Page 1

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

HOJE

Parabéns para: 28 de Fevereiro • (28) Ary Porto Nunes/ Bianor Antunes de Siqueira/ Hamilton Balão Cordeiro/ Irene Maia Cavalcanti/ Jair Pereira Barbosa/ Mário Teles de Oliveira/ Yara Guanaes Neiva Martins.

A FELICIDADE é uma energia. Não tenha medo de explodir. Então, seja feliz!!!

BIBLIOTECA DA ASA-CD E-mail: biblioteca@asacd.org.br Site: http://www.asacd.org.br Tel.: (061) 3244-3538

SGAS 609/610 Conjunto-C LT 70 Av L2 Sul CEP: 70.200-690 Brasília – DF

BRUGES - BÉLGICA A Veneza do Norte Bruges (em neerlandês Brugge) é uma cidade belga, capital da província de Flandres Ocidental, na região de Flandres. Tem cerca de 117 mil habitantes. Foi a capital europeia da cultura em 2002, juntamente com a cidade espanhola de Salamanca. Bruges é chamada de "Veneza do Norte", por causa de seus inúmeros canais que a cercam ou a atravessam, mas

também a ligam principalmente com a cidade de Gante. As primeiras fortificações foram construídas após a conquista do Menappi por Júlio César no século I a.C., com intuito de protecção da zona costeira contra piratas. Já no século IV, a região foi tomada aos romanos pelos Francos e as incursões dos Vikings, por volta do século

IX, obrigaram a que Balduíno I, Conde da Flandres, reforçasse as antigas fortificações. Foi também nesta época que se fortaleceram as relações comerciais com a Inglaterra e a Escandinávia e surgiram as primeiras moedas gravadas com o nome Bryggia (significa "porto" em neerlandês antigo).

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Bruges

Fonte: ANDERSEN, Vili Santo. Calidoscópio. Brasília: Ed. do Autor, 2012.

Pílulas para dormir aumentam risco de morte Estudo aponta que medicamentos ampliam em quatro vezes chances de óbito Pílulas para dormir estão relacionadas com um risco quatro vezes maior de morte prematura, segundo um estudo realizado nos Estados Unidos e publicado esta segunda-feira no periódico BMJ Open. Em doses elevadas, estes medicamentos também estiveram associados a um

risco 35% maior de câncer em comparação com indivíduos que não os ingerem, mas as razões para isto não ficaram claras. Médicos chefiados por Daniel Kripke, do Centro de Sono da Família Scripps Clinic Viterbi em La Jolla, Califórnia, analisaram os registros

médicos de mais de 10.500 adultos residentes na Pensilvânia que tomavam remédios para dormir prescritos. Eles foram comparados com mais de 23.600 pares que não fizeram uso destes medicamentos.

Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/saude/pilulas-para-dormir-estariam-vinculadas-a-risco-maiorde-obito

hoje742_28022012_terca-feira  

Boletim da Biblioteca

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you