Page 1

Gustavo Castro

nº 105 - agosto de 2012

Greve

O reencontro da categoria Páginas 3, 4 e 5

Baile de aniversário reúne associados na Capital Páginas 6, 7, 8 e 9

ASJ marca presença em debate sobre a Previdência Página 12

1


Sede Administrativa: Rua Vigário José Inácio, nº 630/502 Fones: (051) 3224-4421e 3221-4585 CEP: 90020-110 - Porto Alegre RS www.asjrs.org.br e-mail: asj-rs@via-rs.net

Diretoria Executiva

Paulo Sebastião Gonçalves Olympio Presidente Luís Fernando Alves da Silva 1º Vice-Presidente João Carlos Lopes Brum 2ª Vice-Presidente Paulo Chiamenti 3ª Vice-Presidente Sandra Regina Frantz Füelber 4ª Vice-Presidente Carlos Oliveira Jacques Neto Secretário-Geral Amélia Barki 1ª Secretária Marisa Comin 2º Secretário José Carlos Felippin Tesoureiro-Geral Amélio Antônio Todero 1º Tesoureiro Dione Vargas Pinto Burlamarque 2ª Tesoureira

Conselho Fiscal

Luiz Gonzaga Rodrigues Souza Vítor Luís Polett Terezinha Barreto Cabral Marli Lopes da Costa Ottomar Ellwanger Júnior Titulares Vera Regina Tomasel dos Santos Anna Maria Pereira Burmann Marinês Santos Da Cunha Suplentes

Editorial

Expediente

União que sempre faz a força

O

Judiciário gaúcho sempre foi uma categoria mobilizada e engajada nas lutas sociais e políticas do Rio Grande do Sul. Mas um novo capítulo da história dos servidores foi escrito no último mês de junho. Unidos como não se via há duas décadas, os servidores ganharam as ruas contra uma proposta de reposição insuficiente apresentada pelo Tribunal de Justiça. Depois de uma paralisação que incluiu fóruns da Capital e Interior, o movimento chegou ao fim com um saldo positivo: centenas de servidores mobilizados em todas as regiões do Estado e um reajuste de 6,28% garantido. A mobilização confirma que

saímos vitoriosos da luta. Mostra que as entidades unidas calaram fundo na alta cúpula da Administração. O reconhecimento da força do movimento só não é maior por um saldo de perdas que pesa nas contas do servidor. Mesmo com a reposição acordada, ainda restam perdas superiores a 70% a serem reivindicadas. Uma luta que promete ser cansativa, mas que, por nossa história e perseverança, não será abandonada. Não pela ASJ, que chega aos 68 anos de atividade mostrando que tem experiência de sobra para transitar com cautela por terrenos difíceis, mas ainda dispõe de muito fôlego para entrar em brigas de gigantes. Parabéns e obrigado a todos que estão nessa luta ao nosso lado.

Paulo Roberto Machado Campos Aguinaldo Sotto Mayor Prates Carlos Alfredo Mosqueira Hugo José Lobo Titulares

Jornalista responsável: Carolina Jardine (Reg. Prof. 9.486) Projeto Gráfico: Rodrigo Vizzotto Produção e Editoração Eletrônica: Samuel Guedes - stastudio.com.br Impressão: Gráfica Dolika Tiragem: 4.000 exemplares Fechamento dessa edição: 15/08/2012

2

As informações publicadas nesse jornal são de responsabilidade da ASJ

Frases

Conselho Deliberativo “Ser contra a greve, é o mesmo que aceitar ser educado pelos políticos brasileiros e não pelos verdadeiros bons professores”. Camila Godoy “O gênio, esse poder que deslumbra os olhos humanos, não é outra coisa senão a perseverança bem disfarçada”. Johann Goethe “A união do rebanho obriga o leão a deitar-se com fome”. Provérbio Africano


Fotos: Gustavo Castro

Greve

ASJ fortalece movimento grevista

R

eunida na manhã de 26 de junho, no Fórum Central de Porto Alegre, a Associação dos Servidores da Justiça do RS (ASJ) decidiu participar da greve dos servidores do Poder Judiciário agendada para o dia seguinte. O anúncio ganhou eco na imprensa pelo ineditismo, já que, há 20 anos, as entidades não atuavam juntas por uma causa. Em clima de integração, a paralisação começou no dia 27 com boa adesão, inclusive no Interior. “A ASJ decidiu estar nessa batalha por um índice de reajuste justo aos servidores”, pontuou o presidente da ASJ, Paulo Olympio. Depois de inúmeras reuniões, a greve foi interrompida no dia 16 de julho tendo em vista que a percepção da maioria era de que a pauta integral não seria atendida.

A proposta final do TJ foi pela reposição de 6,28% dividida em duas parcelas (2,2% + 4%). “Foi um momento histórico para a categoria. Um marco que representa a força do servidor na sociedade e a importância de manter uma remuneração condizente com a responsabilidade e a qualidade do serviço prestado”, pontuou o presidente da ASJ. A mobilização, agora, é pela

Faixas foram fixadas em frente ao Tribunal de Justiça

3


Fotos: Gustavo Castro

Greve Integrantes da ASJ estiveram na linha de frente ao mobilizar servidores

4

aprovação do projeto de lei do reajuste na Assembleia Legislativa (PL 188/2012). A ASJ remeteu ofícios aos deputados líderes de bancada reivindicando aprovação da proposta. Apesar de não ter sido total, inúmeros servidores cruzaram os braços pela revisão do percentual de reajuste proposto, índice muito aquém das perdas históricas da categoria. Segundo os cálculos do departamento financeiro da ASJ, as perdas já ultrapassam 70%. Inicialmente, o percentual proposto pelo Tribunal de Justiça (TJRS) era de apenas 2,25%. “Essa proposta não qualifica os servidores. A categoria exige um reajuste digno, à altura da sua importância para a Justiça gaúcha”, acrescentou o presidente da ASJ. Durante o movimento, diretores da ASJ foram para frente do Fórum Central de Porto Alegre e do Tribunal de Justiça panfletear e garantir apoio de novos grevistas. Mesmo frente às ameaças de corte de ponto, a cada dia, novos colegas se juntavam à manifestação. No carro de som, lideranças de diversas entidades fizeram uso da palavra para manifestar o descontentamento para com o caminho das negociações.

Paulo Olympio participou de inúmeras reuniões de lideranças e de negociação com o TJ Diretoria foi incansável nos 20 dias de paralisação


Fotos: Gustavo Castro

a Como chetge o reajus ela:s 6,28% em 2 parc o* 1ª) 2,2% em julh ro 2ª) 4% em outub

Nos cartórios, muitos servidores adeririam ao movimento

nto retroativo

* valor com pagame

Na pauta dos grevistas, ainda estavam a revisão do horário de trabalho adotado desde o início do ano e a implantação de um Plano de Carreira justo e que garanta equilíbrio entre as funções. “Esse novo horário está sacrificando a vida dos servidores, que não têm mais tempo nem para almoçar direito”, pontuou Olympio.

Caminhada pelas ruas da capital Mais de mil servidores do Poder Judiciário de Porto Alegre e Interior participaram de passeata de protesto no Centro da Capital na manhã de 4 de julho. A caminhada teve como destino a sede do Tribunal de Justiça. Com carro de som, faixas e utilizando nariz de palhaço, os servidores deram demonstração da união da categoria e das entidades, cujos líderes estavam lado a lado no comando do microfone.

Servidores uniram-se rumo ao Tribunal de Justiça

5


Foto: Divulgação/ASJ

Baile

Aniversário em gra

6

Wilson Cardoso

O

Círculo Militar de Porto Alegre foi palco de momentos inesquecíveis no dia 14 de julho. Reunindo quase 300 pessoas, o jantar baile organizado pela ASJ em comemoração aos seus 68 anos foi um verdadeiro sucesso. Juntos em um momento único de confraternização, associados e seus familiares desfrutaram de jantar regado a bons vinhos em ambiente ricamente decorado e aconchegante. A animação da festa ficou por contra do show da banda Atração, que levou todos para a pista com a interpretação de clássicos da música internacional e hits do momento. A apresentação ainda teve show de dança, com destaque para as bailarinas que, todo momento, trocavam de figurino dando um brilho todo especial ao evento.

Evento reuniu quase 300 servidores no Círculo Militar de Porto Alegre


Fotos: Wilson Cardoso

ande estilo O aniversário de 68 anos da ASJ também teve momentos de emoção. Conclamados pelo presidente Paulo Olympio, servidores promoveram brinde e cantaram de pé o Parabéns para a ASJ. Diretores e conselheiros ainda prestaram uma homenagem ao presidente, que

Dione Burlamarque entregou homenagem a Nara Olympio

Paulo Olympio recebeu de Carlos Jacques Neto placa em agradecimento aos mais de 20 anos de trabalho pela ASJ

há 26 anos atua à frente da entidade. Em nome dos colegas, o secretário-geral, Carlos Jacques Neto, entregou placa ao dirigente. “O lema de gestão na condução dos trabalhos da casa – A classe em primeiro lugar – por si só evidência a forma impessoal e a preocupação maior em ouvir a todos, desde o funcionário mais humilde, aos associados, aos conselheiros e aos colegas Diretores de administração”, pontuou em seu pronunciamento. Nara Olympio também foi alvo de homenagem. Ao lado do esposo, com quem é casada há 40 anos, recebeu flores das mãos da diretora Dione Burlamarque.

Festa teve direito a bolo e show da banda Atração

7


Fotos: Wilson Cardoso

Suspense marcou sorteio da TV 42 polegadas

Mas a comemoração estava apenas começando. O ponto alto da noite foi o sorteio de brindes aos servidores presentes. O 1º vice-presidente da ASJ, Luís Fernando Silva, conduziu os trabalhos que terminaram por premiar dezenas de pessoas. Além de brindes fornecidos pelo Sicredi Justiça, Rotermund, O Boticário e Paulo Lima Agência de Turismo, a ASJ sorteou uma TV 42’, dois tablets, dois microsystems e quatro DVDs.

8

Emocionado, Paulo Olympio destacou empenho de colegas pela ASJ

Integrantes do DTG foram presença marcante durante o evento


Fotos: Wilson Cardoso

Sávio Terra e Eleu Sa ntos, do Sicredi Justiça, e esposas

Com ajuda de José Felippin, Luís Fernando Silva conduziu a entrega de prêmios

Brinde marcou comemoração de 68 anos da associação Cláudio Severino, do Sicredi Justiça, e es po

sa

Paulo Lima ofertou pacotes de viagens aos servidores

Sorteio animou a noite e foi alvo de torcida entre os presentes

9


Finanças

ASJ engajada pela revisão da dívida do Estado

Escotismo Divulgação Tupi Guarani

10

Vanessa Padilha

A

o lado de diversas entidades gaúchas, a ASJ participou de ato público sobre a Dívida Pública do Estado na Assembleia Legislativa (AL) no dia 14 de agosto. Na ocasião, foi lançada a campanha “Dívida do RS: Vamos passar a limpo essa conta”. A proposta visa alertar a União para a urgência de recalcular o montante devido pelo Rio Grande do Sul, hoje estimado em R$ 40 bilhões. “Sem a revisão, as finanças do Estado seguirão abaladas e quem pagará a conta será a sociedade”, pontuou o presidente da ASJ, Paulo Olympio. Segundo ele, um exemplo dos danos dessa conta é o déficit previdenciário histórico que ameaça o futuro dos gaúchos. O Estado paga R$ 12,5 bilhões por ano em juros da dívida, o que corresponde a 13% da sua receita, mais do que o investido em áreas básicas como a saúde.

Paulo Olympio participou de lançamento da campanha na AL

Tupi Guarani faz 19 anos

O grupo de escoteiros Tupi Guarani festejou seus 19 anos no dia 11 de agosto no salão de festas da sede campestre da ASJ. Reunidos, os escoteiros comemoraram as quase duas décadas com entusiasmo e a adesão de inúmeros integrantes das mais diversas idades. O presidente da ASJ, Paulo Olympio, prestigiou o evento, ao lado da presidente do Tupi Guarani, Nara Souza. “O grupo tem uma importante função na formação da cidadania e do caráter das crianças e novas gerações”, pontuou Olympio. O Tupi Guarani reúne-se há 19 anos, sendo que há 18 anos está na sede da ASJ, espaço onde realiza encontros, caminhadas ecológicas, trilhas e atividades educativas. O grupo está aberto a filhos de s e r v i d o re s e os encontros ocorrem sempre aos Paulo Olympio, Nara Melo de Souza, Herika Kruger e Ricardo Freitas sábados.

Ação contra exposição de servidores A ASJ ingressará com ação coletiva para tentar impedir que o Tribunal de Justiça publique a lista de cargos e salários dos servidores de forma individual, ou seja, com a identificação dos nomes. A deliberação foi tomada em assembleia geral extraordinária realizada em 27 de julho no Fórum Central. A ação não terá custo aos servidores, mas abrangerá apenas os associados da ASJ. A ideia, defende o presidente da ASJ, Paulo Olympio, é evitar a exposição dos associados e, com isso, os riscos e constrangimentos que advêm da referida divulgação. “Somos favoráveis à transparência desde que ela não tire dos indivíduos seus direitos constitucionais de privacidade e segurança. Se os servidores tiverem seus salários expostos, que se faça então isso com todos, inclusive com setores do empresariado que recebem incentivo governamental para financiar atividades privadas”, desafia Olympio.


Tradição

ASJ destaca preservação da flora gaúcha Fotos: Gustavo Castro

O

s preparativos para o Acampamento Farroupilha 2012 já começaram. É hora de tirar a pilcha do armário, pois setembro já está logo ali. A ASJ está preparando a agenda do piquete Morro da Tapera, que este ano chega ao Parque Harmonia com o projeto cultural “Cultuar nos jovens gaúchos a práxis da preservação da flora nativa do Rio Grande do Sul”. A proposta desenvolvida pela dire-

Piquete é garantia de muita animação e bailanta

Roteiro apresentará espécies existentes no Parque Harmonia toria da associação busca destacar a força e a importância da flora gaúcha, ensinando a jovens e adultos a relevância de preservar nossas árvores e a cultura que envolve as plantas medicinais e os fitoterápicos. Entre as ações previstas, está o chamado Circuito ASJ de Preservação da Flora, que consiste em um passeio guiado pelo Parque Harmonia para visualização das espécies nativas existentes no local. Os estudantes também participarão de oficinas de plantio

para confecção de mudas e aulas teóricas sobre os princípios ativos de cada espécie. Além do projeto cultural, que já é uma tradição na ASJ e alvo, inclusive, de prêmios, o piquete Morro da Tapera será palco de muita movimentação, churrasco e bailanta. O local será ponto de encontro para os associados e para os integrantes do DTG, que prometem manter a animação e o arrasta-pé no galpão durante todo o mês de setembro.

A sede campestre da ASJ ganhou novas benfeitorias. Nos últimos meses, foi realizada obra de ampliação do salão de festas na Avenida Juca Batista. Foi construído um anexo para abrigar a sala de jogos que anteriormente ocupava espaço no salão central. “Nossa ideia foi ampliar o espaço para as festividades e, ao mesmo tempo, manter um local exclusivo para quem gosta de jogar sinuca quando vem à sede campestre”, pontuou o presidente da ASJ, Paulo Olympio.

Leonardo Soares

Sede campestre ganha nova sala de jogos

Anexo amplia espaço para associados

11


Mobilização pela PEC 555 em Brasília

12

Por Sylvio Micelli

Paulo Olympio fez manifestação durante evento do Mosap

Presidente da ASJ com deputado Arnaldo Faria de Sá

Encontro de aposentados Foto: LUIZ/Cejus

O

Instituto Mosap (Movimento dos Servidores Aposentados e Pensionistas) realizou, no Auditório Nereu Ramos na Câmara dos Deputados, encontro de servidores públicos ativos, aposentados e pensionistas. O evento, que aconteceu no dia 7 de agosto, serviu para pressionar os parlamentares a aprovarem a PEC 555 e contou com a presença de mais de 500 pessoas, entre representantes do funcionalismo e servidores de diversos estados e várias categorias. O presidente da ASJ, Paulo Olympio, participou do ato ao lado do presidente da Fenasj, José Gozze. O evento contou com a participação de diversos deputados federais que, em linhas gerais, se comprometeram com a votação e a aprovação da matéria. O destaque, mais um vez, ficou com o deputado paulista Arnaldo Faria de Sá (PTB), relator da PEC, que deu um panorama sobre o trabalho a ser Lideranças cobraram feito sobre o tema no aprovação do texto Congresso Nacional. Faria de Sá ainda fez um relato histórico sobre a PEC 555 e seus seis anos de tramitação. O líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT/SP), também compareceu e apresentou formas de atuação em relação à PEC. Chinaglia evitou o confronto e demonstrou que, em linhas gerais, o governo não vê a proposta com bons olhos, por não querer abrir mão de recursos. O deputado carioca Chico Alencar, líder do PSOL na Câmara, esbanjou simpatia e ironia ao tratar do tema. Fez crítica aos governos que não abrem mão de recursos e comprometeu-se, na condição de líder partidário, a conversar e tentar convencer outros líderes sobre a importância da extinção da contribuição previdenciária.

Fotos: Sylvio Micelli

Previdência

nº 105 - agosto de 2012

Danila e seus amigos em almoço do grupo SAFTJ A diretoria da ASJ esteve presente no aniversário de 18 anos do Grupo SAFTJ (Servidores Aposentados do Foro e do Tribunal de Justiça), evento realizado no dia 29 de maio na Capital. Sempre recheada de emoção, a comemoração reuniu colegas na Churrascaria Galpão Crioulo. Capitaneado pela servidora aposentada Danila Berlitz, o grupo é exemplo da união e da força dos servidores do Judiciário.

Profile for Gustavo de Castro

Jornal ASJ 105  

Agosto/2012

Jornal ASJ 105  

Agosto/2012

Profile for asj-rs