoimentos de várias entidades, entre as quais um caso prático no âmbito da Fábrica Digital apresentado pela Volkswagen Autoeuropa. 1.3.5 Workshop de KNX (Konnex) A nova ferramenta de Domótica ETS 4 impulsionou a realização de dois seminários, um nas instalações da ATEC em Palmela e outro na Delegação do Porto, em colaboração com o Grupo KNX Portugal e a KNX Association sedeada em Bruxelas.

Tratou-se de uma iniciativa dirigida somente a profissionais de instalações elétricas, integradores de material elétrico e eletrónico, gabinetes de projeto, para facilitar a migração para o novo software ETS 4. O software de programação ETS 4 da KNX é a única ferramenta utilizada pelos profissionais para efetuar a programação, a parametrização e o comissionamento de edifícios inteligentes baseados no protocolo KNX. O protocolo KNX começou como um Standard Europeu EN-50090, e evoluiu para um Standard Mundial ISO/IEC-14543. Está aprovada como uma norma internacional Standard (ISO / IEC 14543-3), uma norma europeia Standard (CENELEC EN 50090 e CEN EN 1332-1) e uma norma chinesa Standard (GB / Z 20965). 1.3.6 XV Jornadas Técnico-científicas da FESA – Fundação Eduardo dos Santos, em Luanda Na sequência de um convite endereçado pelo Diretor Geral da Fundação Eduardo dos Santos, Dr. João de Deus, a ATEC participou nas XV Jornadas Técnico-Científicas da FESA, em Luanda, sob o lema “ A Industrialização no Actual Contexto de Desenvolvimento de Angola”. O contributo da ATEC nas Jornadas e na feira

Stand da ATEC nas Jornadas


1 | VALORES E PRINCÍPIOS 013

traduziu-se na divulgação de cursos de formação profissional direcionada a jovens e formação contínua para ativos, defendendo a ideia de que a educação e a formação profissional das pessoas são fundamentais para que um país possa gerir um processo de industrialização, como é o caso de Angola.

1.3.7 Workshop CADited/itur 2012 Na sequência do lançamento da nova versão do CADited/itur 2012 e tendo por base as solicitações de suporte técnico que tem compilado, a ATEC e a TEKA Electronics promoveram duas ações práticas de desenvolvimento de projetos reais ITED 2ª edição (Infraestruturas de Telecomu-

Apresentação da Ferramenta

nicações em Edifícios) e ITUR (Infraestruturas de Telecomunicações em Loteamentos, Urbanizações e Conjuntos de Edifícios), uma na ATEC em Palmela e outra na Delegação do Porto. As sessões de trabalho visaram esclarecer sobre o desenvolvimento de redes ITED 2ª Edição e ITUR, com recurso à nova versão de CADited/ itur 2012. Foram ainda apresentadas as novas funcionalidades relativas ao desenho, composição e orçamentação de bastidores de telecomunicações.

1.3.8 Workshop IPv6 – O Futuro da Internet A utilização da Internet é hoje em dia uma prática comum, quer a nível profissional, quer a nível pessoal. O número de utilizadores da Internet, bem como a própria Internet, tem crescido exponencialmente, fazendo crescer os endereços IP (Internet Protocol), necessários para que computadores e outros aparelhos comuniquem através da Internet. Este crescimento fez com que o endereçamento IPv4 chegasse ao seu limite de utilização sendo necessário a passagem para um novo endereçamento designado por IPv6. O IPv6 é a forma abreviada de “Internet Protocol Version 6”, desenhado para substituir a atual versão IPv4. Sendo a ATEC uma entidade que assume uma postura proactiva e dinâmica em termos de avanços tecnológicos, convidaram-se especialistas das maiores empresas ligadas às Tecnologias de Infor-

Apresentação do IPv6


Relatório DE ATIVIDADES 2011 014

Exercício de PNL

mação, como sejam a Cisco, Barracuda Networks, Nokia Siemens Networks, Portugal Telecom, EMC, ISC e a Microsoft, para se discutir o impacto destas alterações no contexto empresarial. 1.3.9 Programação Neurolinguística e Liderança “É possível programar o cérebro para uma liderança eficaz?”. Este foi o mote que impulsionou uma iniciativa conjunta entre a ATEC e o INPNL – Instituto Internacional de Programação Neurolinguística. Inserida num ciclo de iniciativas no âmbito dos Recursos Humanos, permitiu aos participantes conhecer ferramentas capazes de melhorar a qualidade da sua capacidade de liderança no âmbito das organizações.

Área de exposição

1.3.10 Dia da Metalomecânica Divulgar as mais recentes tecnologias e equipamentos na área da Metalomecânica esteve na génese da organização desta iniciativa. O evento contou com uma área de exposição nas oficinas automóvel e mecânica, e demonstração de soluções ligadas à soldadura, metrologia, maquinação, entre outras. Paralelamente foram promovidos espaços de discussão e estudos de casos práticos pela ATEC e pelas empresas parceiras do evento, designadamente a Kemppi, BNT, Nederman, Linde, Lincoln Electric, Metrology Solutions, Bosch, Mastercam, SKF e a Sandvik.


1 | VALORES E PRINCÍPIOS 015

1.3.11 Workshop “Auto meets E-Mobility” Num momento em que as soluções sustentáveis estão na ordem do dia, a ATEC e o CEIIA organizaram o evento “Auto Meets E-Mobility” que contou com um conjunto de players de referência na área da Mobilidade Elétrica, como sejam a Siemens, o INTELI, a Critical Software e a Novabase. O evento dividiu-se em dois painéis. O primeiro debruçou-se sobre as principais linhas de desenvolvimento tecnológico, tirando partido do Projeto MOBI.E de liderança internacional. O segundo painel apresentou metodologias e instrumentos de suporte às empresas para incorporação destas oportunidades no seu negócio.

Plateia do Workshop

1.3.12 Visita de Sua Excelência O Secretário de Estado do Emprego A formação desenvolvida pela ATEC tem-se distinguido pela constante inovação dos métodos e equipamentos e pelo constante desenvolvimento dos seus formadores que funcionam como veículo de transmissão de conhecimento entre a indústria e a Academia. Esta distinção tem merecido a confiança dos nossos governantes. Após a visita de Sua Excelência O Ministro da Economia e do Emprego em agosto de 2011, em novembro a ATEC recebeu a visita de Sua Excelência o Secretário de Estado do Emprego, Dr. Pedro Martins. Após visita às instalações, onde teve a oportunidade de interagir com formandos e formadores, o Secretário de Estado felicitou a ATEC pelo cariz prático e inovador da formação que desenvolve. Participantes na visita


RELATÓ RIO DE ATIVIDADES 2 011


2 Cultura empresarial


Relatório DE ATIVIDADES 2011 018

2 | Cultura Empresarial 2.1 A NOSSA EQUIPA A nossa equipa é o centro do nosso sucesso. Acreditamos que o desenvolvimento das capacidades e competências de cada um, em conjunto com a promoção de uma cultura interna que fomente o espírito de equipa, a confiança, a predisposição para a mudança, entre outros, são fatores essenciais para a obtenção de recursos humanos de elevado desempenho. Apostamos, desta forma, na formação e desenvolvimento da nossa equipa, motivando-a com novos desafios contínuos. Anualmente é desenhado um plano de

desenvolvimento individual com base nas necessidades detetadas, aumentando assim o potencial dos colaboradores. O apoio ao prosseguimento de estudos académicos e a promoção da mobilidade são práticas comuns. Em 2011 foram promovidas, em média, 19 horas de formação por colaborador, num total de 935 horas de formação interna. Destaque para a formação em Projeto de Instalação Ited A, para a qualificação de formadores em novas metodologias da área Automóvel; a qualificação em novas


2 | CULTURA EMPRESARIAL 019

tecnologias de Soldadura; Contabilidade e Finanças para não Financeiros, bem como um contínuo desenvolvimento na língua Inglesa. Acreditamos que para a manutenção de um ambiente organizacional saudável, é fundamental haver um equilíbrio entre a vida profissional e a vida pessoal. Neste entendimento, celebramos e renovamos anualmente, procurando melhorias significativas, acordos de colaboração e contratos que se revelem uma mais-valia para o bem-estar dos nossos colaboradores.

Destacamos o seguro de saúde para cada colaborador, extensível ao agregado familiar, acordos com farmácias, ginásios, hotéis, bancos, empresas de rent-a-car, e com a operadora de comunicações TMN. Promover a interação social entre os colaboradores foi o pretexto para promover a organização de um almoço de Natal, nas nossas instalações, que contou com a presença de todas as equipas de trabalho e suas famílias.

Atividades para as crianças


Relatório DE ATIVIDADES 2011 020

Demonstração do Curso de Gestão de Redes

2.2 ENVOLVIMENTO SOCIAL 2.2.1 5ª Feira das Profissões – Experimenta o teu Futuro! À semelhança de outros anos, a ATEC abriu as portas às escolas dos distritos de Lisboa e Setúbal numa Feira das Profissões a que chamou “Experimenta o teu Futuro”. O evento convidou os visitantes, na sua grande maioria alunos do 3º ciclo do ensino básico, a contactar, conhecer e experimentar diversos cursos de formação profissional em áreas técnicas que podem,

eventualmente, ser sua escolha profissional. Esta iniciativa aberta à comunidade, atrai anualmente centenas de alunos, professores e pais, que procuram saber mais sobre o caminho da Formação Profissional, que é ainda um percurso alternativo pelo qual poucos jovens optam, pese embora a elevada taxa de empregabilidade dos cursos. A edição de 2011 da Feira das Profissões foi visitada por mais de 400 pessoas.


2 | CULTURA EMPRESARIAL 021

2.2.2 Apoio a instituições A ATEC tem procurado sensibilizar e consciencializar a sua organização para os problemas sociais da comunidade envolvente, traduzindo-se a ação em apoio social dirigido a instituições de solidariedade social. Recuperando o mote de outros anos, Um Presente = Um Sorriso, a ATEC mobilizou a equipa na angariação de bens, consoante a necessidade expressa das instituições, que levaram um sorriso a quem conta com ‘A Casa do Caminho’, no Porto, a Creche ‘Os Pirilampos’ no Barreiro, e o CAFAP em Palmela.

Chegada à Creche os Pirilampos, Barreiro

2.2.3 Colaboração com o Instituto Português do Sangue Procuramos apelar ao sentido de responsabilidade e cidadania dos nossos colaboradores e formandos, com iniciativas que contribuam para a melhoria da sociedade.

A colaboração com o Instituto Português do Sangue, através da promoção anual de sessões voluntárias de dádiva de sangue, é sempre uma iniciativa com elevada adesão. Em 2011 registaram-se 24 novos dadores, a somar aos 35 já inscritos.

Formando ATEC


RELATÓ RIO DE ATIVIDADES 2 011


3 A nossa atividade


Relatório DE ATIVIDADES 2011 024

3 | A Nossa Atividade 3.1 Formação Profissional Qualificante Na ATEC depositamos confiança no trabalho que desenvolvemos. Procuramos sempre ir ao encontro das expectativas dos jovens e dos adultos que procuram na Academia um curso de dupla certificação (escolar e profissional) que os prepare para uma futura integração profissional bem sucedida. Vemos a atual situação económica como uma oportunidade para dotar a indústria de jovens técnicos qualificados e especializados em várias áreas, fortalecendo as empresas, pois o crescimento da economia assenta em empresas saudáveis. A ATEC conta também durante o percurso formativo com várias empresas parceiras, na sua maioria pequenas e medias empresas, que acolhem os formandos durante o período de formação prática em contexto

Oficina de Metalomecânica

de trabalho, funcionando como um veículo de transferência de conhecimentos e experiência, ao mesmo tempo que proporcionam a oportunidade de colocar em prática o que aprenderam na teoria. O ano de 2011 marcou a primeira participação no programa de empreendedorismo “A Empresa” promovido pela “Junior Achievement Portugal”. O programa consiste na criação de uma empresa com a ajuda de um voluntário e de um formador. Os formandos reúnem o capital através da venda de títulos de participação, criam um produto ou serviço, que é colocado no mercado e, por último, liquidam a operação e pagam os dividendos aos titulares. Os formandos da ATEC vão apresentar a sua miniempresa “Ictus” na edição de 2012 da Futurália.


3 | A NOSSA ATIVIDADE 025

Formandos premiados no Campeonato das Profissões em Ponta Delgada

3.2 Campeonato Nacional das Profissões e Worldskills A cidade de Ponta Delgada, capital da Ilha de S. Miguel, Açores, recebeu em maio a edição de 2011 do “Skills Portugal - Campeonato Nacional das Profissões”, evento organizado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP, I.P.), que levou a concurso 186 formandos de cursos profissionais representando 34 profissões. A ATEC fez-se representar no concurso por alguns dos seus melhores formandos das áreas de Mecatrónica Automóvel, Soldadura e Gestão de Redes. Após cinco dias de provas, que exigiram dos formandos sólidos conhecimentos técnicos, aliados a uma correta postura profissional, os resultados obtidos confirmam que a formação ministrada pela ATEC segue no caminho certo. Os nossos representantes alcançaram a Medalha de Ouro nas competições de Mecatrónica Automóvel, com Jorge Simões, e na Sol-

dadura com Márcio Silva. Medalha de Bronze para o formando André Pires também em Mecatrónica Automóvel, e o quarto lugar para o formando João Piteira na competição de Gestão de Redes. Estas medalhas refletem, o esforço, empenho e profissionalismo que os profissionais da ATEC dedicam à formação. Os formandos premiados com a Medalha de Ouro integraram depois a Equipa Portuguesa no “Worldskills - Campeonato Mundial da Profissões“, em outubro, em Londres, que contou com 490 concorrentes mundiais em mais de 50 profissões. Os concorrentes oriundos da ATEC, Márcio Silva e Jorge Simões, alcançaram o 19º lugar em Soldadura e 21º lugar em Mecatrónica de Automóvel, respetivamente, tendo estado em prova 31 concorrentes no primeiro caso e 29 concorrentes no segundo.


Relatório DE ATIVIDADES 2011 026

Cerimónia em Palmela

3.3 ENTREGA De diplomas Depois de cumprido um ciclo de formação, durante o qual a ATEC procura com os melhores profissionais criar as condições ideais para uma formação de excelência, com o objetivo claro da preparação dos nossos formandos segundo as exigências do mercado, é com orgulho que a Academia organiza a Cerimónia de Entrega de Diplomas.

Em 2011, 269 formandos receberam o seu diploma de fim de curso em três cerimónias, duas em Palmela e uma no Porto, para as quais foram convidados, além de toda a equipa formativa, representantes dos Promotores e de empresas parceiras que acompanharam o percurso formativo das turmas envolvidas.

Os diplomados em 2011 terminaram com sucesso os cursos de: • Automação, Robótica e Controlo Industrial • Gestão de Redes e Sistemas Informáticos • Técnico de Eletrónica Industrial • Técnico de Eletrónica de Computadores • Soldador • Técnico de Manutenção Industrial de Mecatrónica • Técnico de Manutenção Industrial de Cunhos e Cortantes • Técnico de Mecatrónica Automóvel A par do Diploma de final de curso, a ATEC premiou com Diploma de Distinção e Mérito o melhor formando de cada curso que se destacou dos demais pela nota de curso, pelo empenho, dedicação, postura, assiduidade e profissionalismo demonstrados ao longo da sua formação.


3 | A NOSSA ATIVIDADE 027

3.4 Best Apprentice Award 2011 Para além de trabalhar o “saber fazer”, a ATEC trabalha também “o saber ser” e “o saber estar”, estimulando nos formandos valores como o profissionalismo, pontualidade, criatividade e confiança, entre outros. Estes são também alguns dos requisitos, juntamente com o desempenho no curso, o mérito pessoal e dedicação, que o Grupo Volkswagen valoriza na escolha anual dos melhores formandos dos seus centros de formação a nível mundial para o prémio de melhor aprendiz (Best Apprentice Award). A seleção dos candidatos é feita por cada centro de formação.

Em 2011, a ATEC orgulhou-se de ver o seu formando, Diogo Duarte, do Curso de Técnico de Manutenção Industrial de Cunhos e Cortantes, receber das mãos do Presidente do Conselho de Administração do Grupo Volkswagen, Prof. Dr. Martin Winterkorn, o prémio de melhor aprendiz, numa cerimónia que teve lugar em Estugarda, Alemanha, no dia 24 de novembro, na qual foram ainda distinguidos, pelo seu excelente desempenho 27 aprendizes da Volkswagen de 12 países.

O premiado Diogo Duarte


Relatório DE ATIVIDADES 2011 028

3.5 Programas de Mobilidade A mobilidade internacional dos formandos dentro do espaço europeu tem sido um aspeto valorizado pela ATEC, como forma de propiciar aos jovens o contacto com contextos de formação e contextos culturais diferentes. Ao abrigo do programa de intercâmbio comunitário “Leonardo da Vinci”, desde 2005, 54 formandos já tiveram a oportunidade de estagiar cerca de três meses em fábricas do Grupo Volkswagen na Alemanha, designadamente na Volkswagen Coaching

em Wolfsburg e Hanôver e na Audi em Ingolstadt, e também nas instalações da Bentley Motors, em Cheshire, Inglaterra. Em 2011 a ATEC acolheu 6 formandos provenientes da Volkswagen Coaching, Hanôver, e dois da Audi, Neckarsulm, que estiveram alocados a projetos da área de Manutenção Industrial e Mecatrónica Automóvel.

3.6 Formação Técnica Para as empresas é essencial estar a par dos constantes avanços tecnológicos por forma manterem-se no caminho da evolução. É missão da ATEC desenvolver uma oferta formativa progressiva, capaz de atualizar e renovar as competências dos recursos humanos das empresas, capaz de responder aos vários níveis de qualificação dos trabalhadores ativos, necessidade de validação e certificação das suas competências, bem como às diferentes responsabilidades que assumem nas suas organizações. Na área das Telecomunicações a ATEC continuou a desenvolver formação de Técnicos e Engenheiros, em ITED (Infraestruturas de Telecomunicações em Edifícios) e ITUR (Infra-

Formação em Manobrar com Segurança Empilhadores

estruturas de Telecomunicações em Loteamentos, Urbanizações e Conjuntos de Edifícios), em resposta às novas imposições legais do setor, e associando-se a parceiros de referência na organização workshops e seminários sobre o tema. Na área da Robótica, atendendo às necessidades específicas do mercado, encetou-se o desenvolvimento de uma nova formação que versa a programação e operação em Robôs Industriais ABB. A crescente consciencialização das empresas para a questão da segurança no local de trabalho, numa altura em que se assiste a uma evolução na movimentação de cargas, através de processos mecanizados, gerou uma enorme procura de formação nesta área. O ano de 2011


3 | A NOSSA ATIVIDADE 029

ficou marcado por uma grande adesão aos cursos de Movimentação Mecânica de Cargas, destacando-se o curso Manobrar com Segurança Empilhadores, que conferem, num curto espaço de tempo, qualificações e noções de segurança na condução e/ou manuseamento dos vários meios de movimentação de cargas. As áreas da Metalomecânica e Mecânica Industrial continuam a ocupar um lugar de referência na economia portuguesa, fomentando uma enorme empregabilidade tanto a nível nacional como internacional. Dando resposta às ainda significativas carências do mercado de profissionais certificados e bem qualificados tecnologicamente, a ATEC continuou a investir nas tecnologias ligadas à Soldadura (MIG, MAG,

TIG, SER, Oxi-acetilénica, etc.), à Maquinação e à Manutenção Industrial. Dentro da Mecânica Industrial, a ATEC desenvolveu, também em 2011, um programa de formação à medida de longa duração em Serralharia, para um cliente de referência. No setor Automóvel, de acordo com a nova legislação que regula a emissão de gases fluorados com efeito de estufa instalados em veículos a motor (Decreto-lei nº 56/2011 e Regulamento CE nº 307/2008), a ATEC obteve junto da Agência Portuguesa do Ambiente, certificação enquanto entidade atestadora de profissionais para Técnicos de Intervenção em Sistemas de Ar Condicionado.

Exercício de Resolução Criativa de Problemas

3.7 Desenvolvimento Pessoal e Organizacional Contrariamente às expetativas, 2011 foi um ano marcado por uma reforçada procura de intervenções no âmbito do desenvolvimento das competências pessoais e organizacionais. Continuaram a sobressair abordagens formativas à medida, sob forma de programas modulares integrados e com especial incidência no grupo alvo das chefias operacionais e de segunda linha. O enfoque destes

programas caiu nas competências chave da liderança e gestão de equipas, tais como Comunicação, Delegação e Motivação acompanhadas, mão em mão, por temáticas como a Inteligência Emocional e a Gestão do Stress. Verificou-se também um aumento de solicitações na área da criatividade e da resolução criativa de problemas, em particular, registando-se um acentuado interesse das empre-


Relatório DE ATIVIDADES 2011 030

sas pela temática da inovação e do empreendedorismo. Abordagens formativas com base nos pressupostos da Programação Neurolinguística consolidaram a sua presença nos programas de desenvolvimento solicitados, principalmente para o grupo dos Gestores, e temáticas como a Mudança e a Resiliência passaram a ser temas centrais nas nossas intervenções.

A par com as nossas iniciativas formativas, desenvolveram-se numerosos projetos na área do “Teambuilding” em contexto indoor e outdoor e tivemos uma intervenção significativa no desenho e moderação de workshops ao mais variado nível.

Formação em Value Stream Mapping

3.8 Gestão de Sistemas e Processos O ano de 2011 foi de internacionalização para a área de Gestão de Sistemas e Processos Lean da ATEC. Destaca-se a realização de projetos internacionais de largo espectro, visto que a intervenção cruzou áreas como o desenvolvimento e implementação de novos programas formativos no Brasil, bem como a realização de ações de Benchmark Logísticos, na Suíça, visando neste caso uma posterior intervenção nacional nas áreas de Formação e Consultoria, mais concretamente, ao nível da otimização de processos através do recurso a ferramentas Lean. A nível nacional, na ótica de potenciar a melhoria interna de processos, as solicita-

ções por parte dos nossos clientes surgiram tanto do setor dos serviços bem como do setor industrial, sendo este último o de maior expressão. Os projetos executados passaram por áreas multidisciplinares, tendo sido realizadas intervenções em várias áreas, desde a cartonagem e embalamentos, indústrias gráficas, indústrias de moldes, metalomecânica, passando inclusive por áreas de serviços. No contexto formativo, revelou-se um crescente aumento em metodologias baseadas em “6Sigma”, V.S.M. (Value Stream Mapping) e MTM (Methods Time Measurement), bem como a


3 | A NOSSA ATIVIDADE 031

realização de diversos programas Logísticos. Foi também um ano de desenvolvimento de novos produtos, de onde se salienta o “APQP” (Advanced Product Quality Plan-

ning), “Controlo e Eliminação de Perdas”, “10S”, “FMC” (Ferramentas de Melhoria Contínua) e “Criticidade dos Equipamentos”.

3.9 E-learning (electronic-learning) e B-learning (blended-learning) O ano de 2011 marcou o início do desenvolvimento de cursos em metodologia e-learning e b-learning permitindo aos participantes experienciarem um formato mais alargado de aprendizagem. Na plataforma

de e-learning são disponibilizados cursos na área das Línguas, Qualidade e Higiene e Segurança no Trabalho e Tecnologias de Informação.

3.10 Projetos de Inovação, Investigação & Desenvolvimento A participação da ATEC em projetos inovadores consolidou-se durante o ano de 2011 com a participação no projeto Auto 2015, nomeadamente na elaboração de um manual de boas práticas e no desenvolvimento de fornecedores para o cluster da mobilidade elétrica, e com a continuação da sua participação no projeto europeu VFF – holistic, extensible, scalable and standard Virtual Factory Framework, financiado pelo 7th Framework Programme. A continuação e aprofundamento do envolvimento neste tipo de projetos é vista como uma oportunidade da ATEC se manter a par dos mais avançados e inovadores desenvolvimentos no seio da indústria, consolidando a sua imagem de referência no mercado.

Para tal foi criada em 2011 a área de Projetos de Inovação, Investigação & Desenvolvimento a qual faz a gestão da participação da ATEC em projetos de índole inovadora, em especial daqueles financiados por mecanismos de apoio nacionais, europeus ou outros. Neste âmbito a ATEC integrou alguns consórcios europeus para a candidatura a financiamento de projetos de investigação & desenvolvimento, nomeadamente dois no âmbito do programa de Public-Private Partnership “Factories of the Future” do 7th Framework Programme e um no âmbito do Programa “Leonardo da Vinci”, aguardando a decisão das entidades financiadoras.


RELATÓ RIO DE ATIVIDADES 2 011


4 Indicadores de gest達o


Relatório DE ATIVIDADES 2011 034

4 | Indicadores de Gestão 4.1 Volume de Formação para os Promotores O aperfeiçoamento e reciclagem dos trabalhadores ao serviço dos Promotores da Academia é um dos pilares de formação da ATEC. O ano de 2011 pautou-se por um incremento da formação nas áreas de Desenvolvimento Pessoal e Organizacional, Soldadura e Gestão de Sistemas e Processos. Destaque para os Programas de Integração, Reciclagem de Auditores e Sensibilizações Ambientais. O volume de formação atingiu 107.986 horas de formação.

Formação Promotores

0

2000

4000

6000

8000

10000

12000

14000


4 | INDICADORES DE GESTÃO 035

4.2 Volume de Formação Profissional Qualificante A formação profissional é cada vez mais a escolha de jovens e adultos que procuram uma rápida e bem-sucedida integração no mercado de trabalho. Os cursos ministrados pela ATEC nas modalidades de Aprendizagem e Educação e Formação de Jovens, destinada a jovens com o 9º ano, e os cursos de Educação e Formação de Adultos destinados a adultos desempregados, registaram em 2011, à semelhança de outros anos, uma grande procura. Em 2011, no conjunto das ações desenvolvidas nas diferentes modalidades, atingiram-se 996.627 horas de formação.

Formação Profissional


Relatório DE ATIVIDADES 2011 036

4.3 Volume de Formação Profissional de Especialização ao abrigo do POPH Em 2011 a ATEC desenvolveu nas instalações da Delegação do Porto, Cursos de Especialização Tecnológica, designadamente de Técnico Especialista em Gestão de Redes e Sistemas Informáticos e de Técnico Especialista em Automação, Robótica e Controlo Industrial, ao abrigo dos apoios provenientes do POPH - Programa Operacional Potencial Humano. O desenvolvimento destes cursos representou um total de 37.222 horas de formação.

POPH

0

500

1000

1500

2000

2500

3000

3500

4000

4500


4 | INDICADORES DE GESTÃO 037

4.4 Formação Modular Certificada A Formação Modular Certificada, destinada a ativos empregados ou desempregados que pretendam adquirir novas competências ou solidificar as já adquiridas ao longo da vida profissional, é uma formação contínua integrada no Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ). Em 2011 foram promovidas 20.462 horas de Formação Modular Certificada.

Formação Modular Certificada

0

1000

2000

3000

4000

5000

6000


Relatório DE ATIVIDADES 2011 038

4.5 Número de Formandos em Formação Profissional Qualificante e de Especialização A oferta formativa da ATEC, atual e adaptada às necessidades do mercado, traduziu-se em 2011, num aumento do número de formandos em formação profissional, tendo a média anual sido de 675 formandos.

Formação Profissional

0

100

200

300

400

500

600

700

800

900

1000

NUMERO DE FORMANDOS


4 | INDICADORES DE GESTÃO 039

4.6 Volume de Formação para Empresas A atual envolvente económica é vista por muitas empresas como oportunidade de mudança e melhoria, apostando assim no desenvolvimento de novas competências dos seus colaboradores. Temáticas como a Liderança e a Resolução Criativa de Problemas, bem como vários acões de Teambuilding foram especialmente solicitados pelas organizações. No total foram desenvolvidas 123.706 horas de formação para colaboradores de empresas dos mais diversos setores de atividade, reforçando a imagem da ATEC enquanto parceiro de formação.

Formação para o Mercado

0

2000

4000

6000

8000

10000

12000

14000

16000


Relatório DE ATIVIDADES 2011 040

4.7 Volume de Formação de 2007 a 2011 O empenho e confiança que a Equipa da ATEC deposita no seu trabalho gera igualmente confiança de todos os que procuram a Academia para aumentar, reciclar ou aperfeiçoar as suas competências, sejam jovens, adultos desempregados ou ativos de empresas. Assumimos o compromisso de criação de valor, e usamos das mais avançadas metodologias e técnicas para cumprirmos os objetivos a que nos propomos. Em 2011 introduzimos na nossa oferta novas temáticas, chegamos a novos mercados. Do esforço conjunto no desenvolvimento de cursos para o mercado, cursos de formação profissional destinados a jovens e adultos ao abrigo de Financiamentos Públicos do IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional) e do POPH (Programa Operacional Potencial Humano) / QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional), resultou um total de 1.286.422 horas de formação. No período de 2007 a 2011, a ATEC realizou um volume de formação de 5.461.257 horas.


4 | INDICADORES DE GESTÃO 041

4.8 Índice de Satisfação dos Clientes Assumimos a responsabilidade de apresentar aos nossos clientes soluções sustentáveis visando o aumento da sua produtividade e competitividade, quer através do desenvolvimento dos seus colaboradores, quer através da apresentação de ações de consultoria, procurando otimizar ou remodelar processos. Por este motivo, o plano de formação da ATEC é delineado em função dos nossos clientes, procurando sempre antecipar as suas expetativas com uma oferta capaz de os surpreender. Rápida capacidade de resposta, profissionalismo, competência técnica e tecnológica e criatividade são algumas das características apontadas pelos nossos clientes nos inquéritos de satisfação realizados em 2011.


Relatório DE ATIVIDADES 2011 042

4.9 Gestão Ambiental A instalação fotovoltaica instalada nas instalações da ATEC em 2010 produziu em 2011, em média, 1.000 kWh por mês de energia elétrica, possibilitando uma redução de mais de 6 toneladas de emissões de dióxido de carbono para a atmosfera só nesse ano, podendo este contributo vir a ser superior, caso seja incrementada a capacidade fotovoltaica das instalações. A consciencialização dos formandos para as causas ambientais é já um dos programas habituais na ATEC, tendo-se mantido em 2011, através da realização de ações de sensibilização ambiental para as diversas turmas da Academia. Por esta via pretende-se contribuir com uma forte componente de responsabilização social. Gerir corretamente todos os resíduos produzidos no edifício da ATEC, em Palmela, é outra das nossas ambições, através da Política dos 3 R (Reduzir, Reutilizar, Reciclar). Tendo em conta os diversos investimentos na renovação e criação de novos espaços formativos, serão igualmente acrescentadas novas soluções que permitam dar o destino final mais adequado aos resíduos produzidos – Recuperação e Reciclagem. Com esta atuação mantemos a atividade da ATEC em constante melhoria ao nível do seu desempenho ambiental.


4 | INDICADORES DE GESTテグ 043

Paテュneis Fotovoltテ。icos


RELATÓ RIO DE ATIVIDADES 2 011


5 Inovação em 2012


Relatório DE ATIVIDADES 2011 046

5 | Inovação em 2012 5.1 Desafio da Inovação A ATEC olha para o futuro com uma atitude arrojada e inovadora, acreditando que a qualidade e aperfeiçoamento são metas a atingir continuamente. Encaramos a inovação como a capacidade de introduzir novos produtos, metodologias e abordagens diferenciadoras, capazes de originarem maior capacidade de resposta por parte dos profissionais das mais variadas áreas. Para as áreas técnicas, a orientação para 2012 é a de continuação da constante atualização técnica e tecnológica, apostando em novas oportunidades de mercado. Na área da Domótica passa pela introdução de novos cursos a pensar nos Eletricistas e Arquitetos. De olhos postos na internacionalização, a ATEC tem em vista o desenvolvimento de ações em Programação de Edifícios Inteligentes para formar KNX Partners no Brasil. As áreas da Eletrónica e Eletricidade serão “recriadas” com o intuito de oferecer ao mercado soluções ajustadas às necessidades atuais, designadamente com produtos relacionados com Iluminação LED, Sistemas de Controlo, Eletrónica de Potência e Manutenção de Elevadores. É igualmente estratégia da Academia para 2012, reestruturar a área de Automação criando soluções para marcas distintas, a par da criação de novos cursos de Automação Pneumática e Automação Hidráulica. Por forma a acompanhar a evolução tecnológica na área automóvel, a ATEC irá

introduzir novas ações de formação para o mercado da reparação automóvel, salientando-se o curso de Técnico de Intervenção em Sistemas de Ar Condicionado, decorrente da certificação da ATEC enquanto entidade atestadora nesta área no final de 2011. Destaque também para o desenvolvimento de nova oferta formativa para Técnicos de Manutenção Industrial em AVAC (Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado). Na tentativa de chegar a mais pessoas, está planeado o desenvolvimento de cursos em formato E-learning, nas áreas de Eletricidade Básica e de Manuseamento de Empilhadores. A área de Gestão de Sistemas e Processos da ATEC irá promover em 2012 temáticas mais transversais, como sejam a Gestão de Novos Clientes e a Seleção e Avaliação de Fornecedores. No âmbito da Engenharia de Processos, pretende-se disponibilizar soluções de consultoria e formação que incidam sobre o processo de produção de novos produtos. A interligação de ferramentas, designadamente VSM (Value Stream Mapping) e MTM, na ótica da melhoria contínua, e abordagens no âmbito da Ergonomia, farão parte dos novos produtos aplicáveis a todos os setores de atividade. Acreditamos que do ponto de vista comportamental, o foco continuará a ser ao nível da positividade das organizações e do potencial criativo das mesmas. A Liderança


5 | inovação em 2012 047

Formação para Técnicos de Ar Condicionado

e a Programação Neurolinguística assumirão um papel de destaque numa altura em que os contextos organizacionais se deparam com ambientes mais complexos e em constante mudança. Ao nível da Formação Profissional, a procura de melhoria e inovação passa, em 2012, pelo desenvolvimento do primeiro curso de Especialização Tecnológica em Tecnologia Mecatrónica, em março. A descentralização da formação para quatro novos locais de formação (Aveiro, Braga, São João da Madeira e Viseu), onde serão desenvolvidos cursos de Especialização Tecnológica em Automação, Robótica e Controlo Industrial e em Tecnologia Mecatrónica, visando promover a qualificação técnica nestas

zonas, irá marcar as atividades formativas do 1º semestre do ano. Os formandos da Academia estarão durante o ano de 2012 novamente em destaque, com a participação no Skills Portugal- Campeonato Nacional das Profissões, que terá lugar em Faro, em maio. A ATEC estará representada nas profissões de Mecatrónica Automóvel, Robótica e Soldadura. A sustentabilidade da ATEC passa em 2012 também por uma estratégia de crescente internacionalização. Além das já referidas atividades na área da Domótica no Brasil, em vista está, também, uma possível cooperação no âmbito da formação profissional de jovens e de ativos em Angola.

Formação em Soldadura


Relatório de Atividades 2011  

Relatório de Atividades da ATEC no ano de 2011.