Issuu on Google+

Problemas de Infraestrutura causados pelas chuvas intensas de Dezembro e Janeiro no c창mpus da UFLA

1


Introdução

A

s chuvas intensas nos meses de dezembro e janeiro que castigaram a região do sul de Minas, incluindo Lavras e a Uninersidade Federal de Lavras, provocaram grandes estragos que necessitam ser corrigidos em curto prazo para evitar o alto impacto nas atividades ensino do curso de Educação Física e Esportes, uma vez que dois campos de futebol e a pista de atletismo foram destruídos, incluindo, principalmente, os sistemas de escoagem das águas das chuvas. Essas áreas que suportam boa parte das atividades e aulas do curso de Educação Física estão se transformando preocupantemente em áreas brejosas. Há necessidade de se fazer galerias para dar vasão ao fluxo de águas, de forma que em eventos catastróficos dessa natureza os impactos sejam minimizados. Da mesma maneira, devem ser construídos gabiões nas margens do ribeirão que corta essa região mais afetada, logo após a dragagem do ensumo, o que é crucial para aumentar a velocidade de escoamento das águas e evitar esses acontecimentos.

Outro ponto crucial é que a UFLA produz sua própria

água, o que gera uma economia em custeio de mais de milhões de reais anuais. Com essas chuvas, as barragens que seguram as represas de abastecimento foram afetadas irremediavelmente e se não forem rapidamente refeitas implicarão em graves problemas de abastecimento para os laboratórios, salas de aulas e demais instalações e setores da instituição, sem mencionar do grave risco social, por haver a possibilidade de se romperem. Houve também estragos como o desbarrancamento de áreas que contemplam as vias de acesso à universidade, o que comprometeu a organização do fluxo de veículos que trafegam no câmpus. Essas áreas afetadas necessitam de complexos projetos de engenharia para a solução adequada dos mesmos. Por último, também ouve inundação das salas dos professores do departamento de Educação Física, das quadras de esporte e do alojamento estudantil, caracterizando desastre material e emocional de todos os atingidos, comprometendo a sua boa relação com a direção executiva da UFLA.

2


1

3

Danos a atividades de esporte


4

O estádio de futebol do Departamento de Educação Física da UFLA ficou alagado devido a grande chuva ocorrida na segunda semana de janeiro, destruindo a infraestrutura como se vê na sequência de fotos. Mesmo após 20 dias da chuva alí foi instalado brejo que impossibilita as aulas de várias disciplinas.


2

Danos ao aterro da nova ponte

5


6

Na obra de duplicação da avenida de acesso ao câmpus, próximo à duplicação da ponte sobre linha férrea, houve destruição também na estrutura (cortina) que segura a terra com altura superior a 12 metros. Esse fato gerou comprometimento total do aterro e asfalto, nos 15 metros que antecedem a ponte, inviabilizando o trânsito.


7

Com a queda excessiva de terra, a segurança da via de acesso tambÊm ficou comprometida, cm rachaduras e deslocamento de terra no local do asfalto.


3

Estragos no leito do ribeir達o

8


9

Há necessidade de se refazer com gabião as margens do ribeirão, além de sua dragagem em uma extensão de 1.200 metros para eliminar o assoreamento e aumentar a velocidade do escoamento das águas.


10


11


12


13

Há necessidade de galeria lateral as manilhas que propiciam retenção de água, provocando inundações


4

14

Danos as redes de energia, de Internet e aterros Hå necessidade de estruturação de galerias pluviais alternativas para evitar enchentes


A força da água derrubou muros, cortinas de concreto que protegiam aceiros, escada de acesso, arrancou postes, desfez redes de águas pluviais, rede cabeada (fibra óptica que abastece internet no câmpus), deixando parte do câmpus Universitário sem energia, internet e sem acesso.

15


16


Redes de esgoto, fibra ótica e fiações de energia destruídos pela força da água; redes abastecem o Departemanto de Educação Física, alojamento estudantil e parte do câmpus universitário.

17


A força da água carregou pedras e destruiu instalações do alojamento estudantil, que inclui quadras esportivas e acesso.

18


5

Inundação do Departamento de Educação Física

19


Além das destruições externas da infraestrutura, a água invadiu as instalações do Departamento de Educação Física, afetando salas de professores, de reunião, de estudos entre outras. Além disso, a água prejudicou equipamentos como computadores de trabalho dos docentes e pesquisadores que ocupam essas salas.

20


21


22


6

Inundação e danos as quadras de aulas do Curso de Educação Física e Esportes

23


24

Quadras esportivas e acesso ao pรกtio do alojamento estudantil, todo tomado por entulhos e รกgua, pela forรงa da chuva e enchente. Ao fundo, futuro alojamento estudantil femino, para complementar as vagas faltantes do atual alojamento.


7

Inundação do 1º andar do Alojamento Estudantil

25


26

O alojamento estudantil ficou alagado e comprometeu moveis e pertences dos estudantes dos apartamentos do andar tĂŠrreo.


8

Danos irremediáveis às Barragens de represas da UFLA Essas propiciam 600 mil litros de água por dia que abastece toda a instituição

27


A UFLA conta com represas para abastecimento de água; com as chuvas em excesso, ocorreram deslisamentos e erosões, colocando em risco a vida útil dessas represas, obstruindo passagem (foto abaixo) e desfazendo esforços realizados pela instituição na realização dessas obras

28


29


30

A represa acima, cuja água é captada para abastecer as unidades prediais da Universidade, encontra-se com sua estrutura de barragem abalada, devido a uma infiltração do lado oposto (fotos à direita e abaixo), que se agravou com a enchente das chuvas fortes (a represa transbordou).


31

Infiltração na base da barragem da represa principal da UFLA, com alto risco de rompimento da mesma


Enchente na UFLA