Issuu on Google+

AS PESSOAS PRIMEIRO Por Maximinos, Sé e Cividade

Apresento-me a si, caríssimo concidadão de Maximinos, da Sé e da Cividade, com o coração aberto. Tenho dedicado toda a minha vida a trabalhar por objectivos relacionados com o bem estar das pessoas. Nunca me dediquei à política activa, nem sequer tinha colocado tal possibilidade; no entanto, face ao avolumar de problemas que afectam o quotidiano de tantas famílias, pensei que tinha o dever de deixar a comodidade do sofá e dedicar-me de corpo e alma a trabalhar em prol das pessoas destas freguesias, começando pelos mais carenciados. Por aquilo que sou e pelos princípios éticos que orientam a minha vida, não posso nem devo e não quero ficar indiferente, perante as dificuldades dos que lutam diariamente pela sobrevivência. Trabalhei quase quarenta anos no ensino e em várias associações. Fui professor de crianças e de jovens, formador de professores e fui dirigente em diversas instituições. Presentemente, trabalho em regime de voluntariado no Patronato de S. Pedro de Maximinos, colaborando para que as crianças e os idosos sejam acolhidos com a dignidade e o carinho a que têm direito. Assim, a experiência que acumulei é um capital precioso para o conhecimento das reais necessidades das pessoas, das famílias e das diferentes entidades, pelo que me proponho colocá-la ao serviço de todos, seguindo um princípio orientador: todo o ser humano tem o direito a viver com a dignidade própria de uma Pessoa única e irrepetível! Por isso, dói-me presenciar tantos dramas que as famílias vivem, desde os jovens que parece terem perdido a esperança, aos adultos que se sentem sem forças para lutar contra as adversidades e aos idosos que calam diariamente a desilusão e vivem mergulhados na tristeza!

Dói-me ver tantos pequenos empresários prestes a deixar cair os braços, porque se sentem impotentes perante o mar de dificuldades que todos os dias têm de vencer! Dói-me igualmente assistir à frustração daqueles que se dedicam à cultura e às artes, sem verem reconhecidos os seus talentos! Caro concidadão, venho apresentar-lhe uma mensagem de esperança. Não aquela esperança baseada no populismo das promessas irrealizáveis, mas a que se fundamenta na certeza do trabalho sério e dedicado. Não lhe prometo o Paraíso, mas garanto-lhe uma coisa se, com a sua ajuda, vencermos as eleições em Maximinos, na Sé e na Cividade: a partir do nosso primeiro dia de trabalho, as suas dificuldades serão as nossas dificuldades, você deixará de estar sozinho porque estaremos ao seu lado e lutaremos juntos, sem descanso, até vencermos todos os obstáculos! Acredito, caro concidadão, que uma Junta de Freguesia, mesmo com grandes constrangimentos orçamentais, pode realizar um trabalho fantástico em favor das pessoas concretas. É o que faremos! Acredito no trabalho em equipa e, por isso, constituímos um grupo coeso, composto por mulheres e homens, uns mais jovens e outros mais experientes, mas no qual todos, mesmo todos, são daquelas pessoas que sabem arregaçar as mangas e deitar mãos ao trabalho. Em Maximinos, na Sé ou na Cividade, nenhum de nós terá descanso, enquanto houver uma pessoa a necessitar da nossa ajuda! Por isso, escolhemos como lema:

MAXIMINOS

Júlio Rodrigues Mandatário

Francisco Mota Mandatário da Juventude

Manuel Serqueira Mandatário

João Marques Mandatário da Juventude

CIVIDADE

AS PESSOAS PRIMEIRO! Um abraço amigo do Fernando Almeida

www.facebook.com/JFernandoAlmeida2013

Isabel Vitória Mandatária

Emília Gonçalves Mandatária da Juventude


Carta de apresentação