Page 1

>>> ELEIÇÕES

ALEXANDRE FLEMING E HELOÍSA HELENA DISPUTAM ESPAÇO PARA O SENADO FEDERAL

PAG 5

Maceió, segunda-feira, 11 a 17 de março de 2013 l Ano IV l Nº 139 l R$ 1,00 l WWW.ASEMANA-AL .COM .BR

Martha Medeiros, Sheila Maluf, Silvania Barbosa e Zulnária Flores: os destaques da Semana da Mulher PAG 16 Eletrobras e o desrespeito: a população da cidade de São Luiz do Quitunde ficou na ´bronca´com o desrespeito da Eletrobras. A cidade passou 12 horas sem energia elétrica e não recebeu - conforme moradores - qualquer satisfação da direção. A revolta é grande com a empresa. Os populares cobram esclarecimentos.

Comissão nomeada por Chico Filho pode confirmar denúncias que estão sendo feitas por alguns servdiores: funcionários fantasmas, comissionados que viraram efetivos e regalias para apadrinhados políticos. Atual gestão quer passar a limpo

CÂMARA: AUDITORIA NA FOLHA PODE REVELAR IRREGULARIDADES DO PASSADO PAGS 3 E 4


2

OPINIÃO

>>> ARTIGO

Fim dos privilégios"

RENAN CALHEIROS / pResidente do senado fedeRal

N

RENAN CALHEIROS

Presidente do Senado Federal

a última semana, junto com o Presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, assinei o decreto Legislativo 210/2013. Este ato pôs fim ao indefensável pagamento de dois salários extras aos parlamentares. O que se convencionou chamar de 14º e 15º. A ajuda de custo vinha sendo paga no início e ao final de cada ano, independente de ser ou não fim de legislatura. >>>

O fim desta mordomia fora aprovado no Senado Federal em 2012 e foi ratificado pela Câmara agora no inicio de 2013. O projeto é de autoria da senadora licenciada e atual ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT-PR) e responde por uma economia anual de R$ 31 milhões. Mais do que a economia, revoga-se um privilégio injustificável. O fim da ajuda de custo é uma reiteração do compromisso do Congresso Nacional com a austeridade e eficiência. Em 2006, durante nossa gestão à frente do Senado, acabamos com o pagamento das convocações extraordinárias. Naquela época fizemos uma economia bem maior porque essa gratificação era paga a todos os parlamentares e a todos os servidores das duas Casas do Congresso Nacional. Foram economizados mais de R$ 100 milhões/ano. O Congresso vive um novo momento e está no rumo da austeridade e da transparência. Queremos fazer mais com menos, que é o propósito também da sociedade. A agenda de reformas para melhorar as práticas no Parlamento é extensa e o fim dos salários extras é apenas uma das iniciativas necessárias. Mas as grandes caminhadas começam com os primeiros passos. Desta forma, dando os primeiros passos, já extinguimos 25% dos cargos comissionados e de chefia no Senado Federal. Também não serão renovados contratos de mão de obra que representarão economias anuais de R$ 160 milhões. Outro privilégio indefensável – e já revogado – foi a extinção do serviço médico gratuito que existia no Senado Federal. A primeira parte da reforma administrativa, através de fusões, extinção de cargos e revisão de contratos, irá significar uma economia de R$ 262 milhões no biênio 2013/2014. É importante frisar, entretanto, que esta reforma não é jogo de cena e ela seguirá adiante a fim de aproximar o Congresso Nacional ainda mais da sociedade brasileira.

11 a 17 de março de 2013

A cadeira cobiçada

>>> EDITORIAL

A

cadeira que hoje pertence ao senador Fernando Collor de Mello (PTB) no Congresso Nacional será uma das mais cobiçadas no ano de 2014. Ainda é cedo para qualquer prognóstico, mas pelos discursos acalorados e pelas movimentações de bastidores se observa o quanto o lugar que hoje Collor ocupa atrai olhares. O senador petebista se estrutura para a reeleição, evidentemente. >>>

Para isto, Collor não tem medido esforços. Montou um time de primeira linha na comunicação social e - para além disto busca um maior diálogo com movimento sociais e sindicatos. Conta com a ajuda de petistas empenhados para isto, conforme informações de bastidores. Os movimentos de Fernando Collor são legítimos e fazem parte - evidentemente - do jogo. Afinal, do outro lado do tabuleiro do xadrez - também se movimentando, porém com mais cautela e mais silêncio - está o governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB). Vilela terá que se preocupar mais com as bases e com a formação do cenário que lhe garanta importantes aliados para consolidar o desejo de voltar ao Congresso Nacional. Há quem aposte que - neste sentido Vilela consiga reafirmar a aliança com o senador Renan Calheiros (PMDB), já que o peemedebista é virtual candidato ao governo. Claro que - nesta aliança - a dificuldade é acomodar outros interesses que passam pelo senador Benedito de Lira (PP) e pelo atual vice-governador José Thomaz Nonô. Ambos também sonham com o Palácio República dos Palmares. Por isto, os planos “Bês” entram em campo e são lançados por meio de noti-

luis VilaR

nhas na imprensa, apontando a candidatura ao governo do deputado federal Alexandre Toledo (PSDB), do deputado federal Renan Filho (PMDB), dentre outros nomes. Mas, o xadrez não passa apenas por Collor e Vilela. Esta semana outros nomes se colocaram - de forma mais veemente - na disputa pelo Senado Federal. Um deles é o de Heloísa Helena (PSOL). A vereadora concorreu à vaga em 2012. Entrou como favorita e acabou sendo derrotada. Ainda guarda suas cicatrizes de um processo que julga extremamente desonesto. Mas, vem “com gás” para a disputa em 2014, conforme ela mesma. Heloísa Helena diz que só não é candidata se for obrigada - por conta do apoio que vem dando a Marina Silva na formação da Rede Sustentável - a sair do PSOL. Mas, há uma disputa interna no PSOL. Alexandre Fleming - político em reta de crescimento após uma eleição em que consolidou sua imagem e alcançou 20 mil votos (maior votação do PSOL em uma disputa majoritária em Alagoas) - também está de olho nessa disputa. Caso permaneçam os dois nomes no PSOL, terá que existir prévias para saber quem representará a legenda. O potencial de Fleming - entretanto vem sendo sondado por outras siglas. O PHS já ofereceu espaço para o psolista, garantindo sua candidatura ao Senado Federal. Mas ainda é cedo para estas arrumações. Em todo caso, o quadro mostra que já são quatro pré-candidatos se movimentando no xadrez político, o que torna a cadeira ainda mais cobiçada do que quando era apenas Vilela e Collor a trocarem “afagos” na mídia com um interesse em comum.

e-mail: asemana-al@hotmail.com

EDITOR-GERAL

MiGuel oliVeiRa

DIRETOR-COMERCIAL

luCiano andReson DIAGRAMADOR

Rua Dr. Antônio Pedro de Mendonça, 73 Jaraguá Maceió / Alagoas CEP: 57030-070 Redação e Comercial: (82) 3317-0213

Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não refletindo necessariamente a opinião deste semanário.


11 a 17 de março de 2013

POLÍTICA

O enfraquecimento do Legislativo, do Judiciário, do Executivo só vem a agravar o risco das ditaduras. Temos hoje a Venezuela que vive uma falsa democracia por enfraquecimento do Legislativo

>>>

Há setores da Câmara que ainda utilizam máquina de escrever e que não há condições de trabalho

>>>

Não defendemos o teto constitucional para que se tenha mais comodidade para os vereadores. A gestão atual não tem feito outra coisa a não ser pagar contas dos débitos que ficaram. Existem contratos e eles estão aí para ser pagos. Aqui não se faz críticas

Os fantasmas que rondam a Câmara Municipal... >>> TRANSPARÊNCIA

>

Auditoria da folha pode revelar regalias dadas por antigas gestões

DA REDAÇÃO

(Com informações do Blog do Vilar)

Os próximos dois meses na Câmara Municipal de Maceió serão de espera pelo resultado de uma atualização cadastral e de uma auditoria na folha salarial do Poder Legislativo maceioense que pode indicar - se realmente a atual Mesa Diretora for a fundo regalias que eram distribuídas entre servidores apadrinhados dentro do “parlamentomirim”. Os vícios (conforme apurou o A Semana) foram cometidos por gestões passadas e resultou - inclusive - em funcionários fantasmas. Há suspeitas de casos, que devem ser apurados pelo atual presidente Francisco Holanda Filho, o Chico Filho (PP), de cargos comissionados que conseguiram entrar na lista dos efetivos sem precisar de concurso público. >>>

Os apadrinhamentos políticos dentro do parlamento-mirim fazem - conforme alguns próprios servidores que se dizem perseguidos por gestões anteriores - com que alguns funcionários que ocupam o mesmo cargo e exerçam a mesma função recebam salários diferentes. A “gratificações” de determinados servidores podem até, conforme uma fonte, ter parado no bolso de alguns edis. Algumas informações dificilmente serão comprovadas, conforme apurou o A Semana, mas podem mostrar que o Legislativo sempre teve muito mais funcionários que o necessário e que sustenta muitos que sequer vão trabalhar, mesmo depois da reforma administrativa que passou no fim da gestão do ex-vereador Galba Novaes (PRB) e que só foi feita por força de lei. A atualização cadastral e da folha salarial pode ainda mostrar uma outra realidade do parlamento-mirim: a Casa de Mário Guimarães sempre recebeu mais dinheiro do que sua necessidade. Um bom exemplo que é que na gestão de Novaes - ainda na legislatura passada - R$ 8 milhões foram devolvidos. Como se não bastasse, o próprio há indícios que de a Câmara Municipal de Maceió sempre recebeu recursos além do teto constitucional, como defende o Ministério Público de Contas (MPC).

O que de certa forma garante lastro para o descontrole, caso este venha a ser comprovado nas investigações internas que serão feitas pela Casa. De acordo com o primeirosecretário, Kelman Vieira (PMDB), tudo será acompanhando minuciosamente. Vieira é quem é o responsável pela parte administrativa da Câmara.

DUODÉCIMO Segundo o procurador Gustavo Santos, nos anos de 2010, 2011 e 2012 os valores repassados pelo Executivo foram a mais. Santos entrou com representação contra o exgestor Cícero Almeida (PSD) cobrando a devolução do recursos. A questão também está sendo levantada este ano. Já há uma discussão na base de cálculo deste ano. De acordo com o procurador, o valor do duodécimo deve ser de R$ 43 milhões. Mas, um acordo com o Executivo garante aos vereadores o repasse de R$ 50,2 milhões. Gustavo Santos também entrou com representação contra o atual prefeito Rui Palmeira (PSDB) e o presidente da Câmara Municipal de Maceió, Chico Filho, na tentativa de reduzir o duodécimo para o que seria o teto constitucional na visão do Ministério Público de Contas. Chico Filho defende que não há ilegalidade, mas apenas uma divergência em relação às receitas que entram para o cálculo.

3

Segundo o presidente, os técnicos da Câmara Municipal vão se debruçar sobre o orçamento de R$ 1,7 bilhão. Chico Filho destaca que em sua gestão vai haver total transparência, inclusive em relação ao funcionalismo. Ainda quanto ao duodécimo, Chico Filho fez a associação entre o teto constitucional e a independência da Casa de Mário Guimarães. “O enfraquecimento do Legislativo, do Judiciário, do Executivo só vem a agravar o risco das ditaduras. Temos hoje a Venezuela que vive uma falsa democracia por enfraquecimento do Legislativo”, colocou. A ligação foi à defesa dos recursos para os investimentos - segundo Chico Filho! - que garantam a independência da Casa. E aí entra na lista do investimentos que justificariam os 4,5% a TV Câmara aberta dentre outros. Chico Filho ainda revelou que “há setores da Câmara que ainda utilizam máquina de escrever e que não há condições de trabalho”. Falou ainda da manutenção do Parlamento da Praça. “Não defendemos o teto constitucional para que se tenha mais comodidade para os vereadores. A gestão atual não tem feito outra coisa a não ser pagar contas dos débitos que ficaram. Existem contratos e eles estão aí para ser pagos. Aqui não se faz críticas”. “Herdamos uma folha que foi dada aumento. Precisamos arcar com isto. Se não tivermos um orçamento para tanto, teremos que fazer cortes. Para mim como presidente seria a melhor coisa do mundo. Iria para a minha reeleição tranquila, saindo daqui de bom moço para ser candidato até a governador. Mas, tenho que ter responsabilidade com os contratos, com os funcionários”, salientou ainda, ao defender o teto constitucional do duodécimo. “A Mesa Diretora tem esta responsabilidade. Não podemos ter a irresponsabilidade de apresentar para quem está nos assistindo uma realidade que não condiz com a Casa e que será pre-judicial”, complementou ainda. Disse ainda que a LOA tem outros questionamentos a serem debatidos. “Não vejo uma nota sobre Saúde, Educação, mas só se fala em duodécimo”. (CONTINUA NA PÁGINA 4)


4 / POLÍTICA

11 a 17 de março de 2013 MELHOR NOTÍCIA

>>> Cobranças de Vieira podem tirar ‘esqueletos do passado´ do armário

CORREIO DOS MUNICÍPIOS

>>> Chico Filho destaca que será feita auditoria na folha e salienta responsabilidade

Vieira cobra esclarecimentos sobre distorções da folha salarial e “fantasmas”

O primeiro secretário da Câmara Municipal de Maceió, Kelman Vieira (PMDB),aguarda as folha salariais da Casa de Mário Guimarães dos anos de 2010, 2011 e 2012 para averiguar o teor das denúncias feitas pelos próprios funcionários. Vale lembrar que a primeira-secretaria está nas mãos dele. >>>

“Falaram até que se colocou de forma efetiva quem não era. Isto é uma imoralidade. Como também é uma imoralidade termos mais de 200 funcionários e quando eu ando por esta Casa vejo apenas 15. Se colocar ponto eletrônico, muitos funcionários vão se aposentar, porque não estão trabalhando. Muitos talvez peçam demissão porque não querem trabalhar. Estão mamando há muito tempo nas tetas deste Poder”, colocou. “Nós temos que cortar na própria carne. Não temos que compactuar com as ilegalidades que aconteceram há anos nesta Casa dos vereadores. Por que no momento da discussão do duodécimo temos que calar? Por que isto? Temos que colocar ponto eletrônico. Cobrar presença. Eu vou enfrentar, nem que eu vá para o isolamento político”, frisou. Vieira - conforme bastidores - pode abrir uma crise dentro da Mesa Diretora por conta de futuras posturas isoladas

Estamos preocupados com esta questão (distorções na folha salarial em função de possíveis apadrinhamentos) e estamos criando uma comissão para a atualização cadastral dos servidores efetivos

que ainda estão por vir e que enfrentam o grupo no qual se encontra. Afinal, indiretas não faltaram no discurso: “não tem sido fácil. Alguns vereadores colocando que eu sou ovelha desgarrada. Mas, não vim aqui para balançar a cabeça e agradar qualquer vereador. Eu vim aqui para colocar minhas convicções. Eu tenho muitas e no momento oportuno colocarei todas elas, agradando a Mesa ou não; agradando parte da bancada ou não”, destacou ainda. “Como primeiro secretário, tenho várias funções, mas zelar pelo pessoal é uma das principais. O vereador Dudu Ronalsa não precisa requerer ao presidente não, porque eu mesmo vou requerer e apurar isto como primeiro-secretário”, encerrou Kelman Vieira.

PRESIDENTE O presidente Francisco Holanda Filho, o Chico Filho (PP), destacou que o vereador peemedebista na condição de primeiro-secretário “não precisava fazer

esta menção”. Chico Filho destacou a função do edil na Mesa Diretora e o acesso dele a esta documentação justamente pelo papel que cumpre, sem a necessidade do pronunciamento na tribuna. O presidente da Câmara ainda complementou: “eu nunca me furtei a conceder qualquer documentação desta Casa. Como primeiro-secretário, o senhor terá acesso a isto”. Kelman Vieira justificou afirmando que já tentou ter acesso antes de ir à tribuna, mas recebeu a informação que a documentação só seria fornecida com ordem da presidência e que era a prática da gestão passada (quando o presidente era Galba Novaes (PRB)). Chico Filho destacou a transparência com que a Mesa Diretora tem trabalhado e a preocupação com a lisura e correção de possíveis distorções. “Estamos preocupados com esta questão (distorções na folha salarial em função de possíveis apadrinhamentos) e estamos criando uma comissão para a atualização cadastral dos servidores

efetivos”, frisou. O presidente ainda falou de auditoria na folha. De acordo com ele, os membros devem ser definidos pela Mesa Diretora. “Faremos a auditoria na folha como solicitado por Kelman Vieira (PMDB) e Dudu Ronalsa (PSDB)”. Chico Filho ainda deferiu o requerimento de Vieira para o fornecimento das folhas de 2010, 2011 e 2012. Chico Filho ainda ressaltou que Vieira pode acompanhar de perto o trabalho da Comissão que ainda não teve os membros designados. O presidente reforça o interesse em esclarecer o problema e efetuar as correções necessários. É o que disse ao se pronunciar após o peemedebista. As possíveis irregularidades na folha salarial atingem - em tese - diretamente as gestões dos ex-presidentes da Câmara Municipal de Maceió, já que os documentos citados para averiguação são as folhas salariais de 2010, 2011 e 2012. Com a palavra os ex-presidentes Dudu Holanda e Galba Novaes.

Eu nunca me furtei a conceder qualquer documentação desta Casa. Como primeiro-secretário, o senhor terá acesso a isto


POLÍTICA / 5

11 a 17 de março de 2013

Eles também querem a vaga do Senado Federal >>> ELEIÇÕES 2014

>

Heloísa Helena e Alexandre Fleming se lançam e abrem disputa interna no PSOL

DA REDAÇÃO

Se de um lado do tabuleiro do xadrez, as discussões em relação ao cenário da disputa pela única cadeira em jogo para o Senado Federal em 2014 apontam para a polarização entre o senador Fernando Collor de Mello (PTB) e o governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB), do outro lado; sem as mesmas armas, dois nomes da esquerda alagoana tentam firmar posição nesta “batalha” e também consolidarem as suas candidaturas. Trata-se da vereadora Heloísa Helena (PSOL) e de Alexandre Fleming (PSOL), que disputou a prefeitura de Maceió em 2012 e alcançou 20 mil votos.

>>>

O detalhe é que os dois pertencem ao mesmo partido e - com isto - já abrem uma disputa interna. Fleming destaca que, parmanecendo ele e Heloísa Helena no PSOL, as discussões vão para as prévias para saber quem representará a sigla na disputa. O interesse dos dois é legitimo, mas causa ainda mais ranhuras em um processo turbulento que o partido vem

enfrentando desde as eleições de 2012. Fleming e Heloísa Helena - por exemplo - não sentam na mesma mesa. Em recente entrevista, ao comentar sobre Alexandre Fleming, Heloísa Helena saiu com a seguinte frase: “não o conheço. Achei que conhecia, mas este que está aí não conheço”. Alexandre Fleming não rebateu diretamente, mas voltou afirmar seu desejo de disputar o Senado Federal. Ao assumir que é candidata ao Senado Federal, Heloísa Helena ainda classificou seus dois principais rivais em um cenário com sua candidatura. Chamou o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) de fraco e Fernando Collor de Mello de cínico. Destacou que pretende sim entrar no processo eleitoral em 2014. Disse que a derrota de 2010 foi dolorida, mas que não tem esta mesma preocupação para a próxima disputa. “Eu pretendo ser candidata ao Senado pelo PSOL”, foi com esta frase durante sua entrevista no Programa do Blog do Vilar ao Vivo, do Portal Cadaminuto, que Heloisa Helena definitivamente entra em uma corrida que tinha anteriormente os nomes do governador Teotônio Vilela Filho e do senador Fernando Collor se digladiando diariamente.

TUDONAHORA

UOL

>>> Os nomes de Heloísa Helena e Alexandre Fleming estão na disputa Heloisa falou ainda da eleição de 2010 quando foi derrotada pela corrida contra o Senado frente a Renan Calheiros e Benedito de Lira e falou, entre outras coisas, das acusações de não ter trazido verba para Alagoas “Muitos que gostavam de mim me mandavam fotos com meu nome em placas de inauguração e com relação das muitas obras que foram feitas no Estado com recursos provenientes de emendas minhas, mas jamais venderia a imagem de que eu trouxe dinheiro para Alagoas, porque isto não é verdade, se trata de dinheiro público e não do senador” disse ela. Heloisa falou ainda que se o PSOL dificultar seus planos, por conta de seu apoio e ajuda a formação do novo partido de Marina Silva, ela não poderá ser candidata. Em outras palavras: ou é candidata pelo PSOL, ou não está na disputa. FLEMING Neste ponto, Heloísa Helena parece diferir de Alexandre Fleming. O esquerdista tenta construir seus rumos dentro da sigla, mas sabe que a batalha interna pode acabar levando para outro

caminho. Logo, os diálogos com outros partidos estão abertos. Alexandre Fleming já recebeu convite do PHS e de outros partidos menores, que podem garantir ao psolista um destaque em um diretório municipal. Para Fleming, não há apenas os nomes que são ventilados na imprensa. “Seguirei firme e forte na construção de um projeto político diferente para Alagoas. Portanto, deixo registrado - diante de tantas indagações - que mantenho como projeto político coletivo e democrático minha intenção legítima de concorrer ao Senado Federal em 2014”, destaca. Alexandre Fleming acredita na possibilidade da construção de uma terceira via que faça frente às candidaturas “virtuais” do governador Teotonio Vilela Filho e do senador Fernando Collor de Mello. “Além dos nomes já ventilados pela imprensa de Alagoas e pelos próprios pré-candidatos (todos já devidamente experimentados no Senado), seguirei nesta disputa, humildemente, também como mais um pré-candidato visando dialogar com a sociedade e viabilizar um projeto de novas atitudes e importantes transformações políticas, econômicas e sociais”, destaca ainda. Fleming - vale repetir - sabe da batalha interna dentro do partido e das arestas que ficaram após o término da campanha de 2012, com trocas de farpas públicas entre psolistas. Mas, afirma: “para aqueles que seguem acreditando que “nada é impossível de mudar”, sigam torcendo, pois, como diria Victor Hugo: “o futuro têm muitos nomes. Para os incapazes o inalcançável, para os medrosos o desconhecido, para os corajosos a oportunidade”.


6 / POLÍTICA

11 a 17 de março de 2013

Paulão critica escolha de pastor para a Comissão de Direitos Humanos >>> CONGRESSO NACIONAL

>

Apesar do acordo ter envolvido o PT, petista não concorda com nome de Feliciano

O deputado federal Paulo Fernando dos Santos, o Paulão (PT) - mesmo sendo petista - condena a indicação do pastor e parlamentar Marco Feliciano (PSC/SP) para a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal. O partido é aliado da base da presidenta Dilma Rousseff (PT) e as composições são defendidas como forma de garantir “governabilidade”.

>>>

Mas, as polêmicas declarações do pastor são o suficiente para críticas de todos os lados, inclusive de setores do próprio PT, como na nota divulgada pelo deputado federal Paulão. O parlamentar alagoano se solidariza com os “movimentos sociais organizados que lutam por reparação e implementação de direitos”. “A Câmara dos Deputados vive um momento difícil na escolha do novo presidente da Comissão de Direitos

Humanos – CDH, em seus 18 anos de atuação, esta Comissão nunca vivenciou um momento tão deplorável para as pessoas em seus direitos violados. O papel da comissão é receber e investigar denúncias de violações de direitos humanos, discutir e votar propostas na área”, explicou o petista. Para Paulão, o deputado federal Marco Feliciano “por ter já se postulado inimigo público e declarado de minorias estigmatizadas e ter um discurso público que estimula a violação da dignidade humana de vários grupos sociais, fere totalmente a Constituição Brasileira”. “Não é possível presidir uma Comissão de Direitos Humanos e Minorias, um parlamentar que disse que o problema da África negra é "espiritual" porque "os africanos descendem de um ancestral amaldiçoado por Noé", alimentando uma interpretação racista da Bíblia, que no passado este argumento foi usado

Fernando Collor propõe que STF tenha 15 ministros com mandato de 15 anos O Supremo Tribunal Federal (STF), corte que exerce a função de guardiã da Constituição, tem hoje 11 ministros. Poderá passar a ter 15. Atualmente, um indicado precisa ter ao menos 35 anos para ser ministro do STF. A idade mínima pode passar a ser 45 anos. Essas são algumas mudanças contidas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 3/2013, do senador Fernando Collor (PTB-AL). A matéria aguarda indicação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

>>>

Segundo o senador, a ideia de aumentar o número de ministros decorre da crescente demanda na mais alta corte do país. Outra

mudança sugerida pelo senador é que cada ministro do STF tenha mandato de 15 anos. Na justificativa da matéria, Collor argumenta que “a investidura por mandato tem por objetivo garantir a necessária atualização ideológica nas linhas construtoras das decisões do STF, mediante a renovação de seus quadros”. A proposta também toca na forma de aprovação do nome indicado. A Constituição determina que o nome de um ministro do STF precisa ser aprovado no Senado Federal por maioria absoluta, ou seja, um mínimo de 41 votos. Pela proposta de Collor, esse quórum sobe para dois terços, o que significa o mínimo de 54 votos. Segundo o senador, “a prescrição de dois terços do Senado para a aprovação do nome

TRIBUNA LIVRE

>>> Apesar do acordo com a base, Paulão faz duras críticas ao nome do pastor

para justificar a escravidão de negros e índios no Brasil. Este mesmo deputado defende um projeto de lei para obrigar o Conselho Federal de Psicologia a aceitar a suposta "terapia de cura da presta-se a consolidar uma maioria efetivamente representativa da vontade da Câmara Alta do Congresso Nacional quanto ao indicado”. Outra mudança sugerida prevê que a aposentadoria dos magistrados, com proventos integrais, será voluntária aos 70, e compulsória aos 75 anos de idade, ou, no caso de ministro do STF, ao final do mandato. RESTRIÇÕES A PEC de Collor também prevê a criação de uma lista quádrupla de indicados a ser submetida à Presidência da República. Dessa lista, sai o nome escolhido do presidente, que ainda será submetido à aprovação do Senado. Pelo texto, um nome seria indicado pelos tribunais superiores e outro pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Um nome do Conselho Nacional do Ministério Público e outro do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) completariam a lista. O texto ainda cria

homossexualidade”, relembra ainda Paulão. Pelo visto, as discussões envolvendo Marco Feliciano ainda devem render muito na Câmara dos Deputados e fora dela.

uma série de restrições para a indicação. Não poderá integrar a lista quádrupla quem, nos quatro anos anteriores, tenha ocupado cargo de ministro de Estado, presidente de agência reguladora ou advogado-geral da União. Também estará excluído quem tiver exercido mandato eletivo no Congresso Nacional ou quem tenha sofrido condenação criminal por órgão colegiado. Na visão de Collor, as restrições visam a eliminar, ou reduzir ao mínimo, a influência política “que se possa pretender usar para pavimentar o acesso à elevada condição de ministro da Suprema Corte brasileira”. Outra matéria com propostas de mudanças no STF também tramita no Senado. Trata-se da PEC 44/2012, de autoria do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), que também cria restrições aos indicados e prevê a criação de uma lista sêxtupla para a escolha do nome. A matéria aguarda designação de relator na CCJ.


POLÍTICA / 7

11 a 17 de março de 2013

Ausência de prestação de contas faz com que repasse de merenda seja suspenso >>> PREFEITURA MUNICIPAL

>

Problema ocorreu devido “herança” deixada. Equipe de Rui busca solução para o caso

de corrupção, o contrato foi cancelado pela prefeitura.

REDAÇÃO

O prefeito Rui Palmeira (PSDB) tem enfrentado sérios problemas para garantir a continuidade dos serviços da Prefeitura Municipal de Maceió. Os graves desafios se dão em função da “herança maldita” - já denunciada ao Ministério Público Estadual - deixada pela antiga gestão. >>>

Agora, mais um problema: por conta da ausência de prestação de contas da aplicação dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) nas escolas de Maceió, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) resolveu suspender o repasse de

quase R$ 1 milhão em recursos para a Secretaria Municipal de Educação nos meses de outubro e novembro. A prestação de contas ausente é referente ao ano de 2006 e - conforme apurou o A Semana - pode arrecadar em um “rombo” para atual gestão cobrir. Este é mais um desafio para o prefeito Rui Palmeira. Há indícios de que o problema pode ter sido causado pela de-

scontinuidade das políticas da antiga gestão, já que foram 13 mudanças de secretários municipais durante os oito anos. Também na gestão de Cícero Almeida, o MP apurou irregularidades na terceirização da merenda escolar por meio de contrato com a empresa SP Alimentação, firmado no começo da administração de Almeida. Após denúncias

REGULARIZAÇÃO Visando organizar os repasses do PNAE para Maceió, a Secretaria Municipal de Educação informou em nota que a secretária Ana Dayse Dorea e o prefeito Rui Palmeira já estiveram pessoalmente no Ministério da Educação e já começaram a regularizar as pendências na prestação de contas deixadas por Cícero Almeida e equipe. Durante a visita ao MEC, a secretária apresentou a prestação de contas de 2006 e conseguiu a suspensão da penalidade imposta a Maceió, enquanto a prestação de contas estaria sendo analisada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Com a ação, o repasse dos recursos para alimentação escolar referentes à primeira parcela de 2013 está programado para 20 de março. Visando minimizar o impacto dessa suspensão dos recursos da alimentação escolar, a Semed está antecipano a contrapartida do Município para a compra de alimentos.

Vereadores alagoanos vão debater reforma política em Brasília

Vereadores alagoanos estarão mobilizados durante os dias 12, 13 e 14 de março em Brasília. A iniciativa é da União dos Vereadores de Alagoas (Uveal) e tem objetivo de acompanhar de perto a construção da reforma política em andamento no Congresso Nacional. Vereadores de outros estados também confirmaram que estarão mobilizados durante esses três dias.

>>>

Representantes de praticamente todos os municípios já confirmaram presença. O embarque dos edis está programado para a tarde desta segunda-feira rumo ao Distrito

Federal (DF). A Uveal estima que ao menos 400 vereadores estejam mobilizados nessa frente. De acordo com o presidente da entidade vereador por Cacimbinhas, Hugo Vanderley entre outras reivindicações que serão defendidas está “a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que tramita no Congresso Nacional, e versa sobre o salário do vereador em cidades de até 50 mil habitantes”, antecipou. Para ele “o momento é importante porque é uma excelente oportunidade do vereador se articular, inclusive com a bancada de Alagoas em Brasília para efetivar os

pleitos da categoria no contexto dessa reforma política, assim como, fazer frente aos pontos considerados desfavoráveis ao edil”, acrescentou Vanderley. “A intenção é discutir de perto como o texto desta reforma está sendo construído, principalmente diante dos fatos que já foram divulgados pela imprensa, como a perda de alguns direitos que podem inclusive enfraquecer o papel do vereador que é considerado o político mais próximo do povo”, comentou o vice-presidente da Uveal e vereador por Palmeira, França Junior. O presidente regional Uveal e vereador por Palmeira dos Índios, Júlio Cezar avalia

que “essa iniciativa da Uveal de mobilizar os vereadores para debater a reforma política reúne e atualiza a categoria entorno dessa discussão importante, em função da dúvida e da polêmica existente”, considerou. Dentre alguns compromissos agendados pela Uveal nesses três dias estão: reunião com a bancada federal de Alagoas; encontro com o Presidente do Senado, Renan Calheiros, etc. Na semana passada, Hugo Vanderley e vereadores foram recebidos pelo governador, Teotonio Vilela Filho, que já antecipou que apoiará as reivindicações da categoria.


8

CIDADES Alagoana Miss Teen Mundo >>> BELEZA

Hemoal pede doação de plaquetas

O Hemocentro de Alagoas (Hemoal) não possui plaquetas para atender aos hospitais e maternidades públicas do Estado. Esta realidade está prejudicando o atendimento a recém-nascidos prematuros e crianças com leucemia, além de pacientes com anemia falciforme e vítimas de acidentes de trânsito ou de armas branca e de fogo. >>> Para evitar que pacientes morram em decorrência da falta de transfusão de sangue ou plaquetas, a direção do Hemoal apela por doações. Segundo a diretora do órgão, Verônica Guedes, as plaquetas são hemocomponentes que impedem hemorragias sanguíneas. Mas, em razão da leucemia e das infecções desencadeadas em recém-nascidos, o organismo tem dificuldade em produzi-las, provocando sangramentos, dores de cabeça, palidez e manchas roxas na pele. “As plaquetas, produzidas pela medula óssea, são imprescindíveis para crianças com leucemia, que passam por quimioterapia e radioterapia, além dos recém-nascidos prematuros. Um dos nossos principais consumidores é a Maternidade Escola Santa Mônica, que necessita de plaquetas para tratar das infecções dos bebês, evitando que eles venham a ter sangramentos e evoluam para óbito”, evidenciou Verônica Guedes.

11 a 17 de março de 2013

apresentará concurso de Mini Miss >

Camila Rocha é considerada a jovem mais bela do mundo e segue para novo desafio

Não é novidade que Alagoas é conhecida pelas suas belas praias e pelo seu povo hospitaleiro. Porém nosso Estado tem se destacado a nível nacional devido a beleza e preparação de suas representantes nos concursos de Miss. E não poderia ser diferente pois a jovem considerada mais bela do mundo é alagoana, nossa Camilla Rocha, Miss Teen Mundo 2012. >>>

E com toda a sua simpatia e beleza, Camilla foi escolhida para apresentar o concurso Mini Miss Brasil Oficial, que acontecerá em abril, no período de 24 à 30 de abril. O concurso tem grande visibilidade midiática e já revelou grandes celebridades. Falando ainda desse concurso, desde o mês de novembro que a coordenação nacional representada por Brunno Job junto com a coordenadora Estadual Juliana Rocha, vêm observando e selecionando meninas para serem as representantes do nosso estado na etapa nacional. Após vários testes de passarela, oratória, fotogenia, comportamento social, simpatia e elegância, o processo seletivo foi concluído. Obanize Guedes, 17 anos, é a mais nova Miss Alagoas Juvenil e Rebeca de Lima, de apenas 7 anos, Mini Miss Alagoas, ambas oficiais para o ano de 2013. A cerimônia de coroação aconteceu nesse sábado, as 15 horas na loja As Marias, que promoveu a festa e vestiu as misses, em parceria com Lívia Costa Comerce e Loja Pieds, completando o look das meninas com acessórios

o jornal a semana

pode ser acessado também pela internet, por meio do endereço eletrônico www.asemana-al.com.br

de luxo e belos sapatos, respectivamente, além da Sabor de Bis que contribuiu para o coquetel servido ao término do evento. As beldades receberam as faixas e coroas pelas mãos da Miss Teen Mundo Camilla Rocha, representante da coordenação Nacional do concurso. Estiveram presentes várias celebridades, entre elas a Miss Brasil Costa do Pacífico Gabriela Garrido, Miss Teen Pará Gabriela Ribeiro, Miss Igaci Débora Silva, Miss Alagoas Plus Size Luisa Bastos, Anne Karoline Miss Alagoas Infantil 2011, a modelo Evellyn Viana, fotógrafos, personalidades da mídia,representantes de moda de Sergipe, entre outros.

MISSES As misses alagoanas Obanize Guedes e Rebeca Lima são estudantes de escola pública, de origem simples e família humilde. Obanize

irá cursar música pela UFAL, é professora em uma ONG e toca quatro instrumentos musicais. Rebeca faz segundo ano do ensino fundamental, tem uma passarela impecável,dona de um carisma inigualável, além de espalhar carinho por onde passa. Ambas sonham serem reconhecidas mundialmente levando a bandeira de Alagoas na bagagem e no coração. Sem qualquer apoio do governo para viajar e representar nosso Estado, as belas vendem rifas, fazem bingos e contam com o apoio essencial dos parceiros que contribuem para a produção das mesmas. Portanto, em abril mais uma vez nosso Estado será Destaque Nacional no maior concurso de beleza do país, espalhando simpatia, beleza e profissionalismo através das nossas misses. Vamos torcer Alagoas!


11 a 17 de março de 2013

Casa de Custódia de Arapiraca está impedida de receber novos presos

>>> SEGURANÇA

>

Essa é a 2ª vez que o local fica impossibilidado de receber custodiados

PORTAL SETE SEGUNDOS

Pela segunda vez em menos de um mês, a Casa de Custódia de Arapiraca está impossibilitada de receber novos presos. A medida, dessa vez determinada pelo juiz da Vara de Execuções Penais da cidade, João Luiz Azevedo, foi posta em prática desde a última quinta-feira (07). De acordo com o coordenador da unidade, Jorge Samuel de Oliveira, a situação se dá porque o magistrado entendeu que a situação pode acarretar problemas. Mais uma vez, a justificativa para o veto de novos custodiados é a superlotação da unidade. >>>

Sofrendo há algum tempo com o número alto de presos, o local chegou a contar, na última semana, com um quadro de 173 custodiados, o maior número desde que a Casa foi inaugurada, há dois anos e nove meses. Nos últimos dias, o número foi reduzido e chegou a 160; a quantidade máxima é de 90 presos. Oliveira afirmou que o veto a entrada de novos custodiados será mantido até que a situação seja normalizada. Ele disse, ainda, que não há previsão de quando a unidade voltará a receber novos custodiados. O coordenador destacou que a Polícia Civil “está tomando todas as medidas possíveis para a resolução do problema. Eles se mostraram bastante preocupados”.

Dilma zera taxas de produtos da cesta básica e espera desconto de até 12,5% A presidente Dilma Rousseff anunciou a desoneração de impostos federais sobre todos os produtos da cesta básica. A medida passou a valer nesta noite com a publicação no Diário Oficial da União de uma medida provisória que zera o PIS/Cofins e um decreto que isenta o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre determinados itens. O anúncio foi feito em decorrência do Dia Internacional da Mulher em cadeia de rádio e televisão. "Conto com os empresários para que isso signifique uma redução de pelo menos 9,25% no preço das carnes, do café, da manteiga, do óleo de cozinha, e de 12,5%, na pasta de dentes, nos sabonetes, só para citar alguns exemplos", disse Dilma. >>>

"Espero que isso baixe o preço desses produtos e estimule a agricultura, a indústria e o comércio, trazendo mais empregos. Com esta decisão, você, com a mesma renda que tem hoje, vai poder aumentar o consumo de alimentos e de

produtos de limpeza, e ainda ter uma sobra de dinheiro para poupar e aumentar o consumo de outros bens", afirmou a presidente em um trecho do pronunciamento. Alguns itens da cesta básica já eram isentos de impostos federais, como arroz, feijão, frutas, legumes, entre outros. O anúncio, no entanto, vai impactar diretamente produtos alimentícios e de higiene pessoal com alíquota que podia chegar a 12,5% no caso do PIS/Cofins e 5% no caso do IPI. "Não será cobrado mais nenhum imposto federal sobre carnes bovina, suína, aves e peixes, nem sobre o café, o açúcar, o óleo de cozinha, a manteiga, o sabonete, o papel higiênico e a pasta de dentes", elencou Dilma, acrescentando que isso "significa que todos os produtos da cesta básica estão livres de impostos federais". Com a desoneração dos itens da cesta básica, o governo deixará de arrecadar R$ 5,5 bilhões em impostos federais em 2013 e R$ 7,3 bilhões por ano a partir do ano que vem.

Da primeira vez em que a Casa foi impedida de receber novos presos, Jorge Samuel relatou que há celas que comportam 24 pessoas. “A situação é de desconforto geral. A capacidade máxima seria de 90 (detidos), mas isso já extrapolando o limite mesmo; e agora, nós temos mais de 160”, destacou o coordenador.

ESVAZIAR DELEGACIAS O coordenador lembrou que a Casa de Custódia foi criada para esvaziar as delegacias da região, já que a unidade recebe presos de nove municípios. Em seguida, ele ressaltou o problema pelo qual Arapiraca está passando, tendo em vista que a Central de Polícia não tem carceragem – e serve apenas para manter os detidos de forma temporária – e o presídio Desembargador Luiz de Oliveira Souza também está superlotado. “A Polícia Civil e a Militar está trabal-

CIDADES / 9

hando. Esse é o resultado. Hoje, tem entrada mais do que saído; chegamos ao limite de ocupação”, acrescentou. Para amenizar as dificuldades, a coordenação da unidade não pode vetar alguns benefícios dos presos, a exemplo das visitas. “Imagine você 160 custodiados e a família de todos eles vindo visitá-los. Apesar de ser uma grande quantidade de gente, não tem como impedir”, afirmou Oliveira. Outro risco que a Casa precisa enfrentar é o tempo em que os detentos ficam no pátio. De acordo com Jorge Samuel, o correto seria que eles voltassem para as celas às 17h, mas o retorno só acontece às 21h “porque é uma tortura ficar em uma cela com mais 20 pessoas durante tanto tempo, então nós nos arriscamos mais com esse tipo de medida, mas não podemos fazer o contrário”, alegou o coordenador.

ESPAÇO PIERRE CHALITA FESTAS E EVENTOS

PRAÇA MANOEL DUARTE, 45, 57030-105, PAJUÇARA, MACEIÓ/AL FONES: (82)3327.9992 / 9351.0101


10 / CIDADES

11 a 17 de março de 2013

Programa SOS Emergências: a busca por uma solução para o caos no HGE >>> SAÚDE

>

Objetivo é reduzir filas e o tempo de espera por atendimento na unidade de Alagoas

NEIDE BRANDÃO E UBIRAJARA RODRIGUES Colaboração

O Programa SOS Emergências, criado pelo Ministério da Saúde (MS) para qualificar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), vai investir no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió. Com o credenciamento no programa, a unidade hospitalar recebeu R$ 3 milhões. Além deste recurso, o Ministério da Saúde também vai destinar mais R$ 3,6 mi-lhões anuais para o custeio do hospital. >>>

Com este programa, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) pretende reduzir filas e o tempo de espera por atendimento na maior unidade de urgência e emergência do Estado. A cerimônia de inclusão do HGE no SOS Emergências aconteceu na quinta-feira (7), no Hotel Nacional, em Brasília, e contou com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, do diretor de Atenção Hospitalar da Sesau, Rogério Barbosa, e da diretora do HGE, Verônica Omena. “A partir de agora, o governo federal, os gestores municipais e estaduais promoverão o enfrentamento das principais necessidades do HGE e qualificarão a gestão. Em seguida será ampliado o acesso aos usuários em situações de urgência, garantindo atendimento ágil, humanizado e com acolhimento”, explicou a diretora. Verônica Omena esclareceu, ainda, o trabalho do Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH), instituído recentemente na unidade hospitalar. Segundo ela, NAQH é responsável pelo diagnóstico das principais dificuldades relacionadas à porta de entrada de emergência. “O núcleo aponta as medidas a serem adotadas e é formado por um

representante do Ministério, o apoiador local. Também compõem o Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar, os gestores do HGE, e das secretarias estadual e municipal e de saúde”, explicou a diretora da unidade, ao informar que, no prazo de 30 dias, o NAQH do HGE irá realizar um diagnóstico em relação ao mapeamento de leitos, e também da capacidade de ampliação da rede de atendimento domiciliar do município, que passará a receber recursos federais. Segundo a diretora do HGE, para qualificar a assistência serão adotadas medidas para melhorar o acolhimento e a classificação de risco dos pacientes, auxiliando o acolhimento na unidade hospitalar. Também será organizada a gestão de leitos e o fluxo de internação, proporcionando o funcionamento articulado com os demais serviços de urgência e emergência, a exemplo do Samu, Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e os serviços de Atenção Básica, além da implantação de protocolos clínico-assistenciais e administrativos.

O PROGRAMA A presidenta da República, Dilma Rousseff, e o ministro Padilha lançaram, em novembro de 2011, a iniciativa, que integra a Rede Saúde Toda Hora, que atualmente já abrange 12 hospitais de grande porte, localizados em dez capitais: Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Brasília (DF), Belo Horizonte (BH), Goiânia (GO), São Paulo, Porto Alegre (RS) e Ananindeua (PA). Até 2014, o programa vai alcançar os 40 maiores prontos-socorros brasileiros, abrangendo todos os 26 estados e o Distrito Federal (DF). Os hospitais selecionados são referências regionais, possuem mais de 100 leitos, têm pronto-socorro e realizam grande número diário de internações e atendimentos ambulatoriais. O programa SOS Emergências integra os

serviços da Rede Saúde Toda Hora que engloba o Samu 192, Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), Salas de Estabilização, serviços da Atenção Básica e Melhor em Casa. De acordo com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o SOS Emergências faz parte de um conjunto de ações do MS para diminuir o tempo de espera por atendimento nos serviços da rede pública. “Sempre digo que o programa tem dia para começar, mas não tem data para acabar. Melhorar o atendimento e reduzir a espera é uma prioridade, uma obsessão do Ministério da Saúde”, afirmou, destacando que nos 12 hospitais que já aderiram ao programa, já houve diminuição na fila e na superlotação.

REDE O programa prevê ainda o repasse de R$ 200 mil para o custeio da qualificação do atendimento na unidade hospitalar. A ideia é contribuir com o

aprimoramento da gestão e profissionais que fazem atendimento aos usuários. Para isso, foi firmada parceria com os Hospitais de Excelência no Brasil - Sírio Libanês, Albert Einstein, Hospital do Coração, Samaritano, Alemão Osvaldo Cruz e Moinhos de Vento – e com o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into). Para o HGE foi selecionado como hospital excelência o Hospital Samaritano. A participação se dará por meio de levantamento de necessidade e plano de trabalho individualizado por hospital, que poderá utilizar-se da Telessaúde, ferramenta de comunicação à distância que presta teleconsultoria, segunda opinião médica e capacitação à distância, além de outras formas de processos de formação em temas de relevância para a unidade.


11

11 a 17 de março de 2013

CULTURA

OBJETIVOS Dentre os objetivos do projeto destacam-se a valorização do humor, dos profissionais da área e a busca por demonstrar que a cultura do entretenimento pode ser uma das soluções para as mais diversas questões sociais e de saúde. “Rir faz bem a alma e é o que queremos fazer todos rirem e aproveitar o lado divertido da vida”, disse o idealizador do evento, Fábio Atual. De acordo com Fábio Atual o projeto sempre terá um viés social para atrair ao público, especialmente, os estudantes de escolas públicas. Serão arrecadados também alimentos perecíveis e outros donativos para serem distribuídos às instituições de caridade alagoanas. Quem quiser obter informações ou participar das apresentações pode ligar para assessoria do evento: 82 81481710 / 82 3034-7443.

E isso é comédia... >>> TEATRO

Lançamento do projeto será no próximo dia 28 de > março, às 19h30

G

anha cada vez mais espaço no Brasil, a cultura do entretenimento, por meio de apresentações artísticas de comédia stand up, improviso, além de esquetes e peças teatrais que têm como foco o humor. >>>

Para alavancar esta vertente em Alagoas, artistas locais e convidados vêm aos poucos se unindo para promover ações culturais em bares, restaurantes e teatro. Um dos projetos que nasce dessa busca é o “E isso é comédia?!”, que ocorrerá quinzenalmente, às quintas-feiras, no Teatro Linda Mascarenhas. O lançamento será no próximo dia 28 de março, às 19h30, com a participação do comediante pernambucano Gustavo Pardal, que foi vencedor da maratona de humor e finalista de stand up comedy de um programa nacional. Além dos comediantes locais: Fábio Atual, Fernando Peron e Ed Gama. O segundo espetáculo será no dia 11/04, com a participação do grupo sergipano “Imprevisíveis”, que faz a arte por meio do improviso, a platéia pede e eles executam com humor. Além da participação dos atores Paulo Sarmento e Naeliton Santos, que farão respectivamente um espetáculo com os personagens Zé da Budega e Cremilda. Os próximos espetáculos serão divulgados posteriormente e enviados para que a mídia divulgue na agenda cultural, uma vez que o projeto será um calendário fixo de humor, no Teatro Linda Mascarenhas.


12 / PUBLICIDADE

11 a 17 de marรงo de 2013


11 a 17 de março de 2013

ÚLTIMAS

Renan comemora recuo da inflação devido à energia mais barata

No Alto Sertão de Alagoas, ao fazer sua segunda visita ao Estado após ter assumido a Presidência do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) comemorou o recuo da inflação no mês de fevereiro devido à energia que está agora mais barata para todos os consumidores brasileiros – residenciais e industriais. >>>

O senador estava acompanhado do ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, entre outras autoridades, participando da inauguração da 31ª agência do INSS em Alagoas, que beneficiou o município de Ouro Branco, no Alto Sertão alagoano. Minutos antes da inauguração, Renan tomou conhecimento da inflação divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) apresentou variação de 0,60% em fevereiro, recuando 0,26% em relação ao de janeiro. De acordo com o IBGE, a redução na conta de luz foi a principal razão da desaceleração dos preços. “O alívio na conta da luz faz bem para o bolso do trabalhador e para as contas do governo, que tem de manter a inflação dentro da meta. Precisamos ter coragem e propor novas desonerações para ajudar o país na retomada do crescimento”, comemorou o presidente do Senado em Ouro Branco.

13

Conclave pode ter duração curta e consenso, indica Vaticano >>> NOVO PAPA

>

Escolha do novo líder do catolicismo inicia nesta terça-feira, dia 12

O conclave, que começa na terça-feira (12), pode ter resultado rápido e com consenso. Porém, é impossível arriscar quanto tempo levará. Mas a indicação sobre o curto prazo de duração foi dada pelo porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi. Ao detalhar os assuntos da oitava reunião antes do conclave, Lombardi admitiu que há um esforço entre os 115 cardeais, com direito a voto, em buscar um nome comum.

>>>

“[A expectativa é a] rápida convergência de alguns candidatos”, disse o porta-voz, sem sinalizar quem são os candidatos com mais chances de consenso. Nas ruas, italianos e fiéis de várias nacionalidades fazem apostas. Assunto que é repetido pelas emissoras italianas de televisão em programas de debates e telejornais. Os ambulantes que vendem objetos religiosos dentro da área do Vaticano e próximos à Basílica de São Pedro preferem apostar em nomes consagrados. Nas banquinhas dos ambulantes é possível comprar terços, rosários e estatuetas com as imagens do papa João Paulo II (que morreu em 2005) e do emérito Bento XVI. “Os brasileiros gostam muito de comprar esses rosários aqui [mostra

>>> Cardeiais iniciam processo para a escolha do próximo papa nesta terça

ele], que são bonitos e cheirosos. Tem o rosto do papa beato João Paulo II”, disse Marco Giorgi, vendedor ambulante, nos arredores da basílica, ao tentar convencer a equipe da EBC a comprar seus produtos.

ELEIÇÃO A eleição do papa emérito Bento XVI, em 19 de abril de 2005, ocorreu na primeira votação, lembrou o porta-voz. Lombardi disse ainda que

logo após a votação e o “sim” do cardeal Josef Ratzinger à sua escolha, foi vista a fumaça branca em sinal do fim do conclave e da eleição do papa. De acordo com o Vaticano, podem ocorrer até 34 votações em um total de 11 dias. Caso não seja obtido o consenso de dois terços dos votos em favor de um nome, é estabelecido um prazo para orações e reflexões, e aberta uma votação entre os dois que conseguiram mais votos.


14

ESPORTES

11 a 17 de março de 2013

>>> COPA NORDESTE 2013

FICHA TÉCNICA

Copa do Nordeste 2013 – final – jogo de ida Jogo: ASA 1 x 2 Campinense Gols: ASA- Wanderson, aos 48’ do 2T/ Campinense- Tiago Granja, aos 5’ do 1T e Jefferson Maranhense, aos 14’ do 2T Local: Estádio Municipal, ArapiracaAL Data: 09/03 (domingo) Hora: 16h Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (CBF-RN) Auxiliar 1: Cleriston Clay Barreto Rios (Asp.FIFA-SE) Auxiliar 2: Clóvis Amaral da Silva (CBF-PE)

asa: 1- Gilson 5- Fabiano (13-Pedro Silva, aos 35’ do 1T) 3- Tiago Garça 4- Edson Veneno 2- Osmar (18-Diego, aos 41’ do 2T) 7- Cal 8- Jorginho 10- Didira 6- Chiquinho 11- Rodrigo Dantas (17-Wanderson, aos 17’ do 2T) 9- Léo Gamalho técnico: Leandro Campos

CaMpinense: 1- Pantera 2- Tiago Granja (14-Edimar, aos 26’ do 2T) 3- Anderson Rosa 4- Roberto Dias 6- Panda (15-Danilo Portugal, aos 19’ do 2T) 5- Edvânio 8- Gleybson 7- Dedé 10- Bismarck (17-Willian, aos 32’ do 2T) 11- Jefferson Maranhense 9- Zé Paulo técnico: Oliveira Canindé

ASA perde em casa, mas torcida segue confiante Jogando ao lado do seu torcedor, alvinegro queria levar a vantagem para a grande decisão na > casa do adversário

PAULO VICTOR CORREIA

Tentando vencer bem para levar a vantagem para a grande decisão da Copa do Nordeste, o ASA acabou fazendo o contrário e perdeu para o Campinense por 2 x 1 na tarde deste domingo (10), pelo jogo de ida da final. O duelo teve transmissão das Rádios Pajuçara FM 101,9 Arapiraca e 103,7 Maceió e do TNH1. >>> No primeiro tempo, os dois times não queriam saber de perder tempo e tocavam a bola com rapidez, explorando mais as

laterais para buscar o gol. Aos 5 minutos, Tiago Granja recebeu um lançamento na medida, ficou cara a cara com Gilson, e chutou no canto para abrir o placar para o time paraibano. Com mais posse de bola, o ASA estava um pouco melhor do que o Campinense, só que quando criava a conclusão não saía perfeita. Por outro lado, a equipe visitante tocava a bola com tranquilidade, marcando forte e tentava contra-atacar aproveitando os erros do alvinegro. Nos minutos finais da primeira etapa, o alvinegro até que insistia, chegou a acertar duas bolas na trave, só que também pecava muito nos passes e facilitava a vida da Raposa, que estava bem fechada na defesa. Desta forma, a equipe alagoana foi para o intervalo perdendo. No segundo tempo, o ASA partiu para cima, mas o Campinense manteve a postura de jogar bem fechado, marcando forte, e tentando o contra-ataque. Como estava com a vantagem no marcador, a equipe paraibana gastava o tempo que podia, enquanto o Fantasma fazia de tudo para buscar o empate, mas os chutes não

assustavam tanto o arqueiro adversário. Aos 14 minutos, Gleybson lançou para Zé Paulo, que tirou de Gilson e deixou para Jefferson Maranhense ampliar para os paraibanos. O cenário da partida não mudava, entretanto o tempo passava e o alvinegro não conseguia seu gol. Criando muito pouco, apesar de estar com quase todos os atletas no setor ofensivo, o time da casa não se encontrava na frente e assustava pouco. Só que aos 48 minutos, Wanderson invadiu a grande área, driblou todo mundo e chutou no canto, diminuindo para o Fantasma. O gol encerrou a partida e deu mais esperança ao alvinegro para o outro jogo. Com o placar de 2 x 1 para o Campinense, o ASA precisará vencer por pelo menos 3 x 2 no jogo da volta, domingo que vem em Campina Grande, para conquistar o inédito título de campeão da Copa do Nordeste. Se o alvinegro vencer pelo mesmo placar, a decisão vai para os pênaltis.


11 a 17 de março de 2013

O

OPINIÃO

COM

MaRlon aRaÚJo majormarlon@hotmail.com

COMEÇOU...

hexagonal do Campeonato Alagoano começou. A tendência é que o nível técnico seja melhorado quando compararmos a situação da 1ª fase. Todas as equipes devem apresentar um plus em termos de qualidade.

>>>

COMEÇOU... (1) Sem analisar os resultados da 1ª rodada, avalio que o ASA é o melhor time. Não significa que já é o campeão, mas é mais time que todos os outros. CRB e CSA possuem novas equipes e ainda vão precisar serem melhor testados. Murici e Corinthians se equivalem e viverão momentos de subida e de queda. Já o CEO é franco atirador e que lhe deixa muito a vontade para surpreender. OBRIGADO O sentimento é de agradecimento. Tenho cobrado intensamente uma melhoria nas condições da pista de cooper de orla de Maceió. Após interagir pelas redes sociais, o prefeito Rui Palmeira e o vereador Eduardo Canuto providenciaram o inicio das melhorias. Nada melhor do que reconhecer e ofertar um muito obrigado.

EU JÁ FALAVA Não vou avaliar o resultado do primeiro jogo entre ASA e Campinense, nem o titulo se ficará Arapiraca ou em Campina Grande. Para mim, continuo afirmando com todas letras: o ASA é o grande time do futebol alagoano. Em todos os sentidos, o ASA tem mostrado o crescimento e as características do grande. Parabéns ASA Gigante.

VÍSCERAS EXPOSTAS Foi triste ver os dois maiores poderes do CRB se digladiando entre si. Vejo que Marcos Barbosa aparentemente está fragilizado no fórum em que se tomam as decisões do clube. Em virtude disto, puxou para o seu lado o torcedor, principalmente, aquele ligado as torcidas organizadas. Sem o mesmo respaldo popular, o conselho deliberativo está documentado e encaminhou os dois processos, Severiano Gomes Filho e Beer CRB, ao Ministério Publico. Espero que o CRB não saia deste processo chamuscado.

ESPORTES / 15

CSA vence CEO por 2x0 e divide a liderança com Murici >>> ALAGOANO 2013

Nas estreias de quatro reforços, time azulino mostra melhor qualidade e consegue vitória justa no Rei Pelé >

BRUNO SORIANO

CLAUDEMIR ARAÚJO

Gazetaweb

O CSA começou bem o hexagonal do Campeonato Alagoano de 2013, vencendo o CEO por 2x0 na tarde-noite deste domingo (10), no Estádio Rei Pelé. Com o resultado, o Azulão se igualou ao Murici na liderança, com três pontos ganhos. Everaldo (artilheiro da competição, agora com oito gols) e Elyeser balançaram a rede, ainda no primeiro tempo. >>>

A partida marcou as estreias de quatro dos novos reforços azulinos: o volante Robson, os meias Kel e Alex Henrique, e o atacante Anderson Oliveira. A equipe comandada pelo técnico Beto Almeida ganhou em qualidade e, embora carecendo ainda de um melhor entrosamento, conquistou uma vitória justa. Dominou a maior parte das ações e foi o time que mais criou oportunidades em campo. O Time do Mutange agora se prepara para o clássico das multidões, contra o arquirrival CRB, na tarde do próximo domingo, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, já que a partida do meio de semana, contra o ASA, em Arapiraca, foi adiada em virtude de o Alvinegro decidir a Copa do Nordeste com o Campinense - a grande final marcada para o fim de semana que vem, em Campina Grande-PB. A partida teve início com o CSA tentando surpreender o time sertanejo, mas foi o CEO quem primeiro chegou com perigo à meta adversária, aos 11 minutos. Em cobrança de falta pela direita, o atacante Etinho subiu mais alto que todo mundo e conseguiu perigoso cabeceio. A bola passou perto do poste direito do goleiro Jorge Miguel. O time da casa dominava as ações, mas não tentava pela esquerda, com Claudinho sem apoiar o bastante. Anulava as tentativas do CEO, que se limitava a apostar no erro adversário. Tinha mais posse de bola, mas não conseguia converter o volume de jogo em chances reais de gol, deixando a disputa pobre em emoção. Até que, em lance de bola parada, o

>>> Everaldo (9) cobra falta e manda a bola no lado esquerdo de Humberto, abrindo o placar

Azulão finalmente abriu o marcador, para alívio de sua torcida. O atacante Everaldo – artilheiro da competição, agora com oito gols – foi para cobrança de falta pela esquerda e chutou forte, rasteiro, contornando a barreira. O goleiro Humberto se esticou todo e ainda tocou a bola, mas a redonda acertou o poste esquerdo e entrou: 1x0. O Time do Mutange, empurrado por seu torcedor, cresceu com o gol. O CSA não acertava o última assistência e, com isso, a bola não chegava à dupla de ataque (Robério/Everaldo). Porém, de tanto insistir, o Azulão ampliou a vantagem aos 33’. O meio-campista Marielson avançou pela direita e cruzou na cabeça de Elyeser. O volante surgiu nas costas da zaga, no segundo pau, e acertou um belo peixinho, no canto direito de Humberto: 2x0.

JOGO MORNO NA 2ª ETAPA Mas a partida perdeu em emoção no segundo tempo, apesar de ambas as equipes terem processado alterações, com o técnico Beto Almeida, do CSA, trocando o estreante Alex Henrique pelo também meia Kel, outro que fez sua estreia. O Azulão seguiu melhor, mas passou a ceder espaço ao avanço do time sertanejo. Aos 11’, o torcedor azulino quase voltou a comemorar. Em cobrança de falta ensaiada, o volante Elyeser rolou para Everaldo, que, livre de marcação, chutou à queima

roupa, mas para fora, por cima do gol de Humberto. Dois minutos depois, o Time do Mutange voltou a mexer, quando Robério saiu para a entrada do também atacante Anderson Oliveira, que fez sua estreia. E no primeiro lance do jogador em campo, aos 15’, o chute saiu cruzado da direita, após finta no zagueiro, e por muito pouco o volante Marielson não completou no segundo pau, vendo a bola sair pela linha de fundo. O jogo ficou aberto e o Azulão respondeu aos 21’. Após cruzamento de Kel pela esquerda, a bola sobrou para Everaldo, que chutou de primeira. Humberto caiu no cantinho esquerdo e espalmou para escanteio, salvando o time de Olho d’Água. E depois de Rodolfo (que entrou no lugar do também volante Marielson, aos 26’) e Elyeser acertarem belos chutes, com o goleiro Humberto voltando a se destacar, o CEO quase diminuiu a desvantagem aos 34’, quando o zagueiro Adalberto falhou na grande área e o atacante Buiu fez o domínio, chutando forte. A bola passou tirando tinta do travessão. No final, já aos 45’, o CSA ainda desperdiçou a chance de marcar o terceiro. O volante Rodolfo foi para cobrança de falta pela direita e chutou encobrindo a barreira. A bola morreu na rede pelo lado de fora, à esquerda do goleiro Humberto.


16

CONECTADA

11 a 17 de março de 2013

SOCIAL

por ZIRLANE FLORES zirlaneflores@hotmail.com destaque da seMana / DIA DA MULHER

>>> Zulnária Ribeiro Flores Barbosa, minha mãe, uma mulher com luz própria, especial, abençoada, guerreira, vitoriosa, enfim, a Mulher

>>> Martha Medeiros, a Mestra da renda Brasileira, exemplo de Mulher

>>> Sheila Maluf, mulher, esposa, e atuante em nosso mundo literário como Diretora na VIVA Editora e Livraria

>>> Silvania Barbosa, uma Mulher atuante em nosso estado (Vereadora), mãe, esposa, filha, enfim, a Mulher

PORQUÊ O DIA 8 DE MARÇO?

N

Conectada / Lifestyle:

Loja Glam "O importante não é o que esta na moda, E sim como adaptar a moda no seu ESTILO..." Leo Britto e Yvettinha Brêda, Já começaram a montar seus look's de acordo com a tendência atual. Tudo novo a partir de 15 de março.

este dia, do ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reivindicarem a redução de um horário de 16 horas por dia para apenas (!) 10 horas. Estas operárias que, recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarara um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". Com a celebração deste dia pretende-se chamar a atenção para o papel e a dignidade da mulher e levar a uma tomada de consciência do valor da pessoa, perceber o seu papel na sociedade, contestar e rever conceitos e limitações que vêm sendo impostos à mulher. Salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desigualdades na carreira profissional. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual.

A SEMANA  

Nº 139 - 11 de março de 2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you