Page 1

Criado em 1947 no Japão por Doshin So, o Shorinji Kempo faz um ascensão meteórica entre as artes marciais japonesas ganhando um lugar de destaque na sociedade nipónica. O segredo do sucesso deve-se à diferença que marca na sociedade japonesa através de um conceito profundamente inovador, o qual se reflecte na seguinte frase:

Milhões de pessoas no mundo praticam Shorinji Kempo

Queres ser uma delas?

“Viver metade para a nossa própria felicidade, metade para a felicidade dos outros.” Rompendo com os dogmas tradicionais das religiões , Doshin So, centra na “pessoa” a responsabilidade individual, pelo destino da humanidade. Partindo de um pequeno “dojo” com 11m2 em 1966 conta com mais de dois milhões de membros, fascinados pela eficácia das suas técnicas e pela profundidade da sua filosofia. Após a morte de Doshin So, a sua filha Yuuki So, assume a liderança da organização e prossegue o caminho traçado pelo fundador na procura de “um mundo onde todas as pessoas possam ser felizes material e espiritualmente”. Com um profundo espírito missionário vários membros da WSKO (Organização Mundial de Shorinji Kempo) levaram esta arte e esta filosofia aos cinco continentes.

O Shorinji Kempo estabeleceu-se em Portugal em 1975, na cidade de Lisboa. Associação de Shorinji Kempo do Concelho de Salvaterra de Magos Secção de Salvaterra de Magos - Secção de Foros de Salvaterra Mais informações em www.askcsm.pt Os professores de Shorinji Kempo (mestres e instrutores) estão certificados pela (WSKO) Organização Mundial de Shorinji Kempo, pela Federação Portuguesa de Shorinji Kempo e pelo Instituto do Desporto de Portugal.

Associação de Shorinji Kempo do Concelho de Salvaterra de Magos www.akcsm.pt


O futuro (as crianças)

O presente (os adultos)

O Shorinji Kempo é mais do que uma arte marcial.

O programa adulto do Shorinji Kempo abrange um vasto escalão etário que compreende os praticantes a partir dos 13 anos.

A sua preocupação constante com os mais jovens leva os professores a terem particular atenção ao desenvolvimento das crianças e à sua integração nos vários contextos sociais, como a família a escola.

Este programa estende-se ao longo da vida do praticante e é realizado de uma forma adaptada às capacidades e características de cada indivíduo, independentemente da idade, de serem homens ou mulheres, ou mesmo de pessoas com limitações ou deficiências motoras.

Com a consciência de que o mundo de amanhã está nas mãos dessas pequenas pessoas, o Shorinji Kempo ensina -lhes a terem coragem, a defenderem-se e a defenderem os mais fracos e, através da arte marcial, a ganharem confiança para encararem o futuro.

O Shorinji Kempo não promove a competição mas antes o desenvolvimento de fortes laços de amizade e de uma sólida vontade de cresceram juntos e felizes para enfrentarem o futuro

O Shorinji Kempo, enquanto atividade física, assegura a segurança dos seus praticantes oferendo-lhes as melhores condições possíveis e uma vigilância constante durante o treino.

O Shorinji Kempo infantil tem um programa curricular orientado para as crianças até aos 12 anos, que considera todas a qualidades físicas e as orientações filosóficas.

Através das secções de Salvaterra de Magos e Foros de Salvaterra a Associação de Shorinji Kempo do Concelho de Salvaterra de Magos proporciona aos seus membros mais jovens a frequência de estágios, encontros e atividades lúdicas e recreativas regulares que visam criar laços vivos e fortes de amizade e colaboração.

O programa compreende três vertentes fundamentais as quais correspondem ao treino de ataques e defesas, ao derrube e controlo, e às técnicas de reajustamento do corpo através de massagem.

Adaptando-se às circunstâncias atuais o programa de treino estabelecido pela Associação é de 1 hora e meia, dois dias por semana, permitindo uma suave mas eficaz progressão.

Os membros praticantes da Associação de Shorinji Kempo do Concelho de Salvaterra de Magos têm acesso, sempre que quiserem, aos treinos em ambas as secções do concelho (Salvaterra de Magos e Foros de Salvaterra).

Os membros praticantes poderão ainda treinar em qualquer escola fora do concelho, tanto em Portugal como no estrangeiro desde que avisem, antecipadamente um dos mestres da Associação.

Folheto de divulcação - Época 2012/2013  

Folheto de divulgação do início da época 2012/2013