Page 1

Expoleite/Fenasul dá destaque aos derivados do leite

5a9

Fique por dentro das atividades da raça holandesa 5a7

Feira terá eventos e intensa programação 8e9

Confira os resultados da Exposição de Três de Maio 10 e 11


Editorial DIRETORIA ADMINISTRATIVA 2016-2018

Presidente pede união dos produtores para buscar maior representatividade junto ao Governo

Caros associados e demais produtores de leite Durante este mês de maio, entre os dia 24 e 28 estaremos realizando mais uma Expoleite, no parque de Esteio, quando esperamos a participação de nossos associados e produtores, não para um passeio ou uma festa e, sim para juntos nos posicionarmos com força frente às diversas instituições, com o objetivo de buscar soluções objetivas para viabilizar o setor leiteiro. As dificuldades que afligem os produtores de leite também atingem nossa Gadolando pois os reflexos recessivos nos atingem na mesma proporção que atingem aos produtores e, nós, neste momento dirigentes, somos produtores! Temos buscado soluções e uma delas foi a redução de nosso quadro funcional visando baixar custos já que houve queda de faturamento no último exercício. Recentemente, participamos em São Paulo, da posse da nova diretoria da Brasileira quando foi apresentado e discutido o balanço da gestão que concluiu mandato e o quadro é semelhante, incluindo o das demais filiadas. Temos que buscar maior representatividade dos produtores junto ao Governo para que nossas demandas sejam ouvi-

2

das e que soluções sejam encontradas. Atualmente, a importação de leite dos países do Cone Sul (também em crise) vêm concorrendo para a pressão de baixa de nosso produto e nada de objetivo está sendo feito. Precisamos exercer pressão para que algo aconteça. Quando a indústria é atingida as soluções aparecem! Os laticínios em geral estão pressionando os produtores a baixarem sua produção pois compram leite mais barato fora do País. É imperiosa a reação da classe para mudar este quadro! Para melhorar a qualidade da comunicação com nossos associados e com todo o setor do leite lançamos no início deste mês um novo site da Gadolando. Assim, usando novos recursos da tecnologia da informática damos sequência ao trabalho realizado pelas diretorias que nos precederam. Por isso, pedimos a todos que utilizem esta ferramenta para se conectar à associação e desta forma estar atualizados dos temas pertinentes à entidade. Atenciosamente Jorge Fonseca da Silva Presidente

PRESIDENTE: Jorge Fonseca da Silva VICE-PRESIDENTE ADMINISTRATIVO: Sarah Waihrich Salles VICE-PRESIDENTE FINANCEIRO: Vandir Regis da Silva Paiva VICE-PRESIDENTE DE ASSUNTOS TÉCNICOS: Ana Cristina da Silva Wendelstein VICE-PRESIDENTE DE EVENTOS: Itamar Tang CONSELHO FISCAL Efetivo: Mario Luiz dos Santos; Luis Fernando Corleta Barreto; Carlos Inácio Talavera Campos Suplentes: Jeferson Maciel; Daniel de Miranda Furtado Gomes; Semildo Schiefelbein

EXPEDIENTE Jornal Gadolando é o veículo de comunicação impressa da Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul, com circulação trimestral entre associados, criadores, cooperativas, universidades e entidades estaduais e federais. TIRAGEM: 3 mil exemplares. EDIÇÃO E REDAÇÃO: Luciara Schneid RP 7540 FOTOGRAFIAS: JM Alvarenga, Gregório Nunes, arquivo e divulgação EDITORAÇÃO: Valéria Cunha IMPRESSÃO: Gráfica-Jacuí ANÚNCIOS: Entre em contato ou mande e-mail para Marcia, administração@ gadolando.com.br, (51) 3336.2533 e 3336.2067 CORRESPONDÊNCIAS E SUGESTÕES: envie para assessoria.gadolando@gmail.com Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul Rua Veríssimo da Rosa, 320 Partenon Porto Alegre, RS (51) 3336.2533 - 3336.2067 - 3336.3127 www.gadolando.com.br *Autorizamos a reprodução total ou parcial de nossos artigos, desde que mencionada a fonte.


Brasileira

Novo presidente da Associação Brasileira fala dos seus planos à frente da entidade O paranaense Reinaldo Carlos Figueiredo, de 41 anos, é o novo presidente da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH), eleito no dia 18 de abril, para o biênio 2017/2019. Formado em Medicina Veterinária há 17 anos, é casado há 14 com Vanessa M. Bortolanza Figueiredo, e pai de João Vitor, 11 e Milena, 9. Sua atuação junto à entidades de classe começou quando ainda morava no Paraná, aos 27 anos, como diretor de uma cooperativa da sua região. No mesmo ano, foi conselheiro técnico na APCBRH e coordenador de quatro exposições. Quando mudou para Goiás, foi presidente do Conselho Técnico da AGCBRH e convidado a fazer parte do Conselho Técnico da ABCBRH e, ao mesmo tempo, foi vice-presidente da AGCBRH. Hoje acumula cargos como o de presidente da AGCBRH, membro titular da Comissão Nacional de Pecuária de Leite na CNA, 2º Vice-Presidente da Associação dos Produtores de Leite do Brasil (Abraleite), associação que está em fase de criação e por fim, de presidente da ABCBRH. Para a Associação Brasileira, ele e sua diretoria têm muitos planos. “Já preparei um planejamento com 32 itens a serem trabalhados, mas a ideia é provocar uma grande discussão e com isso fazer uma reforma institucional, na qual queremos resgatar a essência da associação nacional e o verdadeiro valor da raça holandesa”. A intenção é evidenciar em âmbito nacional os méritos da raça tão importante na produção de leite. “Sei que o desafio será enorme, não quero carregar esse peso sozinho, quero dirigir com ajuda de toda a diretoria”, ressalta. Para isso, será criado um conselho administrativo e um diretor executivo. “Vou lutar muito pela união da raça e dos estados e mesmo com o tempo escasso, quero an-

Reinaldo Figueiredo quer ouvir as reivindicações dos criadores no país

dar pelo Brasil escutando as reivindicações de nossos sócios”. Figueiredo garante que irá visitar cada filial e conhecer a verdadeira realidade. “Quero ser um presidente para a Raça Holandesa em todo o Brasil”, afirma. O presidente ressalta que o leite como outras atividades do agronegócio brasileiro sempre estão em constantes transformações. “Veja a cadeia do frango e suíno como estão evoluídas, não estou falando aqui de mercado, mas na produção, genética, da porteira para dentro”. Ele acredita que por ser uma atividade muito complexa e de baixa rentabilidade o único caminho para o leite é investir em tecnologia e escala. “Não podemos ficar esperando que o mundo mude, nós temos que mudar com as mudanças que o mundo vem sofrendo, hoje as coisas são diferentes, se não nos adaptarmos não teremos sucesso”, provoca. Ele salienta que cada vez mais o cerco se fecha e o produtor de leite que ficar em seu “mundinho” será dizimado, “Cada vez temos que produzir com mais qualidade, tanto de leite como em se tratando de índices zootécnicos, uma vez que brigar por preço de leite e não ser eficiente não adianta, primeiro se faz a tarefa de casa”. Tendo isso acontecido o produtor terá uma boa rentabilidade em seu negócio, afirma. Genética é um dos tripés da produção de leite e sempre será, enfatiza. Figueiredo salienta que a vaca holandesa também vem se adaptando, também vem sofrendo suas mudanças, e com a “era genômica” as coisas estão ainda mais rápidas. “O criador e produtor de leite profissional enxerga muito bem isso, vaca não rentável é vaca fora da fazenda”. Se o custo do sêmen é de 1 a 2% das despesas totais da proriedade, porque economizar nisso, questiona. “Economize em outras coisas mas não abra mão de

trabalhar com touros melhoradores, isso é muito claro para mim, tenha foco, um planejamento genético e não desvie dele, senão estará montando um plantel sem uniformidade, sem padrão, sem essência”. A atividade leiteira está na sua vida há 30 anos e neste período já viu um pouco de tudo, diz. Ele conta que o pai iniciou a atividade em 1987, e em 1997 assumiu por completo a propriedade ainda no estado do Paraná. Em 2005, mudou a produção por completo para o estado de Goiás, onde vive hoje com toda a família. “Nossa fazenda conta hoje com 20.137 litros ordenhando 610 vacas”. A meta é encerrar o ano com 30 mil litros por dia e por isso conta com um plano de multiplicação de animais. O rebanho é composto totalmente por animais da raça holandesa, e focada em fazer cada vez mais uma vaca longeva, produtiva e que não perca a beleza funcional, com boas pernas e úberes. “Temos diversos animais entre os melhores em avaliação genética no Brasil feitos pelo clarifide e estamos focados em conforto animal”, garante. Outro ponto importante, segundo ele, é a sustentabilidade, muito bem trabalhado na sua fazenda. “Produzir de forma sustentável, sem agredir o meio ambiente, aproveitando água da chuva, energia solar, adubação feita com compostagem, toda a areia das camas das vacas é reaproveitada, fazemos nosso próprio volumoso”, diz. Sua equipe está preparada e treinada para produzir com qualidade e está constantemente em cursos e treinamentos. “Esperamos com isso poder chegar logo ao nosso projeto total que é ordenhar 2 mil vacas por dia”. Fruto deste trabalho foi a conquista do titulo de criador supremo da raça holandesa em 2014 e por duas vezes o troféu Agroleite, na categoria produtor de leite do ano.

3


Brasileira

O criador José Ernesto Ferreira é o representante gaúcho na diretoria executiva da Associação Brasileira

Titular da Cabanha Espinilho é o primeiro vice-presidente na gestão 2017/2019

O criador gaúcho e representante do Conselho Técnico da Associação dos Criadores de Gado Holandês (Gadolando), José Ernesto Wunderlich Ferreira, de 52 anos, é o representante do Rio Grande do Sul na nova diretoria executiva da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (ABCBRH), eleita no dia 18 de abril, para a gestão 2017/2019. Ferreira, é o primeiro vice-presidente e representará o Estado ao lado do presidente Jorge Fonseca da Silva, que é um dos conselheiros. Ele é titular da Cabanha Espinilho, de Pantano Grande, propriedade que cria gado Holandês PO desde 1946, portanto há 70 anos. Ferreira conta que a criação iniciou com seu pai Venício Lopes Ferreira, que comprou duas vacas e um touro, puros de origem, importados da Holanda. A propriedade iniciou com inseminação artificial, em 1964, e tem primado pelo uso do sêmen dos melhores touros do mercado. Com o falecimento de seu pai, em 1975, com dez anos, Neneto como é conhecido por todos, assumiu a criação do gado holandês junto com

a mãe e o irmão mais velho. Quando iniciou a faculdade de Medicina Veterinária, em 1982, foram os primeiros contatos com transferência de embriões, prática utilizada diversas vezes. “Hoje possuímos um rebanho de 150 animais de grande genética”, ressalta. Na Associação de Criadores de Gado Holandês do RS, em 1992, foi convidado pelo Superintendente Técnico da entidade, José Luiz Rigon a ingressar como membro do Conselho Técnico. Foi posteriormente presidente do CDT, vice-presidente de assuntos técnicos em 1995-98, 2000-02, 2012-14, e presidente da Gadolando por dez anos, de 2002 a 2012. Hoje, na atual gestão, participa do Conselho Técnico. Ingressou no Colégio Brasileiro de Jurados de Pista (CBJP) da raça holandesa onde exerceu até poucos dias o cargo de coordenador. Já exerceu anteriormente o cargo de vice-presidente da ABCBRH, na gestão de Hans Jan Groenwold. “A nova diretoria da ABCBRH, que tem como presidente o veterinário e criador Reinaldo Figueiredo, está bem intencionada e

com várias iniciativas para bem representar os criadores a nível nacional”, diz. Ele entende que a entidade nacional vive um momento singular, onde a raça necessita ter representatividade junto aos órgãos públicos e seus representantes, para alcançar o respeito e o valor que esta raça representa para a economia do País. “Acredito que a entidade nacional deve ser uma apoiadora das iniciativas e dificuldades das entidades filiadas e ser o elo de união e representação das regionais”. Para o criador, o holandês é a raça de animais domésticos mais importante do planeta, termo que costuma usar e responsável pela alimentação de milhões de seres humanos em todos os países, pela caracteristica cosmopolita e adaptável aos mais diversos climas e situações a que for submetida. “Não existem animais com tanta importância econômica e social no mundo que chegue próximo às vacas holandesas e cuidar desta raça e de seus donos é questão de segurança alimentar para a humanidade”, afirma. 

Diretoria Biênio 2017/19: PRESIDENTE:

DIRETOR SECRETÁRIO:

Reinaldo Figueiredo

Leonardo Moreira

PRIMEIRO VICE-PRESIDENTE:

CONSELHEIROS:

José Ernesto W. Ferreira

Renato Landini

SEGUNDO VICE-PRESIDENTE:

Jorge Fonseca

Richard Ribeiro

Nelson Ziehlsdorff

DIRETOR TESOUREIRO:

Marcelo Rigueira

Lucas Rabbers

Ronei Volpi

4


Expoleite

Muitas novidades na edição 2017

Entre os dias 24 e 28 de maio, o Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, receberá mais uma edição da Expoleite/ Fenasul 2017. O evento, considerado um palco de debates, oportunidades e desafios da cadeia leiteira no Rio Grande do Sul e do Brasil, comemora 40 anos de realização e vem de “cara nova” e com muitas novidades em sua programação. Na exposição de animais, além dos bovinos leiteiros da raça holandesa, haverá aves e outros pequenos animais, feira de terneiros, 3º Rodeio Fenasul, ovinos naturalmente coloridos e de carne, provas de equinos das raças Quarto de Milha e Appaloosa, e cães, da Raça Ovelheiro Gaúcho e CaniCross. Na área de produção, máquinas e implementos agrícolas, inseminação artificial – sêmen, laboratórios, alimentação animal, seminários e palestras técnicas.

Em destaque, exposição e degustação de produtos lácteos, produção e degustação do Maior Arroz de Leite do Mundo, agroindústria familiar, artesanato, praça de alimentação e shows. Nesta edição, a 40ª Expoleite e a 13ª Fenasul terão destaque aos derivados do leite, como manteiga, queijo, iogurte, creme de leite, ficando o publico alvo do evento voltado não só para o produtor, como também ao consumidor final. O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) pretende bater um recorde produzindo o “Maior Arroz de Leite já visto na História”. A ação é uma iniciativa do Programa de Valorização do Arroz do Instituto, o Provarroz. As primeiras porções do doce serão servidas aos auditores do RankBrasil. A sobremesa também será degustada pelo público da Fenasul. A ação simboliza a grandeza

do agronegócio gaúcho, enaltecendo dois produtos importantes para o Estado, o arroz e o leite. O Rio Grande do Sul é responsável por produzir 70% do arroz brasileiro e é o terceiro maior produtor de leite do País. A coordenação é da Farsul e promoção do Governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi). São co-promotores a Farsul, Gadolando, Fetag-RS, Prefeitura de Esteio, Sindilat/RS, Febrac, CRMV- RS, Simers, Federação Gaúcha do Laço, Assocaição Brasileira de Criadores de Ovinos Naturalmente Coloridos (ABCONC), Irga, Camil e União. Os patrocinadores são Italac, Badesul/ SDR, BRDE, Banrisul e Nestlé. O evento tem ainda o apoio do Senar-RS, Ocergs/ RS, Casa Rural, Apil, Fundesa, ABCCC, Emater, Adjori/RS e Famurs.

Programação 24 de maio – Quarta-feira 6h - 1ª Ordenha Concurso Leiteiro 40ª Expoleite 9h - Abertura da Exposição de Máquinas Agrícolas – SIMERS 12h - Encerramento entrada Animais 40ª Expoleite 14h - Início Provas Laço Técnico Quarto de Milha - 3º Rodeio Fenasul – FGL 14h - 2ª Ordenha Concurso Leiteiro 40ª Expoleite 22h - 3ª Ordenha Concurso Leiteiro 40ª Expoleite

16h- Teatro Infantil SINDILAT– Importância do Leite em Contos 17h - Abertura Oficial e Banho de Leite 40ª Expoleite

26 de maio – Sexta-feira 9h - Abertura Expofeira Ovinos Coloridos e Ovinos Carne - ABCONC - Abertura estandes Pequenos Animais FEBRAC - Provas de laço 3º Rodeio Fenasul – FGL 9h10 - Teatro Infantil SINDILAT– Importância do Leite em Contos 10h - Seminário Licenciamento de Outorga 25 de maio – Quinta-feira da Água/Licenciamento Ambiental On6h - 4ª Ordenha Concurso Leiteiro 40ª Line – FETAG/SEMA Expoleite - Mostra: Salão do Azeite Gaúcho - SEAPI 8h30 – VIII Simpósio do Leite - Biosseguri- Oficinas SENAR: Melhoramento Genético e dade em Propriedades Leiteiras – CRMV-RS Nutrição de Bovino de Leite, Ferrageamento 9h - Início Provas Crioulaço - 3º Rodeio e Guasqueiro Fenasul – FGL 10h30 - Teatro Infantil SINDILAT– Mimosa na 9h10 - Teatro Infantil SINDILAT– Importância Fenasul do Leite em Contos 14h - Julgamento de Classificação Machos e 10h30 - Teatro Infantil SINDILAT– ImportânFêmeas Jovem 40ª Expoleite cia do Leite em Contos - Teatro Infantil SINDILAT– Mimosa na Fena11h – Abertura Pub do Queijos (mais de 50 sul tipos de queijos todos os dias) SINDILAT 15h - Oficinas SENAR: Melhoramento Genéti11h - Abertura estandes Agroindústria Familco e Nutrição de Bovino de Leite, Ferrageaiar – FETAG mento e Guasqueiro 13h30 – Reunião da Câmara Setorial do Leite 16h - Teatro Infantil SINDILAT– Mimosa na - SEAPI Fenasul 14h - 5ª Ordenha Concurso Leiteiro 40ª 17h - Show Praça Alimentação – Tiburcio da Expoleite Estância 14h - Programa de controle estadual do car20h - Show Praça Alimentação – Rainere rapato e tristeza parasitária bovina - ApreSphor sentação de estratégias - SEAPI 14h - Teatro Infantil SINDILAT– Importância 27 de maio - Sábado do Leite em Contos 9h - Julgamento e Classificação Ovinos 15h - Oficinas SENAR: Melhoramento Genéti- ABCONC co e Nutrição de Bovino de Leite – Ferragea- - Provas de Laço 3º Rodeio Fenasul – FGL mento e Guasqueiro 9h30 - Maior Arroz Doce do Brasil – SIND16h – Lançamento do Programa Estadual de ILAT/IRGA/CAMIL/UNIÃO Desenvolvimento da Noz Pecã – PROPECÃ/ 10h - Julgamento e Classificação Grande SEAPI Campeonato 40ª Expoleite

- Demonstração Cães Ovelheiro Gaúcho – ACOG - Oficinas SENAR: Melhoramento Genético e Nutrição de Bovino de Leite, 11h - Apresentação e Demonstração do Esporte Canicross. 14h - Remate Ovinos Coloridos e Ovinos Carne - ABCONC 15h - Oficinas SENAR: Melhoramento Genético e Nutrição de Bovino de Leite – Ferrageamento e Guasqueiro 16h - 15ª Feira de Terneiros(as) e Vaquilhonas e 6ª Feira de Ventres - FARSUL 16h - Entrega de prêmios 40ª Expoleite 17h - Prova inter-raça de equinos seis balizas - Núcleo Gaúcho do Cavalo Appaloosa e Copa Horse Sul de baliza e tambor Show Praça Alimentação – Ita Cunha 19h - Show Praça Alimentação – Jorge Freitas 20h - Solenidade de Abertura Oficial do 3º Rodeio Fenasul 21h - Show Praça Alimentação – Anderson e Daniel 28 de maio - Domingo 9h - Finais provas de laço – 3º Rodeio Fenasul – FGL 10h - Oficinas SENAR: Melhoramento Genético e Nutrição de Bovino de Leite – Ferrageamento e Guasqueiro 10h30 - Solenidade Oficial - Desfile dos Campeões 12h - Entrega de Troféus Destaque Fenasul 2017 14h – Prova inter raças de equinos – Três Tambores . Núcleo Gaúcho do Cavalo Appaloosa/Copa Sul de Baliza e Tambor 15h - Oficinas SENAR: Melhoramento Genético e Nutrição de Bovino de Leite – Ferrageamento e Guasqueiro 17h - Liberação dos Animais 18h - Encerramento - Fechamento dos estandes

5


Expoleite

Julgamentos ocorrem na sexta-feira (26) e no sábado (27)

O uruguaio Martin Artucio, de 58 anos, será o jurado da raça holandesa durante os julgamentos de classificação da Fenasul/Expoleite. A programação da raça inicia no dia 22 de maio, a partir das 8h, com a entrada de animais no parque. Os julgamentos de classificação ocorrem no dia 26 de maio, sexta-feira, a partir das 14h, quando entram em pista os machos e fêmeas jovens e no dia 27, sábado, a partir das 9h, quando serão avaliadas as fêmeas, conjuntos e definido o grande campeonato. Estão inscritos 122 animais. Natural de Montevidéu, Uruguai, Artucio cursou a Faculdade de Veterinária e é criador, em Canelones. Na sua cabanha

Uruguaio Martin Artucio será o jurado da raça holandesa

Cuchilla Verde são ordenhadas em torno de 250 vacas, composto por um núcleo de genética nacional e importada de alto padrão e um rodeio de PCOC. A cabanha participa ativamente de exposições no Uruguai ao longo dos anos com uma trajetória de grande sucesso, conta. O criador é membro do Corpo Oficial de Jurados do Uruguai há mais de de 20 anos, atuando como jurado em todas as exposições importantes do país, incluindo duas vezes a Nacional do Prado, San José, Florida e outras. Também atuou como jurado na Argentina em várias oportunidades, Peru, Equador, Bolívia, México e França. No Brasil, foi jurado em diversas oportunidades no Rio Grande do Sul em

exposições de Taquara, Augusto Pestana, Pelotas e Bagé. Em Santa Catarina, foi jurado em Chapecó e São Paulo, em São José dos Campos. Também é jurado oficial da Holstein Association, dos Estados Unidos. Com a Associação Gaúcha de Criadores da Holandês mantém uma relação de grande amizade de muitos anos, conta. “Participei durante muito tempo como expositor através de minha relação com a Gensur Brasil, como colega diretivo da Sociedad de Criadores de Holando del Uruguay SCHU), e finalmente como colega criador e apaixonado pelas vacas holandesas”, relata. Atualmente é vice-presidente da SCHU.

Cachorros participam de demonstração de Canicross No dia 27 de maio (sábado), às 11h, no intervalo do julgamento de classificação de fêmeas, conjunto e grande campeonato da raça holandesa, na pista do gado leiteiro, os exemplares da raça darão lugar aos cachorros para uma apresentação de Canicross. O presidente da Associação Gaúcha de Canicross (AGCani), Mauríco Castro Pinzkoski, explica que serão em torno de 30 minutos de demonstração, quando serão apresentados dois conjuntos, formados por um tutor e um cachorro cada um, que farão uma corrida em torno da pista. Durante o evento, haverá ainda, uma exposição de fotos sobre o esporte. Pinzkoski também falará um pouco sobre o que é o esporte e como surgiu no Brasil. Segundo ele, o Canicross é um esporte europeu que existe a pouco mais de 10 anos. Oriundo da Inglaterra, a atividade consiste na corrida do cão com seu tutor por terrenos irregulares (tipo cross). O seu início no Brasil foi em 2012, em Passo Fundo. Segundo Pinzkoski, que também é organizador e promotor da Corrida e Caminhada Beneficente Vai Totó, em Porto Alegre, a

6

modalidade chegou em 2016, quando aconteceu a 1ª edição da corrida e caminhada, no dia 3 de abril. Já no primeiro evento, o esporte reuniu mais de 400 participantes e arrecadou duas toneladas de ração. A competição de CaniCross existente no Estado é a Vai Totó, ação da empresa Age! Comunicação, com segunda edição realizada em formato de circuito e três etapas no Estado. A primeira ocorreu em março deste ano, no parque da Redenção, em Porto Alegre, e reuniu público de 600 pessoas. A segunda etapa deve ocorrer no mês de junho, em Arroio do Sal e a terceira, em setembro, em Caxias do Sul. Além disso, toda semana, ocorrem os Treinos Abertos de Canicross (TACs), em Porto Alegre e Bento Gonçalves. Para praticar o CaniCross são necessários: Harness (um tipo de coleira que vai por todo o corpo do cão), Canicross line (uma guia com amortecedor, com o comprimento máximo indicado de 2,5 metros) e Waist Belt (cinturão bem amplo especial para proteger as costas do corredor dos possíveis puxões do cão).

Esporte chegou ao Estado em 2012 e já tem evento específico em Porto Alegre, o Vai Totó


Expoleite

Cães ovelheiros são apresentados durante a Fenasul/ Expoleite A Associação dos Criadores de Ovelheiro Gaúcho (ACOG) realiza no dia 27 de maio, sábado, às 10h, na pista do gado leiteiro, em Esteio, uma demonstração de obediência com cães da raça. Segundo a presidente e sócia-fundadora, a engenheira agrônoma Elen Nunes Garcia, as demonstrações de pastoreio são feitas somente em mangueiras reais. À tarde, às 14h, ocorre o julgamento morfológico. Desde 2013, a entidade participa de Expofeiras e eventos culturais para

a difusão da raça. A entidade foi fundada em 10 de fevereiro de 2013 por criadores e proprietários que estavam inconformados com o modo que a raça era conduzida e com o alcance limitado da difusão do conhecimento sobre a raça. Dos três canis e dois proprietários que inicialmente formaram a ACOG com 22 cães registrados, atualmente são 14 canis em funcionamento e 22 associados. A raça Ovelheiro Gaúcho é divulgada

em todo País e exterior. Segundo Elen, desde 1886, a raça é citada com as funções de hoje no Rio Grande do Sul e existem em torno de mil ovelheiros registrados com linhagem de seleção de mais de 50 anos. A cada ano, novas ninhadas recebem registro base. O objetivo é registrar apenas Ovelheiros Gaúchos puros, sem traços de inserção ou cruza com outras raças. Está presente na Metade Sul do Estado e Norte do Uruguai, utilizado nas fazendas de gado e ovelha para pastoreio.

7


Expoleite

Eventos paralelos 15ª Feira de Terneiros e Vaquilhonas 6ª Feira de Ventres – Farsul A 15ª edição da Feira de Terneiros, Terneiras e Vaquilhonas e 6ª Feira de Ventres Selecionados ocorrem em meio à programação da 13ª Fenasul/40ª Expoleite, entre os dias 24 e 28 de maio, no parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O destaque do evento ficará por conta dos 600 exemplares Angus e Cruza Angus. O remate será no dia 27 de maio, às 16h, na Pista J do Parque de Exposições Assis Brasil. Fonte: Imprensa Farsul 3º Rodeio Fenasul Federação do Laço Diariamente, de quarta-feira(24) a domingo (28), a Federação Gaúcha de Laço (FGL) realiza provas do 3º Rodeio Fenasul. Na quarta-feira (24), a partir das 14h, ocorrem provas laço técnico Quarto de Milha. Na quinta-feira (25), a partir das 9h, ocorre Crioulaço. Na sexta-feira (26) e no sábado (27), ocorrem provas de laço, a partir das 9h. Às 20h, ocorre a solenidade de abertura oficial do 3º Rodeio e no domingo, a partir das 9h, as finais das provas de laço. Fonte: Programação oficial Expofeira de Ovinos Coloridos e Ovinos Carne – ABCONC A Expofeira de Ovinos Coloridos e Ovinos Carne tem sua programação concentrada no dia 27 de maio, sábado, quando ocorre o julgamento de classificação, a partir das 9h, na pista de ovinos. O remate está programado para as 14h, na pista J. Fonte: Programação ABCONC Exposição de Máquinas Agrícolas Simers O Sindicato das Indústrias de Máquinas do Rio Grande do Sul (Simers) realiza Exposição de Máquinas Agrícolas, com abertura prevista para quarta-feira (24), a partir das 9h. Fonte: Programação oficial

Feira da Agroindústria Familiar Fetag Os visitantes da Fenasul/Expoleite poderão degustar e adquirir os melhores produtos da Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul. Com mais de 20 empreendimentos rurais, o espaço da Agricultura Familiar terá produtos variados, desde queijos, salame, linguiça, copa, suco de uva, laranja, vinhos, espumante, geleias, pães, cucas, biscoitos, erva-mate, mel, melado, rapadura, salgadinhos, licores, cachaça de alambique, frutas cristalizadas, flores e artesanatos. Fonte: Imprensa Fetag RS Maior Arroz Doce do Brasil Sindilat/Irga/Farsul/Camil/União O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), através do seu Programa de Valorização do Arroz, o Provarroz irá produzir, no sábado (27), a partir das 9h30, o maior arroz de leite do Brasil. Serão utilizados 180 kg de arroz branco, 1,3 mil litros de leite, 560 kg de leite condensado, 90 kg de açúcar, 3,5 kg de canela em pau, 1 kg de cravo da Índia e 9 kg de canela em pó. As primeiras porções serão servidas aos auditores do RankBrasil. A sobremesa também será degustada pelo público presente da Fenasul e parte da receita do doce será repassada para instituições de ensino da rede pública municipal. O preparo estará a cargo da equipe de gastronomia do Irga. A receita deve servir aproximadamente seis mil pessoas. Fonte: Imprensa Irga Pub do Queijo Sindilat O Pub do Queijo é uma iniciativa do Sindicato da Indústria de Laticínios do RS (Sindilat) que conta com o apoio da Apil e Farsul. O espaço será montado na varanda da Farsul e ofertará

8


Expoleite

Eventos paralelos os mais diferentes tipos de queijo produzidos pelas indústrias gaúchas. Os visitantes poderão saborear ainda pratos à base de queijo elaborados com a grife do chef Joaquim Aita. O evento ficará aberto de quinta (25) a domingo (28), das 11h as 22h. O ticket para ingresso no pub dá direito à degustação livre de queijos, embutidos e pratos quentes, além de uma taça de vinho, espumante, chope artesanal ou suco de uva. Fonte: Imprensa Sindilat/RS VII Simpósio do Leite – Biosseguridade em Propriedades Leiteiras CRMV/RS O Conselho Regional de Medicina Veterinária do RS realiza durante a Expoleite/Fenasul o VII Simpósio do Leite. O evento será realizado no dia 25 de maio, quinta-feira, no auditório da Farsul, no Parque de Exposições Assis Brasil e tem, neste ano, a temática da biosseguridade na produção leiteira. O objetivo do Simpósio é levar aos participantes a palavra de especialistas sobre informações com aplicabilidade prática. Estão no time de palestrantes, os médicos veterinários André Dalto (FavetUfrgs), Rosane Collares (Seapi-RS), Ângela Balen (Senar-RS), Mateus Lange (CRMV-RS) e o presidente do Fundesa, Rogério Kerber. Fonte: Imprensa CRMV/RS Integração Cooperativa Ocergs Exposição de Raças e Pequenos Animais Febrac

temáticos entre outros. Fonte: Imprensa Prefeitura de Esteio Shows Fenasul Os shows ocorrem de sexta-feira (26) a domingo (28), na praça de alimentação. Na sexta-feira (26), às 20h, sobe ao palco Raniere Sphor. Para sábado (27), estão previstos shows às 17h, Ita Cunha; 19h, Jorge Freitas e 21h, Anderson e Daniel. No domingo (28), último dia da feira, o show ocorre às 15h, com Tibúrcio da Estância. Fonte: Programação oficial

Praça de Alimentação e Artesanato Prefeitura de Esteio A Prefeitura de Esteio estará presente na Fenasul/Expoleite, com participação efetiva dos artesãos e comerciantes. A administração municipal estará responsável pela praça de alimentação. Com lanches diversificados, estão previstos de seis a oito expositores cadastrados através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Inovação. A mostra de artesanato contará com 15 expositores que produzem roupas, brinquedos

9


Três de Maio

Conheça as campeãs da Exposição de Três de Maio O técnico da Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH), Altair Valotto, foi o responsável pelo julgamento dos exemplares participantes da 15ª Expofeira do Agronegócio e 12ª Expoleite de Três de Maio, realizada de 29 de abril a 7 de maio, no parque de exposições Germano Dockhorn. Segundo o jurado, foi a primeira vez que teve a oportunidade de julgar esta exposição e ficou impressionado com a qualidade dos animais. “As campeãs e reservadas com certeza podem participar de qualquer exposição no Brasil, pois são extremamente competitivas, animais com

muito equilíbrio (harmonia), com destaque especial para a força leiteira e aprumos muito corretos”, destaca. Valotto parabeniza os criadores e expositores de Três de Maio e região e agradece o convite para julgar a exposição. “Foi um feriado do Dia do Trabalho em que os produtores mostraram o que é realmente fazer um excelente trabalho”, finaliza. O presidente da Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando RS), Jorge Fonseca da Silva, acompanhou os julgamentos, na segunda e terça-feira (1º e 2) e destacou a qualidade dos animais participantes. Se-

Grande campeã pertence ao criador de Humaitá, Bruno Bickel

gundo ele, foram poucos animais em função das dificuldades atuais, mas de qualidade expressiva, o que deve se confirmar quando eles forem comparados com outros durante a Expoleite, em Esteio. O presidente ressalta que foram distribuídos R$ 50 mil em premiação para cada uma das raças, Jersey e Holandês, e isso tem sido um grande incentivo para os criadores participarem. “Os custos com preparação, transporte, apresentação dos animais, contratação de profissionais especializados oneram muito o produtor que não quer participar das feiras sem que haja um incentivo à raça”, diz.

Confira os resultados: Grande campeã Box 46 – Bickel 334 Miranda Pontiac Crown de Bruno Bickel – Humaitá Reservada grande campeã e campeã Vaca Jovem Box 37 – AG Rincão Buena 543 Gillette de Tiago Lafuente Gimenez Terceira melhor fêmea Box 45 – Bickel 340 Cassandra Moscow GWA de Bruno Bickel Campeã fêmea jovem e campeã bezerra intermediária Box 11 - Penz 13 Jojo AL GW Atwood Te de Nacir Cristiano Penz Reservada campeã fêmea jovem Box 29 - Penz 05 Charlie Braxton Damion de Nacir Cristiano Penz 3ª Melhor fêmea jovem Box 06 - Bickel 450 Fortuna Chester Wonka de Bruno Bickel Categorias Campeã Bezerra Menor Box 3 – Gimenez Bela 541 Atwood de Tiago Lafuente Gimenez

Box 16 – Bickel 438 Fortuna Durham Planet F de Bruno Bickel Campeã Novilha Menor Box 18 – P.M.B.V. Cadeado Agrop. Cavalheiro de Leopoldo Perini Cavalheiro Campeã Novilha Júnior Box 22 – Gimenez Glunu 525 Clooney de Tiago Lafuente Gimenez Campeã Novilha Intermediária Box 24 – Bickel 417 Branca Laurin Smoking J de Bruno Bickel Campeã Novilha Senior Box 29 – Penz 05 Charlie Braxton Damion de Nacir Cristiano Penz Conjunto fêmea jovem nacional Box 3 – Gimena Bela 541 Atwood Box 22 – Gimenez Glunu 525 Clooney Box 2 – Gimenez Mulata 540 Corvette de Tiago Lafuente Gimenez Campeã 2 anos sênior e melhor úbere da categoria Box 35 – Gimenez Glinde 518 Atwood de Tiago Lafuente Gimenez

Campeã Bezerra Júnior Box 6 – Bickel 450 Fortuna Chester Wonka de Bruno Bickel

Campeã 3 anos Júnior e melhor úbere e campeã vaca jovem Box 37 – AG Rincão Buena 543 Gillette de Tiago Lafuente Gimenez

Campeã Bezerra Senior

Campeã 3 anos Senior e melhor úbere da

10

categoria Box 39 – Bickel 369 Laurinha GW Bradnick de Bruno Bickel Campeã 4 anos e melhor úbere da categoria Box 45 – Bickel 340 Cassandra Moscow G W A de Bruno Bickel Campeã 5 anos e melhor úbere da categoria Box 46 – Bickel 334 Miranda Pontiac Crown de Bruno Bickel Campeã vaca adulta e melhor úbere da categoria Box 50 – Cotrimaio 91 Aline de Sociedade Educacional Três de Maio Vacas leiteiras Box 46 – Bickel 334 Miranda Pontiac Crown Box 45 – Bickel 340 Cassandra Moscow G WA Box 39 – Bickel 369 Laurinha GW Bradnick de Bruno Bickel Família Box 35 – Gimenez Glinde 518 GW Atwood Box 3 – Gimenez Bela 541 Atwood de Tiago Lafuente Gimenez Vaca Nacional Box 46 – Bickel 334 Miranda Pontiac Crown de Bruno Bickel


Três de Maio

Concurso leiteiro teve destaque de produção

O tradicional banho de leite não poderia faltar

Com uma produção de 63,500 quilos em cinco ordenhas, a vaca adulta de propriedade do criador Bruno Bickel (box 334), de Humaitá, é a grande campeã do concurso leiteiro da raça holandesa, encerrado na tarde de domingo (30), durante a 15ª Expofeira do Agronegócio, 12ª Expoleite e 11º Concurso Leiteiro de Três de Maio. Em segundo lugar, na categoria adulta, foi vencedora o animal pertencente ao criador Leopoldo Cavalheiro (Box 85), de Boa Vista do Cadeado e uma produção de 57,540 quilos em cinco ordenhas. Desta categoria, participaram oito animais. Na categoria jovem, o primeiro lugar ficou com a vaca (Box 145) de Cavalheiro, que obteve uma produção total de 55,180 quilos em cinco ordenhas. Em segundo lugar, a fêmea de box 370 (Bickel), com produção de 47,600 quilos em cinco ordenhas. Desta categoria participaram seis animais. A Expofeira de Três de Maio é ranqueada e regida pelas normas oficiais da associação. Da mesma forma, credenciará os expositores a participar das categorias daSegundo o jurado Altair Valotto as campeãs e reservadas são extremamente competitivas e podem Exceleite 2017, realizada pela Gadolando. participar de qualquer exposição no Brasil

11


O Banrisul oferece as linhas de crédito que tu precisas para conquistar ótimos resultados.

O banco que é teu

no agronegócio.

Abra já sua conta. SAC: 0800.646.1515 Deficientes Auditivos e de Fala: 0800.648.1907 Ouvidoria: 0800.644.2200 Deficientes Auditivos e de Fala: (51) 3215.1068 /banrisul

@banrisul

www.banrisul.com.br

Jornal gadolando 14 final  
Jornal gadolando 14 final  
Advertisement