Page 1



03


Celebrar o aniversário de 50 anos do Chapel Art Show, em 2017, é um orgulho para nós. Temos muita satisfação em, mais uma vez, realizar a exposição no campus da Chapel School, já em sua 46a edição. Desta vez, com 149 artistas e mais de 550 obras de arte - espetacular como sempre -, e com vários outros motivos para ser ainda mais especial neste ano! A Chapel School também está em festa, celebrando os seus 70 anos de Fé na Educação. Setenta anos em total parceria com a

We are so very proud to be celebrating Chapel’s 50th year promoting the Chapel Art Show program in October 2017 and we are pleased to host the 46th edition on the campus of our dear Chapel School. This year 149 renowned artists are featured and they bring more than 550 wonderful pieces of varied genres. Making this year’s event even more special is Chapel School’s 70th year of Faith in Education which gives us even greater


arte, especialmente reforçada por este meio século de valorização da arte brasileira por meio desta grandiosa mostra, o Chapel Art Show!

cause to honor and showcase a half-century of appreciation of Brazilian Art too!

Pais voluntários, com seu genuíno amor à arte; o corpo acadêmico, com seu inestimável apoio; e os colaboradores do colégio ajudaram-nos a construir uma história única e louvável, sempre centrada no projeto educativo dirigido aos nossos alunos, que, ano a ano, só fazem recompensar-nos com sua expressiva evolução na apreciação das artes visuais e em seu pensamento crítico, capaz de transformar o mundo em que vivemos. Sabemos que a arte, desde sempre, é essencial nesta conquista!

Over the years, parent volunteers with a genuine love of art along with all the stakeholders of the school community, have helped us to build a unique and commendable history. Always focused in supporting education, the Chapel Art Show has been instrumental in increasing art awareness, recognition and knowledge within our students as well as for all our visitors. Year after year, these rewards have enabled us to expand our arts programs as well as to promote critical thinking and open-mindedness. We believe that Art is essential to achieve this goal!

O Chapel Art Show segue proporcionando aos alunos, a toda a comunidade Chapel e ao público externo a oportunidade de se aproximar da arte, em visitas guiadas à mostra, palestras, workshops e vivências diversas, nos quais todos podem aprofundar seu conhecimento, numa rica interação com renomados artistas e especialistas em arte. É um evento virtuoso, não apenas por seus

The Chapel Art Show also provides students, our Chapel community, and the general public the opportunity to enjoy art in guided tours and activities. Exhibits are explained, lectures are offered, and often, workshops are promoted. These various experiences can deepen personal knowledge and provide insight into the artists and their works. 05


vários aspectos culturais - que são muitos e que o permitem ocupar lugar destacado no cenário artístico de nossa cidade -, como também por extrapolar a fronteira geográfica, dando suporte a comunidades necessitadas em diversas regiões do Brasil, por meio dos projetos beneficentes dos Oblatos de Maria Imaculada, aos quais destinamos o lucro obtido com a venda de obras. A profícua parceria da Chapel School com a arte rendeu também outro fruto inédito, o CAC Book - Chapel Art

Ultimately, the Chapel Art Show brings culture and learning to all its participants. Further, the sale of pieces during the Chapel Art Show directly benefits the work of the Oblates of Mary Immaculate as it helps to fund missions of charity here in Brazil. In honor of this special 70th year anniversary and Chapel School´s patron ship of the arts for over 50 years now, we are proud to launch the very first Chapel Art Collection Book or CAC Book. In


Collection Book, cujo lançamento temos o prazer de anunciar agora, na comemoração dos 70 anos da Chapel e dos 50 anos do Chapel Art Show. Nesta publicação, apresentamos as mais de 300 obras de arte que integram a coleção permanente do colégio - a qual foi formada ao longo de décadas por meio de doações dos artistas -, além de diversos conteúdos históricos e didáticos relacionados à arte, incluindo a palavra de respeitados especialistas. Uma obra duradoura, em perfeita sintonia com a perseverante contribuição da Chapel School para o saber da arte! Aos artistas, que com sua sensibilidade protagonizam nosso louvor à arte; e ao formidável time de voluntários, o qual com seu generoso coração o torna efetivo, meu profundo reconhecimento e minha sincera admiração! Parabéns!

this publication we documented and displayed the more than three hundred works of art that comprise our valued permanent collection. This impressive anthology of art pieces was formed over decades through donations from artists and volunteers. It is with deep appreciation and admiration to all for being part of Chapel’s precious history, that I extend my prayers and gratitude. As always, thank you to each and every one of you! Fr. Peter Curran, OMI, Chairman of the Board of Chapel School

Como sempre, a todos e a cada um de vocês, muito obrigado! Pe. Peter Curran, OMI, Presidente do Conselho Diretor da Chapel School 07


sumário Artista ho m ena gea d o .. . . . . . . . . . . . 08 Ger m a n L o rc a

U m O lha r L iv re, p o r Ad ri a n a Re d e C u ra d o ra . . . . . . . . . . . . . 11 Artistas c o nv i d a d o s.... . . . . . . . . . . . 28 A dr ian a C o n ti M elo 30 | A d ria na J obi m 3 1 | Al e x C e r ve ny 3 2 | Al e x a ndre Fran gio n i 3 3 | Alman d rad e 3 4 | A n n em ieW 35 | A n to n io H en rique Am a ra l 3 6 | Arg os S e l e m e 3 7 | B e t i na S amaia 3 8 | B ia B lack 3 9 | Cacip o ré To rres 40 | C á ssio Va sc o n c ello s 4 1 | C e l i a M a ce do 4 2 | C e l s o O rs i ni 4 3 | Ch r ist o p h e S p o t o 4 4 | Clau d io To z z i 45 | Cr is R o c h a 46 | C ristin a C a na l e 4 7 | C r i s t i na S á 4 8 | D a n Fi a l di ni 4 9 | Dirceu Mau és 5 0 | Du d a Covet t 51 | Du da Ro sa 52 | E d u a rd o Sru r 5 3 | E l a i ne Pe s s oa 5 4 | E we l y B ra nco 5 5 | Fab io Card o so 5 6 | Fau st o Ch er mo n t 57 | Fer n a n d a Fra n getto 58 | Fe r na ndo Ara uj o 5 9 | Fe r na ndo L e m os 6 0 | G alen o 6 1 | Gisela Heu ch er t 6 2 | Gregó rio G ru b er 63 | H en riq u e L orca 6 4 | H ug o C ur t i 6 5 | J a i m e P ra de s 6 6 | Jean Man z o n 6 7 | Jo ão Car lo s de So u za 68 | J o sé Sp a n io l 69 | J ua n E s t eve s 7 0 | Kat i a C a nt on 7 1 | Ki k a Lev y 7 2 | Lau ra Po rcelli 7 3 | Lú cio Ta m in o 74 | L u c a s L en c i 75 | L ui z M a r t i ns 7 6 | L ui z Pa ul o B a rave l l i 7 7 | M Lu isa Lo b o Ed it o re 7 8 | Marcelo So lá 79 | M a rc o Stellato 80 | Ma rcus Vi ní ci us 8 1 | M a r i Q ue i roz 8 2 | M a r i a Villares 8 3 | Mar in a K lin k 8 4 | M a rlen e S ta m m 85 | M o n ic a v. R e i s 8 6 | M i ro 8 7 | N e l s on L e i r ne r 8 8 | N e no Ramo s 8 9 | Nico Ceva 9 0 | Nid o Cam po lon go 91 | Pa b lo d i G iu lio 9 2 | Pat r i ci a Fur l ong 9 3 | Pa ul o Von Pos e r 9 4 | Pen n a P rearo 9 5 | Pet icov 9 6 | Regin a C a rm o n a 97 | Ro n a ld o C a l i x t o 9 8 | R ube ns M at uck 9 9 | S a i nt C l a ir Cemin 1 0 0 | S ergio Fin ger man n 101 | Sh ir ley Pa es L em e 102 | S ol a ng e S a ndova l 1 0 3 | The re za S a l a za r 1 0 4 | Ulysses B ô sco lo 1 0 5 | Vit o r M iza el 10 6 | Ya ra D ewa c h ter 10 7 | Yut a k a Toyot a 1 0 8 | Z e d N e s t i 1 0 9


Seleção E sp ec ia l d e G rav u ra s . . . . . . . . . . . . . . . . . . 110 A lfredo Vo lp i 112 | A m ílc a r d e C a s t ro 1 1 3 | Anna B e l l a G e i g e r 1 1 4 | Anna Mar ia Maio lin o 1 1 5 | Ar t h u r P iz a 116 | A th o s Bu lc ã o 117 | Bu rle M a r x 1 1 8 | C a m i l a S pos at i 1 1 9 | C a r l os C r u z Diez 1 2 0 | Car lo s S cliar 1 2 1 | Edu a rdo Su ed 122 | E fra im Wa i s s m a nn 1 2 3 | E m a noe l Ara uj o 1 2 4 | Fa bre R o lim 1 2 5 | F u ku d a 1 2 6 | Go n çalo Ivo 127 | Ib erê C a m a rgo 128 | I va l d G ra nat o 1 2 9 | J udi t h L a ua nd 1 3 0 | J ul io Le Parc 1 3 1 | K leb er Ven t u ra 132 | L eda C atu n d a 133 | L u is H e r m a no 1 3 4 | L ui s S a ci l ot t o 1 3 5 | M a ca paran a 1 3 6 | Man o el Novello 1 3 7 | Oscar N iem eyer 138 | Pa u lo Whi t a ke r 1 3 9 | R e g i na S i l ve i ra 1 4 0 | R ube m Po n d é 1 4 1 | Ru b en s Gerch man 142 | Sergio L u c en a 143 | Sérv ul o E s m e ra l do 1 4 4 | Tom i e O ht a ke 1 4 5 | Va s arely 1 4 6 | Wakab ayash i 1 4 7 | Waltércio C a ld a s 148 | Wesley D uke L e e 1 4 9 | Yug o M a be 1 5 0

N ú cleo G ra f i t e e Tem áti c a s U rb a n a s . . . . . . . . . . . 152 A dr ian o L em o s 154 | A lexa n d re M at os 1 5 5 | Apol o Tor re s 1 5 6 | C a r l os Fa do n Vicen t e 1 5 7 | Car lo s Mat u ck 158 | Edu C a rd o so 159 | E va n d ro P ra do 1 6 0 | G e j o 1 6 1 | G e n D ua r t e 1 6 2 | Jo sé Ad r ian o Lo p es 1 6 3 | K iko M a ldo n a d o 164 | L o ren a H o lla nde r 1 6 5 | M unda no 1 6 6 | Ve r m e l ho 1 6 7

N ú cleo N a if e Tem át ic a s b ra s i l e i ra s . . . . . . . . . . . . . . . . . . 168 A ldem ir M a rtin s 170 | A n to n io Pot e i ro 1 7 1 | C a r y bé 1 7 2 | C í ce ro D i a s 1 7 3 | Fan g 1 7 4 | Fran cisco Reb o lo 1 7 5 | Fu lv io Pe n n a c c h i 176 | G . To to l i 1 7 7 | H e nr y Vi t or 1 7 8 | J org e B ra nco 1 7 9 | K an agy 1 8 0 | K ar leen Ren w ick 181 | Rin ald o Sa n ti 182 | Sa n B e r t i ni 1 8 3

Artistas ho m ena g ea d o s e d i ç õ e s a n t e ri o re s . . . . . . . . . . . . . 184 Agrade c im ent o s.......... . . . 186 Fich a Téc nic a ............. 187 C réditos d a s im a g ens.. . . . . . . . . . . . 188


o artis - ta


11



Um Olhar Livre, por Adriana Rede Curadora

A Fre e G a z e, by cura tor A d ri a n a Red e

Diferente do texto crítico literário, em que as palavras versam sobre elas mesmas, o texto sobre arte demanda que o verbal se expresse sobre o não verbal. Assim, falar da linguagem visual por meio de palavras é um desafio. Principalmente quando se trata de escrever sobre a obra de German Lorca, um dos mais importantes fotógrafos brasileiros dos séculos XX e XXI, que consegue tornar visível o invisível aos nossos olhos.

Unlike in a literary critical text, in which the words tell about themselves, in a text about art, the verbal must express something about the nonverbal. Thus, talking about the visual language by means of words is a challenge. Especially when it comes to writing about the work of German Lorca, one of the most important Brazilian photographers of the 20th and 21st centuries, who manages to make the invisible visible to our eyes.

Algumas vezes cronista do cotidiano, outras, repórter documental, fotógrafo da cidade e da paisagem, seu melhor mostra-se em algum lugar onde o olhar pousa entre a razão e a fantasia.

At times a chronicler of everyday life, at other times a documentary reporter, photographer of the city and the landscape, his best is revealed at some place where his gaze alights between reason and fantasy. 13



Nesta mostra, apresentamos um conjunto selecionado de 75 obras de quem completou sete décadas de carreira e cuja produção é reconhecida internacionalmente. Em sua longa trajetória artística Lorca sempre foi livre ao fotografar, manteve a fidelidade a si próprio, sem receio das críticas. “A arte é o exercício experimental da liberdade” – já dizia o grande crítico Mario Pedrosa. O trabalho de Lorca pode ser chamado de lúdico, realista, concreto, por vezes caótico, mas sempre poético e trazendo-nos imagens que emocionam, como a da capa desta publicação.

In this show, we present a selected group of 75 artworks by an internationally recognized artist whose career has spanned seven decades. Throughout his long artistic career, Lorca has always evinced a free spirit while photographing, remaining true to himself, without fear of criticism. “Art is the experimental exercise of freedom” as stated by the great critic Mario Pedrosa. Lorca’s work could be called playful, realistic, concrete, sometimes chaotic, but always poetic and presenting us with images that evoke feelings, like the one on the cover of this publication. 15



Pertenceu à importante geração de fotógrafos dos anos 40, quando a fotografia moderna toma impulso no Brasil e vem revolucionar a fotografia brasileira até então, prioritariamente acadêmica.

He belongs to the important generation of photographers of the 1940s, when modern photography was on the rise in Brazil, revolutionizing Brazilian photography, which up to then had been primarily academic.

O trabalho de German Lorca desenvolveu-se quando se filiou, em 1948, ao Foto Cine Clube Bandeirante, agremiação criada em 1939 em São Paulo. Nele, Lorca aprendeu regras de composição, tais como profundidade, utilização de sombras e reflexos, ênfase no tema, equilíbrio entre formas. Um de seus diferenciais é a importância do corte e enquadramento na fotografia.

German Lorca’s work evolved when he joined, in 1948, the Foto Cine Clube Bandeirante, a photography club created in 1939 in São Paulo. There, Lorca learned rules of composition, such as depth, the use of shadows and reflections, emphasis on the theme, balance among the forms. One of the qualities that sets him apart is the importance he assigns to cropping and framing in photography. 17



No Cine Clube, a obra de Lorca destacou-se pelas cenas do cotidiano, embora sua produção no local tenha sido absolutamente variada. Por meio de suas fotografias urbanas, conta-nos a história de São Paulo desde os anos 1940, sem saber que estava contribuindo com a memória da formação cultural da cidade. Documentou, oficial e extraoficialmente, momentos importantes do crescimento paulista: os prédios e, depois, arranhacéus tomando o espaço das casas; a inauguração do Parque Ibirapuera, onde foi fotógrafo oficial das comemorações do IV Centenário da Fundação de São Paulo, e flagrou a poética cena de sua mãe e seu filho caminhando em direção ao novíssimo prédio da OCA (pp. 28 e 29).

In the Cine Clube, Lorca’s work was outstanding for its scenes of everyday life, though his production there was utterly wideranging. Through his urban photographs, he tells us the story of São Paulo since the 1940s, without knowing how much he was contributing to the memory of the city’s cultural formation. Officially and extra-officially, he documented important moments of the city’s growth: the buildings and, later, skyscrapers sprouting up in place of houses; the inauguration of Ibirapuera Park, where he was the official photographer of the celebrations for the 400th Anniversary of the Founding of São Paulo and captured the poetic scene of his mother and his son walking toward the brand-new OCA Building (pp. 28 e 29). 19



Paralelamente ao trabalho autoral, ganhava a vida como fotógrafo de publicidade, sempre com olhar diferenciado. A audácia e a novidade das buscas cromáticas, dos ângulos ousados e temas irreverentes, por vezes irônicos e provocativos, trouxeram-lhe sucesso na área. Todavia, nunca abandonou as experimentações e o trabalho autoral. Um primeiro exemplo é caracterizado pela ação, através da máquina, na imprevisibilidade do cotidiano, como em Aeroporto (p.24). Outro exemplo, Menina na Chuva, é um trabalho de composição, a montagem da cena, que antecede o ato fotográfico, em que sua sobrinha atua como modelo para protagonizar a imagem. Lorca sempre retratou suas obras como uma pintura da vida moderna.

In parallel with his authorial work, he earned his living as an advertising photographer, always with a unique perspective. The audacity and novelty of his chromatic investigations, his varying angles and irreverent, ironic and provocative themes, made him successful in the area. He never abandoned, however, his experimentations and his authorial work. A foremost example is characterized by his conveying, through the camera, the unpredictability of daily life, as in Aeroporto [Airport] (p.24). Another example, Menina na Chuva [Girl in the Rain], is a work of composition, of setting up the scene prior to the photographic act, with his niece serving as a model to protagonize the image. Portraiture in Lorca’s works is always like a painting of modern life. 21



Passou por uma fase concreta, movimento dos anos 50 com grande repercussão na arte brasileira, influenciado pelo amigo Geraldo de Barros. Criou interferências nos negativos, explorou planos e texturas, além da escolha de ângulos inusitados. O concretismo de Lorca é mais experimental, mais livre, e gerou obras belíssimas.

He went through a phase of concretism, a 1950s movement with great repercussion in Brazilian art, influenced by his friend Geraldo de Barros. He created interferences on the negatives, explored planes and textures, while also choosing uncommon angles. Lorca’s concretism is more experimental and freer, generating intensely beautiful works. 23



Às vezes mais narrativa, às vezes mais lírica, sua obra nos dá a sensação de um instante cúmplice… Sempre com o olhar inquieto e atento, produziu trabalhos como a imagem Mão na Porta, fotografada na Espanha em 1976, inédita para o público, que mostramos aqui pela primeira vez.

His work can be more narrative or more lyrical, but it never fails to make the viewer feel like an accomplice… Always with an uneasy and attentive gaze, he produced artworks like the image Mão na Porta [Hand on the Door], photographed in Spain in 1976, being shown to the public here for the first time. 25



Com trajetória reconhecida mundialmente, nunca parou. Participou da 9ª Bienal de São Paulo, em 1967, possui obras nos principais museus brasileiros como MAM Museu de Arte Moderna de São Paulo, Pinacoteca de São Paulo, MASP, entre tantos outros de significativa importância no cenário brasileiro e internacional, como no MoMA em Nova Iorque.

Recognized worldwide, he has never stopped working. He participated in the 9th Bienal de São Paulo, in 1967, and has works in key Brazilian museums such as the Museu de Arte Moderna [MAM] of São Paulo, the Pinacoteca de São Paulo, MASP, and in many other important institutions in Brazil and abroad, such as MoMA in New York.

Presenteou o acervo de obras da Chapel School com uma belíssima foto da fachada, por ocasião dos 70 anos do colégio (p. 4). Um de seus mais recentes trabalhos teve como ferramenta um telefone celular com câmara de última geração.

He donated to Chapel School’s collection a very beautiful photo of the school’s façade, on the occasion of its 70th anniversary (p. 4). One of his most recent works was made using a latest generation cell phone. 27



Completam a exposição algumas das máquinas fotográficas utilizadas por German Lorca ao longo dos últimos 70 anos, criando oportunidade para a apreciação do instrumento de trabalho desse grande artista, cujas imagens vamos guardar em nossas memórias.

Capping off the exhibition are some of the cameras used by German Lorca over the last 70 years, creating an opportunity for the appreciation of the working tool of this great artist, whose images we will always bear in our memories. 29


artis - ta s


convidados


Adriana Co n t i M e lo

Nem tudo e stĂĄ s u m i ndo AcrĂ­lica sobre tela 2017 80x100cm


Adriana Jobim

Ă­NDI A Fotografia em metacrilato 2015 67x100cm 33


Alex Cerveny

L ição de anato mia I, II e III Desenho, lápis de cor sobre papel s.d. 15x10cm (cada)


Alexandre Frangioni

P elo B ur ac o AcrĂ­lico, moedas e cofrinhos em impressĂŁo 3D 2016 10x10x10cm 35


Almandrade

Blue s ky Pintura acrĂ­lica sobre tela 1987 26x50cm


AnnemieW

Cabo cla Escultura digital 2017 90x60cm 37


A n to n i o H e n r i q u e Amaral

De o nde v ieram? TĂŠcnica mista sobre papel 1999 48x70cm


Argos Seleme

Ve r mel h o 3 a Pintura acrĂ­lica sobre tela 2015 83x122cm 39


Betina Sa m a i a

Ch ile Muelle de L as Almas | plat e 0 1 Fotografia 2016 102x152cm


Bia B l ac k

Da super f í ci e q ue s o m o s I Pintura, encáustica base óleo 2014 120x120cm 41


C ac i p o r ĂŠ To r r e s

S y m p ho n i a Escultura em bronze fundido 2017 20x15x5cm


Cรกssio Va s c o n c e l l o s

Vo o sobre S รฃo Paulo Fotografia 2016 100x150cm 43


Celia Mac e d o

s em tĂ­t ulo Pintura, guache e nanquim sobre papel dĂ­ptico 2017 100x140cm


Celso Orsini

M o noc rom ias Pintura, tĂŞmpera acrĂ­lica sobre tela 2015 130x180cm 45


C h r i s to p h e S p oto

O m ov imen to un i vers al i nf i nito Pintura, tĂŞmpera Ă base de ovo com pigmentos histĂłricos sobre tela 2015 70x70cm


Claudio To z z i

sem tít ulo 2 Pintura acrílica sobre tela 2014 40x40cm 47


Cris R o cha

s em tĂ­t ulo 1 Gravura em metal 2016 40x54cm


Cristina Canale

S o g r a e Quad r os Pintura acrĂ­lica sobre tela 2012 140x180cm 49


cristina SĂĄ

VĂŠ us Pintura e colagem com papel oriental sobre tela 2016 80x160cm


Da n Fialdini

L a r doc e lar Escultura em mรกrmore de Carrara 2012 8x6x6cm 51


Dirceu Ma u ĂŠ s

s alvado r ( da s ĂŠ rie E xt remo Ho rizo nt e) Fotografia pinhole na bicicleta 2013/2016 24x170cm


Duda Cov e t t

Geometr i a d o La r 1 Fotografia analรณgica 2008 80x80cm 53


Duda Rosa

Met rรณ pole Digicromia sobre metacrilato 2015 90x150cm


Eduardo Srur

Ár vor es Caí da s Objeto em madeira de eucalipto, fragmento da interveção artística realizada no Parque Ibirapuera, na cidade de São Paulo 2015 53x59x9cm 55


Elaine Pessoa

C élula s Fotografia em papel japonês sobre mármore travertino bruto 2010 2x5cm


Ew e l y B r a n co

Or gâ n i ca Pintura acrí lica sobre tela colada em madeira 2013 57x57cm 57


Fa b i o Cardoso

s e m tĂ­t ulo Pintura a Ăłleo sobre tela 1999 240x190cm


Fa u s t o Chermont

Th eat r o Am azo nas F otografia analรณgica e

cรณpia digital 2008 110x110cm 59


Fernanda F r a n g e t to

S h ell c o m p ĂŠ rola s Escultura em bronze 2017 57x77x20cm


Fernando A r a uj o

sem tĂ­tulo Pintura acrĂ­lica sobre tela 2009 200x190cm 61


Fernando Lemos

E s pera Fotografia 1949 47x47cm


Ga l e n o

RĂŠgua A n cestr al Madeira e objetos ancestrais (ex-votos) pintados a Ăłleo 2016 33x120x10cm 63


Gisela H e u ch e r t

Kino Pintura acrĂ­lica sobre tela 2015 90x155cm


Gregรณrio Gruber

Cidad e Pintura a รณleo sobre tela 2017 50x60cm 65


Henrique L o r ca

E n chant e d Horse Fotografia em Kodachrome 1985 60x45cm


Hugo Curti

E st u d o pa r a local ização d o m e i o - plane ta t e r r a Fotografia e objeto 2017 50x30x30cm 67


Jaime Prades

P r ana 4 Pintura acrĂ­lica sobre lona de caminhĂŁo usada 2012 85x84cm


Jean Ma n z o n

Álb um F otoc ost ur a , Mod elo, d esf ile d e m o da da Ca sa Canadá, s alõ es d o Copacabana Palace, Rio d e Jane i r o Fotografia p&b, pigmento sobre papel a partir do negativo original digitalizado déc. 1940 24x24cm (cada) 69


J oão C a r lo s de Souza

Co mpo s ição ( figura s ó ) , 1 9 3 0 – Tars ila do Amaral Caixa de madeira e luz de LED 2017 60x81x7cm


JosĂŠ S pa n i o l

Lo u s a Fotografia 2009 110x90cm 71


Juan Esteves

Ma rina Abramov iĆ p o p s é rie Fotografia 2015 58x57cm


Ka t i a C a n to n

P rofund ez a s d e c ura Pintura acrĂ­lica e caneta permanente sobre tela 2016 90x90cm 73


Kika Levy

s e m tĂ­t ulo 1 Gravura em metal 2016 15x15cm


La u r a Porcelli

En c uen tro d e los vien tos Pintura acrĂ­lica sobre tela 2016 150x300cm 75


Lú c i o Ta m i n o

Ta i o ba Pintura acrílica e spray 2015 70x50cm


L u ca s Lenci

St ill Li fe #01 Fotografia 2017 32x22cm 77


Lu i z Ma r t i n s

Da s ĂŠ rie fĂł s s eis urban o Nanquim sobre papel 2017 78x111cm


L u i z Pa u l o Ba r a v e l l i

O Ba i r r o Ób vi o Pintura acrílica, fórmica e óleo sobre compensado 2015 101x72cm 79


M Lu i s a Lo b o E d i to r e

s em tĂ­t ulo 1 Pintura a Ăłleo sobre tela 2015 97x165cm


Ma r c e l o Solá

sem título 1 Pintura, técnica mista sobre papel 2017 220x206cm 81


Ma r c o S t e l l ato

Merc edes Pintura a รณleo sobre tela 2017 40x45cm


Ma r c u s Vinícius

Expan s i vo Acrílica sobre MDF e esmalte sob vidros 2017 53 x60cm 83


Ma r i Queiroz

S ol i t u d e #03 Fotografia sobre papel algodĂŁo e bordado 2014 20x15cm


Ma r i a Villares

Gran d e F lor Pintura, tĂŞmpera acrĂ­lica sobre papel sobre tel a 2011 86x127cm 85


Ma r i n a Klink

Nat ureza o c ulta Fotografia s.d. 56x85cm


Ma r l e n e S ta m m

Da sér ie C ole ção 2 8 Pintura, aquarela so bre papel 2017 27x40cm 87


Miro

SĂŁo J erĂ´ nimo Tinta pigmentada sobre papel de algodĂŁo, a partir do cromo original sem tratamento digital. 1989 150x190cm


M o n i ca v. R e i s

Te r ritรณrio III Fotografia 2006 38x47cm 89


Nelson Leirner

Sleep well almofada com impressão digital montada em caixa com aplicação de stencil 2015 76x96x16 cm


Neno Ra m o s

Mona Li s a Colors W hi t e Marchetaria de acrĂ­lico 2015 85x85cm 91


N i co C e va

sem tĂ­t ulo 2 Fotografia 2015 56x83cm


Nido C a m p o lo n g o

P rim aver a Ă“leo sobre madeira compensada 2016 110x110cm 93


Pa b l o Di Giulio

Da s ĂŠ rie Do mingo na Praia, A r p oado r Fotografia p&b analĂłgica, gelatina e sais de prata 2010 90x90cm


Pa t r i c i a F u r lo n g

F r ontei r a s 3 Pintura acrĂ­lica e a Ăłleo sobre papel 2016 78x80cm 95


Pa u l o V o n Poser

Av en ida Paul ista LĂĄpis grafite, nanquim e pintura acrĂ­lica sobre tela 2015 30x140cm


Penna Prearo

T r i b unal das peq uena s alt eraç þes Fotografia 2016 60x80cm 97


P e t i cov

O E s fo rç o Pintura acrílica sobre tela 2014 160x200cm


Regina Carmona

Me u Lugar Um Santuár io B en ção Fotografia 2015 92x127cm 99


Ronaldo C a l i x to

Ad e reรง o II Fotografia 2015 60x54cm


Rubens Ma t u c k

sem tĂ­tulo Pintura a Ăłleo sobre madeira s.d 16x30cm 101


Sa i n t C l a i r Cemin

T he T hree G r ace s Escultura em bronze 2002 40x55x50cm


Sergio Fingermann

SuĂ­te co nstr utiva Pintura acrĂ­lica e papel de arroz sobre tela 2017 80x120cm 103


Sh i r l e y Pa e s L e m e

Série Des en ho - Ação Desenho, picumã sobre papel 1998 36x27cm


Solange Sa n d o v a l

s e m tĂ­t ulo (da s ĂŠ r i e To r r e s ) Nanquim e colagem sobre papel 2017 198x13cm 105


Th e r e z a Sa l a z a r

Da s é r i e Anacr o n i s m o s Serigrafia 2016 100x70cm


U ly s s e s B ô s co lo

Pássaro 3 P intura a óleo sobre tela 2017 20x30cm 107


V i to r Mizael

Sem tĂ­t ulo LĂĄpis sobre madeira 2015 115x70cm


Ya r a D e wa t ch t e r

E u q ue r i a s e r ela Desenho 2015 28x21cm 109


Y u ta k a Toyota

E spaç o Refle xo Infinito Aç o inox, alumínio, madeira e laminado 2015 55x113x8cm


Zed Nesti

O Am or Pintura a รณleo sobre papel 2017 43x61cm 111



s e l e ção especial DE G RAV U - RAS


Alfredo Volpi

s em tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 60x90cm


A m í l ca r d e Castro

sem título Litografia 1993 27x35cm 115


Anna Bella Geiger

Elem en to Serigrafia s.d. 90x70cm


A n n a Ma r i a Ma i o l i n o

s e m tĂ­tulo Litografia 1981 40x60cm 117


Arthur Piza

s em tĂ­t ulo Gravura em metal s.d. 106x75cm


At h o s B u lc ão

Lula II Serigrafia 1997 50x72cm 119


Burle Ma r x

s em tĂ­t ulo Litografia 1975 58x90cm


Camila S p o s at i

s e m tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 85x70cm 121


C a r lo s Cruz Diez

s e m tĂ­t ulo Serig rafia s.d. 74x74cm


C a r lo s Sc l i a r

s e m tĂ­t ulo Serigrafia 1972 60x45cm 123


Eduardo Sued

s em tĂ­tulo Serigrafia s.d. 70x150cm


Ef r a i m Wa i s s m a n n

s e m tĂ­t ulo Serigrafia 2017 49x37cm 125


Emanoel A r a uj o

s em tĂ­t ulo Litografia 1986 70x100cm


Fa b r e Rolim

s em tĂ­tulo Serigrafia s.d. 70x190cm 127


Fukuda

s e m tĂ­t ulo Serigrafia 2012 70x50cm


G o n ç a lo Ivo

sem título Serigrafia s.d. 50x190cm 129


Iberê Camargo

s e m tít ulo Serigrafia 1986 70x50cm


I va l d G r a n ato

s e m tĂ­t ulo Litografia s.d. 70x50cm 131


Judith La u a n d

s e m tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 50x50cm


Julio L e Pa r c

s e m tĂ­t ulo Serigrafia s.d 65x50cm 133


Kleber Ventura

1 4 Bis Serigrafia s.d. 35x50cm


Leda C at u n d a

Fol ha Serigrafia 2008 70x50cm 135


Lu i s Hermano

s e m tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 70x50cm


Lu i s Sac i l o t t o

sem tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 70x70cm 137


Maca p a r a n a

s e m tĂ­t ulo Serigrafia 2017 100x70cm


Ma n o e l N ov e l lo

sem tĂ­tulo Serigrafia s.d. 76x186cm 139


O s ca r Niemeyer

s em tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 60x80cm


Pa u l o W h i ta k e r

s e m tĂ­tulo Serigrafia s.d. 70x100cm 141


Regina S i lv e i r a

Da s ĂŠ r i e 3 Gravura em metal s.d. 70x50cm


Rubem Pondé

sem tít ulo Serigrafia s.d. 50x50cm 143


Rubens G e r ch m a n

s em tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 35x50cm


S ĂŠ r v u lo Esmeraldo

s e m tĂ­tulo Serigrafia s.d. 70x100cm 145


Sergio Lu c e n a

s e m tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 100x70cm


To m i e Oh t a k e

s e m tĂ­tulo Gravura em metal 1996 80x120cm 147


Va s a r e l y

s e m tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 100x78cm


Wa k a b aya s h i

banane ira Serigrafia 2007 70x100cm 149


Wa l t é r c i o Caldas

s em tít ulo Serigrafia s.d. 50x70cm


Wesley Duke Lee

ca m p os d o j or dĂŁo Gravura em metal s.d. 35x50cm 151


Yugo Ma b e

s em tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 25x25cm (cada)


153



Núcleo Grafite e T e m át i c a s urba -nas


Adriano Lemos

Menina Pintura acrĂ­lica sobre tela 2013 70x70cm


Alexandre Ma t o s

BalĂľes Grafite sobre papel 2016 100x15cm (cada) 157


A p o lo To r r e s

Bic icle ta Pintura a óleo, acrílica e spray sobre tela 2017 140x200cm


C a r lo s Ma t u c k

Robe rt Law les s n Âş 8 Pintura, aquarela e acrĂ­lica sobre papel 2009 68x51cm 159


C a r lo s Fa d o n V i c e n t e

Alian รงa nยบ 3 Fotografia 2016 25x55cm


Edu Cardoso

Navio E n cantad o Pintura a รณleo sobre tela 2015 160x130cm 161


E va n d r o Prado

Ba r r o co Pintura a รณleo sobre tela 2016 120x90cm


Gejo

s e m tĂ­t ulo Pintura, grafite 2014 184x138cm 163


Gen Duarte

Ras go 01 Pintura acrĂ­lica sobre lona 2017 120x80cm


JosĂŠ Adriano Lo p e s

Cotid ian o 556 Colagem e pintura 2014 140x140cm 165


K i ko Ma l d o n a d o

Banana An dy T r i b ut e Recorte em metal 2015 200x60x4cm


Lo r e n a Hollander

Em issĂŁo Fotomontagem 2010 62x82cm 167


Mundano

Sé rie Vândalo s Técnica mista sobre tela 2016 100x150cm


vermelho

Elli ot Serigrafia 2012 70x50cm 169



NĂşcleo naif e T e m ĂĄt i c a s brasi -leiras


Aldemir Ma r t i n s

s e m tĂ­t ulo Serigrafia 2002 70x50cm


A n to n i o P ot e i r o

sem tĂ­tulo Serigrafia s.d. 41x36cm 173


Carybé

Vadiação Serigrafia s.d. 70x90cm


Cícero Dias

s e m tít ulo Serigrafia s.d. 70x50cm 175


fa n g

s em tĂ­t ulo Gravura em metal s.d. 35x50cm


F r a n c i s co R e b o lo

s em tĂ­tulo Litografia s.d. 51x66cm 177


F u lv i o P e n n acch i

s em tĂ­t ulo Serigrafia s.d. 70x100cm


G. Toto l i

Es cult ur a N i nfa Escultura em cerâmica esmaltada perfurada 2010 68x58x28cm 179


Henry V i to r

Alé m das c o res Pintura a óleo sobre tela 2017 60x80cm


Jorge B r a n co

Cas a r i o A zul / Ver m elho II Pintura a รณleo sobre tela 2009 140x50cm 181


Ka n a g y

Rendas , F lo res , Ín dio s , Baiana s e Saguis Pintura acrílica sobre tela 2017 80x120cm


Ka r l e e n Renwick

P eixe 2 Pintura acrĂ­lica sobre tela 2017 28x135cm 183


Rinaldo Sa n t i

L embran ças Pintura acrílica sobre tela 2017 60x80cm


Sa n Bertini

A c olh eita na fa z enda d e trigo Pintura a รณleo sobre tela 2009 60x90cm 185


ARTISTAS H OME - NA G EADOS edições anteriores


2017 2015 2014 2012 2011 2010 2009 2008 2007 2006 2005 2004 2003 2002

German Lorca Nelson Leirner Judith Lauand Cláudio Tozzi Antonio Henrique Amaral Luiz Paulo Baravelli Florian Raiss Projeto Paint a Future Regina Silveira Ivald Granato Antonio Peticov Wesley Duke Lee Victor Brecheret Élon Brasil

2001 1999 1998 1998 1997 1996 1995 1994 1993 1992 1990 1989 1988 1987

Tikashi Fukushima Antônio Hélio Cabral Domenico Calabrone Mário Gruber Yugo Mabe Carlos Araújo Antonio Peticov Gustavo Rosa Aldemir Martins Carlos Scliar Mário Campelo Fang Fúlvio Pennacchi Manabu Mabe

1986 1985 1984 1983 1982 1981 1980 1979 1978 1977 1976 1975 1974 1973

Arcângelo Ianelli Marcelo Grassmann Roni Brandão Tomie Ohtake Wakabayashi Alfredo Volpi Guilherme de Faria Carybé Y. Takaoka Thomas Ianelli Sachiko Celina Lima Verde Darcy Penteado Helenos 187


ag r a d e - c i m e n to s Agradecemos a todos que dedicaram seu tempo a este projeto. Aos voluntários que trabalharam no Chapel Art Show. Aos colaboradores da Chapel School, Adriana Marques, Adylson Bisca, Cida Gregório, Conceição Deffune, Fernanda Caires, Honório Brandão e Rafael Brasil e suas maravilhosas equipes. À Marcia Berkowitz e suas equipes de Compras, Manutenção e Nutrição, sem as quais não seria possível a realização deste evento. A todo o Corpo Acadêmico, especialmente às Professoras de Arte Camila Costa, Critina Maesano e Sylvia Almeida e à Coordenadora de Currículo do Programa Brasileiro Paula Moro.


Curadoria Adriana Rede Coordenação Tecnologia e Coordenação Suporte aos Artistas Homenageados Célia Gallo Coordenação Educativo Elissa Daher e Maria Elena Sykora Gutauskas Coordenação de Voluntários Emy Hasse e Silvia López

Coordenação Reserva Técnica, Recepção e Devolução de Obras Monika Kiep, Simone Dezembro, Kathi Powels e Raquel Hernandez

Assistentes de Produção Cassia Sandoval e Mariana Trevas

Coordenação Mailing/Cadastro e Coordenação Pré-Montagem Carol Maluf

Projeto Gráfico e Design Pandoala Estúdio

Coordenação Montagem/Obras Isabela Abram

Seleção Especial de Gravuras Escritório de Arte Papel Assinado

Impressão e Acabamento ArtSim

Coordenação Mailing/Manuseio e Coordenação Back Office Emy Hase

Agradecemos às voluntárias coordenadoras, a toda a equipe de voluntários, aos membros do PTA - ParentTeacher Association, às apoiadoras Natália Garrido, Stéphanie Habrich Guazzeli, Silvana Chamma Karachian, Zélia Frangioni e a todos que tornaram este 46o. Chapel Art Show um sucesso! Agradecimento especial à Galeria Utópica, representante do artista homenageado German Lorca, à Alke Logística e à Capricho Molduras. 189


Créditos das imagens do artista German Lorca Capa Homem com Guarda-chuva, 1954 | p. 01 Quadrado e Círculo, 2009 | p. 04 Outono na Chapel, 2017 | p. 10 Telhados de Vidro, 1967 | p. 12 Malandragem, 1949 | p. 14 Homem na Chuva, 1950 | p. 16 Pernas, 1960 | p. 18 Menina na Chuva, 1952 | p. 20 Telhados, 1951 | p. 22 Mão na Porta, 1976 | p. 24 Aeroporto, 1999 | p. 26 No desfile, c. 1960 | pp. 28 e 29 Oca, 1954 | p. 106 Dragão do Mar, 1999 | p. 152 Janela Av. Ipiranga, 1952 | p. 168 Circo de cavalinhos, 1952 | p. 184 Enseada São Vicente, 1949 Créditos adicionais de imagens p. 02 Fachada Chapel School, em 1948. Acervo Chapel School | p. 09 Retrato de German Lorca. Foto: Juan Esteves


191


A lk L

GISTICA


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.