Page 1

ANO 1 - NO 7 - JUNHO DE 2017

condomínio

BARRA BONITA

em revista

VIDA ATIVA

CANAL DAS TAXAS

A turma da terceira idade se exercita, busca mais qualidade de vida e ainda se diverte muito. Confira.

No mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente registramos o descaso do poder público. O Canal agoniza.


ANÚNCIO

ANÚNCIO


BARRA BONITA 4 expediente

em revista

DIRETOR EXECUTIVO Paulo Roberto Mesquita DIRETORES E CONSELHEIROS DA ASSOCIAÇÃO

DIRETORA ADMINISTRATIVA Rebeca Maia

PRESIDENTE: William Andrade Nogueira

EDITORA-CHEFE Tereza Menezes Dalmacio

VICE-PRESIDENTE: Júlio Cesar Jesus de Sá DIRETOR FINANCEIRO: Antônio Carlos de Assis Silva DIRETOR ADMINISTRATIVO: Lincoln Franklin Fernandes DIRETORA DE OPERAÇÕES: Fabíola Pombo CONSELHO FISCAL: Felipe Marcelo M. de Carvalho / Ivone dos Santos Dias / Valdinez Gonçalves de Lima

CONDOMÍNIOS E SÍNDICOS ASSOCIADOS ALOHA CLUB RESIDENCE Síndica Fabíola Pombo CONDOMÍNIO RESIDENCIAL VILLA BELLA Síndica Virgínia Sobral Moraes

SUGESTÃO DE PAUTA (21) 99437-2520 editora@grupocoruja.com.br

COMERCIAL (21) 3471-6799 REPÓRTER Aldi Mafra Guilherme Cosenza Sandro Miranda FOTOGRAFIA Lourrayne Lima

CONDOMÍNIO LUAU DO RECREIO Síndico Lincoln Franklin Fernandes

ESTAGIÁRIO DE FOTOGRAFIA Marcos Alcantara

CONDOMÍNIO HOME WAYS RESIDENCE Síndico Jorge da Silva Carneiro

REVISÃO Laila Silva

CONDOMÍNIO PUERTO MADERO RESIDENCE Síndico Silmar Cavalieri

DIREÇÃO DE ARTE E DIAGRAMAÇÃO Rachel Sartori

CONDOMÍNIO RECREIO TOP DUPLEX Síndica Márcia Gama CONDOMÍNIO RESIDENCIAL LA VISTA Síndico Antônio Carlos de Assis Silva CONDOMÍNIO RESIDENCIAL PABLO PICASSO Síndica Ana Cristina Lucidi CONDOMÍNIO SUMMER CLUB RESIDENCE Síndico Paulo Monjardin CONDOMÍNIO VARANDAS DE BARRA BONITA Síndico Dierci Silveira

BARRA BONITA É FORMADO POR 18 CONDOMÍNIOS: ALOHA (168 APARTAMENTOS) CHOICE (360) CONDE DO RECREIO (80) HOME WAYS (80) JARDIM DO ALTO (252) LA VISTA (242) LUAU DO RECREIO (312) NATURA RECREIO (392) PABLO PICASSO (100) PUERTO MADERO (228) SUMMER (62) SUNSET (320) TOP DUPLEX (220) UP LIFE (440) VARANDAS (224) VILLA BELLA (80) VILLA FIRENZE (63) VILLA VENEZIA (80)

CASAS ASSOCIADAS MARIA ALICE E ANTÔNIO CARLOS VERÔNICA GOMES LUIZ CÉSAR CRONER AURELY CANTUÁRIA PAULO AMORIM RICARDO DE OLIVEIRA RANGEL ALFREDO LOPES JOSÉ LUIZ DE OLIVEIRA JOAQUIM MARIANO TÂNIA MARA SOARES

DESIGN Allan Nascimento Marcília Almeida Renato Passos www.grupocoruja.com Tel.: 21 3471-6799 Avenida Armando Lombardi, 205, salas 211 a 215, Esquina da Barra Barra da Tijuca - Rio de Janeiro Barra Bonita em revista é uma publicação

FALE COM A ASSOCIAÇÃO Nós estamos disponíveis para atendê-lo através dos canais abaixo: 97021-2627 2025-2485 contato@novabarrabonita.org.br /NovaBarraBonita NovaBarraBonita.org.br A produção da Revista Barra Bonita não gera custo para a Associação Nova Barra Bonita. Toda a despesa (produção, criação, impressão e veiculação) é paga com o que é arrecadado com a venda de anúncios.


6 palavra do presidente

MEIO AMBIENTE EM PAUTA

Como presidente da associação, venho participando de alguns encontros, fóruns e reuniões sobre o tema, e um dos maiores problemas que assola a região da Barra, Recreio e, consequentemente, Barra Bonita é a poluição dos nossos rios, canais e lagoas. A poluição do Canal das Taxas, por exemplo – esse canal que está tão próximo de Barra Bonita tem sofrido com o despejo de esgoto, muitas das vezes in natura, ou seja, esgoto sem qualquer tipo de tratamento.

casas com estrutura que simplesmente não fizeram sua ligação de esgoto com a rede da Cedae e continuam despejando na rede de águas pluviais. A segunda fonte são alguns condomínios que também passam pela mesma situação, pois não estão conectados com a rede da Cedae. E a terceira fonte de despejo de esgoto em nossos canais é a própria Cedae. Sei que parece brincadeira, mas não é; vou explicar tomando como exemplo Barra Bonita: em nossa praça, temos uma elevatória da Cedae, que é um grande receptor de esgoto que vem dos condomínios de Barra Bonita e do Recreio Shopping. Esse esgoto é bombeado pela tubulação até que chegue à estação de tratamento da Barra da Tijuca. Após o tratamento primário, o esgoto é enviado para o emissário submarino a 5 km da costa da Barra. A elevatória de Barra Bonita, ainda como exemplo, conta com uma bomba de sucção para bombear o esgoto armazenado para a rede coletora. Em determinados momentos, essa bomba sofre algum tipo de problema técnico, seja por entupimento, quebra de peça ou até mesmo para efetuar a manutenção. Neste período em que a bomba está parada, o esgoto é desviado para o Canal e em poucos minutos são despejados milhares de litros de esgoto sem tratamento. Isso acontece em várias elevatórias na região e é por esse motivo que vemos as lagoas assoreadas, com uma coloração esverdeada e com a proliferação de gigogas. Os canais e lagoas estão simplesmente morrendo.

Por que isso acontece em nossa região? Temos pelo menos 3 fontes de despejo de esgoto. A primeira fonte vem de algumas casas que não contam com saneamento básico; algumas estão em comunidades sem infraestrutura, mas existem outras

As gigogas, que são aquelas plantinhas que vemos na superfície do Canal, se proliferam em ambientes contaminados, e é por esse motivo que hoje o nosso canal está quase todo coberto por elas. A planta em si não seria um problema se o seu sur-

N

o dia 5 de junho foi comemorado o Dia internacional do Meio Ambiente, e aqui no Brasil, o mês de junho acabou sendo batizado como o mês do meio ambiente. Com isso, muitas ações são realizadas em comemoração, como plantio de árvores, coleta de lixo, limpeza de canais etc. Mas, olhando para a nossa região, o que está sendo feito de efetivo para a melhoria do nosso meio ambiente?

gimento não contribuísse para um outro problema: a proliferação dos mosquitos que invadem os nossos lares. Agora você sabe o motivo pelo qual estamos com tantos mosquitos em Barra Bonita. Na primeira edição da Revista Barra Bonita realizamos uma entrevista com o engenheiro químico Nuno Cunha e Silva sobre uma tecnologia usada em outros países para despoluição de corpos hídricos (reveja a matéria no site da associação - http://novabarrabonita.org.br/ noticias/revista-barra-bonita/). Estamos preparando uma parceria para implementarmos essa solução aqui, mas ainda dependemos da participação da Secretaria de Meio Ambiente da prefeitura, primeiramente para a retirada das gigogas e em seguida para a autorização da implementação do projeto. O segundo passo será reunir empresários e moradores interessados em ajudar neste desafio. Em breve daremos mais detalhes sobre esse projeto, nos acompanhe também nas redes sociais (www. facebook.com/novabarrabonita). A preservação do meio ambiente é uma obrigação de todos! Todos nós desejamos viver em um ambiente limpo e organizado, e Barra Bonita merece o nosso engajamento, os pequenos gestos de cidadania, de não jogar lixo no chão, recolher as fezes dos pets, manter os locais limpos e preservados, já fazem toda a diferença. Participe, seja um guardião do nosso meio ambiente, junte-se nós! Barra Bonita, eu amo, eu cuido!

William Andrade Nogueira Pres. da Associação de Condomínios Nova Barra Bonita e morador.


9 segurança

8 segurança

SOMANDO FORÇAS

Para encerrar, Pedra falou da importância das iniciativas de Barra Bonita com seus eventos: “Barra Bonita é um parceiro nosso nessa empreitada de melhorar o Recreio. Essa iniciativa de criar eventos na praça é uma ação ótima e deve ser copiada por todos, pois devemos ocupar as praças e tirar esse ócio que toma conta dos moradores”.

C

uidar do bairro e deixar ele cada vez mais protegido é obrigação do poder público. Porém, observar todos os pontos que precisam ser mudados e melhorados na cidade é uma tarefa quase impossível para o efetivo que o governo tem, e ainda mais nesse período de crise. Para colaborar, não apenas com o poder público, mas principalmente com a comunidade, as associações de moradores entram na luta e tornam-se parceiras em prol do bem-estar de todos. Assim, várias associações do Recreio (comercial e de moradores) se reúnem mensalmente com autoridades de órgãos públicos para discutir as necessidades do bairro e cobrar melhorias.

Luiz Pedra, administrador regional.

Entre essas associações estão a de Barra Bonita e a Câmara Comunitária do Recreio. “Essa reunião é promovida pela Associação Comercial do Recreio e ela convida os presidentes das associações do bairro e os representantes dos órgãos públicos. Ficamos por dentro das limitações do Estado e da prefeitura para poder realizar os serviços da região. Mas como nosso papel é cobrar e acompanhar, nós seguimos na busca por ação e melhorias”, contou William Nogueira. O administrador regional Luiz Pedra também comentou sobre a importância do encontro: “funciona bem para organizarmos as demandas. Com isso, juntamos grande parte dos responsáveis do poder público e assim alinhamos de maneira útil os esforços de todos os poderes para arrumar o que está errado”. Além do administrador, estiveram presentes os porta-vozes da Rioluz, Cedae, Seop e Rio-Águas. Albano Alves Filho, responsável pela Confederação Nacional do Turismo, comentou: “uma reunião como essa, muito mais do que resolver problemas, mostra que temos que ficar unidos para encontramos o melhor caminho. Muitos bairros importantes do Rio cresceram de forma acelerada e sem cuidado, por isso, nós precisamos discutir o bairro e não um problema isolado de alguém. Temos que ser fortes e chamarmos as autoridades para juntos acharmos uma solução”.

Albano Alves Filho, responsável pela Confederação Nacional do Turismo.

Dr.CORAÇÃO Cardiologia e Nutrição

CARDIOLOGISTA

Dr. Claudionor Barros CRM:52-20171-5

- Consultas e Check-ups. - Risco Cirúrgico. - Eletrocardiograma Digital. - Ecodopplercardiograma. - Doppler de Carótidas. - Holter 24 horas. - Teste Ergométrico. - MAPA.

NUTRICIONISTA

Dra. Patricia Esquerdo CRN:14101203

- Crianças, Jovens e Adultos. - Exames Nutricionais Atuais: - Food Detective. - My Gene Diet. - Bioimpedância. - Alérgicos ao Gluten e Lactose. - Obesidade, Gestantes. - Diabéticos. Atendimento diferenciado com hora marcada

Av. das Américas 19.005 -Torre 1 - Sala 729 - ABSOLUTTO Em frente à Estação do BRT Recreio Shopping - Estacionamento Rotativo

Tel: 2487-8812 - Cel: 99632-7386 Diretor Clínico - Dr. Claudionor Pereira de Barros - CRM/RJ 52-20171-5


NO MÊS EM QUE SE COMEMORA O DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE FOMOS CONVERSAR COM UM ATIVISTA AMBIENTAL RENOMADO E RESPEITADO: DAVID ZEE, ENGENHEIRO E OCEANÓGRAFO, PROFESSOR DA FACULDADE DE OCEANOGRAFIA DA UERJ, VICE-PRESIDENTE DA ONG DEFENSORES DA TERRA, MESTRE EM ENGENHARIA OCEÂNICA E COSTEIRA PELA UNIVERSITY OF FLORIDA E DOUTOR EM GEOGRAFIA AMBIENTAL PELA UFRJ. UM GUERREIRO NA LUTA PELA DESPOLUIÇÃO DO COMPLEXO LAGUNAR DA REGIÃO. ESSA LUTA É TAMBÉM DA ASSOCIAÇÃO DE CONDOMÍNIOS DE BARRA BONITA, POIS O CANAL DAS TAXAS É UM BRAÇO DA LAGOA. HÁ MUITOS ANOS, O CANAL VEM SENDO O LOCAL DE DESPEJO DE LIXO E ESGOTO, POLUINDO, TRAZENDO MAU CHEIRO E INSETOS PARA A REGIÃO. AQUI MESMO NA REVISTA, NA EDIÇÃO 1, MOSTRAMOS O PROJETO DO ENGENHEIRO QUÍMICO NUNO CUNHA E SILVA PARA A LIMPEZA DO CANAL. A REPORTAGEM PODE SER ENCONTRADA NO LINK HTTPS://ISSUU.COM/ GRUPOCORUJA/DOCS/ REVISTABARRABONITA_01, NA PÁGINA 32. AGORA ACOMPANHE A ENTREVISTA COM DAVID ZEE.

R

EVISTA BARRA BONITA: Como resolver a questão do Canal das Taxas?

DAVID ZEE: A sociedade local não conta com o governo, porque ao longo dos anos ele mostrou que não tem capacidade de resolver o problema como um todo. Acho que isso tem que começar pela sociedade mesmo, buscar alternativas. Ela precisa formular e propor soluções para o problema, onde ela consiga, efetivamente, participar. Então, essa união entre a sociedade, o governo junto com a classe empresarial pode ser a solução.

13 meio ambiente

12 meio ambiente

HÁ O QUE COMEMORAR?

REVISTA BARRA BONITA: E quanto ao lixo despejado no Canal e nas áreas ribeirinhas? DAVID ZEE: A questão do lixo é uma coisa a ser reclamada com a Comlurb. Porém, existem pontos onde o lixo deve ficar para ser retirado pela empresa, então toda essa organização deve ser feita a partir da iniciativa da sociedade e não apenas dizer o problema, deixar nas mãos das autoridades e agir de maneira errada, jogando o lixo nos pontos que não são pontos de coleta. Além disso, alguns moradores também falaram sobre a questão.

REVISTA BARRA BONITA: Como fazer a classe empresarial se interessar por esse assunto de maneira a investir em melhorias? DAVID ZEE: Hoje, nós temos uma carência muito grande, seja do governo como da própria população. Então, a iniciativa privada, que depende da sociedade, pode começar a contribuir, pois o negócio dela só floresce e progride se tiver determinadas condições de segurança e bem-estar no local. Então, eu acho que a sociedade precisa ter uma visão mais ampla, ou seja, começar a se colocar como um instrumento de solução e trazer todos os setores para ajudar. REVISTA BARRA BONITA: Quais medidas o morador deve tomar então, uma vez que o esgoto de seu prédio está sendo jogado no Canal? DAVID ZEE: É preciso que comece a observar quais são os problemas principais. O esgoto da região vai para o Canal das Taxas, e isso é evidente. Contudo, os moradores pagam a conta da Cedae. Então é necessário se organizar e forçar a Cedae, para que ela opere a estação ou garanta que o esgoto será bombeado para o emissário submarino. A sociedade precisa observar os pontos em que estão ocorrendo esses problemas e entrar em contato com a Cedae, para que isso seja resolvido, além de mover ações junto ao Ministério Público pra que esse comece efetivamente a responsabilizar as entidades e organizações responsáveis pelo esgoto.

Fábio Monteiro (Up Life) acredita que as autoridades devem bancar e ter o cuidado adequado com a limpeza do Canal: “não sei se a presença dos mosquitos está ligada diretamente ao Canal, mas posso afirmar que minha casa está cheia de telas”. Na foto, Fábio e os filhos, Vitor (3 anos) e Sophia (5 anos).

Antonia Kelma Resende de Melo (Summer Club) é outra que acha fundamental a limpeza do local: “o meu prédio fica um pouco mais distante, mas ainda assim os mosquitos se fazem presentes. Nos períodos de chuva é ainda pior. Muitas pessoas reclamam do mau cheiro também. Esse é um caso de saúde pública”. Na foto, Antonia aparece ao lado da filha, Daniela (13 anos).

O casal Waldir de Lima e Amélia Beatriz (Natura) confessa que a prioridade é principalmente a limpeza das margens. “Uma limpeza mais profunda é mais complicada, mas um cuidado especial com as margens já amenizaria bastante os problemas, pois muito lixo acumulado traz insetos e doenças. A presença dos mosquitos é o que mais incomoda a população, pois nem com tela eles dão trégua”, destaca Waldir.


TEATRO, CINEMA, TV, ARTES PLÁSTICAS E FOTOGRAFIA. A SEÇÃO EM CENA ENTREVISTA MORADORES QUE SE DESTACAM NA ARTE. GENTE QUE VIVE AQUI E LEVA O SEU TRABALHO PARA TODA A CIDADE. NESTA EDIÇÃO APRESENTAMOS A HISTÓRIA DA ATRIZ BRENDHA HADDAD.

R

evista Barra Bonita: Você teve contato com a arte muito cedo: aos 3 anos de idade já desfilava, aos 9 fazia balé clássico, sapateado e jazz, aos 12 foi Miss Brasil. Em 2006, conquistou seu primeiro trabalho na TV. Como foi o início tão precoce? Brendha Haddad: Tudo que vivi serviu como experiência, continuo aprendendo e isso vai acontecer até o final. Desde muito cedo, eu queria ser atriz, fiz tudo que estava ao meu alcance para estar preparada no dia em que eu tivesse uma oportunidade para trabalhar profissionalmente na área. Fui uma criança tímida, mas subir no palco era transformador, eu me soltava e me realizava. Sempre pedia ao meu pai de presente um curso de interpretação, ele me deixava viajar para fazer o curso, mas não cogitava a possibilidade de eu morar longe. Ele dizia que quando fosse acontecer, iriam me buscar em Rio Branco, no Acre, onde cresci – e minha família mora até hoje. Quando surgiu a oportunidade de fazer meu primeiro teste para televisão, foi para a minissérie “Amazônia”. Eu fiz e só falei para ele quando passei. Depois disso, não teve mais argumento. Eles foram me buscar lá e me mudei para o Rio de Janeiro. Meus pais sempre acreditaram mais em mim do que eu mesma, e isso fez toda diferença, eles são meu porto seguro, me ensinam muito e me levantam nos momentos difíceis.

Brendha Haddad: Ritinha, de “Amazônia”, que foi minha primeira personagem. Ela é muito especial para mim, porque foi responsável pelas maiores transformações da minha vida. Revista Barra Bonita: 2012 foi um ano importante em sua carreira, participou do videoclipe da música “Você mudou”, de Cristiano Araújo, e recebeu um convite para atuar em “Salve Jorge”, de Glória Perez. Conte-nos um pouco sobre esses trabalhos.

Brendha Haddad: Cada personagem tem uma importância na minha vida. Conheci o trabalho do Cristiano durante as gravações do clipe e virei fã da pessoa que ele era e do artista também. As novelas da Gloria são sempre um sucesso, e claro que fico muito feliz em participar. Adorei viver a Neuma, tinha acabado de gravar um filme em que interpretava uma policial e na novela também pude mergulhar nesse universo. Revista Barra Bonita: Na Record, você interpretou a personagem Inês, em novelas diferentes, “Os Dez Mandamentos”, em 2015, e “Terra Prometida”, em 2016. Isso já

havia acontecido alguma vez na sua carreira? Como foi encarar esse desafio? Brendha Haddad: Na minissérie “Amazônia”, eu fui a única personagem que fez as três fases, o elenco mudava devido à passagem de tempo, mas minha Ritinha continuava sempre com o mesmo rosto. Foi uma experiência parecida, porque tive que me despedir dos colegas de elenco durante o processo e viver um novo desafio em cada fase. O que aconteceu com a Inês, provavelmente não irá se repetir. Foi um presente, dois anos respirando a personagem; pude desenvolvê-la da fase

Revista Barra Bonita: Depois do seu 1º papel, você decidiu se mudar para o Rio de Janeiro para tentar emplacar a carreira de atriz? Brendha Haddad: Quando mudei para o Rio, eu fazia faculdade de Direito e conclui o curso. Cheguei a trabalhar na área jurídica, mas não é minha vocação. Eu imitava cenas da televisão quando criança, adorava um palco, fazer arte é o que amo! Fico feliz e não me vejo trabalhando em outra área.

刀攀挀爀攀椀漀 搀漀猀 䈀愀渀搀攀椀爀愀渀琀攀猀  ⴀ 䄀瘀⸀ 搀愀猀 䄀洀爀椀挀愀猀Ⰰ ㄀㔀⸀㔀㜀㤀 ⴀ ㈀㐀㌀㜀ⴀ ㌀㤀㜀 挀愀猀愀爀愀漀氀甀猀琀爀攀猀氀琀搀愀

挀愀猀愀爀愀漀开氀甀猀琀爀攀猀

䈀攀渀ǻ挀愀 ⴀ 刀⸀ 匀攀渀愀搀漀爀 䈀攀爀渀愀爀搀漀 䴀漀渀琀攀椀爀漀Ⰰ ㈀㠀  ㌀㘀 ⴀ ㌀㈀㠀㤀ⴀ㈀㤀㐀㐀  眀眀眀⸀挀愀猀愀爀愀漀氀甀猀琀爀攀猀⸀挀漀洀⸀戀爀

15 em cena

14 em cena

ESBANJANDO TALENTO

Revista Barra Bonita: Entre os trabalhos que fez, qual você destaca?


16 em cena

jovem até a terceira idade. Uma missão comprida e cumprida com muita gratidão e amor. Ela me ensinou bastante. Revista Barra Bonita: Como foram suas experiências nas outras vertentes da profissão, como a atuação em filmes e séries? Com qual delas você mais gosta de trabalhar? Brendha Haddad: Gosto de todos, viver uma personagem, independentemente do tamanho dela, é como emprestar o corpo para dar vida a diferentes almas, é encantador. Gravar trabalhos que são obras fechadas, como é o caso do teatro, de filmes e séries, te dá a possibilidade de ter uma visão da personagem do início ao fim. Novela, por ser obra aberta, tudo pode mudar, o que é um desafio maravilhoso também. O ritmo é mais acelerado, mas o retorno do público que acontece durante o processo, além da família que se forma nos bastidores por conta do tempo que passamos juntos, são motivadores. Revista Barra Bonita: Quais são os sonhos de Brendha Haddad? Brendha Haddad: Tantos (risos). Profissionalmente gostaria de viver do que amo. É uma carreira instável e o caminho é difícil, mas espero nunca perder a coragem para continuar lutando pelo que me inspira e me faz feliz. Revista Barra Bonita: E as novidades? Algum trabalho em vista? Brendha Haddad: Sim, em breve gravo dois longas. “O Novo

Amapá, a Ultima Viagem” é baseado em fatos reais sobre um naufrágio que aconteceu em 1981 e matou centenas de pessoas. O roteiro é do Andre Laurent e a direção do Wagner Jr. Minha personagem é inspirada na história real de uma mulher que está viva até hoje, uma experiência incrível. O outro longa se chama “Mãe D’Água”, nele interpretarei uma sereia, e o filme também será rodado no Norte do país. Revista Barra Bonita: Em 2010, você veio para o Barra Bonita. Por que escolheu o condomínio para viver?

Brendha Haddad: Moro no Recreio desde que mudei para o Rio de Janeiro, em 2006. O bairro vem crescendo muito e hoje não preciso sair dele para resolver as coisas, tem quase tudo. Minha relação com os vizinhos é boa, tenho amigos que a arte me deu que moram aqui e amigos que conquistei no meu prédio ou nos passeios na praça com o Stitch, meu cachorro. Gosto da tranquilidade do lugar e de resolver quase tudo do meu dia a dia com rapidez e praticidade, devido ao shopping.


de família

Confira uma manhã de outono com sol suave e muita descontração.

“Aqui é tudo de bom, aproveito a praça para correr, trazer meu cachorro para passear e relaxar ao ar livre. É muito gostoso ter esse lazer por perto, o shopping e também os eventos que divertem os moradores”, disse Hugo Santos, morador do Aloha.

Natural de Pernambuco, Sonia Alcântara se mudou para o Top Duplex há 2 anos por indicação de amigos: “eu adoro esse lugar! A praça é ótima, por isso eu desço todas as tardes. Fiz um grupo de colegas que tem o mesmo costume. Assim, os moradores têm a oportunidade de estreitar os laços”.

19 lazer

18 lazer

ÁLBUM

Esta seção é o ponto de encontro de quem escolheu o Barra Bonita como casa e segue registrando o jeito leve e descontraído de viver aqui. As áreas externas e comuns a todos são um convite ao bem-estar.

Elaine Carvalho estava com o filho, Mateus (10 meses), e declarou que encontra comodidade no bairro: “eu casei e quis morar aqui, por ser tranquilo. Nós conseguimos manter uma convivência com os vizinhos, e com isso fazer amigos. Sem contar que tem o BRT por perto, o shopping e eu encontro tudo que preciso por aqui”.

Moradoras do Up Life, Taisa Palhares e Ana Beatriz Santos aproveitam a praça e o ar puro para praticar exercícios. “Para não ficar um treino monótono e somente na academia, utilizamos esse espaço para fazer atividades e admirar a natureza. A Bia ainda tem oportunidade de ver alguns artistas que moram aqui e às vezes descem para passear”, afirmou a personal trainer Taisa.


21 lazer

20 lazer

Bernardo Langlott, morador do Luau do Recreio, aproveita o tempo livre para colocar a leitura em dia: “alivio o estresse do dia a dia e consigo relaxar na tranquilidade da praça. Ainda me exercito fazendo caminhadas diárias”.

“Eu gosto de tudo que esse lugar disponibiliza: praça, shopping e os eventos que contribuem para a interação dos moradores. Todo dia, pelo menos 2 vezes, eu venho caminhar e trazer minha cachorra Ianka para passear”, disse Cátia Pacheco, moradora do Villa Venezia há 2 anos.


25 Recreio Boa Praça

24 Recreio Boa Praça

PRAÇA DA ALEGRIA A PRAÇA DE BARRA BONITA É UM VERDADEIRO ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA, ONDE GENTE DE TODAS AS IDADES SE ENCONTRAM, SOCIALIZAM E SE DIVERTEM. A EQUIPE DE REPORTAGEM ESTEVE NA PRAÇA DURANTE UM FIM DE SEMANA E REGISTROU O MOVIMENTO DE MUITO ALTO-ASTRAL. SHOWS AO VIVO, PERSONAGENS INFANTIS, COMIDA BOA E MUITAS BRINCADEIRAS. A ALEGRIA FOI O PONTO ALTO DE MAIS UMA EDIÇÃO DO RECREIO BOA PRAÇA.

Ludmila Vidal (Top Duplex) e a filha, Sophia (6 anos), não desperdiçaram a chance de tirar uma foto com a Branca de Neve: “essa é a terceira vez que participamos da atração, e a achamos maravilhosa. Enquanto as crianças brincam, nós fazemos um lanchinho”.

Cristiane Teruel (Luau do Recreio) e a filha, Maitê (8 meses), aproveitaram juntas pela primeira vez a atração: “logo na nossa primeira oportunidade, já demos de cara com as princesas. Foi ótimo”.

Rita Laureano (Luau do Recreio) entrou na brincadeira com os filhos, Pedro (2 anos) e Laís (6 anos): “é esse tipo de programa que reúne as famílias de Barra Bonita. A praticidade é outro ponto que atrai os moradores. O fato de não ter que pegar o carro para buscar alternativas de lazer longe daqui já é um ponto bem positivo”.

Guilherme Pinheiro (Up Life) era só alegria com as filhas, Maria Luiza (4 anos) e Milla (2 anos): “a programação variada e para todos os públicos é com certeza uma alternativa maravilhosa para nós, moradores. As meninas curtem a recreação e eu e minha esposa apreciamos o artesanato”.

Carolina de Moraes Pires e Rodrigo Martins Carvalho (Luau do Recreio) são pais de Marina (11 meses) e Francisco (3 anos e 5 meses), e em um momento de diversão posaram para a foto. “A antiga festa junina que acontecia aqui degradava muito a praça. Esse novo evento se tornou mais uma opção de lazer para nós, moradores; o que, na minha opinião, é ótimo e só vem para somar”, destaca Carolina.


27 Recreio Boa Praça

26 Recreio Boa Praça

No domingo, Lu Fogaça fez a alegria do público.

Juliana Oliveira (Conde do Recreio) levou a família toda para curtir o espaço no entardecer de domingo: “além do já tradicional parquinho do condomínio, agora as crianças têm a oportunidade de se divertir nos brinquedos infláveis do Recreio Boa Praça. Sem contar que nós, adultos, aproveitamos para nos deliciar com as comidinhas das barraquinhas e dos food trucks”.

Martha Bordallo (Varandas) acredita que atividades como essa trazem alegria e diversão para os moradores: “o conjunto de opções que temos agora atrai as pessoas, ao mesmo tempo que as integra, e isso é muito bom”. Na foto, Martha aparece do lado do marido, Reinaldo Ramos.

O que mais desperta a atenção da família de Simone Ramanholli (Puerto Madero) é o lazer com segurança e tranquilidade: “com certeza é isso que nos traz para o espaço comum. Sem contar que agora, uma vez por mês, podemos curtir uma boa música e nos deliciar com os trucks”. Simone registrou um momento desses ao lado do marido, Marcelo Assis, da irmã Mônica e do cunhado Henrique Gomes.

Na foto, o presidente da Associação de Condomínios Nova Barra Bonita, William Nogueira, ao lado de moradores de Barra Bonita.

ÁGUAS PIEDADE

ÁGUAS PIEDADE

Camyla Simões (Natura) se juntou ao marido Gabriel, a irmã Brenda (12 anos) e a mãe Lourdes Cardoso para apreciar uma boa música: “iniciativas como essa movimentam a praça”.

Vestido de Batman e segurando sua pipoca, Apolo (4 anos) é daqueles que ama correr pela praça. Os pais, Rodrigo Abrahim e Dayana (Up Life), acharam ótimo ter um evento fixo no condomínio que além de ser maravilhoso para as crianças, também atrai jovens, adultos e idosos. “Aqui nos divertimos, comemos e encontramos os amigos”, comenta Dayana.

Fã do evento e do Exagerado, food truck especializado em hambúrguer artesanal, Ilda Leonora Pinto, 83 anos, fez questão de tirar uma foto ao lado dos chefes: “não perco um evento desde a primeira edição. Vir pra cá e fazer uma parada nesse truck ‘é de lei’”.

Transporte de água potável

ÁGUAS PIEDADE Abastecimento de condomínios, Hospitais, Obra e Construção, Reservatórios, Piscinas, Sítios, Prédios, Irrigação de Jardins.

ENTREGAMOS COM AGILIDADE E PONTUALIDADE! aguaspiedade@grupobrasilrio.com.br Tel.: (21) 2756-0663 | 96429-7044

976953289

Na noite de sábado a música ficou por conta de Fernanda Ayres, moradora de Barra Bonita: “me surpreendi com a receptividade do público, superou minhas expectativas. Muitas pessoas pediram pra tirar foto. Tenho 8 anos de carreira, há 1 ano canto sertanejo e me apresentar aqui em Barra Bonita foi muito especial”.


29 Recreio Boa Praça

28 Recreio Boa Praça

André Ledo e a namorada, Letícia Araújo, são do Compotas Divinas. “Elas são produzidas artesanalmente, a de mamão por exemplo, é artesanal”, destacou André.

Juliana Nunes e a mãe, Joseni Vieira, formam a Lapetit, empresa do segmento de roupas. “Nós mesmas fabricamos as peças e essa é a primeira vez que participamos de um evento como esse”, confessou Juliana.

Lugar de recomeços e sonhos Faça-nos uma visita!

igrejabatistaatitudecentraldabarra

@ibatitude

@ibatitude

www.ibatitude.com.br Rua Sylvio da Rocha Pollis, 751, Barra da Tijuca

O Atelier Bendita Bijus esteve presente no evento.

O truck The Stone foi um sucesso na 3ª edição do Recreio Boa Praça. “Nosso diferencial são os pães coloridos e os ingredientes que usamos. O roxo, por exemplo, é a base de açaí. O nome The Stones foi uma associação com o desenho Flintstones, que somos apaixonados. Nossos principais sanduíches são o Gutinoburguer, que é uma associação ao nome do meu cachorro Guto e ao dinossauro do desenho, Dino, e o Yabbadabbaburguer. Vale ressaltar que nossa costela é 100% caseira”, destaca Caroline.


31 saúde

30 saúde

VIDA ATIVA E

põe ativa nisso! O Projeto Vida Ativa põe em movimento a turma da terceira idade. Qualidade de vida é a busca de todos e na academia a céu aberto, no quintal de casa, a turma sua a camisa e ganha muito mais saúde. Paula Nunes, educadora física e empresária (sócia da Fit Home), é a responsável pelo Projeto Vida Ativa, uma parceria criada pela Associação Nova Barra Bonita com a empresa Fit Home. “Aqui, as pessoas se conhecem, formam novas amizades e elevam a autoestima. Posso dizer que estamos no caminho certo e que o resultado é bem positivo”, afirma Paula. As aulas acontecem às terças e quintas, das 7h às 8h30. Os interessados devem procurar Igor Correia, educador físico, nos horários das aulas para fazer a inscrição. Vale destacar que aqueles que tiverem restrições médicas devem apresentar atestado.

OUTRAS INFORMAÇÕES:

2025-2485

Maria das Graças Ramos Lima (Summer) participa do projeto há 15 dias, mas já vê resultados satisfatórios no seu dia a dia: “o projeto é excelente, é uma verdadeira terapia não só para mim, mas para todos. A vontade de participar cada vez mais só aumenta”.

Semana a semana, o educador físico trabalha o que a pessoa vem perdendo com a idade, como coordenação motora e memória. A equipe de reportagem acompanhou uma das aulas e conferiu a dinâmica para trabalhar coordenação motora.

Lâmpada Led Bulbo AVANT

R$ 9 ,90

na compra de 10 unidades

| 4,8W bivolt

R$ 8

,90

cada

Frequentadora da atividade desde o início, Sonia Maria de Oliveira Almeida (Summer) diz que, para ela, fazer as aulas trouxe mais disposição para as atividades diárias: “estou muito mais disposta, meu corpo está mais flexível e isso é ótimo. A prova de que gosto mesmo de vir é que faço não só a aula da minha turma, que começa às 8h, mas também a das 7h30”.

Para Elizete Fergon (Villa Firenze), um dos fatores que mais a estimula a participar é a socialização que o projeto proporciona: “aqui conhecemos as pessoas e nos integramos a elas. Sem contar que, além de nos aproximarem, as atividades nos ajudam a manter a memória em dia e aumentam a autoestima”.

Luminária de emergência

Lâmpada Dicroica 5W

R$ 29 ,90 bivolt

R$ 16 ,90

30 Leds SMD | 6400K Luz Branca

Painel LED 3W

R$ 16 ,90

Nova loja na Estrada Benvindo Novaes 1910 – loja B | Tels.: 3128-1506 e 4114-1506


32 saúde

Essa é apenas uma das funções do profissional. Ele participa de todo o processo, desde a compra dos produtos, passando pela estocagem da cerveja, até todos os outros processos para que ela esteja no padrão de qualidade para servir”, explica.

Vilma Moreira (Jardim do Alto) também enaltece o quesito socialização: “é uma oportunidade maravilhosa para conhecer pessoas novas e interagir com elas. Além disso, as aulas me trouxeram um compromisso com horário, pois chego cedinho para as atividades”.

Para Paula Nunes, sócia da Fit Home, a oportunidade que é dada aos moradores de se exercitar perto de casa e com a ajuda de um profissional é maravilhosa: “ele é uma pessoa qualificada para prescrever os exercícios e entende das necessidades, dos objetivos e dos limites de cada indivíduo. É extremamente importante que as atividades sejam acompanhadas por um professor, pois cabe a ele corrigir erros na execução dos movimentos para prevenir lesões, e prescrever aquilo que melhor se adequa a cada aluno”.

De acordo com Igor Correia, professor, é uma satisfação poder escutar dos alunos que as aulas fazem diferença em suas vidas, não só no ponto de vista físico, mas também psicológico: “o feedback é muito positivo. Eles chegam aqui animados, dispostos e com energia para mais de uma aula. Muitos comentam sobre a mudança no humor e de como a convivência com outras pessoas tem trazido benefícios para suas vidas”.

e cervejas...

Em busca da cerveja perfeita “Garantir a melhor experiência possível para o cliente e sempre indicar a melhor cerveja dentro do que o cliente gosta”, essa é a função do sommelier da loja Mestre-Cervejeiro.com no Recreio dos Bandeirantes, Christian Kistmann. “Nós conversamos com o cliente antes de indicar a cerveja ideal. Procuramos saber os gostos, para assim, podermos escolher o estilo de cerveja que mais se aproxime ao paladar do cliente.

Christian, que trabalha com inúmeros rótulos dentro da Mestre-Cervejeiro.com, explica qual o estilo que mais faz sucesso no Brasil: “no meio das cervejas artesanais, o estilo IPA o que tem sido mais consumido. Ela é mais amarga e ideal para o calor brasileiro. Na realidade, as pessoas que querem se aventurar no mundo das cervejas sempre começam com as Weiss, que são mais leves, com aroma de banana e cravo, mais doces. Já o segundo passo é partir para as mais amargas como as IPAs”. Para essa edição, Christian apresentou uma cerveja brasileira no estilo American Pale Ale que possui 20% de aveia, além de três grãos e três lúpulos, a Copacabana: “hoje, no Brasil nós já temos grandes produtores espalhados pelo país, principalmente em Minas e São Paulo. Agora, o Rio vem ganhando cada vez mais força nas cervejas artesanais, por isso escolhi essa cerveja totalmente carioca. A cerveja tem aveia, que dá um dulçor suave com leves notas de nozes, o caráter do malte é bem balanceado com os lúpulos americanos, trazendo notas de frutas tropicais no aroma e o final é cítrico e cremoso”.

LOJA DO RECREIO: Rua Fernando Leite Mendes, 101 Terça a domingo - a partir das 15h

㈀㐀㤀 ⴀ ㈀ 㜀


Raquel Napolitano (Luau) é fã da Revista: “eu aprecio bastante o conteúdo, pois é bem completo e colabora para trazer melhorias nos serviços prestados pela associação e pelo poder público. A publicação toca com frequência no assunto segurança, o que interessa e muito a nós, moradores. Acho bem interessantes as matérias do Recreio Boa Praça, evento que se tornou fixo na agenda do condomínio. Aliás, essa iniciativa me conquistou, pois tenho uma opção ótima de lazer perto de casa e com ótimas atrações”.

A REVISTA BARRA BONITA CHEGA À SUA SÉTIMA EDIÇÃO. NESSE TEMPO, MUITOS ASSUNTOS FORAM VEICULADOS, MORADORES ENTREVISTADOS E INFORMAÇÕES IMPORTANTES PASSADAS À COMUNIDADE. ESSA INTERAÇÃO TEM AGRADADO A MUITA GENTE. CONFIRA. Para Ana Paula Groppo (Summer), mãe de Pedro (2 anos), é por meio da Revista que os moradores podem se inteirar sobre o que acontece em Barra Bonita: “eu moro aqui há menos de um ano e graças a esse meio de comunicação posso conhecer um pouco do local onde eu moro”.

Patricia Aline Pereira (Top Duplex) é mãe de Gabriel (8 meses) e se mostrou satisfeita com o trabalho da Revista: “é uma forma da associação se comunicar com a gente. Por meio dela sabemos, por exemplo, das ações voltadas para a segurança, como a instalação das câmeras. Afinal, tudo o que é feito para o bem comum vale a pena”.

35 Revista

34 Revista

COMUNICAÇÃO AMPLIADA

Marcelle Ribeiro Matos (Natura) está antenada com o conteúdo da Revista: “sempre recebo lá em casa e gosto de conferir os registros dos eventos que acontecem aqui. Sem contar que, por meio da Revista, conhecemos as empresas parceiras do condomínio e onde nós, moradores, conseguimos desconto. Entre as matérias, a que mais gostei é a da história da banca de jornal instalada próxima à praça”. Na foto, Marcelle posou ao lado do filho, Davi (4 anos).

Adelina da Costa Peres (Up Life) gosta de ver as entrevistas dos moradores: “pela primeira vez vou sair na publicação. Entre os registros, o que mais curto conferir são as atividades físicas que acontecem aqui na praça”.


A importância da consciência fonológica Quem ainda não brincou com os sons das palavras, com a sonoridade da fala, com rimas e ruídos? Pois é! Mas o que muita gente ainda não sabe é que através de algumas brincadeiras estamos desenvolvendo em nossas crianças uma habilidade muito especial chamada Consciência Fonológica. A Consciência Fonológica é a habilidade de perceber que a língua é composta pelos sons da nossa fala, que a linguagem falada é composta da sequência de pequenos sons e também a capacidade de analisar e sintetizar os sons da fala. Parece pouco, não é? Porém pesquisas comprovam que o trabalho efetivo com a Consciência Fonológica com crianças pequenas é fundamental para que a alfabetização e aquisição da leitura e escrita aconteçam de forma tranquila e natural. Diversos países de primeiro mundo com a Finlândia, Suécia, Inglaterra, entre outros já inseriram o trabalho com Consciência Fonológica em seu currículo na prática de séries

iniciais e com isso conseguem promover com muita eficiência uma alfabetização bem-sucedida. Nesses lugares já se tornou ultrapassada a prática de treinamentos e atividades nas quais o pensamento e a criação das crianças não são estimulados. A Educação Infantil do Colégio Notre Dame Recreio investe em um trabalho efetivo de Consciência Fonológica desde o Maternal e vem observando resultados incríveis na alfabetização. As crianças se envolvem com facilidade nas atividades propostas, participando de brincadeiras para identificar sons, descobrindo que as palavras podem ser segmentadas e as semelhanças e diferenças encontradas entre os sons iniciais e finais. Em uma turma do Maternal, com estudantes de 2 anos, por exemplo, ao trabalhar o tema animais, as crianças participaram de um bingo para encontrar as figuras dos bichos que produziam determinados sons, tocados em um rádio. Com esse tipo de atividade, as crianças começam a despertar para prestar atenção nos sons que a cercam e se encantam com cada descoberta. A medida que se desenvolvem, mostram-se cada vez mais abertas para desenvolver a capacidade de ler e escrever de forma consciente e significativa. Alessandra Marassi Coordenadora Pedagógica – Educação Infantil Colégio Notre Dame Recreio


DR. BRUNO MORISSON CRM 52772593 Especialidade: Angiologia e vascular

DRA FRANCISCA RENEÉ GAMERRE SAMPAIO CRM 52. 80020-1 Especialidade: Gastroenterologia Clínica médica

DR. BRUNO MOURA FERNANDES CRM 52.93092-0

DRA. KARINA SIQUEIRA CORRÊA CRM 5278221 1

Especialidade:

Especialidade:

Cardiologia

Dermatologia clínica, estética e cirúrgica

DRA. LILIAN BRAUNS CRM 52659738

DR. DAVOR THIESEN DUMONT PITREZ CRN 14101034

Especialidade:

Especialidade:

Neurologia Neurocirurgia

Nutrição

CONVÊNIOS

Amil · DIX · Unimed

Avenida das Américas, Nº 19019 - Sala 355 - Recreio Shopping (21) 2490 3962 / (21) 30488926

www.accurarj.com.br


41 clube de vantagens

40 clube de vantagens

O Clube de Vantagens da Associação de Condomínios Nova Barra Bonita foi criado para oferecer vantagens e descontos aos moradores associados. Para usufruir dos benefícios do nosso Clube, basta apresentar a carteirinha nos estabelecimentos conveniados e aproveitar os descontos concedidos. O associado que possuir a carteirinha terá direito aos descontos nas lojas parceiras. O empresário que desejar participar do Clube de Vantagens, deve entrar em contato pelo e-mail contato@novabarrabonita.org.br.

10% 70%

Ainda não fez sua carteirinha? Entre em contato conosco por meio do telefone 2025-2485 para maiores informações.

50%

Study

Lounge Kids Reading with Miss Lily

as

d Vagas limita

Alfabetização em Inglês para crianças de 6 a 10 anos

Curso intensivo e dinâmico de 6 semanas Recreio Shopping, 3º piso, sala 337 | Tel.: 3377-0524 | 98078-9192

www.studylounge.com.br

R$


3 Anos

SEJA UM VENCEDOR. CORRA PARA O ÍCARO!

natural

VIDA E SAÚDE Produtos naturais•Orgânicos Fitoterápicos•Dietéticos Condimentos•Especiarias • SUPLEMENTOS NACIONAIS E Importados

MATRÍCULAS ABERTAS PARA 2017!

Rua do arquiteto, nº 364 Recreio - Terreirão Rio de Janeiro - RJ (Ao lado do Supermarket)

Ensino fundamental e Médio regular Pré-vestibular Campeão na EDUCAÇÃO

DELIVERY (21) 3496-9500 (21) 99418-4136

emporiorecreio@ig.com.br Aceitamos:

MENSALIDADES a partir de R$ 460 do 6º ao 9º ano Material incluso Unidade Tijuca

Inscreva-se já! Há mais de 48 anos EDUCANDO e APROVANDO COM SUCESSO jovens e adultos no Rio de Janeiro! Muitos jovens e adultos já fizeram sucesso no Ícaro! Temos um método de trabalho e uma filosofia de ENSINO PRÁTICO, para que o aluno aprenda o máximo. Venha nos conhecer!

NA APRESENTAÇÃO DESSE ANÚNCIO

100% DE DESCONTO NA MATRÍCULA. (21) 2491-0271

|

97575-9971

Barra Square Shopping Center Av. das Américas, 3555 - bl.01 - sala 214 (em cima do BOB´S)

TIJUCA 2254-9994 Praça Saens Pena, 63 (a 10m do metrô)

RECREIO 2437-5867 Rua Cel. João Olintho, 630 (próximo ao Mc Donald’s)

JACAREPAGUÁ 2447-4439 Est. de Jacarepaguá, 7503 Freguesia (ao lado do Unicenter)


ANUNCIE AQUI!

3471-6799

/GrupoCorujaComunicacao @grupocoruja /grupocoruja 3471-6799

www.grupocoruja.com

ANÚNCIO


ANÚNCIO

ANÚNCIO


AGORA UM MAMMA JAMMA PERTINHO DE VOCÊ! #AquiVocêEncontra

Revista Barra Bonita - 7ª Edição  

Revista Barra Bonita da Associação de Condomínios de Barra Bonita.