Issuu on Google+

>>> POLÍTICA

Renan Calheiros quer leis mais efetivas para combater a violência contra a mulher e recebe apoio por proposta

PAG 4

Governador Teotonio Vilela Filho compara ações de seu governo ao espírito político de Marechal Deodoro, durante festividades da Proclamação da República

PAG 7

Maceió, segunda-feira, 18 a 24 de novembro de 2013 l Ano IV l Nº 173 l R$ 1,00 l WWW.ASEMANA-AL .COM .BR

MANOBRA NA ALE/AL TENTA ADIAR ELEIÇÃO POR 30 DIAS

Proposta é indicar deputados para assumirem primeira e segunda secretarias

PAG. 3


2

OPINIÃO

>>> ARTIGO

A força dos municípios

A

RENAN CALHEIROS / PRESIDENTE DO SENADO FEDERAL

fluência de prefeitos a Brasília a fim de pressionar o governo federal na resolução dos problemas que afligem as cidades é frequente. São comuns grandes encontros de administradores municipais e até mesmo iniciativas isoladas. Antes de mais nada, é preciso deixar claro que são movimentos legítimos e justos. Zelar pelos municípios, cuidar da população local, de suas casas e da rotina das cidades é obrigação dos cidadãos, mas principalmente dos administradores que compartilham do mesmo drama: o esvaziamento financeiro dos municípios, agravado pelo sangramento de receitas e o progressivo aumento de obrigações legais. As desonerações de impostos compartilhados com os demais entes federados resultaram em uma redução de 6,9 bilhões do FPM. Em 1998, quando foi realizada a I Marcha em Defesa dos Municípios, mais de mil prefeitos desembarcaram em Brasília para expor suas insatisfações e defender correções. Agora, em 2013, a Marcha contou com mais de cinco mil participantes. Agora em novembro, mais de 800 prefeitos desembarcaram em Brasília na mobilização permanente municipalista. Não basta a economia ir bem, se o cidadão vive em uma cidade onde não lhe é oferecido serviços essenciais de qualidade. A prosperidade apenas nos balanços oficiais é inútil. É preciso que ela seja experimentada, aproveitada pelos cidadãos brasileiros. Neste momento, o Senado Federal está em plena fase de debates sobre o Plano Nacional de Educação, que destina 10% do PIB para o setor e também as fontes de financiamento para saúde, que prevê 10% das receitas brutas para este segmento tão sofrido. São soluções que, ao lado dos royalties do pré-sal, cujo veto nós derrubamos, que definidas, irão ajudar bastante estados e municípios em termos de investimentos. Com o centralismo fiscal vigente, estados e municípios perderam a capacidade de investimentos e a precariedade dos serviços públicos tem irritado a sociedade ao extremo. Por isso mesmo, muitas reivindicações são recorrentes e justas. O Congresso está ciente da importância da aprovação da PEC que propõe um aumento de 2% nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios pela União, essencial para que os municípios tenham condições de ampliar a qualidade dos serviços públicos. Sabemos o quanto a centralização dos recursos na União impede que os gestores sejam capazes de oferecer à população serviços públicos de qualidade. Trata-se de uma oportunidade que não podemos deixar escapar.

18 a 24 de novembro de 2013

A Manobra

C

aso se confirme o que já é informação que circula nos bastidores políticos, os deputados estaduais que apoiam as ações da Mesa Diretora afastada da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas conseguiram uma manobra para permanecerem no comando da Casa de Tavares Bastos, ainda que afastados. Ou, pelo menos (o que já é ruim), se mantém o modo de operação das movimentações financeiras que são questionadas pelo Ministério Público Estadual em processo investigatório que se encontra em andamento. A Justiça - como já é sabido - determinou o afastamento do presidente Fernando Toledo (PSDB) e dos demais membros da Mesa Diretora. Diante da vacância, caberia aos deputados estaduais realizar eleição assim que notificados. A deputada Flávia Cavalcante (PMDB) ao receber a notificação judicial marcou a data para a eleição. Porém, a ausência de quórum deixou claro o interesse da Casa em trocar de comando. É perto do zero. Qual seria a nova função do presidente da Casa de Tavares Bastos? Moralizar o parlamento estadual e garantir maior transparência de ações da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas. Caso não haja medidas nestes sentido, a mudança do presidente vai significar apenas a troca de seis por meia dúzia, como se diz no popular. Ao que parece é justamente esta mudança que se tem evitado. De um lado, estão os que querem ser presidente - por enquanto apenas Jeferson Morais (Democratas), Judson Cabral (PT) e João Henrique Caldas (Solidariedade) - do outro, os que buscam meios de adiar ao máximo estas eleições. A nova proposta - conforme informações apuradas pelo A Semana - é que não se realizará eleições mais uma vez. O primeiro motivo foi a ausência de quórum. O segundo? Aguardemos.

VILAR

>>> EDITORIAL

E por qual razão não haveria eleição? Bem simples: uma manobra para se siar ao máximo o processo. Deixar que ele se arraste por 30 dias, enquanto os recursos judiciais em relação ao afastamento seriam apreciados. Ao invés de uma eleição, indicações para as primeira e segunda secretaria. Os nomes: Luiz Dantas do PMDB e uma indicação do PT. Ou seja: contempla-se os opositores. Resta saber se o acordo vai funcionar. Se o que se encaminha nos bastidores se tornará a prática. Tudo será respondido nesta terça-feira, dia 19, quando os deputados estaduais devem comparecer à Assembleia. Afinal, há uma nova convocação para que se decidam os rumos da Casa. Qual será a disposição dos nobres parlamentares? O edital novo foi lançado por Flávia Cavalcante. “A deputada Flávia Cavalcante (PMDB) convocou, oficialmente, através do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira, 14, a eleição para o preenchimento dos cargos de presidente, três vice-presidências e quatro secretarias para a composição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. O pleito está marcado para terçafeira, 19, acontece às 15h30, conforme consta no edital de reconvocação. Ficam de fora do pleito os cargos de primeiro e segundo suplentes, atualmente exercidos respectivamente pela deputada Flávia Cavalcante (PMDB) e Severino Pessoa (PPS). Ainda de acordo com a publicação, o registro de candidaturas pode ser feito até as 15h do dia da eleição, no protocolo geral do Legislativo. A sessão terá a escolha dos novos dirigentes da Casa como único item de pauta. A votação será feita de forma secreta, em cumprimento do que consta no Regimento Interno da Casa, através da Resolução 369/93”. Eis o que oficialmente é posto.

e-mail: asemana-al@hotmail.com

EDITOR-GERAL

MIGUEL OLIVEIRA

DIRETOR-COMERCIAL

LUCIANO ANDRESON DIAGRAMADOR

Rua Dr. Antônio Pedro de Mendonça, 73 Jaraguá Maceió / Alagoas - CEP: 57030-070 Redação e Comercial: (82) 3317-0213

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo necessariamente a opinião deste semanário.


18 a 24 de novembro de 2013

POLÍTICA

A proposta

A proposta de adiar a eleição por 30 dias já é de conhecimento de uma grande parte dos deputados estaduais. No que consiste, o parlamento estadual adiaria a eleição por 30 dias. Assim, nomearia dois deputados para as primeira e segunda secretarias da Casa de Tavares Bastos. Já foram - inclusive - citados dois nomes: Luis Dantas (PMDB) e o outro a ser indicado por alguém do PT. As negociações estão sendo comandadas, ainda conforme informações de bastidores, pelo deputado esta-dual Olavo Calheiros (PMDB). Na semana passada, a ausência de quórum impossibilitou a sessão. O único afastado a comparecer em plenário foi o deputado Antônio Albuquerque (PRTB). Ele afirma que não tem qualquer envolvimento com as decisões da Mesa presidida por Toledo. Aliás, Toledo e Albuquerque são adversários políticos.

Denúncias

A crise na ALE se estende desde junho, quando o deputado João Henrique Caldas - em coletiva de imprensa - apresentou documentos que indicam irregularidades na movimentação bancária da Assembleia Legislativa. Segundo ele, foram R$ 4,7 milhões sacados sem justificativa em 2011. Além disso, mais de 100 mil depósitos suspeitos foram parar nas contas bancárias de funcionários da Assembleia Legislativa de Alagoas em quatro anos. O desvio de dinheiro público pode passar dos R$ 70 milhões. De 2009 para cá, houve cerca de 108 mil depósitos suspeitos nas contas de funcionários do Poder Legislativo alagoano. O deputado JHC explicou que havia requerido, em 2011, os dados das movimentações financeiras da ALE à Mesa Diretora e, posteriormente, para a Caixa Econômica Federal, mas não obteve retorno. No entanto, seus pedidos feitos à Caixa só foram atendidos em junho deste ano, após decisões favoráveis do juiz da 6ª Vara Federal, Marcelo Gonçalves, e do procurador do Ministério Público Federal (MPF), Marcelo Toledo Silva.

Acordo pode adiar a eleição de presidente por 30 dias >>> ASSEMBLEIA

3

De acordo com bastidores, serão nomeados deputados para secretarias da Mesa DA REDAÇÃO

De acordo com informações de bastidores da Casa de Tavares Bastos, um acordo - que favoreceria o grupo que foi afastado da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas por decisão judicial - pode adiar o processo de eleição interna do parlamento estadual por pelo menos 30 dias. Enquanto isto, os afastados podem trabalhar o retorno ao comando da Casa com recursos na Justiça. Esta tem sido a informação que circula nos corredores do parlamento, mas não é confirmada por fonte oficial. >>>

A eleição deveria ter ocorrido na semana passada. Não houve por falta de quórum. O candidato único, até então, era o deputado estadual Jefferson Morais (Democratas). Ele chegou a afirmar - em entrevista à imprensa - que faltou fechar alguns acordos para conseguir ser eleito. Entre estes, Morais citou uma possível conversa com o deputado estadual Olavo Calheiros (PMDB). De acordo com o parlamentar, poderia ser oferecido ao peemedebista a primeira-secretaria. Desta forma, fecharia o acordo com o PMDB e depois - num próximo passo com o PT, conseguindo os votos da oposição. Morais acredita que o acordo andou e que - na terça-feira - pode ser eleito presidente da Casa de Tavares Bastos. No entanto, após o adiamento surgiu um novo nome na disputa: o deputado estadual João Henrique Caldas, o JHC (Solidariedade), que é o pivô da crise institucional vivenciada na ALE. Caldas foi quem divulgou a movimentação financeira da Assembleia, mostrando os repasses exagerados aos comissionados que - atualmente - são suspeitos de serem laranjas de deputados estaduais da Mesa, ou ligados a esta. O caso vem sendo investigado pelo Ministério Público Estadual. Os indícios

>>> Deputado estadual Olavo Calheiros (PMDB) de irregularidades são tão fortes que o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá, designou uma força-tarefa para acompanhar o caso. Como se não bastasse, foi feito o pedido de afastamento da Mesa Diretora, já acatado pela Justiça. Em meio à crise instaurada, as manobras começam a acontecer no sentido de tentar evitar a eleição no parla-

mento estadual. Se vão conseguir ou não, depende muito do comportamento dos demais parlamentares. Porém, os deputados - ligados à Mesa Diretora que era presidida por Fernando Toledo (PSDB) já apresentaram uma proposta.


4 / POLÍTICA

18 a 24 de novembro de 2013

Calheiros luta por leis mais efetivas para combater violência contra mulher >>> CONGRESSO NACIONAL

Senador peemedebista recebeu agradecimento de vítima pelo trabalho no Senado

Neste sentido, Calheiros participou de uma audiência no Ministério da Justiça, junto com as senadores Vanessa Grazziotin e Ana Amélia, deputadas federais e a vítima Mara Rúbia Guimarães, que foi torturada e mutilada pelo ex-marido, em Goiânia, no mês de setembro. O caso de Mara Rúbia está sendo acompanhado pelo Senado. A operadora de caixa agradeceu o empenho do Senado Federal e a “bandeira” que foi levantada por Renan Calheiros. "Enquanto nós não tivermos aprovado na sessão do Congresso Nacional essa comissão definitiva para acompanhamento", afirmou Renan, "eu assumo com as deputadas e a presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal o compromis-

so de que teremos temporariamente uma comissão que vai, sim, acompanhar esses casos”. Além de Renan Calheiros, várias senadoras manifestaram apoio a Mara Rubia e criticaram o Ministério Público de Goiás por ter emitido parecer considerando que o ex-marido não teve a intenção de matar a vítima. Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) reclamou da falta de ação do Ministério Público de Goiás e da Secretaria de Segurança do esta-

do que não tomaram nenhuma providência para o caso mesmo após terem sido solicitados pelas Procuradorias da Mulher da Câmara e do Senado. Não recebemos nenhuma resposta que pudesse nos acomodar no sentido de que pelo menos a Justiça está sendo buscada — protestou Vanessa Grazziotin. No mesmo sentido, a senadora Ana Rita (PT-ES), presidente da Comissão de Direitos Humanos, criticou o Ministério Público de Goiás por tentar, segundo ela,

“desqualificar o caso de Mara Rúbia, como se não fosse tentativa de homicídio, mas apenas de lesão corporal”. Já a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), considerando o caso de Mara Rúbia como um exemplo típico de violência de gênero, alertou para a necessidade de acompanhamento total do andamento do processo de Mara Rúbia pelas Procuradorias da Mulher do Senado e da Câmara. Em sua avaliação, o crime que atingiu Mara Rubia é uma prova de que muitos homens não valorizam a vida da mulher. Para eles, matar ou ferir uma namorada, esposa ou companheira tornaram-se atos banais.. Após ouvir as denúncias das parlamentares, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) levou o assunto ao ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, em reunião na quarta-feira (6), no Palácio da Justiça. Renan acrescentou que pedirá ao procurador-geral de Justiça Rodrigo Janot Monteiro de Barros, providências quanto às denúncias com relação ao posicionamento do Ministério Público de Goiás no caso de Mara Rúbia. Manifestaram ainda solidariedade a Mara Rúbia os senadores Benedito de Lira (PP-AL), Ana Amélia (PPRS), Lúcia Vânia (PSDB-GO), Inácio Arruda (PCdoB-CE), Osvaldo Sobrinho (PTB-MT) e Sérgio Souza (PMDB-PR).

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), marcou para esta terça-feira (19) a sessão do Congresso Nacional que vai analisar os vetos da presidente Dilma Rousseff a propostas importantes já aprovadas no Senado, tal como a que regulamenta a profissão de vaqueiro, a que define regras para a exploração dos serviços de loteria e a que trata da carreira do magistério. No total são seis mensagens de veto. Na proposta que cria regras para o exercício da profissão de vaqueiro, o veto foi do

artigo que garantiria um seguro de vida e de acidentes em favor do profissional, incluindo indenizações por morte ou invalidez permanente e ressarcimento de todas as despesas médicas e hospitalares. A justificativa é que isso poderia dificultar a contratação desses trabalhadores por quem não tivesse como arcar com a medida. Já na nova lei que trata das loterias, a maior preocupação do setor, de acordo com manifestações nas redes sociais, é quanto ao veto ao inciso II do art. 5º, que dispensaria os

atuais permissionários de uma nova licitação. Os outros dois vetos tratam de reajuste do valor das apostas. De acordo com o Governo, o fato de prever reajustes “contribuiria indevidamente para a realimentação da inflação”. Na mesma sessão os senadores e deputados vão analisar o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2014. De acordo com o relator, Danilo Forte (PMDB-CE), que entregou o texto pessoalmente ao presidente do Senado, Renan Calheiros, existem inúmeros “avanços na proposta”. Entre eles a

redução das contrapartidas obrigatórias para municípios e universidades estaduais para um mínimo de 0,1% do contrato; a aplicação da Lei da Ficha Limpa para dirigentes de Organizações não Governamentais que recebem recursos do Orçamento; e a extensão do prazo de validade do extrato do Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) para 120 dias, como forma de desburocratizar o processo de assinatura de convênios para os pequenos municípios.

DA REDAÇÃO

Desde que criou uma comissão no Congresso Nacional para monitorar os casos de violência contra mulher em todo o país, o senador e presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB) tem assumido uma bandeira: trabalhar - em conjunto com outros senadores e com o governo - para aprovar e colocar em prática leis mais efetivas para combater a violência doméstica e contra a mulher. >>>

Vetos e LDO vão mobilizar os senadores na próxima semana


18 a 24 de novembro de 2013

PUBLICIDADE / 5


6 / POLÍTICA

18 a 24 de novembro de 2013

Comissão presidida por Lira vai ouvir ministro da Justiça sobre terras indígenas >>> CONGRESSO NACIONAL

Senador pepista confirmou que ministro vai ser ouvido no próximo dia 21 pela manhã

conflitos. Recomendei à secretaria da comissão para cobrar a ministra-chefe da Casa Civill, Gleisi Hoffmann, para que, no próximo dia 21, com a presença do ministro, nós já estaremos com esses dados disponíveis. É de fundamental importância para nos dar maiores subsídios disse Benedito de Lira.

O presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), senador Benedito de Lira (PP-AL), confirmou a vinda do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, na quinta-feira (21), a partir das 7h45, para participar de audiência pública do colegiado. Os senadores esperam que o ministro esclareça questionamentos sobre conflitos por terras envolvendo índios e produtores rurais. >>>

CONFLITOS Os conflitos no campo têm sido discutidos com frequência nas reuniões da CRA. No último dia 7, senadores que integram o colegiado cobraram da presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Maria Augusta Assirati, medidas urgentes para solucionar a disputa entre agricultores e indígenas pela posse da terra. Os parlamentares também cobram do governo federal o cumprimento de compromissos que teriam sido assumidos, como o pagamento de indenizações a produtores que tiveram áreas desapropriadas para a formação de reserva indígena.

Cardozo foi convocado por ter deixado de comparecer a três reuniões da CRA para as quais havia sido convidado, o que foi motivo de queixas dos senadores. O requerimento de convocação foi aprovado no último dia 24. Além do ministro da Justiça, também participará da reunião o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, que foi convidado pela comissão.

SUPREMO A expectativa dos senadores é de que Cardozo também possa explicar como o governo procederá nas demarcações de terras a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) com relação à reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. A Corte decidiu, por maioria, que as regras de criação daquela reserva não valem de maneira automática para criação de outras. Na interpretação do senador Waldemir Moka (PMDB-MS), a decisão é clara e impede que reservas já existentes tenham sua área ampliada sem que o governo compre as propriedades privadas que serão destinadas para esse fim. Para o senador, deve valer para todo o país o argumento do STF para manter a reserva e determinar a saída de produtores de arroz da área, ou seja, de que em 1988, com a promulgação da Constituição Federal, aquelas terras eram ocupadas por indígenas, sendo posterior a chegada dos arrozeiros.

>>> Senador Benedito de Lira (PP-AL)

O inverso também é verdadeiro. Em 1988, onde não tinha índio, as terras são dos produtores que lá viviam – argumentou Moka em reunião realizada no último dia 24. CASA CIVIL Para ajudar na discussão sobre a

demarcação de terras, a CRA aguarda informações da Casa Civil sobre o histórico da ocupação territorial e o uso das terras rurais, feito pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) nos estados de Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, áreas que são foco recorrente de

PROJETOS Por falta de quórum, a Comissão de Agricultura e Reforma Agrária adiou a votação do projeto de lei (PLS 679/2011) que institui a Política Nacional de Apoio ao Agrotóxico Natural, e do PLS 592/2012, que consolida a legislação sanitária vegetal e animal. As duas proposições estavam na pauta da reunião da quinta-feira (14). O objetivo do primeiro projeto é incentivar o uso de agrotóxicos pouco ou não tóxicos ao ser humano, menos danosos ao meio ambiente e que resultem em produtos agropecuários e florestais mais saudáveis. Já o segundo busca organizar a legislação sanitária federal, que engloba um grande número de decretos e leis, editados desde a década de 1930.


POLÍTICA / 7

18 a 24 de novembro de 2013

Vilela diz que princípios republicanos inspiram administração estadual >>> PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA

Governador ressaltou que Marechal Deodoro é um inspirados de sua gestão

Moraes, secretários estaduais e municipais, vereadores e população em geral. Após a solenidade, as autoridades assistiram ao Desfile Cívico na orla lagunar do município.

O governador Teotonio Vilela Filho celebrou os 124 anos da Proclamação da República brasileira, iniciadas na manhã da sexta-feira (15), com a Meia Maratona Caixa da República, no Jaraguá, e a transferência da sede administrativa do Governo de Alagoas para o município de Marechal Deodoro. >>>

A transferência da administração atual para a primeira capital alagoana acontece desde 2010 - por meio de Emenda à Constituição Estadual -, em homenagem ao proclamador da República Brasileira, Marechal Deodoro da Fonseca. A programação contou com o hasteamento das bandeiras, seguida da solenidade de transferência do Governo, desfile cívico e inauguração da galeria de ex-prefeitos do município, no Palácio Provincial, sede do Executivo municipal, e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na Praia do Francês. O governador destacou a importância de Marechal Deodoro da Fonseca para a História e desenvolvimento do Brasil. \"Esse momento é carregado de significados - o primeiro é o da República, proclamada por um filho da terra, cujo município carrega o seu nome\", afirmou. O governador disse que o exemplo de Deodoro é inspirador para a sua administração. \"Essa data nos impõe uma reflexão sobre os princípios que inspiraram Deodoro, que mesmo monarquista, não pode deixar de atender ao chamado do momento para que o nosso País pudesse entrar uma nova etapa de desenvolvimento”, afirmou Teotonio. Ele destacou a importância simbólica da transferência da sede do Governo. “O ato da transferência administrativa é para lembrar o compromisso com o re-

>>> Teotonio Vilela "Esse momento é carregado de significados - o primeiro é o da República, proclamada por um filho da terra, cujo município carrega o seu nome\"

speito aos princípios republicanos implantados por Deodoro, cuja inspiração é o maior legado do nosso governo, uma mudança em uma mentalidade de pensamento estreito, de fazer da política a politicagem. Nós fazemos a alta política, a de zelar pelo dinheiro público. Estamos realizando um projeto de Estado e não um projeto de Governo, buscando trazer o Estado para os princípios republicanos inspirados em todos pelo Marechal Deodoro da Fonseca\", destacou.

FUTURO Para o governador, o futuro do município é promissor. \"É um momento alegre e emblemático para um município cuja história se confunde com a própria história do Brasil e nos faz pensar em um passado com quantas glórias que impregnam as paredes e pedras das ruas de Marechal Deodoro. Vemos também um município que aponta para um futuro promissor, construído em parceria

com o Governo do Estado, trazendo dezenas de indústrias para se instalarem aqui no Polo Industrial, consolidando o polo da química e do plástico, resultando em milhares de empregos para alagoanos, na sua maioria, deodorenses. Isso demonstra que os princípios republicanos do Marechal nortearam as ações dos governos estadual e municipal, com a ajuda imprescindível das bancadas federal e estadual\", explicou. De acordo com o Prefeito Cristiano Matheus, a transferência da sede administrativa do governo para o município marca a importância da data para o município e para a própria história do Brasil. \"Quero agradecer ao governador por ouvir a minha proposta e resgatar a autoestima do povo deodorense, para que a data não seja esquecida pelos deodorenses, pelo povo alagoano e pelos brasileiros\", disse. A cerimônia contou com a presença do senador Benedito de Lira, dos deputados Inácio de Loyola e Jefferson

UPA Em seguida, o governador Teotonio Vilela Filho inaugurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) – capaz de atender a casos de urgência e emergência –, que conta com uma estrutura completa, com consultórios, salas de raio-x, sutura, gesso, inalação, aplicação de medicamentos e eletrocardiografia; área de observação, farmácia pediátrica, laboratório de exames e leitos de observação 24 horas. As festividades foram encerradas à noite, com a solenidade de entrega da Medalha do Mérito da República Marechal Deodoro da Fonseca, criada para homenagear brasileiros e estrangeiros que contribuíram com o processo de consolidação da democracia social do país. O evento acontece às 20h, no Memorial à República, no bairro do Jaraguá. Os agraciados deste ano foram o diplomata e prefeito de Manaus (AM), Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro Neto; o empresário Emerson de Melo Tenório; o reitor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Eurico de Barros Lôbo Filho; o desembargador federal Francisco Wildo Lacerda Dantas; o desembargador e presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), José Carlos Malta Marques; a antropóloga Luitgarde Oliveira Cavalcanti Barros; a estilista Martha Medeiros; o diretor de cinema Nelson Pereira dos Santos e o empresário Valter Patriani.


8 CIDADES

CIDADES

Alagoas é, proporcionalmente, o Estado que oferece recursos para a inovação tecnológica

HÉLDER ACCIOLY BAYMA E SHIRLEY NASCIMENTO Colaboradores

A presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Janesmar Camilo Cavalcanti, ressaltou a importância do lançamento do Programa Tecnova - que projetos de inovação e tecnologia são o motor para geração de riquezas de um país. “O investimento em inovação e tecnologia, orçado em R$ 8 milhões, e disponibilizado pelo Programa é critério para o desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas”, destacou. >>>

Para Janesmar, os recursos – R$ 6 milhões da Finep/MCTI, e contrapartida de R$ 2 milhões da Fapeal – são significativos para a realidade de Alagoas. Poderão ser apresentados projetos na ordem de R$ 160 a R$ 500 mil. Os recursos são de subvenção econômica e não reembolsáveis (a fundo perdido). Podem concorrer microempresas e empresas de pequeno porte com no mínimo seis meses de registro de abertura e objeto social compatível com o projeto apresentado na seleção, entre outras exigências que constam no edital. O Tecnova AL é mais um programa de apoio à pesquisa para o desenvolvimento do Governo de Alagoas, executado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapeal), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti). Já são seis editais

Empresas terão cursos e consultoria para elaboração de projetos >>> INCENTIVOS

secretário de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação de Alagoas, Eduardo Setton

lançados somente este ano, em diversas áreas

PROJETOS A montagem dos projetos, que tem sido uma dificuldade enfrentada por algumas empresas, é uma das preocupações da Fapeal. “Por meio de uma consultoria, vamos realizar um curso explicando os detalhes técnicos e a melhor forma de apresentar a ideia”, destacou a presidente do órgão. Segundo ela, a expectativa é assinar os contratos até março de 2014. O secretário de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação de Alagoas, Eduardo Setton, disse que o Tecnova é o segundo projeto lançado pelo estado com as mesmas características. “É um projeto inovador que injeta recursos, parafraseando o governador, direto na veia para a inovação e tecnologia”. “Estamos, agora, quadruplicando os valores. Várias empresas serão beneficiadas. É um desafio para os empresários alagoanos e eles vão precisar de capacitação para enfrentá-lo”, afirmou Eduardo Setton. Para o superintendente do Instituto Eovaldo Lodi (IEL), da Federação das

Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), Hélvio Braga Vilas boas, o Tecnova é um processo de evolução, depois do PAPPE, que disponibilizou R$ 2 milhões. “A inovação é o pilar da competitividade. Essa é uma oportunidade que não deve ser desperdiçada pelas empresas”. “Acreditamos que os prazos oferecidos no edital, mais a capacitação que será oferecida são suficientes para a apresentação dos projetos”, salientou Hélvio Braga Vilas Boas.

PARTICIPANTES Podem participar do Tecnova empresas de petróleo e gás, energias alternativas, tecnologia, informação e comunicação (setores indicados pelo Programa Brasil Maior); cadeia da construção, agronegócios, química e plástico e outros materiais (setores regionais indicados pelo Estado de Alagoas). A Fapeal, a Secti, a Fiea e IEL são instituições parceiras do Programa Tecnova Alagoas. Para o desenvolvimento da pesquisa, as empresas deverão formar equipes que contarão, também, com a participação de pesquisadores das universidades. O comitê gestor do Tecnova AL, coordenado

18 a 24 de novembro de 2013

pela Fapeal, vai realizar oficinas com o objetivo de mostrar para os empresários as linhas de pesquisa desenvolvidas nas universidades e facilitar o encontro com os pesquisadores. As instituições envolvidas com o Tecnova AL também promoverão capacitações para a elaboração dos projetos. O edital está disponível na página da Fapeal (www.fapeal.br) e os projetos podem ser submetidos até 10 de fevereiro de 2014. O governador destacou a importância das iniciativas inovadoras. “Vim incentiválos e dizer que o governo entende que a inovação é muito importante e tem um efeito multiplicador extraordinário. A responsabilidade de vocês é tão grande quanto a nossa, porque inovação é um espelho que reflete muitos benefícios para todos”, afirmou. Teotonio também ressaltou a importância das micro e pequenas empresas para o desenvolvimento econômico do Estado. De acordo com ele, a pequena iniciativa é a grande responsável pela geração de renda e empregos no Estado. “No início de nosso governo eram oito mil empresas, hoje são 84 mil. Isso só foi possível por meio de parcerias fortes, com a promoção e o fortalecimento dos APLs (Arranjos Produtivos Locais), financiamento e linhas de crédito concedidas pelo governo, tanto no campo quanto na cidade, desburocratizando processos e facilitando o acesso dos micro e pequenos empresários”, explicou. Para Teotonio, o maior legado de seu governo é a modernização da administração pública. “O nosso grande legado é a quebra de paradigma na forma de governar. Uma luta que travamos contra o atraso e a mentalidade tacanha, abrindo eixos para o desenvolvimento e para a inovação”, afirmou, explicando que inovação não é necessariamente uma característica apenas dos processos tecnológicos, ela pode ser utilizada também para revolucionar a administração pública.


CIDADES 9

18 a 24 de novembro de 2013

Voluntários levam carinho para crianças de unidades de acolhimento >>> BOA AÇÃO

Ação acontece todas as sextas-feiras no período da tarde, com visitas

IZABELLE TARGINO Colaboração

Contar histórias, desenhar, brincar, ver um sorriso no rosto e receber o carinho das crianças. Isto é o que fazem dois jovens reservarem um dia na semana para ir até a Casa de Adoção Rubens Colaço realizar trabalhos voluntários. >>>

David Richard tem 22 anos, é estudante de Comunicação Social e visita a Casa de Adoção há mais de um ano. O universitário contou que a ideia surgiu durante o período em que a Ufal entrou em greve. David queria ocupar o tempo e fazer algo pelas outras pessoas. Na lista, várias instituições. A Casa de Adoção foi a primeira a ser visitada. “A acolhida que tive tanto dos funcionários como das crianças me fez sair daqui com a sensação que tinha acabado de ganhar uma nova família”, disse. Todas as sextas-feiras, no período da tarde, é o dia da visita do estudante. Além de atividades recreativas, com brincadeiras, David diverte as crianças com desenhos e pinturas. “Se a gente tem a capacidade de, com as próprias mãos, fazer bem a outras pessoas, a gente não pode desperdiçar isso. É fazer um pouco de diferença na vida delas”, comenta o estudante. Já para a enfermeira Sandra Lima, foi o desejo de ter um orfanato que a levou a conhecer a Casa de Adoção Rubens Colaço. “Há anos eu tinha o desejo de colocar um orfanato, mas vi que a burocracia é muito grande e eu ainda não me sinto preparada para essa função. Então eu decidi conhecer a Casa, conviver com as crianças como uma forma de me preparar e conhecer como funciona a instituição antes de realizar meu sonho. Quando cheguei aqui, me apaixonei pelas crianças”, explicou ela. Às quartas-feiras, Sandra reúne as crianças da Casa de Adoção para contar histórias. Na sombra da árvore, as crianças ouvem, interagem e se encantam com o

colorido dos livros. “Todas as vezes que saio daqui, eu sinto que deixei um pedaço de mim. Eu me realizo como pessoa e amo esse trabalho. Ver que as crianças estão interagindo com o trabalho é uma satisfação muito grande, não tem preço”, declarou. O psicólogo da Casa de Adoção, Romerito Oliveira, explica que o trabalho que os voluntários desenvolvem na unidade de acolhimento é de grande importância para as crianças, principalmente porque muitas delas tiveram a infância roubada pelo abandono ou pelo trabalho. “Mais importante que festas e brinquedos, é que as pessoas tragam afeto, carinho, doem amor. Muitas crianças que estão aqui não tinham em casa o afeto e carinho dos pais. Então, esses voluntários são importantes para trazerem esta alegria”, explicou o psicólogo.

CASA DE ADOÇÃO Qualquer pessoa pode ser voluntário na Casa de Adoção Rubens Colaço. A coordenadora-geral de Abordagem, Acolhimento e Abrigos, Ingrid Amaral, explicou que as pessoas que se interessam em fazer algum trabalho com as crianças são avaliadas pela coordenação da Casa. “As pessoas vêm ao abrigo, conversam com a coordenação ou com os assistentes sociais e psicólogos e colocam o que pretendem desenvolver de atividade para que a coordenação consiga mostrar a realidade da Casa e as necessidades das crianças. De início é feito o convite para que eles venham observar a rotina e interagir com as crianças. A partir daí, eles pensam qual atividade vão desenvolver com as crianças”, detalhou Ingrid. Além do David e da Sandra, outras pessoas e grupos desenvolvem trabalhos com as crianças na própria Casa e também trabalhos externos, todos

supervisionados pelos monitores. Ingrid ressalta que a Casa está sempre de portas abertas para os voluntários, mas pede que os interessados em realizar alguma atividade no local façam agendamento prévio. “Nós entendemos que cada pessoa tem o momento que pode vir e que a criança precisa desse afeto e dessa descontração. A gente pede que agende para não correr o risco ter temos mais de um grupo no mesmo dia”, explicou ela. A coordenadora da Casa disse também que a doação material é bem vinda, apesar de a Casa de Adoção ser mantida pela Prefeitura de Maceió, que arca com todos os custos. “As pessoas me perguntam sempre sobre doações e o que sempre dizemos venha trazer seu afeto, seu carinho, que é o que elas mais precisam e isso não se compra”, completou.


10 / CIDADES

18 a 24 de novembro de 2013

Turismo em Maceió cresce acima de 20% >>> NÚMEROS

Principal mercado é o Estado de São Paulo com 47% do fluxo NIDE LINS

Colaboração

“Os coqueiros, mar verde, prédios baixos. Estas são as vantagens do destino Maceió que cresceu acima de 20% no turismo”, argumentou o superintendente de vendas e produtos da operadora CVC,Valter Patriani para os empresários da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) e as secretarias de Turismo de Maceió (Semptur) e de Alagoas (Setur). No evento, o executivo também mostrou a nova campanha do destino Maceió

com a praia do Francês (Marechal Deodoro) e a praia da Barra de São Miguel. >>>

O superintendente da CVC também informou que e m média são ocup a d o s 1.500 por dia no Estado. O principal mercado é o estado de São Paulo, com 47% do fluxo, mas outros mercados como Brasília, Rio Grande do Sul e Belo Horizonte são alguns dos principais emissores. A parceria entre a prefeitura, governo e empresários também foi

ressaltada pelo empresário. “Alagoas tem um diferencial importante: a continuidade das ações. A permanência das secretárias de Turismo, Danielle Novis (Estado) e Cláudia Pessôa (Maceió), no cargo por um longo tempo fortalece o trade”, disse. Sobre o prefeito Rui Palmeira, Patriani destacou: “É uma pessoa nova com muita vontade e com interesse no Turismo”. Para a secretária da Semptur, Cláudia Pessôa, a operadora é uma grande parceira do turismo alagoano. “Este crescimento do destino Maceió, além das belas praias, natureza, gastronomia, deve também a cidade que está mais organizada para receber o turista. Também temos uma hotelaria que torna a capital alagoana mais atraente, uma prova que neste feriadão a hotelaria está lotada. Maceió é para se apaixonar”, reforçou a secretária Cláudia. De acordo com o presidente da ABIH-AL, Glênio m Cedrim, essas ações

de promoção são de extrema importância para o estado e contribuem muito para o crescimento da demanda, principalmente dessa época que antecede a alta temporada. “Cerca de 250 mil turistas chegam a Alagoas até o fim deste ano, movimentando os hotéis e toda a economia. Aumentamos nossa demanda aumentando a oferta de leitos, que chegam a 18 mil em Maceió e 30 mil em todo o estado, assim como a oferta de voos, que somam 25 diários”, afirma Glênio. Nesta alta temporada, Alagoas terá uma ampla oferta da CVC, com mais de 21 mil lugares garantidos em voos fretados e regulares, com saídas de 16 praças do Brasil e hospedagem em uma rede de 52 hotéis parceiros da operadora em todo o Estado. Valter Patriani receberá uma homenagem na sexta, dia 15, a “Medalha do Mérito da República Marechal Deodoro da Fonseca”.

Boa Praça: primeira etapa será encerrada com 80 espaços revitalizados

O Programa Boa Praça, que teve como objetivo revitalizar 66 espaços públicos de convivência na capital alagoana, ultrapassou a meta programada na primeira etapa. A iniciativa da Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), encerrará o mês de novembro com aproximadamente 80 praças reformadas e entregues à população. >>>

“Maceió tem cerca de 300 praças e estamos concluindo essa primeira etapa superando as expectativas”, ressaltou Carlos Eduardo Ribeiro, chefe de gabinete da Sempma. Ele destacou ainda que no próximo ano as reformas serão retomadas com a abertura de novos processos licitatórios. Ribeiro informou ainda que, no final de outubro, foram reformadas as praças Carlos Paurílio, Onze Nacional, Guedes Miranda, Largo de São Pedro, Menino

Petrúcio e Força Expedicionária Brasileira. Ele disse também que outras reformas estão em andamento a exemplo das praças Rodrigues de Melo, Nossa Senhora das Graças, Santo Antônio, Ciro Acioly, conhecida como Praça do Silêncio, Santa Tereza e Boa Esperança. As praças já concluídas, segundo os coordenadores do Programa, ganharam novos brinquedos, restauração e instalação de bancos e calçadas, jardineiras e arborização. “O maior objetivo do Pro-

grama Boa Praça é oferecer mais segurança aos que frequentam esses espaços e graças ao prefeito Rui Palmeira iremos dar continuidade a esse trabalho”, frisou Raphael Wong, secretário municipal de Meio Ambiente. De acordo com a Sempma, outros trabalhos serão desenvolvidos no próximo ano, a exemplo da revitalização dos canteiros centrais, além do reforço na arborização em toda cidade.


11

18 a 24 de novembro de 2013

CULTURA Show acontece no dia 20 e ingressos custam R$ 10 inteira e R$ 5 estudante

Obras de Haydn e Bach encerram ‘Teatro Deodoro é o Maior Barato’

O projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato, realizado pela DITEAL - Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas, apresenta nesta quarta-feira (20) o espetáculo musical “Ero Dictus In Classic”, com o grupo Ero Dictus. O show tem início às 19h, com ingressos a R$ 5,00 (meia) e R$ 10,00 (inteira), no palco do Teatro Deodoro. >>>

A 14ª edição do projeto ‘Maior Barato’ chega ao seu final com 28 apresentações de espetáculos de música, teatro e dança, reunindo um público total de aproximadamente 6 mil espectadores em 2013. Para a edição de 2014, as produções alagoanas poderão se inscrever a partir da publicação do edital do projeto, previsto para o início de fevereiro. Iluminismo, clareza, grandiosidade. É neste contexto que o grupo Ero Dictus apresenta aos alagoanos o concerto ‘Ero Dictus In Classic’. Franz Joseph Haydn, compositor do Período Clássico, será rememorado através da obra “Te Deum”. Johann Sebastian Bach e outros compositores eruditos também integram o espetáculo do grupo, que se vê no ofício de difundir a música erudita

em Alagoas. Consagrando-se como grupo de música de câmara, o Ero Dictus traz a terceira edição do evento comemorativo de seu aniversário. “O ‘Ero Dictus In Classic’ é o evento anual que oficializa o aniversário do grupo, cujo compromisso é estudar e propagar a música erudita no nosso estado”, afirma a pianista Oriêta Vilma Feijó de Melo, que assume ainda a vicepresidência do grupo junto ao esposo, Prof. Benedito de Vasconcelos Pontes, presidente.

INSPIRAÇÕES Haydn, austríaco considerado o pai da sinfonia, denominado “o magnífico”, precursor de Mozart e Beethoven, é o compositor do “Te Deum” (1798), peça importante deste concerto, composta para orquestra e coro. Nela afiguram-se simetria, clareza, razão, principais características do Período Clássico da música, que se baseou no Iluminismo, corrente filosófica que protagonizou reviravoltas na arte e nas diversas áreas do conhecimento durante o século XVIII. O violinista Bruno Tenório ressalta que não menos importante é a peça de Bach, que também compõe o repertório do espetáculo: “O ‘Concerto em La Menor, para Violino e

Orquestra’, do alemão Johann Sebastian Bach, foi escrito no Período Barroco, por volta de 1730. Além de esta ser uma das principais peças do repertório violinístico, é também um dos mais gloriosos precursores da cultura solística do Classicismo”, reitera Tenório. Contudo o repertório escolhido para esta performance não se atém ao Classicismo. O Barroco (séc. XVII–XVIII) está presente nos coros “Let All the Angels of God Worship Him” e “Hallellujah”, do oratório “O Messias”, de Georg Friedrich Händel; em “Gottes Zeit ist die allerbeste Zeit”, coro da “Cantata BWV 106”, de Bach. O Romantismo (séc. XIX–XX) será trazido com “Ecce Gratum”, Coro da cantata “Carmina Burana”, do alemão Carl Orff. O Período Moderno (séc. XX) vem ao som de “Et Misericordia”, composição sinfônica para solo, coro e orquestra, do inglês John Rutter, parte da obra “Magnificat”, cuja ternura, leveza e contrição são características pujantes que se contrapõem a uma harmonia com dissonâncias sensíveis. “Tem sido uma experiência gratificante o convívio com os artistas de grande sensibilidade e competência do Ero Dictus. As dificuldades têm sido enormes, mas com arrojo

e apoio de todos temos conseguido superálas”, congratula-se Oriêta Feijó. Para o tenor Daniel Lima a satisfação vem não só pela experiência musical de qualidade louvável, mas, sobretudo, pelo convívio harmonioso que Benedito Pontes e Oriêta Feijó proporcionam a todos os membros do Ero Dictus. “Além de serem um casal visionário e que trabalha abnegadamente em prol da Arte e da difusão da Música em meios aos menos favorecidos, Oriêta e Prof. Bené, como o chamamos carinhosamente, são mestres em nos fazer sentir bem diariamente, a cada ensaio, no palco, em cada encontro. São sorrisos fáceis e largos, são a gentileza e a humildade em pessoas. E, no final, o segredo de tudo é isso: corações bondosos, que, unidos, semeiam o bem”, declara. Além de Daniel Lima, tenor solista do grupo, o Ero Dictus tem ainda a participação das sopranos líricas Elisângela Leandro, preparadora vocal do grupo e também maestrina, e Karine Lais Caldas Belo como solistas. Ao todo são 37 integrantes - 22 coristas, acompanhados por uma orquestra de 15 instrumentos de corda.


12 / PUBLICIDADE

18 a 24 de novembro de 2013


18 a 24 de novembro de 2013

13


14

ESPORTES

Felipão faz avaliação positiva do ano e exalta ambiente entre os jogadores

POR MÁRCIO IANNACCA Miami, Estados Unidos

Felipão assumiu o comando da seleção brasileira após uma sequência de experiências feitas pelo antecessor Mano Menezes, que acabou perdendo o emprego antes da Copa das Confederações. Sem uma equipe formada, o atual treinador teve que recomeçar o trabalho e reconhece que não foi fácil. Porém, ao analisar o bom momento da equipe, ele exalta a convivência entre os jogadores. >>>

- Não esperava estar tão à vontade hoje como estamos. Posso dizer que a equipe hoje é completa. O ambiente dos jogadores com a comissão, a convivência entre eles. Tivemos dificuldade no início para escolher os atletas. Imaginava três zagueiros, dois... Não tinha uma forma exata na cabeça. Agora, neste fim de ano, a ansiedade é a Copa. O Papai Noel vai chegar atraso, pois a vontade era de jogar agora. Campeão da Copa das Confederações, Luiz Felipe Scolari acha que o ano da Seleção foi muito proveitoso, principalmente por ter enfrentado equipes de alto nível de igual para igual. Agora, ele espera um bom rendimento diante do Chile, nesta terça-feira, para encerrar o ano de uma forma ainda mais tranquila. - O ano foi proveitoso. Iniciamos com Rússia, Inglaterra, França e Itália. Foram os jogos em que começamos a montar uma estratégia de equipe e formatamos isso na Copa das Confederações. O grupo tem uma avaliação boa para o ano de 2013. Para ficar melhor, temos que ganhar do Chile, que é um dos melhores adversários do ano para se jogar contra. É um fim de temporada. Ainda temos dezembro, janeiro e fevereiro para o próximo jogo. Se encerrarmos com uma atuação boa e vitória, teremos mais tranquilidade para pensar nesses meses que faltam.

CSA apresenta parte do elenco e confirma novos reforços para 2014

18 a 24 de novembro de 2013

>>> FUTEBOL

PAULO CHANCEY JUNIOR

PAULO CHANCEY JUNIOR cadaminuto

O CSA realizou na tarde desta segunda-feira (18), no CT Gustavo Paiva no Mutange, mais uma etapa do projeto 2014. Foram apresentados parte dos jogadores que integram o elenco marujo na próxima temporada e a diretoria ainda anunciou a contratação de mais dois jogadores. Em um palanque montado no pátio do CT Gustavo Paiva, grande parte da diretoria azulina, representada pelo presidente Jurandy Torres, os integrantes do departamento de futebol, Raimundo Tavares, Roberto Mendes, Fabiano Melo e Marquinhos Mossoró, juntamente com alguns vice-presidentes, apresentaram os novos jogadores. Que vieram da base, o número aumentou, tendo em vista que o treinador Oliveira Canindé irá precisar de um número maior de jogadores. Por isso, foram apresentados Manoel,

Batinga, Alves, Acácio, Maxwell, Robson, Paulo, Alex, Alysson e Pedrinho. Dos atletas que permaneceram no clube, apenas Alex Henrique esteve presente e foi acompanhado pelos reforços, goleiros Pantera e Eduardo Castro, os zagueiros Breno e Roberto Dias, o lateral-direito Cafu, os volantes Róbson e Charles Vágner e os meias Alex Henrique e Anderson Athaíde. Além destes, a direção anunciou a chegada de mais três, dos sete jogadores que faltariam para completar as contratações. O lateral-esquerdo Santos, ex-Brusque de Santa Catarina, o meia Victor Hugo, formado no CSA e que rodou por alguns clubes do Brasil, inclusive o Grêmio e o atacante Josimar, com experiência no futebol paulista, tendo atuado no Japão e vindo por empréstimo do Lajeadense no Rio Grande do Sul. O gerente de futebol, Marquinhos Mossoró, confirmou ainda que alguns jogadores chegam durante a semana porque tiveram problemas com vôo e

devem chegar no decorrer da semana. Ainda nesta segunda, chegam o zagueiro Cléberson, o lateral-esquerdo Santos, o meia Danilo Costa e o atacante Jefferson Maranhense. Neste terça-feira chega o lateral direito Pedro Silva e na quinta-feira, os dois atacantes contratados, sendo que apenas um teve o nome confirmado, Josimar. Esses jogadores integram o elenco já na cidade de Marechal Deodoro, onde será realizada a pré-temporada. Os jogadores já instalados na capital alagoana realizam exames nesta terça-feira no CT Gustavo Paiva e na quarta-feira viajam para iniciar o primeiro período de treinos. Ainda faltam quatro nomes para reforçar o time marujo e este grupo de contratados só deve ser fechado no final do mês, tendo em vista que jogadores que interessam o CSA disputam o Campeonato Brasileiro das Série B e C.


18 a 24 de novembro de 2013

ÚLTIMAS

REVITALIZAÇÃO Segundo a secretária do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária, Solange Jurema, “o Mercado do Artesanato não é só visitado por turistas, mas também por quem vive na nossa cidade e busca algo diferente para decorar suas casas, seus negócios. Essa renovação que vem acontecendo no Mercado do Artesanato mostra o compromisso da gestão do prefeito Rui Palmeira com o artesanato, a cultura e a geração de renda em Maceió”. Em julho deste ano, o espaço recebeu o projeto “Tudo de cor para você”. O Mercado ganhou novas cores por meio de uma parceria entre a Prefeitura e a iniciativa privada. “Uma parceria como essa, com as Tintas Coral e as Casas Jardim, que possibilitou a revitalização da pintura do Mercado do Artesanato, é muito importante. Nossa intenção é fazer melhorias no local para o maceioense e também para os turistas que nos visitam. Entendemos que muitas coisas precisam ser feitas e estamos trabalhando para isso”, destacou Solange. Toda essa diversidade está à disposição de maceioenses e turistas. O Mercado Público do Artesanato está localizado no bairro da Levada e funciona das 07h às 17h de segunda a sábado e de 07h ao meio-dia aos domingos.

15

Mercado do Artesanato é opção de compras para o final do ano >>> COMÉRCIO

As lojas e corredores estão repletos de itens para quem ainda não preparou sua casa

DA REDAÇÃO

O clima de final de ano invadiu o Mercado Público do Artesanato. Nessa época, a beleza cultural e o tradicional colorido do Mercado ganham reforço com os temas natalinos. Quem ainda não se preparou para receber os festejos, pode encontrar diversas opções em decoração, vestuário e presentes no espaço gerido pela Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes). >>>

As lojas e corredores estão repletos de itens para quem ainda não preparou sua casa ou empresa e procura uma decoração mais rústica. São árvores de natal, presépios, anjos, guirlandas, estrelas, enfeites, tudo em materiais da terra. Cipó, sisal, pinhas, romãs, cabaça, trigo, bucha e cana da índia são alguns dos materiais que servem de matéria prima para uma infinidade de artigos que ganham nova vida nas mãos de artesãs como Silvia Maria. É da arte que ela tira o sustento da casa e dos dois filhos. Há 20 anos ela capricha nos mostruários de época, como a Páscoa e principalmente o Natal. Os anjos e as árvores, em especial chamam a atenção na loja dela. O conhecido pinheiro é substituído pelo bambu, ao invés de bolas de plástico ou acrílico industrializados, os adereços são naturais: casca de laranja desidratada, pinhas e pequenas cabaças.

“A decoração rústica fica muito bonita. Tem gente que vem me procurar todos os anos. Os preços variam. Uma árvore de oitenta centímetros, por exemplo, custa R$25. Já a de dois metros e meio pode chegar a R$100”, enumera a artesã.

PRESÉPIOS Os presépios em gesso, barro ou cerâmica são um atrativo à parte na Loja Padre Cícero. Lá é possível encontrar as figuras que remontam ao natal bíblico: o Menino Jesus na manjedoura, a virgem Maria, São José, os pastores e ovelhas. Tudo isso, a comerciante Aline Barros encomenda e revende. Mas basta um rápido olhar para perceber que, além desses, há muitos outros itens para os festejos. Os enfeites, in natura ou incrementados com purpurina dourada, são bastante procurados pelos clientes. Aline exibe as flo-

res de esponja vegetal e outros adereços com muito orgulho. As opções seguem distribuídas por todo o Mercado. São toalhas de mesa, cortinas, redes e rendas. Quem deseja presentear amigos e parentes pode escolher entre os enfeites para o lar, bolsas, calçados, chapéus, redes ou brinquedos artesanais confeccionados em couro, tecido, argila, coco e madeira. Mas nas duas lojas da comerciante Reyva Lanuza, a procura maior é pelos vestidos, blusas e peças que incrementem o visual, sobretudo das mulheres. Segundo ela, nesta época do ano aumenta a procura por modelos leves, porém elegantes. Para agradar todos os gostos, ela aposta na diversidade. “A cor mais procurada é a branca, que é para o Ano Novo. Por isso, nós temos vestidos em tecidos como o crepe, filé e renascença”, disse Reyva.


16

CONECTADA

por ZIRLANE FLORES zirlaneflores@hotmail.com DESTAQUE DA SEMANA

CONECTADA / CULTURA

18 a 24 de novembro de 2013

CONECTADA / “FashionDay” FASHION DAY PRÓ-AMOR é um evento beneficiente que decorre nos dias 19 e 20 de novembro no espaço Pierre Chalita. Contará com coleções de grandes lojas com grandes descontos. Uma parte da renda de sua bilheteria será revertida para o Instituto Pró-Amor, que trabalha com crianças de 2 a 7 anos. Também será concretizado o projeto “A LOJA VAZIA” do @palato24h para doações de roupas usadas.

ANIVERSÁRIO DO TEATRO DEODORO - O Teatro Deodoro comemorou nesta sexta-feira (15) os seus 103 anos com o premiado espetáculo A Marca da Água, uma peça do Armazém Cia de Teatro que teve um reconhecimento do prestigiado jornal “ The New York Times”.

Conecte-se com o Castelo Spettus Steak House, em um ambiente diferenciado, com os prazeres das Carnes Nobres e Rodízio de Frutos do Mar. Contato: (82) 3304 3100

Rua Floriano Ivo, 229 - Farol. CEP: 57055-010 - Maceió / Alagoas. Tel/ Fax: 3223-6246 - Cel. 9341-8145

afadvocaciaambiental@bol.com.br alderflores@bol.com.br afadvocaciaambiental.com.br

CONECTADA / LIFESTYLE

Aconteceu esta semana o coquetel verão de lançamento da loja Glam, ao comando com novas griffes. Sucesso total. PARABÉNS

CONECTADA / GASTRONOMIA

Parabéns á familia Divina Gula por merecido sucesso e por continuar a ser um restaurante de referência em Maceió.


Edição 173