Page 4

www.asemananews.com.br

Secretaria de saúde inicia 2012 com ação de combate à hanseníase O dia 29 de janeiro foi o Dia Mundial de Luta contra a Hanseníase, também conhecida como "lepra". Para chamar a atenção da população, a coordenadora municipal de vigilância em saúde, juntamente com as coordenadoras municipais de Estratégia de Saúde da Família, Thaciane Ulbrich e Daniele Milani, direcionaram a equipe de saúde na realização de um trabalho especial de combate à doença. Realizou-se para isto na última segunda-feira(30), atividades educativas específicas à população, de modo a levar à comunidade, informações sobre a doença, para que esta não seja mais vista com o preconceito de antes e que o quanto antes for diagnosticada, menor os riscos de complicações para o paciente, já que é uma doença que pode ser

tratada. A Hanseníase é uma doença que atinge o homem desde a antiguidade e é considerada nos dias atuais como um importante problema de saúde pública. O Brasil é o segundo país do mundo em carga da doença, No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, são registrados cerca de 47 mil novos casos anualmente. Segundo a coordenadora municipal de Vigilância em Saúde, Nelcelí Garcia, em Fazenda Rio Grande atualmente, temos apenas um caso em tratamento. " No ano passado, tivemos 2 casos, que foram diagnosticados no início da doença e foram tratados com sucesso." informa a coordenadora, explicando que a hanseníase, é causada por uma bactéria chamada Mycobacterium le-

prae ou bacilo de Hansen, que é transmitido através das vias aéreas superiores, portanto para adquirir a doença é necessário conviver um longo tempo com indivíduos que tenham a doença e que não estejam em tratamento. Os sintomas podem demorar em média 5 anos para aparecer e são: • Manchas esbranquiçadas, acastanhadas ou avermelhadas na pele, com alterações de sensibilidade (a pessoa sente formigamentos, choques e câimbras que evoluem para a dormência, muitas vezes se queima ou se machuca sem perceber); • Pápulas, caroços ou nódulos, normalmente sem sintomas; • Diminuição ou queda de pêlos, especialmente em sombrancelhas; • Falta ou ausência de

sudorese (suor) no local pele seca; • Dor e espessamento nos nervos; • Perda de força, principalmente nas pernas e braços; • Inchaço de mãos e pés; • Ressecamento do nariz e dos olhos; "Muitas vezes a dificuldade maior de uma pessoa com hanseníase é o preconceito. Há um tempo os doentes ao serem diagnosticados eram isolados e muitas vezes acabavam perdendo partes do corpo por não fazerem o tratamento e acompanhamento de forma correta, isso hoje não acontece mais" explica Nelcelí, dizendo que é muito raro que o portador da doença sofra qualquer mutilação, principalmente se fizer o acompanhamento e tomar todos os remédios.

○ ○ ○ ○ ○

Espaço do leitor. Participe: jornal@asemananews.com.br

Antenado

○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

pois foi a cidade que nos ofereceu a melhor planta para a construção da fábrica, tanto em termos de espaço quanto em formato. Além de ser um ponto estratégico para os negócios dentro e fora do Brasil", afirma o presidente da Sumitomo Rubber no Brasil, Ippei Oda. O terreno em que a fábrica ficará localizada possui uma área de aproximadamente 500.000 m² e irá adotar um novo conceito produtivo chamado sistema "Taiyo", que aumenta a eficiência na produção de pneus radiais de passeio e camioneta. Além disso, a fábrica terá emissão zero de poluentes, resultado de

da empresa, enquanto a fábrica não estiver pronta, deverá ser instalado em uma das salas do Edifício Cordilheira, na região central de Fazenda Rio Grande. Localização privilegiada A escolha do local de construção da fábrica japonesa está relacionada a diversos fatores, como a posição geográfica estratégica para o escoamento dos produtos para o pólo produtor de veículos em São Paulo, além da proximidade com as empresas de automóveis instaladas na região sul e da estrutura logística desenvolvida. "Estudamos muitas cidades do Brasil, mas optamos por Fazenda Rio Grande (PR)

Presidente da ACINFAZ João Munaro (a esq), diz que a chegada da empresa na cidade é “fantástica”

modernos processos de produção e controles de emissões atmosféricas e de efluentes. Entre eles, o destaque é a estação de tratamento de água que irá garantir que a água descartada seja 100% tratada. A diretoria e a administração também serão instaladas no mesmo local da fábrica. Com o investimento, a partir de junho de 2012 as vendas para o Brasil passam a ser realizadas pelo escritório de vendas localizado em São Paulo e os pneus comercializados serão importados pela própria Sumitomo Rubber do Brasil, direto de outras fábricas (Japão, Tailândia e Indonésia) até que a fábrica localizada na Fazenda Rio Grande comece a produção dos pneus nacionais em outubro de 2013. O objetivo da empresa é que a rede de distribuidores já esteja consolidada para o início das operações da fábrica, programada para o segundo semestre de 2013. A previsão de conclusão da obra é abril de 2013, com início da produção previsto para outubro do mesmo ano.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande (ACINFAZ), João Antonio Munaro esteve presente na cerimônia que marcou o início da construção da fábrica de pneus da marca Dunlop no município, no último dia 27. "É um grande negócio para Fazenda Rio Grande. A Sumitomo é uma indústria de base que vai gerar uma gama de 10, 15 empresas de serviços. Em seis meses de vida a Sumitomo vai gerar 1500 empregos e as pequenas envolta dela em torno de 1000 novos empregados, ou seja, para Fazenda Rio Grande a chegada desta multinacional é fantástico", disse João Munaro, presidente da Acinfaz. Munaro destacou ainda a imensa capacidade de produção de pneus que a gigante japonesa terá na cidade. "Inicialmente, em 2013 a empresa prevê a produção de 15 mil pneus por dia. Depois, no ano seguinte, 25 mil pneus por dia. É algo fantástico. É um marco para indústria fazendense", disse o presidente. O escritório temporário

Diretoria da ACINFAZ participa do lançamento da pedra fundamental da Sumitomo

Fazenda Rio Grande

A SEMANA News 03 a 09 de fevereiro de 2012

04

Em alta Nos corredores de Quatro Barras, ouvem-se rumores de que uma pesquisa mostra que a atual administração está em alta com a população. Os números estariam indicando uma larga vantagem da situação em relação a oposição. É esperar para ver... Faísca O evento de lançamento da pedra fundamental da Sumitomo, na última sexta-feira, reuniu autoridades das três esferas governamentais: federal(com a presença do deputado Leopoldo Meyer), estadual( governador, vice-governador, deputados estadual, secretários do primeiro escalão) e municipal(prefeito, vereadores, secretários e assessores). Mas não houve apenas cumprimentos cordiais, troca de elogios e pedidos de ajuda para andamento de projetos. Em um encontro de personagens políticos locais entre um secretário municipal e um ex-secretário(atualmente oposição), houve faísca na conversa. O atual secretário perguntou ao ex, o que ele estava fazendo ali se (supostamente) lutou contra a vinda da empresa. Em resposta, ouviu provocação cochichada do que ele estava fazendo ali, se não conseguiu cuidar direito dos negócios próprios e agora estaria querendo aparecer... Na onda A presidente do legislativo fazendense, Ana Miranda, foi outra vereadora contrária a vinda da Sumitomo para o município. Entretanto, esteve na solenidade de lançamento sem nenhum constrangimento. Ante os discursos do governador Beto Richa, do prefeito Chico Santos e diretoria da multinacional, a senhora Ana aplaudia entusiasticamente. Quem sabe voltou atrás e agora aprova a vinda da Sumitomo, que vai empregar aproximadamente 1.500 pessoas, além de centenas de vagas de forma indireta. Das cinzas Parece que as emissoras de TV de Curitiba estão dando oportunidade a pessoas sem nenhuma espécie de conhecimento para comandar programas jornalísticos. Nessa semana a Band colocou no ar o delegado Bradock, que foi deputado estadual, uma figura bastante polêmica. Como delegado, o policial sempre se destacou, mas como apresentador de TV deixa muito a desejar.

Vereador Márcio Wozniack participa de audiência pública sobre o aumento no efetivo de carteiros em FRG A audiência pública ocorreu na Câmara Municipal no último dia 01 de fevereiro e contou com a presença da classe sindical, dos representantes da empresa de Correios, carteiros e O carteiro Ciderlei F. dos Santos de profissionais dos Cor- Fazenda Rio Grande representou a reios, moradores e ve- classe na mesa diretiva ao lado do vereador Márcio Wozniack. readores. Assuntos como a dificuldade em lo- debate assim todos têm a calizar endereços e a oportunidade de expor agressividade de cachorros suas idéias e reivindicaforam debatidos, mas o ções. Para o representanprincipal assunto da reu- te da regional dos Correinião foi a discussão sobre os, Dihon Nil Cordeiro de a necessidade de aumen- Oliveira, Fazenda Rio tar o efetivo de carteiros, Grande requer sim um aupois o município cresceu mento de efetivo que após muito nestes últimos anos. estudos já encaminharam O vereador Márcio Woz- mais dois profissionais toniack salientou a importân- talizando 13 carteiros e cia de encontros como que até o mês de março a este que reuniu todas as cidade estaria operando classes envolvidas para o com 16 carteiros.

A partir de Março

Edição 218  

De 3 a 9 de fevereiro

Edição 218  

De 3 a 9 de fevereiro

Advertisement