Page 121

posição que ele queria enquanto mordiscava meu lábio inferior. Seu gosto, com um toque de café, deixou-me inebriada. Envolvida por ele, agarrei seus cabelos e levantei os pés para puxá-lo para mais perto. Cada vez mais perto. Mas a proximidade nunca era suficiente. “Uau.” A voz de Cary quebrou o feitiço sexual com que Gideon tinha me enredado. “Não esqueçam que é aqui que a gente come.” Tentei me afastar do meu marido, mas ele não largou, permitindo apenas que o beijo fosse interrompido. Nossos olhares se cruzaram. Seus olhos estavam alertas por sob as pálpebras semicerradas, e seus lábios, úmidos e suaves. “Bom dia, Cary”, ele falou, voltando sua atenção para meu amigo, que foi até a cafeteira. “Para vocês dois, talvez.” Cary abriu o armário e pegou uma caneca. “Infelizmente, estou cansado demais para apreciar o showzinho. E não estou nada animado com o restante do dia.” Ele estava vestindo uma calça jeans justa e uma camiseta azulmarinho, com os cabelos bem penteados e um topete. Eu tinha pena de quem cruzaria seu caminho durante o dia. Cary era de parar o trânsito, tanto por causa da aparência como da falsa confiança que transmitia. “Você tem uma sessão de fotos hoje?”, perguntei. “Não. Tat tem e quer que eu vá junto. Ela anda tendo enjoos matinais, então vou ficar por perto para ajudar caso aconteça de novo.” Passei a mão em seu braço em um gesto de apoio. “Que legal, Cary. Você é o máximo.” Ele contorceu os lábios ironicamente, levando a caneca fumegante à boca. “E o que mais posso fazer? Não posso vomitar por ela, e Tat precisa trabalhar o quanto puder agora.” “Se precisar de mim é só falar.” Ele encolheu os ombros. “Claro.” A mão de Gideon passeou pelas minhas costas, oferecendo seu apoio. “Se tiver tempo, Cary, queria que participasse da conversa sobre a reforma da cobertura na Quinta Avenida.” “Ah, sim, andei pensando nisso.” Cary apoiou o quadril no balcão. “Ainda não me acertei direito com Tat, mas acho que mais cedo ou mais tarde vamos ter que morar juntos. Vocês não vão querer um bebê gritando dentro de casa. Quando quiserem, vai ser o de vocês,

Profile for Atâna Araújo

Livro 4 somente sua sylvia day  

Gideon me chama de anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu lindo, guerreiro ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se r...

Livro 4 somente sua sylvia day  

Gideon me chama de anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu lindo, guerreiro ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se r...

Advertisement