Issuu on Google+

Ano IX • nº 50 • 2013

NA ROTA DA

CRIMINALIDADE

Esta revista tem suas emissões compensadas por restauro florestal em mata ciliar


2 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013


carta do presidente

JOÃO CLAUDIO BOURG Presidente Executivo

SEMPRE EM BUSCA DO MELHOR NEGÓCIO

B

asta o carro novo ter vantagens de compra,

O governo já tem os elementos e os números para pro-

como a redução do Imposto sobre Produtos

gramar uma política automotiva de longo prazo. Mais que

Industrializados (IPI) - um alívio para as monta-

isso: sabe que pode contar com os “maiores consumidores

doras -, que os seminovos caem em desânimo.

de carros do Brasil”.

A desvalorização é galopante, o que acaba difi-

A redução do IPI causou um grande estrago em 2012,

cultando a troca por modelos mais atualizados.

reduzindo o crescimento do setor de locação. A esperança

Pasme, em 12 meses, os preços dos automóveis usados caí-

é que o Governo acerte a mira nas medidas do setor au-

ram 18 % e as vendas seguem em ritmo lento. Muito lento.

tomotivo e o nosso mercado tenha força e motivos para

Não só o consumidor é atingido por essa medida que

comemorar em 2013.

deixa as montadoras sempre sorrindo. Os frotistas pagam

No dia 8 de maio tivemos o lançamento do ANUÁRIO

uma boa parte dessa manipulação de resultados imediatis-

ABLA 2013, primeira edição bilíngue da publicação que re-

tas. O vai-e-vem das alíquotas de IPI, além de causar queda

úne os números do setor automobilístico e do setor de alu-

acentuada do valor dos carros usados e dificultar o finan-

guel de veículos do Brasil. O Anuário ABLA retrata o cenário

ciamento desses automóveis, prejudica os frotistas na troca

nacional de 2012 e traz diversas abordagens sobre temas

de suas frotas por veículos novos. Resultado: a redução do

importantes para o segmento.

IPI deixa o setor de locação vulnerável - com crescimento

Esse ano a ABLA promove entre os dias 18 e 19

reprimido. Para se ter uma ideia, a idade média dos carros de

de setembro de 2013 no Transamérica Expo Center, o

frota estava caindo para 13 meses quando foi afetado pela

XI FÓRUM E SALÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE

primeira redução do IPI em 2008. Imediatamente passou

ALUGUEL DE AUTOMÓVEIS.

para 17 meses e agora deve crescer ainda mais.

O evento é uma ótima oportunidade para os profis-

Isso representa uma séria depreciação dos nossos ativos.

sionais que pretendem aumentar e adquirir novos conhe-

Mas não adianta chorar sobre o leite derramado. Estamos

cimentos sobre o setor de aluguel de veículos no Brasil e

fazendo nossa lição de casa:

para as Montadoras e parceiros, que têm a chance única

Estamos alinhados com as Montadoras pela renovação

de participar do maior evento desse segmento no Brasil

de nossas frotas em tempo menor e também estamos de

fortalecendo o networking e promovendo novos negócios

acordo com a Fenabrave para a renovação da frota nacional.

para suas marcas.

Nosso “rating” nos Bancos está bem mais alto porque demonstramos nossa capacidade de geração de caixa. Temos a preferência do consumidor, demonstrando que os seminovos das locadoras são raridades no mercado por suas excelentes condições de manutenção.

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 3


expediente

CONSELHO GESTOR - Paulo Gaba Jr., Paulo Nemer, Emanuel Trigueiro, Simone Pino,Valmor Weiss, Aleksander Rangel, Alberto Vidigal, Alberto Faria da Silva, José Adriano Donzelli, Saulo Froes, Nildo Pedrosa e Carlos Rigolino Jr. CONSELHO GESTOR (Suplentes): Mauro Ribeiro, Carlos Adão Teixeira, Marcelo Fernandes, Raimundo Nonato de Castro, Reynaldo Tedesco, Paulo Miguel Jr., João Carlos de Abreu Silveira, Luiz Carlos Lang, Eládio Paniagua, Nelma Cavalcanti e Cássio Gilberto Lemmertz. CONSELHO FISCAL: Antonio Pimentel, Paulo Bonilha Jr., Jacqueline Mello, Ricardo Gondim, Eduardo Correa e Rodrigo Roriz. CONSELHO FISCAL (Suplentes): Joades Alves de Souza, José Zuquim Militerno, Emerson Ciotto, Alberto Jorge Queiroz, Felix Peter e Marco Antonio de Almeida Lemos.

índice

Entrevista com o tenista Roger Federer

18 Locadoras sofrem com o roubo e furto de veículos e os índices têm aumentado drasticamente.

COMISSÃO EDITORIAL: Marco Antonio Gomes, Marcio Gonçalves, Nelma Cavalcanti e Saulo Froes. PRESIDENTE EXECUTIVO: João Claudio Bourg. MARKETING E PUBLICIDADE: Cibele Cambuí - (11) 5087-4100. Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis - ABLA São Paulo: Rua Estela, 515 – Bloco A – 5º andar CEP 04011-904 – São Paulo – SP. Tel.: (11) 5087-4100 – Fax: 5082-1392 E-mail: abla@abla.com.br Site: www.abla.com.br Brasília: Saus Quadra 1 – Bloco J – Edifício CNT Sala 510 – 5º andar – Torre A CEP 70070-010 – Brasília – DF. Tel.: 61.3325-6728 – Fax: 61.3226-0048. Revista Locação - Projeto, criação e execução: Fatto Comunicação 360º www.fattostampa.com.br - 11 5507-5590 Diretor de Conteúdo: Rogério Nottoli (Jornalista Responsável - MTB: 31056) - r.nottoli@ fattostampa.com.br. Editor de Arte: Renato Prado. Assistentes de arte: George Gargiulo, Bruno Nottoli e Caio Prado. Redatora: Juliana Nottoli. Fotos: Divulgação e Shutterstock. A revista Locação não se responsabiliza pelas opiniões emitidas nos artigos assinados. Permitida a reprodução das matérias, desde que citada a fonte.

4 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

22

12

Saiba tudo sobre os efeitos colaterais da redução do Imposto sobre Produto Industrializado.

14 16 30

Conheça os lançamentos do mercado de automóveis compactos que estão invadindo nossas cidades.

Entrevista com Ricardo Rodrigues da Silva, supervisor de vendas especiais na Honda Automóveis do Brasil.

Localizado em Campos de Jordão, o Botanique é o hotel mais caro do Brasil. Recanto de paz e tranquilidade.


2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 5


6 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013


2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 7


notas

AUDI A3 ‘MADE IN BRAZIL’ A informação é do vicepresidente mundial de compras da Audi, Bernd Martens: A montadora alemã deve voltar a produzir o A3 no Brasil a partir do ano que vem. As versões escolhidas a Sportback (hatch de quatro portas) e a sedã. Ainda de acordo com Bernd Martens, tudo ainda depende da aprovação de um estudo de viabilidade. O plano é utilizar a fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais, no Paraná, onde a Audi já fabricou o A3 entre 1999 e 2005. “Seria necessária apenas uma expansão na unidade”, garantiu Martens.

Serão produzidas duas versões: a Sportback e a sedã.

AS MULHERES ESTÃO DANDO AS CARTAS O universo automotivo,

8 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

RENAULT DEIXA DAIMLER DE LADO A Renault abortou seu plano de

tradicionalmente dominado

produzir um grande sedã de luxo

pelos homens, está cada vez mais

em parceria com a alemã Daimler

ganhando participação das mulheres.

AG. A nova estratégia da Montadora

No Brasil, elas já respondem pela

francesa é se concentrar em

compra de 45% dos carros novos e

reformular os modelos de luxo das

exercem influência em cerca de 40%

suas próprias linhas. A algum tempo,

das tomadas de decisões feitas pelos

a Renault pensa em desenvolver

maridos, namorados e irmãos - a

um carro de alto luxo para gerar

afirmação é de pesquisas da Citroën

margens de lucro maiores que a

e da Fiat. Respondendo por cerca

dos carros ‘populares’. De acordo

de 70% das vendas totais, restou

com o plano, a Renault ajudaria sua

aos homens apenas concordar. Os

parceira alemã, a fazer modelos

preferidos por elas são os utilitários-

básicos e vinha estudando formas

esportivos; o Fiat 500 e o Citroën

de aprender com a Daimler como

C3, também fazem sucesso.

desenvolver carros mais sofisticados.


HYUNDAI HB20 OS NISSAN VÃO SACODE MERCADO FICAR MAIS LEVES

NOCAUTE NO ESPORTIVO FERRARI

O mercado dos compactos (o

A Nissan anunciou que vai

mais volumoso do Brasil) deu uma

utilizar um novo tipo de aço,

de Ferrari estão satisfeitos com

chacoalhada. Um levantamento

mais leve, maleável e resistente,

seus carros - pelo menos esse é

do iG mostra que a Toyota e,

na produção dos seus modelos

o resultado de uma pesquisa feita

sobretudo, a Hyundai, tiraram juntas

e nos da marca Infiniti. Com a

pela companhia francesa de seguro

mais que 5% das vendas das duas

liga metálica, conhecida como

AXA. A Ferrari, entretanto, continua

montadoras que estão no País há

AHSS (Advanced High Tensile

sendo o maior mito da indústria

pelo menos 30 anos.

Strengthsteel), é possível uma

automobilística mundial. O estudo,

Pode parecer pouco, mas esses

redução de até 17% do peso final

cujo objetivo era mensurar a felicidade

5% equivalem a pelo menos

dos veículos.

do motorista ao dirigir, revelou que os

10 mil carros que deixaram de

O primeiro carro a ser fabricado

donos de BMW são os que mais se

ser vendidos pelas duas outras

com esse aço de alta resistência

divertem, pois 82% dos proprietários

concorrentes, caso elas mantivessem

será o sedã esportivo de luxo

de modelos da marca alemã

a mesma participação de mercado

Infiniti Q50, lançado este ano

afirmaram gostar de passar o tempo

do 1º trimestre de 2012.

em Detroit e que será vendido

ao volante de seus automóveis. Em

Fiat e VW detinham 30% e 26% dos

no Brasil a partir do fim do

segundo lugar, aparecem empatadas

emplacamentos entre os hatches

ano que vem.

a inglesa Aston Martin e a japonesa

compactos - agora, segundo o iG respondem por 27,5% e 24% desse segmento. Enquanto isso, a Toyota beira os 2% das vendas e a Hyundai, a marca que efetivamente sacudiu o mercado, já acumula 8,4% das

Apenas 57% dos proprietários

Lexus, que satisfazem 78%

E-UP!, O COMPACTO ELÉTRICO DA VW

vendas no segmento.

dos clientes entrevistados. A constatação leva a outro ponto do estudo, mostrando que 20% dos entrevistados dirigem apenas por necessidade. A principal crítica deles é o alto custo para

A Volkswagen mostrou o

manter um automóvel.

e-Up!, versão elétrica de seu modelo compacto, durante a reunião anual que realiza com investidores e jornalistas, em Wolfsburg, Alemanha. Ele será o primeiro VW totalmente elétrico produzido em série. O e-Up! Tem autonomia para percorrer até 150 km e leva apenas 30 minutos para recarregar 80% de sua bateria. O motor elétrico gera 82 cv de potência e acelera de 0 a 100 km/h em 14 segundos, alcançando velocidade máxima de 135 km/h. A bateria de íons de lítio fica instalada no assoalho.

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 9


notas

FIAT QUEDA DE 88% EM 12 MESES O balanço da montadora italiana Fiat registrou um lucro líquido de

LUCRO DA HONDA FOI 73,6% MAIOR O Grupo Honda divulgou os

31 milhões de euros no primeiro

resultados obtidos no seu último ano

trimestre, que representa uma

fiscal (de 1º de abril de 2012 a 31

queda de 88% em 12 meses.

de março de 2013): lucro líquido de

O resultado despencou com a

367,1 bilhões de ienes (R$ 7,4 bilhões),

redução de receitas principalmente

aumento de 73,6% em relação ao ano

na Europa e na América Latina.

anterior. O lucro operacional totalizou

A última linha do balanço só não

544,8 bilhões de ienes (R$ 11,1 bilhões),

foi pior porque agora a empresa

o que representa uma alta de 135,5%

consolida os resultados da

sobre o ano anterior, prejudicado por

americana Chrysler, da qual possui

causa do terremoto no Japão e de

cerca de 60% do capital social.

enchentes na Tailândia.

CAMINHÕES CHINESES EM TATUÍ O grupo Metro-Shacman confirmou que vai investir R$ 400 milhões para produzir caminhões pesados e extra pesados da marca chinesa na cidade de Tatuí, interior de São Paulo. Com capacidade para 10 mil veículos ao ano, a unidade deve entrar em operação em meados de 2014. É a sexta empresa do setor automotivo a anunciar fábrica no Brasil nos últimos dois anos.

VERSA, O MAIS BARATO DOS EUA

Quando a fábrica estiver operando

A Nissan norte-americana divulgou

em plena capacidade, serão criados

os preços da linha 2014 do sedã Versa,

automática - não disponível no carro

mil empregos diretos, informa

que mantém o posto de carro mais

vendido no Brasil.

Maurício Vieira, diretor de operações

barato dos Estados Unidos. Os valores

O Versa ficou US$ 100 (R$ 200)

da Metro-Shacman. A área em Tatuí já

começam em US$ 12.780 (cerca de R$

mais barato em relação à linha 2013.

abriga um galpão (onde antes operava

25.560), incluindo US$ 790 (R$ 1.580)

Vendido no Brasil desde o final de 2011,

uma empresa de cerâmica) e apenas

de impostos. O modelo é equipado com

o sedã é oferecido a partir de

serão feitas adaptações internas para

motor 1.6 litro a gasolina de 111 cv de

R$ 37.390 na versão S. Já as

abrigar a linha de montagem, que

potência, acoplado ao câmbio manual de

configurações SV e SL custam R$ 41.290

poderá vir da China.

cinco marchas. Por mais US$ 1.000 (R$

e R$ 44.890, respectivamente.

10 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

2.000) é possível adquirir a transmissão


estivemos PRESENTES A presidência da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis esteve presente em diversos eventos. Entre seminários, palestras reuniões, o executivo fez duas viagens internacionais representando a entidade: a primeira no Car Rental Show, em Las Vegas (EUA) e, depois, no final de abril, na XIX Assembleia Geral da CIT, em Punta Cana (República Dominicana), nesta, acompanhado do Sr.José Adriano Donzelli representando a FENALOC.

21 de março Evento Sindiloc SP – Jantar e Palestra com Oscar Schmith Hotel InterContinetal – SP / SP 25 de março Seminário Auto Data- SP/ SP 25 de março 39ª reunião da CNT Brasília - DF

15 e 16 de abril Car Rental Show Rio All-Suite Hotel & Casino, Las Vegas - EUA 24 a 26 de abril XIX Assembleia Geral da CIT Punta Cana, República Dominicana.

CIT= Câmara Interamericana de Transportes. FENALOC= Federação Nacional das Empresas Locadoras de Veículos Automotores.

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 11


mercado

UMA MEDIDA COM GRAVES

EFEITOS COLATERAIS

Os veículos usados têm uma importância significativa no sistema de vendas de automóveis e desde a redução no IPI os preços despencaram, fazendo com que o mercado de seminovos sofresse grande retração. Para o setor de locação, o impacto no patrimônio das empresas é alto.

O

s efeitos colaterais da re-

ao crédito em abundância, isso faz com que

dução do Imposto sobre

cada vez mais veículos estejam nas ruas, em

Produtos Industrializados

um momento no qual se discute as questões

(IPI) são cada vez mais nítidos em toda a cadeia produtiva de automóveis,

com exceção das montadoras, que são as principais beneficiadas da diminuição deste imposto, que era para durar alguns meses de modo emergencial e já se estabeleceu como se ainda fosse necessário. Um dos maiores complicadores é que a venda de automóveis no Brasil não sobrevive apenas da negociação dos carros zero quilômetro. Os veículos usados têm uma impor tância significativa no sistema e desde o cor te no IPI, os preços despencaram, fazendo com que o mercado de seminovos sofresse grande retração. Segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o carro novo está em média 5,48% mais barato e isso faz com que o consumidor procure cada vez menos os usados, pois o preço do carro novo acaba sendo mais convidativo por causa da redução no imposto. Aliado

12 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

A indústria automobilística é muito importante para a economia brasileira. Ela representa 25% da produção industrial.

de mobilidade urbana nas cidades, e também tem um consequente aumento do endividamento da população e crescimento das taxas de inadimplência. Baseado na preocupação de haver “queda nas vendas”, o governo decidiu prolongar até o fim de 2013 o IPI reduzido e essa medida representa uma renúncia fiscal adicional


(recursos que deixarão de ser arrecadados)

traz algum tipo de benefício, em função do

de R$ 2,2 bilhões de abril a dezembro de

encadeamento de alguns setores industriais,

2013 em relação ao que já estava progra-

mas que não acaba tão disseminado na pro-

mado, segundo o próprio Guido Mantega,

dução industrial”, explicou na ocasião André

ministro da Economia, informou recente-

Macedo, gerente da Coordenação de Indús-

mente. “A indústria automobilística é muito

tria do IBGE.

impor tante para a economia brasileira. Ela representa 25% da produção industrial. Então, para manter a produção industrial crescendo, é impor tante que a indústria automobilística continue crescendo”, afirmou em entrevista ao Jornal Nacional. Só que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) desmistificou os efeitos desse IPI reduzido na economia brasileira. Segundo o órgão, as medidas do governo beneficiaram apenas a produção dos setores

Para o setor de locadoras, que absor-

Segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o carro novo está em média

ve mais de 10% da venda de veículos no Brasil e está entre os maiores clientes das Montadoras, a prorrogação do IPI reduzido, mais uma vez, tem um impacto grande no patrimônio das empresas, pois faz com que o valor da frota caia substancialmente. Outro ponto impor tante é que os resultados obtidos por meio da revenda de seminovos também serão menores. Além dos dois

do. “A redução de IPI fica um pouco restrita

5,48%

argumentos já explicitados, as locadoras

aos setores em que está inserida. A medida

mais barato.

patrimônio imobilizado.

contemplados com a redução de imposto, sem alavancar um crescimento mais considerável da indústria nacional no ano passa-

também terão de aumentar a necessidade de financiamento caso tentem aproveitar o momento para renovar ou ampliar a frota. Isso tudo muitas vezes implica em um maior

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 13


lançamento

OS NOVOS COMPACTOS DO MERCADO

O

Brasil começou o ano com

moderno o modelo é a aposta da

muitas novidades no setor

marca no País.

automotivo e novos modelos.

A Ford reestilizou o New Fiesta

A Hyundai revolucionou o mercado

com o novo motor 1.5, deixando

com o hatch HB20 que foi desenvolvido

a frente com visual do Fusion. E outra:

especialmente para o Brasil e trouxe com

o novo modelo será produzido em

ele um belo design e completos itens de

São Bernardo-SP. O Onix, que veio

série.Totalmente novo a Peugeot trouxe

para substituir o Corsa e bater de

o 208 para ser fabricado em sua fábrica

frente com seus novos concorrentes,

em Porto Real, novas linhas e design

agradou com seu visual moderno.

PEUGEOT 208 O Peugeot 208 é a grande aposta da marca para 2013, totalmente renovado o 208 vem com novo design e quatro versões com motores 1.5 e 1.6.

FORD NEW FIESTA Com a frente reestilizada e visual idêntico ao europeu o New Fiesta vem com o motor 1.5 16V de 107/111 cv., mas também a motorização 1.6. O modelo começou a ser fabricado em São Bernardo e possuí quatro versões.

14 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013


HYUNDAI HB20, HB20X E HB20S A Hyundai estreou em grande estilo com a família HB, com suas linhas modernas a marca inovou com seu itens de série e trouxe além da versão hatch a versão aventureira e sedã, com motores 1.0 e 1.6.

CHEVROLET ONIX E PRISMA A Chevrolet lançou o Onix hatch para substituir o Corsa e deixar sua gama de veículos mais moderna e logo após o sucesso mostrou a versão sedã que foi batizada de Prisma. Os modelos possuem motorização 1.0 e 1.4.

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 15


entrevista

HONDA ENALTECE SETOR DE LOCAÇÃO O supervisor de vendas especiais da Honda Automóveis do Brasil, Ricardo Rodrigues da Silva, fala sobre o mercado de automóveis e as ações da Honda junto as locadoras.

O

responsável pelas vendas especiais da Honda, Ricardo Rodrigues da Silva, diz nessa entrevista exclusiva para a Revista Locação, que o setor de locação é

muito importante para a montadora japonesa e que a empresa continua buscando apresentar novas soluções e tecnologias para completar a sua linha de produtos. Como você avalia o atual momento do mercado brasileiro? O segmento automotivo tem enorme potencial de crescimento no Brasil. Acreditamos que a atual estabilidade política e econômica do país favorecerá o aumento dos investimentos das fabricantes e, consequentemente, o desenvolvimento do setor. O que é necessário para se vender mais carros no Brasil? Com certeza, o incentivo fiscal concedido pelo governo, o IPI, impulsiona as vendas, mas a atenção das empresas às necessidades e desejos dos consumidores é fundamental para impulsionar as vendas de novos modelos. Nesse sentido, a Honda continua pesquisando o mercado e ouvindo seus consumidores, sempre em busca de apresentar novas soluções e

Ricardo Rodrigues da Silva Supervisor de vendas especiais da Honda Automóveis do Brasil.

16 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

tecnologias que complementem sua linha de produtos e serviços.

Acreditamos que a atual estabilidade política e econômica do país favorecerá MAIORES INVEsTIMENTOS DAS MONTADORAS.


Qual o produto Honda mais procurado pelo mercado de locação. Atualmente, o veículo mais vendido é o Honda Civic, que já é comercializado na versão 2014. Qual o compromisso da Honda com os frotistas? Esse setor possui algum diferencial junto à montadora? Além do desconto de fábrica, um dos nossos diferenciais é o rápido atendimento – mais ágil do que o praticado no mercado – após a realização do pedido.

O segmento de locação de automóveis Qual é a importância do mercado de

é muito importante para a Honda.

locação de automóveis para a Honda? O segmento de locação de automóveis é muito importante para a Honda, pois através dele temos a oportunidade de oferecer veículos tanto para as locadoras quanto para as empresas que terceirizam suas frotas por meio da modalidade locação. Este público é um importante formador de opinião e agrega muito valor à nossa marca. A Honda tem ações específicas para atender as locadoras brasileiras? Temos condições diferenciadas para as locadoras por meio do faturamento direto da fábrica.

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 17


:) personagem

MUITO PRAZER, ROGER

E

Roger Federer é um verdadeiro cavalheiro. O maior tenista da história do tênis, que colecionou recordes expressivos no esporte e ainda dá muito trabalho a qualquer adversário quando está em quadra, trata qualquer um da mesma maneira e, mesmo com a fama, não demonstra salto alto em nenhum momento.

18 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

u amo o tênis e não quero

Roche e outras. Os bancos estão mais

apenas ir embora simples-

em Zurique e aqui é um lugar mais cal-

mente porque sinto que

mo, com menos turistas e ótimo para

já tenha alcançado tudo”,

relaxar. Foi um lugar fantástico para

costuma dizer. Sempre que

eu crescer.

encontra alguém, esquece

imediatamente o lado celebridade e diz:

Só que atualmente você optou por

“prazer, sou o Roger”, como se ninguém

viver na capital...

soubesse que o atleta de 31 anos já ga-

Infelizmente eu não vivo mais na Basileia.

nhou 17 Grand Slams e duas medalhas

Eu conheci minha namorada, que atu-

olímpicas no tênis.

almente é minha esposa, no outro lado

Nascido na Basileia, uma cidade

da Suíça, então nós optamos por um

de 170 mil habitantes no noroeste da

meio-termo e temos uma casa no Lago

Suíça, Federer tem contratos de patrocí-

de Zurique. Claro que fica apenas a uma

nio de grandes marcas, como Rolex, Moët

hora de distância da Basileia, e isso para

& Chandon, Lindt, Gillette, Nike, Credite

os brasileiros não é quase nada em ter-

Suisse, entre outras. Recentemente, ele

mos de distância, mas para nós é muito.

levou o torcedor brasileiro ao delírio

É como cruzar o país. Não tenho dúvi-

ao promover jogos de exibição no giná-

das que me sinto mais em casa quando

sio do Ibirapuera. Para o público, ficou

estou na Basileia. De qualquer forma,

um gostinho de quero mais do

voltar para a Suíça me traz um senti-

carismático jogador.

mento especial porque viajo dez meses do ano e quando consigo estar lá nos dois meses que me resta me sinto bem.

Como foi crescer na Basileia, a terceira maior cidade da Suíça, que faz

Por falar nessa maratona que é sua

divisa com a Alemanha e a França?

vida como tenista, já colocou os obje-

Na realidade não é uma cidade tão

tivos para a temporada 2013?

pequena. Ela tem uma indústria

Neste ano eu pretendo jogar menos

farmacêutica for te, com a sede da

torneios e focar um pouco mais no meu


preparo físico. Vou fazer trabalhos específi-

É difícil dizer. Às vezes a confiança é supe-

cos para garantir que eu esteja em forma e

restimada, mas ajuda muito a vencer, devo

saudável para os próximos anos no circuito.

dizer. Geralmente você não sabe como fez

Talvez seja um ano de transição para mim.

no processo porque você não acreditava

O ranking não será o mais impor tante, pois

que podia perder, só acredita ‘eu só posso

acredito que ser o número um, dois ou

vencer’ e é isso. Muitas vezes isso te leva ao

três do mundo não impor ta. Quero estar

fim da linha. Nos melhores anos da minha

no Top 4 e sonho em fazer um bom

vida, quando eu estava ganhando dez tor-

papel nos Grand Slams e em todos os tor-

neios por ano, sentia que as pessoas não

neios que eu disputar.

poderiam me bater. Isso passava na minha cabeça muitas vezes e tinha uma força mui-

Você ficou bastante tempo como o número

to grande. Hoje eu também tenho bastante

1 do ranking mundial e hoje está atrás do

confiança, mas não como naquela época.

Novak Djokovic. Como lida com a pressão psicológica no esporte?

Só que você também tem muito mais experiência agora. Você acha que joga tênis melhor? Eu fico feliz de continuar progredindo, a experiência me ajuda em alguns momentos. Mas acho que as coisas caminham de alguma forma porque você começa a jogar

ÀS VEZES A CONFIANÇA É SUPERESTIMADA, MAS AJUDA MUITO A VENCER.

muito mais e não muda o suficiente com o que você sabe que pode fazer. Quando você é mais novo, faz qualquer coisa e apenas tenta. Isso às vezes funciona nos momentos mais impor tantes. É fundamental manter uma mente jovem usando a

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 19


personagem

Eu tenho desejo de promover o tênis pelo mundo. E por isso estou muito feliz de ter ido ao Brasil com grandes estrelas, acho que é maravilhoso para o País. experiência que adquiri em todos os

Tem algum recorde específico que

jogos que já joguei. É um balanço inte-

você ainda quer superar?

ressante, claro que tem altos e baixos.

Não tem muita coisa mais. Para mim ter os

Mas hoje estou em uma posição muito

recordes de todos os tempos em Grand

impor tante no tênis. Nos jogos eu sei

Slam é algo grandioso, o número de sema-

como balancear as coisas.

nas na liderança do ranking também, e alguns que ainda estou melhorando e tenho

O que você diria que é o seu desafio

muito orgulho. Acho que o mais importan-

atualmente?

te é que eu ainda me divirto jogando e ten-

É verdade que eu conquistei muita coisa.

to obter o sucesso. Enquanto estiver assim,

As pessoas sempre pensam que você pre-

acho que ainda posso igualar ou quebrar

cisa atingir alguma coisa pela primeira vez

algumas marcas.

e mais depois. Eu acho que a imprensa e

20 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

as pessoas são muito guiadas por núme-

Fora do circuito profissional, o que

ros, estatísticas e recordes. Para mim, no

mais pretende fazer?

fim do dia é impor tante a posição, mas

Eu tenho desejo de promover o tênis

todo o resto é impor tante. Eu gosto do

pelo mundo. E por isso estou muito feliz

que faço e me preocupo se atingi os obje-

de ter ido ao Brasil com grandes estre-

tivos que coloquei para mim mesmo. Pode

las, acho que é maravilhoso para o País. E

ser ranking, pode ser a conquista de algum

também talvez jogar em lugares em que

torneio, ou eu estar em minha melhor

nunca estive antes. Gostaria de jogar na

forma física, tentar vencer cer tas coisas,

África do Sul, onde minha mãe nasceu

continuar melhorando cer tas coisas que

e eu nunca tive a opor tunidade de jo-

as pessoas não precisam saber ou sabem.

gar lá, fazer um roteiro pela Ásia, jogar

Acho que é mais uma questão do que eu

contra Pete Sampras, Jan-Michael Gambill,

pessoalmente gostaria de fazer e preciso.

John McEnroe.


2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 21


capa

NA ROTA DA CRIMINALIDADE Locadoras sofrem com o roubo e furto de veículos e os índices têm aumentado drasticamente.

U

m grande problema em todo território nacional está deixando os proprietários de locadores de veículos apavorados: o crescente aumento no roubo e fur to de veícu-

los. Pela facilidade em repassar as peças, os carros populares são os principais alvos dos assaltantes e o índice de recuperação é praticamente zero. Existe até um projeto de lei 23/2011 que está no Congresso, de autoria de Armando Vergílio (PSD/GO), que busca disciplinar o funcionamento de empresas de desmontagem de veículos automotores terrestres. “A Criação do desmanche legal trará repercussões positivas impor tantes em

Uma das associadas da ABLA pesqui-

Como consequência, o combate ao roubo e ao furto de veículos que por ano subtrai

400 mil veículos da frota nacional, dos quais somente 50% são recuperados.

sada teve 21 veículos roubados e não localizados de janeiro de 2012 e abril de 2013. Curiosamente, todos são da marca Fiat e o mais alarmante é que mais de 40% foram roubados só no primeiro trimestre de 2013, o que configura um aumento enorme de carros roubados com cliente de locadoras, um prejuízo considerável que se continuar nesse patamar poderá até inviabilizar uma locadora se ela não estiver preparada economicamente para supor tar os prejuízos. Saulo Froes, da Lokamig de Belo Horizonte, também sofre com a perda de modelos Palio Fire e Uno. Ele ex-

vários setores da vida econômica do País,

plica que dois motivos principais pe-

além de vir ao encontro da proteção dos

sam bastante, que é a força da Fiat no

direitos e interesses do consumidor e con-

tecipado e desaparece. Hoje chama João, ama-

mercado local e também pelo fato de

tribuir diretamente para a preservação do

nhã José e por aí vai. Sempre com documento

as locadoras concentrarem o nicho de

meio ambiente. Como consequência, o

falso, sem usar arma e na base da conversa.

compra em automóveis de um segmen-

combate ao roubo e ao fur to de veículos

Depois, vende o automóvel no ferro velho por

to mais barato. “Temos 1.300 carros, no

que por ano subtrai 400 mil veículos da

R$ 1.500 para desmanche”, explica.

ano passado perdemos 11 e esse ano já

frota nacional, dos quais somente 50% são

Tempos atrás Joacir foi preso por falsida-

foram nove. Isso é o retrato da realida-

recuperados, poderá se dar de forma mais

de ideológica, mas no tempo que o processo

de. O índice de recuperação é pratica-

inteligente e eficiente. Calcula-se que, pelo

de Mauro Guerra levou para chegar à outra

mente zero e os roubos são feitos para

menos, metade dos 200 mil veículos não

cidade, o ladrão já estava solto novamen-

desmanche”, afirma.

recuperados alimenta os desmanches ile-

te. “A gente precisa se unir porque ele só

gais”, afirma o texto do projeto.

quer carro de locadora, ele me roubou uma

Um caso clássico é o de Joacir Pereira

Dobló, mas costuma pegar carro popular

de Azevedo, especialista em furtar veículos

porque é mais fácil repassar”, avisa Mauro,

de locadoras e que atua principalmente

que costuma operar mais para hotéis e se-

nos estados de Pernambuco, Ceará e Rio

guradoras, que já fazem uma triagem pre-

Grande do Norte. Mauro Guerra, da MM

liminar dos clientes e isso ajuda a ter um

Rent a Car de Recife e Olinda, já foi vítima

pouco mais de segurança no processo.

desse ladrão. “É o maior puxador de veícu-

Já em Minas Gerais, os dados sobre fur-

los do Norte e Nordeste. Ele aluga, paga an-

tos e roubos de veículos são alarmantes.

22 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

O índice de recuperação é praticamente zero e os roubos são feitos para desmanche Saulo Froes, da Lokamig de BH


Um dispositivo tecnologicamente eficiente, somado ao bom preparo da equipe operacional, resulta em um serviço

Segurança Quem trabalha diretamente para prevenir as ações criminosas é a

que garantirá o

Operação 24h. A empresa conta com

conforto e satisfação

carro de forma segura, e muitas ve-

das locadoras.

ao módulo, para que dificulte a loca-

Rogério Alves Dilser diretor da operação 24h

Ele conta que o Sindiloc-MG montou até uma central de informações onde os associados podem ligar para comunicar suas perdas. “Já conversamos com a Fiat para tentar melhorar a segurança dos veículos e queremos que o governo faça alguma coisa. O problema é a nível nacional e está todo mundo apavorado com isso”, diz. Enquanto isso, ele tenta se virar como

dispositivos que são instalados no zes sigilosa, em locais de difícil acesso lização por par te de quadrilhas que praticam o roubo de veículos. Rogério Alves Dilser, diretor da Operação 24h, sabe que as locadoras de veículos sofrem com os riscos de roubos e fur tos diariamente e acredita que a sua empresa pode ajudar, já que o dispositivo oferecido por ela tem tecnologia avançada. “É possível monitorar os veículos em tempo real pela internet, pelo aplicativo de celular e também consultando a Central de Operações 24 Horas”, conclui Rogério.

pode e até está tentando tirar de alguns veículos a marca registrada da locadora para ver se dificulta a identificação dos ladrões como uma veículo de aluguel. “Estamos montando uma central de monitoramento para esses modelos populares e diminuindo a compra deles. Vamos fazer uma experiência para ver se funciona”, avisa. 2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 23


capa

Almir Fernandes da Costa é diretor executivo de operações do Cesvi

CESVI TENTA REPRIMIR ROUBOS E FURTOS

O

Centro de Experimentação e

Qual o principal objetivo deste projeto?

Segurança Viária (Cesvi) de-

Após estudos sobre o processo de tra-

senvolveu um projeto para a

tamento de veículo em todo o mundo,

criação de Centros de Trata-

o Cesvi Brasil identificou que este pro-

mento de Veículos Fora de Uso, que aju-

jeto converge aos seguintes objetivos:

daria em muito na repressão às práticas

preser vação do meio ambiente, repres-

de fur to e roubo de veículos, segundo

são às práticas de fur to e roubo de ve-

Almir Fernandes da Costa, diretor executi-

ículos e incentivo às novas tecnologias

vo de operações da entidade. Nesta entrevista exclusiva, ele conta mais detalhes so-

voltadas para reciclagem e destinação

bre o projeto e cita os efeitos econômicos,

de resíduos automotivos.

ambientais e sociais que os centros de tratamento gerariam. Como surgiu a ideia dos Centros de Tratamento de Veículos Fora de Uso? Foi a partir da ideia de que a sociedade deve se organizar para dar a destinação correta aos veículos que, por motivos técnicos, não têm mais condições de retornarem à circulação. Os referidos centros são instalações autorizadas que garantem a descontaminação, a reutilização de peças, a reciclagem e a destinação correta para os resíduos finais gerados no processo. 24 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

Projeto tem por objetivo, entre outras coisas,

Como é a realidade na Argentina, onde algo parecido já é feito? Segundo contatos com o Cesvi Argentina, identificamos que os Centros de Tratamento de Veículos são uma realidade na

reprimir as

Argentina. Desde 2003 existe uma Lei (Lei

práticas de

venta de SUS autopar tes) que regulamen-

furto e roubo de veículos

25761/03 – Desarmado de automotores y

ta a instalação dos centros de tratamento assim como as vendas de peças usadas, oriundas das desmontagens de veículos.


Quais são os empecilhos para se colo-

Para finalizar, quais seriam os efeitos eco-

como na neutralização dos componentes

car em prática esses centros no Brasil?

nômicos redundantes da quebra desse ci-

pirotécnicos (“air-bags” e pré-tensores

De maneira geral, obser va-se que o

clo vicioso de roubo de veículos e conse-

dos cintos de segurança).

principal fator de sucesso para a im-

quente venda das peças ‘desmanchadas’?

b) Econômico:

plantação deste projeto em outros

Não trataremos dos efeitos econômicos so-

Movimentação do mercado de consumo

países foi o desenvolvimento e a im-

mente. Sendo um pouco mais abrangente,

formal por meio da venda de peças reutili-

plementação de Leis e Normas que es-

os benefícios/efeitos deste projeto podem

záveis. Aumento de empregos na cadeia de

tabelecem tanto os requisitos que de-

ser destacados em três vertentes:

reciclagem, já que a tendência é que novas

finem o que é um veículo fora de uso,

a) Ambiental:

empresas de reciclagem se estabeleçam

quanto o modo de operação dos cen-

Redução da poluição ambiental por meio

para atender a demanda gerada.

tros de tratamento. Frente a este fator,

da remoção e destinação dos compo-

c) Social:

entende-se que no Brasil há a neces-

nentes que são considerados perigosos,

Diminuição do fur to e roubo de veículos,

sidade do desenvolvimento/aprovação

como a bateria, os fluidos (óleos lubrifi-

já que esses delitos, em sua grande maio-

de leis que regulamentem e deixem

cantes, óleos hidráulicos, líquido de arrefe-

ria, são para alimentar o comércio ilegal

claras as operações deste segmento.

cimento, fluído do ar condicionado...), bem

de peças (desmanches).

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 25


avaliação

CITROËN C3 EXCLUSIVE BVA 1.6 16V POR JoÃo Claudio Bourg

A

Citroën colocou no mercado a segunda geração

Ficha técnica

do C3 - uma versão

Citroën C3 Exclusive BVA:

melhorada em relação ao modelo europeu. O presidente

Preço: R$ 55.355

do grupo PSA, Carlos Gomes,

Motor: dianteiro, quatro

foi além e disse que “a Citroën

cilindros, 16 válvulas, comando variável, flex; Potência: 115/122 cv a 6.000/5.800 rpm; Torque: 15,5/16,4 kgfm a 4.000 rpm; Transmissão: automática de quatro velocidades; Direção: elétrica; Suspensão: Independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Peso: 1.202 kg; Porta-malas: 300 litros; Dimensões: comprimento 3,944 mm, largura 1,708 mm, altura 1,521 mm, entre eixos 2,460 mm.

pode estar lançando elementos no Brasil que vão compor a

maçanetas cromadas e retrovi-

nova geração na Europa”.

sor eletrocromo reafirmam o

O carro tem muito mais de-

novo C3 como o modelo pre-

sign e estilo. O novo C3 estreia

mium mais charmoso e completo

uma inédita experiência na ca-

da categoria.

tegoria: o exclusivo para-brisa

Mais equipado que o ante-

Zenith. Com 1350 mm de com-

rior e inegavelmente mais atra-

primento, o Zenith proporciona

ente, o Citroën C3 Exclusive 1.6

80% de aumento no campo de

16V avaliado pela Revista Loca-

visão. Isso significa muito mais vi-

ção deixou boa impressão. Ele

sibilidade e prazer em dirigir.

tem bitolas mais largas e, apesar

Luzes diurnas de LED, rodas

de manter a maciez da direção

de liga leve 16” com detalhes

(elétrica) nas manobras, o volan-

cromados, volante em couro,

te ganhou o peso que faltava em

26 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

O volante é o mesmo do DS3, com ótima pegada


‘‘a Citroën pode estar lançando elementos no Brasil que vão compor a nova geração na Europa’’

O novo C3 tem acelerações e retomadas bastante rápidas

velocidades de viagem. O novo

isso o nome FlexStart. O novo

manuais, mas manteve a caixa de

couro e sensor de estaciona-

C3 teve a suspensão recalibrada

C3 tem acelerações e retomadas

apenas quatro marchas.

mento traseiro.

e com o novo acerto de molas

bastante rápidas - há uma boa

A montagem interna é bas-

O painel ganhou novo dese-

e amortecedores o carro ficou

reserva de força e o torque apa-

tante cuidadosa e o C3 Exclusive

nho, com saídas de ar circulares

mais estável que o anterior.

rece de forma mais contundente

é bem equipado - ele sai de fá-

que trazem bordas pintadas de

O motor 1.6 16V tem ago-

em baixas rotações (80% a 1.500

brica com ar condicionado digital,

prata e um console central cin-

ra 122 cv de potência (o antigo

rpm, diz a Citroën), evitando

CD player com entrada USB e

za escuro onde fica o ar digital

tinha 113 cv) e 16,4 kgfm de

constantes reduções de marcha.

comandos na coluna de direção,

– tudo de bom gosto. O volante

torque, quando alimentado com

O câmbio manual é mais curto,

rodas de liga, faróis e limpadores

é o mesmo do DS3, com ótima

etanol. Uma das principais mu-

para priorizar o menor esforço

com acionamento automático.

pegada. Para completar, a posição

danças no conjunto propulsor

na cidade, enquanto a versão

Na lista de opcionais: GPS inte-

de dirigir ficou mais baixa.

foi a eliminação do tanquinho de

automática ganhou até borbo-

grado ao painel com tela de sete

gasolina para partida a frio – por

letas na direção para mudanças

polegadas, bancos revestidos de

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 27


vitrine

GADGETS INCRÍVEIS

1 2

HANDPRESSO Este prático Gadget foi desenvolvido para você conseguir tomar café em qualquer lugar a hora que quizer. O Handpresso Outdoor é um kit que possuí uma máquina de expresso manual, garrafa térmica para água quente e quatro copos que vem em uma maleta.

28 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

simulador de F1 Desenvolvido para fãs de Fórmula 1 a FMCG International criou este simulador. O equipamento vem com um potente computador, três telas de 23 polegadas e sistema de som digital 5.1.


3

Masterpiece MP-05 LaFerrari A Hublot em parceria com a Ferrari criou esta edição exclusiva com apenas 50 unidades, com os melhores materiais da marca o relógio vem com cristal de safira, caixa preta em Titânio. Ele possuí reserva de energia de 50 dias com indicador e é produzido em couro e fibra de carbono.

4

POKKET MIXER Este aparelho é perfeito para quem gosta de dar festas, o compacto Pokket Mixer permite que você conecte dois reprodutores de música e mixe com transições perfeitas. Basta conectá-lo a um sistema de som e este aparelho funciona sem bateria ou fonte elétrica.

A empresa alemã

tem sede em Berlim mas faz a venda online.

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 29


turismo

LUXO

100% BRA O Botanique capricha na valorização da brasilidade, isso vai da culinária ao mobiliário (todo desenvolvido por jovens artistas brasileiros).

S

iga por aqui: o luxo e a tran-

inaugurado há apenas alguns meses na bu-

qüilidade ficam logo ali. Ace-

cólica Serra da Mantiqueira, divisa entre São

lere os bons momentos e

Paulo e Minas Gerais. Imagine um recanto

descubr a novos caminhos

de paz, tranqüilidade, mimos e regalias. Pen-

num universo chamado felici-

se grande. É possível interagir com o silêncio

dade. Deixe os dias sérios lá

mais profundo e a voz mágica da natureza.

para trás… Em Campos do Jordão, inte-

Localizado a meia hora de distância do

rior de São Paulo, recupere o tempo per-

centro da cidade, o Botanique é fruto de um

dido e leve o ócio a sério no Botanique

investimento de R$ 41 milhões de reais. Tem

Hotel & SPA.

apenas seis quartos e onze bangalôs, com a

Bem-vindo ao hotel mais caro do Brasil,

30 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

diária inicial mais cara do país: 2.500 reais para


ASILEIRO Localizado a meia hora de distância do centro da cidade, o Botanique é fruto de um investimento de R$ 41 milhões de reais

o casal, incluindo todas as refeições (depen-

Luxos e regalias garantidas, todos os deta-

dendo do tipo de acomodação, esse valor

lhes foram planejados com exclusividade. No

pode chegar a 6.000 reais).

SPA, acontecem tratamentos como flutuação

O conceito do novo ‘point’ é não vender

em uma banheira de água salgada enquanto

hospedagem, mas vender experiências. Tipo

um filme com imagens calminhas da natureza

um pós-luxo, cuja ideia e filosofia são oferecer

é projetado no teto.

aos hóspedes momentos que dinheiro ne-

O Botanique capricha na valorização da

nhum pode comprar. Escutar o canto dos pás-

brasilidade, isso vai da culinária ao mobiliário

saros, sentir o cheirinho do mato, enfim, pra-

(todo desenvolvido por jovens artistas brasi-

ticar o total desapego urbano do estresse do

leiros). A experiência é única, não existe possi-

cotidiano. Um reduto voltado ao bem-estar.

bilidade de não amar e querer voltar sempre!

Só para se ter ideia o estafe do hotel pega sua bagagem em casa com antecedência para quando você chegar lá tudo já estar arrumado e prontinho para relaxar. E, depois, ainda devolve as malas com as peças lavadas e passadas. A filosofia é oferecer soluções antes dos problemas aparecerem.

Serviço: Rua Elídio Gonçalves da Silva, 4000 (Bairro dos Mellos), acesso pelo km 168 da SP-050. Distância do centro de Campos do Jordão, 21 km - (12) 3797-6877 www.botanique.com.br

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 31


artigo

Tributação da Locação com Motorista Adriano Augusto Pereira de Castro

E

Advogado especializado na indústria de locação de veículos

ste ar tigo distingue tecnicamente

O fato de colocarem motoristas à dis-

a locação de veículos com moto-

posição da locatária não descaracteriza a

ristas das atividades de transpor te,

essência do contrato de locação, que está

rista, mas no dia-a-dia o mais comum é a

prestação de serviços, cessão de

na efetiva posse sobre o veículo e não so-

condução de executivos ao aeropor to ou

mão-de-obra, empreitada de mão-de-obra

bre o seu modo de emprego ou por quem

a reuniões, sendo comum a determinação

e locação de mão-de-obra, destacando os

conduz o veículo.Na locação o motorista

que os motoristas aguardem o embarque

efeitos jurídicos de cada caso. Todas essas

equivale ao operador do equipamento

do executivo ou o término da reunião para

atividades podem ser utilizadas para aten-

locado, como ocorre com frequência na

só então retornarem à base de operações.

der à demanda por mobilidade de seus

locação de outros bens móveis tais como

Em todos esses casos é nítido o domí-

usuários e podem empregar os mesmos

guindastes, geradores, embarcações, rebo-

nio permanente do cliente quanto ao uso

elementos produtivos: veículos automoto-

ques, maquinário especializado e outros.

do veículo locado e a função de “operador

res e motoristas habilitados. Essas seme-

Por tanto, o fornecimento conjunto do

do equipamento” exercida pelo motorista.

lhanças externas entre as diferentes ativi-

operador habilitado do bem alugado (mo-

dades podem se configurar no dia-a-dia de

torista ou chofer) se revela como simples

modo que fiscais tributários, trabalhistas,

acessório, simples subespécie do contrato

Pelo contrato de transpor te a trans-

previdenciários e de trânsito podem trata-

de locação de veículos, no qual se agre-

por tadora se obriga, mediante retribuição,

las como a mesma atividade. De fato, na

gam determinados serviços para tornar

a transpor tar, de um lugar para outro, pes-

clínica da advocacia são frequentes as con-

possível ou melhor o aproveitamento

soas ou coisas (Código Civil, ar t. 730). O

sultas e problemas decorrentes pela desa-

dos veículos alugados.

negócio jurídico viabilizado pelo contrato,

Transporte

tenção ou desconhecimento quanto às pe-

A forma fácil de vislumbrar a locação

por tanto, é a transladação, o deslocamento

culiaridades da atividade de locação com

de motorista é imaginar uma cerimônia de

físico de pessoas ou bens. Interessa o resul-

motorista das demais, motivo pelo qual se

casamento. Isso mesmo, um casamento. É

tado e a transpor tadora, como profissional

entende relevante o assunto.

comum a noiva contratar com antecedên-

no ramo, é contratada para oferecer resul-

cia a locação de veículo com chofer para

tado específico: a transladação eficiente de

lhe atender com exclusividade ao longo

bens ou pessoas.

Locação com Motorista A locação de veículos com motorista é

do dia do matrimônio. O chofer busca a

A transportadora mantém a todo o

um contrato complexo, que une à locação

noiva em casa de manhã, leva-a ao salão

momento o domínio do uso do veículo,

de bens móveis elementos da prestação

de beleza para o “dia de noiva” e fica à sua

inclusive estando o motorista sob as suas

de serviços, sem desnatur��-la como loca-

disposição até o término da preparação.

exclusivas ordens. A transportadora define

ção. A locação de coisas é a cessão remu-

Após, leva-a para a igreja, aguarda na por ta

itinerários, horários das viagens, locais de

nerada do uso de determinada coisa, por

a conclusão da cerimônia e, logo a seguir,

embarque e desembarque de passageiros

tempo determinado ou não (Código Civil,

conduz os noivos para a festa de recepção

e cargas, lotação de passageiros da viagem

ar t. 565). Na locação de veículos, com ou

aos convidados (nota-se ser o noivo o úni-

bem como efetua o recrutamento de clien-

sem motorista, não é elemento do con-

co passageiro autorizado pela noiva a in-

tes e lhes cobra passagens individualmente.

trato a simples transladação de pessoas

gressar no veículo com ela, evidenciando o

Em linguajar mais técnico, pela natureza

ou cargas de um lugar para o outro (re-

domínio do emprego do veículo pela noi-

jurídica da obrigação, o contrato de trans-

sultado específico que define o transpor-

va). O motorista então aguarda o término

por te cria uma obrigação de fazer (trasla-

te), porém a mera disponibilidade para a

da festa sem dela par ticipar ou consumir

dar) e a locação cria uma obrigação de dar

locatária de meio idôneo para tal — a en-

bebidas alcoólicas e conduz os noivos ao

(entregar o veículo). Pelo resultado preten-

trega do veículo em perfeito funcionamen-

hotel para a noite de núpcias. Esse exem-

dido com a contratação o transpor te se

to à sua disposição.

plo é o arquétipo da locação com moto-

identifica pelo fim alcançado (obrigação de

32 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013


resultado: chegar ao destino em seguran-

conquiste contrato de grande valor que

contribuintes do PIS, COFINS, IRPJ e CSLL,

ça) e a locação se caracteriza pelo meio

não consiga atender de imediato ou com

devendo comunicar à Receita Federal suas

oferecido (obrigação de meio: entrega

seus próprios recursos contratar emprei-

receitas brutas para fins de tributação, mas

de veículo em condições de ser emprega-

tada de mão-de-obra para o atendimento

estes tributos não exigem a emissão de

do pelo cliente).

desse contrato específico.

nota fiscal de qualquer espécie.

Cessão, Empreitada e Loca-

de mão-de-obra, locação de mão-de-

tos: o ICMS, na hipótese de prestação de servi-

ção de Mão-de-Obra

obra ou empreitada de mão-de-obra

ços de transporte interestadual e intermunicipal

– se o elemento preponderante for a

(o transporte internacional é imune ao tributo);

genérico, tendo como a empreitada de

disponibilidade do veículo ao cliente a

e o ISS no transporte municipal. Em todos os

mão-de-obra e a locação de mão-de-obra

natureza da locação prevalecerá. Caso

casos a transportadora deve emitir a nota fiscal

como duas de suas espécies. Quando a

contrário, se a prestação de ser viços for

correspondente ao fato gerador praticado.

cessão de mão-de-obra é pura os veículos

preponderante – por exemplo, motoristas

sequer estão presentes e não há preocu-

com treinamento em defesa pessoal – a

em qualquer de suas hipóteses, mesmo se

pação em confundi-la com a locação com

prestação de ser viços terá nítida prevalência.

acompanhadas de equipamentos ou mate-

substituição de seu pessoal regular e per-

Efeitos Tributários das Dis-

riais de consumo o faturamento também

manente ou de acréscimo extraordinário

tinções entre as Atividades

deve ser unificado e todo será considerado

Em qualquer dos casos – cessão

A cessão de mão-de-obra é termo

O transporte é fato gerador de vários tribu-

Em relação à cessão de mão-de-obra,

motorista.As dúvidas surgem principalmente quanto a questões fiscais: deve a remuneração do motorista ser destacada da fatura? Há incidência do ISS sobre o ser viço do motorista? Haverá retenção do INSS no pagamento? A contratação do motorista desnatura a locação? Dentre outros questionamentos são comuns. Na locação de mão-de-obra o cliente contrata empresa de trabalho temporário para suprir necessidade transitória de

de tarefas. Na locação de mão-de-obra o mais impor tante é a habilitação profissional

Feitas as diversas distinções vamos à aplicação na prática tributária.

como serviço. Na cessão de mão-de-obra há o fato gerador do ISSQN, que deverá

dos funcionários que serão empregados na

A locação de veículos com motorista

ser documentado por meio da nota fiscal

prestação de serviços, os quais ficarão à

é atividade sobre a qual não incidem im-

de serviços. Em vir tude da legislação pre-

disposição da cliente que lhes determinará

postos como o ICMS, ISS ou IPI. Além de

videnciária também haverá a retenção na

as tarefas a serem cumpridas. A remunera-

não-incidentes esses impostos as locado-

fonte de 11% do INSS.

ção normalmente é fixada principalmente

ras de veículos são dispensadas de emitir

com base no tempo dos trabalhadores à

notas fiscais, documentos que se destinam

disposição do cliente.

exclusivamente a registrar fatos tributários

A locação de veículos com motorista

Na empreitada de mão-de-obra o ob-

do ICMS, ISS ou IPI. O faturamento é único

está submetida ao mesmo regime jurídi-

jetivo não é no fornecimento da capacida-

e a receita tem natureza jurídica de aluguel

co-tributário da locação simples, o qual é

de de trabalho, mas de resultado final a ser

mesmo com a presença do motorista. Ou

bastante diferente daqueles aplicáveis ao

atingido (produto, tarefa, obra ou serviço).

tudo é aluguel ou não será locação com

transpor te e à cessão de mão-de-obra.

A remuneração tende a se relacionar não

motorista, será alguma outra forma de

Os motoristas são meio de se imprimir

com o tempo de disponibilidade, mas com

contrato. As locadoras recebem seus cré-

eficiência ao contrato, facilitando o uso

a entrega do resultado desejado.

ditos exclusivamente por meio de faturas

do veículo locado pelo cliente. Não es-

A locadora de veículos pode locar

de locação ou notas de débito, sendo ile-

tando presente a intenção específica de

mão-de-obra de empresa prestadora de

gais algumas exigências de órgãos públicos

transladar, de transpor tar coisas ou pes-

serviços para manter a continuidade do

tais como a emissão de notas fiscais ou a

soas, ou de se disponibilizar ao usuário

atendimento a seus clientes durante as fé-

retenção na fonte do INSS. As locadoras

determinada capacidade de trabalho, não

rias de seus próprios motoristas. Ou caso

de veículos, com ou sem motorista, são

há motivo para confundi-las.

Conclusão

2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 33


sustentabilidade

SOLUÇÃO AMBIENTALMENTE SUSTENTÁVEL PARA OS PNEUS DOS AUTOMÓVEIS Produto PermaSeal permite a diminuição do custo de manutenção das rodas, praticamente eliminando os furos, com o benefício de não agredir a natureza.

R

eduzir ao máximo a possibili-

O produto PermaSeal conta com uma

dade de ver um cliente tendo

fórmula com propriedades que protegem

de trocar um pneu do carro

os pneus contra furos durante toda sua

alugado é o sonho de qual-

vida útil. É constituído por materiais não tó-

quer locadora espalhada pelo

xicos e por isso mesmo é ambientalmente

Brasil, ainda mais se isso acon-

seguro. Quando o produto é aplicado no

tecer de maneira ambientalmente susten-

veículo, ele permanece fluido em todos os

tável. Para tentar realizar esse desejo, o

momentos e, caso algum furo feito por um

Grupo LOR Distribution representa com

objeto de até 12 mm apareça, o buraco é

exclusividade a marca PermaSeal no Brasil

imediatamente vedado, sem perda de pres-

e propõe uma “solução permanente para

são. Essa tecnologia também faz com que a

selar os furos de todos os tipos de pneus -

vida útil do pneu seja maior que o normal e

desde motos e carros de passeio até equi-

ajuda a reduzir os custos de manutenção.

pamentos comerciais e industriais”.

Com pneus sempre balanceados, o

O PermaSeal é feito a par tir de pneu

cliente também poderá gastar menos

triturado, ou seja, cada pneu que foi blin-

combustível por quilometragem. É pos-

dado com esse produto possui em seu in-

sível que seja feita uma economia de até

terior outro pneu, ajudando na reutilização

4,4% no uso de combustível, ou seja, os

de pneus descar tados na natureza e colo-

carros vão poluir menos para percorrer

cando em prática um gestão sustentável de

a mesma distância e isso pode ser usa-

toda a cadeia de negócio. Outro dado in-

do como argumento para atrair novos

teressante é que com a maior durabilidade

clientes. No fundo, o PermaSeal é um

dos pneus, os custos da frota são reduzidos

produto de alta tecnologia que está alia-

em até 25% nesse aspecto. Isso sem falar da economia com a realização de balanceamento em cada roda.

do às preocupações ambientais e de olho em um mundo ecologicamente sustentável.

25% É O AUMENTO DA DURABILIDADE DOS PNEUS

34 - REVISTA LOCAÇÃO - 2013

Maiores informações sobre o produto, acesse: permaseal.com.br

COM PNEUS SEMPRE BALANCEADOS, O CLIENTE TAMBÉM PODERÁ GASTAR MENOS COMBUSTÍVEL POR QUILÔMETRO RODADO COM O AUTOMÓVEL


2013 - REVISTA LOCAÇÃO - 35



Revista locação nº 50