Issuu on Google+

XX

211

30/10/2012

* Resgaste da história religiosa - p.01 * Tribunal de Justiça de Minas é apenas o 16º en liberação de processo por magistrados - p.07 * Hora de pôr fim à farra - p.11


01 estado de minas - MG - P. 29 - 30.12.2012


02 CONT.... estado de minas - MG - P.29 - 30.12.2012


03 CONT... estado de minas - MG - P. 29 - 30.12.2012

estado de minas - MG - P. 29 - 30.12.2012


04 HOJE EM DIA - MG - P. 12 - 30.12.2012


05 estado de minas - MG - P. 06 - 30.12.2012


06 CONT.... estado de minas - MG - P. 06 - 30.12.2012


07 HOJE EM DIA - MG - P. 05 - 30.12.2012


08 HOJE EM dia - p. 22 e 23 - mg - 30.12.2012


09 cont.... HOJE EM dia - p. 22 e 23 - mg - 30.12.2012


10 FOLHA DE SP - P. A10 - 30.12.2012


11 estado de minas - MG - ON LINE - 30.10.2012

ELEIÇÕES

Hora de pôr fim à farra

Sessão que votará a extinção do 14º e do 15º salários dos parlamentares será às 10h30 de amanhã. Sem quórum, definição ficará para 2013 João Valadares pauta. Além da matéria sobre o fim o 14º e do 15º salários, há inúmeros projetos imOs 31 titulares da Comissão de Finan- portantes para serem votados.” ças e Tributação (CFT) da Câmara avaliarão o projeto antes da Comissão de ConsAlém das eleições municipais, vários tituição, Justiça e Cidadania (BETO OLI- integrantes da CFT boicotaram de maneiVEIRA/AGÊNCIA CÂMARA %u2013 ra proposital o comparecimento às sessões 6/4/12) por orientação do governo. “Havia alguns Os 31 titulares da Comissão de Finan- projetos que estavam travando a pauta, a ças e Tributação (CFT) da Câmara avalia- exemplo do 6.613, que prevê aumento para rão o projeto antes da Comissão de Consti- os servidores do Poder Judiciário. Para não tuição, Justiça e Cidadania ocorrer problema, retirei da pauta”, avisou Antônio Andrade. Brasília – Fim das eleições municipais, hora de voltar ao trabalho. Não há mais desAs sessões da CFT ocorrem sempre às culpas. Após várias tentativas frustradas de 10h30 de quarta-feira. O horário é comuvotar a extinção do 14º e do 15º salários por mente usado como desculpa para alguns falta de quórum, os 31 titulares da Comis- atrasados. Muitos chegam dos estados de são de Finanças e Tributação (CFT), que origem somente para a votação no plenário, travam a abolição da vergonha histórica há à tarde, e faltam às reuniões matutinas das quatro meses, têm mais uma chance, ama- comissões. nhã, de acabar com a farra. O presidente da CFT, deputado Antônio Andrade (PMDBEm maio, depois de o Estado de MiMG), assegurou que ligaria para todos os nas denunciar que os senadores recebiam membros com o objetivo de mobilizar os os vencimentos extras mas não pagavam deputados. Imposto de Renda, o projeto que acabava com o fim da regalia foi aprovado por unaA expectativa é de que, finalmente, a nimidade no Senado Federal. sessão ocorra e o projeto siga, depois de aprovado, para a Comissão de ConstituiAuxílio-paletó O pagamento do beção, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara nefício foi instituído pela Constituição de dos Deputados. Em razão das sucessivas 1946 para cobrir os altos gastos que os manobras para evitar a extinção do privi- parlamentares tinham com o deslocamento légio, existe o risco de a matéria não ser das famílias para o Rio de Janeiro, capital votada em plenário neste ano. Se os depu- da República na época. Os salários extras tados empurrarem a apreciação para 2013, permaneceram no texto constitucional de receberão normalmente, no fim e no come- 1967, que vigorou durante a maior parte ço do próximo ano, dois salários a mais do do período da ditadura militar, iniciada em que qualquer trabalhador brasileiro. 1964. Com a redemocratização, a Constituição de 1988 eliminou qualquer menção “Acredito que a grande maioria dos in- ao chamado “auxílio-paletó”. A regalia tegrantes vai comparecer, sim. Vamos ligar concedida aos congressistas é regularizada para todos eles. Teremos que votar essa ma- por um ato conjunto das mesas diretoras do téria em plenário ainda neste ano”, afirmou Senado e da Câmara, assinado em 2003 e o deputado Antônio Andrade. Ele salientou hoje representa um desembolso anual de que o caminho para a votação está livre. R$ 31,7 milhões no orçamento das duas “Não há mais nenhum projeto polêmico na Casas.


12 veja - sp - 122 a 124 - 31.10.2012


13 cont... veja - sp - 122 a 124 - 31.10.2012


14 cont... veja - sp - 122 a 124 - 31.10.2012


30 Out 2012