Page 274

quem se ama enquanto essa pessoa tenta consertar um erro terrível, nem é aqueza pensar em si próprio em primeiro lugar. Não importa a decisão que tomar, Trey, ainda vou achar você um cara e tanto.” Ele se aproximou e deitou a cabeça no meu ombro. “Obrigado, Eva.” Entrelacei meus dedos aos dele. “Não tem de quê.”

* “Vou pegar o carro”, Raúl disse assim que entramos no saguão do prédio. “Certo. Vou ver se chegou correspondência.” Acenei para a recepcionista ao passar pela portaria e fui até as caixinhas de correio, enquanto Raúl seguia para o elevador. Destranquei minha caixinha, abri a porta de metal e dei uma olhada lá dentro. Só havia alguns panfletos, o que me poupava de ter que subir até o apartamento. Peguei-os, joguei na lixeira mais próxima e fechei a caixinha. Voltei para o saguão bem a tempo de pegar uma mulher saindo do prédio. O cabelo ruivo curto chamou minha atenção. Fitei-a, esperando que virasse ao sair para a calçada, para ver se conseguia vêla melhor. Perdi o fôlego. Já tinha visto aquele cabelo numa pesquisa no Google. E do rosto eu me lembrava do evento beneficente a que tinha ido com Gideon poucas semanas antes. Então ela sumiu. Corri atrás dela, mas, quando cheguei à calçada, estava entrando num carro preto. “Ei!”, gritei. O carro acelerou, deixando-me para trás. “Tudo bem?” Virei e deparei com Louie, o porteiro dos fins de semana. “Você sabe quem é aquela mulher?” Ele fez que não. “Não mora aqui.” Voltei para o saguão e fiz a mesma pergunta à recepcionista. “Não entrou nenhum visitante aqui hoje que não estivesse acompanhado de um morador, então não prestei atenção.”

Profile for Atâna Araújo

Livro 4 somente sua sylvia day  

Gideon me chama de anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu lindo, guerreiro ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se r...

Livro 4 somente sua sylvia day  

Gideon me chama de anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu lindo, guerreiro ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se r...

Advertisement