Issuu on Google+

RURAL SEMANAL

14

Informativo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

ANO XIX - 2012

EDITORIAL O sonho possível Na semana dedicada à árvore do ano de 2006, nosso editorial da edição 33, ao descrever a série de eventos que aconteceriam em vários momentos daquela semana, destacava a recém-criada Comissão de Paisagismo e seu projeto com ações de revitalização do nosso campus em Seropédica. Também, tendo por base um conjunto de obser vações do cotidiano deste campus, afirmávamos que “à vida de nossas árvores temos dedicado atenção, evitando que sejam feridas por pregos, arames e outros objetos cortantes desnecessários para fixar faixas e cartazes, os quais têm seus locais próprios de fixação e, da mesma forma, as árvores já mortas na sua primeira fase de vida e que se transformaram em verdadeiras obras de arte ao se constituírem em belíssimas portas e janelas da maioria de nossos prédios, não podem receber os percevejos, as colas e os adesivos que nos impedem de observar a mostra dos grandes artistas que as fizeram” . Na edição 17 de 2009, este semanário, ao tratar da obra recém-concluída que permitiu a recuperação da sonorização e iluminação do Cine Teatro Gustavo Dutra (o nosso Gustavão), tendo por base uma nova e exclusiva rede de energia elétrica, este editorial inseria essa ação no conjunto do programa de reformas dos ambientes de salas de aulas e laboratórios, iniciado em 2007, apontando que “a necessidade de executar este projeto de maneira contínua no tempo, em virtude de sua relevância institucional e a busca das formas de implementá-lo, causando o mínimo de transtornos à normalidade das atividades universitárias, são os principais desafios a serem enfrentados e superados por toda a comunidade acadêmica de forma fraterna e colaborativa”. Ao rememorar esses momentos, quando estamos sendo desafiados na construção de um Plano Diretor Participativo para a UFRRJ que se referencie no patrimônio cultural, queremos provocar em cada membro da comunidade universitária, a reflexão sobre o tratamento que temos oferecido em nossas ações e atitudes cotidianas, como usuários, ao conjunto desse patrimônio. Ao mesmo tempo, é importante ressaltar o papel que os espaços físicos, que constituem a parte material mais visível desse legado, tem exercido na formação de inúmeras gerações de egressos da UFRRJ e na manutenção de sua disponibilidade para nossos atuais e futuros estudantes. Nesse sentido é que, mesmo sabendo que adaptações são necessárias para acompanhar os avanços tecnológicos, a manutenção da perenidade da vida que foi pensada para tais espaços é possível e, embora estejam sendo feitos estudos que projetem condições de investimentos para a recuperação dos belos prédios construídos no início dos anos 40 do século passado, fica claro que pequenas modificações de hábitos de seus usuários, realizadas de forma coordenada, podem nos trazer o sonho dos idealizadores desses espaços, como o pleno funcionamento de seus sistemas de circulação de ar e de iluminação natural. História e memória do campus: um dos desafios do PDP Pág.2

Fazendinha do km 47 recebe público da Rio+20

JUNHO

S

T

Q

Q

S

S

D

4

5

6

7

8

9

10

CALENDÁRIO ACADÊMICO a7/6 - Feriado nacional (Corpus Christi). a8/6 e 9/6 - Emenda do feriado de Corpus Christi . a13/6 - Feriado municipal em Nova Iguaçu (Dia da

Padroeira) Veja na íntegra em www.ufrrj.br (‘Calendário’)

macroprograma1.cnptia.embrapa.br

Pesquisador da UFRRJ recebe prêmio da SAE/PR

A Fazendinha Agroecológica do km 47 (foto) – espaço de pesquisas na área de agricultura orgânica, realizadas pela UFRRJ, Embrapa Agrobiologia e Pesagro-Rio – vai abrir suas portas, de 18 a 22/6, aos participantes da Rio+20, conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável. Durante os cinco dias de visitação, um ônibus sairá da Embrapa Solos, no bairro do Jardim Botânico (Rio de Janeiro), pela manhã, para onde retornará no início da tarde. Serão 40 pessoas por dia. Para se inscrever, os interessados devem enviar e-mail para riomais20@cnpab.embrapa.br com as seguintes informações: nome, profissão, instituição e telefone de contato.

O professor Sérgio Manuel Serra da Cruz (DEMAT/ICE), pesquisador na área de Banco de Dados, foi um dos vencedores do Concurso de Teses Marechal-do-Ar Casimiro Montenegro Filho, edição 2011, concedido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência da República (PR). Sérgio é autor da tese de doutorado 'Uma Estratégia de Apoio à Gerência de Dados de Proveniência em Experimentos Científicos', sob a orientação da professora Marta Lima de Queirós Mattoso, tendo como co-orientadora a professora Maria Luiza Machado Campos (DCC/IM/UFRJ). A tese foi defendida no Programa de EngenhaPesquisador da Embrapa e rias de Sistemas e Computação da Coppe/UFRJ, em agosto de 2011, sendo considerada a melhor professor do CPGA-CS país na área de Engenharia de Sistemas e recebe Prêmio Top Etanol do Computação. Concorrem ao prêmio candidatos com teses de O pesquisador da ia.ufrrj.br doutorado defendidas e com depósito da versão Embrapa Agrobiodefinitiva entre 1/1 e 28/10/2011, em instituições de logia e professor ensino superior com cursos de pós-graduação da Pós-graduação conceito 7. O concurso reconhece as melhores teem Agronomia-Cises de doutorado em áreas consideradas estratégiência do Solo cas para o país. (CPGA-CS/UFRRJ), Veja o nome das teses premiadas e a relação Segundo Sacracompleta dos vencedores no link http://bit.ly/ mento Urquiaga Caballero (foto), e sua equipe da Embrapa e da UFRRJ foram contemplados no 3º JCe8JK Prêmio Top Etanol, com o segundo lugar da categoria ‘Trabalhos Acadêmicos Publicados’. Adiadas as Eleições para o CEPE Intitulado ‘Evidence from field nitrogen balance and 15N natural abundance data for the contribu- Memorando-circular 23/12/GR, de 30/5/12 tion of biological N2 fixation to brazilian sugarcane Tendo em vista a greve nacional dos docentes varieties’, o trabalho premiado foi divulgado na re- das instituições federais de ensino superior, devista ‘Plant and Soil’ e relaciona as evidências da flagrada na UFRRJ a partir do dia 17/5, ficam adicontribuição da fixação biológica de nitrogênio adas, ad referendum do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), a realização da (FBN) na cultura de cana. Segundo é pesquisador 1A do CNPq, consultor/ eleição para escolha de representantes docentes assessor técnico-científico da Faperj e da Agência junto ao CEPE, prevista para os dias 4, 5 e 6/6. Internacional de Energia Atômica (Aústria) e con- Outrossim, no intuito de evitar a duplicidade de trabalhos da Comissão Eleitoral e das Comissões sultor ad hoc do CNPq. O prêmio busca reconhecer trabalhos em temas Setoriais, ficam adiadas também as eleições para relativos à agroenergia, bem como personalidades escolha dos representantes dos servidores técnique tenham contribuído para o setor. A premiação co-administrativos junto ao CEPE. Ricardo Motta foi entregue no dia 30/5, em Brasília/DF. Miranda, reitor Sobre a lógica da titulação docente nas universidades Pág.3

UFRRJ sedia reunião de secretários de Trabalho e Renda do RJ Pág.4


Pág. 2

UNIVERSIDADE E SOCIEDADE

4 a 10/6/2012

RURAL SEMANAL

Plano Diretor Participativo

História e memória do campus de Seropédica: um dos desafios do PDP quanto à conservação do patrimônio artístico e cultural Claudio Antonio Lima Carlos, Emília Martins Ribeiro e Júlio Cesar Ribeiro Sampaio (*) A construção do campus Seropédica ocorreu no período 1939-1946, sendo seu projeto arquitetônico desenvolvido por uma equipe de arquitetos e engenheiros liderada pelo arquiteto Ângelo Alberto Murgel (1907-1978) que escolheu o estilo neocolonial para marcar a aparência de todos os seis pavilhões principais, integrados por um ‘parque paisagístico’, desenhado pelo paisagista Reynaldo Dierberger. A partir de 1938, o arquiteto e a firma ‘Mário Whately e Cia, Engenheiros Civis, Architectos e Industriaes’ elaboraram o projeto de construção em uma área pertencente ao Ministério da Agricultura, que era parte integrante da Fazenda Nacional de Santa Cruz (administrada pelos jesuítas até serem expulsos pelo Marquês de Pombal, em 1759). Em função de seus atributos estéticos e históricos, o conjunto foi inventariado pelo Instituto de Patrimônio Cultural da Secretaria Estadual de Cultura (Inepac), em setembro de 1998, com vistas a sua proteção pelo tombamento estadual, que ocorreu em definitivo em 22/10/2001. A medida protegeu: Prédio Central da Reitoria; Sede do Instituto de Química; Sede do Instituto de Biologia; Residências do Reitor e Vice-reitor; Prédio da Pesagro; Prédio da Embrapa; projeto paisagístico de autoria de Reynaldo Dierberger; e os painéis de azulejos pintados do antigo salão de refeições da Escola de Agronomia (atual Sala de Estudos), concebidos pela célebre artista plástica portuguesa Maria Helena Vieira da Silva, em 1943. O tombamento é um instrumento legal que impõe a conservação de bens culturais destacados por comunidades como imprescindíveis à manutenção e ao fortalecimento da memória e da identidade coletivas. É o reconhecimento oficial da sociedade a res peito da relevância desses testemunhos do passado que se liga diretamente ao dever de repassá-los, íntegros, às gerações futuras. Nessa etapa de elaboração do diagnóstico para o Plano Diretor Participativo (PDP/UFRRJ), os estudos sobre conservação do patrimônio cultural têm o firme propósito de orientar os debates previstos nas audiências públicas sobre as questões que envolvem essa temática. Infelizmente, após levantamentos realizados nas edificações tombadas, com vistas à satisfação das demandas oriundas do PDP do campus Seropédica, observou-se que, desde a sua construção, não foram respeitados, em sua maior parte, os elementos característicos da morfologia original do conjunto arquitetônico protegido, comprometendo a autenticidade e a integridade deste valioso bem cultural. Observa-se um quadro crítico de conservação dessas edificações, o que é fruto de décadas de ausência de um rígido planejamento de uso e de conservação, agravado pela falta de ciência e consciência da maioria de seus

usuários da sua importância cultural. Infelizmente, o cenário construído pelas informações coletadas revela um inexorável processo de comprometimento da integridade física dessas edificações, o que coloca alunos, técnicos-administrativos, professores e demais usuários de suas dependências sob risco iminente de incêndios e outros graves problemas decorrentes do mau estado de conservação de suas instalações. O quadro atual exige medidas urgentes voltadas ao atendimento das normas de segurança em vigor, bem como uma política de conservação apropriada às características arquitetônicas e paisagísticas originais do campus Seropédica que demanda cuidados especiais, tendo em vista a sua inequívoca importância cultural, real merecedora da proteção pelo instituto do tombamento estadual desde 1998. (*) Professores do Departamento de Arquitetura e Urbanismo (DAU) do Instituto de Tecnologia (IT/UFRRJ)

Detalhe da fachada lateral do Pavilhão Central, onde se observam soluções inadequadas de climatização de interiores (Foto dos autores, 2012)

Projeto do ITR/UFRRJ é selecionado para a ‘Rio + 20’ O projeto ‘Análise ambiental do lixão da cidade de Três Rios/RJ: coleta, destinação dos resíduos sólidos e perfil epidemiológico do trabalhador da reciclagem’, concebido e coordenado pela professora Fabíola Garrido (docente de Química e Bioquímica do Instituto Três Rios da UFRRJ), foi selecionado para o evento de popularização da ciência que ocorrerá paralelamente à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que será realizada de 13 a 22/6, no Rio de Janeiro. Fabíola Garrido ressalta que o estudo será um dos únicos a ser apresentado em forma de pôster em 15/6, das 9h às 18h, no Armazém 4 (Avenida Rodrigues Alves 10, Praça Mauá, Centro). “A ocupação do Armazém 4 é um trabalho do grupo de popularização da ciência intitulado POP Ciências”, explica a professora. “Os demais trabalhos a serem apresentados serão muito interativos e práticos. É a ciência encontrando-se com o público leigo. Nossos pais, filhos e avós podem

participar e sairão transformados do evento, com os conceitos que permeiam a Rio+20: sustentabilidade, erradicação da pobreza e economia verde. Haverá uma área chamada ‘arena’, em que serão feitas exibições de vídeos, palestras, músicas. Uma exposição denominada BIOMAS, que é linda. Algumas atividades, como a nossa, duram um dia (15/6). Estamos na área de atividades programadas. Outras atividades duram o tempo da feira: de 13 a 22/6”. De acordo com a pesquisadora, o projeto ‘Análise ambiental do lixão da cidade de Três Rios/RJ’

foi concebido para a turma do curso de Gestão Ambiental do ITR matriculada em Química Geral. ”Um dos objetivos do estudo foi estabelecer uma ponte entre os alunos do primeiro período e a realidade local”, conta Fabíola. “Como cidade em desenvolvimento, Três Rios experimenta a plenitude do crescimento, da captação de recursos financeiros e do trabalho. Por outro lado, os alunos puderam lidar com problemas comuns às grandes cidades: a geração de resíduos; o descarte inadequado; o conhecimento da toxidez e a ausência de um aterro sanitário. Outro desdobramento do trabalho foi a análise dos riscos aos quais os trabalhadores da reciclagem estão expostos”. Fabíola acrescenta que a aprovação do trabalho na Rio+20 deve-se ao seu próprio objetivo: buscar soluções para problemas ambientais emergentes. Por Aline Avellar, jornalista do ITR/UFRRJ


RURAL SEMANAL

UNIVERSIDADE

Opinião

Sobre a lógica da titulação docente nas universidades e por uma comunidade acadêmica mais solidária

Pág. 3 4 a 10/6/2012

Lançamento As lições de Paulo Freire

O filósofo Paulo Ghiraldelli Jr, professor da UFRRJ, lançou, no dia 1/6, o livro As lições de Paulo Freire Luciano da Silva Alonso (*) (Editora Manole). O lançamento aconteceu na Livraria Cultura, em São Paulo/SP. A história recente da universidade brasileira apreNas instituições de pesquisa é natural que o sentou uma inflexão a partir da reforma de 1968. Com pensamento dos pesquisadores seja a pesquisa. Portarias da UFRRJ a necessidade de criação de cursos de pós- Mas nas universidades a lógica permeia a indisgraduação, gradativamente a titulação do pessoal sociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, Portaria nº 575/GR, 24/5/2012 docente foi assumindo maior importância no ambi- com a participação efetiva de estudantes de graente acadêmico. Inicialmente o título de mestre teve duação. E não há dúvida de que a universidade O Reitor da UFRRJ, no uso das suas atribuições papel de destaque, sendo motivo de orgulho para o de qualidade é a que possui bons doutores e gru- legais e estatuárias, resolve designar os profesdocente que se capacitava e para os departamentos pos de pesquisa de expressão na comunidade sores José Ângelo Ribeiro Moreira (Siape 1635 que recebiam esses mestres recém-titulados. científica. Para tanto, é importante que o aluno de 159), Clarice Menezes Vieira (Siape 1613455) e Em dado momento, com a expansão de cursos graduação se sinta contemplado em todos os Huçuadi Nobrega Ferreira da Silva (Siape 17232 de doutorado por todo o país e com a valorização aspectos de sua formação, para ter a segurança 14), para sob a presidência do primeiro, constituído título de doutor para incremento na produção necessária para atuar como sujeito nas atividades rem a Comissão de Sindicância incumbida de científica nacional, a universidade parece ter es- de ensino, de pesquisa e de extensão. E não ter o apurar os fatos relatados no Processo nº 23026. quecido sua missão com a formação cidadã dos jo- sentimento de ser apenas uma peça da máquina 000528/2007-71. Ricardo Motta Miranda vens que nela ingressam. Aceitou os argumentos acadêmica, que funciona a partir da mão de obra Portaria nº 584/GR, de 24/5/2012 apresentados pelo staff acadêmico, de que se fazia barata de seus estagiários e bolsistas. necessário jogar todas as fichas na atividade O mestre contribui formando pessoas, formando O reitor da UFRRJ, no uso das suas atribuições científica que resultasse em publicações em revis- cidadãos, politizados o suficiente para exigirem legais e estatuárias, e considerando o disposto no tas especializadas, sendo necessário ter cada vez que os princípios democráticos prevaleçam na so- inciso I do Art. 2º do Decreto 7.003, de 9/11/09, remais doutores em seus quadros. Progressiva- ciedade. Estudantes que têm dignidade, responsa- solve: I - designar Arlete Gomes Guimarães Momente, o estímulo à capacitação se deu por meio do bilidade e compromisso com o ethos acadêmico, raes, médica (Siape 1786420); Diego Costa Ferdesprezo à titulação em nível de mestrado, tirando são aqueles com futuro promissor nas atividades reira, médico (Siape 1791069); e Carolina Souza as possibilidades dos mestres na coordenação de de pesquisa, na futura capacitação na pós-gradua- Nogueira, médica (Siape 1845693), para, sob a propostas em vários programas acadêmicos. ção e no exercício profissional. O mestre contribui presidência da primeira, constituírem a Junta MéA universidade, que deveria exaltar a constru- com tudo isto e, portanto, não está desconectado dica Oficial da UFRRJ. II - Tornar sem efeito a Porção de novos conhecimentos a partir do trabalho do sistema, para cair no ostracismo duramente taria nº 22/GR, de 21/1/09. Ricardo Motta Miranda compartilhado, rendeu-se aos ataques da lógica imposto pela academia. elitista, sobrevalorizando os doutores na captaQuando o aluno de graduação é o centro das Deliberações da UFRRJ ção de recursos em editais públicos – notada- atenções na universidade, o produtivismo perde mente aqueles com alta produção científica, ex- sentido, a solidariedade é fortalecida, os valores Deliberação n° 24, de 25/5/2012 pressa pelo número de artigos publicados em se elevam e a universidade avança em todos os revistas de alto impacto. Muito do que se pode aspectos. Como educadores, somos, antes de O Conselho Universitário da UFRRJ, tendo em fazer em atividades integradas de ensino e exten- tudo, mestres. A titulação em nível de doutora- vista a decisão tomada em sua 278ª Reunião são, resultando em pesquisa, na formação de re- mento, para os mestres que fizerem a opção, Ordinária, realizada em 25/5/12, considerando a cursos humanos em todas as áreas do conheci- acontecerá naturalmente a partir da retomada de recomendação da Pró-Reitoria de Graduação mento, foi represado a partir da lógica cientificis- suas trajetórias acadêmicas, na orientação de (Prograd) aos chefes de departamentos por meio ta-produtivista, que deixou os mestres de fora nas estudantes, e na coordenação de projetos e pro- da Circular 02/2012, de 21/5/12, reiterando que o possibilidades de concorrência em vários editais. gramas, atendidos em editais internos estrategica- pagamento dos monitores é condicionado ao Muitos mestres, com opção clara de atuação no mente elaborados para esta demanda, pelas atestado de frequência, resolve: I) recomendar a todos os chefes de departamentos da UFRRJ que ensino de graduação de qualidade, e com desen- respectivas pró-reitorias acadêmicas. voltura para coordenação de equipes multidiscipliFinalizo desejando que a ciência possa avançar facultem aos monitores a manutenção de atividanares, tiveram seus ânimos arrefecidos pela dita- com a participação de todos e que a UFRRJ possa des acadêmicas no período de greve, com o dura ‘phdista’ instalada no seio da comunidade contribuir com a oferta de programas acadêmicos consequente pagamento da monitoria; II) autorizar acadêmica. Não se trata de desmerecer o título de cuja prerrogativa seja preservar o protagonismo para os chefes de departamentos e diretores de instituto a formularem, junto com os monitores, atividadoutor, mas de não concordar com a depreciação seus especialistas e mestres, no futuro próximo. des acadêmicas alternativas durante o período de do título de mestre. Há confusão até mesmo com greve, mesmo que o orientador não tenha atividaa capacitação de pós-doutoramento, que muitos (*) Professor do DBA/IB/UFRRJ, tutor do equivocadamente atribuem como título de pós- Grupo PET Medicina Veterinária (MEC/SESu) e de específica a ser desenvolvida no período. Ricardo Motta Miranda, presidente doutor, jogando a lógica nefasta para cima e dizen- membro da Diretoria da ADUR-RJ do que, ser ‘apenas’ doutor, hoje, não basta. Deliberação n° 102, 23/5/2012 O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Ouvidoria na Rural Nota de falecimento UFRRJ, tendo em vista a decisão tomada em sua Reclamações, elogios, críticas e 307ª Reunião Ordinária, realizada em 23/5/12, É com pesar que registramos o falecimento, sugestões, das 8h às 17h, sala 131 considerando a legitimidade da greve nacional em 26/5, do doutorando Péricles de Souza P1, tel. 2682-2915 ou em www. dos docentes das instituições federais de ensino Galisa, do CPGA-CS/UFRRJ. ufrrj.br (fale conosco/ ouvidoria). superior, deflagrada na UFRRJ a partir dia 17/5/ 12, e com o objetivo de esclarecer à comunidade universitária, resolve garantir que o calendário Correções acadêmico da graduação da UFRRJ seja retomado após o término da greve dos docentes e inteNo artigo ‘Ordenamento territorial da UFRRJ visto pelo PDP’ (RS 13, pág. 3), os autores, são: 1) gralmente recomposto, do ponto onde foi interromos professores Maria Hilde de Barros Góes e Tiago Badre Marino, docentes do Depto. de Geociências/IA (DeGeoc), e não de ‘Geologia’, como informado; e 2) o professor Jorge Xavier da Silva pido, de modo a garantir o cumprimento dos 100 dias letivos anteriormente programados, além da é docente aposentado do DeGeoc/IA/UFRRJ e consultor da Reitoria da UFRRJ para atuar na Área semana para provas optativas, devendo ser cumde Geoprocessamento, em todos os projetos e demandas institucionais, bem como para participar prido por todos os membros da comunidade na elaboração do Plano Diretor da UFRRJ, na forma de colaboração não remunerada (conforme acadêmica. Ana Maria Dantas Soares, vicePortaria nº 1041/GR, de 15/7/2010). presidente no exercício da presidência


Informes Gerais .

Ascom/UFRRJ

Semana de Meio Ambiente no JB/UFRRJ

Economize!

Ao término do expediente, verifique se as luzes e os apaEstão abertas as inscrições para a Semana do Meio relhos estão desligados. Ambiente no Jardim Botânico da UFRRJ, que acon- Colabore!

tecerá nos dias 12 e 13/6. Haverá ciclo de palestras Participe! A Rural é de e minicurso. Inscrições na sede do JB. todos!

Divisão de Saúde da UFRRJ participa de congresso UFRRJ sedia reunião de secretários de Trabalho e Renda No dia 1/6, no campus Seropédica da UFRRJ, aconteceu a VI Reunião do Fórum de Secretários de Trabalho e Renda do Estado do Rio de Janeiro, organizada pelo governo do estado através de sua Secretaria de Trabalho e Renda. O encontro teve como objetivo facilitar junto aos municípios a implantação do trabalho e da renda sustentável, através de qualificação profissional em acordo com a demanda profissional dos meios de produção e distribuição locais. Estiveram presentes representantes da UFRRJ, do Senai, da Embrapa, do Ministério do Trabalho e da Secretaria de Trabalho e Renda do RJ. Participaram do evento, entre outras autoridades, o pró-reitor de Extensão da UFRRJ, Prof. José Claudio Souza Alves – representando o reitor Ricardo Motta Miranda – o secretário Sérgio Zveiter e o vice-prefeito de Seropédica, Zealdo Amaral – representando o prefeito Alcir Martinazzo.

Pós-graduação na UFRRJ

A equipe multidisciplinar da Divisão de Saúde da UFRRJ – formada pelas psicólogas Joelma do Nascimento Lameu e Maria do Socorro de Souza; a assistente social Luciana Nunes da Silva; e a enfermeira Thais Gouvêa S. Santana – apresentará o trabalho ‘Núcleo de Atendimento Psicossocial ao Estudante (NAPE): uma ação multidisciplinar’, durante o II Congresso Brasileiro de Saúde Mental, que acontece entre os dias 7 e 9/6. O objetivo do trabalho é proporcionar aos alunos um atendimento mais integral e diferenciado, principalmente na área da saúde mental.

Dicas para conservação de livros 1. Ao retirar o livro da prateleira, segure-o no corpo, e não pelas pontas. Puxe-o por sua lombada. 2. Nunca utilizar materiais como fitas adesivas, durex, papel contact, clipes ou grampos para marcar as páginas do livro. A oxidação desses materiais é rápida e danifica a obra de modo irreversível. Além do mais, marcações individuais de textos e páginas ferem o direito coletivo de uso do acervo. 3. Manuseie os livros sempre com as mãos limpas. A oleosidade natural da pele e os resquícios de alimentos podem provocar manchas no papel que, muitas vezes, só aparecerão futuramente. 4. Jamais umedeça os dedos em saliva para folhear as páginas.

O Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) abre inscrições, de 3/7 a 20/8, para o processo seletivo para os cursos de mestrado e doutorado (turma de 2013). Acesse o Ascom nas redes sociais edital em r1.ufrrj.br/cpda/selecao facebook.com/UFRRJ O Mestrado Profissional em Matemática em Rede twitter: @ufrrjbr Nacional (PROFMAT) na UFRRJ está com inscrições abertas até 2/7. Ao todo serão oferecidas 20 vagas, das quais 20% são destinadas à demanda Segurança no campus social e as demais para professores da rede pública. Mais informações em www.profmat- Faça a sua parte para que não haja violência no campus. Qualquer ocorrência, comunique-se com a sbm.org.br DGV: ramal 4645 e telefone 2682-1871. Tenha sempre um documento de identidade, especialmente o Eventos na Rural que ateste seu vínculo com a UFRRJ. Kairós 2012 : 'Complexos Culturais na Sociedade Brasileira’ – Dia 27/6, no Salão Azul/Prédio Rural Semanal Central. Programação e inscrição grátis em: Uma construção coletiva da comunidade universitária www.ufrrj.br/seminariopsi/kairos2012 Os conceitos, opiniões, declarações, comunicados, II Congresso de História Econômica – De 10 a 13/9. resenhas e cartas são de total responsabilidade Inscrições até 16/6. Detalhes em www.cfhistoria dos autores. Colabore enviando artigos, cartas e notas até terça-feira para ascom@ufrrj.br economica.com

Água: um bem natural que deve ser preservado

I Fórum Multicampi da UFRRJ No dia 12/6, no Auditório do IM (campus Nova Iguaçu) acontece o I Fórum Multicampi da UFRRJ. O encontro tem o objetivo de promover o debate sobre a expansão da Rural nos últimos anos, ampliando a discussão sobre as mudanças a partir da reforma do Regimento Geral, com a adoção de uma nova estrutura de Conselho de Campus (CONCAMP), que também modificará a organização administrativa do campus Seropédica. A organização do debate e a composição da plenária livre tem os seguintes propósitos: a) discutir as questões relacionadas à expansão do ensino superior no país; b) avaliar o processo de expansão na UFRRJ e a realidade dos campi de Nova Iguaçu, Três Rios e Campos dos Goytacazes; c) debater sobre a implementação do CONCAMP nos quatro campi; d) identificar os problemas e avanços no processo de expansão; e) organizar agenda com demandas e propostas pertinentes à nova realidade multicampi, que será apresentada àqueles que se candidatarem à reitoria para a gestão 2013-2017.

Apresenta, em 6/6, às 19h, no Gustavão, Meia noite em Paris (EUA/2011; comédia romântica). Direção de Woody Allen; com Owen Wilson e Rachel McAdams. Sinopse: Gil (Owen Wilson) sempre idolatrou os grandes escritores americanos e sonhou ser como eles. A vida lhe levou a trabalhar como roteirista em Hollywood, o que fez com que fosse muito bem remunerado, mas que também lhe rendeu uma boa dose de frustração. Agora ele está prestes a ir a Paris ao lado de sua noiva, Inez (Rachel McAdams), e dos pais dela, John (Kurt Fuller) e Helen (Mimi Kennedy). John irá à cidade para fechar um grande negócio e não se preocupa nem um pouco em esconder sua desaprovação pelo futuro genro. Estar em Paris faz com que Gil volte a se questionar sobre os rumos de sua vida, desencadeando o velho sonho de se tornar um escritor reconhecido.

RURAL SEMANAL : Informativo da Reitoria da UFRRJ, fundado em 26/9/1994 Reitor: Ricardo Motta Miranda Vice-reitora: Ana Maria Dantas Soares Pró-Reitores: Assuntos Administrativos: Pedro

Rural Semanal Ano XIX - número 13 - 4 a 10/6/2012

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

IMPRESSO

Paulo de Oliveira Silva Assuntos Financeiros : Eduardo Mendes Callado Assuntos Estudantis: Carlos Luiz Massard Graduação: Nidia Majerowicz Extensão: José Claudio Souza Alves Pesquisa e Pósgraduação: Aurea Echevarria Assessora de Informação e Comunicação: Teresinha Sena Pacielo Editor colaborador: Valdomiro Neves Lima Colaboradora: Aline Avellar (jornalista/Mtb06470-MG) Redação/revisão/diagramação: João Henrique Oliveira (jornalista/Mtb24325-RJ) Distribuição: Aline da Silveira Figueroa Bolsista: Julio Salles Impressão: Imprensa Universitária Tiragem: 3.500 Redação: Assessoria de Informação e Comunicação - BR 465 - Km7, Pavilhão Central, sala 131, CEP 23890-000 Seropédica/RJ. Tel.: (21) 2682-2915 e 2682-1080/1090; fax: (21)2682-1120. E-mail: ascom@ufrrj.br Portal: www.ufrrj.br ‘A exatidão dos dados dos eventos é de responsabilidade de seus organizadores’.


Rural Semanal 14 (de 4 a 10/6/2012).