Page 1

Um Sonho, Uma Mochila e Meus PĂŠs pelo Mundo


é

2


Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar do calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser... é preciso questionar o que se aprendeu. É preciso tocá-lo.” Amyr Link, “Mar sem Fim”

AGRADECIMENTOS Com este trecho de um livro que li e que marcou profundamente o início de todas as nossas aventuras pelo mundo, agradeço a todos aqueles que entraram em nossas vidas e que deixaram cada qual, o seu melhor. Entendemos que a felicidade só é verdadeira quando se é compartilhada. Por isso, compartilhamos com os futuros viajantes e desbravadores deste mundo, as nossas melhores aventuras por um universo ainda não todo conhecido. De nada adiantaria viajar sozinha sem poder voltar e compartilhar as milhares de histórias que havíamos vivido pelo mundo. De um simples diário online, eis que surgiu o que hoje eu considero o grande feito da minha vida. Ao mesmo tempo em que quis manter meus familiares conectados comigo e sabendo de tudo o que eu estava vivendo por ai, foi surgindo com o tempo, o Blog da Mochila. Não meramente um blog, mas um projeto de vida. Um projeto de manter-se sempre conectada com o mundo e com as mochilas nas costas. Agradeço a todos aqueles que me apoiaram para realizar as tantas aventuras que vivi, aos que estavam do meu lado nas horas mais divertidas e em algum lugar por onde passamos, aos que me apoiaram na hora de colocar todas as ideias, viagens, dicas e aventuras no papel e aos amigos no qual tenho o imenso prazer de contar sobre nossas aventuras no Blog da Mochila, Cinthia Ramos, Nurya Martínez e Savio Meirelles. Este Guia de Aventuras é o resultado de nossos desejos e da contribuição de cada um deles que compartilharam esses sonhos comigo, com você e com todos os outros que conhecem as nossas aventuras pelo mundo. Aos demais amigos, agradeço pela compreensão na ausência em seus aniversários, pelos dias, semanas, meses de sumiço no qual estávamos com os nossos pés pelo mundo. A todos os demais que compartilharam roteiros, aventuras e tantas dicas que fizeram de nossas andanças pelo mundo bem melhores! Adrielle Saldanha Clive – Um Sonho, Uma Mochila e Meus Pés Pelo Mundo! 3


Apresentação Pense em alguém que queria colocar os pés no mundo bem antes de nascer. Alguém que desde muito cedo começou a desbravar mundos ainda em sonhos. Mas que logo descobriu que os sonhos eram para serem vividos e não apenas sonhados. Viajamos através Pense em alguém que queria colocar os pés no mundo bem antes de nascer. Alguém que desde muito cedo começou a desbravar mundos ainda em sonhos. Mas que logo descobriu que os sonhos eram para serem vividos e não apenas sonhados. Viajamos através dos livros, da TV, dos Filmes e de tantas outras formas, mas era chegada a hora de poder conhecer o mundo com os próprios pés. Pisar em terras nunca antes pisadas, respirar um ar que nunca entrou em seus pulmões, colocar a mochila nas costas e sair por ai caminhando pelo mundo. Essa era eu logo assim que descobri que meus pés me levariam para onde eu desejasse. Foi assim que descobri que o mundo era bem maior do que eu pensava e conhecê-lo seria, além de um imenso prazer, um grande desafio. Desde muito cedo coloquei os pés no mundo, aprendi a desbravar lugares antes mesmo de pensar em desistir por todas as

adversidades que poderia vir pelo caminho. Viajei sozinha, com os amigos, família e tantos outros desconhecidos que acabaram sendo conhecidos pelo caminho e fazendo parte de uma grande família. Quando nos permitimos sair da nossa zona de conforto para colocar os pés no mundo descobrimos o inimaginável. Descobrimos aqui que jamais pensamos que pudesse existir. O Blog da Mochila foi e sempre será o meu, o seu e o nosso cantinho descoberto por inúmeros outros amantes das aventuras e histórias que sonhamos, vivemos, revivemos e ainda iremos viver por muitos e muitos anos até que os nossos dias se acabem. E se um dia vierem a acabar, na certa, faremos a viagem mais linda de nossas vidas para um lugar em que jamais teremos ido anteriormente. Os meus pés já não são mais somente meus. Eles já viraram instrumentos de utilidade pública para aqueles que junto a mim desejam conhecer o mundo. Aprendi nesses longos anos de vida que uma viagem pode mudar por completo a vida de alguém. A viagem transforma o ser humano. E embora ele vá de encontro a um lugar em que outros pisaram, sua marca naquele lugar é o que verdadeiramente importa. Trilhe seus caminhos e Boa Viagem! 4


5


Vamos Mochilar!!!! Ser Mochileiro não é para qualquer um. Para ser mochileiro tem que ter muita disposição para viver o espírito aventureiro que só sendo um para explicar a sensação. Ser mochileiro não é só colocar a mochila nas costas e sair por ai perdido no mundo, sem rumo, sem direção e só atrás de aventuras. É preciso muito planejamento e dedicação às suas aventuras. Horas e horas parado na frente de um computador conectado com o mundo e com vários guias e dicas de viagens, mapas e etc. Afinal, quanto maior for o seu conhecimento sobre os lugares que quer visitar, melhor será a sua viagem. Pode acreditar! Sempre que começamos a planejar uma viagem, principalmente para um destino que ainda não conhecemos, buscamos muitas informações, dicas de outros viajantes e para isso, seguimos sempre o mesmo roteirinho básico para o nosso planejamento. 1º Passo: Reúna o máximo de informações possíveis sobre cada

lugar que deseja conhecer Em primeiro lugar, procure organiza a logística da viagem. Para facilitar, crie uma lista de lugares que quer visitar e comece a pesquisar, a buscar toda e qualquer informação sobre o lugar desejado. Desde as principais rotas e meios de transporte para se chegar nos lugares que queremos ir, passando por lugares para se hospedar até as principais atrações que o lugar oferece. Mas lembre-se que mochileiro que é mochileiro não se prende apenas ao que a cidade oferece para o turista. Mochileiro explora cada pedacinho do lugar, explora a história, a política e a cultura de cada

lugar em que ele passa. E claro, nunca se esqueça de procurar saber sobre as roupas, clima e geografia da região que irá visitar. 2º Passo: Economize tudo o que for possível O bom mochileiro é aquele que consegue economizar o máximo que puder, mas sem passar aperto e desconforto em sua viagem. Controlar o orçamento é uma das coisas mais importantes na vida de um mochileiro, mas a sua vida é mais importante que todo e qualquer orçamento, então, não se descontrole financeiramente durante uma viagem, mas também não deixe que essa obsessão acabe por estragar a sua viagem. Antes de mais nada, procure saber até quanto está disposto a sair da sua Zona de Conforto e viver como um mochileiro de verdade. Se pergunte se estará disposto a perder sua privacidade em diversos momentos de sua viagem, seja no caso de ter que dividir o quarto com alguém em um albergue ou hostel, de ter que usar o mesmo banheiro que outros viajantes como você, se realmente está disposto a conhecer lugares sem um guia turístico e assim na certa teria que caminhar bastante até seus pés não aguentar mais. Avalie o quanto você é consumista e, o principal de tudo, se você está disposto a pesquisar bastante e pechinchar sempre que quiser comprar alguma coisa. Tenho certeza de que toda essa reflexão fará muita diferença na hora de calcular sua aventura. Passo 3: Economizando na Hospedagem Seja bem vindo ao imenso mundo. Pode acreditar, o mundo é muito maior do que você pensa e nele você pode encontrar pessoas magníficas que irão te proporcionar um espetáculo de vivências em sua vida. 6


Em uma viagem existem inúmeras formas de economizar com hospedagem, desde ficar em albergues, que é uma das melhores opções para mochileiros, principalmente para aqueles que estão viajando sozinho, até mesmo hotéis econômicos, muita das vezes com preços acessíveis ao bolso de qualquer ser que ande com mochila nas costas. Existe uma lista infindável de hostels e albergues que você pode encontrar pelo mundo a fora, como o HostelBrookers, por exemplo.

durante a viagem. Então, faça um pequeno check list com coisas que você vai precisar levar. O primeiro passo é: Tire tudo o que você gostaria de levar para a viagem e coloque sobre a sua cama, depois, pegue tudo o que é de extrema importância levar na sua viagem e coloque na sua mochila. Mas lembre-se, nem sempre levar pouca coisa é o melhor a fazer, mas fique atento as suas necessidades.

Há ainda, mecanismos que permite aos mochileiros conseguirem hospedagem de graça. Isso mesmo, de graça. Há alguns sites como o CouchSurfing.com, especializados na troca de hospedagem, onde você pode oferecer sua casa como hospedagem e também ser hospedado na casa de outras pessoas em vários lugares do mundo. 4º Passo: Comprando as Passagens Esse é o momento em que talvez mais nos dedicamos, principalmente por se tratar de dinheiro. Sempre que vamos viajar, pesquisamos bem em diversos sites de busca, promoções de passagens para os lugares que queremos ir. Utilizamos todos os mecanismos de busca para encontrar a passagem que caiba mais em nosso orçamento. Uma dica que damos é procurar por passagens aéreas entre quarta e quinta, pois são os dias em que não há tanta procura. Elas podem estar bem mais barata durante esses dias da semana e comprando com bastante antecedência, melhor ainda. 5º Passo: Preparando a mochila Não queira nunca levar a sua casa nas costas, pois isso não dará nunca certo. Primeiro porque você coisas que só vão fazer pesar nas suas costas, dificultando sua viagem e que você nunca usará 7

Um Sonho, Uma Mochila e Meus Pés pelo Mundo!  

Coletânia de Dicas do Blog da Mochila