Issuu on Google+

O melhor da Avenida Paulista em 1 Click Fonte: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Conjunto_Nacional_03.JPG

Boletim quinzenal da Associação Paulista Viva - Ano 1 / Novembro 2011 / nº 24

P. 4-5 Estruturando a história

P. 6 9ª Bienal Internacional de Arquitetura tem mostra dedicada ao talento alemão

Foto: Karina Mie

Fonte: www.baukultur-made-in-germany.de/index.php/pt

O Conjunto Nacional foi ator importante da história da capital

P. 3

Arte urbana Iniciativa da Paulista Viva leva arte aos tapumes que cobrem terreno na avenida


ARQUITETURA de editorial a canção que "recordar é viver"; HISTÓRIAS e MEMÓRIAS Diz destruir e resgatar também?

A Nona Bienal Internacional de São Paulo, que começou este mês em São Paulo, celebra esses aspectos e o caráter participativo dessa arte milenar. As soluções para os espaços que habitamos e frequentamos estão cada vez mais preocupadas com o conforto físico e psíquico e com as possibilidades de integração entre pessoas, destas com a natureza e com o ambiente circundante pré-existente. Exemplos de obras com essa preocupação existem na capital há muitas décadas. Embora a Paulista das mansões dos barões do café tenha desaparecido – deixando, em fotos em preto e branco, uma nostalgia que seduz pela beleza e por uma aura mítica de glamour –, alguns edifícios tiraram o caráter de ocupação privada dos terrenos da via e suas construções, democratizando usos. É fato que uma artéria como a Paulista precise de mais espaços democráticos e vivos, mas os poucos que existem já cumprem essa função, como o Conjunto Nacional, cuja história o Click Paulista examina. É curioso notar que, embora quase todas as mansões da avenida tenham sido demolidas – e, com elas, uma

Expediente - BOLETIM CLICK PAULISTA Boletim Informativo Eletrônico Quinzenal da Associação Paulista Viva Publisher: Carlos Alberto Silva Jornalista Responsável e Editora: Maria Consolação da Silva Subeditor e Projeto Gráfico: Ricardo Chachá Reportagem: Ricardo Chachá, Brenda Nunes, Marina de Abreu Sodré, Ariane Mastropietro e Karina Mie Departamento Comercial: Megahub Marketing Digital - Tel: (11) 3074 0533 R. Prof. Carlos de Carvalho, 164 – 1º andar 04531-080 – São Paulo - SP B Books – Divisão Editorial da Blue Comunicação www.bluecomunicacao.com bluecomunicacao@bluecomunicacao.com 2

paisagem urbana quase bucólica –, sejam recorrentes as tentativas de resgate, por meio de eventos diversos. Os tapumes que hoje circundam o terreno da antiga Mansão Matarazzo evidenciam isso. Mas, afinal, se tanto amamos as referências que nos rodeiam ou rodearam, por que temos o desejo constante de destruí-las e resgatá-las sob outras formas? Esta edição do Click Paulista deixa essa pergunta para reflexão.

DICA

Mais do que uma simples loja Fonte: www.sportstarbikes.com.br

O espaço construído é de fundamental importância para a formação da paisagem urbana e a sensação de pertencimento à cidade. Se os espaços são pouco convidativos, a sensação de exclusão pode levá-los ao esquecimento e, o que é pior, a serem alvo de vandalismo ou má preservação. O acolhimento, o abrigo e o deleite estético que um edifício ou um conjunto deles proporciona dá vazão a ações que intensificam seu uso e celebram o bemestar que eles proporcionam.

As bicicletas se tornaram uma maneira saudável de fugir do trânsito, e, para encorajá-la, o Click Paulista sugere uma loja inovadora: a Sport Star Bikes. Com 34 anos, a loja tem por objetivo não só a comercialização de bikes, acessórios, peças e vestuário, mas também o oferecimento de vários serviços pós-venda e assistência. A filosofia dos profissionais da empresa é prover um serviço diferenciado: ao venderem um produto, vendem também lazer, saúde, esporte, qualidade de vida e mudança de comportamento. Aproveite as bicicletadas e reuniões de ciclistas que acontecem na região Paulista e saia pedalando!


ARTE em TAPUMES

WORKSHOP sobre MÍDIAS SOCIAIS negócios

Parceria entre ONG e Paulista Viva valoriza o trabalho e as habilidades de jovens carentes

Evento abordará o uso das mídias sociais para conquistar consumidores

Foto: Karina Mie

cultura

Murais retratam a avenida de hoje e de ontem

A Avenida Paulista completa 120 anos em 2011. Para comemorar a data, a Associação Paulista Viva, em parceria com a ONG Revolucionarte, promove a criação de tapumes artísticos, que estão sendo pintados na esquina da via com a Rua Pamplona. Os grafismos e desenhos – produzidos pelos integrantes da Ong Revolucionarte, por meio da técnica da aerografia, que utiliza compressores de ar – retratam não só um pouco da história da avenida, mas também registram alguns de seus referenciais, como o Museu de Artes de São Paulo (MASP) e estações de metrô, além da silhueta de pedestres. Para Antônio Carlos Franchini, presidente da Paulista Viva, oferecer à avenida projetos que envolvam arte e promovam a cultura contribui para a preservação e o enriquecimento do patrimônio histórico e cultural da região. Ações como essa integram os objetivos da entidade. O projeto, que teve início em 10 de outubro, recebeu patrocínio das empresas Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI) e Cyrela Commercial Properties (CCP). A previsão é que os tapumes artísticos fiquem no local por três anos, até a entrega do complexo composto por uma torre comercial e um shopping center, que estão sendo construídos no terreno antes ocupado pela imponente Mansão Matarazzo.

Em 24 de Novembro, das 9h às 18h, será realizado, no Espaço Tahitian, na Avenida Paulista, o workshop "A economia das mídias sociais e como isso impacta nos negócios". O objetivo é proporcionar ao público um rápido conhecimento das ferramentas do mundo digital e mostrar como se inserir nas oportunidades que esse meio oferece, investigando os novos hábitos dos consumidores que buscam informações em sites e redes sociais virtuais. O workshop abordará também as transformações causadas pelas mídias sociais nos negócios, e apresentará conceitos relacionados ao tema – capital social, engajamento, customer relationship management, open innovation etc. –, focando no planejamento de comunicação e negócios em mídias sociais. Rafael Kiso, Diretor de Novos Negócios da Focusnetworks e consultor de planejamento estratégico interativo da MídiaNext, será o palestrante que mostrará como as empresas e marcas podem usar os novos canais para serem mais ativas e conversarem melhor com seu público, deixando de depender apenas de mensagens diretas. Inscrições: www. pscarneiro.com.br/workshopmidiassociais. 3


Prédio da Avenida Paulista é elogiado em fórum sobre infraestrutura urbana Depois da mudança de uma economia de base agrário-exportadora para a manufatura, passo que tinha sido dado na Era Vargas, a década de 50 seria marcada pelo desenvolvimentismo, cuja maior alegoria foi Brasília. Os "50 anos em 5", de Juscelino Kubitschek, traziam consigo um verniz de euforia, que cairia por terrra nas décadas seguintes, devido ao forte endividamento externo e a taxas mensais de inflação de dois dígitos.

Fonte: www.arcoweb.com.br/especiais/sp-2008-a-presenca-09-04-2009.html

Na esteira do sentimento ufanista dos anos 50, a arquitetura moderna brasileira atingia o seu auge, muito embora já tivesse construções emblemáticas desde a década de 20 – a primeira casa modernista de São Paulo, projetada por Gregori Warchavchik, é de 1927. Mais tarde, em 1935, o edifício da Associação Brasileira de Imprensa, no Rio de Janeiro, adotava conceitos defendidos por Le Corbusier. Simultaneamente, a arquitetura brasileira ganhava expoência no exterior, pelas mãos de Oscar Niemeyer, Rino Levi e outros profissionais, e pelo paisagismo de escala macro de Roberto Burle Marx.

HISTÓRIAS da CIDADE em um EDIFÍCIO O Conjunto Nacional é reflexo desse cenário. Projetado em 1954 por David Libeskind, iria marcar a paisagem da Paulista definitivamente. Patrocinado pelo empresário da noite e do ramo hoteleiro José Tijurs, o edifício seria um centro comercial, residencial e hoteleiro. Ousadia é o que caracterizava tanto o empreendedor como o arquiteto: Libeskind, que vencera o concurso para o projeto do prédio, tinha pouca experiência – nascido em 1928, formara-se em 1952 –, e Tijurs queria trazer para o espigão da Paulista um pouco da mistura de serviços, entretenimento e comércio, o uso misto da malha urbana que dava vida ao centro da cidade e já o consolidava como polo de atração de pessoas e negócios. Arquivo de David Libeskind Fonte: http://veja.abril.com.br/vejasp/270405/misterios.html

capa

Operário finaliza a cúpula de alumínio do edifício

O arquiteto do Conjunto Nacional já teve sua obra examinada em livro

Com o deslocamento da capital da república do Rio de Janeiro para Brasília, São Paulo ganhava a oportunidade de despontar como metrópole cultural e de aumentar sua pujança econômica, refletida, então, em sua arquitetura. 4

David Libeskind concebeu, então, uma edificação multiuso, constituída de uma lâmina horizontal, dedicada principalmente ao comércio, serviços e entretenimento, e outra vertical, com três prédios: dois comerciais e um residencial. Em 1958, antes da conclusão destes – ficaram prontos em 1962 –, foi inaugurado o Conjunto Nacional, com a presença do Presidente Juscelino Kubitschek. As grandes novidades eram sua cúpula geodésica de alumínio e o fato de ser o primeiro shopping center do Brasil. Ao pioneirismo seguiram-se refinamento e muito burburinho: a Confeitaria Fasano se estabelecia no térreo do edifício, e o mezanino recebia o Restaurante de mesmo nome, palco de inúmeras festas de casamento e


capa

- continuação

Prédio da Avenida Paulista é elogiado em fórum sobre infraestrutura urbana Fonte: http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/vejasp/fasano/galeria.html

HISTÓRIAS da CIDADE em um EDIFÍCIO res de baixo nível, doleiros, agenciadoras de garotas de programa e bocas-de-ouro (locais onde os assaltantes da região vendiam joias roubadas)."A decadência culminou com o incêndio de 4 de setembro de 1978". Felizmente, em 1984, a advogada Vilma Peramezza foi contratada como síndica do prédio pelo grupo imobiliário Savoy, tornando-se sua gerente geral desde 1987. Na mesma matéria da Revista Direcional Condomínios, Vera aponta que "já administrava para a Savoy mais de Arquivo de David Libeskind Fonte: http://veja.abril.com.br/vejasp/270405/misterios.html

Fachada no Fasano, no mezanino do Conjunto Nacional, nos anos 60

shows de artistas internacionais, como Marlene Dietrich, Roy Hamilton e Nat King Cole. Para completar a vocação multiuso do local, em 1961 ele recebeu o Cine Astor, logo eleita a mais luxuosa sala de cinema da capital. Hoje, ela abriga as instalações mais recentes da Livraria Cultura.

Fonte: http://marlenedietrichnobrasil.blogspot.com

Os anos 70 e o começo dos anos 80 não foram generosos com o Conjunto Nacional. Viram o anticlímax do espaço, que, segundo matéria publicada na Edição Nº 98 (março de 2006) da Revista Direcional Condomínios, "... se transformou num local perigoso, com ba-

Marlene Dietrich apresentou-se no Restaurante Fasano, em 1959

Na época da construção do edifício, os arredores da avenida ainda tinham muito verde

200 mil metros quadrados de imóveis em prédios antigos...", de modo que possuía "...muita prática em administrar visando a valorização do imóvel". A revitalização do Conjunto Nacional foi tão bem-sucedida que "... irradiou para o Ed. Barão de Itatiaia (Paulista 2.000) a partir de 1987, e, em 1988, a Viena ocupou a esquina da R. Augusta e Al. Santos". Tal determinação levou ao reconhecimento da importância do prédio, tombado pelo Condephaat, órgão estadual responsável pelo patrimônio histórico, em abril de 2005. E mais reconhecimento e elogios ainda vêm pela frente, como as palavras do arquiteto e urbanista Mário Biselli, proferidas durante o "II Fórum Sobratema – Brasil Infraestrutura – Cidades", em outubro de 2011: " O caso mais notório de edifício que consegue ser multifuncional e ao mesmo tempo atender aquele preceito antigo, dos anos 1940 e 1950, de que o piso térreo dos prédios seja de uso coletivo, é o Conjunto Nacional...". 5


9ª BIENAL de ARQUITETURA

roteiro Evento tem mostra no Centro Cultural São Paulo, compilando 20 projetos alemães de porte

Obra para o Jardim Botânico de Chenshan, em Shangai

A 9ª edição da Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, batizada de “Nona BIA”, trocou o prédio da Bienal pelos 5.000m² da Oca e por outros espaços da cidade. Os projetos expostos foram divididos em produção internacional, nacional e trabalhos de estudantes e novos profissionais. Estão sendo realizadas oficinas de projeto e ateliers internacionais, seminários técnicos, fóruns de debate, lançamentos de livros e uma mostra internacional de vídeos, além de exposições de fotojornalismo e história. Entre as atrações internacionais, está a exposição dinarmaquesa What Makes a Livable City – “O que torna uma cidade habitável”, de Copenhagen –, e o projeto norueguês para a Ópera de Oslo. Destaque também para exposição “Arquitetura não solicitada”, do holandês Ole Bouman, diretor do Netherlands Architecture Institute (NAI). Ela debate a arquitetura como solução para questões sociais e para a melhoria da infraestrutura urbana, e integra as comemorações do Ano da Holanda no Brasil. Numa tentativa de aproximação com o grande público, os usuários das estações de metrô Sé, República, Tamanduateí e Vila Prudente poderão conferir projetos e maquetes das construções das principais estações paulistanas. A participação do Centro Cultural São Paulo (CCSP) tem o mesmo propósito de aproximação, pois abriga uma mostra com entrada 6

Com o tema Baukultur made in Germany (Cultura da construção na Alemanha), a mostra do CCSP escolheu os projetos conforme sua relevância internacional, caráter sustentável e preocupação com os stakeholders, e representatividade para a Baukultur. Alguns destaques são: • Estádio da Cidade do Cabo, África do Sul: exemplo de método construtivo ecologicamente correto e com maior economia de recursos. • Museu Albertinum, Dresden: cobertura do pátio de um prédio barroco com uma construção de dois pavimentos. • Edifício de entrada do Centro de Pesquisas e Jardim Botânico de Chenshan, Shangai: integração com o verde. Mesmo a mostra paga da 9ª BIA tem preços acessíveis. Programe-se para essa deliciosa aula de arquitetura, pois a próxima só ocorrerá daqui a dois anos. Fonte: www.baukultur-made-in-germany.de/index.php/pt

Fonte: www.baukultur-made-in-germany.de/index.php/pt

franca: 20 obras feitas por arquitetos e engenheiros da Alemanha. O país exporta conhecimento na área, e está envolvido no projeto de três estádios brasileiros: os de Manaus, Brasília e Belo Horizonte, de autoria da GMP von Gerkan, Marg und Partner arquitetos.

O estádio da Cidade do Cabo, na África do Sul, recebeu vários prêmios

SERVIÇO: Nona BIA - www.nonabia.com.br 9ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo OCA - Parque Ibirapuera. De 2/11 a 4/12. Terça a domingo, das 10h às 22h. Ingresso: R$ 10 e R$ 5 (meia); gratuito para crianças até 10 anos. Exposição Baukultur "Made in Germany" www.baukultur-made-in-germany.de/index.php/pt/ Centro Cultural São Paulo - Rua Vergueiro, 1.000. De 2/11 a 4/12.Terça a domingo, das 10h às 18h. Entrada franca.


SEJA ANUNCIANTE DO BOLETIM CLICK PAULISTA! O boletim eletrônico CLICK PAULISTA nasceu da vontade e da necessidade de divulgação do trabalho da Associação Paulista Viva, e também para mostrar aos cidadãos a história recente e antiga da Avenida Paulista, por cuja preservação e melhorias a Associação luta, resgatando a memória da cidade. Anuncie no boletim quinzenal CLICK PAULISTA. Assim, você: - contribui para o trabalho de preservação e melhorias da Paulista; - projeta uma boa imagem da sua empresa para mais de 8.000 contatos atualizados, compostos pelos leitores que recebem, por e-mail, o boletim. Tamanho dos anúncios

Preço (em reais)

7,90 x 4,00 cm

180,00

7,90 x 6,00 cm

250,00

7,90 x 8,00 cm

340,00

7,90 x 10,00 cm

460,00

9,90 x 4,00 cm

270,00

9,90 x 6,00 cm

390,00

9,90 x 8,00 cm

530,00

9,90 x 10,00 cm

660,00

18,60 x 4,00 cm

600,00

18,60 x 6,00 cm

800,00

18,60 x 8,00 cm

1.100,00

18,60 x 10,00 cm

1.400,00

Condições especiais e descontos para anúncios em edições consecutivas do boletim. Consulte-nos.

ASSOCIADO PAULISTA VIVA Você tem algum acontecimento ou informação sobre a sua empresa, instituição ou sobre a região da Avenida Paulista que pode se tornar notícia? Escreva para nós: bluecomunicacao@bluecomunicacao.com

Fotos e imagens enriquecerão suas sugestões. Envie-as também!

Planejamento de comunicação corporativa: - identidade e imagem da empresa para os mais diversos públicos e veículos midiáticos; auditoria interna e externa de imagem. Treinamento de porta-vozes

Os preços acima não incluem a criação da arte e/ ou layout dos anúncios. Caso solicite esse serviço para o seu anúncio, o valor é de 70% sobre o preço do tamanho do anúncio contratado.

Pesquisas de percepção

CONTATO: Blue Comunicação - Kelly Borges Tel: 30 74 0533 - ramal 200 kelly@bluecomunicacao.com

Análise de clipping e monitoramento de mídia e de redes sociais

Divulgação de produtos e serviços Gestão de relações com formadores de opinião e gestão de crises

www.bluecomunicacao.com


Click Paulista 24