Issuu on Google+


Ana Samara Pereira de Lima (Organizadora)

Viver ou passar pela vida? Autores

Beatriz Gonçalves da Silva Felipe Veríssimo de Lima Francisco Alison Silva Aquino Kácio de Lima EvangelistaLarissa Victória Tavares da Silva Luanna Matos Campos Raysson da Silva Ribeiro

Correção Fco. Wagner Sombra Lydyane Maria Marcia Cristina Avelino Sirneto Vicente


“Não existe nada de completamente errado no

mundo, mesmo um relógio parado, consegue estar certo duas vezes por dia.”

Paulo Coelho


Prefácio

O livro, Viver ou passar pela vida? Inicialmente surgiu da orientação do NTE (Núcleo Tecnológico de Educação). Desde então, colhemos resultados de projetos na escola que pudéssemos montar o mesmo. A Escola Estradual de Ensino Profissional Walquer Cavalcante Maia, tem um projeto que procura preparar os educandos para o ENEM. Dentro desse projeto existem oficinas de redações, em que os alunos são orientados sobre qual a melhor maneira de redigir um texto. Os professores-orientadores sugerem os temas e mediante os mesmo, cada aluno cria sua própria produção. Em seguida recebe orientações de um educador sobre como melhorar a organização das idéias de seu texto. Feito isso, os orientadores indicam as melhores produções, e entre elas escolhemos as que deverão ser digitas e publicadas. Esse é o primeiro bloco de redações já avaliadas, são as primeiras de uma nova experiência. O tema escolhido entre o apresentado pelos professores foi mulher.


Sumário

Beatriz Gonçalves da Silva ...............................................06 Felipe Veríssimo de Lima .................................................07 Francisco Alison Silva Aquino ............................................08 Kácio de Lima EvangelistaLarissa

........................................09

Larissa Victória Tavares da Silva.........................................10 Luanna Matos Campos.......................................................11 Raysson da Silva Ribeiro..................................................12


Todo dia é um dia especial Piscina, água de coco, plantas mexendo com a brisa impecável do mar. Este é por muitos considerado como um dia especial. E quando eles veem recheados de problemas? Aqueles dias em que toda alegria e paciência vão pelos ares por causa de uma crise? Você nunca sai do leito do hospital, o transito é um terror, e as filas? Essas sim, são enormes: no banco, no seguro- desemprego, nas lotéricas etc. O enterro daquela pessoa querida mal acabou, e você está brigando com o seu marido... quem consegue ter um dia bom em dias como esses? Pode ser um pouco difícil perceber e até aceitar, mas esta é a realidade de muitos. Vivendo seus dias com medo ou raiva, são tantos os problemas que acabam desistindo de resolvê-los. Mas se esquece que dias como esses trazem uma boa oportunidade para crescer, uma chance para erguer a cabeça e seguir em frente. Dias como esses são testes de superação. Sendo assim, supere! Torne seus dias melhores, a cada momento lembre-se que a vida é mais que a cara emburrada do seu chefe ou os remédios que você toma. Devemos saber lidar com nossas dificuldades, temos que aprender a resolvêlas de forma dinâmica e simplificada. A vida é especial demais para ser derrotada por uma crise. Lute, e dê a volta por cima. Temos que saber aproveitar o pouco de vida que nos resta. Acreditar em si é o primeiro passo para superar um problema. Tenha paciência, e dance conforme a música da vida. Beatriz Gonçalves da Silva - Informática III


Perdendo o sentido Como seres humanos, devemos buscar algo no qual possamos acreditar e confiar. Nossa vida é guiada pelos nossos sonhos e desejos, mas por que será que algumas pessoas perdem a vontade de sonhar, desejar... resumindo, perdem o sentido da vida? Na sociedade em que vivemos o que rege as pessoas é o dinheiro, o poder, ou seja, o capitalismo! A criança passa a vida toda vendo que o lucro é o centro de tudo, logo quando ficar adulto vai querer ter esse benefício. Porém se esse jovem não conseguir obter o sucesso é provável que se decepcione com ele mesmo e com a sua vida e o resultado disso é que de alguma forma ele tentará preencher esse vazio, não de uma maneira saudável, mas buscando geralmente o alívio imediato, talvez usando drogas. O mundo das drogas não tem volta. Todos nós temos conhecimento do drama, da luta pela vida de Fábio Assunção, esse jovem ator da Globo tornou-se usuário há algum tempo, mas agora ele quer sair dessa vida e não consegue. A emissora está investindo muito com a reabilitação de Fábio, mas não está sendo fácil. Se é difícil para este jovem ator imagine para uma criança da periferia que não tem nenhum apoio. Enfim, mesmo enfrentando toda essa “barra pesada” muitos jovens estão buscando uma nova vida, segundo alguns usuários, o fracasso e a derrota só vem depois da morte. Não deve-se culpar esses milhões de jovens e crianças viciados, pois o único culpado de tudo é o capitalismo e a nossa sociedade que se submete a ele.

Felipe Veríssimo de Lima – Informática III


Momentos

A vida é repleta de momentos que nos propiciam o acesso às oportunidades e à conquista de sonhos, porém ninguém está imune à segunda parte que ela oferece: as tribulações. Há pessoas que ao se depararem com as adversidades, simplesmente passam a murmurar e determinar que são fracassadas e que não conseguirão atingir os seus objetivos. Não sabem que aquilo que vivem são apenas formas de aprimoramento de fé o desencadear de dias melhores, pois elas passam a crescer quando as adversidades tentam dominá-las e não se dão por vencidas. No entanto, existem outros indivíduos que são caracterizados pela força de vontade e pela motivação, ou seja, mesmo diante dos obstáculos que surgem, eles permanecem com os seus propósitos definidos. A Bíblia mostra o exemplo de um homem chamado Paulo que teve de passar por situações muito difíceis em sua trajetória de vida para atingir os objetivos traçados.. Ele tinha objetividade. Corroboramos isto ao lermos uma passagem no livro de Filipenses onde o apóstolo dizia que prosseguia para o alvo. As tempestades e lutas da vida são inerentes ao ser humano e devem ser encaradas como maneiras de alcançarmos a vitória almejada, pois não existem conquistas fáceis, tampouco êxito sem batalhas a se enfrentar.

Francisco Alisson Silva Aquino - Comércio III


Viver é lutar O ser humano se escala como um dos únicos seres que possuem grande capacidade para modificar o seu derredor para garantir sobrevivência. É quase incontestável a natureza que possui, pois viver diante das dificuldades o torna um ser que tem como ideal superar desafios. Se formos contar as inúmeras tragédias pela qual o ser humano, a humanidade, passou durante o percurso da história até os momentos de hoje, iremos ter a pura prova de que a raça humana tem por natureza o instinto de sobrevivência. Essa sobrevivência, essa ideologia que há no sobreviver é tão motivadora que faz com que homens comuns, que se encontram desolados, livrem-se de seus lamentos e recriem o mundo, influenciando até as pessoas ao redor. Isso nos leva a crer que viver é acima de tudo lutar por ideias, pela própria vida. Embora também tenhamos fatos que nos mostram o contrário que o ser humano é um dos seres que desiste facilmente do seu principal objetivo no planeta: viver, por exemplo, o crescente aumento no número de suicídios no países de alta tecnologia; há aqueles que fogem à esse sentido. Temos provas concretas que pessoas como as do Haiti, podem superar grandes catástrofes se existir alguém que dê uma mão para ajudar. Ou, atualmente, as do Japão. Enfim, tudo nos levará a acreditar de que o ser humano é capaz de vencer obstáculos, continuar vivendo acima de tudo. Entretanto, um só homem tiraria de si a força de vontade para continuar vivendo, sabendo que não existe solução para seu problema? Cada ser trava sua batalha.

Kácio de Lima Evangelista

- Informática III


Capacidade e confiança

Não creio que exista uma única e exclusiva pessoa sobre a face da terra que possa dizer que nunca passou por uma situação ou várias as quais consideram obstáculos. Essas barreiras são encontradas em todos os momentos da nossa vida, seja na pessoa, social, profissional, enfim em todos os campos nos quais estamos inseridos, e é justamente quando conseguimos vencê-los que dizemos a nós mesmos que superamos nossos próprios limites, é uma forma de aprendizado, de crescimento, melhorarmos nossa alto estima e passamos a confiar mais na nossa capacidades, assim nossa confiança aumenta ainda mais. Acredito que tudo que acontece na nossa vida, tem um motivo específico, só que na maioria das vezes não conseguimos enxergar, isso talvez por estar tão claro para os nossos olhos. Só nos damos conta do quão é importante nossa força de vontade para vencermos as imposições ou as provações que nos são impostas, depois que passamos a superá-las. Larissa Victória Tavares da Silva – Comércio III


É preciso saber viver Todos nós passamos por momentos difíceis na vida, seja qual for a situação temos a infeliz mania de achar que nada nos fará sair dela. Como diz a música “viver é uma arte, é um ofício só que precisa cuidado”, cuidado para lidar com as situações que a mesma nos impõe. Viver não se limita ao período que nascemos e morremos , viver é cada dia que acordamos e temos a oportunidade de aproveitar o dia que nos foi dado. Quando nos deparamos com algum momento difícil a primeira pergunta que nos vem a mente é “porque logo comigo?” Nos aprisionamos tanto a essa pergunta que esquecemos que embora passando por esse momento que nos parece impossível de sair, temos a vida ali, que nos dá uma nova chance de sermos felizes. Seja uma doença, uma perda, uma desilusão, sempre teremos motivos para chorar ou nos desmotivarmos diante da vida, porém existe um muito maior para sorrirmos, a própria vida. Essa é sua e te dá livre escolha de ser “derrotado” por teu sentimento de fracasso, fragilidade, dor ou dá a volta por cima e saber realmente viver. Luanna Matos Campos - Enfermagm III


Motivação Motivação é um sentimento que nos impulsiona para não desistirmos do que almejamos para nossa vida. A vida nos reserva várias surpresas que podem ser boas ou ruins, as boas fazem com que nossa motivação fique cada vez maior, já as ruins tendem a fazer que os seres humanos tenham esse sentimento de motivação para vencer o que a vida nos reserva. Pessoas que sofrem com doenças graves precisam de superação para que não se deixem vencer pela doença, pois vão enfrentar muitos obstáculos como; o preconceito, um exemplo disso é se uma pessoa com AIDS senta-se em uma cadeira, e logo após que ela sai as outras pessoas não sentam-se no mesmo lugar. Então essas pessoas que sofrem preconceito precisam de muita força de vontade e algo para motivá-las, pois sem essa força, não conseguimos viver bem, precisamos sempre de motivação para que alcancemos sempre o que é melhor para nossa vida. Raysson da Silva Ribeiro – Comércio III


Viver ou pasar pela vda?