Page 1

>>> CIDADE

ORGULHO: FILÉ ALAGOANO INSPIRA COLEÇÃO DE MODA NACIONAL PAG 10

Dilma recebe Renan Calheiros para discutir plebiscito. Nos últimos dias, assunto tem sido tratado por diversas autoridades

PAG 7

NOS BASTIDORES DA CÂMARA, VEREADORES PONTUAM INSATISFAÇÃO COM GESTÃO CENTRALIZADA

Maceió, segunda-feira, 8 a 14 de julho de 2013 l Ano IV l Nº 155 l R$ 1,00 l WWW.ASEMANA-AL .COM .BR

Questões envolvendo folha salarial, espaços políticos e mudança de horário ainda persistem PAG 4


2

OPINIÃO

>>> ARTIGO

O

A hora da virada

RENAN CALHEIROS / Presidente do Congresso Nacional

Congresso Nacional recebeu esta semana a mensagem da presidente Dilma Rousseff com o objetivo de ampliar os mecanismos de consulta à população. A presidente encaminhou a sugestão de plebiscito para a Reforma Política onde relaciona, no entendimento do Executivo, cinco pontos a serem abordados. >>>

Foram sugerida a forma de financiamento das campanhas eleitorais, a definição do sistema eleitoral, envolvendo o modelo de voto – distrital, puro ou não, o voto em listas, a continuidade ou não dos suplentes para o Senado Federal, a manutenção ou não das coligações às eleições proporcionais e o fim ou não do voto secreto no Parlamento. Nos debates os itens poderão ser alterados pela vontade da maioria das duas casas. É igualmente importante sublinhar que o fim do voto secreto, aprovado na CCJ da Câmara dos Deputados, foi aprovado pelo Senado em junho de 2012 e que a questão dos suplentes também já está atendida. O plebiscito é um importante avanço político eleitoral. O Senado aprovou a reforma política ampla em 1999 e ela, infelizmente, não andou na Câmara dos Deputados. É importante que a força transformadora das ruas impulsione esta reforma. O modelo brasileiro é defasado e anacrônico. Precisamos evoluir no fortalecimento dos partidos, na despersonalização dos mandatos e eliminar influência do poder econômico nas eleições. Sou defensor das consultas mais assíduas à sociedade. Com a tecnologia atual podemos e devemos ampliar a democracia direta e participativa. Eu mesmo propus um referendo, mesmo tendo sólidas indicações de que a sociedade poderia votar em sentido contrário, na proibição da venda de armas. A sociedade deve, cada vez mais, opinar sobre seus destinos. Isso completa a democracia representativa. A população deve ser ouvida com mais frequência e não apenas de quatro em quatro anos. Vivemos um novo tempo que nos cobra uma nova agenda. Esta agenda está principalmente na discussão sobre as prioridades do orçamento. O Congresso deve, sim, rediscutir as prioridades nacionais. A sociedade quer prioridade na saúde, segurança, educação e mobilidade urbana. O Congresso está respondendo às demandas sociais no mérito e na velocidade adequada. Não vejo nisso nenhum demérito. Se alguém pode e deve pautar o Congresso Nacional é a sociedade. Antes ser pautado pela sociedade do que por forças hostis à democracia. O civismo e o seu retorno caudaloso às ruas é muito bem vindo em qualquer circunstância. Ele fortalece a democracia, faz evoluir o sentimento e os conceitos de cidadania e estreita a relação da sociedade com as instituições, principalmente o Congresso Nacional, destino natural dos anseios do povo brasileiro.

8 a 14 de julho de 2013

>>> EDITORIAL

Os argumentos e o poder destes

N

enhum argumento pode servir de sustentação à intolerância às ideias que não são consenso. Por mais que tais ideias sejam sem sustentação por parte de quem as articulas. Tais pensamentos devem ser rebatidos com argumentos. Estes por si só mostrarão a fragilidade da tese por meio do contraditório. >>>

É o que manda o espírito democrático, pautado por princípios fundamentados na honestidade intelectual. É preciso crer nisto! Não suportar vigarice intelectual seja com quem for. Seja para com aqueles que concordam e possuem pensamentos semelhantes; seja para com aqueles com os quais se possui divergências sadias. Aliás, para os com quem divirjimos – quando com honestidade intelectual – deve-se ter a mais profunda admiração por aceitarem o debate e ainda assim se manterem afáveis, generosos e humildes para com o aprender e o passar conhecimento. Vale lembrar de Santo Agostinho (como gostaria de ter sido o autor desta): “prefiro os que me criticam, pois me corrigem, aos que me adulam, pois me corrompem”. Neste sentido, ojeriza à intolerância se faz por reconhecer que a democracia garante o direito da livre manifestação de todas as ideias, desde as imbecilidades às mais inteligentes. Afinal, é muito fácil lutar pela garantia dos direitos das santas. Difícil é reconhecer que tais garantias também são dadas às meretrizes, desde que não firam ou coloquem em risco às liberdades individuais de ninguém; ou o Estado Democrático de Direito. O que preocupa hoje em muitos discursos – sobretudo os “politicamente correto” e de “protestos progressistas” – é a tendência (quase um fetiche) de se aniquilar o oponente. E o pior, quem vive a fazer tal discurso se sente ofendido quando não é retribuído com flores e com aplau-

VILAR

sos. Acha que pode agredir por ter a suposta razão apoiada em um consenso. O pior da unanimidade – muitas vezes! – não é a tendência à burrice, mas achar que o unânime é o suficiente para legitimar a violência em nome de causas. Já vimos o nascer neste espírito na humanidade. Ele sempre se encarnou em totalitarismos. Aí reside o perigo! Se a razão está contigo, caro amigo, abandone os adjetivos e as palavras de ordem. Construa democraticamente o contraditório e a defesa com argumentos. Por que o aniquilamento do oponente, muitas vezes físico se assim encontrarem brecha? Ou pior; a pior das vigarices intelectuais: se defender do que não foi dito (ou escrito) para passar a impressão, aos preguiçosos de plantão que não vão às fontes - aos originais - que o oponente disse aquilo que eles tanto desejavam que tivesse sido dito. É por isto que nestes tempos a democracia adoece, como bem colocou Reinaldo Azevedo em um de seus textos. Faz com que se “transversalize” e relativize princípios, valores, honestidade intelectual, ética (como conduta) em nome de algo que é julgado superior pelos “progressistas de plantão e os politicamente corretos”: uma CAUSA. O perigo é a CAUSA se tornar o único alicerce sobre o qual se sustentará o Estado, sendo este até mesmo maior que a Democracia. Assim, nascerão as exceções que permitirão ou não certas ideias a depender do juiz da CAUSA. E os senhores que hoje são os MAIS INTELIGENTES por revelarem o CAMINHO do BEM a um povo... nada mais serão do que os CAVALEIROS INEXISTENTES de Ítalo Calvino. Sumirão suas consciências na hora certa para cumprirem a função de tentáculos do aparelho posto e nada mais. Pensem com carinho neste desenho de futuro...

e-mail: asemana-al@hotmail.com

EDITOR-GERAL

MIGUEL OLIVEIRA

DIRETOR-COMERCIAL

LUCIANO ANDRESON DIAGRAMADOR

Rua Dr. Antônio Pedro de Mendonça, 73 Jaraguá Maceió / Alagoas CEP: 57030-070 Redação e Comercial: (82) 3317-0213

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo necessariamente a opinião deste semanário.


8 a 14 de julho de 2013

POLÍTICA

Policia esclarece e prende assassinos de secretário

Uma operação da Polícia Civil de Alagoas, realizada por equipes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) e da Diretoria de Polícia Judiciária da Área 3 (DPJA 3), prendeu, no inicio da manhã do domingo (7), três pessoas acusadas de participação no assassinato do secretário de Passo do Camaragibe, Márcio Bonfim Alves. >>>

Entre os presos, está Paulo Henrique Coutinho de Nogueira, de 34 anos, irmão da prefeita do município, Márcia Coutinho Nogueira (PMDB) e acusado de ser o mandante e executor do assassinato. Segundo a Polícia Civil, o crime seria político, mas não há provas de envolvimento da gestora de Passo de Camaragibe no crime. Os outros dois presos na operação foram Rubens Felisberto de Ataíde Júnior, de 40 anos e Janilson da Silva de Souza Júnior, de 19. Rubens, também conhecido como “Bureco”, é policial militar e foi candidato a prefeito de São Miguel dos Milagres. Já Janilson responde por outro homicídio. A ação é coordenada pelos delegados, Robervaldo Davino, que é diretor da DPJA 1, mas está respondendo, temporariamente, também pela DPJA 3, delegada Ana Luiza Nogueira, diretora da Deic, e pelo delegado Rodrigo Sarmento, da Seção Anti-sequestro (Deic). Os acusados foram presos em Maceió, Passo do Camaragibe e no povoado de Porto da Rua, litoral Norte de Alagoas, em cumprimento a mandados de prisão, busca e apreensão solicitados à Justiça pela PC, e expedidos pelo juiz Wilamo de Omena Lopes, da Comarca de São Luiz do Quitunde. A diretora da Deic, delegada Ana Luiza Nogueira disse que com estas prisões o caso está esclarecido. “A Polícia Civil trabalhou intensamente e conseguiu esclarecer mais um crime ocorrido no interior do Estado”, disse.

3

Servidores demonstram insatisfação com acordo fechado entre sindicato e Mesa >>> ASSEMBLEIA

>

Nesta semana, alguns funcionários devem pressionar sindicalistas e parlamentares

DA REDAÇÃO

As negociações que evitaram uma paralisação de servidores na Casa de Tavares Bastos renderam um acordo que foi firmado na semana passada entre a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e o Sindicato dos Trabalhadores do Poder Legislativo, em relação ao pagamento da data-base. Porém, conforme informações apuradas pelo A Semana, boa parcela dos servidores não se sentiram representados. De acordo com ele, os deputados estaduais acabaram “saindo no lucro” diante do desrespeito e dos débitos que tinham com a categoria. >>>

O parlamento estadual deve aos funcionários uma série de direitos trabalhistas, como mostrou o A Semana em uma série de reportagens que vem fazendo a respeito do comportamento da atual Mesa Diretora. Como se não bastasse, ainda há as denúncias do deputado estadual João Henrique Caldas (PTN) mostrando o quanto o dinheiro do parlamento estadual pode estar escorrendo pelo ralo, inclusive com o pagamento de gratificações indevidas que aumentam salários de apadrinhados em 600%. A Mesa Diretora nega as irregularidades apontadas por JHC, mas, se verdade for é um ingrediente a mais para mostrar o desrespeito com quem de fato trabalha na Casa de Tavares Bastos. A crítica de alguns servidores se dá ao fato dos representantes da categoria terem aceitado a proposta da Mesa Diretora com vistas ao pagamento das datasbase e das férias. Em uma reunião de cinco horas, ficou definido um calendário de pagamento a ser cumprido a partir deste mês e até janeiro de 2015. De acordo com a proposta, serão pagos 5% das datas-base no final deste mês, junto com o salário de julho; outros 5% em janeiro de 2014, juntamente com

“Implantamos o PCC e estamos determinados a valorizar os servidores desta Casa. Acredito que teremos condição de convocar a sessão extraordinária, através do Diário Oficial do Estado, até o próximo dia 15” as promoções dos servidores. Com isso, servidores que têm nível superior e que ainda não são reconhecidos em sua ficha funcional, devem passar a sê-lo a partir do início do próximo ano. Também faz parte do calendário o pagamento de mais 5% em julho de 2014 e, por fim, 15% em janeiro de 2015. Além disso, ficou acertado o pagamento de 1/3 de férias no próximo mês de dezembro.

Na reunião com o sindicato e a associação que representam os servidores, a Mesa Diretora, representada pelo presidente Fernando Toledo (PSDB) e pelos primeiro e segundo-secretários, respectivamente os deputados Maurício Tavares (PTB) e Marcelo Victor (PTB), prometeu estudar a possibilidade de passar a liberar o pagamento dos salários entre os dias 25 e 27 de cada mês. Atualmente, os vencimentos são pagos no último dia útil de cada mês. Diante do acordo, o presidente Fernando Toledo espera receber o documento das entidades representativas para confirmar o entendimento e, a partir daí, preparar o aditivo ao projeto, que já tramita na Casa, condição para convocação de sessão extraordinária, durante o recesso, para votação do projeto. “Implantamos o PCC e estamos determinados a valorizar os servidores desta Casa. Acredito que teremos condição de convocar a sessão extraordinária, através do Diário Oficial do Estado, até o próximo dia 15”, avalia Toledo.


4 / POLÍTICA

8 a 14 de julho de 2013

Bastidores: vereadores demonstram insatisfações na Câmara de Maceió >>> PARLAMENTO-MIRIM

>

Alguns edis questionam gastos, folha, centralização das decisões da Mesa e portal modou alguns vereadores apesar de ter sido aprovado por maioria. Entre os críticos ferrenhos, novamente aparecem Heloísa Helena (PSOL) e Kelman Vieira (PMDB).

DA REDAÇÃO

De acordo com pelo menos dois vereadores, há um clima de insatisfação se formando na Câmara Municipal de Maceió em relação às decisões centralizadas da Mesa Diretora. Na prática, volta-se ao clima gerado no início da gestão do presidente Francisco Holanda Filho, o Chico Filho (PP), quando tomou algumas decisões sem a total discussão com o colegiado. >>>

Praticamente, as reclamações são duas: a falta de espaço político em relação ao domínio do grupo que se encontra na Mesa Diretora, a ausência de comunicação em algumas ações. Um dos vereadores em tom de ironia comentou: “isto é o jeito Holanda de administrar. Fica tudo parecendo um caos e o Galba Novaes (ex-presidente) até fica parecendo um democrata”, salientou. As decisões centralizadas na época de Novaes também eram bastante criticadas. De acordo com fontes, entre os insatisfeitos estão o Galba Novaes Neto (PMDB) - filho do ex-presidente Galba Novaes - e o vereador Kelman

Câmara Municipal, dispensando assim a licitação da empresa contratada.

Vieira (PMDB), que é o primeirosecretário da Casa de Mário Guimarães. Heloísa Helena (PSOL) também desaprova algumas condutas da Mesa Diretora, mas não se envolve em grupos. É uma oposição mais isolada. Ainda conforme fontes, muitos problemas são “tensões acumuladas”, como por exemplo, a mudança de horário das sessões; um projeto do vereador Zé Márcio (PSD), que inco-

INÍCIO Quando as primeiras insatisfações apareceram - no início da legislatura o presidente Chico Filho chegou a fazer um “mea culpa” e falou que procuraria ouvir mais a todos. Mas, ao que tudo indica parece que é o que não vem acontecendo. Os dois edis que conversaram com nossa equipe de reportagem afirmam não querer revelar os nomes, mas fazem críticas. Uma delas é em relação ao Portal da Transparência. Quando foi divulgado o valor gasto - R$ 28 mil - o acharam alto e que, na gestão passada, se prometia gastar menos com o serviço. Entretanto, vale ressaltar: nunca foi gasto um centavo com o portal que começou a ser desenvolvido na gestão de Galba Novaes, implantado em dezembro de 2012, mas que nunca foi ar de forma completa. Resultado: foi dispensado pela atual gestão, que firmou o contrato de R$ 28 mil com a Plus, por meio das agências de publicidade licitadas pela

FOLHA SALARIAL Outra questão: nunca houve uma investigação da própria Mesa Diretora apresentando o resultado final da apuração feita em cima da folha salarial para se identificar a existência ou não de funcionários fantasmas e irregularidades. A Câmara Municipal divulgou a folha do parlamento-mirim no início da Legislatura. Foi alvo de diversos questionamentos; montou uma comissão para apurar irregularidades, mas nunca ficaram esclarecidas ao grande público. Há suspeitas de que vários funcionários fantasmas estejam inseridos na lista. Isto pelo simples fato de que há mais servidores do que a Câmara Municipal comporta. A folha de comissionados, por exemplo, não foi revelada. Na época as supostas distorções chegaram a ser cobradas com veemência pelo primeiro-secretário Kelman Vieira. Chico Filho chegou a anunciar auditoria e recadastramento da folha salarial, mas nunca mais o assunto pautou a Câmara Municipal de Maceió.

dos com a situação, a exemplo de Wilson Júnior (PDT). Ele afirmou que serão feitos reparos no teto durante o recesso da Casa de Mário Guimarães, mas defendeu que as obras precisam ocorrer imediatamente. “Não dá para esperar, é necessária uma medida emergencial. Algumas placas caíram e ainda há essas goteiras, problema que se agrava com a chuva”, observou Wilson Júnior. “Vamos esperar

que não caia sobre as nossas cabeças”, emendou o vereador complementado que, com a queda das placas, a acústica do plenário também foi comprometida. Diante dos problemas, o presidente da Câmara, vereador Chico Filho (PP) afirmou que a reforma marcada para o recesso. Ele explicou que reparos foram feitos no começo do ano para conter goteiras existentes no prédio da Câmara e que durante o recesso será realizada

uma obra maior de recuperação. Essa foi a segunda vez neste ano que parte do forro despencou no plenário. Há cerca de um mês, algumas placas já haviam desabado devido às infiltrações. Questionado se os incidentes eram esperados, mesmo depois da reforma ocorrida em 2009 - que custou R$ 300 mil aos cofres da CMM –, o presidente da Casa não entrou em detalhes: “Todo prédio precisa de manutenção”.

>>> Vereador Chico Holanda Filho

Parte do teto do plenário da Câmara desaba e preocupa vereadores

As fortes chuvas que atingiram a capital alagoana na última quarta-feira provocaram estragos também no plenário da Câmara Municipal de Maceió (CMM). Algumas placas se desprenderam do teto e desabaram. Além desse problema, há goteiras espalhadas na área destinada aos vereadores. >>>

Alguns edis se mostraram preocupa-


8 a 14 de julho de 2013

PUBLICIDADE / 5


6 / POLÍTICA

8 a 14 de julho de 2013

Presidente da OAB/AL se preocupa com plebiscito no “calor da emoção” >>> CONSULTA POPULAR

>

Bomfim destaca que dispositivo é previsto constitucionalmente, mas faz ressalvas

TRIBUNA DO AGRESTE

LUIS VILAR

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas, Thiago Bomfim avaliou a opção da presidenta Dilma Rousseff (PT) pela realização de um plebiscito para reforma política como legal, uma vez que é instrumento previsto pela Constituição, mas fez ressalvas quanto ao momento vivenciado em função dos protestos. >>>

Para Bomfim, o contexto é preocupante. “A história está recheada de momentos em que decisões tomadas em meio a comoção popular não foram as melhores”, salientou. Thiago Bomfim ressalta que é preciso avaliar bem as perguntas que serão postas em um plebiscito. “É isto que precisa ser pensado e muito bem explicado”. O presidente da OAB/AL afirmou que só é totalmente contrário a abertura de uma assembleia constituinte. “Só se justificaria em casos de rupturas institucionais, o que não se tem neste momento. Agora, o plebiscito em si é um instrumento previsto. Preocupa-me, como já frisei, a forma como serão feitas as perguntas e o contexto no qual o plebiscito surge. A consulta popular é saudável, desde que se pense nestes pontos”. Bomfim ressalta ainda que a Ordem dos Advogados do Brasil nacional tem trabalhado em uma comissão de reforma política e que deve apresentar uma proposta em breve. O que vai permitir - conforme o presidente da OAB/AL - um debate maior com a posição da instituição.

CONVENCIONAL Thiago Bomfim ainda faz a ressal-

>>> Thiago Bomfim ressalta que é preciso avaliar bem as perguntas que serão postas em um plebiscito

va: “eu acho que o governo tem maioria para aprovar a reforma política por meios convencionais, apresentando para o Congresso e colocando para votação. Possuem base para isto”. Para o governo, agora é uma corrida contra o tempo. A presidenta Dilma Rousseff gostaria de ver a reforma política já aprovada para 2014. A convocação do pleito e a formulação das perguntas (que é o que preocupa Bomfim) caberá ao Congresso Nacional. O Executivo propõe o questiona-

mento em cinco eixos: financiamento de campanha, sistema eleitoral, suplente de senadores, coligações partidárias e fim do voto secreto no Congresso. Porém, o Congresso Nacional pode ou não seguir as sugestões da presidenta Dilma Rousseff. Alguns cientistas políticos seguem a linha de raciocínio de Thiago Bomfim de que o próprio Congresso poderia se debruçar sobre o assunto e ele mesmo decidir em função das propostas já existentes. Vale lembrar que reforma política é um tema antigo na Casa,

mas que nunca ganhou tanta pressa. Foi tomado como a solução para as manifestações que ganharam as ruas nos últimos dias. O detalhe: entre os reclames das ruas, reforma política talvez nem seja o item prioritário, mas esta foi a leitura do Executivo. Para se ter ideia de como o tema é antigo, em 2011 vereadores do Brasil já se mobilizavam pedindo uma reforma política. Uma das entidades que encampou esta luta foi a própria União dos Vereadores de Alagoas (UVEAL), por exemplo.


8 a 14 de julho de 2013

Dilma recebe Renan Calheiros para reunião no Palácio do Planalto >>> ENTENDIMENTO

>

POLÍTICA / 7

Nos últimos dias, presidente tem consultado autoridades sobre plebiscito

DA REDAÇÃO

(Com G1 e agências)

A presidente Dilma Rousseff (PT) se reuniu por uma hora e meia na sextafeira (5), no Palácio do Planalto, com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Um dos temas tratados foi o plebiscito sobre a reforma política. Dilma tem recebido autoridades nos últimos dias para debater a questão. O governo defende que a consulta valha já para as eleições de 2014, mas a decisão caberá ao Congresso Nacional. >>>

Nesta quinta-feira (4), após reunião com lideranças do Congresso, o vicepresidente da República, Michel Temer (PMDB), chegou a admitir que seria “impossível” uma reforma política com validade para 2014 - o que só seria viável caso o projeto fosse aprovado pelo Congresso até 5 de outubro deste ano, um ano antes das eleições, conforme determina a Constituição. Mais tarde, Temer teve de voltar atrás e reafirmar que o “ideal é a realização do plebiscito em data que altere o sistema político-eleitoral já nas eleições de 2014". Renan Calheiros, companheiro de

partido de Temer, deixou o gabinete da presidente Dilma por volta das 10h15 sem falar com a imprensa. Em seguida, Dilma recebeu o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, um dos principais articuladores do governo para a realização do plebiscito. Nesta quinta-feira, Cardozo também participou da reunião de Temer com os parlamentares e reiterou que a decisão sobre a data da consulta será definida pelo Congresso.

Às 11h, Dilma receberá a coordenação da bancada do PT na Câmara, segundo agenda oficial. Mesmo depois de o governo federal ter desistido da proposta, o presidente do partido, Rui Falcão (SP), defendeu nesta quinta-feira a convocação de uma constituinte específica sobre a reforma política para tratar de aspectos não abordados no plebiscito que a presidente propôs. O presidente do Congresso,

Roberto Carlos, Caetano Veloso, Erasmo Carlos, Lenine, Fernanda Abreu, Nando Reis, Alexandre Pires, Rogério Fausine, Roberta Miranda, Leone, Otto, Gaby Amaranto, Fafá de Belém, e dezenas de outros artistas foram recebidos pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que vieram a Brasília para pedir regime de urgência na votação do projeto de lei 129/12, que muda as regras de arrecadação dos

direitos autorais e interfere no funcionamento do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). Após uma reunião dos artistas com os líderes do Senado e ainda com a produtora cultural Paula Lavigne ficou acordado, acatada a demanda da classe artística, a matéria será levada a votação ainda hoje a noite. A matéria foi aprovada pela manhã na Comissão de Constituição, Justiça, e Cidadania.

Com relatoria do senador Humberto Costa, o projeto é resultado da CPI realizada em 2012, que investigou supostas irregularidades na arrecadação e distribuição de direitos por execução de músicas por parte do órgão. A produtora Paula Lavigne explicou ao presidente Renan Calheiros que a princípio muitos artistas de renome haviam se manifestado contra o projeto. "Contudo, depois de vários ajustes e re-

>>> Presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL)

senador Renan Calheiros (PMDB-AL) que o trâmite do plebiscito para a reforma política não começará pelo Senado Federal. “Fiz questão de dizer a presidente Dilma que o plebiscito só tramitará no Senado se for aprovado na Câmara. Tramitar agora no Senado é inverter a lógica do processo legislativo. Todas as matérias do Executivo, sem exceção, tramitam primeiro pela Câmara", afirmou Calheiros, que é senador. O debate sobre se o plebiscito poderia tramitar primeiro no Senado cresceu depois das resistências enfrentadas pelo governo na Câmara para aprovar a proposta a fim de se fazer uma reforma para valer para as próximas eleições. Para tanto, além da realização do plebiscito, as regras têm de passar pela Câmara e pelo Senado até o início de outubro. Antes de tramitar, o projeto de decreto legislativo precisa ser apresentado por um parlamentar tendo o apoio de um terço do número de deputados ou senadores. No Senado seria mais fácil para o governo reunir 27 apoios para apresentar a proposta em vez de 171 assinaturas de deputados para começar pela Câmara.

Artistas pedem a Renan regime de urgência para apreciação de projeto

uniões com artistas, produtores e parlamentares chegamos a um acordo sobre a questão dos direitos autorais da classe artística brasileira", informou Paula Lavigne. De acordo com ela, a presença de alguns dos mais renomados artistas no Senado comprova a importância da aprovação da matéria para a classe.


8 CIDADES

CIDADES

Alagoas terá rede para assistência à população de rua

Alagoas deverá contar com uma rede de assistência à população de rua. O assunto foi tratado na quinta-feira (4), durante visita da representante do Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento da Política Nacional para a População em Situação de Rua da Presidência da República, Ana Teresa Coutinho, que esteve no Centro de Referência dos Direitos Humanos, vinculado à Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos. >>>

Segundo Rosa Augusta, coordenadora técnica do Centro de Referência, o encontro serviu para os primeiros passos serem dados com relação a políticas públicas voltadas para pessoas em situação de rua em Alagoas. “Existem varias redes em nosso Estado, mas ainda não há uma específica para esse público”, ressaltou Rosa. Segundo ela, a criação dessa rede foi uma solicitação do coordenador nacional dos Centros de Referências.. Ana Tereza explicou que está sendo feito um mapeamento da rede de atendimentos à população em situação de rua em oito cidades brasileiras. “A proposta é compreender a rede toda (das diversas políticas), suas ligações intersetoriais e sua estrutura de funcionamento, com vistas à produção de um Guia de Serviços para que essa rede seja divulgada para a população em situação de rua, para os próprios servidores das unidades e para a população em geral’’, ressaltou a coordenadora, que é responsável por esse trabalho em Maceió. Ana Tereza disse também que retornará a Alagoas em agosto para dar sequencia ao projeto. “Essa consultoria também se propõe a realizar um seminário para discussão da Política Nacional para População em Situação de Rua com toda a rede, para discutir um fluxo de trabalho em rede que contribua para o acesso das pessoas em situação de rua aos serviços e às unidades de atendimento das diversas políticas setoriais’’, explicou.

8 a 14 de julho de 2013

Sesau orienta alagoanos para evitar doenças diarreicas >>> ALERTA

>

De janeiro a junho deste ano foram notificados 66.849 casos da doença

JOSENILDO TÖRRES Colaboração

Diante do grande número de casos de diarreia em Alagoas, já que 66.849 pessoas foram acometidas pela doença no período de janeiro a junho deste ano, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) faz um alerta à população. Além de redobrar os cuidados com a higiene pessoal, dos alimentos e principalmente com a água utilizada para beber e cozinhar, as pessoas que não dispõem de água tratada devem utilizar o hipoclorito de sódio. O produto está disponível nos postos de saúde. >>>

Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde da Sesau, Sandra Canuto, a diarreia é uma síndrome causada por bactérias, vírus e parasitas, manifestando-se com fezes aquosas ou de pouca consistência. Ainda de acordo com ela, a doença, que aumentou 77% este ano em comparação com 2012, pode ser acompanhada de náuseas, vômitos, febre e dor abdominal, com duração de 2 a 14 dias. “A transmissão da diarreia, que somente este ano já fez 37 vítimas fatais em Alagoas, pode ser oral ou fecal. As formas variam desde leves até graves, com desidratação e distúrbios hidroeletrolíticos, principalmente quando associadas à desnutrição”, explica Sandra. “É importante redobrar os cuidados com a higiene pessoal, dos alimentos e principalmente com a água utilizada nas atividades domésticas”. Segundo ela, em junho a Sesau distribuiu 375 mil frascos de hipoclorito aos municípios.

TRATAMENTO Sandra Canuto recomenda que, no caso de sentir os sintomas da diarreia, a pessoa deve imediatamente iniciar o

processo de hidratação oral, que pode ser realizado por meio do soro caseiro, sais de reidratação, sucos e chás. Caso os sintomas não cessem, ainda de acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, as vítimas devem procurar uma unidade básica de saúde, para receber o tratamento adequado, preconizado pelo Ministério da Saúde. Ela ressaltou que, desde o registro do primeiro município em situação de alerta – Palmeira dos Índios –, a Sesau enviou técnicos da Diretoria de Vigilância Epidemiológica para inspecionar a situação. Ainda de acordo Sandra Canuto, todo o suporte necessário para a Secretária Municipal

de Saúde foi enviado, além do monitoramento diário da situação, por meio do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs). Segundo Sandra, em Palmeira dos Índios, que já notificou 7.280 casos de diarreia este ano e dez mortes ocasionadas pela doença, o Laboratório Central de Alagoas (Lacen) analisou a água fornecida pela Casal e comprovou que a água fornecida pela estatal está própria para consumo humano. Por isso, foram coletadas amostras de cisternas e poços, que são fontes alternativas de abastecimento. Nos demais municípios em epidemia e alerta, a Sesau está acompanhando e monitorando as ações.


8 a 14 de julho de 2013

PUBLICIDADE / 9


10 / CIDADES

8 a 14 de julho de 2013

Filé inspira coleção de grife nacional >>> MODA

>

Para secretária, é o casamento perfeito com a sustentabilidade para 200 mulheres

Para a empresária alagoana e franqueada da marca, Luciana Barreto, a nova coleção é casual e ao mesmo tempo elegante e pode ser usada durante o dia e noite. “A riqueza do bordado filé é evidente na nova coleção Cantão, que apostou nas cores dos tecidos branco, verde e amarelo valorizando o filé. Além dos tecidos também tem as sandálias e bolsas que com certeza serão o sonho de consumo das mulheres brasileiras”, disse a empresária.

NIDE LINS

Colaboração

O desfile da nova coleção Verão 2014, da grife Cantão, todo inspirado no bordado de filé, encantou os franqueados da marca brasileira. Para o bordado de filé conquistar a passarela da moda e da marca Cantão, foi essencial o apoio da Secretaria Municipal de Promoção do Turismo (Semptur) e do Sebrae. >>>

A Semptur e o Sebrae receberam a estilista Lanza Mazza e sua equipe em Maceió, e na oportunidade foi realizada uma pesquisa e estudo sobre o filé com as artesãs de Maceió e Marechal Deodoro. Desta vivencia com as artesãs alagoanas resultou numa linda coleção de verão, com previsão de chegar nas vitrines lojas de todo Brasil no mês de novembro. Após o desfile, os empresários também tiveram a oportunidade de conhecer a artesã Maria José dos Santos, vice-presidente da Cooperativa de Artesãs da Barra Nova, que durante o evento mostrou como se borda o filé, uma arte tipicamente alagoana. Além da artesã, marcaram presença no evento a secretária Municipal de Promoção do Turismo, Cláudia Pessôa e a gerente da Unidade de Turismo e Economia Criativa (Utec) do Sebrae Alagoas,Vanessa Fagá. A secretária da Semptur, Claudia Pessôa, disse que se emocionou com

apresentação da coleção do Cantão com o filé. “É um casamento perfeito na moda, o encontro da arte com um viés de sustentabilidade para mais de 200 mulheres das cidades de Maceió e Marechal Deodoro. A marca Cantão valorizou o nosso bordado que foram inseridos na alta costura brasileira”, disse a secretária. Já a gerente do Sebrae, Vanessa Fagá, considerou o desfile surpreendente. “Depois que apresentamos o

“case” do bordado filé percebemos que os franqueados ficaram felizes em saber da história, do associativismo, e empreendedorismo das mu-lheres da região das Lagoas. Este trabalho manual das artesãs faz a diferença no mercado da moda, elas bordam a sustentabilidade nas comunidades. A coleção do filé do Cantão é uma nova história da moda brasileira e do Cantão que tão bem valorizada nessa nova coleção”, disse Vanessa.

Segundo Fábio Palmeira, coordenador-geral do Parque Municipal, algumas trilhas foram interditadas devido à queda de algumas árvores, deslizamento e erosão no local. “É importante frisar que o Parque Municipal tem seu relevo em forma de vale e, quando chove, também somos afetados”, esclareceu o coordenador.

A equipe da coordenação de Parques e Jardins da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma) está reforçando a limpeza e manutenção do Parque. “Nossa equipe, desde o início desta manhã, até o dia 12 deste mês, estará trabalhando para aliviar os impactos provocados pela chuva”, disse o

coordenador de Parques e Jardins. A Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) também dará suporte na manutenção, aterrando os locais que tiveram maiores erosões. O coordenador do Parque disse que, posteriormente, essas áreas aterradas serão preparadas para o reflorestamento de mudas nativas da

ALAGOANO O Sebrae em parceria com a Secretaria de Estado de Planejamento, Universidade Federal de Alagoas e Fundação Municipal de Ação Cultural estão trabalhando para que o bordado de filé ganhe o registro de Indicação Geográfica (IG) que é conferido a produtos ou serviços que são característicos do seu local de origem, o que lhes atribui reputação, valor intrínseco e identidade própria, além de os distinguir em relação aos seus similares disponíveis no mercado. O Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI é a instituição que concede o registro e emite o certificado. No Brasil, o Vale dos Vinhetos tem o selo do IG, e a renda Irlandesa de Sergipe também segue o mesmo caminho para o registro.

Chuvas: Parque Municipal está em manutenção até o dia 12

mata atlântica, assim como a recuperação da mata ciliar próximo ao Riacho do Silva, minimizando o assoreamento. A importância dessa manutenção é preservar o ambiente do Parque, além desse fato, envolve também a questão de segurança dos visitantes, para que sejam evitados acidentes.


11

8 a 14 de julho de 2013

CULTURA

>>> SOM

Uma volta ao passado

IG

Músicos tentam "reviver" bandas como Beatles e Queen >

"A palavra 'cover' não tem a ver com a gente. Porque o cover não é rico em detalhes, é apenas uma interpretação", afirma o cantor Sandro Peretto, em entrevista ao iG , que "vive" John Lennon na banda brasileira All You Need Is Love. O músico define o grupo como um tributo - e não uma banda cover que faz uma homenagem ao quarteto de Liverpool. >>>

"Nosso trabalho está realmente baseado em detalhes, mas sem ser caricato", completa o vocalista. O lado minucioso da produção é tão forte que até mesmo os cortes de cabelo que os Beatles usaram durante a carreira é representado por várias perucas trocadas durante o show. "Cada integrante da banda tem um personagem com o qual se identifica. À medida que vamos mudando o figurino, também vamos mudando os cabelos." A dedicação que esses músicos têm para trabalhar a obra de bandas que não podem mais ser vistas ao vivo, como é o caso dos Beatles, virou uma profissão. Para que o tributo soe verdadeiro, não basta apenas executar as músicas como foram gravadas. É necessário transportar a plateia ao clima de quando o grupo existia utilizando-se de caracterização detalhada e estudo de técnica. "Uma banda-tributo como a nossa tenta passar ao público sensação de que ele está vendo o artista original", conta Pablo Padin, vocalista que revive Fred Mercury no tributo Diós Salve a la Reina, em entrevista ao iG . A banda argentina dedica-se integralmente ao Queen e faz cerca de 150 apresentações anuais. "Queremos que o público sinta que está vendo o Queen", afirma.

O tributo Diós Salve a La Reina fez apresentações no Brasil em junho. Em atividade há 15 anos, a banda também impressiona pelo detalhismo e pela superprodução expostos em figurinos eternizados por Freddie Mercury. O argentino afirma que a reprodução exige cuidados. "Sempre tentamos cuidar de qualquer coisa que possa parecer bizarra. A ideia é fazer tudo o mais sério possível".

"Uma banda-tributo como a nossa tenta passar ao público sensação de que ele está vendo o artista original"

PÚBLICO

A reação do público, descrevem ambos os grupos, geralmente é de emoção, embora exista quem desdenhe ao dizer que "imitar os outros é fácil", conta Sandro Peretto, o John Lennon do grupo All You Need Is Love. "Se fosse fácil, todo mundo faria o que a gente faz. Vemos muita gente chorando, revivendo a época. Começamos por amor aos Beatles, mas virou uma profissão", defende o integrante do grupo que, com 20 anos de carreira, alcançou o êxito de gravar um show no Cavern Club, casa noturna de Liverpool que é considerada um santuário pelos beatlemaníacos. "Muita gente chora e se lembra de quando foram assistir ao Queen há 30 anos. Por sorte, as opiniões são sempre muito boas", ressalta Pablo, vocalista do tributo ao Queen. O Diós Salve a la Reina está viajando com a turnê "Remember Wembley' 86", que revive o antológico show gravado pelo grupo original no estádio de Wembley, em Londres, em julho de 1986. O mercado de bandas-tributo é vasto e outros músicos revivem bandas que não existem mais, como o grupo The Australian Pink Floyd Show, que presta homenagem aos ingleses do Pink Floyd, e a banda Zoso, que interpreta o Led Zeppelin. Nomes ainda na ativa também têm seus tributos famosos, como o grupo The Atomic Punks, que homenageia Van Halen, o Strutter, que homenageia o Kiss, e o Live Wire, que presta reverência ao AC/DC.


12 / PUBLICIDADE

8 a 14 de julho de 2013


8 a 14 de julho de 2013

>>> MUNDO

PUBLICIDADE 13

Brasil cobra esclarecimentos aos Estados Unidos sobre espionagem

BRASÍLIA e PARATY - O governo brasileiro cobrou, neste domingo, explicações dos Estados Unidos sobre a espionagem de cidadãos e empresas brasileiras pela Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA na última década, segundo documentos coletados pelo ex-técnico Edward Snowden, aos quais O GLOBO teve acesso. O Ministério das Relações Exteriores pediu esclarecimentos ao embaixador dos EUA Thomas Shannon e já acionou a embaixada em Washington para fazer o mesmo diretamente ao governo americano. O Itamaraty também vai entrar com uma moção na Organização das Nações Unidas (ONU) pedindo aperfeiçoamento da segurança cibernética para evitar esse tipo

de abuso por parte de um país. Polícia Federal e Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vão investigar se empresas sediadas no Brasil permitiram que a NSA tivesse acesso às redes de comunicações locais. O governo brasileiro também trabalha com a hipótese de os EUA terem monitorado telefonemas, troca de mensagens e dados na internet por meio de interceptação de satélites de cabos submarinos. - O mais provável é que o monitoramento seja feito pelos cabos submarinos e satélites. Nas transmissões internacionais e ligações, a maioria dos cabos passa pelos Estados Unidos - disse o ministro das Comunicações. - Temos muita preocupação com essas notícias, especialmente com o possível relacionamento com empresas brasileiras. Se isso realmente ocorreu, configura crime contra a legislação brasileira e a Constituição. Nossa Constituição assegura o direito à intimidade e privacidade. Se tiver empresa brasileira mancomunada com empresas estrangeiras para quebrar sigilo telefônico e de dados, é um absurdo - disse o ministro Paulo Bernardo (Comunicações).


14

ESPORTES

Time marujo segue na lanterna do grupo > A4 da Série D POR MINUTOESPORTES

O CSA mostrou mais uma vez que ainda não se encontrou no Campeonato Brasileiro da Série D. Na tarde deste domingo (07) no estádio Rei Pelé, o time do Mutange fez um primeiro tempo melhor, mas não conseguiu ser efetivo. Acabou sendo castigado pelo Botafogo da Paraíba, que conseguiu marcar aos 15 minutos, assustou e não permitiu reação do apático time marujo. 1 a 0. >>>

Com o resultado, o CSA permanece na lanterna do grupo sem ter pontuado. Na próxima todada, o time marujo recebe o lídero do grupo, Sergipe, novamente no Rei Pelé. Já o Botafogo-PB termina na vice-liderança do grupo A4 com 5 pontos ganhos e folga na próxima rodada.

1º TEMPO A partida no Rei Pelé começou em ritmo lento, com as duas equipes se respeitando, tentando trabalhar jogadas pelo meio de campo. Com isso, os primeiros minutos foram de muita marcação e troca de passes pelas equipes. Aos poucos, as equipes foram se soltando e procurando as jogadas pelas laterais como opções de ataque. Primeiro, o Botafogo chegou na área azulina, após troca de passes entre Lenilson e Ferreira e cruzamento na área, afastado pela defesa. Por duas vezes o CSA reagiu, com participação do estreante meia Rone Dias. Primeiro, um lançamento por pouco não encontrou Everaldo. Na segunda oportunidade, o camisa 7 resolveu arriscar de longe, para defesa do goleiro Nivaldo. O CSA passava a atacar o time visitante e por muito pouco não abriu o placar. Após lançamento em profundidade, Everaldo ia entrar na área e foi derrubado pelo goleiro Genivaldo. O arqueiro recebeu o cartão amarelo e na cobrança de falta, Rone Dias mandou perto do travessão rival. Apesar do início de pressão do CSA, o

8 a 14 de julho de 2013

Em jogo morno, CSA acaba derrotado pelo Botafogo-PB >>> FUTEBOL

Botafogo estava vivo no jogo e por pouco não abriu o placar. Após cruzamento da direita, Odair Lucas falhou ao tentar cortar, Warley pegou a sobra e escorou para Rafael Aidar, que bateu forte, por cima do gol de Flávio. O jogo alternava bons e maus momentos. As duas equipes tinham espaços para jogar, mas procuravam sempre as jogadas pelo meio do campo, dificultado a criação de jogas e tornando o jogo instável. Se a bola rolando não resolvia, o CSA tentou na bola parada. Mais ativo jogador azulino na partida, Rone Dias cobrou falta venenosa distante para o CSA, que iria para o ângulo, caso o goleiro Genivaldo não tirasse com a ponta dos dedos e se chocasse com a trave. O primeiro tempo chegava aos minutos finais, o CSA diminuiu o ritmo e o Botafogo tentou algumas jogadas, explorando principalmente o lado direito azulino, do lateral Igor. Porém, a defesa azulina estava atenta e afastou o perigo. Na última chance de perigo da etapa inicial, o CSA quase marca e leva a vantagem para o segundo tempo. Invertendo papeis, o centroavante Everaldo fez belo lançamento para Rone Dias, que dominou na área e escorou para o lateral-esquerdo Brida, que bateu sem jeito de perna direita e mandou para fora. Aos 46 minutos, o árbitro encerrou o primeiro tempo com empate sem gols entre CSA e Botafogo.

TEMPO Se o primeiro tempo foi marcado pela pouca criatividade das equipes, a etapa complementar veio para movimentar e levantar as duas torcidas, que até então, pouco tinham para se movimentar. Logo no primeiro minuto o Botafogo chegou com o atacante Warley, que foi lançado na área e sem tempo para organização da defesa azulina, bateu rasteiro, com a bola atingindo a rede pelo lado de fora. Minutos depois, nova bola chutada e o goleiro Flávio defendeu estranho, em dois tempos, assustando os torcedores

GAZETAWEB

primeiro gol, Rafael Aidar, que bateu por marujos. >>> CSA não conseque vençer e fica na lantarna do seu grupo Depois dos sustos, o CSA resolveu acordar no jogo, tocar mais a bola e assim chegou ao ataque. Depois da troca de passes entre Rone Dias e Brida, a bola sobrou na entrada da área para Marielson, que bateu forte para grande defesa do goleiro Genivaldo. No lance seguinte, novo contra-ataque rápido do CSA e grande chance, dessa vez com Everaldo, que avançou, entrou na área e bateu rasteiro, em cima do goleiro rival, levantando a torcida azulina. Diante da movimentação e chances criadas pelas duas equipes, o gol parecia estará maduro para qualquer um dos lados. Saiu justamente para o lado visitante. GOOOOLLLL DO BOTAFOGO! Rafael Aidar recebeu passe na ponta esquerda, cortou para a entrada da grande área e bateu forte, o goleiro Flávio até pulou, mas não evitou o belo gol da equipe paraibana. CSA 0 x 1 Botafogo-PB. Como se não bastasse o placar desfavorável, o CSA ainda tomou um susto, quase tomando o segundo gol. O atacante Fausto, que acabara de entrar, fez boa jogada na linha de fundo e tocou para trás, encontrando o autor do

cima do gol de Flávio. O jogo seguia com vitória do Botafogo, que ainda era mais p e r i g o s o . E n q u a n to o C S A , d e s o r ganizado em campo não conseguia criar chances de perigo, o time v i s i t a n t e s e m p re a t a c a va e l e va va perigo, como no lançamento que e n c o n t ro u Fa u s t o , p e g a n d o d e vo l e i o e m a n d a n d o p e r to d a t r a ve d e f e n d i d a p e l o g o l e i ro F l á v i o . No último minuto do tempo re g u l a m e n t a r, o B o t a f o g o q u a s e m a rc a c o m F á b i o N e ve s , q u e re c e b e u e m p rof u n d i d a d e e t o c o u , pa r a b oa d e f e s a a r ro j a d a d e Flávio. Ainda deu tempo do volante Ro d o l f o d o C S A e o m e i a F á b i o Neves do Botafofo se estranharem, q u a s e e n t r a re m e m v i a s d e f a to e s e re m e x p u l s o s p e l o á r b i t ro c o n te s t a d o G i l b e r to F re i re D a n t a s . O árbitro apontou 4 minutos d e a c ré s c i m o s , m a s , m e s m o c o m o jogo seguindo até os 49, o CSA acabou derrotado e se complica n o G r u p o A 4 d a S é r i e D.


8 a 14 de julho de 2013 GAZETAWEB

Efetivo, Fortaleza aproveita chances e aplica 3 a 0 sobre o CRB

ESPORTES / 15

Com a derrota, equipe alagoana pode entrar na zona do > rebaixamento do grupo

>>> Thiago Potiguar chega à linha de fundo para tentar o cruzamento para a área do Fortaleza

>>> SÉRIE C

POR MINUTOESPORTES

O CRB bem que tentou dividir ações e chances de gol contra o Fortaleza, na tarde deste sábado (06), no estádio do Junco em Sobral, interior do Ceará. Porém, o time cearense foi mais efetivo, marcando um gol no primeiro tempo e mais dois na etapa final, garantindo uma importante vitória por 3 a 0, se mantendo na liderança. >>>

Com o resultado, o Fortaleza se mantém na liderança do Grupo A com 10 pontos ganhos, enquanto o CRB continua com 3 e pode terminar a rodada na zona de rebaixamento do grupo. Na próxima rodada, o time da Pajuçara recebe o Brasiliense no estádio Rei Pelé, enquanto o Fortaleza joga fora de casa diante do Santa Cruz. O JOGO – 1º TEMPO Uma rivalidade criada nos últimos anos, Fortaleza e CRB começaram o jogo em ritmo lento, priorizando a

defesa, sem atacar um ao outro. O time da casa ainda tinha um domínio maior de posse de bola, mas, pouco arriscava. Porém, aos 19 minutos, na primeira jogada de perigo do time do Fortaleza, em jogada rápida o time da casa abriu o placar no estádio do Junco, em Sobral, levantando a torcida do “Tricolor de Aço”. GOOOOLLLL DO FORTALEZA! Após receber na entrada da área, Ruan bateu forte para defesa de Júlio César, mas, no rebote, Guaru bateu para o gol vazio, abrindo o placar em Sobra. Fortaleza 1 x 0 CRB. O CRB acordou no jogo, até aumentou o volume de jogo, mas tinha problemas no último passe e na finalização, mesmo chegando com um maior número de jogadores em jogadas de contra-golpe, desperdiçando oportunidades. O Fortaleza, na frente do placar, equilibrou as ações no jogo, até tentou ampliar o placar, mas o primeiro tempo foi encerrado aos 46 minutos, com vitória parcial do time cearense por 1 a 0 em Sobral. 2º - TEMPO

O segundo tempo começou com os dois treinadores promovendo alterações, deixando o jogo ainda mais lento do que o esperado. Com isso, jogo truncado, cheio de marcação e muitas faltas, com o árbitro Leandro Saraiva aplicando vários cartões. Em uma das jogadas faltosas, o lateral-direito do CRB, Paulo Sérgio, que já tinha cartão amarelo, se desentendeu com o atacante Ruan. O árbitro aplicou amarelo para os dois jogadores e acabou expulsando o ala regatiano. Sabendo da dificuldade que teria, atrás do placar e com um jogador a menos, o CRB arriscou nos lançamentos e nas bolas paradas e por pouco não empatou. Thiago Potiguar cobrou falta da entrada da área e acertou a trave do goleiro Flávio. Apesar do susto, o Fortaleza se recompôs em campo e tratou de assumir as rédeas da partida. O domínio de posse de bola era maior, mas as chances de gols continuavam escassas e o time da casa ia administrando o resultado positivo. Reta final do jogo e as equipes resolveram

esquentar a partida. Primeiro, o CRB atacou com Zé Paulo, que entrou no lugar do meia Jairo e aproveitou sobra de bola para mandar um chutaço rente a trave do goleiro Flávio. O Fortaleza respondeu com Assisinho, mas o ataque já estava em impedimento. Porém, o time do Fortaleza esquentou negativamente o jogo. Em disputa de bola, Guaru deu uma cotovelada em Marcos Antônio e foi expulso direto, sem levar o cartão amarelo. Mais inteiro no jogo,o Fortaleza ainda mandou uma bola na trave através de Assisinho, mas, o lance foi anulado, Minutos depois, o time da casa enfim, conseguiu ampliar o marcador no estádio do Junco. GOOOOLLLL DO FORTALEZA! Assisinho recebeu em profundidade, invadiu a área do CRB, deixou a defesa para trás e tocou rasteiro, na saída do goleiro Júlio César. Fortaleza 2 x 0 CRB. Depois do segundo gol, o Fortaleza tratou de administrar o resultado. Porém, o CRB parecia estar entregue no jogo e não mais oferecia perigo. Com o rival ainda mais apático, o tricolor aproveitou contra-ataque para marcar o terceiro. GOOOOLLLL DO FORTALEZA! Após troca de passes, Lúcio entrou na área, tirou facilmente Audálio da jogada e tocou para o fundo das redes. Fortaleza 3 x 0 CRB. Após o gol, o árbitro assinalou o final do jogo, com vitória do Fortaleza por 3 a 0 sobre o CRB, no estádio do Junco em Sobral.


CONECTADA

16

8 a 14 de julho de 2013

SOCIAL

por ZIRLANE FLORES zirlaneflores@hotmail.com

DESTAQUE DA SEMANA

N

Comando Bope

Força e Honradez

o último dia 05 de Julho, na Orla da pajuçara, o Comando do Batalhão de Operações Policiais Especiais - BOPE, comemorou grandiosamente mais um ano em homenagem aos seus 37 anos de atividades. Dentre das festividades, ocorreu o

Corridão Orla, café da manhã, condecorações, onde o Coronel Thúlio Roberto esplanou um discurso de reconhecimento da sua grande tropa. E dando prosseguimento no Domingo dia 07, na Orla da ponta Verde, a sociedade Alagoana teve a oportunidade de

As Mulheres que fazem a diferença, Salve a Mulher

Coronel Thúlio Roberto e as amigas do Bope

N

A ARTE DE SER AVÓ

etos são como heranças: você os ganha sem merecer. Sem ter feito nada para isso, de repente lhe caem do céu. É, como dizem os ingleses, um ato de Deus. Sem se passarem as penas do amor, sem os compromissos do matrimônio, sem as dores da maternidade. E não se trata de um filho apenas suposto, como o filho adotado: o neto é realmente o sangue do seu sangue, filho de filho, mais filho que o filho mesmo. E então, um belo dia, sem que lhe fosse imposta nenhuma das agonias da gestação ou do parto, o doutor lhe põe nos braços um menino. Completamente grátis - nisso é que está a mar-

Luciana Simões, Major Moura, Coronel Thúlio e Zirlane

avilha. Sem dores, sem choro, aquela criancinha da sua raça, da qual você morria de saudades, símbolo ou penhor da mocidade perdida. Pois aquela criancinha, longe de ser um estranho, é um menino seu que lhe é "devolvido". E o espantoso é que todos lhe reconhecem o seu direito de o amar com extravagância; ao contrário, causaria escândalo e decepção se você não o acolhesse imediatamente com todo aquele amor recalcado que há anos se acumulava, desdenhado, no seu coração. Sim, tenho certeza de que a vida nos dá os netos para nos compensar de todas as mutilações trazidas pela velhice. São amores novos, profundos

Conecte-se com o Castelo Spettus Steak House, em um ambiente diferenciado, com os prazeres das Carnes Nobres e Rodízio de Frutos do Mar. Contato: (82) 3304 3100

conhecer os cães adestrados, o arsenal de combate, e sua aeronave. Parabéns a todos vocês do Bope, que tanto tem nos prestado com altivez, seriedade, eficiência e bravura. Nós agradecemos e reconhecemos.

e felizes que vêm ocupar aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelos arroubos juvenis. Ser avó é sentir felicidade, é conhecer um amor doce, profundo, é viver de carinho e ansiedade, é resumir nos netos o seu mundo! Ser avó é voltar a ser criança, é fazer tudo pelo neto amado, é povoar a vida de esperança, é reviver todinho o seu passado. Ser mãe é dar o coração, eu creio, mas ser avó... que sonho abençoado!!! É viver de ilusão, num doce enleio, é viver no neto o amor ao filho amado! No último dia 30, Deus me deu a graça de ser avó. Sinto-me feliz e agradecida por esta benção. Ganhei um anjinho.

Edição 155  

8 de julho de 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you