Page 1

Jornal Mural da Assessoria de Comunicação Colaborativa Itaobim 50 anos

#2


Da fundação do vilarejo até os dias atuais, os habitantes de Itaobim escreveram uma história de superação de tragédias, de crescimento econômico e de grande riqueza cultural. Por Thaciane Soares Nascimento

or volta de 1553, colonizadores espanhóis que cruzavam o litoral brasileiro chegaram até a cabeceira do rio Araçuaí e seus afluentes a

P

procura de ouro e pedras preciosas. A ocupação da região onde se ergue o munícipio de Itaobim ocorre por volta de meados do sec. XIX. Nossa


população tem origem a partir da ligação entre Ribeirão São Roque e o Rio Jequitinhonha, no pequeno aglomerado São Roque, onde os tropeiros e canoeiros faziam abastecimento regional dos produtos do sertão mineiro. Assim a população foi se fixando naque-

le pequeno vilarejo. Em 29 de Abril de 1854, a cidade que levava o nome de Arraial de Santo Antônio da Barra do Rio Itinga (atualmente o município de Itinga), tinha como uma de suas povoações o aglomerado de São Roque, atualmente Ita-

ITAOBIM, de origem tupiguarani, representa as pedras preciosas encontradas aqui.

obim. Após 56 anos, São Roque recebeu uma enorme leva de migrantes vindos do nordeste brasileiro, principalmente da Bahia, os quais fugiam da seca, contribuindo para o crescimento populacional e para a diversidade cultural da cidade. Alguns acontecimentos marcaram a história da cidade. Antes mesmo de receber o seu próprio nome, em janeiro de 1919, ocorreu a primeira enchente que inundou a vila, causando destruição de várias casas. Segundo o inventário da cidade, este evento levou o senhor José Fernandes Ribeiro, conhecido como “Juca Fernandes”, a mudar-se para o outro lado do ribeirão São Roque com sua família, na busca por uma região mais elevada. Em setembro de 1923, determinou- se que o distrito fosse chamado de ITAOBIM, nome de origem Tupi-


-guarani que significa pedra verde, relacionado com as pedras preciosas que eram extraídas no local. Dez anos depois, Itaobim recebe a Missão dos Padres Redentoristas de Curvelo, tendo como coordenador religioso o Padre Ferreira. Entre as ações realizadas no distrito está a abertura do Cemitério da rua Goiás. Em 1934, o Mercado Municipal é construído e inaugurado, no mesmo período em que é fundada a Banda Musical “União Recreativa” pelo professor Eleotério Patente e por Maria Izadora da Trindade – “a Mestra Quindô”. Muitos foram os acontecimentos ao longo desses últimos anos, período no qual a cidade prosperou de maneira significativa. Isso colaborou para a emancipação políti-

ca itaobinense , que se dá em 30 de dezembro de 1962. Com o crescimento da cidade foram instaladas olarias, serralherias e um comércio variado, destacando-se a exportação mundial de carnes. Além disso, ITAOBIM idealizou e sediou o I° FESTIVALE (Festival de Cultura Popular do Vale do Jequitinhonha), em 1979, que atualmente ganhou mais visibilidade. Esse evento envolve vários setores públicos e privados, reunindo milhares de pessoas e fortalecendo a cultura do Vale. Destaca- se, ainda, a FESTA DA MANGA, que tornou- se um outro marco da cultural local.

grupo de quadrilha ‘’Ô Trem Danado’’ foi formado em 2007 por iniciativa de Izaldete, atual brincante da casinha de cultura da ASCAI (Associação a Criança e do Adolescente de Itaobim). Referente as expressões ‘’ Ô menina danada’’ e ‘’Ô trem danado” , muito usadas em Itaobim, o nome do grupo foi dado pelo locutor Miraque Gonçalves, que observava a dança e a atitude das mulheres do grupo. Passando a integrar a coordenação da quadrilha ainda no ano de sua criação,

O


Gonçalves assume o compromisso de gerir o grupo em conjunto com Izaldete. Ao longo desses cinco anos de existência, o grupo foi se desenvolvendo até atingir a atual estrutura. Composto por aproximadamente doze pares, Ô Trem Danado é formado em sua grande maioria por jovens, apesar de possuir um número considerável de participantes adultos. Segundo Gonçalves, a

A aposta no público jovem visa a tirá-los das ruas e do mundo das drogas.

aposta no público jovem não é por acaso. Esta opção visa a tirar os jovens das ruas e do mundo das drogas. O resultado é um grupo consciente, divertido e bastante interativo. Porém, o grupo infeliz-

mente não consegue atingir todos os seus objetivos e necessita de maior apoio externo, já que não possui um da atividade social desenvolvida.


Passarinho que anda com morcego acaba dormindo de ponta cabeça Um Dia olhei pro céu E não vi uma estrela Aí me perguntei! Será tempo ruim? Não: é que as estrelas também têm seu dia de folga. Autor: Chico Rei

Pedra Verde, Cor Morena. Terra do sol Chico Rei Terra do sol que não tem medo de se Amostrar.(Repete)

É um sacrifício Tomar um banho lavar cabeça é um sacrilégio.

Tem muita cumade,cumpade Tem muita gente Pedra verde, cor morena Boi de janeiro, o arraia Famosa,escondida E Maria trovão Nas tabocas Desconhecidas Terra da seca até então. Sem compaixão, Se vê jumento na rua Cum lata de querosene E o povo d’gua abastecendo.


Foto Legenda F

É QUE MEU AMIGO, PLUMA, SOFREU PRECONCEITO POR SER GAY. ESTOU DEPRIMIDA DE ELE ACHAR QUE SER DIFERENTE É RUIM.

Quem acredita sempre alcança.

PARA UM ITAOBIM MELHOR DEVEMOS RESPEITAR O PRÓXIMO! UM DIA, O MOTIVO DA PIADA PODE SER VOCÊ.


Confira também!

www.itaobim50anos.com.br www.facebook.com/itaobim50anos

M

aria Gomes Dias, mais conhecida como Dona Pretinha, nasceu no distrito do Pasmado, em 05 de Dezembro de 1904. Artesã, dona de casa, viveu toda sua vida na cidade de Itaobim, onde viu aquele pequeno distrito se tornar cidade. Seu maior sonho é ter um ranchinho, ver sua casinha arrumada e ter saúde para continuar a fazer seus artesanatos e suas tranças de taboa. Em sua opinião, Itaobim atualmente oferece mais oportunidades e é uma cidade com futuro. E quando ela se recorda de como era a cidade se emociona, pois vivia de forma sofrida no meio do mato e trabalhava só para garantir o sustento e a sobrevivência.

ue ara q p , e d em ú is sa vidades s a m Ter ati onho: izar suas . S m U l utros a rea rar poss itar dos o comp ais r i u s g s se rm nece o: Con ssa mora ã ç a z e po eali Uma R sinha, ond ana ce gr e r uma c e nte. e f eo m de qu ores. a digna d i c ma rad s m é: U s seus mo i b o a ão do o It ç a a i o r r c tu ara de fu rce p e c i l ia é: A s, taboa Famil e d as s. filho tranç r e z a F bby: Um Ho natos. a artes

Isabella Reges

Letyssia Lopes

Joabe Leonardo

Luiz Gustavo

Autierus Pereira

Bruna Lubambo

Gilsilane Matos

Laís Ferreira

Paulo H. Santos

Samaane Ramalho Professores orientadores: Graziela Mello Vianna Márcio Simeone

Sthefanie Vieira

Tomás German


Maria Notícia #2  

Produto da Assessoia de Comunicação Colaborativa Itaobim 50 anos

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you