Page 1

Revmo. Tetsuo Watanabe

Culto aos Antepassados

Templo Messiânico de Atami, Japão

2 e 3/Julho/11

Culto aos Antepassados Templo Messiânico de Atami, Japão 2 e 3 de Julho de 2011

“Deus atua onde existe o bem. Pode ser em um pequeno espaço de 5 minutos, mas creio que se pensarmos, falarmos e praticarmos o bem durante este período de tempo, este será um Reverendíssimo Tetsuo Watanabe Presidente da Igreja Messiânica Mundial

momento divino.”

1


2

Revmo. Tetsuo Watanabe

Culto aos Antepassados

Templo Messiânico de Atami, Japão

2 e 3/Julho/11

Felicitações a todos pelo Culto aos Antepassados. Agora há pouco, em um clima de profunda solenidade, juntamente com nossos antepasados, oramos de todo coração em gratidão a Deus e a Meishu-Sama por sermos criados e doutrinados através de grandiosas bençãos divinas no nosso dia a dia. Oramos também para que se concretize dentro dos nossos corações o sentimento de Meshu-Sama: “Fazer da felicidade das outras pessoas a Sua própria felicidade”. Além disso, oramos pela alma de todos aqueles que retornaram ao Mundo Espiritual na calamidade que atinguiu o nordeste do Japão, desejando a felicidade de seus familiares. ♦ Experiência de fé Hoje, nós tivemos o magnífico relato de Experiência de fé da Sra. Nair Higa, do Johrei Center Macaé, Área Vitória, Região Grande Rio. Vamos saldá-la novamente com uma grandiosa salva de palmas. Muito obrigado. ♦ Apresentação das caravanas Gostaria de apresentar os caravanistas vindos do exterior. Estamos recebendo 6 membros dos EUA e 87 do Brasil. No total são 93 membros vindos de 2 países. Sejam todos bem vindos ao Solo Sagrado! ♦ Reinício das obras de restauração do Palácio de Cristal Antes de mais nada, gostaria de relatar aos senhores sobre o reinício das obras de restauração do Palácio de Cristal. Logo após o início das obras de restauração nos deparamos com um novo desafio para sua conclusão. A Sede Geral, após inúmeras reuniões sobre este assunto, decidiu reiniciar as obras de restauração após o Culto aos Antepassados, realizado hoje, alicercando ainda mais esta obra nos Ensinamentos de Meishu-Sama. Desejo continuar nos empenhando na restauração do Palácio de Cristal, depositando todo nosso sentimento de makoto nesta dedicação. ♦ Qual é a vontade dos nossos antepassados? Bem, os senhores conseguem dizer se nossos antepassados estão realmente felizes? Na verdade, existe uma maneira de compreender isso através da seguinte orientação da Segunda Líder Espiritual: “Nossos antepassados estarão felizes no Mundo Espiritual na mesma proporção que seus descendentes estiverem felizes aqui neste mundo” (10 de outubro de 1958). Ou seja, a felicidade dos nossos antepassados depende da nossa própria felicidade e da felicidade dos nossos familiares. Somos a condensação de milhares de antepassados, por isso, se sentirmos a felicidade brotar em nossos corações enquanto estivermos vivos, isso significa que nossos antepassados também estarão felizes. Por outro lado, se sentimos inseguranças e preocupações, isso significa que nossos antepassados também estão sofrendo. Entretanto, nossos antepassados não conseguem se elevar às camadas elevadas do Mundo Espiritual e se tornar felizes por conta própria. Eles precisam do apoio de seus descendentes. Os antepassados sabem muito bem que a sua própria felicidade depende do acúmulo de virtudes por parte dos seus decendentes, por isso, eles nos enviam inúmeras mensagens das mais variadas formas. Por exemplo, eles podem estar querendo transmitir alguma coisa através da purificação de um ente querido.


Revmo. Tetsuo Watanabe

Culto aos Antepassados

Templo Messiânico de Atami, Japão

2 e 3/Julho/11

3

♦ A leucemia da minha irmã fez nossa família se ligar a Meishu-Sama Minha irmã mais velha, logo após o casamento, inaugurou junto com seu marido um jardim da infância. Por longos anos, eles se dedicaram à educação de muitas crianças. Graças às suas práticas e o método de ensino refinado, esse jardim da infância passou a ser muito co-nhecido na cidade de Nagoya. Minha irmã está para completar 77 anos. Quando estávamos conversando alguns dias atrás, ela olhou para mim e disse: “Olha, eu acho que não estou sendo muito útil a Deus!” Pensei comigo: “Puxa vida, todo o empenho para educar muitas crianças todos estes anos já é uma dedicação maravilhosa”, mas, falei para ela o seguinte: “Eu não penso assim, não! Você fez uma dedicação muito grande, sabia? Quando você era criança e teve leucemia, nosso pai te carregava no colo por todos os hospitais da cidade. Nenhum médico sabia o que fazer e todos estavam perdendo as esperanças. Foi quando um conhecido nos apresentou Meishu-Sama. Nosso pai recebeu o Ohikari e ministrou Johrei em você intensamente. Você recebeu um milagre e está bem até hoje, não é verdade! Impressionado com a força do Johrei, nosso pai decidiu se tornar um discípulo de Meishu-Sama e depois se tornou um missionário religioso. Segui os passos do nosso pai, me tornando ministro, e fui para o Brasil fazer difusão pioneira. Logo no início da difusão, encontrei com uma menina chamada Lucinha, que também tinha leucemia. Consegui encorajar seus pais para que ela apenas recebesse Johrei porque falei para eles do seu milagre com a cura da leucemia apenas recebendo Johrei. A Lucinha também recebeu o milagre de ser curada. Este milagre ficou famoso em toda a cidade graças à publicação desse acontecimento em uma revista de grande circulação. Com isso, muitas pessoas conheceram o Johrei. Ao mesmo tempo, todos os membros que presenciaram este milagrre ficaram maravilhados com o Johrei. Todos procuraram aprender o que é purificação e o seu processo até o milagre. Isso trouxe coragem e motivação para todos os pioneiros da difusão no Brasil. Ou seja, graças à sua purificação de leucemia nossa família e muitas pessoas foram encaminhadas para a verdadeira felicidade. Por isso, você fez uma dedicação importantíssima para a difusão mundial, viu!” Minha irmã escutou isso e disse: “Puxa vida, será que fiz tudo isso mesmo!”, mas acredito que ela fez uma grande dedicação. ♦ Antepassados que desejam servir na Obra Divina Meishu-Sama escreveu o seguinte poema: “Como eu me sinto grato, meu Deus, por ter sido escolhido, através da doença, para servir na Vossa Obra.” Salmo de Meishu-Sama – Livro de orações

Acredito que a purificação de leucemia da minha irmã uniu meu pai e nossa família a Meishu-Sama. Esta purificação é a manifestação do desejo profundo dos nossos antepassados em querer servir na Obra Divina. Podemos afirmar também que a concretização da vontade dos antepassados é a missão da família. Isto não aconteceu apenas com a minha família. Muitos messiânicos tiveram a permissão de se ligar a Meishu-Sama através de uma purificação de doença, pobreza ou conflito. Isso também aconteceu com a Sra. Nair Higa, que relatou sua experiência de fé hoje. Através de uma purificação de conflito no relacionamento pessoal, ela percebeu que nada seria resolvido sem a sua própria


4

Revmo. Tetsuo Watanabe

Culto aos Antepassados

Templo Messiânico de Atami, Japão

2 e 3/Julho/11

mudança interior. Orando para ser utilizada como instrumento de Deus e Meishu-Sama, ela conseguiu ministrar mais de 10 Johrei diaramente durante 15 dias. Com isso, o sentimento de lamúria que invadiu seu coração desapareceu. Ela passou a sentir respeito e gratidão por seus superiores no trabalho e conseguiu encaminhar pessoas com o desejo de que elas e seus familiares se tornassem felizes. Através dessa purificação, a Sra. Nair não foi apenas agraciada com o milagre de conseguir mudar seu próprio interior. Ela também conseguiu saborear a alegria de agradecer e respeitar seus superiores, além de sentir a felicidade de encaminhar pessoas para a fé. Para as pessoas encaminhadas por ela, sua purificação foi algo importantíssimo que precisava ter acontecido. À propósito, enquanto escutava o relato da Sra. Nair, me recordei da época de difusão pioneira, onde ministrava mais de 50 Johrei todos os dias. Toda vez que ia ministrar Johrei, pedia para Meishu-Sama me utilizar como seu representante. Quando terminava a ministração, orava agradecendo por ter sido utilizado como Seu representante. Toda vez que manifestarmos esta vontade antes da ministração do Johrei, brotará em nós o sentimento de sermos utilizados como representantes de Meishu-Sama. Quanto mais forte for esta vontade, mais MeishuSama poderá se manifestar, independente do local, pessoa ou situação. ♦ A maior meta da vida é participar da Obra Divina A Segunda Líder Espiritual nos transmitiu o seguinte Ensinamento: “O ser humano precisa ser um representante de Deus onde quer que ele esteja. (...) O ser humano está participando, direta ou indiretamente, da construção do Paraíso Terrestre, por isso, esta é a maior meta das nossas vidas” (23 de setembro de 1955). Kyoshu-Sama também nos transmitiu a seguinte orientação: “É no momento em que estamos purificando que devemos crer, com coragem, que este estado é a prova de que realmente estamos sendo utilizados na Obra Divina”(Saudação de Ano Novo – 1º de janeiro de 2008). Nesta vida, existem pessoas passando por purificações neste momento, dentre elas pessoas que passam por purificações que não tem solução. Através de uma purificação, não só a própria pessoa, mas também seus familiares e todos a sua volta, estão aprendendo como resurge em nossos corações a gratidão pelas bênçãos divinas. Estamos aprendendo a importância de olhar para o nosso interior; a importância de amar uns aos outros e a importância de aprender a maneira correta de viver nosso cotidiano pessoal e familiar. Precisamos entender que a purificação nos oferece a oportunidade de aprendizados importantíssimos. Precisamos manifestar através de sentimentos, palavras e ações repletas de beleza a gratidão pela chance de evoluir junto com muitas pessoas. Não devemos afirmar que purificar é uma infelicidade. Por exemplo, mesmo durante uma purificação muito severa, acreditando que ela é o amor de Deus, se tivermos o sentimento de amar, apoiar e agradecer uns aos outros, acredito que isso é uma prova de que somos felizes. Me encontrei com muitas pessoas que mesmo passando por uma purificação, se sentiam mais felizes do que quem não estava purificando. É dessa maneira que nossos antepassados enviam mensagens incentivando nossa participação na construção do Paraíso Terrestre. Estas mensagens nos são enviadas através de uma purificação, do encontro com outras pessoas ou através do contato com a beleza da natureza ou uma obra de arte. Sendo assim, precisamos nos esforçar para perceber sua vontade e, reconhecendo-a, servirmos para sermos úteis a Meishu-Sama. Este esforço é a origem da felicidade aqui neste mundo e no Mundo Espiritual. Sobre isto, Meishu-Sama escreveu o seguinte poema:


Revmo. Tetsuo Watanabe

Culto aos Antepassados

Templo Messiânico de Atami, Japão

2 e 3/Julho/11

5

“A dedicação é a maior manifestação de amor que os descendentes podem dar aos seus ancestrais, que habitam o Mundo Espiritual.” Salmo de Meishu-Sama – Livro de orações

♦ Acumular práticas de pequenas ações altruístas Participar da Obra Divina e servir na costrução do Paraíso Terrestre parece ser algo grandioso. Para dizer a verdade, não é assim. Como disse agora pouco, mesmo as difusões do Brasil e da Tailândia tiveram início com pequenas práticas de amor altruísta dos membros. Meishu-Sama escreveu o seguinte salmo: “Até mesmo o grandioso Plano de Deus teve início através de um pequeno modelo.” Salmo de Meishu-Sama – Livro de orações

Ou seja, o acúmulo de pequenas ações dará origem a uma grandiosa onda de salvação que partirá da família rumo à sociedade. No Culto do Paraíso Terrestre deste ano aqui no Japão, falei sobre diminuir lamúrias e queixas, praticando bons sentimentos, boas palavras e boas ações, além da importância de ministrar pelo menos um Johrei por dia. Acredito que através desta prática estaremos cultivando o sentimento de estarmos sempre servindo a Meishu-Sama. ♦ Dedicar 5 minutos a alguém é dedicar seu tempo a Deus Todos os senhores já ouviram falar sobre a Madre Teresa de Calcutá, beatificada pela Igreja Católica. Certo dia, o cientista em religião japonês Dr. Tetsuo Yamaori, visitou a Madre Teresa, pedindo repentinamente a oportunidade de uma entrevista. A Madre Teresa respondeu afirmando com a cabeça e disse: “Irei te conceder apenas 5 minutos”. Estas palavras não foram apenas uma simples resposta. Assim como Meishu-Sama, ela dedicava todo o seu tempo para a salvação de outras pessoas. Por isso, creio que esta entrevista foi uma forma dela levar a salvação para este religioso, além de querer mostrar para ele que aqueles 5 minutos eram momentos muito importantes para Deus. Os dois viveram momentos agradáveis. Meishu-Sama nos ensina que o bem gera a Luz que dissipa as nuvens espirituais. Ou seja, Deus atua onde existe o bem. Pode ser em um pequeno espaço de 5 minutos, mas creio que se pensarmos, falarmos e praticarmos o bem durante este período de tempo, este será um momento divino. Sendo assim, basta corresponder ao sentimento de Meishu-Sama para recebermos forças para gerar um sorriso construído em um segundo, uma saudação ou uma atitude de simpatia feitas em alguns minutos. O importante é aumentar pouco a pouco estes momentos divinos. Meishu-Sama afirmou que estava sempre pensando no que fazer para que outras pessoas fossem felizes. Aprendendo com esta postura de MeishuSama, se conseguirmos preparar nossos corações para alegrar alguém a todo instante, teremos a chance de alegrar nossas vidas. Acumulando práticas de pequenas ações altruístas, quando menos percebermos, nos tornaremos pessoas al-


6

Revmo. Tetsuo Watanabe

Culto aos Antepassados

Templo Messiânico de Atami, Japão

2 e 3/Julho/11

truístas que objetivam a alegria do próximo em todo o local ou momento. Mais do que isso, podemos dizer que todas as atitudes de uma pessoa como esta são uma expressão de altruísmo. Dessa maneira, nossa própria vida mudará. Como seremos capazes de alegrar qualquer pessoa, nos sentiremos bem independende do local, pessoa ou trabalho que estivermos desempenhando. Sertir-se bem é a razão das nossa vidas. Se encontramos uma maneira de alegrar alguém através do Johrei, oração, dedicação, afazeres domésticos, trabalho ou estudos, todos os momentos da nossa vida serão divinos. Tanto o Johrei Center como qualquer outro lugar serão locais preparados por Deus para podermos dedicar e todas as nossas atitudes serão úteis a Deus. Os filhos que são educados vendo esta postura de alegria dos próprios pais sentirão a vontade de herdar este sentimento de fé. Esta postura é um tesouro indestrutível, uma herança eterna. Acredito que Deus, Meishu-Sama e nossos antepassados desejam de todo coração que cada um de nós se torne uma pessoa como esta. ♦ Conclusão Encerro minhas palavras orando para que o sentimento de Meishu-Sama se concretize dentro de cada um de nós e de todos os nossos antepassados. Muito obrigado.

SKKI – International Department

Revmo. Watanabe - Culto Antepassados - 2011  

Revmo. Tetsuo Watanabe Culto aos Antepassados Templo Messiânico de Atami, Japão 2 e 3/Julho/11

Advertisement