Issuu on Google+

RURAL SEMANAL

2

Informativo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro ANO XX - 2013

EDITORIAL

Univesidade de braços abertos

A dinâmica dos parâmetros

Novos alunos são recepcionados em aulas inaugurais nos três campi da UFRRJ

Ao abrir as portas da UFRRJ, no último dia 7, para receber os novos membros de nossa comunidade universitária, estamos participando da conclusão e, igualmente, do início de dois tempos marcantes da vida destes, agora, estudantes universitários. Os esforços de mães, pais, irmãos e outros familiares devem ser ressaltados na criação das condições que levaram cada um destes calouros a superar barreiras e conquistar esta nova condição na estrutura educacional do país. Também temos que referenciar a importância dos professores da Educação Básica, quer sejam do Ensino Fundamental ou do Médio, que foram os grandes responsáveis pela motivação para os estudos e para a descoberta vocacional destes nossos novos estudantes. Ao saúda-los nesta atual condição, a Administração Superior, em nome de toda a comunidade universitária, sente-se honrada com o significado deste momento que aponta para o cumprimento do maior compromisso institucional, consolidado no oferecimento de uma educação superior pública, gratuita e com qualidade referenciada por esta sociedade que a financia, com o pagamento de impostos. Ao mesmo tempo, o desafio de manter estas premissas institucionais e de aumentar a importância social de suas ações é a grande mudança que se insere nesta nova fase da vida estudantil. As possibilidades para esta participação estão presentes em programas de bolsas de extensão, de iniciação científica, de apoio às atividades acadêmicas, estágios e atividades curriculares e de complementação das atividades realizadas nas salas de aula e laboratórios. Apesar dessa abertura ter sido, inicialmente, planejada para acontecer em agosto do ano passado, sua realização neste início de 2013 é resultado do longo período de greve, no qual os três segmentos que compõem a comunidade da UFRRJ (discentes, técnico-administrativos e docentes) estiveram lutando por justas reivindicações de melhoria das condições de estudo, de trabalho e remuneração. Nesse sentido, a presença do conjunto de estudantes que iniciam sua trajetória na educação superior neste período letivo de verão, normalmente reservado para férias, aponta para um acompanhamento especial, por parte de toda a comunidade, entre os parâmetros previstos para as turmas do agosto que passou e aquelas que, efetivamente, estão iniciando neste janeiro. O sentido de resgatar o início deste editorial com o texto “De volta à março”, que acolheu os calouros em março de 2008 – quando, após quase uma década, tal mês voltava a iniciar o primeiro período letivo – é mostrar que a dinâmica da vida universitária da UFRRJ, independente do cronograma dos calendários acadêmicos, visa fornecer todas as condições para que cada estudante sinta-se, no mais breve intervalo de tempo, plenamente integrado à nossa comunidade universitária na busca de atingir uma formação crítica que permita uma ampla atuação profissional.

Ameaça à efetividade da política de combate à aids Pág.2

Mais um ciclo se inicia na universidade, com a abertura do segundo período de 2012 – começando em 2013 por conta da greve no ano passado. E para dar boas-vindas aos novos alunos, com seus sorrisos abertos e rostos pintados, a UFRRJ preparou, nos dias 7 e 8/1, uma série de aulas inaugurais em seus três campi. Ascom/UFRRJ

Calouros no Gustavão: um bom público assistiu à aula inaugural da manhã

Em Seropédica, o Auditório Gustavo Dutra (Gustavão) foi o local escolhido para três aulas inaugurais. De manhã, recepção aos bacharelados integrais ou diurnos como modalidade única; à tarde, licenciaturas integrais e diurnas; e à noite, boas-vindas aos calouros dos cursos noturnos. A cerimônia foi aberta pelo reitor da Rural, professor Ricardo Motta Miranda, que convocou à mesa os pró-reitores Pedro Paulo O. Silva (Assuntos Administrativos), Carlos Luiz Massard (Assuntos Estudantis), Nidia Majerowicz (Graduação) e José Claudio S. Alves (Extensão), além dos representantes da Associação dos Docentes da UFRRJ (Adur), professor Luciano Alonso, e do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Gustavo Pereira.

JANEIRO

S

T

Q

Q

S

S

D

14

15

16

17

18

19

20

CALENDÁRIO ACADÊMICO 31/1 - Término do prazo para renovação do tran-

camento de matrícula no Quiosque Alunos. 5/2 - Prazo final para cancelar a matrícula em uma ou mais disciplinas; último dia para solicitação de movimentação interna. 11 a 13/2 - Feriado nacional (Carnaval). 25/2 - Atividades Coletivas e Interdisciplinares. 7/3 - Prazo final para solicitação de reingresso interno para nova modalidade/habilitação no mesmo curso de graduação. 20/3 - Atividades Coletivas e Interdisciplinares. 8/4 - Prazo final para trancamento de matrícula no curso de graduação no 2º período letivo de 2012; data final para solicitação de prorrogação do prazo do curso e reintegração ao curso de graduação para ex-alunos para o 1° período letivo de 2013. 18/4 - Atividades Coletivas e Interdisciplinares. 21/4 - Feriado nacional (Tiradentes). 23/4 - Feriado estadual (São Jorge). 1/5 - Feriado nacional (Dia do Trabalhador). 3 a 9/5 - Provas optativas. 9/5 - Término do 2º período letivo de 2012. 6 a 13/5 - Prazo para lançamento das notas finais no Sistema Acadêmico pelos professores responsáveis por disciplinas. 13/5 - Prazo final para divulgação das notas finais pelos departamentos. 14/5 - Início do recesso escolar. 3/6 - Previsão de início do primeiro período letivo de 2013. Veja na íntegra em www.ufrrj.br (‘Calendário’).

Residência em Medicina Veterinária recebe inscrições até 2/2

Valdo Rocha

Estão abertas, até 2/2, as inscrições para a seleção de candidatos às vagas do Programa de Pós-Graduação (lato sensu), modalidade de residência em área profissional de saúde para o período letivo de 2013. Reitor Ricardo Motta Miranda (ao centro) na aula inaugural em Três Rios Confira o edital e mais informações em www. Não ao trote – Além da apresentação de uma ufrrj.br/concursos breve história da universidade e de orientações básicas aos novos ingressantes, outro tema marcou a cerimônia: a condenação do ‘trote’. “Além de ser Ruralinos unidos por Xerém/RJ uma prática imoral, é ilegal”, afirmou o reitor, citando Campanha de arrecadação de produtos de o Rural Semanal, que regularmente publica nota higiene para os desabrigados das chuvas sobre o assunto (leia na pág. 4 desta edição). A professora Nidia também opinou: “Trote é proibido, Até 25/1, nos postos de arrecadação do campus antidemocrático e opressor”. Seropédica: P1, IA, IT, RU, DCE, DAAB (Diretório Também foram realizadas aulas inaugurais nos de Eng. Química) e F2-208. Contatos: Suelen campi de Nova Iguaçu, às 18h do dia 7, e de Três Landim (7456.3998) e Gustavo Maranhão (7618. Rios, no dia 8. (Leia mais sobre a aula de Três Rios 6311). Mais informações: blogdagraduacao. em campustresrios.blogspot.com.br). blogspot.com.br

Resultado da seleção para Residência Estudantil Pág.3

Concurso ‘Apareça com a GEMTE’: inscrições prorrogadas até 31/1 Pág.4


Pág. 2

UNIVERSIDADE E SOCIEDADE

14 a 20/1/2013 Artigo

RURAL SEMANAL

Ameaça à efetividade da política de combate à aids Elize Massard da Fonseca (*)

O Brasil possui um dos mais abrangentes programas de tratamento para aids entre países em desenvolvimento. Em 2012, o Ministério da Saúde investiu mais de R$ 850 milhões na compra de medicamentos para tratar 217 mil pacientes de aids. Muito tem se discutido sobre a sustentabilidade da resposta brasileira. Por exemplo, o país é conhecido internacionalmente pela intensa negociação de preços com as indústrias farmacêuticas para reduzir o custo de medicamentos protegidos por patente. Igualmente relevante, porém menos conhecido, é o debate recente sobre a estabilidade da política de combate à aids no Brasil, que muito depende do comprometimento dos governos estaduais e municipais na atenção ao tratamento do HIV/aids. Desde sua criação em 1985, um dos pilares da resposta à doença no Brasil tem sido a ação centralizada de coordenação do nível federal. Os recursos do Ministério da Saúde eram transferidos aos estados e municípios por meio de convênios para a implementação de ações pactuadas entre os três níveis de governo. Entretanto, o mecanismo de repasse por convênio mostrou-se limitado e inflexível devido às normas legais para sua operacionalização. Além disso, na década de 90 ficou estabelecido que o instrumento formal de repasse dos recursos da saúde seria feito diretamente do Fundo Nacional de Saúde para os Fundos Estaduais e Municipais de Saúde, sob normas de elegibilidade previamente estabelecidas. A partir de 2003, de forma a obedecer as regras de transferências do SUS, o Ministério da Saúde passou a descentralizar os recursos da aids por meio de transferências carimbadas para os 27 estados e 424 municípios onde a epidemia estava concentrada. Essa política federal operava por meio de um plano de ações e metas entre os três níveis de governo, produzindo cooperação intergovernamental. Além disso, protegia as transferências da aids de disputas locais por recursos e barganha política. Integração de ações de tratamento e prevenção resultou na redução da mortalidade, morbidade, e hospitalizações Para se qualificar ao recebimento das transferências do Programa Nacional de Aids (agora departamento), os governos locais deveriam integrar suas metas com as da Política Nacional de Aids. Desde sua criação, aproximadamente R$ 130

quisas do Centro de Estudos da Metrópole, thinktank que realiza estudos sobre federalismo no Brasil, apontam que as transferências carimbadas do Ministério da Saúde são uma importante fonte de recursos das secretarias municipais de saúde. Embora isso limite a autoridade dos governos locais sobre as políticas de saúde em que devem investir, na sua ausência, a capacidade dos municípios em prover serviços de saúde seria consideravelmente desigual. Particularmente, com relação a ações de controle ao HIV/aids, estudos apontam que desde 2006, quando foi autorizado que os governos subnacionais tivessem discricionariedade na implementação de programas de troca de seringas – importante estratégia de prevenção à aids entre usuários de drogas injetáveis – ocorreu expressiva redução no volume de recursos públicos para essas intervenções. É importante ressaltar que integração de ações de tratamento e prevenção no Brasil resultou na redução da mortalidade, morbidade, hospitalizações, e aumento da expectativa de vida das pessoas vivendo com HIV/aids. Entretanto, a estabilidade da resposta brasileira à epidemia de aids muito depende de uma ação coordenada entre os três níveis de governo e do empenho de seus gestores. Enquanto os grupos de pacientes permanecem com o importante papel de manter o governo comprometido com uma efetiva resposta à doença, as transferências carimbadas são relevantes para compelir os governos subnacionais à manutenção de ações de prevenção, controle e cuidado das pessoas vivendo com HIV-aids. Alterar o arranjo institucional dessa política bem sucedida implica riscos. Um retrocesso das ações pode levar à reemergência da epidemia de aids no país. Por outro lado, o Ministério da Saúde ainda carece de análises abrangentes de monitoramento e avaliação dos programas subnacionais de aids. Se as transferências vinculadas estiverem sendo utilizadas para intervenções de baixo impacto em saúde ou sem foco em ações que estimulem a testagem para HIV, provavelmente não importará muito eliminá-las. Elize Massard da Fonseca é pesquisadora pósdoutora no Centro de Estudos da Metrópole (USP) e bolsista da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

milhões foram investidos, por ano, com base nesse modelo de descentralização. Entretanto, com a portaria ministerial que criou as transferências por meio de "blocos de financiamento" (Portarias 399/2006 e 699/2006), discutiu-se a possibilidade de incluir as transferências carimbadas para aids dentro do bloco de vigilância em saúde, o que permitiria maior flexibilidade dos estados e municípios na alocação desses recursos. Após um intenso processo de negociação no Ministério da Saúde, os responsáveis pelo Programa Nacional de Aids foram bem sucedidos em manter o modelo das transferências carimbadas. Pretendem assim preservar os instrumentos que permitem ao governo federal garantir o compromisso dos governos subnacionais com a política nacional de combate à doença. Em 2012, o Ministério da Saúde novamente considerou unificar as transferências vinculadas, de forma a serem utilizadas em qualquer ação de vigilância em saúde. Essa decisão, contudo, tem sido expressivamente criticada pelos grupos de pacientes de aids, que temem que os municípios deixem de investir recursos na atenção de pessoas vivendo com a doença devido ao estigma associado a ela, bem como à limitada influência política que esses grupos podem ter sobre os governos locais. Olhando a questão por outro ângulo: na ausência de uma política federal de incentivos, há o risco de que os estados e municípios deixem de adotar Publicado originalmente no jornal Valor Econôações de cuidado e prevenção ao HIV/aids. Pes- mico, em 8/1. (Ilustração: noticias.r7.com)

Agradecimento Gostaria de destacar a atuação exemplar de duas servidoras da UFRRJ: Kátia, da PróReitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, e Mariângela, da Secretaria de Órgãos Colegiados. Submeti um pedido de reconhecimento de diploma de doutor obtido no exterior, e ambas trataram o processo com muito profissionalismo. Agradeço a elas pelas palavras, ações e atenção dispensada a mim. Elas são profissionais que enchem a todos nós de orgulho e garantem a qualidade singular do Serviço Público Federal. Neste sentido, fiz alusão explícita ao empenho da UFRRJ na condução de meu processo nos memorandos (com documentos comprobatórios da aprovação anexados) enviados à SGP e CPPD da UNIVASF. Carmem Masutti, professora da Área de Solos, Colegiado de Engenharia Agrícola e Ambiental, UNIVASF

Ascom nas redes sociais facebook.com/UFRRJ twitter: @ufrrjbr

Clipping da Rural Acesse em www.ufrrj.br/portal/modulo/ home/clippins.php

CNPq lança chamada do Ciência sem Fronteiras para laboratórios O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) divulgou chamada de bolsas que contempla a seleção de 15 candidatos para os laboratórios da empresa GlaxoSmithKline (GSK). As inscrições devem ser efetuadas até 15/2. As bolsas serão financiadas pelo programa Ciência sem Fronteiras e o investimento é de R$ 1,1 milhão. As modalidades contempladas na chamada são Doutorado Sanduíche no Exterior (SWE) e Pós-Doutorado no Exterior (PDE). O resultado da seleção será divulgado a partir de março. (Fonte: MCTI, 4/1)


RURAL SEMANAL

UNIVERSIDADE

Portas abertas para a história ruralina Livro sobre vocação rural da UFRRJ traz reflexão sobre o Reuni No lançamento de seu livro (‘A vocação rural da UFRRJ do tempo recente’), ocorrido em 19/12/2012, no Salão Azul, a professora Ana Lúcia da Costa Silveira (foto), do CTUR, destacou um fato marcante na realização de seu trabalho, que traz a universidade como objeto. “A Rural sempre esteve de portas abertas para minha pesquisa”, contou ela, acrescentando que o Rural Semanal é uma ótima fonte para recuperar a história recente da insituição. A obra (editada pela AMC Guedes) é fruto da tese de doutorado ‘A UFRRJ do tempo recente: relações entre a oferta de graduações e a sua vocação rural’, orientada pelo professor Raimundo Santos e defendida junto ao Programa de PósGraduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA/UFRRJ). Reuni – Reconhecendo a importância do livro para a próxima gestão – visto que propõe refletir sobre o processo de expansão – a professora Ana Dantas, vice-reitora da UFRRJ, fez questão de inclui-lo ao lado de dois outros que tratam da história da universidade: ‘A autonomia Universitária no Brasil: Dádiva legal ou construção coletiva? O caso da UFRRJ’, da professora Célia Regina Otranto; e ‘O Movimento Estudantil na UFRuralRJ: memórias e exemplaridade’, da professora Lucília Augusta Lino de Paula (ambos editados pela Edur).

PROAEST divulga resultado da seleção para Residência Estudantil A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PROAEST/ UFRRJ) divulgou o resultado da seleção para vagas na Residência Estudantil. Os relacionados devem comparecer à Secretaria do Setor de Residência Estudantil (SERE) até 18/1, munidos de documento de identificação com foto. Kleber Costa (Blog da Graduação)

Confira os resultados (masculino e feminino) nos seguintes links: www.ufrrj.br/concursos/editais/listagemfeminino.pdf www.ufrrj.br/concursos/editais/listagemmasculino.pdf

Nota de falecimento É com pesar que registramos o falecimento, em 31/12/2012, do servidor Cláudio Sérgio Viana (DGV/UFRRJ).

Já a professora Ana Cristina S. dos Santos, presidente da Associação dos Docentes da UFRRJ (Adur-RJ) afirmou que o livro de Ana Lúcia é importante para debater os rumos do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). “Na greve do ano passado, o segundo ponto de pauta, depois do plano de carreira, era justamente o das condições de trabalho”, relembrou a professora. “A expansão sempre foi desejada pelos docentes, mas com qualidade”. Além da autora e das professoras Ana Dantas e Ana Cristina S. dos Santos, a mesa contou com a participação dos professores Raimundo Santos (CPDA) e Ricardo Luís L. Berbara (Instituto de Agronomia/IA). Na platéia, presença dos professores Pedro Paulo O. Silva (pró-reitor de Assuntos Administrativos), Eduardo Mendes Callado (próreitor de Assuntos Financeiros), Ricardo de Oliveira (diretor do Instituto de Ciências Humanas e Sociais/ ICHS), Katherina Coumendouros (vice-diretora do Instituto de Veterinária/IV), Amparo Villa Cupolillo (coordenadora da Coordenação Integrada de Estágios e Concursos/CIEC), Manlio Silvestre Fernandes (reitor da Rural entre 1993 e 1997) e Luiz Freire (presidente da Associação dos Diplomados da Escola Nacional de Agronomia/Adena), entre outros representantes da Administração Superior, docentes, técnico-administrativos e estudantes. Ascom/UFRRJ

Pág. 3 14 a 20/1/2013

Portarias da UFRRJ Portaria nº 1.492/GR, de 20/12/2012 A Vice-Reitora da UFRRJ, no uso das suas atribuições que lhe confere o Artigo 11, §1° do Estatuto da UFRRJ, e tendo em vista o que consta no Ofício n°11/CS 1.288/GR, de 20/12/2012, resolve prorrogar por 30 dias o prazo para conclusão dos trabalhos da Comissão instituída pela Portaria n° 1.288/GR, de 23/11/2012, incumbida de apurar os fatos apontados nos processos 23083.008401/ 2012-82 e 23083.009436/2012-39. Ana Maria Dantas Soares, Vice-Reitora no Exercício da Reitoria

Portaria nº 028/PROAEST, de 4/12/2012 O Pró-Reitor de Assuntos Estudantis da UFRRJ, no uso das suas atribuições que lhe são conferidas pelos incisos VIII e IX do artigo 80 do regimento da Reitoria e dos órgãos subordinados desta universidade, resolve designar Fernando de Araújo Gerias (vigilante, matrícula 1028482), Jones de Souza (secretario executivo, matrícula 1754095) e Luiz Antunes de Sá Filho (operador de máquinas de lavanderia, matricula 0387659), para, sob a presidência do primeiro e em Comissão, Constituírem Comissão de Sindicância incumbida de apurar, no prazo de 30 dias, a contar desta data, os fatos abordados no Processo 23083.004144/2012-18. Carlos Luiz Massard

Portaria nº 02/ITR, de 9/1/2013 A Diretoria do Instituto Três Rios da UFRRJ, no uso de suas atribuições, resolve designar Paulo Cosme de Oliveira (professor assistente, matr. 2301031), Hélio Fernandes Machado Júnior (professor associado, matr. 0387116) e Huçuadi Nóbrega Ferreira da Silva (professor assistente, matr. 1723214) para, sob a presidência do primeiro, constituírem Comissão de Sindicância incumbida de Internet sem fio no P1 apurar o que consta no processo nº 23083.009248/ Desde o dia 9/1 a Coinfo disponibiliza conexão de 2012-19. Luciana de Amorim Nóbrega Internet sem fio nos corredores internos do 1° e 2° Portaria nº 03/ITR, de 9/1/2013 andares do P1, além do jardim interno. Para obter o acesso, é necessário selecionar a rede P1- A Diretoria do Instituto Três Rios da UFRRJ, no uso UFRuralRJ e fazer uma autenticação utilizando o de suas atribuições, resolve designar Paulo Cosme usuário da conta de e-mail (@ufrrj.br) e a senha em de Oliveira (professor assistente, matr. 2301031), Hélio Fernandes Machado Júnior (professor um navegador web. associado, matr. 0387116) e Huçuadi Nóbrega Seleção de bolsistas de Extensão Ferreira da Silva (professor assistente, matr. 1723214) para, sob a presidência do primeiro, A Pró-Reitoria de Extensão, em conjunto com o constituírem Comissão de Sindicância incumbida de Departamento de Teoria e Planejamento de apurar o que consta no processo nº 23083.009250/ Ensino (DTPE/IE), abriu inscrições, até 21/1, para 2012-80. Luciana de Amorim Nóbrega seleção de bolsistas (duas vagas) no projeto ‘Núcleo de Diálogos Interculturais’, que tem como Portaria nº 014/ICHS, de 10/1/2013 público-alvo os alunos e professores do EJA em O Diretor do ICHS/UFRRJ, nos termos da alínea Seropédica. As bolsas terão validade de março a XVIII do Art. 67 do Regimento Geral da universidezembro de 2013, com o valor de R$ 480. Podem dade, resolve designar os docentes Simone se inscrever os alunos das licenciaturas da UFRRJ. Matos Guimarães Orlando (matr. 1.764.973), Informações e inscrições na sala 21 do IE, das 9h às Thiago de Oliveira (matr. 1.885.671) e Fernado 11h e das 14h às 20h. Ramalho Ney Montenegro Bentes (matr. 1.879. 824) para, sob a presidência da primeira, consProfessora do ITR/UFRRJ tituírem Comissão de Sindicância encarregada de apurar os fatos relatados no processo nº 23083. publica tese premiada A tese ‘Crescimento econômico e restrição externa: 000115/2013-50. Ricardo de Oliveira um modelo de simulação pós-keynesiano’, da professora Maria Isabel Busato (ITR/UFRRJ), conquistou a primeira colocação na categoria ‘tese de doutorado’, como o melhor trabalho defendido no Instituto de Economia da UFRJ, em 2011. A tese premiada virou livro, que foi lançado no dia 21/12/12, Já está no ar o Rural Semanal On-line, o blog inno próprio IE/UFRJ, campus da Praia Vermelha, na formativo da Ascom/UFRRJ. Visite-nos em rural Urca, Rio de Janeiro. semanalonline.blogspot.com


Informes Gerais Trote na UFRRJ é terminantemente proibido Deliberação n° 9, de 1/2/12

Semana de Extensão na UFRRJ A Pró-Reitoria de Extensão da UFRRJ promove, de 21 a 24/1, a IX Semana de Extensão. O tema deste ano é ‘Mosaico Universitário: a Extensão na Diversidade, Ambiente e Cultura’, e tratará das transformações em curso na sociedade contemporânea, buscando refletir coletivamente sobre os desafios que estão sendo postos para a construção de um novo modelo de desenvolvimento. Confira a programação em eventos.ufrrj.br/semex/ programacao

O Conselho Universitário da UFRRJ, tendo em vista a decisão tomada em sua 275ª Reunião Ordinária (sessão II), realizada em 1/2/2012, e considerando o que consta no processo nº 23083. 000342/2012-02, resolve: I. proibir, terminantemente, a prática de qualquer tipo de trote estudantil no âmbito desta Universidade. II. revogar a Delib. nº 2, de 8/1/1994. Ricardo Motta Miranda, presidente

Monitorias na Rural

Sanidade Avícola (IV-141) Estão abertas as inscrições para concurso de monitoria em Sanidade Avícola (IV-141, Edital 01/2013), para preenchimento de uma vaga. Inscrições, até 25/1, na Secretaria do DESP (Sala 39 do IV). Os candidatos já deverão ter cursado a disciplina de ‘Ornitopatologia’ ou ‘Sanidade Avícola’, com aprovação, e dispor de 12 horas semaMinicurso gratuito de nais. A seleção constará de prova escrita, que será realizada em 21/1, às 8h, na sala 35 do InstiAtualização Ortográfica tuto de Veterinária. Programa: Doença de Marek, A professora Tania Mikaela Garcia Roberto (DLC/ Leucoses, NewCastle, Influenza, Gumboro, BronICHS) vai ministrar um workshop, em três dias di- quite, EDS, Síndrome Ascitica, Salmoneloses, ferentes, sobre as reformas e mudanças na orto- Micoplasmoses e Coccidioses. grafia da Língua Portuguesa. O Minicurso de AtuOrganografia Vegetal (IB-603) alização Ortográfica acontece no Auditório do Pavilhão de Aulas Teóricas (PAT), campus Sero- O Departamento de Botânica (DB/IB) abre duas pédica, nos seguintes dias e horários: 24/1, das 18h vagas para monitoria em Organografia Vegetal às 22h; 5/2, das 9h às 13h; 6/2, das 13h às 17h. (IB-603). Para se candidatar às vagas, o estudanOs interessados devem se inscrever na Coor- te deve: ser aluno regularmente matriculado; fredenação de Letras, no ICHS, entre 15h e 19h. A quentar efetivamente o curso; ter obtido aprovarealização é do Laboratório de Assessoria Linguística ção nas disciplinas IB-604, IB-603 ou IB-602; dis(LAL/DLC). Para mais informações: mikaela@ por de 12 horas semanais; ufrrj.br Haverá prova teórico-prática (eliminatória) e entrevista. O primeiro teste ocorrerá no dia 15/1, Curso Prático de na sala 44 do IB, a partir de 13h. O segundo será Revisão de Textos em 18/1, na sala 47 do mesmo Instituto, a partir das 9h. Programa: Principais características das Outra atividade ministrada pela professora Tania Angiospermae e Gymnospermae; Raiz, Caule e Mikaela, também no PAT, será o Curso Prático Folha: conceituação, principais tipos e adaptade Revisão de Textos (com avaliação e certificações; Flor: conceito e partes constituintes; Verticição de 20h). As vagas são livres para alunos de los protetores: principais tipos morfológicos e qualquer curso da UFRRJ. classificações; Verticilos reprodutores: principais O curso acontecerá às terças e quintas-feiras, tipos morfológicos e classificações; Inflorescêndas 13h às 17h, com início no dia 5/2. Para particia: sistemas e principais tipos; Frutos: conceito, cipar é necessário possuir, como pré-requisito, partes constituintes e principais tipos. bom conhecimento de português padrão (gramática normativa). As inscrições podem ser feitas na Editora da Universidade Rural (Edur), segundo Rural Semanal andar do Pavilhão Central (P1), sala 102, campus Uma construção coletiva da comunidade universitária Os conceitos, opiniões, declarações, comunicados, Seropédica. No último dia de aula , haverá uma avaliação resenhas e cartas são de total responsabilidade que selecionará dois alunos para se tornarem dos autores. Colabore enviando artigos, cartas e notas até terça-feira para ascom@ufrrj.br bolsistas da Edur.

Concurso ‘Apareça com a GEMTE’ Inscrições prorrogadas até 31/1 O concurso ‘Apareça com a GEMTE: Ciência e Inovação para Acessibilidade’ teve suas inscrições prorrogadas até o dia 31 deste mês. O Grupo de Estudos em Marketing, Tecnologia e Ecologia (GEMTE), do Instituto Multidisciplinar (IM/UFRRJ) promove a iniciativa. Os melhores trabalhos irão compor a terceira edição da ‘Revista Destinos – Olhares Além da Fachada’. Os interessados devem se inscrever gratuitamente pelo e-mail gemteufrrj@yahoo.com.br (com cópia para destinos@ufrrj.br). Mais informações em r1.ufrrj.br/im/gemte/ apareca_gemte.html

Segurança no campus Faça a sua parte para que não haja violência no campus. Qualquer ocorrência, comunique-se com a DGV: ramal 4645 e tel. 2682-1871. Tenha sempre um documento de identidade, especialmente o que ateste seu vínculo com a UFRRJ.

Ouvidoria na Rural Reclamações, elogios, críticas e sugestões, das 8h às 17h, na sala 131/P1. Tel. 2682-2915 ou em www.ufrrj.br (fale conosco/ouvidoria).

Apresenta, em 16/1, às 19h, no Gustavão, 'Beleza Americana' (Estados Unidos/1999; Drama; 122 min). Direção: Sam Mendes; com Kevin Spacey, Annette Bening e Mena Suvari. Sinopse: Lester (Kevin Spacey), casado com Carolyn (Annette Bening) e pai de Jane (Tora Birch), não aguenta mais o emprego e se sente impotente perante sua vida, até que conhece Angela Hayes (Mena Suvari), amiga de Jane. Encantado com sua beleza e disposto a dar a volta por cima, Lester pede demissão e começa a reconstruir sua vida.

RURAL SEMANAL: Informativo da Reitoria da UFRRJ, fundado em 26/9/1994. Reitor: Ricardo Motta Miranda Vice-reitora: Ana Maria Dantas Soares Pró-Reitores: Assuntos Administrativos: Pedro

Rural Semanal Ano XX - número 2 - 14 a 20/1/2013

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

IMPRESSO

Paulo de Oliveira Silva Assuntos Financeiros: Eduardo Mendes Callado Assuntos Estudantis: Carlos Luiz Massard Graduação: Nidia Majerowicz Extensão: José Claudio Souza Alves Pesquisa e Pósgraduação: Aurea Echevarria Assessora de Informação e Comunicação: Teresinha Sena Pacielo Editor colaborador: Valdomiro Neves Lima Colaboradora: Aline Avellar (jornalista/Mtb06470-MG) Redação/revisão: João Henrique Oliveira (jornalista/Mtb24325-RJ) Distribuição: Aline da Silveira Figueroa Bolsista: Julio Salles Impressão: Imprensa Universitária Tiragem: 3.500 Redação: Assessoria de Informação e Comunicação - BR 465 - Km7, Pavilhão Central, sala 131, CEP 23890-000 Seropédica/RJ. Tel.: (21) 2682-2915 e 2682-1080/1090; fax: (21)2682-1120. E-mail: ascom@ufrrj.br Portal: www.ufrrj.br Blog: http://ruralsemanalonline.blogspot.com ‘A exatidão dos dados dos eventos é de responsabilidade de seus organizadores’.


Rural Semanal 2 (de 14 a 20/1/2013).